NEWSLETTER CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NEWSLETTER CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA"

Transcrição

1 CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA 3º TRIMESTRE 2012 Volume 3, Edição 3 Pontos de interesse especiais: BPI Exportação Segura e o novo Seguro de Créditos Operações Exportação Visita da comitiva de Atami a Portugal EDITORIAL De acordo com os números oficiais Japoneses, divulgados no site da JETRO Japan External Trade Organization, Portugal mantém no final de Julho de 2012, uma balança comercial positiva com o Japão (317.6 vs milhões de dólares musd-), tendo exportado mais 103 musd do que o que importámos do Japão, nestes primeiros sete meses do ano. Em relação ao mesmo período dos dois últimos anos, o valor da balança comercial era de -139 e de -10 musd, em 2010 e 2011, (com os valores de exportações Portuguesas em e musd, respectivamente). Nesta edição: - Notícias do Japão - Comitiva Atami - Curiosidades no Japão - Eventos do Último Trimestre - Próximos Eventos - Balança Comercial - Oportunidades Comerciais - Feiras no Japão A manter-se esta tendência (+103 milhões no final de Julho), os valores da balança comercial com o Japão, no final deste ano, deverão ultrapassar os +46 musd atingidos em Dezembro de 2011, o que diz bem do esforço que os nossos exportadores (e a diplomacia económica, finalmente) têm vindo a desenvolver, pese embora a subida do valor do Yen (mais 15,16% do que em Julho de 2011). O potencial de exportação de produtos nacionais para este país é enorme, e se tivermos em conta o valor das importações Japonesas só de produtos alimentares, (na ordem dos mais de musd anuais, cerca de 8,6% das suas importações totais) os valores de exportação Portugueses, só nesta área específica, têm uma possibilidade imensa de crescimento. A Câmara de Comércio existe exclusivamente para o apoiar, dando-lhe todo o suporte que for possível para colocar os seus produtos neste mercado. Cumprimentamos os novos Associados TOP ATLÂNTICO BUSINESS TRAVEL EXPERTS Avenida Dom João II, LOTE º Piso Lisboa Tel.: Fax: Notícias dos Associados 7 - Notícias dos Associados 8 CULTURLINK, UNIPESSOAL LDA. Avenida António Augusto de Aguiar nº 100 1ºDto Lisboa Tel: Fax:

2 CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA Notícias Japão Opções Energéticas para o Japão Japão descobre grande reserva de terras raras Na sequência do desastre de 11 de Março de 2011 em Fukushima, o governo do Sr. Noda apresentou à nação Japonesa para discussão pública, no passado mês de Julho, um plano de Opções para a energia e ambiente, traçando 3 cenários para 2030, com quatro modelos teóricos de projeção de custos para o consumidor, com base nas quatro seguintes premissas: redução da dependência da energia nuclear, redução da despesa em combustíveis fósseis, maximização da utilização de energias renováveis e promoção da conservação de energia e, por último, a redução de emissões de CO2. A elasticidade dos preços estimados apresentados, dependendo do modelo teórico, vai desde um aumento para o consumidor de 40% até aos 110% em 2030 (atenuada pelos resultados de promoção de conservação e poupança de energia e pela redução dos custos com emissões de CO2). Os três cenários apresentados, com redução de energia nuclear a 0%, 15% e 20-25% (até Março de 2011 representava 26% da produção total de energia no Japão e o plano estratégico nacional previa um aumento para 45% até 2030), foram alvo de uma consulta pública, cujos resultados agora divulgados foram os seguintes: a adesão à opção de redução a 0% de energia nuclear foi de 46.7%, com 15,4% para a adesão aos 15% e de 13% para os 20-25%. A opção escolhida, apresenta uma transição quase aritmética da dependência da energia nuclear (26% hoje) para as energias renováveis, que passará dos atuais 10% para os 35%, mantendo praticamente estável o consumo de combustíveis fósseis. De notar que no último ano, e desde que há registos de importações/ exportações (nos anos 50), a balança comercial Japonesa foi negativa, essencialmente devido aos custos de importação de combustíveis fósseis (mais 7 mil milhões de USD que no ano anterior). O impacto na economia Japonesa com a implementação do cenário escolhido (0% energia de nuclear em 2030), deverá ser superior a 500 mil milhões de dólares, reduzindo o seu PIB em mais de 8%. O Japão encontrou nas suas águas territoriais um grande depósito de terras raras e minerais essenciais para a indústria de alta tecnologia. De acordo com cientistas nipónicos a descoberta pode abastecer o país por duzentos anos. O depósito encontra-se no subsolo ao largo de uma ilha do Oceano Pacífico, no extremo Noroeste do Japão. Neste local existem cerca de 6,8 mil milhões de toneladas de terras raras e minerais usados na produção, entre outros, de carros elétricos, de Iphones e Ipods, e essenciais na tecnologia laser, em mísseis e em turbinas eólicas. PM do Japão afirma que país enfrenta os mesmos riscos que Estados europeus com problemas financeiros De acordo com o primeiro-ministro Yoshihiko Noda o Japão enfrenta os mesmos riscos que os Estados da União Europeia com problemas financeiros. Esta afirmação vem no seguimento da defesa de uma taxa para reduzir a elevada dívida do país. A declaração do responsável pelo executivo japonês seguiu-se à decisão dos líderes dos países que partilham o euro de avançar com medidas de urgência para Espanha e Itália. O Japão acumulou uma dívida pública que é mais do dobro do seu PIB (Produto Interno Bruto). Disputa sobre soberania territorial leva a China e o Japão a desentendimento As relações diplomáticas entre a China e o Japão, devido a uma disputa de soberania territorial antiga, vivem dias de tensão. A reclamação pela soberania das Ilhas Senkaku reacendeu-se devido ao desembarque de ativistas japoneses nesse arquipélago a fim de reafirmar a soberania japonesa. A situação agravou-se quando, após o desembarque dos japoneses, 14 ativistas chineses tentaram fazer o mesmo acabando por serem detidos pelo Japão. A população chinesa tem protestado contra a posição do Japão quanto à questão das Ilhas Daioyu (nome dado pela China ao arquipélago), embora Tóquio tenha deixado claro que este ato por parte dos ativistas japoneses não foi autorizado. Não só a China e o Japão reclamam estas 5 ilhotas desabitadas como suas, dado que Taiwan também defende este arquipélago como seu, denominando o território como Ilhas Tiaoyutai. O facto é que o Japão tem o poder efetivo destas ilhas desde 1972, aquando da sua devolução por parte dos EUA mediante o Tratado de Paz de São Francisco. Este poder concedido ao Japão, foi sempre alvo de protestos de Pequim e Taipé. Em suma, esta disputa entre estes países, deve-se maioritariamente, a prospeções que indicam que este território é extremamente rico em petróleo. Página 2

3 Comitiva Atami No passado dia 27 de Junho, uma Comitiva da CCILJ, composta por representantes da Câmara e algumas empresas associadas, do sector do turismo, reuniu-se com uma delegação Japonesa, proveniente da cidade de Atami. Este encontro decorreu no Hotel Mirage, em Cascais e contou com o apoio do Município desta cidade, tendo sido realizado no contexto do Cascais International Gathering A comitiva da CCILJ contou com a presença do seu Presidente, Sr. António Morão, o Vice-Presidente Dr. Kei Otsuka, a Secretária-Geral Dra. Andreia Brízido e ainda representantes de seis empresas associadas: Hotéis Altis, Culturlink, Travelstore American Express, Tiara Park Atlantic Lisboa, TopAtlântico e Pestana Hotéis & Resorts. Na comitiva japonesa estiveram integrados altos representantes do Município de Atami e da Câmara de Comércio da mesma localidade. Tendo por base um modelo de networking, este encontro contou com uma breve apresentação da Câmara por parte do Sr. António Morão. Seguidamente foi efectuada uma curta apresentação das empresas pelos seus representantes. Seguiu-se uma curta sessão de questões por parte dos representantes japoneses, que procuraram entender um pouco melhor a actual dimensão do turismo japonês em território nacional. Realizado num ambiente relativamente descontraído, este evento contou ainda com uma troca de presentes entre as comitivas. Para esse efeito, foi oferecido à Câmara Municipal de Cascais e aos representantes japoneses, pequenos cabazes com produtos comercializados por alguns dos nossos Associados, sendo eles: muxama de atum da All Med Gourmet; azeite da Herdade do Esporão; refrigerantes da Sumol+Compal; bolachas, biscoitos e amêndoas da Vieira de Castro; e ainda vinho por parte da Cortes de Cima e da António Manuel Baião Lança. Curiosidades no Japão Após 67 anos, a cidade de Hiroshima recordou e homenageou as vítimas do ataque nuclear, que devastou aquela região, através de uma cerimónia emotiva que apelou à paz e à abolição das armas nucleares. Foi feito um minuto de silêncio que marcou o momento em que a cidade sofreu o primeiro ataque nuclear da história da Humanidade. O Japão abriu creches que funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana em bases militares com o objetivo de evitar que as mulheres abandonem a carreira nas forças de defesa do país para criarem os filhos. Medidas de apoio à maternidade vão ser cada vez mais importantes já que até 2030, um terço da população do país terá idade para se reformar. Em Julho do ano corrente, o turismo no Japão cresceu mais de 50% comparativamente a Julho de A maioria dos estrangeiros a visitar o Japão são da China e da Coreia do Sul, pelo que na totalidade foram estrangeiros que estiveram em solo japonês. Contudo, a Agência de Turismo do Japão revelou alguma preocupação quanto à possível diminuição de turistas chineses no Japão devido aos últimos desentendimentos relativamente às disputas territoriais entre os dois países. Os hotéis-cabine tem cada vez mais procura no Japão. Após o sucesso das capsulas, os hotéis First Cabin apostaram em instalações e serviços de luxo em espaços muito reduzidos. Esta cadeia de hotéis cabine já se encontra em Osaka, Kioto e Tóquio (no aeroporto de Haneda), tendo quartos first class e business class sendo que este último, o mais pequeno, tem 2,5m2. A ocupação destes hotéis ultrapassa sempre os 85%, sendo que o do aeroporto tem constantemente a sua capacidade de ocupação quase no limite. Este tipo de hotel é uma opção económica que tem obtido, desde 2009, um crescente número de adeptos no Japão. Página 3

4 Eventos do último Trimestre Volume 3, Edição 3 31 de Maio Curso de Iniciação ao Japonês II Edição No dia 31 de Maio, nas instalações da CCILJ, teve início uma nova edição do Curso de iniciação à Língua Japonesa, em regime pós-laboral. Este curso é um curso de iniciação, destinado a um público com conhecimento zero da língua japonesa. Workshop - Alterações ao Código de Trabalho após Concertação Social Realizou-se nas instalações da CCILJ, dia 18 de Junho o workshop supramencionado que cumpriu os seus objectivos de demonstrar, esclarecer e analisar, em termos práticos, as regras relativas à renovação extraordinária do contrato a termo certo; novo regime de cálculo da compensação; as novas regras relativas ao banco de horas, ao trabalho suplementar, às férias, aos feriados e às pontes. Próximos Eventos Seminário "Insolvência e Revitalização de Empresas: A Nova Lei" em Novembro. Datas a definir em breve. Curso de Iniciação ao Japonês III Edição, Novembro, CCILJ O próximo curso de iniciação ao japonês terá lugar já em Novembro, em regime pós-laboral. Este curso é um curso de iniciação, destinado a um público com conhecimento zero da língua japonesa. Entre em contacto connosco para obter mais informações. Inscreve-se já! Formações Logiciel CCILJ WEBcopywriting, 28 de Setembro das 19h00 às 22h30, na CCILJ. PREZI Apresentações Dinâmicas e Inteligentes, 11 e 12 de Outubro, 2 sessões de 3h30, na CCILJ. Para saber mais informações contacte-nos: Seminário Inovar e Empreender A Câmara de Comércio e Indústria Luso-Japonesa convida todos os seus associados e/ou interessados em assistir ao seminário promovido pela Câmara de Comércio Luso-Belga-Luxemburguesa intitulado "Inovar e Empreender", que será realizado no dia 11 de Outubro no Tiara Park Hotel. Participe! Missão Comercial ao Japão - 2º Semestre Em Novembro, decorrerá a segunda Missão Comercial ao Japão de A CCILJ pretende, tal como nas missões anteriores, contribuir e promover as relações comerciais entre as empresas portuguesas e japonesas. A Câmara, durante a Missão passada, prestou apoio a três empresas que rumaram ao Japão à procura de oportunidades de negócio. É no âmbito de uma possível criação de oportunidades comerciais entre ambos os países, que a CCILJ espera que esta seja mais uma missão de sucesso e que tudo corra de feição. Página 4 Brevemente! Crash Courses - Prova de Vinho e Prova de Vinhos do Porto em parceria com a Casa Macário. Venha descobrir mais sobre o Vinho português na nossa companhia! Traduções/intérpretes A CCILJ tem ao seu dispor um serviço de tradução e intérprete realizados por profissionais experientes: Japonês / Português e Português / Japonês. Para mais informações, por favor, contacte-nos:

5 CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA Balança Comercial Conversor de Moedas Yen Euro 1 0,00971 Euro Yen 1 102,90 Data da conversão: 17 de Set. Fonte: IMPORTAÇÕES NC Partes e acessórios dos veículos automóveis das posições 8701 a 8705 % Tot 11 Var % 10/ ,6 22, Automóveis de passageiros e outros veículos transporte passageiros, etc ,3-46, Aparelhos eléctricos de sinalização acústica ou visual, exc os das pp 8512/ ,5 175, Fibras ópticas e feixes fibras ópticas; cabos fibras ópticas; lentes, ,8-21, Motores de pistão, de ignição por compressão (motores diesel ou semidiesel) ,4-12, Partes destinadas exclusiva/principalmente p/ os aparelhos das pp 8535/36/ ,1 46, Máquinas/aparelhos ar condicionado c/ ventilador motorizado/dispositivos, etc ,6-3, Borracha sintética e artificial, derivada dos óleos, etc ,2-29, Pneumáticos novos, de borracha ,9-15, Carroçarias p/ os veículos automóveis das pp 8701 a 8705, incluídas as cabinas ,9-3,0 Amostra ,2 -- EXPORTAÇÕES NC Compostos de função carboxiamida, compostos da função amida do ácido carbónico 8526 Aparelhos de radiodetecção/radiossondagem, de radionavegação/ radiotelecomando % Tot 11 Var % 10/ ,0 94, ,5 182, Tomates preparados ou conservados, excepto em vinagre ou em ácido acético ,8-2, Aparelhos receptores p/ radiotelefonia/radiotelegrafia/radiodifusão, etc ,1 26, Automóveis de passageiros e outros veículos transporte passageiros, etc , Calçado c/ sola externa borracha, plástico, couro e parte superior couro nat ,4 25, Vinhos de uvas frescas ,5 15, Minérios de tungsténio e seus concentrados ,5 638, Gorduras/óleos peixes/mamíferos marinhos mesmo refinados, n/ quimicam/ modific ,8 39, Aparelhos p/ interrupção, seccionamento, protecção etc, p/ tensão <=1000 volts ,6-32,1 Amostra ,7 -- Unidade: Milhares de euros - Coeficiente de variação >= 1000% ou valor zero no período anterior POSIÇÃO E QUOTA DO JAPÃO Unid Japão como cliente de Portugal Japão como fornecedor de Portugal Posição % Saídas 0,78 0,46 0,27 0,35 0,45 Posição % Entradas 0,95 0,92 0,55 0,64 0,59 Nota: Os termos Saídas e Entradas correspondem aos agregados (Expedições+Exportações) e (Chegadas+Importações), cujas designações se referem às trocas comerciais IntraUE e ExtraUE, respectivamente. Fonte: INE (via AICEP) Página 5

6 OPORTUNIDADES COMERCIAIS Volume 3, Edição 3 Bebidas (chás, refrigerantes, sumos) Número de Proposta Tipo de Negócio- Exportação/Importação de produtos/partes Oferta - Oferta de compra de produtos/partes Categoria da Proposta Coffee, tea, cocoa, beverages, vinegar, etc. País/área Kyoto, Japan Atum, pargo e savelhas Número de Proposta Tipo de Negócio- Exportação/Importação de produtos/partes Oferta - Oferta de vendade produtos/partes Categoria da Proposta 0002 Fish and crustaceans and their preparations País/área Ehime, Japan Marisco congelado Número de Proposta Tipo de Negócio - Exportação/Importação de produtos/ partes Oferta - Oferta de venda produtos/partes Categoria da Proposta Fish and crustaceans and their preparations País/área Fukuoka, Japan Limão Fresco (Certificado pela JAS e GAP) Número de Proposta Tipo de Negócio- Exportação/Importação de produtos/partes Oferta - Oferta de vendade produtos/partes Categoria da Proposta 0004 Fresh fruit ( included those that have been frozen, chilled or salted) País/área Fukuoka, Japan FEIRAS West Japan China Ware Festa (34th) Agro-Innovation Japan to in Asia/ Japan/ Kitakyushu Exposição/ Exhibit: Chinaware produced in West Japan and other major producing places in Japan, pottery equipment, wheels, etc. N.ºde Expositores em 2011/ Exhibitors in 2011: 199 JATA Tourism Forum & Travel Showcase to in Asia/ Japan/ Tokyo Exposição/ Exhibit: Travel companies, NTO's and Embassies; Government and public offices, Prefectural, city and governments, Airlines, Railways, Bus, Cruise and Rental car companies, Hotels, IT companies, etc. N.ºde Expositores em 2010/ Exhibitors in 2010: 700 Japan Aerospace to in Asia/ Japan/ Nagoya (Aichi) Exposição/ Exhibit: A variety of fields including air transportation and space environment with the latest aerospace products and technologies to in Asia/ Japan/ Tokyo Exposição/ Exhibit: Seed, seeding, Agricultural products/ Cultivators and Tillers/Nursery and planting machinery/ Cultivation facilities, machinery and equipment/ Agrichemicals and Fertilizer/Good Agricultural Practice (GAP) related materials and services/agricultural related organizations and publications. N.ºde Expositores em 2011/ Exhibitors in 2011: 152 Techno-Ocean to in Asia / Japan / Kobe Exposição/ Exhibit: Development, creation and/or preservation of maritime environment and construction/equipment/ material for on and under sea technology/quake-alleviating technology/maritime resources/energy/biotechnology, and of machinary for harbor construction/cargo handling/ communication/information. N.º de Expositores em 2011/ Exhibitors in 2011: 91 N.ºde Expositores em 2008/ Exhibitors in 2008: 528 BioJapan 2012 Powtex Tokyo to in Asia/ Japan/ Tokyo to in Asia/ Japan / Yokohama Exposição / Exhibit: Forefront cutting-edge biotechnology and related products, service, developments, etc. Exposição/ Exhibit: Manufacturing, Processing Equipment Zone /Instrumentation, Measuring & Laboratory Equipment Zone/Materials, Engineering & Information Zone /Nano- Particle Technologies Zone. N.ºde Expositores em 2010/ Exhibitors in 2010: 327 N.ºde Expositores em 2011/ Exhibitors in 2011: 265 (including : 26 foreign exhibitors) Página 6

7 CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA Notícias dos Associados BPI Exportação Segura e o novo Seguro de Créditos Operações Exportação O BPI Exportação Segura é um pacote agregador de produtos e serviços financeiros que permite cobrir os principais riscos da actividade exportadora. Entre outras soluções especialmente vocacionadas para empresas exportadoras, o BPI Exportação Segura inclui o novo Seguro de Créditos para Operações de Exportação BPI-COSEC, um produto exclusivo para Clientes BPI, resultante de uma parceria entre o BPI e a COSEC, líder nacional em seguros de créditos e detida a 50% entre o BPI e o Grupo EULER-HERMES, o maior grupo mundial de seguradores de crédito. Este seguro é único e inovador em Portugal, pois permite segurar o risco de não pagamento em operações individuais de exportação, factura a factura. O montante máximo por operação passível de cobertura é de 300 mil euros, estando cobertos os riscos de falência/insolvência ou mora do importador. Por este motivo, esta solução é especialmente vocacionada para empresas que: i) exportam pontualmente e que, assim, não necessitam de recorrer a apólices globais de seguros de crédito; ii) estão a exportar para um novo mercado, que ainda não conhecem em profundidade; por exemplo, para empresas portuguesas que pretendam exportar para o Japão pela primeira vez, este produto poderá ser uma solução eficaz. iii) estão a fazer uma transacção com um novo cliente externo, ou seja, não têm um conhecimento detalhado sobre o importador. A experiência da COSEC e da EULER-HERMES, que actuam nos mercados externos e recorrem a inúmeras fontes de informação locais na fase de análise de risco, permite colmatar esta falta de conhecimento e avaliar, de forma mais detalhada, o grau de risco do importador. Adicionalmente, em caso de mora ou falência do importador, a empresa poderá ver a totalidade do seu crédito recuperado, uma vez que COSEC, no apoio à actividade de recuperação, procura recuperar 100% do valor da operação, independentemente do plafond atribuído. Para além deste novo seguro, o BPI Exportação Segura inclui soluções de Créditos Documentários de Exportação, Factoring de Exportação (incluindo factoring simples) e soluções de seguros de créditos COSEC com garantia do Estado, incluindo produtos para cobertura de risco político. Assim, com o BPI, as empresas nacionais terão formas de impulsionar a sua actividade exportadora em maior segurança, para qualquer parte do mundo. Presidente e CEO da Canon, Fujio Mitarai, recebe condecoração real holandesa O Presidente e CEO da Canon Inc., Fujio Mitarai, recebeu a condecoração real holandesa de Comandante da Ordem de Orange-Nassau. Esta condecoração vem reconhecer Fujio Mitarai pelo seu excecional serviço prestado à Holanda e pelo investimento significativo da Canon naquele país, desde A Canon estabeleceu a sua sede europeia, a Canon Europa NV, nos subúrbios de Amesterdão, em Amstelveen, no ano de 1982, que ainda hoje continua a ser a sede operacional da empresa para a Europa, Médio Oriente e África. Em 2010 a Canon adquiriu a Océ NV e a Delft DI, em 2012, naquele país. Em Outubro de 2010, o Sr. Mitarai condecorou o presidente da Câmara de Venlo com grau catedrático de Endowed Canon-Océ em Business Services Innovation, que foi criado no campus da Universidade de Maastricht, em Venlo. A condecoração promove a partilha da inovação e do conhecimento como novos serviços relacionados com o desenvolvimento de documentos. A Canon também tem trabalhado para fortalecer os laços entre o Japão e a Holanda ao longo dos anos. A companhia apoia a Japan Festival Association, que visa promover os laços entre os dois países, e tem patrocinado a World Press Photo, uma organização sediada na Holanda, ao longo das últimas duas décadas. Através da Fundação Canon Europa, também com sede na Holanda, as experiências culturais e científicas internacionais têm florescido entre o Japão e a Europa. A honra agora concedida ao Sr. Mitarai, Comandante da Ordem de Orange-Nassau, é a mais elevada da Ordem dos civis e a terceira mais alta da Ordem Orange-Nassau. Página 7

8 Notícias dos Associados Produção da Toyota, Nissan e Honda aumentaram no estrangeiro As três maiores fabricantes de automóveis no Japão, viram a sua produção aumentar no estrangeiro no passado mês Julho. Por exemplo, a Toyota produziu, em Julho deste ano, mais de 878 mil veículos em todo o mundo, ou seja, mais de 24% do que no ano anterior. Por sua vez, a Nissan aumentou a sua produção em cerca de 5,1% o que se traduz em mais de 400 mil automóveis produzidos nas suas fábricas pelo mundo. Por último, a Honda aumentou igualmente a sua produção global, em Julho de 2012, de 67%. A razão deste aumento de produção das grandes fabricantes japonesas, deve-se ao facto da valorização do iene face ao euro e ao dólar, o que encarece os produtos fabricados no Japão. Canal JSTV disponível no Hotel Lisboa Plaza do Grupo Heritage Este Hotel é um dos únicos dois em Lisboa a disponibilizar este canal aos seus clientes. Tratando-se de um oferta pouco habitual no universo hoteleiro em Portugal, esta será, certamente, uma mais-valia nas deslocações ao território português no âmbito das relações económicas Portugal-Japão. O Canal JSTV é o único canal de televisão por satélite japonês disponível na Europa, e dispõe de uma grelha de programação variada. Mais informações disponíveis em portugal.php Salvador Caetano e Airbus constroem fábrica de aeronáutica no Norte Salvador Caetano, em parceria com Aerobus, entra no sector aeronáutico ao abrir uma fábrica nos concelhos de Gaia e Ovar. Com a sua conclusão prevista para o final do ano, a nova fábrica da Salvador Caetano terá uma unidade de engenharia de alta tecnologia que irá tornar na Salvador Caetano a principal empresa fornecedora da Airbus. Estas duas fábricas irão criar cerca de 800 postos de traba- CURSOS DE JAPONÊS E PORTUGUÊS PARA ESTRANGEIROS Gostava de dizer mais do que apenas Arigato?? A CCILJ promove ao longo do ano vários cursos de iniciação à língua japonesa nas instalações da Câmara, com professores nativos e altamente qualificados!! CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA Organizamos também para as empresas cursos de Português como Língua estrangeira! Não hesite em contactar-nos, teremos o maior prazer em analisar as vossas necessidades e apresentar a melhor solução par a sua empresa!! Rua Artilharia 1, Lote 104, 5º Esq., Lisboa Tel.: Fax.: ou Website: Página 8 SOBRE NÓS A Câmara de Comércio e Indústria Luso-Japonesa, fundada em 1971, é uma associação que tem como missão promover e facilitar as relações económicas entre Portugal e o Japão junto das instituições japonesas e demais agentes económicos a quem competem estas operações no mercado. O programa de actividades a que nos propomos centra-se na promoção do desenvolvimento das relações comerciais, industriais, financeiras, técnicas, tecnológicas, científicas, profissionais e turísticas entre os dois países, assim como no aumento decisivo das exportações de Portugal para o Japão. Para saber mais, por favor, aceda o nosso website em FICHA TÉCNICA Presidente: António Morão; Secretária-Geral: Andreia Brízido; Apoio: Carina Teixeira Proprietário: Câmara de Comércio e Indústria Luso-Japonesa Sede de Administração: Rua da Artilharia Um, 104 5º Esq Lisboa Tel.: / Fax.:

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A ALEMANHA

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A ALEMANHA Expedições 4.646.753 4.957.528 4.954.299 4.099.667 4.771.584 1,4 16,4 Chegadas 8.054.468 8.367.508 8.594.931 6.813.091 7.886.527 0,4 15,8 Saldo -3.407.716-3.409.980-3.640.632-2.713.423-3.114.943 -- --

Leia mais

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A AUSTRÁLIA

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A AUSTRÁLIA BALANÇA COMERCIAL 2005 2006 2007 2008 Exportações 82.213 65.434 62.538 53.583 44.990-13,8 39.853 62.848 57,7 Importações 23.679 28.230 38.501 16.980 14.662-3,5 14.187 11.454-19,3 Saldo 58.534 37.204 24.037

Leia mais

Alemanha - Síntese País

Alemanha - Síntese País Informação Geral sobre a Alemanha Área (km 2 ): 356 970 km 2 Chanceler Federal: Angela Merkel População (milhões hab.): 81 (estimativa 2014) Risco de crédito (*): Capital: Berlim Risco do país: A (AAA

Leia mais

França - Síntese País

França - Síntese País Informação Geral sobre França Área (km 2 ): 543 965 Primeiro-Ministro: Manuel Valls População (milhões hab.): 66,3 (estimativa janeiro ) - Insee Risco de crédito: (*) Capital: Paris Risco do país: A (AAA=risco

Leia mais

Espanha - Síntese País e Relacionamento Bilateral

Espanha - Síntese País e Relacionamento Bilateral Informação Geral sobre Espanha Área (km 2 ): 504 880 Primeiro-Ministro: Mariano Rajoy População (milhões hab.): 47,1 (estimativa ) Risco de crédito: (*) Capital: Madrid Risco do país: BBB (AAA = risco

Leia mais

Venezuela. Dossier de Mercado. Maio 2008

Venezuela. Dossier de Mercado. Maio 2008 Venezuela Dossier de Mercado Maio 2008 Venezuela Dossier de Mercado (Maio 2008) Índice 1. O País...3 1.1 Venezuela em Ficha...3 1.2 Organização Política e Administrativa...4 1.3 Situação Económica...5

Leia mais

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM OS EUA

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM OS EUA Exportações 2.105.266 1.787.108 1.340.039 1.012.141 1.333.325-8,2 31,7 Importações 780.797 953.828 1.030.620 864.390 843.343 2,9-2,4 Saldo 1.324.469 833.280 309.419 147.751 489.982 -- -- Coef. Cob. 269,6%

Leia mais

Austrália - Síntese País

Austrália - Síntese País Informação Geral sobre a Austrália Área (km 2 ): 7 682 400 Primeiro-Ministro: Tony Abbott População (milhões hab.): 23,6 (estimativa 2014) Risco de crédito: (*) Capital: Camberra Risco do país: BBB (AAA

Leia mais

Mercados informação global

Mercados informação global Mercados informação global Relações Económicas Portugal - Paraguai Novembro 2010 Índice 1. Relações Económicas Portugal Paraguai 3 1.1 Comércio 3 1.1.1 Importância do Paraguai nos fluxos comerciais para

Leia mais

Bélgica - Síntese País

Bélgica - Síntese País Informação Geral sobre a Bélgica Área (km 2 ): 30 528 Primeiro-Ministro: Charles Michel População (milhões hab.): 11,1 (estimativa 2014) Risco de crédito: (*) Capital: Bruxelas Risco do país: A2 (AAA =

Leia mais

Em Abril de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou 0.9 pontos na União Europeia e diminuiu, 0.5 pontos, na Área Euro.

Em Abril de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou 0.9 pontos na União Europeia e diminuiu, 0.5 pontos, na Área Euro. Abr-04 Abr-05 Abr-06 Abr-07 Abr-08 Abr-09 Abr-10 Abr-11 Abr-12 Análise de Conjuntura Maio 2014 Indicador de Sentimento Económico Em Abril de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou 0.9 pontos

Leia mais

Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP

Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP AIMINHO Braga, 24 de Outubro, 2014 1 P a g e Distintas Entidades aqui presentes, Senhores Empresários, Minhas

Leia mais

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015 Desafios da Internacionalização O papel da AICEP APAT 10 de Outubro, 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA COMPETITIVIDADE

Leia mais

África do Sul - Síntese País

África do Sul - Síntese País Informação Geral sobre a África do Sul Área (km 2 ): 1 219 090 Vice-Presidente: Cyril Ramaphosa População (milhões hab.): 53 (2013) Risco de crédito: 4 (1 = risco menor; 7 = risco maior) Capital: Pretória

Leia mais

Exportações Importações Posição e Quota da Suíça no Comércio Mundial de Bens - 2014 22ª 1,3% 26ª 1,1% Fonte: WTO - World Trade Organization

Exportações Importações Posição e Quota da Suíça no Comércio Mundial de Bens - 2014 22ª 1,3% 26ª 1,1% Fonte: WTO - World Trade Organization Informação Geral sobre a Suíça Área (km 2 ): 41 285 Vice-Presidente Federal: Johann Schneider-Amman População (milhões hab.): 8,11 (estimativa 2014) Risco de crédito: (*) Capital: Berna Risco do país:

Leia mais

O indicador de sentimento económico melhorou em Novembro, quer na União Europeia (+2.0 pontos), quer na Área Euro (+1.4 pontos).

O indicador de sentimento económico melhorou em Novembro, quer na União Europeia (+2.0 pontos), quer na Área Euro (+1.4 pontos). Nov-02 Nov-03 Nov-04 Nov-05 Nov-06 Nov-07 Nov-08 Nov-09 Nov-10 Nov-12 Análise de Conjuntura Dezembro 2012 Indicador de Sentimento Económico O indicador de sentimento económico melhorou em Novembro, quer

Leia mais

Em maio de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou quer na União Europeia (+0.2 pontos) quer na Área Euro (+0.7 pontos).

Em maio de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou quer na União Europeia (+0.2 pontos) quer na Área Euro (+0.7 pontos). Mai-04 Mai-05 Mai-06 Mai-07 Mai-08 Mai-09 Mai-10 Mai-11 Mai-12 Análise de Conjuntura Junho 2014 Indicador de Sentimento Económico Em maio de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou quer na União

Leia mais

Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt

Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos 2012 1 2 Sobre a COSEC O que é o Seguro de Créditos

Leia mais

ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011

ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011 ÁFRICA DO SUL AERLIS - Oeiras 31.03.2011 Alguns factos históricos 1487 Bartolomeu Dias chega ao Cabo da Boa Esperança 1652 Holandeses, ao serviço da Dutch East India Company, instalam-se no Cabo. Colónia

Leia mais

Namíbia - Síntese País

Namíbia - Síntese País Informação Geral sobre a Namíbia Área (km 2 ): 824 269 Primeiro-Ministro: Saara Kuugongelwa-Amadhila População (milhões hab.): 2,2 (estimativa ) Risco de crédito: 3 (1 = risco menor; 7 = risco maior) Capital:

Leia mais

Comércio Externo de Bens (10 9 USD) 8,0 15,0 2009a 2010a 2011a 2012a 2013a 2014b 6,0 10,0

Comércio Externo de Bens (10 9 USD) 8,0 15,0 2009a 2010a 2011a 2012a 2013a 2014b 6,0 10,0 Informação Geral sobre a Palestina População (milhões hab.): 4,5 (estimativa 2014) Unidade monetária: Shequel de Israel (ILS) e Língua oficial: Árabe Dinar Jordano (JOD) Chefe de Estado: Mahmoud Abbas

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2. Atividade global... 2. Atividade setorial... 3. - Produção... 3. - Volume de negócios... 5

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2. Atividade global... 2. Atividade setorial... 3. - Produção... 3. - Volume de negócios... 5 SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal fevereiro 2015 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 5 Comércio internacional...

Leia mais

República da Guiné - Síntese País

República da Guiné - Síntese País Informação Geral sobre a Rep. da Guiné Área (km 2 ): 245 857 Primeiro-Ministro: Mohamed Said Fofana População (milhões hab.): 11,8 (estimativa 2013) Risco de crédito: 7 (1 = risco menor; 7 = risco maior)

Leia mais

120,0. Principais Produtos Exportados - 2014 Principais Produtos Importados - 2014

120,0. Principais Produtos Exportados - 2014 Principais Produtos Importados - 2014 Informação Geral sobre o Chile Área (km 2 ): 756 096 Risco de crédito (*): População (milhões hab.): 17,7 (estimativa ) Risco do país: A2 (A = risco menor; D = risco maior) Capital: Santiago do Chile Unidade

Leia mais

Risco do país: D (A1 = risco menor; D = risco maior) Chefe de Estado: Aqilah Salah Issa Tx. câmbio (fim do período): 1 EUR = 1,51778 LYD (abr.

Risco do país: D (A1 = risco menor; D = risco maior) Chefe de Estado: Aqilah Salah Issa Tx. câmbio (fim do período): 1 EUR = 1,51778 LYD (abr. Informação Geral sobre a Líbia Área (km 2 ): 1 759 540 Primeiro-Ministro: Abdullah al-thini População (milhões hab.): 6,3 (estimativas ) Risco de crédito: 7 (1 = risco menor; 7 = risco maior) Capital:

Leia mais

Em Janeiro de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.9 pontos na UE e +0.5 pontos na Área Euro 1.

Em Janeiro de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.9 pontos na UE e +0.5 pontos na Área Euro 1. Jan-04 Jan-05 Jan-06 Jan-07 Jan-08 Jan-09 Jan-10 Jan-11 Jan-12 Análise de Conjuntura Fevereiro 2014 Indicador de Sentimento Económico Em Janeiro de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.9

Leia mais

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO PARTE 03 - MERCADOS PRIORITÁRIOS Introdução Nas últimas semanas dedicamos a nossa atenção ao

Leia mais

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011. Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011. Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011 Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011 Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011 População a Milhares Hab. INE 10.563 10.586 10.604 10.623 10.638 10.636 10.643 2º Trimestre

Leia mais

América Latina. Diferentes oportunidades

América Latina. Diferentes oportunidades América Latina Diferentes oportunidades Casa da América Latina Missão: estreitar relações culturais, cientificas e económicas entre AL e Portugal e vice-versa. Fundada em 1998, como uma divisão da Câmara

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011 Lisboa, 29 de Maio de 2013 Estudo revela que os atrasos nos pagamentos entre empresas na região da Ásia - Pacífico se agravaram em 2012 - As empresas estão menos optimistas relativamente à recuperação

Leia mais

Brasil - Síntese País

Brasil - Síntese País Informação Geral sobre o Brasil Área (km 2 ): 8 547 400 Vice-Presidente: Michel Temer População (milhões hab.): 202,8 (estimativa 2014) Risco de crédito: 3 (1 = risco menor; 7 = risco maior) Capital: Brasília

Leia mais

BANCO POPULAR. Parceiro na Internacionalização

BANCO POPULAR. Parceiro na Internacionalização BANCO POPULAR Parceiro na Internacionalização Um Banco Ibérico com Presença Internacional Escritórios de representação Banco Popular Genebra Milão Munique Santiago do Chile Xangai Banco Pastor Buenos Aires

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Amilcar

Leia mais

EMBAIXADA DO BRASIL EM TÓQUIO

EMBAIXADA DO BRASIL EM TÓQUIO EMBAIXADA DO BRASIL EM TÓQUIO S E T O R D E P R O M O Ç Ã O C O M E R C I A L BOLETIM DE MERCADO O MERCADO DE ÁLCOOL NO JAPÃO 1. Definição da Categoria do Produto A categoria enquadra-se no Grupo 22 da

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas 7 de Novembro de 2014 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora Enquadramento Evolução Recente Comércio

Leia mais

Energia, tecnologia e política climática: perspectivas mundiais para 2030 MENSAGENS-CHAVE

Energia, tecnologia e política climática: perspectivas mundiais para 2030 MENSAGENS-CHAVE Energia, tecnologia e política climática: perspectivas mundiais para 2030 MENSAGENS-CHAVE Cenário de referência O estudo WETO apresenta um cenário de referência que descreve a futura situação energética

Leia mais

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa?

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa? Porque é que o Turismo é essencial para a Economia Portuguesa? 14 milhões de hóspedes Vindos do Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Brasil, EUA Num leque de países que alarga ano após ano. 9,2 % do

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 MISSÃO EMPRESARIAL ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 ANGOLA Com capital na cidade de Luanda, Angola é um país da costa ocidental de África, cujo território principal é limitado a norte

Leia mais

Em termos nominais, as exportações aumentaram 8,2% e as importações aumentaram 7,4%

Em termos nominais, as exportações aumentaram 8,2% e as importações aumentaram 7,4% Estatísticas do Comércio Internacional Abril 215 9 de junho de 215 Em termos nominais, as exportações aumentaram 8,2% e as importações aumentaram 7,4% As exportações de bens aumentaram 8,2% e as importações

Leia mais

METALOMECÂNICA RELATÓRIO DE CONJUNTURA

METALOMECÂNICA RELATÓRIO DE CONJUNTURA METALOMECÂNICA RELATÓRIO DE CONJUNTURA 1. Indicadores e Variáveis das Empresas A indústria metalomecânica engloba os sectores de fabricação de produtos metálicos, excepto máquinas e equipamento (CAE )

Leia mais

POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal

POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal POLÓNIA Relações bilaterais Polónia - Portugal Visita da missão de PPP do Ministério da Economia da Polónia a Portugal Bogdan Zagrobelny Primeiro Conselheiro EMBAIXADA DA POLÓNIA DEPARTAMENTO DE PROMOÇÃO

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2. Atividade global... 2. Atividade setorial... 3. - Produção... 3. - Volume de negócios... 4

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2. Atividade global... 2. Atividade setorial... 3. - Produção... 3. - Volume de negócios... 4 SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal janeiro 2015 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

Nova Zelândia - Síntese País

Nova Zelândia - Síntese País Informação Geral sobre a Nova Zelândia Área (km 2 ): 270 534 Primeiro-Ministro: John Key População (milhões hab.): 4,6 () Risco de crédito: (*) Capital: Wellington Risco do país: AA (AAA = risco menor;

Leia mais

Células de combustível

Células de combustível Células de combustível A procura de energia no Mundo está a aumentar a um ritmo alarmante. A organização WETO (World Energy Technology and Climate Policy Outlook) prevê um crescimento anual de 1,8 % do

Leia mais

Lançamento COTRI em Portugal Sessão de Formação. Informação Adicional

Lançamento COTRI em Portugal Sessão de Formação. Informação Adicional Lançamento COTRI em Portugal Sessão de Formação Informação Adicional Informação adicional: COTRI EDELUC Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa Turismo de Portugal, IP Agenda do Evento Apoio O COTRI

Leia mais

Estratégia para Investimentos Diretos Estrangeiros no Mercado do Leste Asiático. ~ Japão, China e ASEAN ~

Estratégia para Investimentos Diretos Estrangeiros no Mercado do Leste Asiático. ~ Japão, China e ASEAN ~ Estratégia para Investimentos Diretos Estrangeiros no Mercado do Leste Asiático ~ Japão, China e ASEAN ~ Palavras-chaves Leste Asiático o Centro de Crescimento do Mundo Integraçã ção o Progressiva das

Leia mais

Missão Empresarial à China

Missão Empresarial à China Missão Empresarial à China Fornecedores do setor automóvel Xangai e Pequim 9 a 14 de setembro de 2013 Atualização Enquadramento A previsão do Governo Chinês emitida em Janeiro deste ano estima que em 2013

Leia mais

Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar?

Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar? QUESTÕES COLOCADAS PELO JORNALISTA MARC BARROS SOBRE O PROTOCOLO ENTRE A FNABA E O TURISMO DE PORTUGAL Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar? Com propostas para fazer e

Leia mais

O processo de concentração e centralização do capital

O processo de concentração e centralização do capital O processo de concentração e centralização do capital Pedro Carvalho* «Algumas dezenas de milhares de grandes empresas são tudo, os milhões de pequenas empresas não são nada», afirmava Lénine no seu livro

Leia mais

L I S B O A, 10 D E A B R I L D E 2 0 1 5 F I L PA R Q U E D A S N A Ç Õ E S - L I S B O A

L I S B O A, 10 D E A B R I L D E 2 0 1 5 F I L PA R Q U E D A S N A Ç Õ E S - L I S B O A L I S B O A, 10 D E A B R I L D E 2 0 1 5 F I L PA R Q U E D A S N A Ç Õ E S - L I S B O A QUEM SOMOS? Associação sem fins lucrativos / Entidade de Utilidade Pública, Fundada em 1977 Liga dos Estados Árabes,

Leia mais

Cork Information Bureau 2015. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015. EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor.

Cork Information Bureau 2015. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015. EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015 EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor.pt Exportações de Cortiça crescem 7,8% As exportações portuguesas de cortiça registaram, no primeiro

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Maio/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A ARGÉLIA

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A ARGÉLIA 2006 2007 2008 Var % a 06/10 Exportações 72.858 79.841 181.189 197.445 216.674 38,8 9,7 Importações 896.599 577.541 706.684 274.938 269.391-19,1-2,0 Saldo -823.741-497.700-525.495-77.493-52.717 -- -- Coef.

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Portugal Leaping forward

Portugal Leaping forward Portugal Leaping forward Dr. Pedro Reis Presidente da AICEP Lisboa, 16 de Março 2012 Enquadramento internacional Fonte: EIU (Fev 2012) Nota: PIB a preços de mercado Variação (%) Enquadramento internacional

Leia mais

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 07 Julho 2015 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais Ministério

Leia mais

Mário de Jesus Economista Membro fundador do FRES Fórum de Reflexão Económica e Social

Mário de Jesus Economista Membro fundador do FRES Fórum de Reflexão Económica e Social Mário de Jesus Economista Membro fundador do FRES Fórum de Reflexão Económica e Social Se tivermos em atenção os factos, comprovados pelos registos e estatísticas mais ou menos oficiais, de cariz económico,

Leia mais

NEWSLETTER CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA

NEWSLETTER CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA NEWSLETTER CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA LUSO JAPONESA ポルトガル 日 本 商 工 会 議 所 Pontos de Interesse Especiais: - Entrevista: Regus - Novo Parceiro: Portugal Industry - Portugal Exportador 2013 EDITORIAL 3º

Leia mais

Barómetro Travelstore American Express 2011 Sergio Almeida

Barómetro Travelstore American Express 2011 Sergio Almeida Barómetro Travelstore American Express 2011 Sergio Almeida Director de Negócio Travelstore American Express Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à 1. Amostra 2. Caracterização

Leia mais

Haiti - Síntese País e Relacionamento Bilateral

Haiti - Síntese País e Relacionamento Bilateral Informação Geral sobre o Haiti Área (km 2 ): 27 750 Primeiro-Ministro: Laurent Lamothe População (milhões hab.): 10,3 () Risco de crédito : 7 (1 = risco menor; 7 = risco maior) Capital: Port-au-Prince

Leia mais

O indicador de sentimento económico em Junho manteve-se inalterado na União Europeia e desceu 0.6 pontos na Área Euro.

O indicador de sentimento económico em Junho manteve-se inalterado na União Europeia e desceu 0.6 pontos na Área Euro. Julho 2012 Jun-02 Jun-03 Jun-04 Jun-05 Jun-06 Jun-07 Jun-08 Jun-09 Jun-10 Jun-11 Jun-12 Indicador de Sentimento Económico O indicador de sentimento económico em Junho manteve-se inalterado na União Europeia

Leia mais

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR nº 3 Novembro 29 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR O VINHO NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR Índice 1. INTRODUÇÃO 2 2. PRODUÇÃO 3 3. EXPORTAÇÃO 5 4.

Leia mais

Tendências. Membro. ECOPROGRESSO, SA tel + 351 21 798 12 10 fax +351 21 798 12 19 geral@ecotrade.pt www.ecotrade.pt

Tendências. Membro. ECOPROGRESSO, SA tel + 351 21 798 12 10 fax +351 21 798 12 19 geral@ecotrade.pt www.ecotrade.pt 30 27 Evolução do Preço CO2 Jan 06 - Fev 07 Spot Price Powernext Carbon Jan de 2006 a Fev 2007 Spot CO2 (30/01/07) Preço Δ Mensal 2,30-64.50% 2007 2,35-64,4% 2008 15.30-16,16% Futuro Dez 2009 2010 15.85

Leia mais

Angola Breve Caracterização. Julho 2007

Angola Breve Caracterização. Julho 2007 Breve Caracterização Julho 2007 I. Actividade e Preços. Após o final da guerra civil em 2002, e num contexto de relativa estabilidade política, tornou-se numa das economias de mais elevado crescimento

Leia mais

Japão e Tigres Asiáticos. Prof.º Acácio Martins

Japão e Tigres Asiáticos. Prof.º Acácio Martins Japão e Tigres Asiáticos Prof.º Acácio Martins Aspectos gerais: natureza e sociedade Arquipélago montanhoso localizado no hemisfério norte, no extremo leste da Ásia; Área de 377.488 km² um pouco maior

Leia mais

NOTÍCIAS COSEC DISTINGUIDA COMO "MELHOR SEGURADORA"

NOTÍCIAS COSEC DISTINGUIDA COMO MELHOR SEGURADORA NESTA EDIÇÃO Melhor Seguradora 1 A COSEC mais perto de si 2 Acordo COSEC e Mapfre 2 Revisão Favorável 2 Produtos COSEC 3 NOTÍCIAS Carregamento de Balanços 4 Análise COSEC 5 Nº 4. 2014 COSEC DISTINGUIDA

Leia mais

1 ST PORTUGAL JAPAN BUSINESS SESSION. Dr. Gonçalo Gaspar Diretor Direção de Negócio Internacional da Caixa Geral de Depósitos

1 ST PORTUGAL JAPAN BUSINESS SESSION. Dr. Gonçalo Gaspar Diretor Direção de Negócio Internacional da Caixa Geral de Depósitos 1 ST PORTUGAL JAPAN BUSINESS SESSION Dr. Gonçalo Gaspar Diretor Direção de Negócio Internacional da Caixa Geral de Depósitos Apoio à Internacionalização das Empresas: 1st Portugal-Japan Business Session,

Leia mais

A Indústria Portuguesa de Moldes

A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes tem vindo a crescer e a consolidar a sua notoriedade no mercado internacional, impulsionada, quer pela procura externa, quer pelo conjunto

Leia mais

portugalindustry.com ipad e iphone nos negócios IFTapp

portugalindustry.com ipad e iphone nos negócios IFTapp e iphone nos negócios INFORMAÇÃO As Apps para s e iphones estão a tornar-se cada vez mais populares enquanto ferramentas de negócio junto de uma comunidade de mais de 500 milhões de utilizadores. A título

Leia mais

indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem

indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem boletim trimestral - n.º 2 - setembro 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem

Leia mais

Em termos nominais, as exportações aumentaram 2,1% e as importações diminuíram 3,5%

Em termos nominais, as exportações aumentaram 2,1% e as importações diminuíram 3,5% Estatísticas do Comércio Internacional Fevereiro 2015 09 de abril de 2015 Em termos nominais, as exportações aumentaram 2,1% e as importações diminuíram 3,5% As exportações de bens aumentaram 2,1% e as

Leia mais

As empresas interessadas podem inscrever-se até ao próximo dia 25 de Junho, mediante preenchimento e envio da Ficha de Inscrição em anexo.

As empresas interessadas podem inscrever-se até ao próximo dia 25 de Junho, mediante preenchimento e envio da Ficha de Inscrição em anexo. ABC Mercado S. Tomé e Príncipe Apesar da sua pequena dimensão, o mercado de S. Tomé e Príncipe pode revestir-se de importância significativa para as empresas portuguesas que pretendam atingir mercados

Leia mais

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 9 setembro 211 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia e do Emprego G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais

Leia mais

A Indústria Portuguesa de Moldes

A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes tem vindo a crescer e a consolidar a sua notoriedade no mercado internacional, impulsionada, quer pela procura externa, quer por uma competitiva

Leia mais

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Teiji Sakurai Realização :, SÃO PAULO O que é a JETRO? Órgão oficial de comércio exterior do Japão 1951 Osaka Oficialmente JETRO em 1958 76 escritórios

Leia mais

SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014)

SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014) SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014) 1. Taxa de Desemprego O desemprego desceu para 14,3% em maio, o que representa um recuo de 2,6% em relação a maio de 2013. Esta é a segunda maior variação

Leia mais

A energia que vem do mar... CENFIM. CALDAS DA RAINHA 17 Set 2008

A energia que vem do mar... CENFIM. CALDAS DA RAINHA 17 Set 2008 A energia que vem do mar... CENFIM CALDAS DA RAINHA 17 Set 2008 Ideias Chave 3 Ideias Chave Ondas Fonte Nova de Energia Primária Renovável Ao largo da costa portuguesa poder-se-iam instalar 5 GW de parques

Leia mais

Índice de Risco de 2011 PORTUGAL

Índice de Risco de 2011 PORTUGAL Índice de Risco de PORTUGAL Índice de Pagamentos Índice de Risco Explicação dos valores do Índice de Risco 190 180 170 160 150 140 130 120 110 100 2004 2005 2006 2007 2008 100 Nenhuns riscos de pagamento,

Leia mais

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à 1. Amostra 2. Caracterização das viagens profissionais 3. Política de viagens

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES

Leia mais

O panorama da energia e as suas implicações na estratégia das empresas. Manuel Ferreira De Oliveira Presidente Executivo AESE 17 de Maio de 2012

O panorama da energia e as suas implicações na estratégia das empresas. Manuel Ferreira De Oliveira Presidente Executivo AESE 17 de Maio de 2012 O panorama da energia e as suas implicações na estratégia das empresas Manuel Ferreira De Oliveira Presidente Executivo AESE 17 de Maio de 2012 Macro-tendências 1 Compromisso Global com temáticas relacionadas

Leia mais

Mercados informação global

Mercados informação global Mercados informação global Relações Económicas Portugal - Filipinas Fevereiro 2010 Relações Económicas Portugal Filipinas (Fevereiro 2010) Índice 1. Relações Económicas Portugal Filipinas 3 1.1. Comércio

Leia mais

PARCERIA DE FUTURO 2015 年 第 二 届 中 国 葡 萄 牙 庆 典 未 来 的 合 作 关 系 COM FÓRUM EMPRESARIAL E CONFERÊNCIA DE NEGÓCIOS 含 商 务 论 坛 及 商 业 贸 易 会 议

PARCERIA DE FUTURO 2015 年 第 二 届 中 国 葡 萄 牙 庆 典 未 来 的 合 作 关 系 COM FÓRUM EMPRESARIAL E CONFERÊNCIA DE NEGÓCIOS 含 商 务 论 坛 及 商 业 贸 易 会 议 II GALA PARCERIA DE FUTURO 2015 年 第 二 届 中 国 葡 萄 牙 庆 典 未 来 的 合 作 关 系 COM FÓRUM EMPRESARIAL E CONFERÊNCIA DE NEGÓCIOS 含 商 务 论 坛 及 商 业 贸 易 会 议 PRAÇA DO COMÉRCIO LISBOA 2015 年 10 月 29 日, 里 斯 本 商 业 广 场, Pátio

Leia mais

A Missão da CCILC. Desenvolvimento de redes de contactos de negócio entre Portugal, a China, a Europa e os Países de Língua Portuguesa

A Missão da CCILC. Desenvolvimento de redes de contactos de negócio entre Portugal, a China, a Europa e os Países de Língua Portuguesa A CCILC Criada em 1978, foi a primeira instituição que, de um modo sistemático, auxiliou ao desenvolvimento do relacionamento económico e comercial entre Portugal e a China. Conta com associados e parceiros

Leia mais

Comércio Internacional dos Açores

Comércio Internacional dos Açores VII Jornadas Ibero-Atlânticas de Estatística Regional 09/10/2015 Cristina Neves INE- Departamento de Estatísticas Económicas Comércio Internacional dos Açores Estrutura da apresentação Estatísticas do

Leia mais

ANGOLA FICHA DE MERCADO BREVE CARACTERIZAÇÃO

ANGOLA FICHA DE MERCADO BREVE CARACTERIZAÇÃO FICHA DE MERCADO ANGOLA BREVE CARACTERIZAÇÃO Situa-se na região da África Subsariana, apresentando uma economia em forte crescimento, que converge para uma economia de mercado. É um país extremamente rico

Leia mais

SURINAME Comércio Exterior

SURINAME Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC SURINAME Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

BRASIL Comércio Exterior

BRASIL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BRASIL Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 1º Tr. 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 1º Tr. 2015 1 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Método e Gestão de Informação Serviço de Conjuntura Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Calçado português reforça aposta no mercado alemão

Calçado português reforça aposta no mercado alemão Calçado português reforça aposta no mercado alemão O mercado alemão é uma prioridade estratégica para a indústria portuguesa de calçado. Por esse motivo, a presença nacional na GDS, o grande evento do

Leia mais

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento mensal

Leia mais

O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO

O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, São Paulo 25 de outubro de 2010 O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO Dr. Ivan Ramalho, Secretário-Executivo Ministério

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA 2010. CANTON FAIR e EXPO SHANGHAI 2010. De 11 a 23 de outubro

MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA 2010. CANTON FAIR e EXPO SHANGHAI 2010. De 11 a 23 de outubro MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA 2010 CANTON FAIR e EXPO SHANGHAI 2010 De 11 a 23 de outubro A Missão Empresarial Brasileira à China 2010 fez parte do Programa de Ações Integradas de Promoção Comercial

Leia mais

L I S B O A, 2 D E M A R Ç O D E 2 0 1 5 C E N T R O D E C O N G R E S S O S D E L I S B O A

L I S B O A, 2 D E M A R Ç O D E 2 0 1 5 C E N T R O D E C O N G R E S S O S D E L I S B O A L I S B O A, 2 D E M A R Ç O D E 2 0 1 5 C E N T R O D E C O N G R E S S O S D E L I S B O A QUEM SOMOS? Associação sem fins lucrativos / Entidade de Utilidade Pública, Fundada em 1977 Liga dos Estados

Leia mais

Comunicado de Imprensa

Comunicado de Imprensa Comunicado de Imprensa CEPSA INICIA UMA NOVA ETAPA APÓS A SAÍDA DA TOTAL Santiago Bergareche continuará como Presidente e o Conselho nomeia H.E. Khadem Al Qubaisi como Conselheiro Delegado Pedro Miró será

Leia mais

Maputo, a sua capital, é o seu porto de mercadorias por excelência e principal centro de comércio.

Maputo, a sua capital, é o seu porto de mercadorias por excelência e principal centro de comércio. Missão Empresarial Moçambique 28 agosto 3 setembro 2014 Moçambique: porta de entrada na África Austral Moçambique é hoje um mercado em expansão com mais de 24 milhões de consumidores, que tem vindo a registar

Leia mais

Minando nosso futuro Um estudo dos investimentos dos bancos em um grupo de companhias ativas em combustíveis fósseis e energias renováveis

Minando nosso futuro Um estudo dos investimentos dos bancos em um grupo de companhias ativas em combustíveis fósseis e energias renováveis Minando nosso futuro Um estudo dos investimentos dos bancos em um grupo de companhias ativas em combustíveis fósseis e energias renováveis Um estudo de caso da Fair Finance Guide International 5 de novembro

Leia mais