DESCRIÇÃO DO PROJETO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DESCRIÇÃO DO PROJETO"

Transcrição

1 DESCRIÇÃO DO PROJETO I. NÚMERO DE CADASTRO DO PROPONENTE (login) 02SP Proponente: LIGA ESPORTIVA UNIVERSITÁRIA PAULISTA CNPJ: / Endereço: AV. GOIÁS, 3400 Telefone(DDD): (11) Nome do Titular ou Responsável Legal do Proponente: José Putarov Junior II. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO N SLIE: Título: Torneio Universitário Paulista Manifestação Desportiva: Participação - SNDEL Modalidade(s) do projeto: Basquetebol Futsal Handebol Voleibol Local (is) de execução do projeto: São Caetano do Sul Goiás 3400 Barcelona - SP Cep: /Fone: (13) III. PERÍODO DE EXECUÇÃO PREVISTO: DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO Duração: 8 meses IV. BREVE DESCRIÇÃO DO PÚBLICO BENEFICIÁRIO Público Alvo Qtd: 0 - Crianças - (0 a 12 anos). Qtd: 0 - Adolescentes - (10 a 18 anos). Qtd: Adultos - (18 a 59 anos). Qtd: 0 - Idosos - (a partir de 60 anos). Beneficiário Direto: 3500 Beneficiário Indireto: 0 Total de Beneficiário(s): 3500 PEDIDO DE AVALIAÇÃO Solicitamos que o presente projeto seja analisado e aprovado, para efeito dos benefícios de que tratam a Lei nº /06 e o Decreto nº 6.180/07.

2 Local/data:, / /. Assinatura do Titular ou Responsável Legal do Proponente ATENÇÃO: O projeto deverá ser apresentado utilizando obrigatoriamente estes formulários, sem estar em manuscrito, em 1 (uma) via impressa com legibilidade, acompanhado dos documentos mínimos exigidos para a fase de avaliação (artigo 9º, Decreto nº 6.180/07), sem encadernar, apenas grampeado. As páginas destes formulários deverão estar rubricadas pelo titular ou responsável legal do proponente.

3 DESCRIÇÃO DE PROJETO V. OBJETIVOS (Indique os objetivos do projeto, isto é, o que se deseja realizar, a sua devida adequação à manifestação desportiva citada (art. 4º, Decreto nº 6.180/07), a delimitação e especificação, se possível, do público que será diretamente beneficiado pelo projeto, bem como os resultados esperados). Por meio deste projeto, pretendemos integrar pessoas, desenvolvendo uma competição universitária em várias modalidades desportivas, tanto no masculino quanto no feminino, sob supervisão de profissionais de educação física. Os jogos serão praticados em ginásios, com ingresso gratuito para a comunidade em geral que poderá admirar diferentes disputas desportivas e acompanhar o campeonato que terá duração de cerca de oito meses. O público alvo diretamente beneficiado será de participantes da classe universitária da região da grande São Paulo. Indiretamente beneficiaremos os apaixonados por disputas de modalidades desportivas não profissionais, seja de torcedores de universidades, seja do público que admira esse tipo de confraternização desportiva. Incentivaremos toda platéia para que depositem o lixo que produzirem em cestas de coleta contidas nos ginásios onde se desenvolverão as competições. Incentivaremos por intermédio do som local que as torcidas se confraternizem umas com as outras e tornem o evento agradável aos jogadores e todo público presente. Como resultados, esperamos despertar o interesse e conscientização dos participantes e do público, sobre a importância da prática de atividades físicas e desportivas com regularidade como elemento fundamental à manutenção de boas condições de saúde e melhor qualidade de vida. Todos os dados referentes às disputas serão armazenados para posterior divulgação nos jornais das universidades e para o Ministério do Esporte. A adequação desportiva está contida no art. 4º, II, do Decreto 6.180/07, pois integraremos pessoas praticantes de atividades esportivas, que têm o intuito de participar ativamente do convívio social, promovendo a saúde, educação e preservação do meio ambiente.

4 DESCRIÇÃO DE PROJETO VI. JUSTIFICATIVA (Por que se propõe o projeto, sua importância para o desenvolvimento do esporte no País e/ou na região geográfica de execução e justifique a conveniência de utilização de apoio financeiro com recursos incentivados de que trata a Lei nº /06). A ativação deste projeto fortalecerá a integração social e despertará uma noção mais efetiva da importância da prática de atividades físicas e desportivas para garantia de melhor qualidade de vida e saúde. Com isso, temos a garantia de um direito social e a propagação de valores relacionados ao estilo de vida saudável. Importante ressaltar que na região da grande São Paulo, inúmeros são os adeptos de práticas desportivas. Entretanto, na maioria, são corredores anônimos que se utilizam de parques públicos para suas atividades. Este projeto proporcionará que uma boa camada de estudantes universitários possa sentir o prazer de participar de disputas com outros colegas de universidades, o que promoverá sua integração em várias modalidades desportivas. Pretendemos divulgar o andamento do Torneio e os resultados finais às diferentes ligas universitárias do país, para que possam utilizar o formato em suas regiões disseminando a prática de atividade desportiva de participação às suas comunidades locais. A importância de apoio financeiro de recursos incentivados se dá pelos altos custos que um evento dessa grandeza. As taxas de arbitragem, custos de aluguel de ginásios, uniformes tornam inviável a organização de torneio com essa complexidade. Porém, com o benefício da Lei de Incentivo ao Esporte conseguiremos executar um dos melhores torneios universitários do país. A tabela dos jogos consta no anexo com os demais documentos

5 DESCRIÇÃO DE PROJETO VII. METAS QUALITATIVAS E QUANTITATIVAS (Indique as metas previstas, de qualidade e quantidade, relacionadas ao público diretamente beneficiado pelo projeto e, se existirem, os reflexos em outros públicos ou regiões do País). Metas Qualitativas: Metas Qualitativas: - Oferecimento de evento organizado com disputas desportivas nas modalidades Futsal, Voleibol, Handebol e Basquetebol, com jogos tanto no masculino quanto no feminino; - Incentivar pessoas à mudança de hábitos para que pratiquem atividades desportivas visando melhor qualidade de vida; - Difundir o desporto de participação como elemento fundamental à integração das pessoas. Metas Quantitativas: Metas Quantitativas: -Ofereceremos em cada modalidade 96 partidas no masculino e no feminino; -Totalizaremos, no final, com 384 disputas masculinas e femininas de Voleibol, Basquetebol, Futsal e Handebol; - Pretendemos com o andamento do evento, aumentar gradativamente o público presente nos ginásios, proporcionando espetáculo tanto nas quadras, quanto nas arquibancadas; O público diretamente beneficiado será de cerca de desportitas participantes. Quanto a reflexos em outros públicos podemos destacar amantes de esporte não profissional que frequentam arquibancadas de ginásios desportivos e torcedores das universidades. Todos os dados referentes ao público e resultados dos jogos serão armazenados para posterior divulgação à imprensa em ao Ministério do Esporte, forma de comprovação de alcance de metas.

6 DESCRIÇÃO DE PROJETO VIII. ESTRATÉGIAS DE AÇÃO: (Divida o projeto em grupos de iniciativas que serão as ações necessárias para atingir o(s) objetivo(s) desejado(s). Denomine-as, enumere-as, descreva-as e explique como pretende desenvolvê-las. As ações de despesas administrativas (art. 11, do Decreto nº 6.180/07) e contratação de serviços destinados à elaboração de projetos desportivos/paradesportivos ou à captação de recursos (art. 12, do Decreto nº 6.180/07 c/c art. 21 da Portaria/ME nº 177 de 11/09/07), caso necessárias à execução do projeto, deverão ser especificadas separadamente, com as respectivas denominações de Despesas Administrativas e Serviços de Produção) Atividade(s) Fim: 1 - EQUIPAMENTO MÉDICO/FISIOTERAPIA - PLEITO EFEITO DA LEI /06: Serviços médicos e de primeiros socorros para todas as partidas que srão disputas, com atendimento também para o público se houver necessidade. 2 - MATERIAL DE CONSUMO/ESPORTIVO - PLEITO EFEITO DA LEI /06: 2.2 / Aquisição de material esportivo de consumo para utilização nas disputas. 3 - MATERIAL/PREMIAÇÃO - PLEITO EFEITO DA LEI /06: 3.1 / Aquisição de medalhas e troféus para premiação de jogadores e equipes classificadas. 4 - RECURSOS HUMANOS - ATIVIDADE FIM - PLEITO EFEITO DA LEI /06: 4. / Contratação de coordenador geral, coordenador técnico e delegados de partida que trabalharão em conjunto parqa o bom andamento das disputas

7 5 - MATERIAL PERMANENTE/EQUIPAMENTO - PLEITO EFEITO DA LEI /06: Aquisição de 04 placares eletrônicos, um para cada modalidade que serão utilizados nas disputas do torneio, 6 - UNIFORMES - PLEITO EFEITO DA LEI /06: 6.1 / Aquisição de camisetas, agasalhos e shorts para todos os profissionais que trabalharão no evento (Coordenador Geral, Coordenador Técnico e os Delegados de Partida) 7 - LOCAÇÃO DE ESPAÇOS - PLEITO EFEITO DA LEI /06: Locação de Ginásios, um para cada modalidade, onde se realizarão os jogos. 8 - TAXAS/INSCRIÇÕES - PLEITO EFEITO DA LEI /06: Taxas de arbitragem para realização do evento, contendo dois árbitros, um anotador e um cronometrista para cada modalidade. Atividade(s) Meio:

8 DESCRIÇÃO DE PROJETO IX. RESUMO DAS FONTES DE RECURSOS PARA O FINANCIAMENTO DO PROJETO (Nesse formulário o proponente deverá citar todas as previsões de receitas e apoios, economicamente mensuráveis, envolvidos na execução do projeto - art. 14, Decreto nº 6.180/07). FONTES VALOR (R$) Recursos Próprios (se houver, detalhe no formulário X) 0,00 Recursos Públicos (*) (se houver, detalhe no formulário X) 0,00 Outros incentivos fiscais (**) (se houver, detalhe no formulário X) 0,00 Outros recursos (***) (se houver, detalhe no formulário X) 0,00 Receitas Previstas (****) (se houver, detalhe no formulário X) 0,00 VALOR PLEITEADO PARA EFEITO DA LEI /06 (*****) ,35 TOTAL GERAL ,35 (*) Recursos da Administração Direta ou Indireta de Prefeituras, Governos Estaduais ou do Distrito Federal, envolvidos na execução do projeto. (**) Outros incentivos fiscais previstos em Leis Federais, Estaduais, Municipais ou Distrito Federal. (***) Outros recursos envolvidos na execução do projeto, cuja fonte não seja nenhuma das citadas anteriormente. (****) Receitas eventualmente geradas com a execução do projeto. (*****) O cronograma de execução física e financeira e o orçamento analítico (formulários XI, XII e XIII), deverão ser elaborados com base no valor pleiteado para efeito dos benefícios que trata a Lei nº /06. Observação: O custeio das ações no valor pleiteado para efeito dos benefícios da Lei nº /06, não poderá estar duplicado nas outras fontes de recursos.

9 DESCRIÇÃO DE PROJETO X. DETALHE AS INFORMAÇÕES DO FORMULÁRIO IX FONTES ORIGEM DO RECURSO (*) FINALIDADE (**) VALOR (R$) ATIVIDADE(S) FIM 1. Recursos Próprios 1.1 Recurso(s) Próprios 2. Recursos Públicos 3. Outros Incentivos Fiscais 4. Outros recursos 5. Receitas Previstas ATIVIDADE(S) MEIO 1. Recursos Próprios 2. Recursos Públicos 3. Outros Incentivos Fiscais 4. Outros recursos 5. Receitas Previstas (*) Detalhe a origem de cada fonte (se existir) (**) Indique para cada origem, em que, no projeto proposto, será gasto o valor previsto.

10 DESCRIÇÃO DE PROJETO XI. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO FÍSICA E FINANCEIRA ATIVIDADE(S) FIM AÇÃO Nº DENOMINAÇÃO DA AÇÃO(*) 1 Equipamento Médico/Fisioterapia 2 Material de Consumo/Esportivo 3 Material/Premiação 4 Recursos Humanos - Atividade Fim 5 Material Permanente/Equipamento 6 Uniformes 7 Locação de espaços PERÍODO DE EXECUÇÃO INÍCIO DURAÇÃO DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO VALOR ESTIMADO POR AÇÃO (R$) 8 meses ,00 8 meses ,64 8 meses 6.827,56 8 meses ,00 8 meses ,00 8 meses ,00 8 meses 4.160,00

11 8 Taxas/Inscrições AÇÃO Nº DENOMINAÇÃO DA AÇÃO(*) DATA DA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO ATIVIDADE(S) MEIO (*) As ações aqui descritas deverão ser as mesmas identificadas no formulário VIII 8 meses ,00 TOTAL ATIVIDADE FIM ,20 PERÍODO DE EXECUÇÃO INÍCIO DURAÇÃO VALOR ESTIMADO POR AÇÃO (R$) TOTAL ATIVIDADE MEIO 0,00 TOTAL ATIVIDADE MEIO + ATIVIDADE FIM ,20 Valor na Etapa 3: ELABORAÇÃO E CAPTAÇÃO DE RECURSOS ,15 Porcentagem: 5,00% TOTAL GERAL ,35

12 DESCRIÇÃO DE PROJETO (*) Enumere todas as ações que foram descritas no formulário VIII XII. Orçamento Analítico - detalhe aqui os itens de despesa, por ação, necessários à execução do projeto, dando as especificações orçamentárias necessárias. 1- N 2- Detalhamento ações 3- Quantidade 4- Unidade 5- Duração ATIVIDADE(S) FIM Indique o item ou serviço que será contratado/utilizado Item Detalhamento 1 Equipamento Médico/Fisioterapia 1.1 assitência médica assistência médica composta de profissionais qualificados e ambulâncias para atendimentos nos eventos 2 Material de Consumo/Esportivo bolas H2L handebol bolas H3L handebol bolas max 1000 futsal bolas tipo H2L Suécia para usar nos jogos das equipes femininas de Handebol. bolas tipo H3L Suécia para usar nos jogos das equipes masculinas de Handebol. bolas tipo max 1000 para usar nos jogos de Futsal. Indique a quantidade de cada item da coluna 2 Indique a unidade de medida de cada item da coluna 3 Indique a duração de cada item da coluna 2 6- Valor Unitário Indique o preço de cada unidade de despesa 7- Total col. 3 x col. 5 x col. 6 14,00 Serviço , ,00 16,00 Unidade - 114, ,32 16,00 Unidade - 121, ,80 32,00 Unidade - 127, ,16

13 bolas pró 6.0 voleibol bolas pró 6.4 basquete bolas pró 7.4 basquete 2.7 coletes para treino 3 Material/Premiação 3.1 medalhas oficiais 3.2 troféus atletas 3.3 troféus oficiais bolas tipo 6.0 profissional para usar nos jogos das equipes de Voleibol. bolas tipo 6.4 para usar nos jogos das equipes femininas de Basquete. bolas tipo 7.4 para usar nos jogos da equipes masculinas de Basquete. jogos de coletes com 10 peças cada, para diferenciar as equipes nos jogos. medalhas oficiais para todos os atletas das equipes (1º ao 4ºlugar) de todas as modalidades.basqu ete 120, Futsal 136, Handebol 136, Voleibol 120. troféus para melhor atleta, artilheiro e cestinha para todas as modalidades do evento. troféus oficiais para todas as modalidades por equipes,sendo serie ouro e serie prata(1º ao 4ºlugar) 4 Recursos Humanos - Atividade Fim 32,00 Unidade - 137, ,08 16,00 Unidade - 154, ,44 16,00 Unidade - 163, ,84 32,00 Unidade - 59, ,00 512,00 Unidade - 5, ,24 42,00 Unidade - 50, ,28 32,00 Unidade - 54, ,04

14 4.1 coordenador geral coordenador técnico delegados de partida coordenará todo o evento, professor de educação física, com experiência em organização de eventos. serão um para cada modalidade, será o profissional encarregado de acompanhar a modalidade específica zelando pelo bom andamento dos jogos. serão 04 delegados por modalidade, sendo eles estudantes de educação física, necessários para auxiliar em todos os jogos das modalidades previstas no evento. 5 Material Permanente/Equipamento 5.1 placar eletrônico 6 Uniformes 6.1 agasalhos placar eletrônico esportivo para auxiliar na arbitragem do evento, um para cada modalidade. agasalhoe em tactel preto(calça e blusão) para todos os profisionais do evento. 1,00 Pessoa (s) , ,00 4,00 Pessoa (s) , ,00 16,00 Pessoa (s) 8 500, ,00 4,00 Unidade , ,00 50,00 Unidade - 290, ,50

15 6.2 camisetas 6.3 shorts 7 Locação de espaços 7.1 locação de ginásio 8 Taxas/Inscrições 8.1 arbitragem camisetas em malha branca com mangas vermelhas, para todos os profissionais do evento. shorts em tactel preto com bolso bordado, para todos os profissionais do evento. locação dos ginásios para realização dos jogos. necessário 4 árbitros por modalidade.(02árbi tros, 1 anotador e 1 cronometrista). ATIVIDADE(S) MEIO Item Detalhamento 50,00 Unidade - 46, ,50 50,00 Unidade - 46, ,00 4,00 Unidade 8 130, ,00 384,00 Taxas 1 300, ,00 TOTAL ATIVIDADE(S) FIM ,20 TOTAL ATIVIDADE(S) MEIO 0,00 TOTAL ATIVIDADE MEIO + ATIVIDADE FIM ,20 Valor na Etapa 3: ,15 ELABORAÇÃO E CAPTAÇÃO DE RECURSOS Porcentagem: 5,00% TOTAL GERAL ,35

16 DESCRIÇÃO DE PROJETO XIII. Orçamento Analítico - detalhe aqui os itens de despesa, por ordem alfabética, necessários à execução do projeto, dando as especificações orçamentárias necessárias. 1- Detalhamento das ações 2- Quantidade 3- Unidade 4- Duração Indique o item ou serviço que será contratado / utilizado (*) ATIVIDADE(S) FIM Item Detalhamento agasalhos arbitragem assitência médica bolas H2L handebol bolas H3L handebol bolas max 1000 futsal agasalhoe em tactel preto(calça e blusão) para todos os profisionais do evento. necessário 4 árbitros por modalidade.(02árbitros, 1 anotador e 1 cronometrista). assistência médica composta de profissionais qualificados e ambulâncias para atendimentos nos eventos bolas tipo H2L Suécia para usar nos jogos das equipes femininas de Handebol. bolas tipo H3L Suécia para usar nos jogos das equipes masculinas de Handebol. bolas tipo max 1000 para usar nos jogos de Futsal. Indique a quantidade de cada item da coluna 1 Indique a unidade de medida de cada item da coluna 2 Indique a duração de cada item da coluna 1 5- Valor Unitário (**) Indique o preço de cada unidade de despesa 6- Total da linha col. 2 x col. 4 x col. 5 50,00 Unidade - 290, ,50 384,00 Taxas 1 300, ,00 14,00 Serviço , ,00 16,00 Unidade - 114, ,32 16,00 Unidade - 121, ,80 32,00 Unidade - 127, ,16

17 bolas pró 6.0 voleibol bolas pró 6.4 basquete bolas pró 7.4 basquete camisetas coletes para treino coordenador geral coordenador técnico delegados de partida locação de ginásio bolas tipo 6.0 profissional para usar nos jogos das equipes de Voleibol. bolas tipo 6.4 para usar nos jogos das equipes femininas de Basquete. bolas tipo 7.4 para usar nos jogos da equipes masculinas de Basquete. camisetas em malha branca com mangas vermelhas, para todos os profissionais do evento. jogos de coletes com 10 peças cada, para diferenciar as equipes nos jogos. coordenará todo o evento, professor de educação física, com experiência em organização de eventos. serão um para cada modalidade, será o profissional encarregado de acompanhar a modalidade específica zelando pelo bom andamento dos jogos. serão 04 delegados por modalidade, sendo eles estudantes de educação física, necessários para auxiliar em todos os jogos das modalidades previstas no evento. locação dos ginásios para realização dos jogos. 32,00 Unidade - 137, ,08 16,00 Unidade - 154, ,44 16,00 Unidade - 163, ,84 50,00 Unidade - 46, ,50 32,00 Unidade - 59, ,00 1,00 Pessoa (s) , ,00 4,00 Pessoa (s) , ,00 16,00 Pessoa (s) 8 500, ,00 4,00 Unidade 8 130, ,00

18 medalhas oficiais placar eletrônico shorts troféus atletas troféus oficiais medalhas oficiais para todos os atletas das equipes (1º ao 4ºlugar) de todas as modalidades.basquete 120, Futsal 136, Handebol 136, Voleibol 120. placar eletrônico esportivo para auxiliar na arbitragem do evento, um para cada modalidade. shorts em tactel preto com bolso bordado, para todos os profissionais do evento. troféus para melhor atleta, artilheiro e cestinha para todas as modalidades do evento. troféus oficiais para todas as modalidades por equipes,sendo serie ouro e serie prata(1º ao 4ºlugar) ATIVIDADE(S) MEIO Item Detalhamento 512,00 Unidade - 5, ,24 4,00 Unidade , ,00 50,00 Unidade - 46, ,00 42,00 Unidade - 50, ,28 32,00 Unidade - 54, ,04 TOTAL ATIVIDADE(S) FIM (soma dos totais da coluna 6) ,20 TOTAL ATIVIDADE(S) MEIO (soma dos totais da coluna 6) 0,00 TOTAL ATIVIDADE MEIO + ATIVIDADE FIM ,20 Valor na Etapa 3: ,15 ELABORAÇÃO E CAPTAÇÃO DE RECURSOS Porcentagem: 5,00% TOTAL GERAL ,35 (*) Indique todos os itens citados no formulário XII;(**) Todos os valores aqui citados deverão ter a comprovação de preço conforme determina o Inciso IV, artigo 9º do Decreto nº 6.180/07.

DESCRIÇÃO DO PROJETO

DESCRIÇÃO DO PROJETO DESCRIÇÃO DO PROJETO I. NÚMERO DE CADASTRO DO PROPONENTE (login) 02SP036532009 Proponente: INSTITUTO SOCIAL DE EDUCAÇAO ESPORTIVA CNPJ: 08.787.544/0001-57 E-mail: oj-pinheiro@uol.com.br Endereço: Av. Antnio

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PROJETO

DESCRIÇÃO DO PROJETO DESCRIÇÃO DO PROJETO I. NÚMERO DE CADASTRO DO PROPONENTE (login) 02MG020162008 Proponente: MACKENZIE ESPORTE CLUBE CNPJ: 17.499.252/0001-00 E-mail: sandramichelbs@mackenziebh.com.br Endereço: RUA BENVINDA

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PROJETO

DESCRIÇÃO DO PROJETO DESCRIÇÃO DO PROJETO I. NÚMERO DE CADASTRO DO PROPONENTE (login) 02DF031622008 Proponente: Riacho Fundo Esporte Clube CNPJ: 09.199.867/0001-92 E-mail: riachofundo_esporteclube@hotmail.com Endereço: QNO

Leia mais

CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO 2015 NOTA OFICIAL RUGBY

CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO 2015 NOTA OFICIAL RUGBY CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO 2015 NOTA OFICIAL RUGBY Informações e inscrições: Kallel Brandão (11)97118-3872 kallel@fupe.com.br www.fupe.com.br www.juesp.com.br INFORMAÇÕES BÁSICAS Local: CEPEUSP

Leia mais

Coordenação: Professor Carlos Henrique Alvarez Nicolás e Departamento de Educação Física.

Coordenação: Professor Carlos Henrique Alvarez Nicolás e Departamento de Educação Física. Dante Alighieri - 1 Dante Alighieri - 2 COMO SE INSCREVER Junto com o manual de instruções, você está recebendo fichas para inscrição nas modalidades coletivas. Depois de ler atentamente o regulamento

Leia mais

TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA

TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA Visto que o movimento é presente em nossas vidas desde nosso nascimento e, durante sua evolução buscamos cada vez mais subsídios para aperfeiçoá-los, o esporte dentro da

Leia mais

XIV COPA SMEL DE FUTSAL 2016

XIV COPA SMEL DE FUTSAL 2016 XIV COPA SMEL DE FUTSAL 2016 Regulamento Geral XIV COPA SMEL DE FUTSAL CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIV COPA SMEL DE FUTSAL tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PROJETO

DESCRIÇÃO DO PROJETO DESCRIÇÃO DO PROJETO I. NÚMERO DE CADASTRO DO PROPONENTE (login) 02SP003802007 Proponente: LIGA PIRACICABANA DE FUTEBOL DE SALÃO CNPJ: 56.982.119/0001-61 E-mail: aschiarotti-futsal@hotmail.com Endereço:

Leia mais

I TORNEIO LIGA DO FUTURO SINEPE/PI 2012.

I TORNEIO LIGA DO FUTURO SINEPE/PI 2012. I TORNEIO LIGA DO FUTURO SINEPE/PI 2012. REGULAMENTO GERAL TÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º. O I Torneio Liga do Futuro SINEPE/PI, tem como finalidade promover a integração social e desportiva entre educandos,

Leia mais

OLITA REGULAMENTO GERAL

OLITA REGULAMENTO GERAL OLITA REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADAS INTERNAS DO ITAMIRIM De 6 de Novembro a 02 de Dezembro / 2011 AGENDA DATA HORA EVENTO LOCAL 22 de agosto Início da divulgação do evento e Regulamento Geral Itamirim 3

Leia mais

Passe Rápido. Projeto Multiesportivo Educacional. Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR)

Passe Rápido. Projeto Multiesportivo Educacional. Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR) Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR) Passe Rápido Projeto Multiesportivo Educacional Nº SLIE 1408014-13 - Aprovado com nº do processo 58701.001725/2014-10 Campinas, 18

Leia mais

PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES

PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES Artigo 1º - Valores e princípios que norteiam a 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA

Leia mais

REGULAMENTO FUTSAL

REGULAMENTO FUTSAL REGULAMENTO 2017 - FUTSAL 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a pratica esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivencias práticas de valores

Leia mais

2º Torneio Universitário Projeção de Futsal

2º Torneio Universitário Projeção de Futsal PROJEÇÃO E ESPORTES 2º Torneio Universitário Projeção de Futsal REGULAMENTO I DOS VALORES Artigo 1º - Valores e princípios que norteiam a 2º Torneio Universitário Projeção de Futsal. a) Estimular a prática

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA 1ª OLIMPÍADA INTERNA DO INESUL

REGULAMENTO GERAL DA 1ª OLIMPÍADA INTERNA DO INESUL REGULAMENTO GERAL DA 1ª OLIMPÍADA INTERNA DO INESUL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O período de realização do 1ª Olimpíada Interna do INESUL será de 19 de outubro de 2007 a 21 de outubro

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DO INTER NEWTON 2017 LUEN Liga Universitária Esportiva da Newton

EDITAL E REGULAMENTO DO INTER NEWTON 2017 LUEN Liga Universitária Esportiva da Newton EDITAL E REGULAMENTO DO INTER NEWTON 2017 LUEN Liga Universitária Esportiva da Newton A Liga Universitária Esportiva da Newton, no uso de suas atribuições, estabelece os objetivos e as diretrizes que regerão

Leia mais

REGULAMENTO Tênis de Mesa

REGULAMENTO Tênis de Mesa REGULAMENTO 2017 - Tênis de Mesa 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a prática esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivências práticas

Leia mais

4. No caso em que seja necessário apontar um vencedor e no tempo regulamentar o jogo terminar empatado será aplicado o seguinte:

4. No caso em que seja necessário apontar um vencedor e no tempo regulamentar o jogo terminar empatado será aplicado o seguinte: Regulamento Técnico de Futsal 1. A competição será disputada na categoria masculina acima de 16 anos e feminina acima de 14 anos. Será permitida a inscrição de 6 atletas no mínimo e no máximo 8. 2. A competição

Leia mais

Datas: 27, 28, 29 e 30 de junho de R E G U L A M E N T O

Datas: 27, 28, 29 e 30 de junho de R E G U L A M E N T O OLIMPÍADAS 2016 ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO I DISPOSIÇÕES GERAIS Datas: 27, 28, 29 e 30 de junho de 2016. R E G U L A M E N T O Art. 1º - Os jogos têm por finalidade promover o intercâmbio sócio-desportivo

Leia mais

INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL

INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as competições da Interséries 2015. Art.

Leia mais

COPA RURAL DE FUTEBOL AMADOR DE CIPÓ 2016 1

COPA RURAL DE FUTEBOL AMADOR DE CIPÓ 2016 1 COPA RURAL DE FUTEBOL AMADOR DE CIPÓ 2016 1 I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL Art. 1º - COPA RURAL DE FUTEBOL AMADOR CIPOENSE EDIÇÃO 2016, será promovido e organizado pela Liga Cipoense

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O Datas: 28,29 e 30 de agosto de 2014. R E G U L A M E N T O I - DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - A Olimpíada tem por finalidade promover o intercâmbio sócio-desportivo entre os alunos do Colégio Maria Imaculada,

Leia mais

REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO

REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO I - DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO Art.1º- Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas do Campeonato de Volei

Leia mais

JOGOS DE INTEGRAÇÃO Campus Santo Ângelo

JOGOS DE INTEGRAÇÃO Campus Santo Ângelo JOGOS DE INTEGRAÇÃO 2015 Campus Santo Ângelo REGULAMENTO - JOGOS DE INTEGRAÇÃO 22 de Agosto de 2015 DAS FINALIDADES CAPÍTULO I Art. 1º - Os JOGOS DE INTEGRAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA/ CÂMPUS

Leia mais

A organização do InterBand 2017 é de responsabilidade do Departamento de Educação Física e Esporte do Colégio Bandeirantes.

A organização do InterBand 2017 é de responsabilidade do Departamento de Educação Física e Esporte do Colégio Bandeirantes. XXI Torneio Intercolegial do Colégio Bandeirantes Regulamento Geral Objetivos O InterBand 2017 será realizado de 05 de agosto a 02 de setembro de 2017, nas dependências do Colégio Bandeirantes, à Rua Estela

Leia mais

Nenhum atleta será coroado, se não tiver lutado segundo as Regras. 2Tm 2,5 REGULAMENTO

Nenhum atleta será coroado, se não tiver lutado segundo as Regras. 2Tm 2,5 REGULAMENTO REGULAMENTO Nenhum atleta será coroado, se não tiver lutado segundo as Regras. 2Tm 2,5 Art. 1º A Copa Shalom Ronaldo Pereira é uma competição realizada pela Comunidade Católica Shalom, que visa o entretenimento

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS UBERLÂNDIA II JUPIT JOGOS UNIVERSITÁRIOS DA FACULDADE PITÁGORAS. Regulamento Geral

FACULDADE PITÁGORAS UBERLÂNDIA II JUPIT JOGOS UNIVERSITÁRIOS DA FACULDADE PITÁGORAS. Regulamento Geral FACULDADE PITÁGORAS UBERLÂNDIA II JUPIT JOGOS UNIVERSITÁRIOS DA FACULDADE PITÁGORAS Regulamento Geral Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem as atividades do II JUPIT Jogos Universitários

Leia mais

REGULAMENTO Vôlei

REGULAMENTO Vôlei REGULAMENTO 2017 - Vôlei 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a prática esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivências práticas de valores

Leia mais

MUSEU DE ESPORTES CADASTRO DE DIVULGAÇÃO Tipo: Cartaz - 04_03

MUSEU DE ESPORTES CADASTRO DE DIVULGAÇÃO Tipo: Cartaz - 04_03 PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS SECRETARIA DE ESPORTES E LAZER MUSEU DE ESPORTES CADASTRO DE DIVULGAÇÃO Tipo: Cartaz - 04_03 Número: Título: II Mostra de Futsal Data/Ano: Novembro e Dezembro

Leia mais

REGULAMENTO 8º CAMPEONATO ASEPI

REGULAMENTO 8º CAMPEONATO ASEPI REGULAMENTO 8º CAMPEONATO ASEPI FUTSAL / VOLEI / BASQUETE/ FUT 7 / TRUCO 2017 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1º - Este é o conjunto das disposições que regem as regras do

Leia mais

XII INTERAMIZADE - NOTURNO. Carta Convite

XII INTERAMIZADE - NOTURNO. Carta Convite XII INTERAMIZADE - NOTURNO Carta Convite O Colégio São Luís tem o prazer de convidar esta conceituada instituição de ensino a participar dos XII Interamizade Noturno 2015, principal evento esportivo de

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PROJETO

DESCRIÇÃO DO PROJETO DESCRIÇÃO DO PROJETO I. NÚMERO DE CADASTRO DO PROPONENTE (login) 02MG020162008 Proponente: MACKENZIE ESPORTE CLUBE CNPJ: 17.499.252/0001-00 E-mail: sandramichelbs@mackenziebh.com.br Endereço: RUA BENVINDA

Leia mais

EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO

EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO ESPÉCIE: Formalização do Acordo de Cooperação n. 42/27-AC. OBJETO: Formalização do Acordo de Cooperação n. 42/27-AC, firmado entre o Comitê Brasileiro de Clubes e o Minas

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PROJETO

DESCRIÇÃO DO PROJETO DESCRIÇÃO DO PROJETO I. NÚMERO DE CADASTRO DO PROPONENTE (login) 02SC039742009 Proponente: Associação para o Desenvolvimento da Natação Competitiva CNPJ: 04.202.557/0001-66 Endereço: Rua Prefeito Dib Cherem,

Leia mais

A HISTÓRIA DA MODALIDADE EM INDAIATUBA

A HISTÓRIA DA MODALIDADE EM INDAIATUBA 1 A HISTÓRIA DA MODALIDADE EM INDAIATUBA O handebol é praticado em Indaiatuba há 20 anos. Nos primeiros anos sem um forte trabalho de base, os times foram montados com atletas migrados de outros esportes

Leia mais

REGULAMENTO DA LIGA ESCOLAR DE BASQUETE 3X3

REGULAMENTO DA LIGA ESCOLAR DE BASQUETE 3X3 REGULAMENTO DA LIGA ESCOLAR DE BASQUETE 3X3 1. Objetivo: ART. 1º - Do Campeonato: incentivar e divulgar a prática do Basquete 3x3, orientando para um trabalho de base e motivando maior participação entre

Leia mais

JOGOS DO JOÃO ontem/hoje/sempre

JOGOS DO JOÃO ontem/hoje/sempre UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA - UFJF Reitor Henrique Duque de Miranda Chaves Filho COLÉGIO DE APLICAÇÃO JOÃO XXIII UFJF Diretor Geral Diretora de Ensino Prof. José Luiz Lacerda Prof a. Andréa Vassallo

Leia mais

CAMPEONATO PAULISTA 2016 Futebol de 7 PC

CAMPEONATO PAULISTA 2016 Futebol de 7 PC CAMPEONATO PAULISTA 2016 Futebol de 7 PC REGULAMENTO GERAL I Objetivo Art.1º O Campeonato Paulista 2016 tem como objetivo fomentar o desporto em São Paulo e desenvolver o intercâmbio desportivo e social,

Leia mais

ITEM QDADE UNIDADE DESCRIÇÃO

ITEM QDADE UNIDADE DESCRIÇÃO EDITAL DE SELEÇÃO DE PROPOSTAS 004/2015 PROJETO ESPORTIVO SLIE Nº 1205396-16 Processo no Ministério do Esporte n.º 58701.005477/2012-14 Projeto: Araucária Centro de Excelência do Voleibol Paranaense A

Leia mais

Jogos de Integração Universitária JIU

Jogos de Integração Universitária JIU Jogos de Integração Universitária JIU (Modalidades de Quadras e Corrida) REGULAMENTO GERAL A Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis PROAE -, através da Coordenadoria de Formação e Integração

Leia mais

FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA

FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA Projeto: Festival de Iniciação Esportiva Publicação no D.O.U 28/12/2015 Seção 1 Pág 125 Beneficiários Diretos: 300 crianças/adolescentes Valor Total aprovado: R$ 302.681,74

Leia mais

PROJETOS INCENTIVADOS Minas Tênis Clube. Projeto Formação e Desenvolvimento de Atletas por meio da Integração das Ciências do Esporte

PROJETOS INCENTIVADOS Minas Tênis Clube. Projeto Formação e Desenvolvimento de Atletas por meio da Integração das Ciências do Esporte PROJETOS INCENTIVADOS Minas Tênis Clube Projeto Formação e Desenvolvimento de Atletas por meio da Integração das Ciências do Esporte Lei de Incentivo ao Esporte PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS TRIBUTADAS PELO

Leia mais

REGULAMENTO 2016 CAPÍTULO I DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO

REGULAMENTO 2016 CAPÍTULO I DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO REGULAMENTO 2016 CAPÍTULO I DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO Art. 1º- Este Regulamento é um conjunto das disposições que regem as disputas da 12ª COPA MINAS TÊNIS CLUBE DE VOLEIBOL FEMININO e obriga aos

Leia mais

MUSEU DE ESPORTES CADASTRO DE UNIFORMES

MUSEU DE ESPORTES CADASTRO DE UNIFORMES PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS SECRETARIA DE ESPORTES E LAZER MUSEU DE ESPORTES CADASTRO DE UNIFORMES Número: 36 Tombo: 3 Modalidade: Basquetebol Tipo: Camisa - 05_04 Equipe: Tênis Clube São

Leia mais

EDITAL N 034/2016 Referente ao Aviso N 046/2016, publicado no D.O.E. de 15/04/2016.

EDITAL N 034/2016 Referente ao Aviso N 046/2016, publicado no D.O.E. de 15/04/2016. EDITAL N 034/2016 Referente ao Aviso N 046/2016, publicado no D.O.E. de 15/04/2016. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, em conformidade

Leia mais

Regulamento Técnico Jogos Estudantis para Todos 2012 Secretaria Municipal de Educação e Desporto Novo Hamburgo

Regulamento Técnico Jogos Estudantis para Todos 2012 Secretaria Municipal de Educação e Desporto Novo Hamburgo Regulamento Técnico Jogos Estudantis para Todos 2012 Secretaria Municipal de Educação e Desporto Novo Hamburgo CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art. 1º - Este regulamento é o conjunto das disposições

Leia mais

Regulamento Específico OlimpiArqui 2016

Regulamento Específico OlimpiArqui 2016 Regulamento Específico OlimpiArqui 2016 TÍTULO I CAPÍTULO I DA FINALIDADE DO EVENTO Art. 1º. A competição tem por finalidade fazer o congraçamento de todos os alunos e colaboradores do Colégio Arquidiocesano.

Leia mais

Campeonato Municipal de Futebol Amador. Início dia 06 de Outubro de 2013 REGULAMENTO GERAL

Campeonato Municipal de Futebol Amador. Início dia 06 de Outubro de 2013 REGULAMENTO GERAL I DOS OBJETIVOS Campeonato Municipal de Futebol Amador Início dia 06 de Outubro de 2013 REGULAMENTO GERAL Art. 1º - O Campeonato Municipal de Futebol tem como objetivo desenvolver e estimular a prática

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE RUGBY

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE RUGBY AVISO PROCESSO SELETIVO São Paulo, 05 de junho de 015. PROCESSO SELETIVO Nº 010/015 I. Proponente: Confederação Brasileira de Rugby CNPJ: 50.380.658/0001-44 E-mail: kaisa.cappi@brasilrugby.com.br Endereço:

Leia mais

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21 TÍTULO I Dos Princípios Fundamentais... 21 TÍTULO II Dos Direitos e Garantias

Leia mais

IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015

IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015 IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I - Das Finalidades Art. 1º Com a realização do CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA, a Confederação Brasileira

Leia mais

Campus Santo Ângelo. REGULAMENTO - JOGOS ESTUDANTIS 25 de Junho e 02 de julho de 2016 CAPÍTULO I

Campus Santo Ângelo. REGULAMENTO - JOGOS ESTUDANTIS 25 de Junho e 02 de julho de 2016 CAPÍTULO I II JOGOS ESTUDANTIS CAMPUS SANTO ÂNGELO 2016 Campus Santo Ângelo REGULAMENTO - JOGOS ESTUDANTIS 25 de Junho e 02 de julho de 2016 DAS FINALIDADES CAPÍTULO I Art. 1º - Os JOGOS ESTUDANTIS DO INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

FAZ SABER que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei: CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO E DOS OBJETIVOS

FAZ SABER que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei: CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO E DOS OBJETIVOS LEI Nº 1765/2015 Publicado no B.O.M.M. Nº 888 Em 01/10/2015 AUTORIZA O PODER EXECUTIVO A INSTITUIR O PROGRAMA BOLSA ATLETA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE MACAIBA, Estado do Rio Grande

Leia mais

Jogos Champagnat 2013

Jogos Champagnat 2013 Jogos Champagnat 2013 Capítulo I Geral Art. 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem os Jogos Champagnat 2013. Art. 2º - Os Jogos Champagnat são organizados pelo Colégio Marista Santa

Leia mais

REGULAMENTO DA COPA ZICO 2013

REGULAMENTO DA COPA ZICO 2013 REGULAMENTO DA COPA ZICO 2013 I - DAS FINALIDADES, ORGANIZAÇÃO E OUTROS. Art.1º - A COPA ZICO - 2013, competição de futebol de campo, de forma amadora, com regras aqui estabelecidas e, nos casos omissos,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL I JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO GERAL I JUSTIFICATIVA 2014 REGULAMENTO GERAL I JUSTIFICATIVA A consolidação de uma política de esportes na UFPel é uma demanda antiga em nossa Universidade. A presente proposta representa a continuidade de um trabalho iniciado

Leia mais

REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADA

REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS CENTRO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADA MARÇO 2016 REGULAMENTO

Leia mais

FACULDADE LA SALLE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA

FACULDADE LA SALLE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA FACULDADE LA SALLE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA REGULAMENTO GERAL JOIA LA SALLE 2014 - JOGOS DE INTEGRAÇÃO ACADÊMICA Lucas do Rio Verde MT REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DO OBJETIVO Artº.1 O JOIA LA SALLE

Leia mais

POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS UNIDADE RECURSOS HUMANOS E PROCESSOS GERÊNCIA DE GESTÃO DE PROCESSOS

POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS UNIDADE RECURSOS HUMANOS E PROCESSOS GERÊNCIA DE GESTÃO DE PROCESSOS POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS COB UNIDADE RECURSOS HUMANOS E PROCESSOS GERÊNCIA DE GESTÃO DE PROCESSOS POLRH-001 GESTÃO DE CARGOS E SALÁRIOS Revisão: 03 ÁREA RESPONSÁVEL: Recursos Humanos SUMÁRIO CAPÍTULO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA Secretaria Municipal de Esporte e Lazer SEMEL EDITAL Nº. 001/2013

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA Secretaria Municipal de Esporte e Lazer SEMEL EDITAL Nº. 001/2013 EDITAL Nº. 001/2013 ESTABELECE O PROCESSO DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO PARA CONCESSÃO DA BOLSA ATLETA DE TERESINA. O Secretário municipal de Esportes e Lazer SEMEL, com base na Lei 4.049/2010, faz saber que

Leia mais

REGULAMENTO GERAL JOGOS DE INTEGRAÇÃO IFRS 2016

REGULAMENTO GERAL JOGOS DE INTEGRAÇÃO IFRS 2016 REGULAMENTO GERAL JOGOS DE INTEGRAÇÃO IFRS 2016 REGULAMENTO GERAL 3 JOGOS DO IFRS JOGOS DE INTEGRAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E FINALIDADES Art.1º Os 3º Jogos do IFRS JOGOS DE INTEGRAÇÃO

Leia mais

PANELINHAS XXIV Campeonato Interno de Futebol de Base.

PANELINHAS XXIV Campeonato Interno de Futebol de Base. PANELINHAS 2016 XXIV Campeonato Interno de Futebol de Base. I Objetivos: - Desenvolver o interesse do associado pela prática do futebol. - Promover o entretenimento e a sociabilização através do futebol.

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL COPA ARCO DE FUTEBOL SOCIETY ano 2016 (POR REGIÃO)

REGULAMENTO OFICIAL COPA ARCO DE FUTEBOL SOCIETY ano 2016 (POR REGIÃO) REGULAMENTO OFICIAL COPA ARCO DE FUTEBOL SOCIETY ano 2016 (POR REGIÃO) 01 DA FINALIDADE 1.1. A COPA ARCO DE FUTEBOL SOCIETY 2016 (por Região), tem como finalidade principal, promover a integração dos funcionários

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS, AMBIENTAIS E BIOLÓGICAS EDITAL INTERNO Nº 04/2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS, AMBIENTAIS E BIOLÓGICAS EDITAL INTERNO Nº 04/2016 EDITAL INTERNO Nº 04/2016 PROJETO JOGOS UNIVERSITÁRIOS DO CCAAB REGULAMENTO 4º JOGOS UNIVERSITÁRIOS DO CCAAB O Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) da UFRB, com suporte da Assessoria

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS 9º JOGOS ABERTOS DO INTEGRAL JAI-2010

REGULAMENTO GERAL DOS 9º JOGOS ABERTOS DO INTEGRAL JAI-2010 REGULAMENTO GERAL DOS 9º JOGOS ABERTOS DO INTEGRAL JAI-2010 Art. 1º - Os Jogos Abertos do Colégio Integral tem por finalidade o intercâmbio social e esportivo, difundir a prática de várias modalidades

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA DE PESQUISA NOS NOVOS CAMPI DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN Artigo 1º - Os Jogos Universitários tem como objetivo: * Incentivar a participação dos jovens em atividades saudáveis do ponto de vista social,

Leia mais

Sementes do Amanhã. Proposta de Projeto Esportivo. Proposta de Patrocínio via Lei de Incentivo ao Esporte (100% dedutível de 1% do IR)

Sementes do Amanhã. Proposta de Projeto Esportivo. Proposta de Patrocínio via Lei de Incentivo ao Esporte (100% dedutível de 1% do IR) Proposta de Projeto Esportivo Sementes do Amanhã Proposta de Patrocínio via Lei de Incentivo ao Esporte (100% dedutível de 1% do IR) PROPONENTE: GESTÃO: APOIO: COLABORADOR: PANORAMA Futebol Clube Proposta

Leia mais

Interséries FEMA 2016

Interséries FEMA 2016 Interséries FEMA 2016 CAPITULO I - DA ORGANIZAÇÃO Art. 01 - Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas das interséries 2016, nas modalidades de voleibol e caçador misto, basquete,

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 02, DE 26 DE JANEIRO DE 2012.

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 02, DE 26 DE JANEIRO DE 2012. AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC A Diretora de Desenvolvimento do Ensino, no exercício da Direção Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus Timon, no uso de

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PROJETO

DESCRIÇÃO DO PROJETO DESCRIÇÃO DO PROJETO I. NÚMERO DE CADASTRO DO PROPONENTE (login) 02SP108022012 Proponente: Associação de Pais e Amigos da Natação de São Carlos CNPJ: 04.927.021/0001-08 E-mail: eduardo@apanasc.com.br Endereço:

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 1/2008

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 1/2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO NOTA OFICIAL VOLEI de AREIA

CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO NOTA OFICIAL VOLEI de AREIA CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO 2015 NOTA OFICIAL VOLEI de AREIA Informações: Sede da FUPE (11) 9 6470-5481 E-mail fupe@fupe.com.br Inscrições: www.fupe.com.br www.juesp.com.br INFORMAÇÕES BÁSICAS Local:

Leia mais

REGULAMENTO III JOGOS DE INTEGRAÇÃO DO IFRS CÂMPUS RIO GRANDE - JIIF

REGULAMENTO III JOGOS DE INTEGRAÇÃO DO IFRS CÂMPUS RIO GRANDE - JIIF REGULAMENTO III JOGOS DE INTEGRAÇÃO DO IFRS CÂMPUS RIO GRANDE - JIIF Capítulo I ano: 2014 Do Título e Descrição Art o. 1º - O III Jogos de Integração do IFRS - Câmpus Rio Grande é coordenado pela Coordenação

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

"Senhor, eu te darei graças no meio das nações; eu te louvarei entre os povos." Salmo 57.9

Senhor, eu te darei graças no meio das nações; eu te louvarei entre os povos. Salmo 57.9 PROJETO J BA 2014 TEMA: COPA DO MUNDO FESTA DAS NAÇÕES "Senhor, eu te darei graças no meio das nações; eu te louvarei entre os povos." Salmo 57.9 I - OBJETIVOS Regulamento Geral Ensino Fundamental II e

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO TORNEIO DE FUTEBOL 7 - MONTEIRO LOBATO 2016 NOME DA EQUIPE: REPRESENTANTE: CELULAR: 1. RG/MATRÍCULA 2.

FICHA DE INSCRIÇÃO TORNEIO DE FUTEBOL 7 - MONTEIRO LOBATO 2016 NOME DA EQUIPE: REPRESENTANTE: CELULAR:   1. RG/MATRÍCULA 2. FICHA DE INSCRIÇÃO TORNEIO DE FUTEBOL 7 - MONTEIRO LOBATO 2016 NOME DA EQUIPE: REPRESENTANTE: CELULAR: EMAIL: 1. RG/MATRÍCULA 2. RG/MATRÍCULA: 3. RG/MATRÍCULA: 4. RG/MATRÍCULA 5. RG/MATRÍCULA 6. RG/MATRÍCULA

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 1 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 CATEGORIA MIRIM 1. A Competição de Basquetebol será realizada de acordo com as regras oficiais da

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS MODALIDADES EXTRACURRICULARES

INFORMAÇÕES GERAIS MODALIDADES EXTRACURRICULARES INFORMAÇÕES GERAIS O início das atividades será no dia 02/02/2015. A ficha de inscrição e o pagamento deverão ser entregues diretamente no departamento de esportes, até o dia 27/02/2015. A taxa de inscrição

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO DA PARTE ESPORTIVA

REGULAMENTO TÉCNICO DA PARTE ESPORTIVA REGULAMENTO TÉCNICO DA PARTE ESPORTIVA Das Modalidades Esportivas Art. 1º - A Parte esportiva da gincana conterá as seguintes modalidades: I Futsal II Voleibol Misto III Basquetebol IV Handebol V Tênis

Leia mais

Projeto Voleibol Valinhos

Projeto Voleibol Valinhos Projeto Voleibol Valinhos Atualmente o Country Club Valinhos em parceria com a Prefeitura Municipal de Valinhos e apoiado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte possui 4 categorias de Voleibol Feminino,

Leia mais

EXTRATO DE TERMO DE COLABORAÇÃO

EXTRATO DE TERMO DE COLABORAÇÃO EXTRATO DE TERMO DE COLABORAÇÃO ESPÉCIE: Formalização do Termo de Colaboração n. 68/2016. OBJETO: Formalização do Termo de Colaboração n. 68/2016, firmado entre o Comitê Brasileiro de Clubes e o Club Athletico

Leia mais

PROGRAMA TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO TÉCNICA TCT

PROGRAMA TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO TÉCNICA TCT EDITAL FAPERJ N.º 08/2007 PROGRAMA TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO TÉCNICA TCT O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, através da Fundação Carlos

Leia mais

Regulamento das Tarefas

Regulamento das Tarefas i i Regulamento das Tarefas XXIII scm *TEMA: JOGOS SAGRADOLÍMPICOS HABILIDADES E COMPETÊNCIAS Jogos Sagradolímpicos Estabelecer relações equilibradas e construtivas com o outro, consigo mesmo e com o meio

Leia mais

JOGOS DO JOÃO DOS EGRESSOS Ontem, hoje e sempre

JOGOS DO JOÃO DOS EGRESSOS Ontem, hoje e sempre JOGOS DO JOÃO DOS EGRESSOS Ontem, hoje e sempre UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA - UFJF Reitor Marcus Vinicius David COLÉGIO DE APLICAÇÃO JOÃO XXIII UFJF Diretora Geral Diretor de Ensino Prof a. Andréa

Leia mais

CONQUISTAS SELEÇÃO CLUBES OURO NO PAN DE TORONTO

CONQUISTAS SELEÇÃO CLUBES OURO NO PAN DE TORONTO DESENVOLVIDO POR PERFIL Diogo Hubner é um dos grandes nomes do Handebol nacional. Desde cedo chamou a atenção de professores, treinadores e Seleção Brasileira por sua garra e determinação. Sua relação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL DA PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO: A promoção e a organização são do Centro Universitário UNIVATES/Complexo Esportivo

Leia mais

V CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE VOLEIBOL - 2015 REGULAMENTO GERAL

V CAMPEONATO BRASILEIRO ESCOLAR DE VOLEIBOL - 2015 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1º - O V Campeonato Brasileiro Escolar de Voleibol é uma competição inter-colegial que tem por objetivo incentivar, no meio estudantil, a prática desportiva, enaltecendo

Leia mais

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- VITÓRIA 003/2016 ALTERADO EM 14/06/2016

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- VITÓRIA 003/2016 ALTERADO EM 14/06/2016 EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- VITÓRIA 003/2016 ALTERADO EM 14/06/2016 Chamada para submissão de Projetos de Iniciação Científica e Tecnológica A Direção Geral da FACULDADE

Leia mais

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF REGULAMENTO GERAL I. Das Finalidades: O III Jogos Internos da Educação Física JIEF, tem por finalidade estimular a prática desportiva aos alunos do curso de Educação

Leia mais

V Jogos da UFPel (2017)

V Jogos da UFPel (2017) V Jogos da UFPel (2017) REGULAMENTO GERAL I- JUSTIFICATIVA O presente projeto representa a continuidade de um trabalho iniciado em 2013, em direção a organização de uma estrutura que permita o fomento

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 3º JOGOS DO IFRS

REGULAMENTO GERAL 3º JOGOS DO IFRS REGULAMENTO GERAL 3º JOGOS DO IFRS REGULAMENTO GERAL 3 JOGOS DO IFRS CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E FINALIDADES Art. 1º - Os 3º Jogos do IFRS têm por objetivo proporcionar momentos de integração

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor EDITAL Nº 007/UFFS/2014 - APOIO A PROJETOS DE FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA REFERENTE À AÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL COPA KAGIVA DE FUTEBOL EDUCACIONAL - 2016

REGULAMENTO GERAL COPA KAGIVA DE FUTEBOL EDUCACIONAL - 2016 REGULAMENTO GERAL COPA KAGIVA DE FUTEBOL EDUCACIONAL - 2016 Associação Brasileira do Desporto Educacional ABRADE - 2016 SUMÁRIO REGULAMENTO GERAL... 2 TÍTULO I DOS OBJETIVOS... 2 TÍTULO II - DA ORGANIZAÇÃO

Leia mais

EXTRATO DE TERMO DE COLABORAÇÃO

EXTRATO DE TERMO DE COLABORAÇÃO EXTRATO DE TERMO DE COLABORAÇÃO ESPÉCIE: Formalização do Termo de Colaboração n. 76/2016. OBJETO: Formalização do Termo de Colaboração n. 76/2016, firmado entre o Comitê Brasileiro de Clubes e o Instituto

Leia mais

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre.

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre. Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre. Título I Das Disposições Gerais A) Será obrigatório, de acordo com as Regras do Futsal, o uso de caneleiras para todos os atletas. B) Não

Leia mais

OFICINA DE PROJETOS. Profª Drª Rosangela Marques Busto Profº Drº Luiz Cláudio Reeeberg Stanganelli

OFICINA DE PROJETOS. Profª Drª Rosangela Marques Busto Profº Drº Luiz Cláudio Reeeberg Stanganelli OFICINA DE PROJETOS Profª Drª Rosangela Marques Busto Profº Drº Luiz Cláudio Reeeberg Stanganelli 1. IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE PROPONENTE Nome da Entidade Clube Brasil Esporte CNPJ 000.000.000/0001-00

Leia mais

EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO

EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO ESPÉCIE: Formalização do Acordo de Cooperação n. /27-AC. OBJETO: Formalização do Acordo de Cooperação n. /27-AC, firmado entre o Comitê Brasileiro de Clubes e o Olympico

Leia mais

PREFEITURA DE FORTALEZA COORDENADORIA ESPECIAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE DE FORTALEZA

PREFEITURA DE FORTALEZA COORDENADORIA ESPECIAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE DE FORTALEZA PREFEITURA DE FORTALEZA COORDENADORIA ESPECIAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE DE FORTALEZA I CAMPEONATO DAS TORCIDAS ORGANIZADAS: FESTA NAS ARQUIBANCADAS 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO 1.1 Este

Leia mais

EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO

EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO EXTRATO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO ESPÉCIE: Formalização do Acordo de Cooperação n. 35/2017-AC. OBJETO: Formalização do Acordo de Cooperação n. 35/2017-AC, firmado entre o Comitê Brasileiro de Clubes e o

Leia mais