ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ IDEIASNET SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2016 - IDEIASNET SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2"

Transcrição

1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração do Fluxo de Caixa 6 Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido DMPL - 01/01/2016 à 31/03/ DMPL - 01/01/2015 à 31/03/ Demonstração do Valor Adicionado 9 DFs Consolidadas Balanço Patrimonial Ativo 10 Balanço Patrimonial Passivo 12 Demonstração do Resultado 14 Demonstração do Resultado Abrangente 15 Demonstração do Fluxo de Caixa 16 Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido DMPL - 01/01/2016 à 31/03/ DMPL - 01/01/2015 à 31/03/ Demonstração do Valor Adicionado 20 Comentário do Desempenho Pareceres e Declarações Relatório da Revisão Especial - Sem Ressalva 66

2 Dados da Empresa / Composição do Capital Número de Ações (Mil) Trimestre Atual 31/03/2016 Do Capital Integralizado Ordinárias Preferenciais 0 Total Em Tesouraria Ordinárias 0 Preferenciais 0 Total 0 PÁGINA: 1 de 67

3 DFs Individuais / Balanço Patrimonial Ativo (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Trimestre Atual 31/03/2016 Exercício Anterior 31/12/ Ativo Total Ativo Circulante Caixa e Equivalentes de Caixa Recursos em Banco e em Caixa Depósitos Bancários de Curto Prazo Contas a Receber Clientes Outras Contas a Receber Adiantamentos Diversos Outros Valores a Receber Tributos a Recuperar Tributos Correntes a Recuperar Imposto de renda e contribuição social Despesas Antecipadas Despesas Antecipadas Outros Ativos Circulantes Ativos Não-Correntes a Venda Imóveis Ativo Não Circulante Ativo Realizável a Longo Prazo Contas a Receber Outras Contas a Receber Créditos com Partes Relacionadas Créditos com Controladas Créditos com Outras Partes Relacionadas Outros Ativos Não Circulantes Depósitos Judicias Imobilizado Imobilizado em Operação Valor Original (-) Depreciações Acumuladas Intangível Intangíveis Valor Original (-) Amortizações Acumuladas PÁGINA: 2 de 67

4 DFs Individuais / Balanço Patrimonial Passivo (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos Provisões Provisões Fiscais Previdenciárias Trabalhistas e Cíveis Provisões Fiscais Provisão para Contingencias Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda e Descontinuados Trimestre Atual 31/03/2016 Exercício Anterior 31/12/ Passivo Total Passivo Circulante Obrigações Sociais e Trabalhistas Obrigações Trabalhistas Obrigações Trabalhistas e Sociais Obrigações Fiscais Obrigações Fiscais Federais Imposto de Renda e Contribuição Social a Pagar Impostos a Pagar Empréstimos e Financiamentos Empréstimos e Financiamentos Em Moeda Nacional Outras Obrigações Outros Outros Valores a Pagar Passivo Não Circulante Tributos Diferidos Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda Provisão para Passivo a Descoberto Patrimônio Líquido Capital Social Realizado Capital Social Subscrito Reservas de Capital Plano de Opções - Outras Reservas de Capital Legal Ganho/(Perda) Capital - Var. Part. Controladas Lucros/Prejuízos Acumulados Ajustes de Avaliação Patrimonial Ajustes de Avaliação Patrimonial Ajustes de Variação Cambial PÁGINA: 3 de 67

5 DFs Individuais / Demonstração do Resultado (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta 3.01 Receita de Venda de Bens e/ou Serviços Resultado Bruto Despesas/Receitas Operacionais Despesas Gerais e Administrativas Despesas Gerais e Administrativas Outras Receitas Operacionais Outras Despesas Operacionais Resultado de Equivalência Patrimonial Equivalência Patrimonial Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos Resultado Financeiro Receitas Financeiras Despesas Financeiras Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro Resultado Líquido das Operações Continuadas Lucro/Prejuízo do Período Lucro por Ação - (Reais / Ação) Lucro Básico por Ação ON 0, , Lucro Diluído por Ação Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ ON 0, ,22720 PÁGINA: 4 de 67

6 DFs Individuais / Demonstração do Resultado Abrangente (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ Lucro Líquido do Período Outros Resultados Abrangentes Ajuste acumulado de conversão Resultado Abrangente do Período PÁGINA: 5 de 67

7 DFs Individuais / Demonstração do Fluxo de Caixa - Método Indireto (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ Caixa Líquido Atividades Operacionais Caixa Gerado nas Operações Lucro/Prejuízo Líquido Equivalência Patrimonial Depreciação e Amortização Provisões Juros, Variações monetárias e Cambiais Remuneração Baseada em Ações Variações nos Ativos e Passivos Clientes Impostos a Recuperar Despesas Antecipadas Depósitos Judiciais Demais Contas a Receber (circulante e não circulante) Salários, Encargos e Benefícios Sociais Obrigações Fiscais e Tributárias a Pagar Adiantamentos diversos Demais Obrigações Caixa Líquido Atividades de Investimento Investimentos Imobilizado Intangível Caixa Líquido Atividades de Financiamento Amortizações de empréstimos Amortizações de empréstimos (juros) Contratos de Mútuos Aumento (Redução) de Caixa e Equivalentes Saldo Inicial de Caixa e Equivalentes Saldo Final de Caixa e Equivalentes PÁGINA: 6 de 67

8 DFs Individuais / Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido / DMPL - 01/01/2016 à 31/03/2016 (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta 5.01 Saldos Iniciais Saldos Iniciais Ajustados Transações de Capital com os Sócios Plano de Opção de Ações Resultado Abrangente Total Lucro Líquido do Período Outros Resultados Abrangentes Ajustes de Conversão do Período Outras Mutações Internas do Patrimônio Líquido Ganho (perda) de Capital relativo a variação na participação das controladas Capital Social Integralizado Reservas de Capital, Opções Outorgadas e Ações em Tesouraria Reservas de Lucro Lucros ou Prejuízos Acumulados Outros Resultados Abrangentes Patrimônio Líquido Saldos Finais PÁGINA: 7 de 67

9 DFs Individuais / Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido / DMPL - 01/01/2015 à 31/03/2015 (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Capital Social Integralizado Reservas de Capital, Opções Outorgadas e Ações em Tesouraria Reservas de Lucro Lucros ou Prejuízos Acumulados Outros Resultados Abrangentes Patrimônio Líquido 5.01 Saldos Iniciais Saldos Iniciais Ajustados Transações de Capital com os Sócios Plano de opções de ações Resultado Abrangente Total Lucro Líquido do Período Outros Resultados Abrangentes Ajustes de Conversão do Período Ajustes de avaliação patrimonial (líquido de impostos) Saldos Finais PÁGINA: 8 de 67

10 DFs Individuais / Demonstração do Valor Adicionado (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ Receitas Vendas de Mercadorias, Produtos e Serviços Insumos Adquiridos de Terceiros Materiais, Energia, Servs. de Terceiros e Outros Valor Adicionado Bruto Retenções Depreciação, Amortização e Exaustão Valor Adicionado Líquido Produzido Vlr Adicionado Recebido em Transferência Resultado de Equivalência Patrimonial Receitas Financeiras Outros Valor Adicionado Total a Distribuir Distribuição do Valor Adicionado Pessoal Remuneração Direta Benefícios F.G.T.S Impostos, Taxas e Contribuições Federais Municipais Remuneração de Capitais de Terceiros Juros Aluguéis Outras Remuneração de Capitais Próprios Lucros Retidos / Prejuízo do Período PÁGINA: 9 de 67

11 DFs Consolidadas / Balanço Patrimonial Ativo (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Trimestre Atual 31/03/2016 Exercício Anterior 31/12/ Ativo Total Ativo Circulante Caixa e Equivalentes de Caixa Recursos em Banco e em Caixa Depósitos Bancários de Curto Prazo Aplicações Financeiras Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo Títulos para Negociação Contas a Receber Clientes Clientes (-) Provisão para Devedores Duvidosos Outras Contas a Receber Adiantamentos a Fornecedores Adiantamentos Diversos Outros Valores a Receber Estoques Estoques (-) Provisão para Perdas de Estoques Tributos a Recuperar Tributos Correntes a Recuperar Impostos a Compensar Imposto de renda e contribuição social Despesas Antecipadas Despesas Antecipadas Outros Ativos Circulantes Ativos Não-Correntes a Venda Imóveis Outros Caixa Vinculado Ativo Não Circulante Ativo Realizável a Longo Prazo Aplicações Financeiras Avaliadas a Valor Justo Títulos por meio de resultado Contas a Receber Clientes Outras Contas a Receber Tributos Diferidos Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos Créditos com Partes Relacionadas Créditos com Controladores Créditos com Outras Partes Relacionadas Outros Ativos Não Circulantes Impostos a Recuperar Depósitos Judiciais Imposto de Renda e Contribuição Social PÁGINA: 10 de 67

12 DFs Consolidadas / Balanço Patrimonial Ativo (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Trimestre Atual 31/03/2016 Exercício Anterior 31/12/ Ativos Classificados como Mantidos para Venda Investimentos Participações Societárias Participações em Coligadas Outras Participações Societárias Imobilizado Imobilizado em Operação Valor Original (-) Depreciações Acumuladas Intangível Intangíveis Valor Original (-) Amortizações Acumuladas Ágio na Aquisição de Investimentos Ajuste por Fair Value (-) Amortizações Acumuladas Fair Value PÁGINA: 11 de 67

13 DFs Consolidadas / Balanço Patrimonial Passivo (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Outras Obrigações Passivos com Partes Relacionadas Débitos com Outras Partes Relacionadas Outros Outros Valores a Pagar Tributos Diferidos Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos Provisões Provisões Fiscais Previdenciárias Trabalhistas e Cíveis Provisões Fiscais Provisão para Contingências Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda e Descontinuados Trimestre Atual 31/03/2016 Exercício Anterior 31/12/ Passivo Total Passivo Circulante Obrigações Sociais e Trabalhistas Obrigações Trabalhistas Obrigações Trabalhistas e Sociais Fornecedores Fornecedores Nacionais Obrigações Fiscais Obrigações Fiscais Federais Imposto de Renda e Contribuição Social a Pagar Impostos a recolher Empréstimos e Financiamentos Empréstimos e Financiamentos Em Moeda Nacional Outras Obrigações Outros Adiantamentos a Clientes Outros Valores a Pagar Receita Diferida Passivo Não Circulante Empréstimos e Financiamentos Empréstimos e Financiamentos Em Moeda Nacional Passivos sobre Ativos Não-Correntes a Venda Lucros e Receitas a Apropriar Receitas a Apropriar Receita Diferida Patrimônio Líquido Capital Social Realizado Subscrito Reservas de Capital Plano de Opções - Outras Reservas de Capital PÁGINA: 12 de 67

14 DFs Consolidadas / Balanço Patrimonial Passivo (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Trimestre Atual 31/03/2016 Exercício Anterior 31/12/ Ganho/(Perda) Capital - Var. Part. Controladas Lucros/Prejuízos Acumulados Ajustes de Avaliação Patrimonial Ajustes de Avaliação Patrimonial Ajustes de Variação Cambial Participação dos Acionistas Não Controladores PÁGINA: 13 de 67

15 DFs Consolidadas / Demonstração do Resultado (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta 3.01 Receita de Venda de Bens e/ou Serviços Receita Operacional Bruta Deduções sobre a Receita Bruta Custo dos Bens e/ou Serviços Vendidos Resultado Bruto Despesas/Receitas Operacionais Despesas Gerais e Administrativas Despesas Gerais e Administrativas Outras Receitas Operacionais Outras Despesas Operacionais Resultado de Equivalência Patrimonial Equivalência Patrimonial Ganho (perda de Investimentos) Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos Resultado Financeiro Receitas Financeiras Despesas Financeiras Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Corrente Diferido Resultado Líquido das Operações Continuadas Resultado Líquido de Operações Descontinuadas Lucro/Prejuízo Líquido das Operações Descontinuadas Plano de Participação nos Lucros e Resultados Resultado de Operações Descontinuadas Lucro/Prejuízo do Período Atribuído a Sócios da Empresa Controladora Atribuído a Sócios Não Controladores Lucro por Ação - (Reais / Ação) Lucro Básico por Ação ON 0, , Lucro Diluído por Ação Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ ON 0, ,22720 PÁGINA: 14 de 67

16 DFs Consolidadas / Demonstração do Resultado Abrangente (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ Lucro Líquido do Período Outros Resultados Abrangentes Ajuste acumulado de conversão Resultado Abrangente do Período Atribuído a Sócios da Empresa Controladora Atribuído a Sócios Não Controladores PÁGINA: 15 de 67

17 DFs Consolidadas / Demonstração do Fluxo de Caixa - Método Indireto (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Provisão para creditos deliquidação duvidosa, contingências e estoque Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ Caixa Líquido Atividades Operacionais Caixa Gerado nas Operações Lucro/Prejuízo Líquido Equivalência Patrimonial Depreciação e Amortização Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos Juros, Variações Monetárias e Cambiais Remuneração Baseada em Ações Perda (Ganho) de Investimento e Capital Baixa de Imobilizado e Intangível Variações de Ativos mantidos para a venda Variações nos Ativos e Passivos Clientes Estoques Impostos a Recuperar Despesas Antecipadas Depósitos Judiciais Fornecedores Demais Contas a Receber Salários, Encargos e Benefícios Sociais Obrigações Fiscais e Tributárias a Pagar e Recuperar Demais Obrigações Adiantamentos diversos Imposto de renda e contribuição social pagos Passivos classificados como mantidos para venda Variação de ativos mantidos para venda Ativos classificados como mantidos para venda Caixa Líquido Atividades de Investimento Investimentos (Vendas e Aquisições Liquidas) Imobilizado Intangível Aplicações Financeiras Resgate de Cotas por Minoritários Caixa Restrito Variação de ativos mantidos para venda Caixa e equivalente de ativos mantidos para venda Caixa Líquido Atividades de Financiamento Captações Amortizações Amortizações (juros) Contrato de Mutuo Variação de ativos mantidos para venda Aumento (Redução) de Caixa e Equivalentes PÁGINA: 16 de 67

18 DFs Consolidadas / Demonstração do Fluxo de Caixa - Método Indireto (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ Saldo Inicial de Caixa e Equivalentes Saldo Final de Caixa e Equivalentes PÁGINA: 17 de 67

19 DFs Consolidadas / Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido / DMPL - 01/01/2016 à 31/03/2016 (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta 5.01 Saldos Iniciais Saldos Iniciais Ajustados Transações de Capital com os Sócios Plano de Opção de Ações Resgate de cotas Resultado Abrangente Total Lucro Líquido do Período Outros Resultados Abrangentes Ajustes de Conversão do Período Outras Mutações Internas do Patrimônio Líquido Ganho (perda) de Capital relativo a variação na participação das controladas Capital Social Integralizado Reservas de Capital, Opções Outorgadas e Ações em Tesouraria Reservas de Lucro Lucros ou Prejuízos Acumulados Outros Resultados Abrangentes Patrimônio Líquido Participação dos Não Controladores Patrimônio Líquido Patrimônio líquido descontinuadas Saldos Finais PÁGINA: 18 de 67

20 DFs Consolidadas / Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido / DMPL - 01/01/2015 à 31/03/2015 (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta 5.01 Saldos Iniciais Saldos Iniciais Ajustados Transações de Capital com os Sócios Plano de opções de ações Resultado Abrangente Total Lucro Líquido do Período Outros Resultados Abrangentes Ajustes de Conversão do Período Ajustes de avaliação patrimonial (líquido de impostos) Capital Social Integralizado Reservas de Capital, Opções Outorgadas e Ações em Tesouraria Reservas de Lucro Lucros ou Prejuízos Acumulados Outros Resultados Abrangentes Patrimônio Líquido Participação dos Não Controladores Patrimônio Líquido Saldos Finais PÁGINA: 19 de 67

21 DFs Consolidadas / Demonstração do Valor Adicionado (Reais Mil) Código da Conta Descrição da Conta Acumulado do Atual Exercício 01/01/2016 à 31/03/2016 Acumulado do Exercício Anterior 01/01/2015 à 31/03/ Receitas Vendas de Mercadorias, Produtos e Serviços Outras Receitas Devoluções e Cancelamentos Provisão/Reversão de Créds. Liquidação Duvidosa Insumos Adquiridos de Terceiros Custos Prods., Mercs. e Servs. Vendidos Materiais, Energia, Servs. de Terceiros e Outros Outros Valor Adicionado Bruto Retenções Depreciação, Amortização e Exaustão Valor Adicionado Líquido Produzido Vlr Adicionado Recebido em Transferência Resultado de Equivalência Patrimonial Receitas Financeiras Outros Valor Adicionado Total a Distribuir Distribuição do Valor Adicionado Pessoal Remuneração Direta Benefícios F.G.T.S Impostos, Taxas e Contribuições Federais Estaduais Municipais Remuneração de Capitais de Terceiros Juros Aluguéis Outras Remuneração de Capitais Próprios Lucros Retidos / Prejuízo do Período Part. Não Controladores nos Lucros Retidos PÁGINA: 20 de 67

22 Comentário do Desempenho Relatório da Administração A Receita Líquida Consolidada da Ideiasnet somou R$45 milhões no 1T16, uma queda de 83% em relação ao 1T15, devido principalmente à redução de 84% no faturamento da Officer, em recuperação judicial, de R$249 milhões no 1T15 para R$39 milhões no 1T16, mas também ao fato de que o 1T15 consolidava ainda as receitas da Moip, empresa vendida em fevereiro de 2016, além da Pini e da Automatos, empresas classificadas como ativos mantidos para venda no 1T16. A Margem Bruta foi reduzida de 20,6% no 1T15 para 17,8% no 1T16, especialmente devido à queda de três pontos percentuais na margem bruta registrada pela Officer, em recuperação judicial. O EBITDA, no entanto, foi positivo no valor de R$20 milhões no 1T16, uma significativa melhoria em relação ao 1T15, quando a Companhia registrou um valor negativo de R$24 milhões, devido primordialmente ao ganho de R$49 milhões apurado na venda da Moip, parcialmente compensado pelo pior desempenho Officer, em recuperação judicial. Como consequência, a margem EBITDA Consolidada registrada no 1T16 foi positiva em 44%, comparada à margem negativa de 9,0% do 1T15. Além dos aspectos operacionais citados, as despesas financeiras líquidas passaram de uma despesa de R$7 milhões no 1T15 para uma receita R$4 milhões no 1T16, como consequência principalmente da interrupção no reconhecimento de correção e juros sobre o passivo da Officer, em recuperação judicial, a partir da data do deferimento do pedido de recuperação judicial, em 26 de outubro de As empresas Pini e Automatos, classificadas como ativos mantidos para venda no 1T16, somaram um prejuízo de operações descontinuadas no valor de R$4 milhões no trimestre. Pelos fatores acima expostos, a Ideiasnet registrou Lucro Líquido de R$14 milhões no 1T16, comparado ao prejuízo líquido de R$28 milhões observado no 1T15. Resumo do Resultado (R$ mil) 1T15 1T16 Receita Líquida % (-) Custos dos Produtos e Serviços Vendidos ( ) (37.026) -83% Margem Bruta % % margem bruta 20,6% 17,8% (-) Despesas Operacionais (80.033) EBITDA (24.369) % margem EBITDA -9,0% 44,5% (-) Amortização & Depreciação (2.089) (1.400) -33% (+) Resultado Financeiro Líquido (7.510) (-) IRPJ e CSLL (-) Participações de não controladores (4.502) - (+) Resultado de operações descontinuadas e PLR (339) (4.395) 1196% Resultado Líquido da Controladora (27.782) PÁGINA: 21 de 67

23 IDEIASNET S.A. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS PERÍODO DE TRÊS MESES FINDO EM 31 DE MARÇO DE 2016 (Em milhares de Reais, exceto quando indicado de outra forma) 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1. Contexto operacional A ( Companhia ) é uma companhia de venture capital e gestora de fundos, localizada na cidade do Rio de Janeiro, à Rua Visconde de Pirajá, 572, 4º andar - Ipanema, que adquire participações diretas e indiretas em companhias do setor de Tecnologia, Mídia e Telecomunicações (TMT) no Brasil e América Latina, além de administração e gestão de carteira e recursos próprios e de terceiros e outros veículos de investimentos. A Companhia participa (i) em empresas de maior porte, com posição de liderança em seus segmentos de mercado, e (ii) em empresas em estado inicial de desenvolvimento que têm significativo potencial de ganhar escala e atingir uma posição de liderança em seus respectivos segmentos de atuação. A Companhia visa a maximizar o retorno dos seus investimentos através de uma gestão ativa do seu portfólio. Esta gestão se traduz em uma atuação constante em operações de fusões e aquisições, de novos investimentos em companhias com alto potencial de crescimento e de uma avaliação constante do portfólio atual com o objetivo de determinar o melhor momento de efetuar um desinvestimento. Na sua atuação junto às investidas, a Ideiasnet compartilha experiências e know-how, viabiliza o acesso à obtenção de recursos financeiros, gera sinergias, e busca a aceleração do desenvolvimento de suas atividades. Participando dos conselhos de administração de suas investidas, a Companhia contribui ativamente na definição conjunta de estratégias e metas, no posicionamento de mercado, assim como na identificação, negociação e estruturação de aquisições, contatos estratégicos, e na seleção de seus principais executivos. Por sua experiência, conhecimento do setor de TMT e histórico de crescimento, a Companhia consegue identificar novas oportunidades de investimento agregando valor às empresas investidas, implementando as melhores práticas de gestão e permitindo que elas apresentem taxas significativas de crescimento ao longo dos anos. Adicionalmente, a Companhia busca identificar modelos de negócios no setor de TMT, já desenvolvidos em outros países, e que possam ser implementados com sucesso principalmente no Brasil e na América Latina. A Companhia iniciou suas atividades em 10 de abril de 2000, tendo por objetivo a participação no capital de outras sociedades, empreendimentos e consórcios como sócia, acionista, quotista ou consorciada. Em 08 de junho de 2000, a Companhia tornou-se a primeira empresa de Tecnologia de Informação brasileira a lançar ações no mercado, sendo todas ordinárias (IDNT3). Em 14 de janeiro de 2008, a Ideiasnet entrou no novo mercado na BM&FBovespa. Em 2013, a Ideiasnet se credenciou como Gestora de Recursos, podendo, assim, atuar na captação de Fundos de Investimentos com investidores nacionais e internacionais, sempre com o objetivo de investir em empresas do setor de TMT. Pela atuação como Gestora, a 1 PÁGINA: 22 de 67

24 Companhia poderá ser remunerada com taxas de administração e desempenho, tendo, assim, uma fonte adicional de recursos para cobrir seus gastos operacionais. O negócio da Ideiasnet, administração de fundos de Venture Capital, tem uma peculiaridade no que se refere à gestão de seu fluxo de caixa. Muitas das empresas em que investimos ainda se encontram em uma fase de seu negócio cujo consumo de caixa é acelerado e são financiadas, principalmente, por seus acionistas, gerando capital circulante líquido consolidado negativo. De acordo com o plano de negócio da Companhia, o caixa a ser utilizado nas operações virá da taxa de administração recebida pela gestão do Ideiasnet FIP I, aumentos de capital, eventuais desinvestimentos, refinanciamentos de dívidas para longo prazo e futuros dividendos provenientes das empresas mais maduras. As operações geradas pelas controladas e coligadas são descritas na nota explicativa nº 12. A Companhia tem como objetivo a recuperação de empresas para futuro desinvestimento. Definimos o termo Grupo para Ideiasnet e suas controladas diretas e indiretas e controladas em conjunto. 2. APRESENTAÇÃO DAS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS As Informações Trimestrais individuais foram elaboradas e preparadas de acordo com o Pronunciamento Técnico CPC 21 (R1) Demonstração Intermediária e as Informações Trimestrais consolidadas foram elaboradas e preparadas de acordo com o Pronunciamento técnico CPC 21 (R1) Demonstração Intermediária e com a norma internacional IAS 34 Interim Financial Reporting emitida pelo International Accounting Standards Board IASB. A apresentação dessas informações está de forma condizente com as Normas expedidas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), aplicáveis à elaboração das Informações Trimestrais ITR. As informações trimestrais consolidadas incluem as informações trimestrais da e das empresas nas quais a Companhia mantém o controle direto ou indiretamente, detalhadas na nota explicativa nº 12, cujos exercícios sociais e práticas contábeis são coincidentes. As controladas diretas e indiretas são consolidadas desde a data de aquisição, que corresponde à data na qual a Companhia obteve o controle. 3. PRÁTICAS CONTÁBEIS Na elaboração das informações trimestrais (ITR), todas as práticas contábeis adotadas são uniformes com aquelas utilizadas quando na preparação das demonstrações contábeis de 31 de dezembro de 2015, publicadas na Imprensa Oficial em 18 de março de Dessa forma, as informações trimestrais (ITR) devem ser lidas em conjunto com as referidas demonstrações contábeis anuais Normas e interpretações novas e revisadas já emitidas, aplicáveis a Companhia, mas ainda não efetivas em 31 de março de 2016 A Companhia não adotou as IFRS novas e revisadas a seguir, já emitidas e ainda não efetivas: 2 PÁGINA: 23 de 67

25 IFRS 9 - Instrumentos Financeiros (a). IFRS 15 - Receita de Contratos com Clientes (a). IFRS 16 - Arrendamento mercantil (b). Em vigor para períodos anuais iniciados em ou após: (a) 1º de janeiro de 2018; e (b) 1º de janeiro de O CPC ainda não emitiu pronunciamentos equivalentes para determinadas IFRS anteriormente citadas, com data efetiva de adoção para 2018 e 2019, mas existe expectativa de que o faça antes da data requerida de sua entrada em vigor. A adoção antecipada das IFRS está condicionada à aprovação prévia em ato normativo do CFC. A Companhia não adotou de forma antecipada tais alterações em suas demonstrações contábeis de 31 de dezembro de 2015 e 31 de março de É esperado que nenhuma dessas novas normas tenha efeito material sobre as demonstrações contábeis, exceto pela IFRS 9 que pode modificar a classificação e mensuração de ativos financeiros. 4. CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA Controladora 31/03/16 31/12/15 31/03/16 31/12/15 Caixa e bancos Aplicações financeiras de liquidez imediata As aplicações financeiras da controlada Officer (em recuperação judicial) referem-se a operações lastreadas em debêntures no valor de R$ (R$ em 31 de dezembro de 2015), que são efetuadas em reais (R$) e remuneradas de acordo com a variação do Certificado de Depósito Interbancário - CDI, não sujeitas a um significante risco de mudança de valor e a Officer (em recuperação judicial) possui direito de resgate imediato. Os demais valores referem-se a CDB (Certificado de Depósito Bancário), mantidos principalmente pela controlada IdeiasVentures, no valor de R$473, com uma remuneração média de 100% CDI. A exposição da Companhia e suas controladas ao risco de taxa de juros e uma análise de sensibilidade de ativos e passivos financeiros são divulgados na nota explicativa nº CAIXA E APLICAÇÃO FINANCEIRA VINCULADOS 31/03/16 31/12/15 Caixa vinculado (a) PÁGINA: 24 de 67

26 a) A controlada Officer (em recuperação judicial) possui saldo de caixa vinculado referente à cobertura de garantias exigidas em contratos de empréstimos realizadas com instituições financeiras, para adequação das garantias de duplicadas cedidas. Estes numerários são liberados para utilização somente após análise e reconstituição das garantias em duplicatas por parte da Officer (em recuperação judicial). 6. INSTRUMENTOS FINANCEIROS AVALIADOS AO VALOR JUSTO 31/03/16 31/12/15 Fundo de Investimento BRL - DI longo prazo (a) Aplicação financeira vinculada (b) Operações compromissadas (c) Investimentos registrados ao valor justo (d) Letras financeiras do tesouro - LFT Certificado de depósito bancários Circulante Não circulante (a) Refere-se a aplicação financeira de renda fixa no Fundo de Investimento BRL Referenciado DI Longo Prazo, não exclusivo. A carteira do fundo é gerida pela BRL Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. A Companhia não possui qualquer ingerência ou influência na gestão da carteira ou aquisição e venda dos papéis componentes da referida carteira. O objetivo do fundo é acompanhar a variação de 100% do CDI no longo prazo. (b) Refere-se as aplicações financeiras vinculadas e são garantidoras dos empréstimos obtidos pela BP Participações com os Bancos Safra e Tricury, com remuneração de 100% do Certificado de Depósito Interbancário - CDI e vencimentos em agosto de (c) Refere-se a aplicações financeiras em operações compromissadas remuneradas a uma taxa de 1,49% a.m., cuja intenção da Companhia é manter para investimento. (d) Investimentos em instrumentos financeiros: A Companhia considera que não exerce influência significativa sobre estes investimentos, uma vez que não gerencia as atividades diárias dos empreendimentos. 31/03/16 31/12/15 Batanga Media Inc (i) Não circulante i. O ativo financeiro Batanga foi reconhecido pelas metodologias de avaliação por múltiplos e por fluxo de caixa descontado para apurar o valor justo da empresa. A controlada Chenonceau Participações S.A. detém 7% das ações da Batanga Media Inc. A empresa tem por objetivo a criação de conteúdo digital, seja através de anúncios, streaming de vídeos e rádio digital, voltado para as audiências hispânicas dos Estados Unidos. 4 PÁGINA: 25 de 67

27 7. CLIENTES Controladora 31/03/16 31/12/15 31/03/16 31/12/15 Contas a receber de clientes Provisão para crédito de liquidação duvidosa - - (22.793) (21.962) Circulante Não circulante Composição por vencimento dos saldos de contas a receber de clientes: Controladora 31/03/16 31/12/15 31/03/16 31/12/15 A Vencer Vencidos até 90 dias Vencidos até 91 a 180 dias Vencidos há mais de 180 dias (a) Total (a) Uma provisão para crédito de liquidação duvidosa é constituída para as contas a receber, com base nos valores irrecuperáveis estimados, determinados em experiências passadas de inadimplência e de análise da situação financeira atual de cada devedor. Movimentação da provisão para créditos de liquidação duvidosa: 31/03/16 31/03/15 Saldo no início do período Provisão reconhecida Valores baixados como irrecuperáveis (449) (75) Saldo no fim do período O aumento da provisão observada em 2015 é decorrente, além dos fatores de análise acima descritos, da situação financeira deteriorada de diversos clientes da controlada Officer (em recuperação judicial), os quais solicitaram recuperação judicial durante o ano. Para estes casos, os saldos foram integralmente provisionados, independentemente do seu vencimento. 5 PÁGINA: 26 de 67

28 8. OUTROS VALORES A RECEBER E CRÉDITOS COM OUTRAS PARTES RELACIONADAS Controladora 31/03/16 31/12/15 31/03/16 31/12/15 Adiantamentos a fornecedores e diversos (a) Contas a receber de partes relacionadas (Nota explicativa nº 28.1) Reembolsos de marketing a receber Techresult Solução de Tecnologia e Gestão Ltda. (b) Demais contas a receber Circulante Não circulante (a) Os saldos de adiantamentos a fornecedores e diversos referem-se, principalmente, a valores a receber pela controlada Officer (em recuperação judicial) em decorrência de compras com fornecedores que passaram a ser feitas à vista no montante de R$ (R$4.749 em 31 de dezembro de 2015). (b) Em 5 de abril de 2012, a controlada indireta Latin eventures foi vendida à parte não relacionada Techresult e o saldo a receber de R$2.275 encontra-se registrado líquido de provisão para perdas no montante de R$ (c) Em 31 de março de 2016, inclui o montante de R$2.032 referente a venda da Z Investimentos e Moip, devidamente liquidado em 19 de abril de ESTOQUES 31/03/16 31/12/15 Mercadoria para revenda Importações em andamento Provisão para perdas na realização (1.718) (1.591) O saldo de estoques refere-se à controlada Officer (em recuperação judicial). A movimentação da provisão para perdas prováveis de realização é como segue: 31/03/16 31/03/15 Saldo no início do período (1.591) (1.239) Ajuste para provisão de perdas prováveis de realização (127) 29 Saldo no final do período (1.718) (1.210) 6 PÁGINA: 27 de 67

29 10. TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS Tributos e contribuições a compensar e a recuperar 31/03/16 31/12/15 Ativo ICMS IPI ISS 68 4 PIS e COFINS Outros Circulante Não circulante A controlada Officer (em recuperação judicial) possui saldo de ICMS a recuperar no montante de R$ (R$ em 31 de dezembro de 2015). Em 31 de março de 2016 a Officer fez uma provisão de R$ devido a dificuldade de realização deste montante. Tributos e contribuições a recolher e provisões fiscais Controladora 31/03/16 31/12/15 31/03/16 31/12/15 Passivo ICMS PIS e COFINS ISS Impostos parcelados (Refis) (a) Outros Circulante Não circulante (a) A redução refere-se aos impostos parcelados da controlada Automatos reclassificados para ativos e passivos classificados como mantidos para a venda, conforme nota explicativa nº PÁGINA: 28 de 67

30 11. ATIVOS E PASSIVOS CLASSIFICADOS COMO MANTIDOS PARA VENDA Controladora 31/03/16 31/12/15 31/03/16 31/12/15 Ativo Imóveis (a) Z Investimentos e Moip (b) Automatos (c') BP Participações (d) Ativo circulante Ativo não Circulante Passivo Z Investimentos e Moip (b) Automatos (c') BP Participações (d) Passivo não Circulante a) Imóveis A Companhia recebeu 15 imóveis como garantia de avais concedidos em contrato de alienação fiduciária, na venda da Latin eventures, conforme nota explicativa nº 8. Em 30 de junho de 2015, a Companhia classificou os 15 imóveis recebidos como ativo disponível para venda em decorrência da decisão judicial emitida em maio de 2015, que garante o direito da Companhia sobre os imóveis. Esta operação não gerou resultado, uma vez que o valor justo (estimado baseado em preço de mercado avaliado por consultores imobiliários) é superior ao saldo contábil registrado. A Companhia possui plano de ação para venda dos imóveis citados acima dentro de 12 meses, atendendo aos critérios do CPC 31 Ativo não circulante disponível para venda. b) Z Investimentos e Moip Em 22 de fevereiro de 2016, a controlada indireta Ideiasnet Fip I alienou 100% de suas ações das controladas Z Investimentos e Moip pelo valor R$52.791, correspondentes a EUR convertidos pela taxa Ptax 4,3438. Estão previstos no contrato de compra e venda mais 3 pagamentos anuais a título de earnout de 4,5 milhões de euros cada, sendo 2,445 milhões de euros proporcionais ao percentual de participação do Fip I, condicionados ao atingimento pelo MOIP de determinados indicadores de desempenho nos anos fiscais de 2016, 2017 e Além desses montantes, há uma parcela retida para eventuais indenizações no montante máximo de 272 mil euros que deverá ser quitada em fevereiro de Dessa forma, esses ativos somente serão reconhecidos se e quando estas metas forem alcançadas. 8 PÁGINA: 29 de 67

31 O resultado desta alienação gerou um lucro de R$ Desse montante já foi deduzido o valor R$2.533 referente ao ágio da Z Investimentos no Ideiasnet Fip I. Valor da alienação ( - ) Ágio (2.533) ( - ) Baixa investimentos (957) Lucro na alienação Em 31 de março de 2016, do montante de R$52.791, encontra-se a receber o valor de R$2.032, conforme nota explicativa nº 8. c) Automatos e BP Participações As controladas indiretas Automatos Participações S.A. ( Automatos ) e BP Participações e Administração S.A. ( BP ), em 31 de março de 2016, geraram prejuízo de R$4.718 e, naquela data, seus passivos circulantes excediam os seus ativos circulantes em R$ Essas condições indicam a existência de incerteza significativa que pode levantar dúvida significativa quanto à capacidade de continuidade operacional dessas controladas indiretas. A continuidade das operações dessas investidas depende de sua capacidade de tornar seus negócios rentáveis e gerar caixa em suas atividades operacionais, bem como de sua habilidade em obter empréstimos de bancos ou de investidores ou receber aportes de capitais de investidores. Conforme deliberação em Reunião de Conselho de Administração de 22 de março de 2016, diante da dificuldade financeira pela qual passam as controladas indiretas Automatos e BP Participações, a Companhia deverá buscar reduzir a alocação de capital nessas controladas, seja por meio de desinvestimento ou pelo gradativo encerramento de suas operações no menor prazo possível. Consequentemente, a Companhia reclassificou os seus investimentos nessas controladas para ativos e passivos mantidos para venda. Abaixo o balanço das controladas: 9 PÁGINA: 30 de 67

32 Ativo Automatos Pini Total 31/03/ /03/ /03/2016 Circulante Caixa e equivalentes de caixa Clientes Imposto de renda e contribuição social Estoques Outros ativos Total do ativo circulante Não circulante Imposto de renda e contribuição social diferidos Imposto de renda e contribuição social Depósitos judiciais Imobilizado Intangível Outros ativos não circulantes Total do ativo não circulante Total do ativo Passivo Circulante Tributos e contribuições a recolher Empréstimos e financiamentos Demais obrigações Outros passivos circulantes Total do passivo circulante Não circulante Empréstimos e financiamentos Tributos e contribuições a recolher Demais obrigações Outros passivos não circulantes Total do passivo não circulante Patrimônio líquido (negativo) Capital social Reservas de capital (8.375) - (8.375) Outros patrimônios líquidos Prejuízos acumulados (88.357) (41.793) ( ) Total do Patrimônio líquido (negativo) (31.761) (26.186) (57.947) Total do passivo e patrimônio líquido (negativo) PÁGINA: 31 de 67

33 12. INVESTIMENTOS E PROVISÃO PARA PASSIVO A DESCOBERTO As informações contábeis resumidas das coligadas, controladas e controladas em conjunto da Ideiasnet, incluindo os valores totais de ativos, passivos, patrimônio líquido, receitas e do lucro ou prejuízo do período, estão apresentadas a seguir. Passivo a descoberto em 31/12/15 Ganho/(Perda) pelo MEP (A) Reversão/(Constitu ição) de Prov. para Passivo a Descob. (B) Aplicações/ Resgates de cotas Controladora Ajuste acumulado de conversão Ganho/(Perda) Capital - Var. Part. Controladas Ajuste de avaliação patrimonial reflexo Outros Passivo a descoberto em 31/03/16 Ideiasnet FIC ( ) (196) (55) (7.522) 24 (1) ( ) Total ( ) (196) (55) (7.522) 24 (1) ( ) (A) + (B) Participações em controladas e coligadas em 31/12/14 Ganho/(Perda) pelo MEP Aplicações/ Resgates de cotas Controladora Ajuste acumulado de conversão Ajuste de avaliação patrimonial reflexo Outros Participações em controladas e coligadas em 31/03/15 Ideiasnet FIC (26.189) (1.800) (887) (394) Total (26.189) (1.800) (887) (394) PÁGINA: 32 de 67

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ LOJAS AMERICANAS SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1. Balanço Patrimonial Passivo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ LOJAS AMERICANAS SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1. Balanço Patrimonial Passivo 2 Índice DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 1 Balanço Patrimonial Passivo 2 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração do Fluxo de Caixa 7 Demonstração das Mutações

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/A Versão : 1. Composição do Capital 1

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/A Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ FRAS-LE SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1. Balanço Patrimonial Passivo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ FRAS-LE SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1. Balanço Patrimonial Passivo 2 Índice DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 1 Balanço Patrimonial Passivo 2 Demonstração do Resultado 3 Demonstração do Resultado Abrangente 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero...

https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero... ENET Protocolo Página 1 de 1 https://www.rad.cvm.gov.br/enet/frmprotocolo.aspx?codigoinstituicao=1&numero... 15/08/2011 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ MULTIPLUS SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ MULTIPLUS SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013 Elekeiroz S.. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013 Balanço patrimonial tivo Circulante Nota 31 de dezembro de 2013 31 de

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Versão : 2. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Versão : 2. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 6 Demonstração do Resultado 9 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BICICLETAS MONARK SA Versão : 3. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BICICLETAS MONARK SA Versão : 3. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

RELATÓRIO DE REVISÃO DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Acionistas e Administradores da IESA Projetos, Equipamentos e Montagens S.A. Araraquara - SP Introdução Revisamos as informações contábeis intermediárias,

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BANCO BRADESCO S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BANCO BRADESCO S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2016 - BANCO BRADESCO S.A. Versão : 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo

Leia mais

Lumina Resíduos Industriais S.A. Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2010

Lumina Resíduos Industriais S.A. Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2010 Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras em de 2010 Balanços patrimoniais Em milhares de reais Ativo Nota explicativa 31 de dezembro de 2010 31 de dezembro 1º de janeiro

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CIA DE PARTICIPAÇÕES ALIANÇA DA BAHIA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CIA DE PARTICIPAÇÕES ALIANÇA DA BAHIA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Notas explicativas da administração às demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013

Notas explicativas da administração às demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 Índice Balanço patrimonial...3 Demonstração do resultado...4 Demonstração do resultado abrangente...5 Demonstração das mutações do patrimônio líquido...6 Demonstração dos fluxos de caixa...7 Demonstração

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL DOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO (em milhares de reais)

BALANÇO PATRIMONIAL DOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO (em milhares de reais) CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL DOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO (em milhares de reais) ATIVO CONSOLIDADO 2008 2007 2008 2007 Numerário disponível 1.265 2.072 5.915 6.418 Aplicações no mercado aberto

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1 Índice DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 1 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 8 Demonstração do Fluxo de Caixa 9 Demonstração das Mutações

Leia mais

Indústrias Romi S.A. Informações Trimestrais - ITR em 30 de setembro de 2013 e relatório sobre a revisão de informações trimestrais

Indústrias Romi S.A. Informações Trimestrais - ITR em 30 de setembro de 2013 e relatório sobre a revisão de informações trimestrais Indústrias Romi S.A. Informações Trimestrais - ITR em 30 de setembro de 2013 e relatório sobre a revisão de informações trimestrais Relatório sobre a revisão de informações trimestrais Aos Administradores

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BICICLETAS MONARK SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BICICLETAS MONARK SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2013 e relatório dos auditores independentes

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2013 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2013 e relatório dos auditores independentes Demonstração do resultado Seis meses findos em 30 de junho de 2013 Exercício findo em 31 de dezembro de 2012

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ CPFL GERAÇÃO DE ENERGIA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ CPFL GERAÇÃO DE ENERGIA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL

EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL EXAME DE SUFICIÊNCIA - 01/2000 I - CONTABILIDADE GERAL 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: a) compra de galpão para a fábrica. b) venda de mercadoria a prazo. c) pagamento de salários

Leia mais

Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004

Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004 Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004 e de 2003 e parecer de auditores independentes Demonstração da composição e diversificação

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ BICICLETAS MONARK SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ BICICLETAS MONARK SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ANÁLISE FINANCEIRA E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 2012 ---

ANÁLISE FINANCEIRA E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 2012 --- ANÁLISE FINANCEIRA E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 2012 --- SUMÁRIO Análise Financeira 04 Resumo Econômico-Financeiro 06 Resultados s 07 Resultado por Área de Negócio 08 Demonstração do Valor Adicionado 08 Liquidez

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SARAIVA SA LIVREIROS EDITORES Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SARAIVA SA LIVREIROS EDITORES Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 ATIVO NE 31/12/2015 31/12/2014 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2015 31/12/2014 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 90.705.601 82.095.096

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/AVersão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/AVersão : 1. Composição do Capital 1 DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2015 - REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S/AVersão : 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais

Leia mais

Informações Financeiras Trimestrais Magnesita Refratários S.A.

Informações Financeiras Trimestrais Magnesita Refratários S.A. Informações Financeiras Trimestrais Magnesita Refratários S.A. 30 de junho de 2015 com Relatório dos Auditores Independentes Edifício Phelps Offices Towers Rua Antônio de Albuquerque, 156 11º andar - Savassi

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ IDEIASNET SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ IDEIASNET SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Balanço patrimonial em 31 de dezembro Em milhares de reais

Balanço patrimonial em 31 de dezembro Em milhares de reais Balanço patrimonial em 31 de dezembro Em milhares de reais Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.431 27.730 Fornecedores

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ UNICASA INDUSTRIA DE MOVEIS S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ UNICASA INDUSTRIA DE MOVEIS S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

SBC Valorização de Resíduos S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e de 2013

SBC Valorização de Resíduos S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e de 2013 SBC Valorização de Resíduos S.A. 31 de dezembro de 2014 e 2013 Notas explicativas às demonstrações financeiras (Valores expressos em milhares de Reais) 1 Contexto operacional A SBC Valorização de Resíduos

Leia mais

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras NOTAS EXPLICATIVAS DAS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS - ITR (Em milhares de Reais, exceto quando indicado de outra forma) 1 - CONTEXTO OPERACIONAL Bicicletas Monark S.A. ( Companhia ) tem por objetivo a industrialização

Leia mais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais Ativo Passivo e Patrimônio Líquido Circulante R$ Circulante R$ Caixa e equivalentes

Leia mais

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Elekeiroz S.. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Balanço patrimonial 31 de dezembro de 2015 31 de dezembro de 2014 Passivo

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.888 67.330 Fornecedores 4.797 8.340 Aplicações financeiras 3.341

Leia mais

Ativas Data Center S.A.

Ativas Data Center S.A. Ativas Data Center S.A. Demonstrações financeiras referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2015 e Relatório dos Auditores Independentes Deloitte Brasil Auditores Independentes Ltda. Demonstrações

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

Construtora Adolpho Lindenberg S.A. e Controladas

Construtora Adolpho Lindenberg S.A. e Controladas Construtora Adolpho Lindenberg S.A. e Controladas Informações Financeiras Intermediárias Individuais e Consolidadas Referentes ao Trimestre Findo em 30 de Junho de 2015 e Relatório sobre a Revisão de Informações

Leia mais

Divulgação de Resultado 4T15

Divulgação de Resultado 4T15 Divulgação de Resultado 4T15 1 Dados de mercado em 17/03/2016 Cotação: R$2,12 Valor de Mercado: R$140.103.091,68 T e l e c o n f e r ê n c i a 4T15 Teleconferência em português: 18 de março de 2016 Sexta-feira,

Leia mais

RJCP EQUITY S.A Notas explicativas de 30 de junho de 2012 e 31 de março de 2012 (Em Reais)

RJCP EQUITY S.A Notas explicativas de 30 de junho de 2012 e 31 de março de 2012 (Em Reais) RJCP EQUITY S.A Notas explicativas de 30 de junho de 2012 e 31 de março de 2012 (Em Reais) 1. Contexto operacional A Companhia ( Sociedade ) foi constituída em 09 de agosto de 2006, com seu estatuto social

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ EMBRAER S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ EMBRAER S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Oficina Técnica. Adoção Inicial das Novas Normas Contábeis OUTUBRO 2012. Elaborado por: Elias da Silveira Cerqueira

Oficina Técnica. Adoção Inicial das Novas Normas Contábeis OUTUBRO 2012. Elaborado por: Elias da Silveira Cerqueira Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e Bancos 207 Fornecedores 34.860 Aplicações Financeiras 4.887 Provisão Férias e Encargos

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: /

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: / Informações Trimestrais 31/03/2016 Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: 16.670.085/0001 55 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ BRASMOTOR SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ BRASMOTOR SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

MRV Logística e Participações S.A.

MRV Logística e Participações S.A. S.A. e Controladas MRV Logística e Participações S.A. Informações Contábeis Intermediárias, Individuais e Consolidadas, para o período de nove meses findo em 30 de setembro de 2011 e Relatório dos Auditores

Leia mais

Informações Contábeis Trimestrais. Magnesita Refratários S.A.

Informações Contábeis Trimestrais. Magnesita Refratários S.A. Informações Contábeis Trimestrais Magnesita Refratários S.A. 30 de setembro de 2016 com Relatório dos Auditores Independentes Índice Magnesita Refratários S.A. Relatório sobre a revisão de informações

Leia mais

TELEFÓNICA, S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E RELATÓRIO DE GESTÃO CORRESPONDENTES AO EXERCÍCIO DE 2008

TELEFÓNICA, S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E RELATÓRIO DE GESTÃO CORRESPONDENTES AO EXERCÍCIO DE 2008 RELATÓRIO DE AUDITORÍA, DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E RELATÓRIO DE GESTÃO DA TELEFÓNICA, S.A. CORRESPONDENTES AO EXERCÍCIO DE 2008 TELEFÓNICA, S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E RELATÓRIO DE GESTÃO CORRESPONDENTES

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE Prof. Wanderson S. Paris, M.Eng. prof@cronosquality.com.br NOÇÕES DE CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS X ATIVIDADES

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE JULHO DE 2013 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE JULHO DE 2013 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE JULHO DE 2013 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 314 Fornecedores 36.047 Aplicações Financeiras 2.323 Provisão Férias

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CCR S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CCR S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 8 Demonstração

Leia mais

Conta Classificação Registra Natureza do saldo caixa ativo circulante dinheiro e cheques no estabelecimento da devedora

Conta Classificação Registra Natureza do saldo caixa ativo circulante dinheiro e cheques no estabelecimento da devedora 1 Conta Classificação Registra Natureza do saldo caixa dinheiro e cheques no estabelecimento da bancos conta saldos das contas bancárias que a movimento movimenta clientes valores a receber dos clientes

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ VULCABRAS AZALEIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ VULCABRAS AZALEIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

Demonstrações Financeiras Consolidadas

Demonstrações Financeiras Consolidadas Demonstrações Financeiras Consolidadas 31 de dezembro de 2010. 1 Página Índice Relatório dos auditores independentes...3 Balanço Patrimonial Consolidado...5 Ouvidoria Demonstrações Financeiras Consolidadas

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Safra Multicarteira Agressivo - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 30 de junho de

Safra Multicarteira Agressivo - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 30 de junho de Safra Multicarteira Agressivo - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2004 e de 2003 e parecer de auditores independentes Parecer

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Demonstrações Financeiras da Controladora e Consolidadas. BHG S.A. - Brazil Hospitality Group

Demonstrações Financeiras da Controladora e Consolidadas. BHG S.A. - Brazil Hospitality Group Demonstrações Financeiras da Controladora e Consolidadas BHG S.A. - Brazil Hospitality Group com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras da controladora

Leia mais

IMIGRANTES COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A.

IMIGRANTES COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. IMIGRANTES COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS INTERMEDIÁRIAS PARA O TRIMESTRE FINDO EM 30 DE SETEMBRO DE 2014 (Em milhares de reais - R$,

Leia mais

Oxiteno S. A. Indústria e Comércio e Sociedades Controladas

Oxiteno S. A. Indústria e Comércio e Sociedades Controladas O x i t e n o Balanço patrimonial em 31 de dezembro C o n s o l i d a d o A t i v o 2001 2000 C i r c u l a n t e Caixa e bancos 8. 469 5. 522 Aplicações financeiras 380. 134 376. 287 Contas a receber

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Iochpe-Maxion S.A. e Controladas

Iochpe-Maxion S.A. e Controladas Iochpe-Maxion S.A. e Controladas Informações Contábeis Intermediárias Individuais e Consolidadas Referentes aos Períodos de Três e Nove Meses Findos em 30 de Setembro de 2016 e Relatório sobre a Revisão

Leia mais

Resultados da Mills no 1T16

Resultados da Mills no 1T16 Resultados da Mills no 1T16 Relações com Investidores BM&FBOVESPA: MILS3 Rio de Janeiro, 5 de maio de 2016 - A Mills Estruturas e Serviços de Engenharia S.A. (Mills) apresenta os seus resultados referentes

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ PROFARMA DISTRIB. PRODUTOS FARMACEUTICOS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ PROFARMA DISTRIB. PRODUTOS FARMACEUTICOS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

EARNINGS RELEASE 3T17

EARNINGS RELEASE 3T17 Recuperação do Lucro Líquido e margem EBITDA crescendo em torno de 10 p.p.. São Paulo, 31 de Outubro de 2017 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa brasileira consolidadora e operadora

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BRF - BRASIL FOODS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BRF - BRASIL FOODS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Relatório dos Auditores Independentes... 3. Relatório do Comitê de Auditoria... 4. Demonstração Consolidada do Resultado... 5

Relatório dos Auditores Independentes... 3. Relatório do Comitê de Auditoria... 4. Demonstração Consolidada do Resultado... 5 Demonstrações Contábeis Consolidadas de acordo com as Normas internacionais de relatório financeiro (IFRS) emitidas pelo International Accounting Standards Board - IASB Bradesco 1 Sumário oação de Relatóriosca

Leia mais

EARNINGS RELEASE. 3T12 e 9M12

EARNINGS RELEASE. 3T12 e 9M12 EARNINGS RELEASE 3T12 e 9M12 São Paulo, 01 de abril de 2013 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ BRQ SOLUCOES EM INFORMATICA S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ BRQ SOLUCOES EM INFORMATICA S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BCO EST RIO GRANDE SUL SA 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BCO EST RIO GRANDE SUL SA 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/2 INSTITUIÇÃO FINANCEIRA O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ Harpia Ômega Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ Harpia Ômega Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ STARA S.A. - INDÚSTRIA DE IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ STARA S.A. - INDÚSTRIA DE IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - MAGAZINE LUIZA S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - MAGAZINE LUIZA S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 11.859 Fornecedores 40.112 Contas a Receber 77.159

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2016 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 7.061 Fornecedores 33.947 Contas a Receber 41.832

Leia mais

TEORIA DA CONTABILIDADE QUESTIONÁRIO 6

TEORIA DA CONTABILIDADE QUESTIONÁRIO 6 QUESTIONÁRIO 6 (Questões Exame de Suficiência 1 2013) 2. Relacione os grupos do Ativo descritos, na primeira coluna, com as suas respectivas propriedades, na segunda coluna, e, em seguida, assinale a opção

Leia mais

ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE

ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE ENCERRAMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 17/01/2013 LUCIANO PERRONE Introdução Enquadramento conforme as Novas Normas Contábeis IFRS. SOCIEDADES ANÔNIMAS DE CAPITAL ABERTO SOCIEDADES DE GRANDE PORTE

Leia mais

MARISA LOJAS S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures

MARISA LOJAS S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures MARISA LOJAS S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 MARISA LOJAS S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ BRASMOTOR SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ BRASMOTOR SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Indústrias Romi S.A. Informações trimestrais - ITR Com relatório sobre revisão de informações trimestrais 31 de março de 2017

Indústrias Romi S.A. Informações trimestrais - ITR Com relatório sobre revisão de informações trimestrais 31 de março de 2017 Indústrias Romi S.A. Informações trimestrais - ITR Com relatório sobre revisão de informações trimestrais 31 de março de 2017 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial

Leia mais

Unidade II. No ativo, a disposição das contas obedece ao grau decrescente de liquidez dos elementos nelas registrados.

Unidade II. No ativo, a disposição das contas obedece ao grau decrescente de liquidez dos elementos nelas registrados. Unidade II 8 ATIVO Ativo compreende, como já vimos, os bens e direitos da empresa, classificados de acordo com sua destinação específica, que varia segundo os fins da empresa. No ativo, a disposição das

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ HELBOR EMPREENDIMENTOS S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ HELBOR EMPREENDIMENTOS S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/27 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ BOMBRIL SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ BOMBRIL SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/26 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Informações trimestrais em 30 de junho de 2014

Informações trimestrais em 30 de junho de 2014 Companhia de Locação das Américas Informações trimestrais em KPDS 93641 Conteúdo Comentário de desempenho do trimestre 3 Relatório sobre a revisão de informações trimestrais - ITR 5 Formulário de informações

Leia mais

Informações Trimestrais 31 de março de Reapresentado

Informações Trimestrais 31 de março de Reapresentado Informações Trimestrais - Reapresentado Condomínio São Luiz Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1830 Torre I - 8º Andar - Itaim Bibi 04543-900 - São Paulo - SP - Brasil Tel: (5511) 2573-3000 ey.com.br

Leia mais