Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF"

Transcrição

1 Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF 14/05/2014

2 Sumário Título do documento 1. Questão Normas apresentadas pelo cliente Análise da Legislação Conclusão Informações Complementares Referências Histórico de alterações

3 1. Questão Este parecer trata sobre como informar os valores do plano privado de assistência à saúde coletivo empresarial na Dirf. A obrigação de prestas informações referentes a participação financeira dos empregados nos Planos Privados de Assistência à Saúde na modalidade Coletivo Empresarial, contratado com Operadora de plano de Saúde com o funcionamento autorizado pela Agência Nacional de Saúde - ANS. Plano privado de assistência à saúde coletivo empresarial é aquele que oferece cobertura da atenção prestada a população delimitada e vinculada a pessoa jurídica por relação empregatícia ou estatutária. 2. Normas apresentadas pelo cliente Apresenta como embasamento legal o Ato Declaratório COFINS nº 82 de 25/10/2013 Anexo Único Leiaute arquivo DIRF, os tópicos 5.2 e 5.7, conforme abaixo. 3. Análise da Legislação De acordo com a Instrução Normativa RFB nº de 23 outubro de 2013, em seu Capitulo V Preenchimento da Dirf, temos a seguinte orientação; Art. 12. As pessoas obrigadas a apresentar a Dirf, conforme o disposto nos arts. 2º a 4º, deverão informar todos os beneficiários de rendimentos: 3

4 3º Em relação aos rendimentos de que trata o inciso II do caput, se o empregado for Título beneficiário de do plano documento privado de assistência à saúde, na modalidade coletivo empresarial, contratado pela fonte pagadora, deverão ser informados os totais anuais correspondentes à participação financeira do empregado no pagamento do plano de saúde, discriminando as parcelas correspondentes ao beneficiário titular e as correspondentes a cada dependente. Art. 14. A Dirf deverá conter as seguintes informações relativas aos beneficiários pessoas físicas domiciliadas no País: IV - relativamente às informações de pagamentos a plano privado de assistência à saúde, modalidade coletivo empresarial, contratado pela fonte pagadora em benefício de seus empregados: a) número de inscrição no CNPJ da operadora do plano privado de assistência à saúde; b) nome e número de inscrição no CPF do beneficiário titular e dos respectivos dependentes, ou, no caso de dependente menor de 18 (dezoito) anos em 31 de dezembro do ano-calendário a que se refere a Dirf, o nome e a data de nascimento do menor; c) total anual correspondente à participação do empregado no pagamento do plano de saúde, identificando a parcela correspondente ao beneficiário titular e a correspondente a cada dependente; Temos disponível ainda no site da Receita Federal do Brasil as Perguntas e Respostas Dirf 2014, com as seguintes questões sobre o Plano Privado de Assistência à Saúde Coletivo Empresarial, para esclarecimento. Pergunta 31 - Qual modalidade de Plano privado de assistência à saúde, contratado por pessoa jurídica em benefício de seus empregados, deve ser informado na Dirf? Devem ser informados na Dirf os valores referentes a Planos Privados de Assistência à Saúde na modalidade Coletivo Empresarial, contratado com Operadora de Plano de Saúde com funcionamento autorizado pela ANS. Pergunta 32 - O que deverá ser informado na ficha Plano privado de assistência à saúde Coletivo empresarial? Nessa ficha deverá ser informado: - Em relação à operadora do plano privado de assistência à saúde: número de inscrição no CNPJ, o número de Registro na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e o nome empresarial; - Em relação ao beneficiário titular: nome e número de inscrição no CPF do empregado e o total anual correspondente à sua participação financeira no plano de saúde; - Em relação aos dependentes no plano: CPF ou data de nascimento, se menor, nome, relação de dependência e valor pago no ano para cada dependente Se a fonte pagadora custear o valor total do plano sem a participação do empregado, que valor deverá informar na Dirf? que valor deverá informar na Dirf? Nesse caso, não haverá valor a ser informado. Se o empregado for beneficiário de plano privado de assistência à saúde, na modalidade coletivo empresarial, contratado pela fonte pagadora, deverão ser informados os totais anuais correspondentes à participação financeira do empregado no pagamento do plano de saúde, discriminando as parcelas correspondentes ao beneficiário titular e as correspondentes a cada dependente. Os valores custeados pela fonte pagadora não devem ser informados em Dirf. 4

5 De acordo com a Instrução Normativa RFB nº de 2011, Anexo II, quadro 7, devem também ser impresso no Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto de Renda Retido na Fonte, no caso de; I - pagamentos a planos de saude, relativos as importancias descontadas mensalmente do empregado para cobertura de despesas com plano de assistencia a saude, contratado pela fonte pagadora em beneficio de seus empregados, o numero de inscricao no Cadastro Nacional da Pessoa Juridica (CNPJ) e o nome empresarial da operadora de plano de saude contratada e o total anual descontado, detalhando, no caso de planos privados de assistencia a saude, contratados sob a modalidade coletivo empresarial, as parcelas correspondentes ao beneficiario titular e aos eneficiarios dependentes do plano; 4. Conclusão Diante as considerações acima, temos o seguinte a esclarecer sobre os questionamentos feitos. Perguntas 1 - O valor no ano corresponde as deduções e reembolsos sofridos pelo empregado, ou seja, se durante o ano teve o reembolso de assistência medica, como deveria ser informado? Deverão ser informados os totais anuais correspondentes a participação financeira do empregado no pagamento do plano privado de assistência a saúde, na modalidade coletivo empresarial, contratado pela fonte pagadora, discriminando as parcelas correspondentes ao beneficiário titular e a de cada dependente. Além disto deve ser demonstrado também no comprovante de rendimentos no Quadro 7 Informações Complementares, os valores pagos pagamentos a planos de saúde, relativos as importâncias descontadas mensalmente do empregado para cobertura de despesas com plano de assistência a saúde, contratado pela fonte pagadora em benefício de seus empregados, o número de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) e o nome empresarial da operadora de plano de saúde contratada e o total anual descontado, detalhando, no caso de planos privados de assistência a saúde, contratados sob a modalidade coletivo empresarial, as parcelas correspondentes ao beneficiário titular e aos beneficiários dependentes do plano. 2 - Este valor não deveria entrar no item acima, pois corresponde o valor pago no ano? A legislação não detalha como tratar os valores das deduções e reembolsos, mas como no Leiaute da Dirf não existem campos distintos, entendo que estes valores devem ser subtraídos dos valores pagos ao plano de saúde, e na DIRF somente deve ser informado o total anual descontado do funcionário, podendo ter controvérsias quando a esta regra mencionada. 3 - O CNPJ do reembolso de assistência medica deveria ser utilizado o do plano de saúde ou da emprega que empregado trabalha? A legislação também não especifica no Leiaute da DIRF, um modelo padrão de texto para ser inserido no item 5.7 Registro de informações complementares para o comprovante de rendimento (identificador INF) apenas obrigado que tenha algum detalhamento neste registro com máximo 200 posições. Para este caso entendo que possa ser as duas opções, podendo ocorrer que o reembolso seja indevido por parte da operadora ou da própria empresa por um desconto indevido. 5

6 5. Informações Complementares Título do documento Na visão dos processos junto ao ERP, terá impacto a geração da DIRF e o Comprovante de Rendimentos Pagos com relação aos valores informados no registro do plano privado de assistência à saúde. 6. Referências Histórico de alterações ID Data Versão Descrição Chamado FL 14/05/ Como informar os valores do plano privado de assistência à saúde - coletivo empresarial na DIRF TPKFNF 6

DMED Declaração de Serviços Médicos e de Saúde. Instrução Normativa RFB nº 985, de 22 de dezembro de 2009 e alterações

DMED Declaração de Serviços Médicos e de Saúde. Instrução Normativa RFB nº 985, de 22 de dezembro de 2009 e alterações DMED Declaração de Serviços Médicos e de Saúde Instrução Normativa RFB nº 985, de 22 de dezembro de 2009 e alterações OBRIGATORIEDADE DE ENTREGA Pessoa jurídica ou pessoa física equiparada a jurídica nos

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Tratamento de pensão alimentícia sobre Rendimento Recebido Acumuladamente (RRA) no Comprovante de

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Tratamento de pensão alimentícia sobre Rendimento Recebido Acumuladamente (RRA) no Comprovante de Tratamento de pensão alimentícia sobre Rendimento Recebido Acumuladamente (RRA) no 13/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Modelos de Comprovante Eletrônico de Rendimentos

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Modelos de Comprovante Eletrônico de Rendimentos 13/12/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 6 6. Referências... 6 7.

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - DMED - LEIAUTE

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - DMED - LEIAUTE Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - 06/11/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal 03/02/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como ajustar a DIRF quando não foi realizado o cálculo em separado do IRRF sobre os Rendimentos Recebidos

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como ajustar a DIRF quando não foi realizado o cálculo em separado do IRRF sobre os Rendimentos Recebidos Como ajustar a DIRF quando não foi realizado o cálculo em separado do IRRF sobre os Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA) 24/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas

Leia mais

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Este treinamento tem o objetivo de demonstrar as informações e funcionalidades da DIRF em relação às rotinas específicas do sistema JB Folha de Pagamento.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N 1.066, DE 18 DE AGOSTO DE 2010 DOU 20.08.2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N 1.066, DE 18 DE AGOSTO DE 2010 DOU 20.08.2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N.066, DE 8 DE AGOSTO DE 00 DOU 0.08.00 Aprova o leiaute do arquivo de importação de dados para o Programa Gerador da Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (PGD-Dmed) para apresentação

Leia mais

DIRF 2015 (ano-calendário 2014)

DIRF 2015 (ano-calendário 2014) DIRF 2015 (ano-calendário 2014) A Instrução Normativa nº 1.503, de 29 de outubro de 2014, que dispõe sobre a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf) e o Programa Gerador da Dirf 2015

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de 17/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1

Leia mais

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA Para gerar o arquivo da DIRF, existem algumas informações importantes a serem revisadas antes de qualquer processo. Desta forma dividimos o manual em sequencias as quais estão explicadas a diante: Prazo:

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como Tratar o Imposto de Renda na Fonte sobre PLR na DIRF2014

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como Tratar o Imposto de Renda na Fonte sobre PLR na DIRF2014 Como 09/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 4. Conclusão... 9 5. Informações Complementares... 9 6. Referências...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Envio das informações sobre os valores do adiantamento salarial para o Manad

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Envio das informações sobre os valores do adiantamento salarial para o Manad Envio das informações sobre os valores do adiantamento salarial para o Manad 15/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF 27/11/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

Manual - Demonstrativos de Pagamento e Comprovantes de Rendimento

Manual - Demonstrativos de Pagamento e Comprovantes de Rendimento Manual - Demonstrativos de Pagamento e Comprovantes de Rendimento Versão: VA_04 Data: 26/06/2013 Este documento descreve as atividades e ações no Sistema de Gestão de Pessoas Administração de Pessoal VETORH

Leia mais

Índice. 1. DIRF 2015 Ano-base 2014... 3. 1.1. O que é a DIRF... 3. 1.2. Prazo de Entrega... 3. 1.3. Quem será gerado no arquivo pelo sistema:...

Índice. 1. DIRF 2015 Ano-base 2014... 3. 1.1. O que é a DIRF... 3. 1.2. Prazo de Entrega... 3. 1.3. Quem será gerado no arquivo pelo sistema:... Índice 1. DIRF 2015 Ano-base 2014... 3 1.1. O que é a DIRF... 3 1.2. Prazo de Entrega... 3 1.3. Quem será gerado no arquivo pelo sistema:... 4 2. Geração da DIRF... 5 2.1. Geração Individual (por empresa)...

Leia mais

ANEXO ÚNICO. LEIAUTE DO ARQUIVO DA DECLARAÇÃO de Serviços Médicos e de Saúde - Dmed

ANEXO ÚNICO. LEIAUTE DO ARQUIVO DA DECLARAÇÃO de Serviços Médicos e de Saúde - Dmed ANEXO ÚNICO LEIAUTE DO ARQUIVO DA DECLARAÇÃO de Serviços Médicos e de Saúde - Dmed 1. Regras Gerais.. Estrutura de Arquivo:.1. Exemplo de estrutura de declarante Pessoa Jurídica.. Leiaute do arquivo:.1.

Leia mais

DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE

DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE O que é? Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte - DIRF é a declaração feita pela FONTE PAGADORA, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Retenção Imposto de Renda para Empregados com Multiplos Vínculos.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Retenção Imposto de Renda para Empregados com Multiplos Vínculos. Retenção Imposto de Renda para Empregados com Multiplos Vínculos. 23/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 5 4. Conclusão...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF de Transportador Autônomo

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF de Transportador Autônomo Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF de 10/02/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Incidência do IRRF para

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro Assistência à Saúde no Sistema TOTVS RM.

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro Assistência à Saúde no Sistema TOTVS RM. Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro Assistência à Saúde no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Férias e Rescisão... 8 III. Cálculo

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO O Manual

Leia mais

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA, LIMPEZA, CONSERVAÇÃO E LOCAÇÃO DE MÃO-DE-OBRA PROCEDIMENTO

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA, LIMPEZA, CONSERVAÇÃO E LOCAÇÃO DE MÃO-DE-OBRA PROCEDIMENTO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA, LIMPEZA, CONSERVAÇÃO E LOCAÇÃO DE MÃO-DE-OBRA PROCEDIMENTO SUMÁRIO: 1. Serviços Prestados por Pessoas Jurídicas 1.1. Incidência 1.2. Serviços de Limpeza e Conservação

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF?

Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte. 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte 1) O Órgão Público está obrigado à entrega da DIRF? Sim. A legislação da DIRF, Instrução Normativa n 1.406, de 23 de outubro de 2013, coloca como pessoa jurídica

Leia mais

14/2/2013 DIRF-2013. Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado

14/2/2013 DIRF-2013. Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado DIRF-2013 Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado 1 Obrigatoriedade de apresentação Programa gerador A apresentação Prazo de apresentação Retificação Processamento

Leia mais

2. Estrutura de arquivo 2.1 Estrutura completa de uma declaração de Pessoa Física ANEXO

2. Estrutura de arquivo 2.1 Estrutura completa de uma declaração de Pessoa Física ANEXO ANEXO LEIAUTE DO ARQUIVO Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte Dirf 1. Regras gerais Estas regras devem ser respeitadas em todos os arquivos gerados, quando não excepcionadas por regra específica

Leia mais

INFORME DE RENDIMENTOS

INFORME DE RENDIMENTOS INFORME DE RENDIMENTOS Consultoria Técnica / Obrigações Acessórias Circular 06/2015 1. INTRODUÇÃO Instituído pela Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal sob nº 690 de 20/12/2006, as instituições

Leia mais

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência Boletim de Relacionamento Previdência Imposto de Renda Sul América Previdência Prezado Participante, Desenvolvemos um guia para que você, que possui um Plano de Previdência PGBL ou Tradicional ou um Plano

Leia mais

Filiais, sucursais ou representações de pessoas jurídicas com sede no exterior;

Filiais, sucursais ou representações de pessoas jurídicas com sede no exterior; O que é a Dirf? A Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte Dirf é a declaração feita pela fonte pagadora, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita Federal do Brasil os rendimentos

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - Rendimentos Isentos e Não

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - Rendimentos Isentos e Não Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - Rendimentos 09/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário complemento de 13º Salário 01/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1 DIRF Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014 Ano Base:2013 Copyright 2013 1 O que é DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte: É a declaração feita pela FONTE PAGADORA [Empresa],

Leia mais

Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 1ª RF

Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 1ª RF Fls. 60 59 Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 1ª RF Solução de Consulta nº 29 Data 02 de julho de 2013 Processo 13154.720567/2012 36 Interessado UNIMED RONDONÓPOLIS COOPERATIVA DE

Leia mais

Boletim Técnico. Para viabilizar essa melhoria, é necessário aplicar previamente o pacote de atualizações (Patch) deste chamado.

Boletim Técnico. Para viabilizar essa melhoria, é necessário aplicar previamente o pacote de atualizações (Patch) deste chamado. DIRF 2014 Ano Calendário 2013 Produto : Microsiga Protheus Gestão de Pessoal - Versão 11 Chamado : THZOT6 Data da publicação : 06/01/14 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos A Secretaria da Receita

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

DIRF - 2013. Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013. Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza

DIRF - 2013. Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013. Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza DIRF - 2013 Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013 Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza 1 O QUE É A DIRF? É a Declaração em que é informada à RFB: Os rendimentos pagos a pessoas físicas domiciliadas no País,

Leia mais

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2 Guia de Declaração de IRPF 2011 Ano-calendário 2010 Previdência IR 2010 Prev e Cp_v2 Quem é obrigado a declarar? Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009 Estabelece normas para a geração, transmissão e controle de dados cadastrais de beneficiários

Leia mais

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência Março de 2013 Especial IRPF 2013 Chegou a hora de declarar o IR2013 >> Fique por dentro >> Onde informar

Leia mais

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS DA RECEITA FEDERAL DIMOB / DMED / DIRF Prof. André Proença INTRODUÇÃO OBJETIVO: Informar as ferramentas que a RFB utilizará para confrontar as informações declaradas na Declaração

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Durante o ano de 2014 contribuí para a Previdência Social como autônoma. Como devo fazer para deduzir esses valores? Qual campo preencher? Se pedirem CNPJ, qual devo

Leia mais

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE AGOSTO/2014 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Orientações Gerais... 4 2.1 Entrega de guias... 4 2.2 Numeração de guias... 4 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança...

Leia mais

Manual de Processamento da DIRF

Manual de Processamento da DIRF Pág. 1/24 Informações Importantes:... 2 Dedução de Dependentes... 3 Nova forma de acesso... 3 1. Geração dos dados da DIRF e Informe de Rendimentos... 3 1.1. Pagamento 5º Dia Útil... 5 1.2. Pagamento Dentro

Leia mais

2.2 Estrutura completa de uma declaração de Pessoa Jurídica ANEXO

2.2 Estrutura completa de uma declaração de Pessoa Jurídica ANEXO OPSE - Operadora de plano privado de assistência à saúde coletivo empresarial TPSE - Titular de plano privado de assistência à saúde coletivo empresarial DTPSE - Dependente do titular de plano privado

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS Nota de Acompanhamento do Caderno de Informações da Saúde Suplementar - NACISS 29ª Edição Agosto de 214 SUMÁRIO EXECUTIVO Número de beneficiários de planos médico-hospitalares (Mar/14): 5.722.522; Taxa

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos IRRF de Locador Residente no Exterior

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos IRRF de Locador Residente no Exterior IRRF de 23/07/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 3.1 Incidência do Imposto de Renda Sobre Locação de Imóveis... 5 3.2

Leia mais

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ASSISTIDOS COM INÍCIO DO RECEBIMENTO DO BENEFÍCIO NO PERÍODO DE JAN.2008 A DEZ.2012 Perguntas e respostas para entendimento

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Emissão do Recibo Pagamento de Autônomo (RPA)

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Emissão do Recibo Pagamento de Autônomo (RPA) 30/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 3.1 Lei Complementar nº 87 de 13 de setembro de 1996.... 4 3.2 Convênio ICMS

Leia mais

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência.

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência. Especial IRPF 2011 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência - Março de 2011 Chegou a hora de declarar o IRPF2011 Fique atento! Não descuide do

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Incidência de Imposto de Renda sobre juros e multas geradas por atraso no pagamento de aluguel e

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Incidência de Imposto de Renda sobre juros e multas geradas por atraso no pagamento de aluguel e Incidência de Imposto de Renda sobre juros e multas geradas por atraso no pagamento de e descontos concedidos no recebimento antecipado. 22/06/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas

Leia mais

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 07/2015 3ª SEMANA FEVEREIRO DE 2015

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 07/2015 3ª SEMANA FEVEREIRO DE 2015 News Consultoria, treinamento para gestão administrativa e atuação em processos e negócios. CCA BERNARDON CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 07/2015 3ª SEMANA FEVEREIRO DE 2015 DESTAQUES DA SEMANA: TRIBUTOS

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Incidência do IRRF sobre Multas por Rescisão de Contrato

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Incidência do IRRF sobre Multas por Rescisão de Contrato Incidência do IRRF sobre Multas por Rescisão de Contrato 05/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Incidência do

Leia mais

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 24 de fevereiro de 2006

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 24 de fevereiro de 2006 Como gerar DIRF 1. Geração do Arquivo...2 1.0. Novidades no Sistema...3 1.1. Pagamento 5º Dia Útil... 3 1.2. Pagamento Dentro do mês... 3 1.3. Preenchimento das Informações para Geração do Arquivo...3

Leia mais

Coordenação Geral de Tributação

Coordenação Geral de Tributação Fl. 19 Fls. 1 Coordenação Geral de Tributação Solução de Consulta Interna nº 23 Data 30 de agosto de 2013 Origem COORDENAÇÃO GERAL DE CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO E JUDICIAL COCAJ ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE

Leia mais

ASSUNTO: NORMAS DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA

ASSUNTO: NORMAS DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA ASSUNTO: NORMAS DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 235 de 15 de Setembro de 2010 EMENTA: Os serviços notariais e de registro (cartórios) devem possuir cadastro no CNPJ, o qual permanecerá

Leia mais

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil DIRF 2011 O que é a DIRF? É a Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte feita pela FONTE PAGADORA, destinada a informar à Secretaria da Receita Federal o valor do Imposto de Renda retido na fonte,

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS JAN/10 TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PME ALTO TIETÊ - PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS O presente aditamento é parte integrante do Contrato de Assistência Médica

Leia mais

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE Ano Calendário/ 2010 Quer entender um pouco mais sobre este documento? Conheça as informações que devem constar em cada quadro

Leia mais

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas.

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? de 0 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Vida e. Março de 0 de 0 Foi dada a largada para o acerto de contas

Leia mais

ANEXO I GLOSSÁRIO A SER UTILIZADO PARA PREENCHIMENTO E ENVIO PELA INTERNET DAS INFORMAÇÕES DE QUE TRATA ESTA INSTRUÇÃO NORMATIVA.

ANEXO I GLOSSÁRIO A SER UTILIZADO PARA PREENCHIMENTO E ENVIO PELA INTERNET DAS INFORMAÇÕES DE QUE TRATA ESTA INSTRUÇÃO NORMATIVA. ANEXO I GLOSSÁRIO A SER UTILIZADO PARA PREENCHIMENTO E ENVIO PELA INTERNET DAS INFORMAÇÕES DE QUE TRATA ESTA INSTRUÇÃO NORMATIVA. 1. Nome do Plano Para os planos contratados após 1º de janeiro de 1999

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Demonstrativo de Preço de transferência - Transfer Pricing consolidado na matriz

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Demonstrativo de Preço de transferência - Transfer Pricing consolidado na matriz Demonstrativo de Preço de transferência - Transfer Pricing consolidado na matriz 18/12/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria...

Leia mais

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 16 de fevereiro de 2007

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 16 de fevereiro de 2007 Como gerar DIRF Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 16 de fevereiro de 2007... 1 Informações Importantes:... 2 Novas informações:... 2 1. Geração do Arquivo...3 1.1. Pagamento 5º

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 983, de 18 de dezembro de 2009 - Impressão

Instrução Normativa RFB nº 983, de 18 de dezembro de 2009 - Impressão Page 1 of 9 Instrução Normativa RFB nº 983, de 18 de dezembro de 2009 DOU de 21.12.2009 Dispõe sobre a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf) e o programa gerador da Dirf 2010. Alterada

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Base de Cálculo de PIS e COFINS na Importação

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Base de Cálculo de PIS e COFINS na Importação Base de Cálculo de PIS e COFINS na Importação 20/03/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão...

Leia mais

Perguntas e Respostas Dirf 2015 Programa Gerador da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte versão 1.0

Perguntas e Respostas Dirf 2015 Programa Gerador da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte versão 1.0 Perguntas e Respostas Dirf 2015 Programa Gerador da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte versão 1.0 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL PROGRAMA GERADOR DA DECLARAÇÃO

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011 SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011 Aprova o leiaute do arquivo de importação de dados para o Programa Gerador da Declaração de Serviços Médicos

Leia mais

ANO XXII - 2011-4ª SEMANA DE DEZEMBRO DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 52/2011 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE

ANO XXII - 2011-4ª SEMANA DE DEZEMBRO DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 52/2011 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE ANO XXII - 2011-4ª SEMANA DE DEZEMBRO DE 2011 BOLETIM INFORMARE Nº 52/2011 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA REMUNERAÇÃO INDIRETA - TRATAMENTO TRIBUTÁRIO Introdução - Cômputo na Remuneração do Beneficiário

Leia mais

Comprovante de Rendimentos Financeiros

Comprovante de Rendimentos Financeiros Comprovante de Rendimentos Financeiros INFORME DE RENDIMENTOS FINANCEIROS MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL INFORME DE RENDIMENTOS FINANCEIROS DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Imposto de Renda sem complicação

Imposto de Renda sem complicação Imposto de Renda sem complicação A Porto Seguro Vida e Previdência desenvolveu este manual para auxiliar você no preenchimento da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Consulte

Leia mais

IRPF 2012 Cartilha IR 2012

IRPF 2012 Cartilha IR 2012 IRPF 2012 Cartilha IR 2012 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 588, de 21 de dezembro de 2005

Instrução Normativa SRF nº 588, de 21 de dezembro de 2005 Instrução Normativa SRF nº 588, de 21 de dezembro de 2005 DOU de 26.12.2005 Dispõe sobre a tributação dos planos de benefício de caráter previdenciário, Fapi e seguros de vida com cláusula de cobertura

Leia mais

Santos, (05) de Janeiro de 2011

Santos, (05) de Janeiro de 2011 Santos, (05) de Janeiro de 2011 1 Conteúdo As instruções a seguir têm o objetivo de orientar o preenchimento da Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte e dos Comprovantes de Rendimentos Pessoa Física

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013

INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013 INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013 Considerando a publicação da Instrução Normativa (IN) nº 1.343 em 08 de abril de 2013 pela Receita

Leia mais

Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte:

Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte: Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte: Observação: Como exemplo, será utilizado o Demonstrativo de Pagamento fictício apresentado abaixo, cuja competência é de junho de

Leia mais

Parte III. Profa. Alessandra Brandão

Parte III. Profa. Alessandra Brandão Parte III Profa. Alessandra Brandão DIRF - Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte É a declaração feita pela FONTE PAGADORA, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita Federal do Brasil:

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 116 - Data 28 de abril de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP ADMINISTRADORA DE BENEFÍCIOS. REGIME DE

Leia mais

Tributação. Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda

Tributação. Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda Tributação Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda Índice Quem recolhe o Imposto? 3 Prazo para Recolhimento 3 Como calcular o Imposto 3 Imposto de Renda

Leia mais

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03 2011 Versão 03 Web Empresas Agemed Saúde S/A. Esse documento tem como objetivo orientar as empresas contratantes do plano de saúde Agemed a utilizarem o ambiente Web para realização de movimentações cadastrais

Leia mais

Assim, esperamos agilizar o processo de pagamento, evitando cancelamentos, trocas ou atrasos no pagamento por falta do documento fiscal correto.

Assim, esperamos agilizar o processo de pagamento, evitando cancelamentos, trocas ou atrasos no pagamento por falta do documento fiscal correto. Prezado Credenciado, Visando dirimir dúvidas quanto ao preenchimento do documento fiscal Recibo de Pagamento a Autônomo - RPA emitido pelos credenciados Pessoas Físicas do Plano Complementar de Assistência

Leia mais

CARTILHA PARA EMISSÃO DA DIRF NO ESTADO DA BAHIA

CARTILHA PARA EMISSÃO DA DIRF NO ESTADO DA BAHIA CARTILHA PARA EMISSÃO DA DIRF NO ESTADO DA BAHIA 2014 1 ÍNDICE 1. O QUE É DIRF... 3 2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA DIRF... 3 3. QUAIS INFORMAÇÕES DEVEM CONSTAR NA DIRF... 5 4. CRITÉRIOS UTILIZADOS PARA

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 65/2009 ESCLARECIMENTO 1

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 65/2009 ESCLARECIMENTO 1 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento Referência: Pregão Eletrônico n. 65/2009 Data: 12/11/2009 Objeto: Contratação de pessoa jurídica especializada na prestação de serviços de assistência médica, ambulatorial

Leia mais

Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90): Artigos 260 a 260-L

Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90): Artigos 260 a 260-L Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90): Artigos 260 a 260-L Art. 260. Os contribuintes poderão efetuar doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente nacional, distrital, estaduais

Leia mais

Declaração de Imposto de Renda 2012

Declaração de Imposto de Renda 2012 Declaração de Imposto de Renda 2012 Cartilha Índice 1. Forma de elaborar a declaração de IRPF 2012... 3 1.1 Formas de entrega... 3 1.2 Prazo de entrega... 3 1.3 Multa pelo atraso na entrega da declaração...

Leia mais

Imposto de Renda 2013 MANUAL DE INFORMAÇÕES

Imposto de Renda 2013 MANUAL DE INFORMAÇÕES Imposto de Renda 2013 MANUAL DE INFORMAÇÕES Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2013: consulte as informações em seu Informe de Rendimentos Fator (IRF), Ano Calendário de 2012. Elaboramos este

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 14 13 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 296 - Data 14 de outubro de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA DE PESSOA FÍSICA - IRPF DESPESA MÉDICA. DEDUÇÃO.

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 10 9 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 22 - Data 6 de novembro de 2013 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: NORMAS DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA RETENÇÃO INDEVIDA DE TRIBUTOS

Leia mais

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2014 - ANO-CALENDARIO 2013

DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2014 - ANO-CALENDARIO 2013 DIRF E COMPROVANTE DE RENDIMENTOS / 2014 - ANO-CALENDARIO 2013 A Instrução Normativa 1.215 de 15/12/2011 dispõem sobre o Comprovante de Rendimentos e a IN 1.406 de 23/10/2013 sobre a Declaração do Imposto

Leia mais

ANO XXVI - 2015-1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015

ANO XXVI - 2015-1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015 ANO XXVI - 2015-1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015 IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE COMPROVANTE ANUAL DE RENDIMENTOS PAGOS OU CREDITADOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral.

INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. * RESOLUÇÃO Nº 23.216 ** INSTRUÇÃO Nº 22-06.2010.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. Ementa: Dispõe sobre a arrecadação

Leia mais

MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO

MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO MANUAL DO PORTAL DO BENEFICIÁRIO Sumário 1 INTRODUÇÃO... 3 2 SITE DO E-VIDA... 4 3 INÍCIO... 5 4 GUIA MÉDICO... 6 5 PRODUTOS... 6 6 REEMBOLSO... 6 6.2 SITUAÇÃO REEMBOLSO... 7 6.3 CRONOGRAMA REEMBOLSO...

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011 IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2011 Perguntas e Respostas 1. QUAL CONDIÇÃO TORNA A PESSOA FÍSICA OBRIGADA A APRESENTAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA? Está obrigado a apresentar a declaração,

Leia mais

Coordenação Geral de Tributação

Coordenação Geral de Tributação Fl. 11 Fls. 1 Coordenação Geral de Tributação Solução de Consulta Interna nº 20 Data 13 de agosto de 2013 Origem COORDENAÇÃO GERAL DE CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO E JUDICIAL (COCAJ) ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

Treinamentos no produto AdmRH

Treinamentos no produto AdmRH Treinamentos no produto AdmRH Guia do Aluno Versão 1.0 CGI - Consultoria Gaúcha de Informática Ltda Fone: (54) 3342-3422 www.cgiinformatica.com.br cgi@webcgi.com.br Rua Duque de Caxias, 181 Conj. 301/309

Leia mais