Quadro sintético de ações na perspectiva da gestão democrática

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quadro sintético de ações na perspectiva da gestão democrática"

Transcrição

1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO EM GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA PÚBLICA/TCC (TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO) Prezado/a professor/a cursista, Como parte do Curso de Gestão Democrática, com duração de 80 horas, deverá ser elaborado um Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública, que constituirá a 2ª parte do curso. A apresentação deste Plano correspondente a 40 horas não presenciais e é requisito indispensável para conclusão do curso e para certificação. O conjunto de temas e conteúdos abordados na primeira parte do Curso, com duração de 40 horas, durante as aulas ministradas pela equipe de profissionais e professores da Secretaria Municipal de Educação, CEMEPE e da Faculdade de Educação da UFU, poderão ser utilizados na elaboração do Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública. Este Plano deverá ser elaborado em grupo, formado por no mínimo 5 (cinco) e no máximo 6 (seis) professores-cursistas em cada grupo (sendo que os integrantes deverão ser obrigatoriamente da mesma turma). Sua estrutura constará de três partes: Justificativa Objetivos Quadro sintético de ações na perspectiva da gestão democrática, tendo em vista algumas dimensões fundamentais para a organização do trabalho da escola. Para cada uma dessas partes você deverá observar as seguintes orientações: Justificativa Nesta parte do Plano deverá ser formulado um texto em que serão apresentados argumentos que justifiquem a importância de um plano de ação coerente e consistente como instrumento orientador na construção da gestão democrática na escola pública. Este texto da justificativa deverá ser breve, objetivo, claro e conciso, com no mínimo duas e no máximo cinco páginas. Objetivos Nesta parte deverão ser apresentados objetivos a serem alcançados na democratização da gestão da escola por meio do Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública. Para tanto, deverão ser formulados um objetivo geral e, no mínimo, cinco objetivos específicos. Quadro sintético de ações na perspectiva da gestão democrática 1

2 Na última parte do Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública deverão ser apresentadas estratégias e ações de curto, médio e longo prazo que poderiam ser implementadas na construção de uma gestão democrática na escola. Estas ações deverão abranger, obrigatoriamente, as seguintes dimensões: I. Articulação da escola com seu entorno e território (comunidade local, associações, igrejas, ONGs, etc.). II. Projeto Político-Pedagógico da Escola: elaboração e implementação com a participação dos professores, servidores, alunos, pais, comunidade local. III. Funcionamento do Conselho Escolar. IV. Articulação da escola com as famílias. V. Respeito aos direitos humanos e à diversidade étnica, racial, sexual, gênero etc. Além destas cinco dimensões obrigatórias, cada grupo deverá formular propostas para outras cinco dimensões indicadas abaixo: i. Desenvolvimento de projetos de ação pedagógica na escola (feiras, mostras culturais-científicas, gincanas etc.). ii. Desenvolvimento de práticas pedagógicas interdisciplinares na escola (pedagogia de projeto). iii. Melhoria do ensino e da aprendizagem na escola. iv. Avaliação do ensino e da aprendizagem. v. Avaliação institucional da escola (avaliação externa, autoavaliação etc.). vi. Enfrentamento do preconceito na escola (racismo, homofobia, etc.). vii. Enfrentamento da violência no contexto escolar (bulling, gangues, brigas etc.). viii. Formação continuada no cotidiano da escola. ix. Organização estudantil na escola (grêmios estudantis, representação estudantil etc). x. Organização dos pais na escola (associação de pais, etc.). xi. Organização do orçamento e aplicação dos recursos financeiros da escola. xii. Funcionamento do Conselho Fiscal da Caixa Escolar. O quadro sintético de ações na perspectiva da gestão democrática deve seguir o modelo apresentado a seguir: 2

3 PLANO DE GESTÃO PARA UMA ESCOLA PÚBLICA DEMOCRÁTICA Quadro Sintético de Ações na Perspectiva da Gestão Democrática Dimensão Estratégias e ações de curto prazo Estratégias e ações de médio prazo Estratégias e ações de longo prazo Articulação da escola com seu entorno e território (comunidade local, associações, igrejas, ONGs, etc.) (dimensão obrigatória) Projeto Político-Pedagógico da Escola: elaboração e implementação com a participação dos professores, servidores, alunos, pais, comunidade local (dimensão obrigatória) Funcionamento do Conselho Escolar (dimensão obrigatória) Articulação da escola com as famílias (dimensão obrigatória) Respeito aos direitos humanos e à diversidade étnica, racial, sexual, gênero etc. (dimensão obrigatória) ATENÇÃO: Cada grupo deve escolher outras cinco dimensões dentre as indicadas acima e incluir no quadro a quantidade de linhas correspondentes. das dimensões selecionadas. das dimensões selecionadas. das dimensões selecionadas. Referências bibliográficas Após o quadro devem ser inseridas as referências bibliográficas consultadas pelo grupo para elaboração do Plano. Veja na página que se segue as orientações quanto à formatação do Plano. 3

4 . ORIENTAÇÕES QUANTO À FORMATAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO EM GESTÃO DEMOCRÁTICA Na elaboração do Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública deve ser observada a seguinte formatação do texto: Fonte Time New Roman, tamanho 12, espaço 1,5, margens (superior, inferior, esquerda e direita) de 3 cm. Numerar as páginas na parte inferior, à direita. O Plano deverá ter os seguintes elementos, conforme modelos que se seguem: CAPA PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNIDA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CURSO DE GESTÃO DEMOCRÁTICA PROFESSORES CURSISTAS: SUMÁRIO Justificativa... p.... Objetivos p.... PLANO DE AÇÃO EM GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA PÚBLICA Quadro Sintético de Ações na Perspectiva da Gestão Democrática p.... Referências bibliográficas P... Uberlândia ATENÇÃO Após o Sumário seguem as páginas correspondentes às partes que devem compor o PLANO DE AÇÃO conforme orientações anteriores: Justificativa Objetivos Quadro Sintético de Ações na Perspectiva da Gestão Democrática Considerações Finais Referências bibliográficas 4

5 Além da elaboração do Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública em forma de texto, conforme estas orientações, o Plano deverá ser apresentado, também, na forma de pôster/banner ORGANIZAÇÃO DOS PÔSTERES/BANNERS DOS PLANOS DE AÇÃO EM GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA PÚBLICA ELABORADOS PELOS PROFESSORES/CURSISTAS Os Planos de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública também serão apresentados na forma de pôsteres, no local de realização das atividades do Curso em Gestão Democrática, conforme calendário indicado abaixo. Para tanto, cada grupo deverá, além de elaborar o Plano conforme orientações anteriores, elaborar um pôster, na forma de banner, com as ideias centrais que apresentaram no Plano de Ação. Turma A Turma B Turma C 28 de setembro Apresentação na UFU 19 de outubro - Apresentação na UFU A definir (a data será postada no site da PMU). O pôster/banner deverá ter as seguintes dimensões: altura de 1,10m e largura de 0,90m. (demais orientações quanto ao formato serão postadas no site da PMU). A equipe de coordenação do Curso de Gestão Democrática poderá selecionar alguns pôsteres/banners para divulgação junto às escolas municipais de Uberlândia e, também, para a comunidade em geral, por meio da organização de exposições itinerantes nas instituições públicas de ensino e/ou em órgãos públicos como Prefeitura Municipal, Câmara Municipal, Universidade Federal de Uberlândia, dentre outros. Por meio desta divulgação pretende-se socializar as ideias, propostas, caminhos e perspectivas que os professores/as da rede municipal de Uberlândia apontam para o fortalecimento da escola pública neste município, na perspectiva da construção gestão democrática nessa escola. Isso porque esses/as professores/as trazem consigo mais do que ideias, propostas, mas sonhos, desejos e lutas por uma escola sempre melhor, de qualidade, democrática ESCLARECIMENTOS FINAIS Prezado/a professor/cursista, Como já mencionado inicialmente, a elaboração deste Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública tem como um de seus objetivos completar a formação realizada no Curso de Gestão Democrática, num total de 80 horas, sendo 40 horas correspondentes às aulas ministradas e as outras 40 horas correspondentes à elaboração do Plano de Ação. Mas, além disso, a elaboração e divulgação deste Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública visa, também, contribuir para que cada um possa refletir e propor ações que contribuam na construção da gestão democrática nas escolas públicas municipais de Uberlândia. Certamente, as propostas sistematizadas nos planos de ação a serem elaborados pelos grupos de professores/cursistas constituirão uma fonte rica e importante para subsidiar e orientar ações futuras nas escolas da rede municipal de Uberlândia. 5

6 Assim, com este exercício de elaboração e divulgação do Plano de Ação em Gestão Democrática na Escola Pública espera-se oportunizar um momento de reflexão coletiva de ideias, propostas, sugestões, que venham a contribuir no trabalho dos gestores escolares (diretores, vice-diretores, coordenadores pedagógicos, orientadores, supervisores etc.) das escolas municipais de Uberlândia. Bom trabalho! Contato e orientações: Comissão organizadora no CEMEPE - Adriana, Gilmar, Juscelina, Luís Antônio Núcleo de Gestão Democrática Fones: (34) / ramal: 22 Por que o contexto atual exige um novo olhar sobre a Gestão Escolar? A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem águias e não apenas galinhas. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda." Paulo Freire 6

EDITAL Nº 009, de 11 de março de 2016.

EDITAL Nº 009, de 11 de março de 2016. EDITAL Nº 009, de 11 de março de 2016. REGRAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS NA 13ª SEMANA ACADÊMICA FADISMA ENTREMENTES EDIÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS E DIREITO A Faculdade de Direito de Santa Maria (FADISMA),

Leia mais

A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE:

A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE: A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE: Trabalhos/Verificações da disciplina para o 1º semestre de 2010 Valor Data V1 (Verificação I): 10 pontos 11 de abril V2 (Verificação II): - OFICINA DE PRÁTICAS

Leia mais

ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II. Aula

ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II. Aula ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II Aula 5 Estágio Supervisionado em Ensino de Letras Geral OBJETIVOS - Exercitar a prática docente do ensino de língua portuguesa em escolas do ensino fundamental e médio. Específicos

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB EDITAL Nº 02/2009 CAPES/DEB PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS Estado do Rio de Janeiro CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS Gabinete do Vereador Thimoteo Cavalcanti Projeto de Resolução N.º004/2015 O Projeto de Resolução cria a Escola Legislativa da Câmara Municipal

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE ITAPIRANGA SEI FACULDADE DE ITAPIRANGA FAI 7º SEMIC - SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE PEDAGOGIA

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE ITAPIRANGA SEI FACULDADE DE ITAPIRANGA FAI 7º SEMIC - SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE PEDAGOGIA SOCIEDADE EDUCACIONAL DE ITAPIRANGA SEI FACULDADE DE ITAPIRANGA FAI 7º SEMIC - SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE PEDAGOGIA 3 SEMINÁRIO INSTITUCIONAL INTERDISCIPLINAR PIBID- FAI EDITAL DE INSCRIÇÃO

Leia mais

Inscrição com submissão de Trabalho 24/11/2014 até 15/12/2014. Inscrição sem submissão de Trabalho. Não há mais possibilidade de R$ 350,00 20/06/2015

Inscrição com submissão de Trabalho 24/11/2014 até 15/12/2014. Inscrição sem submissão de Trabalho. Não há mais possibilidade de R$ 350,00 20/06/2015 II CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO Período 15 a 17/07/2015 DIÁLOGO PEDAGÓGICO, DA EDUCAÇÃO INFANTIL AO ENSINO SUPERIOR: Prática Pedagógica a transposição didática frente aos desafios da contemporaneidade

Leia mais

MINUTA EM CONSTRUÇÃO

MINUTA EM CONSTRUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO MINUTA EM CONSTRUÇÃO RESOLUÇÃO POLÍTICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS E PROMOÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL Institui a Política de Ações Afirmativas

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LICENCIATURA EM LETRAS LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Auriflama, agosto de 2013 1 REGULAMENTO DO

Leia mais

VIII ENCONTRO MARANHENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS TEMA: A CONTABILIDADE A SERVIÇO DAS ORGANIZAÇÕES

VIII ENCONTRO MARANHENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS TEMA: A CONTABILIDADE A SERVIÇO DAS ORGANIZAÇÕES VIII ENCONTRO MARANHENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS TEMA: A CONTABILIDADE A SERVIÇO DAS ORGANIZAÇÕES São Luís/MA Outubro/2015 VIII ENCONTRO MARANHENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO

Leia mais

IVº Simpósio sobre Estudos Curriculares Reformas e Inovações Curriculares em Moçambique Maputo, 19 de Agosto de 2016 Campus de Lhanguene

IVº Simpósio sobre Estudos Curriculares Reformas e Inovações Curriculares em Moçambique Maputo, 19 de Agosto de 2016 Campus de Lhanguene 1 ESCOLA DOUTORAL EDUCAÇÃO/ CURRÍCULO Av. de Moçambique, km 1.6, Campus de Lhanguene, Maputo IVº Simpósio sobre Estudos Curriculares Reformas e Inovações Curriculares em Moçambique Maputo, 19 de Agosto

Leia mais

CAPÍTULO II - DA REALIZAÇÃO

CAPÍTULO II - DA REALIZAÇÃO REGIMENTO 3ª Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres Regimento CAPÍTULO I - DO OBJETIVO Art. 1º - A 3ª Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres, convocada pelo Decreto do Governo Estadual,

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Acompanhamento aos Projetos de Pesquisa I Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º 1 - Ementa (sumário, resumo) Trabalho resultante

Leia mais

EDITAL N. 03/2014 - CE, de 04 de setembro de 2014. Processo Seletivo para Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil

EDITAL N. 03/2014 - CE, de 04 de setembro de 2014. Processo Seletivo para Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO EDITAL N. 03/2014

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DA FACULDADE ARTHUR THOMAS

REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DA FACULDADE ARTHUR THOMAS REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DA FACULDADE ARTHUR THOMAS Rua Prefeito Faria Lima, 400, Jardim Maringá, Londrina PR Fone: (43) 3031-5050 CEP: 86.061-450 1 REGULAMENTO

Leia mais

21ª CIÊNCIA JOVEM REGULAMENTO EDUCAÇÃO CIENTÍFICA

21ª CIÊNCIA JOVEM REGULAMENTO EDUCAÇÃO CIENTÍFICA 21ª CIÊNCIA JOVEM REGULAMENTO EDUCAÇÃO CIENTÍFICA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS I.1. O prêmio Educação Científica contemplará um trabalho apresentado por professores(as) da educação básica e tem como objetivos:

Leia mais

Manual Operacional TCC 1 TCC 2 TCC ÚNICO MANUAL DO ALUNO TCC 1 TCC 2 TCC ÚNICO

Manual Operacional TCC 1 TCC 2 TCC ÚNICO MANUAL DO ALUNO TCC 1 TCC 2 TCC ÚNICO MANUAL DO ALUNO TCC 1 TCC 2 TCC ÚNICO 1 Sumário INFORMAÇÕES GERAIS... 3 REQUISITOS... 3 PERÍODO DAS INSCRIÇÕES... 3 INSCRIÇÃO NO WEBTCC... 4 PERÍODO DAS INSERÇÕES... 6 LOGIN... 6 FORMATAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO...

Leia mais

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS: COMUNICAÇÃO ORAL E PÔSTER. Inscrição

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS: COMUNICAÇÃO ORAL E PÔSTER. Inscrição NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS: COMUNICAÇÃO ORAL E PÔSTER Inscrição QUANTIDADE MÁXIMA DE TRABALHOS COMO AUTOR PRINCIPAL: 1 (um). QUANTIDADE MÁXIMA DE TRABALHOS COMO COAUTOR: 1 (um). QUANTIDADE MÁXIMA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor EDITAL Nº 007/UFFS/2014 - APOIO A PROJETOS DE FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA REFERENTE À AÇÃO

Leia mais

EDITAL 03/2012 - CE, de 03 de setembro de 2012

EDITAL 03/2012 - CE, de 03 de setembro de 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO EDITAL 03/2012 -

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente - 2015

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça S.P. Área de conhecimento: Ciências Humanas e suas Tecnologias

Leia mais

Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local

Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local Durante todo Estágio (Teórica e prática) Março a junho 2013 Mês de março e abril de 2013 25 a 31 março Preparação para o ingresso no Estágio Leitura obrigatória

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO 2016 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (UNIFEI)

EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO 2016 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (UNIFEI) 1 EDITAL DE SELEÇÃO PARA MESTRADO 2016 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (UNIFEI) O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEP) da Universidade Federal

Leia mais

Edital do II Concurso Luiz Antônio Barreto de Monografias INSTITUTO TOBIAS BARRETO DE EDUCAÇÃO E CULTURA

Edital do II Concurso Luiz Antônio Barreto de Monografias INSTITUTO TOBIAS BARRETO DE EDUCAÇÃO E CULTURA Edital do II Concurso Luiz Antônio Barreto de Monografias INSTITUTO TOBIAS BARRETO DE EDUCAÇÃO E CULTURA Disposições Gerais Art. I - O Instituto Tobias Barreto de Educação e Cultura vem por meio deste

Leia mais

Ciência da Computação (CC) e Sistemas de Informação (SI)

Ciência da Computação (CC) e Sistemas de Informação (SI) UNIP Universidade Paulista Ciência da Computação (CC) e Sistemas de Informação (SI) Orientações para as Atividades Práticas Supervisionadas 1º/2º semestres de 2015. TEMA PROPOSTA DO TRABALHO APRESENTAÇÃO

Leia mais

Regulamento contendo as Normas de Funcionamento dos LABORATÓRIOS INTERDISCIPLINARES DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES (LIFEs)

Regulamento contendo as Normas de Funcionamento dos LABORATÓRIOS INTERDISCIPLINARES DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES (LIFEs) Regulamento contendo as Normas de Funcionamento dos LABORATÓRIOS INTERDISCIPLINARES DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES (LIFEs) CAPÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º - Os Laboratórios Interdisciplinares

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Bragança Paulista, 30 de agosto de Profa. Márcia Aparecida Antônio Presidente

R E S O L U Ç Ã O. Bragança Paulista, 30 de agosto de Profa. Márcia Aparecida Antônio Presidente RESOLUÇÃO CONSEACC/BP 28/2016 APROVA O REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (ELABORAÇÃO E ORIENTAÇÃO), DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS, MODALIDADE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA,

Leia mais

F A C U L D AD E S E S T

F A C U L D AD E S E S T F A C U L D AD E S E S T Edital P R O C E S S O S E L E T I V O 2 0 1 6 2 º s e m e s t r e 2ª CHAMADA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA São Leopoldo 2016 A Faculdades EST torna pública a abertura das

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: LPI00001

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: LPI00001 REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS Fundamentação Legal PARECER CNE/CP 28/2001, DE 02 DE OUTUBRO DE 2001 - Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária

Leia mais

Escola São Paulo de Ciência Avançada - 4ª Chamada (Chamada FAPESP 18/2011)

Escola São Paulo de Ciência Avançada - 4ª Chamada (Chamada FAPESP 18/2011) FAPESP :: Home» Chamadas de Propostas Escola São Paulo de Ciência Avançada - 4ª Chamada (Chamada FAPESP 18/2011) Auxílio à Pesquisa Organização de Evento Científico Escola São Paulo de Ciência Avançada

Leia mais

CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MANUAL DE AT ATIVIDADES TRANSVERSAL

CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MANUAL DE AT ATIVIDADES TRANSVERSAL CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MANUAL DE AT ATIVIDADES TRANSVERSAL CONCEITOS, NORMAS E PROCEDIMENTOS REGULAMENTO ATIVIDADES TRANSVERSAL I DA DEFINIÇÃO Art. 1º Por Transversalidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Gestão Escolar IV Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 7º 1 - Ementa (sumário, resumo) Dimensões da participação: política,

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Prezados (as) Nos próximos dias 18 e 19 de outubro 2016 ocorrerá a IX Mostra de : na Contemporaneidade. Convidamos todos os discentes e docentes que inscrevam seus estudos e pesquisas realizadas no programa.

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE CURSOS DE ATUALIZAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO, COM FORMAÇÃO CONTINUADA

PROJETO BÁSICO DE CURSOS DE ATUALIZAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO, COM FORMAÇÃO CONTINUADA 1 PROJETO BÁSICO DE CURSOS DE ATUALIZAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO, COM FORMAÇÃO CONTINUADA 1. JUSTIFICATIVA DA PROPOSIÇÃO: 1.1.1. O Programa de Formação Continuada, para a Coordenação e Implementação das Diretrizes

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 h Semestre do Curso: 3º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 h Semestre do Curso: 3º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia da Pesquisa Aplicada a Educação I Carga Horária Semestral: 40 h Semestre do Curso: 3º 1 - Ementa (sumário, resumo) A natureza

Leia mais

Curso de Extensão Gênero e Diversidade na Escola Informações para o/a cursista

Curso de Extensão Gênero e Diversidade na Escola Informações para o/a cursista 1 of 23 Curso de Extensão Gênero e Diversidade na Escola 2010 Informações para o/a cursista - Informações Gerais - Metodologia do curso - Ambiente Virtual de Aprendizagem Rio de Janeiro Março/Abril 2010

Leia mais

FACULDADE DE HORTOLÂNDIA Ato de Recredenciamento: Port. 673, 25/05/2011, D.O.U, de 26/05/2011, Seção 1, págs. 18/19

FACULDADE DE HORTOLÂNDIA Ato de Recredenciamento: Port. 673, 25/05/2011, D.O.U, de 26/05/2011, Seção 1, págs. 18/19 INSTITUTO EDUCACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO Faculdade de Hortolândia REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Hortolândia 2015 1 TRABALHO DE CONCLUSÃO DO

Leia mais

Escrito por Assessoria de Comunicação I Qui, 01 de Maio de 2014 11:10 - Última atualização Qua, 07 de Maio de 2014 08:37

Escrito por Assessoria de Comunicação I Qui, 01 de Maio de 2014 11:10 - Última atualização Qua, 07 de Maio de 2014 08:37 PORTARIA Nº 2.761, DE 30 DE ABRIL DE 2014. DISPÕE SOBRE A ADESÃO DAS UNIDADES EDUCACIONAIS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE SÃO PAULO AOS PROGRAMAS EDUCACIONAIS DE ÂMBITO FEDERAL, SOB A ÉGIDE DO PROGRAMA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO EDITAL 006/2012 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: MAPEAMENTO O Projeto O Projeto BRA/06/032 comunica

Leia mais

Como elaborar um projeto de pesquisa?

Como elaborar um projeto de pesquisa? Como elaborar um projeto de pesquisa? O que é um projeto de pesquisa? Descreve as fases e os procedimentos de um processo de investigação científica a ser realizado. Projeto de Pesquisa pode ser definido

Leia mais

II CONGRESSO ACADÊMICO DE MEDICINA E SAÚDE (II CAMES)

II CONGRESSO ACADÊMICO DE MEDICINA E SAÚDE (II CAMES) II CONGRESSO ACADÊMICO DE MEDICINA E SAÚDE (II CAMES) EDITAL DE TEMAS LIVRES 1. DAS DISPOSIÇOES GERAIS Poderão ser inscritos no II Congresso Acadêmico de Medicina e Saúde (CAMES), a ser realizado entre

Leia mais

XVI SEMANA DE MONITORIA EDITAL

XVI SEMANA DE MONITORIA EDITAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO XVI SEMANA DE MONITORIA EDITAL A Universidade Federal Fluminense, de acordo com a Decisão do CEP nº 777/2006, de 13 de dezembro de 2006, realizará

Leia mais

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO ACESSIBILIDADE CULTURAL: ARTICULAÇÕES E REFLEXÕES NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES Edital

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO ACESSIBILIDADE CULTURAL: ARTICULAÇÕES E REFLEXÕES NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES Edital CURSO DE APERFEIÇOAMENTO ACESSIBILIDADE CULTURAL: ARTICULAÇÕES E REFLEXÕES NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES Edital O grupo de pesquisa Núcleo de Estudos em Formação Docente, Tecnologias e Inclusão (NEFTI) torna

Leia mais

Ações Concretas do PIBID de Matemática no Colégio Nestório Ribeiro. Palavras chaves: Ações concretas. Monitorias/Tutorias. Laboratório de Matemática.

Ações Concretas do PIBID de Matemática no Colégio Nestório Ribeiro. Palavras chaves: Ações concretas. Monitorias/Tutorias. Laboratório de Matemática. Ações Concretas do PIBID de Matemática no Colégio Nestório Ribeiro Relicler Pardim GOUVEIA 1 ; Stefane dos Santos REZENDE 2 ; Elizeu Antônio dos SANTOS 3 ; Braulio Sousa CARRIJO 4 ; Marineide Faustino

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 1/2008

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 1/2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS A redação de um relatório científico tem como um de seus principais objetivos registrar com exatidão e clareza como o experimento foi realizado e compreendido.

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Estágio (TCE)

Trabalho de Conclusão de Estágio (TCE) MODELO 1 ROTEIRO DE AUXÍLIO PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO Trabalho de Conclusão de Estágio (TCE) Estagiário (a): O resultado do seu estágio deve ser transformado em um Trabalho

Leia mais

IX ENCONTRO MARANHENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS TEMA

IX ENCONTRO MARANHENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS TEMA IX ENCONTRO MARANHENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS TEMA A INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO INSTRUMENTO DE TRANSPARÊNCIA E CONTROLE SOCIAL São Luís/MA Outubro/2017 IX ENCONTRO MARANHENSE

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Justificativa

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Justificativa MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA COORDENAÇÃO GERAL DE DIREITOS HUMANOS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA ORIENTAÇÕES EDIÇÃO 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA ORIENTAÇÕES EDIÇÃO 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA ORIENTAÇÕES EDIÇÃO 2015 DESCRIÇÃO DOS MATERIAIS 2015 Caderno de apresentação. Caderno para gestores e equipe pedagógica

Leia mais

NORMAS PARA ENVIO DE ARTIGO

NORMAS PARA ENVIO DE ARTIGO NORMAS PARA ENVIO DE ARTIGO Os artigos submetidos ao VII Simpósio de Administração: Os desafios do empreendedorismo frente ao contexto político e econômico brasileiro deverão ser apresentados em língua

Leia mais

1 - NORMAS GERAIS O processo de inscrição para Curso de Aperfeiçoamento UNIAFRO -

1 - NORMAS GERAIS O processo de inscrição para Curso de Aperfeiçoamento UNIAFRO - EDITAL Nº 05/2017 SELEÇÃO DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO UNIAFRO POLÍTICA DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL NA ESCOLA 4ª edição A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por meio do Centro

Leia mais

ANEXO II PROJETO DE MELHORIA DO ENSINO MÉDIO NOTURNO REGULAMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

ANEXO II PROJETO DE MELHORIA DO ENSINO MÉDIO NOTURNO REGULAMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Esplanada dos Ministérios, Bloco L 70047-902 Brasília DF ANEXO II PROJETO DE MELHORIA DO ENSINO MÉDIO NOTURNO REGULAMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art.

Leia mais

EDITAL 02/2016 SUBMISSÃO DE TRABALHOS

EDITAL 02/2016 SUBMISSÃO DE TRABALHOS EDITAL 02/2016 SUBMISSÃO DE TRABALHOS A Comissão Científica da Semana Universitária 2016 FACAPE & UPE, no uso de suas atribuições, torna público as normas que nortearão o processo de submissão, avaliação

Leia mais

IMPLEMENTANDO CULTURA DE PAZ. Palavras-chave: Educação, Direitos Humanos, Cultura de paz, Cidadania.

IMPLEMENTANDO CULTURA DE PAZ. Palavras-chave: Educação, Direitos Humanos, Cultura de paz, Cidadania. IMPLEMENTANDO CULTURA DE PAZ Área temática: Direitos Humanos e Justiça Adriana Hartemink Cantini 1 Elisângela Maia Pessôa 2 Simone Barros de Oliveira 3 Elaine Santos da Rosa 4 Alexia Dorneles 5 Raphaela

Leia mais

RESOLUÇÃO TGT Nº 06/2015

RESOLUÇÃO TGT Nº 06/2015 ANO XLV N. 098 14/07/2015 SEÇÃO IV PÁG. 076 RESOLUÇÃO TGT Nº 06/2015 Niterói, 24 de junho de 2015 O Colegiado do Curso de Graduação em Engenharia de Telecomunicações, em reunião ordinária de 24/06/2015,

Leia mais

GESTÃO PENITENCIÁRIA: uma proposta de matriz curricular padrão

GESTÃO PENITENCIÁRIA: uma proposta de matriz curricular padrão 1 GESTÃO PENITENCIÁRIA: uma proposta de matriz curricular padrão O estabelecimento de uma Matriz Curricular Padrão, em âmbito nacional, para cursos de especialização em gestão penitenciária resultou dos

Leia mais

PORTARIA Nº 155, DE 22 DE MARÇO DE 2016

PORTARIA Nº 155, DE 22 DE MARÇO DE 2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 155, DE 22 DE MARÇO DE 2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO DOU de 23/03/2016 (nº 56, Seção 1, pág. 19) Altera a Portaria MEC nº 1.458,

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014. SEMANA DE ARTE, CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO

EDITAL Nº 01/2014. SEMANA DE ARTE, CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO EDITAL Nº 01/2014 SEMANA DE ARTE, CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia Campus Simões Filho torna público o presente edital para o desenvolvimento

Leia mais

23 a 27 de outubro de 2017 NORMAS PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS

23 a 27 de outubro de 2017 NORMAS PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS I Semana do Conhecimento VI SEMCITEC Semana de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento de Guarulhos 23 a 27 de outubro de 2017 NORMAS PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS I. A SEMCITEC A SEMCITEC - Semana

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2017 Plano de Curso nº 213 aprovado pela portaria Cetec nº Nº 134, de 04 / 10 / 2012 Etec Profª Maria Cristina Medeiros

Leia mais

EDITAL PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS AO FÓRUM AMAZÔNICO DE DIREITO PROCESSUAL

EDITAL PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS AO FÓRUM AMAZÔNICO DE DIREITO PROCESSUAL O Presidente do Conselho Editorial do Fórum Amazônico de Direito Processual, Dr. André Luiz de Oliveira Brum, nos usos de suas atribuições, faz a todos saber que estão abertas as inscrições para submissão

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O

ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O O QUE É UM PROJETO DE INTERVENÇÃO? Na perspectiva do desenvolvimento das habilidades e competência do eixo do Programa de Aprendizagem em Atenção

Leia mais

O ENSINO DE ARTES VISUAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA/PB

O ENSINO DE ARTES VISUAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA/PB O ENSINO DE ARTES VISUAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA/PB Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV) Universidade Federal da Paraíba (UFPB) / Universidade Federal de Pernambuco

Leia mais

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFERÊNCIA EM FORMAÇÃO E

Leia mais

Formação Pedagógica Inicial de Formadores Objetivos Gerais Este Curso, homologado pelo IEFP, visa dotar os participantes das técnicas, conhecimentos e competências necessárias á apresentação com sucesso

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MATO GROSSO DO SUL (Neabi)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MATO GROSSO DO SUL (Neabi) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MATO GROSSO DO SUL (Neabi) CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente

Leia mais

COMISSÃO DE PESQUISA CENTRO UNIVERSITÁRIO REDENTOR EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

COMISSÃO DE PESQUISA CENTRO UNIVERSITÁRIO REDENTOR EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA COMISSÃO DE PESQUISA CENTRO UNIVERSITÁRIO REDENTOR EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Pelo presente edital ficam estabelecidos os critérios e as vagas relativas ao processo de seleção

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Avaliação do Ensino Aprendizagem Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 8º 1 - Ementa (sumário, resumo) Contextualização histórica

Leia mais

I MOSTRA CIENTÍFICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE FVJ

I MOSTRA CIENTÍFICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE FVJ I MOSTRA CIENTÍFICA DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE FVJ OBJETIVOS: A I Mostra Científica do Curso de Direito da Faculdade do Vale do Jaguaribe FVJ visa promover a troca de conhecimentos

Leia mais

CAPÍTULO II DA ESTRUTURA DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

CAPÍTULO II DA ESTRUTURA DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES, que dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Núcleo de Prática Jurídica - NUPRAJUR

Leia mais

Dicas Acadêmicas. Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Normas ABNT

Dicas Acadêmicas. Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Normas ABNT Dicas Acadêmicas Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Normas ABNT ABNT Fundada em 1940, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o órgão responsável pela normalização técnica no país, fornecendo

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA. Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA. Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO Campo Limpo Paulista 2016 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SUBMISSÃO DE ARTIGOS VI JORNADA DE CONTABILIDADE DA FCST

REGULAMENTO PARA A SUBMISSÃO DE ARTIGOS VI JORNADA DE CONTABILIDADE DA FCST REGULAMENTO PARA A SUBMISSÃO DE ARTIGOS VI JORNADA DE CONTABILIDADE DA FCST Este Regulamento tem como objetivo comunicar as orientações, normas e demais informações pertinentes à submissão de artigos da

Leia mais

RESOLUÇÃO/SED n , de 8 de dezembro de 2011.

RESOLUÇÃO/SED n , de 8 de dezembro de 2011. RESOLUÇÃO/SED n. 2.491, de 8 de dezembro de 2011. Dispõe sobre o Projeto de Implementação das Salas de Tecnologias Educacionais - STEs e a utilização das diversas tecnologias midiáticas nas unidades escola

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU

PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU 2015-2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRIFANA, SANTA MARIA DA FEIRA PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRIFANA, SANTA MARIA DA FEIRA 2015-2017 Aprovado

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira Coordenação de Pesquisa e Coordenação de Extensão

Universidade Federal do Rio de Janeiro Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira Coordenação de Pesquisa e Coordenação de Extensão Universidade Federal do Rio de Janeiro Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira Coordenação de Pesquisa e Coordenação de Extensão EDITAL nº 1 Coordenação de Pesquisa/Coordenação de Extensão 2016 VIII JORNADA

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES

MANUAL DE ORIENTAÇÕES MANUAL DE ORIENTAÇÕES ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO - LICENCIATURAS SP 2011 APRESENTAÇÃO Este Manual de Estágio Curricular Supervisionado tem o objetivo de possibilitar aos coordenadores, professores-supervisores

Leia mais

REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS CAPÍTULO I DA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS CAPÍTULO I DA SUBMISSÃO DE TRABALHOS REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS A Comissão Científica e a Comissão de Avaliação de Trabalhos estabelecem os critérios para a submissão de trabalhos científicos para o CONBRAN 2016.

Leia mais

EDITAL 03/2016 EDUCAÇÃO

EDITAL 03/2016 EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO Diretoria de Formação e Desenvolvimento Profissional Fone: (81) 3073.6629 CNPJ: 09.773.169/0001-59 www.fundaj.gov.br EDITAL 03/2016 CURSO DE FORMAÇÃO DE CONSELHEIROS

Leia mais

Faculdade Monteiro Lobato

Faculdade Monteiro Lobato REGULAMENTO N º 04/2015 Dispõe sobre a forma e o prazo de integralização das atividades complementares e seminários na Faculdade Monteiro Lobato. Art. 1º - A integralização das atividades complementares/seminários,

Leia mais

DOCUMENTO SUBSIDIO PARA ASSEMBLÉIA GERAL DA ANPSINEP

DOCUMENTO SUBSIDIO PARA ASSEMBLÉIA GERAL DA ANPSINEP DOCUMENTO SUBSIDIO PARA ASSEMBLÉIA GERAL DA ANPSINEP RESGATE HISTÓRICO Em 2010, por ocasião da realização do I Encontro Nacional de Psicólogas(os) Negras(os) e Pesquisadoras(es) sobre Relações Raciais

Leia mais

1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Organização Pan Americana de Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde Associação Brasileira da Rede Unida

Leia mais

CHAMADA DE TRABALHOS

CHAMADA DE TRABALHOS SECITEX 2017 V SIMPÓSIO DE EXTENSÃO CHAMADA DE TRABALHOS O Simpósio de Extensão teve início em 2013 com a finalidade reunir a comunidade acadêmica para discutir as temáticas da extensão no âmbito dos Institutos

Leia mais

A ECONOMIA DA SAÚDE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO

A ECONOMIA DA SAÚDE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO Secretaria Estadual de Saúde Secretaria Executiva de Coordenação Geral Diretoria Geral de Ciência e Tecnologia A ECONOMIA DA SAÚDE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO Encontro Regional de Economia da Saúde Março

Leia mais

Didática e Formação de Professores: provocações. Bernardete A. Gatti Fundação Carlos Chagas

Didática e Formação de Professores: provocações. Bernardete A. Gatti Fundação Carlos Chagas Didática e Formação de Professores: provocações Bernardete A. Gatti Fundação Carlos Chagas Vivemos tensões nas propostas e concretizações da formação inicial de professores, com padrões culturais formativos

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS UNICRUZ - UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS UNICRUZ - UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS UNICRUZ - UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES Art. 1º - O presente regulamento estabelece as normas para a efetivação

Leia mais

EDITAL Nº 117/2015 Referente ao Aviso Nº 091/2015, publicado no D.O.E. de 30.10.2015

EDITAL Nº 117/2015 Referente ao Aviso Nº 091/2015, publicado no D.O.E. de 30.10.2015 EDITAL Nº 117/2015 Referente ao Aviso Nº 091/2015, publicado no D.O.E. de 30.10.2015 O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, torna público a

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 224 aprovado pela portaria Cetec nº 168 de 07/05/2013 Etec Sylvio de Mattos Carvalho Código: 103 Município: Matão Eixo Tecnológico: Gestão

Leia mais

FORMAÇÃO DOCENTE NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG

FORMAÇÃO DOCENTE NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG FORMAÇÃO DOCENTE NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG Maria Wellitania de Oliveira Adriana de Miranda Santiago Terra Eduardo Fernandes de Miranda Sandra de Cássia Amorim Abrão

Leia mais

SESI GINÁSTICA NA EMPRESA

SESI GINÁSTICA NA EMPRESA SESI GINÁSTICA NA EMPRESA Planejamento é? Processo de busca de equilíbrio entre: Meios e fins; Entre recursos e objetivos; Visa o melhor funcionamento de empresas, instituições, setores de trabalho, organizações

Leia mais

ANEXO II. Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. DETALHAMENTO DO SUBPROJETO (Licenciatura)

ANEXO II. Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. DETALHAMENTO DO SUBPROJETO (Licenciatura) AEXO II Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA ISTITUCIOAL DE BOLSA DE IICIAÇÃO À DOCÊCIA - PIBID DETALHAMETO DO SUBPROJETO (Licenciatura) 1. ome da Instituição UF Universidade Federal de Roraima 2. Subprojeto

Leia mais

ANEXO I MODELO DE PROJETO DISCENTE CAPA

ANEXO I MODELO DE PROJETO DISCENTE CAPA ANEXO I MODELO DE PROJETO DISCENTE Segue abaixo o modelo para apresentação de projeto discente ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), Campus São Gonçalo, com o

Leia mais

Marta Lima Gerente de Políticas Educacionais de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania.

Marta Lima Gerente de Políticas Educacionais de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania. Marta Lima Gerente de Políticas Educacionais de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DEMOCRACIA REGIME PAUTADO NA SOBERANIA POPULAR E NO RESPEITO

Leia mais

EDITAL PROGRAD Nº 29/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA COMPOSIÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA DE BOLSAS DE SUPERVISÃO PIBID-UFAC

EDITAL PROGRAD Nº 29/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA COMPOSIÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA DE BOLSAS DE SUPERVISÃO PIBID-UFAC EDITAL PROGRAD Nº 29/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA COMPOSIÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA DE BOLSAS DE SUPERVISÃO PIBID-UFAC 1. APRESENTAÇÃO 1.1. A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal

Leia mais

A coordenação pedagógica deverá conduzir o processo de construção do Plano Anual com base nos documentos previamente construídos na rede e na escola.

A coordenação pedagógica deverá conduzir o processo de construção do Plano Anual com base nos documentos previamente construídos na rede e na escola. O Plano Anual é o documento que registra as decisões da comunidade escolar em relação a operacionalização e organização da ação educativa, em consonância com seu Projeto Político Pedagógico, a Matriz Curricular

Leia mais

CARTA DE APRESENTAÇÃO DO ESTUDANTE

CARTA DE APRESENTAÇÃO DO ESTUDANTE ANEXO I CARTA DE APRESENTAÇÃO DO ESTUDANTE Senhor (a) Diretor (a):, de de. O Curso de PEDAGOGIA UNITINS/2007 apresenta a Vossa Senhoria o (a) estudante, que tem interesse em cumprir suas atividades práticas

Leia mais

Na minha escola todo mundo é igual? REFLEXÕES SOBRE PLURALIDADE CULTURAL NA E.M.E.F. DR. ALCIDES DE MENDONÇA LIMA

Na minha escola todo mundo é igual? REFLEXÕES SOBRE PLURALIDADE CULTURAL NA E.M.E.F. DR. ALCIDES DE MENDONÇA LIMA Na minha escola todo mundo é igual? REFLEXÕES SOBRE PLURALIDADE CULTURAL NA E.M.E.F. DR. ALCIDES DE MENDONÇA LIMA Projeto Interdisciplinar: Na minha escola todo mundo é igual? Escola Municipal de Ensino

Leia mais

II CONGRESSO DE ENFERMAGEM DO CENTRO UNIVERSITÁRIO TABOSA DE ALMEIDA (ASCES UNITA) Desafios e Avanços da Enfermagem para uma Assistência Qualificada

II CONGRESSO DE ENFERMAGEM DO CENTRO UNIVERSITÁRIO TABOSA DE ALMEIDA (ASCES UNITA) Desafios e Avanços da Enfermagem para uma Assistência Qualificada II CONGRESSO DE ENFERMAGEM DO CENTRO UNIVERSITÁRIO TABOSA DE ALMEIDA (ASCES UNITA) Desafios e Avanços da Enfermagem para uma Assistência Qualificada 28, 29 e 30/09/2016 NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA SUBMISSÃO,

Leia mais