EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL"

Transcrição

1 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL PROCESSO DE ELEIÇÃO DOS CONSELHEIROS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL QUE IRÃO COMPOR O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE SÃO JOAQUIM A Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto no uso de suas atribuições legais, convoca na forma deste edital, os cidadãos joaquinense para participarem da Assembleia Geral para apresentação da Legislação referente ao Conselho Municipal de Cultura e processo de eleição dos membros representantes da Sociedade Civil, cuja gestão será de dois anos, a partir da nomeação por decreto. A assembleia será realizada no dia 07 de abril de 2015, na Casa da Cultura, situado na Praça Cesário Amarante, Centro- São Joaquim- SC, às 19h00min de acordo com a LEI Nº 4.292/2014 compete ao Conselho Municipal de Cultura: I Estudar e propor à administração Municipal, junto à sociedade civil, a política cultural do Município, bem como o Plano de Cultura e a sua execução, e auxiliar na definição e elaboração do calendário de eventos artístico-culturais do Município; II Colaborar, com os órgãos colegiados das esferas Municipal, Estadual e Federal, na formulação, execução e fiscalização das políticas de cultura do Município, Estado e do País; III Propor a concessão de auxílio, de acordo com as dotações específicas, às instituições com fins culturais oficiais ou particulares tendo em vista a conservação e guarda do patrimônio Cultural do Município; IV Apoiar campanhas que visem o desenvolvimento e preservação artístico-cultural do Município; V Cooperar na defesa e na conservação do patrimônio Cultural do Município; VI Orientar os projetos apresentados pelas instituições artístico-culturais, para efeitos de celebração de convênio com o Município;

2 VII Emitir parecer ou tomar providências acerca de assuntos de natureza artístico-cultural que lhe sejam submetidos pela Administração Municipal, por seus Conselheiros ou por entidade artísticocultural de Município; IX Instituir o Regimento Interno do Conselho Municipal de Cultura, e submetendo-o à aprovação do Prefeito Municipal; X Orientar sobre ações visando incentivar a criação de bandas musicais e museus; intercâmbios culturais; divulgação de obras e artistas locais; resgatar e descobrir documentos de valor histórico cultural; descobrir munícipes dotados nas artes plásticas, cênicas, literárias, musicais e artesanato; XI exercer as demais atividades de interesse da arte e da cultura; XII- Participação efetiva em assembleias, seminários e fóruns para abrir discussões sobre o processo cultural municipal; XIII- Revisar junto à sociedade civil e demais interessados, o plano municipal de cultura quando se fizer necessário; XIV- Fiscalizar a realização das ações que estão instituídas no plano municipal de cultura e XV- Participar da elaboração de editais para projetos de pesquisa e de eventos cultura. O conselho Municipal de Cultura é composto de membros e seus respectivos suplentes, dentre nomes que são eleitos por votação em assembleia geral junto à sociedade civil, sendo: I Um conselheiro de cada uma das etnias existentes no Município, com reconhecida atuação na área da cultura, sendo as atuais: Alemã (1 representante); Italiana (1 representante); Japonesa (1 representante); Afro-Brasileira (1 representante). II Conselheiro da Sociedade Cultural organizada: Clubes de Serviço (1 representante); Associação dos Artistas Plásticos (1 representante); Associações de Artesanato (1 representante). III Conselheiro da Administração Pública Municipal:

3 Secretario(a) Municipal de Educação, Cultura e Desporto; Diretora(o) de Promoções e Eventos; Diretora(o) de Cultura. Prefeitura Municipal de São Joaquim IV- Conselheiro do patrimônio material e imaterial cultural; (1 representante); V- Conselheiro de Dança; (1 representante); VI- Conselheiro de Artes Cênicas (Teatro); (1 representante); VII- Conselheiro de Música (1 representante); A representação das etnias no Conselho Municipal de Cultura poderá ser indicada pela mesma considerando seu aspecto ativo que devera ser comprovada mediante o plano de cultura bianual ou decenal atualizado, cópia autenticada da ata da ultima reunião do grupo e poderá ser alterada para acrescentar outras que surgirem de forma organizada no Município. Os Conselheiros serão votados em assembleia geral com a sociedade civil, com exceção das etnias e dos representantes da administração da gestão pública que poderão ser indicados pelas próprias etnias e pelo Prefeito Municipal, e assim nomeadas com participação efetiva da sociedade civil, através de votação em assembleia geral. Os membros do Conselho e os respectivos suplentes exercerão mandato de 02 (dois) anos, admitindo-se a recondução por períodos iguais e sucessivos. Na hipótese de ausência do Conselheiro Titular em 03 (três) reuniões ordinárias seguidas, sem comunicação prévia por escrito à presidência do Conselho, o suplente completará o tempo de mandato do titular, na forma do Regimento Interno. A função de membro do conselho é considerada de interesse público relevante e não será remunerada.

4 DO PROCESSO ELEITORAL Para a habilitação da candidatura, o candidato deverá formalizar sua candidatura mediante preenchimento da ficha de inscrição para candidatos e eleitores com preenchimento momentos antes da votação. O Candidato poderá ser votado por todos os eleitores qualificados a participar do Processo Eleitoral de acordo com a apresentação de documentos de identificação com foto, não sendo aceito voto por procuração. No dia da votação, o candidato poderá expor brevemente o seu currículo e apresentar os motivos de sua candidatura em, no máximo, 5 (cinco) minutos, bem como indicar um fiscal para acompanhar os trabalhos da mesa de recepção dos votos e a contagem em voz alta feita pela Comissão Eleitoral. Concluída a votação, a Comissão Eleitoral procederá imediatamente à apuração; Serão considerados eleitos, na condição de titulares, os candidatos mais votados em cada área cultural de representação, os suplentes, aqueles cuja votação mais se aproximar dos eleitos como titulares; Em caso de empate em qualquer das áreas culturais será considerado como efetivo o candidato com maior tempo de trabalho naquela área cultural e, caso ainda não seja fator decisivo, será considerado como efetivo o candidato mais velho. Concluída a apuração, o resultado da eleição será lavrado em ata pela Comissão Eleitoral que a encaminhará à Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto juntamente com a relação dos titulares e Suplentes de cada área, sendo que esta deverá encaminhar a relação dos Conselheiros

5 eleitos ao Prefeito Municipal, no prazo máximo de 07 (sete) dias úteis, para que este proceda a nomeação e posse dos mesmos através de Decreto. Do resultado da eleição caberá recurso à Comissão Eleitoral, o qual será feito de forma escrita, justificado de acordo com o edital e regras do processo eleitoral e lavrado em ata, sendo que será analisada ainda na Conferência a procedência ou não do pedido de acordo com maioria absoluta dos membros da Comissão Eleitoral. Os eleitos tomarão posse após nomeação realizada através de Decreto pelo Chefe do Executivo Municipal, juntamente com os representantes dopoder Público. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS A primeira reunião do conselho já nomeado deverá ocorrer 5 (cinco) dias úteis, após, a nomeação, na sede da Casa da Cultura. São Joaquim-SC, 04 de março de Uladimir Demeciano Prefeito Municipal Dalva de Souza Hiura Secretaria de Educação Cultura e Desporto Natália Martorano Diretora de Cultura

6

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016 Edital de convocação de Assembleia Geral de Entidades de Assistência Social de Diamantina para

Leia mais

Regimento da Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico- Administrativos em Educação

Regimento da Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico- Administrativos em Educação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO Regimento da Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico- Administrativos em Educação Aprovado pela Resolução

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LEME SECRETARIA DA CULTURA E TURISMO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LEME SECRETARIA DA CULTURA E TURISMO REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL QUE IRÃO COMPOR O CONSELHO MUNICIPAL DE POLITICA CULTURAL. 1. DAS INSCRIÇÕES 1.1. Poderá se inscrever para participar do processo eleitoral,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Rio Claro Estado de São Paulo

Prefeitura Municipal de Rio Claro Estado de São Paulo LEI N 4006 De 15 de dezembro de 2009 (Reorganiza o CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÂO DE RIO CLARO COMERC, criado pelo artigo 261 da Lei Orgânica do Município e dá outras providências) Artigo 1º - O Conselho

Leia mais

DEVEM SER ESCOLHIDOS ATRAVÉS DE AUDIÊNCIA PÚBLICA CONVOCADA POR EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO

DEVEM SER ESCOLHIDOS ATRAVÉS DE AUDIÊNCIA PÚBLICA CONVOCADA POR EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES DAS INSTITUIÇÕES E/OU ASSOCIAÇÕES ARTÍSTICAS E CULTURAIS E DA SOCIEDADE CIVIL, COM NOTÓRIA PARTICIAPÇÃO EM ATIVIDADES CULTURAIS PARA COMPOSIÇÃO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CES Nº 150 DE 04 DE ABRIL DE 2016

DELIBERAÇÃO CES Nº 150 DE 04 DE ABRIL DE 2016 DELIBERAÇÃO CES Nº 150 DE 04 DE ABRIL DE 2016 APROVA O REGIMENTO DA TERCEIRA PLENÁRIA ELEITORAL COMPLEMENTAR DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO, PARA O TRIÊNIO 2014/2016. O CONSELHO ESTADUAL

Leia mais

PROPOSIÇÕES COMPARADAS REGIMENTO INTERNO - CERHI-RJ

PROPOSIÇÕES COMPARADAS REGIMENTO INTERNO - CERHI-RJ PROPOSTA CTIL/CERHI O Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pelo art. 44 da Lei Estadual n 3.239, de 02 de agosto de 1999,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS - SEJUDH EDITAL SEC/SADH/SEJUDH Nº. 004/2016

SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS - SEJUDH EDITAL SEC/SADH/SEJUDH Nº. 004/2016 SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS - SEJUDH EDITAL SEC/SADH/SEJUDH Nº. 004/2016 EDITAL DE ELEIÇÃO DOS MEMBROS DA SOCIEDADE CIVIL DO CONSELHO ESTADUAL DE DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA COM

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA MULHER DE RIO DO SUL ENDEREÇO: RUA VERDE VALE,77 BAIRRO CANTA GALO, CRIADO PELA LEI MUNICIPAL Nº 3.

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA MULHER DE RIO DO SUL ENDEREÇO: RUA VERDE VALE,77 BAIRRO CANTA GALO, CRIADO PELA LEI MUNICIPAL Nº 3. CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA MULHER DE RIO DO SUL ENDEREÇO: RUA VERDE VALE,77 BAIRRO CANTA GALO, CRIADO PELA LEI MUNICIPAL Nº 3.949/2003 FONE/ FAX: 3525-4084 CEP: 89.163-077 RIO DO SUL SC. Edital

Leia mais

Art. 2º São competências do Conselho Municipal de Esporte e Lazer:

Art. 2º São competências do Conselho Municipal de Esporte e Lazer: REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER CAPÍTULO I DO CONSELHO E SUAS ATRIBUIÇÕES Art. 1º O Conselho Municipal de Esporte e Lazer de Carlos Barbosa é um órgão colegiado de caráter, consultivo,

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO CONFERÊNCIA EXTRAORDINÁRIA MUNICIPAL DE CULTURA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO CONFERÊNCIA EXTRAORDINÁRIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL DE CONVOCAÇÃO CONFERÊNCIA EXTRAORDINÁRIA MUNICIPAL DE CULTURA PROCESSO DE ELEIÇÃO DOS CONSELHEIROS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL QUE IRÃO COMPOR O CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICAS CULTURAIS DE

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 1/2008

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 1/2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

EDITAL 21/2015 PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DISCENTE NA CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BARUERI PADRE DANILO JOSÉ DE OLIVEIRA OHL.

EDITAL 21/2015 PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DISCENTE NA CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BARUERI PADRE DANILO JOSÉ DE OLIVEIRA OHL. EDITAL 21/2015 PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DISCENTE NA CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BARUERI PADRE DANILO JOSÉ DE OLIVEIRA OHL. A Comissão Eleitoral da Fatec Barueri, tendo em vista a instalação

Leia mais

Prefeitura Municipal de São João del-rei

Prefeitura Municipal de São João del-rei Mensagem n 045/2013 Do: Gabinete do Prefeito Ao: Exmº Sr. Vereador Antônio Carlos de Jesus Fuzatto Presidente da Câmara Municipal de São João del-rei Senhor Presidente, Com os nossos respeitosos cumprimentos,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - CÂMPUS JANUÁRIA. Edital de Eleição para a Diretoria do Grêmio Estudantil

INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS - CÂMPUS JANUÁRIA. Edital de Eleição para a Diretoria do Grêmio Estudantil Edital de Eleição para a Diretoria do Grêmio Estudantil A Comissão Eleitoral no uso de suas atribuições TORNA PÚBLICO O PRESENTE EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA A INSCRIÇÃO DAS CHAPAS QUE CONCORRERÃO ÀS ELEIÇÕES

Leia mais

Edital de Convocação das Eleições do CAAR e da Representação Discente da Faculdade de Direito UFRGS

Edital de Convocação das Eleições do CAAR e da Representação Discente da Faculdade de Direito UFRGS Edital de Convocação das Eleições do CAAR e da Representação Discente da Faculdade de Direito UFRGS EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÕES A PRESIDENTE DO CAAR, no uso das atribuições que lhe confere o inciso

Leia mais

LEI Nº 558/2003 Nova Crixás, 12 de junho de 2003.

LEI Nº 558/2003 Nova Crixás, 12 de junho de 2003. LEI Nº 558/2003 Nova Crixás, 12 de junho de 2003. Cria o Conselho Municipal de Turismo - COMTUR e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Nova Crixás Estado de Goiás, no uso de suas atribuições

Leia mais

FÓRUM ESTADUAL DE DIREITOS HUMANOS DO MARANHÃO-FEDHMA

FÓRUM ESTADUAL DE DIREITOS HUMANOS DO MARANHÃO-FEDHMA FÓRUM ESTADUAL DE DIREITOS HUMANOS DO MARANHÃO-FEDHMA REGULAMENTO DO PROCESSO DE ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL NO CONSELHO ESTADUAL DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS DO MARANHÃO O Fórum Estadual

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO Criado pela Lei Municipal nº de 03 de junho de Edital de convocação

CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO Criado pela Lei Municipal nº de 03 de junho de Edital de convocação Edital de convocação Convocamos para participar de Pleito Eleitoral Municipal do Idoso, visando à eleição de representantes da sociedade civil para compor a gestão de 2014/2016 do Conselho Municipal do

Leia mais

REGIME TO ELEITORAL DO SI DICATO DOS SERVIDORES MU ICIPAIS DE CA ELA - RS TÍTULO I. Da Comissão Eleitoral. Capítulo I Das Generalidades

REGIME TO ELEITORAL DO SI DICATO DOS SERVIDORES MU ICIPAIS DE CA ELA - RS TÍTULO I. Da Comissão Eleitoral. Capítulo I Das Generalidades REGIME TO ELEITORAL DO SI DICATO DOS SERVIDORES MU ICIPAIS DE CA ELA - RS TÍTULO I Da Comissão Eleitoral Das Generalidades Art. 1º - A Comissão Eleitoral do Sindicato dos Servidores Municipais de Canela

Leia mais

EDITAL N 06, DE 14 DE MARÇO DE ABERTURA DE PROCESSO ELEITORAL PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CAMPUS RESTINGA

EDITAL N 06, DE 14 DE MARÇO DE ABERTURA DE PROCESSO ELEITORAL PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CAMPUS RESTINGA EDITAL N 06, DE 14 DE MARÇO DE 2016. ABERTURA DE PROCESSO ELEITORAL PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CAMPUS RESTINGA O Diretor-Geral do do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Declarada de Utilidade Pública pelo Decreto Federal no /1952 DOU. Aprovado em Reuniaõ Ordinaŕia realizada no dia 27 de agosto de 2014 em

Declarada de Utilidade Pública pelo Decreto Federal no /1952 DOU. Aprovado em Reuniaõ Ordinaŕia realizada no dia 27 de agosto de 2014 em REGIMENTO ESPECIAL DE ELEIÇAÕ 2014 Aprovado em Reuniaõ Ordinaŕia realizada no dia 27 de agosto de 2014 em São Paulo SP. TI TULO I DISPOSIÇOẼS GERAIS Art. 1o - O presente Regimento tem como objeto a regulamentaçaõ

Leia mais

REDE PETRO - BACIA DE CAMPOS REGIMENTO INTERNO

REDE PETRO - BACIA DE CAMPOS REGIMENTO INTERNO REDE PETRO - BACIA DE CAMPOS REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Art. 1º - A Organização Administrativa corresponde à estrutura da REDE PETRO-BC que tem como finalidade garantir

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENFERMAGEM REGULAMENTO DO COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENFERMAGEM REGULAMENTO DO COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENFERMAGEM REGULAMENTO DO COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM JUIZ DE FORA, JULHO DE 2014 REGULAMENTO DO COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

Leia mais

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO OUTUBRO DE 2010 2 RESOLUÇÃO Nº 01/2010 DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Projeto de Lei n j b 3/05

Projeto de Lei n j b 3/05 PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO PRETO._... _._.. _._----_. Projeto de Lei n j b 3/05 Cria o Conselho Municipal de Educação de Ouro Preto - CME e dá outras providências. o povo do Município de Ouro Preto,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO Conselho Municipal dos Direitos Da Mulher CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO, ATRIBUIÇÕES E COMPETÊNCIAS.

REGIMENTO INTERNO Conselho Municipal dos Direitos Da Mulher CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO, ATRIBUIÇÕES E COMPETÊNCIAS. REGIMENTO INTERNO Conselho Municipal dos Direitos Da Mulher CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO, ATRIBUIÇÕES E COMPETÊNCIAS. Art. 1 - O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher CMDM de Rio do Sul, criado através

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROCESSO DE ELEIÇÃO DOS CONSELHEIROS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL QUE IRÃO COMPOR O CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICA CULTURAL DE SÃO VICENTE A Secretaria Municipal da Cultura, na

Leia mais

I. Inscrição de candidatos ao CONSUNI e ao CONEPE 02 a 05 de junho de 2008, das 12 às

I. Inscrição de candidatos ao CONSUNI e ao CONEPE 02 a 05 de junho de 2008, das 12 às EDITAL 001/2008 SINTESMAT Edital de Abertura de Eleições para representantes dos Profissionais Técnicos da Educação Superior PTES no Conselho Universitário Consuni e Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÃO PARA DIRETORES DEPARTAMENTAIS DA ADUNEB

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÃO PARA DIRETORES DEPARTAMENTAIS DA ADUNEB EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÃO PARA DIRETORES DEPARTAMENTAIS DA ADUNEB Salvador, sexta-feira, 27 de junho de 2014. EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÃO PARA DIRETORES DE ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DAS SUBSEÇÕES

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 327/2014 DE 23 DE JUNHO DE 2014

LEI MUNICIPAL Nº 327/2014 DE 23 DE JUNHO DE 2014 LEI MUNICIPAL Nº 327/2014 DE 23 DE JUNHO DE 2014 Cria o Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável do Município de Lagoa do Tocantins e dá outras providências A Prefeita Municipal MINERVA DICLÉIA VIEIRA

Leia mais

2- DO CONSELHO SUPERIOR DA FAPEAL E SEUS CONSELHEIROS

2- DO CONSELHO SUPERIOR DA FAPEAL E SEUS CONSELHEIROS EDITAL FAPEAL no. 05/2015 - Eleição de lista tríplice para preenchimento de vaga de membro do Conselho Superior da FAPEAL. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas FAPEAL, por intermédio do

Leia mais

EDITAL Nº 13, DE 01 DE JULHO DE REPRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA NA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DO CAMPUS VACARIA DO IFRS

EDITAL Nº 13, DE 01 DE JULHO DE REPRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA NA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DO CAMPUS VACARIA DO IFRS EDITAL Nº 13, DE 01 DE JULHO DE 2016. REPRESENTAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA NA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DO CAMPUS VACARIA DO IFRS A Comissão Eleitoral Permanente, nomeada pela portaria 14/2016

Leia mais

EDITAL 002/2008 SINTESMAT

EDITAL 002/2008 SINTESMAT EDITAL 002/2008 SINTESMAT Edital de Abertura de Eleições para representantes dos Profissionais Técnicos da Educação Superior PTES na Comissão Permanente de Acompanhamento da Qualificação Funcional Administrativa

Leia mais

Regimento do Colegiado do Curso de Bacharelado em Zootecnia

Regimento do Colegiado do Curso de Bacharelado em Zootecnia Regimento do Colegiado do Curso de Bacharelado em Zootecnia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS REGIMENTO DO COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM ZOOTECNIA CAPÍTULO I Das Atribuições

Leia mais

PROCESSO ELEITORAL DO COLEGIADO DE CURSO LICENCIATURA EM QUÍMICA CAMPUS CATANDUVA /SP

PROCESSO ELEITORAL DO COLEGIADO DE CURSO LICENCIATURA EM QUÍMICA CAMPUS CATANDUVA /SP PROCESSO ELEITORAL DO COLEGIADO DE CURSO LICENCIATURA EM QUÍMICA CAMPUS CATANDUVA /SP COMISSÃO ELEITORAL COLEGIADO DE CURSO CÂMPUS CATANDUVA FEVEREIRO 2017 Nathalie Zamariola (presidente) Geovani Alves

Leia mais

Edital de eleição para o Grêmio Estudantil Gestão

Edital de eleição para o Grêmio Estudantil Gestão Edital de eleição para o Grêmio Estudantil Gestão 2017-2018 A Comissão Eleitoral no uso de suas atribuições torna público o presente edital de Convocação para a inscrição das chapas que concorrerão às

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES DOCENTES, TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS E DISCENTES DO CONSELHO DE CAMPUS PARA O BIÊNIO

EDITAL DE ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES DOCENTES, TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS E DISCENTES DO CONSELHO DE CAMPUS PARA O BIÊNIO EDITAL DE ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES DOCENTES, TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS E DISCENTES DO CONSELHO DE CAMPUS PARA O BIÊNIO 2015-2016 A Comissão Organizadora da eleição para o Conselho de Campus do Instituto

Leia mais

ELEIÇÕES PARA REPRESENTANTE DOS SERVIDORES NO CONSELHO DELIBERATIVO DO ILMD. Edital de Convocação

ELEIÇÕES PARA REPRESENTANTE DOS SERVIDORES NO CONSELHO DELIBERATIVO DO ILMD. Edital de Convocação ELEIÇÕES PARA REPRESENTANTE DOS SERVIDORES NO CONSELHO DELIBERATIVO DO ILMD Edital de Convocação A Comissão Eleitoral, composta pelos servidores, Felipe dos Santos Costa, Antônio Ferreira de Carvalho e

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO TUTELAR DE ITATIAIA

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO TUTELAR DE ITATIAIA REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO TUTELAR DE ITATIAIA Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente regimento interno disciplina o funcionamento do Conselho Tutelar do Município de Itatiaia vinculado

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO/FUNDEB Nº 001/2010 DE 19 DE JULHO DE 2010.

EDITAL DE ELEIÇÃO/FUNDEB Nº 001/2010 DE 19 DE JULHO DE 2010. PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SERGIPE Nº 26.047 04/08/2010 GOVERNO DE SERGIPE EDITAL DE ELEIÇÃO/FUNDEB Nº 001/2010 DE 19 DE JULHO DE 2010. PROCESSO ELEITORAL PARA ESCOLHA DOS REPRESENTANTES

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO.

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO. REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO. Dispõe sobre o regulamento do processo eleitoral para escolha e recomposição dos representantes

Leia mais

EDITAL 648, de 21 de setembro de 2016

EDITAL 648, de 21 de setembro de 2016 EDITAL 648, de 21 de setembro de 2016 EDITAL DE ELEIÇÃO PARA O COLEGIADO DE CURSO DE TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL DO - CÂMPUS GUARULHOS. O grupo de trabalho para eleição dos Membros do Colegiado

Leia mais

EDITAL Nº 03/2016 I DA COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL

EDITAL Nº 03/2016 I DA COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL- RIO- GRANDENSE CAMPUS VENÂNCIO AIRES EDITAL Nº 03/2016 Dispõe sobre o regulamento

Leia mais

CONSELHO DE ÓRGÃOS MUNICIPAIS INTEGRADOS AO SISTEMA NACIONAL DE TRÂNSITO (COMITRA) REGIMENTO INTERNO

CONSELHO DE ÓRGÃOS MUNICIPAIS INTEGRADOS AO SISTEMA NACIONAL DE TRÂNSITO (COMITRA) REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ÓRGÃOS MUNICIPAIS INTEGRADOS AO SISTEMA NACIONAL DE TRÂNSITO (COMITRA) REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA, SEDE E DURAÇÃO Art. 1º. O Conselho de Órgãos Municipais Integrados

Leia mais

CONVENÇÃO GERAL DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL CGADB. Resolução 01/ Comissão Eleitoral

CONVENÇÃO GERAL DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL CGADB. Resolução 01/ Comissão Eleitoral CONVENÇÃO GERAL DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL CGADB Resolução 01/2012 - Comissão Eleitoral Eleições 2013 / Normas e Prazos Brasília Distrito Federal Comissão Eleitoral da CGADB Considerando que compete

Leia mais

EDITAL PARA ELEIÇÃO DA COORDENAÇÃO DO FÓRUM MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO LUÍS

EDITAL PARA ELEIÇÃO DA COORDENAÇÃO DO FÓRUM MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO LUÍS ANEXO EDITAL PARA ELEIÇÃO DA COORDENAÇÃO DO FÓRUM MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO LUÍS O Fórum Permanente Municipal de Educação de São Luís FME/SL com sede nesta cidade, através de sua Coordenação, devidamente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO NORMAS PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTANTES DO CORPO DOCENTE PARA O CONSELHO UNIVERSITÁRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO NORMAS PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTANTES DO CORPO DOCENTE PARA O CONSELHO UNIVERSITÁRIO NORMAS PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTANTES DO CORPO DOCENTE PARA O TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Será realizada eleição para escolha de representantes do Corpo Docente para o Conselho Universitário

Leia mais

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE GOIANIA LTDA FACULDADE PADRÃO SUMÁRIO REGULAMENTO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DOS CURSOS 2 CAPÍTULO I 2

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE GOIANIA LTDA FACULDADE PADRÃO SUMÁRIO REGULAMENTO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DOS CURSOS 2 CAPÍTULO I 2 SUMÁRIO REGULAMENTO INSTITUCIONAL DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DOS CURSOS 2 CAPÍTULO I 2 DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS 2 CAPITULO II 2 DO COLEGIADO DOS CURSOS 2 CAPITULO III 3 MANDATOS DO COLEGIADO DO CURSO 3 CAPÍTULO

Leia mais

CÂMARA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DA EPPEN UNIFESP/CAMPUS OSASCO

CÂMARA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DA EPPEN UNIFESP/CAMPUS OSASCO CÂMARA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DA EPPEN UNIFESP/CAMPUS OSASCO REGIMENTO INTERNO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º A Câmara de Pós-Graduação e Pesquisa (CmPOS) da Escola Paulista de Política, Economia

Leia mais

Consulta Pública - Regimento Interno do Campus Colorado do Oeste. Resposta do questionário 1

Consulta Pública - Regimento Interno do Campus Colorado do Oeste. Resposta do questionário 1 Consulta Pública - Regimento Interno do Campus Colorado do Oeste Resposta do questionário 1 21 página 1 / 9 Resposta do questionário 2 23 página 2 / 9 Resposta do questionário 3 25 página 3 / 9 Resposta

Leia mais

EDITAL PARA A ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO E MILITAR - ASEMPT

EDITAL PARA A ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO E MILITAR - ASEMPT EDITAL PARA A ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO E MILITAR - ASEMPT A Comissão Eleitoral usando dos poderes que lhe foram conferidos resolve editar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 75/99 - CEPE R E S O L V E: CAPÍTULO I. Das Finalidades CAPÍTULO II. Da Natureza Jurídica e Objetivos

RESOLUÇÃO Nº 75/99 - CEPE R E S O L V E: CAPÍTULO I. Das Finalidades CAPÍTULO II. Da Natureza Jurídica e Objetivos RESOLUÇÃO Nº 75/99 - CEPE Estabelece normas para a constituição e funcionamento dos Comitês Central e Setoriais de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos da Universidade Federal do Paraná. O CONSELHO

Leia mais

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL REGIMENTO

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL REGIMENTO CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL PASTORAL CARCERÁRIA NACIONAL REGIMENTO SEÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO Art.1º. A Pastoral Carcerária está organizada nos seguintes âmbitos: I Diocesano; II Regional ou

Leia mais

DO PROCESSO ELEITORAL

DO PROCESSO ELEITORAL EDITAL Nº 06/2017 - DIREÇÃO GERAL CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS REPRESENTANTES DA COMUNIDADE EXTERNA, PARA O CONSELHO DIRETOR DO CAMPUS SANTA RITA, BIÊNIO 2017/2019 A Comissão Eleitoral, constituída

Leia mais

LEI Nº , DE 5 DE MARÇO DE 2012.

LEI Nº , DE 5 DE MARÇO DE 2012. LEI Nº 11.226, DE 5 DE MARÇO DE 2012. Institui o Plano Municipal do Livro e da Leitura (PMLL) no Município de Porto Alegre, cria o Conselho Municipal do Livro e da Leitura (CMLL) e dá outras providências.

Leia mais

EDITAL Nº 01/2016 CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS REPRESENTANTES DA COMUNIDADE EXTERNA, PARA O CONSELHO DIRETOR DO CAMPUS PICUÍ, BIÊNIO 2016/2018

EDITAL Nº 01/2016 CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS REPRESENTANTES DA COMUNIDADE EXTERNA, PARA O CONSELHO DIRETOR DO CAMPUS PICUÍ, BIÊNIO 2016/2018 EDITAL Nº 01/2016 CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS REPRESENTANTES DA COMUNIDADE EXTERNA, PARA O CONSELHO DIRETOR DO CAMPUS PICUÍ, BIÊNIO 2016/2018 A Comissão Eleitoral, constituída pela Portaria nº

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS EDITAL N 001/2014 EDITAL DE ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR DO CURSO DE LETRAS:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GASPAR

PREFEITURA MUNICIPAL DE GASPAR Edital nº 001/2015 - CMAS Convoca Assembleia e abre as datas para as inscrições da eleição dos representantes não governamentais de Assistência Social e dá outras providências. O Prefeito de Gaspar e o

Leia mais

EDITAL PROCESSO ELETIVO DA COMISSÃO LOCAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO PROUNI- COLAP

EDITAL PROCESSO ELETIVO DA COMISSÃO LOCAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO PROUNI- COLAP EDITAL 2015 - PROCESSO ELETIVO DA COMISSÃO LOCAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO PROUNI- COLAP A FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína, mantido pelo ITPAC- Instituto

Leia mais

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PIABANHA E DAS SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS DOS RIOS PAQUEQUER E PRETO

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PIABANHA E DAS SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS DOS RIOS PAQUEQUER E PRETO ANEXO - RESOLUÇÃO CBH-PIABANHA Nº 40, DE 20 DE JUNHO DE 2017 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO PROCESSO ELEITORAL PARA COMPOSIÇÃO DO PLENÁRIO DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PIABANHA E SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS

Leia mais

CÓDIGO ELEITORAL TÍTULO I DAS FINALIDADES

CÓDIGO ELEITORAL TÍTULO I DAS FINALIDADES CÓDIGO ELEITORAL 1 A Comissão Eleitoral, eleita na 139ª Plena e ratificada na Assembleia Geral dos Servidores do Sindicato do Instituto Federal de Sergipe, ocorrida em 01 de fevereiro de 2016, e ainda,

Leia mais

DECRETO Nº 239/2015. Aprova o Regimento Interno do Conselho Municipal de Anti Drogas (COMAD) de Gramado.

DECRETO Nº 239/2015. Aprova o Regimento Interno do Conselho Municipal de Anti Drogas (COMAD) de Gramado. DECRETO Nº 239/2015 Aprova o Regimento Interno do Conselho Municipal de Anti Drogas (COMAD) de Gramado. NESTOR TISSOT, Prefeito Municipal de Gramado, no uso de suas atribuições legais, de acordo com a

Leia mais

Comissão Eleitoral DCE/IF Sertão-PE EDITAL 001

Comissão Eleitoral DCE/IF Sertão-PE EDITAL 001 Comissão Eleitoral DCE/IF Sertão-PE EDITAL 001 Art. 1. Esta Comissão Eleitoral foi escolhida em Assembleia Geral dos Estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano,

Leia mais

REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES

REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES Art. 1º O Colegiado de Curso é órgão consultivo, normativo, de planejamento acadêmico e executivo, para os assuntos de política de

Leia mais

REGULAMENTO DAS ELEIÇÕES PARA O COLEGIADO DO DEPARTAMENTO DE ÁREAS ACADÊMICAS E CONSELHO DEPARTAMENTAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE

REGULAMENTO DAS ELEIÇÕES PARA O COLEGIADO DO DEPARTAMENTO DE ÁREAS ACADÊMICAS E CONSELHO DEPARTAMENTAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE REGULAMENTO DAS ELEIÇÕES PARA O COLEGIADO DO DEPARTAMENTO DE ÁREAS ACADÊMICAS E CONSELHO DEPARTAMENTAL A comissão eleitoral designada pela Chefia de Departamento do Instituto Federal de Goiás, campus Água

Leia mais

Estado do Rio Grande do Norte PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES Gabinete do Prefeito

Estado do Rio Grande do Norte PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES Gabinete do Prefeito Lei nº 345, de 21 de agosto de 2013. Nesta data, 21 de agosto de 2013, SANCIONO a presente Lei. Francisco das Chagas de Oliveira Silva PREFEITO MUNICIPAL Institui o Conselho Municipal de Desenvolvimento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 085/2010-COU, DE 9 DE JULHO DE 2010.

RESOLUÇÃO Nº 085/2010-COU, DE 9 DE JULHO DE 2010. RESOLUÇÃO Nº 085/2010-COU, DE 9 DE JULHO DE 2010. Aprova a criação e o Regulamento do Núcleo de Formação Docente e Prática de Ensino (Nufope), da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

DECRETO - Nº , DE 07 DE MAIO DE 2014.

DECRETO - Nº , DE 07 DE MAIO DE 2014. DECRETO - Nº. 2.901, DE 07 DE MAIO DE 2014. Institui a Comissão Municipal de Emprego, no âmbito do Sistema Público de Emprego, e dá providências correlatas. PE. OSWALDO ALFREDO PINTO, Prefeito Municipal

Leia mais

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU TÍTULO I DOS OBJETIVOS

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU TÍTULO I DOS OBJETIVOS REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU TÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu oferecidos pela Universidade Vila Velha ES (UVV), em caráter de educação continuada,

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO DE AREAL/ RJ RESOLUÇÃO N º 001/2016

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO DE AREAL/ RJ RESOLUÇÃO N º 001/2016 CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO DE AREAL/ RJ RESOLUÇÃO N º 001/2016 O CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO do município de Areal, no âmbito de ação e conforme preceitua sua Lei de Criação

Leia mais

Capítulo I DO PROGRAMA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL

Capítulo I DO PROGRAMA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL LEI Nº 2.598 DE 21 DE MAIO DE 2015. Dispõe sobre o Programa Municipal de Habitação de Interesse Social PMHIS, cria o Fundo Municipal e Habitação de Interesse Social FMHIS, revoga a Lei Municipal n 2.235,

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU (CONPPG) TÍTULO I - DO OBJETIVO DO REGIMENTO

REGIMENTO DO CONSELHO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU (CONPPG) TÍTULO I - DO OBJETIVO DO REGIMENTO REGIMENTO DO CONSELHO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU (CONPPG) TÍTULO I - DO OBJETIVO DO REGIMENTO Art. 1º. Este Regimento estabelece a constituição, a competência e o funcionamento do Conselho

Leia mais

Prefeitura da Estância de Atibaia

Prefeitura da Estância de Atibaia Prefeitura da Estância de Atibaia 2 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI, de Atibaia/SP Capítulo I DA NATUREZA Art. 1 - O presente Regimento define, explicita e regulamenta as atividades,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB Pró-Reitoria de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação PPG Avenida Silveira Martins, nº Cabula

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB Pró-Reitoria de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação PPG Avenida Silveira Martins, nº Cabula UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB Pró-Reitoria de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação PPG Avenida Silveira Martins, nº 2555 - Cabula REGIMENTO DO COMITÊ INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Capítulo

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã LEI Nº. 885/2010. SÚMULA: AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A CRIAR O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. CARLOS ROBERTO TORREMOCHA, Prefeito do Município de Aripuanã, Estado de

Leia mais

I 02 (dois) representantes do Poder Público Municipal, sendo:

I 02 (dois) representantes do Poder Público Municipal, sendo: LEI MUNICIPAL Nº 1.022, DE 03 DE MAIO DE 2016. Dispõe sobre o Conselho Municipal da Cidade do Município de Tabaporã /MT e dá outras providências. Art. 1º O Conselho Municipal da Cidade de Tabaporã/MT é

Leia mais

MANUAL DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

MANUAL DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MANUAL DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU APRESENTAÇÃO A disputa por uma vaga no mercado de trabalho está cada vez mais intensa, tornando os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu indispensáveis. Fazê-los em uma

Leia mais

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE COLEGIADO DE CURSO

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE COLEGIADO DE CURSO UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE COLEGIADO DE CURSO São Paulo 2011 TÍTULO I DA NATUREZA E DAS FINALIDADES CAPÍTULO I Da Natureza e das Finalidades

Leia mais

EDITAL N 46 DE 24 DE ABRIL DE 2017

EDITAL N 46 DE 24 DE ABRIL DE 2017 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO COMISSÃO ELEITORAL CENTRAL EDITAL N 46 DE 24 DE ABRIL DE 2017 PROCESSO

Leia mais

Fundação Banestes de Seguridade Social - BANESES. Estatuto

Fundação Banestes de Seguridade Social - BANESES. Estatuto Fundação Banestes de Seguridade Conteúdo I. Da Denominação, Sede e Foro...1 II. Dos Objetivos...2 III. Do Quadro Social...3 IV. Do Prazo de Duração...4 V. Do Patrimônio...5 VI. VII. VIII. Dos Órgãos de

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES E EMPREGADOS PÚBLICOS DO SERVIÇO DE ATENDIMENTO IMEDIATO AO CIDADÃO - NA HORA - ASSOSEHORA

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES E EMPREGADOS PÚBLICOS DO SERVIÇO DE ATENDIMENTO IMEDIATO AO CIDADÃO - NA HORA - ASSOSEHORA ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES E EMPREGADOS PÚBLICOS DO SERVIÇO DE ATENDIMENTO IMEDIATO AO CIDADÃO - NA HORA - ASSOSEHORA REGULAMENTO DA ELEIÇÃO PARA CARGOS DA DIRETORIA EXECUTIVA E CONSELHO FISCAL Em atendimento

Leia mais

REGIMENTO ELEITORAL ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL DA FNA TRIÊNIO DIRETRIZES GERAIS

REGIMENTO ELEITORAL ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL DA FNA TRIÊNIO DIRETRIZES GERAIS REGIMENTO ELEITORAL ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL DA FNA TRIÊNIO 2017-2019 DIRETRIZES GERAIS Art. 1º. As eleições da Diretoria Executiva, Diretores Regionais e do Conselho Fiscal

Leia mais

NORMAS REEDITADAS PARA A ELEIÇÃO DE DIRETOR E VICE-DIRETOR DA FACULDADE DE FILOSOFIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

NORMAS REEDITADAS PARA A ELEIÇÃO DE DIRETOR E VICE-DIRETOR DA FACULDADE DE FILOSOFIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS NORMAS REEDITADAS PARA A ELEIÇÃO DE DIRETOR E VICE-DIRETOR DA DA O Conselho Diretor, através da Comissão Eleitoral designada em reunião realizada em 07 de novembro de 2012, e nomeada conforme Portaria

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOCONSELHO CONSULTIVO DO OBSERVATÓRIO DE ANÁLISE POLÍTICA EM SAÚDE

REGIMENTO INTERNO DOCONSELHO CONSULTIVO DO OBSERVATÓRIO DE ANÁLISE POLÍTICA EM SAÚDE REGIMENTO INTERNO DOCONSELHO CONSULTIVO DO OBSERVATÓRIO DE ANÁLISE POLÍTICA EM SAÚDE TÍTULO I Disposições Gerais Da Composição e da Finalidade Art.1º O Conselho Consultivo é um órgão colegiado de assessoramento

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 COMISSÃO ELEITORAL DO DIRETÓRIO LIVRE DO DIREITO CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO 2014

EDITAL Nº 001/2014 COMISSÃO ELEITORAL DO DIRETÓRIO LIVRE DO DIREITO CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO 2014 EDITAL Nº 001/2014 COMISSÃO ELEITORAL DO DIRETÓRIO LIVRE DO DIREITO CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO 2014 A Comissão Eleitoral Discente do Curso de Direito da UFSM, composta nos termos do art. 45 e do Estatuto

Leia mais

PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. xxx, DE xx DE xx DE xxxx INSTITUI O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. xxx, DE xx DE xx DE xxxx INSTITUI O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. xxx, DE xx DE xx DE xxxx INSTITUI O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL, Faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições,

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, CONSELHOS COMUNITÁRIOS Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHOS COMUNITÁRIOS ORGAO COLEGIADO GABINETE DO PREFEITO Tornar os cidadãos parte ativa no exercício do governo, mediante

Leia mais

CAPÍTULO II DAS COMISSÕES. Seção I. Da Comissão Eleitoral Central

CAPÍTULO II DAS COMISSÕES. Seção I. Da Comissão Eleitoral Central REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO (CIS) NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA Publicado em 19 de julho de 2011 no Diário Oficial da Cidade PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PARA CADASTRO DE ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL PARA

Leia mais

EDITAL N 001/CECIS, DE 17 DE OUTUBRO DE ABERTURA DE PROCESSO ELEITORAL PARA CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO

EDITAL N 001/CECIS, DE 17 DE OUTUBRO DE ABERTURA DE PROCESSO ELEITORAL PARA CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO EDITAL N 001/CECIS, DE 17 DE OUTUBRO DE 2016. ABERTURA DE PROCESSO ELEITORAL PARA CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO (CIS) DO PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. Casa dos Conselhos Rua Três de Maio, nº 1060 Pelotas,RS Telefone (53) E- mail -

REGIMENTO INTERNO. Casa dos Conselhos Rua Três de Maio, nº 1060 Pelotas,RS Telefone (53) E- mail - REGIMENTO INTERNO REGIMENTO INTERNO Capitulo I - DA CONSTITUIÇÃO E SEDE: Art.1- O Fórum dos Conselhos Municipais de Pelotas, adiante designado apenas Fórum, foi criado em 1995 a partir de um trabalho de

Leia mais

REGULAMENTO DAS ELEIÇÕES DO COSEMS/BA 2017 RESOLUÇÃO Nº 001/2017 COMISSÃO ELEITORAL

REGULAMENTO DAS ELEIÇÕES DO COSEMS/BA 2017 RESOLUÇÃO Nº 001/2017 COMISSÃO ELEITORAL REGULAMENTO DAS ELEIÇÕES DO COSEMS/BA 2017 RESOLUÇÃO Nº 001/2017 COMISSÃO ELEITORAL A Comissão Eleitoral, nomeada por ato da Diretoria Executiva (publicado na sede da Entidade no dia 03/04/2017), nos termos

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PREN. CAPÍTULO I - Da Coordenação de Curso

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PREN. CAPÍTULO I - Da Coordenação de Curso PRÓ-REITORIA DE ENSINO PREN INSTRUÇÃO NORMATIVA PREN/IFB MINUTA ESTABELECE NORMAS DE FUNCIONAMENTO DA COORDENAÇÃO DE CURSO, DO COLEGIADO DE CURSO E DO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE COMPLEMETARES AO REGIMENTO

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Instituto de Ciência e Tecnologia da UNIFESP Câmara de Extensão e Cultura

Universidade Federal de São Paulo Instituto de Ciência e Tecnologia da UNIFESP Câmara de Extensão e Cultura EDITAL 01/2017 DA CÂMARA DE EXTENSÃO E CULTURA DO INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA UNIFESP PARA ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES DOCENTES, TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS E DISCENTES DA CAEC ICT UNIFESP O BIÊNIO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO RESOLUÇÃO N 4.056, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO RESOLUÇÃO N 4.056, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO RESOLUÇÃO N 4.056, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2013 Dispõe sobre as NORMAS DO PROCESSO DE CONSULTA À COMUNIDADE DA UNIRIO PARA INDICAÇÃO DE DIRIGENTES

Leia mais

JAPANN SERVIÇOS EDUCACIONAIS S/S LTDA.

JAPANN SERVIÇOS EDUCACIONAIS S/S LTDA. 1 EDITAL Nº 04/2015 Dispõe sobre a realização de eleição para o preenchimento de vagas do novo quadro de membros da Comissão Local de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos

Leia mais

EDITAL ELEITORAL Nº 01/2014/ACEF

EDITAL ELEITORAL Nº 01/2014/ACEF EDITAL ELEITORAL Nº 01/2014/ACEF REGIMENTO DO PROCESSO ELEITORAL DA ACEF PARA O TRIÊNIO 2015/2017 A Comissão Eleitoral instituída pela ACEF em sua Assembléia Geral Extraordinária em 08 de novembro de 2014,

Leia mais

PORTARIA GR Nº 628/2010, de 26 de julho de 2010.

PORTARIA GR Nº 628/2010, de 26 de julho de 2010. PORTARIA GR Nº 628/2010, de 26 de julho de 2010. Dispõe sobre o Regimento para a Comissão Interna de Biossegurança da UFSCar O Reitor da Universidade Federal de São Carlos, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Estatuto Social da Associação Águas do Nordeste ANE. Capítulo I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E DURAÇÃO

Estatuto Social da Associação Águas do Nordeste ANE. Capítulo I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E DURAÇÃO Estatuto Social da Associação Águas do Nordeste ANE Capítulo I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E DURAÇÃO Artigo 1º. A Associação Águas do Nordeste, denominada abreviadamente de ANE, é uma associação civil, sem fins

Leia mais