PAJERAMA LATA TEMPO DE CRIANÇA. O RETORNO DE SATURNO GAROTO BARBA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PAJERAMA LATA TEMPO DE CRIANÇA. O RETORNO DE SATURNO GAROTO BARBA"

Transcrição

1 DIA 29 DE MARCO CINEMA DE PRAIA 14H30 APRESENTAÇÃO DE ELIAKIM RUFINO PRIARA JÕ - DEPOIS DO OVO, A GUERRA MAPINGUARI O GUARDIÃO DA MATA LATA TEMPO DE CRIANÇA. O RETORNO DE SATURNO GAROTO BARBA REMOTO CONTROLE REMOTO AMIGOS BIZARROS DO RICARDINHO DIA 31 DE MARÇO MINDELO ESCOLA INTERNACIONAL DE ARTE 14H30 APRESENTAÇÃO DE ELIAKIM RUFINO PRIARA JÕ - DEPOIS DO OVO, A GUERRA MAPINGUARI O GUARDIÃO DA MATA LATA TEMPO DE CRIANÇA. O RETORNO DE SATURNO GAROTO BARBA REMOTO CONTROLE REMOTO AMIGOS BIZARROS DO RICARDINHO

2 MEMÓRIAS DO MEU TIO. MÁQUINA DE SORVETES. NEGÓCIO DE MENINO COM MENINA PEIXE 19H00 APRESENTAÇÃO MÚSICA E POESIA ELIAKIM RUFINO RAIZ NADA É LONGE CABRALISTA MEMÓRIAS DO MEU TIO. MÁQUINA DE SORVETES. NEGÓCIO DE MENINO COM MENINA PEIXE 19H00 APRESENTAÇÃO MÚSICA E POESIA ELIAKIM RUFINO RAIZ NADA É LONGE CABRALISTA Direção: MARCOS MAGALHÃES DESENHOS: GUY CHARMAUX

3 ANIMAÇÃO Animação que mostra o Mapinguari, mascote do Festcineamazônia, numa ação de defesa do meio ambiente. O personagem sai da floresta como o monstrinho mitológico e se depara com as barreiras da cidade, se transforma em super herói para combater as mazelas ambientais Direção: CÁSSIA MARY ITAMOTO/CELINA KURIHARA ANIMAÇÃO. 06 min "Estava a Terra em seu lugar. E veio o Homem lhe acrescentar. Consumo do Homem. O Homem na Terra. E a Terra a gastar." O homem em sua Terra depara-se com as conseqüências de seu consumo excessivo e se vê obrigado a adotar medidas que mudarão seu estilo de vida. Direção: LEONARDO CADAVAL ANIMAÇÃO. 9 min. UM PEQUENO INDIOZINHO COMEÇA A TER ESTRANHAS EXPERIÊNCIAS EM SEU HABITAT. AOS POUCOS, MISTÉRIOS DO TEMPO E DO ESPAÇO SERÃO REVELADOS PRIARA JÕ - DEPOIS DO OVO, A GUERRA Direção: PATURI PANARÁ DOCUMENTÁRIO. 15 min. AS CRIANÇAS PANARÁ APRESENTAM SEU UNIVERSO EM DIA DE BRAINCADEIRA NA ALDEIA. O TEMPO DE GUERRA ACABOU, MAS AINDA CONTINUA VIVO NO IMAGINÁRIO DAS CRIANÇAS. MAPINGUARI O GUARDIÃO DA MATA Direção: EUNICE BUENO E ARISTON OLIVEIRA LATA Direção: DIEGO GONZÁLEZ

4 FICCAO. 19 min MARIA EDUARDA É UMA JOVEM EXEMPLAR, ESTUDIOSA, COM AMIGOS, FAMÍLIA CARINHOSA E UM NAMORO DE DOIS ANOS TEMPO DE CRIANÇA. Direção:WAGNER NOVAIS Ficção> 12 min UMA CONSTRUÇÃO DRAMÁTICA E POÉTICA SOBRE O COTIDIANO DE UMA MENINA, QUE TEM QUE SER GRANDE QUANDO A MÃE NÃO ESTÁ EM CASA. O RETORNO DE SATURNO Direção: LISANDRO SANTOS Animação. 12 min. SEGUNDO A ASTROLOGIA, O RETORNO DE SATURNO É UM PERÍODO DE GRANDES MUDANÇAS NA VIDA DE UMA PESSOA GAROTO BARBA Direção: CHRISTOPHER FAUS Ficção. 14 min UMA CRIANÇA QUE, DEVIDO A UMA RARA DOENÇA, TEM BARBA REMOTO CONTROLE REMOTO Direção: BRUNO BASK Animação. 02 min. SEBASTIÃO ASSISTE PASSIVAMENTE À TELEVISÃO. NÃO DÁ BOLA PARA O PAI, PARA A MÃE NEM PARA O IRMÃOZINHO PEQUENO. AMIGOS BIZARROS DO RICARDINHO Direção: AUGUSTO CANANI Ficção. 20 min.

5 A HISTÓRIA DE UM RAPAZ LEVADO AO LIMITE DA TENSÃO EM UM AMBIENTE CORPORATIVO MEMÓRIAS DO MEU TIO. Direção: ALEXANDRE RAFAEL GARCIA E ÀLVARO ZEINI CRUZ Ficção. 13 min AS AVENTURAS DE ARIEL, UM GAROTO DE 10 ANOS QUE ENCONTRA O TIO-AVÔ JÁ MORTO E AO LADO DELE PARTE EM BUSCA DE UM TESOURO INIMAGINÁVEL. MÁQUINA DE SORVETES. Direçao: CHRISTOPHER FAUST Ficção. 16 min MARTIN HÁ UM ANO TRABALHA COM UMA MÁQUINA EXPRESSA DE SORVETES EM FRENTE A UM MERCADINHO. MARTIN HÁ UM ANO ESTÁ APAIXONADO PELA GARÇONETE QUE TRABALHA NA LANCHONETE DO OUTRO LADO DA RUA NEGÓCIO DE MENINO COM MENINA Direção: MARCUS VILAR Ficção. 08 min EM UMA ESTRADA DE TERRA, O DONO DE UMA FAZENDA TENTA COMPRAR PARA A FILHA UM PASSARINHO QUE UM GAROTO LEVA NA GAIOLA. A NEGOCIAÇÃO É DURA ENTRE O HOMEM E O MENINO E ALGUNS CONFLITOS SE ESTABELECEM PEIXE DIREÇÃO: ROGÉRIO NUNES Ficção. 02 min UM VELHINHO E O RIO DA SUA INFÂNCIA RAIZ Direção: CÉSAR SCHOFIELD CARDOSO

6 Vídeo-Art. 15 min Das pedras, das árvores secas e do sol que nos curtem a carne. Da fibra, do canto e da tabanka que nos bate no peito. Da missa e as preces que nos amainam o grito surdo do tempo NADA É LONGE Direção JURANDIR COSTA E FERNANDA KOPANAKIS DOCUMENTÁRIO. 17 min. O olhar vibrante e curioso do historiador Marco Teixeira para cultura Amazônica, Africana e Portuguesa. Seus laços e raízes. Suas similitudes e diferenças. Dos ribeirinhos de Manicoré aos de Porto Velho. Da negritude cabo verdiana aos negros, mulatos e brancos manauaras e paraenses. Dos hábitos lusitanos à cultura indígena. Lugares distintos, mas integrados pela língua, pela arte e cinema. CABRALISTA Direção: VAL LOPES DOCUMENTÁRIO 52 min Cabralista reflete a memória coletiva sobre Amilcar Cabral revolucionário cuja influencia repercutiu muito alem do continente africano. Com gravações de vos inéditas, citações deste humanista sem precedente, imagens do seu tempo e efeitos visuais modernas, este filme é uma visão da África ontem e hoje. Este projeto de filme é inspirado na obra de Amilcar Cabral. O objetivo deste documentário é colocar suas teorias no centro das atenções. Comparando seu trabalho com fatos reais e problemas culturais e sociais que enfrentamos no nosso dia-a-dia. Este projeto tenta fornecer soluções alternativas.

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Interagindo. Adolfo Henrique Santos Magalhães. O que realmente te motiva: reconhecimento profissional. Barbara Angélica Silva Teixeira Dias Ferreira

Interagindo. Adolfo Henrique Santos Magalhães. O que realmente te motiva: reconhecimento profissional. Barbara Angélica Silva Teixeira Dias Ferreira Adolfo Henrique Santos Magalhães adolfo.magalhaes Aniversário: 13/04 O que realmente te motiva: reconhecimento profissional Valor humano essencial: ética Hobby: sair com os amigos Barbara Angélica Silva

Leia mais

A criança e as mídias

A criança e as mídias 34 A criança e as mídias - João, vá dormir, já está ficando tarde!!! - Pera aí, mãe, só mais um pouquinho! - Tá na hora de criança dormir! - Mas o desenho já tá acabando... só mais um pouquinho... - Tá

Leia mais

SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA

SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA SEXUALIDADE: DESATANDO OS NÓS NA ADOLESCÊNCIA Por Marcos Ribeiro* Um pouco dessa história começa por volta dos 10/12 anos, quando meninos e meninas começam a sofrer as primeiras transformações físicas,

Leia mais

Unidade III. Trabalho - A trajetória humana, suas produções e manifestações. APRENDER A APRENDER LÍNGUA PORTUGUESA APRENDER A APRENDER

Unidade III. Trabalho - A trajetória humana, suas produções e manifestações. APRENDER A APRENDER LÍNGUA PORTUGUESA APRENDER A APRENDER A A Unidade III Trabalho - A trajetória humana, suas produções e manifestações. 2 A A Aula 22.2 Conteúdos: Dois-pontos e ponto. 3 A A Habilidades: Empregar os sinais de pontuação de acordo com a norma

Leia mais

Barulho silencioso. Como jovens surdos lidam com uma sociedade em que a voz é um dos principais instrumentos de comunicação

Barulho silencioso. Como jovens surdos lidam com uma sociedade em que a voz é um dos principais instrumentos de comunicação Barulho silencioso Como jovens surdos lidam com uma sociedade em que a voz é um dos principais instrumentos de comunicação Carolina Barbosa e RR Sérgio e Alan conversam em libras no ponto de ônibus em

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2 EPISÓDIO TRABALHADO Conhecendo o Rosquinha. 3 SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO Balinha e Dentinho encontram um cachorro perdido

Leia mais

TELEVISÃO UNIVERSITÁRIA CANAL 5 NATAL/RN PROGRAMAÇÃO SEMANAL DE 09 A 15 DE DEZEMBRO DE 2013 SEGUNDA-FEIRA: DIA 09.12.2013

TELEVISÃO UNIVERSITÁRIA CANAL 5 NATAL/RN PROGRAMAÇÃO SEMANAL DE 09 A 15 DE DEZEMBRO DE 2013 SEGUNDA-FEIRA: DIA 09.12.2013 TELEVISÃO UNIVERSITÁRIA CANAL 5 NATAL/RN PROGRAMAÇÃO SEMANAL DE 09 A 15 DE DEZEMBRO DE 2013 SEGUNDA-FEIRA: DIA 09.12.2013 06h30 TAXISTA EMPREENDEDOR 07h15 HORA DA CRIANÇA: BATATINHAS/COCORICÓ NA CIDADE/ESCOLA

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA. Apontar não é falta de educação

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA. Apontar não é falta de educação LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Leia o texto a seguir e responda à questão 13. Apontar não é falta de educação A apontação na língua de sinais brasileira faz parte da língua. Ela serve para diferentes

Leia mais

ATIVIDADES PARA O DIA DO ÍNDIO 19 DE ABRIL

ATIVIDADES PARA O DIA DO ÍNDIO 19 DE ABRIL ATIVIDADES PARA O DIA DO ÍNDIO 19 DE ABRIL Pintura facial pg. 02 Saia indígena pg. 02 Dança indígena pg. 02 Passeio pela floresta pg. 02 Modelo de cocar para o do livro Natureza e Sociedade 5 anos pg.

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém Visita com Atelier -Animais do Mundo Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Vamos através da história deste Mosteiro, conhecer os animais que no séc. XVI chegavam a Lisboa vindos

Leia mais

AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO

AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO É na camada mais externa da superfície terrestre, chamada solo, que se desenvolvem os vegetais. Quando o solo é contaminado,

Leia mais

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008.

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Artes & Design Curso de especialização O Lugar do Design na Leitura Disciplina: Estratégia RPG Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003

Leia mais

DEMOCRACIA VIVA 41 JANEIRO 2009

DEMOCRACIA VIVA 41 JANEIRO 2009 DEMOCRACIA VIVA 41 JANEIRO 2009 ESPECIAL AMAZÔNIA Museu vivo em plena floresta Ennio Candotti 1 Coordenador do projeto Museu da Amazônia (Musa) e professor da Universidade do Estado do Amazonas Museu é

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

CINCO SEMANAS EM UM BALÃO. Inspirado na Obra de Júlio Verne

CINCO SEMANAS EM UM BALÃO. Inspirado na Obra de Júlio Verne CINCO SEMANAS EM UM BALÃO Inspirado na Obra de Júlio Verne Um Visionário JÚLIO VERNE, um dos mais fantásticos escritores de aventuras de todos os tempos, conhecido como o pai da ficção científica, antecipou

Leia mais

Exercícios MÓD I Sociologia Organizacional Tânia Pereira

Exercícios MÓD I Sociologia Organizacional Tânia Pereira Exercícios MÓD I Sociologia Organizacional Tânia Pereira PERGUNTAS DE UM TRABALHADOR QUE LÊ. Bertold Brecht Quem construiu a Tebas de sete portas? Nos livros estão os nomes dos reis. Arrastaram eles os

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril

DATAS COMEMORATIVAS. CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril Descobrimento do Brasil. Pintura de Aurélio de Figueiredo. Em 1500, há mais de 500 anos, Pedro Álvares Cabral e cerca de 1.500 outros portugueses chegaram

Leia mais

Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil!

Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil! Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil! Implemente esses 3 passos para obter resultados fantásticos no Inglês! The Meridian, 4 Copthall House, Station Square, Coventry, Este material pode ser redistribuído,

Leia mais

Alexandre Bortoletto ÂNCORAS MUSICAIS. São Paulo

Alexandre Bortoletto ÂNCORAS MUSICAIS. São Paulo Alexandre Bortoletto ÂNCORAS MUSICAIS São Paulo 2001 2 Alexandre Bortoletto ÂNCORAS MUSICAIS Artigo publicado nas mídias brasileiras entre jornais, revistas e internet sobre o tópico âncoras com abordagem

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: Curuminzice Coleção: Aldeia Autor: Tiago Hakiy Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: De origem Sateré-Mawé, povo indígena que habita a região

Leia mais

Cartilha de Prevenção Orientações para o combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

Cartilha de Prevenção Orientações para o combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Art. 5º Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão,

Leia mais

Língua Inglesa. Pág. Pág. 5 o ano 3 o Bimestre. Unidade 1 Animais em extinção. Unidade 2 Dinossauros. Unidade 1 Animais em extinção

Língua Inglesa. Pág. Pág. 5 o ano 3 o Bimestre. Unidade 1 Animais em extinção. Unidade 2 Dinossauros. Unidade 1 Animais em extinção Língua Inglesa 5 o ano Unidade 1 Animais em extinção Introdução Qual é o comprimento disto? Eles não são os mesmos Unidade 2 Dinossauros Introdução Eu não estava aqui! O calendário Hora da história: Uma

Leia mais

Ser humano, sociedade e cultura

Ser humano, sociedade e cultura Ser humano, sociedade e cultura O ser humano somente vive em sociedade! Isolado nenhuma pessoa é capaz de sobreviver. Somos dependentes uns dos outros,e por isso, o ser humano se organiza em sociedade

Leia mais

INFORMAÇÃO PESSOAL. MAFALDA ESTEVES MATOS AV. ALMIRANTE REIS 197 2º ESQUERDO 935068010/ 912055205 mafalda.em@gmail.com C U R R I C U L U M V I T A E

INFORMAÇÃO PESSOAL. MAFALDA ESTEVES MATOS AV. ALMIRANTE REIS 197 2º ESQUERDO 935068010/ 912055205 mafalda.em@gmail.com C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Telefone Correio electrónico Agenciamento MAFALDA ESTEVES MATOS AV. ALMIRANTE REIS 197 2º ESQUERDO 935068010/ 912055205 mafalda.em@gmail.com

Leia mais

Março. Redes Sociais. (Legendas) Aniversário do RJ. Dia Internacional da Mulher. Dia do Sorgo Dia do Telefone. Dia da Escola Dia Mundial do Consumidor

Março. Redes Sociais. (Legendas) Aniversário do RJ. Dia Internacional da Mulher. Dia do Sorgo Dia do Telefone. Dia da Escola Dia Mundial do Consumidor Março 0 4 Aniversário do RJ 4 Dia Internacional da Mulher 0 4 Dia do Sorgo Dia do Telefone Aniversário da World Wide Web Dia Nacional da Poesia Dia Nacional dos Animais Dia da Escola Dia Mundial do Consumidor

Leia mais

Coleção Amigos da Floresta. Festa na Floresta. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Maria Eugênia

Coleção Amigos da Floresta. Festa na Floresta. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Maria Eugênia Coleção Amigos da Floresta Festa na Floresta Patrícia Engel Secco Ilustrações Maria Eugênia Coleção Amigos da Floresta Festa na Projeto Folclore, Alegria e Tradição Coleção Amigos da Floresta Floresta

Leia mais

GÊNERO LITERÁRIO: DESCRIÇÃO. Compartilharam a produção escrita com um colega e ao final fizeram desenhos ilustrativos desses nobres personagens.

GÊNERO LITERÁRIO: DESCRIÇÃO. Compartilharam a produção escrita com um colega e ao final fizeram desenhos ilustrativos desses nobres personagens. GÊNERO LITERÁRIO: DESCRIÇÃO Os alunos do estudaram as descrições de personagens e a partir da criação de um personagem da imaginação deles puderam escrever um texto descritivo. Compartilharam a produção

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Princípios que Norteiam a Rotina na Sala de Aula

Princípios que Norteiam a Rotina na Sala de Aula Princípios que Norteiam a Rotina na Sala de Aula . Concepção de Criança. Concepção de Ensino Aprendizagem. Concepção de Educação Infantil Como Contemplar os Conteúdos na Rotina? Sequências de Atividades

Leia mais

01b) O eu-lírico "saudoso e em pranto", ainda as procura no céu.

01b) O eu-lírico saudoso e em pranto, ainda as procura no céu. GABARITO. 01a) A condição para se ouvir e entender as estrelas é amar. Não é qualquer pessoa que pode conversar com as estrelas, somente aquelas que amam são sensíveis o bastante para ouvi-las e entendê-las.

Leia mais

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: Experimental, Animação, Seriado, Criatividade. INTRODUÇÃO. Adeus, Johnny!¹

RESUMO. PALAVRAS-CHAVE: Experimental, Animação, Seriado, Criatividade. INTRODUÇÃO. Adeus, Johnny!¹ Adeus, Johnny!¹ Débora Caroline de Oliveira AZEVEDO² Bruna Camara ALEXANDRINO³ Renata Boutin BECATE 4 Faculdade de Comunicação, Artes e Design do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, Salto,

Leia mais

Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2. Exercícios Semana 4. 1) Complete os diálogos usando o tempo verbal mais adequado:

Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2. Exercícios Semana 4. 1) Complete os diálogos usando o tempo verbal mais adequado: Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2 Exercícios Semana 4 Revisão Tempos verbais: 1) Complete os diálogos usando o tempo verbal mais adequado: 1 2 2) Revisão verbos SABER, PODER e QUERER: 3)

Leia mais

ANÁLISE DO CONTO DE FADAS ENCANTADA

ANÁLISE DO CONTO DE FADAS ENCANTADA ANÁLISE DO CONTO DE FADAS ENCANTADA Andréa Nunes Ribeiro Marília Felix de Oliveira Lopes RESUMO: Este trabalho científico tem como objetivo analisar os contos de fadas e a conversão do in Magic para o

Leia mais

COLEÇÃO UM SOM... ANIMAL!

COLEÇÃO UM SOM... ANIMAL! Catálogo Maio 2013 COLEÇÃO UM SOM... ANIMAL! A galinha cacareja, o gato mia, o cachorro late. E a ovelha, o porco e o pato, qual é o som que eles fazem? Tem gente que não sabe que o sapo coa xa, que o

Leia mais

um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ

um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ um filme de MARCELO MACHADO GILBERTO GIL RITA LEE CAETANO VELOSO TOM ZÉ Um filme de MARCELO MACHADO Festival Doclisboa - Seleccão Oficial Uma viagem de sons e imagens pela história de um dos mais icónicos

Leia mais

Supers +d6. capacidade de um personagem em detectar algo oculto, e também mental.

Supers +d6. capacidade de um personagem em detectar algo oculto, e também mental. 12 1 2 11 Bem já criei RPG de tudo que é possível nesse mundo menos de Super Herois que tal agora empacarmos de emoção jogando com o Super Man ou então com o Flash..bem basta ler o manual completo e se

Leia mais

Lançamento do DVD Linduarte Noronha exibição dos filmes Horário: a partir das 15h

Lançamento do DVD Linduarte Noronha exibição dos filmes Horário: a partir das 15h Confira a programação completa: Sexta, 31/08 ESCOLA JOÃO COUTINHO Oficina de vivencia artística básica de realização audiovisual Ministrante: Lúcio Cesar Horário: Das 9h às 12h e das 14h às 17h O trabalho

Leia mais

CICLO DE PALESTRAS E ATIVIDADES CULTURAIS (25/01/2016)

CICLO DE PALESTRAS E ATIVIDADES CULTURAIS (25/01/2016) ETAPA 01 ESCOLA DA INFANCIA, ENSINO FUNDAMENTAL I E II E EJA CICLO DE PALESTRAS E ATIVIDADES CULTURAIS (25/01/2016) 25/01/2016 - MATUTINO Responsável: SEMED / Fundação Cultural / Edson / Luciane / Jeremias

Leia mais

Refletir sobre a data comemorativa do natal.

Refletir sobre a data comemorativa do natal. NATAL ducação Infantil Justificativa O ano está acabando e o natal está chegando. É fundamental ressaltar o verdadeiro significado desta data: o natal não é mera troca de presentes, é momento de confraternização,

Leia mais

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS.

TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. TEATRO DE MARIONETES DE PAUL KLEE E A PRODUÇÃO DE BONECOS. Amanda Cristina de Sousa amandita_badiana@hotmail.com E.M. Freitas Azevedo Comunicação Relato de Experiência Resumo: O presente relato trata da

Leia mais

Programação Virada Sustentável 2015

Programação Virada Sustentável 2015 Sábado, 25 de julho Programação Virada Sustentável 2015 Horário Ação Sobre Local Além da caminhada nas trilhas do Mindu, será Caminhada realizada uma dinâmica Sustentável sobre educação ambiental Fundação

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Rio Negro MS, Setembro de 2012. Identificação Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira Cidade: Rio Negro MS Período: Setembro

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSO: PEDAGOGIA PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA I. Dados de Identificação: Escola:Escola Estadual Arthur Damé Professor (a): Professora supervisora do Pibid:

Leia mais

cinema: o que os cariocas querem ver

cinema: o que os cariocas querem ver cinema: o que os cariocas querem ver perfil cultural dos cariocas como foi feita a pesquisa 1.501 pessoas entrevistadas, a partir de 12 anos, de todos os níveis econômicos, em todas as regiões da cidade.

Leia mais

Time Code. Sugestão (conexões externas)

Time Code. Sugestão (conexões externas) Número da fita: 0047 Título: Entrevista com Geraldo Abel Mídia: Mini DV Time Code in out 00 20 00 06 11 S. Abel e esposa sentados, rodeados pelos instrumentos da folia e pela bandeira. S. Abel mostra passo

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Palácio do Planalto, 12 de março de 2003 Minha cara ministra Emília Fernandes, Minha cara companheira Benedita da

Leia mais

SAMUEL, O PROFETA Lição 54. 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil.

SAMUEL, O PROFETA Lição 54. 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil. SAMUEL, O PROFETA Lição 54 1 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil. 2. Lição Bíblica: 1 Samuel 1 a 3 (Base bíblica para a história o professor) Versículo

Leia mais

O Bilhete 1 Ricardo Costa FELIX 2 Ana Cecília Aragão GOMES 3 Gustavo Henrique Ferreira BITTENCOURT 4 Universidade Potiguar - UnP - Natal / RN

O Bilhete 1 Ricardo Costa FELIX 2 Ana Cecília Aragão GOMES 3 Gustavo Henrique Ferreira BITTENCOURT 4 Universidade Potiguar - UnP - Natal / RN O Bilhete 1 Ricardo Costa FELIX 2 Ana Cecília Aragão GOMES 3 Gustavo Henrique Ferreira BITTENCOURT 4 Universidade Potiguar - UnP - Natal / RN RESUMO O curtametragem em animação stop-motion O Bilhete, com

Leia mais

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA Cultura afro-brasileira é o resultado do desenvolvimento da cultura africana no Brasil, incluindo as influências recebidas das culturas portuguesa e indígena que se manifestam

Leia mais

O pato perto da porta o pato perto da pia o pato longe da pata o pato pia que pia

O pato perto da porta o pato perto da pia o pato longe da pata o pato pia que pia PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ==================================================================== TEXTO 1 O PATO 01- De acordo com o

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

CÓPULA CLODOALDO TURCATO

CÓPULA CLODOALDO TURCATO CÓPULA CLODOALDO TURCATO 2 CÓPULA Primeira Edição Editora do Livre Pensador Recife, Pernambuco 2013 Titulo Original Cópula Primeira Edição 3 Copyright @ 2012 by Clodoaldo Turcato Copyright da edição @

Leia mais

Gramática e Redação. Exercícios de Revisão I

Gramática e Redação. Exercícios de Revisão I Nome: n o : E nsino: A no: T urma: Data: Prof(a): Fundamental 7 o Gramática e Redação Exercícios de Revisão I Leia com atenção o texto abaixo. Ignácio de Loyola Brandão nasceu em Araraquara, no Estado

Leia mais

Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida

Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida AUTISMO: UMA REALIDADE por ZIRALDO MEGATÉRIO ESTÚDIO Texto: Gustavo Luiz Arte: Miguel Mendes, Marco, Fábio Ferreira Outubro de 2013 Quando uma nova vida

Leia mais

Um grupo de alunos e uma professora. que decidiram escrever um livro...

Um grupo de alunos e uma professora. que decidiram escrever um livro... Um grupo de alunos e uma professora que decidiram escrever um livro... Tudo começou com um garoto chamado Luan que, num belo dia, resolveu compartilhar sua história... Luan Cardoso era um menino de apenas

Leia mais

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO Novela de Antonio Figueira Escrita por Antonio Figueira Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10 PÁGINA 1 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10

Leia mais

Projeto Florestas Apresentado na Semana da Educação de Santos em 2011

Projeto Florestas Apresentado na Semana da Educação de Santos em 2011 Projeto Florestas Apresentado na Semana da Educação de Santos em 2011 Andréa Aparecida Iozzi Joaquim Verni Professora de Educação Especial e Informática Educativa Projeto Florestas UMEE Profª Maria Carmelita

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC ÁFRICA Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM Ricamente ilustrada por fotos e desenhos, esta obra traça um painel detalhado da vida dos habitantes da África do Oeste: sua tradição oral, detalhes

Leia mais

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A AUTORA, SOBRE O LIVRO, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO Para o professor Ou isto

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 11 por

Leia mais

PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS. Senhor Presidente,

PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 10/05/2011. PRIMEIRA VILA OLÍMPICA INDÍGENA DO BRASIL, DOURADOS SEDIA A ESPERANÇA PARA OS POVOS INDÍGENAS Senhor Presidente,

Leia mais

EMPRESA BRAS. DE HEMODERIVADOS E BIOTECNOLOGIA - HEMOBRÁS Diversos Cargos DATA DE EMISSÃO: 05/12/2013

EMPRESA BRAS. DE HEMODERIVADOS E BIOTECNOLOGIA - HEMOBRÁS Diversos Cargos DATA DE EMISSÃO: 05/12/2013 Pag.1 Cargo/Emprego: 04 - AN. DE GESTÃO CORP. - ANALISTA JURÍDICO Cidade de Lotação: 20 - REGIÃO METROPOLITANA DE RECIFE/GOIANA 0020092k BRUNO WILLAMES CARDOSO LEITE 0002006010386440 185.32 43 1 0002468f

Leia mais

Fome de Doce Um Menino Muito Maluquinho Episódio de Série

Fome de Doce Um Menino Muito Maluquinho Episódio de Série Fome de Doce Um Menino Muito Maluquinho Episódio de Série Plano de Aula: Educação Infantil e Ensino Fundamental I 1 Disciplinas/Áreas do Conhecimento: Língua Portuguesa, Ciências, História, Arte. Competência(s)

Leia mais

Pós-Modernismo. Literatura Professor: Diogo Mendes 19/09/2014. Material de apoio para Aula ao Vivo. Texto I. Poema Brasileiro

Pós-Modernismo. Literatura Professor: Diogo Mendes 19/09/2014. Material de apoio para Aula ao Vivo. Texto I. Poema Brasileiro Pós-Modernismo Texto I Poema Brasileiro No Piauí de cada 100 crianças que nascem 78 morrem antes de completar 8 anos de idade No Piauí de cada 100 crianças que nascem 78 morrem antes de completar 8 anos

Leia mais

Terra Papagalli é uma obra ficcional dos escritores brasileiros de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta, publicada pela primeira vez em 1997

Terra Papagalli é uma obra ficcional dos escritores brasileiros de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta, publicada pela primeira vez em 1997 1 Terra Papagalli é uma obra ficcional dos escritores brasileiros de José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta, publicada pela primeira vez em 1997 pela Editora Objetiva. Misturando fatos históricos

Leia mais

Entendendo o que é Gênero

Entendendo o que é Gênero Entendendo o que é Gênero Sandra Unbehaum 1 Vila de Nossa Senhora da Piedade, 03 de outubro de 2002 2. Cara Professora, Hoje acordei decidida a escrever-lhe esta carta, para pedir-lhe ajuda e trocar umas

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 4 o ano Unidade 6 5 Unidade 6 Compreensão de texto Nome: Data: Leia o texto e responda às questões de 1 a 12. Futebol Em 1950, ninguém tinha TV

Leia mais

RECOMENDAÇÃO DE ATRAÇÕES PARA SUA FESTA

RECOMENDAÇÃO DE ATRAÇÕES PARA SUA FESTA RECOMENDAÇÃO DE ATRAÇÕES PARA SUA FESTA ANTES DE AVALIAR AS ATRAÇÕES DE SUA FESTA, RECOMENDAMOS UTILIZAR NOSSA CALCULADORA DE FESTAS PARA SE TER IDEIA DAS QUANTIDADES DE COMES E BEBES LINK EM DESTAQUE

Leia mais

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 1 Criando um vídeo

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 1 Criando um vídeo Produzindo e divulgando fotos e vídeos Aula 1 Criando um vídeo Objetivos 1 Conhecer um pouco da história dos filmes. 2 Identificar a importância de um planejamento. 3 Entender como criar um roteiro. 4

Leia mais

Segundo os Evangelhos, Jesus teria vivido toda sua infância, adolescência e juventude em Nazaré com sua família e com o povo dessa pequena aldeia.

Segundo os Evangelhos, Jesus teria vivido toda sua infância, adolescência e juventude em Nazaré com sua família e com o povo dessa pequena aldeia. Jesus e sua vida Segundo os Evangelhos, Jesus teria vivido toda sua infância, adolescência e juventude em Nazaré com sua família e com o povo dessa pequena aldeia. Seu nascimento foi no meio de muitas

Leia mais

Brasileira percorre 7 mil quilômetros para contar histórias de refugiados africanos

Brasileira percorre 7 mil quilômetros para contar histórias de refugiados africanos Brasileira percorre 7 mil quilômetros para contar histórias de refugiados africanos por Por Dentro da África - quarta-feira, julho 29, 2015 http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/brasileira-percorre-7-mil-quilometros-para-contar-historias-derefugiados-africanos

Leia mais

HISTÓRIA DA MÚSICA BRASILEIRA

HISTÓRIA DA MÚSICA BRASILEIRA HISTÓRIA DA MÚSICA BRASILEIRA A Formação da música brasileira A música do Brasil se formou a partir da mistura de elementos europeus, africanos e indígenas, trazidos respectivamente por colonizadores portugueses,

Leia mais

Dicas de Leitura - 3º Ano A. Dicas de Leitura, de Criança para Criança

Dicas de Leitura - 3º Ano A. Dicas de Leitura, de Criança para Criança Dicas de Leitura - 3º Ano A Dicas de Leitura, de Criança para Criança O projeto Dicas de Leitura, de Criança para Criança foi desenvolvido pela equipe de Língua Portuguesa do Fund I em parceria com a Biblioteca

Leia mais

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 -

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Contos Tod@s Contamos Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Nota Introdutória O livro Contos - Tod@s Contamos é a compilação de quatro contos sobre a Igualdade de Género realizados por dezasseis

Leia mais

DEUS O AMA DO JEITO QUE VOCÊ É

DEUS O AMA DO JEITO QUE VOCÊ É BRENNAN MANNING & JOHN BLASE DEUS O AMA DO JEITO QUE VOCÊ É NÃO DO JEITO QUE DEVERIA SER, POIS VOCÊ NUNCA SERÁ DO JEITO QUE DEVERIA SER Tradução de A. G. MENDES Parte 1 R i c h a r d 1 Nem sempre recebemos

Leia mais

200 Opportunities to Discover PORTUGUESE. www.second-language-now.com

200 Opportunities to Discover PORTUGUESE. www.second-language-now.com BASIC QUESTIONS 200 Opportunities to Discover PORTUGUESE Basic Questions - Portuguese TABLE OF CONTENTS 1. SABE?...3 2. COMO?...4 3. QUANTO TEMPO?...5 4. QUANTOS?...6 5. QUANTO?...7 6. COM QUE FREQUÊNCIA?...8

Leia mais

FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE

FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE FICHA SOCIAL Nº 136 INFORMANTE : P.C. SEXO: Masculino IDADE: 15 anos Faixa I ESCOLARIZAÇÃO: 5 a 8 anos (6ª série) LOCALIDADE: Alto da Penha (Zona Urbana) DOCUMENTADORA: Maria do Socorro Inácio TRANSCRITORA:

Leia mais

Caracterização dos Contextos de Origem dos Sujeitos que Integram o Conteúdo da Amostra

Caracterização dos Contextos de Origem dos Sujeitos que Integram o Conteúdo da Amostra Caracterização dos Contextos de Origem dos Sujeitos que Integram o Conteúdo da Amostra 1/SM/8A-Gustavo Área de Residência Vila Nova de Gaia 4º ano Escola pública Aceleração Educativa: entrada antecipada

Leia mais

Projeto Biodiversidade Bio=vida Diversidade=variedade Biodiversidade=variedade de vida no planeta FEIRA CULTURAL

Projeto Biodiversidade Bio=vida Diversidade=variedade Biodiversidade=variedade de vida no planeta FEIRA CULTURAL Projeto Biodiversidade Bio=vida Diversidade=variedade Biodiversidade=variedade de vida no planeta FEIRA CULTURAL Justificativa Em janeiro deste ano, a UNESCO (Organização das Nações Unidas, para a Educação,

Leia mais

R. Rutschka. R. Rutschka. P. Rull Gomes

R. Rutschka. R. Rutschka. P. Rull Gomes Primeira Edição R. Rutschka Ilustrações de: R. Rutschka Revisão de texto: P. Rull Gomes São Paulo, 2012 3 R. Rutschka 2012 by R. Rutschka Ilustrações R. Rutschka Publicação PerSe Editora Ltda. ISBN 978-85-8196-024-1

Leia mais

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas

ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação. Questionários nas Escolas ERC/ISCTE Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação Questionários nas Escolas Nº de inquiridos: 814 Percentagens de respostas válidas Idade 9 10 11 12 13 14 15,4 18,1 19,5 15,3 17,5 14,1 Sexo Rapaz Rapariga

Leia mais

CURUPIRA AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 O BIMESTRE RESOLUÇÃO COMENTADA

CURUPIRA AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 O BIMESTRE RESOLUÇÃO COMENTADA Aluno(a) Data: 14 / 09 / 11 3 o ano 2 a Série Turma: Ensino Fundamental I Turno: Matutino Professoras: Disciplinas: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Naturais e História/Geografia Eixo Temático Herança

Leia mais

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena OSUTERBOS DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. JANEIRO escrito por: Antפnio Carlos Calixto Filho Personagens: Dana de Oliveira uma moça simples ingênua morena olhos pretos como jabuticaba,1.70a,sarad a cabelos

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

Encontrando uma tábua de salvação, 13 O exercício do luto, 17 A folha de bordo cor de prata: uma pequena história, 19

Encontrando uma tábua de salvação, 13 O exercício do luto, 17 A folha de bordo cor de prata: uma pequena história, 19 Sumário Introdução, 11 Encontrando uma tábua de salvação, 13 O exercício do luto, 17 A folha de bordo cor de prata: uma pequena história, 19 Vencendo os obstáculos, 27 Pau e pedra, 31 Fortalecendo os laços,

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo

Amanda Aroucha de Carvalho. Reduzindo o seu resíduo Amanda Aroucha de Carvalho Reduzindo o seu resíduo 1 Índice 1. Apresentação 2. Você sabe o que é Educação Ambiental? 3. Problemas Ambientais 4. Para onde vai o seu resíduo? 5. Soluções para diminuir a

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

Violeiro afina a viola Começando a cantoria Faz ferver sua cachola Ferver do povo a alegria

Violeiro afina a viola Começando a cantoria Faz ferver sua cachola Ferver do povo a alegria Violeiro afina a viola Começando a cantoria Faz ferver sua cachola Ferver do povo a alegria A história que eu vou contar É verdadeira, acontecida Não é preciso pensar Por nada nada da vida O tema cantado

Leia mais

Morro da Favella. Fatos e lendas da primeira favela do Brasil

Morro da Favella. Fatos e lendas da primeira favela do Brasil Fatos e lendas da primeira favela do Brasil Fatos e lendas da primeira favela do Brasil FORMATO: Documentário: 1X 52 HD FULL 16:9 GENERO: Documentário em técnica mista: SINOPSE: Morro da Favella é um documentário

Leia mais

ÍNDIOS NO BRASIL. Cristina Langendorf Luciana Catardo

ÍNDIOS NO BRASIL. Cristina Langendorf Luciana Catardo ÍNDIOS NO BRASIL Cristina Langendorf Luciana Catardo AS PRIMEIRAS IMPRESSÕES Eram pardos, todos nus, sem coisa alguma que lhes cobrissem as suas vergonhas. Traziam nas mãos arcos e setas. Historiadores

Leia mais

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO EM CORDEL

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO EM CORDEL 1 NOME: Nº: 4º ANO: DATA DE ENTREGA: Queridos alunos e alunas As férias chegaram e com elas a vontade de passear, viajar, brincar com os amigos e curtir o merecido descanso, mas não podemos esquecer que

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

LÍNGUA PORTUGUESA 7º ano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Você aprendeu que o sujeito é o termo da oração que informa de que ou de quem se fala e que o predicado é o termo que contém uma informação sobre o sujeito. Nas orações abaixo, transcreva e classifique

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 18 O GOVERNO VARGAS (1951-54)

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 18 O GOVERNO VARGAS (1951-54) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 18 O GOVERNO VARGAS (1951-54) Como pode cair no enem A crise de agosto de 1954, que terminou com o suicídio do Presidente Vargas, teve como antecedentes: a) a oposição dos

Leia mais

entre as crianças Ciate: sucesso absoluto Conheça o Iate

entre as crianças Ciate: sucesso absoluto Conheça o Iate Ciate: sucesso absoluto entre as crianças Em 2008, o Iate Clube de Brasília comemora o sucesso do Centro Infanto Juvenil - Ciate. Depois de 12 anos de fundação, o espaço é muito procurado pelos sócios,

Leia mais

PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB

PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB PRAIA DO JACARÉ JOÃO PESSOA PB A tradição de assistir ao pôr do sol ouvindo o Bolero de Ravel na Paraíba começou com uma grande coincidência. Um grupo de amigos se reuniu para assistir ao fenômeno na Praia

Leia mais