PIBID 2011/2012 São Roque. Aulas práticas aplicadas nas 7ª séries

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PIBID 2011/2012 São Roque. Aulas práticas aplicadas nas 7ª séries"

Transcrição

1 PIBID 2011/2012 São Roque Aulas práticas aplicadas nas 7ª séries Bolsistas Alessandra Carvalho Carlos Galvez Renato Jacob Vastella Gleice Kelli Ribeiro 1

2 Sumário Aula prática 01 A célula e suas organelas Jogo de perguntas e respostas Desenhando uma célula Aula prática 02 Visita ao IF Visualização de células da boca Aula prática 03 Aparelho Digestivo Aula prática 04 Noções de Evolução Aula prática 05 Ciclos Biogeoquímicos Terrário Aula prática 06 Sistema respiratório Aula prática 07 Sistema reprodutor Aula prática 08 Sistema Locomotor Aula pratica 08 Sistema Nervoso Impulsos Nervosos Caça-palavras Aula prática 10 Sistema Endócrino 2

3 AS CÉLULAS E SUAS ORGANELAS INTRODUÇÃO O entendimento do conceito de célula de extrema importância no ensino de Ciências e fundamental para a aprendizagem de outros temas relacionados a vida animal e vegetal ensinados na escola. Para tanto, é importante que eles entendam o conceito e as funções de tal estrutura. Essa estrutura é a base para o entendimento de assuntos ligados a Ciências. Sem uma total compreensão adequada deste tópico fica difícil avançar para temas mais complexos. A célula nos fornece um entendimento em nível microscópico de muitos processos que ocorrem no corpo animal, humano e nos vegetais. OBJETIVO A atividade desenvolvida teve como objetivo principal trazer para o conhecimento do aluno de forma claro o que até então era abstrato. Além de elucidar e esquematizar o tema desenvolvido pela profª Maria Lucia em sala de aula. PÚBLICO ALVO: Turmas do 8º ano do ensino fundamental II. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS Atividade 01 Jogo de perguntas e respostas 1. Após a explicação sobre as partes básicas de uma célula animal e as funções das organelas foi proposto um jogo de perguntas e respostas 2. A sala divide-se em dois grupos 3. Um aluno de cada grupo deverá ficar em pé em frente a uma mesa com uma das mãos para cima. 4. Então o profº faz a primeira pergunta 5. O aluno que bater com a mão primeiro na mesa responde a pergunta e marca o ponto ou passa a pergunta para o colega do outro grupo 6. Se o aluno responder tem o ponto, mas caso não saiba pode repassar a pergunta para o colega. 7. Caso este responda o grupo ganhará o ponto. Caso erre o ponto vai para o outro grupo. 8. E assim até todos do grupo responder as perguntas 9. Ganha o grupo que fizer mais pontos. Atividade 02 Desenho da célula 1. Após a revisão dos conceitos estudantes foi proposto que os alunos esquematizassem uma célula em cartolina. 2. Os alunos foram chamados aleatoriamente para desenhar uma organela na cartolina disposta no meio da sala de aula. 3. No final todos os alunos assinam o desenho coletivo. 3

4 CONCLUSÃO Estiveram presentes na aula a Alessandra, Beatriz, Gleice e Renato. Foi desenvolvido uma atividade dinâmica, em sala de aula, sobre as funções das organelas da célula, onde os alunos realizaram um desenho de uma célula em uma cartolina, cada aluno desenhou uma organela diferente e um animando jogo de perguntas e respostas. Mediante as aplicações das atividades em ambas as turmas verificamos que na 8 C houve uma maior aproveitamento dos alunos em questão de comportamento e participação na atividade em relação as demais séries. Atividade foi aplicada parcialmente na 8ª D devido a indisciplina da turma realizamos apenas do desenho da célula. Seguem em anexo os registros fotográficos das atividades. REGISTRO FOTOGRÁFICO DA ATIVIDADE 01 - DATA 27/02/2012 e 06/03/2012 Esquema de uma célula feito na lousa para revisão com os alunos 4

5 5

6 6

7 7

8 8

9 9

10 10

11 11

12 REGISTRO FOTOGRÁFICO DA ATIVIDADE 02 DATA 27/02/

13 13

14 14

15 15

16 Todas as fotos exibidas neste relatório são registro das atividades realizadas nos 8º anos 16

17 Visita dos alunos das 7ª série C da Escola Municipal Tetsu Chinone Aula Prática no Laboratório de Microbiologia Relatório registrando a visita dos alunos ao laboratório de microbiologia. Os alunos chegaram ao Instituo Federal às 09h10 minutos. Estavam presentes aproximadamente 15 alunos, uma professora e a inspetora de alunos. Todos foram encaminhados para o laboratório de microbiologia onde assistiram a uma explicação sobre o uso dos microscópios. Primeiramente os alunos visualizaram lâminas com cortes de tecido humano e língua de coelho. Logo após, os mesmos leram o roteiro da aula prática preparada e imediatamente começaram a preparar as lâminas com a mucosa da própria boca. As visualizações foram possíveis em três aumentos e os alunos puderam observar e compreender melhor a importância das células e suas estruturas. Registro fotográfico da aula prática realizada em 18/04/

18 18

19 19

20 20

21 21

22 22

23 Sistema Digestivo A digestão INTRODUÇÃO Para que as grandes moléculas possam ser assimiladas no organismo é necessário desdobrá-las em compostos mais simples. Esse processo de transformação do alimento denomina-se digestão e é realizado no sistema digestório. No sistema digestório, as macromoléculas de alimentos sofrem a ação de proteínas especiais, as enzimas, existentes nos sucos digestivos, que as quebram em moléculas menores, fáceis de serem utilizadas no organismo. OBJETIVO Compreender a ação das enzimas digestivas em contato com o alimento, visualizando um processo que ocorre com o alimento durante a mastigação no caso do amido e de gorduras que sofrem de enzimas no intestino delgado. MATERIAIS Solução de iodo Saliva Água Amido Detergente Óleo Becker Tubos de ensaio Tiossulfato de sódio METODOLOGIA 1º experimento Numere os tubos de ensaio, para um fácil acompanhamento da atividade. Coloque um pouco de água no tubo de ensaio 01 e adicione uma pequena quantidade de amido, em seguida agite bem e adicione algumas gotas da solução de iodo. No tubo de ensaio 02 colocar 2 ml de saliva e adicione uma pequena quantidade de amido, em seguida agite bem. Adicione alguns cristais de tiossulfato de sódio que funciona como catalizador para a reação. Aguarde aproximadamente 15 minutos para que as enzimas possam agir. Passado o tempo acima descrito adicionar algumas gotas da solução de iodo. 2º experimento Enquanto a reação acima age, preparar e um bequer uma solução de água e óleo. 23

24 Demonstrar para os alunos que a água e o óleo não se misturam. Colocar então algumas gotas de detergente e agitar para a visualização da emulsificação da substância. CONCLUSÃO O iodo em contato com o amido desencadeia uma reação iodo-amido que tem uma coloração azul escuro como prova da presença de amido no tubo de ensaio 01. Já no tubo 02 quando adicionado o iodo não ocorre a reação, pois as enzimas presentes na saliva quebraram os carboidratos transformando-os primeiramente em maltose. Então não há reação no tubo 02, pois as enzimas transformaram o amido em maltose. Se não tem mais amido no tubo o iodo não vai reagir. REGISTRO FOTOGRÁFICO DA ATIVIDADE PRÁTICA REALIZADA EM 02/04/2012 COM OS ALUNOS DOS 8º ANOS. 24

25 25

26 26

27 27

28 28

29 29

30 30

31 31

32 32

33 Introdução Noções de evolução Os fósseis fornecem um contexto para abordar a biosfera, como uma entidade dinâmica sujeita a alterações que influenciam diretamente as condições de sobrevivência dos seres vivos. As grandes teorias evolutivas propostas no século XIX que tentavam explicar como os seres evoluem utilizaram os fósseis como fonte de informações e reflexões. Objetivo Relacionar o pensamento evolucionista de Darwin, com biodiversidade do planeta Terra, e compará-las com as ideias de Lamarck. Confrontando as diferenças explicações individuais e coletivas inclusive as de características históricas para reelaborar suas interpretações. Materiais Apresentação de Power Point; Vídeos; Jogo de perguntas e respostas Metodologia Introduzir ideias de Jean- Baptiste Lamarck usando de cartões com suas ideias e respectivas ilustrações para uma maior compreensão dos alunos dos assuntos abordados. Expor as ideias de Charles Darwin e utilizar da mesma metodologia com cartões de ideias ilustrados. Após uma mesa redonda dividir a sala em dois grupos que competirão em um quiz, com bônus de pontos, incentivando os alunos o raciocínio rápido e associativo com os cartões previamente trabalhados e sala. Conclusão Os alunos da 7ª série envolveram-se muito com a atividade. A primeira parte da aula foi na sala e a segunda foi embaixo de uma árvore, onde discutimos os temos abordados em sala. Na 7ª C a turma teve melhor rendimento e aproveitamento. Já os alunos da 7ª A tiveram mais dificuldade devido indisciplina. Porém pude observar que o assunto chamou a atenção de vários alunos onde os mesmos fizeram muitas perguntas. 33

34 Registros fotográficos as atividades realizadas em 09/04/2012 e 16/04/

35 35

36 36

37 37

38 Ciclos Biogeoquímicos Introdução O ciclo geoquímico é o percurso realizado no meio ambiente por um elemento químico essencial à vida. Ao longo do ciclo, cada ambiente é absorvido e reciclado por componentes bióticos (seres vivos) e abióticos (ar, água, solo, etc.) da biosfera, e às vezes pode se acumular durante um longo período de tempo em um mesmo lugar. É por meio dos ciclos biogeoquímicos que os elementos químicos e compostos químicos são transferidos entre os organismos e entre diferentes partes do planeta. Objetivo Relacionar materiais com os ciclos biogeoquímicos no uso do cotidiano dos alunos e toda a comunidade. Materiais Apresentação em PowerPoint, Vídeos, Produção de um micro ambiente, Garrafas pet ou semelhantes, Plantas, Terra, Areia Pequenos animais (minhoca, tatuzinho, insetos, etc.), Pedras e carvão ativo. Metodologia Apresentação da parte teórica e colocar em prática com uso da garrafa pet ou semelhante para montagem do terrário, onde primeiramente se coloca as pedras no fundo, uma fina camada de carvão ativo, a camada de areia ou terra. Após a montagem do solo, colocar as plantinhas e regar o terrário com água, mas sem exageros para não criar fungos demais. Coloque os animaizinhos e feche ou vede a garrafa pet cortada ou semelhante. 38

39 Registro Fotográfico 39

40 40

41 Aula prática Terrário 41

42 42

43 43

44 44

45 Sistema respiratório Introdução: No organismo humano, o alimento digerido é absorvido no intestino e conduzido pelo sangue até as células, onde é quebrado no processo de respiração celular aeróbia que consome oxigênio, forma água e gás carbônico, com liberação de energia. Os movimentos respiratórios compreendem a inspiração e a expiração. Para que ocorram esses movimentos, é fundamental a participação do diafragma. Objetivo Memorizar e compreender através de métodos lúdicos os conceitos sobre o sistema respiratório. Material Jogo da Forca Caça-palavras Nomear as imagens ( aparelho respiratório) Metodologia O modelo visa à compreensão das funções dos órgãos envolvidos no sistema respiratório de maneira lúdica de diretamente aplicada aos alunos. 45

46 Registro das atividades aplicadas em aula prática realizada em 25/06/

47 47

48 48

49 49

50 50

51 51

52 52

53 53

54 54

55 Registro fotográfico realizado em 25/06/2012 durante aula prática. 55

56 56

57 57

58 Sistema Reprodutor Introdução Sabe-se que, hoje, a orientação sexual entrou pela porta da frente da escola, após uma trajetória de avanços e retrocessos. É possível discutir com os pares o tema e elaborar projetos que atendam à demanda das diferentes faixas etárias que compõem a comunidade escolar. Se, inicialmente, buscava-se uma formação para evitar a gravidez precoce e a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, hoje, almeja-se muito mais ao colocar em discussão temáticas relacionadas por exemplo, como o direito ao prazer e ao exercício da sexualidade com responsabilidade e o entendimento de que a sexualidade é algo inerente à vida e à saúde. Nesta aula estudaremos O Sistema Genital Masculino, fazendo uma abordagem de diferentes aspectos que o tema exige. identificar órgãos e funções, o conhecimento de que cada indivíduo tem um ritmo de desenvolvimento próprio, usar a terminologia científica relacionada aos órgãos que compõe esse sistema e estudar os métodos contraceptivos. Objetivos Identificar órgãos e funções, Conhecer que cada indivíduo tem um ritmo de desenvolvimento próprio, Utilizar terminologia científica relacionada aos órgãos que compõe esse sistema Estudar os métodos contraceptivos. Materiais Torço aberto. Folha de sulfite Canetão cores variadas Metodologia Explicar aos alunos que muitos adultos e adolescentes usam muitos termos populares relacionados à sexualidade. Isso acontece porque às vezes as pessoas não conhecem os termos científicos, não se sentem bem os usando, dentre outros motivos. Para refletir sobre o uso de termos relacionados à sexualidade eles vão participar de uma atividade de acordo com orientação a seguir. Distribuir pelo chão da sala seis folhas de papel e coloque uma caneta em cima de cada uma. Antes, escreva em cada folha um dos termos a seguir: Homem Pênis Ato sexual Testículos 58

59 Saco escrotal Vulva Vagina Mulher Peça que escrevam nas folhas os termos equivalentes que conheçam. Marque 15 minutos para a realização da atividade. Passado o tempo marcado reúna o grupo para discussão. Peça a um aluno, que se mostrar disponível, para ler os nomes escritos em voz alta. Se ninguém se oferecer, faça você mesmo a leitura em voz alta. Sugestão de diálogo: Como o grupo se sentiu ao participar da atividade? Vocês se sentiram envergonhados ao ver, escrever ou ouvir esses termos? Por quê? Em geral, quando usamos a linguagem popular para os termos sexuais? Quando usamos os termos científicos? Por quê? De onde provem essas palavras da linguagem popular? Em sua opinião, por que usamos tais palavras? Registro Fotográfico 59

60 60

61 61

62 62

63 Aparelho Locomotor O Esqueleto Introdução O sistema muscular e o sistema esquelético fazem parte do sistema locomotor. Esse sistema é responsável pelos inúmeros movimentos, inclusive a locomoção que conseguimos desenvolver. O sistema esquelético é formado por um conjunto de ossos que podem ser de vários tipos (longos, chatos, curtos e irregulares). Além da sustentação do corpo, os ossos também produzem células do sangue e servem como reserva de cálcio e ligados aos músculos por meio de tendões realizam movimentos responsáveis pela locomoção. Objetivo Através da montagem do esqueleto, o objetivo dessa aula é o proporcionar formas criativas de ilustrar de forma prática o sistema esquelético. Materiais Utilização de moldes dos ossos do esqueleto humano. Fig. 01 Tesoura sem ponta Cola Utilizar o mapa do corpo humano disponível na escola. 63

64 Fig. 01 Moldes para montagem do esqueleto. Metodologia Apresentação do sistema esquelético: conceitos, funções e importância e nomeação dos ossos do molde. Depois de nomear cada osso deve-se recortar cada peça e colar. Montando assim um esqueleto, conforme Fig.2. 64

65 Fig.02 Esqueleto montado e finalizado. Registro fotográfico das aulas práticas. 65

66 66

67 67

68 68

69 Sistema nervoso Introdução O sistema neural recebe informações do próprio organismo e do meio externo. Ele associa essas informações, interpretas e é capaz de armazená-las, originando o que se chama memória. O sistema neural dos seres humanos e dos outros vertebrados é classificado em sistema neural central e sistema neural periférico. O sistema neural central (SNC) é formado pelo encéfalo, que se encontra na caixa craniana, e pela medula espinhal, que se encontra protegida pela coluna vertebral. O sistema neural periférico (SNP) é constituído pelos prolongamentos das células do SNC, que formam feixes chamados nervos, que se espalham por praticamente todo o organismo, e por gânglios neurais localizados próximos à coluna vertebral ou em órgãos como o coração, o estômago e o intestino. Objetivo Fazer da dinâmica uma atividade instrutiva para os alunos compreendam o funcionamento dos impulsos nervosos e sua importância em todas as nossas percepções. Materiais Barbante; Venda de pano; Gelo; Copo; Metodologia A dinâmica consiste em formar três filas de alunos, todos estarão vendados e segurando um fio de barbante que ligará a fila. Cada aluno será um neurônio, responsável por transmitir as informações captadas pelo primeiro aluno da fila onde sua mão será os dendritos, responsável por receber os estímulos transmitidos pelo braço/ axônio até outro neurônio/aluno até o ultimo aluno da fila que irá dizer em voz alta e confirmar se a transmissão foi executada corretamente. 69

70 Atividade 2 70

71 71

72 Registro Fotográfico 72

73 73

74 74

75 75

76 76

77 Sistema endócrino Introdução As glândulas de secreção interna, ou endócrinas, funcionam controlando o funcionamento dos vários órgãos. Para isso, os hormônios. Os hormônios agem mesmo em quantidades muito pequenas. Liberados pelas glândulas de secreção interna, eles atingem os órgãos-alvo e ai determinam o seu funcionamento. Assim, todas as funções do organismo se realizem integralmente, com precisão e equilíbrio, ele dispõe de controles ou reguladores hormonais. Os hormônios chegam ás outras glândulas e aos diversos órgãos transportados pelo sangue. As principais glândulas produtoras de hormônios são: a hipófise, tireóide, as paratireóides, as supra-renais, o pâncreas, os testículos e os ovários. A hipófise é uma glândula pequena, do tamanho de uma ervilha, que se localiza no centro da cabeça. Ela é considerada a glândula mestra do organismo porque seus hormônios controlam o funcionamento de outras glândulas endócrinas. Objetivo Introdução de atividades práticas para fixação de conteúdo da disciplina como um complemento didático. Materiais e Métodos Utilização de vídeos, mapa conceitual, slides, paródias e atividades lúdicas. Metodologia Os alunos trabalharam na construção do mapa conceitual e atividades do sistema endócrino. A utilização de paródia contextualizada tornou a aula prática mais descontraída e conquistando a atenção dos alunos. Atividades realizadas (LETRA)Paródia da música PAGA PAU (refrão) Sistema endocrino é formado por um conjunto de glândulas que secretam os hormônios...hamm nos orgãos alvo. Tem a hipófise, a tireóide e as supra-renais, os ovários e testículos as glândulas sexuais Regular o cálcio E inibir sua remoção, 77

78 É função da calcitonina... Hamm Me engana não! Se com fome o bebe ficar se acalme, n passe mal! Logo o leite é liberado... a prolactina é a tal! Bem na hora do xaveco o coração acelera às mãos ficam suando é culpa da adrenalina! Se a metabolização estiver um tanto errada o T3 ou o T4 vai deixa-la regulada! (refrão) Sistema endocrino é formado por um conjunto de glândulas que secretam os hormônios...hamm nos orgãos alvo. Tem a hipófise, a tireóide e as supra-renais, os ovários e testículos as glândulas sexuais Regular o cálcio E inibir sua remoção, É função da calcitonina... Hamm Me engana não! (refrão) (2vezes) Sistema endocrino é formado por um conjunto de glândulas que secretam os hormônios...hamm nos orgãos alvo. Tem a hipófise, a tireóide e as supra-renais, os ovários e testículos as glândulas sexuais 78

79 Registro Fotográfico (devido a falha na configuração da câmera as datas nas estão incorretas). 79

80 80

81 81

ELIANE E MAITHÊ. Leis de Newton. Força peso

ELIANE E MAITHÊ. Leis de Newton. Força peso ELIANE E MAITHÊ Leis de Newton Força peso Objetivo: Evidenciar que a força peso atua em um corpo mesmo ele não estando em queda livre e investigar a direção da força peso. Materiais:Duas garrafas PET do

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 PROVA DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: / /2013 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 90 pontos MATUTINO: Orientações

Leia mais

Sistema Endócrino: controle hormonal

Sistema Endócrino: controle hormonal Sistema Endócrino: controle hormonal Todos os processos fisiológicos estudados até agora, como digestão, respiração, circulação e excreção, estão na dependência do sistema que fabrica os hormônios. O sistema

Leia mais

Sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico

Sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico SISTEMA NERVOSO Sistema nervoso Funções: Coordena o funcionamento dos outros sistemas. Controla os movimentos (voluntários e involuntários). É responsável pela recepção de estímulos externos e pela resposta

Leia mais

IESA-ESTUDO DIRIGIDO 1º SEMESTRE 8º ANO - MANHÃ E TARDE- DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORAS: CELIDE E IGNÊS. Aluno(a): Turma:

IESA-ESTUDO DIRIGIDO 1º SEMESTRE 8º ANO - MANHÃ E TARDE- DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORAS: CELIDE E IGNÊS. Aluno(a): Turma: IESA-ESTUDO DIRIGIDO 1º SEMESTRE 8º ANO - MANHÃ E TARDE- DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORAS: CELIDE E IGNÊS Aluno(a): Turma: Querido (a) aluno (a), Este estudo dirigido foi realizado para que você revise

Leia mais

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças Funcionamento e coordenação nervosa Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças No Sistema Nervoso as mensagens são

Leia mais

Sistemas do Corpo Humano

Sistemas do Corpo Humano Sistemas do Corpo Humano Sistema Digestório consegue energia e matéria prima. Cada órgão tem uma função específica no processo de transformação dos alimentos O QUE É UM SISTEMA????? Sistema Digestório

Leia mais

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões:

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: Recuperação Capítulo 01 - Níveis de organização Células tecidos órgãos sistemas - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: A- Membrana Plasmática - Revestimento da célula;

Leia mais

INTERVENÇÃO. Práticas do Sistema Digestório. Plano da Intervenção. Para viver, crescer e manter o nosso organismo precisa consumir alimentos.

INTERVENÇÃO. Práticas do Sistema Digestório. Plano da Intervenção. Para viver, crescer e manter o nosso organismo precisa consumir alimentos. INTERVENÇÃO Práticas do Sistema Digestório Autores: Alexia Rodrigues Menezes, Bibiana Ferrer, Cristina Langendorf e Suelen Mattoso. Plano da Intervenção CONTEXTUALIZAÇÃO Para viver, crescer e manter o

Leia mais

Sistema neuro-hormonal. EPL Hélder Giroto Paiva

Sistema neuro-hormonal. EPL Hélder Giroto Paiva Sistema neuro-hormonal EPL Hélder Giroto Paiva O que é o sistema neuro-hormonal? + Sistema nervoso Sistema hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? Qualquer alteração no exterior ou no interior do corpo

Leia mais

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi Fisiologia Animal Sistema Nervoso Sistema Nervoso Exclusivo dos animais, vale-se de mensagens elétricas que caminham pelos nervos mais rapidamente que os hormônios pelo sangue. Mantido vivo pela eletricidade,

Leia mais

BIO E EXTENSIVO AULA 30

BIO E EXTENSIVO AULA 30 BIO E EXTENSIVO AULA 30 30.01 - Uma célula nervosa (neurônio) é constituída basicamente por: corpo celular, onde se encontram as organelas e o núcleo; dendritos, que são ramificações que recebem o estímulo

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE CIÊNCIAS 8º ANO

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE CIÊNCIAS 8º ANO Aluno(a): NOTA: Professor(a): Denise Data: 06/01/15 Valor: 20,0 TRABALHO PARA RECUPERAÇÃO FINAL: Para fazer este trabalho você deverá consultar as apostilas 3 e 4 que são, respectivamente, do terceiro

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 9.º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 9.º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 9.º Ano UNIDADES DIDÁTICAS CONTEÚDOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período VIVER MELHOR NA TERRA Saúde individual e comunitária Medidas de ação para a promoção

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso

SISTEMA NERVOSO. Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso SISTEMA NERVOSO Nos organismos menos complexos as funções de comunicação entre as várias

Leia mais

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi Fisiologia Animal Sistema Nervoso Sistema Nervoso Exclusivo dos animais, vale-se de mensagens elétricas que caminham pelos nervos mais rapidamente que os hormônios pelo sangue. Mantido vivo pela eletricidade,

Leia mais

R.: b) O que garante o funcionamento das funções vitais nos organismos vivos? R.:

R.: b) O que garante o funcionamento das funções vitais nos organismos vivos? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 5º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== CÉLULA, UNIDADE BÁSICA DOS SERES VIVOS.

Leia mais

Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Sistema Endócrino Mensagem Química: Hormônios Os hormônios são substâncias químicas liberadas na corrente sanguínea

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: FUNDAMENTOS DE GENÉTICA Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO 1. A importância da digestão para o nosso corpo é: a) desenvolver nosso organismo.

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 4. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS 6 ano 1 volume CONTEÚDOS OBJETIVOS 1.Astronomia: estudando o céu Estrelas e constelações Sistema Solar e exploração do Universo - Movimentos da - Terra e da Lua Reconhecer

Leia mais

Sistema Reprodutor e Hormônios. 01- Existem dois sistemas que estão atuando na coordenação do nosso corpo: o sistema nervoso e o sistema hormonal.

Sistema Reprodutor e Hormônios. 01- Existem dois sistemas que estão atuando na coordenação do nosso corpo: o sistema nervoso e o sistema hormonal. PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 5º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Sistema Reprodutor e Hormônios 01- Existem

Leia mais

PERSPECTIVA. ciências. Sugestão de avaliação. Coleção Perspectiva

PERSPECTIVA. ciências. Sugestão de avaliação. Coleção Perspectiva PERSPECTIVA Coleção Perspectiva ciências 8 Sugestão de avaliação Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do Livro do Aluno. Avaliação Ciências

Leia mais

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso Aula Programada Biologia Tema: Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro. Cerebelo. Encéfalo. Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula

Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro. Cerebelo. Encéfalo. Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula Introdução O corpo humano é coordenado por dois sistemas: o nervoso e o endócrino. O sistema nervoso é o que coordena, por meio da ação dos neurônios, as respostas fisiológicas, como a ação dos músculos

Leia mais

8ª série / 9º ano U. E. 14. Sistema nervoso

8ª série / 9º ano U. E. 14. Sistema nervoso 8ª série / 9º ano U. E. 14 Sistema nervoso O cérebro, a medula e os nervos são os principais órgãos que formam o sistema nervoso. As informações que chegam ao cérebro são respondidas com estímulos que

Leia mais

Sistema Nervoso. Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular.

Sistema Nervoso. Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular. Neurônio Sistema Nervoso Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular. Dendritos prolongamentos ramificados que captam os estímulos nervosos. Axônio prolongamento único e responsável

Leia mais

14 Aproveitamos tudo o que comemos?

14 Aproveitamos tudo o que comemos? A U A UL LA Aproveitamos tudo o que comemos? Nas Aulas 1 e 5 vimos a importância de carboidratos, proteínas e gorduras para o bom funcionamento do corpo e o quanto é fundamental uma alimentação saudável,

Leia mais

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia

9/30/2014. Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução. Fisiologia. Anatomia Por que engenheiros biomédicos precisam estudar anatomia e fisiologia? Introdução à Anatomia e Fisiologia EN2319-Bases Biológicas para Engenharia I Reginaldo K Fukuchi Universidade Federal do ABC Por que

Leia mais

Aula 9 Sistema digestório

Aula 9 Sistema digestório Aula 9 Sistema digestório Os alimentos fornecem nutrientes para construção de estruturas celulares e, ainda, liberação de energia para as atividades celulares. A função da digestão é converter os alimentos

Leia mais

ESTUDO BASE 8 ANO. Prof. Alexandre

ESTUDO BASE 8 ANO. Prof. Alexandre ESTUDO BASE 8 ANO Prof. Alexandre FORMA E FUNÇÃO Natureza FORMA E FUNÇÃO Artificiais FORMA E FUNÇÃO Todos os objetos apresentam uma relação intíma entre sua forma e função Relação = FORMA/FUNÇÃO BIOLOGIA

Leia mais

Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes

Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes PROFESSORA NAIANE Para viver, crescer e manter o nosso organismo, precisamos consumir alimentos. Mas o que acontece com os alimentos que ingerimos? Como os nutrientes dos alimentos, chegam às células do

Leia mais

ZOOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL

ZOOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL ZOOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL Sistema Endócrino Prof. Fernando Stuchi Introdução Os mensageiros químicos do corpo (hormônios) são produzidos pelas glândulas endócrinas ou glândulas de secreção interna,

Leia mais

FISIOLOGIA DIGESTIVA

FISIOLOGIA DIGESTIVA EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA DIGESTIVA 01. Na digestão, a redução dos alimentos a partículas através de processos mecânicos tem por finalidade: a) facilitar a eliminação de substâncias inúteis

Leia mais

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente.

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e identificar as condições ambientais externas e as condições internas do organismo 1 LOCALIZAÇÃO: SISTEMA NERVOSO - CORPOS CELULARES:

Leia mais

Fonte: Disponível em: http://veja.abril.com.br. Acesso em: 25 set. 2014.

Fonte: Disponível em: http://veja.abril.com.br. Acesso em: 25 set. 2014. 1. (Ufsm 2015) O consumo exagerado de sódio está associado a uma serie de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), como as cardiovasculares. Essas moléculas são responsáveis por 72% das mortes no Brasil,

Leia mais

Conteúdos. Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários.

Conteúdos. Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários. Conteúdos Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários. Conteúdos Constituição e funcionamento do sistema nervoso central. Glândulas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 346 779 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 346 779 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico, 21 outubro de 2014) CIÊNCIAS NATURAIS 9º ano de escolaridade Saúde Individual e comunitária Indicadores do estado de saúde de uma população

Leia mais

Sistema endócrino. Apostila 3 Página 22

Sistema endócrino. Apostila 3 Página 22 Sistema endócrino Apostila 3 Página 22 Sistema mensageiro Hormônios: informacionais, produzidas pelas glândulas endócrinas e distribuídas pelo sangue. Órgão-alvo: reage ao estímulo do hormônio. Sistema

Leia mais

Sistema neuro-hormonal

Sistema neuro-hormonal Unidade 4 Sistema neuro-hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? + Sistema nervoso Sistema hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? Qualquer alteração no exterior ou no interior do corpo! corresponde

Leia mais

Ciências/15 8º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / Projeto-síntese de Ciências 8º ano 2º trimestre

Ciências/15 8º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / Projeto-síntese de Ciências 8º ano 2º trimestre Ciências/15 8º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / 8ºcie302r Caros alunos, Projeto-síntese de Ciências 8º ano 2º trimestre No 2º trimestre nos dedicamos ao estudo do funcionamento do corpo humano,

Leia mais

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?...

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?... A U A UL LA Fazendo a digestão Atenção De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis? Nosso corpo é semelhante a um carro. Como você acha que conseguimos energia para viver? Um corpo

Leia mais

Responda as questões usando caneta azul ou preta. Respostas a lápis ou com rasuras não serão consideradas.

Responda as questões usando caneta azul ou preta. Respostas a lápis ou com rasuras não serão consideradas. Universidade Comunitária da Região de Chapecó UNOCHAPECÓ Curso de Agronomia Disciplina: Anatomia e Fisiologia dos animais domésticos Prova G2 Nome: Data: 27/11/2013 Responda as questões usando caneta azul

Leia mais

1. O esquema ao lado representa uma seção do tubo digestivo humano com alguns anexos. Observe as indicações e resolva os itens

1. O esquema ao lado representa uma seção do tubo digestivo humano com alguns anexos. Observe as indicações e resolva os itens Biologia - revisão 301 1. O esquema ao lado representa uma seção do tubo digestivo humano com alguns anexos. Observe as indicações e resolva os itens a) Cite o nome do substrato digerido pela principal

Leia mais

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES. CONTEÚDO ESPECÍFICO Biologia: visão geral e origem da vida

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES. CONTEÚDO ESPECÍFICO Biologia: visão geral e origem da vida Colégio Estadual Antônio M. Ceretta Ensino Fundamental, Médio e Profissional Plano de Trabalho Docente - Ano 2015 Disciplina: Biologia Professora: Katia Lazaretti Série: 1ª Série Período: 1 trimestre ESTRUTURANTES

Leia mais

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Ciências AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Graduada em História e Pedagogia, Doutora em Filosofia e Metodologia de Ensino, Autora da Metodologia ACRESCER. REGINALDO STOIANOV Licenciatura Plena em Biologia,

Leia mais

Sistema endócrino + Sistema nervoso. integração e controle das funções do organismo

Sistema endócrino + Sistema nervoso. integração e controle das funções do organismo Sistema endócrino Sistema endócrino + Sistema nervoso integração e controle das funções do organismo Sistema endócrino Conjunto de glândulas endócrinas que secretam hormônio Relembrando Glândulas que liberam

Leia mais

Recuperação Final CFB 8º ano do EF

Recuperação Final CFB 8º ano do EF COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO Recuperação Final CFB 8º ano do EF Aluno: Série: 8º ano Turma: Data: de dezembro de 2015 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Esta prova é um documento

Leia mais

FISIOLOGIA ENDÓCRINA

FISIOLOGIA ENDÓCRINA EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA ENDÓCRINA 01. Os chamados hormônios trópicos da hipófise são aqueles que estimulam: a) o desenvolvimento e a função de outras glândulas b) a produção e a eliminação

Leia mais

- Compreender a formação do universo em se tratando da evolução do homem como um todo. - análise de texto - Leitura; - Texto descritivo.

- Compreender a formação do universo em se tratando da evolução do homem como um todo. - análise de texto - Leitura; - Texto descritivo. Plano de ação- 2015 - trimestral Colégio Estadual Mahatma Gandhi Ensino Fundamental Ciências 8º A, 8ºB, 8C Professora: Josiane Maria Guerra Conteúdo específico Objetivos Encaminhamentos metodológicos e

Leia mais

SISTEMA DIGESTIVO. Ciências Naturais 9º ano

SISTEMA DIGESTIVO. Ciências Naturais 9º ano SISTEMA DIGESTIVO Ciências Naturais 9º ano Digestão e Sistema Digestivo A digestão é o processo através do qual moléculas complexas dos alimentos são desdobradas, em moléculas mais simples que podem ser

Leia mais

DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORES: Ludmila / Márcia DATA: 18/ 12 / 2015 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 8º Ano TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Orientações gerais: Este trabalho

Leia mais

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas.

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Fisiologia Animal Excreção Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Sistema urinario Reabsorção de açucar, Glicose, sais, água. Regula volume sangue ADH: produzido pela

Leia mais

Aula 4: Sistema digestório

Aula 4: Sistema digestório Aula 4: Sistema digestório Sistema digestório As proteínas, lípideos e a maioria dos carboidratos contidos nos alimentos são formados por moléculas grandes demais para passar pela membrana plasmática e

Leia mais

Perpetuando a vida - 1

Perpetuando a vida - 1 A U A UL LA Perpetuando a vida - 1 Atenção Exercícios Lineu chegou radiante à lanchonete. Finalmente tinha recebido a notícia do médico, a notícia que tanto esperava. Em vez do tradicional suco de laranja,

Leia mais

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Ciências AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Graduada em História e Pedagogia, Doutora em Filosofia e Metodologia de Ensino, Autora da Metodologia ACRESCER. REGINALDO STOIANOV Licenciatura Plena em Biologia,

Leia mais

MATÉRIA 8º 2º Dez/13 NOTA

MATÉRIA 8º 2º Dez/13 NOTA Valores eternos. TD Recuperação MATÉRIA Ciências ANO/TURMA SEMESTRE DATA 8º 2º Dez/13 ALUNO(A) PROFESSOR(A) Juliana TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS NOTA VISTO DOS PAIS/RESPONSÁVEIS 1. A pele é um órgão

Leia mais

34 Por que as vacas mastigam o tempo todo?

34 Por que as vacas mastigam o tempo todo? A U A UL LA Por que as vacas mastigam o tempo todo? Nos sítios e fazendas que têm criação de gado, os bois e vacas se espalham pelo pasto e têm hora certa para ir ao cocho receber o trato. O trato pode

Leia mais

Ciências/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / /

Ciências/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / Ciências/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / 8ºcie301r Projeto-síntese de Ciências 8º ano 1º trimestre Caros alunos, O 1º trimestre de Ciências é essencial para a compreensão do funcionamento

Leia mais

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico.

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. 1 O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. Note essa organização na figura abaixo. - Átomos formam

Leia mais

USO DE TERRÁRIO NA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL

USO DE TERRÁRIO NA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL USO DE TERRÁRIO NA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DO ENSINO FUNDAMENTAL Giovana Pereira dos Santos Lima (PIBIC/Fundação Araucária), Kátya Regina de Freitas (Orientadora), e-mail: giovana_p.lima@hotmail.com, krfreitas@utfpr.edu.br.

Leia mais

Sistema endócrino I. As células produtoras de hormônios estão geralmente reunidas em órgãos denominados glândulas endócrinas.

Sistema endócrino I. As células produtoras de hormônios estão geralmente reunidas em órgãos denominados glândulas endócrinas. RESUMO DE AULA Sistema endócrino I O funcionamento e equilíbrio fisiológico do corpo humano dependem em parte da comunicação entre as células por meio de mensageiros químicos denominados de hormônios.

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL. Aula 1.2 Conteúdo: Sistema Digestório

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL. Aula 1.2 Conteúdo: Sistema Digestório Aula 1.2 Conteúdo: Sistema Digestório 2 Habilidades: Conhecer o sistema digestório humano, compreendendo o papel de cada um de seus órgãos e glândulas anexas no processo de digestão. 3 4 Comendo insetos

Leia mais

SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES

SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES Deteta informação sensorial Processa e responde à informação sensorial (integração) Mantém a homeostasia Centro das atividades mentais Controla os movimentos do corpo através dos

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA

ANATOMIA E FISIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA SITEMA DIGESTÓRIO Enfª Renata Loretti Ribeiro 2 3 SISTEMA DIGESTÓRIO Introdução O trato digestório e os órgãos anexos constituem o sistema digestório. O trato digestório é um tubo

Leia mais

1º Período. Subtemas Competências essenciais específicas Conceitos Estratégias Blocos. -Saúde -Esperança média de vida; -Prevenção da saúde;

1º Período. Subtemas Competências essenciais específicas Conceitos Estratégias Blocos. -Saúde -Esperança média de vida; -Prevenção da saúde; Saúde individual e comunitária 1º Período Indicadores do estado de saúde de uma população Medidas de ação para a promoção da saúde Compreender o conceito de saúde; Conhecer os indicadores do estado de

Leia mais

Corte de uma célula em tecido vegetal (epiderme de cebola) vista ao microscópio óptico, após coloração.

Corte de uma célula em tecido vegetal (epiderme de cebola) vista ao microscópio óptico, após coloração. Com Ciência na escola 3 Corte de um tecido animal (mucosa do intestino) visto ao microscópio óptico, após coloração. Corte de uma célula em tecido vegetal (epiderme de cebola) vista ao microscópio óptico,

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No domínio Viver melhor na Terra, o aluno deve ser capaz de: Compreender a importância da saúde individual e comunitária na qualidade

Leia mais

Glândulas endócrinas:

Glândulas endócrinas: SISTEMA ENDOCRINO Glândulas endócrinas: Funções: Secreções de substâncias (hormônios) que atuam sobre célula alvo Regulação do organismo (homeostase) Hormônios: Substâncias químicas que são produzidas

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No domínio Viver melhor na Terra, o aluno deve ser capaz de: Compreender a importância da saúde individual e comunitária na qualidade de

Leia mais

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO Controle do funcionamento do ser humano através de impulsos elétricos Prof. César Lima 1 Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Tecido Nervoso Compreende basicamente dois tipos celulares Neurônios unidade estrutural e funcional

Leia mais

Professor Fernando Stuchi

Professor Fernando Stuchi REPRODUÇÃO Aulas 2 a 5 1º Bimestre Professor Fernando Stuchi Seres Vivos Segundo a Teoria Celular, todos os seres vivos (animais e vegetais) são constituídos por células (exceção dos vírus que não possuem

Leia mais

ODONTOLOGIA ANATOMIA HUMANA GERAL 1º Período / Carga Horária: 90 horas

ODONTOLOGIA ANATOMIA HUMANA GERAL 1º Período / Carga Horária: 90 horas ODONTOLOGIA ANATOMIA HUMANA GERAL 1º Período / Carga Horária: 90 horas 1. PRÉ-REQUISITO: Não há Pré-Requisitos 2. EMENTA: Conceito de Anatomia com as diversas formas de seu estudo. Conceito de normal,

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 14 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP ACREDITE EM VOCÊ Profª Elaine Terroso Esse material foi elaborado

Leia mais

Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências

Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências SISTEMA NERVOSO Sistema nervoso central (SNC) Sistema nervoso periférico (SNP) Encéfalo Medula espinhal SNP autônomo SNP somático Parassimpático Simpático Nervos motores

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS

PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS 8º ANO PROFESSORA: LUCIANA PERES

Leia mais

Prof Weber Ciências 7ºANO

Prof Weber Ciências 7ºANO Prof Weber Ciências 7ºANO O que é a digestão? É a transformação dos alimentos em moléculas menores para que possam ser absorvidos pelo nosso corpo. Acontece em um tubo chamado TUBO DIGESTÓRIO. O tubo digestório

Leia mais

8º ANO PLANO DE ÁREA DE ESTUDO (PLAEST)

8º ANO PLANO DE ÁREA DE ESTUDO (PLAEST) SISTEMA COLÉGIO MILITAR DO BRASIL COLÉGIO MILITAR DE CURITIBA ENSINO FUNDAMENTAL ELABORADO EM 2007 Fl-1 CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS 8º ANO CARGA HORÁRIA: 90 HORAS N SESSÕES: 120 HORAS/AULA PLANO DE ÁREA

Leia mais

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente 1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS Eu um ser no ambiente Higiene Corporal Os cinco sentidos Corpo humano Perceber a importância do cuidado com o corpo, da vacinação e da prevenção de acidentes.

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a:

SISTEMA NERVOSO. Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a: SISTEMA NERVOSO Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a: perceber as variações do meio (interno e externo), a difundir as modificações que essas variações produzem executar as respostas

Leia mais

CIÊNCIAS 8º ano 3º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

CIÊNCIAS 8º ano 3º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES CIÊNCIAS 8º ano 3º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Quais as camadas que formam a pele? 2. De que tecidos a pele se compõe? 3. Qual a função da melanina e da queratina? 4. Que glândulas

Leia mais

Sistema Endócrino É UM SISTEMA SOFISTICADO E SENSÍVEL FORMADO POR VÁRIOS ÓRGÃOS OU

Sistema Endócrino É UM SISTEMA SOFISTICADO E SENSÍVEL FORMADO POR VÁRIOS ÓRGÃOS OU SISTEMA ENDRÓCRINO Sistema Endócrino É UM SISTEMA SOFISTICADO E SENSÍVEL FORMADO POR VÁRIOS ÓRGÃOS OU GLÂNDULAS DIFERENTES QUE SECRETAM HORMÔNIOS. OS HORMÔNIOS SÃO MENSAGEIROS QUÍMICOS,GERALMENTE TRANSPORTADOS

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais)

Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) 1ª edição janeiro/2007 SISTEMA DIGESTÓRIO SUMÁRIO Sobre a Bio Aulas... 03 Sistema Digestório... 04 Boca... 05 Características

Leia mais

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS A proposta A proposta de ensino das Ciências Naturais se fundamenta na construção do pensamento científico acerca dos fenômenos

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre. 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre. 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B Observações: 1- Antes de responder às atividades, releia o material entregue sobre Sugestão de Como Estudar. 2 - Os exercícios

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE 1. OS ALIMENTOS COMO VEÍCULO DE NUTRIENTES Compreender a importância de uma alimentação equilibrada e segura Nutrientes - o que são Funções dos nutrientes ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE Apresentar

Leia mais

02- De acordo com seus estudos e com os textos, escreva uma informação significativa para cada item a seguir: a) Fecundação - b) Hormônios -

02- De acordo com seus estudos e com os textos, escreva uma informação significativa para cada item a seguir: a) Fecundação - b) Hormônios - PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 5º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== 01- Leia os textos: HEREDITARIEDADE A

Leia mais

USO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE CIÊNCIAS DHALIDA MORGANNA RODRIGUES DE SALES & FLAVIA PEREIRA DA SILVA

USO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE CIÊNCIAS DHALIDA MORGANNA RODRIGUES DE SALES & FLAVIA PEREIRA DA SILVA 1 USO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE CIÊNCIAS DHALIDA MORGANNA RODRIGUES DE SALES & FLAVIA PEREIRA DA SILVA Introdução Atualmente nas escolas o ensino de Ciências Naturais tem

Leia mais

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO Provas 2º Bimestre 2012 CIÊNCIAS DESCRITORES DESCRITORES DO 2º BIMESTRE DE 2012

Leia mais

Sistema Endócrino. Sistema Endócrino Sistema Endócrino Ciências Naturais 9º ano

Sistema Endócrino. Sistema Endócrino Sistema Endócrino Ciências Naturais 9º ano Sistema Endócrino Formado pelas Glândulas endócrinas Regulam o metabolismo, o crescimento, a reprodução O que são glândulas? São estruturas que têm como função produzir substâncias químicas. Que tipos

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Curso Inicial & Integração Novos Representantes

ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Curso Inicial & Integração Novos Representantes ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Curso Inicial & Integração Novos Representantes 1 SISTEMA REPRODUTOR FEMININO O conjunto de órgãos do sistema reprodutor feminino tem como função principal

Leia mais

Sistema Nervoso. Divisão Anatômica e Funcional 10/08/2010. Sistema Nervoso. Divisão. Funções gerais. Sistema nervoso central (SNC)

Sistema Nervoso. Divisão Anatômica e Funcional 10/08/2010. Sistema Nervoso. Divisão. Funções gerais. Sistema nervoso central (SNC) Sistema Nervoso Divisão Anatômica e Funcional Sistema Nervoso Divisão Sistema nervoso central (SNC) Sistema nervoso periférico (SNP) Partes Encéfalo Medula espinhal Nervos Gânglios Funções gerais Processamento

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO Livro adotado: Ciências da natureza 6 Satillana Ano Letivo 2012/2013 UNIDADE DIDÁCTICA CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS Nº DE AULAS (1ºP) Preparação do ano escolar.

Leia mais

Δt 16 2 14 μs 14 10. A distância percorrida (d) nesse intervalo de tempo é igual a duas vezes a espessura (e) da artéria. Assim: v Δt 1500 14 10

Δt 16 2 14 μs 14 10. A distância percorrida (d) nesse intervalo de tempo é igual a duas vezes a espessura (e) da artéria. Assim: v Δt 1500 14 10 Thyaggo Raphaell 1. Baseado nas propriedades ondulatórias de transmissão e reflexão, as ondas de ultrassom podem ser empregadas para medir a espessura de vasos sanguíneos. A figura a seguir representa

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO. Boca Glândulas salivares Esófago Fígado Vesícula biliar. Faringe. Estômago Pâncreas Intestino grosso. Intestino delgado.

SISTEMA DIGESTÓRIO. Boca Glândulas salivares Esófago Fígado Vesícula biliar. Faringe. Estômago Pâncreas Intestino grosso. Intestino delgado. SISTEMA DIGESTÓRIO SISTEMA DIGESTÓRIO O sistema digestivo tem a função de realizar a digestão, ou seja, fraccionar os alimentos e transformar as macromoléculas em micromoléculas. SISTEMA DIGESTÓRIO Boca

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 4º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. Ao lançar

Leia mais

Aula 23 Sistema endócrino

Aula 23 Sistema endócrino Aula 23 Sistema endócrino O sistema endócrino é formado por órgãos e tecidos que secretam hormônios. Os hormônios são lançados na corrente sangüínea e influenciam a atividade de células, órgãos ou sistemas.

Leia mais