PAJERAMA LATA TEMPO DE CRIANÇA. O RETORNO DE SATURNO GAROTO BARBA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PAJERAMA LATA TEMPO DE CRIANÇA. O RETORNO DE SATURNO GAROTO BARBA"

Transcrição

1 DIA 29 DE MARCO CINEMA DE PRAIA 14H30 APRESENTAÇÃO DE ELIAKIM RUFINO PRIARA JÕ - DEPOIS DO OVO, A GUERRA MAPINGUARI O GUARDIÃO DA MATA LATA TEMPO DE CRIANÇA. O RETORNO DE SATURNO GAROTO BARBA REMOTO CONTROLE REMOTO AMIGOS BIZARROS DO RICARDINHO DIA 31 DE MARÇO MINDELO ESCOLA INTERNACIONAL DE ARTE 14H30 APRESENTAÇÃO DE ELIAKIM RUFINO PRIARA JÕ - DEPOIS DO OVO, A GUERRA MAPINGUARI O GUARDIÃO DA MATA LATA TEMPO DE CRIANÇA. O RETORNO DE SATURNO GAROTO BARBA REMOTO CONTROLE REMOTO AMIGOS BIZARROS DO RICARDINHO

2 MEMÓRIAS DO MEU TIO. MÁQUINA DE SORVETES. NEGÓCIO DE MENINO COM MENINA PEIXE 19H00 APRESENTAÇÃO MÚSICA E POESIA ELIAKIM RUFINO RAIZ NADA É LONGE CABRALISTA MEMÓRIAS DO MEU TIO. MÁQUINA DE SORVETES. NEGÓCIO DE MENINO COM MENINA PEIXE 19H00 APRESENTAÇÃO MÚSICA E POESIA ELIAKIM RUFINO RAIZ NADA É LONGE CABRALISTA Direção: MARCOS MAGALHÃES DESENHOS: GUY CHARMAUX

3 ANIMAÇÃO Animação que mostra o Mapinguari, mascote do Festcineamazônia, numa ação de defesa do meio ambiente. O personagem sai da floresta como o monstrinho mitológico e se depara com as barreiras da cidade, se transforma em super herói para combater as mazelas ambientais Direção: CÁSSIA MARY ITAMOTO/CELINA KURIHARA ANIMAÇÃO. 06 min "Estava a Terra em seu lugar. E veio o Homem lhe acrescentar. Consumo do Homem. O Homem na Terra. E a Terra a gastar." O homem em sua Terra depara-se com as conseqüências de seu consumo excessivo e se vê obrigado a adotar medidas que mudarão seu estilo de vida. Direção: LEONARDO CADAVAL ANIMAÇÃO. 9 min. UM PEQUENO INDIOZINHO COMEÇA A TER ESTRANHAS EXPERIÊNCIAS EM SEU HABITAT. AOS POUCOS, MISTÉRIOS DO TEMPO E DO ESPAÇO SERÃO REVELADOS PRIARA JÕ - DEPOIS DO OVO, A GUERRA Direção: PATURI PANARÁ DOCUMENTÁRIO. 15 min. AS CRIANÇAS PANARÁ APRESENTAM SEU UNIVERSO EM DIA DE BRAINCADEIRA NA ALDEIA. O TEMPO DE GUERRA ACABOU, MAS AINDA CONTINUA VIVO NO IMAGINÁRIO DAS CRIANÇAS. MAPINGUARI O GUARDIÃO DA MATA Direção: EUNICE BUENO E ARISTON OLIVEIRA LATA Direção: DIEGO GONZÁLEZ

4 FICCAO. 19 min MARIA EDUARDA É UMA JOVEM EXEMPLAR, ESTUDIOSA, COM AMIGOS, FAMÍLIA CARINHOSA E UM NAMORO DE DOIS ANOS TEMPO DE CRIANÇA. Direção:WAGNER NOVAIS Ficção> 12 min UMA CONSTRUÇÃO DRAMÁTICA E POÉTICA SOBRE O COTIDIANO DE UMA MENINA, QUE TEM QUE SER GRANDE QUANDO A MÃE NÃO ESTÁ EM CASA. O RETORNO DE SATURNO Direção: LISANDRO SANTOS Animação. 12 min. SEGUNDO A ASTROLOGIA, O RETORNO DE SATURNO É UM PERÍODO DE GRANDES MUDANÇAS NA VIDA DE UMA PESSOA GAROTO BARBA Direção: CHRISTOPHER FAUS Ficção. 14 min UMA CRIANÇA QUE, DEVIDO A UMA RARA DOENÇA, TEM BARBA REMOTO CONTROLE REMOTO Direção: BRUNO BASK Animação. 02 min. SEBASTIÃO ASSISTE PASSIVAMENTE À TELEVISÃO. NÃO DÁ BOLA PARA O PAI, PARA A MÃE NEM PARA O IRMÃOZINHO PEQUENO. AMIGOS BIZARROS DO RICARDINHO Direção: AUGUSTO CANANI Ficção. 20 min.

5 A HISTÓRIA DE UM RAPAZ LEVADO AO LIMITE DA TENSÃO EM UM AMBIENTE CORPORATIVO MEMÓRIAS DO MEU TIO. Direção: ALEXANDRE RAFAEL GARCIA E ÀLVARO ZEINI CRUZ Ficção. 13 min AS AVENTURAS DE ARIEL, UM GAROTO DE 10 ANOS QUE ENCONTRA O TIO-AVÔ JÁ MORTO E AO LADO DELE PARTE EM BUSCA DE UM TESOURO INIMAGINÁVEL. MÁQUINA DE SORVETES. Direçao: CHRISTOPHER FAUST Ficção. 16 min MARTIN HÁ UM ANO TRABALHA COM UMA MÁQUINA EXPRESSA DE SORVETES EM FRENTE A UM MERCADINHO. MARTIN HÁ UM ANO ESTÁ APAIXONADO PELA GARÇONETE QUE TRABALHA NA LANCHONETE DO OUTRO LADO DA RUA NEGÓCIO DE MENINO COM MENINA Direção: MARCUS VILAR Ficção. 08 min EM UMA ESTRADA DE TERRA, O DONO DE UMA FAZENDA TENTA COMPRAR PARA A FILHA UM PASSARINHO QUE UM GAROTO LEVA NA GAIOLA. A NEGOCIAÇÃO É DURA ENTRE O HOMEM E O MENINO E ALGUNS CONFLITOS SE ESTABELECEM PEIXE DIREÇÃO: ROGÉRIO NUNES Ficção. 02 min UM VELHINHO E O RIO DA SUA INFÂNCIA RAIZ Direção: CÉSAR SCHOFIELD CARDOSO

6 Vídeo-Art. 15 min Das pedras, das árvores secas e do sol que nos curtem a carne. Da fibra, do canto e da tabanka que nos bate no peito. Da missa e as preces que nos amainam o grito surdo do tempo NADA É LONGE Direção JURANDIR COSTA E FERNANDA KOPANAKIS DOCUMENTÁRIO. 17 min. O olhar vibrante e curioso do historiador Marco Teixeira para cultura Amazônica, Africana e Portuguesa. Seus laços e raízes. Suas similitudes e diferenças. Dos ribeirinhos de Manicoré aos de Porto Velho. Da negritude cabo verdiana aos negros, mulatos e brancos manauaras e paraenses. Dos hábitos lusitanos à cultura indígena. Lugares distintos, mas integrados pela língua, pela arte e cinema. CABRALISTA Direção: VAL LOPES DOCUMENTÁRIO 52 min Cabralista reflete a memória coletiva sobre Amilcar Cabral revolucionário cuja influencia repercutiu muito alem do continente africano. Com gravações de vos inéditas, citações deste humanista sem precedente, imagens do seu tempo e efeitos visuais modernas, este filme é uma visão da África ontem e hoje. Este projeto de filme é inspirado na obra de Amilcar Cabral. O objetivo deste documentário é colocar suas teorias no centro das atenções. Comparando seu trabalho com fatos reais e problemas culturais e sociais que enfrentamos no nosso dia-a-dia. Este projeto tenta fornecer soluções alternativas.

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Unidade III. Trabalho - A trajetória humana, suas produções e manifestações. APRENDER A APRENDER LÍNGUA PORTUGUESA APRENDER A APRENDER

Unidade III. Trabalho - A trajetória humana, suas produções e manifestações. APRENDER A APRENDER LÍNGUA PORTUGUESA APRENDER A APRENDER A A Unidade III Trabalho - A trajetória humana, suas produções e manifestações. 2 A A Aula 22.2 Conteúdos: Dois-pontos e ponto. 3 A A Habilidades: Empregar os sinais de pontuação de acordo com a norma

Leia mais

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA Cultura afro-brasileira é o resultado do desenvolvimento da cultura africana no Brasil, incluindo as influências recebidas das culturas portuguesa e indígena que se manifestam

Leia mais

A criança e as mídias

A criança e as mídias 34 A criança e as mídias - João, vá dormir, já está ficando tarde!!! - Pera aí, mãe, só mais um pouquinho! - Tá na hora de criança dormir! - Mas o desenho já tá acabando... só mais um pouquinho... - Tá

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril

DATAS COMEMORATIVAS. CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril Descobrimento do Brasil. Pintura de Aurélio de Figueiredo. Em 1500, há mais de 500 anos, Pedro Álvares Cabral e cerca de 1.500 outros portugueses chegaram

Leia mais

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008.

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Artes & Design Curso de especialização O Lugar do Design na Leitura Disciplina: Estratégia RPG Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

CINCO SEMANAS EM UM BALÃO. Inspirado na Obra de Júlio Verne

CINCO SEMANAS EM UM BALÃO. Inspirado na Obra de Júlio Verne CINCO SEMANAS EM UM BALÃO Inspirado na Obra de Júlio Verne Um Visionário JÚLIO VERNE, um dos mais fantásticos escritores de aventuras de todos os tempos, conhecido como o pai da ficção científica, antecipou

Leia mais

SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA

SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA Por Marcos Ribeiro* Um pouco dessa história começa por volta dos 10/12 anos, quando meninos e meninas começam a sofrer as primeiras transformações físicas,

Leia mais

Interagindo. Adolfo Henrique Santos Magalhães. O que realmente te motiva: reconhecimento profissional. Barbara Angélica Silva Teixeira Dias Ferreira

Interagindo. Adolfo Henrique Santos Magalhães. O que realmente te motiva: reconhecimento profissional. Barbara Angélica Silva Teixeira Dias Ferreira Adolfo Henrique Santos Magalhães adolfo.magalhaes Aniversário: 13/04 O que realmente te motiva: reconhecimento profissional Valor humano essencial: ética Hobby: sair com os amigos Barbara Angélica Silva

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

O pato perto da porta o pato perto da pia o pato longe da pata o pato pia que pia

O pato perto da porta o pato perto da pia o pato longe da pata o pato pia que pia PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ==================================================================== TEXTO 1 O PATO 01- De acordo com o

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2 EPISÓDIO TRABALHADO Conhecendo o Rosquinha. 3 SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO Balinha e Dentinho encontram um cachorro perdido

Leia mais

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS.

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. Amanda Cristina de Sousa amandita_badiana@hotmail.com E.M. Freitas Azevedo Comunicação Relato de Experiência Resumo: O presente relato trata da

Leia mais

PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB

PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB A tradição de assistir ao pôr do sol ouvindo o Bolero de Ravel na Paraíba começou com uma grande coincidência. Um grupo de amigos se reuniu para assistir ao fenômeno na Praia

Leia mais

Ser humano, sociedade e cultura

Ser humano, sociedade e cultura Ser humano, sociedade e cultura O ser humano somente vive em sociedade! Isolado nenhuma pessoa é capaz de sobreviver. Somos dependentes uns dos outros,e por isso, o ser humano se organiza em sociedade

Leia mais

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE Eixo temático O campo e a cidade. Disciplina/Valor Português 4,0 Matemática 4,0 Hist./Geog.

Leia mais

DEMOCRACIA VIVA 41 JANEIRO 2009

DEMOCRACIA VIVA 41 JANEIRO 2009 DEMOCRACIA VIVA 41 JANEIRO 2009 ESPECIAL AMAZÔNIA Museu vivo em plena floresta Ennio Candotti 1 Coordenador do projeto Museu da Amazônia (Musa) e professor da Universidade do Estado do Amazonas Museu é

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: Curuminzice Coleção: Aldeia Autor: Tiago Hakiy Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: De origem Sateré-Mawé, povo indígena que habita a região

Leia mais

Os pequenos nadas. Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio.

Os pequenos nadas. Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio. Os pequenos nadas Uma criação de Anton Coimbra e Nuno Pinto. Produçao de Último Comboio. "Teatro artesanal (...) Tudo em vista: a máquina de cinema minúscula, que eles resgataram do desmantelamento, os

Leia mais

Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2. Exercícios Semana 4. 1) Complete os diálogos usando o tempo verbal mais adequado:

Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2. Exercícios Semana 4. 1) Complete os diálogos usando o tempo verbal mais adequado: Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2 Exercícios Semana 4 Revisão Tempos verbais: 1) Complete os diálogos usando o tempo verbal mais adequado: 1 2 2) Revisão verbos SABER, PODER e QUERER: 3)

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

GÊNERO LITERÁRIO: DESCRIÇÃO. Compartilharam a produção escrita com um colega e ao final fizeram desenhos ilustrativos desses nobres personagens.

GÊNERO LITERÁRIO: DESCRIÇÃO. Compartilharam a produção escrita com um colega e ao final fizeram desenhos ilustrativos desses nobres personagens. GÊNERO LITERÁRIO: DESCRIÇÃO Os alunos do estudaram as descrições de personagens e a partir da criação de um personagem da imaginação deles puderam escrever um texto descritivo. Compartilharam a produção

Leia mais

O Bilhete 1 Ricardo Costa FELIX 2 Ana Cecília Aragão GOMES 3 Gustavo Henrique Ferreira BITTENCOURT 4 Universidade Potiguar - UnP - Natal / RN

O Bilhete 1 Ricardo Costa FELIX 2 Ana Cecília Aragão GOMES 3 Gustavo Henrique Ferreira BITTENCOURT 4 Universidade Potiguar - UnP - Natal / RN O Bilhete 1 Ricardo Costa FELIX 2 Ana Cecília Aragão GOMES 3 Gustavo Henrique Ferreira BITTENCOURT 4 Universidade Potiguar - UnP - Natal / RN RESUMO O curtametragem em animação stop-motion O Bilhete, com

Leia mais

AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO

AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO É na camada mais externa da superfície terrestre, chamada solo, que se desenvolvem os vegetais. Quando o solo é contaminado,

Leia mais

Supers +d6. capacidade de um personagem em detectar algo oculto, e também mental.

Supers +d6. capacidade de um personagem em detectar algo oculto, e também mental. 12 1 2 11 Bem já criei RPG de tudo que é possível nesse mundo menos de Super Herois que tal agora empacarmos de emoção jogando com o Super Man ou então com o Flash..bem basta ler o manual completo e se

Leia mais

ingressos, sobrará troco? ( ) sim ( ) não Se sobrar troco, de quanto será?

ingressos, sobrará troco? ( ) sim ( ) não Se sobrar troco, de quanto será? SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 26 / 09 / 2014 UNIDADE: II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE MATEMÁTICA 3.º ANO/EF ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

TELEVISÃO UNIVERSITÁRIA CANAL 5 NATAL/RN PROGRAMAÇÃO SEMANAL DE 09 A 15 DE DEZEMBRO DE 2013 SEGUNDA-FEIRA: DIA 09.12.2013

TELEVISÃO UNIVERSITÁRIA CANAL 5 NATAL/RN PROGRAMAÇÃO SEMANAL DE 09 A 15 DE DEZEMBRO DE 2013 SEGUNDA-FEIRA: DIA 09.12.2013 TELEVISÃO UNIVERSITÁRIA CANAL 5 NATAL/RN PROGRAMAÇÃO SEMANAL DE 09 A 15 DE DEZEMBRO DE 2013 SEGUNDA-FEIRA: DIA 09.12.2013 06h30 TAXISTA EMPREENDEDOR 07h15 HORA DA CRIANÇA: BATATINHAS/COCORICÓ NA CIDADE/ESCOLA

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida

Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida AUTISMO: UMA REALIDADE por ZIRALDO MEGATÉRIO ESTÚDIO Texto: Gustavo Luiz Arte: Miguel Mendes, Marco, Fábio Ferreira Outubro de 2013 Quando uma nova vida

Leia mais

De volta para casa. Game Design Document. Versão: 2.0. Alessandra RA 1385789. Aline RA 1382286. Allan RA 1385006. Fabio RA 1385806.

De volta para casa. Game Design Document. Versão: 2.0. Alessandra RA 1385789. Aline RA 1382286. Allan RA 1385006. Fabio RA 1385806. De volta para casa Game Design Document Versão: 2.0 Professor Orientador: Esp. Marcelo Henrique dos Santos Autores: Alessandra RA 1385789 Aline RA 1382286 Allan RA 1385006 Fabio RA 1385806 Iris RA 1383599

Leia mais

3 Dicas Poderosas Para Investir Em Ações. "A única maneira de fazer um grande trabalho é. amar o que você faz." Steve Jobs. Por Viva e Aprenda 2

3 Dicas Poderosas Para Investir Em Ações. A única maneira de fazer um grande trabalho é. amar o que você faz. Steve Jobs. Por Viva e Aprenda 2 "A única maneira de fazer um grande trabalho é amar o que você faz." Steve Jobs Por Viva e Aprenda 2 Por Viva e Aprenda Declaração De Ganhos Com O Uso De Nossos Produtos A empresa O Segredo Das Ações"

Leia mais

Violeiro afina a viola Começando a cantoria Faz ferver sua cachola Ferver do povo a alegria

Violeiro afina a viola Começando a cantoria Faz ferver sua cachola Ferver do povo a alegria Violeiro afina a viola Começando a cantoria Faz ferver sua cachola Ferver do povo a alegria A história que eu vou contar É verdadeira, acontecida Não é preciso pensar Por nada nada da vida O tema cantado

Leia mais

ATIVIDADES PARA O DIA DO ÍNDIO 19 DE ABRIL

ATIVIDADES PARA O DIA DO ÍNDIO 19 DE ABRIL ATIVIDADES PARA O DIA DO ÍNDIO 19 DE ABRIL Pintura facial pg. 02 Saia indígena pg. 02 Dança indígena pg. 02 Passeio pela floresta pg. 02 Modelo de cocar para o do livro Natureza e Sociedade 5 anos pg.

Leia mais

RJ TV- TV Globo- Data: 05/07/08

RJ TV- TV Globo- Data: 05/07/08 RJ TV- TV Globo- Data: 05/07/08 Correio Braziliense - Data: 05/07/08 Exemplo que vem do lixo Jogar latinha, papel, garrafa na rua e na escola é feio e faz muito mal ao planeta. Os Alunos da Escola Classe

Leia mais

Time Code. Sugestão (conexões externas)

Time Code. Sugestão (conexões externas) Número da fita: 0047 Título: Entrevista com Geraldo Abel Mídia: Mini DV Time Code in out 00 20 00 06 11 S. Abel e esposa sentados, rodeados pelos instrumentos da folia e pela bandeira. S. Abel mostra passo

Leia mais

FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE

FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE : P.C. SEXO: Masculino IDADE: 15 anos Faixa I ESCOLARIZAÇÃO: 5 a 8 anos (6ª série) LOCALIDADE: Alto da Penha (Zona Urbana) DOCUMENTADORA: Maria do Socorro Inácio TRANSCRITORA:

Leia mais

natural das crianças para esses seres que fazem tão bem às nossas vidas.

natural das crianças para esses seres que fazem tão bem às nossas vidas. Justificativa do Projeto Os animais têm forte presença no dia a dia das crianças, seja de forma física ou através de músicas, desenhos animados, jogos, historias e brinquedos. Além disso, possuem um importante

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

Filme: Como se morre no cinema 1 de Luelane Loiola Correa. Plano de Aula: Ensino Fundamental II e Ensino Médio

Filme: Como se morre no cinema 1 de Luelane Loiola Correa. Plano de Aula: Ensino Fundamental II e Ensino Médio Filme: Como se morre no cinema 1 de Luelane Loiola Correa Plano de Aula: Ensino Fundamental II e Ensino Médio Disciplinas/Áreas do Conhecimento: Língua Portuguesa; Arte; Inglês; Projeto Interdisciplinar;

Leia mais

Identificar a passagem do tempo no dia-a-dia e sua organização. Compreender o conceito de cidadania e responsabilidade.

Identificar a passagem do tempo no dia-a-dia e sua organização. Compreender o conceito de cidadania e responsabilidade. Disciplina: História Período: 1º Unidade 1: Tempo para todos. 1.1. Ser solidário 1.2. Cada coisa a seu tempo 1.3. Todos nós temos responsabilidades Identificar a passagem do tempo no dia-a-dia e sua organização.

Leia mais

ano Literatura, Leitura e Reflexão Se m e s t re A r ua de José Ricardo Moreira

ano Literatura, Leitura e Reflexão Se m e s t re A r ua de José Ricardo Moreira 2- Literatura, Leitura e Reflexão 2- ano o Se m e s t re A r ua de s o n s o d o t José Ricardo Moreira PEI_LLR_2ano_2S_H1.indb 1 12/06/2012 18:18:06 Capítulo 1 A sua rua tem calçada? A minha tem! A sua

Leia mais

O meio ambiente. Santina Izabel

O meio ambiente. Santina Izabel O meio ambiente Santina Izabel Edição Patrocinada por Padaria e Mercadinho Monteiro Vamos à Obra Material de Construção Beto Motos Centro Óptico A e B Papelaria e Confecções Supermercado São João Farmácia

Leia mais

ROTEIRO DE:Luccas Miguel e Higor Espedito. 2 revisão ROTEIRO ORIGINAL PARA CURTA METRAGEM

ROTEIRO DE:Luccas Miguel e Higor Espedito. 2 revisão ROTEIRO ORIGINAL PARA CURTA METRAGEM ROTEIRO DE:Luccas Miguel e Higor Espedito. 2 revisão ROTEIRO ORIGINAL PARA CURTA METRAGEM FADE IN: CENA 1.DIA-EXT-CEMITERIO Cemitério.vemos dois garotos brincando,o sorrisos em seus rostos.a baderna que

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação Questionários nas Escolas Nº de inquiridos: 814 Percentagens de respostas válidas Idade 9 10 11 12 13 14 15,4 18,1 19,5 15,3 17,5 14,1 Sexo Rapaz Rapariga

Leia mais

Mapa. CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz

Mapa. CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz Mapa CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz SINOPSE geral da série Chico, 6 anos, adora passar as tardes na estamparia de fundo de quintal do seu avô. Nela, Vô Manu construiu um Portal por onde

Leia mais

Fome de Doce Um Menino Muito Maluquinho Episódio de Série

Fome de Doce Um Menino Muito Maluquinho Episódio de Série Fome de Doce Um Menino Muito Maluquinho Episódio de Série Plano de Aula: Educação Infantil e Ensino Fundamental I 1 Disciplinas/Áreas do Conhecimento: Língua Portuguesa, Ciências, História, Arte. Competência(s)

Leia mais

Coleção Amigos da Floresta. Festa na Floresta. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Maria Eugênia

Coleção Amigos da Floresta. Festa na Floresta. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Maria Eugênia Coleção Amigos da Floresta Festa na Floresta Patrícia Engel Secco Ilustrações Maria Eugênia Coleção Amigos da Floresta Festa na Projeto Folclore, Alegria e Tradição Coleção Amigos da Floresta Floresta

Leia mais

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida.

HABILIDADES. Compreender que cada pessoa é única e especial. Valorizar a identidade de cada um. Descobrir e conhecer a sua história de vida. Disciplina: História Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL - 2012 Série: 2º ano Turma: 21, 22, 23 e 24 CONTEÚDOS HABILIDADES AVALIAÇÕES Unidade 1 Cada um tem um jeito de ser. Descobrindo a minha história. Eu

Leia mais

PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS. Senhor Presidente,

PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 10/05/2011. PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS Senhor Presidente,

Leia mais

Encontros de vida que se faz vivendo.

Encontros de vida que se faz vivendo. Encontros de vida que se faz vivendo. Thatiane Veiga Siqueira 1 A menina do coração de chocolate. Juliana tem nove anos, é uma menina de olhos esbugalhados, com sorriso fácil, ao primeiro olhar já se vê

Leia mais

ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA

ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) A CRIANÇA/ADOLESCENTE DO ESTUDO E A FAMÍLIA ESTUDO DE RECEPÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PORTUGUESES (ISCTE/ERC) Questionário Pai / Mãe / Encarregado/a de Educação Nota: Não deve escrever o nome e/ou morada em nenhuma das páginas deste questionário

Leia mais

Princípios que Norteiam a Rotina na Sala de Aula

Princípios que Norteiam a Rotina na Sala de Aula Princípios que Norteiam a Rotina na Sala de Aula . Concepção de Criança. Concepção de Ensino Aprendizagem. Concepção de Educação Infantil Como Contemplar os Conteúdos na Rotina? Sequências de Atividades

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

Identidade visual corporativa e institucional

Identidade visual corporativa e institucional Identidade visual corporativa e institucional O ser humano pensa visualmente! Ao contrário das palavras, as imagens agem diretamente sobre a percepção do cérebro. O homem moderno está cada vez mais privilegiando

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Boletim Fecomércio - TO

Boletim Fecomércio - TO SENAC participa do Grito pela Paz Com atividades de corte de cabelo e limpeza de pele, o SENAC Palmas participa como parceiro do Grito pela Paz, que acontece no dia 25 de novembro, das 8 às 12 horas, na

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ

um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ Um filme de MARCELO MACHADO Festival Doclisboa - Seleccão Oficial Uma viagem de sons e imagens pela história de um dos mais icónicos

Leia mais

CHAMINHA, A BEBÊ DRAGÃO

CHAMINHA, A BEBÊ DRAGÃO CHAMINHA, A BEBÊ DRAGÃO Nível de Ensino/Faixa Etária: Série indicada para 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental de 9 anos (EF9) Áreas Conexas: Ciências Artes cênicas Consultor: Marina Rampazzo RESUMO

Leia mais

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE?

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? Rafael chegou em casa um tanto cabisbaixo... Na verdade, estava muito pensativo. No dia anterior tinha ido dormir na casa de Pedro, seu grande amigo, e ficou com a cabeça

Leia mais

Instituto de Educação Infantil e Juvenil Primavera, 2014. Londrina, Nome: Ano: Tempo Início: Término: Total: Edição 29 MMXIV O VÍRUS DO PÂNICO

Instituto de Educação Infantil e Juvenil Primavera, 2014. Londrina, Nome: Ano: Tempo Início: Término: Total: Edição 29 MMXIV O VÍRUS DO PÂNICO Instituto de Educação Infantil e Juvenil Primavera, 2014. Londrina, Nome: de Ano: Tempo Início: Término: Total: Edição 29 MMXIV Grupo d O VÍRUS DO PÂNICO O CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA. Apontar não é falta de educação

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA. Apontar não é falta de educação LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Leia o texto a seguir e responda à questão 13. Apontar não é falta de educação A apontação na língua de sinais brasileira faz parte da língua. Ela serve para diferentes

Leia mais

especial ate ia 58 Maio / Junho de 2012

especial ate ia 58 Maio / Junho de 2012 iaate especial 58 Maio / Junho de 2012 O exemplo e a inspiração das mães atletas Por liamara MEnDES FAZER EXERCÍCIOS, ARRUMAR A CASA, TRABALHAR, CUIDAR DAS CRIANÇAS E VÁRIAS OUTRAS ATIVIDADES EM 24 HORAS.

Leia mais

Manoel de Barros Menino do mato

Manoel de Barros Menino do mato Manoel de Barros Menino do mato [ 3 ] SUMÁRIO Menino do mato 7 Caderno de aprendiz 23 [ 5 ] Primeira parte MENINO DO MATO O homem seria metafisicamente grande se a criança fosse seu mestre. SÖREN KIERKEGAARD

Leia mais

Cartilha de Prevenção Orientações para o combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

Cartilha de Prevenção Orientações para o combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Art. 5º Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão,

Leia mais

Refletir sobre a data comemorativa do natal.

Refletir sobre a data comemorativa do natal. NATAL ducação Infantil Justificativa O ano está acabando e o natal está chegando. É fundamental ressaltar o verdadeiro significado desta data: o natal não é mera troca de presentes, é momento de confraternização,

Leia mais

Receita de Viagem Com Bel Coelho

Receita de Viagem Com Bel Coelho Receita de Viagem Com Bel Coelho Receita de Viagem 20 EPISÓDIOS 22MIN HD O PROJETO Receita de viagem é uma série original de vinte episódios para a televisão apresentada pela famosa chef brasileira Bel

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA I. Dados de Identificação: Escola:Escola Estadual Arthur Damé Professor (a): Professora supervisora do Pibid:

Leia mais

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA

Insígnia Mundial do Meio Ambiente IMMA Ficha técnica no. 2.1 Atividade Principal 2.1 SENTINDO A NATUREZA Objetivo da 2 Os escoteiros estão trabalhando por um mundo onde o habitat natural seja suficiente para suportar as espécies nativas. Objetivos

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS INTRODUÇÃO 1. A Região do Extremo-Sul da Bahia 3. Na Baliza do Brasil: o espaço-tempo-contextual 4

SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS INTRODUÇÃO 1. A Região do Extremo-Sul da Bahia 3. Na Baliza do Brasil: o espaço-tempo-contextual 4 X SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS XV INTRODUÇÃO 1 A Região do Extremo-Sul da Bahia 3 Na Baliza do Brasil: o espaço-tempo-contextual 4 O Caminho e o Caminhar Epistemológico-Metodológico do Jogo da Pesquisa e da

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Estudos da Natureza na Educação Infantil

Estudos da Natureza na Educação Infantil Estudos da Natureza na Natureza e Sociedade na parte 1 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015 Natureza e Sociedade na O eixo de trabalho Natureza e Sociedade

Leia mais

1. No último ano, alguém fez uso da força para te tirar algo (roubar) que tu transportavas ou vestias?

1. No último ano, alguém fez uso da força para te tirar algo (roubar) que tu transportavas ou vestias? Questionário de Vitimação Juvenil Versão curta, Formato retrospectivo para Jovens (Magalhães, 2008; Adaptado de Hamby, Finkelhor, Ormrod & Turner, 2004) De seguida serão apresentadas algumas questões acerca

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

ANÁLISE DO CONTO DE FADAS ENCANTADA

ANÁLISE DO CONTO DE FADAS ENCANTADA ANÁLISE DO CONTO DE FADAS ENCANTADA Andréa Nunes Ribeiro Marília Felix de Oliveira Lopes RESUMO: Este trabalho científico tem como objetivo analisar os contos de fadas e a conversão do in Magic para o

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 11 por

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome:

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: Leia o texto com ajuda do professor. EU QUERO! EU QUERO! A Júlia é pequenininha, mas quando quer alguma coisa grita mais do que qualquer pessoa grandona. Esta

Leia mais

Mundial MNDL4/MNDL3, para muitos fenômeno mas para nós a maior manipulação com Insider trading da história do Brasil

Mundial MNDL4/MNDL3, para muitos fenômeno mas para nós a maior manipulação com Insider trading da história do Brasil 11 de julho de 2011 Mundial MNDL4/MNDL3, para muitos fenômeno mas para nós a maior manipulação com Insider trading da história do Brasil A CVM Bom dia Srs. Maria Helena Santana Venho através desta, tentar

Leia mais

Caracterização dos Contextos de Origem dos Sujeitos que Integram o Conteúdo da Amostra

Caracterização dos Contextos de Origem dos Sujeitos que Integram o Conteúdo da Amostra Caracterização dos Contextos de Origem dos Sujeitos que Integram o Conteúdo da Amostra 1/SM/8A-Gustavo Área de Residência Vila Nova de Gaia 4º ano Escola pública Aceleração Educativa: entrada antecipada

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE JOÃO COELHO CABANITA LOULÉ. Projeto. Semana do Cinema Inclusivo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PADRE JOÃO COELHO CABANITA LOULÉ. Projeto. Semana do Cinema Inclusivo Projeto Semana do Cinema Inclusivo 1 OBJETIVOS O do Agrupamento de Escolas Padre João Coelho Cabanita tem cinco grandes objetivos com a realização desta semana de cinema. - dar a conhecer alguns filmes

Leia mais

Histórias em Quadrinhos

Histórias em Quadrinhos Histórias em Quadrinhos Apresentação baseada no texto Profa. Denise Castilhos Profa. Marilene Garcia Histórias em quadrinhos: imaginação traduzida visualmente para encantar e apaixonar gerações As HQ começaram

Leia mais

ENSINO PRÉ-ESCOLAR. Visitas orientadas À descoberta do MCCB

ENSINO PRÉ-ESCOLAR. Visitas orientadas À descoberta do MCCB Serviço educativo 2014 2015 ENSINO PRÉ-ESCOLAR Visitas orientadas À descoberta do MCCB 1h00 2.50 * Conhecem a história da Batalha? Com esta visita, percorreremos os caminhos da história desta terra e destas

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Projeto Florestas Apresentado na Semana da Educação de Santos em 2011

Projeto Florestas Apresentado na Semana da Educação de Santos em 2011 Projeto Florestas Apresentado na Semana da Educação de Santos em 2011 Andréa Aparecida Iozzi Joaquim Verni Professora de Educação Especial e Informática Educativa Projeto Florestas UMEE Profª Maria Carmelita

Leia mais

Pais, avós, parentes, adultos, professores, enfim, educadores de forma geral.

Pais, avós, parentes, adultos, professores, enfim, educadores de forma geral. Entre os dias 30 de agosto e 6 de setembro de 2014, a PUC Minas no São Gabriel realiza a VI Semana de Ciência, Arte e Política, com a temática Cidades Aqui tem gente? Dentro da programação, a SCAP Lá e

Leia mais

Lançamento do DVD Linduarte Noronha exibição dos filmes Horário: a partir das 15h

Lançamento do DVD Linduarte Noronha exibição dos filmes Horário: a partir das 15h Confira a programação completa: Sexta, 31/08 ESCOLA JOÃO COUTINHO Oficina de vivencia artística básica de realização audiovisual Ministrante: Lúcio Cesar Horário: Das 9h às 12h e das 14h às 17h O trabalho

Leia mais

01b) O eu-lírico "saudoso e em pranto", ainda as procura no céu.

01b) O eu-lírico saudoso e em pranto, ainda as procura no céu. GABARITO. 01a) A condição para se ouvir e entender as estrelas é amar. Não é qualquer pessoa que pode conversar com as estrelas, somente aquelas que amam são sensíveis o bastante para ouvi-las e entendê-las.

Leia mais

As Tic- Tecnologias de Informação e Comunicação nos meus Percursos de Vida Pessoal e Profissional

As Tic- Tecnologias de Informação e Comunicação nos meus Percursos de Vida Pessoal e Profissional As Tic- Tecnologias de Informação e Comunicação nos meus Percursos de Vida Pessoal e Profissional 1 Nasci no dia 4 de Novembro de 1967, na freguesia de Vila Boa do Bispo, Concelho de Marco de Canaveses,

Leia mais

INFORMAÇÃO PESSOAL. MAFALDA ESTEVES MATOS AV. ALMIRANTE REIS 197 2º ESQUERDO 935068010/ 912055205 mafalda.em@gmail.com C U R R I C U L U M V I T A E

INFORMAÇÃO PESSOAL. MAFALDA ESTEVES MATOS AV. ALMIRANTE REIS 197 2º ESQUERDO 935068010/ 912055205 mafalda.em@gmail.com C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Telefone Correio electrónico Agenciamento MAFALDA ESTEVES MATOS AV. ALMIRANTE REIS 197 2º ESQUERDO 935068010/ 912055205 mafalda.em@gmail.com

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais