Sumário. Apresentação 04. O que é um dessalinizador 04. Como funciona o sistema de dessalinização 05. Descrição dos componentes 06

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Apresentação 04. O que é um dessalinizador 04. Como funciona o sistema de dessalinização 05. Descrição dos componentes 06"

Transcrição

1

2 Sumário Apresentação 04 O que é um dessalinizador 04 Como funciona o sistema de dessalinização 05 Descrição dos componentes 06 Processo de osmose reversa 07 Instrumentação 07 Verificações importantes antes do início da operação 08 Aspectos de limpeza 09 Acordo 09 Direitos e deveres da comunidade 09 Direitos e deveres do operador 10 O concentrado 11 O que fazer com o concentrado 12 O que fazer quando o dessalinizador estiver com problemas 15

3 APRESENTAÇÃO Esta cartilha vai lhe ajudar a entender como funciona o sistema de dessalinização de forma prática e também vai servir como manual para consultas e dúvidas futuras. Nela, você também vai conhecer os seus direitos e deveres como operador e/ou usuário. O que é um DESSAlINIzADOR É um equipamento que transforma a água salgada em água potável para o consumo humano. O dessalinizador é instalado pela SEMARH em poços que apresentam água com alto teor de sal. 4

4 Como funciona o SISTEMA de dessalinização A água salobra, vinda de um poço tubular, é depositada em um reservatório de fibra de 5 mil litros onde passa por uma bateria de filtros compostos por três ou quatro elementos, onde são retirados os sólidos. O processo de pré-tratamento deve ser complementado com a injeção de produtos químicos chamados anti-incrustantes, através de uma bomba dosadora. Após esses processos, a água filtrada (sem impurezas orgânicas) passa pela bomba de alta pressão, que gera pressão necessária para o processo de osmose reversa, alimentando os vasos de pressão onde ocorre a retirada dos sais. 5

5 Descrição dos COMPONENTES Equipamentos Tubulações e válvulas Alta pressão (aquaterm) tubos brancos Baixa pressão (PVC) tubos marrons Bomba auxiliar Bomba centrífuga que reforça a pressão da água bruta nos sistemas que são alimentados através de reservatórios específicos. Bomba de Alta Pressão Bomba que realiza a centrifugação. Bomba dosadora Bomba responsável pela injeção de produtos químicos, também chamados anti-incrustantes, na água bruta. Esse processo retarda o incrustamento das membranas de osmose reversa. 6

6 Processo de OSMOSE REVERSA A osmose é um fenômeno natural que ocorre quando duas soluções, com diferentes concentrações, são colocadas em um mesmo recipiente e são separadas somente por uma membrana semipermeável. Nessas circunstâncias ocorre naturalmente a passagem do solvente da solução mais diluída para a menos diluída até que as soluções encontrem um ponto de equilíbrio. A osmose reversa é obtida através da aplicação mecânica de uma pressão superior à pressão osmótica do lado da solução mais concentrada. Instrumentação Os dessalinizadores possuem vários instrumentos que permitem que o operador acompanhe a operação e detecte com antecedência possíveis problemas. Manômetros/rotâmetros Manômetros quadros de comando 7

7 Verificações IMPORTANTES antes do início da OPERAÇÃO Antes de dar início ao processo de dessalinização alguns itens devem ser verificados. São eles: Posição das válvulas verificar se todas as válvulas estão na posição correta e não na posição de retrolavagem; Observar o nível de água bruta; Verificar se o nível de solução anti-incrustante é suficiente; Abrir a válvula da água bruta verificando se a água chega à bomba de alta pressão; Ligar, sempre que preciso, a bomba auxiliar; Tirar o ar dos filtros e observar se há algum tipo de vazamento. Em caso de vazamento, o processo só deve ser iniciado após a eliminação do problema; Verificar o funcionamento da bomba dosadora; Nunca alterar a posição das duas válvulas de controle e regulagem do dessalinizador. Ao iniciar o processo de dessalinização o operador deve verificar o destino do concentrado, evitando que o mesmo seja despejado no solo. Além disso, é importante verificar periodicamente o estado de conservação do quadro de entrada de energia e todos os componentes do sistema de injeção. 8

8 Aspectos de limpeza Manter a limpeza da unidade do sistema é imprescindível. Caso contrário, a qualidade da água pode ser comprometida, afetando toda a comunidade. Aprenda como deixar a área limpa e segura: Mantenha a área limpa e desmatada; Evite que bichos entrem no recinto onde se encontra o dessalinizador; Não armazene nada dentro do abrigo do dessalinizador; Verifique semanalmente o estado dos filtros; Lave a bomba de água doce do dessalinizador semanalmente. Acordo O acordo é um documento assinado entre a comunidade e a SEMARH, contendo as regras, os direitos e os deveres relacionados ao funcionamento do sistema de dessalinização. Direitos e deveres da comunidade: Toda família tem direito a água de boa qualidade, em quantidade suficiente para beber e cozinhar; Gratificar o operador; Pagar a conta de energia gerada pelo sistema. O valor total da conta será dividido entre os usuários. Esta conta também pode ser paga pela prefeitura, devendo a comunidade ficar responsável por esta negociação. 9

9 Direitos e deveres do operador: Manter as caixas d água do sistema sempre limpas; Obedecer as regras do acordo, atentando para a quantidade de água por família e para o horário programado de distribuição; Antes de ligar, retirar o ar do sistema pré-filtro; Não ligar e desligar o dessalinizador em pequenos espaços de tempo; Ligar o dessalinizador ao menos duas vezes na semana; Realizar a leitura de todos os instrumentos e componentes do dessalinizador; No final de cada dia, retirar a água da membrana; Conferir se o tanque de plástico tem produto químico suficiente para a operação do dia; Verificar se há algum tipo de vazamento nas instalações e torneiras; Fazer a limpeza dos filtros ao menos uma vez por semana ou sempre que necessário; Trocar os filtros sempre que necessário. 10

10 O CONCENTRADO Mas toda a comunidade deve ser parceira do operador, principalmente quando o ponto a ser tratado é o destino concentrado. A cada litro de água pura que o Dessalinizador prepara, certa quantidade de concentrado de sais minerais é rejeitada, que pode variar de acordo com a salinidade da água. Este rejeito do dessalinizador não pode simplesmente ser jogado direto no solo, podendo poluí-lo. Mas não se preocupe, o concentrado está longe de ser um problema para a comunidade, ele pode até se tornar outra solução. 11

11 O que fazer COM o CONCENTRADO? Em uma solução simples, podemos fazer tanques de 1,5m de profundidade para evaporação natural da água. 12

12 Podemos também dar para os animais beberem. O gado, por exemplo, necessita de mais sais minerais que o ser humano, e este rejeito, dependendo da sua concentração, pode ser ideal para complementar sua alimentação. 13

13 Duas outras grandes soluções para o uso do rejeito são utilizá-lo na irrigação da planta atriplex, mais conhecida por erva sal, que serve perfeitamente para alimentar os animais do pasto. E a outra é fazer uso na criação de tilápia. Este peixe se adapta perfeitamente à água salgada e ainda gera uma renda extra para a comunidade através da sua comercialização. 14

14 O que fazer quando o DESSAlinizador ESTIVER com problemas Ligue imediatamente para a SEMARH e aguarde até que o técnico responsável resolva o problema. Telefone para contato: (84) Outra forma de contato é através da prefeitura do seu município, pois muitas vezes lá mesmo eles se encarregam de resolver pequenos reparos. 15

15 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SEMARH SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS

Tratamento de Água Osmose Reversa

Tratamento de Água Osmose Reversa Tratamento de Água Osmose Reversa O que é osmose? Tendência natural dos líquidos (p.ex., água) a se deslocarem do lado menos concentrado (em soluto) para o lado mais concentrado (em soluto) de uma membrana

Leia mais

1. DESCRIÇÃO DO PROCESSO PLANTA PILOTO

1. DESCRIÇÃO DO PROCESSO PLANTA PILOTO Assunto: Descrição de processo na Planta Piloto 1. DESCRIÇÃO DO PROCESSO PLANTA PILOTO 1.1 INTRODUÇÃO: A obtenção de nitrato orgânico na planta piloto se processa por batelada de acordo com as seguintes

Leia mais

IEMBRAPA SEMI.ÁRIDO BIBLIOTECA

IEMBRAPA SEMI.ÁRIDO BIBLIOTECA ABC da Agricultura Familiar Formas de garantir água nas secas 6 Poços tubulares IEMBRAPA SEMI.ÁRIDO BIBLIOTECA Poços 2004 tubulares. FL - 15655 \\\\\\\ \\\\\ \\\\\ \\\\\ \\\\\ \\\\ \\\\\\ \\\\ \\\\ 31787-1

Leia mais

Sistema Osmose Inversa

Sistema Osmose Inversa Sistema Osmose Inversa Manual do Utilizador 02 - Introdução 03 - O que é osmose inversa 04 - Componentes e opcionais 05 - Filtros de cartucho 06 - Identificação do sistema RO 07 - Diagrama de ligações

Leia mais

j1111111,11111,1111 (21)PI0902102-7 A2 (22) Data de Depósito: 30/06/2009 (43) Data da Publicação: 09/03/2011 (RPI 2096)

j1111111,11111,1111 (21)PI0902102-7 A2 (22) Data de Depósito: 30/06/2009 (43) Data da Publicação: 09/03/2011 (RPI 2096) (21)PI0902102-7 A2 j1111111,11111,1111 1,1H FLIeraliva (22) Data de Depósito: 30/06/2009 (43) Data da Publicação: 09/03/2011 (RPI 2096) (51) InÉCL: CO2F 1/14 CO2F 9/12 (54) Título: SISTEMA DE DESSALINIZAÇÃO

Leia mais

Sistema Separador e Coletor de Óleo e Água e Tratamento de Efluentes. Manual do Usuário

Sistema Separador e Coletor de Óleo e Água e Tratamento de Efluentes. Manual do Usuário Sistema Separador e Coletor de Óleo e Água e Tratamento de Efluentes PATENTE: MU 7802872-8 Manual do Usuário 05 01 - Adaptador para Bomba Submersa. Para Captar Água e o Óleo Superficial e aumentar a vida

Leia mais

DESSALINIZADOR MECÂNICO

DESSALINIZADOR MECÂNICO DESSALINIZADOR MECÂNICO A EMPRESA: TEXAS DO BRASIL OIL & GAS Empresa de base tecnológica com atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica nas áreas de petróleo e gás e de potabilidade

Leia mais

Manual de Instrucoes. Vitrine Expositora Refrigerada para Sushi. o futuro chegou a cozinha

Manual de Instrucoes. Vitrine Expositora Refrigerada para Sushi. o futuro chegou a cozinha Manual de Instrucoes Vitrine Expositora Refrigerada para Sushi o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO SISTEMA SUBTERRÂNEO PARA TROCA DE ÓLEO COM CONTENÇÃO. Manual e Instruções de trabalho

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO SISTEMA SUBTERRÂNEO PARA TROCA DE ÓLEO COM CONTENÇÃO. Manual e Instruções de trabalho MANUAL DE INSTRUÇÕES DO SISTEMA SUBTERRÂNEO PARA TROCA DE ÓLEO COM CONTENÇÃO Manual e Instruções de trabalho Sumário 1 INTRODUÇÃO... 4 1.1 FINALIDADE DESTE MANUAL... 4 3 COMPONENTES... 4 4 INSTALAÇÃO...

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL FUNCIONAMENTO: 1) A água de chuva, ao chegar no filtro é "freada" na represa superior, sendo então conduzida para descer nas cascatas.

Leia mais

RESERVATÓRIO DE ÁGUA MODELO DESIGN

RESERVATÓRIO DE ÁGUA MODELO DESIGN O Reservatório de Água de Chuva é um compartimento preparado para receber água não potável para ser usada para fins como rega de jardins e lavações em geral (carro, calçadas...). O Equipamento é composto

Leia mais

1. A água limpa deve ser direcionada à uma Caixa D Água ou para Cisterna?

1. A água limpa deve ser direcionada à uma Caixa D Água ou para Cisterna? Esse procedimento descreve de forma generalista as etapas para instalação do sistema de filtragem modelo externo, com instalação na calha de descida do telhado. Contudo antes de detalharmos essa instalação

Leia mais

Ozônio gerado: 60g/hora. Energia elétrica: 220v / 1.350w / 7A. Peso bruto: 120k

Ozônio gerado: 60g/hora. Energia elétrica: 220v / 1.350w / 7A. Peso bruto: 120k Gerador de Ozônio OZONIC C-60 Fluxo de Oxigênio nos fluxômetros: 5 a 8l/min. Ozônio gerado: 60g/hora Fluxo da água de refrigeração: 10l/min. Concentração de Ozônio: 60 a 85mg/l Energia elétrica: 220v /

Leia mais

Como é que a água está distribuída? A distribuição da água no mundo é desigual. Por causa da diferença de precipitação, existem regiões onde a agua é

Como é que a água está distribuída? A distribuição da água no mundo é desigual. Por causa da diferença de precipitação, existem regiões onde a agua é Introdução Este trabalho destina-se a mostrar q a água de todo o mundo é muita mas a que se pode usar e beber é uma percentagem muito, mas muito pequena. Neste trabalho vamos tentar mostrar isso mesmo

Leia mais

Manual de Instrucoes. Frigideira Basculante Eletrica. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Frigideira Basculante Eletrica. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Frigideira Basculante Eletrica o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação

Leia mais

MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3

MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3 MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3 MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3 Periodicidade Tipos de manutenção Equipamentos MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS CONFORME ABNT NBR 15594-3

Leia mais

Informações complementares para instalação do. Reservatório K (02/2016) BR. Reservatório K2 1

Informações complementares para instalação do. Reservatório K (02/2016) BR. Reservatório K2 1 Informações complementares para instalação do Reservatório K2 8732400974 (02/2016) BR Reservatório K2 1 Estas informações complementam o Manual do Sistema de Aquecimento Solar Heliotek, fornecido juntamente

Leia mais

MSK FILTRO COALESCENTE

MSK FILTRO COALESCENTE FILTRO COALESCENTE MSK 1 - INTRODUÇÃO 1.1. - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações de funcionamento, instalação, operação e manutenção dos filtros MS-série K. Leia este manual atentamente

Leia mais

Manual de Instrucoes. Cafeteira Eletrica. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Cafeteira Eletrica. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Cafeteira Eletrica o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que entregamos

Leia mais

Sumário. Dados Técnicos Desembalar o equipamento Abastecimento Montagem da escova Ligar a Remover System IC2...

Sumário. Dados Técnicos Desembalar o equipamento Abastecimento Montagem da escova Ligar a Remover System IC2... Sumário Dados Técnicos... 5 1 Desembalar o equipamento... 6 2 Abastecimento... 6 3 Montagem da escova... 7 4 Ligar a Remover System IC2... 7 5 Funcionamento com vapor e produto químico... 8 6 Funcionamento

Leia mais

Manual de Instrucoes. Vitrine Expositora Aquecida Euro. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Vitrine Expositora Aquecida Euro. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Vitrine Expositora Aquecida Euro o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação

Leia mais

AQUECEDOR ESPACIAL GA100C

AQUECEDOR ESPACIAL GA100C AQUECEDOR ESPACIAL GA100C REV.03-02/2013-MI0008P MANUAL DE INSTALAÇÃO ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 IMPORTANTE... 3 SEGURANÇA... 4 Aquecedor espacial GA100C... 5 Instruções de instalação... 5 1) Posicionamento

Leia mais

SUMÁRIO. 1. Introdução Capacidades Características Técnicas Partes do Equipamento... 3

SUMÁRIO. 1. Introdução Capacidades Características Técnicas Partes do Equipamento... 3 SUMÁRIO 1. Introdução... 2 1.1. Capacidades... 2 1.2. Características Técnicas... 2 1.3. Partes do Equipamento... 3 2. Instalação... 3 3. Operação... 4 4. Segurança... 5 5. Manutenção... 5 6. Solução de

Leia mais

SUMÁRIO. 1. Introdução Capacidades Características Técnicas Partes do Equipamento... 3

SUMÁRIO. 1. Introdução Capacidades Características Técnicas Partes do Equipamento... 3 SUMÁRIO 1. Introdução... 2 1.1. Capacidades... 2 1.2. Características Técnicas... 2 1.3. Partes do Equipamento... 3 2. Instalação... 3 3. Operação... 4 4. Segurança... 5 5. Manutenção... 6 6. Solução de

Leia mais

FILTRO COALESCENTE MSK

FILTRO COALESCENTE MSK FILTRO COALESCENTE MSK 1 - INTRODUÇÃO 1.1. - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações de funcionamento, instalação, operação e manutenção dos filtros coalescentes MS-série K, que colocam

Leia mais

Manual de Instrucoes. Chapa Quente Eletrica. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Chapa Quente Eletrica. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Chapa Quente Eletrica o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que entregamos

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR. Aspirador de Secreções DeVilbiss 7305P 24 HORAS

MANUAL DO UTILIZADOR.  Aspirador de Secreções DeVilbiss 7305P 24 HORAS MANUAL DO UTILIZADOR www.praxair-crd.pt Aspirador de Secreções DeVilbiss 7305P 24 HORAS 800 201 519 Aspirador de Secreções DeVilbiss 7305P 3 Aspirador de Secreções DeVilbiss 7305 ÍNDICE DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO

Leia mais

COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR

COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR 03 TUBOS DE ALTA PRESSÃO Nestes tubos estão instaladas as membranas, onde os espelhos de travamento, tubulações e mangueiras devem estar bem encaixados e sem vazamento.

Leia mais

Manual de Instrucoes. Pass-Through Aquecido. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Pass-Through Aquecido. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Pass-Through Aquecido o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que entregamos

Leia mais

Manual de Instrucoes. Forno Eletrico. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Forno Eletrico. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Forno Eletrico o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que entregamos

Leia mais

Você sabia? Que a água que chega à torneira da sua casa é distribuída pela Manaus Ambiental? A empresa é a responsável pela água e esgoto de Manaus.

Você sabia? Que a água que chega à torneira da sua casa é distribuída pela Manaus Ambiental? A empresa é a responsável pela água e esgoto de Manaus. Cartilha Você sabia? Que a água que chega à torneira da sua casa é distribuída pela Manaus Ambiental? A empresa é a responsável pela água e esgoto de Manaus. Você sabe como é feito o tratamento da água

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA

MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUECEDOR DE ÁGUA ÍNDICE Introdução e características... 03 Instruções de segurança... Instruções de instalação... Operações... Manutenção geral... Limpeza e substituição... Solução

Leia mais

Instruções de montagem do Irrigador Solar. Washington Luiz de Barros Melo

Instruções de montagem do Irrigador Solar. Washington Luiz de Barros Melo Instruções de montagem do Irrigador Solar Washington Luiz de Barros Melo Versão 8/2015 1 Irrigador Solar Irrigação ativada pelo sol Washington Luiz de Barros Melo 1. As partes do irrigador O irrigador

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. DISCIPLINA: Ciências da Natureza SÉRIE: 1º. ALUNO(a): Lista de Exercícios 3º bimestre P2

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. DISCIPLINA: Ciências da Natureza SÉRIE: 1º. ALUNO(a): Lista de Exercícios 3º bimestre P2 GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: Ciências da Natureza SÉRIE: 1º ALUNO(a): Lista de Exercícios 3º bimestre P2 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente

Leia mais

CUIDADOS CONTRA O INTERNO CUIDADOS CONTRA O V ZAMENTO

CUIDADOS CONTRA O INTERNO CUIDADOS CONTRA O V ZAMENTO CUIDADOS CONTRA O V ZAMENTO INTERNO 1 A DAE ALERTA É preciso ficar sempre atento às variações da conta de água, pois, muitas vezes, o hábito de consumo não mudou, porém o consumo de água aumentou. Essa

Leia mais

BOMBA FILTRO BF MANUAL INFORMATIVO E TERMO DE GARANTIA

BOMBA FILTRO BF MANUAL INFORMATIVO E TERMO DE GARANTIA BOMBA FILTRO BF 15000 MANUAL INFORMATIVO E TERMO DE GARANTIA 3AH BOMBAS MAGNÉTICAS As bombas por tração magnética podem ser fabricadas com os materiais PP e PVDF. O polipropileno e o PVDF possuem alta

Leia mais

Válvula de Descarga Eletrônica FLUX

Válvula de Descarga Eletrônica FLUX Válvula de Descarga Eletrônica FLUX Apresentação Válvula de Descarga Eletrônica Flux Wave - Ref.: 3660 EL-WAV. - Disponível em duas bitolas: 1 1/2 e 1 1/4, com mecanismo único. - Para bacia sanitária,

Leia mais

Manual de Instrucoes. Balcao Hora do Lanche. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Balcao Hora do Lanche. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Balcao Hora do Lanche o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que entregamos

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS POP: I 115 Página 1 de 6 1. Objetivo Estabelecer a sistemática para a produção de água reagente para o abastecimento do equipamento Architecti2000 (Abbott), dos demais equipamentos que utilizam esta água

Leia mais

RESULTADOS PRÁTICOS DA APLICAÇÃO DE NOVO BIOCIDA PARA SISTEMAS DE OSMOSE REVERSA

RESULTADOS PRÁTICOS DA APLICAÇÃO DE NOVO BIOCIDA PARA SISTEMAS DE OSMOSE REVERSA RESULTADOS PRÁTICOS DA APLICAÇÃO DE NOVO BIOCIDA PARA SISTEMAS DE OSMOSE REVERSA Autores*: Antonio R. P. Carvalho Pedro H. B. Moreira Trabalho premiado ABTCP 2014 RESUMO O presente trabalho busca divulgar

Leia mais

Linha Alta Pressão Linha Alta Pressão Utilização Utilização 1 ENTRADA DE ÁGUA 5 1.1 Utilize sempre o filtro de entrada de água. (FIG. 1) 1.2 Conectar a mangueira. Verificar que a vazão mínima de alimentação

Leia mais

CLIMATIZADOR EVAPORATIVO

CLIMATIZADOR EVAPORATIVO CLIMATIZADOR EVAPORATIVO m a n u a l d e i n s t r u ç ã o 47 3145.7171 www.luftmaxi.com.br Rua Érico Veríssimo, 210 Fátima Joinville.SC Cep 89229-210 ÍNDICE Informações Gerais 03 Função Painel Touch 04/05

Leia mais

METALSINTER IND. E COM. DE FILTROS E SINTERIZADOS LTDA.

METALSINTER IND. E COM. DE FILTROS E SINTERIZADOS LTDA. MANUAL DO FILTRO MS-TC Estagio$ em Metal_Server`(I:) / ISO 9001_2000/manuais 1 INTRODUÇÃO 1.1 FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações de funcionamento, instalação, operação e manutenção

Leia mais

Comandos de Eletropneumática Exercícios Comentados para Elaboração, Montagem e Ensaios

Comandos de Eletropneumática Exercícios Comentados para Elaboração, Montagem e Ensaios Comandos de Eletropneumática Exercícios Comentados para Elaboração, Montagem e Ensaios O Método Intuitivo de elaboração de circuitos: As técnicas de elaboração de circuitos eletropneumáticos fazem parte

Leia mais

Índice Seção 1 Operação...4. Seção 2 Configuração Seção 3 Esquemático...15 Seção 4 Problemas e Soluções...17

Índice Seção 1 Operação...4. Seção 2 Configuração Seção 3 Esquemático...15 Seção 4 Problemas e Soluções...17 Versão 1.11 Índice Seção 1 Operação...4 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 Ligando e desligando seu BobSled...5 Partes integrantes...5 Localizando Componentes...6 Funcionamento do seu BobSled...9 Ticket...9 Seção 2 Configuração...10

Leia mais

TUTORIAL LIMPEZA DE ESPELHO DE TELESCÓPIO NEWTONIANO: PROCEDIMENTOS, MATERIAIS E ETAPAS. Por: James Solon

TUTORIAL LIMPEZA DE ESPELHO DE TELESCÓPIO NEWTONIANO: PROCEDIMENTOS, MATERIAIS E ETAPAS. Por: James Solon TUTORIAL LIMPEZA DE ESPELHO DE TELESCÓPIO NEWTONIANO: PROCEDIMENTOS, MATERIAIS E ETAPAS. Por: James Solon Com o passar do tempo e principalmente do uso, os espelhos dos telescópios de modelo Newtoniano

Leia mais

Instruções de Montagem do

Instruções de Montagem do Instruções de Montagem do Irrigador Solar Washington Luiz de Barros Melo Versão 8/2015 1 Irrigador Solar Irrigação ativada pelo sol Washington Luiz de Barros Melo 1. As partes do irrigador O irrigador

Leia mais

Outra vantagem de aumentar o PH através de kalkwasser é a precipitação de vários metais pesados e fosfatos, que são alimento para as algas.

Outra vantagem de aumentar o PH através de kalkwasser é a precipitação de vários metais pesados e fosfatos, que são alimento para as algas. Manual do Reator de Nilsen (KalkWasser) Por Frederico Ramos INTRODUÇÃO: Kalkwasser é simplesmente uma solução saturada de hidróxido de cálcio. Ela é adicionada ao sistema não somente para aumentar o cálcio,

Leia mais

Escrito por Assessoria de Comunicação Sex, 13 de Maio de :23 - Última atualização Sex, 13 de Maio de :56

Escrito por Assessoria de Comunicação Sex, 13 de Maio de :23 - Última atualização Sex, 13 de Maio de :56 O verão acabou, mas a luta contra o mosquito Aedes aegypti está longe de terminar. Com casos cada vez mais frequentes de doenças transmitidas pelo mosquito, como Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PURIFICADORES DE ÁGUA. PARABÉNS Pelo seu novo purificador de água BEGEL

MANUAL DE INSTRUÇÕES PURIFICADORES DE ÁGUA. PARABÉNS Pelo seu novo purificador de água BEGEL MANUAL DE INSTRUÇÕES PURIFICADORES DE ÁGUA PURESTIL PURESTIL MASTER PARABÉNS Pelo seu novo purificador de água BEGEL Ficamos muito satisfeitos por você ter depositado sua confiança em mais um de nossos

Leia mais

Manual de Instrucoes. Freezer e Refrigerador Vertical. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Freezer e Refrigerador Vertical. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Freezer e Refrigerador Vertical o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação

Leia mais

Manual de Instruções Auxiliar Para Troca de Baterias 12V.

Manual de Instruções Auxiliar Para Troca de Baterias 12V. Manual de Instruções Auxiliar Para Troca de Baterias 12V. A&C Automação e Controle Rua: Itápolis nº 84 SBC SP CEP:09615-040 Tel.: (11) 4368-4202 SAC: (11) 4368-5958 E-mail: sac@aecautomacao.com.br www.aecautomacao.com.br

Leia mais

Consumo mundial da água

Consumo mundial da água UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SUBPROJETO GEOGRAFIA/CERES Consumo mundial da água Caicó-RN, 2013 ÁGUA Estão preparados para conhecer

Leia mais

Manual do Proprietário

Manual do Proprietário Manual do Proprietário MODELOS MRA-2/MTA Índice 1- Apresentação. 2- Instalação e Instruções. 3- Operação. 4- Limpeza. 5- Manutenção. 6- Possíveis Problemas e Soluções. 7- Esquema Elétrico. 7.1 Comando.

Leia mais

Oxi-Sanitizador Veicular

Oxi-Sanitizador Veicular 1 MANUAL Oxi-Sanitizador Veicular atendimento@oxipower.com.br 1 2 MANUAL DE INSTRUÇÕES OXI-SANITIZADOR VEICULAR Modelo Veicular versão 1.0 INTRODUÇÃO: Parabéns, você acabou de adquirir um produto de alta

Leia mais

Manual de instruções para DP-6800 Maquina de demarcação Nunca mexa a tinta com madeira, use um batedor

Manual de instruções para DP-6800 Maquina de demarcação Nunca mexa a tinta com madeira, use um batedor Manual de instruções para DP-6800 Maquina de demarcação Nunca mexa a tinta com madeira, use um batedor 1. Monte as partes que estão desmontadas conforme visto na foto Abaixo Escapamento Cuidado quente!

Leia mais

Quando uma mensagem de erro é exibida

Quando uma mensagem de erro é exibida Quando uma mensagem de erro é exibida Quando o LED de erro acender, confirme primeiro a mensagem exibida no LCD. As mensagens de erro são classificadas em dois tipos, como mostrado abaixo. Erro de chamada

Leia mais

Metalclean. Standard METALCLEAN STANDARD MANUAL DE INSTRUÇÕES O NOVO CONCEITO EM LIMPEZA DE RADIADORES

Metalclean. Standard METALCLEAN STANDARD MANUAL DE INSTRUÇÕES O NOVO CONCEITO EM LIMPEZA DE RADIADORES METALCLEAN STANDARD MANUAL DE INSTRUÇÕES O NOVO CONCEITO EM LIMPEZA DE RADIADORES 1 passo Abra o capô do veículo, localize o radiador, o bloco do motor e o vaso expansor (depósito de água). Metalclean

Leia mais

01 Embreagem. 02 Pedal de acionamento. 03 Redutor ou multiplicador. 04 Radiador de óleo. 05 Caixa de Câmbio. 06 Diferencial e reduções finais.

01 Embreagem. 02 Pedal de acionamento. 03 Redutor ou multiplicador. 04 Radiador de óleo. 05 Caixa de Câmbio. 06 Diferencial e reduções finais. 01 Embreagem. 02 Pedal de acionamento. 03 Redutor ou multiplicador. 04 Radiador de óleo. 05 Caixa de Câmbio. 06 Diferencial e reduções finais. 08 Diferencial dianteiro e reduções finais. 09 Cardans e Cruzetas.

Leia mais

Aprenda a controlar seu consumo de água

Aprenda a controlar seu consumo de água Aprenda a controlar seu consumo de água A água é essencial para a vida e seu valor é inestimável O hidrômetro instalado em sua casa é o aparelho que mede o consumo de água. Faça a leitura periódica dele.

Leia mais

MOTOCULTIVADOR BUFFALO BFD

MOTOCULTIVADOR BUFFALO BFD ÍNDICE: Componentes do motocultivador... 1 1.0 Funcionamento do Motor Diesel... 2 1.1 Abastecimento de Óleo Lubrificante... 2 1.2 Abastecimento de Óleo Diesel... 2 1.3 Abastecimento de Óleo na Transmissão...

Leia mais

1) Conceitos e definições:

1) Conceitos e definições: SANEAMENTO: A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE VIDA - COLETA E TRATAMENTO DE ESGOTOS 1) Conceitos e definições: 1.1) Esgoto: É um sistema destinado a escoar e tratar os dejetos dos diversos

Leia mais

Manual de Instrucoes. Cozedor de Massas a Gas. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Cozedor de Massas a Gas. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Cozedor de Massas a Gas o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que entregamos

Leia mais

Comunicado Técnico 09

Comunicado Técnico 09 Comunicado Técnico 09 ISSN 2177-854X Maio. 2011 Uberaba - MG Regulagem de Pulverizadores Agrícolas de Barras Responsável: Paulo Roberto Pala Martinelli E-mail: prpmartinelli@yahoo.com.br Engenheiro Agrônomo;

Leia mais

Índice Seção 1 Operação...3

Índice Seção 1 Operação...3 Versão 2.0 Índice Seção 1 Operação...3 1.1 1.2 1.3 1.4 Ligando e desligando sua máquina... 4 Localizando componentes...4 Funcionamento da sua máquina...6 Ticket...6 Seção 2 Configuração... 7 2.1 2.2 2.3

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D E B A R C E L O S

C Â M A R A M U N I C I P A L D E B A R C E L O S O presente regulamento visa dar cumprimento ao disposto no artigo 5.º do REGULAMENTO INTERNO DE SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO do MUNICIPIO DE BARCELOS. Pretende-se estabelecer um conjunto de normas

Leia mais

Xerox 8265/8290/8365/8390 Impressora em Cores para Grandes Formatos

Xerox 8265/8290/8365/8390 Impressora em Cores para Grandes Formatos Fevereiro de 2010 701P50476 Xerox 8265/8290/8365/8390 Impressora em Cores para Grandes Formatos Sugestões e dicas 2010 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox, o desenho da esfera de conectividade

Leia mais

Introdução...3. Pré-Requisito...3. Instalação...3. Desinstalação / Limpeza de Cache e Dados...4 FUNCIONALIDADES...4. Resumo Funcionalidades...

Introdução...3. Pré-Requisito...3. Instalação...3. Desinstalação / Limpeza de Cache e Dados...4 FUNCIONALIDADES...4. Resumo Funcionalidades... Sumário Introdução...3 Pré-Requisito...3 Instalação...3 Desinstalação / Limpeza de Cache e Dados...4 FUNCIONALIDADES...4 Resumo Funcionalidades...4 Acessando o aplicativo / LOGIN...5 Solicitação de Nova

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA Filtro

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL. ETIQUETA AMARELA (durante o recebimento e durante o processo das peças): 1. Coloca nome do cliente;

MANUAL OPERACIONAL. ETIQUETA AMARELA (durante o recebimento e durante o processo das peças): 1. Coloca nome do cliente; Versão: 2.02 MANUAL OPERACIONAL 01 - ABRIR LINHA DE TRABALHO 1. Verificar condições dos produtos na empresa; 2. Verificar prioridades no quadro; 3. Ligar Compressor; 4. Ligar Secador; 5. Conferir e completar

Leia mais

Manutenção de Computadores. Aula básica e prática

Manutenção de Computadores. Aula básica e prática Manutenção de Computadores Aula básica e prática Gabinete Alguns cuidados a serem tomados Devemos ter cuidado com alguns tópicos importantes antes de abrir o gabinete do computador. Desligue o computador

Leia mais

Filtração do Óleo Lubrificante

Filtração do Óleo Lubrificante Objetivos Analisar as recomendações do fabricante do motor Identificar o intervalo de troca dos filtros do óleo Descrever os procedimentos de inspeção e substituição do filtro do óleo Descrição Neste módulo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CAATINGA PROJETO NO CLIMA DA CAATINGA ELABORAÇÃO: INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E ENERGIAS RENOVÁVEIS

ASSOCIAÇÃO CAATINGA PROJETO NO CLIMA DA CAATINGA ELABORAÇÃO: INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E ENERGIAS RENOVÁVEIS ASSOCIAÇÃO CAATINGA PROJETO NO CLIMA DA CAATINGA ELABORAÇÃO: INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E ENERGIAS RENOVÁVEIS Índice Apresentação Introdução Eficiência na cozinha Material de Construção A

Leia mais

Aula: Processo de Filtração

Aula: Processo de Filtração Aula: Processo de Filtração Definição: É uma operação unitária que tem por finalidade, a separação de um sólido insolúvel presente em um fluido (líquido ou gás), através da passagem desta mistura sólido-fluido

Leia mais

POQ 6 Determinação do teor de Lípidos

POQ 6 Determinação do teor de Lípidos POQ 6 Determinação do teor de Lípidos Elaboração: RQ Verificação: DT e RDQ Aprovação: DT e RQ Entidade Emissora: RQ POQ 6 E0 (18-10-2013) 1/7 Historial de Versões Edição Data Motivo da Emissão/Alterações

Leia mais

ASPIRADOR DE PÓ VCL-002

ASPIRADOR DE PÓ VCL-002 Manual de Instruções ASPIRADOR DE PÓ VCL-002 Leia atentamente as informações contidas neste manual antes de usar o aparelho. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA: Antes de utilizar o aparelho, leia atentamente as

Leia mais

Conectar a mangueira (rosca ) de entrada de água do equipamento no ponto de água da rede hidráulica.

Conectar a mangueira (rosca ) de entrada de água do equipamento no ponto de água da rede hidráulica. BEBEDOUROS MANUAL DE INSTRUÇÃO Antes de usar o produto, leia atentamente as instruções de uso. Delas dependem o perfeito funcionamento do produto e a sua segurança. 1 INSTALAÇÃO LOCAL O local onde o equipamento

Leia mais

DHB Componentes Automotivos S.A.

DHB Componentes Automotivos S.A. Índice 1. PROCESSO DE DESMONTAGEM DA BOMBA HIDRÁULICA 1.1. Primeiro passo: providências 1.2. Segundo passo: desconexão das mangueiras 1.3. Terceiro passo: desmontagem da correia 1.4. Quarto passo: desmontagem

Leia mais

DIFERENTES MÉTODOS DE CULTIVO HIDROPÔNICOS E SEUS MANEJOS

DIFERENTES MÉTODOS DE CULTIVO HIDROPÔNICOS E SEUS MANEJOS DIFERENTES MÉTODOS DE CULTIVO HIDROPÔNICOS E SEUS MANEJOS Paulo Cesar de Almeida Técnico em Agropecuária CREA MG 26.995/TD PATROCINIO-MG DEFINIÇÃO DE CULTIVO HIDROPONICO O sistema de cultivo em que as

Leia mais

Processos de troca entre a célula e o meio externo

Processos de troca entre a célula e o meio externo Processos de troca entre a célula e o meio externo 3 categorias Processos passivos ocorrem sem gasto de energia: difusão, difusão facilitada e osmose Processos ativos ocorrem com gasto de energia: bomba

Leia mais

Dessalinização uma análisetécnicae econômica. André Lermontov, D.Sc.

Dessalinização uma análisetécnicae econômica. André Lermontov, D.Sc. Dessalinização uma análisetécnicae econômica André Lermontov, D.Sc. Curriculum Autor: André Lermontov Doutor e mestre em Engenharia Química pela UFRJ; Gerente de Tecnologias do Grupo Águas do Brasil responsável

Leia mais

[Abertura e Fechamento de caixa] Focus 10

[Abertura e Fechamento de caixa] Focus 10 [Abertura e Fechamento de caixa] Focus 10 Abertura e Fechamento de caixa A rotina diária da maiorias das lojas é chegar e abrir o caixa do dia para dar inicio ao período de vendas. Ainda existem muitas

Leia mais

Teste de inspeção visual e tátil-auditivo

Teste de inspeção visual e tátil-auditivo Teste de inspeção visual e tátil-auditivo A SAN-LEX alerta É preciso ficar sempre atento às variações da conta de água, pois, muitas vezes, o hábito de consumo não mudou, porém, o consumo de água aumentou.

Leia mais

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água 2 Conteúdos 1 Boas Práticas de Utilização... 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água... 1.2 Normas de Segurança... 1.3 Recomendações de Ergonomia... 1.4 Normas de Utilização... 2 Resolução de

Leia mais

AutoFilt Type RF3 Exemplos de aplicação.

AutoFilt Type RF3 Exemplos de aplicação. Filtro de retrolavagem automático AutoFilt RF3 para a tecnologia de processos Filtro de retrolavagem automático AutoFilt RF3 para a tecnologia de processos. Para a operação de filtração contínua sem manutenção

Leia mais

Preservação da madeira

Preservação da madeira CONTROLE DA POLUIÇÃO NA INDÚSTRIA DE PRESERVAÇÃO DE MADEIRA FABRICIO GOMES GONÇALVES Preservação da madeira Instalações responsáveis pelo armazenamento da madeira e pela sua impregnação de preservativos,

Leia mais

Normas de segurança e utilização no laboratório (Versão 2: aprovada em Reunião do Departamento de Engenharia Rural em 06/07/2017)

Normas de segurança e utilização no laboratório (Versão 2: aprovada em Reunião do Departamento de Engenharia Rural em 06/07/2017) Normas de segurança e utilização no laboratório (Versão 2: aprovada em Reunião do Departamento de Engenharia Rural em 06/07/2017) A seguir são listadas as normas de segurança e utilização dos Laboratórios

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO SEPARADOR ÁGUA ÓLEO

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO SEPARADOR ÁGUA ÓLEO MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO SEPARADOR ÁGUA ÓLEO Rua João Domingues de Oliveira, nº40 Bairro Centro Ribeirão Pires SP CEP. 09400-250 Tel.: (11) 4824.3675 Email: hertower@hertower.com.br / contato@hertower.com.br

Leia mais

Índice Seção 1 Operação...3

Índice Seção 1 Operação...3 Versão 2.0 Índice Seção 1 Operação...3 1.1 1.2 1.3 1.4 Ligando e desligando sua máquina... 4 Localizando componentes...4 Funcionamento da sua máquina...6 Ticket...6 Seção 2 Configuração... 7 2.1 2.2 2.3

Leia mais

Manual Técnico Climatizadores - LFT

Manual Técnico Climatizadores - LFT - 1 - Manual Técnico Climatizadores - LFT - 2 - Luftmáxi Climatização de Ambientes Instruções de Segurança 1 Riscos de choques mecânicos: - Nunca tente parar o disco nebulizador ou a hélice do ventilador,

Leia mais

Aula 14 Técnicas de Manutenção

Aula 14 Técnicas de Manutenção Ensaios Não Destrutivos END: De acordo com a Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos, ABENDE, os Ensaios Não Destrutivos (END) são definidos como testes para o controle da qualidade, realizados

Leia mais

C R I T É R I O S D E M E D I Ç Ã O E E S T R U T U R A D E P R E Ç O S

C R I T É R I O S D E M E D I Ç Ã O E E S T R U T U R A D E P R E Ç O S CM: CM24/01 SUBGRUPO: 240100 MOBILIZAÇÃO E DESMOBILIZAÇÃO FOLHA: 1/1 240101 DESLOCAMENTO DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS km Será feita pelo produto da distância de transporte, em quilômetro (km), pela quantidade

Leia mais

Muitos que não conhecem este sistema devem estar se perguntando, a água vai retornar por sucção após esfriamento? SIM! É isso mesmo.

Muitos que não conhecem este sistema devem estar se perguntando, a água vai retornar por sucção após esfriamento? SIM! É isso mesmo. Matheus Berçan matheusdutra89@gmail.com Um fato que deixa alguns proprietários de veículos antigos indignados é ter que completar a água do radiador com uma frequência muito grande. Nas trilhas ou antes

Leia mais

Manual do Proprietário. Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36

Manual do Proprietário. Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36 Manual do Proprietário Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36 Índice 1- Apresentação. 2- Instalação e Instruções. 3- Operação. 4- Limpeza. 5- Manutenção. 6- Possíveis Problemas e Soluções. 7- Esquema Elétrico.

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO BALANÇA ROR LINHA RD - DOSADORA

MANUAL DE OPERAÇÃO BALANÇA ROR LINHA RD - DOSADORA MANUAL DE OPERAÇÃO BALANÇA ROR LINHA RD - DOSADORA ÍNDICE I - INTRODUÇÃO... 02 II - RECEBENDO SUA BALANÇA ROR... 02 III - MONTAGEM DO EQUIPAMENTO... 02 IV - LIGANDO SUA BALANÇA... 03 V - INDICAÇÕES AUXILIARES...

Leia mais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA. Materiais

INTRODUÇÃO À QUÍMICA. Materiais INTRODUÇÃO À QUÍMICA Materiais Química É a ciência que estuda as características e as propriedades das diferentes substâncias e as suas transformações em substâncias novas. Regras de Segurança no Laboratório

Leia mais

INFORMAÇÕES TÉCNICA DOS SERVIÇOS

INFORMAÇÕES TÉCNICA DOS SERVIÇOS INFORMAÇÕES TÉCNICA DOS SERVIÇOS 3 - LIMPEZA E MANUTENÇÃO Informamos abaixo a forma correta de como proceder à limpeza. 1 - Procedimentos Iniciais Diversos. A limpeza, conservação e manutenção de ambientes

Leia mais

Formas de Pagamento Resumida... 34 Vendas Vendedor... 34 Vendas Vendedor Resumido... 35 Vendas Vendedor Caixa... 35 Vendas por Artigos...

Formas de Pagamento Resumida... 34 Vendas Vendedor... 34 Vendas Vendedor Resumido... 35 Vendas Vendedor Caixa... 35 Vendas por Artigos... Manual POS Conteúdo Configuração no Servidor... 3 Gestão de Stocks... 3 Manutenção de Artigos... 3 Gestão de Clientes... 4 Gestão de Fornecedores... 5 Sistema POS... 6 Manutenção de Series de Armazéns...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES UMIDIFICADOR DE AR FGU-06AZ-0 SAC: GDE. SÃO PAULO (11)

MANUAL DE INSTRUÇÕES  UMIDIFICADOR DE AR FGU-06AZ-0 SAC: GDE. SÃO PAULO (11) WWW.ELGIN.COM.BR MANUAL DE INSTRUÇÕES UMIDIFICADOR DE AR FGU-06AZ-0 Atenção: antes de usar o produto leia cuidadosamente as instruções deste manual. SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 VANTAGENS

Leia mais