E-Learning Uma estratégia para a qualidade do ensino/aprendizagem. Ensino a Distância

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "E-Learning Uma estratégia para a qualidade do ensino/aprendizagem. Ensino a Distância"

Transcrição

1 E-Learning Uma estratégia para a qualidade do ensino/aprendizagem (num contexto académico) Vou dividir a minha apresentação sobre... em 3 partes: Conceito de e-learning Apresentar a intranet dos alunos de introdução à medicina Tecer algumas considerações finais Não posso deixar de abordar/referir em 1º lugar um conceito mais amplo/lato, para chegar a definição de e-learning ensino a distância. Ensino a Distância É uma metodologia de ensino em que: o aluno não necessita de se encontrar com o professor numa determinada hora e local; a comunicação entre eles é suportada por outros meios. Segundo o Prof. Doutor Rocha Trindade, responsável pelo projecto Universidade Aberta, especialista em ensino a distância, deve utilizar-se a designação ensino a distância e não ensino à distância, utilizando assim um maior rigor de linguagem. Não se trata de um ensino com uma distância pré definida, mas sim uma distância qualquer; do mesmo modo dizemos salto em altura e não salto na altura, fato por medida e não fato pela medida. EAD é uma metodologia de ensino em que: o aluno não necessita de se encontrar com o professor numa determinada hora e local; a comunicação entre eles é suportada por outros meios (desde que não seja a habitual presença dos dois no mesmo espaço).

2 Meios Correios Televisão/rádio/ cassetes de vídeo e áudio e grupos de discussão (tipo forum) Web Ensino por correspondência Tele-educação Serviços telemáticos Comunidades virtuais e e-learning Que meios são estes, de ensino a distância (EAD), que não implicam que formando/formador se encontrem no mesmo espaço físico? Estes meios foram evoluindo de acordo com a evolução dos meios de comunicação São eles: os correios, a televisão/rádio/cassetes de áudio e vídeo, e grupos de discussão (tipo forum-chamados na altura por news)), e finalmente a internet (já mais evoluída, permite a criação de páginas web) Esta evolução tecnológica dos meios de comunicação é traduzida por por vários autores (ex. Arnold Santos, no seu livro Ensino a Distância e tecnologia de Informação ) em 4 gerações ou fases. São elas: Ensino por correspondência Com a evolução dos serviços postais, durante a segunda metade do século XIX, surgiram os primeiros cursos à distância nos Estados Unidos e na Europa. Esta geração caracterizou-se, essencialmente, pela troca de documentos em papel, tais como manuais, guias de estudo, livros e outros materiais impressos, entre o aluno e o professor, enviado através do correio habitual. Tele-educação Surgiu nos anos 60, e foi caracterizada pela difusão (broadcast) através do rádio, televisão, cassetes de áudio ou de vídeo. Nestes sistemas a comunicação era unidireccional, a não ser quando havia utilização do telefone ou troca de informações escritas. Serviços telemáticos Caracteriza-se pela utilização da comunicação bidireccional entre o professor e o aluno, e aproveita as capacidades do som, da imagem, dos movimentos para a transmissão do conhecimento. Nesta geração há mais ferramentas que permite uma maior flexibilidade e interacção entre os intervenientes. O surgimento da comunicação assíncrona, tais como o correio electrónico e os grupos de discussão (tipo fórum), permite não só a comunicação entre o aluno/professor como também a comunicação aluno/aluno, com possibilidades do aluno não só ver as suas dúvidas como as dos colegas. Comunidades virtuais e e-learning Com a evolução das tecnologias, os meios de comunicações descritos nas gerações ou fases anteriores, tornaram-se mais interactivas. Com a evolução da telemática e principalmente da Internet alteraram-se alguns conceitos de difusão e da gestão da informação que suportam as três gerações anteriores e também muitos dos conceitos clássicos, baseados na interacção presencial aluno/professor.

3 Conceito... é um processo planeado de aprendizagem que ocorre normalmente num local diferente do processo de ensino e, em consequência, exige técnicas pedagógicas especiais, métodos especiais de comunicação por tecnologia electrónica (ou outra), bem como processos organizativos e administrativos especiais. Então será que é só o veículo de comunicação, entre aluno/professor que muda, no EAD relativamente ao ensino presencial? NÃO Como salienta Michael Moore, EAD é um processo planeado de aprendizagem, que ocorre normalmente num local diferente do processo de Ensino e em consequência exige técnicas pedagógicas especiais, métodos especiais de comunicação por tecnologia electrónica ou outra bem como processos organizativos e administrativos especiais". E-Learning... a capacidade de uma pessoa participar num evento de aprendizagem, que poderá ser uma aula de uma universidade ou de um centro de formação, utilizando uma tecnologia como sistema de entrega dos conteúdos. A expressão e-learning traduzida literalmente significa aprendizagem electrónica. Elliot Masie, considerado como o pai do e-learning, foi o primeiro a divulgar este novo conceito nos Estado Unidos, ele define o e-learning como sendo a capacidade de uma pessoa participar num evento de aprendizagem, que poderá ser uma aula de uma universidade ou um centro de formação, utilizando uma tecnologia como sistema de entrega dos conteúdos. O e-learning é uma evolução tecnológica e pedagógica do Ensino Aberto (EA) e do Ensino a distância (EAD). Ele resulta essencialmente da integração das TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação) suportadas pela tecnologia Web em processos de ensino, mediando a comunicação entre os intervenientes deste processo e facilitando o acesso a fontes documentais das mais variadas natureza.

4 Intervenientes Aluno Professor Programa Tecnologia Intervenientes: O Aluno: Um bom aluno num sistema presencial não implica que seja um bom aluno num sistema online. Ele deve ser maduro, estar aberto a novas experiências, aceitar o pensamento crítico, querer e saber trabalhar colaborativamente, ser auto-motivado e finalmente dispor do tempo necessário para se manter ao corrente dos assuntos abordados. O e-learning beneficiam especialmente os alunos que: vivem distante da Instituição de Ensino, estão de alguma forma limitados à área de residência (deficientes motores, etc..), têm falta de tempo. Os requisitos mínimos de participação requerida aos alunos, no e-learning é o acesso a um computador ligado à Internet e a motivação. O e-learning proporciona um método de ensino com flexibilidade de tempo e de localização, possibilitando o acesso à instrução a qualquer hora e de qualquer lugar. O Professor: É da responsabilidade do professor o desenho do programa apropriado ao ensino on-line e o apoio tutorial. Deve deixar de ser o sábio do palco (única fonte de informação e comunicação num só sentido) para passar a ser o guia do aluno para ajudá-lo a descobrir e a sintetizar o material de estudo. Os professores têm experiência de vida além das credenciais académicas, devem sentir-se à vontade na comunicação escrita, devem introduzir o pensamento crítico na aprendizagem e são eles os responsáveis pela criação do bom ambiente na sala de aula virtual. O Programa: O programa (ou curriculum) deve ser desenhado especificamente para a natureza dos cursos on-line. Muitas vezes a passagem dos programas dos cursos presenciais não é linear para os cursos on-line é necessário a realização de algumas adaptações. Estes novos programas devem passar por um processo similar de aprovação dos seus equivalentes presenciais, deve ser projectado para promover o diálogo entre os participantes. A Tecnologia: A tecnologia deve ser de fácil utilização (intuitiva), acessível e barata, deve ser uma ferramenta e não o foco da aprendizagem. Este é um aspecto muito importante na realização de um curso on-line pois a utilização de uma ferramenta desapropriada pode complicar o processo de aprendizagem em vez de o facilitar. Penso, que o e-learning parece apresentar-se hoje, como resposta às necessidades emergentes de uma sociedade caracterizada por elevados níveis de competitividade, em que o "tempo" é um factor crítico no desenvolvimento dos indivíduos e das instituições. Um possível aumento da sua utilização deve-se em parte ao constante desenvolvimento das novas tecnologias, mas também à necessidade por parte de indivíduos/instituições em encontrar uma forma de aprendizagem de baixo custo, rápida, eficaz e de fácil acesso, características que penso que definem o e-learning..

5 Intranet como infra-estrutura de E-Learning Ensino, Formação e Aprendizagem conduzidos através da Intranet, quer na vertente de pesquisa e disponibilização da informação necessária, quer na vertente de interacção entre os diversos intervenientes. A definição de e-learning que vou descrever é a de que o e-learning significa Ensino, Formação e Aprendizagem conduzida através da Internet, quer na vertente de pesquisa e disponibilização da informação necessária quer na vertente de interacção entre os diversos intervenientes, isto é alunos, professores, programa e tecnologia. Intranet dos alunos

6

7

IMPLANTAÇÃO DE UNIVERSIDADES A DISTÂNCIA

IMPLANTAÇÃO DE UNIVERSIDADES A DISTÂNCIA IMPLANTAÇÃO DE UNIVERSIDADES A DISTÂNCIA João Vianney Doutor em Ciências Humanas PPGICH-UFSC Diretor de Educação a Distância do IESB Membro do Conselho de Ética da ABED Tá tudo muito bom... Tá tudo muito

Leia mais

Guia do Aluno. Guia do Aluno. Educação Sebrae SEBRAE. Educação Sebrae. Educação Sebrae SEBRAE. aprender sempre é um bom negócio

Guia do Aluno. Guia do Aluno. Educação Sebrae SEBRAE. Educação Sebrae. Educação Sebrae SEBRAE. aprender sempre é um bom negócio 1 Sumário Apresentação... 3 1.1 Como Acessar o Curso... 4 1.2 Estrutura e Metodologia... 5 1.3 Diferentes Personagens e seus Papéis... 5 1.4 Orientações Importantes sobre o Estudo... 6 1.5 Ambiente Virtual

Leia mais

VÍDEO AULA 1 APRESENTAÇÃO DO CURSO 100% ON LINE

VÍDEO AULA 1 APRESENTAÇÃO DO CURSO 100% ON LINE Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas VÍDEO AULA 1 APRESENTAÇÃO DO CURSO 100% ON LINE Coordenador Prof. Dorival Magro Junior Mestre em Ciência da Computação EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

LEARNING VERDADES. Pergunta: A flexibilidade do e-learning permite a qualquer pessoas de participar a processos educativos?

LEARNING VERDADES. Pergunta: A flexibilidade do e-learning permite a qualquer pessoas de participar a processos educativos? VERDADES, SONHOS, ENGANOS SOBRE O E- LEARNING VERDADES Pergunta: A flexibilidade do e-learning permite a qualquer pessoas de participar a processos educativos? Resposta: Sim ) Flexibilidade temporal (o

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: LPI00001

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: LPI00001 REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS Fundamentação Legal PARECER CNE/CP 28/2001, DE 02 DE OUTUBRO DE 2001 - Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária

Leia mais

Tutor de Formação a Distância

Tutor de Formação a Distância P ERFIL, D ELTAC ONSULTORES EM CONSÓRCIO Tutor de Formação a Distância Ficha Técnica Autores: Alcino Ferreira da Silva e Gabriela Paleta Título: Programa do Curso de Tutor de Formação a Distância Coordenação

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar da Nazaré. Atividade de Enriquecimento Curricular TIC. Pré-Escolar Nenúfares

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar da Nazaré. Atividade de Enriquecimento Curricular TIC. Pré-Escolar Nenúfares Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar da Nazaré Atividade de Enriquecimento Curricular TIC Pré-Escolar Nenúfares Docente: Telma Sá Ano Letivo: 2015/2016 1 O saber é um processo, não é um produto. Jerome

Leia mais

Introdução. Destinatários. Condições de Acesso

Introdução. Destinatários. Condições de Acesso Introdução A caça constitui uma importante ferramenta para a gestão da natureza e um excelente motor de desenvolvimento de um meio rural cada vez mais abandonado e sem atrativo para a juventude. A caça,

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ASPECTOS HISTÓRICOS

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ASPECTOS HISTÓRICOS 1ª Geração 2ª Geração 3ª Geração 4ª Geração 5ª Geração Ensino Por correspondência EAD via rádio e TV Novas experiências em EAD Universidades abertas e teleconferência Uso da Internet e das redes de computadores

Leia mais

Planeamento. Avaliação

Planeamento. Avaliação Planeamento e Avaliação Planeamento e Avaliação Definição de Planeamento Fases de Planeamento Plano vs Projecto Relatório O quê? PLANEAMENTO Planear uma actividade, evento ou projecto, significa responder

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010

Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Ficha de Unidade Curricular 2009/2010 Unidade Curricular Designação Ferramentas Digitais/Gráficas II Área Científica Design Gráfico e Multimédia Ciclo de Estudos Obrigatório Carácter: Obrigatório Semestre

Leia mais

O e-learning para suporte ao ensino presencial universitário

O e-learning para suporte ao ensino presencial universitário Aveiro, 20 de Outubro de 2005 O e-learning para suporte ao ensino presencial universitário Luis Borges Gouveia Professor Associado, FCT, UFP lmbg@ufp.pt Sociedade da Informação A Sociedade da Informação

Leia mais

ENSINO A DISTÂNCIA VERSUS PRESENCIAL

ENSINO A DISTÂNCIA VERSUS PRESENCIAL 1 ENSINO A DISTÂNCIA VERSUS PRESENCIAL Guilherme Jatobá 1 Paulo Roberto Gomes¹ Rafael Hideki Musuda¹ Vitor Naves¹ Rosângela Maura Correia Bonici 2 Resumo: Tanto o ensino a distância como o presencial,

Leia mais

Recensão bibliográfica Dezembro de 2013

Recensão bibliográfica Dezembro de 2013 Educação, Formação & Tecnologias (julho dezembro, 2013), 6 (2), 100 104 Recensão bibliográfica Dezembro de 2013 Maria Elisabeth Bianconcini de Almeida, Paulo Dias, Bento Duarte Silva (org.). Cenários de

Leia mais

Educação a Distância. O Computador na Educação EDU /2. Prof.ª Sandra Andrea Assumpção Maria Prof.ª Letícia Rocha Machado

Educação a Distância. O Computador na Educação EDU /2. Prof.ª Sandra Andrea Assumpção Maria Prof.ª Letícia Rocha Machado Educação a Distância O Computador na Educação EDU3375 2011/2 Prof.ª Sandra Andrea Assumpção Maria Prof.ª Letícia Rocha Machado 1 EAD: Conceituação A EAD recebeu diversas denominações em diferentes países,

Leia mais

Pós-Graduação Lato Sensu a Distância. 1º semestre 2012

Pós-Graduação Lato Sensu a Distância. 1º semestre 2012 Pós-Graduação Lato Sensu a Distância 1º semestre 2012 FEVEREIRO/2012 Índice dos Cursos de Pós-Graduação a distância Oferta: primeiro semestre 2012 Curso Mensalidade Total Pagina ÁREA: ADMINISTRAÇÃO MBA

Leia mais

Gerações da Educação a Distância. Wallyson Ribeiro Parente

Gerações da Educação a Distância. Wallyson Ribeiro Parente Gerações da Educação a Distância Wallyson Ribeiro Parente Introdução A educação a distância surgiu da necessidade de formação e qualificação profissionais de pessoas que não tinham acesso e/ou condições

Leia mais

Formação de professores de Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental: a experiência de validação de objetos de aprendizagem

Formação de professores de Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental: a experiência de validação de objetos de aprendizagem Formação de professores de Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental: a experiência de validação de objetos de aprendizagem Profa. Dra. Patricia Alejandra Behar Ms. Daisy Schneider Mestranda

Leia mais

Aluno(a): / / Cidade Polo: CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA PESQUISA E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (PED)

Aluno(a): / / Cidade Polo:   CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA PESQUISA E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (PED) Aluno(a): / / Cidade Polo: E-mail: CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA PESQUISA E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (PED) Preencha o GABARITO: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Observação: Nesta atividade há 10 (dez) questões de múltipla

Leia mais

MatMídia: Plataformas. Marianne Kogut Eliasquevici Suzana Cunha Lopes

MatMídia: Plataformas. Marianne Kogut Eliasquevici Suzana Cunha Lopes MatMídia: Plataformas Marianne Kogut Eliasquevici Suzana Cunha Lopes Objetivo da aula Introduzir os conceitos relacionados ao processo de ensino-aprendizagem em plataformas virtuais. Apresentar alguns

Leia mais

Curso de Especialização DIREITO AMBIENTAL

Curso de Especialização DIREITO AMBIENTAL Curso de Especialização DIREITO AMBIENTAL ÁREA DO CONHECIMENTO: Direito Meio ambiente. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Direito Ambiental. PERFIL PROFISSIONAL: Conhecer

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO -

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO - Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO - CAPÍTULO I Da Natureza, das Finalidades e dos Objetivos Art.

Leia mais

Recensão Crítica. Língua Portuguesa e Tecnologias de Informação e Comunicação. Docente: Prof. Fernanda Botelho. Teresa Cardim Nº

Recensão Crítica. Língua Portuguesa e Tecnologias de Informação e Comunicação. Docente: Prof. Fernanda Botelho. Teresa Cardim Nº Recensão Crítica Língua Portuguesa e Tecnologias de Informação e Comunicação Docente: Prof. Fernanda Botelho Teresa Cardim Nº 070142074 Raquel Mendes Nº 070142032 Setúbal, Novembro de 2009 Referência Bibliográfica

Leia mais

GUIA DOFORMANDO. Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho OHSAS

GUIA DOFORMANDO. Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho OHSAS GUIA DOFORMANDO Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho OHSAS 18001 www.intedya.pt 1. Bem-vindos ao campus virtual 2. Objetivos do curso 3. Índice de conteúdos 4. Guia de realização do curso

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA Brasília - 2016 1 Sumário 1. Acesso à plataforma 04 2. Cadastramento nas disciplinas 04 3. Edição do perfil 05 4. Envio de mensagens

Leia mais

ENSINO ONLINE Aprendizagem Acessível. Maria Irce Gomes de Sousa

ENSINO ONLINE Aprendizagem Acessível. Maria Irce Gomes de Sousa ENSINO ONLINE Aprendizagem Acessível Maria Irce Gomes de Sousa ENSINO ONLINE- Aprendizagem Acessível É visível em nossos dias percebermos um acentuado crescimento nas atuações em educação a distancia,

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP

CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP 1 CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP Ouro Preto MG Abril de 2014 Luciano Miguel Moreira

Leia mais

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa. Curso Tecnológico de Desporto. Estágio 12º G

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa. Curso Tecnológico de Desporto. Estágio 12º G 12º G Realizado por: Priscila Domingos nº 17 Professor responsável: André Ramos 2010/2011 Índice 1) Introdução... 4 2) Objectivos do... 5 2.1) Objectivos Gerais... 5 2.2) Objectivos Específicos... 5 3)

Leia mais

Contribuições da tecnologia para a formação de profissionais

Contribuições da tecnologia para a formação de profissionais Contribuições da tecnologia para a formação de profissionais M E S T R A D O P R O F I S S I O N A L E M C I Ê N C I A, T E C N O L O G I A E G E S T Ã O A P L I C A D A S À R E G E N E R A Ç Ã O T E C

Leia mais

Administração Pública Central

Administração Pública Central Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO PROJECTO... 3 2. RECOLHA E TRATAMENTO

Leia mais

Descrição do Perfil de Aprendizagem

Descrição do Perfil de Aprendizagem Critérios de Avaliação das Disciplinas de Tecnologias de Informação e Comunicação e de Oficinas de Multimédia 3º ciclo do Ensino Básico Departamento de Matemática e Informática Grupo 550-Informática Descrição

Leia mais

MANUAL DO ALUNO. AVA: treinaremcasa.com.br/ava

MANUAL DO ALUNO. AVA: treinaremcasa.com.br/ava MANUAL DO ALUNO A Treinar é uma escola com tradição na área de cursos de Informática, Tecnologia, Desenvolvimento Profissional e Educação a Distância. Oferece cursos do nível básico ao avançado, visando

Leia mais

CURSO PARA FORMAÇÃO DE FACILITADORES EM COMPETÊNCIAS TIC INÍCIO DO CURSO:

CURSO PARA FORMAÇÃO DE FACILITADORES EM COMPETÊNCIAS TIC INÍCIO DO CURSO: TIC Tecnologia: uma aliada da Educação CURSO PARA FORMAÇÃO INÍCIO DO CURSO: 19 OUT 2015 Aplicação Pedagógica no uso das TIC Promoção: Introdução para a educação e a aprendizagem. O mais relevante deles

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L

P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L P L A N I F I C A Ç Ã O A N U A L DEPARTAMENTO: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS ÁREA DISCIPLINAR: INFORMÁTICA DISCIPLINA: PSI CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS;

Leia mais

EDITAL Nº023/2013 PROGRAD/CIPEAD

EDITAL Nº023/2013 PROGRAD/CIPEAD EDITAL Nº023/2013 /CIPEAD EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO 2013 A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por

Leia mais

Informática na Medicina

Informática na Medicina Informática na Medicina Cristiano Sebolão Nº 26748 Pedro Arcão Nº 22408 João Marques Nº 27228 Introdução A informática na medicina constitui um suporte à decisão para profissionais, um instrumento de procura

Leia mais

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I Maceió, 18 de março de 2016. GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I Senhores pais ou responsáveis Já iniciamos os projetos pedagógicos do 1 trimestre letivo. As turmas de Jardim I estão desenvolvendo os

Leia mais

Acessibilidade inovadora

Acessibilidade inovadora Acessibilidade inovadora Como a UniEvangélica promoveu a integração entre sua comunidade de ouvintes e 22 colaboradores com deficiência auditiva Visão geral A UniEvangélica é uma instituição de ensino

Leia mais

ELABORADO POR ALBINO SZESZ JUNIOR E JEAN POPOATZKI (NUTEAD/UEPG) PONTA GROSSA, MARÇO DE 2017

ELABORADO POR ALBINO SZESZ JUNIOR E JEAN POPOATZKI (NUTEAD/UEPG) PONTA GROSSA, MARÇO DE 2017 ELABORADO POR ALBINO SZESZ JUNIOR E JEAN POPOATZKI (NUTEAD/UEPG) PONTA GROSSA, MARÇO DE 2017 Sumário Apresentação... 3 Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA-UEPG)... 4 Acessar o AVA-UEPG... 4 Login e senha...

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR A DISTÂNCIA EDITAL N. 04/2016

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR A DISTÂNCIA EDITAL N. 04/2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR A DISTÂNCIA EDITAL N. 04/2016 Seleção para tutoria a distância do Curso de Especializacão em Tecnologias da Informação e da Comunicação

Leia mais

VIII Oficinas de Formação A Escola na Sociedade da Informação e do Conhecimento praticar ao Sábado. E-learning. 3 de Março de 2007

VIII Oficinas de Formação A Escola na Sociedade da Informação e do Conhecimento praticar ao Sábado. E-learning. 3 de Março de 2007 VIII Oficinas de Formação A Escola na Sociedade da Informação e do Conhecimento praticar ao Sábado E-learning 3 de Março de 2007 Plataformas de E-learning em contexto educativo Intervenção de José Luís

Leia mais

Manual. Rede SEI EaD - Educação a Distância CETEG. Centro de Ensino Tecnológico de Goiás

Manual. Rede SEI EaD - Educação a Distância CETEG. Centro de Ensino Tecnológico de Goiás Manual Rede SEI EaD - Educação a Distância CETEG Centro de Ensino Tecnológico de Goiás CETEG - Centro de Ensino Tecnológico de Goiás Versão: 12/12/2016 12:23 Table of Contents REDE SEI EAD - EDUCAÇÃO A

Leia mais

O que é EAD? Quais as competências necessárias ao professor e tutor para a EAD?

O que é EAD? Quais as competências necessárias ao professor e tutor para a EAD? O que é EAD? Quais as competências necessárias ao professor e tutor para a EAD? Educação à distância A educação a distância (EaD) é definida como [...] o aprendizado planejado que ocorre normalmente em

Leia mais

Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior. Por: Diana da Silva Alves Santana

Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior. Por: Diana da Silva Alves Santana Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior Por: Diana da Silva Alves Santana INTRODUÇÃO A educação superior presencial vem perdendo espaço para o ciberespaço. As plataformas ou ambientes virtuais

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem MANUAL DO ALUNO

Ambiente Virtual de Aprendizagem MANUAL DO ALUNO Ambiente Virtual de Aprendizagem MANUAL DO ALUNO Bem-vindo (a) ao curso de Ambiente Virtual de Aprendizagem! Parceria entre a Uaitec e a Universidade Federal de Viçosa (UFV), o curso Ambiente Virtual de

Leia mais

Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000

Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000 Administração Pública Central Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Resultados 2000 NOTA TÉCNICA Universo de referência Organismos da Administração Pública Central Realização

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 872, DE 06 DE JULHO DE 2017

MINISTÉRIO DO TRABALHO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 872, DE 06 DE JULHO DE 2017 MINISTÉRIO DO TRABALHO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 872, DE 06 DE JULHO DE 2017 Aprova as diretrizes e requisitos mínimos para utilização da modalidade de ensino à distância (EaD) e semipresencial

Leia mais

GEOGRAFIA UNIVERSOS. Por que escolher a coleção Universos Geografia

GEOGRAFIA UNIVERSOS. Por que escolher a coleção Universos Geografia UNIVERSOS GEOGRAFIA Por que escolher a coleção Universos Geografia 1 Pensada a partir do conceito SM Educação Integrada, oferece ao professor e ao aluno recursos integrados que contribuem para um processo

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) PLANIFICAÇÃO ANUAL 8º ANO ANO LETIVO 2013/2014

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) PLANIFICAÇÃO ANUAL 8º ANO ANO LETIVO 2013/2014 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) PLANIFICAÇÃO ANUAL 8º ANO ANO LETIVO 2013/2014 Previsão de aulas 8º B Aulas previstas 33 1º Período 14 2º Período 12 3º Período 7 Planificação anual resumida

Leia mais

CURSO INTENSIVO. Vigilância Sanitária - Formação Básica, Intermediária e Avançada

CURSO INTENSIVO. Vigilância Sanitária - Formação Básica, Intermediária e Avançada CURSO INTENSIVO Vigilância Sanitária - Formação Básica, Intermediária e Avançada O EaDPLUS é um dos melhores portais de cursos à distância do Brasil e conta com um ambiente virtual de aprendizagem que

Leia mais

I Oficina de Formação em. Competências e Simulação

I Oficina de Formação em. Competências e Simulação I Oficina de Formação em Competências e Simulação I Oficina de Formação em Competências e Simulação 36 horas presenciais 15 horas e-learning SR Simulação Robótica SC Simulação Cênica 25 estudantes E E-learning

Leia mais

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS iii LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS Capítulo I Tabela nº 1 Composição da amostragem: professores e alunos em relação às quantidades de questionários enviados/recebidos na pesquisa.. 6 Tabela

Leia mais

Informática EAD. Professor Márcio Hunecke.

Informática EAD. Professor Márcio Hunecke. Informática EAD Professor Márcio Hunecke www.acasadoconcurseiro.com.br Informática Matéria Aula XX EAD EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação a distância (EAD) é uma modalidade de educação mediada por tecnologias,

Leia mais

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR)

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) O MOODLE (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) é um Ambiente Virtual de Ensino-Aprendizagem (AVEA) de código aberto, livre e gratuito que se mantém em desenvolvimento

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO

CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO An 2-A NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo

Leia mais

Desenvolvimento de Conteúdos para a Internet.

Desenvolvimento de Conteúdos para a Internet. Desenvolvimento de Conteúdos para a Internet. BYBruno Software - Soluções Informáticas (Portimão, Algarve, Portugal) Soluções para a Internet e Intranet da sua Empresa Desenvolvemos Soluções à medida do

Leia mais

Curso de Especialização em DIREITO EMPRESARIAL

Curso de Especialização em DIREITO EMPRESARIAL Curso de Especialização em DIREITO EMPRESARIAL ÁREA DO CONHECIMENTO: Direito. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Direito Empresarial. PERFIL PROFISSIONAL: Conhecer a doutrina,

Leia mais

INTERFACE GRÁFICA DA PLATAFORMA DE APRENDIZAGEM MOODLE Endereço: NOTÍCIAS ÁREA DE REGISTO / LOGIN CONTATOS

INTERFACE GRÁFICA DA PLATAFORMA DE APRENDIZAGEM MOODLE Endereço:  NOTÍCIAS ÁREA DE REGISTO / LOGIN CONTATOS OBJECTIVO Este guia tem como objetivo fornecer aos Encarregados de Educação uma breve explicação sobre o funcionamento da Plataforma de Aprendizagem Moodle do Colégio do Vale. O QUE É O MOODLE? O Moodle

Leia mais

Utilização e Manutenção do E-mail Corporativo Hernany Silveira Rocha

Utilização e Manutenção do E-mail Corporativo Hernany Silveira Rocha Utilização e Manutenção do E-mail Corporativo Hernany Silveira Rocha Agenda Formas de acesso ao e-mail corporativo Nivelamento do conhecimento sobre o e-mail Funcionalidades do Webmail O que é o e-mail

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE PRESENCIAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE PRESENCIAL 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE PRESENCIAL Guia Didático da Disciplina Mercado de Capitais José Thadeu Paulo Henriques

Leia mais

I. Actividade da APAVTForm

I. Actividade da APAVTForm FORMAÇÃO PROFISSIONAL Objectivos I. A actividade da APAVTForm II. O e-learning na Formação dos Profissionais de Turismo III. Projecto Madeira Specialist Email: pmoita@apavtform.pt 1 I. Actividade da APAVTForm

Leia mais

Guia do Participante

Guia do Participante Guia do Participante Bem-vindos à Oficina Online de AVA MOODLE Prezado Participante! Esta oficina tem por objetivo a oferta de um curso online de formação no uso tecnológico e pedagógico do AVA Moodle

Leia mais

MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS

MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS Belo Horizonte Município de Boane, Província de Maputo 2014 MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS INTRODUÇÃO O curso de Mestrado em Informação e

Leia mais

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática A UTILIZAÇÃO DE BLOGs COMO RECURSO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Maria Angela Oliveira Oliveira Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho matematicangela2007@yahoo.com.br Resumo: O Mini-Curso

Leia mais

Quadro de Referência Europeu de Garantia da Qualidade para a Educação e Formação Profissionais (Quadro EQAVET)

Quadro de Referência Europeu de Garantia da Qualidade para a Educação e Formação Profissionais (Quadro EQAVET) Quadro de Referência Europeu de Garantia da Qualidade para a Educação e Formação Profissionais (Quadro EQAVET) O que é? Modelo para garantir a qualidade das escolas profissionais implementado em toda a

Leia mais

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias República Federativa do Brasil Governo Federal Ministério da Educação Educação a Distância e as novas tecnologias Educação Personalizada Vencendo as Barreiras Geográficas e Temporais EAD NO ENSINO PRESENCIAL

Leia mais

Atribuições do professor-tutor da Seed/PR

Atribuições do professor-tutor da Seed/PR GESTÃO EM FOCO Programa de Fortalecimento da Gestão Escolar Secretaria de Estado da Educação do Paraná Governo do Paraná Atribuições do professor-tutor da Seed/PR Pauta da Reunião a) Edital de seleção

Leia mais

Manual do Aluno EaD. Esclareça suas dúvidas e conheça a EaD da UMC Universidade.

Manual do Aluno EaD. Esclareça suas dúvidas e conheça a EaD da UMC Universidade. Manual do Aluno EaD Esclareça suas dúvidas e conheça a EaD da UMC Universidade. Sumário 1. O que é educação a distância?... 4 2. Requisitos... 4 3. Dicas para seu estudo... 5 4. O que é Ambiente EaD?...

Leia mais

O CONTEXTO SOCIOTÉCNICO CONTEMPORÂNEO Diferentemente dos tradicionais meios de transmissão em massa, as tecnologias digitais são campo de

O CONTEXTO SOCIOTÉCNICO CONTEMPORÂNEO Diferentemente dos tradicionais meios de transmissão em massa, as tecnologias digitais são campo de Docência On Line INTRODUÇÃO A educação a Distância (EAD) se tornou uma realidade necessária nos dias atuais, tendo como objetivo ajudar e qualificar aquelas pessoas que não tiveram a oportunidade de estudarem

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Primeiros Passos.

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Primeiros Passos. Ambiente Virtual de Aprendizagem Primeiros Passos www.eadcetacvet.com.br Primeiro Acesso Este é um pequeno manual para que você possa interagir com o AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) da CETACVET.

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO I SENSIBILIZAÇÃO PARA O ELEARNING NA ORGANIZAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO I SENSIBILIZAÇÃO PARA O ELEARNING NA ORGANIZAÇÃO EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO I SENSIBILIZAÇÃO PARA O ELEARNING NA ORGANIZAÇÃO MÓDULO I - SENSIBILIZAÇÃO PARA O ELEARNING NA ORGANIZAÇÃO Projecto: Kit elearning, SAF/ Novabase, S.A. Equipa de Coordenação

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso

Leia mais

Medical Science Liaison: Um mercado competitivo em crescimento. Naiara Corrêa Nogueira de Souza PhD Cíntia Raquel Bombardieri PhD

Medical Science Liaison: Um mercado competitivo em crescimento. Naiara Corrêa Nogueira de Souza PhD Cíntia Raquel Bombardieri PhD 1 Medical Science Liaison: Um mercado competitivo em crescimento. Naiara Corrêa Nogueira de Souza PhD Cíntia Raquel Bombardieri PhD Medical Science Liaison (MSL) é um profissional com sólida formação científica

Leia mais

Modelo Unificado do Saber a Desenvolver no Âmbito do ISCE CI.

Modelo Unificado do Saber a Desenvolver no Âmbito do ISCE CI. Modelo Unificado do Saber a Desenvolver no Âmbito do ISCE CI. Com vista a envolver todos os intervenientes institucionais (docentes do quadro, docentes convidados, estudantes dos diversos graus de ensino

Leia mais

Desenho Instrucional aplicado em cursos online. Palestrante: Elisabeth Biruel

Desenho Instrucional aplicado em cursos online. Palestrante: Elisabeth Biruel Desenho Instrucional aplicado em cursos online Palestrante: Elisabeth Biruel Apresentar os aspectos que devem ser considerados no planejamento e na organização de um curso online Designer Instrucional

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e S.º João dos Montes. Projeto Educativo do Agrupamento Apresentação para Divulgação

Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e S.º João dos Montes. Projeto Educativo do Agrupamento Apresentação para Divulgação Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e S.º João dos Montes Projeto Educativo do Agrupamento Apresentação para Divulgação CARATERIZAÇÃO DOS TERRITÓRIOS ENVOLVIDOS NA CONSTITUIÇÃO DO AGRUPAMENTO

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 002/2013 - OFICINAS E PALESTRAS PARA INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E SERVIÇOS DE ACESSIBILIDADE O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO NO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO NA ESCOLA

PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO NA ESCOLA PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO NA ESCOLA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO PROFESSOR PDE NRE: CURITIBA MUNICÍPIO: CURITIBA PROFESSOR PDE: ELIZIANE ZELLA RIBEIRO CORAÇÃO ÁREA: LÍNGUA PORTUGUESA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais?

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais? Obs.: Para acessar os links deste guia basta clicar sobre o link. Obs².: Clicando sobre o link das perguntas aqui embaixo você será direcionado diretamente para a resposta que você procura. 1) Como devo

Leia mais

PLATAFORMA MOODLE: COMO ESTUDAR ONLINE NO ISCED?

PLATAFORMA MOODLE: COMO ESTUDAR ONLINE NO ISCED? PLATAFORMA MOODLE: COMO ESTUDAR ONLINE NO ISCED? www.isced.ac.mz www.isced.ac.mz A POSTURA DO ESTUDANTE EM EAD O ENSINO SUPERIOR É O MAIS ALTO NÍVEL DO SISTEMA EDUCATIVO E COMPREENDE OS CURSOS DE GRADUAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Executivo

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Executivo Conselho de Faculdade da da Universidade Nova de Lisboa REGIMENTO Artigo 1º Composição 1. O Conselho de Faculdade da FCM é constituído por treze membros, sendo oito docentes e investigadores, um estudante,

Leia mais

A ferramenta Virtual de educação a distância TelEduc como apoio pedagógico gico na educação presencial. Anair Altoé Jamile Santinello

A ferramenta Virtual de educação a distância TelEduc como apoio pedagógico gico na educação presencial. Anair Altoé Jamile Santinello A ferramenta Virtual de educação a distância TelEduc como apoio pedagógico gico na educação presencial Anair Altoé Jamile Santinello poio pedagógico gico na educação presencial O ambiente TelEduc Elaborado

Leia mais

PESSOAL DOCENTE AÇÕES DE FORMAÇÃO ACREDITADAS PELO CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA PARA O CENTRO EDUCATIS

PESSOAL DOCENTE AÇÕES DE FORMAÇÃO ACREDITADAS PELO CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA PARA O CENTRO EDUCATIS TREINO DA APTIDÃO MUSCULAR EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES Registo: CCPFC/ACC-61196/09 Válida até: 30-09-2012 Destinado a: Professores dos Grupos 260 e 620 AERÓBICA NA ESCOLA - METODOLOGIA BÁSICA Registo: CCPFC/ACC-61225/09

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO

CONTRIBUIÇÕES DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO ISSN: 2237-8022 (on-line) ISSN: 2318-4469 (CD-ROM) CONTRIBUIÇÕES DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO RESUMO Terezinha Severino da SILVA terezinhasilvafeitas@yahoo.com.br

Leia mais

EDITAL 013/2014 de Junho de 2014

EDITAL 013/2014 de Junho de 2014 Processo de Seleção Simplificado de Professor para Desempenhar Funções de Designer Instrucional, Diagramador, Web Designer e Suporte Técnico para AVA da Equipe Multidisciplinar do Núcleo de Educação a

Leia mais

GESTÃO DE MARKETING. Guia da Disciplina

GESTÃO DE MARKETING. Guia da Disciplina GESTÃO DE MARKETING Guia da Disciplina Informações sobre a Disciplina No ambiente competitivo e globalizado em que operam os negócios, o marketing tem assumido um papel determinante no sucesso e sobrevivência

Leia mais

Concepção de Formação Aberta e a Distância

Concepção de Formação Aberta e a Distância P ERFIL E D ELTAC ONSULTORES EM CONSÓRCIO Concepção de Formação Aberta e a Distância Ficha Técnica Autores: : Francisco Baptista e José Garcez de Lencastre Título: Programa do Curso de Concepção de Formação

Leia mais

ESTUDO DAS POTENCIALIDADES DO AMBIENTE TELEDUC. (AVA) TeleDuc AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM. Ricardo Augusto de Oliveira.

ESTUDO DAS POTENCIALIDADES DO AMBIENTE TELEDUC. (AVA) TeleDuc AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM. Ricardo Augusto de Oliveira. ESTUDO DAS POTENCIALIDADES DO AMBIENTE TELEDUC. (AVA) TeleDuc AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Ricardo Augusto de Oliveira. RICARDO AUGUSTO DE OLIVEIRA ESTUDO DAS POTENCIALIDADES DO AMBIENTE TELEDUC 1

Leia mais

Curso: Som e Imagem Ano Lectivo de 2004/2005. Disciplina: Artes Digitais Código:

Curso: Som e Imagem Ano Lectivo de 2004/2005. Disciplina: Artes Digitais Código: Curso: Ano Lectivo de 2004/2005 Disciplina: Código: Tipologia da Disciplina: Obrigatória Especificidade: Disciplinas de Formação Geral Enquadramento: Ano Semestre 2º Horas/Tipo: Teóricas Teórico-Práticas

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 JOVENS CRIATIVOS, EMPREENDEDORES PARA O SÉCULO XXI

CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 JOVENS CRIATIVOS, EMPREENDEDORES PARA O SÉCULO XXI 0 REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 1. OBJETIVOS Através de um concurso de ideias, a iniciativa INOVA! visa: Estimular o espírito empreendedor, criativo e inovador das crianças e dos jovens;

Leia mais

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA ASSOCIAÇÃO ESCOLA 31 DE JANEIRO 2012/13 PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA TRANSVERSALIDADE NA CORREÇÃO DA ESCRITA E DA EXPRESSÃO ORAL DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS INTRODUÇÃO A língua

Leia mais

Internet, Professores e Alunos:

Internet, Professores e Alunos: Henrique Teixeira Gil Escola Superior de Educação Castelo Branco hteixeiragil@mail.ese.ipcb.pt Internet, Professores e Alunos: Caminhar na Rede. Rede ou Teia de Aranha?! Origem, evolução e potencialidades

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Engenharia Licenciatura Engenharia Civil Unidade Curricular Sistemas de Informação e Bases de Dados Semestre: 2 Nº ECTS: 6,0 Regente Prof. Vítor Pereira Assistente

Leia mais

Métodos de Estudo & Investigação Científica

Métodos de Estudo & Investigação Científica medir é saber! Existe um Ensino que tem por objecto separar os que se destinam a saber e governar dos que se destinam a ignorar e obedecer! ( in Filix) MÉTODOS DE ESTUDO Plano Analítico - MEIC 1. Introdução:

Leia mais

Curso de Especialização em ENSINO DA LINGUA PORTUGUESA

Curso de Especialização em ENSINO DA LINGUA PORTUGUESA Curso de Especialização em ENSINO DA LINGUA PORTUGUESA ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Ensino de Língua Portuguesa. OBJETIVO DO CURSO:

Leia mais

Os salários de 15 áreas de TI nas cinco regiões do Brasil

Os salários de 15 áreas de TI nas cinco regiões do Brasil Os salários de 15 áreas de TI nas cinco regiões do Brasil Entre 2011 e 2012, os salários na área de tecnologia da informação (TI) cresceram em média 10,78% um número animador, que pode motivar jovens estudantes

Leia mais

Eng.º Silvio Almada Associação Angolana de Providores de Serviço de Internet AAPSI

Eng.º Silvio Almada   Associação Angolana de Providores de Serviço de Internet AAPSI Eng.º Silvio Almada Email: silvio.almada@aapsi.og.ao Associação Angolana de Providores de Serviço de Internet AAPSI Junho de 2014 1 AAPSI - Sumário 2 EaD & TIC s - Introdução Declaração Universal dos Direitos

Leia mais

Palavras -chave: EAD, materiais didáticos, critérios de avaliação.

Palavras -chave: EAD, materiais didáticos, critérios de avaliação. OS CRITÉRIOS DE QUALIDADE NO MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO NA EAD Autora: Lucicleide da Silva (UNEAL/UFAL) lucicleide2004@ig.com.br Drª. Cleide Jane de Sá Araújo Costa (UFAL) cleidejanesa@gmail.com RESUMO:

Leia mais

Introdução ao e-learning

Introdução ao e-learning Introdução ao e-learning Francisco Restivo FEUP/IDIT fjr@fe.up.pt Guião Ser um e-aprendente competente Trabalho de casa: pensar num curso Ser um desenhador de cursos competente Trabalho de casa: desenhar

Leia mais

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2 CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

Leia mais