JSP e Servlets. Instituto Superior de Engenharia do Porto. 2003/2004 Linguagens de Programação II Filipe Costa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JSP e Servlets. Instituto Superior de Engenharia do Porto. 2003/2004 Linguagens de Programação II Filipe Costa 1020525"

Transcrição

1 JSP e Servlets Instituto Superior de Engenharia do Porto 2003/2004 Linguagens de Programação II Filipe Costa

2 Índex Introdução ao JSP, descrição e comparação 3 JSP Funcionamento 4 Servlets 4 Sintax 5 Exemplo de Scriptlet 5 Comandos 6 JavaBeans Comandos 7 Sessões 9 Conclusão 11 JSP e Servlets 2

3 Introdução JSP (JavaServer Pages) é uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem orientada a objectos. Tal como em ASP e PHP, os ficheiros JSP são ficheiros html que contêm algumas secções de código Java que possibilita conteúdos dinâmicos e automaticamente actualizáveis, quer por acesso a bases de dados, ficheiros ou outras fontes na rede, possibilitando também o conceito de utilizadores e sessões nas páginas de Internet, já que sem estas tecnologias era impossível implementar este tipo de funções apenas em html. A comparação entre PHP e JSP pode ser feita como analogia entre o C e Java em termos de uma linguagem ser orientada por objectos e a outra apenas em programação corrida o que traz vantagens em ser bastante mais simples, e como desvantagens ser menos poderosa e permitindo menos reutilização de código. O Java ainda como tecnologia feita para máquinas virtuais (VM) é também muito mais versátil em termos de se poder deslocar o código para todas as máquinas desde que tenham um VM que faz a emulação de uma máquina Java. Esta vantagem aplica-se também ao JSP sendo uma linguagem multi-plantaforma possibilitando que o servidor possa ter qualquer arquitectura (Windows, Linux, Mac, ). JSP e Servlets 3

4 JSP Funcionamento Convém fazer a distinção entre código JSP e applets Java para páginas (normalmente aplicações em que o código Java é processados pelo cliente), pois a primeira é dinâmica com o servidor e a segunda é interactiva na própria máquina sendo compilada ai mesmo mas podendo também ser dinâmica com o servidor ou com qualquer outro recurso. Como nota essencial fica que o JSP não é compilado na máquina do cliente e como tal é impossível existirem aplicações a correrem na máquina se não estiver uma ligação estabelecida com o servidor ou de JSP JSP funciona então do seguinte modo: (1) O computador cliente envia um pedido ao servidor de transferência do ficheiro.jsp; (2) O servidor analisa o ficheiro.jsp e verifica se tem código Java, se não tiver código Java poderá ser devolvido ao cliente; (3) Gera um servlet.java do ficheiro; (4) Compila o servlet.java para um ficheiro.class; (5) Executa o ficheiro no servidor; (6) Por fim devolve o resultado da execução do Java englobando também o código html que se encontrava no ficheiro base. Servlets A grande diferença entre fazer um código servlet ou JSP está no conteúdo em Java que se pretende introduzir. Se o objectivo é realizar uma página toda em Java com pouco ou nenhum conteúdo estático então poderá ser feito um servlet que consiste em fazer uma classe. Se o pretendido é realizar uma página com pouco conteúdo dinâmico e com muitos elementos estáticos então o JSP é mais apropriado. Normalmente um servidor que suporte servlets suporta também JSP o que torna a decisão exclusivamente do programador. JSP e Servlets 4

5 Como a figura anterior dá para observar, qualquer código JSP é convertido em servlets, e esses são depois tratados pelo servidor e devolvidos ao cliente em forma de string no meio do código html original. Classes e interfaces especificas do JSP: Package javax.servlet.jsp Package javax.servlet.jsp.tagext Sintaxe Comentários: <! -- --> Comentário ao nível de html e visível inclusivamente quando o cliente visualiza o html da página; Comentários: <% -- --%> Comentário ao nível do JSP, apenas visível na compilação e na programação; Scripting: <% %> Permite a escrita de código Java nas JSP. <% código %>; <%! declaração %>; <%= expressão %>. Directivas: directiva Lista-atributos %> Mensagens enviadas ao programa que compila/executa JSPs (container) Directivas: page, include, taglib; Acções <jsp:comando> <\jsp: comando> Marcas JSP pré-definidas que encapsulam funcionalidades. Comandos: jsp:usebean; jsp:setproperty; jsp:getproperty; jsp:param; jsp:include; jsp:forward; jsp:plugin; jsp:params; jsp:fallback Exemplo de Scriptlet No seguinte exemplo é pedido ao utilizador o seu nome e é impresso no ecrã logo depois uma mensagem personalizada para esse utilizador.... <body> <% // begin scriptlet String name = request.getparameter( "firstname" ); //Objecto HttpServletRequest if ( name!= null ) { %> <%-- end scriptlet to insert fixed template data --%> <h1> JSP e Servlets 5

6 Hello <%= name %>, <br /> Welcome to JavaServer Pages! </h1> <% // continue scriptlet } // end if else { %> <%-- end scriptlet to insert fixed template data --%> <form action = "welcome.jsp" method = "get"> <p>type your first name and press Submit</p> <p><input type = "text" name = "firstname" /> <input type = "submit" value = "Submit" /> </p> </form> <% // continue scriptlet } // end else %> <%-- end scriptlet --%> </body>... Comandos JSP Acções Acção Descrição <jsp:include> Inclui dinamicamente outro recurso num JSP. Quando a JSP é executado, o recurso referenciado é incluído e processado. Se o recurso é alterado entre pedidos as alterações são incluídas na próxima chamada da página <jsp:forward> Redirecciona o processamento para outro JSP, servlet ou página estática. Esta acção termina com a execução da página JSP corrente. <jsp:plugin> Permite gerar uma página HTML que contenha as construções apropriadas (dependentes do browser) para que se faça o download do plug-in Java e a subsequente execução da applet especificada. A tag <jsp:plugin> é substituída pela tag <object> ou pela tag <embed>, dependendo do browser do cliente <jsp:param> Usado em conjunto com as acções include, forward and plugin. Permite definir duplos do tipo (nome; valor) que podem ser lidos quando a acção é executada Directivas language Qual a linguagem usada page language = "java" %> extends Superclasse pelo servidor para a compilação dos servlets page extends = "com.taglib... %> import Importa classes que sejam necessárias para a compilação do código page import = "java.util.*" %> session Permite o uso de sessões nas páginas para que se possa guardar Por defeito está definido para existirem sessões JSP e Servlets 6

7 informações necessárias do page session = "false" %> utilizador para futuras consultas buffer Controla o buffer de saida para page buffer = "none" %> uma página JSP. Por defeito é 8kb autoflush Limpa o buffer quando cheio page autoflush = "true" %> isthreadsafe Possibilita que quando existam múltiplos pedidos de execução de servlets sejam tratados ao mesmo tempo info Informações várias que podem ser incluídas na página, usualmente o autor, data e versão page info = "visualbuilder.com test page, copyright " %> errorpage IsErrorPage contenttype JavaBeans Identificação de outra página para tratar erros que possam acontecer Esta flag está em true o que possibilita que as excepções sejam enviadas para a página de tratamento de erros Identifica o tipo de mime e character usado pelo JSP page errorpage = "/error/error.jsp" %> Para a reutilização de código eficaz foram criados os JavaBeans que mais não são do que classes de Java com determinadas regras: Deve existir um construtor público e sem parâmetros; Nenhum atributo pode ser público; Os atributos são acedidos através de métodos públicos setxxx, getxxx e isxxx. Estas regras determinam um padrão que possibilita o uso de Beans como componentes em ferramentas de desenvolvimento, sendo depois facilitada a reutilização de código noutras aplicações. Existem três tipos de Java Beans: Visuais, utilizados no desenvolvimento de interfaces; Dados, que fornecem um padrão para acesso a valores; Serviços, usados para cálculos, acesso a tabelas e algoritmos específicos. Em JSP (sendo uma linguagem que não usa interfaces gráficos) apenas os dois últimos tipos são usados. Comandos JavaBeans Estes JavaBeans como classes normais com determinadas características são assim muito conhecidas para todos os alunos que estudam Java, não apresentando quaisquer diferenças para as classes de Java normais, como mostra o exemplo: JSP e Servlets 7

8 class Hora { private int hora, minuto, segundos; public Hora() { hora = minuto = 0; } public int getsegundos() { return hora* *minuto; } public void setsegundos(int s) { segundo=s; } } usebean - Criar/seleccionar Para a utilização dos JavaBeans no código JSP deverá primeiro ser criado um objecto da classe para depois serem utilizados os métodos da respectiva classe (como qualquer classe em Java que não seja abstracta). Essa criação efectua-se da seguinte maneira: Permite ao JSP gerir, criar ou seleccionar um objecto Java. Exemplo de uso de JavaBean em JSP e analogia com código Java: JavaBean <jsp:usebean id = obj class = Hora /> Java Hora obj = new Hora(); Cria um novo objecto obj do tipo de classe Hora getproperty - Recuperar Propriedade JavaBean <jsp:getproperty name = obj property = Segundos /> Java obj.getsegundos() Esta Marca retorna no local em que estiver o valor da propriedade recuperada setproperty - Alterar Propriedade JavaBean <jsp:setproperty name = obj property = Segundos value = 60 /> Java obj.setsegundos(60) Define a propriedade segundos como 60 JSP e Servlets 8

9 scope - Utilização de Beans em outras páginas A criação padrão disponibiliza o Bean apenas para a página actual, para alterar o nível de acesso usa-se o atributo scope. scope pode ter quatro valores: page - mantém o Bean até que a página seja mostrada; request - mantém o Bean até que a resposta seja toda enviada; session - o Bean existe durante a sessão; application - o Bean dura enquanto a aplicação Web actual estiver activa. <jsp:usebean id = obj class = Hora scope= page > Para se aceder a propriedades indexadas previamente na mesma página ou então por uma página que tenha englobado a actual no campo scope quando o objecto foi criado, apenas se terá de usar normalmente não sendo necessária qualquer declaração adicional: <%for(int i=0; i<10; i++) { %> <%=obj.getpropriedade(i)%> <br> <%}%> getparameter Inserção directa nas propriedades de Java Beans Sessões <jsp:setproperty name= obj property= nome param = nome /> Nome do parâmetro no atributo para inserir directamente: Quando a propriedade e o parâmetro têm o mesmo nome poderá utilizar-se - property= * para uma associação total Como foi dito acima, o JSP define automaticamente o uso de sessões a true, o que possibilita o uso de objectos em futuras sessões noutras páginas ou até na mesma página. Este tipo de informações são normalmente guardados em cookies e cada vez mais fundamentais para navegar em sites cada vez mais dinâmicos e com usernames e passwords. Se os cookies não estiverem activos no browser, ou se forem recusados por qualquer outro motivo torna quase impossível o uso de cookies, existindo outra maneira de o fazer, não é a melhor e alguns browsers não a suportam. Os objectos que são guardados na sessão são associados a um sessionid que permitirá assim o uso apenas onde se destina. Os cookies são encriptados o que possibilita alguma privacidade e segurança no manuseamento de informação pessoal e por vezes confidencial. Para se armazenar um objecto terá de se realizar o seguinte código: <% Foo foo = new Foo(); session.putvalue("foo",foo); %> Para mais tarde se aceder ao objecto guardado na sessão: JSP e Servlets 9

10 <% Foo myfoo = (Foo) session.getvalue("foo"); %> Não sendo obrigatório o isso de sessões nas páginas JSP, poderá desactivar-se as sessões com o seguinte código: page session = "false" %>. Não existe também limite para o número de objectos que se pode guardar numa sessão mas não é recomendável que se guarde inúmeros objectos pois torna a navegação bastante pesada, e por vezes o elevado número de objectos é desnecessário. Os servidores normalmente colocam o tempo máximo de um objecto de sessão em 30 minutos mas poderá ser alterado usando este comando: setmaxinvalidationinterval(int secs). JSP e Servlets 10

11 Conclusão O JSP tem como principais atractivos o encapsulamento de funções e classes que traz como consequência uma grande reutilização de código. Para se tirar total proveito da linguagem será necessário ter conhecimento de muitas classes já construídas o que possibilita uma programação que não quer inventar a roda mas sim fabricar automóveis com os conhecimentos existentes até agora. No entanto para se fazerem aplicações mais simples a utilização de PHP por exemplo será muito mais simples, versátil e intuitiva por não ser tão poderosa é de mais fácil implementação. O grande beneficio do PHP é que normalmente o uso de aplicações dinâmicas na web é para fins pouco complexos como acesso a bases de dados, autenticações de utilizadores, sistemas de compras de produtos ou para funções de cálculos lógicos, o que torna o PHP um alvo ideal pela sua facilidade de utilização. O Java neste tipo de implementações não traz grandes benefícios, e estando o PHP e ASP mais divulgados e mais facilitados no seu uso normalmente é sobre estas duas linguagens que as escolhas dos programadores recaiem. JSP e Servlets 11

Objetivos. Aprender o que são JavaBeans e como podem ser usados em páginas JSPs Usando ações-padrão ao invés de scripts

Objetivos. Aprender o que são JavaBeans e como podem ser usados em páginas JSPs Usando ações-padrão ao invés de scripts JSP Mais Recursos Objetivos Aprender o que são JavaBeans e como podem ser usados em páginas JSPs Usando ações-padrão ao invés de scripts Usando atributos Quando o atributo é uma String

Leia mais

Desenvolvimento de aplicações Web. Java Server Pages

Desenvolvimento de aplicações Web. Java Server Pages Desenvolvimento de aplicações Web Java Server Pages Hamilton Lima - athanazio@pobox.com 2003 Como funciona? Servidor web 2 Internet 1 Browser 3 Arquivo jsp 4 JSP Compilado 2 Passo a passo 1 browser envia

Leia mais

JSP - JavaServer Pages

JSP - JavaServer Pages JSP - JavaServer Pages 1 Sumário O que é o JSP? Comparação com ASP, Servlets, e Javascript Disponibilidade Um exemplo simples Mais sobre Sintaxe Um pouco de JavaBeans Um exemplo mais complexo 2 O que são

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Por quê JSP? Com Servlets é fácil Ler dados de um formulário Recuperar dados de uma requisição Gerar informação de resposta Fazer gerenciamento

Leia mais

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs Aplicações dinâmicas para a Web: HTTP porto 80

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs Aplicações dinâmicas para a Web: HTTP porto 80 Web Browser como o processo cliente Servidor web com páginas estáticas Vs Aplicações dinâmicas para a Web: Cliente Web browser HTTP porto 80 Servidor web JDBC RMI XML... Base de Dados Aplicação em Java...

Leia mais

" # $ %&'( ) *' ( +,)+ ( - $ (+*' 0 12 ' ( %+ -12 )+3 ) (4 )) ) % 12 ) *' (

 # $ %&'( ) *' ( +,)+ ( - $ (+*' 0 12 ' ( %+ -12 )+3 ) (4 )) ) % 12 ) *' ( ! " # $ %&'( ) *' ( +,)+ ( - $ (+*'.%/ 0 12 ' ( %+ -12 )+3 ) (4 )) ) % 12 ) *' ( 2 (5) '%'1%6% %/ )1%12 74 % +1%() %% % *8) + 9 "(:4 8) % ; *' 3 "( % '% + 4% % ) +' 455 %' 4 *' ( +% ) + %,)1 0 +

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Model-View-Controller (MVC) Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

JavaServer Pages (JSP) Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

JavaServer Pages (JSP) Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br JavaServer Pages (JSP) Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Especificação/IDE/Implementação Esse curso foi preparado em 03/2015 usando a seguinte especificação, IDE e implementação Especificação

Leia mais

JSP (Java Server Pages)

JSP (Java Server Pages) JSP (Java Server Pages) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Prof. Edwar Saliba Júnior 1 Introdução Tecnologia para desenvolvimento de aplicações WEB fundamentada na

Leia mais

2 Criar uma Enterprise Application que num módulo EJB irá conter um ou vários Beans.

2 Criar uma Enterprise Application que num módulo EJB irá conter um ou vários Beans. Enterprise java Bens Folha 8-1 Session beans A Aplicação cliente que acede a um session bean (Exemplo retirado de: https://netbeans.org/kb/docs/javaee/entappclient.html) 1 Criar uma Java Class Library

Leia mais

UNIDADE III JAVA SERVER PAGES

UNIDADE III JAVA SERVER PAGES UNIDADE III JAVA SERVER PAGES MODELO JSP Um dos principais objetivos da tecnologia J2EE é fazer com que as tarefas sejam realizadas de forma separada. Eliminando as dependências, componentes J2EE tornam-se

Leia mais

Programação WEB II. Formulários Em PHP. Métodos GET e POST progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. Formulários Em PHP. Métodos GET e POST progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza Formulários Em PHP Métodos GET e POST progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net Objetivos Entender o funcionamento

Leia mais

Engenharia de Aplicações Sistemas Interactivos 2009/10! JAVASERVER FACES 1.2. Mestrado em Informática Universidade do Minho! 31!

Engenharia de Aplicações Sistemas Interactivos 2009/10! JAVASERVER FACES 1.2. Mestrado em Informática Universidade do Minho! 31! JAVASERVER FACES 1.2 Mestrado em Informática Universidade do Minho! 31! Java Server Faces (JSF) JSP uma tecnologia" JSF uma framework MVC(-like)" - JSP para a apresentação (ou não)" utilização da JSF tag

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo JavaServer Pages (JSP) Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets Programação Web Professor: Diego Oliveira Conteúdo 02: JSP e Servlets JSP JSP é um template de uma página Web que usa Java para gerar HTML dinamicamente JSP é considerado server-side e roda em um objeto

Leia mais

JSP (Java Server Pages)

JSP (Java Server Pages) JSP (Java Server Pages) André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br JSP A linguagem surgiu por volta de 1995. JSP foi inicialmente inventado por Anselm Baird-Smith durante um final de semana e depois Satish

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Java Intermediário Carga horária: 32 horas TreinaWeb Tecnologia LTDA CNPJ: 06.156.637/0001-58 Av. Paulista, 1765 - Conj 71 e 72 São Paulo - SP CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1 - Um pouco sobre

Leia mais

Java para Desenvolvimento Web

Java para Desenvolvimento Web Java para Desenvolvimento Web JSP Antes de iniciarmos a comentar sobre a Tecnologia Java Server Pages, teremos uma breve apresentação do Servidor (Web Contanier) TomCat. Então vamos lá. Servidor TomCat

Leia mais

Desenvolvimento de um sistema de leilão utilizando JavaServer Pages

Desenvolvimento de um sistema de leilão utilizando JavaServer Pages Desenvolvimento de um sistema de leilão utilizando JavaServer Pages Charles Burkhardt Orientador: Prof. Dr. Paulo Rodacki Gomes Roteiro da apresentação Introdução Conceitos Básicos Desenvolvimento do trabalho

Leia mais

Tecnologias Web. Formulários HTML

Tecnologias Web. Formulários HTML Tecnologias Web Formulários HTML Cristiano Lehrer, M.Sc. Tag form (1/2) Todo formulário em HTML é construído usando elementos dentro de um bloco . O bloco define a URL que receberá o formulário

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS WEB. Lista de Exercícios AV2-01. Luiz Leão

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS WEB. Lista de Exercícios AV2-01. Luiz Leão DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS WEB Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 01 Sobre as características da programação orientada a objetos, explique o encapsulamento. Questão 01 - Resposta

Leia mais

AULA 08. Sintaxe JSP. Prof. André Luis Schwerz.

AULA 08. Sintaxe JSP. Prof. André Luis Schwerz. AULA 08 Sintaxe JSP Prof. André Luis Schwerz andreluis@utfpr.edu.br andreschwerz@gmail.com Aprenderemos: Elementos de diretiva Diretiva page Diretiva include Elementos de script Scriplets Declarações Expressões

Leia mais

Programação WEB II. Conhecendo o PHP. Prof: Kelly E. Medeiros Bacharel em Sistema de Informação. Módulo III

Programação WEB II. Conhecendo o PHP. Prof: Kelly E. Medeiros Bacharel em Sistema de Informação. Módulo III Programação WEB II Conhecendo o PHP Módulo III Prof: Kelly E. Medeiros Bacharel em Sistema de Informação 1 Conhecendo o PHP Com o NotePad++ aberto com um arquivo em branco, devemos fazer uma pequena configuração

Leia mais

Tecnologias Web. Java Enterprise Edition

Tecnologias Web. Java Enterprise Edition Tecnologias Web Java Enterprise Edition Cristiano Lehrer, M.Sc. Introdução Java Enterprise Edition (JEE): Plataforma de tecnologias para o desenvolvimento de aplicações corporativas distribuídas. É uma

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB GABRIELA TREVISAN Formulários e Aula 3 Relembrando HTML 5 Tag Form o Utilizada para marcar a região do formulário. o Os atributos mais importantes são o method e o action.

Leia mais

Introdução a Servlets e JSP. Prof. Samuel Martins samuellunamartins at gmail dot com Faculdade São Miguel

Introdução a Servlets e JSP. Prof. Samuel Martins samuellunamartins at gmail dot com Faculdade São Miguel Introdução a Servlets e JSP samuellunamartins at gmail dot com Conteúdo da aula Introdução a HTML Introdução a Servlets Preparando o ambiente de programação Exemplo de Servlets 2 Websites na década de

Leia mais

Curso de Java. Geração de Páginas WEB através de JSP. Todos os direitos reservados Klais

Curso de Java. Geração de Páginas WEB através de JSP. Todos os direitos reservados Klais Curso de Java Geração de Páginas WEB através de JSP Todos os direitos reservados Klais JSP e Servlets Servletsconstituem um mecanismo conveniente para a geração de páginas HTML dinâmicas e seu tratamento

Leia mais

Java Server Pages (JSP)

Java Server Pages (JSP) Java Server Pages () joao@ecomp.uefs.br Departamento de Ciências Exatas Universidade Estadual de Feira de Santana Problemas com Sevlet Como fazer um Servlet para exibir esta página? 1 Código do Servlet

Leia mais

Java na WEB Componentes Bean

Java na WEB Componentes Bean 1 Java na WEB Componentes Bean Objetivo: Ao final da aula o aluno será capaz de: Criar site dinâmico utilizando componentes Bean Utilizar Tags de ação Empregar Coleções de Bean. Sumário 5. Definição de

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação. Ano lectivo 2009/2010. Sites dinâmicos. Com Expression Web TI2009/10 EWD_1. Filipa Pires da Silva (2009)

Cadeira de Tecnologias de Informação. Ano lectivo 2009/2010. Sites dinâmicos. Com Expression Web TI2009/10 EWD_1. Filipa Pires da Silva (2009) Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/2010 Sites dinâmicos Com Expression Web TI2009/10 EWD_1 .ASPX vs.html HTML: HTML é uma linguagem para descrever páginas web HTML significa Hyper Text

Leia mais

HTML. Sessão 8 HTML. Criação de Páginas WEB. Formulários

HTML. Sessão 8 HTML. Criação de Páginas WEB. Formulários HTML Sessão 8 HTML Falta ver de que forma podemos trocar informações com nosso visitante. Este aspecto é primordial para a grande quantidade de acções que se podem realizar : Comprar um artigo, preencher

Leia mais

Protótipo de uma ferramenta de apoio para desenvolvimento de sistemas web para WebIntegrator

Protótipo de uma ferramenta de apoio para desenvolvimento de sistemas web para WebIntegrator Protótipo de uma ferramenta de apoio para desenvolvimento de sistemas web para WebIntegrator Ederson Evaristo Jantsch Orientador: Marcel Hugo 09/07/2002 Roteiro Introdução Aplicação multicamadas Tecnologias

Leia mais

Escrever scripts de PHP com HTML

Escrever scripts de PHP com HTML Escrever scripts de PHP com HTML PHP é uma linguagem de programação de scripts para serem interpretados no lado dos servidores. Numa fase inicial (1995), PHP surgiu com o significado de Personal Home Pages

Leia mais

Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objeto

Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objeto Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objeto WEB JSP Professora Sheila Cáceres JSP É uma tecnologia que permite incluir código Java dentro de páginas web. Uma página jsp é uma página HTML

Leia mais

Desenvolvimento para Web em Java. Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM Lamarck Heinsch Mestrando PPGI/CT/UFSM

Desenvolvimento para Web em Java. Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM Lamarck Heinsch Mestrando PPGI/CT/UFSM Desenvolvimento para Web em Java Profa Andréa Schwertner Charão DLSC/CT/UFSM Lamarck Heinsch Mestrando PPGI/CT/UFSM Tecnologias Web Java (OO) Fonte: Wikipedia Tecnologias Web em Java Java SE: Applets Java

Leia mais

Listando, gravando, alterando e excluindo registro do banco de dados com JSP

Listando, gravando, alterando e excluindo registro do banco de dados com JSP SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 3º ANO PROGRAMAÇÃO II PROF. RONALDO FERREIRA DA SILVA JavaServer Pages JavaServer Pages (JSP) é uma tecnologia que ajuda os desenvolvedores de software a criarem páginas web geradas

Leia mais

Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010.

Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010. Relatório do GPES Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010. Compreender a programação JSP. Os Servlets assim como JSP são tecnologias

Leia mais

<%= request.getattribute( nome ) %> Se nome for uma instância de Cliente. <%= request.getattribute( nome ) %>

<%= request.getattribute( nome ) %> Se nome for uma instância de Cliente. <%= request.getattribute( nome ) %> JSP Mais Recursos Usando atributos Quando o atributo é uma String Se nome for uma instância de Cliente O resultado será: Cliente@521df6

Leia mais

GUIÃO DO TRABALHO PRÁTICO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO WEB SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMPRESARIAIS. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

GUIÃO DO TRABALHO PRÁTICO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO WEB SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMPRESARIAIS. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Ano lectivo 2007 / 2008 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMPRESARIAIS GUIÃO DO TRABALHO PRÁTICO

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE CONTEÚDO QUESTÕES DISSERTATIVAS

EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE CONTEÚDO QUESTÕES DISSERTATIVAS EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE CONTEÚDO QUESTÕES DISSERTATIVAS 1. Explique a(s) diferença(s) entre design pattern e framework. 2. Analisar o arquivo de configurações (web.xml) abaixo identificando quais suas

Leia mais

Programação Web 2:! Introdução a JSP! Mestrado em Engenharia Informática Universidade do Minho! 290! Deliver information, not just data

Programação Web 2:! Introdução a JSP! Mestrado em Engenharia Informática Universidade do Minho! 290! Deliver information, not just data Aula 8 Programação Web 2:! Introdução a JSP! Mestrado em Engenharia Informática Universidade do Minho! 289! First principles (7) Deliver information, not just data!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!(johnson,

Leia mais

Desenvolvimento Web com Java. Sérgio Lopes Caelum -

Desenvolvimento Web com Java. Sérgio Lopes Caelum - Desenvolvimento Web com Java Sérgio Lopes Caelum - http://www.caelum.com.br sergio.lopes@caelum.com.br Sérgio Lopes Desenvolvedor Java desde 2002 Instrutor de Java pela Caelum Trabalho com Web e Celulares

Leia mais

Database and Applications. Criação, inserção de dados PHP+MySQL

Database and Applications. Criação, inserção de dados PHP+MySQL Criação, inserção de dados PHP+MySQL Prof. Doutor Félix Singo phpmyadmin É uma aplicação de fácil utilização que serve para controlar base de dados MySQL. Pode-se utilizar para criar, copiar, apagar, renomear

Leia mais

!" # # # $ %!" " & ' ( 2

! # # # $ %!  & ' ( 2 !"# # #$ %!" "& ' ( 2 ) *+, - 3 . / 4 !" 0( # "!#. %! $""! # " #.- $ 111.&( ( 5 # # 0. " % * $(, 2 % $.& " 6 # #$ %% Modelo (Encapsula o estado da aplicação) Implementado como JavaBeans Responde a consulta

Leia mais

INTRODUÇÃO AO. www.posse.ueg.br RESUMO

INTRODUÇÃO AO. www.posse.ueg.br RESUMO www.posse.ueg.br Home Page: http://www.posse.ueg.br/index.php/conexao-ueg/meuperfil/userprofile/ronaldo INTRODUÇÃO AO RESUMO Considerada uma das principais invenções do século XX, a Web revolucionou a

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS WEB UNIDADE I Criação de Aplicativos Web. Luiz Leão

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS WEB UNIDADE I Criação de Aplicativos Web. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Revisão da Sintaxe Java Visão Geral do Ambiente Servidor Tomcat GlassFish Uso do NetBeans para criação de aplicativos Web Tecnologia

Leia mais

Java para Desenvolvimento Web

Java para Desenvolvimento Web Java para Desenvolvimento Web EL Expression Language Expression Language (Linguagem de Expressão) foi introduzido na versão 1.0 da JSTL (JSP Standard Tag Library), antes da JSTL scriplets eram usados para

Leia mais

4 Conceito de Herança

4 Conceito de Herança 4 Conceito de Herança Hierarquia de classes e mecanismo de ligação Herança Uma classe pode herdar operações de uma superclasse e as suas operações podem ser herdadas por subclasses. O mecanismo de herança

Leia mais

Função Fundamental do SO

Função Fundamental do SO Função Fundamental do SO Gestão do Hardware Uma das funções fundamentais do sistema operativo é gerir os recursos do hardware de um modo o mais transparente possível ao utilizador Recursos principais a

Leia mais

Desenvolvimento Web III. Prof. Felippe Scheidt

Desenvolvimento Web III. Prof. Felippe Scheidt Desenvolvimento Web III Prof. Felippe Scheidt Apresentação da disciplina Compreender os princípios do desenvolvimento de sistemas web e da construção de páginas dinâmicas utilizando padrões de projetos,

Leia mais

Tecnologias de Desenvolvimento de Páginas web

Tecnologias de Desenvolvimento de Páginas web Tecnologias de Desenvolvimento de Páginas web HTML DHTML CSS Javascript Visual Basic Script Java HTML Hypertext Markup Language HTML Hypertext Markup Language Linguagem com a qual se definem as páginas

Leia mais

Simulado de Linguagem de Programação Java

Simulado de Linguagem de Programação Java Simulado de Linguagem de Programação Java 1. Descreva o processo de criação de programas em Java, desde a criação do código-fonte até a obtenção do resultado esperado, por meio de sua execução. Cite as

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE LEILÃO UTILIZANDO JAVASERVER PAGES

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE LEILÃO UTILIZANDO JAVASERVER PAGES UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE LEILÃO UTILIZANDO JAVASERVER PAGES TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

Formação JAVA Web.

Formação JAVA Web. Inscreva-se na Formação JAVA Web e comece a desenvolver sistemas para Web e Desktop com a linguagem de programação open source multiplataforma mais valorizada do mercado. Carga-horária: 80h O que você

Leia mais

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Ao projetar uma aplicação Web, é importante considerála como sendo formada por três componentes lógicos: camada

Leia mais

ZK Framework. Utilizando Ajax sem Javascript

ZK Framework. Utilizando Ajax sem Javascript artigo ZK Framework Utilizando Ajax sem Javascript N os últimos anos, as tecnologias utilizadas em aplicações web apresentaram uma notável evolução. Inicialmente tinham-se aplicações cujas camadas de visão

Leia mais

Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC 4

Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC 4 Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC 4 usando Code First, com Roles (VS2012) Baseado no artigo de Scott Allen Roles in ASP.NET MVC4 : http://odetocode.com/blogs/scott/archive/2012/08/31/seeding membership

Leia mais

JavaServer Pages. Também são conhecidas pela sigla correspondente (JSP). Representam mais uma tecnologia da plataforma JEE.

JavaServer Pages. Também são conhecidas pela sigla correspondente (JSP). Representam mais uma tecnologia da plataforma JEE. Slide 1 Conceito Também são conhecidas pela sigla correspondente (JSP). Representam mais uma tecnologia da plataforma JEE. Uma JSP é uma página HTML com código Java embutido com o objetivo de fornecer

Leia mais

Java Web. Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com

Java Web. Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com Java Web Ricardo Terra rterrabh [at] gmail.com Ricardo Terra (rterrabh [at] gmail.com) Java Web Outubro, 2008 1 CV Nome: Ricardo Terra Email: rterrabh [at] gmail.com www: ricardoterra.com.br Twitter: rterrabh

Leia mais

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs. Aplicações dinâmicas para a Web:

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs. Aplicações dinâmicas para a Web: Web Browser como o processo cliente Servidor web com páginas estáticas Vs Aplicações dinâmicas para a Web: 1 Cliente Web browser HTTP porto 80 Servidor web... JDBC RMI XML... Base de Dados Aplicação em

Leia mais

J2EE. Projeto de Sistemas de Software

J2EE. Projeto de Sistemas de Software J2EE Projeto de Sistemas de Software Agenda Visão geral da Arquitetura J2EE Servlets Boas Práticas JSP Laboratório de Engenharia de Software PUC-Rio 2 J2EE (Java 2 Enterprise Edition) Plataforma de Tecnologias

Leia mais

Tecnologias para Web

Tecnologias para Web Tecnologias para Web Carlos Lucena lucena@inf.puc-rio.br Vitor Pellegrino vitorp@gmail.com Cidiane Lobato cidianelobato@yahoo.com.br Andrew Diniz andrew@les.inf.puc-rio.br Agenda Servlets MVC JSP Taglibs

Leia mais

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Hierarquia de classes e mecanismo de ligação

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Hierarquia de classes e mecanismo de ligação 4 Conceito de Herança Hierarquia de classes e mecanismo de ligação Herança Uma classe pode herdar operações de uma superclasse e as suas operações podem ser herdadas por subclasses. O mecanismo de herança

Leia mais

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Hierarquia de classes e mecanismo de ligação

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Hierarquia de classes e mecanismo de ligação 4 Conceito de Herança Hierarquia de classes e mecanismo de ligação Herança Uma classe pode herdar operações de uma superclasse e as suas operações podem ser herdadas por subclasses. O mecanismo de herança

Leia mais

UFCD 0793 Scripts CGI e Folhas de Estilo Formadora: Sónia Rodrigues

UFCD 0793 Scripts CGI e Folhas de Estilo Formadora: Sónia Rodrigues UFCD 0793 Scripts CGI e Folhas de Estilo Formadora: Sónia Rodrigues 0793 Scripts CGI e folhas de estilo Objectivos da UFCD: Desenvolver páginas para a Web, através de scripts CGI e folhas de estilo. UFCD

Leia mais

Introdução. Servlet. Ciclo Vida. Servlet. Exemplos. Prof. Enzo Seraphim

Introdução. Servlet. Ciclo Vida. Servlet. Exemplos. Prof. Enzo Seraphim Introdução Servlet Ciclo Vida Exemplos Servlet Prof. Enzo Seraphim Visão Geral São objetos de uma subclasse de javax.servlet (javax.servlet.httpservlet). Possuem um ciclo de vida. Incluem em seu código,

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L DEPARTAMENTO: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS ÁREA DISCIPLINAR: INFORMÁTICA DISCIPLINA: PSI CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS;

Leia mais

PHP (PHP Hypertext Preprocessor)

PHP (PHP Hypertext Preprocessor) PHP (PHP Hypertext Preprocessor) André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Datas No PHP a função date() é usada para formatar um tempo ou data. string date(string $format [,int $timestamp]) Ex.: echo

Leia mais

Encapsulamento e Métodos (Construtores e Estáticos) João Paulo Q. dos Santos

Encapsulamento e Métodos (Construtores e Estáticos) João Paulo Q. dos Santos Encapsulamento e Métodos (Construtores e Estáticos) Sobrecarga de Métodos João Paulo Q. dos Santos joao.queiroz@ifrn.edu.br Roteiro Conceitos sobre Encapsulamento; Variável this; Métodos Construtores;

Leia mais

J820. Testes em J2EE com. Jakarta C A C T U S. argonavis.com.br. Helder da Rocha

J820. Testes em J2EE com. Jakarta C A C T U S. argonavis.com.br. Helder da Rocha J820 Testes em J2EE com Jakarta C A C T U S Helder da Rocha (helder@acm.org) Cactus: framework para J2EE Testa componentes J2EE no próprio container Componentes Web (Camada de Controle) Camada EJB (Model)

Leia mais

IFSC/Florianópolis - Programação Orientada a Objetos com Java - prof. Herval Daminelli

IFSC/Florianópolis - Programação Orientada a Objetos com Java - prof. Herval Daminelli Programa de computador sequência de comandos ou instruções executados por um computador com a finalidade de produzir um resultado e resolver um problema; Linguagem de programação método para a criação

Leia mais

Personal Home Page PHP. Prof. Luiz Claudio F. de Souza www.luizclaudiofs.blogspot.com

Personal Home Page PHP. Prof. Luiz Claudio F. de Souza www.luizclaudiofs.blogspot.com Personal Home Page PHP 1 O que é PHP? PHP (Personal Home Page) é uma linguagem que permite criar sites WEB dinâmicos, possibilitando uma interação com o usuário através de formulários, parâmetros da URL

Leia mais

Iniciando PHP. Agenda

Iniciando PHP. Agenda Agenda Módulo 2 Iniciando PHP Professor: Eduardo Mendes Visão Geral Arquitetura Cliente-Servidor Programas Básicos Sintaxe do PHP HTML Básico Formulários Manipulação de Strings Controle de Fluxo Visão

Leia mais

No final deste curso, saberás criar programas através da linguagem de programação Java.

No final deste curso, saberás criar programas através da linguagem de programação Java. Programação em Java Programação Formato: Mentored - Online Preço: 415 ( Os valores apresentados não incluem IVA. Oferta de IVA a particulares e estudantes. ) Horário: Flexível das 24h/24h Duração: ~45h

Leia mais

Linguagem de. Aula 06. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagem de. Aula 06. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagem de Programação IV -PHP Aula 06 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Criação de Formulários o Um formulário consiste em uma série de campos que são preenchidos pelo usuário

Leia mais

Introdução à Programação de Computadores Parte I

Introdução à Programação de Computadores Parte I Introdução à Programação de Computadores Parte I Prof. Dr. Edson Pimentel Centro de Matemática, Computação e Cognição Objetivos Compreender os componentes básicos de um programa... Objetivos Bacharelado

Leia mais

Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java

Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java Criei uma aplicação muito simples que demonstra como um Servlet pode invocar uma classe que efetua um comando qualquer no sistema operacional.

Leia mais

Manual FPO 22-Jan-2007 Actualizado em 03-Fev-2015

Manual FPO 22-Jan-2007 Actualizado em 03-Fev-2015 Manual FPO 22-Jan-2007 Actualizado em 03-Fev-2015 A. Adicionar um Documento (comunicado, regulamento,impresso, etc) B. Colocar Fotos online (comunicação) C. Administração das notícias D. Administração

Leia mais

Tarefa Orientada 17 Scripts

Tarefa Orientada 17 Scripts Tarefa Orientada 17 Scripts Objectivos: Declaração de variáveis escalares Declaração de variáveis do tipo tabela Tabelas temporárias Estruturas Condicionais Estruturas de Repetição Tratamento de erros

Leia mais

Prova de pré-requisito

Prova de pré-requisito Prova de pré-requisito PHP & MySQL: Técnicas para Web 2.0 1 - Qual das opções constrói a tabela abaixo: DIA MÊS ANO 28 04 1988 22 02 2002 a) b) c) dia mês ano

Leia mais

Sistema de Controlo com Acesso Remoto

Sistema de Controlo com Acesso Remoto Trabalho de Laboratório Programação de Sistemas - LEE IST - 2007/2008 Sistema de Controlo com Acesso Remoto 1 Introdução Um sistema de controlo é, normalmente, constituído por vários processos controladores

Leia mais

PHP e MySQL Autenticação de Usuários

PHP e MySQL Autenticação de Usuários PHP e MySQL Autenticação de Usuários Programação de Servidores Marx Gomes Van der Linden http://marx.vanderlinden.com.br/ Controle de Acesso A maioria das aplicações web envolve em algum ponto um mecanismo

Leia mais

Introdução à orientação a objetos

Introdução à orientação a objetos Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica Introdução à orientação a objetos Tutor: Francisco José Gomes Aluno: João Tito Almeida Vianna 18/05/2013 1 Programação Estruturada x Orientação a objetos

Leia mais

Aula 11: Desvios e Laços

Aula 11: Desvios e Laços Aula 11: Desvios e Laços Nesta aula explicaremos alguns comandos que podem alterar o fluxo dos seus programas em JavaScript. Você aprenderá a estrutura dos comandos de desvios e laços. Entenderá como funcionam

Leia mais

PROGRAMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (PSI) 11ºANO

PROGRAMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (PSI) 11ºANO PROGRAMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (PSI) 11ºANO 1 Módulo 9 - Int. à Programação Orientada a Objectos 2 1. Conceitos básicos A Programação Orientada a Objectos: é uma lógica de programação que procura

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 7: Interfaces LEEC@IST Java 1/31 Interfaces revisão (1) Uma interface é um conjunto de protótipos de métodos (sem implementações) que especifica um serviço bem definido:

Leia mais

Programação Na Web. Servlets: Como usar as Servlets. Agenda. Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API

Programação Na Web. Servlets: Como usar as Servlets. Agenda. Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API Programação Na Web Servlets: Como usar as Servlets 1 António Gonçalves Agenda Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API Exemplo: Hello World Output: Texto, HTML e hora local. Compilar uma Servlets

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DESTA UNIDADE HTML TAG S HTML LINGUAGEM HTML Hypertext Markup Language Interpretada pelo navegador Não linearidade da informação Formatação

Leia mais

Nota prévia... XXI 1. PHP, Apache Server e MySQL... 1

Nota prévia... XXI 1. PHP, Apache Server e MySQL... 1 VII Índice Geral Nota prévia... XXI 1. PHP, Apache Server e MySQL... 1 1.1. Introdução... 1 1.2. Linguagem PHP... 1 1.2.1. Suporte a diferentes sistemas operativos... 2 1.2.2. Suporte a Sistemas de Gestão

Leia mais

PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I

PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I MÉDIO PRAZO 1 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA OBJECTIVOS CONTEÚDOS DATA Conceitos Introdutórios Conhecer os conceitos básicos relacionados

Leia mais

Configurando uma aplicação Struts

Configurando uma aplicação Struts Configurando uma aplicação Struts Instalando os Softwares 1. NetBeans IDE 5.0 2. Java Standard Development Kit (JDK ) version 1.4.2 or 5.0 Criando uma nova aplicação Struts 1. Click File > New Project.

Leia mais

Objetivos. Responder o que é Java; Mostrar as vantagens e desvantagens do Java; Compilar e executar um programa simples.

Objetivos. Responder o que é Java; Mostrar as vantagens e desvantagens do Java; Compilar e executar um programa simples. O que é Java Material baseado na apostila FJ-11: Java e Orientação a Objetos do curso Caelum, Ensino e Inovação, disponível para download em http://www.caelum.com.br/apostilas/ 1 Objetivos Responder o

Leia mais

INTEGRAÇÃO DA METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO AJAX COM SERVLETS JAVA

INTEGRAÇÃO DA METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO AJAX COM SERVLETS JAVA Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 INTEGRAÇÃO DA METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO AJAX COM SERVLETS JAVA Everton Coimbra de Araújo 1, Juliano Rodrigo Lamb 2,

Leia mais

Prof.ª Daniela Barreiro Claro

Prof.ª Daniela Barreiro Claro Prof.ª Daniela Barreiro Claro A API JavaServlet é uma extensão da plataforma Java que permite que os desenvolvedores adicionem, nos servidores Web, mecanismos que estendam sua funcionalidade. Um servlet

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Programação Orientada a Objetos II Prof. Fabiano Dorça. Padrão Observer (Observador)

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Programação Orientada a Objetos II Prof. Fabiano Dorça. Padrão Observer (Observador) Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Programação Orientada a Objetos II Prof. Fabiano Dorça Problema: Definir uma dependência um-para-muitos entre objetos, de forma quando o estado

Leia mais

Componentes Web do JEE

Componentes Web do JEE Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Natal-Central Diretoria Acadêmica de Gestão e Tecnologia da Informação Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

Polimorfismo. O que é polimorfismo?

Polimorfismo. O que é polimorfismo? O que é polimorfismo? Polimorfismo Significa que variáveis podem referenciar mais do que um tipo. Não é um conceito novo e várias linguagens de programação aplicam. Funções são polimórficas quando seus

Leia mais

Java RMI. RMI Remote Method Invocation. Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) RPC - Implementação

Java RMI. RMI Remote Method Invocation. Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) RPC - Implementação Java Remote Method Invocation Java Remote Method Invocation () é um protocolo Java para comunicação entre processos Permite objetos Java invocar transparentemente métodos de outros objetos (que podem estar

Leia mais

Sistemas Distribuídos na Web

Sistemas Distribuídos na Web Sistemas Distribuídos na Web Alysson Neves Bessani Departamento de Informática Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Arquitectura da Web Criada por Tim Berners-Lee no CERN de Geneva Propósito:

Leia mais

HTML: Formulários Programação de Servidores

HTML: Formulários Programação de Servidores HTML: Formulários Programação de Servidores Marx Gomes Van der Linden ( Material baseado no original de Marcelo José Siqueira Coutinho de Almeida ) Exemplo 2 Criando um Formulário Um formulário é composto

Leia mais