Banco Itaú. Demonstrações Contábeis Consolidadas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Banco Itaú. Demonstrações Contábeis Consolidadas"

Transcrição

1 Banco Itaú Demonstrações Contábeis Consolidadas

2 Informações sobre os Resultados de 2000 O Conselho de Administração do Banco Itaú S.A. aprovou, em 19/02/2001, o Relatório da Administração e as Demonstrações Contábeis relativos ao exercício de Destacamos os fatos significativos do período. 1 O Banco Itaú obteve lucro líquido consolidado de R$ milhões no ano, com rentabilidade de 27,7% sobre o patrimônio líquido consolidado. O lucro líquido recorrente de R$ milhões cresceu 26,3% no ano. 2 A ação preferencial do Itaú fechou o ano cotada a R$ 185,00 e lucro líquido recorrente consolidado de R$16,33 por lote de mil ações. Essa ação apresentou valorização de 19,4% contra desvalorização de 10,7% obtida pelo índice Bovespa e acumulou valorização média de IGPM + 53% a.a. e US$ + 55% a.a. ao longo da década ( ). A capitalização de mercado do Itaú totalizou R$ milhões (US$ milhões), mantendose como a maior dentre todos os bancos latinoamericanos. 3 O patrimônio líquido consolidado de R$ milhões evoluiu 12,5% no ano. O capital de giro próprio de R$ milhões e o coeficiente de solvabilidade de 14,4% evidenciam a solidez financeira do Itaú. 4 A carteira consolidada de empréstimos, leasing, adiantamentos e fianças totalizou R$ milhões, crescendo 36,2% no ano. As carteiras livres de pessoa física e de pessoa jurídica evoluíram 65,9% e 23,0%, respectivamente. 5 Ao final do ano, o Itaú alcançou R$ milhões em recursos consolidados próprios livres somados aos captados e administrados, com crescimento de 32,1% no ano. Deste total, R$ milhões eram representados por fundos de investimento 6 O Banco Itaú adquiriu, em leilão realizado em 17/10/00, 88,04% das ações do capital total do Banco do Estado do Paraná S.A., por R$ milhões. Com essa aquisição, o Grupo Itaú passa a deter a maior participação de mercado no Paraná, consolidando sua liderança em 3 dos 5 maiores estados brasileiros. 7 Em 12 de junho de 2000, o Banco Itaú estabeleceu aliança estratégica com a America Online Latin America, Inc. (AOLA) e sua subsidiária América Online Brasil Ltda. (AOL Brasil). Ao confiar à AOL Brasil o provimento da melhor tecnologia e conteúdo a seus clientes, o Itaú continuará mantendo seu foco nos serviços financeiros e em sua política de geração de valor para os acionistas. 8 O Itaú concluiu os entendimentos com a Caja de Ahorros y Pensiones de Barcelona ("la Caixa") para sua participação no capital do Banco Itaú, com o percentual de 3%, tendo o direito de indicar um membro do Comitê Consultivo Internacional, um Diretor Gerente e um membro do Conselho de Administração. A parceria com a "la Caixa" deverá agora se estender pela colaboração mútua em áreas de banco de investimento, especialmente no que diz respeito ao fluxo de capitais entre Brasil e Península Ibérica. 9 O Itaú continuou recebendo, em 2000, diversos reconhecimentos públicos. Entre eles, foi considerado o Melhor Banco na América Latina pelas revistas Euromoney e América Economia e Melhor Banco Brasileiro pela revista The Banker. O Itaú também foi a primeira empresa brasileira a receber da Moody's a classificação "Aaa.br", a mais alta de sua escala, no conceito de rating nacional, reafirmandose como instituição de extrema segurança e confiabilidade no mercado. 2 D e z e m b r o B a n c o I t a ú

3 Informações sobre os Resultados de O Banco Itaú e as empresas controladas contavam com funcionários, ao final de A remuneração do pessoal (fixa, variável e participação nos resultados) somada aos seus encargos e benefícios totalizou R$ milhões. A parcela variável (participação nos lucros, comissões, premiações etc.) atingiu o valor de R$ 137 milhões paga diretamente aos funcionários. A remuneração e encargos médios mensais por funcionário foi de R$ 4 mil no ano. 11 Neste exercício foi constituída a Fundação Itaú Social, com patrimônio de R$ 170 milhões que garantirá, com sua geração de recursos, o apoio a programas na área social. Em 2000, o Itaú investiu R$ 11 milhões nessa área. No campo cultural, o Instituto Itaú Cultural está cada vez mais se consolidando como instituição de referência na produção e divulgação de informações culturais traduzidas em produtos, programações e manifestações artísticas. Em 2000, mais de 200 mil pessoas participaram das diversas atividades do Itaú Cultural. Esses dados destacam os resultados de 2000 e refletem o apoio e estímulo de nossos clientes e acionistas, e o dedicado empenho de nossos funcionários. O Relatório da Administração e as Demonstrações Contábeis em forma completa serão publicados nos jornais "Gazeta Mercantil" e "Diário Oficial do Estado de São Paulo", edição de 22 de fevereiro de 2001 e já se encontram disponíveis no site do Itaú na Internet (www.itau.com.br). São Paulo, 20 de fevereiro de Olavo Egydio Setubal Presidente do Conselho de Administração B a n c o I t a ú D e z e m b r o

4 Relatório da Administração de 2000 Senhores Acionistas: Apresentamos o Relatório da Administração e as demonstrações contábeis do Banco Itaú S.A. e de suas controladas, relativos ao exercício de 2000 que seguem os dispositivos estabelecidos pelo Banco Central do Brasil (Bacen) e pela Comissão de Valores Mobiliários. Ambiente Econômico Em 2000, a economia brasileira conseguiu um equilíbrio, sem qualquer artificialismo, entre as políticas monetárias, cambial e fiscal, o melhor registrado nos últimos 40 anos. O superávit fiscal primário consolidado do setor público alcançou R$ 38,2 bilhões, ultrapassando o piso acordado com o FMI. A lei de Responsabilidade Fiscal aumentou a contribuição dos estados, municípios e empresas estatais para a obtenção desse resultado. A situação fiscal permitiu que a taxa de juro básica caísse de 19,0% em dezembro/99 para 15,25% no início de Nesse quadro, o PIB cresceu 4,2% e a retomada da economia reduziu o nível de desemprego a 7,1%, o menor nível médio dos últimos três anos. A inflação (IPCA) acumulou 6,0% no ano, exatamente a meta estabelecida no acordo com o FMI, inferior à de 1999 (8,9%). A viabilidade de manutenção destas políticas torna bastante factível o crescimento sustentável para os próximos anos. Eventos Relevantes do Período Aquisição do Banco do Estado do Paraná O Banco Itaú adquiriu, com recursos próprios, em leilão realizado em 17/10/00, na Bolsa de Valores do Estado do Paraná, 88,04% das ações do capital total do Banco do Estado do Paraná S.A., pagando R$ milhões. A participação adquirida inclui empresas das áreas de seguros, administração de recursos, cartões de crédito e capitalização, controladas direta ou indiretamente pelo. Com o câmbio flutuando livremente, a balança comercial teve déficit de US$ 0,7 bilhão, contra deficit de US$ 1,2 bilhão em 1999 (exportações de US$ 55,1 bilhões e importações de US$ 55,8 bilhões). Os investimentos diretos estrangeiros mantiveramse no nível recorde de US$ 30,0 bilhões, sendo suficientes para financiar o deficit em conta corrente. O Grupo Itaú passa a deter a maior participação de mercado no Paraná, consolidando sua liderança em 3 dos 5 maiores estados brasileiros. O Estado do Paraná tem 9,1 milhões de habitantes, detém o 5º maior PIB do País (US$ 36,4 bilhões em 1999) e apresenta taxas de crescimento significativas. A folha de pagamento dos 183 mil funcionários públicos no Estado do Paraná permanecerá vinculada ao por cinco anos, o que tornou a aquisição mais um importante passo do Itaú na consolidação de sua posição como banco de varejo. 4 D e z e m b r o B a n c o I t a ú

5 Relatório da Administração de 2000 Dados no Estado do Paraná Dezembro/2000 R$ Milhões Itaú no Estado do Paraná Itaú + Aplicações Empréstimos Pessoa Jurídica Empréstimos Pessoa Física Recursos Depósitos à Vista Depósitos de Poupança Depósitos Judiciais Depósitos à Prazo Fixo Fundos de Investimento Dados físicos no Estado do Paraná Dezembro/2000 Itaú no Estado do Paraná Itaú + Agências PAB s Nº de contascorrentes Nº de contas de poupança A contribuição do para o resultado do Itaú deve ocorrer a partir de 2002, depois de realizados os investimentos para a necessária reestruturação do Banco. O Itaú prevê investir R$ 70 milhões, até dezembro de 2001, na adaptação das agências e da infraestrutura operacional. Aliança estratégica com a America Online Latin America (AOLA) Em 12 de junho de 2000, o Banco Itaú estabeleceu aliança estratégica com a America Online Latin America, Inc. (AOLA) e sua subsidiária América Online Brasil Ltda. (AOL Brasil), por meio da qual recebeu 12% do capital social da AOLA. O Itaú recebeu esta participação sem qualquer desembolso monetário, uma vez que simultaneamente o Itaú comprometeuse a ofertar o serviço Internet AOL a seus clientes. Em fevereiro de 2001, a AOLA anunciou que contava com mais de 550 mil assinantes na América Latina, apresentando crescimento de 75% em relação a setembro de A AOL, em nível mundial, detém a liderança de mercado, com mais de 27 milhões de assinantes. O Banco Itaú e a AOLA lançaram no início de 2001 um serviço conjunto e exclusivo para os clientes do Itaú no país, que oferece acesso a serviços bancários online, um canal financeiro customizado e um pacote completo de recursos exclusivos da AOL Brasil, além do acesso gratuito dos assinantes ao serviço de atendimento ao consumidor, prestado por atendentes exclusivos, 24 horas por dia, sete dias por semana. A expectativa é que cerca de 300 mil clientes venham aderir ao serviço ao longo de 2001, sendo que cerca de 50 mil já tornaramse usuários até este momento. Ao confiar à AOL Brasil o provimento da melhor tecnologia e conteúdo a seus clientes, o Itaú B a n c o I t a ú D e z e m b r o

6 Relatório da Administração de 2000 continuará mantendo seu foco nos serviços financeiros, sempre buscando as melhores parcerias para fortalecer sua política de geração de valor para os acionistas. Parceria com "la Caixa" Em 1º de agosto de 2000, o Itaú concluiu os entendimentos com a Caja de Ahorros y Pensiones de Barcelona ("la Caixa") para sua participação no capital do Banco Itaú com o percentual de 1%, tendo o direito de indicar um membro do Comitê Consultivo Internacional e um Diretor Gerente. Essa participação foi ampliada para 3% em fevereiro de 2001, passando a "la Caixa" a ter o direito também de indicar um membro do Conselho de Administração. A "la Caixa", instituição com mais de 150 anos de atividade, ocupa hoje o primeiro lugar entre os savings banks europeus na classificação por lucro líquido, sendo o terceiro grupo financeiro espanhol, com ativos de US$ 80,3 bilhões, patrimônio líquido de US$ 5,6 bilhões e funcionários. Como instituição financeira é um dos líderes da Espanha, com uma participação de 10% no mercado e 36% na Região da Catalunha, seu mercado natural, com aproximadamente agências e pontos de autoatendimento. Possui relevantes participações de 4% do Deutsche Bank, 3,8% da Telefonica, 9,9% da RepsolYPF, 26,4% da Gas Natural, 5% da Endesa e 15% do Banco de Sabadell, além de 15% do Banco Português de Investimentos (BPI), onde o Grupo Itaú tem igual participação. A parceria com a "la Caixa", que se iniciou em torno das participações no BPI, deverá agora se estender através da colaboração mútua em áreas de banco de investimento, especialmente no que diz respeito ao fluxo de capitais entre Brasil e Península Ibérica. Lançamento do Código de Ética do Itaú O Itaú lançou seu Código de Ética, que terá, ao longo do ano de 2001, ampla divulgação aos públicos interno e externo, caracterizando publicamente seu compromisso com a ética e a legalidade. O Código de Ética reforça um dos pilares da cultura Itaú ao orientar as condutas profissional e pessoal a serem seguidas por todos os funcionários em seu relacionamento com os diversos públicos, como os demais funcionários da empresa, clientes, acionistas e fornecedores, entre outros. Reconhecimentos O Itaú tem recebido reconhecimentos que atestam o acerto de suas estratégias e o respeito que destina a todo o público. A seguir, os mais representativos: Melhor Banco Nacional na América Latina, Melhor Corretora de Valores Nacional no Brasil, e Melhor Banco Nacional no Brasil, este último pela terceira vez consecutiva, concedidos pela Revista Euromoney Melhor Banco Brasileiro, concedido pela revista The Banker 6 D e z e m b r o B a n c o I t a ú

7 Relatório da Administração de 2000 Melhor Banco na América Latina, concedido pela revista América Economia Prêmios Imagem Empresarial Estadual e Nacional, concedidos pelo jornal Gazeta Mercantil Empresas Mais Admiradas no Brasil 9º lugar na lista geral revista CartaCapital/InterScience Prêmio Maior Transparência, concedido pela Atlantic Rating pela terceira vez consecutiva, pela transparência dos demonstrativos contábeis Os Destaques do Mercado de Capitais, categoria Companhia Aberta, concedidos pela ABAMEC SP e ABAMEC Nacional, pelo atendimento a acionistas, investidores e analistas de investimentos Prêmios Qualidade e Prata, concedidos pela ABAMEC SP às apresentações do Itaú a analistas de mercado O Banco Itaú foi escolhido como integrante do Dow Jones Sustainability Group Index (DJSGI), com outras 236 empresas. O levantamento abrangeu mais de 2 mil empresas de 64 ramos industriais de 36 países. O DJSGI premia empresas cuja gestão integre a criação de valor econômico à atuação social e ambiental como forma de sustentabilidade no longo prazo. O Itaú foi a primeira empresa brasileira a receber da Moody's a classificação "Aaa.br", a mais alta de sua escala, no conceito de rating nacional, reafirmandose como instituição de extrema segurança e confiabilidade no mercado, caracterizandose como de risco mínimo. Resultados, Patrimônio Líquido e Capitalização de Mercado O Banco Itaú obteve no exercício lucro líquido consolidado de R$ milhões, com rentabilidade de 27,7% sobre o patrimônio líquido consolidado. O lucro líquido recorrente de R$ milhões apresentou crescimento de 26,3% sobre o obtido em 1999 (R$ milhões). O patrimônio líquido consolidado de R$ milhões evoluiu 12,5% sobre dezembro de 1999 enquanto o capital de giro próprio totalizou R$ milhões. Nos três últimos exercícios, mesmo diante de cenários macroeconômicos bastante diversos, o Itaú manteve sua rentabilidade em níveis elevados, com a média de 27%. O lucro líquido recorrente consolidado por lote de mil ações do capital social foi de R$ 16,66, com crescimento de 29,4%, enquanto o valor patrimonial alcançou R$ 57,70. A ação preferencial do Banco Itaú foi negociada a R$ 185,00 por lote de mil ações, no final do período, apresentando valorização de 19,4% contra desvalorização de 10,7% obtida pelo índice Bovespa. Essa ação foi a única na Bovespa que conseguiu superar a inflação durante todos os anos da década passada (de 1991 a 2000), acumulando valorização média de IGPM + 53% a.a. e US$ + 55% a.a. ao longo da década. A capitalização de mercado do Itaú totalizou R$ milhões (US$ milhões), mantendose como a maior dentre todos os bancos latinoamericanos. B a n c o I t a ú D e z e m b r o

8 Relatório da Administração de 2000 GESTÃO DE RISCOS O Banco Central do Brasil tem implementado importantes mudanças na regulamentação da gestão dos riscos das instituições financeiras de acordo com propostas advindas do "Novo Acordo" em discussão pelo Comitê da Basiléia. Tais propostas baseiamse em três pontos principais denominados pilares da administração bancária, a saber: (1) extensão das exigências mínimas de capital para cobertura dos diversos riscos baseadas em modelos quantitativos, (2) evolução da supervisão bancária e (3) significativo incremento no atual nível de disclosure das informações. O Banco Itaú tem antecipado essas tendências, desenvolvendo e aprimorando modelos proprietários de gestão de riscos, encontrandose em conformidade não somente com as regulamentações do Banco Central, mas também com as exigências e práticas discutidas internacionalmente. Os referidos modelos baseiamse em: (1) análises econômicofinanceiras e estatísticas que permitam avaliar os efeitos de cenários adversos sobre as posições de liquidez, crédito e mercado da instituição, (2) quantificação dos riscos de mercado, por fator de risco e valor em risco (VaR), dos riscos de crédito, por meio de modelos de Credit Scoring e Proprietary Rating, e dos riscos operacionais, (3) acompanhamento online das posições face aos limites de risco preestabelecidos, e (4) avaliações que identifiquem alternativas para cobertura de eventuais perdas de liquidez e planos de contingência para situações de crise. O gerenciamento desses riscos está sob responsabilidade de comissões executivas específicas. A Comissão Executiva Financeira orienta e define as políticas e limites para os riscos de mercado e liquidez, e acompanha as posições de forma consolidada. A Comissão Superior de Crédito define políticas e responsabilidades para os riscos de crédito. A Comissão de Auditoria, utilizando controles de riscos operacionais e sistemas de compliance, visa a minimização dos riscos operacionais. O Itaú tem sido reconhecido pelas instituições especializadas como líder na qualidade das informações disponibilizadas ao mercado, as quais incluem um completo disclosure, qualitativo e quantitativo, da gestão dos riscos da instituição. A gestão de riscos procura monitorálos minuciosamente, analisandoos e reavaliando seu retorno a todo momento. Essa política tem sido fonte importante de geração de resultados pela redução das perdas decorrentes das oscilações das condições de mercado. Ativos e Empréstimos Os ativos consolidados do Itaú atingiram R$ milhões ao final do ano. A carteira consolidada de empréstimos, leasing, adiantamentos, fianças e operações com características de concessão de crédito totalizou R$ milhões, crescendo 36,2% em relação a dezembro de O saldo das carteiras livres de empréstimos do Itaú (todas aquelas não compulsórias) alcançou R$ milhões, com crescimento de 38,0% no ano. As carteiras livres de pessoa física e de pessoa jurídica evoluíram 65,9% e 23,0%, respectivamente. As operações de repasses, que tipicamente financiam investimentos fixos, cresceram 72,6%, atingindo R$ milhões. As aplicações em títulos no Brasil evoluíram 34,9%, atingindo R$ milhões, sendo R$ milhões públicos e R$ milhões privados. No exterior, a carteira de títulos apresenta o valor de R$ milhões. Na Área Internacional, o ano de 2000 foi marcado pela grande ênfase nas estruturas diferenciadas, tanto em comércio exterior como em operações 8 D e z e m b r o B a n c o I t a ú

9 Relatório da Administração de 2000 financeiras com recursos externos, tendo a carteira consolidada atingido US$ milhões. O Itaú liderou e participou em sindicatos com US$ 556 milhões, em 26 operações que totalizaram US$ milhões. O Itaú encerrou o ano como banco líder nas operações de exportações BNDESEXIM com participação de mercado de 12,8% tendo desembolsado US$ 395 milhões. Política de Provisões O Itaú manteve estável o nível de qualidade da carteira de crédito, tendo 79,8% dessa carteira nas classificações AA, A e B, segundo os critérios da Resolução 2682 do Banco Central. Além das provisões mínimas exigidas por esta resolução, de R$ milhões, o Itaú manteve, por sua iniciativa, provisão excedente de R$ 603 milhões que está constituída exclusivamente com o objetivo de absorver eventuais perdas, associadas a possíveis mudanças na conjuntura econômica global, nacional e setorial, valendose de suas bases históricas sobre a volatilidade dos mercados. No exercício a dotação líquida de provisão foi de R$ 763 milhões, e a recuperação de créditos baixados foi de R$ 296 milhões. Assim, o impacto conjunto no resultado foi de apenas R$ 467 milhões (R$ 538 milhões em 1999). O índice de valores não pagos de 15 a 30 dias era de 2,4%, indicando a manutenção de elevada liquidez na carteira de crédito. Esta situação, associada às boas perspectivas do cenário macroeconômico, cria condições para a continuidade da rápida expansão das operações de crédito. O saldo da provisão para títulos e valores mobiliários (R$ 973 milhões) contém provisão constituída em exercícios anteriores (R$ 746 milhões), por iniciativa própria, para absorver eventuais perdas decorrentes de alterações bruscas de mercado. Recursos Captados e Administrados Ao final do ano, o Itaú alcançou R$ milhões em recursos consolidados próprios livres somados aos captados e administrados, montante 32,1% superior ao de dezembro de Deste total, R$ milhões correspondem aos fundos de investimento e a outros recursos administrados, que por sua vez evoluíram 31,4%. A captação de depósitos do público (à vista, poupança e a prazo) evoluiu 20,5%, atingindo R$ milhões. A captação por meio de recompra de títulos no mercado aberto atingiu R$ milhões com crescimento de 120,7%. Para atender a clientes com necessidades mais específicas, o Itaú ampliou significativamente sua participação no mercado doméstico de derivativos. Destacamse no ano, os produtos de proteção contra oscilações de juros, moedas estrangeiras, índices de preço, ações e de produtos agrícolas, seja no mercado interno, seja no mercado externo. Em 2000 o Itaú captou US$ 450 milhões em recursos externos por meio de colocação de eurobonds, sempre estabelecendo novos benchmarks em yields para colocações de empresas privadas brasileiras. Além disso, B a n c o I t a ú D e z e m b r o

10 Relatório da Administração de 2000 estruturou programa de US Commercial Paper em montante de US$ 300 milhões, rompendo, na época, a barreira de 2 anos para este tipo de operação. Por fim, vale ressaltar que o total outstanding de securities emitidos pelo banco atingiu a marca de US$ 1 bilhão, incluindo colocações de CDs em private placements. Produtos e Serviços a Clientes O Itaú e seus bancos subsidiários no país administram 10,8 milhões de contascorrentes, 8,6 milhões de contaspoupança e 3,3 milhões de cartões de crédito de seus 8 milhões de clientes. Para atendêlos contam com uma rede de distribuição composta por agências, 851 postos de atendimento bancário e caixas eletrônicos. 86% das agências estão localizadas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná. Os serviços de conveniência efetuados por meio dos caixas eletrônicos, telefone, fax, computador, débito automático e compras com cartão de débito totalizaram mais de 1,4 bilhão de transações em 2000, o que representa mais de 70% daquelas passíveis de serem prestadas por meio de autoatendimento. Destacase o volume de 750 milhões de transações feitas nos caixas eletrônicos, quase metade do total e 15,6% superior ao total efetuado no caixa tradicional. Mais de 1,4 milhão (1,1 milhão em 1999) de clientes cadastrados no Bankline (home and office bank) efetuaram 157 milhões de transações pelo Bankline, com evolução de 42,5% sobre Diariamente 4,6 milhões de transações, em média, são feitas por meio de autoserviço e, além disso, o Itaú atende diariamente cerca de 3 milhões de pessoas em suas agências. Volume Anual de Transações no Autoatendimento (em milhões) Serviço Variação (%) Caixas Eletrônicos 750,0 702,5 6,8 Débitos automáticos préprogramados 211,0 177,2 19,1 Bankline (Home & Office banking) 157,4 110,5 42,5 Telefone via URA 148,0 138,3 7,0 Compras com cartão 57,1 37,9 50,6 Centrais de Atendimento Telefônico 41,6 41,0 1,5 Fax via URA 17,6 16,8 4,8 TOTAL 1.382, ,2 12,9 Volume anual de serviços Serviço Variação (%) Lançamento em contascorrentes 2.524, ,4 8,3 Cheques compensados 728,0 739,1 (1,5) Transações no caixa 648,8 594,4 9,2 Recebimento de contas (1) 111,0 87,5 26,9 Recebimento de impostos e contribuições 87,4 56,5 54,7 (1) Inclui saneamento, energia elétrica e telefonia 10 D e z e m b r o B a n c o I t a ú

11 Relatório da Administração de 2000 O Itaú vem constantemente ampliando a oferta de produtos e serviços pela Internet, por meio de sites segmentados por tipo de cliente ou por produto, os quais disponibilizam informações, simulações de investimentos e efetivação de aplicações e contratação de produtos. Em 2000, o Itaú lançou produtos e serviços que garantem segurança e conveniência para os clientes: envio de saldos e extratos de conta corrente e de poupança pelo e pelo telefone celular, facilidades para pagamento de compras feitas pela Internet, cartão de crédito próprio para compras pela Internet ou por telefone, e venda de Travellers Cheques pela Internet. As transações anuais de clientes por meio da Internet evoluíram 175% em Em 2001, continuará havendo expressiva ampliação da oferta de novos e diferenciados serviços pela Internet, especialmente apoiados no lançamento do serviço customizado ItaúAOL. O Banco Itaú é a primeira empresa brasileira a assinar contrato com a Bolero International para a troca eletrônica de documentos de comércio exterior pela Internet, proporcionando maior agilidade e segurança nas operações, e redução dos custos operacionais. Financiamento de veículos A carteira de financiamentos e leasing de veículos evoluiu 69,4% no exercício. O Itaú finalizou a centralização e implantação da Central de Crédito automatizada, introdução de novo modelo de credit scoring que possibilitou análises e respostas, com grande rapidez, de cerca de 3 mil propostas de financiamentos/leasing por dia, com segurança, qualidade e baixo custo. O lançamento do Itaucredline, em outubro, possibilita a cerca de 5 mil revendas de veículos conveniadas solicitarem financiamentos online pela Internet, em todo o Brasil. Personnalité O segmento Personnalité obteve crescimento de 34% no ano em seu volume de recursos, e a conquista de 12 mil clientes, atingindo o total de 45 mil clientes ao final do ano. Este segmento oferece ao exigente público de pessoas físicas de alta renda (renda mínima mensal de R$ 5 mil) uma combinação de atendimento personalizado, assessoria financeira, produtos de investimentos especializados e rede de agências executivas com os serviços de conveniência do Itaú. No ano de 2001 está programada grande expansão do segmento, com abertura de agências e oferta agressiva dos serviços Personnalité ao público de alta renda. Cartões de crédito O Itaú e seus bancos subsidiários detêm 10,6% de participação no mercado brasileiro de cartões de crédito. O número de cartões Itaucard nas bandeiras MasterCard e Visa totalizaram 3,3 milhões, 36% superior ao de O valor das transações por meio dos cartões cresceu 41% no ano, totalizando R$ 5,5 bilhões, o que representa 11,3% do mercado. Novas formas de comercialização dos cartões por meio dos caixas eletrônicos do Banco e pelo telemarketing impulsionaram os resultados em 2000, representando 39% do total de vendas. O Itaú vem aperfeiçoando constantemente o produto introduzindo inovações. A MaxiConta Card, introduzida em maio/98, estreitou o relacionamento com os clientes do Banco, trazendo resultados significativos. Em 2000, o Itaú lançou o Itaucard MasterCard Eletronic, aceito em estabelecimentos equipados com terminais eletrônicos para consulta online do limite disponível. O Itaucard Net MasterCard, também lançado em 2000, é próprio para compras efetuadas pela Internet, garantindo aos clientes e lojistas segurança, conveniência e todos os benefícios da alta tecnologia. B a n c o I t a ú D e z e m b r o

12 Relatório da Administração de 2000 Serviços para o Mercado de Capitais O Itaú, líder na prestação de serviços para participantes do mercado de capitais, vem acompanhando a evolução do mercado brasileiro, oferecendo novos produtos para atender uma demanda crescente. O Itaú registra ativos financeiros de terceiros sob controle da ordem de R$ 310 bilhões nos 873 contratos assinados com Instituições Financeiras, Gestores de Ativos, Empresas Abertas e outros participantes do mercado para os seguintes serviços: Ações e Debêntures Escriturais: Custódia para Fundos Mútuos e de Pensão, Controladoria para Fundos Mútuos, ADR American Depositary Receipts, BDR Brazilian Depositary Receipts, CEDEAR Certificados de Depósitos Argentinos, Fundos Imobiliários, Fundos de Empresas Emergentes, Trustee para Operações Estruturadas, Custódia Tradicional. Mercado de Capitais debêntures, notas promissórias, ações e fundos imobiliários. Este montante representou quase três vezes o volume registrado em Entre as operações coordenadas pelo Itaú em 2000, destacamse as distribuições de ações da Petrobrás no valor de R$ 7,8 bilhões, a emissão de ações da Duratex de R$ 190,8 milhões, as emissões de debêntures da Eletropaulo de R$ 700 milhões e da CCR Companhia de Concessões Rodoviárias de R$ 135 milhões, e a emissão de notas promissórias da Telepar de R$ 900 milhões. No lado internacional, o Banco Itaú esteve presente em diversas operações no mercado primário de empréstimos sindicalizados, emissões de Eurobônus e Commercial Paper que totalizaram US$ 4,1 bilhões, dos quais US$ 299,8 milhões com a participação do Itaú. Destacamse as operações de empréstimos sindicalizados à Eletropaulo, Light e BCP, e as emissões de U.S. Commercial Paper da Gerdau e da Companhia Siderúrgica Nacional. A nova estrutura de Corporate Banking permitiu ao Itaú crescer significativamente sua atuação no mercado de capitais. Em 2000, o Itaú assessorou clientes na captação de recursos no mercado de capitais local, totalizando cerca de R$ 16 bilhões, em mais de 30 operações, sob sua coordenação, de emissões de O Itaú também atuou de forma vigorosa nas distribuições primárias e no mercado secundário, ultrapassando US$ 1 bilhão de títulos negociados no mercado internacional com investidores institucionais, corporações, instituições financeiras e private banks. 12 D e z e m b r o B a n c o I t a ú

13 Relatório da Administração de 2000 Itaú Corretora de Valores A Itaú Corretora (Itaucor), segunda corretora no ranking da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) em volume financeiro, vem ampliando sua oferta de produtos e serviços para investidores estrangeiros e brasileiros. Para ampliar sua presença no mercado internacional, no primeiro semestre de 2001 entrará em operação a Itaú Securities (broker dealer), em New York. A Itaucor adquiriu, em dezembro, 100% do controle acionário da empresa Lineinvest (www.lineinvest.com.br), considerado um dos melhores sites de investimento do mercado. A Lineinvest oferece aos investidores opções de investimento nos melhores fundos do mercado, além de disponibilizar a lista das ações mais recomendadas, análises e notícias especializadas. O Itaú espera aumentar a oferta de produtos e serviços da Lineinvest, mantendo sua excelente qualidade, segurança, tecnologia e independência operacional. Os clientes também podem investir em ações pelo sistema Home Broker. A Itaucor lançou, em dezembro, o seu próprio site home broker (www.itautrade.com.br), pelo qual os clientes da corretora poderão aplicar em ações via Internet, com rapidez e segurança. O home broker é conectado ao pregão eletrônico da Bovespa. Seguros, Previdência e Capitalização A Itauseg e suas subsidiárias Banerj Seguros e Bemge Seguradora apresentaram lucro líquido de R$ 157 milhões no exercício, com crescimento de 6,0% sobre 1999, resultando na rentabilidade de 23,7% sobre o patrimônio líquido. Os prêmios auferidos atingiram R$ milhões e as provisões técnicas R$ 838 milhões. A Itauseg implementou aperfeiçoamentos na aceitação de riscos e na liquidação de sinistros de automóveis que melhoraram o índice de sinistralidade de 64,7% em 1999 para 61,1% no exercício. Com isso, o combined ratio atingiu 98,7%, contra 103,1% no exercício anterior. Os processos de renovação dos seguros Itauvida também foram aperfeiçoados, gerando maior retenção de clientes. Os resultados favoráveis e o forte controle de riscos da Itauseg dão condições para que a empresa aumente suas operações com segurança. Na área de previdência, destacase o crescimento dos planos da Itauprev no segmento de pessoas físicas, em especial os planos PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), com lançamento de 7 produtos. Em 2000, as Receitas de Previdência cresceram 47,2% em relação a 1999, representando arrecadação total de R$ 433 milhões. A Itauprev acumula reservas técnicas e recursos em planos PGBL de R$ 896 milhões, crescendo 57,3% sobre 1999, tendo atingido a 4ª posição no mercado. A Itaucap, por sua vez, contava com 19 planos de capitalização ativos e reservas técnicas de R$ 865 milhões. Presença Internacional Argentina Em 2000 o Banco Itaú Buen Ayre (IBA), resultado da fusão do Banco Itaú Argentina com o Banco del Buen Ayre ocorrida em 1999, obteve bom desempenho, principalmente considerandose o ano recessivo e as sucessivas crises políticas que afetaram a Argentina. A base de clientes chegou a mais de 156 mil, crescendo 6% no ano. Os depósitos de US$ 500 milhões cresceram 8,0%, superando o crescimento do sistema. Os empréstimos a grandes empresas cresceram 15% e a carteira global de empréstimos cresceu 4,7%, com níveis de inadimplência inferiores aos do sistema. Com a otimização da rede de agências e a redução de custos operacionais em função da fusão dos dois bancos, processos que deverão ser concluídos no primeiro trimestre de 2001, o IBA deverá reduzir seus gastos totais em cerca de 17%. Em pesquisa independente de marcas, realizada no último trimestre de 2000, o Itaú figurou entre as 80 marcas mais admiradas da Argentina e em 8 º lugar entre os bancos. B a n c o I t a ú D e z e m b r o

14 Relatório da Administração de 2000 Europa O Banco Itaú Europa (BIE), incorporado sob a legislação portuguesa e supervisionado pelo Banco de Portugal, é controlado pela holding Itaúsa Portugal, SGPS. O BIE manteve sua classificação Investment Grade e consolidou, em 2000, a sua imagem de banco europeu especializado no Brasil. O Banco tem se posicionado no mercado, capitalizando na crescente relação comercial e de investimentos entre a União Européia e o Brasil, e tem se especializado em estruturar financiamentos para apoio à atividade internacional das empresas brasileiras. O BIE encerrou o exercício com um total de ativos de EUR milhões, 26,8% superior ao de O lucro líquido foi de EUR 15 milhões, com expansão de 47,8% em relação a Com patrimônio líquido de EUR 195 milhões, o Banco apresentou índice de solvabilidade de 27%. O Banco Itaú Europa Luxembourg (BIEL), também controlado pela Itaúsa Portugal e sob a supervisão do Banco Central de Luxemburgo, dedicado exclusivamente a atividades de private banking, obteve lucro líquido de EUR 4 milhões com rentabilidade de 13,7% sobre o patrimônio líquido. O BIEL administrava, ao final do exercício, recursos que ultrapassavam US$ 800 milhões. A associada BPI, SGPS, S.A., holding de um dos mais importantes grupos bancários portugueses, na qual o Grupo Itaú reforçou a sua participação de 12,5% para 15%, em 2000, apresentou, no final do ano, ativos de EUR 21,9 bilhões e lucro líquido de EUR 152,4 milhões, com crescimento de 32,4% e 22%, respectivamente. A participação do Grupo Itaú na BPI, SGPS está concentrada na IPI Itaúsa Portugal Investimentos, Lda. em cujo capital social a Itaúsa Portugal detém quota de 51% e o Banco Itaú os 49% restantes. Recursos Humanos O Banco Itaú e as empresas controladas contavam com um quadro de funcionários, ao final de A remuneração do pessoal (fixa, variável e participação nos resultados) somada aos seus encargos e benefícios totalizou R$ milhões. A parcela variável (participação nos lucros, comissões, premiações etc) atingiu o valor de R$137 milhões paga diretamente aos funcionários. Estes valores indicam remuneração e encargos médios mensais por funcionário de R$ 4 mil no período. Os benefícios sociais proporcionados aos funcionários e seus dependentes englobam aposentadoria complementar; alimentação; assistência médicoodontológica; serviços de assistência social; bolsas de estudo; atividades de lazer, esporte e cultura; empréstimos a taxas de juros subsidiadas; seguros; valetransporte; doações e concessões especiais; entre outros. Estes benefícios chegaram a R$ 376 milhões, destacandose o Plano de Aposentadoria Complementar com R$ 66 milhões, oferecido pela Fundação Itaubanco, que já beneficia exfuncionários. O Itaú, nos últimos anos, tem dedicado esforço especial para atrair e reter talentos. Em 2000, o Banco contratou 572 jovens recémformados, selecionados nas melhores universidades brasileiras. Em 2000, os investimentos em treinamento e desenvolvimento alcançaram R$ 33 milhões, envolvendo mais de 100 mil participações. Destacamse, em 2000, os cursos que buscaram preparar funcionários de vários níveis a entender melhor todo o potencial da Internet para os negócios do Banco. O Itaú também investe na formação de seus funcionários, por meio da concessão de mais de 2 mil bolsas para cursos de graduação, pósgraduação e extensão universitária. 14 D e z e m b r o B a n c o I t a ú

15 Relatório da Administração de 2000 Em 2000, o Itaú lançou o Programa de Contratação de Pessoas Portadoras de Deficiência, tendo já contratado 51 funcionários. O programa propicia oportunidades a portadores de deficiência, reforçando sua postura de respeito pelas pessoas e pela igualdade de direitos. Atuação Social Em 2000, o Itaú, consciente de seu papel de empresa cidadã, investiu R$ 11 milhões em 185 projetos. Neste exercício foi constituída a Fundação Itaú Social, com patrimônio de R$ 170 milhões que garantirá com sua geração de recursos o apoio a programas na área social. No exercício, destacase a realização dos Encontros Regionais de Educadores que visam a capacitação de educadores sociais e representantes das entidades participantes do Prêmio ItaúUnicef, com a participação de cerca de 600 pessoas. O Programa Parcerias foi criado e implementado pelo Itaú e o Unicef, em 2000, para apoiar técnica e financeiramente os 30 projetos finalistas do Prêmio ItaúUnicef 1999, e viabilizou a implementação de cursos e bolsas de estudos entre outras ações. O Projeto Melhoria da Educação no Município é dirigido a técnicos de secretarias municipais de ensino, entre outras entidades. Em 2000, participaram diretamente mais de 300 educadores e indiretamente cerca de 32 mil outros profissionais e 700 mil alunos. O projeto Raízes e Asas teve continuidade. Em 5 anos, foram distribuídos cerca de 50 mil kits a escolas públicas, além de sua veiculação por TVs Educativas. O Itaú também apóia financeiramente os programas Capacitação Solidária e Alfabetização Solidária, o Programa Fala Brasil, do Ministério da Educação e do Desporto, e o Canal Futura, em parceria com 15 outras grandes empresas e instituições. Na área da saúde, o Itaú Social tem apoiado projetos para a construção de unidades hospitalares, aquisição e instalação de equipamentos médicohospitalares, entre outros, além da publicação e distribuição de material para a capacitação de agentes municipais de serviços de saúde. No campo cultural, o Instituto Itaú Cultural, aos treze anos de existência, está cada vez mais se consolidando como instituição de referência na produção e divulgação de informações culturais traduzidas em produtos, programações e manifestações artísticas em diversas áreas de expressão. Em 2000, mais de 200 mil pessoas participaram das diversas atividades do Itaú Cultural. Agradecimentos Aos acionistas, nosso agradecimento pela confiança e apoio indispensáveis para o desenvolvimento contínuo alcançado pelo Itaú. Expressamos também reconhecimento aos nossos funcionários e colaboradores pelo esforço que tem proporcionado ao Banco resultados destacados, além da constante melhoria de nossos produtos e serviços. Aos clientes nosso agradecimento especial pela confiança e fidelidade, às quais procuramos retribuir com um atendimento diferenciado que atenda suas necessidades de serviços financeiros com qualidade e conveniência. (Aprovado na Reunião do Conselho de Administração de 19/02/2001) B a n c o I t a ú D e z e m b r o

16 Balanço Patrimonial ATIVO Em Milhares de Reais ITAÚ ITAÚ CONSOLIDADO CIRCULANTE DISPONIBILIDADES (Nota 17j) APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ (Nota 4b) Aplicações no Mercado Aberto Aplicações em Depósitos Interfinanceiros (Notas 5a e 5b) (Provisões para Perdas) (Notas 5a e 5c) TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS (Notas 4c e 5) Carteira Própria (Nota 5b) Vinculados a Compromissos de Recompra Vinculados a Prestação de Garantias Vinculados a Negociação e Intermediação de Valores: Contratos e Prêmios a Exercer Vinculados a Captações Externas Vinculados ao Banco Central Moedas de Privatização (Provisões para Desvalorizações) (Notas 4c, 5a e 5c) RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS Pagamentos e Recebimentos a Liquidar Créditos Vinculados: Depósitos no Banco Central SFH Sistema Financeiro da Habitação Repasses Interfinanceiros Correspondentes RELAÇÕES INTERDEPENDÊNCIAS Recursos em Trânsito de Terceiros Transferências Internas de Recursos OPERAÇÕES DE CRÉDITO (Nota 6) Operações de Crédito: Setor Público Setor Privado (Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa) (Notas 4d e 6e) OPERAÇÕES DE ARRENDAMENTO MERCANTIL (Nota 6) Operações de Arrendamento e Subarrendamento a Receber: Setor Público Setor Privado (Notas 4d e 6e) (Provisão para Créditos de Arrendamento Mercantil de Liquidação Duvidosa) (Notas 4d e 6e) OUTROS CRÉDITOS Carteira de Câmbio (Nota 9) Rendas a Receber Negociação e Intermediação de Valores Créditos Específicos Diversos (Nota 11a) (Provisão para Outros Créditos de Liquidação Duvidosa) (Notas 4d e 6e) OUTROS VALORES E BENS Investimentos Temporários (Provisões para Perdas) Outros Valores e Bens (Provisões para Desvalorizações) Despesas Antecipadas (31) ( ) ( ) (8.241) (88.404) ( ) ( ) (7.327) ( ) (31) ( ) ( ) (33.456) (9.196) (3.640) ( ) ( ) ( ) (15.000) (7.327) ( ) REALIZÁVEL A LONGO PRAZO APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ (Nota 4b) Aplicações em Depósitos Interfinanceiros (Notas 5a e 5b) TíTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS (Notas 4c e 5) Carteira Própria (Nota 5b) Vinculados a Compromissos de Recompra Vinculados a Prestação de Garantias Vinculados ao Banco Central Moedas de Privatização (Provisões para Desvalorizações) (Notas 4c, 5a e 5c) RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS Créditos Vinculados: SFH Sistema Financeiro da Habitação Repasses Interfinanceiros OPERAÇÕES DE CRÉDITO (Nota 6) Operações de Crédito: Setor Público Setor Privado (Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa) (Notas 4d e 6e) OPERAÇÕES DE ARRENDAMENTO MERCANTIL (Nota 6) Operações de Arrendamento e Subarrendamento a Receber: Setor Privado (Provisão para Créditos de Arrendamento Mercantil de Liquidação Duvidosa) (Notas 4d e 6e) OUTROS CRÉDITOS Carteira de Câmbio (Nota 9) Rendas a Receber Negociação e Intermediação de Valores Créditos Específicos Diversos (Nota 11a) (Provisão para Outros Créditos de Liquidação Duvidosa) (Notas 4d e 6e) OUTROS VALORES E BENS Despesas Antecipadas ( ) ( ) (18.049) ( ) (65.865) (4.075) ( ) ( ) (57.912) (75.981) ( ) ( ) (15.519) (13.847) PERMANENTE INVESTIMENTOS (Nota 4e) Participações em Coligadas e Controladas: No País (Notas 7, 14, 19a e 19c) No Exterior (Notas 7, 14 e 19b) Outros Investimentos (Nota 7) (Provisão para Perdas) IMOBILIZADO DE USO (Nota 4f) Imóveis de Uso Outras Imobilizações de Uso (Depreciações Acumuladas) DIFERIDO (Nota 4g) Ágios a Amortizar (Notas 2a e 12d) Gastos de Organização e Expansão (Nota 4g) (Amortização Acumulada) (Nota 4g) (1.807) ( ) ( ) (1.808) ( ) (76.114) (5.880) ( ) ( ) (4.520) ( ) ( ) TOTAL DO ATIVO D e z e m b r o B a n c o I t a ú

17 Balanço Patrimonial Em Milhares de Reais PASSIVO ITAÚ ITAÚ CONSOLIDADO CIRCULANTE DEPÓSITOS (Notas 4b e 8a) Depósitos à Vista Depósitos de Poupança Depósitos Interfinanceiros Depósitos a Prazo CAPTAÇÕES NO MERCADO ABERTO (Notas 4b e 8b) Carteira Própria Carteira de Terceiros RECURSOS DE ACEITES E EMISSÃO DE TÍTULOS Recursos de Letras Hipotecárias Recursos de Debêntures Obrigações por Títulos e Valores Mobiliários no Exterior (Nota 8c) RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS Recebimentos e Pagamentos a Liquidar Repasses Interfinanceiros Correspondentes RELAÇÕES INTERDEPENDÊNCIAS Recursos em Trânsito de Terceiros Transferências Internas de Recursos OBRIGAÇÕES POR EMPRÉSTIMOS (Nota 17j) Empréstimos no País Instituições Oficiais Empréstimos no País Outras Instituições Empréstimos no Exterior (Nota 17h) OBRIGAÇÕES POR REPASSES DO PAÍS INSTITUIÇÕES OFICIAIS BNDES CEF FINAME Outras Instituições OUTRAS OBRIGAÇÕES Cobrança e Arrecadação de Tributos e Assemelhados Carteira de Câmbio (Nota 9) Sociais e Estatutárias Fiscais e Previdenciárias Negociação e Intermediaçäo de Valores Provisões Técnicas de Seguros, Previdência e Capitalização Comprometidas Fundos Financeiros e de Desenvolvimento Diversas (Nota 11b) EXIGÍVEL A LONGO PRAZO DEPÓSITOS (Notas 4b e 8a) Depósitos Interfinanceiros Depósitos a Prazo CAPTAÇÕES NO MERCADO ABERTO (Notas 4b e 8b) Carteira Própria RECURSOS DE ACEITES E EMISSÃO DE TÍTULOS Recursos de Letras Hipotecárias Recursos de Debêntures Obrigações por Títulos e Valores Mobiliários no Exterior (Nota 8c) RELAÇÕES INTERFINANCEIRAS Repasses Interfinanceiros OBRIGAÇÕES POR EMPRÉSTIMOS (Nota 17j) Empréstimos no País Instituições Oficiais Empréstimos no País Outras Instituições Empréstimos no Exterior (Nota 17h) OBRIGAÇÕES POR REPASSES DO PAÍS INSTITUIÇÕES OFICIAIS BNDES CEF FINAME Outras Instituições OUTRAS OBRIGAÇÕES Carteira de Câmbio (Nota 9) Fiscais e Previdenciárias Negociação e Intermediaçäo de Valores Diversas (Nota 11b) PROVISÕES TÉCNICAS DE SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO NÃO COMPROMETIDAS RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS Resultados de Exercícios Futuros PARTICIPAÇÕES MINORITÁRIAS NAS SUBSIDIÁRIAS PATRIMÔNIO LÍQUIDO (Notas 2a e 12d) Capital: De Domiciliados no País De Domiciliados no Exterior Reservas de Capital (Nota 12c) Reservas de Reavaliação (Nota 12c) Reservas de Lucros (Nota 12c) (Ações em Tesouraria) (Notas 12a) ( ) ( ) ( ) ( ) TOTAL DO PASSIVO B a n c o I t a ú D e z e m b r o

18 Demonstração do Resultado do Exercício Em Milhares de Reais Itaú Itaú Consolidado 2º Semestre 2000 Exercício 2000 Exercício 1999 Exercício 2000 Exercício 1999 RECEITAS DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA Operações de Crédito Operações de Arrendamento Mercantil Resultado de Operações com Títulos e Valores Mobiliários Resultado de Operações de Câmbio Resultado das Aplicações Compulsórias DESPESAS DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Operações de Captação no Mercado (Nota 11c) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Operações de Empréstimos, Cessões e Repasses ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Operações de Arrendamento Mercantil ( ) ( ) Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (Nota 6e) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) RESULTADO BRUTO DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS ( ) ( ) ( ) Receitas de Prestação de Serviços Receitas de Prêmios de Seguros, Previdência e Capitalização Despesas de Provisões Técnicas de Seguros, Previdência e Capitalização ( ) ( ) Despesas com Sinistros ( ) ( ) Despesas de Comercialização ( ) ( ) Despesas com Benefícios de Planos de Previdência. ( ) ( ) Despesas de Pessoal ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Outras Despesas Administrativas (Nota 11e) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Despesas Tributárias ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Resultado de Participações em Coligadas e Controladas (Notas 14a e 14b) Outras Receitas Operacionais (Nota 11d) Outras Despesas Operacionais (Nota 11e) (94.669) ( ) ( ) ( ) ( ) RESULTADO OPERACIONAL RESULTADO NÃO OPERACIONAL ( ) ( ) ( ) (33.004) ( ) RESULTADO ANTES DA TRIBUTAÇÃO SOBRE O LUCRO E PARTICIPAÇÕES IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL Devidos sobre Operações do Período (Nota 10a) (36.727) ( ) ( ) ( ) A Compensar Referentes a Adições Temporárias (Nota 10b) (18.501) (38.595) RESULTADO EXTRAORDINÁRIO (Nota 16) (77.434) PARTICIPAÇÕES NO LUCRO Empregados (22.010) (65.543) (79.531) (87.158) (98.048) Administradores Estatutárias (8.621) (21.227) (24.243) ( ) (27.208) PARTICIPAÇÕES MINORITÁRIAS NAS SUBSIDIÁRIAS (48.941) (80.328) LUCRO LÍQUIDO (Nota 12d) Nº DE AÇÕES EM CIRCULAÇÃO (Nota 12a) LUCRO LÍQUIDO POR LOTE DE MIL AÇÕES R$ 15,90 16,59 15,99 15,85 VALOR PATRIMONIAL POR LOTE DE MIL AÇÕES R$ 62,07 54,45 57,70 50,09 LUCRO LÍQUIDO RECORRENTE EVOLUÇÃO ANUAL DO LUCRO LÍQUIDO RECORRENTE 27,6% 26,3% RESULTADO EXTRAORDINÁRIO (77.434) TOTAL CONTROLADORA D e z e m b r o B a n c o I t a ú

19 Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido Em Milhares de Reais Capital Subscrito Reservas de Capital Reservas de Reavaliação Reservas de Lucros (Ações de Tesouraria) Lucros Acumulados SALDOS EM 1.º ( ) Reservas Decorrentes de Incentivos Fiscais e Atualização de Títulos Patrimoniais 3 3 Ações em Tesouraria ( ) ( ) Cancelamento de Ações em Tesouraria ( ) Outorga de Opções de Ações Opções Exercidas no Período (177) Realização da Reserva de Reavaliação de Coligadas Líquido de Impostos (12.423) (4.224) Lucro Líquido do Período Destinações: Reserva Legal (53.809) Reservas Estatutárias ( ) Juros sobre o Capital Próprio ( ) ( ) SALDOS EM ( ) MUTAÇÕES DO PERÍODO 3 (12.423) ( ) SALDOS EM (97.571) Capitalização de Reservas ( ) ( ) Reservas Decorrentes de Incentivos Fiscais e Atualização de Títulos Patrimoniais Reservas por Doações de Bens 4 4 Ações em Tesouraria (36.199) (36.199) Outorga de Opções de Ações Opções Exercidas no Período (Nota 17 g) (10.255) Operações de Recursos Mercado Argentino CEDEAR Realização da Reserva de Reavaliação de Coligadas (2.980) Imposto sobre a Realiz Reserva de Reavaliação de Coligadas Realização de Reservas de Lucros a Realizar ( ) Lucro Líquido do Exercício Destinações: Reserva Legal (97.778) Reservas Estatutárias ( ) Reservas de Lucros a Realizar ( ) Juros sobre o Capital Próprio ( ) ( ) SALDOS EM (Nota 12 c) ( ) MUTAÇÕES DO PERÍODO ( ) (2.767) (4.627) Capitalização de Reservas (63.108) ( ) Reservas Decorrentes de Incentivos Fiscais e Atualização de Títulos Patrimoniais Ações em Tesouraria (Nota 12 a) ( ) ( ) Cancelamento de Ações em Tesouraria (Nota 12 a) ( ) Outorga de Opções de Ações Opções Exercidas no Período (Nota 17 g) (177) Realização da Reserva de Reavaliação de Coligadas Líquido de Impostos (12.739) (4.224) Realização de Reservas de Lucros a Realizar ( ) Lucro Líquido do Exercício Destinações: Reserva Legal (91.517) Reservas Estatutárias ( ) Juros sobre o Capital Próprio (Nota 12 b II) ( ) ( ) SALDOS EM (Nota 12 c) ( ) MUTAÇÕES DO PERÍODO (62.172) (12.739) ( ) B a n c o I t a ú D e z e m b r o

20 Demonstrações das Origens e Aplicações de Recursos Em Milhares de Reais Itaú Itaú Consolidado 2º Semestre 2000 Exercício 2000 Exercício 1999 Exercício 2000 Exercício 1999 A ORIGENS DOS RECURSOS LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO Ajustes ao Lucro Líquido: Depreciação, Amortização e Exaustão Resultado de Participações em Coligadas e Controladas Ganho na Conversão de Moedas Resultado Extraordinário em Controladas Amortização de Ágios VARIAÇÃO NOS RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS OUTORGA DE OPÇÕES DE AÇÕES EXERCIDAS NO PERÍODO RECURSOS DE TERCEIROS ORIGINÁRIOS DE: ( ) (48.316) (8.412) ( ) (48.316) ( ) ( ) (2.982) ( ) ( ) ( ) Aumento dos subgrupos do Passivo: Depósitos Operações Compromissadas Recursos de Aceites e Emissão de Títulos Obrigações por Empréstimos e Repasses Outras Obrigações Provisões Técnicas de Seguros, Previdência e Capitalização Não Comprometidas Diminuição dos Subgrupos do Ativo: Títulos e Valores Mobiliários Relações Interfinanceiras e Interdependências Operações de Arrendamento Mercantil Outros Créditos Outros Valores e Bens Alienação de Bens e Investimentos: Bens Não de Uso Próprio Imobilizado de Uso Investimentos Dividendos Recebidos de Coligadas e Controladas Baixas no Diferido Recebimento de Doações e Bens 4 4 VARIAÇÃO LÍQUIDO DA PARTICIPAÇÃO DE MINORITÁRIOS B APLICAÇÕES DOS RECURSOS DIVIDENDOS PAGOS E PROVISIONADOS AQUISIÇÃO DE AÇÕES DE PRÓPRIA EMISSÃO INVERSÕES EM: Bens Não de Uso Próprio Imobilizado de Uso Investimentos APLICAÇÕES NO DIFERIDO AUMENTO DOS SUBGRUPOS DO ATIVO: Aplicações Interfinanceiras de Liquidez Títulos e Valores Mobiliários Operações de Crédito Operações de Arrendamento Mercantil Outros Créditos Outros Valores e Bens DIMINUIÇÃO DOS SUBGRUPOS DO PASSIVO: Recursos de Aceites e Emissão de Títulos Relações Interfinanceiras e Interdependências Outras Obrigações AUMENTO (REDUÇÃO) DAS DISPONIBILIDADES (A B) (32.015) (60.355) (85.888) MODIFICAÇÕES NA POSIÇÃO FINANCEIRA: Disponibilidades: Início do Período Fim do Período Aumento ou Redução (32.015) (60.355) (85.888) 20 D e z e m b r o B a n c o I t a ú

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Balanço Patrimonial - Conglomerado Prudencial em 30 de Junho ATIVO 2014 CIRCULANTE 1.893.224 Disponibilidades

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Demonstrações Contábeis Consolidadas e Análise Gerencial da Operação. 30 de Setembro de 2001

Demonstrações Contábeis Consolidadas e Análise Gerencial da Operação. 30 de Setembro de 2001 Demonstrações Contábeis Consolidadas e Análise Gerencial da Operação 30 de Setembro de 2001 3 Informações sobre os Resultados do 3º Trimestre de 2001 O Conselho de Administração do Banco Itaú S.A. aprovou,

Leia mais

SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS PARA ENGENHARIA 16/04/2013. Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031

SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS PARA ENGENHARIA 16/04/2013. Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031 ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS PARA ENGENHARIA Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031 Obs.: Para aprofundar os conhecimentos no Sistema Financeiro Nacional, consultar o livro: ASSAF NETO, Alexandre.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00121-0 BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A 92.702.067/0001-96 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Data-Base - 31/12/29 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

ÍNDICE A VISÃO ITAÚ 01 PERFIL DO BANCO ITAÚ 01 PRINCIPAIS INDICADORES FINANCEIROS 04 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 06

ÍNDICE A VISÃO ITAÚ 01 PERFIL DO BANCO ITAÚ 01 PRINCIPAIS INDICADORES FINANCEIROS 04 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 06 I Banco Itau S.A. ÍNDICE A VISÃO ITAÚ 01 A orientação estratégica do Banco Itaú busca a liderança em performance PERFIL DO BANCO ITAÚ 01 O Itaú é um dos maiores bancos brasileiros atuando em todos os mercados

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO

ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO ÍNDICE BANCO IBI S.A. BANCO MÚLTIPLO Relatório da Administração 3 Balanços Patrimoniais 3 Demonstração de Resultados 4 Demonstração das Mutações 5 Demonstração das Origens 5 Notas Explicativas 6 Diretoria

Leia mais

QUESTÕES PARA A PROVA ESPECÍFICA PARA ATUAÇÃO NA ÁREA DE AUDITORIA NAS INSTITUIÇÕES REGULADAS PELO BANCO CENTRAL DO BRASIL (BACEN)

QUESTÕES PARA A PROVA ESPECÍFICA PARA ATUAÇÃO NA ÁREA DE AUDITORIA NAS INSTITUIÇÕES REGULADAS PELO BANCO CENTRAL DO BRASIL (BACEN) QUESTÕES PARA A PROVA ESPECÍFICA PARA ATUAÇÃO NA ÁREA DE AUDITORIA NAS INSTITUIÇÕES REGULADAS PELO BANCO CENTRAL DO BRASIL (BACEN) 1. As normas e os procedimentos, bem como as Demonstrações Contábeis padronizadas

Leia mais

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2009 e 2008 HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

ING. Demonstrações Financeiras

ING. Demonstrações Financeiras ING Demonstrações Financeiras 30/junho/2002 ÍNDICE ING BANK N.V. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS SEMESTRAIS DE 2002 E 2001... 3 ING CORRETORA DE CÂMBIO E TÍTULOS S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS SEMESTRAIS DE

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS A-PDF MERGER DEMO PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES São Paulo,04 de agosto de 2006. Ilmos. Senhores - es e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS 1. Examinamos os balanços

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

Parágrafo 2º As operações de crédito contratadas a taxas prefixadas passam a ser informadas, a partir de 01.07.95

Parágrafo 2º As operações de crédito contratadas a taxas prefixadas passam a ser informadas, a partir de 01.07.95 CIRCULAR Nº 2568/95 Altera a classificação de fatores de risco de operações ativas, bem como os procedimentos para contabilização de operações de cessão de crédito e de receitas e despesas a apropriar.

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

ABCD. Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil

ABCD. Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil ABCD Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil ABCD KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970

Leia mais

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras Índice Relatório

Leia mais

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1 ATIVO 1 11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1113 BANCOS CONTA DEPÓSITOS 11131 BANCOS CONTA DEPÓSITOS - MOVIMENTO

Leia mais

Relações Internacionais. Finanças Internacionais

Relações Internacionais. Finanças Internacionais Relações Internacionais Finanças Internacionais Prof. Dr. Eduardo Senra Coutinho Tópico 1: Sistema Financeiro Nacional ASSAF NETO, A. Mercado financeiro. 8ª. Ed. São Paulo: Atlas, 2008. Capítulo 3 (até

Leia mais

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 96.744.139,42 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 24.681.244,01 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

nho Banco Itaú S.A. Highlights Junho 2000 Prêmio Companhia Aberta Prêmio Profissional de Relações com o Investidor R$ Milhões

nho Banco Itaú S.A. Highlights Junho 2000 Prêmio Companhia Aberta Prêmio Profissional de Relações com o Investidor R$ Milhões Banco Itaú S.A. Highlights Junho 2000 Balanço Patrimonial Consolidado de Ativos Empréstimos, Leasing e Adiantamentos sobre Contratos de Câmbio Avais, Fianças e Garantias Títulos, Valores Mobiliários e

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

Atualidades do Mercado Financeiro

Atualidades do Mercado Financeiro Atualidades do Mercado Financeiro Sistema Financeiro Nacional Dinâmica do Mercado Mercado Bancário Conteúdo 1 Sistema Financeiro Nacional A estrutura funcional do Sistema Financeiro Nacional (SFN) é composta

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Enquadramento Page 1. Objectivo. Estrutura do documento. Observações. Limitações

Enquadramento Page 1. Objectivo. Estrutura do documento. Observações. Limitações Objectivo No âmbito do processo de adopção plena das Normas Internacionais de Contabilidade e de Relato Financeiro ("IAS/IFRS") e de modo a apoiar as instituições financeiras bancárias ("instituições")

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e Fundo de Investimento Imobiliário Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2009 2008 Passivo e patrimônio

Leia mais

RELATÓRIO SEMESTRAL RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO SEMESTRAL RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO BALANÇO 213/2 RELATÓRIO SEMESTRAL RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO As incertezas do mercado econômico brasileiro no primeiro semestre de 213 jogaram para baixo as projeções do Produto Interno Bruto (PIB) e elevaram

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

Anexo ao Ato Declaratório Executivo Cofis n o 20/2015 Manual de Orientação do Leiaute da ECF Atualização: Março de 2015

Anexo ao Ato Declaratório Executivo Cofis n o 20/2015 Manual de Orientação do Leiaute da ECF Atualização: Março de 2015 2.05.01.01.05 Fundos Especiais de Domiciliados e Residentes no País 01012014 A 2.05.01.01 5 03 2.05.01.02 PATRIMÔNIO SOCIAL REALIZADO - DE RESIDENTE/DOMICILIADO NO EXTERIOR 01012014 S 2.05.01 4 03 2.05.01.02.01

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 Brasília, 26 de agosto de 2015 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42.

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42. Avenida Paulista, 2.100 - São Paulo - SP CNPJ 58.160.7890001-28 Se escolher navegar os mares do sistema bancário, construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar, com segurança, qualquer

Leia mais

BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.)

BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de março de

Leia mais

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32 INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CREDIALIANÇA COOPERATIVA DE CRÉDITO RURAL Av. Castro Alves, 1579 - Rolândia - PR CNPJ: 78.157.146/0001-32 BALANCETE PATRIMONIAL EM 30 DE NOVEMBRO DE 2015 (valores expressos em milhares

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras 1 ATIVO 1.01 CIRCULANTE 1.01.01 DISPONÍVEL 1.01.01.01 Caixa 1.01.01.02 Valores em Trânsito 1.01.01.03 Bancos Conta Depósitos 1.01.01.04 Aplicações no Mercado Aberto 1.01.02 APLICAÇÕES 1.01.02.01 Títulos

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012(Em Milhares de Reais) ATIVO Nota 31/12/2013 31/12/2012

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012(Em Milhares de Reais) ATIVO Nota 31/12/2013 31/12/2012 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012(Em Milhares de Reais) ATIVO Nota 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE 67.424 76.165 DISPONIBILIDADES 4 5.328 312 TITULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E INTRUMENTOS

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

PARECER DE AUDITORIA

PARECER DE AUDITORIA PARECER DE AUDITORIA Aos Diretores da COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS CORRETORES DE SEGUROS DE BELO HORIZONTE E REGIÃO METROPOLITANA LTDA CREDICORSEGS 1. Examinamos o balanço patrimonial da

Leia mais

BAN CO DO BRASIL. Atualizada 19/01/2011 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1

BAN CO DO BRASIL. Atualizada 19/01/2011 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1 41. (CAIXA/2010) Compete à Comissão de Valores Mobiliários CVM disciplinar as seguintes matérias: I. registro de companhias abertas. II. execução da política monetária. III. registro e fiscalização de

Leia mais

Balanço Patrimonial Em 31 de dezembro Em milhares de reais

Balanço Patrimonial Em 31 de dezembro Em milhares de reais e e Subsidiárias ( ) Balanço Patrimonial Em 31 de dezembro Em milhares de reais ATIVO 2002 2001 2002 2001 CIRCULANTE... 14.382.517 12.151.770 14.612.047 12.680.326 Disponibilidades... 11.179 34.054 16.969

Leia mais

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. prof.bancario@gmail.com

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. prof.bancario@gmail.com Concurso 2011 Prof. Cid Roberto prof.bancario@gmail.com Bolsa de Valores As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) 8ª aula Início da

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 4 Balanço Patrimonial Passivo 6 Demonstração do Resultado 9 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008 Alterações da Lei 6404/76 Lei 11638 de 28 de dezembro de 2007 Lei 11638/07 que altera a Lei 6404/76 Art. 1o Os arts. 176 a 179, 181 a 184, 187, 188, 197, 199, 226 e 248 da Lei no 6.404, de 15 de dezembro

Leia mais

Prof. Cid Roberto. Concurso 2012

Prof. Cid Roberto. Concurso 2012 Prof. Cid Roberto Concurso 2012 Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) http://goo.gl/4a6y7 São realizadas por bancos de investimentos e demais

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

Banco Itaú S.A. Março de 1999

Banco Itaú S.A. Março de 1999 Banco Itaú S.A. Março de 1999 Índice 04 05 06 07 08 10 11 12 14 17 18 20 22 23 39 Principais Indicadores Financeiros Fatos Relevantes do 1º Trimestre de 1999 Personnalité Itaú e Comunicado do Banco Itaú

Leia mais

O que é o Mercado de Capitais. A importância do Mercado de Capitais para a Economia. A Estrutura do Mercado de Capitais Brasileiro

O que é o Mercado de Capitais. A importância do Mercado de Capitais para a Economia. A Estrutura do Mercado de Capitais Brasileiro 1 2 O que é o Mercado de Capitais A importância do Mercado de Capitais para a Economia A Estrutura do Mercado de Capitais Brasileiro O que é Conselho Monetário Nacional (CNM) O que é Banco Central (BC)

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 14 Rendimentos a distribuir 3.599 2.190 Aplicações financeiras de renda fixa

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2011 - BANCO BRADESCO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2011 - BANCO BRADESCO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Fluxo de Caixa

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008 (Em milhares de reais) NOTA 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Seguradora está autorizada a operar em seguros do

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e Fundo de Investimento Imobiliário Península Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 3 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Ativo 2009 2008

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

ABN AMRO REAL Demonstrações Financeiras 2006

ABN AMRO REAL Demonstrações Financeiras 2006 ABN AMRO REAL Demonstrações Financeiras 2006 Banco ABN AMRO Real S.A. e Empresas ABN AMRO no Brasil 31 de dezembro de 2006 e 2005 com Parecer dos Auditores Independentes 3 Relatório da Administração 4

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e 2013

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e 2013 KPDS 110896 Conteúdo Relatório da Administração 3 Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 4 Balanços patrimoniais 6 Demonstrações de resultados 7 Demonstrações das mutações

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 31 de Dezembro de 2014 ÍNDICE GERAL Página Demonstrativos Contábeis 02 Notas Explicativas da Administração 09 Resumo do Relatório do Comitê de Auditoria 112 Relatório dos Auditores

Leia mais

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Brito Amoedo Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Demonstrações Contábeis, Relatório dos Auditores Independentes e Parecer do Conselho Fiscal

Demonstrações Contábeis, Relatório dos Auditores Independentes e Parecer do Conselho Fiscal Demonstrações Contábeis, Relatório dos Auditores Independentes e Parecer do Conselho Fiscal Gestão, Elaboração e Divulgação de Relatórios de Análise Econômica Financeira e Demonstrações Contábeis Consolidadas

Leia mais

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro Press Release Destaques Operacionais O Banrisul apresentou, nos nove meses de 2011, trajetória ascendente de crescimento no crédito. Os indicadores de inadimplência e de qualidade da carteira mantiveram-se

Leia mais

e) 50.000.000,00. a) 66.000.000,00. c) 0,00 (zero).

e) 50.000.000,00. a) 66.000.000,00. c) 0,00 (zero). 1. (SEFAZ-PI-2015) Uma empresa, sociedade de capital aberto, apurou lucro líquido de R$ 80.000.000,00 referente ao ano de 2013 e a seguinte distribuição foi realizada no final daquele ano: valor correspondente

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP Novas Demonstrações Contábeis do Setor Público DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SETOR PÚBLICO Englobam todos os fatos contábeis e atos que interessam

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 (R1) DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 (R1) DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 (R1) DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 7 (IASB) PRONUNCIAMENTO Conteúdo OBJETIVO

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 7 (IASB) PRONUNCIAMENTO Conteúdo Item OBJETIVO

Leia mais

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA 1- INTRODUÇÃO O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social, por meio do Decreto nº 5.212, de 22 de setembro de 2004, teve o seu Estatuto Social alterado

Leia mais

Anexo ao Ato Declaratório Executivo Cofis n o 20/2015 Manual de Orientação do Leiaute da ECF Atualização: Março de 2015

Anexo ao Ato Declaratório Executivo Cofis n o 20/2015 Manual de Orientação do Leiaute da ECF Atualização: Março de 2015 A.1.1.1.2. L100B - Financeiras 1.0.3.9.9.99.99 ATIVO GERAL 01012014 S 1 01 1.1.0.0.0.00.00 ATIVO 01012014 S 1.0.0.0.0.00.00 2 01 1.1.1.0.0.00.00 CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 01012014 S 1.1.0.0.0.00.00

Leia mais

Unidade III. Operadores. Demais instituições financeiras. Outros intermediários financeiros e administradores de recursos de terceiros

Unidade III. Operadores. Demais instituições financeiras. Outros intermediários financeiros e administradores de recursos de terceiros MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS Unidade III 6 O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL O sistema financeiro nacional é o conjunto de instituições e instrumentos financeiros que possibilita a transferência de recursos

Leia mais

Curso Extensivo de Contabilidade Geral

Curso Extensivo de Contabilidade Geral Curso Extensivo de Contabilidade Geral Adelino Correia 4ª Edição Enfoque claro, didático e objetivo Atualizado de acordo com a Lei 11638/07 Inúmeros exercícios de concursos anteriores com gabarito Inclui

Leia mais

CÓDIGOS TÍTULOS CONTÁBEIS ATRIBUTOS

CÓDIGOS TÍTULOS CONTÁBEIS ATRIBUTOS 1 1.0.0.00.00-7 CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO UBDKIFJACTSWEROLMNHZ - - - 1.1.0.00.00-6 DISPONIBILIDADES UBDKIFJACTSWEROLMNHZ - - - 1.1.1.00.00-9 Caixa UBDKIFJACTSWER-LMNHZ - - - 1.1.1.10.00-6 CAIXA

Leia mais

Circular nº 3477. Total de Créditos Tributários Decorrentes de Diferenças Temporárias Líquidos de Obrigações Fiscais 111.94.02.01.

Circular nº 3477. Total de Créditos Tributários Decorrentes de Diferenças Temporárias Líquidos de Obrigações Fiscais 111.94.02.01. Detalhamento do patrimônio de referência (PR) : 100 110 111 111.01 111.02 111.03 111.04 111.05 111.06 111.07 111.08 111.90 111.90.01 111.91 111.91.01 111.91.02 111.91.03 111.91.04 111.91.05 111.91.06 111.91.07

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS (Administrado pelo Banco Industrial e Comercial S.A.) DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO FINDO EM 30 DE SETEMBRO

Leia mais

Raízen Combustíveis S.A.

Raízen Combustíveis S.A. Balanço patrimonial consolidado e condensado (Em milhares de reais, exceto quando indicado de outra forma) Ativo 30.06.2014 31.03.2014 Passivo 30.06.2014 31.03.2014 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

Tabela de Fatos - DCA 2014

Tabela de Fatos - DCA 2014 Tabela de Fatos - DCA 2014 Element siconfi-cor:p1.0.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.1.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.2.00.00

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens a seguir, a respeito da Lei n.º 6.404/197 e suas alterações, da legislação complementar e dos pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 71 Os gastos incorridos com pesquisa

Leia mais

ANEND AUDITORES INDEPENDENTES S/C

ANEND AUDITORES INDEPENDENTES S/C A DD. DIRETORIA DO SOLIDÁRIA - CRESOL BASER Rua Nossa Senhora da Glória, 52ª - Cango Francisco Beltão - PR CNPJ: 01.401.771/0001-53 Balanço Patrimonial e Demonstração de Sobras ou Perdas consolidadas do

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS

RELEASE DE RESULTADOS RELEASE DE RESULTADOS BANCO PAULISTA SOCOPA Corretora Resultados 4 Trimestre de 2011 1 O BANCO PAULISTA e a SOCOPA - CORRETORA PAULISTA anunciam os resultados do quarto trimestre de 2011. O BANCO PAULISTA

Leia mais

CONGLOMERADO FINANCEIRO

CONGLOMERADO FINANCEIRO CONGLOMERADO FINANCEIRO DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS COMBINADAS DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2006 E 2005 ÍNDICE Demonstrações Financeiras Combinadas do Conglomerado Financeiro Alfa PÁGINA - Relatório

Leia mais

HSBC Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo Tripla Vantagem CNPJ nº 09.522.596/0001-64

HSBC Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo Tripla Vantagem CNPJ nº 09.522.596/0001-64 HSBC Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo Tripla Vantagem CNPJ nº 09.522.596/0001-64 (Administrado pelo HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo CNPJ nº 01.701.201/0001-89) Demonstrações financeiras

Leia mais

5 de fevereiro de 2002

5 de fevereiro de 2002 5 de fevereiro de 2002 O Banco do Estado do Amazonas Bea foi privatizado em 24 de Janeiro de 2002 por R$ 182,9 milhões, equivalentes ao preço mínimo. O adquirente foi o Bradesco, um conglomerado financeiro

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

JSL Arrendamento Mercantil S/A.

JSL Arrendamento Mercantil S/A. JSL Arrendamento Mercantil S/A. Relatório de Gerenciamento de Riscos 2º Trimestre de 2015 JSL Arrendamento Mercantil S/A Introdução A JSL Arrendamento Mercantil S/A. (Companhia) se preocupa com a manutenção

Leia mais

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A.

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2011 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. Índice Análise Gerencial da Operação 1 Sumário Executivo 3 Análise do Resultado 11 Margem

Leia mais

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Informativo para a Imprensa São Paulo (SP), 21 de fevereiro de 2013. BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Crédito cresce 25% no ano e atinge participação de mercado histórica

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

FONTES DE FINANCIAMENTO DE CURTO PRAZO

FONTES DE FINANCIAMENTO DE CURTO PRAZO FONTES DE FINANCIAMENTO DE CURTO PRAZO Introdução Mercado de crédito Objetiva suprir a demanda por recursos de curto e médio prazo da economia, sendo constituído por todas as instituições financeiras bancárias

Leia mais