Índice. 1. DIRF 2015 Ano-base O que é a DIRF Prazo de Entrega Quem será gerado no arquivo pelo sistema:...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. 1. DIRF 2015 Ano-base 2014... 3. 1.1. O que é a DIRF... 3. 1.2. Prazo de Entrega... 3. 1.3. Quem será gerado no arquivo pelo sistema:..."

Transcrição

1 Índice 1. DIRF 2015 Ano-base O que é a DIRF Prazo de Entrega Quem será gerado no arquivo pelo sistema: Geração da DIRF Geração Individual (por empresa) Geração Agrupada Manutenção da DIRF Conferência dos Valores Importação e Validação do Arquivo Informe de Rendimentos Geração Conferência Quadro 3 - Rendimentos Tributáveis, Deduções E Imposto Retido Na Fonte Quadro 4 - Rendimentos Isentos e Não-Tributáveis Quadro 5 - Rendimentos Sujeitos A Tributação Exclusiva (Rendimento Líquido) Quadro 7 - Informações Complementares Dúvidas Frequentes Informações de planos de saúde e odontológicos Como declarar sócios e diretores? Como declarar funcionários que não tiveram retenção de IR na Fonte em nenhum mês ou o rendimento foi inferior a R$ ,55? Preciso informar os funcionários que tiveram somente desconto referente ao plano de saúde ou odontológico e não tiveram descontos de IRRF ou o rendimento igual ou superior a R$ ,55? Um funcionário (beneficiário) teve retenção somente em um mês. Preciso informar todos os meses? Quais códigos de receita deverão ser declarados em DIRF? Em qual estabelecimento da pessoa jurídica deve ser apresentada a DIRF? Erro: beneficiário com todos os valores zerados Erro: O valor pago no ano referente ao titular igual a zero e Titular sem dependente e informado com valor no ano igual a zero Devo somar os valores referentes ao 13º salário no quadro de rendimentos tributáveis do comprovante de rendimentos? Como posso juntar os dados digitados em diferentes computadores, para um mesmo CNPJ? Como lançar os valores referentes a Ajuda de Custo? Não esta levando os valores indenizados na rescisão de contrato para a DIRF?... 29

2 4.14. Aviso: O valor da dedução por dependente permitido pela legislação para o ano-calendário é de R$ 179,71 CPF XXX.XXX.XXX-XX Jan

3 1. DIRF 2015 Ano-base 2014 Este manual tem por objetivo auxiliar na conferência, geração e validação do arquivo da DIRF 2014, anobase O que é a DIRF Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - DIRF é a declaração feita pela FONTE PAGADORA, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita Federal do Brasil: - Os rendimentos pagos a pessoas físicas domiciliadas no País, inclusive os isentos e não tributáveis nas condições em que a legislação especifica; - O valor do imposto sobre a renda e/ou contribuições retidos na fonte, dos rendimentos pagos ou creditados para seus beneficiários; - O pagamento, crédito, entrega, emprego ou remessa a residentes ou domiciliados no exterior, ainda que não tenha havido a retenção do imposto, inclusive nos casos de isenção ou alíquota zero; - Os pagamentos a plano de assistência à saúde coletivo empresarial Mais informações sobre a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte DIRF 2015 podem ser encontradas em: - Manual do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte Mafon Instrução Normativa nº 1.503, de 29 de outubro de 2014, que dispõe sobre a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF) e o Programa Gerador da DIRF 2015 (PGD 2015), disponível no sítio da RFB na internet; - Ato Declaratório Executivo Cofis nº 77, de 10 de novembro de 2014, que dispõe sobre o leiaute do PGD DIRF 2015, disponível no sítio da RFB na internet; - Suporte DIRF, - Melhores informações sobre a DIRF são encontradas no documento Perguntas e Respostas disponível no sítio da Receita Federal Prazo de Entrega A DIRF 2015, relativa ao ano-calendário de 2014, deverá ser entregue até às 23h59min59s (vinte e três horas, cinquenta e nove minutos e cinquenta e nove segundos), horário de Brasília, de 27 de fevereiro de 2015.

4 1.3. Quem será gerado no arquivo pelo sistema: De acordo com a Instrução Normativa RFB n 1.503, de 29 de outubro de 2014, alterado para gerar os rendimentos do trabalho assalariado quando o valor pago durante o ano for igual ou maior que R$ ,55, nos casos em que não houve nenhuma retenção no ano base. Para diretores o valor limite também é de R$ ,55 Para autônomos manteve-se o valor limite de R$ 6.000,00. Os rendimentos de distribuição de lucros dos diretores serão gerados quando o valor pago durante o ano for igual ou maior que R$ ,55. O valor no ano anterior era de R$ ,10. Observação: se marcada a opção Gerar todos os funcionários, todos serão gerados, independente de possuírem retenção ou atingir o limite mínimo de rendimento anual.

5 2. Geração da DIRF A geração do arquivo pode ser feito de forma individual, acessando cada empresa ou configurando um processamento agrupado para várias empresas do arquivo da DIRF Geração Individual (por empresa) Gera o arquivo para posterior importação e validação no programa da DIRF. Antes de gerar ou validar o arquivo verifique se os programas Cordilheira Recursos Humanos e o validador da DIRF estão atualizados. Observação: O aplicativo validador da DIRF permite importar os arquivos gerados pelo Cordilheira Recursos Humanos, que contém as informações sobre o Imposto de Renda dos sócios, autônomos e funcionários, e o arquivo gerado pelo Cordilheira Escrita Fiscal, que contém informações sobre as retenções de PIS, COFINS e CSLL, e os pagamentos com retenção de IR. Os arquivos são gerados separadamente, mas podem ser agrupados no validador, importando-se primeiro um e depois o outro arquivo. Em Módulos / Rotinas Anuais / Geração do Arquivo da DIRF verifique se o ano da geração esta O ano é gerado baseado na data do sistema na barra de atalhos que deve estar em Selecione o responsável pela geração. O campo CPF do Responsável pela Geração é preenchido automaticamente se no cadastro do responsável (Cadastros / Responsáveis) estiver preenchido o CPF, assim como o CPF do responsável pela Empresa estiver preenchido na Guia Representante do Cadastro do Estabelecimento matriz. Informe o local onde será salvo o arquivo com o nome descrito no campo Nome do Arquivo. Este nome é composto por DIRF + número da empresa.txt e é preenchi automaticamente. Utilizando o código da empresa no nome do arquivo, é possível gerar várias empresas no mesmo diretório, sem que os mesmos sejam sobrepostos. A razão social informada pode ser alterada, caso esteja abreviada para uma descrição completa e ficará gravada para as próximas gerações. Conforme a Natureza Jurídica cadastrada no estabelecimento Matriz o campo Natureza Jurídica será preenchido. A regra será a seguinte: Naturezas 1015, 1040, 1074, 1104, 1139, 1996, gera com código 1; Naturezas 1023, 1031, 1058, 1066, 1082, 1090, 1112, 1120, 1147, 1155, 2011, 2020, gera com código 2; Natureza 2038 gera com código 3; Demais naturezas serão geradas com código 0. A opção Gerar todos os funcionários permite que todos os funcionários sejam gerados no arquivo, independente de possuírem retenção ou atingir o limite mínimo de remuneração anual determinado pela Receita Federal para empregados, autônomos e diretores e mantenha a opção Imprimir relatório após a geração marcada para exibir o relatório na tela para auxiliar na conferência.

6 Os demais campos são filtros para a geração do arquivo Geração Agrupada Para efetuar a geração automática é necessário configurar um agrupamento de empresas em Cadastros / Agrupamento de Empresas. Após informar um código e uma descrição para o agrupamento, grave para habilitar os botões Adicionar Empresas e Adicionar Rotinas. Em Adicionar Empresas, marque a opção todas no Filtro de empresas, caso já tenha outros grupos criados, para que sejam listadas todas as empresa cadastradas. Com os botões selecione as empresas que farão parte do grupo e grave.

7 No botão Adicionar Rotinas, selecione a rotina Geração do Arquivo da DIRF, preencha o responsável pela geração de todos os arquivos e o local onde será salvo o arquivo referente a cada empresa. Para gerar acesse Módulos / Processamentos Agrupados, oua traves do botão Geração Agrupada da geração individual. Selecione o processamento 9 - Rotinas Anuais, gerar por grupo e o grupo que cadastrou. Abaixo serão listadas as colunas com outras rotinas anuais e apenas a coluna DIRF marcada. Caso o botão processar não esteja habilitado, verifique nas demais abas da tela se algum campo em negrito está em branco e preencha. Após clicar em Processar o sistema gerará o arquivo e verificará se há alguma inconsistência. Ocorrendo, apresentará a mensagem abaixo:

8 Clique em Sim para visualizar os erros. Após corrigir, gere o arquivo novamente. Verifique o status da geração conforme a legenda e os detalhes na coluna Inf. Se a bolinha indicativa estiver com a cor diferente de Verde, clique no ícone da coluna Info para verificar o motivo da não geração do arquivo. Após corrigir, basta processar novamente. É gerado um arquivo para cada empresa com o nome DIRFNNN.TXT, onde NNN é o número da empresa, permitindo alteração.

9 2.3. Manutenção da DIRF Esta rotina é utilizada por clientes que adquiriram o sistema durante o ano e não possuem todas as informações calculadas para informar a base de cálculo da DIRF para geração do arquivo. Nos meses em que ocorre o cálculo da folha, não é possível efetuar alteração nos valores, sendo bloqueado o campo e permitido somente a consulta. Para acessar a rotina clique em Módulos / Rotina Anuais / Manutenção da Rais/DIRF. A guia DIRF apresenta os quadros Remuneração e Pagamento para consulta e manutenção dos campos: Valor do Adiantamento e Valor do IRRF referentes ao adiantamento salarial; Base IRRF, Dedução por Dependente, Dedução de INSS, Outras Deduções, Valor IRRF e Data Pagamento referentes ao pagamento mensal. O quadro 13º Salário apresenta os dados exclusivos do 13º Salário, para consulta e manutenção. A guia RAIS apresenta o quadro Remuneração e 13º Salário com a Base RAIS, para consulta e manutenção. O campo Complemento apresenta a somatória dos eventos Complemento de Integrações de Hora Extra no 13 Salário, e Complemento de Integrações de Vencimentos Variáveis no 13º Salário, e não permite inserção ou alteração do valor. Os clientes que estiverem utilizando o sistema pela primeira vez, cujo 13º Salário não foi processado pelo sistema Cordilheira, devem informar o valor do complemento junto com o valor do 13º Salário. Importante: Os valores incluídos ou alterados nesta rotina serão considerados nas demais consultas e relatórios do sistema Cordilheira Recursos Humanos.

10 2.4. Conferência dos Valores Ao finalizar a geração do arquivo da DIRF, será emitido o relatório com os empregadores que serão transmitidos para a DIRF, seguindo as regras dispostas estabelecidas pela Receita Federal. Vale lembrar que o IRRF considera a data de pagamento do benefício (regime de caixa), desta forma, se a folha mensal for paga no 5 dia útil, os valores que estão informados no mês de Janeiro, correspondem a Dezembro do ano anterior. Mês/Ano de cálculo: Janeiro Data de pagamento: 05 dia útil do mês seguinte, portanto o pagamento fora do mês. Desta forma, os valores referentes ao mês de Janeiro serão considerados para a DIRF como Fevereiro, pois a regra de apuração do IRRF considerada a data de pagamento do benefício. O relatório possui 8 colunas com as seguinte informações:

11 Mês: mês do pagamento da folha. Rendimento: correspondente à soma dos eventos que possuem compõem base de IRRF. Previdência Oficial: corresponde ao INSS descontado em folha Previdência Privada: corresponde aos valores lançados no evento 65 Previdência Privada. Este é um evento Neutro, ou seja, não desconta nem soma aos valores pagos ao funcionário, mas compõe a base de IRRF. Dependentes: corresponde ao valor da multiplicação do número de dependentes para IRRF informados no cadastro do funcionário e do valor da dedução por dependente da Tabela Legal. Pensão: corresponde ao valor da pensão descontada dos eventos nos grupos 6, 49 ou 62. Total Deduções: corresponde a soma (Previdência Oficial + Previdência Privada + Dependentes + Pensão) Imposto Retido: corresponde ao valor de desconto de IRRF no holerith de pagamento e adiantamento de funcionários, de diretores e autônomos. Neste exemplo, iremos conferir os valores do mês de Janeiro, que aparecem na referência Dezembro do ano anterior, pois o salário referente a dezembro foi pago em 07/01. Ao consultarmos o holerith do mês de 12 verificamos que a base do IRRF é de R$ 2.326,13, ou seja, inferior a que esta apresentada no relatório da DIRF.

12 Porém, como para o IRRF o que vale é a data de pagamento do benefício, temos que verificar se esta empresa paga ou não adiantamento de salário, desta forma, a base de IRRF do pagamento é somada ao valor do adiantamento de salário gerando a base de IRRF do mês que é enviada a DIRF. Assim ao consultarmos holerith do adiantamento de Janeiro, demos a base de R$ 3.243,10, que corresponde ao valor apresentado no relatório.

13 LEMBRE-SE: para a conferência deve verificar a data de pagamento dos benefícios e esta data é apresentada na manutenção da RAIS e DIRF que vimos acima, bem como os valores separados por adiantamento e pagamento. Para auxiliar a conferência emita a ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira. A base de cálculo do IRRF é composta pela soma dos eventos (vencimentos e descontos) que possuem a opção Incide IRRF marcada.

14 2.5. Importação e Validação do Arquivo Após a geração do arquivo, acesse o aplicativo DIRF Para baixar o instalador, acesse o site da Receita Federal. Na tela inicial, selecione Importar dados e clique em OK ou acesse Declaração / Importar dados. Localize o arquivo gerado pelo Cordilheira Recursos Humanos e clique em Avançar.

15 A opção efetuou pagamento a plano privado de assistência à saúde coletivo empresarial deverá ser marcada, caso a empresa possui plano de assistência à saúde ou odontológico em que houve desconto dos funcionários e clique em Avançar. O arquivo será validado e importado, apresentando um resumo da importação. Clique em concluir. Em seguida abra a declaração da empresa importada (Declaração / Abrir ou em e selecione a empresa importada. Clique em Verificar Pendências (Declaração/ Verificar Pendências)

16 Será apresentado o resumo abaixo:

17 Clique sobre o erro ou aviso e no botão posicionar para verificar detalhes. É importante lembrar que os AVISOS não impedem o envio do arquivo, desta forma, priorize a correção dos ERROS, e na sequencia verifique os avisos que o validador informou.

18 3. Informe de Rendimentos 3.1. Geração Para a emissão do Informe de Rendimentos o Cordilheira Recursos Humanos deve estar atualizado. Acesse a rotina Módulos / Rotinas Anuais / Informe de Rendimentos para colaboradores Acesse a rotina Módulos / Retiradas\Pró-labore / Relatórios / Informe de Rendimentos para sócios e diretores Acesse a rotina Módulos / Autônomos / Relatórios / Informe de Rendimentos para Autônomos Informe o ano base; Selecione o responsável pelas informações perante a Receita Federal; No campo classificação determine a ordem de emissão; Se necessário preencha os filtros estabelecimento, funcionário, função, centro de custo, nível 1 (departamento), nível 2 (setor) e nível 3 (seção); A opção Emitir somente de funcionários considerados na DIRF possibilita a emissão de informes de rendimento apenas dos funcionários que tiveram retenção de IRRF ou: o Do trabalho assalariado (empregados e diretores), quando o valor pago durante o ano-calendário for igual ou superior a R$ ,55 (vinte e seis mil, oitocentos e dezesseis reais e cinquenta e cinco centavos); o Do trabalho sem vínculo empregatício (autônomos), de aluguéis e de royalties, acima de R$ 6.000,00 (seis mil reais), pagos durante o ano-calendário; Na opção situação selecione se os informes devem ser emitidos somente para os funcionários, ativos, demitidos ou geral. Poderá optar pela Geração Agrupada em Módulos / Processamentos Agrupados. Opções de impressão do Informe de Rendimentos: Emitir somente de autônomos considerados na DIRF: Se marcada irá emitir o informe de rendimentos somente para os autônomos que são considerados na DIRF. Emitir informe referente Cessão de Imagem: Emite um Informe de Rendimentos separado, com código diferente, para os serviços do tipo Cessão de Imagem. Dispensa de assinatura: Se marcada esta opção, no campo de assinatura imprimirá a descrição "Dispensada conforme IN/SRF nº 120/2000 Art. 8".

19 De acordo com a IN SRF 120/2000, Art. 8º: A fonte pagadora que emitir o Comprovante de Rendimentos Pagos e de Retenção de Imposto de Renda na Fonte por meio de processamento eletrônico de dados poderá adotar leiaute diferente do estabelecido, desde que contenha todas as informações nele previstas, dispensada assinatura ou chancela mecânica Conferência Antes de iniciar a conferência do Informe de Rendimentos ou DIRF, é necessário verificar se a empresa efetua os pagamentos dentro ou fora do mês. Para conferir, acesse Cadastros / Empresas / Parâmetros / Recursos Humanos / Essenciais, no quadro Opções. Se as opções Pagamento de salários e pró-labore estiverem marcadas, o pagamento é dentro do mês, caso contrário, o pagamento é fora do mês, ou seja, no quinto dia útil do mês seguinte a competência. Também é necessário verificar se a empresa paga adiantamento mensal. Determinados esses dois itens, haverá 3 possibilidades de conferência: a) se o pagamento é dentro do mês, não importará se faz ou não adiantamento, serão considerados para o Informe e DIRF todas as bases de IRRF e eventos PAGOS das competências janeiro a dezembro do ano corrente, inclusive férias e rescisão. b) se o pagamento é fora do mês, sem adiantamento de salário, para conferência deve-se tomar as bases de IRRF e eventos PAGOS entre janeiro e dezembro do ano corrente, ou seja, das competências dezembro do ano anterior, até novembro do ano corrente. A explicação é que os valores referentes ao Imposto de Renda são calculados de acordo com a data do pagamento (regime de caixa). Desta forma o pagamento do mês 12/2004 ocorreu no quinto dia útil do mês subsequente, ou seja, em 01/2005, e assim por diante. c) se o pagamento é fora do mês, com adiantamento de salário, para conferência deve-se desconsiderar a base de IRRF do pagamento mensal, somando diretamente as bases de IRRF dos adiantamentos das competências janeiro a dezembro do ano corrente. Para conferência dos valores sugerimos a emissão da Listagem do Arquivo para DIRF, em Módulos / Rotinas Anuais / Geração de Arquivo da DIRF, marcando a opção Imprimir relatório após a geração. Outro relatório sugerido é a Ficha Financeira dos Funcionários, em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, porém atente para a emissão do ano 2004 e 2005 se a empresa optou pelo pagamento de salários fora do mês. Também devem ser considerados os valores pagos referentes a férias e rescisão dentro do exercício e 13º salário. Para confirmar a data de pagamento das férias e os valores acesse a rotina Módulos / Férias / Manutenção de Férias, informe o funcionário e selecione as férias em questão. Observe se a data de pagamento está dentro do exercício.

20 Observe também o quadro Imposto de Renda, cujas informações serão consideradas para o Informe de Rendimentos. Para confirmar a data de pagamento das rescisões e os valores, acesse a rotina Módulos / Rescisão de Contrato / Alteração de Rescisão. Observe a data do pagamento e as informações para o IRRF dos quadros Saldo de Salários, 13º Salário e Férias.

21 Caso necessário os valores para o Informe de Rendimentos e DIRF, poderão ser alterados manualmente na rotina Manutenção de RAIS / DIRF, em Módulos / Rotinas Anuais. Entretanto, essa rotina é destinada apenas para os valores de adiantamento, pagamento mensal e 13º salário. Os valores de férias e rescisão devem ser incluídos/alterados pelas rotinas Manutenção de Férias e Alteração de Rescisão, citadas acima. Atenção: Os valores incluídos ou alterados nesta rotina serão considerados nas demais consultas e relatórios do sistema Cordilheira Recursos Humanos. Abaixo serão abordados apenas os campos do Informe de Rendimentos que possuem tratamento pelo EBS Recursos Humanos. Os campos não citados não são preenchidos pelo sistema Quadro 3 - Rendimentos Tributáveis, Deduções E Imposto Retido Na Fonte CAMPO 1 - TOTAL DOS RENDIMENTOS (INCLUSIVE FÉRIAS) BASE IRRF: você irá consultar a base do Pagamento se não houver adiantamento. Se houver adiantamento a base do Adiantamento Mensal. Lembre-se que é considerada a data de pagamento do salário ou adiantamento. + (mais) BASE IRRF Férias: você tem esta base acessando as férias que foram pagas no ano em Módulos / Férias / Manutenção de Férias. + (mais) Eventos Complemento de Férias e Integrações: você pode consultar usando o relatório disponível em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos no Período. +(mais) Eventos do Grupo 56 - Distribuição de Lucro: primeiro consulte quais eventos possui cadastrados neste grupo em Cadastros / Genéricos / Eventos. Clique em imprimir e informe o grupo 56 a 56 para emitir o relatório dos eventos deste grupo. Após você pode consultar o que foi pago usando o relatório disponível em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos no Período ou consultando a relação de retiradas dos diretores em Módulos / Retiradas\Pró-labore. + (mais) BASE IRRF Saldo de Salários (Rescisão): você tem esta base acessando Módulos / Rescisão de Contrato / Alteração de Rescisão. + (mais) BASE IRRF Saldo de Salários Rescisão Complementar: emita o relatório da folha na opção 6 rescisão complementar em Relatórios / Mensais / Folha Mensal e anote o campo Base Bruta do IRRF.

22 CAMPO 2-CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA OFICIAL Serão somados os valores do evento 80 (Desconto de INSS) do processamento 2-Pagamento Mensal e 6- Rescisão Complementar, cujo pagamento tenha ocorrido dentro do ano base. Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, mas lembre-se de somar os valores de dezembro a novembro caso seu pagamento seja fora do mês, ou consultando o evento 80 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos no Período de dezembro a novembro ou de janeiro a dezembro conforme a opção de pagamento da folha. CAMPO 3 - CONTRIBUIÇÃO À PREVIDÊNCIA PRIVADA Nesse campo será apresentado o somatório do evento 65-Previdência Privada, dos pagamentos mensais ocorridos dentro do ano base. Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. CAMPO 4 - PENSÃO ALIMENTÍCIA Serão considerados os eventos 32 e 33, eventos do grupo 49-Pensão Alimentícia sobre Rendimento Líquido, e 62-Pensão sobre Salário Mínimo. Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. Consulte quais eventos possui cadastrados neste grupo em Cadastros / Genéricos / Eventos. Clique em imprimir e informe o grupo para emitir o relatório dos eventos deste grupo. CAMPO 5 - IMPOSTO DE RENDA RETIDO Eventos 81-Desconto IRRF, 196-IRRF Complemento Férias, 198-IRRF Férias e 49-Desconto IRRF sobre Distribuição de Lucros. Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos.

23 Quadro 4 - Rendimentos Isentos e Não-Tributáveis CAMPO 2 - DIÁRIAS E AJUDA DE CUSTO Evento 034-Diárias e Ajuda de Custo. Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. CAMPO 4 - LUCRO E DIVIDENDO APURADO A PARTIR DE 1996 PAGO POR PJ (LUCRO REAL, PRESUMIDO OU ARBITRADO) Eventos do Grupo 56-Distribuição de Lucros, para sócios de empresas NÃO OPTANTES pelo SIMPLES. OBSERVAÇÃO: Esse campo só será preenchido para sócios/diretores, pois para funcionários os lucros distribuídos são somados ao campo 2 do quadro 5-Rendimentos Sujeitos a Tributação Exclusiva. CAMPO 5 - VALORES PAGOS AO TITULAR OU SÓCIO DE MICROEMPRESA OU EMPRESA DE PEQUENO PORTE, EXCETO PRO LABORE, ALUGUÉIS OU SERVIÇOS PRESTADOS Eventos do Grupo 56-Distribuição de Lucros, para sócios de empresas OPTANTES pelo SIMPLES. OBSERVAÇÃO: Esse campo só será preenchido para sócios/diretores, pois para funcionários os lucros distribuídos são somados ao campo 1 do quadro 3-Rendimentos Tributáveis. CAMPO 6 - INDENIZAÇÕES POR RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO, INCLUSIVE A TÍTULO DE PDV, E ACIDENTE DE TRABALHO Evento 150-Aviso Prévio Indenizado e Eventos do Grupo 13-Férias Rescisão. Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. Consulte quais eventos possui cadastrados neste grupo em Cadastros / Genéricos / Eventos. Clique em imprimir e informe o grupo para emitir o relatório dos eventos deste grupo.

24 CAMPO 7 - OUTROS (ESPECIFICAR) Serão somados os eventos cujo campo Rendimento Isento/Não Tributável esteja marcado no cadastro do evento (cadastros / Genéricos / Eventos) mais os valores de Abono Pecuniário não Tributado e Férias em Dobro, quando o pagamento desta for efetuado no recibo de férias normais e não incidir IRRF Quadro 5 - Rendimentos Sujeitos A Tributação Exclusiva (Rendimento Líquido) CAMPO 1 - DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO Será gerado o valor líquido do 13º salário, de acordo com a fórmula: BASE IRRF 13º (normal ou rescisão): a base da rescisão você encontra em Módulos / Rescisão de Contrato / Alteração de Rescisão no quadro 13 Salário e do 13 no holerith da 2 parcela no campo Base IRRF. + (mais) Eventos 119 e 120 da Competência 12: Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. (menos) Evento 199 da Competência 12: Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. (menos) Dedução Dependentes: emita a relação de dependentes dos funcionários na coluna IR quais os dependentes abatem a base de cálculo bruta do IRRF e multiplique o total de dependentes de cada funcionários para o IR pelo valor da dedução por dependentes da tabela legal. (menos) Evento 199 IRRF 13º Retido: Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. (menos) Evento 197 INSS 13º: Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos.

25 (menos) Pensão Alimentícia: Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. - (menos) Evento 978 (Desconto de INSS complemento do 13º Salário): Obtenha estes valores através da ficha financeira em Relatórios / Funcionários / Ficha Financeira, ou consultando o evento 65 em Relatórios / Mensais / Relação de Eventos. Quando a empresa efetua pagamento fora do mês, ou seja, quinto dia útil, pode optar em considerar os eventos de complemento de 13º salário no próprio ano base ou somente no 13º do ano seguinte, ou seja, do ano de pagamento deste complemento. Para isso, marcar ou não a opção "Informar complemento de 13º no ano subsequente", no cadastro da Empresa em Parâmetros\ Recursos Humanos\ Essenciais. CAMPO 2 - IMPOSTOSOBRE A RENDA RETIDO NA FONTE SOBRE 13º SALÁRIO' Neste campo será gerado o valor do IRRF retido sobre o 13º salário (evento 199 do processamento 4 ou rescisão e 991 referente ao IRRF do complemento de 13º salário). CAMPO 3 - OUTROS Eventos do Grupo 56-Distribuição de Lucros, para funcionários. Neste campo vai o valor líquido, ou seja, deduzindo o valor do IRRF retido no evento 49. Neste campo, serão somados também os eventos cadastrados no grupo 57-Rendimentos Sujeitos a Tributação Exclusiva - Evento 71-Desconto IRRF Tributação Exclusiva Quadro 7 - Informações Complementares Serão geradas as informações dos planos de assistência à saúde, com os dados da operadora de saúde, do titular e dos dependentes. Neste quadro também são geradas as informações de distribuição de lucros de funcionários e as informações digitadas na tela de emissão do relatório.

26 4. Dúvidas Frequentes 4.1. Informações de planos de saúde e odontológicos Deverão ser informados os totais anuais correspondentes a participação financeira do empregado no pagamento do plano privado de assistência a saúde com despesas médico-odonto-hospitalares correspondentes ao beneficiário titular e a de cada dependente, desde que este se enquadre nos requisitos mínimos para constar na DIRF. Se a fonte pagadora custear o valor total do plano sem a participação do empregado, não haverá valor a ser informado. No sistema estes valores devem ser lançados na rotina Planos de Assistência à Saúde. Verifique aqui mais detalhes desta rotina. Só serão gerados valores de plano de saúde e odontológico para a DIRF pelo Cordilheira, se esta rotina foi utilizada durante os processamentos da folha, desde que esteja obrigado a constar na DIRF Como declarar sócios e diretores? Os sócios e diretores serão declarados, se durante o ano ocorreu emissão de pró-labore com valor igual ou superior a ,55, assim como retiradas ou dividendos e lucros. Ocorrendo um ou outro ou ambos, os valores serão declarados Como declarar funcionários que não tiveram retenção de IR na Fonte em nenhum mês ou o rendimento foi inferior a R$ ,55? Pela Instrução Normativa estes beneficiários não estão obrigados a serem declarados, mas você pode enviar todos os colaboradores, independente de atingir os limite ou não, marcando a opção gerar todos os funcionários na geração do arquivo da DIRF.

Filiais, sucursais ou representações de pessoas jurídicas com sede no exterior;

Filiais, sucursais ou representações de pessoas jurídicas com sede no exterior; O que é a Dirf? A Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte Dirf é a declaração feita pela fonte pagadora, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita Federal do Brasil os rendimentos

Leia mais

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA Para gerar o arquivo da DIRF, existem algumas informações importantes a serem revisadas antes de qualquer processo. Desta forma dividimos o manual em sequencias as quais estão explicadas a diante: Prazo:

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Este treinamento tem o objetivo de demonstrar as informações e funcionalidades da DIRF em relação às rotinas específicas do sistema JB Folha de Pagamento.

Leia mais

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1 DIRF Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014 Ano Base:2013 Copyright 2013 1 O que é DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte: É a declaração feita pela FONTE PAGADORA [Empresa],

Leia mais

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 24 de fevereiro de 2006

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 24 de fevereiro de 2006 Como gerar DIRF 1. Geração do Arquivo...2 1.0. Novidades no Sistema...3 1.1. Pagamento 5º Dia Útil... 3 1.2. Pagamento Dentro do mês... 3 1.3. Preenchimento das Informações para Geração do Arquivo...3

Leia mais

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 16 de fevereiro de 2007

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 16 de fevereiro de 2007 Como gerar DIRF Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 16 de fevereiro de 2007... 1 Informações Importantes:... 2 Novas informações:... 2 1. Geração do Arquivo...3 1.1. Pagamento 5º

Leia mais

Boletim Técnico. Para viabilizar essa melhoria, é necessário aplicar previamente o pacote de atualizações (Patch) deste chamado.

Boletim Técnico. Para viabilizar essa melhoria, é necessário aplicar previamente o pacote de atualizações (Patch) deste chamado. DIRF 2014 Ano Calendário 2013 Produto : Microsiga Protheus Gestão de Pessoal - Versão 11 Chamado : THZOT6 Data da publicação : 06/01/14 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos A Secretaria da Receita

Leia mais

Treinamentos no produto AdmRH

Treinamentos no produto AdmRH Treinamentos no produto AdmRH Guia do Aluno Versão 1.0 CGI - Consultoria Gaúcha de Informática Ltda Fone: (54) 3342-3422 www.cgiinformatica.com.br cgi@webcgi.com.br Rua Duque de Caxias, 181 Conj. 301/309

Leia mais

DIRF 2015 (ano-calendário 2014)

DIRF 2015 (ano-calendário 2014) DIRF 2015 (ano-calendário 2014) A Instrução Normativa nº 1.503, de 29 de outubro de 2014, que dispõe sobre a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf) e o Programa Gerador da Dirf 2015

Leia mais

Manual Prático 13º Salário

Manual Prático 13º Salário Manual Prático 13º Salário 1/36 Índice 1. ROTINAS 13 SALÁRIO DOS SISTEMAS EBS... 4 1.1. Definições... 4 2. CONFIGURAÇÕES DE EVENTOS... 6 3. 1 PARCELA... 9 4. 2 PARCELA... 11 5. INFORMAÇÃO DE VALORES EXTRAS...

Leia mais

Manual de Processamento da DIRF

Manual de Processamento da DIRF Pág. 1/24 Informações Importantes:... 2 Dedução de Dependentes... 3 Nova forma de acesso... 3 1. Geração dos dados da DIRF e Informe de Rendimentos... 3 1.1. Pagamento 5º Dia Útil... 5 1.2. Pagamento Dentro

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento

Instruções Folha de Pagamento Instruções Folha de Pagamento Rotina 20 Instruções DIRF Informações Iniciais Entrega da Declaração (Instrução Normativa RFB. 1.216 15/12/2011) o A DIRF deverá ser entregue até as 23h59min59s (horário de

Leia mais

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015 Neste bip Participação nos Lucros e Resultados... Rescisão Complementar... 1 DIRF 2015... 2 Novas Alterações Trabalhistas e Previdenciárias... 3 EFD ICMS-IPI... 4 Nova Tabela de INSS e Salário Família...

Leia mais

DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE

DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE O que é? Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte - DIRF é a declaração feita pela FONTE PAGADORA, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita

Leia mais

Rotinas Anuais D.I.R.F.2013

Rotinas Anuais D.I.R.F.2013 Dinâmica Sistemas Personalizados Apostila DIRF 2013 1 Rotinas Anuais D.I.R.F.2013 Declaração de Imposto de Renda na Fonte de pessoas jurídicas(autônomos) e físicas(folha/autônomos), que tenham pago ou

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil DIRF 2011 O que é a DIRF? É a Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte feita pela FONTE PAGADORA, destinada a informar à Secretaria da Receita Federal o valor do Imposto de Renda retido na fonte,

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF?

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF? Sim. A legislação da DIRF, Instrução Normativa n 1.406, de 23 de outubro de 2013, coloca como pessoa jurídica

Leia mais

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento Digitação de Holerith Processo da Folha de Pagamento Este item é responsável pela criação de sua folha de pagamento. A Digitação de Holerith permite o manuseio completo das mais diferentes situações. Esta

Leia mais

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e 130729 SUMÁRIO EMISSÃO DE NFS-E... 2 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA... 2 ACESSANDO O SISTEMA... 2 ACESSO AO SISTEMA... 3 SELEÇÃO DA EMPRESA... 4 CONFERÊNCIA DOS DADOS E EMISSÃO

Leia mais

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2

EFD PIS/COFINS. O que é a EFD PIS/COFINS?...2. A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2. 1. Procedimentos Iniciais...2 EFD PIS/COFINS SUMÁRIO O que é a EFD PIS/COFINS?...2 A EFD PIS/COFINS no Cordilheira Escrita Fiscal...2 1. Procedimentos Iniciais...2 a) Classificando as Empresas... 3 b) Conferindo os Cadastros que Influenciam

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS 2.93A 1- Adequada a rotina Módulos\ Férias\ Férias Normais para calcular as férias em dobro quando

Leia mais

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2015 - ANO-CALENDARIO 2014

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2015 - ANO-CALENDARIO 2014 DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2015 - ANO-CALENDARIO 2014 A Instrução Normativa 1.522 de 05/12/2014 dispõe sobre o Comprovante de Rendimentos e a IN 1.503 de 29/10/2014 sobre a Declaração do Imposto

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO O Manual

Leia mais

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Financeira...4 2.1.2.Formas de Registro do Pagamento e Recebimento

Leia mais

Retenção de Impostos e Contribuições

Retenção de Impostos e Contribuições Retenção de Impostos e Contribuições COMO A FONTE PAGADORA DEVE DESCONTAR: IR PIS/PASEP COFINS CSLL ISS INSS Resumo do conteúdo: IR Fonte Assalariados / Pro Labore IR Fonte Terceiros e Não Assalariados

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2013 - ANO-CALENDARIO 2012

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2013 - ANO-CALENDARIO 2012 DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2013 - ANO-CALENDARIO 2012 A Instrução Normativa 1.215 de 15/12/2011 dispõe sobre o Comprovante de Rendimentos e a IN 1.297 de 17/10/2012 sobre a Declaração do Imposto

Leia mais

I - Configuração no Windows para Símbolo decimal =. (ponto) e Símbolo de Agrupamento de dígitos =, (vírgula).

I - Configuração no Windows para Símbolo decimal =. (ponto) e Símbolo de Agrupamento de dígitos =, (vírgula). DIRF 2015 Ano Calendário 2014 Informe de Rendimentos PEGASUS Build: 2.0.0.1267 ou superior - 22/12/2014 Para iniciar o processo da DIRF 2015 Ano Calendário 2014 I - Configuração no Windows para Símbolo

Leia mais

Manual da Rescisão Complementar

Manual da Rescisão Complementar Manual da Rescisão Complementar Atualizado em Abril/2009 Pág 1/16 Sumário Rescisão Complementar... 2 Reajuste salarial para funcionários demitidos... 3 Novos Campos cadastro de Sindicato... 4 Recálculo

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

IRPF 2012 Cartilha IR 2012

IRPF 2012 Cartilha IR 2012 IRPF 2012 Cartilha IR 2012 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

DIRF - 2013. Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013. Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza

DIRF - 2013. Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013. Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza DIRF - 2013 Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013 Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza 1 O QUE É A DIRF? É a Declaração em que é informada à RFB: Os rendimentos pagos a pessoas físicas domiciliadas no País,

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE Criada a rotina de Plano de Assistência a Saúde. Esta rotina irá possibilitar gerar a DIRF com valores descontados

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Durante o ano de 2014 contribuí para a Previdência Social como autônoma. Como devo fazer para deduzir esses valores? Qual campo preencher? Se pedirem CNPJ, qual devo

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO WFISCAL

APOSTILA PARA O CURSO WFISCAL TREINAMENTO Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para

Leia mais

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2014 - ANO-CALENDARIO 2013

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2014 - ANO-CALENDARIO 2013 DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2014 - ANO-CALENDARIO 2013 A Instrução Normativa 1.215 de 15/12/2011 dispõem sobre o Comprovante de Rendimentos e a IN 1.406 de 23/10/2013 sobre a Declaração do Imposto

Leia mais

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015 Neste bip Férias Coletivas... 1 Configurar Tarefas Automáticas... 2 Pedido de Rescisão e Interrupção do Aviso Prévio... 3 Cadastro NIS em Lote... 3 Erro ao Gerar a Depreciação de Um Período... 5 Férias

Leia mais

DIRF 2013 Ano Calendário 2012 Informe de Rendimentos -------------------------------------- PEGASUS Build: 2.0.0.1253 ou superior Data: 15/02/2013

DIRF 2013 Ano Calendário 2012 Informe de Rendimentos -------------------------------------- PEGASUS Build: 2.0.0.1253 ou superior Data: 15/02/2013 - O que á a DIRF? É a Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte. DIRF 2013 Ano Calendário 2012 Informe de Rendimentos -------------------------------------- PEGASUS Build: 2.0.0.1253 ou superior Data:

Leia mais

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1 Apostila de 13 Salário Capacitação e Treinamento 1 Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2 Guia de Declaração de IRPF 2011 Ano-calendário 2010 Previdência IR 2010 Prev e Cp_v2 Quem é obrigado a declarar? Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 Cordilheira Recursos Humanos CRH 2.85A As rotinas de Retiradas de Pró-labore e Autônomos tiveram diversas alterações, com o objetivo

Leia mais

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético)

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético) Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento Esta opção é responsável pela emissão da Folha de Pagamento dos funcionários com movimentação. A impressão poderá ser configurada com separações

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO WCOBRANÇA COBRANÇA FÁCIL ALTERDATA

APOSTILA PARA O CURSO WCOBRANÇA COBRANÇA FÁCIL ALTERDATA Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil. Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para tornar

Leia mais

Manual_DIRF2009_Pegasus.txt

Manual_DIRF2009_Pegasus.txt +---------+ : Sistema: Folha de Pagamento PEGASUS for Windows : : Rotina : DIRF / INFORME DE RENDIMENTOS : : Ano : 2009 - Ano Calendario 2008 : : Versão : 1.2 : : Data : 26/01/2009 : +---------+ Importante

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal 03/02/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão...

Leia mais

TUTORIAL // MÓDULO PRESTADORES BENNER WEB MÓDULO PRESTADORES

TUTORIAL // MÓDULO PRESTADORES BENNER WEB MÓDULO PRESTADORES BENNER WEB MÓDULO PRESTADORES 1 Sumário Procedimento inicial para acessar o sistema na WEB... 3 Módulo Prestadores... 3 1. ÍCONES E FUNÇÕES... 4 2. CADASTRO DE PRESTADORES... 5 Cadastrar o prestador de

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Instrução Normativa RFB nº 1.452, de 21 de fevereiro de 2014 Ato Declaratório Executivo nº 21, de

Leia mais

Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão...

Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão... Índice 1.Orientações Gerais...2 1.1.O que é GFIP...2 1.2.Quais as vantagens de utilizar o SEFIP?...2 1.3.Prazo de Entrega...2 1.4.Transmissão...2 1.5.O que deverá ser informado na SEFIP...3 1.6. Ausência

Leia mais

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE Ano Calendário/ 2010 Quer entender um pouco mais sobre este documento? Conheça as informações que devem constar em cada quadro

Leia mais

Santos, (05) de Janeiro de 2011

Santos, (05) de Janeiro de 2011 Santos, (05) de Janeiro de 2011 1 Conteúdo As instruções a seguir têm o objetivo de orientar o preenchimento da Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte e dos Comprovantes de Rendimentos Pessoa Física

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA Distribuição Gratuita ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA -2- Apresentação Esta cartilha traz orientações básicas aos contribuintes que entregam a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de

Leia mais

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2016 - ANO-CALENDARIO 2015

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2016 - ANO-CALENDARIO 2015 DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2016 - ANO-CALENDARIO 2015 A Instrução Normativa 1.587 de 15/09/2015 dispõe sobre a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF) e o programa gerador da

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Persona pode automatizar. Sem entrar em detalhes, você saberá

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR INTRODUÇÃO Trata-se de um recurso exclusivo para atender a necessidade de cálculos complementares de verbas rescisórias decorrentes de reajustes

Leia mais

03 - Pergunta: Os Condomínios Edilícios e as Pessoas Físicas estão obrigados a entrega da declaração com o uso do certificado digital?

03 - Pergunta: Os Condomínios Edilícios e as Pessoas Físicas estão obrigados a entrega da declaração com o uso do certificado digital? PERGUNTAS E RESPOSTAS Dirf 2012 01 - Pergunta: O que é Dirf? Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte - Dirf é a declaração feita pela FONTE PAGADORA, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita

Leia mais

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência Março de 2013 Especial IRPF 2013 Chegou a hora de declarar o IR2013 >> Fique por dentro >> Onde informar

Leia mais

Neste bip. Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho. Você Sabia? edição 26 Outubro de 2012

Neste bip. Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho. Você Sabia? edição 26 Outubro de 2012 Neste bip Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho... Novo Documento para Cadastro de Trabalhador... 2 Tomador de Serviços... 2 Lançamento de Créditos Anteriores - EFD Contribuições...

Leia mais

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial.

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial. LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Dirf 2013 PERGUNTAS & RESPOSTAS

Dirf 2013 PERGUNTAS & RESPOSTAS Dirf 2013 PERGUNTAS & RESPOSTAS INFORMAÇÕES GERAIS... 5 1 - O que é a Dirf?... 5 2 - Onde obter mais informações sobre a Dirf 2013?... 5 3 - O que é o Batimento Dirf x Darf?... 5 4 - O que é o Batimento

Leia mais

SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET

SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET SEÇÃO DE RELAÇÕES DO TRABALHO SETOR DE HOMOLOGAÇÃO TREINAMENTO SISTEMA HOMOLOGNET ACESSO AO HOMOLOGNET Para utilizar o HomologNet é necessário acessar o Portal do Trabalho e Emprego na Internet, no endereço

Leia mais

ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS

ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS Apurar corretamente o IRRF(Imposto de Renda Retido na Fonte) é uma tarefa que deve ser executada com muita atenção pelo usuário, por isso

Leia mais

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1. APRESENTAÇÃO...4 1 2. ACESSO AO APLICATIVO...5 3. GERAÇÃO DE NFS-e...6 3.1. Preenchimento dos dados para emissão da NFS-e...6

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

14/2/2013 DIRF-2013. Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado

14/2/2013 DIRF-2013. Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado DIRF-2013 Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado 1 Obrigatoriedade de apresentação Programa gerador A apresentação Prazo de apresentação Retificação Processamento

Leia mais

Manual - Demonstrativos de Pagamento e Comprovantes de Rendimento

Manual - Demonstrativos de Pagamento e Comprovantes de Rendimento Manual - Demonstrativos de Pagamento e Comprovantes de Rendimento Versão: VA_04 Data: 26/06/2013 Este documento descreve as atividades e ações no Sistema de Gestão de Pessoas Administração de Pessoal VETORH

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como Tratar o Imposto de Renda na Fonte sobre PLR na DIRF2014

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como Tratar o Imposto de Renda na Fonte sobre PLR na DIRF2014 Como 09/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 4. Conclusão... 9 5. Informações Complementares... 9 6. Referências...

Leia mais

Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe

Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe Safeweb enota NFSe Sistema de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário - Versão 1.0.0 1. Sobre O enota NFSe é um sistema de emissão de Nota

Leia mais

ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015

ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015 ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015 Versão 1.4 (03/09/2015) Prazo de entrega 2015-30/09/2015. Instrução Normativa RFB nº 1524, de 08 de dezembro de 2014) Art. 3º A ECF será transmitida anualmente ao

Leia mais

PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA

PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA 1º PASSO Certificado Digital ou Senha Web? Existem duas formas de acessar o sistema para a emissão da NFS-e, uma com o Certificado Digital e a outra pela Senha

Leia mais

Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa

Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa Manual do Sistema de ISS 1 Guia do Sistema de ISS - Contribuintes Nota Avulsa Na página inicial do sistema de ISSWEB são apresentados quatro menus: Início, Acesso ao Sistema, Credenciamento e Consultas.

Leia mais

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ASSISTIDOS COM INÍCIO DO RECEBIMENTO DO BENEFÍCIO NO PERÍODO DE JAN.2008 A DEZ.2012 Perguntas e respostas para entendimento

Leia mais

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...).

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...). Cálculos Infor-Pag CLT, Estagiários, Autônomos e Pró-Labore. Geral ou por Centro de Custos. Recálculo. Com o mesmo código de evento pode-se ter 3 tipos de movimento; Normal, diferença ou estorno. Permite

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira.

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@sage.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 Entendendo as mordidas do leão como funciona o cálculo do imposto de renda Profa. Raquel Lehrer Todos

Leia mais

Contribuição Sindical dos empregados. Neste bip. Você sabia? edição 19 Março de 2012

Contribuição Sindical dos empregados. Neste bip. Você sabia? edição 19 Março de 2012 Neste bip Contribuição Sindical dos empregados... 1 Alterações no Aviso Prévio conforme Circular MTE 10/2011... 2 Formas de contabilização da Escrita Fiscal... 3 Importação de Notas Fiscais de Serviço...

Leia mais

Perguntas e Respostas Dirf 2015 Programa Gerador da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte versão 1.0

Perguntas e Respostas Dirf 2015 Programa Gerador da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte versão 1.0 Perguntas e Respostas Dirf 2015 Programa Gerador da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte versão 1.0 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL PROGRAMA GERADOR DA DECLARAÇÃO

Leia mais

BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS CRH 2.82a Protocolo 87504 1) O reajuste salarial será calculado corretamente mesmo quando o

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF 27/11/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da

Leia mais

Classificação Por identificador de Calculo:

Classificação Por identificador de Calculo: Classificação Por identificador de Calculo: Aqui informamos alguns identificadores de cálculo, mas é importante salientar que a incidência da DIRF será de acordo com a incidência da verba para IR, qualquer

Leia mais

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas.

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? de 0 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Vida e. Março de 0 de 0 Foi dada a largada para o acerto de contas

Leia mais

Informações sobre a utilização do programa. Instruções de preenchimento dos campos da Dirf. Apresenta instruções sobre o uso do teclado.

Informações sobre a utilização do programa. Instruções de preenchimento dos campos da Dirf. Apresenta instruções sobre o uso do teclado. 1 Conteúdo As instruções a seguir têm o objetivo de orientar o preenchimento da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte e dos Comprovantes de Rendimentos Pessoa Física e Pessoa Jurídica. Para

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF 14/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise

Leia mais

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED O que é ECF Escrituração Contábil Fiscal? Demonstra o cálculo do IRPJ e da CSLL Sucessora da DIPJ Faz parte do projeto SPED Instituída pela Instrução Normativa RFB 1.422/2013

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS. Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância.

MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS. Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância. MANUAL DO CVCONT/ SPED PIS COFINS Recomendamos que este manual seja impresso para futuras consultas, devido à sua importância. 1. Configuração Primeiramente para que os sistemas estejam aptos para a geração

Leia mais

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012 Indice Introdução...2 Conferindo os cadastros...2 Parâmetros Empresa...2 Cadastro de eventos...3 Centros de Custo (Obras)...3 Sindicatos...3 Funcionários...5 Gerando o arquivo para Rais...5 Outras informações

Leia mais

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO Parte:...................................... Gabarito Assunto:............................ Atualização: Original........................ Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação APLICAÇÕES

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO.

SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. Página 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. ARAXÁ MINAS GERAIS 2010 Página 2 Manual do Sistema da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e ÍNDICE 1. NOTA FISCAL

Leia mais

3. Procedimento para emissão de Guia de Retenção Previdenciária

3. Procedimento para emissão de Guia de Retenção Previdenciária 1. Objetivo Este documento tem por objetivo orientar na realização da Folha de Pagamento de Autônomos do Ministério Público e do Fundo de Modernização e Aprimoramento Funcional do Ministério Público do

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA ÍCONES PADRÕES UTILIZADOS 2

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA ÍCONES PADRÕES UTILIZADOS 2 ÍNDICE ÍCONES PADRÕES UTILIZADOS 2 PARTE 1 DADOS DO PRESTADOR DE SERVIÇO 4 PARTE 2 SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DE NFS-e 7 PARTE 3 ALTERAR SENHA 9 PARTE 4 GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS E PERMISSÕES

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

Neste bip. Arquivos XML. Você Sabia? edição 36 Agosto de 2013

Neste bip. Arquivos XML. Você Sabia? edição 36 Agosto de 2013 Neste bip Arquivos XML... 1 Quais Demonstrações Contábeis devo apresentar? 2 Contabilização da folha... 3 Atenção ao salário família... 4 Conferência das compensações de INSS... 4 Workshop online... 5

Leia mais

Manual das Férias Coletivas. Índice

Manual das Férias Coletivas. Índice Manual das Férias Coletivas Índice 1. COMO CALCULAR FÉRIAS COLETIVAS... 2 2. REGRAS BÁSICAS... 3 2.1. CONTAGEM DOS AVOS DE DIREITO... 4 2.2. DEDUÇÃO DE DIAS JÁ CONCEDIDOS... 6 2.3. COMPARAÇÃO DOS DIAS

Leia mais