CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS FORMAÇÃO DE PREGOEIRO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS FORMAÇÃO DE PREGOEIRO"

Transcrição

1 F c g s e d d l u Integrd s I p i t Apoio n PROMOÇÃO: 4 (qutro) inscrições pgs drá direito um 5ª (quint) GRÁTIS CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS FORMAÇÃO DE PREGOEIRO Inclui Nov Lei nº /2014 de Repsses Efetudos pelo Poder Público o Terceiro Setor "que entrrá em vigor em julho de 2015" UM FINAL DE SEMANA POR MÊS Módulo I 23 e 24 de mio/2015 Módulo II 13 e 14 de junho/2015 Módulo III 11 e 12 de julho/2015 Dts: Corpo Docente: Drª. Rit Tourinho Coordendor Mestre em Direito Público, Promotor de Justiç Lucs Hyne Mestre em Direito do Estdo, Procurdor Federl José Reinldo Lun Gusmão Especilist em Gerencimento e Plnejmento de Obrs, Auditor do TCU Orlndo Gomes Especilist em Administrção Públic, Professor (Pós Grdução) d UNEB, UNIRB e FVC Vitor Hugo Moris de Almeid Especilist em Direito Público, Anlist de Controle Interno Municipl 60h PRESENCIAIS 40h em EAD 100 hors MATRÍCULAS ABERTAS Tel.: (71) / Telefx.: (71) / Celulr (Oi): (71) / Celulr (TIM): (71) /

2 APRESENTAÇÃO A Constituição Federl de 1988 no seu rtigo 37 e inciso XXI estbelece como regr que s contrtções públics devem ser precedids de processo licittório. A licitção é um procedimento que propici os interessdos pr, em iguldde de condições e oportunidde, presentrem proposts pr o fornecimento ou quisição de obrs, produtos, bens e serviços. Esse procedimento objetiv proporcionr dministrção mior vntgem n contrtção, pois, cbe o dministrdor buscr sempre obter prestção menos oneros pr melhor e mis complet prestção. Após conclusão do processo licittório inici-se fse d execução do contrto, n qul dministrção municipl deve dedicr esforços com vists gerencir plenmente venç firmd, pr ssegurr o estrito cumprimento do objeto pctudo quntittiv e qulittivmente e evitr ocorrênci de irregulriddes n execução do contrto. Além de trtr sobre os ssuntos: Licitções, Contrtos e Formção de Pregoeiro, o presente curso incluí bordgem d Nov Lei nº /14 que estbelece o regime jurídico ds prceris voluntáris, envolvendo ou não trnsferêncis de recursos finnceiros, entre dministrção públic e s orgnizções d sociedde civil. LEI ESTA QUE JÁ ENTRA EM VIGOR NO PRÓXIMO MÊS DE JULHO DE A dministrção públic municipl tem missão institucionl de promover o bem comum, trvés d relizção de tividdes dos órgãos públicos, com vists tender os nseios d sociedde, entretnto, pr o pleno lcnce dess missão é necessário que os órgãos, os gentes e s tividdes que compõe gestão públic funcionem de form sistêmic e simétric. Nesse contexto, é imprescindível que os gentes que tum nos órgãos públicos tenhm cpcidde técnic pr o pleno exercício de sus funções. A experiênci revel que servidores qulificdos propicim o oferecimento de melhores serviços os ciddãos, sendo ssim, qulificção dos profissionis que tum n áre públic é um dos miores investimentos ser feito em prol do bem coletivo. Pr tnto, FUNDACEM está oferecendo um curso cujo destque é su nturez de formção, pois, ele tem crg horári de 100 hors, sendo 60 hors presenciis e 40 hors em ensino à distânci, que serão relizds durnte 03 (três) meses, em um finl de semn por mês. O modelo pedgógico utilizdo n elborção desse curso está mprdo n experiênci dos qutro pilres d educção : Aprender conhecer, prender fzer, prender conviver e prender ser, recomenddos pel UNESCO. O presente curso contempl uls teórics e relizção de tividdes prátics, com ênfse ns tividdes exercids nos órgãos públicos municipis. A FUNDACEM cont com precios Coordenção Pedgógic e professores que trvés de seus vliosos conhecimentos, experiêncis e dedicção pelo interesse público estrão contribuindo em prol d cpcitção dos profissionis que tum no setor público. Vle slientr que o luno que for provdo nesse curso tmbém receberá o certificdo Formção de Pregoeiro, em tendimento à Lei n /02. Césr Montes Presidente d FUNDACEM

3 PROPOSTA DO CURSO DE LICITAÇÕES, CONTRATOS E FORMAÇÃO DE PREGOEIRO O presente curso se propõe responder s seguintes questões: Quis os princípios que devem norter s licitções e contrtos? Quis os fundmentos legis pr se relizr um procedimento de dispens ou de inexigibilidde de licitção? Quis são os critérios pr escolh ds modliddes e dos tipos de licitção? O que difere os contrtos dministrtivos dos demis tipos de contrtos? Quis são s cláusuls que não podem fltr em um contrto dministrtivo fim de tender s exigêncis d Lei n 8.666/93? Em quis hipóteses pode hver rescisão contrtul? O ente público deve ficr refém dos descumpridores contrtuis ou existem csos em que dministrção pode impor snções os contrtdos? Em quis csos é possível relizção de ditivos contrtuis sem contrrir s norms prevists n Lei? Quis s vntgens n utilizção d modlidde pregão? Quis s tividdes que devem fzer prte d rotin do pregoeiro no uso de sus funções institucionis? RITA TOURINHO Coordendor Acdêmic do Curso

4 CURSO DE LICITAÇÕES, CONTRATOS E FORMAÇÃO DE PREGOEIRO PROGRAMA DO CURSO MÓDULO I 20 HORAS LICITAÇÕES PÚBLICAS E O PREGÃO Administrção públic; Conceito de licitção; Princípios licittórios; Princípio d iguldde; Princípio d leglidde; Princípio d impessolidde; Princípio d probidde dministrtiv; Princípio d publicidde; Princípio d vinculção o instrumento convoctório; Princípio do julgmento objetivo; Princípio d djudicção compulsóri; Princípio d mpl defes; Princípio do procedimento forml; Princípio d rzobilidde; Princípio d proporcionlidde; Princípio do julgmento objetivo; Princípio do sigilo n presentção de proposts; Princípio d competitividde e pdronizção; Obrigtoriedde de licitção; Licitção dispensd; Licitção dispensável; Licitção inexigível; Modliddes; Concorrênci; Tomd de preços; Convite; Concurso; Leilão; Pregão: breves considerções; Procedimento licittório: Procedimento d concorrênci; Elborção de editl; Hbilitção; Clssificção; Homologção; Adjudicção; Procedimento d tomd de preços; Elborção de editl; Hbilitção; Clssificção; Homologção; Adjudicção; Procedimento do convite; Elborção de editl; Hbilitção; Clssificção; Homologção; Adjudicção; Procedimento do concurso; Elborção de editl; Hbilitção; Clssificção; Homologção; Adjudicção; Procedimento do leilão; Elborção de editl; Hbilitção; Clssificção; Homologção; Adjudicção; Anulção e revogção; Recursos dministrtivos; Sistem de registro de preços; A instituição d Lei n /02; A modlidde pregão; As diferençs em relção s outrs modliddes; Procedimento licittório; Procedimento do pregão; Competênci municipl pr edição de lei própri de licitções e contrtos dministrtivos; Interpretção do rt. 21, XXVII, d CF/88: Regrs geris x regrs específics; Vntgens d existênci de lei locl de licitções;limites d competênci legisltiv municipl em mtéri de licitções e contrtos dministrtivos; Convivênci entre s leis federl (8.666/1993), estdul (9.433/2005) e municipl de licitções. MÓDULO II 20 HORAS - NOVA LEI Nº /2014 DE REPASSES EFETUADOS PELO PODER PÚBLICO AO TERCEIRO SETOR Aspectos introdutórios e conceitos; O terceiro setor e dministrção públic municipl; Orgnizções d sociedde civil; Entiddes e relções jurídics sujeits nov legislção; Termo de prceri; Novo termo de colborção; Novo termo de fomento. Celebrção do termo; Cpcitção de gestores, conselheiros e socie-dde civil orgnizd; Trnsprênci e controle; Prticipção socil e divulgção ds ções; Mnifestção de interesse socil; Plno de trblho; Chmmento público; Requisitos pr celebrção do termo; Vedções pr s orgnizções d sociedde civil.formlizção e execução; Contrtções relizds pel orgnizção d sociedde civil; Relizção de despess; Movimentção finnceir e plicção dos recursos; Liberção e suspensão de repsses de recursos; Prorrogções, remnejmentos e lterções; Acompnhmento e vlição ds ções; Responsbilidde do gestor público.prestção de conts;

5 Documentção pertinente; Przo de encminhmento; Snemento de irregulridde; Julgmento d prestção de conts; Csos de omissão n prestção de conts. Responsbilidde e snções; Responsbilidde do dministrdor público; Responsbilidde do gestor; Responsbilidde pel emissão de preceres técnicos; Responsbilidde d orgnizção d sociedde civil e seus dirigentes; Snções dministrtivs plicáveis à orgnizção d sociedde civil; Situções que configurm improbidde dministrtiv. MÓDULO III 20 HORAS CONTRATOS ADMINISTRATIVOS, OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA E O CONTROLE INTERNO Contrtos; Contrtos dministrtivos; Crcterístics dos contrtos dministrtivos; Presenç do poder público; Finlidde públic; Obediênci à form prescrit em lei; Procedimento legl; Contrto de desão; Nturez intiutu persone; Presenç de cláusuls exorbitntes; Mutbilidde; Rescisão do contrto dministrtivo; Modliddes de contrtos dministrtivoaquisição de produtos e bens; Aquisição de serviços; Aquisição de obrs e serviços de engenhri: breves comentários; Concessão; Prceris público-privds; Concessão de obr públic; Concessão de fornecimento (gestão, convênio, consórcio dministrtivo e terceirizção); As prticulriddes d contrtção de obrs públics (Orientções do Tribunl de Conts d União TCU); Atução ds controldoris interns ns licitções e contrtos: Fundmentos legis; Orgnizção dministrtiv e funções; Plnejmento ds ções; Rotins e Atividdes; Resolução nº 1.120/05; e Objetos de controles específicos. PÚBLICO-ALVO Presidentes e membros de comissões de licitções, Pregoeiros e equipes de poio, Gestores de Contrtos, Bchréis em Direito, Advogdos, Bchréis em Contbilidde, Contdores, Bchréis em Administrção, Bchréis em Ciêncis Econômics, Assistentes Sociis, Pedgogos, Prefeitos, Secretários, Veredores, Procurdores Municipis, Assessores Políticos e Técnicos, Assistentes de Controle, Agentes de Controle, Técnicos de Controle, Anlists de Controle, Controldores Internos, Diretores, Coordendores, Chefes e Super-visores ocupntes de crgos n dministrção públic municipl, Servidores Municipis, Agentes públicos d União, dos Estdos, do Distrito Federl e dos Municípios, do Poder Legisltivo, Executivo e Judiciário tuntes ns áres de plnejmento, execução, controle, legislção, licitções, contrtos, finnçs, tributos, recursos humnos, uditori, universitários em fse de conclusão do curso e outros interessdos n áre.

6 CORPO DOCENTE: Rit Tourinho: Mestre em Direito Público pel UFPE; Profª. d UFBA, Profª. d Escol de Mgistrdos d Bhi e d Fculdde Bin de Direito; Membro do Instituto de Direito Administrtivo d Bhi. Promotor de Justiç do Ministério Público do Estdo d Bhi; Coordendor do Grupo Especil de Defes do Ptrimônio Público e Morlidde Administrtiv / MP BA. Lucs Hyne: Mestre em Direito Público pel UFBA. Especilist em Direito do Estdo pel Unyhn/JusPodivm. Professor de Direito Administrtivo n Fculdde Ruy Brbos e n Fundção Escol Superior do Ministério Público do Estdo d Bhi. Procurdor Federl, tunte n Seção de Consultori e Assessormento d Procurdori Federl n Bhi. Membro do Instituto de Direito Administrtivo d Bhi. José Reinldo Lun Gusmão: Especilist em Gerencimento e Plnejmento de Obrs, Auditor do Tribunl de Conts d União TCU, Engenheiro. Orlndo Gomes d Silv: Especilist em: Licitções e Contrtos; Gestão Orgnizcionl Públic; Professor (Pós Grdução) d UNEB, UNIRB e FVC, Autor do Livro Mnul do Pregoeiro - 3ª Edição. Bchrel em Ciênci Econômics. Vitor Hugo Moris de Almeid: Especilist em Direito Público e Controle, Especilist em Gestão, Controldori e Auditori em Conts Públics, Especilist em Contbilidde Gerencil, Anlist de Controle Interno d Prefeitur de Arçás BA.Contdor.

7 CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS FORMAÇÃO DE PREGOEIRO CURSO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 100h HORÁRIO DAS AULAS: ds 8:00 s 18:00 com intervlos pr cfezinho e lmoço. Vide dts ds etps com seus respectivos mo dulos. INÍCIO DO CURSO: 23 de mio de de julho de FREQUÊNCIA: O luno dever ter freque nci obrigto ri mıńim de 75%. Se, por ventur, o luno ssinr frequênci e não ssistir ul, terá su presenç nuld. AVALIAÇÃO: Ser o relizds provs e/ou trblhos ds disciplins do curso. APROVAÇÃO: Ser provdo o luno que comprecer 75%, no mıńimo, ds uls presenciis e dist nci ministrds e tiver obtido, ns vliço es, inclusive no Trblho de Conclus o do Curso TCC, not igul ou superior 7,0 (sete). MÓDULOS EM ENSINO À DISTÂNCIA - 40 HORAS Ser o relizds tividdes obrigto ris utilizndo metodologi de ensino dist nci trve s de tividdes extr clsse como: leiturs, exercıćios, tividdes, vliç o, fo runs e indicç o de bibliogr i im de trtr de tems inovdores sobre mte ri. As tividdes desenvolvids nos mo dulos de ensino dist nci dever o ser obrigtorimente relizds, d mesm form que s exigids de form presencil. INVESTIMENTO O vlor do curso por prticipnte e de R$ 2.250,00 (dois mil duzentos e cinquent reis), cso o luno tenh sido indicdo por prefeitur ssocid Uni o dos Municıṕios do Estdo d Bhi UPB ou outr instituiç o convenid com FUNDACEM ter o desconto de 12% (doze por cento), icndo, o preço do curso por luno em R$1.980,00 (um mil novecentos e oitent reis), sendo que, pr pesso fıśic, PODERA SER DIVIDIDO EM ATE 03 (TRES) PARCELAS EM CHEQUES. OBS.: Os contrtos com Prefeiturs ou C mrs devem ter vencimentos em 11 ou 21 dos meses estbelecidos. PROMOÇÃO OBS.: Cd instituição ou pesso ísic que inscrever 04 (qutro) lunos neste curso, terá direito mis um (quint) inscrição grtuit nesse mesmo curso. OBS.: Pr pesso ísic convenid, o curso poderá ser prceldo em té 4 cheques de R$ 495,00 (Qutrocentos e Novent e Cinco Reis). COMO REALIZAR A MATRÍCULA: 1) O pgmento pode ser feito diretmente n cont bnc ri em nome d FUNDACEM, CNPJ: / Bnco BRADESCO, Age nci , C/C nº com envio do comprovnte do depo sito por e-mil pr FUNDACEM e ou SEDEX pr o endereço: 2ª Trvess Gersino Coelho, 10 Mttu, CEP: , Slvdor BA. (Os depo sitos bnc rios devem ser feitos com identi icção do nome do luno, empres, Prefeitur ou Câmr). A mtrıćul e pgmentos tmbe m poder o ser relizdos diretmente n sede d FUNDACEM, no endereço: 2ª Trvess Gersino Coelho, 10 Mttu, Brots, Slvdor BA e /ou no Alto d Ldeir do HGE, s/n (Fim de Linh), Av. Vsco d Gm, (Pre dio de 4 ndres ns cores zul e brnco com muro brnco e pilstrs zuis). DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: Co pis utenticds do Diplom de Ensino Superior e o respectivo Histo rico Escolr; 2 retrtos 3x4; identidde e CPF (originl e co pi); comprovnte de reside nci e Curriculum Vite resumido. LOCAL DE REALIZAÇÃO DO CURSO O Curso ser relizdo no Alto d Ldeir do Hospitl Gerl do Estdo HGE, s/n, (Fim de Linh) - pre dio de qutro ndres zul e brnco com muro brnco e pilstrs zuis, Av. Vsco d Gm, Slvdor BA. Obs: Mudnçs que por motivos imperiosos ou dministrtivos venhm ocorrer, o luno ser informdo imeditmente.

8 g s e d d l u Integrd s I p i t c n F VAGAS LIMITADAS GARANTA JÁ A SUA! INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES ON-LINE E-mil: 2ª Trvess Gersino Coelho, 10 - Mttu Brots CEP: Slvdor - Bhi Tel.: (71) / Telefx.: (71) / Celulr (Oi): / Celulr (Tim): / Apoio:

CURSO DE GESTÃO E CONTROLE DE OBRAS PÚBLICAS

CURSO DE GESTÃO E CONTROLE DE OBRAS PÚBLICAS F g s e d d l u Integrd s I p i t Apoio c n CURSO DE GESTÃO E CONTROLE DE OBRAS PÚBLICAS Dts: Módulo I 01 e 02 de novembro/2014 Módulo II 15 e 16 de novembro/2014 Módulo III 13 e 14 de dezembro/2014 100

Leia mais

CURSO DE GERENCIAMENTO, CONSULTORIA E ASSESSORIA EM SERVIÇO SOCIAL

CURSO DE GERENCIAMENTO, CONSULTORIA E ASSESSORIA EM SERVIÇO SOCIAL F u g Apoio s e d d l Integrd s I p i t c n CURSO DE GERENCIAMENTO, CONSULTORIA E ASSESSORIA EM SERVIÇO SOCIAL GERENCIAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSULTORIA E ASSESSORIA EM SERVIÇO SOCIAL

Leia mais

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM CONTROLADORIA INTERNA MUNICIPAL

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM CONTROLADORIA INTERNA MUNICIPAL F u g T s e d d l Integrd s I p i t c n CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM CONTROLADORIA INTERNA MUNICIPAL UM FINAL DE SEMANA POR MÊS Módulo I 25 e 26 de julho de 2015 Módulo II 22 e 23 de gosto de 2015 Módulo

Leia mais

CURSO DE GESTÃO E AMPLIAÇÃO DE RECEITAS

CURSO DE GESTÃO E AMPLIAÇÃO DE RECEITAS F c g s e d d l u Integrd s I p i t Apoio n PROMOÇÃO: 4 (qutro) inscrições pgs drá direito um 5ª (quint) GRÁTIS CURSO DE GESTÃO E AMPLIAÇÃO DE RECEITAS COMO ARRECADAR, CONTABILIZAR E CONTROLAR AS RECEITAS

Leia mais

ESMAFE/PR Escola da Magistratura Federal do Paraná

ESMAFE/PR Escola da Magistratura Federal do Paraná ESMAFE/PR Escol d Mgistrtur Federl do Prná Curso Regulr Preprtório pr Crreir d Mgistrtur Federl com opção de Pós-Grdução ltu sensu em Direito Público em prceri com UniBrsil - Fculddes Integrds do Brsil

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA TRANSPARÊNCIA MUNICIPAL

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA TRANSPARÊNCIA MUNICIPAL F g s e d d u l Integrd s I p i t c n FACIIP CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA TRANSPARÊNCIA MUNICIPAL COMO ATENDER AS DETERMINAÇÕES DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL E EVITAR O BLOQUEIO DE REPASSES FINANCEIROS DA

Leia mais

100 horas EDUCAÇÃO CORPO DOCENTE E N E N POLÍTICA DE EDUCAÇÃO UM FINAL DE SEMANA POR MÊS

100 horas EDUCAÇÃO CORPO DOCENTE E N E N POLÍTICA DE EDUCAÇÃO UM FINAL DE SEMANA POR MÊS F c g S D s e d d l u Integrd s I p i t poio n CURSO D QULIFICÇÃO D GSTÃO DUCCIONL ORGNIZÇÃO SCOLR GSTÃO DUCCIONL ORGNIZÇÃO SCOLR; DSNVOLVIMNTO HUMNO M DIFRNTS BORDGNS; POLÍTIC D DUCÇÃO D JOVNS DULTOS

Leia mais

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONALDO TRABALHO Escritório no Brasil. CURSO DE CAPACITAÇÃO E TROCA DE EXPERIÊNCIAS: 11 14 de setembro de 2012, Brasília DF

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONALDO TRABALHO Escritório no Brasil. CURSO DE CAPACITAÇÃO E TROCA DE EXPERIÊNCIAS: 11 14 de setembro de 2012, Brasília DF ORGANIZAÇÃO INTERNACIONALDO TRABALHO Escritório no Brsil CURSO DE CAPACITAÇÃO E TROCA DE EXPERIÊNCIAS: 11 14 de setembro de 2012, Brsíli DF Ferrments e Metodologis d OIT pr Promover Investimentos Públicos

Leia mais

Signatária do Pacto Global da ONU. Módulo 1. Módulo 2. Módulo 3

Signatária do Pacto Global da ONU. Módulo 1. Módulo 2. Módulo 3 Signatária do Pacto Global da ONU Módulo 1 Módulo 2 Módulo 3 18 e 19 de fevereiro/2017 18 e 19 de março/2017 08 e 09 de abril/2017 Dra. Rita Tourinho Promotora de Justiça do MPE BA Coordenação Acadêmica

Leia mais

Oferta n.º 1260. Praça do Doutor José Vieira de Carvalho 4474-006 Maia Tel. 229 408 600 Fax 229 412 047 educacao@cm-maia.pt www.cm-maia.

Oferta n.º 1260. Praça do Doutor José Vieira de Carvalho 4474-006 Maia Tel. 229 408 600 Fax 229 412 047 educacao@cm-maia.pt www.cm-maia. Procedimento de seleção pr recrutmento de Técnicos no âmbito do Progrm de Atividdes de Enriquecimento Curriculr do 1.º Ciclo de Ensino Básico Inglês Ofert n.º 1260 A Câmr Municipl Mi procede à bertur do

Leia mais

Oportunidade de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV

Oportunidade de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV Oportunidde de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV Mio/2007 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FICHA BÁSICA SEGMENTO: Prestção de Serviço Conversão de motores utomotivos (GNV) DESCRIÇÃO: Oficin pr montgem de Kit

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.768, DE 25 DE OUTUBRO DE 2005

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.768, DE 25 DE OUTUBRO DE 2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº.768, DE 5 DE OUTUBRO DE 005 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de sus tribuições legis, e considerndo o disposto n Portri MP no 08, de de julho

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular Áre de formção 523. Eletrónic e Automção Curso de formção Técnico/ de Eletrónic, Automção e Comndo Nível de qulificção do QNQ 4 Componentes de Socioculturl Durção: 775 hors Científic Durção: 400 hors Plno

Leia mais

EDITAL 001/2013 - EADUnC

EDITAL 001/2013 - EADUnC EDITAL 001/2013 - EADUnC O Reitor d Universidde do Contestdo-UnC, de cordo com o disposto no Regimento, fz sber, trvés do presente Editl, que estrão berts inscrições e mtriculs pr ingresso nos Cursos de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO. DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turma K)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO. DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turma K) ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turm K) PLANIFICAÇÃO ANUAL Diretor do Curso Celso Mnuel Lim Docente Celso Mnuel

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA - COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA - COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA - COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA EDITAL COPPE-PEE/PÓS nº 01/2009 - PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Prof. Msc. Frncis Regis Irineu Coordenção Gerl de Estágio Prof. Izequiel Sntos de Arújo Coordendor de Estágio Cmpins, 2015 SUMÁRIO 1. Introdução...

Leia mais

CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO, REGULAÇÃO, CONTROLE E AUDITORIA EM SAÚDE PÚBLICA

CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO, REGULAÇÃO, CONTROLE E AUDITORIA EM SAÚDE PÚBLICA F u g Apoio s e d d l Integrd s I p i t c n CURSO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO, REGULAÇÃO, CONTROLE E AUDITORIA EM SAÚDE PÚBLICA SAÚDE COMO UM TODO E A SAÚDE SUPLEMENTAR; SISTEMAS DE INFOR- MAÇÃO EM SAÚDE

Leia mais

Nome/Designação Social: Nº Identificação do Registo Nacional de Pessoas Colectivas: Endereço: Concelho: Actividade Principal:

Nome/Designação Social: Nº Identificação do Registo Nacional de Pessoas Colectivas: Endereço: Concelho: Actividade Principal: GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DOS ASSUNTOS SOCIAIS INSTITUTO DE EMPREGO DA MADEIRA IP RAM Cndidtur Progrm Formção/Emprego (FE) (Portri nº 19/2009 de 23 de Fevereiro) A preencher pelo Instituto de

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei Complementar: LEI COMPLEMENTAR Nº 67, DE 09 DE DEZEMBRO DE 1992. Institui o Plno de Crreir, Crgos e Slários do Pessol Civil d Administrção Diret do Poder Executivo, Autrquis e Fundções instituíds ou mntids pelo Poder

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL F g s e d d l u Integrd s I p i t Apoio c n CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL COM ÊNFASE NA ÁREA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Lto Sensu 480H Portri nº 2.547 de 15 de setembro de 2003.

Leia mais

Carta Convite para Seleção de Preceptores. Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria na Residência Médica

Carta Convite para Seleção de Preceptores. Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria na Residência Médica ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MÉDICA (ABEM) Av. Brsil, 4036 sls 1006/1008 21040-361 Rio de Jneiro-RJ Tel.: (21) 2260.6161 ou 2573.0431 Fx: (21) 2260.6662 e-mil: rozne@bem-educmed.org.br Home-pge: www.bem-educmed.org.br

Leia mais

CURSO DE GERENCIAMENTO, ASSESSORIA E CONSULTORIA EM SAÚDE PÚBLICA:

CURSO DE GERENCIAMENTO, ASSESSORIA E CONSULTORIA EM SAÚDE PÚBLICA: F u g Apoio s e d d l Integrd s I p i t c n CURSO DE GERENCIAMENTO, ASSESSORIA E CONSULTORIA EM SAÚDE PÚBLICA: PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA NOS SISTEMAS DE SAÚDE; HISTÓRIA, EVOLUÇÃO E LEGISLAÇÃO DO

Leia mais

CURSO DE TRANSMISSÃO DE GOVERNO

CURSO DE TRANSMISSÃO DE GOVERNO FUNDACEM CURSO DE TRANSMISSÃO DE GOVERNO Corpo Docente: Datas: 100 horas 60h PRESENCIAIS 40h em EAD Módulo I 29 e 30 de outubro/2016 Módulo II 26 e 27 de novembro/2016 Módulo III 10 e 11 de dezembro/2016

Leia mais

EDITAL/SEE Nº 002/2014

EDITAL/SEE Nº 002/2014 EDITAL/SEE Nº 002/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MONITOR/A PROFESSOR/A INDÍGENA DO ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO PARA AS ESCOLAS INDÍGENAS DA REDE ESTADUAL DE

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE RECEITAS E FISCALIZAÇÃO DE

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE RECEITAS E FISCALIZAÇÃO DE F u g s e d d l Integrd s I p i t c n FACIIP CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE RECEITAS E FISCALIZAÇÃO DE TRIBUTOS MUNICIPAIS ESTUDOS E PRÁTICAS ATUALIZADAS PARA ELEVAR A RECEITA MUNICIPAL ISS IPTU ITBI RECEITA

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular Áre de formção 523. Eletrónic e Automção Curso de formção Técnico/ de Eletrónic, Automção e Comndo Nível de qulificção do QNQ 4 Componentes de Socioculturl Durção: 775 hors Científic Durção: 400 hors Plno

Leia mais

U04.6. Câmara Municipal da Amadora. Pág. 1 a. 00. Requerimento (Modelo 04.6/CMA/DAU/2009) 01. Documento comprovativo da legitimidade do requerente.

U04.6. Câmara Municipal da Amadora. Pág. 1 a. 00. Requerimento (Modelo 04.6/CMA/DAU/2009) 01. Documento comprovativo da legitimidade do requerente. Câmr Municipl d Amdor Deprtmento de Administrção U04.6 Urbnísitic EMISSÃO DE LICENÇA ESPECIAL OU COMUNICAÇÃO PRÉVIA PARA OBRAS INACABADAS LISTA DE DOCUMENTOS 00. Requerimento (Modelo 04.6/CMA/DAU/2009)

Leia mais

Edital 005/2017/CCB BOLSA DE AÇÕES EXTENSIONISTAS

Edital 005/2017/CCB BOLSA DE AÇÕES EXTENSIONISTAS Editl 005/2017/CCB BOLSA DE AÇÕES EXTENSIONISTAS 1 DA ABERTURA 1.1 A Universidde Estdul de Goiás (UEG), pesso jurídic de direito público, utrqui do poder executivo estdul, constituíd pel Lei Estdul n.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL SECRETARIA ESPECIAL DE GESTÃO DE PESSOAS - SEGEP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL SECRETARIA ESPECIAL DE GESTÃO DE PESSOAS - SEGEP ATENÇÃO: PARA ENVIO À SEGEP, IMPRIMA APENAS O(S) FORMULÁRIO(S) DO FINAL DO ARQUIVO. REDISTRIBUIÇÃO DE SERVIDORES DE OUTRAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO PARA A UFFS 1.O que é? É o deslocmento de crgo de provimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTE AZUL PAULISTA- SP EDITAL 001/201 SEGUNDA RETIFICAÇÃO CADERNO ENSINO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTE AZUL PAULISTA- SP EDITAL 001/201 SEGUNDA RETIFICAÇÃO CADERNO ENSINO SEGUNDA RETIFICAÇÃO A Prefeitur Municipl de Monte Azul Pulist Estdo de São Pulo, usndo de sus tribuições legis nos termos do rtigo 37, inciso IX, d Constituição Federl, sob orgnizção d empres Instituto

Leia mais

Vo t a ç ão TEXTO DO CONGRESSO. PROPOSTA DO GOVERNO / Partidos da Base PROPOSTAS DAS BANCADAS DE OPOSIÇÃO E / OU ATEMPA / SIMPA

Vo t a ç ão TEXTO DO CONGRESSO. PROPOSTA DO GOVERNO / Partidos da Base PROPOSTAS DAS BANCADAS DE OPOSIÇÃO E / OU ATEMPA / SIMPA PROPOSTA DO GOVERNO / Prtidos d Bse PROPOSTAS DAS BANCADAS DE OPOSIÇÃO do Governo (Mensgem Retifictiv) E / OU ATEMPA / SIMPA Vo t ç ão TEXTO DO CONGRESSO Diverss estrtégis pr tingir s mets Emend 1- exclui

Leia mais

Edital de Processo Seletivo Nº 21/2015

Edital de Processo Seletivo Nº 21/2015 Editl de Processo Seletivo Nº 21/2015 O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL NO ESTADO DO PIAUÍ, SENAC-PI, no uso de sus tribuições regimentis, torn público que estão berts

Leia mais

GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DA INCLUSÃO E ASSUNTOS SOCIAIS INSTITUTO DE EMPREGO DA MADEIRA, IP-RAM

GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DA INCLUSÃO E ASSUNTOS SOCIAIS INSTITUTO DE EMPREGO DA MADEIRA, IP-RAM GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DA INCLUSÃO E ASSUNTOS SOCIAIS INSTITUTO DE EMPREGO DA MADEIRA IP-RAM Proc. Nº 201 /FE/ Cndidtur o Progrm Formção Emprego (FE) (Portri 190/2014 de 6 de novembro) (O

Leia mais

CURSO DE QUALIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL

CURSO DE QUALIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL 1 anos Faculdades Integradas Ipitanga Capacitação com excelência sempre! UNIBAHIA CURSO DE QUALIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL Com ênfase na correção de 300 irregularidades que ensejam rejeição

Leia mais

AGENTE ADMINISTRATIVO DO MP/RS DIREITO ADMINISTRATIVO DELEGAÇÃO DE SERVIÇOS NOTARIAIS E REGISTRAIS DO RS

AGENTE ADMINISTRATIVO DO MP/RS DIREITO ADMINISTRATIVO DELEGAÇÃO DE SERVIÇOS NOTARIAIS E REGISTRAIS DO RS 1 SUMÁRIO I. Administrção Públic... II. Atos Administrtivos... III. Poder de Políci... IV. Serviço Público... V. Responsbilidde Civil do Estdo... VI. Controle d Administrção Públic... 02 09 21 23 25 27

Leia mais

Ofertas n.º 1187; 1188; 1189; 1190 e 1191

Ofertas n.º 1187; 1188; 1189; 1190 e 1191 Procedimento de seleção pr recrutmento de Técnicos no âmbito do Progrm de Atividdes de Enriquecimento Curriculr do 1.º Ciclo de Ensino Básico Atividdes Lúdico Expressivs Ligção d Escol o Meio Oferts n.º

Leia mais

Grupo Educacional Unis

Grupo Educacional Unis Fundção de Ensino e Pesquis do Sul de Mins Centro Universitário do Sul de Mins Editl de Processo Seletivo Modlidde Distânci - CPS 01/2015 Vestibulr 2015 1º Semestre Grupo Educcionl Unis O Reitor do Centro

Leia mais

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL ISSN 1677-7042 Ano CXLV 243 Brsíli - DF, segund-feir, 15 de dezembro de 2008. Sumário PÁGINA Atos do Poder Judiciário... 1 Atos do Poder Executivo... 1 Presidênci d Repúblic... 104 Ministério d Agricultur,

Leia mais

A Diretoria de Relações Internacionais da Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas - 1. OBJETIVO 2. PRÉ-REQUISITOS. Re~ unis

A Diretoria de Relações Internacionais da Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas - 1. OBJETIVO 2. PRÉ-REQUISITOS. Re~ unis Crid pel Lei Estdul nn 2. 766/63 CNPJ.: 21.420.85610001-96 - lrrsc Estdul. ISENTA Entidde M ntenedor do Grupo Educcionl Uni: Centro Universitdrio do Sul d Mins - UNIS Fculdde Bum- FABE Fculdde Três Ponts

Leia mais

II NÚMERO DE VAGAS: As vagas serão oferecidas em cada disciplina optativa de acordo com a disponibilidade institucional do Programa.

II NÚMERO DE VAGAS: As vagas serão oferecidas em cada disciplina optativa de acordo com a disponibilidade institucional do Programa. Av. Fernndo Ferrri, 514 Vitóri ES CEP: 29.075-910 Cmpus de Goibeirs Tel/Fx: +55 (27) 4009-7657 E-mil: ppghis.ufes@hotmil.com http://www.histori.ufes.br/ppghis EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS A ALUNO ESPECIAL

Leia mais

A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA

A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA AUTORES: AMARAL, An Pul Mgno; NETO, Antônio d Luz Cost. E-MAIL: mgno_n@yhoo.com.br; ntonioluzneto@gmil.com INTRODUÇÃO Sendo um desfio ensinr químic pr

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: ETEC ANHANQUERA Município: Sntn de Prníb Áre de Conhecimento: : Proteção e Prevenção Componente Curriculr: LNR Legislção e Norms Regulmentodors

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL F c g s e d d l u Integrd s I p i t Apoio n CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL COM ÊNFASE NA ÁREA DE SAÚDE Lto Sensu 480H Portri nº 2.547 de 15 de setembro de 2003. Atende Resolução

Leia mais

Relatório de atividades. Abril / 2011 a Janeiro / 2014. A Coordenação de Convênios e Contratos da UFG/CAC está vinculada à direção do

Relatório de atividades. Abril / 2011 a Janeiro / 2014. A Coordenação de Convênios e Contratos da UFG/CAC está vinculada à direção do Reltório de tividdes Abril / 2011 Jneiro / 2014 A d UFG/CAC está vinculd à direção do Câmpus e, posteriormente, o Setor de Convênios e Contrtos do Gbinete d Reitori. Tem como função intermedir s relções

Leia mais

Ilha Solteira, 17 de janeiro de 2013. OFICIO OSISA 05/2013

Ilha Solteira, 17 de janeiro de 2013. OFICIO OSISA 05/2013 Nossos prceiros Pel trnsprênci e qulidde d plicção dos recursos públicos Ilh Solteir, 17 de jneiro de 2013. OFICIO OSISA 05/2013 Ao Exmo. Sr. Alberto dos Sntos Júnior Presidente d Câmr Municipl de Ilh

Leia mais

TEMA CENTRAL: A interface do cuidado de enfermagem com as políticas de atenção ao idoso.

TEMA CENTRAL: A interface do cuidado de enfermagem com as políticas de atenção ao idoso. TERMO DE ADESÃO A POLITICA DE INSCRIÇÃO NOS EVENTOS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENFERMAGEM 9ª. JORNADA BRASILEIRA DE ENFERMAGEM GERIÁTRICA E GERONTOLÓGICA TEMA CENTRAL: A interfce do cuiddo de enfermgem

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE FERREIRA DO ZÊZERE

CÂMARA MUNICIPAL DE FERREIRA DO ZÊZERE CAPITULO I VENDA DE LOTES DE TERRENO PARA FINS INDUSTRIAIS ARTIGO l. A lienção, trvés de vend, reliz-se por negocição direct com os concorrentes sendo o preço d vend fixo, por metro qudrdo, pr um ou mis

Leia mais

Área de Conhecimento ARTES. Período de Execução. Matrícula. Telefone. (84) 8112-2985 / ramal: 6210

Área de Conhecimento ARTES. Período de Execução. Matrícula. Telefone. (84) 8112-2985 / ramal: 6210 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA DE APOIO INSTITUCIONAL À EXTENSÃO PROJETOS DE EXTENSÃO EDITAL 01/014-PROEX/IFRN Os cmpos sombredos

Leia mais

ESTÁGIO PARA ESTUDANTE DA UFU

ESTÁGIO PARA ESTUDANTE DA UFU 1 ESTÁGIO PARA ESTUDANTE DA UFU EDITAL UFU/PREFE/044/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO(A) A Pró-reitori de Grdução d Universidde Federl de Uberlândi, mprd no rtigo 248 ds Norms de Grdução

Leia mais

MODALIDADES PEDAGÓGICA L U. Telefax.: (71) 3381-0726 / 3012-1002 fundacemssa@yahoo.com.br

MODALIDADES PEDAGÓGICA L U. Telefax.: (71) 3381-0726 / 3012-1002 fundacemssa@yahoo.com.br F c g s e d d l u Integrd s I p i t Apoio n CURSO DE GERENCIAMENTO, ASSESSORIA E CONSULTORIA EM EDUCAÇÃO FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS, POLÍTICOS E SOCIAIS DA GESTÃO EDUCACIONAL; POLÍTICAS PÚBLICAS, GESTÃO EDUCACIONAL

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA AUDITORIA INTERNA

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA AUDITORIA INTERNA RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA AUDITORIA INTERNA RAINT - 2015 Auditori Intern Sumário 1. Introdução... 3 2. A Telebrs... 3 2.1. Histórico... 3 2.2. Novs Atribuições... 3 2.3. Atribuições... 4 2.4. Competênci

Leia mais

Oferta n.º 1274; 1275 e 1276

Oferta n.º 1274; 1275 e 1276 Procedimento de seleção pr recrutmento de Técnicos no âmbito do Progrm de Atividdes de Enriquecimento Curriculr do 1.º Ciclo de Ensino Básico Inglês Ofert n.º 1274; 1275 e 1276 A Câmr Municipl Mi procede

Leia mais

Oferta n.º As funções serão exercidas nos Estabelecimentos de Ensino de 1º Ciclo Ensino Básico da rede pública do Concelho da Maia.

Oferta n.º As funções serão exercidas nos Estabelecimentos de Ensino de 1º Ciclo Ensino Básico da rede pública do Concelho da Maia. Procedimento de seleção pr recrutmento de Técnicos no âmbito do Progrm de Atividdes de Enriquecimento Curriculr do 1.º Ciclo de Ensino Básico Atividde Físic e Desportiv Ofert n.º 1257 A Câmr Municipl Mi

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 068/2012

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 068/2012 P.J.U.- TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 068/2012 Regido pel Lei nº 10.520/2002, Lei Complementr

Leia mais

Data Tema Objetivos Atividades Recursos

Data Tema Objetivos Atividades Recursos Plno Anul de Atividdes do Pré-Escolr Dt Tem Objetivos Atividdes Recursos Setembro Integrção /dptção ds crinçs -Promover integrção/ (re) dptção ds crinçs á creche; -Proporcionr um mbiente que permit às

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plno de Trblho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Hbilitção Profissionl:Técnic de Nível Médio de TÉCNICO EM CONTABILIDADE

Leia mais

1.8 Não será permitida a inscrição simultânea em mais de 2 (dois) componentes curriculares a serem lecionados no mesmo período.

1.8 Não será permitida a inscrição simultânea em mais de 2 (dois) componentes curriculares a serem lecionados no mesmo período. VISO PÚBLICO Nº 04/UNOESC-R/2015 O Reitor d Universidde do Oeste de Snt Ctrin Unoesc, Unoesc Virtul, entidde educcionl, crid pel Lei Municipl nº 545/68 e estruturd de direito privdo, sem fins lucrtivos,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL Nº17/2014 PPG/CPG/UEMA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL Nº17/2014 PPG/CPG/UEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COODERNAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO - CPG EDITAL Nº17/2014 PPG/CPG/UEMA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 004/2012 UNEMAT A, no uso de sus tribuições legis e em cumprimento ds norms prevists no rtigo

Leia mais

E D I T A L N º 0 3 / 2 0 1 5

E D I T A L N º 0 3 / 2 0 1 5 E D I T A L N º 0 3 / 2 0 1 5 A FACULDADE DE TECNOLOGIA MACHADO DE ASSIS FAMA, trvés d Comissão do Processo Seletivo COPS, comunic os interessdos bertur ds inscrições o PROCESSO SELETIVO pr ingresso nos

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS LICITAÇÕES HOMOLOGADAS NO MÊS DE FEVEREIRO/2014

DEMONSTRATIVO DAS LICITAÇÕES HOMOLOGADAS NO MÊS DE FEVEREIRO/2014 ESTDO D BHI PREFEITUR MUNICIPL DE QUIJINGUE PODER EXECUTIVO MUNICIPL COMISSÃO DE LICITÇÃO DEMONSTRTIVO DS LICITÇÕES HOMOLOGDS NO MÊS DE FEVEREIRO/2014 Órgão/Entidade: PREFEITUR MUNICIPL DE QUIJINGUE Exercício:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALHOÇA FACULDADE MUNICIPAL DE PALHOÇA EDITAL N. 09/2012

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALHOÇA FACULDADE MUNICIPAL DE PALHOÇA EDITAL N. 09/2012 PREFEITUR MUNICIPL DE PLHOÇ FCULDDE MUNICIPL DE PLHOÇ EDITL N. 09/2012 Diretora Executiva da Faculdade Municipal de Palhoça, no uso de suas atribuições legais, e de acordo com o que prevê a Resolução n.

Leia mais

I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS:

I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS: PAINT 24 - I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS: 1.1 - Auditoris de Conformidde Uniddes Orig d dnd: Intern com bse nos resultdos d Mtriz de Risco elbord pel Auditori Intern Nº UNIDADE OBJETIVOS ESCOPO

Leia mais

Conheça a sua fatura da água!

Conheça a sua fatura da água! Conheç su ftur d águ! Jneiro de 20 FATURA/RECIBO N.º: 27 VALOR 8,7 Euros Município de Reguengos de Monsrz Titulr / Locl Mord ou sítio de leitur/do contdor Loclidde d mord de leitur NIF: Áre NIPC 07 040

Leia mais

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG 1º EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SENAC/AL

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG 1º EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SENAC/AL PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG 1º EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SENAC/AL 1. DO PROGRAMA 1.1. O PSG destin-se pessos de bix rend cuj rend fmilir mensl per cpit não ultrpsse 2 slários mínimos federis,

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Mnul de Operção e Instlção Clh Prshll MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Rev. B Novembro / 2008 S/A. Ru João Serrno, 250 Birro do Limão São Pulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA Calendário Acadêmico 1º Semestre 2016

COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA Calendário Acadêmico 1º Semestre 2016 COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA Clendário Acdêmico 1º Semestre 2016 DEZEMBRO / 20 14 21ª segund qurt Período de inscrição à colção de gru pelos prováveis formndos do 2º período letivo de 20, ns Uniddes

Leia mais

Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra

Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra Serviços de Acção Socil d Universidde de Coimbr Serviço de Pessol e Recursos Humnos O que é o bono de fmíli pr crinçs e jovens? É um poio em dinheiro, pgo menslmente, pr judr s fmílis no sustento e n educção

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MINISTRO ANDREAZZA Lei de Criação 372 13/02/92 PROGRAMA FINALÍSTICO

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MINISTRO ANDREAZZA Lei de Criação 372 13/02/92 PROGRAMA FINALÍSTICO PROGRAMA FINALÍSTICO PROGRAMA: 022 - Progrm Súde d Fmíli 1. Problem: Alto índice de pcientes que visitm unidde Mist de Súde pr trtr de problems que poderim ser resolvidos com visit do médico em su cs.

Leia mais

ANEXO I. Quadro de Categorias Funcionais. Cargos de Provimento Efetivo e Permanente

ANEXO I. Quadro de Categorias Funcionais. Cargos de Provimento Efetivo e Permanente LEI Nº 8.267, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2004 - D.O. 28.12.04 utor: Procuradoria-Geral de Justiça Transforma cargos de nalista, função Outras tividades de Nível Superior. SSEMBLÉI LEGISLTIV DO ESTDO DE MTO GROSSO,

Leia mais

SERVIÇO AUTONOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO

SERVIÇO AUTONOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO Unidade 14001 tividade SERVIÇO UTONOMO MUNICIPL ÁGU E ESGOTO CONVENID COM FUNDÇÃO NCIONL SÚ RU NTONIO COLETTO N 1228 Cep 86790-000 CGC 809102010001-65 LOBTO-PR PRNÁ Fones (44) 3249-1399 Fax (44) 3249-1399

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira 24/08/2015 Coorden Unidde de Ensino Médio e Técnico Cetec Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente 2015 Etec Profª Ermelind Ginnini Teixeir Código: 187 Município: Sntn

Leia mais

Regulamento. 03. Endereço: Rua Gomes Carneiro, Centro - Bagé/RS - CEP: ;

Regulamento. 03. Endereço: Rua Gomes Carneiro, Centro - Bagé/RS - CEP: ; Regulmento 01. Rzão Socil: Osmr Nicolini Supermercdos Ltd. - Mndtári; 02. Nome Fntsi: Supermercdos Nicolini; 03. Endereço: Ru Gomes Crneiro, 1298 - Centro - Bgé/RS - CEP: 96400-130; 04. Inscrição no CGC/MF:

Leia mais

CONSULTE A LISTA DE CONVÊNIOS PARTICIPANTES DA PROMOÇÃO

CONSULTE A LISTA DE CONVÊNIOS PARTICIPANTES DA PROMOÇÃO CONSULTE A LISTA DE CONVÊNIOS PARTICIPANTES DA PROMOÇÃO Fundção d UFPR (Desenvolvimento d Ciênci, tecnologi e d cultur) - FUNPAR Fundo Previdenciário do Município de Pulist Governo do Estdo d Príb Governo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ILUMINAÇÃO TÉCNICA FÁBRICAS DE CULTURA

TERMO DE REFERÊNCIA ILUMINAÇÃO TÉCNICA FÁBRICAS DE CULTURA TERMO DE REFERÊNCIA ILUMINAÇÃO TÉCNICA FÁBRICAS DE CULTURA CAPÃO REDONDO Ru Lubvitch, 64 01123010 Bom Retiro São Pulo SP Tel/Fx: 11 3361 4976 www.poiesis.org.br TRIluminção Técnic ArenCPR ÍNDICE DO TERMO

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO Curso: Engenhri de Produção Período/Módulo: 6º Período Disciplin/Unidde Curriculr: Simulção de Sistems de Produção

Leia mais

EDITAL INTERNO PROCESSO SELETIVO

EDITAL INTERNO PROCESSO SELETIVO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE FARMÁCIA EDITAL INTERNO PROCESSO SELETIVO 2017.1 1. Inscrições pr o Processo Seletivo: - Período: de 16 de jneiro 16 de fevereiro de 2017 - Locl: Sl do Colegido

Leia mais

RESULTADO DO JULGAMENTO DA FASE DE PROPOSTAS COMERCIAIS DA CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 060 / 2009 SESI/SENAI PR

RESULTADO DO JULGAMENTO DA FASE DE PROPOSTAS COMERCIAIS DA CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 060 / 2009 SESI/SENAI PR RESULTDO DO JULGMENTO D FSE DE PROPOSTS COMERCIIS D CONCORRÊNCI PÚBLIC Nº 060 / 2009 SESI/SENI PR Comissão de Licitações do Sistema FIEP, instituída pela Portaria nº 012/2009, informa o RESULTDO DO JULGMENTO

Leia mais

ELENCO DE CONTAS DE DESPESAS 2014

ELENCO DE CONTAS DE DESPESAS 2014 TRIBUNL DE CONTS DO ESTDO DO PRNÁ nexo IV da Instrução Técnica nº 20/2003 - de Contas da Despesa SIM-M/2014 C Ó D I G O TÍTULO Nível S/ ESPECIFICÇÃO Versão 3 0 00 00 00 00 DESPESS CORRENTES S Classificam-se

Leia mais

Progressões Aritméticas

Progressões Aritméticas Segund Etp Progressões Aritmétics Definição São sequêncis numérics onde cd elemento, prtir do segundo, é obtido trvés d som de seu ntecessor com um constnte (rzão).,,,,,, 1 3 4 n 1 n 1 1º termo º termo

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA E PUBLICAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N.º 001/2011.

EDITAL DE ABERTURA E PUBLICAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N.º 001/2011. EDITAL DE ABERTURA E PUBLICAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N.º 001/2011. O PREFEITO DE NOVA MUTUM ESTADO DE MATO GROSSO no uso de sus tribuições legis, torn público pr conhecimento dos interessdos,

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS

FICHA DE INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E GESTÃO DO ESTADO DO CEARÁ POLÍCIA MILITAR DO CEARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NO CARGO DE SOLDADO PM

Leia mais

ESTATÍSTICA APLICADA. 1 Introdução à Estatística. 1.1 Definição

ESTATÍSTICA APLICADA. 1 Introdução à Estatística. 1.1 Definição ESTATÍSTICA APLICADA 1 Introdução à Esttístic 1.1 Definição Esttístic é um áre do conhecimento que trduz ftos prtir de nálise de ddos numéricos. Surgiu d necessidde de mnipulr os ddos coletdos, com o objetivo

Leia mais

PLANO DE AÇÃO NEAD - ANO LETIVO 2014

PLANO DE AÇÃO NEAD - ANO LETIVO 2014 PLANO DE AÇÃO NEAD - ANO LETIVO 2014 APRENTAÇÃO: O NEAD, por meio de sus Coordenções de Cursos, Pedgógics de Tutori e de Polo é um unidde de gestão, com competênci pr executr s polítics e diretrizes d

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher)

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) ROGRAD 07 CURSO DE GRADUAÇÃO: FONOAUDIOLOGIA SÉRIE: SEMESTRE LETIVO DO ANO: 07 ( ) º SEMESTRE ( ) º SEMESTRE (X) º e º SEMESTRES LANO DE ENSINO DA DISCILINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO Código d Disciplin: Nome

Leia mais

Liberdade de expressão na mídia: seus prós e contras

Liberdade de expressão na mídia: seus prós e contras Universidde Estdul de Cmpins Fernnd Resende Serrdourd RA: 093739 Disciplin: CS101- Métodos e Técnics de Pesquis Professor: Armndo Vlente Propost de Projeto de Pesquis Liberdde de expressão n mídi: seus

Leia mais

EXAME MÉDICO, BIOMÉTRICO E PSICOTÉCNICO

EXAME MÉDICO, BIOMÉTRICO E PSICOTÉCNICO GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR DE POLÍCIA CIVIL O Secretário de Estdo d Segurnç, Defes e Ciddni do Estdo de Rondôni, no

Leia mais

Gerenciamento de Aquisições em Projetos de Obras

Gerenciamento de Aquisições em Projetos de Obras Gerencimento de Aquisições em Projetos de Obrs Frhd Abdollhyn, MSc., PMP MSP & PRINCE2 Prctitioner frhd@uol.com.br Ptrocindores: Relizção: Frhd Abdollhyn, PMP PRINCE2 Prctitioner Cyrus Associdos Apoio

Leia mais

METODOLOGIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO DO IFMG CAMPUS OURO PRETO

METODOLOGIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO DO IFMG CAMPUS OURO PRETO METODOLOGIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO DO IFMG CAMPUS OURO PRETO Objetivo gerl Dr continuidde o processo de plnejmento do IFMG Cmpus Ouro Preto. Objetivos específicos Apresentr o processo

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande FURG. Instituto de Matemática, Estatística e Física IMEF Edital 15 - CAPES MATRIZES

Universidade Federal do Rio Grande FURG. Instituto de Matemática, Estatística e Física IMEF Edital 15 - CAPES MATRIZES Universidde Federl do Rio Grnde FURG Instituto de Mtemátic, Esttístic e Físic IMEF Editl - CAPES MATRIZES Prof. Antônio Murício Medeiros Alves Profª Denise Mri Vrell Mrtinez Mtemátic Básic pr Ciêncis Sociis

Leia mais

a a 3,88965 $140 7 9% 7 $187 7 9% a 5, 03295

a a 3,88965 $140 7 9% 7 $187 7 9% a 5, 03295 Anuiddes equivlentes: $480 + $113 + $149 5 9% 5 VPL A (1, 09) $56, 37 A 5 9% 3,88965 5 9% 5 9% AE = = = = $14, 49 = 3,88965 AE B $140 $620 + $120 + 7 9% 7 VPL B (1, 09) $60, 54 = = = 5, 03295 7 9% 7 9%

Leia mais

MANUAL DE USO DA MARCA DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA

MANUAL DE USO DA MARCA DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA MANUAL DE USO DA MARCA DA MARÇO/2011 1 Identidde Visul Sobre o Mnul d Mrc Este mnul vis pdronizr e estbelecer regrs de uso pr mrc d Forç Aére Brsileir. Mrc é um símbolo que funcion como elemento identificdor

Leia mais

PLANO ANUAL DE TRABALHO

PLANO ANUAL DE TRABALHO PLANO ANUAL DE TRABALHO DE ARAUCÁRIA 06 smed@rucri.pr.gov.br 1 1. APRESENTAÇÃO O Conselho Municipl de Educção CME de Arucári, crido nos termos d Lei Municipl nº 1.527/04, de 02 de novembro de 04, é o órgão

Leia mais

6.1 Recursos de Curto Prazo ADMINISTRAÇÃO DO CAPITAL DE GIRO. Capital de giro. Capital circulante. Recursos aplicados em ativos circulantes (ativos

6.1 Recursos de Curto Prazo ADMINISTRAÇÃO DO CAPITAL DE GIRO. Capital de giro. Capital circulante. Recursos aplicados em ativos circulantes (ativos ADMINISTRAÇÃO DO CAPITAL DE GIRO 6.1 Recursos de curto przo 6.2 Administrção de disponibiliddes 6.3 Administrção de estoques 6.4 Administrção de conts 6.1 Recursos de Curto Przo Administrção Finnceir e

Leia mais

02/05/2013 a 30/05/ /05/2013 a 31/05/2013

02/05/2013 a 30/05/ /05/2013 a 31/05/2013 União Brsiliense de Educção e Cultur- UBECmntenedor d Fculdde Ctólic do Tocntins FACTO, por meio de seu Progrm de Serviço Socil, como lhe fcultm s legislções vigentes, relcionds e reltivs à concessão de

Leia mais

Especifique : (a) tipo de deficiência (b) organização das salas (por idades,...) (a) outro tipo de vinculo

Especifique : (a) tipo de deficiência (b) organização das salas (por idades,...) (a) outro tipo de vinculo Agrupmento Escols do Porto Alto Pré Escolr lunos Estb. De Educção Apoio Domicílios 0-1 1-2 2-3 Alunos em list lunos com NEE Alunos esper () 3 4 5 6 * 3 4 5 3 4 5 6 * Educdores sls Q. QDV único pessol não

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO

EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO EDITAL CAFPS N o 504/2014 Processo Seletivo Especil 2015-1 - ED A Comissão de Aplicção e Fisclizção do Processo Seletivo - CAFPS fz sber os interessdos

Leia mais

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM CURSOS OFERTADOS PELO SENAC

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM CURSOS OFERTADOS PELO SENAC PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM S OFERTADOS PELO SENAC O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO PARÁ, SENAC/PA, no uso de sus

Leia mais

CURSO DE CONSULTORIA, ASSESSORIA E PROCURADORIA JURÍDICA MUNICIPAL

CURSO DE CONSULTORIA, ASSESSORIA E PROCURADORIA JURÍDICA MUNICIPAL Signatária do Pacto Global da ONU CURSO DE CONSULTORIA, ASSESSORIA E PROCURADORIA JURÍDICA MUNICIPAL Em defesa das competências municipais e das políticas públicas municipais Módulo 1 Módulo 2 Módulo 3

Leia mais