CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES DE ÓRGÃOS E ENTIDADES ESTADUAIS Exercício 2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES DE ÓRGÃOS E ENTIDADES ESTADUAIS Exercício 2011"

Transcrição

1

2 Exercício 2011 JANEIRO 17 O titular do Poder Executivo deverá enviar cópia do PPA atualizado, da LOA e da LDO juntamente com os anexos. Órgãos: deverão enviar a prestação de contas do mês de dezembro/ Art.38, 1º 31 Órgãos: enviarão a prestação de contas anual referente ao exercício de Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a Art. 7º prestação de contas do mês de dezembro/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a Art. 8º prestação de contas anual referente ao exercício de Sociedades de Economia Mista e Empresas Art. 9º Públicas: enviarão a prestação de contas do mês de dezembro/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Art. 9º, 1º Públicas: enviarão o plano de contas com indicação da natureza de cada conta. 31 Secretaria da Educação: deverá enviar o Art. 5º, 2º, I Plano Estadual de Educação e alterações, quando houver, com a respectiva aprovação do Conselho Estadual de Educação. 31 Secretaria da Educação: deverá enviar o Art. 5º, 2º, demonstrativo de repasse às escolas II 31 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a Art. 5º, 3º, I relação geral dos precatórios. 31 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a Art. 5º, 3º, relação dos precatórios pagos, o extrato da II 31 Secretaria da Saúde: deverá enviar o Plano Art. 5º, 5º, I Estadual de Saúde e suas alterações com a respectiva aprovação pelo Conselho Estadual de Saúde. 31 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas referente ao mês de dezembro/ Consórcios Públicos: a entidade deverá encaminhar as demonstrações contábeis devidamente assinadas pelo gestor do consórcio e por profissional de contabilidade. Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 6º Documental Documental Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 11 7º Documental Junto com a prestação de contas de dezembro

3 Exercício Fundos Especiais: deverão encaminhar a dezembro/ Unidades da Saúde: deverão enviar a novembro/ Unidades de saúde localizadas no interior do Estado: deverão enviar a relação dos prestadores de serviços, mirins, estagiários, bolsistas e outros, com as respectivas funções e valores recebidos, relação dos servidores que recebem produtividade, com as respectivas funções e valores recebidos, e a relação dos veículos. 31 FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas referente ao mês de dezembro/2010. Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art. 16, 3º Estes documentos devem ser enviados, também, quando ocorrerem alterações. Art. 19

4 FEVEREIRO LRF: O titular do Poder Executivo deverá remeter o Relatório Resumido da Execução Orçamentária referente ao sexto bimestre/2010. LRF: Deverão ser encaminhados os comprovantes de publicação de todos os demonstrativos da LRF previstos no art. 39 da Resolução 904/09. LRF: Os titulares dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e do Ministério Público deverão apresentar o Relatório de Gestão Fiscal, acompanhado de comprovante da publicação, por via documental, referente ao terceiro quadrimestre/2010. Órgãos: deverão enviar a prestação de contas do mês de janeiro/ Autarquias e fundações públicas: enviarão a prestação de contas do mês de janeiro/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas do mês de janeiro/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: deverão enviar a prestação de contas anual referente ao exercício de Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 28 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 28 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas referente ao mês de janeiro/ Consórcios Públicos: a entidade deverá encaminhar o orçamento aprovado para o Art. 39 No último bimestre do exercício o RREO será acompanhado, também, dos documentos constantes no art. 39, 3º e 6º. Art. 39, 7º Documental Art. 40 Até 35 dias do término do quadrimestre. Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 7º Art. 9º Art. 10º Documental Último dia do segundo mês do exercício seguinte. Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 11, 6º Junto com a prestação de contas mensal de janeiro.

5 exercício, com o respectivo comprovante de sua publicação. 28 Fundos Especiais: deverão encaminhar janeiro/ Unidades de Saúde: deverão enviar a dezembro/ Unidades de Saúde: deverão enviar a prestação de contas anual do exercício de FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas do mês de janeiro/2011. Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art. 18 Último dia do segundo mês do exercício seguinte. Art. 19

6 31 MARÇO Órgãos: deverão enviar a prestação de contas do mês de fevereiro/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a prestação de contas do mês de fevereiro/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas do mês de fevereiro/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 31 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 31 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas referente ao mês de fevereiro/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a fevereiro/ Unidades de Saúde: deverão enviar a janeiro/ Unidades de Saúde: deverão enviar cópia da portaria que designa o diretor responsável e ordenador de despesas, indicando CPF, endereço e telefone e, ainda, as alterações que ocorrerem durante o exercício. 31 FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas do mês de fevereiro/2011. Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art. 17 Enviar com a prestação de contas de janeiro/2011. Art. 19

7 04 04 ABRIL LRF: Deverão ser encaminhados os comprovantes de publicação de todos os demonstrativos da LRF previstos no art. 39 da Resolução 904/09. LRF: O titular do Poder Executivo deverá remeter o Relatório Resumido da Execução Orçamentária referente ao primeiro bimestre/2011. Art. 39, 7º Art. 39 Documental

8 02 MAIO Órgãos: deverão enviar a prestação de contas referente ao mês de março/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a março/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas referente ao mês de março/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 02 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 02 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas do mês de março/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a prestação de contas do mês de março/ Unidades da Saúde: deverão enviar a fevereiro/ FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas referente ao mês de março/2011. Órgãos: deverão enviar a prestação de contas referente ao mês de abril/2011 por meio 31 Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art. 19 Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via

9 31 Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a prestação de contas do mês de abril/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas do mês de abril/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 31 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 31 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas do mês de abril/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a prestação de contas do mês de abril/ Unidades de Saúde: deverão enviar a março/ FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas do mês de abril/2011. Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art. 19

10 JUNHO LRF: O titular do Poder Executivo deverá remeter o Relatório Resumido da Execução Orçamentária referente ao segundo bimestre/2011. LRF: Deverão ser encaminhados os comprovantes de publicação de todos os demonstrativos da LRF previstos no art. 39 da Resolução 904/09. LRF: Os titulares dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e do Ministério Público deverão apresentar o Relatório de Gestão Fiscal, acompanhado de comprovante da publicação, por via documental, referente ao primeiro quadrimestre/2011. Órgãos: deverão enviar a prestação de contas referente ao mês de maio/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a maio/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas referente ao mês de maio/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 30 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 30 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas do mês de maio/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a maio/ Unidades de Saúde: deverão enviar a abril/2011. Art. 39 Art. 39, 7º Documental Art. 40 Até 35 dias do término do quadrimestre. Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os

11 30 FUNDEB: deverá enviar prestação de contas do mês de maio/2011. Art. 19 documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio

12 JULHO

13 01 AGOSTO Órgãos: deverão enviar a prestação de contas referente ao mês de junho/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a junho/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas referente ao mês de junho/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 01 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 01 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas do mês de junho/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a prestação de contas do mês de junho/ Unidades de Saúde: deverão enviar a maio/2011. Resolução Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas do mês de junho/2011. LRF: O titular do Poder Executivo deverá Art remeter o Relatório Resumido da Execução Orçamentária referente ao terceiro bimestre/2011. LRF: Deverão ser encaminhados os Art. 39, 7º Documental 04 comprovantes de publicação de todos os demonstrativos da LRF previstos no art. 39 da Resolução 904/ Órgãos: deverão enviar a prestação de contas Art. 5º Os órgãos que não

14 referente ao mês de julho/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a julho/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas referente ao mês de julho/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 31 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 31 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas do mês de julho/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a prestação de contas do mês de julho/ Unidades de Saúde: deverão enviar a junho/ FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas do mês de julho/2011. Resolução Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art. 19

15 30 SETEMBRO Órgãos: deverão enviar a prestação de contas referente ao mês de agosto/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a agosto/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas referente ao mês de agosto/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 30 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 30 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas do mês de agosto/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a prestação de contas do mês de agosto/ Unidades de Saúde: deverão enviar a julho/ FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas do mês de agosto/2011. Resolução Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art. 19

16 OUTUBRO LRF: O titular do Poder Executivo deverá remeter o Relatório Resumido da Execução Orçamentária referente ao quarto bimestre/2011. LRF: Deverão ser encaminhados os comprovantes de publicação de todos os demonstrativos da LRF previstos no art. 39 da Resolução 904/09. LRF: Os titulares dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e do Ministério Público deverão apresentar o Relatório de Gestão Fiscal, acompanhado de comprovante da publicação, por via documental, referente ao segundo quadrimestre/2011. Órgãos: deverão enviar a prestação de contas referente ao mês de setembro/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a setembro/ Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas: enviarão a prestação de contas referente ao mês de setembro/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 31 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 31 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas do mês de setembro/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a prestação de contas do mês de setembro/ Unidades de Saúde: deverão enviar a agosto/2011. Resolução Art. 39 Art. 39, 7º Documental Art. 40 Até 35 dias do término do quadrimestre. Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar,

17 31 FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas do mês de setembro/2011. Resolução Art. 19 também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio

18 30 NOVEMBRO Órgãos: deverão enviar a prestação de contas referente ao mês de outubro/ Autarquias e Fundações Públicas: enviarão a outubro/ As Sociedades de economia mista e empresas públicas enviarão a prestação de contas referente ao mês de outubro/ Secretaria da Educação: deverá enviar o demonstrativo de repasse às escolas 30 Secretaria da Fazenda: deverá enviar a relação dos precatórios pagos, o extrato da 30 Consórcios Públicos: enviarão a prestação de contas do mês de outubro/ Fundos Especiais: deverão encaminhar a prestação de contas do mês de outubro/ Unidades de Saúde: deverão enviar a setembro/ FUNDEB: deverá enviar a prestação de contas do mês de outubro/2011. Resolução Art. 5º Os órgãos que não no SIAFEM deverão enviar, também, os documentos contidos no art.5º, 1º da Resolução 904/09 por via Art. 7º Art. 9º Art. 5º, 2º, II Art. 5º, 3º, II Art. 11 Os consórcios que não no SIAFEM devem encaminhar, por meio eletrônico, o registro de movimentação bancária individualizado por conta corrente. (Art.11º, 1º) Art. 14 Nos termos do art. 5º da Resolução 904/09. Art. 16 As Unidades de Saúde que não forem unidades deverão enviar, também, os documentos constantes no art. 16, 1º, devendo o envio ocorrer por meio Art. 19

19 05 05 DEZEMBRO LRF: O titular do Poder Executivo deverá remeter o Relatório Resumido da Execução Orçamentária referente ao quinto bimestre/2011. LRF: Deverão ser encaminhados os comprovantes de publicação de todos os demonstrativos da LRF previstos no art. 39 da Resolução 904/09. Art. 39 Art. 39, 7º Documental

20 OUTRAS EXIGÊNCIAS: 1) A Secretaria da Saúde deverá enviar, por meio eletrônico, cópia dos convênios dos hospitais públicos que vierem a ser municipalizados, em conjunto com a prestação de contas do mês de referência. 2) Os órgãos e entidades deverão informar, através do sistema Cadastro Web, mudança de gestor e/ou ordenador de despesas ocorrida no mês de referência. 3) O gestor do consórcio encaminhará até 60 dias após o início da sua instituição, por via documental, informativos constantes no art.11, 3º da Resolução. 4) Consórcios: a cada novo contrato de rateio, este deverá ser encaminhado junto com a prestação de contas do mês de referência. 5) O gestor do fundo especial encaminhará, até 30 dias após o início da instituição do fundo, cópia do ato de designação do gestor de aplicação dos recursos do fundo especial, bem como suas alterações, por via 6) As unidades de saúde que forem municipalizadas deverão encaminhar a prestação de contas consolidada em até 60 dias contados da municipalização. 7) FUNDEB: deverá ser encaminhada cópia do protocolo de entrega da remessa eletrônica das informações do SIOPE ao Ministério da Educação até 60 dias após o envio. 8) O Governador do Estado encaminhará, até 60 dias após a abertura do período legislativo, as contas referentes ao exercício anterior, sendo facultado o envio em meio 9) O titular do Poder Executivo encaminhará, em até 60 dias da data de publicação da LOA, por meio eletrônico a cópia do ato de desdobramento das receitas previstas em metas bimestrais de arrecadação, a cópia do ato que estabelecer a programação financeira e a cópia do ato que estabelecer o cronograma de execução mensal de desembolso. 10) O titular do Poder Executivo remeterá, em até 30 dias após a realização, cópia da ata da audiência pública, realizada até o final dos meses de fevereiro, maio e setembro. 11) Ocorrendo término de gestão decorrente da extinção, dissolução, liquidação, transformação, incorporação, fusão, cisão e outros eventos semelhantes, a unidade administrativa, órgão ou entidade, conforme o caso, deverá encaminhar, sem prejuízo da prestação de contas mensal devida, a prestação de contas consolidada, contendo as mesmas peças da prestação de contas anual, em até 60 dias contados da data da ocorrência.

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES E PRAZOS PARA A PREFEITURA

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES E PRAZOS PARA A PREFEITURA CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES E PRAZOS PARA A PREFEITURA É DE SUMA IMPORTÂNCIA ESTARMOS ATENTOS AOS PRAZOS LIMITE, PARA QUE TENHAMOS MAIOR TRANQÜILIDADE PERANTE NOSSOS CLIENTES E OS GESTORES PERANTE A SOCIEDADE,

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 05/2012

COMUNICADO SDG Nº 05/2012 COMUNICADO SDG Nº 05/2012 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo comunica o calendário para 2012 das providências a cargo das Prefeituras, Câmaras, Fundos, Institutos de Previdência, Autarquias, Fundações

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 48/2013

COMUNICADO SDG Nº 48/2013 COMUNICADO SDG Nº 48/2013 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo comunica o calendário para 2014 das providências a cargo das Prefeituras, Câmaras, Fundos, Institutos de Previdência, Autarquias, Fundações

Leia mais

Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 20 de janeiro de MEMO nº03/2017. Confira as principais responsabilidades!

Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 20 de janeiro de MEMO nº03/2017. Confira as principais responsabilidades! Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 20 de janeiro de 2017. MEMO nº03/2017. Assunto: ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2016. Confira as principais responsabilidades! Prezados (as) Senhores (as): Encerrado

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS RESOLUÇÃO T.C. Nº 2, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2013.(REVOGADA PELA RESOLUÇÃO TC Nº 2, DE 15 DE JANEIRO DE 2014). Estabelece normas relativas à composição das contas anuais dos Prefeitos Municipais e dá outras

Leia mais

Portaria UCI nº 01, de 04 de Janeiro de 2017

Portaria UCI nº 01, de 04 de Janeiro de 2017 Portaria UCI nº 01, de 04 de Janeiro de 2017 ESTABELECE O PROGRAMA ANUAL DE AUDITORIA INTERNA PAAI/2017 DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO CASCALHEIRA-MT, DEFININDO OS PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS E CRONOLÓGICOS

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES DIÁRIAS DOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO PARA 2008

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES DIÁRIAS DOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO PARA 2008 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES DIÁRIAS DOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO PARA 08 Como as obrigações diárias dos Poderes Executivo e Legislativo variam em cada mês e de acordo com o porte do Município, a Agenda

Leia mais

Mês: Janeiro/2017 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - JANEIRO/2017 ÁREA

Mês: Janeiro/2017 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - JANEIRO/2017 ÁREA Mês: Janeiro/1 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - JANEIRO/1 ÁREA Ver Regulamentação Receber Balancetes da Câmara Municipal e demais Entidades da Administração Indireta para Consolidação Ver Regulamentação Recolher

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 35/2014

COMUNICADO SDG Nº 35/2014 COMUNICADO SDG Nº 35/2014 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo comunica o calendário para 2015 das providências a cargo das Prefeituras, Câmaras, Fundos, Institutos de Previdência, Autarquias, Fundações

Leia mais

CALENDÁRIO DE RESPONSABILIDADES GESTORAS PARA O ENCERRAMENTO DA GESTÃO MUNICIPAL RESPONSABILIDADES GESTORAS 01/10 15/10 20/10 30/10 31/10

CALENDÁRIO DE RESPONSABILIDADES GESTORAS PARA O ENCERRAMENTO DA GESTÃO MUNICIPAL RESPONSABILIDADES GESTORAS 01/10 15/10 20/10 30/10 31/10 CALENDÁRIO DE RESPONSABILIDADES GESTORAS PARA O ENCERRAMENTO DA GESTÃO MUNICIPAL OUTUBRO/2016 RESPONSABILIDADES GESTORAS 01/10 15/10 20/10 30/10 31/10 ÚLTIMO DIA - Envio do Projeto de Lei Orçamentária

Leia mais

RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD

RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD Ponto de Controle Dados necessários Tabela Lógica de negócio 01. Remessa de Informações ao TC (RGF e RREO) 02. Publicação - Relatório Resumido de Execução

Leia mais

Os compromissos do Gestor Municipal de Saúde à luz da Lei Orçamentária Anual; o Plano Municipal de Saúde e Relatório Anual de Saúde

Os compromissos do Gestor Municipal de Saúde à luz da Lei Orçamentária Anual; o Plano Municipal de Saúde e Relatório Anual de Saúde Os compromissos do Gestor Municipal de Saúde à luz da Lei Orçamentária Anual; o Plano Municipal de Saúde e Relatório Anual de Saúde São Paulo, 13 de abril de 2016 No momento em que se aproxima o fim da

Leia mais

CALENDÁRIO DE COMPROMISSOS MUNICIPAIS PODER EXECUTIVO

CALENDÁRIO DE COMPROMISSOS MUNICIPAIS PODER EXECUTIVO CALENDÁRIO DE COMPROMISSOS MUNICIPAIS PODER EXECUTIVO PRAZO JANEIRO 1) Encaminhar documentos do FUNDEB/MDE referentes ao mês de novembro. 1) Relatório de Gestão Fiscal (RGF) do 3º quadrimestre do exercício

Leia mais

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA HUGO WANDERLEY CAJÚ PREFEITO MUNICIPAL

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA HUGO WANDERLEY CAJÚ PREFEITO MUNICIPAL PORTAL DA TRANSPARÊNCIA HUGO WANDERLEY CAJÚ PREFEITO MUNICIPAL 2017-2020 SUMÁRIO Apresentação...03 1. Legislação Municipal...04 2. Estrutura...04 3. Servidor...05 4. Licitações & Contratos Administrativos...06

Leia mais

Demonstrativo do Resultado Nominal ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGARTO Demonstrativo dos Restos a Pagar por Poder e Órgão RESTOS A PAGAR PROCESSADOS RREO - ANEXO VII (LRF, art. 53, inciso

Leia mais

Manual de Publicação no [Portal Transparência Municipal] DEPARTAMENTO DE PESSOAL. Manual de Publicação SH3 Solução para Gestão Publica

Manual de Publicação no [Portal Transparência Municipal] DEPARTAMENTO DE PESSOAL. Manual de Publicação SH3 Solução para Gestão Publica Manual de Publicação no [Portal Transparência Municipal] Em virtude da publicação de alguns relatórios no Portal Transparência Municipal, a SH3 disponibiliza o manual para operação e configuração dos sistemas

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 588, de 21 de fevereiro de 2017.

LEI COMPLEMENTAR Nº 588, de 21 de fevereiro de 2017. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 588, de 21 de fevereiro de 2017. Estabelece normas de finanças públicas complementares à Lei Complementar Federal nº 101, de 04 de maio de 2000, e à Lei Federal

Leia mais

PREFEITURA. Enviar cópia da Ata de audiência pública exigida pelo art. 9º da LRF (cumprimento de metas fiscais) 3º quadrimestre/2016.

PREFEITURA. Enviar cópia da Ata de audiência pública exigida pelo art. 9º da LRF (cumprimento de metas fiscais) 3º quadrimestre/2016. ABRIL/2017 - Informativo - Edição 04 PREFEITURA PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até 04/04 Enviar dados de publicação da LRF - 1º bimestre de 2017 (Relatório Resumido da Execução Orçamentária,

Leia mais

RELATÓRIO DAS MEDIDAS ADOTADAS PARA COBRANÇA DA DIVIDA ATIVA DO MUNICIPIO

RELATÓRIO DAS MEDIDAS ADOTADAS PARA COBRANÇA DA DIVIDA ATIVA DO MUNICIPIO RELATÓRIO DAS MEDIDAS ADOTADAS PARA COBRANÇA DA DIVIDA ATIVA DO MUNICIPIO Com o intuito de melhorar a arrecadação própria do município e receber valor inscrito na divida ativa, o município tomou algumas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999

INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999 181 INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999 O, no uso das atribuições que lhe confere o inciso XII do Art. 78 da Constituição Estadual, bem como o inciso

Leia mais

Manual de Navegação. Nos itens localizados no Menu na barra cinza, logo na cabeça do Portal, o usuário poderá acessar o seguinte:

Manual de Navegação. Nos itens localizados no Menu na barra cinza, logo na cabeça do Portal, o usuário poderá acessar o seguinte: 1 Menu na barra cinza 1.1 Itens localizados no Menu na barra cinza Nos itens localizados no Menu na barra cinza, logo na cabeça do Portal, o usuário poderá acessar o seguinte: - Site da Prefeitura: link

Leia mais

Prefeitura Municipal de Votorantim

Prefeitura Municipal de Votorantim PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N.º 013/2016 PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N.º 006/2016 Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2017 e dá outras providências. ERINALDO ALVES DA SILVA, PREFEITO

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 02/2013

COMUNICADO SDG Nº 02/2013 COMUNICADO SDG Nº 02/2013 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo divulga aos órgãos jurisdicionados da área municipal o calendário de obrigações para 2013 necessárias ao atendimento das exigências

Leia mais

Terça-feira, 19 de Julho de 2016 Edição N 857 Caderno I

Terça-feira, 19 de Julho de 2016 Edição N 857 Caderno I 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 MUNICÍPIO DE ILHÉUS - BA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A JUNHO 2016/BIMESTRE MAIO

Leia mais

Mês: Março/2017 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - MARÇO/2017 ÁREA

Mês: Março/2017 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - MARÇO/2017 ÁREA Mês: Março/1 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - MARÇO/1 ÁREA Ver Regulamentação Receber Balancetes da Câmara Municipal e demais Entidades da Administração Indireta para Consolidação Ver Regulamentação Recolher a

Leia mais

ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS

ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS Alguns relatórios, balancetes, balanços e documentos devem ser emitidos, conferidos e arquivados nos órgãos públicos municipais. Veja os principais deles, relacionados aos setores

Leia mais

RELATÓRIO QUADRIMESTRAL

RELATÓRIO QUADRIMESTRAL Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação - CCONF Gerência de Normas e Procedimentos de Gestão Fiscal - GENOP RELATÓRIO QUADRIMESTRAL RELATÓRIO QUADRIMESTRAL Proposta de orientação

Leia mais

Validação das avaliações setoriais do Plano Plurianual - PPA por unidade orçamentária - por dia (4)

Validação das avaliações setoriais do Plano Plurianual - PPA por unidade orçamentária - por dia (4) PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO Decreto nº.13.528, de 2 de maio de 2014 QUADRO DE DETALHAMENTO DE TAREFAS QDT (ANEXO I) CÓDIGO ATIVIDADE NÍVEL 1 2 3 4 5 6 7 8 Análise e validação das propostas setoriais

Leia mais

PORTFÓLIO DE PROJETOS (2012/2013)

PORTFÓLIO DE PROJETOS (2012/2013) CIDADES-WEB PORTFÓLIO DE PROJETOS (2012/2013) PROJETO 6.1. Desenvolver sistema de prestação de contas municipal informatizada 1ª Fase (PCB) -> Resolução TCE Nº 247/2012 2ª Fase (PCA) Patrocinador do Projeto:

Leia mais

SEMINÁRIO MACRORREGIONAL SOBRE O CONTROLE SOCIAL REGIÃO METROPOLITANA. 31 de outubro de 2013 Auditório da Fetag Porto Alegre - RS

SEMINÁRIO MACRORREGIONAL SOBRE O CONTROLE SOCIAL REGIÃO METROPOLITANA. 31 de outubro de 2013 Auditório da Fetag Porto Alegre - RS SEMINÁRIO MACRORREGIONAL SOBRE O CONTROLE SOCIAL REGIÃO METROPOLITANA 31 de outubro de 2013 Auditório da Fetag Porto Alegre - RS LEI COMPLEMENTAR N 141/2012 E O PROCESSO DE FINANCIAMENTO DO SUS Sistema

Leia mais

ANEXO DE RISCOS FISCAIS ENFOQUE NOS RISCOS ORÇAMENTÁRIOS

ANEXO DE RISCOS FISCAIS ENFOQUE NOS RISCOS ORÇAMENTÁRIOS ANEXO DE RISCOS FISCAIS ENFOQUE NOS RISCOS ORÇAMENTÁRIOS ANEXO DE RISCOS FISCAIS-PREVISÃO LEGAL O Anexo de Riscos Fiscais está previsto na LRF, em seu art. 4º, 3º, conforme transcrito a seguir: Art. 4º...

Leia mais

DECRETO ADMINISTRATIVO N. 121, DE 3 DE MAIO DE 2006. Publicado no Diário da Assembléia nº 1.478

DECRETO ADMINISTRATIVO N. 121, DE 3 DE MAIO DE 2006. Publicado no Diário da Assembléia nº 1.478 DECRETO ADMINISTRATIVO N. 121, DE 3 DE MAIO DE 2006. Publicado no Diário da Assembléia nº 1.478 O Presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins, no uso de suas atribuições constitucionais,

Leia mais

CHECK LIST DA TRANSIÇÃO DE GORVERNO

CHECK LIST DA TRANSIÇÃO DE GORVERNO CHECK LIST DA TRANSIÇÃO DE GORVERNO Missão: Evitar a descontinuidade Administrativa. Objetivo: Garantir o funcionamento contínuo das ações e serviços prestados à coletividade. Permitir a instituição de

Leia mais

ANÁLISE DAS CONTAS DE GOVERNO REGRAS DE FINAL DE MANDATO

ANÁLISE DAS CONTAS DE GOVERNO REGRAS DE FINAL DE MANDATO ANÁLISE DAS CONTAS DE GOVERNO REGRAS DE FINAL DE MANDATO COMPETÊNCIAS DO TCE EMISSÃO DE PARECER PRÉVIO LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL DESPESAS COM PESSOAL A LRF prevê a nulidade do ato que resulte aumento

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES PARA MUNICÍPIOS COM MAIS DE HABITANTES

AGENDA DE OBRIGAÇÕES PARA MUNICÍPIOS COM MAIS DE HABITANTES Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE MODELÓPOLIS 1 AGENDA DE OBRIGAÇÕES PARA MUNICÍPIOS COM MAIS DE 50.000 HABITANTES Poderes DIA OBRIGAÇÕES EM JANEIRO Exe Leg Contribuição Previdenciária para Regime

Leia mais

UFT 2013. Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos

UFT 2013. Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos UFT 2013 Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINSPRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DIRETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS - CPE Conteúdo SUPRIMENTO DE FUNDOS...

Leia mais

Mês: Fevereiro/2017 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - FEVEREIRO/2017 ÁREA

Mês: Fevereiro/2017 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - FEVEREIRO/2017 ÁREA Mês: Fevereiro/1 DATA LIMITE OBRIGAÇÕES - FEVEREIRO/1 ÁREA Receber Balancetes da Câmara Municipal e demais Entidades da Administração Indireta para Consolidação conforme 2 do artigo 3º da IN TCE-MG nº

Leia mais

PORTARIA Nº 72, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2012

PORTARIA Nº 72, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2012 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 15 de Novembro de 1889 PORTARIA Nº 72, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2012 Estabelece normas gerais de consolidação das contas dos consórcios públicos a serem observadas na gestão

Leia mais

AGENDA MENSAL OBRIGATORIA DOS SECRETÁRIOS DE SAÚDE 2013 REVISADA PÓS LC 141 MÊS TAREFA FUNDAMENTO

AGENDA MENSAL OBRIGATORIA DOS SECRETÁRIOS DE SAÚDE 2013 REVISADA PÓS LC 141 MÊS TAREFA FUNDAMENTO AGENDA MENSAL OBRIGATORIA DOS SECRETÁRIOS DE SAÚDE 2013 REVISADA PÓS MÊS TAREFA FUNDAMENTO JANEIRO OS SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE QUE NÃO TIVERAM CHANCE DE CONHECER A SECRETARIA DE SAÚDE ANTES DA POSSE,

Leia mais

LEI DAS FINANÇAS PÚBLICAS: SUBSTITUTIVO AO PLS 229/2009

LEI DAS FINANÇAS PÚBLICAS: SUBSTITUTIVO AO PLS 229/2009 LEI DAS FINANÇAS PÚBLICAS: SUBSTITUTIVO AO PLS 229/2009 SENADOR RICARDO FERRAÇO (PMDB- ES) Helio Tollini Consultor de Orçamento Câmara dos Deputados 23 de setembro de 2015 PROBLEMAS OBSERVADOS COM O MARCO

Leia mais

Ressaltamos caso não esteja aberta no banco de dados da prefeitura a Unidade Câmara ou a Unidade Município os seguintes passos deverão ser seguidos:

Ressaltamos caso não esteja aberta no banco de dados da prefeitura a Unidade Câmara ou a Unidade Município os seguintes passos deverão ser seguidos: Manual da Prestação de Contas do SiaceLRF Primeiro Bimestre Dentro do Sistema da SH3 o primeiro passo é fazer a consolidação dos dados da prefeitura e da Câmara dentro do Município, para os municípios

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO. João Paulo Silvério

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO. João Paulo Silvério SISTEMA DE CONTROLE INTERNO João Paulo Silvério CONTROLE Elementos do processo administrativo. DIREÇÃO 1. Estabelecimento de padrões de desempenho. ORGANIZAÇÃO CONTROLE 2. Avaliação do desempenho. 3. Comparação

Leia mais

CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE CARTILHA DE ORÇAMENTO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 2017 1 Cartilha sobre Orçamento 1 - Entendendo o orçamento público A lei do orçamento conterá a discriminação da receita e despesa de forma a evidenciar a

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA LEI DE DIRETRIZES EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016

AUDIÊNCIA PÚBLICA LEI DE DIRETRIZES EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 AUDIÊNCIA PÚBLICA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS LDO EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E TECNOLOGIA DIRETORIA DE ORÇAMENTO

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CEARÁ

CAPACITAÇÃO EM CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CEARÁ Pacote I Área Nº Disciplinas Horas / Aula 03 Procedimentos Contábeis Orçamentários I PCO I Procedimentos Contábeis Orçamentários II PCO II 05 Procedimentos Contábeis Patrimoniais I PCP I Fundamentos 06

Leia mais

Diretoria de Governo. Gerência de Negócios com o Setor Público. - Junho/2009 -

Diretoria de Governo. Gerência de Negócios com o Setor Público. - Junho/2009 - Diretoria de Governo Gerência de Negócios com o Setor Público - Junho/2009 - AGENDA OPERAÇÕES DE CRÉDITO Modalidades: PROVIAS CAMINHO DA ESCOLA FLUXO OPERACIONAL MANUAL PARA INSTRUÇÃO DE PLEITOS: PARCERIAS

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS

NORMAS E PROCEDIMENTOS NORMAS E PROCEDIMENTOS Compensação dos atos gratuitos Com o objetivo de informar nossos colegas responsáveis pelos Cartórios de Registro Civil das Pessoas Naturais, a Comissão Gestora do Fundo de Custeio

Leia mais

/2013. LEI Nº /2013

/2013. LEI Nº /2013 LEI Nº. 1457 457/2013 /2013. INSTITUI GRATIFICAÇÃO DE SERVIÇO A SEREM PAGAS A SERVIDORES TITULARES DO PODER EXECUTIVO DESIGNADOS PARA EXECUTAR SERVIÇOS AO PODER LEGISLATIVO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MARCOS

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA 03/2003

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA 03/2003 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS INSTITUCIONAIS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA FÍSICA DE PESQUISA O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT, por intermédio da Financiadora

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO AVENIDA DOS NAVEGANTES, Nº 260-2º PISO CENTRO C.N.P.J. : 13.635.016/0001-12 DECRETO Nº 2866, DE 04 DE MAIO DE 2009. Aprova a Programação da Execução Financeira dos

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 02, DE 14 DE MARÇO DE

ORDEM DE SERVIÇO Nº 02, DE 14 DE MARÇO DE Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF ORDEM DE SERVIÇO Nº 02, DE 14 DE MARÇO DE 2016. Estabelece calendário de abertura, inventário trimestral, bloqueio e fechamento, referente

Leia mais

Bolsas. Entendendo os trâmites de pagamento de assistência estudantil no IFRJ.

Bolsas. Entendendo os trâmites de pagamento de assistência estudantil no IFRJ. Bolsas Entendendo os trâmites de pagamento de assistência estudantil no IFRJ. Conheçam agora o Professor Romildo Ele trabalha em uma escola como o IFRJ E além de lecionar atua em diversas frentes de trabalho,

Leia mais

Siglas deste documento:

Siglas deste documento: O Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) possui 13 itens a serem observados para a efetivação de uma transferência voluntária. Veja adiante a legislação relativa a cada

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 022/2009

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 022/2009 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 022/2009 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

Abril / 2015. Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb

Abril / 2015. Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Abril / 2015 Dom Seg Ter Qua Qui Se Sáb 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Data 03/04 07/04 Obrigações Sistema de Cadastramento e Acompanhamento de Obras -SCO

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas Despesas Realizadas por Área de Governo - Ano 2015 Em Milhões de 239,596 226,803 207,372 174,885 50,045 17,0% 37,104 23,452 Saneamento Básico Poder Legislativo (Água, Esgoto e Limpeza Urbana) 4,9% 21,327

Leia mais

Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014

Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014 Central de Serviços- HSF Versão Junho/2014 São Francisco Centro de Serviços Compartilhados 1 OBJETIVO: A Central de Serviços HSF tem por objetivo a coleta e entrega de correspondências entre os setores

Leia mais

REGULAMENTO DO FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS UNIBANCO C - PETROBRÁS CNPJ Nº 03.916.755/0001-29 DO FUNDO

REGULAMENTO DO FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS UNIBANCO C - PETROBRÁS CNPJ Nº 03.916.755/0001-29 DO FUNDO REGULAMENTO DO FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS UNIBANCO C - PETROBRÁS CNPJ Nº 03.916.755/0001-29 DO FUNDO Artigo 1º - O FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS UNIBANCO C - PETROBRÁS, doravante designado, abreviadamente,

Leia mais

Instrução Processual de Contratos Temporários (Resolução n.º 003/2016/TCM-PA)

Instrução Processual de Contratos Temporários (Resolução n.º 003/2016/TCM-PA) Instrução Processual de Contratos Temporários (Resolução n.º 003/2016/TCM-PA) RAPHAEL MAUÉS OLIVEIRA Assessor Especial do TCM-PA BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL NO ÂMBITO MUNICIPAL

Leia mais

C A L E N D Á R I O P a r a n á

C A L E N D Á R I O P a r a n á C A L E N D Á R I O P a r a n á Elaborado de acordo com a instrução normativa n. 21/2008 do TCE-PR, publicada em 24.01.2008, que instituiu a Agenda de Obrigações para o exercício de 2008, a ser observada

Leia mais

Tribunal Superior do Trabalho

Tribunal Superior do Trabalho PLANO ANUAL DE AUDITORIA 2016 Tribunal Superior do Trabalho PLANO ANUAL DE AUDITORIA 2016 Secretaria de Controle Interno PLANO ANUAL DE AUDITORIA DA SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO - EXERCÍCIO 2016 Aprovado

Leia mais

Portaria da EPSJV 023/2012-DIR/EPSJV. O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1.

Portaria da EPSJV 023/2012-DIR/EPSJV. O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1. 01 O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, 1. DOS OBJETIVOS RESOLVE: Normatizar o pagamento da Gratificação por Encargo de Curso, no âmbito da Escola Politécnica

Leia mais

Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público

Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público Conceitos básicos do orçamento no setor público: ciclo orçamentário e instrumentos Fábio Pereira dos Santos As origens históricas do orçamento público Século

Leia mais

CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE VIÇOSA. Resolução nº 01

CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE VIÇOSA. Resolução nº 01 CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE VIÇOSA Resolução nº 01 Dispõe sobre o credenciamento das entidades que recebem subvenção do Município, bem como regulamenta a formalização da devida prestação de contas.

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA DESIGNAÇÃO DE GERENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR

PROCEDIMENTOS PARA DESIGNAÇÃO DE GERENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO NORTE 1 Rua Faustolo nº 281 Água Branca CEP: 05041-000 São Paulo SP Telefone: 3868-9758 E-mail: dent1crh@educacao.sp.gov.br

Leia mais

ATO NORMATIVO: 01/2016 DOS HONORÁRIOS PROFISSIONAIS VIGÊNCIA DEZEMBRO DE 2016 A NOVEMBRO DE 2017

ATO NORMATIVO: 01/2016 DOS HONORÁRIOS PROFISSIONAIS VIGÊNCIA DEZEMBRO DE 2016 A NOVEMBRO DE 2017 REFERENCIAL DE HONORÁRIOS CONTÁBEIS ATO NORMATIVO: 01/2016 DOS HONORÁRIOS PROFISSIONAIS VIGÊNCIA DEZEMBRO DE 2016 A NOVEMBRO DE 2017 PREAMBULO A presente Tabela de Fixação de Parâmetros Referenciais de

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA. Avaliação do Cumprimento das Metas Fiscais do 1º Quadrimestre de 2011 Janeiro a Abril

AUDIÊNCIA PÚBLICA. Avaliação do Cumprimento das Metas Fiscais do 1º Quadrimestre de 2011 Janeiro a Abril AUDIÊNCIA PÚBLICA Avaliação do Cumprimento das Metas Fiscais do 1º Quadrimestre de 2011 Janeiro a Abril 1 OBJETIVO Demonstrar e Avaliar o cumprimento das metas fiscais do 1º 1 quadrimestre de 2011, de

Leia mais

Tópico 5: RREO e RGF.

Tópico 5: RREO e RGF. Tópico 5: RREO e RGF. 1. (Cespe/2007/TCM-GO/Procurador) Determinado município brasileiro, ao final do primeiro quadrimestre do exercício, providenciou a elaboração de seu relatório de gestão fiscal. Todavia,

Leia mais

Custos no Setor Público: Ferramenta da Melhoria da Qualidade do Gasto Público. Florianópolis 17 de Abril 2015

Custos no Setor Público: Ferramenta da Melhoria da Qualidade do Gasto Público. Florianópolis 17 de Abril 2015 Custos no Setor Público: Ferramenta da Melhoria da Qualidade do Gasto Público Florianópolis 17 de Abril 2015 1 Qualidade do Gasto Público Conceito visualiza duas Dimensões : (em construção *) Macro (Estratégico)

Leia mais

Despesas Realizadas - Ano 2015 Em Milhões de 101,197 71,797 9,346 7,317 Folha de Pagamento Servidores Ativos Folha de Pagamento - Inativos e Pensionis

Despesas Realizadas - Ano 2015 Em Milhões de 101,197 71,797 9,346 7,317 Folha de Pagamento Servidores Ativos Folha de Pagamento - Inativos e Pensionis Despesas Realizadas por Área de Governo - Ano 2015 Em Milhões de 75,726 49,571 17,989 17,636 25,3% 7,443 6,135 Dívida Pública (Pagamentos de Financiamentos e Parcelamentos) 9,0% 5,449 5,113 Cultura, Esporte

Leia mais

CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC

CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC PLANO DE OUTORGA ANEXO IV INFORMAÇÕES QUE DEVERÃO SER ENVIADAS AO ÓRGÃO GESTOR DO SERVIÇO Abril/2014

Leia mais

GAZETA DO OESTE ATOS OFICIAIS Repasse Recebido da Câmara Municipal ,60 TRANSFERÊNCIAS FINANCEIRAS CONCEDIDAS

GAZETA DO OESTE ATOS OFICIAIS Repasse Recebido da Câmara Municipal ,60 TRANSFERÊNCIAS FINANCEIRAS CONCEDIDAS Ano X Nº 2786 Rua Folk Rocha, Nº103 - Sala 01 - Sandra Regina (Centro) - Barreiras/Ba Tel.: 77 3612.7476 18 de maio de 2016 Em cumprimento ao princípio constitucional e a Lei Nº 101/2000, estão publicados

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA DESIGNAÇÃO DE POSTO DE TRABALHO VICE-DIRETOR DE ESCOLA

PROCEDIMENTOS PARA DESIGNAÇÃO DE POSTO DE TRABALHO VICE-DIRETOR DE ESCOLA GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO NORTE 1 Rua Faustolo nº 281 Água Branca CEP: 05041-000 São Paulo SP Telefone: 3868-9758 E-mail: dent1crh@educacao.sp.gov.br

Leia mais

Prefeitura Municipal de Tubarão Resumo das Finanças Despesas Realizadas Ano 2015 Em Milhões de 98,393 63,290 12,920 6,813 Folha de Pagamento Servidore

Prefeitura Municipal de Tubarão Resumo das Finanças Despesas Realizadas Ano 2015 Em Milhões de 98,393 63,290 12,920 6,813 Folha de Pagamento Servidore Prefeitura Municipal de Tubarão Resumo das Finanças Despesas Realizadas por Área de Governo Ano 2015 Em Milhões de 54,422 42,156 29,334 16,780 9,551 7,301 7,295 6,813 Cultura, Esporte e Turismo 5,1% 6,667

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Resposta aos questionamentos efetuados pela empresa TOTVS, temos a informar conforme segue:

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Resposta aos questionamentos efetuados pela empresa TOTVS, temos a informar conforme segue: Resposta aos questionamentos efetuados pela empresa TOTVS, temos a informar conforme segue: Questionamento 1: Tomando como base a definição de que os Conselhos o Federal e os Regionais foram criados por

Leia mais

Hang out Saúde: Sistema de Orçamento Público em Saúde ( Siops)

Hang out Saúde: Sistema de Orçamento Público em Saúde ( Siops) Hang out Saúde: Sistema de Orçamento Público em Saúde ( Siops) Data: 10/02/2017 Horário: 10:00 Áreas técnicas: Saúde e contabilidade O que é SIOPS? É o sistema de registro eletrônico centralizado das informações

Leia mais

ESTIMATIVA DE IMPACTO ORÇAMENTÁRIO-FINANCEIRO PARA GASTOS COM PESSOAL. Projeção de Gastos com Pessoal Criação de em Comissão no Legislativo Municipal

ESTIMATIVA DE IMPACTO ORÇAMENTÁRIO-FINANCEIRO PARA GASTOS COM PESSOAL. Projeção de Gastos com Pessoal Criação de em Comissão no Legislativo Municipal ESTIMATIVA DE IMPACTO ORÇAMENTÁRIO-FINANCEIRO PARA GASTOS COM PESSOAL Projeção de Gastos com Pessoal Criação de em Comissão no Legislativo Municipal Exercício de 2013 Março Objetivo Criação de um cargo

Leia mais

L D O e L O A. Lei de Diretrizes Orçamentárias e Lei Orçamentária Anual

L D O e L O A. Lei de Diretrizes Orçamentárias e Lei Orçamentária Anual L D O e L O A Lei de Diretrizes Orçamentárias e Lei Orçamentária Anual L D O e L O A COMUNICADO SICAP Com o objetivo de assegurar o completo funcionamento do SICAP, o Tribunal de Contas vem reiterar, que

Leia mais

DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA

DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PARA SERVIDORES TÉCNICO ADMINISTRATIVOS DA UFG PRO QUALIFICAR DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA Art.1º. O Programa

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA DESIGNAÇÃO DE PROFESSOR COORDENADOR

PROCEDIMENTOS PARA DESIGNAÇÃO DE PROFESSOR COORDENADOR GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO NORTE 1 Rua Faustolo nº 281 Água Branca CEP: 05041-000 São Paulo SP Telefone: 3868-9758 E-mail: dent1crh@educacao.sp.gov.br

Leia mais

Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo

Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo 2012 Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo 1º Material divulgado em atendimento às disposições de que trata a Portaria nº 407 da Secretaria do Tesouro Nacional, de 20 de junho de 2011 e o estabelecido

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS LAGOAS ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS LAGOAS ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº. 2.936, DE 14 DE JULHO DE 2015. DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL DE 2016 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MARCIA MOURA, Prefeita Municipal de Três Lagoas,

Leia mais

ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO - ATP. E D I T A L - d e z e m b r o /

ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO - ATP. E D I T A L - d e z e m b r o / ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO - ATP E D I T A L - d e z e m b r o / 2 0 1 5 A Secretaria do Tesouro Nacional (STN), por meio da Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação (CCONF),

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS NA CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO FRONTIN/PR CADERNO DE PROVA CONTADOR

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS NA CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO FRONTIN/PR CADERNO DE PROVA CONTADOR CADERNO DE PROVA CONTADOR Nº. DE INSCRIÇÃO DO(A) CANDIDATO(A) Domingo, 03 de junho de 2012. N.º DE INSCRIÇÃO DO(A) CANDIDATO(A) 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 03/2016 DETERMINA,

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 03/2016 DETERMINA, PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 03/2016 Estabelece Normas para Prestação de Contas, Controle Interno e Encerramento

Leia mais

Numero do Documento: 1037522

Numero do Documento: 1037522 Numero do Documento: 1037522 EDITAL N.º 19/2011 A Escola de Saúde Pública do Ceará, Autarquia vinculada à Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, criada pela Lei Estadual nº 12.140, de 22 de julho de 1993,

Leia mais

Processo de Solicitação de Bolsas. I - Condições Gerais

Processo de Solicitação de Bolsas. I - Condições Gerais Processo de Solicitação de Bolsas I - Condições Gerais 1. O solicitante deverá encaminhar pelo correio, em envelope registrado, a totalidade dos documentos aqui arrolados, juntamente com o Formulário de

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do Município, e

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do Município, e DECRETO Nº 9.540, DE 17 DE AGOSTO DE 2009. Disciplina a emissão da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e e dá outras providências, nos termos que especifica. O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado

Leia mais

Lei n 8.666/93, art. 7º 1.7 Documento assinado pela COMAP com a indicação das empresas a serem convidadas

Lei n 8.666/93, art. 7º 1.7 Documento assinado pela COMAP com a indicação das empresas a serem convidadas CHECK LIST DOS PROCESSOS LICITATÓRIOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA REITORIA Este documento visa orientar a formalização dos processos licitatórios para contratação de obras e serviços de engenharia,

Leia mais

Unidade: Centro de Educação a Distância MANUAL DE PROCEDIMENTOS Nº: Manual de Instruçao - Autorizar Liberação de ValoresAutorizar Liberação de Valores

Unidade: Centro de Educação a Distância MANUAL DE PROCEDIMENTOS Nº: Manual de Instruçao - Autorizar Liberação de ValoresAutorizar Liberação de Valores 1/15 ESTA FOLHA ÍNDICE INDICA EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA NA EMISSÃO CITADA FL/R. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 FL/R. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 01 26 02 27 03 28 04 29 05 30 06 31 07 32 08 33

Leia mais

Despesas Realizadas - Ano 2015 Em Milhões de 219, ,475 41,768 13,637 9,267 Folha de Pagamento Servidores Ativos Folha de Pagamento Inativos e Pe

Despesas Realizadas - Ano 2015 Em Milhões de 219, ,475 41,768 13,637 9,267 Folha de Pagamento Servidores Ativos Folha de Pagamento Inativos e Pe Despesas Realizadas por Área de Governo - Ano 2015 Em Milhões de 153,554 88,670 86,394 42,557 27,550 23,672 Assistência Social, Trabalho e Habitação 18,2% 18,6% 13,637 13,405 12,009 11,503 Dívida Pública

Leia mais

WEB Manual Administrativo

WEB Manual Administrativo WEB Manual Administrativo http://www.flickr.com/photos/70419528@n08/show Crediário WEB Manual Administrativo Outubro 2014 Sumário 1 PARA USUFRUIR DA GARANTIA... 3 1.1 SOLICITAR GARANTIA... 3 1.2 ACOMPANHAMENTO

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO UINSTRUÇÕES Nº 02/2016 (TC-A-011476/026/16) LIVRO I - DOS JURISDICIONADOS Art. 1º - Subordinam-se a estas Instruções, de acordo com suas especificidades, e, no que couber, os seguintes Órgãos e Entidades

Leia mais

Edital PROAD Nº 01, de 18 de março de 2014

Edital PROAD Nº 01, de 18 de março de 2014 Edital PROAD Nº 01, de 18 de março de 2014 O REITOR DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU, no uso de suas atribuições e considerando o disposto no Art. 3º e no Art. 4º da Lei Ordinária do Município de Blumenau

Leia mais

INSTITUTOS DE PREVIDÊNCIA

INSTITUTOS DE PREVIDÊNCIA ABRIL/2017 - Informativo - Edição 04 INSTITUTOS DE PREVIDÊNCIA PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até o 5º dia útil Efetuar o pagamento dos salários, relativos ao mês vencido, aos servidores

Leia mais

Não Possui Prestadora de Serviços de Informática Nome: Polis Informatica Ltda CNPJ: Telefone: (51)

Não Possui Prestadora de Serviços de Informática Nome: Polis Informatica Ltda CNPJ: Telefone: (51) Neste RVE estão incluídos: Sim Não Modelos da LRF do Legislativo 1. Informações da Entidade 1.1 Dados Cadastrais da Administração Atual CNPJ: 88369426000168 Período: 01/01/2016 a 31/08/2016-4º Bimestre

Leia mais

1ª parte: ENVIO DOS DADOS POR MEIO DO PROGRAMA SIOPS:

1ª parte: ENVIO DOS DADOS POR MEIO DO PROGRAMA SIOPS: Título Transmissão na prática de Dados do SIOPS a partir do exercício de 2013 (última etapa após concluído o processo de certificação digital). Sumário: Como se dará a partir do exercício de 2013 a transmissão

Leia mais

Cartilha de mudanças Rede Credenciada

Cartilha de mudanças Rede Credenciada Assistência Multidisciplinar de Saúde Foto: Istock/ Banco de Imagens Petrobras Cartilha de mudanças Rede Credenciada PAD e FISIO DOMICILIAR Versão 6 - agosto/2016 ORIENTAÇÕES PARA REDE MÉDICA Sumário

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISES DE AUDITORIA DO ORÇAMENTO PÚBLICO DE 2009 NO MUNICÍPIO DE NATAL/RN

RELATÓRIO DE ANÁLISES DE AUDITORIA DO ORÇAMENTO PÚBLICO DE 2009 NO MUNICÍPIO DE NATAL/RN RELATÓRIO DE ANÁLISES DE AUDITORIA DO ORÇAMENTO PÚBLICO DE 2009 NO MUNICÍPIO DE NATAL/RN Grupo Temático: Formação, ambiente empresarial, governamental e o terceiro setor Autores: Danilo Bezerra Araújo

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA GERAL SEG

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA GERAL SEG 1. Processo n.: PNO 13/00178415 2. Assunto: Processo Normativo - Projeto de Resolução - Altera a Resolução n. TC-16/94 3. Interessado(a): Salomão Ribas Junior 4. Unidade Gestora: Tribunal de Contas do

Leia mais