PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO: HIERARQUIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE, NO ESTADO DO PARANÁ.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO: HIERARQUIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE, NO ESTADO DO PARANÁ."

Transcrição

1 PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO: HIERARQUIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE, NO ESTADO DO PARANÁ. 2009

2 SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO 4 2. INTRODUÇÃO 5 3. OBJETIVOS 9 4. METODOLOGIA MAPA POLÍTICO DO PARANÁ ESTADO DO PARANÁ EM MACRORREGIÕES 16 7 ESTADO DO PARANÁ DIVISÃO EM REGIÕNAIS DE SAÚDE 17 8 ESTADO DO PARANÁ DIVISÃO EM MICRORREGIÕES 18 9 DETALHAMENTO DAS MACRORREGIÕES, REGIONAIS E MICRORREGIÕES MACRORREGIÃO LESTE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE MACRORREGIÃO CAMPOS GERAIS ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE MACRORREGIÃO CENTRO-SUL ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE MACRORREGIÃO OESTE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE 55 2

3 9.5 MACRORREGIÃO NOROESTE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE MACRORREGIÃO NORTE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE ª REGIONAL DE SAÚDE CONCLUSÃO 99 ANEXOS 100 I CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE 101 II REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA 104 3

4 1. IDENTIFICAÇÃO SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DO PARANÁ - SESA. Dr. Gilberto Berguio Martin SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO DE SISTEMAS DE SAÚDE - SGS. Dr. Irvando Luiz Carula DEPARTAMENTO DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO SISTEMA - DEOG Walderez Berenice Fedalto de Moraes EQUIPE DE ELABORAÇÃO ADRIANA REZENDE BEVILACQUA FERNANDO CÉSAR DE ANDRADE AGUILERA GRASIELA POMINI REJANE SUCCK TAVARES WALDEREZ BERENICE FEDALTO DE MORAES YARA GERBER LIMA BASTOS ORGANIZADOR FERNANDO CÉSAR DE ANDRADE AGUILERA COORDENAÇÃO WALDEREZ BERENICE FEDALTO DE MORAES SUPERVISÃO Dr. IRVANDO LUIZ CARULA 4

5 2. INTRODUÇÃO O primeiro Plano Diretor de Regionalização do Estado do Paraná foi implantado em junho de 2001, sob as diretrizes da NOAS/01, tendo sido aprovado pela CIB/PR por meio da Deliberação 041/2001 e pela CES/PR através da Resolução 05/2001. Decorridos quase quatro anos da implantação daquele Plano, em abril de 2005 se iniciou a discussão para que houvesse a elaboração de um novo instrumento de ordenamento da hierarquização e regionalização da assistência à saúde no Estado do Paraná, definindo Pólos estaduais, Macrorregiões, Regionais de Saúde e microrregiões, juntamente com suas atribuições, competências, fluxos operacionais e referências. Tal documento tem o objetivo de incorporar as mudanças ocorridas nos fluxos assistenciais e de atualizar as conformações de abrangência das microrregiões, baseando-se nas diretrizes do Pacto de Gestão. Conforme a Portaria número 399/GM de 22 de fevereiro de 2006, em seu anexo II, a Regionalização é uma diretriz do Sistema Único de Saúde e um eixo estruturante do Pacto de Gestão, e deve orientar a descentralização das ações e serviços de saúde, e os processo de negociação e pactuação entre os gestores. O Plano Diretor de Regionalização PDR é um dos principais instrumentos de planejamento da Regionalização. O PDR expressa o desenho final do processo de identificação e reconhecimento das regiões de saúde, em suas diferentes formas, objetivando a garantia do acesso, a promoção da eqüidade, a garantia da integralidade da atenção, a qualificação do processo de descentralização e a racionalização de gastos e otimização de recursos. Também contém os desenhos da rede de atenção à saúde, em suas diversas linhas de cuidado, organizada dentro dos territórios dos Pólos Estaduais, das macrorregiões, regiões e microrregiões de saúde, e que deverá ser acompanhada pelo Plano Diretor de Investimentos PDI e corroborados a partir da articulação com os gestores dentro do processo da Programação Pactuada Integrada - PPI. As ações Propostas no Plano atual foram discutidas amplamente nas 22 Regionais de Saúde, juntamente com seus municípios de abrangência e técnicos da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, e aprovadas em reuniões da Comissão Intergestores Bipartite Paraná. A partir das discussões ficou estabelecido que o Estado do Paraná possuirá 47 Microrregiões; 22 Regiões de Saúde; 6 Macrorregiões; e 2 Pólos Estaduais, tendo 5

6 como objetivo articular os atores envolvidos, no sentido de somar esforços para a solução de problemas comuns, aprofundar conhecimentos e inter-relacionar as distintas formas de gestão. Segundo o Pacto de Gestão: As regiões de Saúde são recortes territoriais inseridos em um espaço geográfico contínuo, identificadas pelos gestores municipais e estaduais a partir de identidades culturais, econômicas e sociais, de redes de comunicação e infra-estrutura de transportes compartilhados do território. A Região de Saúde deve organizar a rede de ações e serviços de saúde a fim de assegurar o cumprimento dos princípios constitucionais de universalidade do acesso, eqüidade e integralidade do cuidado; A organização da Região de saúde deve favorecer a ação cooperativa e solidária entre gestores e o favorecimento do controle social; Para a constituição de uma rede de atenção à saúde regionalizada em uma determinada região, é necessária a pactuação, entre todos os gestores envolvidos, do conjunto de responsabilidades não compartilhadas e das ações complementares; O conjunto de responsabilidades não compartilhadas refere-se à atenção básica e às ações básicas de vigilância sanitária, que deverão ser assumidas em cada município; As ações complementares e os meios necessários para viabilizá-las deverão ser compartilhadas e integradas a fim de garantir a resolutividade e a integralidade do acesso; Para que se caracterize a possibilidade de um município tornar-se sede de microrregião foram estabelecidos critérios que propiciem certo grau de resolutividade àquele território, como suficiência em atenção básica e parte da média complexidade; Quando se detectar a potencialidade ou mesmo a vocação de certos municípios para que se tornem sedes de microrregião, sem que possuam a suficiência em prestação de serviços de média complexidade, para outros que não para sua população própria, deverá ser considerada no planejamento regional a estratégia para o seu estabelecimento, junto com a definição dos investimentos, quando necessários; Para garantir o acesso na alta complexidade e em parte da média, as regiões devem pactuar entre si arranjos inter-regionais, com agregação de mais de uma região em uma macrorregião. 6

7 Com relação às Microrregiões, o Estado passará a ter 47 microrregiões de saúde cujos municípios participantes ficarão com a incumbência de atender todos os procedimentos de Atenção Básica de Saúde, devendo as micro-regiões, além disso, atender a um conjunto mínimo de procedimentos de média complexidade, como primeiro nível de referência intermunicipal (anexo da Portaria 95GM/MS de 26 de janeiro de 2001). As Regiões de Saúde deverão resolver a maior parte da demanda para consultas, exames e procedimentos de média complexidade (especialmente os mais complexos), podendo atender também parte dos serviços e procedimentos de Alta Complexidade. As Macrorregiões deverão ter resolução para toda a Média Complexidade, e para a grande maioria dos serviços e procedimentos de Alta Complexidade. Aos Pólos Estaduais compete resolver toda a Alta Complexidade em praticamente todos os serviços, possuindo também, Centros de Referência em diversas especialidades. Os critérios adotados para a composição da Região de Saúde, segundo o Pacto de Gestão e expressos neste PDR, foram os seguintes: a) Contigüidade entre municípios; b) Respeito à identidade expressa no cotidiano social, econômico e cultural; c) Existência de infra-estrutura de transportes e de redes de comunicação que permita o trânsito das pessoas entre os municípios; d) Existência de fluxos assistenciais que devem ser alterados, se necessário, para a organização da rede de atenção à saúde; Consideração da rede de ações e serviços de saúde já existentes e a possibilidade de expandí-la ou qualificá-la através de estratégias explicitadas no planejamento regional contendo, se necessário, a definição de investimentos, sempre levando em conta os princípios da Eqüidade, Integralidade e Universalidade, sem embargo da necessidade da presença da resolutividade. O objetivo da Secretária Estadual de Saúde é de qualificar, tanto as sedes de microrregião quanto às Regionais e sedes de macrorregião, para a resolução da totalidade dos casos em suas respectivas competências e abrangências. Para tanto, construirá a partir do PDR e da PPI, o Plano Diretor de Investimentos - PDI, no qual pretende contemplar as ações e valores necessários para que, em médio 7

8 prazo se atinjam as metas estipuladas, com a participação dos municípios e do Governo Federal. Da mesma forma, a SESA pretende orientar, através de suas Diretorias Regionais, os municípios postulantes à sede de MICRORREGIÃO para que avaliem suas capacidades, competências e responsabilidades, com a finalidade de transformar o PDR num documento que reflita a realidade e não apenas mais um instrumento cartorial e pró-forma. 8

9 3. OBJETIVOS OBJETIVO GERAL 3.1. Estabelecer um novo Plano Diretor de Regionalização - PDR, em conformidade com as diretrizes do Pacto de Gestão, e em consonância com os Pactos pela Saúde e em Defesa do S.U.S., que contemple a hierarquização das ações e serviços de saúde no Estado Paraná. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 3.2. Estabelecer as representações gráficas das Macrorregiões de Saúde; 3.3. Estabelecer as representações gráficas das Regionais de Saúde; 3.4. Estabelecer as representações gráficas das Microrregiões de Saúde; 3.5. Detalhar os fluxos assistenciais e respectivas referências; 3.6. Transformar-se em instrumento e referencial para a realização da Programação Pactuada e Integrada - PPI; 3.7. Transformar-se em instrumento e referencial para a realização do Plano Diretor de Investimentos PDI; 3.8. Balizar as ações de planejamento, controle, avaliação e regulação da Secretaria de Saúde do Estado do Paraná, e de suas Regionais de Saúde. 9

10 4. METODOLOGIA O presente Plano Diretor de Regionalização foi elaborado pelo Departamento de Organização e Gestão de Sistemas - DEOG, da Superintendência de Gestão de Sistemas de Saúde SGS, utilizando-se informações fornecidas pelos municípios e registradas no sistema de informações (SIS/PPI) idealizado e implementado pela Companhia de Informática do Paraná CELEPAR. As informações foram confrontadas com as pactuações em vigência, procedendo-se às análises e as críticas das mesmas, primeiramente pelo DEOG, em segundo lugar pelas respectivas Regionais de Saúde, e em última instância pelos municípios de todo o Paraná, a fim de eliminar distorções e incongruências. Para fins de se instrumentalizar a Pactuação Programada e Integrada PPI, e de se oficializar os fluxos assistenciais e respectivas referências, foram realizadas oficinas Macrorregionais com a presença de todos os gestores municipais, das diretorias Regionais e de técnicos da SGS. O novo Plano Diretor de Regionalização do Estado do Paraná é resultado das discussões e proposições estabelecidas nas referidas oficinas, transformando-se portanto, em legítimo instrumento para futuras pactuações e Planos Diretores de Investimento. Para a definição da conformação de microrregião, regional de saúde, macrorregião e Pólo Estadual, foram utilizados os seguintes critérios: 1. Acessibilidade geográfica, considerando a cultura e o sentimento de pertencimento da população; 2. Espaço territorial definindo as responsabilidades com base nas necessidades de saúde da população e oferta de serviço; 3. Cooperação e complementaridade entre os parceiros para a solução dos problemas apontados no território; 4. Instituição de uma cultura de intersetorialidade nas regiões; 5. Organização e integração das redes assistenciais em sistemas, garantindo a conectividade entre os pontos da rede; Além das diretrizes apontadas acima para se considerar uma microrregião fazse necessário definir os seguintes critérios: 1. População mínima de habitantes, com resolubilidade correspondente ao primeiro nível de referência; 10

11 2. A microrregião deverá ser capaz de resolver as demandas de todos os municípios referenciados, em relação aos procedimentos pactuados na microrregião; 3. Possibilidade de haver microrregião com dois ou mais municípios sede, sendo compartilhadas as referências internas; 4. Atender urgências e emergências de acordo com as respectivas complexidades e grau de competência; 5. Constituição de, no mínimo, dois municípios, considerando um município sede ou em regime de referências compartilhadas, com resolubilidade na atenção básica e média complexidade com base no elenco dos seguintes procedimentos: Clinica Médica (ambulatorial e hospitalar); Clinica Pediátrica (ambulatorial e hospitalar); Ginecologia e Obstetrícia (ambulatorial e hospitalar); Cardiologia (ambulatorial); Oftalmologia (ambulatorial); Ortopedia (ambulatorial e hospitalar); Cirurgia Geral (ambulatorial e hospitalar); Alem dos seguintes procedimentos e exames complementares: Patologia Clinica Básica; Radiologia Básica; Cirurgias ambulatoriais de pele e tecido subcutâneo; Eletrocardiografia; Ultrassonografia. Para a definição de uma Regional de Saúde deve se considerar as diretrizes apresentadas acima e a definição dos seguintes critérios: 1. Possuir o município sede da regional como referência para o cuidado e atenção à saúde para os procedimentos não realizados nas microrregiões de sua área de abrangência por excederem a capacidade instalada e/ou complexidade de serviços, considerados de média e alta complexidades; 2. Atender urgências e emergências de acordo com as respectivas complexidades e grau de competência; 3. Ofertar, além dos serviços disponíveis nas microrregiões de sua área de abrangência, as seguintes especialidades: 11

12 Otorrinolaringologia; Cirurgia Vascular; Neurologia; Nefrologia; Urologia; Proctologia; Psiquiatria; Dermatologia; Fisiatria; Gastroenterologia; Geriatria/Gerontologia; Endocrinologia; Cirurgia Pediátrica. E os seguintes procedimentos e exames complementares: Patologia Clínica Especializada; Radiologia Especializada; Eletroencéfalografia; Endoscopia; Mamografia; Terapia Renal Substitutiva; Anátomo-patologia; Retossigmoidoscopia; Eco-Doppler. 12

13 Para a definição de uma Macrorregião deve se considerar as diretrizes elencadas acima e a definição dos seguintes critérios: 1. População mínima de mil de habitantes e constituída de, no mínimo, duas regiões de saúde com referências compartilhadas ou com uma Região de referência para as demais; 2. Atender urgências e emergências de acordo com as respectivas complexidades e grau de competência 3. Capacidade para ofertar serviços de média e alta complexidade, considerando os procedimentos oferecidos no âmbito das regiões de saúde e as seguintes especialidades: Angiologia; Alergologia e Imunologia; Infectologia; Reumatologia; Cirurgia Torácica; Neurocirurgia; Neurocirurgia pediátrica; Genética Clinica; Hematologia; Oncologia; Cirurgia de Cabeça e Pescoço. E os seguintes procedimentos e exames complementares: Diagnose e Terapia mais complexas; Tomografia; Ecocardiografia; Ressonância Magnética; Litotripsia; Hemodinâmica; Radioterapia; Angiografia; Cintilografia. 13

14 Para a definição de Pólo Estadual considera-se o seguinte critério: 1. Ser referência para as ações de maior especificidade dentro do rol das ações de média e alta complexidade e de alto custo, considerando a capacidade instalada, além do fluxo e histórico da produção dos serviços demandados; 2. Para a constituição ou estruturação de novos pólos deverá ser considerado o PDI aprovado pela CIB; 3. Atender urgências e emergências de acordo com as respectivas complexidades e grau de competência; Caberá a SESA fortalecer o processo de co-gestão com base nas seguintes atribuições: a) Buscar construir a equidade entre as regiões; b) Buscar a promoção da integralidade, intra e inter-regional com a articulação do cuidado em saúde por meio da organização da Rede de Atenção à Saúde; c) Construir um Plano Diretor de Investimentos - PDI, que viabilize a proposta do Plano Diretor de Regionalização PDR; d) Promover a construção de uma Programação Pactuada e Integrada PPI, que fortaleça os laços intergestores, através de pactuações transparentes de referências, que possibilitem revisões e repactuações quando se fizerem necessárias; e) Buscar a resolutividade da Atenção em seus diversos níveis, evitando a sobreposição de serviços e possibilitando o melhor aproveitamento de recursos públicos; f) Promover a acessibilidade aos diversos níveis de atenção, intra e interregiões. 14

15 5. MAPA POLÍTICO DO PARANÁ 15

16 6. ESTADO DO PARANÁ DIVISÃO EM MACRORREGIÕES 16

17 7. ESTADO DO PARANÁ DIVISÂO EM REGIONAIS DE SAÚDE 17

18 8. ESTADO DO PARANÁ - DIVISÃO EM MICRORREGIÕES 18

19 9. DETALHAMENTO DAS MACRORREGIÕES: REGIONAIS E MICRORREGIÕES 9.1 MACRORREGIÃO LESTE 19

20 ª REGIONAL DE SAÚDE PARANAGUÁ. MICRORREGIÃO 1.1 PARANAGUÁ Paranaguá Antonina Guaraqueçaba Morretes Pontal do Paraná Guaratuba Matinhos Total

21 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ANTONINA , GUARAQUECABA , GUARATUBA , MATINHOS , MORRETES , PARANAGUA , PONTAL DO PARANA , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS RS Município NOME TIPO GESTÃO 1ª Paranaguá CAPS I Municipal SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL DR. SILVIO BITTENCOURT LINHARES Antonina Estadual MÉDIA HOSPITAL BRIGADEIRO EPPINGHAUS Guaraqueçaba Estadual MÉDIA SANTA CASA DE MISERICORDIA DE Estadual MÉDIA GUARATUBA Guaratuba HOSPITAL NOSSA SENHORA DOS Estadual MÉDIA NAVEGANTES Matinhos HOSPITAL E MATERNIDADE DE MORRETES Morretes Estadual MÉDIA HOSPITAL REGIONAL DO LITORAL Paranaguá Estadual MÉDIA 21

22 ª REGIONAL DE SAÚDE CURITIBA. LA 22

23 MICRORREGIÃO 2.1 CURITIBA Curitiba MICRORREGIÃO 2.2 CAMPINA GRANDE DO SUL Adrianópolis Bocaiúva do Sul Campina Grande do Sul Colombo Pinhais Piraquara Quatro Barras Tunas do Paraná SUBTOTAL MICRORREGIÃO 2.3 CAMPO LARGO Araucária Balsa Nova Campo Largo Campo Magro Contenda SUBTOTAL MICRORREGIÃO 2.4 RIO BRANCO DO SUL Almirante Tamandaré Cerro Azul Doutor Ulysses Itaperuçú Rio Branco do Sul SUBTOTAL MICRORREGIÃO 2.5 SÃO JOSÉ DOS PINHAIS Agudos do Sul Campo do Tenente Fazenda Rio Grande Mandirituba Piên Quitandinha Rio Negro São José dos Pinhais Tijucas do Sul Subtotal População Total habitantes 23

24 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ADRIANOPOLIS 4 0 0, AGUDOS DO SUL , ALMIRANTE TAMANDARE , ARAUCARIA , BALSA NOVA , BOCAIUVA DO SUL 0 0 0, CAMPINA GRANDE DO SUL , CAMPO DO TENENTE , CAMPO LARGO , CAMPO MAGRO , CERRO AZUL , COLOMBO , CONTENDA , CURITIBA , DOUTOR ULYSSES , FAZENDA RIO GRANDE , ITAPERUCU , LAPA , MANDIRITUBA , PIEN , PINHAIS , PIRAQUARA , QUATRO BARRAS , QUITANDINHA , RIO BRANCO DO SUL , RIO NEGRO , SAO JOSE DOS PINHAIS , TIJUCAS DO SUL , TUNAS DO PARANA ,

25 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL CURITIBA ARAUCÁRIA COLOMBO S. JOSÉ DOS PINHAIS CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS Município NOME TIPO GESTÃO Almirante Tamandaré CAPS II Municipal Araucária CAPS II Municipal Araucária CAPS AD Municipal Campina Grande do Sul CAPS I Municipal Sandra Paula Dantas Campo Magro CAPS I Municipal Campo Largo CAPS II Municipal Colombo CAPS II Municipal Colombo CAPS AD Municipal Curitiba CAPS Bairro Novo AD Municipal Curitiba CAPS Cajuru AD Municipal Curitiba CAPS Afetiva II Municipal/Privado Curitiba Alto da XV CAPS CPM II Estadual Curitiba CAPS AD Municipal Centro Vida Infanto-juvenil Curitiba CAPS Ômega II Municipal Privado Curitiba CAPS Bom Retiro II Municipal Curitiba CAPS Pinheirinho i Municipal Curitiba CAPS Boa Vista AD Municipal Curitiba CAPS Bigorrilho II Municipal Curitiba CAPS Boa Vista i Municipal Curitiba CAPS Portão AD Municipal Fazenda Rio Grande CAPS II Municipal Itaperuçu CAPS I Municipal Lapa CAPS I Municipal Pinhais CAPS II Municipal Piraquara CAPS AD Municipal Piraquara CAPS II Municipal Rio Branco do Sul CAPS I Municipal Rio Negro CAPS I Municipal São José dos Pinhais CAPS AD Municipal 25

26 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SANTA FELICIDADE CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRACAS CURITIBA DUPLA MC HNSG MATERNIDADE MATER DEI CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL DE CLÍNICAS CURITIBA MUNICIPAL AC HOSPITAL DE OLHOS DO PARANÁ CURITIBA MUNICIPAL AC HOSPITAL DO TRABALHADOR CURITIBA MUNICIPAL AC HOSPITAL NOSSA SENHORA DO CARMO CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA IZABEL CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL E MATERNIDADE VICTOR CURITIBA MUNICIPAL MC FERREIRA DO AMARAL HOSPITAL ERASTO GAERTNER CURITIBA MUNICIPAL AC HOSPITAL INFANTIL PEQUENO PRINCIPE CURITIBA MUNICIPAL AC HOSPITAL MENINO DEUS CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL NOSSA SENHORA DA LUZ CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL OSWALDO CRUZ CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL PILAR CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL SANTA CASA CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL SANTA FELICIDADE CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL SÃO LUCAS CURITIBA MUNICIPAL MC HOSPITAL SÃO VICENTE CURITIBA MUNICIPAL AC HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CAJURÚ CURITIBA MUNICIPAL AC HOSPITAL EVANGÉLICO DE CURITIBA CURITIBA MUNICIPAL AC 26

27 RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO Almirante Tamandaré Estadual MC CASA DE SAUDE SANTO AGOSTINHO LTDA Ampére Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL BOM JESUS Balsa Nova Estadual MC HOSPITAL SANTA JULIA Bocaiúva do Sul Estadual MC HOSPITAL ANGELINA CARON Campina Grande do Sul Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SÃO LUIZ Campo do Tenente Estadual MC ASSOCIACAO DE PESQUISA E TRATAMENTO ALCOOLISMO Campo Largo Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE PAROLIN Campo Largo Estadual MC MATERNIDADE NOSSA SENHORA DO ROCIO Campo Largo Estadual MC CASA DE SAUDE DR ENIO COSTA LTDA Cerro Azul Estadual MC HOSPITAL BOM SAMARITANO Céu Azul Estadual MC HOSPITAL MATERNIDADE ALTO MARACANA Colombo Estadual MC SANTA CASA DE COLOMBO Colombo Estadual MC HOSPITAL E MAT MIQUELINA FRANCO B. PADILHA Contenda Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE NOSSA SENHORA APARECIDA Fazenda Rio Grande Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE ITAPERUÇU Itaperuçu Estadual MC HOSPITAL REGIONAL DA LAPA SAO SEBASTIÃO Lapa Estadual MC ISEP - HOSPITAL HIPOLITO E AMELIA ALVES DE ARAUJO Lapa Estadual MC MATERNIDADE MUNICIPAL HUMBERTO CARRANO Lapa Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE MANDIRITUBA Mandirituba Estadual MC HOSPITAL COLONIA ADAUTO BOTELHO Pinhais Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE PINHAIS LTDA Pinhais Estadual MC HOSPITAL DE DERMATOLOGIA Piraquara Estadual MC HOSPITAL PIRAQUARA Piraquara Estadual MC HOSPITAL SAN JULIAN Piraquara Estadual MC HOSPITAL CRISTO REI Quitandinha Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE RIO BRANCO Estadual MC LTDA Rio Branco do Sul HOSPITAL E MATERNIDADE BOM JESUS Rio Negro Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DR ATTILIO TALAMINI São José dos Pinhais Estadual MC HOSPITAL SÃO JOSÉ São José dos Pinhais Estadual MC 27

28 ª REGIONAL DE SAÚDE - UNIÃO DA VITÓRIA MICRORREGIÃO 6.1 UNIÃO DA VITÓRIA Antonio Olinto Bituruna Cruz Machado General Carneiro Paula Freitas Paulo Frontin Porto Vitória São Mateus do Sul União da Vitória Total

29 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ANTONIO OLINTO 9 0 0, BITURUNA , CRUZ MACHADO , GENERAL CARNEIRO , PAULA FREITAS , PAULO FRONTIN , PORTO VITORIA , SAO MATEUS DO SUL , UNIAO DA VITORIA , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO União da Vitória CAPS I Municipal SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SÃO VICENTE DE PAULA Bituruna Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SANTA TEREZINHA Cruz Machado Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DR REGIS B MARIGLIANI General Carneiro Estadual MC HOSPITAL SÃO JOAO BATISTA Paulo Frontin Estadual MC HOSPITAL PAULO FORTES São Mateus do Sul Estadual MC APMI União da Vitória Estadual MC COMUNIDADE TERAPEUTICA DR WARRIB MOTTA União da Vitória Estadual MC REGIONAL HOSPITAL União da Vitória Estadual MC 29

30 9.2. MACRORREGIÃO CAMPOS GERAIS ª REGIONAL DE SAÚDE - PONTA GROSSA MICRORREGIÃO 3.1 PONTA GROSSA Ipiranga Ivaí Palmeira Ponta Grossa Porto Amazonas São João do Triunfo Subtotal MICRORREGIÃO 3.2 CASTRO Arapoti Carambeí Castro Jaguariaíva Piraí do Sul Sengés Subtotal População Total da região habitantes. 30

31 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ARAPOTI , CARAMBEI 0 0 0, CASTRO , IPIRANGA , IVAI , JAGUARIAIVA 0 0 0, PALMEIRA , PIRAI DO SUL , PONTA GROSSA , PORTO AMAZONAS , SAO JOAO DO TRIUNFO , SENGES 0 0 0, SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL PONTA GROSSA ARAPOTI CASTRO CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Arapoti CAPS I Municipal Castro CAPS I Municipal Ponta Grossa CAPS II Municipal 31

32 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL MUNICIPAL 18 DE DEZEMBRO Arapoti Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL ANNA FIORILLO MENARIM Castro Estadual MC HOSPITAL AFIC Ipiranga Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE IVAI Ivaí Estadual MC HOSPITAL CAROLINA LUPION Jaguariaíva Estadual MC HOSPITAL DE CARIDADE DE PALMEIRA Palmeira Estadual MC HOSPITAL MADRE TEREZA DE CALCUTÁ Palmeira Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SANTO ANTONIO Piraí do Sul Estadual MC HOSPITAL BOM JESUS Ponta Grossa Estadual MC HOSPITAL EVANGELICO DE PONTA GROSSA Ponta Grossa Estadual MC HOSPITAL INFANTIL JOÃO VARGAS DE OLIVEIRA Ponta Grossa Estadual MC HOSPITAL SÃO CAMILO - SOCIEDADE Estadual MC BENEFICIENTE SÃO CAMILO Ponta Grossa HOSPITAL VICENTINO Ponta Grossa Estadual MC PMPG - HOSPITAL MUNICIPAL Dr. AMADEU Estadual MC PULPPI Ponta Grossa SANTA CASA DE MISERICORDIA Ponta Grossa Estadual MC SANTANA UNIMED HOSPITAL Ponta Grossa Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE IMACULADA Estadual MC CONCEICAO São João do Triunfo HOSPITAL E MATERNIDADE DE SENGES Sengés Estadual MC 32

33 ª REGIONAL DE SAÚDE IRATI MICRORREGIÃO 4.1 IRATI Fernandes Pinheiro Guamiranga Imbituva Inácio Martins Irati Mallet Rebouças Rio Azul Teixeira Soares Total

34 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 FERNANDES PINHEIRO , GUAMIRANGA , IMBITUVA , INACIO MARTINS , IRATI , MALLET , REBOUCAS , RIO AZUL , TEIXEIRA SOARES , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 4 IRATI SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SAO JOAO DE SANTA CRUZ LTDA Imbituva Estadual MC FUNDACAO HOSPITALAR DE SAUDE MUNICIPAL Inácio Martins Estadual MC SANTA CASA DE IRATI Irati Estadual MC HOSPITAL DE CARIDADE SAO PEDRO Mallet Estadual MC HOSPITAL DE CARIDADE DONA DARCY VARGAS Rebouças Estadual MC HOSPITAL DE CARIDADE SAO FRANCISCO DE Estadual MC ASSIS Rio Azul HOSPITAL OSVALDO CRUZ Teixeira Soares Estadual MC 34

35 ª REGIONAL DE SAÚDE - TELÊMACO BORBA MICRORREGIÃO 21.1 TELÊMACO BORBA Curiúva Imbaú Ortigueira Reserva Telêmaco Borba Tibagi Ventania Total

36 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 CURIUVA , IMBAU , ORTIGUEIRA , RESERVA , TELEMACO BORBA , TIBAGI , VENTANIA , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Telêmaco Borba CAPS I Municipal SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL MUNICIPAL DE CURIUVA Curiúva Estadual MC CLINICA SAO FRANCISCO DE ASSIS Ortigueira Estadual MC HOSPITAL SÃO FRANCISCO Ortigueira Estadual MC HOSPITAL MENINO JESUS Reserva Estadual MC HOSPITAL DR FEITOSA Telêmaco Borba Estadual MC HOSPITAL LUIZA BORBA CARNEIRO Tibagi Estadual MC 36

37 9.3. MACRORREGIÃO CENTRO SUL. 37

38 ª REGIONAL DE SAÚDE GUARAPUAVA 38

39 MICRORREGIÃO 5.1 GUARAPUAVA Candói Cantagalo Foz do Jordão Goioxim Guarapuava Pinhão Prudentópolis Turvo Subtotal MICRORREGIÃO 5.2 LARANJEIRAS DO SUL Laranjeiras do Sul Marquinho Nova Laranjeira Porto Barreiro Rio Bonito do Iguaçu Virmond Subtotal MICRORREGIÃO 5.3 PITANGA Boa Ventura de São Roque Campina do Simão Laranjal Santa Maria do Oeste Palmital Pitanga Subtotal População Total habitantes. 39

40 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 BOA VENTURA DE SAO ROQUE , CAMPINA DO SIMAO , CANDOI , CANTAGALO , FOZ DO JORDAO , GOIOXIM , GUARAPUAVA , LARANJAL , LARANJEIRAS DO SUL , MARQUINHO , NOVA LARANJEIRAS , PALMITAL , PINHAO , PITANGA , PORTO BARREIRO , PRUDENTOPOLIS , RESERVA DO IGUACU , RIO BONITO DO IGUACU , TURVO , VIRMOND , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 5 GUARAPUAVA CANDÓI LARANJEIRAS DO SUL PALMITAL SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Guarapuava CAPS PROSAN II Municipal Pinhão CAPS I Municipal Pitanga CAPS I Municipal Prudentópolis CAPS I Municipal 40

41 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SANTA CLARA Candói Estadual MC Estadual MC HOSPITAL SANTO ANTONIO DE CANTAGALO Cantagalo FUNDACAO SEMMELWEIS Guarapuava Estadual MC HOSPITAL DE CARIDADE SAO VICENTE DE Estadual MC PAULO Guarapuava HOSPITAL ESTRELA DE BELEM Guarapuava Estadual MC HOSPITAL SANTA TEREZA Guarapuava Estadual MC HOSPITAL SAO JOSE DE LARANJEIRAS DO SUL Estadual MC - DR CARMOSINO Laranjeiras do Sul HOSPITAL SAO LUCAS Laranjeiras do Sul Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SEVERINO DA ROSA Nova Laranjeiras Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE MAE DE DEUS Palmital Estadual MC HOSPITAL SANTA CRUZ Pinhão Estadual MC HOSPITAL SAO VICENTE DE PAULO Pitanga Estadual MC HOSPITAL IRMANDADE DA SANTA CASA Prudentópolis Estadual MC HOSPITAL SAGRADO CORACAO DE JESUS Prudentópolis Estadual MC HOSPITAL BOM PASTOR Turvo Estadual MC 41

42 ª REGIONAL DE SAÚDE PATO BRANCO População total habitantes MICRORREGIÃO 7.1 PATO BRANCO Bom Sucesso do Sul Clevelândia Coronel Domingos Soares Coronel Vivida Itapejara do Oeste Mangueirinha Mariópolis Pato Branco Vitorino Total MICRORREGIÃO -7.2 CHOIPINZINHO Chopinzinho São João Saudades do Iguaçu Sulina Total MICRORREGIÃO 7.3 PALMAS Coronel Domingos Soares Palmas Total

43 ATENÇÃO BÁSICA RS Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 7 BOM SUCESSO DO SUL , CHOPINZINHO , CLEVELANDIA , CORONEL DOMINGOS SOARES , CORONEL VIVIDA , HONORIO SERPA , ITAPEJARA D'OESTE , MANGUEIRINHA , MARIOPOLIS , PALMAS , PATO BRANCO , SAO JOAO , SAUDADE DO IGUACU , SULINA , VITORINO , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL P.BRANCO SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Chopinzinho CAPS André Meneguzzi I Municipal Pato Branco CAPS II Municipal SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR HOSPITAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SAO LUCAS DE PATO BRANCO LTDA PATO BRANCO MUNICIPAL MC/AC (n/sus) POLICLINICA PATO BRANCO AS PATO BRANCO MUNICIPAL AC APSAUDE Chopinzinho Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE SAO SEBASTIAO Clevelândia Estadual MC HOSPITAL SAO ROQUE 7 RS Coronel Vivida Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL CRISTO REI Honório Serpa Estadual MC HOSPITAL SAO JUDAS TADEU 7 RS Mangueirinha Estadual MC HOSPITAL MARIOPOLIS LTDA Mariópolis Estadual MC HOSPITAL SAO PAULO Palmas Estadual MC HOSPITAL SAO JOSE Palmas Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE SAO JOAO LTDA 7RS São João Estadual MC 43

44 9.4. MACRORREGIÃO OESTE ª REGIONAL DE SAÚDE - FRANCISCO BELTRÃO 44

45 Microrregião 8.1 FRANCISCO BELTRÃO Ampére Barracão Bela Vista da Caroba Boa Esperança do Iguaçu Bom Jesus do Sul Capanema Cruzeiro do Iguaçu Dois Vizinhos Enéas Marques Flor da Serra do Sul Francisco Beltrão Manfrinópolis Marmeleiro Nova Esperança do Sudoeste Nova Prata do Iguaçu Pérola do Oeste Pinhal do São Bento Planalto Pranchita Realeza Renascença Salgado Filho Salto do Lontra Santa Izabel do Oeste Santo Antonio do Sudoeste São Jorge do Oeste Total

46 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 AMPERE , BARRACAO , BELA VISTA DO CAROBA , BOA ESPERANCA DO IGUACU , BOM JESUS DO SUL , CAPANEMA , CRUZEIRO DO IGUACU , DOIS VIZINHOS , ENEAS MARQUES , FLOR DA SERRA DO SUL , FRANCISCO BELTRAO , MANFRINOPOLIS , MARMELEIRO , NOVA ESPERANCA DO SUDOESTE , NOVA PRATA DO IGUACU , PEROLA D'OESTE , PINHAL DE SAO BENTO , PLANALTO , PRANCHITA , REALEZA , RENASCENCA , SALGADO FILHO , SALTO DO LONTRA , SANTA IZABEL DO OESTE , SANTO ANTONIO DO SUDOESTE , SAO JORGE D'OESTE , VERE ,

47 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Dois Vizinhos CAPS Primavera I Municipal Francisco Beltrão CAPS Dr. Walter Alberto Pécoits II Consórcio SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR HOSPITAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SAO FRANCISCO POLICLINICA SAO VICENTE DE PAULA FB FRANCISCO BELTRAO MUNICIPAL MC FRANCISCO BELTRAO MUNICIPAL MC RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SUDOESTE CAPANEMA Capanema Estadual MC HOSPITAL PRO-VIDA Dois Vizinhos Estadual MC HOSPITAL SAO MATHEUS - NOVA Nova Esperança do Estadual MC ESPERANCA DO SUDOESTE Sudoeste Estadual MC POLICLINICA NOVA PRATA DO IGUACU Nova Prata do Iguaçu HOSPITAL NOSSA SENHORA DE LOURDES - Estadual MC PLANALTO Planalto FUNDACAO HOSPITALAR DA FRONTEIRA - Estadual MC PRANCHITA Pranchita HOSPITAL SANTA ROSA - PRANCHITA Pranchita Estadual MC HOSPITAL IMACULADA CONCEICAO - Estadual MC REALEZA Realeza HOSPITAL NOSSA SENHORA DE FATIMA - Estadual MC SALTO DO LONTRA HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA IZABEL - STO ANTONIO SUDOESTE Salto do Lontra Santo Antônio do Sudoeste HOSPITAL DR JULIO ZAVALA BARRIENTOS São Jorge d'oeste HOSPITAL DOS TRABALHADORES RURAIS DE VERE Verê Estadual Estadual Estadual MC MC MC 47

48 ª REGIONAL DE SAÚDE - FOZ DO IGUAÇÚ MICRORREGIÃO DE SAÚDE 9.1 Foz do Iguaçú Foz do Iguaçu Itaipulândia Matelândia Medianeira Missal Ramilândia Santa Terezinha do Itaipu São Miguel do Iguaçu Serranópolis do Iguaçu Total

49 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 FOZ DO IGUACU , ITAIPULANDIA , MATELANDIA , MEDIANEIRA , MISSAL , RAMILANDIA , SANTA TEREZINHA DE ITAIPU , SAO MIGUEL DO IGUACU , SERRANOPOLIS DO IGUACU , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 9 FOZ DO IGUAÇU MEDIANEIRA SANTA TEREZINHA DE ITAIPU SÃO MIGUEL DO IGUAÇÚ SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Foz do Iguaçu CAPS Flávio Dantas de Araújo II Municipal Foz do Iguaçu CAPS Solidariedade AD Municipal 49

50 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR HOSPITAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL DIA NOSSA SENHORA FOZ DO IGUACU MUNICIPAL MC APARECIDA HOSPITAL DIA PSIQUIATRICO RENASCER FOZ DO IGUACU MUNICIPAL MC LTDA HOSPITAL E MATERNIDADE CATARATAS FOZ DO IGUACU MUNICIPAL MC HOSPITAL MINISTRO COSTA CAVALCANTI FOZ DO IGUACU DUPLA AC HOSPITAL MUNICIPAL DE FOZ DO IGUACU FOZ DO IGUACU MUNICIPAL MC HOSPITAL E MATERNIDADE SAO GABRIEL LTDA FOZ DO IGUACU MUNICIPAL MC RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL CARAVAGGIO Matelândia Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE PADRE TEZZA Matelândia Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE NOSSA SENHORA Estadual MC DA LUZ Medianeira HOSPITAL SANTA MONICA Medianeira Estadual MC HOSPITAL NOSSA SENHORA DE FATIMA Missal Estadual MC Santa Terezinha Estadual MC IMED de Itaipu HOSPITAL SÃO MIGUEL São Miguel do Iguaçu Estadual MC 50

51 ª REGIONAL DE SAÚDE - CASCAVEL. 51

52 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 3.1 CASCAVEL Cascavel Catanduvas Lindoeste Santa Tereza do Oeste Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 3.2 CAPITÃO LEÔNIDAS MARQUES Boa Vista da Aparecida Capitão Leônidas Marques Santa Lúcia Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 3.3 CÉU AZUL Céu Azul Vera Cruz do Oeste Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 3.4 CORBÉLIA Anahy Braganey Cafelândia Corbélia Iguatú Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 3.5 GUARANIAÇÚ Campo Bonito Diamante do Sul Guaraniaçú Ibema Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 3.6 JESUÍTAS Formosa do Oeste Iracema do Oeste Jesuítas Nova Aurora Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 3.7 QUEDAS DO IGUAÇU Espigão Alto do Iguaçu Quedas do Iguaçu Três Barras do Paraná Subtotal População Total habitantes 52

53 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ANAHY , BOA VISTA DA APARECIDA , BRAGANEY , CAFELANDIA , CAMPO BONITO , CAPITAO LEONIDAS MARQUES , CASCAVEL , CATANDUVAS , CEU AZUL , CORBELIA , DIAMANTE DO SUL , ESPIGAO ALTO DO IGUACU , FORMOSA DO OESTE , GUARANIACU , IBEMA , IGUATU , IRACEMA DO OESTE , JESUITAS , LINDOESTE 5 0 0, NOVA AURORA , QUEDAS DO IGUACU , SANTA LUCIA , SANTA TEREZA DO OESTE , TRES BARRAS DO PARANA , VERA CRUZ DO OESTE , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL CASCAVEL SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Cascavel CAPS Allan Charles Padovani AD Municipal Cascavel CAPS Lazara de Araújo Tomé i Municipal Cascavel CAPS Lourenço Fosè Barreiros Neto III Municipal 53

54 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL POLICLINICA CONSOLATA Cafelândia Estadual MC Capitão Leônidas Estadual MC HOSPITAL NOSSA SENHORA APARECIDA Marques CEONC - CENTRO DE ONCOLOGIA Estadual MC CASCAVEL S/C LTDA Cascavel HOSPITAL DE OLHOS DE CASCAVEL Cascavel Estadual MC HOSPITAL DO CANCER - UOPECCAN Cascavel Estadual MC HOSPITAL SALETE Cascavel Estadual MC HOSPITAL SANTA CATARINA Cascavel Estadual MC HOSPITAL SAO LUCAS Cascavel Estadual MC POLICLINICA CASCAVEL Cascavel Estadual MC HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS Catanduvas Estadual MC HOSPITAL SANTA SIMONE Corbélia Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA IZABEL Formosa do Oeste Estadual MC HOSPITAL NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Guaraniaçu Estadual MC HOSPITAL SANTO ANTONIO Guaraniaçu Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL FELICITA SANSON Estadual MC ARROSI Ibema HOSPITAL JESUITAS Jesuítas Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE LINDOESTE Lindoeste Estadual MC HOSPITAL DR AURELIO Nova Aurora Estadual MC HOSPITAL BOM JESUS Quedas do Iguaçu Estadual MC HOSPITAL CRISTO REI Quedas do Iguaçu Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA LUCIA Santa Lúcia Estadual MC Três Barras do Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL TRES BARRAS Paraná HOSPITAL VERA CRUZ DO OESTE Vera Cruz do Oeste Estadual MC 54

55 ª REGIONAL DE SAÚDE TOLEDO MICRORREGIÃO 20.1 Toledo Diamante do Oeste Maripá Nova Santa Rosa Ouro Verde do Oeste Santa Helena São José das Palmeiras São Pedro do Iguaçu Toledo Subtotal

56 MICRORREGIÃO 20.2 Assis Chateaubriand/Guaíra Assis Chateaubriand Guaíra Palotina Tupãssi Subtotal MICRORREGIÃO 20.3 Marechal Cândido Rondon Entre Rios do Oeste Marechal Cândido Rondon Mercedes Pato Bragado Quatro Pontes Terra Roxa Subtotal População Total habitantes. 56

57 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ASSIS CHATEAUBRIAND , DIAMANTE D'OESTE , ENTRE RIOS DO OESTE , GUAIRA , MARECHAL CANDIDO RONDON 0 0 0, MARIPA , MERCEDES , NOVA SANTA ROSA , OURO VERDE DO OESTE , PALOTINA , PATO BRAGADO , QUATRO PONTES , SANTA HELENA , SAO JOSE DAS PALMEIRAS , SAO PEDRO DO IGUACU , TERRA ROXA , TOLEDO , TUPASSI , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 20 TOLEDO SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Toledo CAPS Lugar Possível II Municipal 57

58 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR HOSPITAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE Assis Estadual MC HOSPITAL OSVALDO CRUZ Chateaubriand Assis Estadual MC HOSPITAL SANTA RITA Chateaubriand Assis Estadual MC HOSPITAL SAO LUCAS Chateaubriand Entre Rios do Estadual MC HOSPITAL ENTRE RIOS Oeste HOSPITAL SANTA RITA Guaíra Estadual MC HOSPITAL SÃO PAULO Guaíra Estadual MC Marechal Cândido Estadual MC HOSPITAL FILADELFIA Rondon Marechal Cândido Estadual MC HOSPITAL FUMAGALI Rondon HOSPITAL MARIPA Maripá Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE BENEFICENTE Estadual MC LAR BELEM Nova Santa Rosa HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA CRUZ Palotina Estadual MC HOSPITAL MENINO DEUS Palotina Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE CAPRIOTTI Estadual MC LTDA Pato Bragado HOSPITAL E MATERNIDADE QUATRO Estadual MC PONTES LTDA Quatro Pontes HOSPITAL DR CIRO / MAZZAROLO MIKAMI Estadual MC LTDA Santa Helena HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS Santa Helena Estadual MC POLICLINICA SANTA HELENA Santa Helena Estadual MC São José das Estadual MC HOSPITAL SÃO JOSE DAS PALMEIRAS Palmeiras São Pedro do Estadual MC HOSPITAL SÃO PEDRO Iguaçu CLINICA APARECIDA DO NORTE Terra Roxa Estadual MC HOSPITAL SANTA LIDIA Terra Roxa Estadual MC HCO - Centro Hospitalar Oeste Ltda Toledo Estadual MC HOESP Toledo Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL PADRE PALMIRO Estadual MC FINATO Tupãssi HOSPITAL SANTA LUCIA Tupãssi Estadual MC 58

59 9.5. MACRORREGIÃO NOROESTE ª REGIONAL DE SAÚDE - CAMPO MOURÃO 59

60 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 11.1 CAMPO MOURÃO Altamira do Paraná Araruna Barbosa Ferraz Boa Esperança Campina da Lagoa Campo Mourão Corumbataí do Sul Engenheiro Beltrão Farol Fênix Iretama Janiópolis Juranda Luiziana Mamborê Nova Cantu Peabiru Quinta do Sol Roncador Terra Boa Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 11.2 Goioerê Goioerê Moreira Sales Quarto Centenário Rancho Alegre do Oeste Ubiratã Subtotal

61 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ALTAMIRA DO PARANA , ARARUNA , BARBOSA FERRAZ , BOA ESPERANCA , CAMPINA DA LAGOA , CAMPO MOURAO , CORUMBATAI DO SUL , ENGENHEIRO BELTRAO , FAROL , FENIX , GOIOERE , IRETAMA , JANIOPOLIS , JURANDA , LUIZIANA , MAMBORE , MOREIRA SALES , NOVA CANTU , PEABIRU , QUARTO CENTENARIO , QUINTA DO SOL , RANCHO ALEGRE D'OESTE , RONCADOR , TERRA BOA , UBIRATA , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL CAMPO MOURÃO SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS Município NOME TIPO GESTÃO Campo Mourão CAPS II Municipal 61

62 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL POLICLINICA SAO MARCOS CAMPO MOURÃO MUNICIPAL MC HOSPITAL SANTA CASA DE CAMPO MOURAO MUNICIPAL AC (ONCO) MISERICORDIA INCAM INSTITUTO DO CANCER DE CAMPO MOURAO MUNICIPAL AC CAMPO MOURAO FF CLAUDINO CAMPO MOURAO MUNICIPAL AC/MC RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SANTA MARIA DE GOIOERE GOIOERE MUNICIPAL MC SANTA CASA DE MISERICORDIA DE GOIOERE GOIOERE MUNICIPAL MC RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE CASA DE SAUDE ARARUNA ARARUNA ESTADUAL MC HOSPITAL MUNICIPAL ARNALDO CONGLIAN BARBOSA FERRAZ ESTADUAL MC ESTADUAL MC HOSPITAL E MATERNIDADE BOA ESPERANCA BOA ESPERANÇA HOSPITAL E MATERNIDADE NOSSA SENHORA CAMPINA DA ESTADUAL MC DAS GRAÇAS LAGOA ENGENHEIRO ESTADUAL MC SANTA CASA DE ENGENHEIRO BELTRAO BELTRÃO HOSPITAL MUNICIPAL NOSSA SENHORA MAE DE ESTADUAL MC DEUS JURANDA ESTADUAL MC HOSPITAL E MATERNIDADE SANTO ANTONIO MAMBORÊ ESTADUAL MC HOSPITAL MUNICIPAL ALVADI MONTICELLI NOVA CANTU HOSPITAL SÃO JOSE PEABIRU ESTADUAL MC CASA DE SAUDE E MATERNIDADE DE QUINTA DO ESTADUAL MC SOL QUINTA DO SOL POLICLINICA SAO CARLOS RONCADOR ESTADUAL MC HOSPITAL MUNICIPAL SAO JUDAS TADEU DE ESTADUAL MC TERRA BOA TERRA BOA HOSPITAL SÃO JOSE UBIRATÃ ESTADUAL MC HOSPITAL SÃO JUDAS TADEU UBIRATÃ ESTADUAL MC 62

63 ª REGIONAL DE SAÚDE - UMUARAMA. 63

64 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 12.1 Umuarama Alto Piquiri Altônia Brasilândia do Sul Cafezal do Sul Cruzeiro do Oeste Douradina Esperança Nova Francisco Alves Icaraíma Iporã Ivaté Maria Helena Mariluz Nova Olímpia Perobal Pérola São Jorge do Patrocínio Tapira Umuarama Vila Alta Xambrê Total

65 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ALTO PARAÍSO , ALTO PIQUIRI , ALTONIA , BRASILANDIA DO SUL , CAFEZAL DO SUL , CRUZEIRO DO OESTE , DOURADINA , ESPERANCA NOVA , FRANCISCO ALVES , ICARAIMA , IPORA , IVATE , MARIA HELENA , MARILUZ , NOVA OLIMPIA , PEROBAL , PEROLA , SAO JORGE DO PATROCINIO , TAPIRA , UMUARAMA , XAMBRE , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 12 UMUARAMA SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS Município NOME TIPO GESTÃO Umuarama CAPS AD Consórcio CISA Umuarama CAPS II Municipal 65

66 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL CEMIL UMUARAMA MUNICIPAL MC HOSPITAL GERAL NOSSA SENHORA UMUARAMA MUNICIPAL AC APARECIDA HOSPITAL SAO LUCAS UMUARAMA MUNICIPAL MC HOSPITAL UMUARAMA UMUARAMA MUNICIPAL MC RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL REGIONAL DE DOURADINA Douradina Estadual MC HOSPITAL NOVA OLIMPIA Nova Olímpia Estadual MC 66

67 ª REGIONAL DE SAÚDE CIANORTE MICRORREGIÃO DE SAÚDE 13.1 CIANORTE Cianorte Cidade Gaúcha Guaporema Indianópolis Japurá Jussara Rondon São Manoel do Paraná São Tomé Tapejara Tuneiras do Oeste Subtotal

68 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 CIANORTE , CIDADE GAUCHA , GUAPOREMA , INDIANOPOLIS , JAPURA , JUSSARA , RONDON , SAO MANOEL DO PARANA , SAO TOME , TAPEJARA , TUNEIRAS DO OESTE , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 13 CIANORTE SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS Município NOME TIPO GESTÃO Cianorte CAPS I Municipal 68

69 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SAO PAULO CIANORTE DUPLA MC SANTA CASA INTERMUNICIPAL DE CIANORTE DUPLA MC SAUDE RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL MUNICIPAL DE CIDADE GAUCHA Cidade Gaúcha Estadual MC HOSPITAL OSVALDO CRUZ LTDA Cidade Gaúcha Estadual MC FUNDACAO MEDICA ASSISTENCIAL DE Estadual MC INDIANOPOLIS Indianópolis HOSPITAL SANTA TEREZINHA Japurá Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE JUSSARA Jussara Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA MONICA Rondon Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE TAPEJARA Tapejara Estadual MC SANTA CASA MUNICIPAL DE SAUDE Tuneiras do Oeste Estadual MC 69

70 ª REGIONAL DE SAÚDE PARANAVAÍ 70

71 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 14.1 PARANAVAÍ Alto Paraná Amaporã Cruzeiro do Sul Guairaçá Inajá Jardim Olinda Mirador Nova Aliança do Ivaí Paraíso do Norte Paranapoema Paranavaí Planaltina do Paraná Santo Antonio do Caiuá São Carlos do Ivaí São João do Caiuá Tamboara Terra Rica Total MICRORREGIÃO DE SAÚDE 14.2 LOANDA Diamante do Norte Itaúna do Sul Loanda Marilena Nova Londrina Porto Rico Querência do Norte Santa Cruz do Monte Castelo Santa Isabel do Ivaí Santa Mônica São Pedro do Paraná Subtotal População Total habitantes 71

72 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ALTO PARANA , AMAPORA , CRUZEIRO DO SUL , DIAMANTE DO NORTE , GUAIRACA , INAJA , ITAUNA DO SUL , JARDIM OLINDA , LOANDA , MARILENA , MIRADOR , NOVA ALIANCA DO IVAI , NOVA LONDRINA , PARAISO DO NORTE , PARANAPOEMA , PARANAVAI , PLANALTINA DO PARANA , PORTO RICO , QUERENCIA DO NORTE , SANTA CRUZ DE MONTE CASTELO , SANTA ISABEL DO IVAI , SANTA MONICA , SANTO ANTONIO DO CAIUA , SAO CARLOS DO IVAI , SAO JOAO DO CAIUA , SAO PEDRO DO PARANA , TAMBOARA , TERRA RICA ,

73 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL PARANAVAÍ SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL CAPS Município NOME TIPO GESTÃO Loanda CAPS Renascer I Consórcio Paranavaí CAPS I Municipal 73

74 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL SANTA TEREZINHA Alto Paraná Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE AMAPORA Amaporã Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL CRUZEIRO DO SUL Cruzeiro do Sul Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL EMILIA FRANCISCA DE SOUZA Diamante do Norte Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE GUAIRAÇA Guairaçá Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL ESPIRITO SANTO Inajá Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE ITAUNA DO SUL Itaúna do Sul Estadual MC CASA DE SAUDE E MATERNIDADE SANTA CATARINA Loanda Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE MUNICIPAL SEITUGU Estadual MC HIRATA Loanda HOSPITAL PSIQUIATRICO NOSSO LAR Loanda Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL LEONOR CALEGARI BOVIS Marilena Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SANTA RITA DE CASSIA Nova Londrina Estadual MC HOSPITAL PARAISO Paraíso do Norte Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE PARANAPOEMA Paranapoema Estadual MC CLINICA DE OLHOS PARANAVAI LTDA. Paranavaí Estadual MC HOSPITAL REGIONAL DO NOROESTE Paranavaí Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE NOSSA SENHORA DAS Estadual MC GRAÇAS Planaltina do Paraná HOSPITAL MUNICIPAL NOSSA SENHORA DOS Estadual MC NAVEGANTES Porto Rico HOSPITAL MUNICIPAL SETEMBRINO ZAGO Querência do Norte Estadual MC HOSPITAL DE CLINICAS SANTA TEREZA Santa Isabel do Ivaí Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL NOSSA SENHORA DAS Estadual MC GRAÇAS SC LTDA São Carlos do Ivaí HOSPITAL MUNICIPAL NOSSA SENHORA APARECIDA São João do Caiuá Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL JOAO ALEXANDRE Tamboara Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL CRISTO REDENTOR Terra Rica Estadual MC 74

75 ª REGIONAL DE SAÚDE MARINGÁ 75

76 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 15.1 MARINGÁ Ângulo Dr. Camargo Floresta Flórida Itambé Ivatuba Mandaguari Marialva Maringá Paiçandú Sarandi Total MICRORREGIÃO DE SAÚDE 15.2 ASTORGA/ COLORADO Astorga Colorado Iguaraçú Itaguajé Lobato Munhoz de Melo Nossa Senhora das Graças Paranacity Santa Fé Santa Inês Santo Inácio Total MICRORREGIÃO DE SAÚDE 15.3 MANDAGUAÇÚ/NOVA ESPERANÇA Atalaia Floraí Mandaguaçú Nova Esperança Ourizona Presidente Castelo Branco São Jorge do Ivaí Uniflor Total

77 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ANGULO , ASTORGA 0 0 0, ATALAIA , COLORADO , DOUTOR CAMARGO , FLORAI , FLORESTA , FLORIDA , IGUARACU , ITAGUAJE , ITAMBE , IVATUBA , LOBATO , MANDAGUACU , MANDAGUARI , MARIALVA , MARINGA , MUNHOZ DE MELO , NOSSA SENHORA DAS GRACAS , NOVA ESPERANCA , OURIZONA , PAICANDU , PARANACITY , PRESIDENTE CASTELO BRANCO , SANTA FE , SANTA INES , SANTO INACIO , SAO JORGE DO IVAI , SARANDI , UNIFLOR ,

78 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 15 MARINGÁ COLORADO SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS Município NOME TIPO GESTÃO Colorado CAPS I Municipal Mandaguari CAPS I Municipal Marialva CAPS Odepnel Lopes I Municipal Maringá CAPS Canção II Municipal Maringá CAPS Viva a Vida AD Municipal Nova Esperança CAPS I Municipal Paiçandu CAPS Renascer I Municipal Sarandi CAPS Independência II Municipal 78

79 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL REGIONAL CRISTO REI Astorga Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE ATALAIA Atalaia Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA CLARA Colorado Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE DOUTOR CAMARGO Doutor Camargo Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE FLORAI Floraí Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SANTA MARIA Floresta Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA MARCELINA LTDA Itaguajé Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE ITAMBE Itambé Estadual MC HOSPITAL MATERNIDADE SAO LOURENCO SC LTDA Mandaguaçú Estadual MC HOSPITAL SAO PEDRO Marialva Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE MUNHOZ DE MELLO Munhoz de Mello Estadual MC PREF. MUNIC. NOSSA SENHORA DAS GRACAS - Nossa Senhora das Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL Graças HOSPITAL MUNICIPAL E REGIONAL SAGRADO Estadual MC CORACAO DE JESUS Nova Esperança SANTA CASA DE MISERICORDIA N. SRA DAS GRACAS. Nova Esperança Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL PREFEITO IRINEU AP. SAVOLDI Ourizona Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SAO JOSE DE PAICANDU Paiçandu Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DR SAGRADO SANTIAGO BEGGA Paranacity Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE PRES. CASTELO BRANCO Pres. Castelo Branco Estadual MC NOSSA MED HOSPITAL E MATERNIDADE Santa Fé Estadual MC HOSPITAL DE SANTO INACIO Santo Inácio Estadual MC HOSPITAL RURAL JOAO XXIII São Jorge do Ivaí Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE METROPOLITANA DE SARANDI Sarandi Estadual MC 79

80 9.6. MACRORREGIÃO NORTE ª REGIONAL DE SAÚDE APUCARANA 80

81 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 16.1 População Apucarana Bom Sucesso Borrazópolis Califórnia Cambira Faxinal Grandes Rios Jandaia do Sul Kaloré Marilândia do Sul Marumbi Mauá da Serra Novo Itacolomi Rio Bom São Pedro do Ivaí Total MICRORREGIÃO DE SAÚDE 16.2 População Arapongas Sabáudia Total

82 ATENÇÃO BÁSICA APUCARANA , ARAPONGAS , BOM SUCESSO , BORRAZOPOLIS , CALIFORNIA , CAMBIRA , FAXINAL , GRANDES RIOS , JANDAIA DO SUL , KALORE , MARILANDIA DO SUL , MARUMBI , MAUA DA SERRA , NOVO ITACOLOMI , RIO BOM , SABAUDIA , SAO PEDRO DO IVAI , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 16 APUCARANA ARAPONGAS SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS Município NOME TIPO GESTÃO Apucarana CAPS AD Municipal Dr. Cézar Guerzona Apucarana CAPS i Municipal Cambira CAPS Regional I Consórcio 82

83 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL DA PROVIDENCIA APUCARANA MUNICIPAL MC HOSPITAL DA PROVIDENCIA APUCARANA MUNICIPAL MC MATERNO INFANTIL RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL JOAO DE FREITAS - ONCOPAR Arapongas ESTADUAL MC/AC HOSPITAL SAUDE SANTA RITA Arapongas ESTADUAL MC IRMANDADE DA SANTA CASA DE MC ARAPONGAS Arapongas ESTADUAL HOSPITAL MUNICIPAL DR KURIQUI MC CANAME Bom Sucesso ESTADUAL MC HOSPITAL MUNICIPAL DE BORRAZOPOLIS Borrazópolis ESTADUAL CASA DE SAUDE E MATERNIDADE NOSSA MC SENHORA DE FATIMA Jandaia do Sul ESTADUAL HOSPITAL SAO JOSE Jandaia do Sul ESTADUAL MC HOSPITAL REGIONAL VALE DO IVAI Jandaia do Sul ESTADUAL MC HOSPITAL MUNICIPAL SAO LUCAS Kaloré ESTADUAL MC HOSPITAL MUNICIPAL BOM JESUS Marumbi ESTADUAL MC HOSPITAL MARIA SANTISSIMA São Pedro do Ivaí ESTADUAL MC 83

84 ª REGIONAL DE SAÚDE LONDRINA 84

85 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 17.1 LONDRINA Londrina Tamarana Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 17.2 CAMBÉ Bela Vista do Paraíso Cambé Florestópolis Miraselva Prado Ferreira Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 17.3 IBIPORÃ Alvorada do Sul Assaí Ibiporã Jataizinho Primeiro de Maio Sertanópolis Subtotal MICRORREGIÃO DE SAÚDE 17.4 ROLÂNDIA Cafeara Centenário do Sul Guaraci Jaguapitã Lupionópolis Pitangueiras Porecatú Rolândia Subtotal TOTAL Habitantes 85

86 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ALVORADA DO SUL , ASSAI , BELA VISTA DO PARAISO , CAFEARA , CAMBE , CENTENARIO DO SUL , FLORESTOPOLIS , GUARACI , IBIPORA , JAGUAPITA , JATAIZINHO , LONDRINA , LUPIONOPOLIS , MIRASELVA , PITANGUEIRAS , PORECATU , PRADO FERREIRA , PRIMEIRO DE MAIO , ROLANDIA , SERTANOPOLIS , TAMARANA , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL LONDRINA CAMBÉ IBIPORÃ SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS Município NOME TIPO GESTÃO Bela Vista do Paraíso CAPS BVP I Municipal/ Regional Cambé CAPS Dulce Angeka Caleffi Gonçalves i Municipal Cambé CAPS Espaço Vida II Ibiporã CAPS Irmã Amália dos Santos i Regional Ibiporã CAPS Cecília Peruca Deliberador I Municipal Londrina CAPS Conviver III Municipal Londrina CAPS i Municipal Londrina CAPS Espaço Vida AD Municipal Rolândia CAPS II Municipal Rolândia CAPS GAPE AD Municipal 86

87 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE Hoftalon Londrina Municipal AC Hospital Dr. Anísio Figueiredo (HZN) Londrina Municipal MC Municipal AC Hospital Evangélico de Londrina Londrina Hospital Infantil Sagrada Família Londrina Municipal AC Clinica Psiquiátrica de Londrina Londrina Municipal Psiquiátrico Municipal AC Santa Casa de Londrina Londrina Hospital Ortopédico de Londrina Londrina Municipal MC Hospital Universitário Regional do Norte do Municipal AC Paraná Londrina Hospital Dr. Eulalino de Andrade (HZS) Londrina Municipal MC Hospital Vila Normanda Londrina Municipal Psiquiátrico RAZÃO SOCIAL MUNICÍPIO GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL MUNICIPAL EMILIO ALVES Alvorada do Sul Estadual MC HOSPITAL PRÓ-VIDA Assaí Estadual MC Bela Vista do Estadual MC APAE - UNIDADE HOSPITALAR SAO JORGE Paraíso HOSPITAL SAO FRANCISCO Cambé Estadual MC SANTA CASA DE CAMBE Cambé Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DR LAURO MACEDO Estadual MC SOBRINHO Centenário do Sul HOSPITAL MUNICIPAL SANTA BRANCA Florestópolis Estadual MC HOSPITAL CRISTO REI Ibiporã Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE JAGUAPITA Jaguapitã Estadual MC HOSPITAL SAO CAMILO LTDA Jataizinho Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE LUPIONOPOLIS Lupionópolis Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE PORECATU Porecatu Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL JOAO DE CAIRES Prado Ferreira Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE PRIMEIRO DE Estadual MC MAIO Primeiro de Maio CASA DE SAUDE ROLANDIA Rolândia Estadual MC HOSPITAL SÃO RAFAEL Rolândia Estadual MC HOSPITAL SAO LUCAS DE SERTANOPOLIS Sertanópolis Estadual MC HOSPITAL SAO FRANCISCO DE TAMARANA Tamarana Estadual MC 87

88 ª REGIONAL DE SAÚDE CORNÉLIO PROCÓPIO 88

89 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 18.1 CORNÉLIO PROCÓPIO Abatiá Andirá Bandeirantes Congonhinhas Cornélio Procópio Itambaracá Leópolis Nova América da Colina Nova Fátima Nova Santa Bárbara Ribeirão do Pinhal Santa Amélia Santa Cecília do Pavão Santa Mariana Santo Antonio do Paraíso São Jerônimo da Serra São Sebastião da Amoreira Sapopema Sertaneja Uraí Total

90 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ABATIA , ANDIRA , BANDEIRANTES , CONGONHINHAS , CORNELIO PROCOPIO , ITAMBARACA , LEOPOLIS , NOVA AMERICA DA COLINA , NOVA FATIMA , NOVA SANTA BARBARA , RANCHO ALEGRE 0 0 0, RIBEIRAO DO PINHAL , SANTA AMELIA , SANTA CECILIA DO PAVAO , SANTA MARIANA , SANTO ANTONIO DO PARAISO , SAO JERONIMO DA SERRA , SAO SEBASTIAO DA AMOREIRA , SAPOPEMA , SERTANEJA , URAI , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 18 C.PROCÓPIO SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Andirá CAPS I Municipal Bandeirantes CAPS I Municipal Cornélio Procópio CAPS II Consórcio 90

91 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE Estadual MC SANTA CASA DE MISERICORDIA DE ABATIA Abatiá HOSPITAL DE ANDIRA Andirá Estadual MC SANTA CASA DE BANDEIRANTES Bandeirantes Estadual MC HOSPITAL SÃO FRANCISCO Congonhinhas Estadual MC CEGEN Cornélio Procópio Estadual MC SANTA CASA DE CORNELIO PROCOPIO Cornélio Procópio Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DR UBIRAJARA Estadual MC CONDESSA Itambaracá HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA Estadual MC TEREZINHA Nova Fátima HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA Estadual MC ADELAIDE Rancho Alegre HOSPITAL E MATERNIDADE DE RIBEIRAO Estadual MC DO PINHAL Ribeirão do Pinhal HOSPITAL DOUTORA VITORIA PAVAN Santa Amélia Estadual MC Santo Antonio do Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL PILLADE DUCCI Paraíso HOSPITAL MUNICIPAL DE SAO JERONIMO São Jerônimo da Estadual MC DA SERRA Serra HOSPITAL MUNICIPAL SAO SEBASTIAO DA São Sebastião da Estadual MC AMOREIRA Amoreira HOSPITAL SANTANA DE SAPOPEMA Sapopema Estadual MC ASSOCIAÇÃO DE ASSISTENCIA A SAUDE Estadual MC DE SERTANEJA Sertaneja SANTA CASA DE URAI Uraí Estadual MC 91

92 ª REGIONAL DE SAÚDE JACAREZINHO 92

93 MICRORREGIÃO DE SAÚDE 19.1 JACAREZINHO Barra do Jacaré Cambará Carlópolis Conselheiro Mairinck Figueira Guapirama Ibaiti Jaboti Jacarezinho Japira Joaquim Távora Jundiaí do Sul Pinhalão Quatiguá Ribeirão Claro Salto do Itararé Santana do Itararé Santo Antônio da Platina São José da Boa Vista Siqueira Campos Tomazina Wenceslau Brás Total

94 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 BARRA DO JACARE , CAMBARA , CARLOPOLIS , CONSELHEIRO MAIRINCK , FIGUEIRA , GUAPIRAMA , IBAITI , JABOTI , JACAREZINHO , JAPIRA , JOAQUIM TAVORA , JUNDIAI DO SUL , PINHALAO , QUATIGUA , RIBEIRAO CLARO , SALTO DO ITARARE , SANTANA DO ITARARE , SANTO ANTONIO DA PLATINA , SAO JOSE DA BOA VISTA , SIQUEIRA CAMPOS , TOMAZINA , WENCESLAU BRAZ , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 19 JACAREZINHO SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Jacarezinho CAPS I Consórcio Santo Antônio Platina CAPS Pinheiros I Municipal 94

95 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE PREFEITURA MUNICIPAL CAMBARA Cambará Estadual MC SANTA CASA DE CAMBARA Cambará Estadual MC HOSPITAL SÃO JOSE DE CARLOPOLIS Carlópolis Estadual MC Conselheiro Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE ANITA CANET Mairinck HOSPITAL MUNICIPAL DE FIGUEIRA Figueira Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SÃO JOSÉ Guapirama Estadual MC FUNDACAO HOSPITALAR DE SAUDE Estadual MC MUNICIPAL DE IBAITI Ibaiti HOSPITAL JAIME CANET Jaboti Estadual MC SANTA CASA MISERICORDIA DE Estadual MC JACAREZINHO Jacarezinho HOSPITAL COMUNITARIO DR LINCOLN Estadual MC GRAÇA DE JM TAVORA Joaquim Távora HOSPITAL MUNICIPAL SAO FRANCISCO Jundiaí do Sul Estadual MC HOSPITAL DOMINGOS CALIXTO Pinhalão Estadual MC HOSPITAL SAO VICENTE Quatiguá Estadual MC SANTA CASA DE RIBEIRAO CLARO Ribeirão Claro Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SALTO DO ITARARE Salto do Itararé Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE SANTANA DO Estadual MC ITARARE Santana do Itararé Santo Antônio da Estadual MC HOSPITAL NOSSA SENHORA DA SAUDE Platina Santo Antônio da Estadual MC HOSPITAL REGIONAL DO NORTE PIONEIRO Platina São José da Boa Estadual MC HOSPITAL SAO JOSE Vista SANTA CASA DE SIQUEIRA CAMPOS Siqueira Campos Estadual MC HOSPITAL SAO VICENTE DE PAULO Tomazina Estadual MC HOSPITAL SAO SEBASTIAO Wenceslau Braz Estadual MC 95

96 ª REGIONAL DE SAÚDE IVAIPORÃ MICRORREGIÃO DE SAÚDE 22.1 IVAIPORÃ Arapuã Ariranha do Ivaí Candido de Abreu Cruzmaltina Godoy Moreira Ivaiporã Jardim Alegre Lidianópolis Lunardelli Manoel Ribas Mato Rico Nova Tebas Rio Branco do Ivaí Rosário do Ivaí Santa Maria do Oeste São João do Ivaí Total

97 ATENÇÃO BÁSICA Município ACS ESF % COB ESB1 ESB2 ARAPUA , ARIRANHA DO IVAI 0 0 0, CANDIDO DE ABREU , CRUZMALTINA , GODOY MOREIRA , IVAIPORA , JARDIM ALEGRE , LIDIANOPOLIS , LUNARDELLI , MANOEL RIBAS , MATO RICO , NOVA TEBAS , RIO BRANCO DO IVAI , ROSARIO DO IVAI , SANTA MARIA DO OESTE , SAO JOAO DO IVAI , SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - AMBULATORIAL CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS - CEOs RS MUNICÍPIO CEO I CEO II CEO III TOTAL 22 IVAIPORÃ SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE: AMBULATORIAL CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL - CAPS MUNICÍPIO NOME TIPO GESTÃO Ivaiporã CAPS I Consórcio 97

98 SERVIÇOS INSTALADOS DE MÉDIA-ALTA COMPLEXIDADE - HOSPITALAR RAZÃO SOCIAL Município: GESTÃO COMPLEXIDADE HOSPITAL E MATERNIDADE NOSSA Cândido de Estadual MC SENHORA DE COPACABANA Abreu HOSPITAL MUNICIPAL SAO FRANCISCO Cândido de Estadual MC DE ASSIS Abreu HOSPITAL MUNICIPAL DE FAXINAL Faxinal Estadual MC HOSPITAL SAO LUIZ LTDA Faxinal Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE GODOY Estadual MC MOREIRA Godoy Moreira HOSPITAL BOM JESUS Ivaiporã Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE IVAIPORA Estadual MC LTDA Ivaiporã HTRI Ivaiporã Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DE JARDIM Estadual MC ALEGRE Jardim Alegre HOSPITAL SAO JOAO DO IVAI II Lunardelli Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL SANTO ANTONIO Manoel Ribas Estadual MC HOSPITAL MUNICIPAL DR ANTONIO Estadual MC PIETROBON Nova Tebas SANTA CASA Rosário do Ivaí Estadual MC HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA Santa Maria do Estadual MC MARIA DO OESTE Oeste HOSPITAL MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DO São João do Estadual MC IVAÍ Ivaí 98

99 10. CONCLUSÃO Após a realização das Oficinas macrorregionais ainda houve uma última reunião com as diretorias de regionais de saúde, na qual foram apresentadas algumas sugestões para a reorganização das microrregiões de acordo com os parâmetros estabelecidos, sendo que a maioria foi aprovada, até mesmo por terem sido tema de discussões anteriores. Algumas soluções formuladas pelas regionais foram acatadas, mesmo que não preenchessem o parâmetro populacional, uma vez que houve embasamento para tais definições e aprovação por Comissão Intergestores Bipartite em nível regional. De um modo geral, o desenho do Plano Diretor de Regionalização apresenta-se de forma exeqüível e próximo do que se espera para tornar a assistência à saúde no Estado do Paraná mais resolutiva. No entanto, cabem algumas considerações: 1. A cobertura pela Estratégia de Saúde da Família ou outras formas de ações de Atenção Básica ainda são baixas em muitos municípios, e a efetividade da cobertura de outros tantos ainda não foi avaliada; 2. Na Média Complexidade foram constatados certos vazios assistenciais que precisam ser sanados com o Plano Diretor de Investimentos - PDI, contudo, também se deve avaliar a efetividade dos serviços já instalados; 3. Algumas microrregiões precisam ser mais bem avaliadas quanto sua real capacidade, uma vez que se espera resolubilidade nas ações que lhes forem confiadas quando se realizar a Programação Pactuada e Integrada PPI. Finalmente, é preciso ressaltar que este Plano não pretende ser imutável, ao contrário, deve ser encarado como ponto de partida para pactuações mais transparentes, que possam transformar a atual rede de assistência do Estado do Paraná num sistema de saúde mais organizado, solidário e eficiente. 99

100 ANEXOS 100

101 I. CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE 101

102 102

103 CONSÓRCIOS EM ATIVIDADE E PRESTANDO SERVIÇOS À SESA: 103

104 II. REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA 104

105 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE AUDITIVA RS MUNICÍPIO ALTA COMPLEXIDADE MÉDIA COMPLEXIDADE ABRANGÊNCIA 01 PARANAGUÁ C. AUDITIVO DE PARANAGUÁ 01ª RS 02 CURITIBA ASTRAU CURITIBA, 01ª e 06ª RS. 02 S. JOSÉ DOS CIS SÃO JOSÉ DOS PINHAIS 02ª RS MENOS PINHAIS CURITIBA 03 PONTA GROSSA CEDRA 03ª, 04ª e 21ª RS. 05 GUARAPUAVA INSTITUTO DE AUDIOLOGIA E 05ª RS VOZ DE GUARAPUAVA 08 FRANCISCO CL. REAB. AUDITIVA 07ª e 08ª RS BELTRÃO FRANCISCO BELTRÃO 09 FOZ DO IGUAÇU CL. REAB. AUDITIVA FOZ DO 09ª RS IGUAÇU 10 CASCAVEL CENTRO AUDITIVO CASCAVEL 10ª e parte da 11ª RS 15 MARINGÁ I AUDIÇAO 12ª, 13ª, 14ª, 15ª e parte da 11ª RS. 16 APUCARANA APAE - CAD 16ª RS 17 LONDRINA CISMEPAR 17ª e 22ª RS 18 CORNÉLIO CISNOP 18ª e 19ª RS PROCÓPIO Obs. 1.Como os Serviços habilitados para Alta Complexidade podem realizar também os procedimentos de Média Complexidade, é da competência do Gestor a distribuição do atendimento dos procedimentos entre seus prestadores. Obs.2.Da 11ª RS, deverão ser atendidos em Cascavel os seguintes Municípios: Altamira do Paraná, Boa Esperança, Campina da Lagoa, Goioerê, Juranda, Moreira Sales, Nova Cantú, Rancho Alegre do Oeste, Janiópolis, Mamborê, Quarto Centenário, Roncador e Ubiratã Obs. 3. Da 11ª RS, deverão ser atendidos em Maringá os seguintes municípios: Araruna, Barbosa Ferraz, Campo Mourão, Corumbataí do Sul, Engenheiro Beltrão, Farol, Fênix, Iretama, Luiziana, Peabiru, Quinta do Sol e Terra Boa 105

106 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE AUDITIVA ABRANGÊNCIA PARA PROCEDIMENTOS DE ALTA COMPLEXIDADE: RS MUNICÍPIO SERVIÇO ABRANGÊNCIA 02 CURITIBA UNIV. TUIUTI 01ª, 02ª e 06ª RS 03 PONTA GROSSA CLÍNICA PONT. DE OTORRINOLARINGOLOGIA 05 GUARAPUAVA INSTITUTO DE AUDIÇAO E VOZ DE GUARAPUAVA 03ª, 04ª e 21ª RS 05ª RS 10 CASCAVEL CENTRO AUDITIVO CASCAVEL 07ª, 08ª, 09ª, 10ª, 20ª e parte da 11ª RS. 15 MARINGÁ CESUMAR 12ª, 13ª, 14ª, 15ª e parte da 11ª RS. 17 LONDRINA ILES LONDRINA 16ª, 17ª e 22ª RS. 18 CORNÉLIO PROCÓPIO CISNOP 18ª e 19ª RS Obs. 1.Da 11ª RS, deverão ser atendidos em Cascavel os seguintes Municípios: Altamira do Paraná, Boa Esperança, Campina da Lagoa, Goioerê, Juranda, Moreira Sales, Nova Cantú, Rancho Alegre do Oeste, Janiópolis, Mamborê, Quarto Centenário, Roncador e Ubiratã Obs. 2. Da 11ª RS, deverão ser atendidos em Maringá os seguintes municípios: Araruna, Barbosa Ferraz, Campo Mourão, Corumbataí do Sul, Engenheiro Beltrão, Farol, Fênix, Iretama, Luiziana, Peabiru, Quinta do Sol e Terra Boa 106

107 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA FÌSICA. Abrangência para Serviços de Referência em Medicina Física e Reabilitação: 02 Curitiba APR 01ª, 02ª, 03ª, 04ª, 06ª e 21ª RS. 10 Cascavel FAG 05ª, 07ª, 08ª, 09ª, 10ª, 11ª e 20ª RS. 17 Londrina Inst. De Medicina Física e 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª e 22ª Reabilitação RS. 107

108 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA FÍSICA Abrangência dos Serviços Intermediários em Medicina Física e Reabilitação: RS Município Serviço de Reabilitação Abrangência 02 Curitiba APR (Serviço de Referência) 01ª, 02ª e 06ª RS. 03 Ponta Grossa Ass. Pontagrossense de Reabilitação 03ª, 04ª e 21ª RS. 05 Guarapuava UNICENTRO 05ª RS 07 Pato Branco F. de Saúde de Pato Branco 07ª RS 08 Francisco Beltrão Ass. Regional de Saúde do Sudoeste 08ª RS 09 Foz do Iguaçu SMS de Foz do Iguaçu 09ª RS 10 Cascavel UNIOESTE 10ª RS FAG (Serviço de Referência) 11 Campo Mourão SMS de Campo Mourão 11ª RS 12 Umuarama Cons. Intermunicipal de Saúde 12ª RS 13 Cianorte CISCENOP 13ª RS 14 Paranavaí CIS AMUNPAR 14ª RS 15 Maringá A. Norte Paranaense de Reabilitação 15ª RS 16 Apucarana Associação dos Deficientes Físicos 16ª RS 16 Londrina Serviço de Reabilitação Ângela Sella Instituto de Medicina Física e Reabilitação (Serviço de Referência) 17ª e pequena parte da 22ª RS 19 Jacarezinho CISNORPI 18ª, 19ª e 22ª RS. 20 Toledo Equilíbrio 20ª RS 108

109 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO EM NEUROLOGIA 109

110 RS MUNICÍPIO 2ª CURITIBA REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO EM NEUROLOGIA DE ALTA COMPLEXIDADE Abrangência para os serviços de: Neurocirurgia do Trauma e Anomalias do Desenvolvimento. Neurocirurgia da Coluna e Nervos periféricos Neurocirurgia de Tumores do Sistema Nervoso UNIDADES DE ASSISTÊNCIA H DO TRABALHADOR H SÃO VICENTE H EVANGÉLICO CURITIBA CENTROS DEREFERÊNCIA C. G. DO SUL S H ANG. CARON ABRANGÊNCIA SERVIÇOS H CLINICAS DA UFPR São José dos Pinhais, Agudos do Sul, Campo do H U CAJURU Tenente, Fazenda Rio Grande, Piên, Mandirituba, H INF PEQUENO Quitandinha, Rio Negro, Tijucas do Sul, 1ªRS, PRINCIPE CURITIBA e 6ª RS. Campina Grande do Sul, Cerro Azul, Adrianópolis, Almirante Tamandaré, Campo Magro, Bocaiúva do Sul, Colombo, Dr. Ulisses, Itaperuçu, Piraquara, Pinhais, Quatro Barras, Rio Branco do Sul e Tunas do Paraná. Campo Largo, Araucária, Balsa Nova, Contenda, 2ª CAMPO LARGO H N SENHORA DO ROCIO Lapa, Campo Magro. 3ª P. GROSSA H BM JESUS 3ª, 4ª e 21 RS. 5ª GUARAPUAVA H S VICENTE DE PAULO 5ª RS 7ª PATO BRANCO H SÃO LUCAS 7ª RS 8ª F. BELTRÃO POL.S. VICENTE DE PAULA 8ª RS 10ª CASCAVEL UNIOESTE N. SRA. DA SALETE 9ª 10ª e 20ª RS 15ª MARINGÁ SANTA CASA H SANTA RITA (B Sam) 12ª, 15ª menos SARANDI. SARANDI H METROPOLITANO 11ª, 13ª mais SARANDI. APUCARANA H DA PROVIDÊNCIA 16ª, Apucarana e 22ª RS. 16ª H. REG. JOÃO DE ARAPONGAS 14ª+Arapongas+ 21ª RS FREITAS SANTA CASA DE LDNA 17 LONDRINA H EVANGÉLICO H. U. LONDRINA 17ª, 18ª e 19ª RS LONDRINA TOTAL 16 5 Total: 21 hospitais 110

111 Abrangência para Neurocirurgia Vascular RS MUNICÍPIO UNIDADE DE ASSISTÊNCIA CENTRO DE REFERÊNCIA ABRANGÊNCIA H DO TRABALHADOR H CLINICAS DA UFPR CURITIBA H INF PEQUENO 2ª H SÃO VICENTE PRINCIPE 1ªRS, CURITIBA, 25% da 02ª RS e 6ª RS. H U EVANGÉLICO H U CAJURU C. G. DO SUL S H ANG. CARON 50% da 2ª RS 2ª Campo largo H N senhora do Rocio 25% da 02ª RS 3ª PONTA GROSSA H BM JESUS 3ª, 4ª e 21 RS 5ª GUARAPUAVA H S VICENTE DE PAULO 5ª RS 8ª F. BELTRÃO POLICLINICA S. VICENTE 7 e 8ª RS 10ª CASCAVEL UNIOESTE N. SENHORA DA SALETE 09ª, 10ª e 20ª RS SANTA CASA MARINGÁ 15ª H SANTA RITA (B Sam) 12ª, 15ª menos Sarandi SARANDI H METROPOLITANO 11, 13 + Sarandi 16ª APUCARANA H DA PROVIDÊNCIA 16ª menos Arapongas +22ª RS ARAPONGAS ONCOPAR 14ª+Arapongas+ 21ª RS H. U. LONDRINA 17ª LONDRINA SANTA CASA DE LDNA 17ª, 18ª e 19ª RS H EVANGÉLICO LONDRINA TOTAL 15 5 Total: 20 hospitais 111

112 Abrangência para Tratamento cirúrgico da dor funcional RS MUNICÍPIO UNIDADE DE ASSISTÊNCIA CENTRO DE REFERÊNCIA ABRANGÊNCIA 2ª CURITIBA H U EVANGÉLICO H DO TRABALHADOR H SÃO VICENTE H CLINICAS DA UFPR H U CAJURU H INF PEQUENO PRINCIPE 1ªRS, CURITIBA, 25% da 02ª RS, 04ª, 05ª, 06ª, 09ª, 10ª e 20ª RS. C. G. DO SUL S H ANG. CARON 50% da 2ª RS + 03ª, 07ª e 8ª RS. 2ª 15ª Campo Largo H N Senhora do Rocio 25% da 02ª RS SANTA CASA MARINGÁ 11ª, 12ª, 13ª e 15ª RS 17ª LONDRINA SANTA CASA DE LDNA H. U. LONDRINA 14ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 21ª e 22ª RS TOTAL 5 5 Total: 10 hospitais Abrangência para Investigação e Cirurgia da Epilepsia (Centro de Referência) RS MUNICÍPIO C. REF ABRANGÊNCIA 2ª CURITIBA H CLINICAS DA UFPR H U CAJURU H INF PEQUENO PRINCIPE 1ªRS, CURITIBA, 50% DA 02ª RS, 03ª, 04ª, 05ª, 06ª, 07ª, 08ª, 09ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 20ª, 21ª e 22ª RS. C. G. DO SUL S H ANG. CARON 50% 2ª RS, 17ª,18ª e 19ª RS TOTAL 4 Total: 04 hospitais 112

113 Abrangência para Tratamento Endovascular (Centro de Referência) RS MUNICÍPIO CENTRO DE REFERÊNCIA ABRANGÊNCIA 2ª 1ªRS, CURITIBA, 50% DA 02ª, 03ª, 04ª, 05ª, 06ª, 09ª, 10ª e 20ª RS. H CLINICAS DA UFPR CURITIBA H U CAJURU H INF PEQUENO PRINCIPE C. G. DO SUL S H ANG. CARON 50% 2ª + 7ªRS, 8ªRS e 12ª RS. 17ª LONDRINA H. U. LONDRINA 11ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 21ª, e, 22ª RS. TOTAL 5 Total: 5 hospitais Abrangência pra Neurocirurgia Funcional Estereotáxica. (Centro de Referência) RS MUNICÍPIO CENTRO REFERÊNCIA ABRANGÊNCIA H CLINICAS DA UFPR H U CAJURU H INF PEQUENO PRINCIPE 1ªRS, CURITIBA, 50% DA 02ª, 6ª, 03ª, 04ª, CURITIBA 2ª 05ª, 09ª, 10ª e 20ª RS. C. G. DO SUL S H ANG. CARON 50% 2ª + 7ª, 8ª e 12ª RS. 17ª LONDRINA H. U. LONDRINA 11ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 21ª, e, 22ª RS. TOTAL 5 Total: 5 hospitais Obs.Pelas suas características o Hospital Pequeno Príncipe de Curitiba, é referencia para as Unidades de Alta Complexidade de todo o Estado, para os procedimentos de maior complexidade, em Pediatria. 113

114 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO EM NEFROLOGIA 114

115 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE EM NEFROLOGIA DE ALTA COMPLEXIDADE RS MUNICÍPIO ESTABELECIMENTO ABRANGÊNCIA 01 Paranaguá Instituto do Rim de Paranaguá 01ª RS 02 Curitiba Santa Casa H Evangélico CLINIRIM H Cajurú H São Lucas H I Pequeno Príncipe C. Nefrologias das Nações Clinica de Doenças Renais UNIRIM Instituto do Rim do Paraná 02 S. José dos Pinhais 02 C. Grande do Sul Clinica de Doenças Renais S Hospitalar Angelina Caron Curitiba + 20% da demanda da Região Metropolitana de Curitiba independentemente do Município de residência do usuário + casos infantis como referência para todo o Estado. São José dos Pinhais, Agudos do Sul, Campo do Tenente, Fazenda Rio Grande, Mandirituba, Piên, Quitandinha, Rio Negro e Tijucas do Sul Campina Grande do Sul, Adrianópolis, Almirante Tamandaré, Campo Magro, Cerro Azul, Bocaiúva do Sul, Colombo, Dr. Ulisses, Itaperuçu, Piraquara, Pinhais, Quatro Barras, Rio Branco do Sul e Tunas do Paraná. 02 Campo Largo Clinica de Diálise de Campo Largo Campo Largo, Araucária, Balsa Nova, Contenda, Lapa, Campo Magro e, enquanto for necessário, parte da demanda da 3ª RS. 03 Ponta Grossa Santa Casa de Ponta Grossa 03ª RS 04 Irati Clinica Renal Irati 04ª RS 05 Guarapuava CLIRE 05ª RS 06 União da Vitória Clinica de Nefrologia LTDA 06ª RS 07 Pato Branco Policlínica Pato Branco 07ª RS 08 Francisco Sociedade Hospitalar Beltronense 08ª RS Beltrão 09 Foz do Iguaçu Nefroclínica de Foz do Iguaçu 09ª RS 10 Cascavel RENALCLIN 10ª RS 11 Campo Mourão Instituto do Rim de Campo Mourão 11ª RS 12 Umuarama Instituto do Rim de Umuarama 12ª RS 13 Cianorte Instituto do Rim de Cianorte 13ª RS 14 Paranavaí Clinica do Rim de Paranavaí 14ª RS 15 Maringá Instituto do Rim de Maringá 15ª RS Santa Casa de Maringá H. Santa Rita 16 Apucarana Instituto do Rim de Apucarana Apucarana e 50% dos usuários dos demais municípios da 16ª RS 16 Arapongas Clinica do Rim de Arapongas Arapongas e 50% dos usuários dos demais municípios da 16ª RS 115

116 17 Londrina HITSOCON 17ª RS Nefroclínica Serviços Médicos H Universitário do Norte do Paraná 18 Cornélio NEFRONOR e Instituto do Rim 18ª RS Procópio 19 S Antonio da Instituto do Rim da S A da Platina 19ª RS Platina 20 Toledo HEMATOL 20ª RS 21 Telêmaco Borba Clinica de Nefrologia de T Borba 21ª RS 22 Ivaiporã Instituto do Rim de Ivaiporã 22ª RS Obs: Pelas suas características o Hospital Pequeno Príncipe de Curitiba, é referencia para todo o Estado, para os procedimentos de maior complexidade, em Pediatria. 116

117 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA 117

118 118

119 119

120 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA DE ALTA COMPLEXIDADE Abrangência das Unidades de Assistência conforme os Serviços habilitados: RS MUNICÍPIO HOSPITAL SERVIÇOS ABRANGENCIA 02 Curitiba Cajurú Coluna Curitiba + 01ª, 06ª RS. H Trabalhador Cintura Escapular, braço e Curitiba + 01ª, 06ª RS. cotovelo. Santa Casa Antebraço, punho e mão. Curitiba + 01ª, 06ª RS. H Evangélico Cintura pélvica, quadril e Curitiba + 01ª, 06ª RS. coxa. H de Clinicas Coxa, joelho e perna. Curitiba + 01ª, 06ª RS. Perna, tornozelo e pé. Curitiba + 01ª, 06ª RS. H Pequeno Príncipe Ortopedia infantil Curitiba + 01ª e 06ª RS e ainda 02 Campina Grande do Sul. Traumato Ortopedia de Urgência e emergência parte da 03ª, 04ª e 21ª RS. Curitiba + 01ª, 06ª RS. S. H Angelina Caron Coluna 50% da 02ª RS menos Curitiba Cintura Escapular, braço e cotovelo. Antebraço, punho e mão. Cintura pélvica, quadril e coxa. Coxa, joelho e perna. Perna, tornozelo e pé. Ortopedia infantil 50% da 02ª RS menos Curitiba 50% da 02ª RS menos Curitiba 50% da 02ª RS menos Curitiba 50% da 02ª RS menos Curitiba 50% da 02ª RS menos Curitiba 50% da 02ª RS menos Curitiba e ainda 50% da demanda da 03ª, 04ª e 21ª RS 02ª RS menos Curitiba Traumato Ortopedia de Urgência e emergência 02 Campo Largo H e M Parolim Coluna 50% da 02ª RS menos Curitiba Cintura Escapular, braço e 50% da 02ª RS menos Curitiba cotovelo. Antebraço, punho e mão. 50% da 02ª RS menos Curitiba Cintura pélvica, quadril e 50% da 02ª RS menos Curitiba coxa. Coxa, joelho e perna. 50% da 02ª RS menos Curitiba Perna, tornozelo e pé. 50% da 02ª RS menos Curitiba Ortopedia infantil 50% da 02ª RS menos Curitiba 03 Ponta Grossa Vicentino Coluna 03ª, 04ª e 21ª RS. Cintura Escapular, braço e 03ª, 04ª e 21ª RS. cotovelo. Antebraço, punho e mão. 03ª, 04ª e 21ª RS. Cintura pélvica, quadril e 03ª, 04ª e 21ª RS. coxa. Coxa, joelho e perna. 03ª, 04ª e 21ª RS. Perna, tornozelo e pé. 03ª, 04ª e 21ª RS. Traumato Ortopedia de Urgência e emergência 03ª, 04ª e 21ª RS. 120

121 05 Guarapuava Santa Tereza Traumato Ortopedia de Urgência e emergência 05ª RS 07 P. Branco Policlínica Ortopedia Infantil 07ª e 08ª RS 10 Cascavel UNIOESTE Coluna 05ª, 07ª, 08ª, 09ª e 10ª RS H N. Senhora da Cintura Escapular, braço e 05ª, 07ª, 08ª, 09ª e 10ª RS Salete. cotovelo. Antebraço, punho e mão. 05ª, 07ª, 08ª, 09ª e 10ª RS Cintura pélvica, quadril e 05ª, 07ª, 08ª, 09ª, 20ª e 10ª RS coxa. Coxa, joelho e perna. 05ª, 07ª, 08ª, 09ª, 20ª e 10ª RS Perna, tornozelo e pé. 05ª, 07ª, 08ª, 09ª e 10ª RS Ortopedia infantil 05ª, 09ª, 20ª e 10ª RS Traumato Ortopedia de 07ª, 08ª, 09ª, 20ª e 10ª RS Urgência e emergência 11 C. Mourão F. F.Claudino Traumato Ortopedia de Urgência e emergência 11ª RS 12 Umuarama CEMIL Cintura pélvica, quadril e 12ª RS coxa. Coxa, joelho e perna. 12 ªRS Perna, tornozelo e pé. 12 ªRS Ortopedia infantil 12 ªRS 15 Maringá H santa Rita Coluna 11ª, 12ª, 13ª e 15ª RS Santa Casa Cintura Escapular, braço e 11ª, 12ª, 13ª e 15ª RS cotovelo. Antebraço, punho e mão. 11ª, 12ª, 13ª e 15ª RS Cintura pélvica, quadril e 11ª, 13ª, 15ª RS coxa. Coxa, joelho e perna. 11ª, 13ª, 15ª RS Perna, tornozelo e pé. 11ª, 13ª, 15ª RS Ortopedia infantil 11ª, 13ª, 15ª RS Traumato Ortopedia de 12ª, 13ª, 15ª RS Urgência e emergência 16 Apucarana Da Providencia Coluna 14ª, 16ª, 22ª RS Cintura Escapular, braço e 14ª, 16ª, 22ª RS (50%) cotovelo. Antebraço, punho e mão. 14ª, 16ª, 22ª RS. Cintura pélvica, quadril e 14ª, 16ª, 22ª RS (50%) coxa. Coxa, joelho e perna. 14ª, 16ª, 22ª RS (50%) Perna, tornozelo e pé. 14ª, 16ª, 22ª RS. Ortopedia infantil 14ª, 16ª, 22ª RS. Traumato Ortopedia de 14ª, 16ª, 22ª RS (50%) Urgência e emergência 16 Arapongas ONCOPAR Cintura Escapular, braço e 14ª, 16ª, 22ª RS (50%) cotovelo. Cintura pélvica, quadril e 14ª, 16ª, 22ª RS (50%) coxa. Coxa, joelho e perna. 14ª, 16ª, 22ª RS (50%) Traumato Ortopedia de 14ª, 16ª, 22ª RS (50%) Urgência e emergência 121

122 17 Londrina H Universitário Coluna 17ª, 18ª, 19ª RS Santa Casa Cintura Escapular, braço e 17ª, 18ª, 19ª RS cotovelo. Antebraço, punho e mão. 17ª, 18ª, 19ª RS. Cintura pélvica, quadril e 17ª, 18ª, 19ª RS. coxa. Coxa, joelho e perna. 17ª, 18ª, 19ª RS. Perna, tornozelo e pé. 17ª, 18ª, 19ª RS. Ortopedia infantil 17ª, 18ª, 19ª RS. Traumato Ortopedia de 17ª, 18ª, 19ª RS. Urgência e emergência 20 Toledo Bom Jesus Coluna 20ª RS Cintura Escapular, braço e 20ª RS cotovelo. Antebraço, punho e mão. 20ª RS Perna, tornozelo e pé. 20ª RS 122

123 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA. CENTROS DE REFERÊNCIA. Abrangência para atividades exclusivas de Centro de Referência: 02 Curitiba H de Clinicas da UFPR 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª, 10ª, 20ª e 21ª RS. 17 Londrina H U do Norte do Paraná 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª e 22ª RS. 123

124 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO EM ONCOLOGIA 124

125 REDE ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA LINHA DE CUIDADO ATENÇÃO À SAÚDE EM ONCOLOGIA. Abrangências para Cirurgia Oncológica e Oncologia Clinica (Quimioterapia): RS Referência Estabelecimentos / Habilitação Regionais de Origem H. DE CLÍNICAS UNACON Curitiba, 1ª e 6ª RS. 2ª Curitiba H. PEQUENO PRINCIPE H.ERASTO GAERTNER SANTA CASA SÃO VICENTE UNACON - EXCLUSIVO ONCOPEDIATRIA CACON -C/ ONCOPEDIATRIA UNACON UNACON H Pequeno Príncipe é referência para maior complexidade em Pediatria para todo Estado Curitiba, 1ªRS e 06ª RS, em conjunto com H de Clinicas. C. G. do Sul CACON -C/ 2ª H. ANGELINA CARON ONCOPEDIATRIA 2ªRS menos Curitiba Ponta 3ª Grossa SANTA CASA UNACON 3ª RS, 4ªRS, 21ªRS 5ª Guarapuava H. SÃO VICENTE UNACON 5ª RS 7ª Pato Branco POL. PATO BRANCO UNACON c Radio 7ªRS 9ª F. do Iguaçu H. COSTA CAVALCANTI CACON 9ªRS (ver observação) CEONC UNACON -C/ RADIO 10ª Cascavel UOPECCAN CACON -C/ ONCOPEDIATRIA 8ªRS, 10ªRS, 20ªRS e4 municípios da 09 RS 11ª C. Mourão SANTA CASA UNACON -C/ RADIO 11ªRS 12ª Umuarama H.N.SRA. APARECIDA UNACON 12ª RS H.STA Maringá RITA/B.SAMARITANO UNACON C/RADIO UNACON - C/Hemato e 13ªRS, 14ªRS, 15ªRS. 15ª H DO CÂNCER Radio 16ª 17ª Apucarana H DA PROVIDÊNCIA UNACON 16ª RS menos Arapongas ONCOPAR UNACON Arapongas + parte da 22ª RS Londrina H. UNIVERSITÁRIO UNACON C/ HEMATO E ONCOPEDIATRIA 17ªRS, 18ªRS, 19ªRS, 22ªRS INST. DO CÂNCER CACON Obs. 1. Municípios da 09ª RS referenciados para a 10 RS: Ramilândia, Matelândia, Missal e Serranópolis do Iguaçu. Obs. 2. Maringá deve continuar atendendo casos antigos (usuários já em tratamento) de Campo Mourão devendo os casos novos serem atendidos em campo Mourão Obs. 3. Os municípios da 6ª RS são atendidos em Porto União, por pactuação existente com Santa Catarina. 125

126 RS 2ª Abrangência para Oncologia Pediátrica: Referência Serviço H. de CLÍNICAS Curitiba H. PEQ. PRINCIPE H. ERASTO GAERTNER Regionais de Origem do paciente Curitiba, 1ª RS, 3ª RS, 4ªRS, parte da 5ªRS, 6ª RS, 21ªRS 2ª 10ª 17ª C.Grande do Sul H. ANGELINA CARON 2ª RS menos Curitiba Cascavel UOPPECCAN Parte da 5ª RS, 7ª, 8ª, 9ª RS*,10ª, 11ª,12ª, 20ª RS H. UNIVERSITÁRIO Londrina 13ªRS,14ªRS, 15ªRS,16ªRS, INSTITUTO DO Câncer 17ªRS, 18ªRS,19ªRS e 22ªRS *Obs. 1. Municípios da 5ª RS referenciados para 10ª RS : Laranjeiras do Sul, Porto Barreiro, Rio Bonito do Iguaçu, Nova Laranjeiras, Marquinho, Virmond. Os demais Municípios tem como referencia a 2ªRS (Curitiba) Obs. 2. Municípios da 09ª RS referenciados para a 10 RS: Ramilândia, Matelândia, Missal e Serranópolis do Iguaçu. Obs. 3. H Pequeno Príncipe é referência para maior complexidade em Pediatria para todo Estado. Abrangência para Radioterapia: RS Referência Estabelecimento Regionais de Origem do paciente 2ª Curitiba H.Erasto Gaertner Curitiba, 01 RS e 6ªRS. 2ª C.Grande do Sul H. Angelina Caron 2ª RS menos Curitiba 3ª Ponta Grossa Santa Casa 3ª RS, 4ª RS, 5ªRS, 21ª RS 7 Pato Branco Policlínica Pato Branco 07 RS 9ª F. do Iguaçu H. Costa Cavalcanti 09ª RS * 10ª CEONC Cascavel Parte da 5ª RS, 8ª, 10ª, 12ª,20ª RS além de 4 municípios 10ª UOPECCAN da 09ª RS 11ª Campo Mourão Santa Casa 11ª RS (Ver observação) C. Rad. Santana. 15ª Maringá H. Santa Rita 13ª RS, 14ªRS, 15ªRS além da 11ª até a liberação do H. do Câncer serviço de Campo Mourão para funcionamento regular. 17ª Londrina Instituto do Câncer 16ªRS, 17ªRS, 18ªRS,19ªRS,22ªRS *Obs. 1. Municípios da 5ª RS referenciados para 10ª RS: Laranjeiras do Sul, Porto Barreiro, Rio Bonito do Iguaçu, Nova Laranjeiras, Marquinho, Virmond. Os demais Municípios tem como referência a 2ªRS (Curitiba) Obs. 2. Municípios da 09ª RS referenciados para a 10ª RS: Ramilândia, Matelândia, Missal e Serranópolis do Iguaçu. Obs.3. Radioterapia de Campo Mourão deve ter atendimento em Maringá até o serviço de Campo Mourão estar atendendo regularmente com autorização da VISA etc. 126

127 Abrangência para Hematologia: RS Referência Estabelecimento Regionais de Origem do paciente H. de CLÍNICAS Curitiba H. E GAERTNER Curitiba, 1ª, 3ª, 4ª RS, Parte da 5ªRS, 6ª e 21ªRS. 2ª C.G do Sul H. ANGELINA CARON 2ª RS menos Curitiba 9ª F. do Iguaçu H. COSTA CAVALCANTI 9ª RS (ver observação) 10ª Cascavel UOPECCAN Parte da 5ª RS, 7ª, 8ª, 10ª, 12ª, 20ªRS. 15ª Maringá H. do CÂNCER 11ª RS, 13ª RS, 14ªRS, 15ªRS, 17ª Londrina INST. DO CÂNCER 17ª Londrina H. UNIVERSITÁRIO 16ª, 17ª, 18ª,19ª e22ªrs Obs. 1. Municípios da 5ª RS referenciados para 10ª RS: Laranjeiras do Sul, Porto Barreiro, Rio Bonito do Iguaçu, Nova Laranjeiras, Marquinho, Virmond. Os demais Municípios tem como referencia a 2ªRS (Curitiba) Obs. 2. Municípios da 09ª RS referenciados para a 10 RS: Ramilândia, Matelândia, Missal e Serranópolis do Iguaçu. 127

128 REDE ESTADUAL DE ATENÇÃO LINHA DE CUIDADO EM ALTA COMPLEXIDADE CARDIOVASCULAR Serviços de Assistência em Alta Complexidade em Cirurgia Cardiovascular 128

129 Cirurgias Cardiovasculares e Procedimentos da Cardiologia Intervencionista: Município Hospital Abrangência R. S. 2ª Curitiba H. Clinicas da UFPR Curitiba, 1ª e 6ª RS. H Evangélico Santa Casa H São Vicente H da Cruz vermelha 2ª Campina Grande S. H. Angelina Caron 2ª RS menos Curitiba do Sul 3ª Ponta Grossa H Bom Jesus 3ª. 4ª e 21ª RS Santa Casa 5ª Guarapuava H São Vicente de Paula 5ª RS 7ª Pato Branco Policlínica Pato Branco 7ª e 8ª RS 9ª Foz do Iguaçu Fundação Itaguapy 9ª RS 10ª Cascavel H Nossa Senhora da Salete 10ª, 11ª e 20ª RS 12ª Umuarama H Nossa Senhora Aparecida 12ª RS 15ª Maringá H. Santa Rita 13ª e 15ª RS 16ª Arapongas ONCOPAR H João de 14ª, 16ª e 22ª RS Freitas 17ª Londrina H U do Norte do Paraná 17ª, 18ª e 19ª RS Observações: 1. A distribuição dos atendimentos entre os prestadores localizados em um mesmo município compete ao gestor local pleno responsável pela regulação. 2. Pelas suas características, o Centro de Referência - Hospital pequeno Príncipe, de Curitiba, é referencia para as Unidades de Alta Complexidade de todo o Estado, para os procedimentos de maior complexidade, em Pediatria. 129

130 Serviços de Assistência Linha de Cuidado em Cirurgia Cardiovascular Pediátrica de Alta Complexidade. Cirurgia Cardiovascular Pediátrica: R. S. Município Hospital Abrangência 2ª Curitiba H. Clinicas da UFPR Curitiba, 1ª e 6ª RS. H Pequeno Príncipe 2ª Campina Grande S. H. Angelina Caron 2ª RS menos Curitiba do Sul 2ª Campo Largo H Nossa Senhora do Rocio 3ª, 4ª, 5ª e 21ª RS 7ª Pato Branco Policlínica Pato Branco 7ª, 8ª, 9ª 10ª e 20ª RS 12ª Umuarama H Nossa Senhora Aparecida 12ª, 13ª e 14ª RS 17ª Londrina Santa Casa 11ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª e 19ª e 22ª RS. 130

131 Serviços de Assistência em Alta Complexidade em Cirurgia Vascular. Cirurgia Vascular: R. S. Município Hospital Abrangência 2ª Curitiba H. Clinicas da UFPR Santa Casa H São Vicente Curitiba, 1ª e 6ª RS. 2ª Campina Grande S.H Angelina Caron 2ª RS menos Curitiba do Sul 3ª Ponta Grossa H Bom Jesus 3ª. 4ª e 21ª RS Santa Casa 5ª Guarapuava H São Vicente de Paula 5ª RS 7ª Pato Branco H. São Lucas 7ª e 8ª RS 10ª Cascavel H Nossa Senhora da Salete 9ª, 10ª e 11ª RS H U do Oeste do Paraná 15ª Maringá H. Santa Rita 13ª RS e Maringá 15ª Sarandi R Metropolitana 12ª, 14ª e 15ª RS menos Maringá. 16ª Arapongas ONCOPAR H João de Freitas 16ª e 22ª RS 17ª Londrina H U do Norte do Paraná 17ª, 18ª e 19ª RS H Evangélico 20ª Toledo HOESP H Bom Jesus 20ª RS 131

132 Serviços de Assistência em Alta Complexidade em Procedimentos de Cardiologia Intervencionista. Cirurgias Cardiovasculares e Procedimentos da Cardiologia Intervencionista: R.S. Município Hospital Abrangência 2ª Curitiba H. Clinicas da UFPR Curitiba, 1ª e 6ª RS. H Evangélico Santa Casa H São Vicente H da Cruz vermelha 2ª Campina Grande do S. H. Angelina Caron 2ª RS menos Curitiba Sul 3ª Ponta Grossa H Bom Jesus 3ª. 4ª e 21ª RS Santa Casa 5ª Guarapuava H São Vicente de Paula 5ª RS 7ª Pato Branco Policlínica Pato Branco 7ª e 8ª RS 9ª Foz do Iguaçu Fundação Itaguapy 9ª RS 10ª Cascavel H Nossa Senhora da Salete 10ª, 20ª e parte da 11ª RS. 12ª Umuarama H Nossa Senhora Aparecida 12ª RS 15ª Maringá H. Santa Rita 13ª e 15ª RS 16ª Arapongas ONCOPAR H João de Freitas 14ª, 16ª, 22ª e parte da 11ª RS. 17ª Londrina H U do Norte do Paraná 17ª, 18ª e 19ª RS. Santa Casa H Evangélico Obs. Araruna, Barboza Ferraz, Corumbataí do Sul, Engenheiro Beltrão, Fênix, Goioerê, Iretama, Janiópolis, Mamborê, Moreira Sales, Peabiru, Quinta do Sol, Terra Boa, Campo Mourão e Luiziana referenciam para a 16ª RS - Apucarana enquanto os demais Municípios da área de abrangência da 11ª RS - Campo Mourão, encaminham para a 10ª RS - Cascavel. 132

133 Serviços de Assistência em Alta Complexidade em Procedimentos Endovasculares Extracardíacos. Procedimentos Endovasculares Extracardíacos: Município Hospital Abrangência R. S. 2ª Curitiba H Evangélico Curitiba, 1ª, 3ª, 4ª, 6ª, 7ª e 8ª RS. 2ª Campina Grande S. H. Angelina Caron 2ª RS menos Curitiba, 5ª, 9ª, do Sul 10ª, 20ª e 21ª RS. 17ª Londrina H U do Norte do Paraná 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª e19ª e 22ª RS. 133

134 Serviços de Assistência em Alta Complexidade em Laboratório de Eletrofisiologia. CURITIBA atende à população própria e também a 3ª, 4ª, 6ª, 7ª e 8ª Regionais de Saúde. CAMPINA GRANDE DO SUL ATENDE ao restante da Região Metropolitana de Curitiba e também a 1ª, 8ª, 9ª, 10ª, 20ª e 21ª Regionais de Saúde. LONDRINA atende às Regionais 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª e 22ª. Laboratório de Eletrofisiologia: Município Hospital Abrangência R. S. 2ª Curitiba H Evangélico Curitiba, 1ª, 3ª, 4ª, 6ª, 7ª e 8ª Santa Casa RS. 2ª Campina Grande S.H. Angelina Caron 2ª RS menos Curitiba, 5ª, 9ª, do Sul 10ª, 20ª e 21ª RS. 17ª Londrina H U do Norte do Paraná 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, Santa Casa 17ª, 18ª e19ª e 22ª RS. H Evangélico 134

Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS COMARCAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA. Hab./Promotor Defasagem Apoio

Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS COMARCAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA. Hab./Promotor Defasagem Apoio Subsídios para construção dos critérios de priorização RELAÇÃO DAS POR ENTRÂNCIA E POR ORDEM ALFABÉTICA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA Membros jurídico 1 ALMIRANTE TAMANDARE 2 3 40.377 2 2 2 2 ARAUCARIA

Leia mais

Variação Nominal 2014 (R$) 2015 (R$)

Variação Nominal 2014 (R$) 2015 (R$) EFEITURA Prefeitura Municipal de Curitiba - 6.346.677.306,99 6.742.950.033,42 6,2% 232.408.902,89 245.892.721,14 5,8% 1.099.851.341,85 1.232.689.762,66 12,1% Prefeitura Municipal de Londrina - 1.311.641.806,25

Leia mais

TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF

TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF TABELA - OFÍCIOS DE DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO ORDEM DESCRESCENTE SEGUNDO O ART. 98, 2º, ADCT/CF (DISTRIBUIÇÃO PERCENTUAL DA POPULAÇÃO COM RENDA DE ATÉ 3 SALÁRIOS MÍNIMOS) Mesorregião Seção Judiciária

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO SANEPAR Relação Candidato/Vaga

COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO SANEPAR Relação Candidato/Vaga INSITOS ANALISTA - ADMINISTRADOR / ECONOMISTA / CONTADOR ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA - ADVOGADO ANALISTA

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA TRIBUNAL DE JUSTIÇA CENTRO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE 2013 COMO FAZ TODOS OS ANOS, O TRIBUNAL IMUNIZARÁ SEUS FUNCIONÁRIOS ATIVOS CONTRA A GRIPE A E A GRIPE SAZONAL - VACINA TRIVALENTE

Leia mais

Total de homens Total de mulheres

Total de homens Total de mulheres Nome do população população 4100103 Abatiá 8.259 3.911 3.842 5.721 2.032 7.753 4100202 Adrianópolis 7.007 3.296 3.078 2.060 4.314 6.374 4100301 Agudos do Sul 7.221 4.306 3.964 2.822 5.448 8.270 4100400

Leia mais

CÓDIGOS DO PARANÁ. Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001

CÓDIGOS DO PARANÁ. Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001 CÓDIGOS DO PARANÁ Fonte: Anexo da resolução 263 de 08/06/2001 UF MUNICÍPIO CÓDIGO DE ÁREA PR ABATIÁ 43 PR ADRIANÓPOLIS 41 PR AGUDOS DO SUL 41 PR ALMIRANTE TAMANDARÉ 41 PR ALTAMIRA DO PARANÁ 42 PR ALTO

Leia mais

Curitiba - Matrícula na Educação Básica

Curitiba - Matrícula na Educação Básica Alunos Matriculados por Município na Educação Básica do Paraná - Série Temporal 2007-2013 O presente estudo, baseado nas informações do Censo Escolar do MEC/Inep, incluindo os dados de 2013 recém divulgados,

Leia mais

Em novembro de 2010 a Rádio Tarobá FM se somou ao grupo, passando a fazer parte das emissoras já consolidadas que nasceram com o jeito do Paraná.

Em novembro de 2010 a Rádio Tarobá FM se somou ao grupo, passando a fazer parte das emissoras já consolidadas que nasceram com o jeito do Paraná. Determinação e Profissionalismo Afiliada à Rede Bandeirantes de Comunicação, a TV Tarobá nasceu em Cascavel no ano de 1979 e em Londrina em 1996. Ao longo de toda a sua história somou determinação e profissionalismo

Leia mais

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS MUNICÍPIOS DO PARANÁ - 1991/2000 continua 1991 2000 MUNICÍPIO. Ranking no estado.

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS MUNICÍPIOS DO PARANÁ - 1991/2000 continua 1991 2000 MUNICÍPIO. Ranking no estado. www.ipardes.gov.br ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL SEGUNDO OS S DO PARANÁ - 1991/2000 PARANÁ 0,711 0,678 0,778 0,678 (1) 7 0,787 0,747 0,879 0,736 (1) 6 Abatiá 0,651 0,717 0,664 0,571 235 0,710

Leia mais

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000

TABELA DE MUNICÍPIOS COM PARTICIPAÇÃO NO ÍNDICE AMBIENTAL VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 VALORES REPASSADOS NO EXERCÍCIO DE 2000 Esta tabela identifica os Municípios com participação no Índice Ambiental relativo às informações do ano base de 1998, que compôs o cálculo do Índice de Participação

Leia mais

Frota Total de Veículos 2012-2014

Frota Total de Veículos 2012-2014 Evolução da frota de veículos existentes na cidade. Tipos de veículos: automóvel, bonde, caminhão, caminhão trator, caminhonete, camioneta, chassi plataforma, ciclomotor, micro-ônibus, motocicleta, motoneta,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Edital 01/2009

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Edital 01/2009 Almirante Tamandaré Oficial de Promotoria 44 1 Alto Paraná Oficial de Promotoria Altônia Oficial de Promotoria 10 1 Andirá Oficial de Promotoria Antonina Oficial de Promotoria Apucarana Oficial de Promotoria

Leia mais

PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO: HIERARQUIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE, NO ESTADO DO PARANÁ.

PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO: HIERARQUIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE, NO ESTADO DO PARANÁ. PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO: HIERARQUIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE, NO ESTADO DO PARANÁ. 2009 SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO 4 2. INTRODUÇÃO 5 3. OBJETIVOS 9 4. METODOLOGIA 10 5. MAPA POLÍTICO

Leia mais

PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES DO MUNICÍPIO. Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28%

PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES DO MUNICÍPIO. Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28% PARTICIPAÇÃO (%) DO FPM NAS RECEITAS CORRENTES Prefeitura Municipal de Curitiba - PR 3,66% 3,65% 17,33% 18,28% Prefeitura Municipal de Londrina - PR 4,77% 4,29% 16,76% 17,69% Prefeitura Municipal de Maringá

Leia mais

1. 1. DISTRIBUIÇÃO GOGRÁFICA DOS IMÓVIS Almirante Tamandaré 6/6/2006 25493/04 2. Altônia 22/1/2014 7785/12 3. Alto Paraná 22/7/2013 837/2012 4. Alto Piquiri 30/1/2016 8515/2013 5. Andirá 11/12/2010 675/2010

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED Anexo III do EDITAL N.º 156/2012 GS/SEED ETAPA 9 EDUCAÇÃO DO CAMPO ESPANHOL E INGLÊS LEM Professor Substituto das Séries/Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio, nas disciplinas de Espanhol e

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED ETAPA 19 - EDUCAÇÃO DO CAMPO EDITAL N.º 90/2011 DG/SEED Cargo de Professor do Ensino Fundamental - Séries Finais do Ensino Fundamental e Médio para atuação nas/nos Escolas/Colégios do Campo da Rede Estadual

Leia mais

Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone

Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone Diligências nas Comarcas do Interior do Paraná Relação de Subseções Subseção Banco Agencia C/C Salas Telefone APUCARANA Banco do Brasil 0355-7 10.653-4 Sede (43) 3422-3020 Fórum de Apucarana (43) 3422-3675

Leia mais

CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA

CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA CIA DE CIMENTO ITAMBE DIRETORIA COMERCIAL DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA REGIÕES - PARANÁ Ensacado Região Cidade Truck - 14,5t Carreta - 32t Granel 1 CURITIBA 2 2 2 ITAPERUÇU 3 3 3 2 CAMPO MAGRO 3 3 3 RIO BRANCO

Leia mais

Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná

Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná Situação dos FMDCA Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente no Estado do Paraná Documento elaborado pelo CAOPCAE/MPPR a partir de arquivos disponibilizados na internet pela Secretaria

Leia mais

PORTARIA Nº 303, DE 1o- DE ABRIL DE 2015

PORTARIA Nº 303, DE 1o- DE ABRIL DE 2015 PORTARIA Nº 303, DE 1o- DE ABRIL DE 2015 Remaneja o limite financeiro anual referente à assistência de média e alta complexidade hospitalar e ambulatorial do Estado do Paraná. A Secretária de Atenção à

Leia mais

Abatiá/ PR, Adrianópolis/ PR, Agudos do Sul/ PR, Almirante Tamandaré/ PR, Altamira do Paraná/ PR, Alto Paraíso/ PR, Alto Piquiri/ PR, Altônia/ PR,

Abatiá/ PR, Adrianópolis/ PR, Agudos do Sul/ PR, Almirante Tamandaré/ PR, Altamira do Paraná/ PR, Alto Paraíso/ PR, Alto Piquiri/ PR, Altônia/ PR, Abatiá/ PR, Adrianópolis/ PR, Agudos do Sul/ PR, Almirante Tamandaré/ PR, Altamira do Paraná/ PR, Alto Paraíso/ PR, Alto Piquiri/ PR, Altônia/ PR, Alvorada do Sul/ PR, Amaporã/ PR, Ampére/ PR, Anahy/ PR,

Leia mais

IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012

IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012 IDH M - Relação por entrância e por ordem alfabética SUBPLAN - março 2012 S DE ENTRÂNCIA FINAL S POPULAÇÃO 1 CASCAVEL 301.898 3 0,810 Oeste 2 FOZ DO IGUAÇU 276.929 2 0,788 Oeste 3 GUARAPUAVA 205.618 5

Leia mais

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013.

Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Ofício Circular nº 015/2013-CGMP Curitiba, 29 de maio de 2013. Senhor(a) Procurador(a) de Justiça Senhor(a) Promotor(a) de Justiça Senhor (a) Servidor (a) Tem o presente a finalidade de apresentar-lhe,

Leia mais

REGIONAL MUNICÍPIOS 18 Abatiá 2 Adrianópolis 2 Agudos do Sul 2 Almirante Tamandaré 11 Altamira do Paraná 12 Alto Paraíso 14 Alto Paraná 12 Alto

REGIONAL MUNICÍPIOS 18 Abatiá 2 Adrianópolis 2 Agudos do Sul 2 Almirante Tamandaré 11 Altamira do Paraná 12 Alto Paraíso 14 Alto Paraná 12 Alto REGIONAL MUNICÍPIOS 18 Abatiá 2 Adrianópolis 2 Agudos do Sul 2 Almirante Tamandaré 11 Altamira do Paraná 12 Alto Paraíso 14 Alto Paraná 12 Alto Piquiri 12 Altônia 17 Alvorada do Sul 14 Amaporã 8 Ampére

Leia mais

MÉDIA PARA O ESTADO PARANÁ = 18,6 ha

MÉDIA PARA O ESTADO PARANÁ = 18,6 ha MÉDIA PARA O ESTADO PARANÁ = 18,6 ha MÓDULOS FISCAIS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARANÁ N MUNICÍPIO MÓDULO FISCAL (ha) 1 ABATIÁ 18 2 ADRIANÓPOLIS 30 3 AGUDOS DO SUL 20 4 ALMIRANTE TAMANDARÉ 12 5 ALTAMIRA

Leia mais

Justiça Eleitoral - TRE/PR ELO - Cadastro Eleitoral Distribuição do Eleitorado por Município/Zona 25/07/ :21 1

Justiça Eleitoral - TRE/PR ELO - Cadastro Eleitoral Distribuição do Eleitorado por Município/Zona 25/07/ :21 1 1 74012 - ABATIÁ 82 3 24 6.078 360 69 0 0 Total 3 24 6.078 360 69 0 0 74039 - ADRIANÓPOLIS 48 5 23 4.931 771 32 0 0 Total 5 23 4.931 771 32 0 0 74055 - AGUDOS DO SUL 144 12 26 6.692 1.075 53 0 0 Total

Leia mais

JFPR SIM 311 AMPERE SERVIÇO DE REGISTRO DE IMÓVEIS SIM

JFPR SIM 311 AMPERE SERVIÇO DE REGISTRO DE IMÓVEIS SIM Concurso de Provas e Títulos para Outorga de Delegações Notariais e Registrais no Estado do Paraná 165 ALTO PARANA 08.569-6 SERVIÇO DE REGISTRO DE IMÓVEIS MS 29489 STF 295 ALTO PARANA 08.497-0 296 ALTO

Leia mais

PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO

PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO PLANO DIRETOR DE REGIONALIZAÇÃO JUNHO 2009 Proposta aprovada na CIB PR do dia 05/06/2009 Reunião c/ os municípios da 15ªRS e definir claramente os territórios das microrregiões e suas referências; Regiões

Leia mais

PRODUTO INTERNO BRUTO PER CAPITA

PRODUTO INTERNO BRUTO PER CAPITA Abatiá 8.676 9.556 15.667 Adrianópolis 16.041 20.620 16.506 Agudos do Sul 9.006 9.147 13.580 Almirante Tamandaré 7.459 8.137 10.036 Altamira do Paraná 10.362 12.069 14.702 Alto Paraíso 14.037 18.134 17.421

Leia mais

ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO

ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO ELABORAÇÃO ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO ANTONIO CARLOS CORDEIRO DA SILVA EQUIPE TÉCNICA ARIETE DE FREITAS ROSA MARIA BRUNETTI APOIO TÉCNICO ANDRÉIA PUSTILNICK LIDIA RIBEIRO DO NASCIMENTO REPROGRAFIA SERGIO

Leia mais

Rebanho bovino e bufalino por município do Paraná (dados obtidos na campanha de vacinação de novembro de 2013)

Rebanho bovino e bufalino por município do Paraná (dados obtidos na campanha de vacinação de novembro de 2013) Apucarana Apucarana Apucarana 19.962 7 19.969 California Apucarana Apucarana 8.460 5 8.465 Marilandia do Sul Apucarana Apucarana 9.428 1 9.429 Maua da Serra Apucarana Apucarana 2.479 81 2.560 Novo Itacolomi

Leia mais

PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA

PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA PARANÁ ABATIA ADRIANOPOLIS AGUDOS DO SUL ALTAMIRA DO PARANA VILA ALTA ALTO PARANA ALTO PIQUIRI ALTONIA AMAPORA AMPERE ANAHY ANDIRA ANGULO ANTONINA ANTONIO OLINTO APUCARANA ARAPONGAS ARAPOTI ARARUNA ARAUCARIA

Leia mais

ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES

ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES ESTABELECIMENTOS HOSPITALARES UF MUNICIPIO CNES NOME APUCARANA 2439263 HNSG HOSPITAL OVIDENCIA MATERNO INFANTIL APUCARANA 2439360 HNSG HOSPITAL DA OVIDENCIA ARAPONGAS 2576198 IRMANDADE SANTA CASA DE ARAPONGAS

Leia mais

MAPA DE COBERTURA RPC TV

MAPA DE COBERTURA RPC TV RESUMO Exibidora N.º de municípios 366 População 10.310.798 DTVs 3.249.482 Telespectadores potenciais 10.065.479 IPC % 6,059 Cascavel 36 800.212 258.997 783.046 0,465 Curitiba 36 3.567.059 1.122.586 3.499.330

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde Curso de Medicina Veterinária Rafael Bernardon TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (T.C.C.) CURITIBA 2007 APRESENTAÇÃO Este Trabalho

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DO ESPORTE - PARANÁ ESPORTE - JUSTIÇA DESPORTIVA 54º JOGOS ABERTOS DO PARANÁ FASE FINAL - TOLEDO TERMO DE DECISÃO O TRIBUNAL ESPECIAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA, por ocasião

Leia mais

DATA DE SAÍDA DOS ÔNIBUS DIA 10 DE MAIO

DATA DE SAÍDA DOS ÔNIBUS DIA 10 DE MAIO ROTA 01 PARANAGUÁ 01 ÔNIBUS Paranaguá Catedral, Rua Professor Cleto, 163 Morretes Ponto de ônibus trevo BR 277 (Duarte) Araucária Posto José Luiz, ao lado Sec. Obras e Transp., Rod. do Xisto, Km 24 Lapa

Leia mais

% Cota de gênero no Diretório. % Cota étnica no Diretório

% Cota de gênero no Diretório. % Cota étnica no Diretório UF MUNICÍPIO DE FILIAÇÃO Quórum de Apuração Número de vagas em disputa do diretório % Cota de gênero no Diretório % Cota étnica no Diretório % Cota de Juventude no Diretório Número de vagas em disputa

Leia mais

Relação de Municípios e Respectivos Núcleos Regionais e Unidades Veterinárias da SEAB

Relação de Municípios e Respectivos Núcleos Regionais e Unidades Veterinárias da SEAB SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO E DEFESA AGROPECUÁRIA - DEFIS DIVISÃO DE DEFESA SANITÁRIA ANINAL - DDSA ÁREA DE SANIDADE AVÍCOLA - ASA Relação de Municípios

Leia mais

Paraná é o Estado com o maior número de salas de situação da dengue

Paraná é o Estado com o maior número de salas de situação da dengue Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Saúde (SESA) Superintendência de Vigilância em Saúde Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA DENGUE, CHIKUNGUNYA e ZIKA VÍRUS NO PARANÁ 2015/2016 Informe

Leia mais

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS)

FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE UNIÃO DA VITÓRIA FAFI (09 PROJETOS APROVADOS) Municípios onde acontecem as atividades do Programa de Extensão Universidade Sem Fronteiras, relacionados às respectivas Instituições proponentes dos projetos aprovados FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA,

Leia mais

No 2 turno, a emissora geradora será a Rádio Banda B AM, Frequência 550 MHz.

No 2 turno, a emissora geradora será a Rádio Banda B AM, Frequência 550 MHz. Prezado (a) radiodifusor (a) Informamos que a partir do dia 19 de agosto de 2014, iniciará a veiculação da Propaganda Eleitoral Gratuita, no rádio e na televisão, conforme previsto na Lei nº 9.504/97,

Leia mais

FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013

FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013 FROTA DE VEÍCULOS LICENCIADOS NO ESTADO DO PARANÁ POR MUNICÍPIO NO ANO DE 2013 MUNICÍPIO ABATIA 1.980 ADRIANOPOLIS 1.255 AGUDOS DO SUL 2.376 ALMIRANTE TAMANDARE 27.168 ALTAMIRA DO PARANA 783 ALTO PARAISO

Leia mais

MUNICÍOPIOS - ORDEM ALFABÉTICA

MUNICÍOPIOS - ORDEM ALFABÉTICA MUNICÍOPIOS - ORDEM ALFABÉTICA MUNICÍPIO POPULAÇÃO REGIONAIS MACRO Abatiá 7764 18ª RS C.PROCÓPIO LONDRINA/NORTE Adrianópolis 6376 18ª RS C.PROCÓPIO LONDRINA/NORTE Agudos do Sul 8270 2ª RS METROPOLITANNA

Leia mais

PERCENTUAL DE FAMÍLIAS TOTALMENTE ACOMPANHADAS NAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE BOLSA FAMÍLIA 2012-2014

PERCENTUAL DE FAMÍLIAS TOTALMENTE ACOMPANHADAS NAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE BOLSA FAMÍLIA 2012-2014 Fonte: Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS. Nota: Verde Melhor em relação à média do Estado / Vermelho Pior em relação à média do Estado. Abatiá 100,00 97,03 97,33 Adrianópolis 98,44

Leia mais

Análise da Pesquisa DataFolha 2015 encomendada pela CBSK - Confederação Brasileira de Skate, sobre o Skate no Brasil.

Análise da Pesquisa DataFolha 2015 encomendada pela CBSK - Confederação Brasileira de Skate, sobre o Skate no Brasil. Análise da Pesquisa DataFolha 2015 encomendada pela CBSK - Confederação Brasileira de Skate, sobre o Skate no Brasil. - Estimativa de Praticantes de Skate no Paraná Curitiba 2016 OBJETIVO Utilizar os dados

Leia mais

Situação do Relatório Anual de Gestão/2013 - SARGSUS

Situação do Relatório Anual de Gestão/2013 - SARGSUS Estado: PARANA Região : 1ª RS Paranaguá ANTONINA GUARAQUECABA GUARATUBA MATINHOS MORRETES PARANAGUA PONTAL DO PARANA PMS - 2014 PAS - 2014 Relatorio Gerencial Relatório Anual de Gestão Municipal - 2012/2013

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ COMISSÃO DE CONCURSO DO FORO EXTRAJUDICIAL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ COMISSÃO DE CONCURSO DO FORO EXTRAJUDICIAL ATA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA DE SORTEIO VOLTADA A DEFINIÇÃO DOS SERVIÇOS DESTINADOS AOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS, CONFORME EDITAL DE CONCURSO Nº 01/2014 (ITEM 2.1.4). Aos onze dias do mês de fevereiro

Leia mais

População Analfabeta Residente com 15 anos e mais

População Analfabeta Residente com 15 anos e mais SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DA DIVERSIDADE COORDENAÇÃO DE ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS, ADULTOS E IDOSOS PROGRAMA PARANÁ ALFABETIZADO ÍNDICES DE ANALFABETISMOS

Leia mais

01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE

01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE www.ipardes.gov.br 01 - REGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE Alto Paraíso (1) Alto Paraná Alto Piquiri Altônia Amaporã Brasilândia do Sul Cafezal do Sul Cianorte Cidade Gaúcha Cruzeiro do Oeste Cruzeiro

Leia mais

SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015 Semana 31/2014 a 07/2015 Atualizado em 23/02/2015 às 17h

SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015 Semana 31/2014 a 07/2015 Atualizado em 23/02/2015 às 17h Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Saúde (SESA) Superintendência de Vigilância em Saúde Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA DENGUE NO PARANÁ 2014/2015 Informe técnico 09 Período 2014/2015

Leia mais

01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE

01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE www.ipardes.gov.br 01 - MESORREGIÃO GEOGRÁFICA NOROESTE PARANAENSE 01 - Microrregião Geográfica Paranavaí Alto Paraná Amaporã Cruzeiro do Sul Diamante do Norte Guairaçá Inajá Itaúna do Sul Jardim Olinda

Leia mais

TRIBUNAL DE RECURSOS

TRIBUNAL DE RECURSOS PAUTA DE JULGAMENTOS - TRIBUNAL DE RECURSOS - 2011 TRIBUNAL DE RECURSOS N.º DATA HORA COMP CIDADE DESCRIÇÃO PROCESSO JULGADO 001 30/09 21h30 JOJUPS MANGUEIRINHA 002 30/09 20h00 JOJUPS SÃO JOSE DOS PINHAIS

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 096/2000-CEPE/UNICENTRO

R E S O L U Ç Ã O Nº 096/2000-CEPE/UNICENTRO R E S O L U Ç Ã O Nº 096/2000-CEPE/UNICENTRO Aprova o Projeto de Qualificação para o desenvolvimento do Associativismo e Cooperativismo e ficam convalidadas as etapas já realizadas. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

Secretaria Municipal de Assistência Social - Joinville PR Secretaria de Estado da Família

Secretaria Municipal de Assistência Social - Joinville PR Secretaria de Estado da Família Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil no Território Brasileiro RELATÓRIO DE MONITORAMENTO REGIONAL NOTA: A elaboração deste relatório deve seguir

Leia mais

CIDADE ENDEREÇO OFICINAS DATA HORÁRIO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO

CIDADE ENDEREÇO OFICINAS DATA HORÁRIO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO ALTÔNIA AV. SETE DE SETEMBRO, Nº 717 - PREFEITURA Telefone: (44) 3659-8150 SEI PLANEJAR 13/04/2015 19h30 às 22h30 CENTRO CULTURAL DE AL- VORADA DO SUL - PÇ. PREF. ALVORADA DO SUL ANTONIO DE SOUZA LEMOS

Leia mais

O SECRETARIO DE ESTADO DA SAUDE

O SECRETARIO DE ESTADO DA SAUDE RESOLUÇÃO SESA Nº 177/2015 (Publicada no Diário Oficial do Estado nº 9452, de 15/05/15) Autoriza o repasse do Fundo Estadual de Saúde para os Fundos Municipais de Saúde, destinado ao Incentivo Financeiro

Leia mais

ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS

ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS ANEXO TABELAS, QUADROS E MAPAS 72 TABELA A.1.1 - DISTRIBUIÇÃO DOS OCUPADOS DE 10 A 13 ANOS POR SETORES E RELAÇÃO DE SUA ATIVIDADE COM A DO PAI OU RESPONSÁVEL, SEGUNDO SETOR - 2000 ATIVIDADE IGUAL À DO

Leia mais

Synergismus scyentifica UTFPR, Pato Branco, 01 (1,2,3,4) :

Synergismus scyentifica UTFPR, Pato Branco, 01 (1,2,3,4) : 524 ESTIMATIVAS DO CRESCIMENTO POPULACIONAL E DA DENSIDADE DEMOGRÁFICA DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ NO PERÍODO 2000-2005 José Donizetti De Lima 1 & Neri França Fornari Bocchese 2 (1) Licenciado em Matemática,

Leia mais

ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS

ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Distribuição dos Municípios Paranaenses entre os Núcleos Regionais de Educação e SINEPEs São abaixo apresentadas as jurisdições dos Núcleos Regionais de Educação e SINEPEs aos quais pertencem cada um dos

Leia mais

SERVIÇO DE REFERÊNCIA EM TRIAGEM NEONATAL DO PARANÁ/ FEPE

SERVIÇO DE REFERÊNCIA EM TRIAGEM NEONATAL DO PARANÁ/ FEPE SERVIÇO DE REFERÊNCIA EM TRIAGEM NEONATAL DO PARANÁ/ FEPE Instituições credenciadas para a Coleta do Teste do Pezinho CIDADE NOME DA INSTITUIÇÃO ANAHY SS ANAHY ANAHY DE ANAHY ARAPUA SS ARAPUA ARAPUA DE

Leia mais

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 108/10, DE 1/6/2010. Solicitamos considerar a seguinte inclusão no Anexo I do Aviso em referência: REGIÃO 1

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 108/10, DE 1/6/2010. Solicitamos considerar a seguinte inclusão no Anexo I do Aviso em referência: REGIÃO 1 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA

Leia mais

Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014

Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014 Campanha de Vendas SuperAção Cresol 2014 1. PERÍODO A campanha SuperAção Cresol 2014 será realizada no período de 01/03/2014 a 31/12/2014. 2. OBJETIVO DA CAMPANHA Esta campanha busca aumentar o volume

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA EDITAL 015/2014 REFERENTE À RETIFICAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE ALUNOS PARA OS CURSOS TÉCNICOS EM AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

Leia mais

EDITAL DE MATRÍCULA - VAGAS REMANESCENTES - ANEXO I - 04/03/2016

EDITAL DE MATRÍCULA - VAGAS REMANESCENTES - ANEXO I - 04/03/2016 EDITAL DE MATRÍCULA - VAGAS REMANESCENTES - ANEXO I - 04/03/2016 PROGRAMA -> HOSPITAL VAGAS ANESTESIOLOGIA 7 HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS - SESAB 2 HOSPITAL MUNICIPAL DR. ESAÚ MATOS 2 ANGIORRADIOLOGIA

Leia mais

PARANÁ. Paraná. xxxxx

PARANÁ. Paraná. xxxxx PARANÁ Paraná xxxxx O círculo virtuoso do desenvolvimento ano I 3º Balanço 2011/2014 Apresentação Lançado em 2011 com o objetivo de dar continuidade ao programa que acelerou o crescimento do Brasil, resgatou

Leia mais

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h

SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h Governo do Estado do Paraná (SESA) Sala de Situação em Saúde SITUAÇÃO DA GRIPE A (H1N1) NO PARANÁ - 2012 BOLETIM INFORMATIVO - 03/2012 Atualizado em 02/07/2012 às 18h A informa que o Paraná teve 381 casos

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ CASA MILITAR COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL

ESTADO DO PARANÁ CASA MILITAR COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL 1 ESTADO DO PARANÁ CASA MILITAR COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL LOCAIS DE DESTINAÇÃO DE DOAÇÃO NAS PREFEITURAS DOS MUNICÍPIOS AFETADOS E NOS CORPOS DE BOMBEIROS LOCAIS E REGIONAIS Com o objetivo

Leia mais

OUVIDORIA GERAL DA SAÚDE SESA/PR OUVIDORIA ESTADUAL DO SUS PROPOSTAS PARA AGENDA POSITIVA DA OUVIDORIA SESA/PR

OUVIDORIA GERAL DA SAÚDE SESA/PR OUVIDORIA ESTADUAL DO SUS PROPOSTAS PARA AGENDA POSITIVA DA OUVIDORIA SESA/PR OUVIDORIA GERAL DA SAÚDE SESA/PR OUVIDORIA ESTADUAL DO SUS PROPOSTAS PARA AGENDA POSITIVA DA OUVIDORIA SESA/PR 2013 Proposta de Agenda Positiva do Paraná para Ouvidoria de Saúde Como resposta ao persistente

Leia mais

Boletim Oficial n : 13 - De: 20/11/2010 até: 28/11/2010

Boletim Oficial n : 13 - De: 20/11/2010 até: 28/11/2010 PREFEITURA DE FOZ DO IGUAÇU - SECRETARIA DE E LAZER 24º JOGOS DA JUVENTUDE DO PARANÁ - FASE FINAL 19 A 28/11/10 BASQUETEBOL PONTA GROSSA 66 CAMPO MOURÃO 46 20x09-14x18-21x05-11x14 F A TOLEDO 44 MEDIANEIRA

Leia mais

ANEXO I. 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas vagas em Programas já existentes, pendentes de autorização da CNRM.

ANEXO I. 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas vagas em Programas já existentes, pendentes de autorização da CNRM. ANEXO I QUADRO DE 1- Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas às Forças Armadas 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas vagas em Programas já existentes,

Leia mais

ANEXO I. QUADRO DE VAGAS - Atualizado em 23/11/ Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas às Forças Armadas

ANEXO I. QUADRO DE VAGAS - Atualizado em 23/11/ Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas às Forças Armadas ANEXO I QUADRO DE - Atualizado em 23/11/2015 1- Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas às Forças Armadas 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas

Leia mais

2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1

2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM. SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1 2009-2012 MEIOS DE HOSPEDAGEM SETU/Dados e Estudos Turísticos - Meios de Hospedagem do Paraná 1 Governador do Estado Carlos Alberto Richa Secretário de Estado do Turismo Jackson Pitombo Diretora Presidente

Leia mais

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1

PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS MUNICÍPIOS DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1 PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO TOTAL DOS S DO PARANÁ PARA O PERÍODO 2016-2030 - ALGUNS RESULTADOS 1 A projeção da população dos municípios do Paraná disponibilizada pelo IPARDES em sua base de dados (BDEweb) 2

Leia mais

PARANÁ. Tipo de Serviço. Dias de Funcionamento

PARANÁ. Tipo de Serviço. Dias de Funcionamento PR CORREIOS AC ABATIA RUA ELOI PEREIRA, 118 CENTRO ABATIA ABATIA OI Fixo, OI Móvel Segunda a Sexta 09:00-12:00 / 13:30-16:30 PR CORREIOS AC ADRIANÓPOLIS RUA FRANCA MARTINS, 09 CENTRO ADRIANÓPOLIS ADRIANOPOLIS

Leia mais

ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ

ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ 2 ANEL DE INTEGRAÇÃO PEDÁGIOS DO PARANÁ O papel da FAEP é defender ações que promovam o desenvolvimento do agronegócio, dentro

Leia mais

Anexo I. Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS

Anexo I. Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS Anexo I Quadro de vagas por Hospital / Especialidades COD.101 - CLÍNICA MÉDICA AREAS BÁSICAS 1 Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus (UNOESTE) 3 2 Conjunto Hospitalar do Mandaqui

Leia mais

A CURITIBA ESP 011/08, 003/ I BALSA NOVA PINHAIS - 011/08, 003/11, 028/11 ARAUCARIA - 011/08, 003/11

A CURITIBA ESP 011/08, 003/ I BALSA NOVA PINHAIS - 011/08, 003/11, 028/11 ARAUCARIA - 011/08, 003/11 01 0101-1 A 101 - CURITIBA 7535-3 ESP 011/08 02 0201-2 I 111 - ADRIANOPOLIS 7403-9 COLOMBO - 011/08, 003/11 02 0202-5 I 121 - AGUDOS DO SUL 7405-5 PINHAIS - 011/08, 003/11, 028/11 02 0203-6 I 102 - ALMIRANTE

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS GABINETE DA SECRETÁRIA RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU

SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS GABINETE DA SECRETÁRIA RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU RESOLUÇÃO Nº 436/2014 - GS/SEJU A SECRETÁRIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS, no uso das atribuições que lhe conferem o artigo 45, inciso XIV da Lei nº 8.485, de 03 de junho de 1987

Leia mais

REDE HOSPITALAR. São Paulo

REDE HOSPITALAR. São Paulo REDE HOSPITALAR São Paulo ACESSE O PORTAL DE SERVIÇOS ON-LINE A partir de agora as Unimeds conseguirão fazer uma nova busca no Portal de Serviços On-line: identificar em qual prestador das redes das filiais

Leia mais

Anexo II Vagas para eleição geral - nivel técnico. Regional Apucarana NÍVEL TÉCNICO. Regional Cascavel NÍVEL TÉCNICO TECNICO EM ELETRONICA

Anexo II Vagas para eleição geral - nivel técnico. Regional Apucarana NÍVEL TÉCNICO. Regional Cascavel NÍVEL TÉCNICO TECNICO EM ELETRONICA Anexo II Vagas para eleição geral - nivel técnico Regional Apucarana REGIONAL CIDADE INSTITUIÇÃO DE ENSINO CURSO MODALIDADE Apucara na APUCARANA COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL MANOEL RIBAS - ENSINO FUNDAMENTAL

Leia mais

URGÊNCIAS CARDIOLOGICAS

URGÊNCIAS CARDIOLOGICAS URGÊNCIAS CARDIOLOGICAS HOSPITAL JAYME DA FONTE RUA DAS PERNAMBUCANAS, 167 GRAÇAS. FONE: 3416-0000/ 0031 UNICORDIS AVENIDA AGAMENON MAGALHAES, 3621 TORREÃO. FONE: 2121-5252 HOSPITAL ESPERANÇA DE OLINDA

Leia mais

Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS

Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS A Beneficência Portuguesa de São Paulo e a Casa de Portugal tem a mesma origem e cooperam entre si há mais de 80 anos.

Leia mais

ESTUDO LOGÍSTICO SOBRE A CAPACIDADE DE ESTOCAGEM DE SOJE EM QUATRO MICRORREGIÕES NO ESTADO DO PARANÁ

ESTUDO LOGÍSTICO SOBRE A CAPACIDADE DE ESTOCAGEM DE SOJE EM QUATRO MICRORREGIÕES NO ESTADO DO PARANÁ XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Maturidade e desafios da Engenharia de Produção: competitividade das empresas, condições de trabalho, meio ambiente. São Carlos, SP, Brasil, 12 a15 de outubro

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 097/2000-CEPE/UNICENTRO

R E S O L U Ç Ã O Nº 097/2000-CEPE/UNICENTRO R E S O L U Ç Ã O Nº 097/2000-CEPE/UNICENTRO Aprova o Projeto de Qualificação e Requalificação de Servidores Públicos. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o Conselho

Leia mais

Pacto de Gestão do SUS. Pacto pela Vida. Pacto em Defesa do SUS

Pacto de Gestão do SUS. Pacto pela Vida. Pacto em Defesa do SUS Pacto de Gestão do SUS Pacto pela Vida Pacto em Defesa do SUS PACTO PELA SAÚDE Conjunto de reformas institucionais do SUS. Pacto entre União, Estados e Municípios. Objetivo - promover inovações nos processos

Leia mais

SulAmérica Saúde. Rede Referenciada 557 / PME AMB HOSP C OBST ADAPTADO / CLASSICO SC - FLORIANOPOLIS. Saúde. sulamerica.com.br

SulAmérica Saúde. Rede Referenciada 557 / PME AMB HOSP C OBST ADAPTADO / CLASSICO SC - FLORIANOPOLIS. Saúde. sulamerica.com.br SulAmérica Saúde Rede Referenciada 557 / PME AMB HOSP C OBST ADAPTA / CLASSICO SC - FLORIANOPOLIS Saúde Este documento foi gerado eletronicamente através do site sulamerica.com.br/saudeonline na data 26/04/2015

Leia mais

Ofício Circular nº 11/2013-CGMP Curitiba, 11 de abril de 2013. Senhor(a) Promotor(a), Senhor (a) Servidor(a):

Ofício Circular nº 11/2013-CGMP Curitiba, 11 de abril de 2013. Senhor(a) Promotor(a), Senhor (a) Servidor(a): Ofício Circular nº 11/2013-CGMP Curitiba, 11 de abril de 2013. Senhor(a) Promotor(a), Senhor (a) Servidor(a): Já próximo da data limite, mesmo considerada a ampliação de prazo determinada pela Comissão

Leia mais

Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba

Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba SISTEMA INTEGRADO DE TRANSPORTE METROPOLITANO EMPRESA : ARAUCÁRIA H01 CTBA / ARAUCÁRIA Troncal 3,70 Araucária H02 ARAUCÁRIA / C. RASO Linha Direta 3,70 Araucária

Leia mais

CIDADE ENDEREÇO OFICINAS DATA HORÁRIO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO

CIDADE ENDEREÇO OFICINAS DATA HORÁRIO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO SEI CONTROLAR MEU DINHEIRO ALTÔNIA AV. SETE DE SETEMBRO, Nº 717 - PREFEITURA Telefone: (44) 3659-8150 SEI PLANEJAR 13/04/2015 19h30 às 22h30 CULTURAL DE AL- VORADA DO SUL - PÇ. PREF. ALVORADA DO SUL ANTONIO DE SOUZA LEMOS Telefone:

Leia mais

2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM

2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM 2009-2011 MEIOS DE HOSPEDAGEM Governador do Estado Carlos Alberto Richa Secretário de Estado do Turismo Faisal Saleh Diretor Presidente da Paraná Turismo Marcos Venício Alves Meyer Aeroporto Afondo Pena

Leia mais

REDE DE AVALIAÇÃO E CAPACITAÇÃO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DOS PLANOS DIRETORES PARTICIPATIVOS. Secretaria Nacional de Programas Urbanos

REDE DE AVALIAÇÃO E CAPACITAÇÃO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DOS PLANOS DIRETORES PARTICIPATIVOS. Secretaria Nacional de Programas Urbanos REDE DE AVALIAÇÃO E CAPACITAÇÃO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DOS PLANOS DIRETORES PARTICIPATIVOS OBJETIVOS DA REDE Mobilizar atores sociais e pesquisadores para avaliação dos Planos Diretores Participativos elaborados,

Leia mais

COD LINHA TARIFA CATEGORIA / PONTO DE REFERÊNCIA MUNICÍPIO(S) EMPRESA(S) Agudos do Sul

COD LINHA TARIFA CATEGORIA / PONTO DE REFERÊNCIA MUNICÍPIO(S) EMPRESA(S) Agudos do Sul COD LINHA TARIFA CATEGORIA / PONTO DE REFERÊNCIA MUNICÍPIO(S) EMPRESA(S) Agudos do Sul I21 FAZENDA RIO GRANDE AGUDOS SUL 6,50 Intercidades Fazenda Rio Grande (Centro) Agudos do Sul / Fazenda São Bento

Leia mais

CONSULTE A PROGRAMAÇÃO DA 8ª SEMANA MEI 2016

CONSULTE A PROGRAMAÇÃO DA 8ª SEMANA MEI 2016 CONSULTE A PROGRAMAÇÃO DA 8ª SEMANA MEI 2016 Oficinas e Palestras Consultorias (Especialista em pequenos negócios) Orientações Facebook e YouTube (ao vivo) REGIONAL CENTRO CONSULTORIAS PONTA GROSSA 9h

Leia mais

LEILÃO Nº 011/ RECICLAGEM

LEILÃO Nº 011/ RECICLAGEM ESTADO DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE TRANSITO Comissão de Leilão Portaria n.º 614/2016 DG LEILÃO Nº 011/2016 - RECICLAGEM O Departamento de Trânsito do Paraná DETRAN/PR, pessoa jurídica de direito público,

Leia mais

CONTRATO DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA COLETIVO EMPRESARIAL PLANO AVANÇADO ANS 421.312/99-2 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATADA

CONTRATO DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA COLETIVO EMPRESARIAL PLANO AVANÇADO ANS 421.312/99-2 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATADA 1 Contrato nº ---- CONTRATO DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA COLETIVO EMPRESARIAL PLANO AVANÇADO ANS 421.312/99-2 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATADA UNIODONTO DE CURITIBA Cooperativa Odontológica ( UNIODONTO DE CURITIBA,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA RESULTADO FINAL DA CHAMADA PÚBLICA Nº 001/2014 DE SELEÇÃO PARA A ABERTURA DE POLOS DE APOIO PRESENCIAL DA REDE E-TEC

Leia mais

SulAmérica Saúde. Rede Referenciada 547 / PME AMB. HOSP. COM OBST. / BASICO SP - CACAPAVA. Saúde. sulamerica.com.br

SulAmérica Saúde. Rede Referenciada 547 / PME AMB. HOSP. COM OBST. / BASICO SP - CACAPAVA. Saúde. sulamerica.com.br SulAmérica Saúde Rede Referenciada 547 / PME AMB. HOSP. COM OBST. / BASICO SP - CACAPAVA Saúde Este documento foi gerado eletronicamente através do site sulamerica.com.br/saudeonline na data 19/03/2014

Leia mais