PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO A EVENTOS DE ESPORTE, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO A EVENTOS DE ESPORTE, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PROGRAMAS DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO A EVENTOS DE ESPORTE, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL DIRETRIZES GERAIS 2015 Brasília, DF 2015

2 República Federativa d Brasil Dilma Russeff - Presidenta Ministéri d Esprte Gerge Hiltn - Ministr Secretaria Nacinal de Esprte, Educaçã, Lazer e Inclusã Scial Evandr Garla Pereira da Silva - Secretári Departament de Desenvlviment e Acmpanhament de Plíticas e Prgramas Intersetriais Andréa Nasciment Ewertn - Diretra Departament Gestã de Prgramas de Esprte, Educaçã, Lazer e Inclusã Scial Simne Nunes Bergmann - Diretra CGJEV - Crdenaçã-Geral de Jgs e Events Patrícia Teófil Gnçalves Crdenadra CGFOR Crdenaçã Geral de Frmalizaçã Vivian Amrim Ferreira da Crus - Crdenadra CGAO Crdenaçã Geral de Acmpanhament Operacinal de Cnvênis Maria Susana Gis de Araúj - Crdenadra

3 APRESENTAÇÃO O presente dcument tem cm bjetiv prtunizar cnheciment das rientações e prcediments necessáris à elabraçã ds Prjets Técnics, cnfrme legislaçã vigente, visand nrtear as ações das entidades que tenham interesse em frmalizar parceria através de cnvêni u Term de Cperaçã junt a Ministéri d Esprte para a realizaçã de events de Esprte, Lazer e Inclusã Scial.

4 SIGLAS E ABREVIATURAS ME Ministéri d Esprte SNELIS Secretaria Nacinal de Esprte, Educaçã, Lazer e Inclusã Scial DEDAP Departament de Desenvlviment e Acmpanhament de Plíticas e Prgramas Intersetriais de Esprte, Educaçã, Lazer e Inclusã Scial DEGEP Departament de Gestã de Prgramas de Esprte, Educaçã, Lazer e Inclusã Scial CGJEVI - Crdenaçã-Geral de Jgs e Events CGFOR Crdenaçã Geral de Frmalizaçã CGAO Crdenaçã Geral de Acmpanhament Operacinal de Cnvênis PNE Plítica Nacinal d Esprte PPA- Plan Plurianual LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias LOA Lei Orçamentária Anual SICONV - Sistema de Cnvênis d Gvern Federal SIC - Sistema Infrmativ de Cnvênis

5 1 INTRODUÇÃO Embra cntabilize avançs, especialmente na Educaçã Básica, Brasil tem enrmes desafis na demcratizaçã d acess a esprte, tais cm: assegurar direit às práticas esprtivas e de lazer a tda a ppulaçã brasileira, prpnd ações diferenciadas a públics específics (universitáris, idss, pessas cm deficiências, ppulações indígenas e quilmblas); ampliar e qualificar a atuaçã ds prgramas de inclusã scial pel esprte em td territóri nacinal; expandir e mdernizar s espaçs públics esprtivs; estruturar sistema de cmpetições estudantis, ampliand e qualificand a participaçã de estudantes de tdas as idades; prmver cmpetições e events esprtivs acessíveis à ppulaçã e que mtivem a prática esprtiva regular; e pr fim, cntribuir para a melhria da qualidade de vida da ppulaçã em geral, prmvend exercíci da cidadania e desenvlviment scial das áreas atendidas pels seus prgramas. Cm esse entendiment, pr mei d Prgrama de Realizaçã e Api a Events de Esprte, Lazer e Inclusã Scial que integra a Açã Orçamentária 20JQ - Realizaçã e Api a Events de Esprte, Lazer e Inclusã Scial - prevista n Prgrama Gvernamental 2035 Esprte e Grandes Events, d Plan Plurianual , a Secretaria Nacinal de Esprte, Educaçã, Lazer e Inclusã Scial d Ministéri d Esprte (SNELIS/ME) busca respnder às demandas sciais geradas num mment históric de garantia e de ampliaçã d cnjunt ds direits cnstitucinais cm vistas a ampliar acess de esclares e da ppulaçã a esprte e a lazer. O Prgrama de Realizaçã e Api a Events de Esprte, Lazer e Inclusã Scial - se insere nesse cntext, pssibilitand fment a ações cncretas que ptencializem acess a esprte e a lazer na perspectiva d desenvlviment da Plítica de Esprte Educacinal, de Lazer e Inclusã Scial. Nesse sentid, s prjets a serem financiads devem guardar cnsnância cm Prgrama Gvernamental 2035 Esprte e Grandes Events, d Plan Plurianual , mais especificamente cm Objetiv 0669, qual seja, ampliar e qualificar acess da ppulaçã a esprte e a lazer, pr mei de articulações intersetriais, prmvend a cidadania, a inclusã scial e a qualidade de vida. Da mesma frma devem ter ttal cerência cm as metas e iniciativas d prgrama, em especial n que diz respeit à ampliaçã d acess de esclares e da ppulaçã em geral a esprte e a lazer.

6 Cnsiderand descritr da açã rçamentária - Realizaçã e Api a Events de Esprte, Lazer e Inclusã Scial as atividades prpstas devem cntribuir ainda para Prmçã, fment, divulgaçã, api e desenvlviment de events de esprte, lazer e inclusã scial, inclusive events científics e tecnlógics de intercâmbi e frmaçã, além d desenvlviment e api a ações ligadas à prduçã e difusã da infrmaçã, d cnheciment e da memória d esprte educacinal, de lazer, recreativ, participativ e de inclusã scial, pr mei de api a grups de estuds e pesquisa; realizaçã de cncurss, cm premiaçã e divulgaçã ds trabalhs; realizaçã de ações que prmvam a cnslidaçã de redes e de intercâmbi científic e tecnlógic nacinal e internacinal; api a publicações via meis eletrônics e físics, de livrs, catálgs, anuáris, periódics científics ns camps d esprte educacinal, de lazer, recreativ, participativ e de inclusã scial. Cm bjetiv de ampliar acess a esprte a tdas as faixas etárias pr mei d api a events de esprte e lazer, estruturaçã e api a desenvlviment de uma plítica de esprte estudantil articuland as ações vltadas à frmaçã esprtiva (múltiplas vivências), iniciaçã esprtiva e cmpetições estudantis cmpreendend mdalidades praticadas cm a finalidade de cntribuir à integraçã ds praticantes na plenitude da vida scial, na prmçã da saúde e da educaçã e na preservaçã d mei ambiente. Cnsiderand ainda prdut previst na Lei Orçamentária Anual - LOA: Realizaçã u api de event e/ u cmpetiçã de esprte, lazer e inclusã, e events científics e tecnlógics de intercâmbi, frmaçã e publicações Resguardand-se s princípis cnstitucinais da Administraçã Pública, este dcument apnta as diretrizes d Prgrama de Realizaçã e Api a Events de Esprte, Lazer e Inclusã Scial para an de 2015 e dá publicidade às rientações e prcediments necessáris à elabraçã ds Prjets, cnfrme legislaçã vigente, buscand, assim, nrtear a iniciativa de entidades que estejam aptas e manifestem interesse em frmalizar parceria cm Ministéri d Esprte. Este dcument e seus anexs estã dispnibilizads também n prtal d Ministéri d Esprte:

7 2. LINHAS DE ATUAÇÃO E COMPOSIÇÃO DOS PROJETOS Para efeit de rganizaçã d prgrama e seus prjets serã cnsideradas as seguintes linhas de atuaçã que cadunam cm s Plans Orçamentáris previst na Lei Orçamentária Anual - LOA: 2.1 Api a Events e Cmpetições Educacinais Api à estruturaçã e a desenvlviment de cmpetições estudantis de abrangência lcal, reginal, nacinal u internacinal, seja para rganizar cmpetiçã u para viabilizar a participaçã de delegações em cmpetições que cntribuam para desenvlviment da Plítica de Esprte Educacinal, articuland as ações vltadas à frmaçã esprtiva (múltiplas vivências), iniciaçã esprtiva e cmpetições estudantis, decrrentes ds sistemas de educaçã básica u superir, de frmas assistemáticas de educaçã e de calendáris esprtivs ficiais, tend cm finalidade alcançar desenvlviment integral d indivídu e a sua frmaçã para a vivência esprtiva Cmpsiçã ds prjets de Cmpetições de Esprte Estudantil: Recurss Humans; Material Esprtiv; Material de cnsum; Lcaçã de espaç físic Lcaçã de equipaments; Hspedagem; Alimentaçã; Arbitragem; Premiaçã; Passagens rdviárias e aéreas nacinais e internacinais; e Lcaçã de transprte para pessas, equipaments e utrs, necessáris à prática das mdalidades esprtivas envlvidas na cmpetiçã.

8 Outras ações desde que justificadas e devidamente aprvadas pela SNELIS/ME. 2.2 Api a Events e Cmpetições de Participaçã Api a events e/u atividades de esprte e lazer, de caráter participativ, de abrangência lcal, reginal u nacinal, tais cm festivais, jgs, trneis, campenats, events científics que tenham a finalidade de cntribuir para desenvlviment d esprte e d lazer, e para a integraçã ds praticantes de qualquer idade na plenitude da vida scial, na prmçã da saúde e educaçã e na preservaçã d mei ambiente Cmpsiçã ds prjets de events: Recurss Humans; Material Esprtiv; Material de cnsum; Lcaçã de espaç físic; Lcaçã de equipaments; Hspedagem; Alimentaçã; Arbitragem; Premiaçã; Passagens rdviárias e aéreas nacinais; Lcaçã de Transprte; e Outras ações desde que justificadas e devidamente aprvadas pela SNELIS/ME. III DISPOSIÇÕES GERAIS 1. Definições Para efeit deste dcument de acrd cm a Prtaria Interministerial n 507/2011 e, de frma específica cnsidera-se: I prjet de cnvêni: cnstituiçã frmal e assciada de (a) prpsta de trabalh (Art. 19 da Prtaria Interministerial MPOG/MF/CGU n 507, de 24 de

9 nvembr de 2011), (b) plan de trabalh (Art. 25 da Prtaria Interministerial MPOG/MF/CGU n 507, de 24 de nvembr de 2011), (c) terms de referência (Art. 1, 2, Incis XXVI da Prtaria Interministerial MPOG/MF/CGU n 507, de 24 de nvembr de 2011), (d) dcument técnic de prjet e (e) dcumentaçã brigatória que será realizada, prcessada e registrada junt a Sistema de Cnvênis e Cntrats de Repasse d Gvern Federal - SICONV; II capacidade técnica e peracinal d prpnente: demnstraçã da capacidade d prpnente de realizar prjet sb seus aspects técnics e finalístics, via declaraçã, cm referência e pssibilidade de tds s meis de prva, cm destaque às qualidades, habilidades, expertises, experiência, estrutura e atributs específics d prpnente que ptencializa cm parceir apt para alcance d bjet prpst. III term de referência: dcument apresentad quand bjet d cnvêni envlver aquisiçã de bens u cntrataçã de serviçs, que deverá cnter elements capazes de prpiciar a avaliaçã d cust pela Administraçã, diante de rçament detalhad, cntend pel mens três (03) prpstas, cnsiderand s preçs praticads n mercad da regiã nde será executad bjet, a definiçã ds métds e praz de execuçã d bjet. IV avaliaçã d cust: metdlgia empregada pela Administraçã Pública Federal para análise d ônus a ser suprtad pela Administraçã na aquisiçã ds bens u na cntrataçã ds serviçs, tend cm princípis a legalidade, cmpetitividade, a ecnmicidade, a vantajsidade, a efetividade, a razabilidade, a reginalidade, a especificidade da plítica e a tempestividade. V dcument técnic de prjet: infrmações técnicas, administrativas, sóci-plíticas e pedagógicas, prestadas de frma bjetiva, cnfrme padrnizaçã prpsta pel cncedente, que visam estabelecer diagnóstic mínim d cenári de intervençã d prjet, bem cm prpsiçã pntual ds events, ds calendáris e das atividades a serem desenvlvidas n escp de metas e etapas d plan de trabalh; VI banc de prjets: instrument de registr e hmlgaçã de prjets de cnvêni classificads, nã selecinads, apts para a execuçã e nã celebrads, em decrrência de mtiv de limite rçamentári, que cnstituirá rdem de preferência, cnfrme classificaçã, num pssível prcess de celebraçã reabert pel cncedente, enquant válida a ata de publicaçã d banc de prjets.

10 2. Apresentaçã de Prpstas As prpstas deverã ser apresentadas de acrd cm rientações e prcediments necessáris à elabraçã ds prjets, cnfrme legislaçã vigente, Decret nº 6.170/2007, Prtaria Interministerial nº 507/2011 e Prtaria/ME nº 183/ Cndiçã para Apresentaçã de Prpstas É vedada a celebraçã de cnvêni cm entidades privadas cuj bjet scial nã se relacine às características d prgrama e que nã dispnham de cndições e capacidades técnicas e gerenciais para executar cnvêni, assim cm nã estiverem relacinadas na Lista de Entidades Aptas, na subfunçã Desprt Cmunitári segund apnta Art. 10 da Prtaria Interministerial MPOG/MF/CGU nº 507/2011. Fica impssibilitada de participar deste chamament a entidade privada sem fins lucrativs que tenha em suas relações anterires cm a Uniã, incrrid em pel mens uma das cndutas elencadas n Inc. IX, Art. 10 da Prtaria Interministerial MPOG/MF/CGU nº 507/ Repasse Financeir Os recurss para Açã 20JQ Realizaçã e Api a Events de Esprte, Lazer e Inclusã Scial, n exercíci crrente, serã dispnibilizads a partir da dtaçã rçamentária referente a Prgrama PPA 2035 Esprte e Grandes Events d Plan Plurianual d Gvern Federal. Os recurss serã distribuíds cnsiderand a demanda apresentada pels prjets, que pderã agregar mais de um event, desde que cnstituíd nex entre s mesms n escp d prjet, e que estejam cntemplads n praz de vigência permitid. Os recurss rçamentáris e financeirs pderã ser distribuíds em até 2 parcelas. Cas nã se atinja a qualidade e a quantidade de prjets suficientes para cmprmetiment de tda a capacidade da Açã Orçamentária, a critéri d ME, s recurss remanescentes serã destinads a utras priridades.

11 5. Nrmativas As prpstas apresentadas deverã seguir n que cuber às nrmativas estatuídas n Decret nº 6.170/2007, Prtaria Interministerial nº 507/2011, Lei nº /2014 e Prtaria/ME nº 183/ Base Legal da Açã Art. 6º e 217 da Cnstituiçã Federal; Lei n º 8.666, de 21 de junh de 1993; Lei nº 8.069, de 13 de julh de 1990; Lei nº 9.394, de 20 de dezembr de 1996; arts. 2, 3 e 7 da Lei n 9.615, de 24 de març de 1998, cm suas alterações; Lei n , de 17 de julh de 2002; Decret n 5.450, de 31 de mai de 2005; Decret n 5.504, de 5 de agst de 2005; Decret n 6.170, de 25 de julh de 2007, cm suas alterações; Decret n 7.529, de 21 de julh de 2011;Resluções d Cnselh Nacinal de Esprte nº 05, de 14/07/2005 e nº 10, de 07/03/2006 Prtaria Interministerial MPOG/MF/CGU n 507, de 24 de nvembr de 2011;

PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO A EVENTOS DE ESPORTE, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL

PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO A EVENTOS DE ESPORTE, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PROGRAMAS DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO

Leia mais

As cópias dos contratos, assim como outros documentos do projeto, a seguir relacionados serão fornecidos após celebração do contrato dos serviços:

As cópias dos contratos, assim como outros documentos do projeto, a seguir relacionados serão fornecidos após celebração do contrato dos serviços: Term de Referência para cntrataçã de Auditres Externs A Rede Nrte-Sul http://www.nrd-sued-netz.de é um departament da DGB Bildungswerk BUND, instituiçã educacinal pertencente à Cnfederaçã ds Sindicats

Leia mais

Programa IBP de Bolsas de Mestrado

Programa IBP de Bolsas de Mestrado 1. Infrmações Gerais Prgrama IBP de Blsas de Mestrad Term de Referência 8 Cicl - 2014 O Institut Brasileir de Petróle, Gás e Bicmbustíveis, ciente da imprtância da frmaçã de prfissinais cm capacitaçã adequada

Leia mais

O fomento e a seleção de Planos de Negócio no âmbito do Inova Energia se destinará a cadeias produtivas ligadas às três linhas temáticas a seguir:

O fomento e a seleção de Planos de Negócio no âmbito do Inova Energia se destinará a cadeias produtivas ligadas às três linhas temáticas a seguir: Objetivs O Plan de Açã Cnjunta Inva Energia é uma iniciativa destinada à crdenaçã das ações de fment à invaçã e a aprimrament da integraçã ds instruments de api dispnibilizads pel BNDES, pela Agência Nacinal

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Edital nº26/2015 PROPP/UEMS, 28 de agst de 2015. ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENSINO EM SAÚDE, MESTRADO PROFISSIONAL, DA UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

GRC - 21 Data da publicação: maio/2015

GRC - 21 Data da publicação: maio/2015 Resum Descreve a d PAULISTA. Sumári 1. Objetiv... 2 2. Públic-alv... 2 3. Definições... 2 3.1. Risc Sciambiental... 2 3.2. Escp da (PRSA)... 2 4. Gvernança da... 2 5. Avaliaçã e gestã d risc sciambiental...

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA DO DISTRITO FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS

FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA DO DISTRITO FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA DO DISTRITO FEDERAL CARTA DE SERVIÇOS GOVERNO DE BRASÍLIA Rdrig Rllemberg Gvernadr d Distrit Federal Sérgi Sampai Secretári de Estad da Casa Civil, Relações Institucinais e

Leia mais

Eric Arthur Bastos Routledge rotledge@agricultura.gov.br (61) 218-2866 Cláudia Ramos Zagaglia zagaglia@agricultura.gov.

Eric Arthur Bastos Routledge rotledge@agricultura.gov.br (61) 218-2866 Cláudia Ramos Zagaglia zagaglia@agricultura.gov. Relatóri da 1ª Reuniã Cmitê Temátic Permanente 7. Treinament, capacitaçã, pesquisa e transferência de tecnlgia, realizada ns dias 10 e 11 de març de 2005, n Ministéri da Fazenda, Setr de Autarquia Sul,

Leia mais

Sinopse do PDI (Quiquênio 2013/2017)

Sinopse do PDI (Quiquênio 2013/2017) Sinpse d PDI (Quiquêni 2013/2017) Breve históric A Assciaçã de Ensin e Cultura Pi Décim existe n estad de Sergipe desde an de 1954 atuand n ensin básic. Pel Decret nº 77.232, de 25 de fevereir de 1976,

Leia mais

Designação do projeto Órgão de Acompanhamento das Dinâmicas Regionais de Lisboa (OADRL)

Designação do projeto Órgão de Acompanhamento das Dinâmicas Regionais de Lisboa (OADRL) Designaçã d prjet Órgã de Acmpanhament das Dinâmicas Reginais de Lisba (OADRL) - 2016 Códig d prjet LISBOA-09-6177-FEDER-000003 Objetiv principal Criar as cndições e reunir s meis necessáris para exercíci

Leia mais

CHAMADA PARA PROCESSO SELETIVO DE FACILITADOR EDITAL Nº 005 DE 22/08/2018

CHAMADA PARA PROCESSO SELETIVO DE FACILITADOR EDITAL Nº 005 DE 22/08/2018 CHAMADA PARA PROCESSO SELETIVO DE FACILITADOR EDITAL Nº 005 DE 22/08/2018 O Hspital Alemã Oswald Cruz trna pública a presente Chamada para s Interessads em participar deste prcess seletiv. 1. DAS INFORMAÇÕES

Leia mais

3. VISÃO DE FUTURO E ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE LONGO PRAZO

3. VISÃO DE FUTURO E ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE LONGO PRAZO 3. VISÃO DE FUTURO E ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE LONGO PRAZO 47 48 3.1. VISÃO DE FUTURO DO MAIS RN PARA 2035 A classe empresarial ptiguar apresenta para a sciedade uma Visã de Futur usada e desafiadra.

Leia mais

DECRETO Nº 6.094, DE 24 DE ABRIL DE 2007.

DECRETO Nº 6.094, DE 24 DE ABRIL DE 2007. DECRETO Nº 6.094, DE 24 DE ABRIL DE 2007. Dispõe sbre a implementaçã d Plan de Metas Cmprmiss Tds pela Educaçã, pela Uniã Federal, em regime de clabraçã cm Municípis, Distrit Federal e Estads, e a participaçã

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL 010/2014

TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL 010/2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS DIRETORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL BRA 11/003 - "INFORMAÇÕES EM DIREITOS HUMANOS: IDENTIFICANDO POTENCIAIS E CONSTRUINDO IDENTIFICADORES". TERMO

Leia mais

DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 001- PE 015/2013

DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 001- PE 015/2013 Presidência da República Secretaria Geral Secretaria de Administraçã Diretria de Recurss Lgístics Crdenaçã-Geral de Licitaçã e Cntrat Crdenaçã de Licitaçã DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 001- PE 015/2013

Leia mais

Em 2019, os critérios de avaliação definidos e respetivas ponderações são os seguintes:

Em 2019, os critérios de avaliação definidos e respetivas ponderações são os seguintes: C R I T É R I O S D E A V A L I A Ç Ã O E P O N D E R A Ç Ã O D O P R O G R A M A D E F I N A N C I A M E N T O A P R O J E T O S D E 2 0 1 9 O Regulament d Prgrama de Financiament a Prjets pel INR, I.P.,

Leia mais

FACULDADE AGES CURSO DE ENFERMAGEM REGULAMENTAÇÃO DAS PRÁTICAS EDUCATIVAS ADMINISTRAÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM

FACULDADE AGES CURSO DE ENFERMAGEM REGULAMENTAÇÃO DAS PRÁTICAS EDUCATIVAS ADMINISTRAÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM FACULDADE AGES CURSO DE ENFERMAGEM REGULAMENTAÇÃO DAS PRÁTICAS EDUCATIVAS ADMINISTRAÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM As Práticas Educativas serã realizadas em hráris pré-determinads n períd diurn para aluns regularmente

Leia mais

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (VALE Empreendedorismo) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda.

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (VALE Empreendedorismo) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda. RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO BRACING PT2020 (VALE Empreendedrism) Página 1 de 8 Vale Empreendedrism (Vale Simplificad) Tiplgia Aquisiçã de serviçs de cnsultria na área d

Leia mais

PROCESSO DE ACREDITAÇÃO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS. Eixo Prioritário 3

PROCESSO DE ACREDITAÇÃO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS. Eixo Prioritário 3 PROCESSO DE ACREDITAÇÃO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS Avis Nº ACORES-51-2017-14 PROGRAMA OPERACIONAL PARA OS AÇORES 2020 Eix Priritári 3 Cmpetitividade das Empresas Reginais Priridade

Leia mais

APRESENTAÇÃO. João Pessoa, 22 de outubro de 2007. RICARDO VIEIRA COUTINHO Prefeito

APRESENTAÇÃO. João Pessoa, 22 de outubro de 2007. RICARDO VIEIRA COUTINHO Prefeito APRESENTAÇÃO Este manual tem bjetiv de servir cm base de infrmaçã e rientaçã as órgãs setriais de pessal da Administraçã Direta, assim cm as servidres, nde irã encntrar n Manual d Servidr(a) Apsentável

Leia mais

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (VALE I&DT) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda.

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (VALE I&DT) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda. RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO BRACING PT2020 (VALE I&DT) Página 1 de 8 Bracing Cnsulting, Lda. Rua d Tâmega, S/N. 4200 502 Prt Prtugal +351 917 000 020 inf@bracing cnsulting.cm

Leia mais

Programa Estágios Profissionais

Programa Estágios Profissionais Prgrama Estágis Prfissinais Cnsiste num estági cm a duraçã de 9 meses, pdend prlngar-se, cm autrizaçã d IEFP, excepcinalmente, até 12 meses, quand fr cmplementad pr um estági a realizar em territóri nacinal

Leia mais

CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO º Semestre

CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO º Semestre CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO 2016 2º Semestre Eix Expsições Objetiv: O Eix Expsições d Memrial da Inclusã cntempla quatr frmats:

Leia mais

DOCUMENTO DAS SELEÇÕES NACIONAIS GINÁSTICA AERÓBICA 2014/2015. Versão 13 Nov Ginástica Aeróbica

DOCUMENTO DAS SELEÇÕES NACIONAIS GINÁSTICA AERÓBICA 2014/2015. Versão 13 Nov Ginástica Aeróbica DOCUMENTO DAS SELEÇÕES NACIONAIS GINÁSTICA AERÓBICA 2014/2015 Versã 13 Nv. 2015 1. Ntas Intrdutórias A Lei de Bases da Atividade Física e d Desprt (Lei nº 5/2007, de 16 de Janeir), cnsidera desprt de alt

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS Ref.: nº 21/2013 Resluçã nº 13 d Senad Federal Unificaçã das alíqutas interestaduais de ICMS em 4% para prduts imprtads. (Atualizaçã) 1. Intrduçã Visand acabar cm a chamada guerra ds prts (disputa entre

Leia mais

A escola inclusiva e a formação de educadores: reflexões preliminares

A escola inclusiva e a formação de educadores: reflexões preliminares 3 PONTO DE VISTA A escla inclusiva e a frmaçã de educadres: reflexões preliminares Dra. Rberta Gai 1 Há muit temp tem se falad numa refrma esclar, mas puc tem sid feit para que iss crra. As crianças, de

Leia mais

CARTA CONVITE Nº. 007/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 007/11

CARTA CONVITE Nº. 007/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 007/11 CARTA CONVITE Nº. 007/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 007/11 DATA DA ABERTURA: 25/04/2011 HORÁRIO: 14:30h MODALIDADE: CARTA CONVITE TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL LOCAL: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNDAÇÃO ABRINQ

PROCESSO SELETIVO FUNDAÇÃO ABRINQ PROCESSO SELETIVO 2019 2021 FUNDAÇÃO ABRINQ SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1. QUEM PODE PARTICIPAR 04 2. NÃO PODE PARTICIPAR 05 3. NÃO SERÃO ACEITOS PROJETOS QUE 05 4. PÚBLICO ALVO 06 5. EIXO E LINHA DE ATUAÇÃO

Leia mais

Reedita, com alterações, a Resolução

Reedita, com alterações, a Resolução RESOLUÇÃO N 11/2011, DE 22 DE MARÇO DE 2011 Reedita, cm alterações, a Resluçã n 11/2005, de 13/12/2005, que estabelece critéris e rtina peracinal para atribuiçã de vagas de Prfessr Titular na UFMG. O CONSELHO

Leia mais

Diretrizes para os Institutos Federais

Diretrizes para os Institutos Federais Ministéri da Educaçã Secretaria de Educaçã Prfissinal e Tecnlógica Diretrizes 2014-2018 para s Instituts Federais Diretria de Plíticas de Educaçã Prfissinal e Tecnlógica Diretria de Desenvlviment da Rede

Leia mais

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA AEFPCEUP. A Associação de Estudantes da Faculdade de Psicologia e de Ciências da

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA AEFPCEUP. A Associação de Estudantes da Faculdade de Psicologia e de Ciências da REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA AEFPCEUP A Assciaçã de Estudantes da Faculdade de Psiclgia e de Ciências da Educaçã da Universidade d Prt (AEFPCEUP) recnhece que s rçaments participativs, utilizads

Leia mais

PREENCHER DE FORMA LEGÍVEL

PREENCHER DE FORMA LEGÍVEL RECIBO Eu,, recebi da Cmissã Especial de Credenciament da Agência Nacinal de Energia Elétrica - ANEEL, Edital de Credenciament nº 002/2003 cntend tdas as infrmações necessárias referentes à dcumentaçã

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Plítica de Respnsabilidade Sciambiental JURISDIÇÃO GEOGRÁFICA AND BAH BRA ESP ISR LUX MEX MON PAN SUI URU USA X A infrmaçã cntida neste dcument é de us intern e prpriedade d Grup Andbank Brasil send pribida

Leia mais

PROPOSTA PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2018

PROPOSTA PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2018 PROPOSTA PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2018 Preparad para: Assembleia Geral de Assciads 04 de Nvembr de 2017 Junts Sms Mais Frtes 1 Ações para 2018...3 Rerganizaçã interna da APELA...4 Prmçã e angariaçã

Leia mais

NO Comité de Gestão de Risco

NO Comité de Gestão de Risco P. 1! de 5 NO Cmité de Gestã de Risc Aprvad em reuniã de Cmissã Executiva de.03.22 Crdenad pr: Direçã de Gestã de Riscs e Segurs Direçã de Organizaçã e Gestã de Recurss Humans P. 2! de! 5 1. Objet A presente

Leia mais

:: Regulamento - Congresso Regional GO/TO

:: Regulamento - Congresso Regional GO/TO :: Regulament - Cngress Reginal GO/TO Cngress Reginal de Psiclgia Etapa Reginal d VI CNP Capítul I Ds Objetivs Art. 1º - Sã bjetivs d VI COREP: a. Prmver a rganizaçã e a mbilizaçã ds psicólgs de Giás e

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 09/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 09/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 09/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO Nº 09/2014 PREÂMBULO A Cnfederaçã Nacinal de Municípis CNM, inscrita n CNPJ/MF sb nº 00.703.157/0001-83, cm sede n SCRS 505, Blc C, Lte 01 3º

Leia mais

3º Congresso de Pesquisa e Iniciação Científica e 1º Encontro de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação

3º Congresso de Pesquisa e Iniciação Científica e 1º Encontro de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação 3º Cngress de e de Educaçã, Ciência e Cultura: Expandind as Frnteiras d Saber 1ª Circular O UDF - Centr Universitári, pr mei d Prgrama de Iniciaçã Científica, Tecnlógica e Invaçã, têm a hnra de cnvidá-l

Leia mais

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (VALE Internacionalização) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda.

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (VALE Internacionalização) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda. RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO BRACING PT2020 (VALE Internacinalizaçã) Página 1 de 8 Bracing Cnsulting, Lda. Rua d Tâmega, S/N. 4200 502 Prt Prtugal +351 917 000 020 inf@bracing

Leia mais

1 - Quais competências socioemocionais são mais importantes?

1 - Quais competências socioemocionais são mais importantes? Que cmpetências sciemcinais precisam ser desenvlvidas? Cm deve ser a frmaçã ds prfessres para lidar cm esse desafi? Que cuidads sã necessáris na avaliaçã? O desenvlviment intencinal de capacidades que

Leia mais

SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE CAPACITAÇÃO EM MOÇAMBIQUE 27 e 28 de Outubro em Chinhambudzi / Manica 30 e 31 de Outubro 2014 em Maputo

SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE CAPACITAÇÃO EM MOÇAMBIQUE 27 e 28 de Outubro em Chinhambudzi / Manica 30 e 31 de Outubro 2014 em Maputo SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE CAPACITAÇÃO EM MOÇAMBIQUE 27 e 28 de Outubr em Chinhambudzi / Manica 30 e 31 de Outubr 2014 em Maput Intrduçã Esta prpsta prevê a realizaçã de um seminári avaliaçã

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS.

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. CONTRATANTE : Persnificad juridicamente através d aceite d Term de prestaçã de serviç - Análise Diagnóstica Online. O aceite caracteriza tacitamente a cntrataçã

Leia mais

CHAMADA INTERNA PROPeq/GPP 02/2018

CHAMADA INTERNA PROPeq/GPP 02/2018 CHAMADA INTERNA PROPeq/GPP 02/2018 Referente à Chamada Pública MCTIC/Finep/CT-Infra 04/2018 Temática Api à Infraestrutura de Pesquisa Científica e Tecnlógica em Áreas Temáticas 1) OBJETIVO A presente Chamada

Leia mais

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 PDR2020 (Jovens agricultores) Página 1 de 7. Bracing Consulting, Lda.

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 PDR2020 (Jovens agricultores) Página 1 de 7. Bracing Consulting, Lda. RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO BRACING PT2020 PDR2020 (Jvens agricultres) Página 1 de 7 Bracing Cnsulting, Lda. Rua d Tâmega, S/N. 4200 502 Prt Prtugal +351 917 000 020 inf@bracing

Leia mais

Gestão de projetos de TI

Gestão de projetos de TI Seçã de Mdelagem de Prcesss Gestã de prjets de TI MPP - Manual de Plíticas e Prcediments Atualizad em AGOSTO/2016 Sumári 1. DO GESTOR DO PROCESSO... 3 2. DO AMPARO LEGAL... 3 3. DA POLÍTICA INSTITUCIONAL...

Leia mais

EDITAL FIP Nº063/2013

EDITAL FIP Nº063/2013 1 EDITAL FIP Nº063/2013 PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA O FUNDO DE INCENTIVO À PESQUISA (FIP) APRESENTADAS POR DOCENTES E DOUTORANDOS DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Ns terms

Leia mais

QUARTA CIRCULAR Inscrições VIII CIPA

QUARTA CIRCULAR Inscrições VIII CIPA QUARTA CIRCULAR Inscrições VIII CIPA Prezadas e Prezads Clegas, Sã Paul, Salvadr, 24 de fevereir de 2018. A Assciaçã Brasileira de Pesquisa (Aut)Bigráfica (BIOgraph) e a Universidade Cidade de Sã Paul

Leia mais

Sondagem do Bem-Estar

Sondagem do Bem-Estar 1 PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS NO RIO DE JANEIRO E EM SÃO PAULO A crescente demanda pr melhria ds serviçs públics n Brasil ganhu ainda mair evidência ns dis últims ans, quand a recessã

Leia mais

S3 - Explicação sobre endereço e/ou número de telefone dos EUA

S3 - Explicação sobre endereço e/ou número de telefone dos EUA S3 - Explicaçã sbre endereç e/u númer de telefne ds EUA Nme Númer da Cnta (se huver) A preencher seu Frmulári W-8 d IRS, vcê afirma nã ser cidadã u residente ds EUA u utra cntraparte ds EUA para efeit

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO 10º T.A.

PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO 10º T.A. PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO 10º T.A. 2018 janeir a dezembr Eix Expsições Objetiv: O Eix Expsições d Memrial da Inclusã cntempla quatr frmats: 1) expsiçã

Leia mais

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo Descriçã d serviç Cpilt Optimize CAA-1000 Visã geral d serviç Esta Descriçã d serviç ( Descriçã d serviç ) é firmada pr vcê, cliente, ( vcê u Cliente ) e a entidade da Dell identificada na fatura de cmpra

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL CÔNEGO STANISLAU OLEJNIK

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL CÔNEGO STANISLAU OLEJNIK ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL CÔNEGO STANISLAU OLEJNIK NOS DIFERENTES OLHARES DO CURRÍCULO ESCOLAR APRESENTAMOS O PROJETO: EDUCAÇÃO FISCAL NA ESCOLA: UMA PORTA QUE SE ABRE PARA A CONSTRUÇÃO DA

Leia mais

Atividades a desenvolver. 1º Período - 12 de setembro a 17 de setembro

Atividades a desenvolver. 1º Período - 12 de setembro a 17 de setembro Agrupament de Esclas da Caparica Planificaçã das Atividades d Cnselh Pedagógic e Estruturas de Gestã Intermédia Dcument Orientadr - 2013/2014 1 O Cnselh Pedagógic é órgã de crdenaçã e supervisã pedagógica

Leia mais

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (Empreendedorismo Qualificado) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda.

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (Empreendedorismo Qualificado) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda. RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO BRACING PT2020 (Empreendedrism Qualificad) Página 1 de 8 Bracing Cnsulting, Lda. Rua d Tâmega, S/N. 4200 502 Prt Prtugal +351 917 000 020 inf@bracing

Leia mais

Formulários da Proposta

Formulários da Proposta 1 Frmuláris da Prpsta Ntas as fertantes: Instruções de cm cmpletar s frmuláris estã destacads em azul. Favr preencher e enviar s frmuláris cm parte da sua prpsta. Os seguintes frmuláris sã parte deste

Leia mais

Definir as condições de acesso às regalias sociais do pessoal próprio dos SSCGD.

Definir as condições de acesso às regalias sociais do pessoal próprio dos SSCGD. Nrmas ds SSCGD Utentes Sem Cmparticipaçã ENTRADA EM VIGOR: març 2018 0. Preâmbul 0.1 N âmbit ds seus Estatuts, s SSCGD: 0.1.1 Têm pr bjetiv melhrar as cndições ecnómicas e sciais ds empregads e apsentads

Leia mais

REGULAMENTO PARA O INOVA SENAI 2017

REGULAMENTO PARA O INOVA SENAI 2017 REGULAMENTO PARA O INOVA SENAI 2017 1. O INOVA SENAI 1.1 O que é INOVA SENAI é uma atividade técnica-cultural n frmat de cncurs que visa recnhecer publicamente as capacidades de invaçã, empreendedrism

Leia mais

Pobreza, Exclusão e Políticas Públicas inclusivas para a Infância

Pobreza, Exclusão e Políticas Públicas inclusivas para a Infância Clóqui Dinâmicas Actuais da Pbreza e da Exclusã Scial Cnceptualizações, Plíticas e Intervenções Assciaçã Prtuguesa de Scilgia 25 de Nvembr de 2010 Lisba Pbreza, Exclusã e Plíticas Públicas inclusivas para

Leia mais

Plano de Trabalho. Comitê de Pronunciamentos Contábeis

Plano de Trabalho. Comitê de Pronunciamentos Contábeis Plan de Trabalh Cmitê de Prnunciaments Cntábeis 1 Prgrama de api à implementaçã ds CPCs e IFRS O CPC dispõe de um plan permanente para incentivar a frmaçã de Grups de Trabalh (GT) e a participaçã em fóruns

Leia mais

Decreto nº 6.065, de

Decreto nº 6.065, de Decret nº 6.065, de 21.03.2007 Dispõe sbre a Cmissã de Crdenaçã das Atividades de Meterlgia, Climatlgia e Hidrlgia (CMCH), e dá utras prvidências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, n us das atribuições que lhe

Leia mais

como grande compositor de música erudita contemporânea, com um importante acervo musical de cerca de quinhentas obras.

como grande compositor de música erudita contemporânea, com um importante acervo musical de cerca de quinhentas obras. APRESENTAÇÃO O Auditóri Claudi Santr, lcalizad em Camps d Jrdã (SP), equipament públic estadual, principal palc d mair event da música erudita da América Latina, tem seu surgiment e a sua trajetória institucinal

Leia mais

i 7Sorocaba, 13 de junho de 2014.

i 7Sorocaba, 13 de junho de 2014. Prefeitura de SOROCABA Gabinete d Prefeit GP-RI-0917/14 Senhr Presidente, EM2 4 J. AO EXP EXTERNO i 7Srcaba, 13 de junh de 2014. PRESIDENTE Em a a requeriment n 0981/2014, de autria d nbre Vereadr FE DO

Leia mais

Resolução nº 105, de 12 de dezembro de 2017.

Resolução nº 105, de 12 de dezembro de 2017. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educaçã Prfissinal e Tecnlógica Institut Federal de Educaçã, Ciência e Tecnlgia d Ri Grande d Sul Cnselh Superir Resluçã nº 105, de 12 de dezembr de. O Presidente em

Leia mais

o Instituto Politécnico Portalegre

o Instituto Politécnico Portalegre DEFESA NACION L - Institut Plitécnic Prtalegre PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE O MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL E O INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE Entre: O Ministéri da Defesa Nacinal através da Direçã-Geral

Leia mais

Validação de metodologia de aplicação de Custos Simplificados

Validação de metodologia de aplicação de Custos Simplificados Validaçã de metdlgia de aplicaçã de Custs Simplificads Cfinanciament através de Tabela Nrmalizadas de Custs Unitáris, Cnfrme alínea c) d n.º 2, d artig 7.º d Decret-Lei n.º 159/2014, de 27 de utubr Estágis

Leia mais

UNIVERSIDADE FEEVALE INCUBADORA TECNOLÓGICA DA FEEVALE (ITEF) SELEÇÃO DE PROJETOS PARA FASE DE PRÉ- INCUBAÇÃO

UNIVERSIDADE FEEVALE INCUBADORA TECNOLÓGICA DA FEEVALE (ITEF) SELEÇÃO DE PROJETOS PARA FASE DE PRÉ- INCUBAÇÃO UNIVERSIDADE FEEVALE INCUBADORA TECNOLÓGICA DA FEEVALE (ITEF) SELEÇÃO DE PROJETOS PARA FASE DE PRÉ- INCUBAÇÃO 1) INTRODUÇÃO A Universidade FEEVALE, pr mei da Incubadra Tecnlógica da FEEVALE ITEF apia desenvlviment

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATERIAIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATERIAIS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATERIAIS Edital de Seleçã para Blsista d Prgrama PNPD/CAPES 1. PREÂMBULO 1.1. O Crdenadr d Prgrama

Leia mais

PROGRAMA DE TRABALHO

PROGRAMA DE TRABALHO PROGRAMA DE TRABALHO 2008-2009 ENQUADRAMENTO O Fórum Nã Gvernamental para a Inclusã Scial (FNGIS) surgiu na sequência de um apel frmulad pela Crdenaçã d Plan Nacinal de Acçã para a Inclusã (PNAI) a um

Leia mais

Açovisa Referência em distribuição de AÇOS. Comunicação de Progresso 2015-16

Açovisa Referência em distribuição de AÇOS. Comunicação de Progresso 2015-16 Açvisa Referência em distribuiçã de AÇOS. Cmunicaçã de Prgress 2015-16 Onde tem Açvisa, Tem a realizaçã de um prjet. O aç se trnu imprescindível as mais diverss segments da indústria, transfrmand criatividade

Leia mais

PROCEDIMENTOS INTERNOS PROCEDIMENTO DE RELACÃO COM A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

PROCEDIMENTOS INTERNOS PROCEDIMENTO DE RELACÃO COM A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Códig: PCI-02 PROCEDIMENTOS INTERNOS Área Respnsável: Cntrles Interns Data Elabraçã: 01/04/2017 Revisã: - Elabrad pr: Lilian Parra Prine Analista de Cntrles Interns Revisad pr: Gabriele G. Heilig Crdenadra

Leia mais

Regulamento de Frequência Conselheiros de Segurança

Regulamento de Frequência Conselheiros de Segurança Regulament de Frequência Cnselheirs de Segurança www.academiadprfissinal.cm email: academiadprfissinal@ltm.pt V06 31.10.2016 Regulament de Frequência Cnselheirs de Segurança Índice 1- Enquadrament... 3

Leia mais

Cadastrar Proposta de Evento

Cadastrar Proposta de Evento Pró-Reitria de Extensã e Cultura events@ufersa.edu.br Cadastrar Prpsta de Event Sistema Módul SIGAA Extensã Última Atualizaçã 25.03.2015 Esta funcinalidade permite a usuári cadastrar ações de extensã d

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 05 DE FEVEREIRO DE PROCESSO SELETIVO 2018/1 CHAMADA PÚBLICA CURSOS SUPERIORES E CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE

EDITAL Nº 06, DE 05 DE FEVEREIRO DE PROCESSO SELETIVO 2018/1 CHAMADA PÚBLICA CURSOS SUPERIORES E CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE Ministéri da Educaçã Secretaria de Educaçã Prfissinal e Tecnlógica Institut Federal de Educaçã, Ciência e Tecnlgia d Ri Grande d Sul campus Caxias d Sul EDITAL Nº 06, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2018. PROCESSO

Leia mais

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (VALE Inovação) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda.

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO. BRACING PT2020 (VALE Inovação) Página 1 de 8. Bracing Consulting, Lda. RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO BRACING PT2020 (VALE Invaçã) Página 1 de 8 Bracing Cnsulting, Lda. Rua d Tâmega, S/N. 4200 502 Prt Prtugal +351 917 000 020 inf@bracing cnsulting.cm

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO 9º T.A.

PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO 9º T.A. PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES CONTRATO DE GESTÃO MEMORIAL DA INCLUSÃO 9º T.A. 2017 a dezembr Eix Expsições Objetiv: O Eix Expsições d Memrial da Inclusã cntempla quatr frmats: 1) expsiçã permanente,

Leia mais

EDITAL FIP/PIBIC Nº 017/2010

EDITAL FIP/PIBIC Nº 017/2010 1 EDITAL FIP/PIBIC Nº 017/2010 De rdem d Magnífic Reitr da PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS (PUC Minas), cnvc s interessads a apresentarem prpstas de prjets de pesquisa para btençã de financiament

Leia mais

Termo de Referência nº

Termo de Referência nº Term de Referência nº 2016.0606.00006-1 Ref: Cntrataçã de cnsultria pessa física para elabraçã de avaliaçã sciambiental para identificaçã de pssíveis impacts sciais e ambientais da implementaçã d prjet

Leia mais

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2017

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2017 1 REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2017 PARTICIPANTES A Olimpíada Jurídica 2017 é uma cmpetiçã direcinada a aluns que estejam regularmente matriculads ns curss de graduaçã de Direit de Instituições de

Leia mais

Institui o Programa de Avaliação de Desempenho dos Servidores Técnico- Administrativos em Educação da UFMG.

Institui o Programa de Avaliação de Desempenho dos Servidores Técnico- Administrativos em Educação da UFMG. RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N 03/2008, DE 07 DE AGOSTO DE 2008 Institui Prgrama de Avaliaçã de Desempenh ds Servidres Técnic- Administrativs em Educaçã da UFMG. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Federação Portuguesa de Canoagem

Federação Portuguesa de Canoagem Federaçã Prtuguesa de Canagem Plan de Alt Rendiment e Seleções Nacinais 2019 MARATONA III Senires, Sub.23 e Junires I - Intrduçã Este dcument pretende enunciar s critéris de selecçã da Equipa Nacinal de

Leia mais

Regulamento de Frequência Conselheiros de Segurança

Regulamento de Frequência Conselheiros de Segurança Regulament de Frequência Cnselheirs de Segurança www.academiadprfissinal.cm email: academiadprfissinal@ltm.pt V07 17.05.2018 Índice 1- Enquadrament... 3 2 Critéri de Selecçã e Entrada e Requisits Mínims...

Leia mais

Campanha Construindo Cidades Resilientes: minha cidade está se preparando!

Campanha Construindo Cidades Resilientes: minha cidade está se preparando! Campanha Cnstruind Cidades Resilientes: minha cidade está se preparand! Platafrma temática sbre risc urban nas Américas Frtaleciment da cperaçã e clabraçã entre gverns lcais Cnvite à apresentaçã de prpstas

Leia mais

Regulamento de Propinas dos Programas de Formação da Universidade da Madeira

Regulamento de Propinas dos Programas de Formação da Universidade da Madeira Regulament de Prpinas ds Prgramas de Frmaçã da Universidade da Madeira Capítul I Dispsições Gerais Artig 1.º Âmbit 1. O presente Regulament aplica se a tds s aluns inscrits na Universidade da Madeira em

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL DEPARTAMENTO DO RIO DE JANEIRO

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL DEPARTAMENTO DO RIO DE JANEIRO 53ª PREMIAÇÃO ANUAL IAB RJ EDITAL 2015 INTRODUÇÃO O Institut de Arquitets d Brasil - IAB-RJ cnvca arquitets e urbanistas a participarem da 53ª Premiaçã Anual ds Arquitets, cuja expsiçã será aberta n dia

Leia mais

Regulamento de Frequência - ADR

Regulamento de Frequência - ADR Regulament de Frequência - ADR www.academiadprfissinal.cm email: academiadprfissinal@ltm.pt V09 17.05.2018 Regulament de Frequência - ADR [Esclha a data] Índice 1- Enquadrament... 3 2 Critéri de Selecçã

Leia mais

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA

RECURSOS FINANCEIROS EXTRA RECURSOS FINANCEIROS EXTRA PARA O CRESCIMENTO DO SEU NEGÓCIO BRACING PT2020 PDR2020 (Invest. Explr. Agrícla) Página 1 de 9 Bracing Cnsulting, Lda. Rua d Tâmega, S/N. 4200 502 Prt Prtugal +351 917 000 020

Leia mais

ORIENTAÇÕES PRÉ-CAMPANHA

ORIENTAÇÕES PRÉ-CAMPANHA ORIENTAÇÕES PRÉ-CAMPANHA AS ELEIÇÕES DE 2018 Eugêni Aragã Ex-ministr da Justiça Ex-Subprcuradr-Geral da República e Prcuradr-Geral Eleitral Dutr em Direit e Prfessr da UnB Gabriela S. S. de Arauj Mestre

Leia mais

Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação

Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação Ministéri da Educaçã Crdenaçã de Aperfeiçament de Pessal de Nível Superir Diretria de Avaliaçã 12.eng2@capes.gv.br Dcument de Área Engenharias II Crdenadr da Área: Reinald Giudici Crdenadr Adjunt de Prgramas

Leia mais

FINANCIAMENTO: REINO DE ESPANHA RESPONSAVEL DE PROGRAMA, PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA (PPP) E MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS

FINANCIAMENTO: REINO DE ESPANHA RESPONSAVEL DE PROGRAMA, PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA (PPP) E MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS FINANCIAMENTO: REINO DE ESPANHA RESPONSAVEL DE PROGRAMA, PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA (PPP) E MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS Departament: Infraestrutura Direçã: Unidade de PPDU Categria: P4 Salári anual: USD 44,328

Leia mais

Objetivo: Desenvolver as condições ideais para a boa formulação de objetivos, transformando-os em metas realizáveis.

Objetivo: Desenvolver as condições ideais para a boa formulação de objetivos, transformando-os em metas realizáveis. 1 Transfrmand Snhs em Metas Objetiv: Desenvlver as cndições ideais para a ba frmulaçã de bjetivs, transfrmand-s em metas realizáveis. Públic-Alv: Pessas interessadas em atingir sucess prfissinal e realizaçã

Leia mais

INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO. Concurso para apoio a iniciativas-piloto no âmbito das economias criativas

INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO. Concurso para apoio a iniciativas-piloto no âmbito das economias criativas INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO Cncurs para api a iniciativas-pilt n âmbit das ecnmias criativas Nta: Este cncurs decrre em duas etapas. ENQUADRAMENTO A Fundaçã Caluste Gulbenkian

Leia mais

MARCELLO VIEIRA LASNEAUX

MARCELLO VIEIRA LASNEAUX MARCELLO VIEIRA LASNEAUX RESUMO DAS QUALIFICAÇÕES Cnheciment de diversas áreas de bilgia, grande experiência cm prfessr de ensin básic, ratória, capacidade de trabalhs interdisciplinares, gestã, crdenaçã,

Leia mais

EDITAL DIRPPG-CT 01/ Participação de Pesquisadores em Eventos Técnico-Científicos apoiados com recursos da UTFPR, Câmpus Curitiba.

EDITAL DIRPPG-CT 01/ Participação de Pesquisadores em Eventos Técnico-Científicos apoiados com recursos da UTFPR, Câmpus Curitiba. Ministéri da Educaçã Universidade Tecnlógica Federal d Paraná Diretria Geral d Câmpus Curitiba Diretria de Pesquisa e Pós-Graduaçã EDITAL DIRPPG-CT 01/2016 - Participaçã de Pesquisadres em Events Técnic-Científics

Leia mais

Regulamento eleitoral

Regulamento eleitoral Regulament eleitral Cnselh Geral Agrupament de Esclas de Grândla Regulament das eleições para Cnselh Geral Retirad d Regulament Intern d Agrupament de Esclas de Grândla e d DL nº 137/2012 de 2 de julh

Leia mais

Atuação das Organizações da Sociedade Civil na formação docente

Atuação das Organizações da Sociedade Civil na formação docente ANEXO III Frmulári pesquisa quantitativa (segunda etapa d estud) Atuaçã das Organizações da Sciedade Civil na frmaçã dcente Obrigad pr acessar questinári da pesquisa de mapeament d trabalh das rganizações

Leia mais

Programa de Capacitação Docente EDITAL. Subsistema: Treinamento e Desenvolvimento. Elaborado por: Recursos Humanos

Programa de Capacitação Docente EDITAL. Subsistema: Treinamento e Desenvolvimento. Elaborado por: Recursos Humanos Prgrama de Capacitaçã Dcente EDITAL Subsistema: Treinament e Desenvlviment Versã: 002 Data de Implantaçã: Elabrad pr: Aprvad pr: Data da revisã: 27/09/208 Recurss Humans Direçã Geral 4/09/208. Abrangência.

Leia mais

POLÍTICA DE PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS

POLÍTICA DE PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS POLÍTICA DE PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS Objetiv desta plítica Garantir que a prduçã científica d Hspital Minhs de Vent (HMV) siga s melhres padrões internacinais, assegurand que as

Leia mais

PROPOSTA PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2017

PROPOSTA PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2017 PROPOSTA PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2017 Preparad para: Assembleia Geral de Assciads 13 de Nvembr de 2016 Estrutura Organizacinal... 3 Ações para 2017... 4 Rerganizaçã interna da APELA... 5 Prmçã

Leia mais

POLÍTICA. Responsabilidade Socioambiental DEZ/16

POLÍTICA. Responsabilidade Socioambiental DEZ/16 POLÍTICA Respnsabilidade Sciambiental DEZ/16 OBJETIVOS Cntribuir cm diretrizes determinantes, prmvend desenvlviment sustentável de frma prativa, cm fc em uma cncepçã integrada de dimensões ecnômica, scial,

Leia mais

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES PEFIN SERASA

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES PEFIN SERASA CATÁLOGO DE APLICAÇÕES PEFIN SERASA Objetiv Dispnibilizar a pçã de negativaçã ds clientes pessas físicas e/u jurídicas sbre dívidas nã pagas. Flux Prcess Página 2 de 14 Prcess 1. PEFIN 1.1 Menus Específics

Leia mais