TURISMO NA REGIÃO NORDESTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TURISMO NA REGIÃO NORDESTE"

Transcrição

1 TURISMO NA REGIÃO NORDESTE 2012

2 Banco do Nordeste do Brasil S/A Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste ETENE Central de Informações Econômicas, Sociais e Tecnológicas - CIEST Presidente: Ary Joel de Abreu Lanzarin Diretoria: Fernando Passos Luiz Carlos Everton de Farias Manoel Lucena dos Santos Nelson Antonio de Souza Paulo Sérgio Rebouças Ferraro Stélio Gama Lyra Júnior Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste Superintendente: Welington Santos Damasceno (em exercício) Elaboração: Kamille Leão de Souza Francisco Taciano Gomes Quintela Revisão Vernacular: Hermano José Pinho Equipe da Central: Elias Augusto Cartaxo Geraldo Majela Lima Barbosa Hamilton Reis de Oliveira Leonardo Dias Lima Coordenação: Central de Informações Econômicas, Sociais e Tecnológicas Gerente: Fernando Luiz Emerenciano Viana

3 SUMÁRIO Apresentação...04 Siglas...05 Chegada de turistas ao Brasil...06 Movimentação de embarque e desembarque de passageiros...10 Eventos internacionais...21 Receita cambial...25 Hospedagem...32 Emprego...35 Copa Referências...44

4 APRESENTAÇÃO O documento TURISMO DO NORDESTE é uma publicação do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), elaborada pela Central de Informações Econômicas, Sociais e Tecnológicas (CIEST), do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (ETENE), tendo como objetivo mostrar um retrato atual do setor turístico da Região e seus Estados. Esse documento é apresentado em tabelas e gráficos, com o intuito de, na medida do possível, subsidiar estudos e pesquisas com os dados mais relevantes sobre o Turismo da Região Nordeste. 04

5 SIGLAS BNB Banco do Nordeste do Brasil CIEST Central de Informações Econômicas, Sociais e Tecnológicos ETENE Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 05

6 Chegadas de Turistas ao Brasil 06

7 Chegadas de turistas ao Brasil, por vias de acesso, segundo Continentes Continente Total Aérea Maritíma Terrestre Fluvial Total Aérea Maritíma Terrestre Fluvial Total Aérea Maritíma Terrestre Fluvial África América Central e Caribe América do Norte América do Sul Ásia Europa Oceania Não especificado/outros Total Continente Total Aérea Maritíma Terrestre Fluvial Total Aérea Maritíma Terrestre Fluvial Total Aérea Maritíma Terrestre Fluvial África América Central e Caribe América do Norte América do Sul Ásia Europa Oceania Não especificado/outros Total Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 07

8 Chegadas de turistas ao Brasil, por vias de acesso, em 2011 Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 08

9 Chegadas de turistas ao Brasil segundo Continentes 2011 Oceania 1% África 2% América Central e Caribe 1% América do Norte 13% Europa 30% Ásia 5% América do Sul 48% Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 09

10 Movimentação de embarque e desembarque de passageiros 10

11 Grandes Regiões Embarques e Desembarques internacionais de Passageiros segundo as grandes Regiões e Brasil Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 11

12 Embarques e Desembarques internacionais de Passageiros segundo as grandes Regiões do Brasil Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques - 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 60,00 70,00 80,00 90,00 100,00 % Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo N NE SE S CO 12

13 Principais Países emissores de turistas para o Brasil 2011 China Venezuela Japão México Suíça Canadá Holanda Bolívia Peru Colômbia Inglaterra Portugal Espanha Paraguai França Chile Itália Alemanha Uruguai Estados Unidos Argentina Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo

14 Nordeste e Unidades da Federação Embarques e Desembarques internacionais de Passageiros no Nordeste e seus Estados Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Nordeste Alagoas Bahia Ceará Maranhão Paraíba Pernambuco Piauí Rio Grande do Norte Sergipe Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 14

15 Embarques e Desembarques internacionais de Passageiros segundo os Estados do Nordeste Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 15

16 Grandes Regiões Embarques e Desembarques nacionais de Passageiros no Brasil e Grandes Regiões Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 16

17 Percentual de Embarques e Desembarques nacionais de Passageiros nas Regiões brasileiras Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 17

18 Nordeste e Unidades da Federação Embarques e Desembarques nacionais de Passageiros no Nordeste e seus Estados Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Embarques Desembarques Nordeste Alagoas Bahia Ceará Maranhão Paraíba Pernambuco Piauí Rio Grande do Norte Sergipe Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 18

19 Embarques nacionais de Passageiros nos Estados da Região Nordeste Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 19

20 Desembarques nacionais de Passageiros nos Estados da Região Nordeste Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 20

21 21 Eventos Internacionais

22 Eventos Internacionais no Brasil e Grandes Regiões Região Brasil Nordeste Norte Sul Sudeste Centro- Oeste Não informada Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 22

23 100 Percentual de Eventos internacionais nas Grandes Regiões do Brasil % Não informada Centro- Oeste Sudeste Sul Norte Nordeste Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 23

24 Eventos Internacionais nas cidades da Região Nordeste Local de realização Salvador - BA Recife - PE Porto de Galinhas - PE Natal - RN Fortaleza - CE Maceió- AL Porto Seguro - BA João Pessoa - PB São Luis - MA Porto Seguro - BA Mata de São João -Costa do Sauípe -BA Mata de São João -Praia do Forte -BA Camaçari - Praia de Guarajuba - BA Maragogi- AL Total Nordeste Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 24

25 25 Receita Cambial

26 Receita Cambial de Exportação e do Turismo Internacional Receita cambial (em US$ bilhões) Exportações (1) Turismo Participação Ano Total (A) Variação Total (B) Variação (%) (%) (%) (B/A) , ,43 5, , ,21 4, , ,93 4, (20,05) 853 (9,32) 5, , ,72 4, , ,08 4,69 (1) FMI - Publicação "World Economic Outlook - April Tabel A9: Summary of World Trade Volumes and Prices - World Exports in Billions of U.S. Dollars - Goods and Services". Exportações à preço F.O.B. Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 26

27 Receita Cambial Turística, por Regiões e sub-regiões do Mundo Regiões e sub-regiões Receita cambial (bilhões de US$) Mundo 743,00 856,00 941,00 853,27 927, ,40 Europa 378,90 435,30 473,70 412,26 409,31 463,40 Europa do Norte 60,30 70,80 70,20 58,44 61,43 70,28 Europa Ocidental 131,60 149,50 162,20 144,47 142,15 160,39 Europa Central/Oriental 38,20 48,60 57,80 47,95 48,09 56,07 Europa Meridional/Mediterrâneo 148,80 166,40 183,50 161,40 157,64 176,66 Ásia e Pacífico 156,50 186,40 208,90 204,14 255,24 289,03 Ásia Nordeste 75,10 85,30 99,90 101,63 128,58 142,39 Ásia Sudeste 43,60 55,50 59,80 53,85 68,59 81,89 Oceania 26,60 31,60 33,70 33,77 39,14 41,64 Ásia Meridional 11,20 14,00 15,50 14,90 18,93 23,11 Américas 154,10 171,10 187,60 166,31 181,02 199,52 América do Norte 112,50 125,10 138,40 119,20 130,98 144,88 Caribe 21,70 23,30 23,60 22,63 23,29 24,54 América Central 5,50 5,80 6,40 6,00 6,68 7,17 América do Sul 14,40 16,90 19,20 18,48 20,08 22,92 África 24,60 29,40 30,00 28,37 30,41 32,58 África do Norte 8,70 10,20 10,80 9,90 9,66 9,47 África Subsaariana 15,90 19,20 19,20 18,47 20,75 23,12 Oriente Médio 29,90 35,20 41,50 42,18 51,65 45,86 27 Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo

28 Receita Cambial Turística dos Principais países receptores de turistas Países de residência permanente Receita cambial (bilhões de US$) Mundo 743,00 856,00 941,60 853,27 927, ,40 Estados Unidos 85,80 96,90 110,00 94,19 103,51 116,28 Espanha 51,10 57,60 61,60 53,18 52,53 59,89 França 46,30 54,30 56,60 49,53 46,56 53,85 China 33,90 37,20 40,80 39,68 45,81 48,46 Itália 38,10 42,70 45,70 40,25 38,79 42,99 Alemanha 32,80 36,00 39,90 34,65 34,68 38,84 Reino Unido 34,60 38,60 36,00 30,15 32,40 35,93 Austrália 17,80 22,20 24,70 25,39 29,80 31,44 Hong Kong (China) 11,60 13,80 15,30 16,41 22,20 27,18 Turquia 16,90 18,50 22,00 21,25 20,81 23,02 Tailândia 13,40 16,70 18,20 16,06 20,12 26,26 Áustria 16,60 18,70 21,60 19,38 18,60 19,86 Malásia 10,40 14,00 15,30 15,77 18,28 18,26 Canadá 14,60 15,60 15,70 13,73 15,71 16,94 Suiça 10,80 12,20 14,40 14,13 14,97 17,55... Brasil 4,32 4,95 5,80 5,31 5,70 6,56 Outros 304,98 357,25 398,00 364,22 407,20 447,10 Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 28

29 Receita Cambial Turística: Mundo, América do Sul e Brasil Receita Cambial (US$) Mundo América do Sul Brasil Ano Variação Variação Variação Total anual Total anual Total anual (%) (%) (%) ,43 14,40 16,13 4,32 11, ,21 16,90 17,36 4,95 14, ,00 19,20 13,61 5,78 16, (9,38) 18,48 (3,78) 5,31 (8,29) ,72 20,08 8,69 5,70 7, ,08 22,92 14,15 6,56 14,96 Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 29

30 Comparativo da Receita Cambial Turística: Mundo, América do Sul e Brasil Ano Receita cambial (US$ bi) Participação (%) Mundo América do Sul Brasil América do Sul no Mundo Brasil na América do Sul Brasil no Mundo ,40 4,32 1,94 29,97 0, ,90 4,95 1,97 29,31 0, ,20 5,78 2,04 30,13 0, ,48 5,31 2,17 28,71 0, ,08 5,70 2,16 28,40 0, ,92 6,56 2,22 28,60 0,64 Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 30

31 Ano Conta Turismo do Brasil Conta Turismo (milhões de US$) Receita Despesa Saldo (1.448) (3.258) (5.178) (5.594) (10.718) (14.709) Fonte: Anuário Estatístico / Ministério do Turismo 31

32 32 Hospedagem

33 33 Número de estabelecimentos de hospedagem por tipos, segundo as Regiões Metropolitanas das capitais e as Regiões Integradas de Desenvolvimento Nº estabelecimentos de hospedagem Nº de leitos Regiões Metropolitanas das Capitais e Regiões Integradas Nº unidades Capacidade total Hotéis Outros de Desenvolvimento - RIDE Total Pousadas habitacionais Simples Duplos de hóspedes (3) (1) (2) Região Metropolitana da Grande São Luís Região Integrada de Desenvolvimento da Grande Teresina Região Metropolitana de Fortaleza Região Metropolitana de Natal Região Metropolitana de João Pessoa Região Metropolitana de Recife Região Metropolitana de Maceió Região Metropolitana de Aracaju Região Metropolitana de Salvador (1) Inclusive hotéis históricos, resorts e hotéis-fazenda. (2) Inclusive estabelecimentos cama e café ou pousadas domiciliares. (3) Aparthotéis/flats, Motéis, Pensões de hospedagem, Albergues turísticos, Dormitórios, hospedarias etc. Fonte:Pesquisa de Serviços de Hospedagem 2011 / IBGE

34 Número de estabelecimentos de hospedagem por tipos, segundo os municípios das capitais das Regiões Metropolitanas Nº estabelecimentos de hospedagem Nº de Nº de leitos Capacidade Municípios das Hotéis Outros unidades de Capitais Total Pousadas Simples Duplos (1) (3) habitacionais Hóspedes São Luís Teresina Fortaleza Natal João Pessoa Recife Maceió Aracaju Salvador (1) Inclusive hotéis históricos, resorts e hotéis-fazenda. (2) Inclusive estabelecimentos cama e café ou pousadas domiciliares. (3) Aparthotéis/flats, Motéis, Pensões de hospedagem, Albergues turísticos, Dormitórios, hospedarias etc. Fonte:Pesquisa de Serviços de Hospedagem 2011 / IBGE

35 35 Emprego

36 Nº de Estabelecimentos Caracterizados por Atividades Econômicas Voltadas para o Turismo em 2011 Atividades Econômicas Características do Turismo Número de estabelecimentos Transporte Metroferroviário de Passageiros 33 Transporte Rodoviário Coletivo de Passageiros, com Itinerário Fixo, Intermunicipal, Interestadual e Internacional 696 Transporte Rodoviário Coletivo de Passageiros, Sob Regime de Fretamento, e Outros Transportes Rodoviários não Especificados Anter 972 Trens Turísticos, Teleféricos e Similares 2 Transporte por Navegação Interior de Passageiros em Linhas Regulares 39 Transporte por Navegação de Travessia 34 Transportes Aquaviários não Especificados Anteriormente 55 Transporte Aéreo de Passageiros Regular 96 Transporte Aéreo de Passageiros Não-Regular 38 Fonte: RAIS/MTE Continuação... 36

37 Nº de Estabelecimentos Caracterizados por Atividades Econômicas Voltadas para o Turismo em 2011 Atividades Econômicas Características do Turismo Número de estabelecimentos Hotéis e Similares Outros Tipos de Alojamento não Especificados Anteriormente 929 Restaurantes e Outros Estabelecimentos de Serviços de Alimentação e Bebidas Serviços Ambulantes de Alimentação 331 Locação de Automóveis sem Condutor Aluguel de Equipamentos Recreativos e Esportivos 94 Agências de Viagens Operadores Turísticos 116 Serviços de Reservas e Outros Serviços de Turismo não Especificados Anteriormente 108 Fonte: RAIS/MTE Continuação... 37

38 Nº de Estabelecimentos Caracterizados por Atividades Econômicas Voltadas para o Turismo em 2011 Atividades Econômicas Características do Turismo Número de estabelecimentos Artes Cênicas, Espetáculos e Atividades Complementares 639 Criação Artística 17 Atividades de Museus e de Exploração, Restauração Artística e Conservação de Lugares e Prédios H 15 Atividades de Jardins Botânicos, Zoológicos, Parques Nacionais, Reservas Ecológicas e áreas de P 26 Atividades de Exploração de Jogos de Azar e Apostas 54 Atividades Esportivas não Especificadas Anteriormente 206 Parques de Diversão e Parques Temáticos 95 Atividades de Recreação e Lazer não Especificadas Anteriormente 624 Fonte: RAIS/MTE 38

39 Nº de Vínculos Empregatícios Caracterizados por Atividades Econômicas Voltadas para o Turismo em 2011 Atividades Econômicas Características do Turismo Número de Vínculos Transporte metroferroviário de passageiros Transporte rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, intermunicipal, interestadual e internacional Transporte rodoviário coletivo de passageiros, sob regime de fretamento, e outros transportes rodoviários não especificados anteriormente Trens turísticos, teleféricos e similares 8 Transporte por navegação interior de passageiros em linhas regulares 903 Transporte por navegação de travessia 900 Transportes aquaviários não especificados anteriormente 273 Transporte aéreo de passageiros regular Transporte aéreo de passageiros não-regular 515 Fonte: RAIS/MTE Continuação... 39

40 Nº de Vínculos Empregatícios Caracterizados por Atividades Econômicas Voltadas para o Turismo em 2011 Atividades Econômicas Características do Turismo Número de Vínculos Hotéis e similares Outros tipos de alojamento não especificados anteriormente Restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas Serviços ambulantes de alimentação 935 Locação de automóveis sem condutor Aluguel de equipamentos recreativos e esportivos 402 Agências de viagens Operadores turísticos 923 Serviços de reservas e outros serviços de turismo não especificados anteriormente Fonte: RAIS/MTE Continuação... 40

41 Nº de Vínculos Empregatícios Caracterizados por Atividades Econômicas Voltadas para o Turismo em 2011 Atividades Econômicas Características do Turismo Número de Vínculos Artes cênicas, espetáculos e atividades complementares Criação artística 48 Atividades de museus e de exploração, restauração artística e conservação de lugares e prédios históricos e atrações similares 238 Atividades de jardins botânicos, zoológicos, parques nacionais, reservas ecológicas e áreas de proteção ambiental 161 Atividades de exploração de jogos de azar e apostas 178 Atividades esportivas não especificadas anteriormente Parques de diversão e parques temáticos Atividades de recreação e lazer não especificadas anteriormente Fonte: RAIS/MTE 41

42 42 Copa 2014

43 Investimentos para a Copa do Mundo Fifa 2014 Cidade-Sede Áreas Investimentos Previstos (R$ Milhões) Fortaleza-CE Estádio/Arena 518,60 Recife-PE Estádio/Arena 500,20 Natal-RN Estádio/Arena 417,00 Salvador-BA Estádio/Arena 591,70 Fortaleza-CE Mobilidade Urbana 562,00 Recife-PE Mobilidade Urbana 856,90 Natal-RN Mobilidade Urbana 661,80 Fortaleza-CE Aeroportos 349,80 Recife-PE Aeroportos 18,50 Natal-RN Aeroportos 557,80 Salvador-BA Aeroportos 47,60 Fortaleza-CE Portos 149,00 Recife-PE Portos 25,70 Natal-RN Portos 53,70 Salvador-BA Portos 36,00 Fonte: Disponível em 43

44 Referências Ministério do Turismo. Dados e Fatos, Anuário Estatístico. Disponível em Acesso em 06 ago Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE. Pesquisa de Serviços de Hospedagem Disponível em Acesso em 09 ago Portal da Copa. Balanços da Copa. Disponível em Acesso em 21 nov

Ano II Nº 1 PESCA E AQUICULTURA DO NORDESTE

Ano II Nº 1 PESCA E AQUICULTURA DO NORDESTE Ano II Nº 1 PESCA E AQUICULTURA DO NORDESTE 2012 Banco do Nordeste do Brasil Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste ETENE Central de Informações Econômicas, Sociais e Tecnológicas - CIEST

Leia mais

Estatísticas básicas de turismo. Brasil. Brasília, novembro de 2007.

Estatísticas básicas de turismo. Brasil. Brasília, novembro de 2007. Brasil Brasília, novembro de 2007. Índice Páginas I Turismo no mundo 1. Fluxo receptivo internacional 1.1 - Chegadas de turistas no Mundo por Regiões e Sub-regiões - 2002/2006 03 1.2 - Chegada de turistas:

Leia mais

Estatísticas básicas de turismo. Brasil

Estatísticas básicas de turismo. Brasil Estatísticas básicas de turismo Brasil Brasília, outubro de 2010 Estatísticas básicas de turismo Índice Páginas I - Turismo no mundo 1. Fluxo receptivo internacional 1.1 - Chegadas de turistas internacionais

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. O turismo formal em Minas Gerais a 2010

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. O turismo formal em Minas Gerais a 2010 SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS O turismo formal em Minas Gerais - 2006 a 2010 Ficha técnica Realização: Governo do Estado de Minas Gerais Governador Antônio Augusto Junho Anastasia Secretaria

Leia mais

ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE- ETENE INFORME SETORIAL INDÚSTRIA E SERVIÇOS ANÁLISE DO SETOR TURISMO NO NORDESTE EM 2009

ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE- ETENE INFORME SETORIAL INDÚSTRIA E SERVIÇOS ANÁLISE DO SETOR TURISMO NO NORDESTE EM 2009 O nosso negócio é o desenvolvimento ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE- ETENE INFORME SETORIAL INDÚSTRIA E SERVIÇOS ANÁLISE DO SETOR TURISMO NO NORDESTE EM 2009 Ano IV No. 4 Fevereiro

Leia mais

Informe Técnico do ETENE

Informe Técnico do ETENE Ano IX, Nº 3, julho de 2015 Informe Técnico do ETENE Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste ETENE PANORAMA DO SETOR TURÍSTICO NO NORDESTE DO BRASIL 2014 Autor Laura Lúcia Ramos Freire 1 Colaboração

Leia mais

Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil

Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil - 2016 Estrutura de Pesquisa e Resultados do Turismo Receptivo Brasília, Julho de 2017 Objetivos Caracterizar e dimensionar os consumidores do Turismo Internacional

Leia mais

Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/12

Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/12 FUNDAÇÃO CTI/NE Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/12 Valdo Mesquita Coordenador do GTP/CTI-NE Janeiro de 2013 Danielle Govas Pimenta Novis Presidente da Fundação CTI/NE Roberto Pereira

Leia mais

Pecuária na Região Nordeste 2000 a 2014

Pecuária na Região Nordeste 2000 a 2014 Pecuária na Região Nordeste 2000 a 2014 Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste ETENE Célula de Informações Econômicas, Sociais e Tecnológicas CIEST Fortaleza, Junho de 2015 Pecuária na Região

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t )

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t ) BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 (POR PAÍS) PAÍSES ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 269.719,83 387.213,30 406.882,12 310.956,48 318.530,07 375.612,10 2.068.913,89 Valor Fob ( Us$/Mil ) 72.142,83 99.905,76 104.619,97

Leia mais

"PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ IGUAÇU" JULHO 2015 PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ DO IGUAÇU " JULHO 2013

PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ IGUAÇU JULHO 2015 PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ DO IGUAÇU  JULHO 2013 "PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ IGUAÇU" JULHO 2015 PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ DO IGUAÇU " JULHO 2013 FOZ DO IGUAÇU, SETEMBRO DE 2015 FOZ DO IGUAÇU, SETEMBRO DE 2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU Reni Clóvis

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t )

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t ) BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 (POR PAÍS) PAÍSES JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 399.473,26 422.403,60 501.033,08 371.050,32 437.918,87 2.131.879,13 Valor

Leia mais

Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/11

Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/11 FUNDAÇÃO CTI/NE Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/11 Valdo Mesquita Coordenador do GTP/CTI-NE Janeiro de 2012 Danielle Govas Pimenta Novis Presidente da Fundação CTI/NE Roberto Pereira

Leia mais

TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Rio de Janeiro, em parceria com a Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro Junho

Leia mais

Nordeste do Brasil Sinopse Estatística 2013

Nordeste do Brasil Sinopse Estatística 2013 Nordeste do Brasil Sinopse Estatística 2013 Hamilton Reis de Oliveira Kamille Leão de Souza Leonardo Dias Lima Banco do Nordeste do Brasil Nordeste do Brasil Sinopse Estatística 2013 Fortaleza 2013 Presidente:

Leia mais

Megaeventos Esportivos: Uma Análise Econômica da Copa do Mundo de Futebol FIFA 2014, na Cidade de Natal/RN, Brasil

Megaeventos Esportivos: Uma Análise Econômica da Copa do Mundo de Futebol FIFA 2014, na Cidade de Natal/RN, Brasil Megaeventos Esportivos: Uma Análise Econômica da Copa do Mundo de Futebol FIFA 2014, na Cidade de Natal/RN, Brasil Discente: Elaine Carvalho de Lima Orientadora: Drª Maria do Livramento M. Clementino Natal/RN

Leia mais

GUia resorts no brasil

GUia resorts no brasil GUIA resorts no brasil 1 olá! Fazemos um convite a você, que busca por descanso, conforto, luxo e serviços de primeira linha, aliado a beleza dos cenários deslumbrantes do nosso país. Viva momentos inesquecíveis

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística 1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014 Logística Economia Brasileira Gráfico 1 Crescimento Econômico Brasileiro e Mundial PIB 2002 a 2016 (em %) 8,0 6,0 4,0 2,0 0,0-2,0 7,5 61 6,1 5,7 4,6 5,3 5,2

Leia mais

O Novo Perfil do Nordeste Brasileiro no Censo Demográfico 2010. (Versão preliminar: normalização e diagramação em execução)

O Novo Perfil do Nordeste Brasileiro no Censo Demográfico 2010. (Versão preliminar: normalização e diagramação em execução) O Novo Perfil do Nordeste Brasileiro no Censo Demográfico 2010 (Versão preliminar: normalização e diagramação em execução) Jurandyr Carvalho Ferrari Leite Kamille Leão de Souza O Novo Perfil do Nordeste

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA DO PERFIL SÓCIO-ECONÔMICO DO TURISTA DE EVENTOS NO RECIFE E NA REGIÃO METROPOLITANA

RELATÓRIO DE PESQUISA DO PERFIL SÓCIO-ECONÔMICO DO TURISTA DE EVENTOS NO RECIFE E NA REGIÃO METROPOLITANA RELATÓRIO DE PESQUISA DO PERFIL SÓCIO-ECONÔMICO DO TURISTA DE EVENTOS NO RECIFE E NA REGIÃO METROPOLITANA 2008 OBJETIVO GERAL Identificar o perfil do turista de eventos na Região Metropolitana do Recife.

Leia mais

INFORME ETENE. INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA NO NORDESTE 2ª Edição 1. INTRODUÇÃO

INFORME ETENE. INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA NO NORDESTE 2ª Edição 1. INTRODUÇÃO Ano V Maio de 2011 Nº 8 INFORME ETENE Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste - ETENE Ambiente de Estudos, Pesquisas e Avaliação-AEPA Célula de Estudos e Pesquisas Macroeconômicas, Industriais

Leia mais

INTELIGÊNCIA DE MERCADO

INTELIGÊNCIA DE MERCADO INTELIGÊNCIA DE MERCADO INTELIGÊNCIA DE MERCADO ABF BANCO DE DADOS ABF / SISTEMA DE BI (BUSINESS INTELLIGENCE) Possibilita a extração em tempo real de dados específicos da marca, do segmento e do setor

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Brasília, novembro de 2014 Sumário 1 Perfil da

Leia mais

Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo

Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo Boletim Trimestral Janeiro - Março/2010 Dados: CAGED (MTE) IPEA O objetivo deste Boletim é acompanhar a cada três meses a variação do emprego formal nas atividades

Leia mais

PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008. Consolidado 2 Eventos - Recife

PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008. Consolidado 2 Eventos - Recife PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008 JUlHO 2008 Informações do Evento Consolidado 2 Eventos - Recife EVENTO CIDADE PERÍODO 9th Workshop on Signal Processing

Leia mais

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS JOÃO PESSOA-PB, JUNHO 2004 TABELA Nº01 GASTO MÉDIO INDIVIDUAL DIÁRIO em R$ 1.00,

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

Tabela 11 - Capacidade total de hóspedes, por tipos de estabelecimentos, segundo os Municípios das Capitais - 2011

Tabela 11 - Capacidade total de hóspedes, por tipos de estabelecimentos, segundo os Municípios das Capitais - 2011 segundo os - 2011 Total Suítes Apartamentos Quartos (continua) Chalés Total 554 227 92 908 442 600 15 526 3 193 Porto Velho 5 028 293 4 569 104 62 Rio Branco 2 832 30 2 779 23 - Manaus 14 212 1 349 12

Leia mais

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 2012 ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/14

Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/14 FUNDAÇÃO CTI/NE Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/14 Valdo Mesquita (SETUR/CE) Coordenador do GTP/CTI-NE Julho de 2015 Jeanine Pires Presidente da Fundação CTI/NE Roberto Pereira Secretário

Leia mais

368 municípios visitados

368 municípios visitados TURISTAS INTERNACIONAIS 60,3% visitaram o Brasil pela primeira vez 91,4 % Copa como o principal motivo da viagem 83% o Brasil atendeu plenamente ou superou suas expectativas 95% tem intenção de retornar

Leia mais

DESEMPENHO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA ABRIL DE 2015

DESEMPENHO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA ABRIL DE 2015 DESEMPENHO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA ABRIL DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Diretoria de Estatística e Indicadores Conforme último relatório Focus do Banco

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Análise realizada até o dia 01 de julho de 2014: doze dias antes do fim do Mundial O estudo Principais mercados emissores Chegadas internacionais

Leia mais

Relatório de Pesquisa Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo Recife Convention & Visitors Bureau

Relatório de Pesquisa Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo Recife Convention & Visitors Bureau Relatório de Pesquisa 2010 Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo Recife Convention & Visitors Bureau DADOS GERAIS SOBRE A PESQUISA I- Apresentação: este relatório apresenta

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t ) 450.000 120.000 400.000 100.000 350.000 80.000 300.000 250.000 60.000 200.000 150.000 40.

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 ( t ) ( US$ / t ) 450.000 120.000 400.000 100.000 350.000 80.000 300.000 250.000 60.000 200.000 150.000 40. BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2015 (POR PAÍS) PAÍSES ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 269.719,83 387.213,30 406.882,12 310.956,48 318.530,07 375.612,10 414.745,41 233.717,31 309.486,24 320.128,57 267.045,80 205.498,88

Leia mais

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional:

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avaliações para o desenho amostral em rodovias segundo a metodologia proposta para a PTI Palestrante: Alfredo García Ramos (Consultor

Leia mais

Área de atuação do BNB

Área de atuação do BNB Área de atuação do BNB Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semiárido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território do NE) Semiárido BNB Área de atuação: 1.775,4 mil Km 2 Municípios atendidos: 1.989 (11 Estados) Quantidade

Leia mais

ABIH-RJ FECOMÉRCIO- RJ

ABIH-RJ FECOMÉRCIO- RJ 2014 ABIH-RJ FECOMÉRCIO- RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

200 4 Anuário Estatístico

200 4 Anuário Estatístico 2004 Anuário Estatístico REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA Presidente MINISTÉRIO DO TURISMO WALFRIDO SILVINO DOS MARES GUIA Ministro INSTITUTO BRASILEIRO DE TURISMO EMBRATUR EDUARDO

Leia mais

PLANO NACIONAL DE TURISMO 2007-2010

PLANO NACIONAL DE TURISMO 2007-2010 PLANO NACIONAL DE TURISMO 2007-2010 Uma Viagem de Inclusão MACROPROGRAMA 4 REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO META 3 ESTRUTURAR 65 DESTINOS TURÍSTICOS COM PADRÃO DE QUALIDADE INTERNACIONAL Departamento de Estruturação,

Leia mais

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Nº de Entrevistados da Pesquisa: 39.000 pessoas Nº de locais das entrevistas: 27 15 em aeroportos internacionais, que representam 99% do fluxo internacional

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2016

Anuário Estatístico de Turismo - 2016 Secretaria Executiva Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2016 Volume 43 Ano base 2015 Sumário I - Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2014-2015 1.1. Chegadas de turistas

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2006-2012

Estudo da demanda turística internacional 2006-2012 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2006-2012 Brasília, agosto de 2013 Sumário 1 Perfil da demanda

Leia mais

Brasil Março 2016. Mercado em números

Brasil Março 2016. Mercado em números Março 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil

Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Investimento e Comércio Entre Portugal e Brasil Realizado para: Última Atualização 19/05/2016 Próxima Atualização 15/06/2016 Copyright 2016 Portugal Economy Probe PE Probe Preparado pelo PE Probe para

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR GLOBAL BRASIL: janeiro-dezembro 2015

COMÉRCIO EXTERIOR GLOBAL BRASIL: janeiro-dezembro 2015 Secretaria-Geral ALADI/SEC/di 2668 12 de janeiro de 2016 COMÉRCIO EXTERIOR GLOBAL BRASIL: janeiro-dezembro 2015 Os fluxos globais do comércio exterior brasileiro contraíram-se significativamente em 2015

Leia mais

ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE INFORME RURAL ETENE PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE CANA DE AÇÚCAR NO NORDESTE.

ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE INFORME RURAL ETENE PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE CANA DE AÇÚCAR NO NORDESTE. O nosso negócio é o desenvolvimento ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE INFORME RURAL ETENE PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE CANA DE AÇÚCAR NO NORDESTE Ano 4 200 Nº 20 O nosso negócio

Leia mais

Latitude e longitude. espaço geográfico. descobrir alguns dos principais conceitos da Geografia, como espaço geográfico, espaço

Latitude e longitude. espaço geográfico. descobrir alguns dos principais conceitos da Geografia, como espaço geográfico, espaço 12_13.indd 12-13 12 1 Orientação e localização no espaço geográfico Prepare-se! Aqui começa a primeira Expedição dessa fantástica viagem pelo planeta. No Percurso 1, você vai descobrir alguns dos principais

Leia mais

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 PRESIDENTE: Marciano Gianerini Freire EQUIPE TÉCNICA: Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: Heike Duske César Melo

Leia mais

Caderno de Estatísticas Setoriais

Caderno de Estatísticas Setoriais Caderno de Estatísticas Setoriais Fabricação de Celulose, Papel e produtos de Papel no Dezembro/2013 Célula de Informações Econômicas, Sociais e Tecnológicas Ambiente de Estudos, Pesquisas e Avaliação

Leia mais

NOTA TÉCNICA 04 2012 Ações de Saúde para a Copa do Mundo FIFA 2014

NOTA TÉCNICA 04 2012 Ações de Saúde para a Copa do Mundo FIFA 2014 NOTA TÉCNICA 04 2012 Ações de Saúde para a Copa do Mundo FIFA 2014 1 INTRODUÇÃO Esta Nota Técnica tem o propósito de relatar as atividades desenvolvidas em 2011 pelo Grupo de Trabalho de Preparação das

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TÊXTIL E CONFECÇÕES MAIO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TÊXTIL E CONFECÇÕES MAIO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TÊXTIL E CONFECÇÕES MAIO DE 2016 1 PRODUTOS 2 A CADEIA TÊXTIL É DIVIDIDA EM 3 SEGMENTOS: FIBRAS E FILAMENTOS TÊXTIL CONFECÇÕES 3 FATURAMENTO DA CADEIA

Leia mais

INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO, DOS PRINCIPAIS DESTINOS LITORÂNEOS DA BAHIA, NO PERÍODO DE 1998 A 2008

INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO, DOS PRINCIPAIS DESTINOS LITORÂNEOS DA BAHIA, NO PERÍODO DE 1998 A 2008 CULTUR, ano 05 - nº 01/Especial - Jan/2011 www.uesc.br/revistas/culturaeturismo Licença Copyleft: Atribuição-Uso não Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO,

Leia mais

Ingressos de Turistas Internacionais no RS por via de acesso

Ingressos de Turistas Internacionais no RS por via de acesso Anuário Estatístico de Turismo 2015 ano base 2014* *Publicado em 08/07/2015, pelo Ministério do Turismo. A publicação apresenta uma compilação de informações anuais relativas ao comportamento de diversos

Leia mais

PLANO AQUARELA

PLANO AQUARELA PLANO AQUARELA 2007-2010 Evolução do Turismo no Mundo TABELA 1 TENDÊNCIAS DO TURISMO MUNDIAL - ENTRADA DE TURISTAS (MILHÕES) 2003 2004 2005 2006 Previsão 2010 Previsão 2020 MUNDO 694,0 764,0 806,0 842,0

Leia mais

Copa das Confederações FIFA Brasil Características do público Geral e da demanda turística internacional

Copa das Confederações FIFA Brasil Características do público Geral e da demanda turística internacional Copa das Confederações FIFA Brasil 213 Características do público Geral e da demanda turística internacional AMOSTRA Pesquisa realizada nas seis cidades sedes da Copa das Confederações Público geral (estádios):

Leia mais

III SEMINÁRIO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA América do Sul

III SEMINÁRIO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA América do Sul SETEMBRO 2016 III SEMINÁRIO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA América do Sul Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística ELIANA CAVALCANTI EBT Amesul I Balanço Os argentinos realizaram 8,2 milhões

Leia mais

Promoção Turística Internacional Copa do Mundo 2014 EMBRATUR. Brasília, 25 de agosto de 2011

Promoção Turística Internacional Copa do Mundo 2014 EMBRATUR. Brasília, 25 de agosto de 2011 Promoção Turística Internacional Copa do Mundo 2014 EMBRATUR Brasília, 25 de agosto de 2011 Plano Aquarela Marketing Turístico Internacional do Brasil Desde 2005 é a base metodológica de todo o trabalho

Leia mais

600 mil visitantes estrangeiros na Copa? Improvável.

600 mil visitantes estrangeiros na Copa? Improvável. VISÃO PLURI É improvável a vinda de 600 mil turistas Estrangeiros para a Copa PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Autor:

Leia mais

IMIGRANTES NO BRASIL: O CASO DA ENFERMAGEM. Ana Luiza Stiebler Vieira Carmen Lúcia Lupi Monteiro Garcia Carmem de Almeida da Silva

IMIGRANTES NO BRASIL: O CASO DA ENFERMAGEM. Ana Luiza Stiebler Vieira Carmen Lúcia Lupi Monteiro Garcia Carmem de Almeida da Silva IMIGRANTES NO BRASIL: O CASO DA ENFERMAGEM Ana Luiza Stiebler Vieira Carmen Lúcia Lupi Monteiro Garcia Carmem de Almeida da Silva Objetivo: analisar os imigrantes da área de no Brasil Justificativa Referencial

Leia mais

Anuário Estatístico do Turismo de Bonito

Anuário Estatístico do Turismo de Bonito Anuário Estatístico do Turismo de Bonito Ano Base - 2016 Realização: Apoio: ANUÁRIO ESTATÍSTICO DO TURISMO DE BONITO ANO BASE 2016 O Anuário Estatístico do Turismo é a compilação dos dados coletados pelo

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Brasília, outubro de 2012 Sumário 1 Perfil da demanda

Leia mais

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias Bijuterias Principais Países 2010 2011 2012 2013 2014 US$ mil 2014/ 2013 Estados Unidos 5.667 3.828 2.668 3.491 5.006 43 Colômbia 407 800 748 1.112 993-11 França 1.085 931 910 998 969-3 Argentina 2.112

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

Números da Indústria Gráfica Brasileira

Números da Indústria Gráfica Brasileira Ago/2016 Números da Indústria Gráfica Brasileira Números da Indústria Gráfica Brasileira Jun/2016 INDÚSTRIA GRÁFICA BRASILEIRA Exportação Importação Indústria Gráfica Brasileira em 2015 FOB - US$ 270,4

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE AGOSTO 2012 FRANCA 01) População 02) Piso salarial do sapateiro 03) Número de funcionários na indústria de calçados 04) Admissões e demissões do setor calçadista

Leia mais

Brasil Setembro Mercado em números

Brasil Setembro Mercado em números Setembro 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

Brasil Junho Mercado em números

Brasil Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão

MOBILIDADE URBANA. Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão MOBILIDADE URBANA Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão MOBILIDADE URBANA RECURSO DISPONÍVEL 143 bilhões ANTES DO PACTO R$ 93 bilhões 62% das obras concluídas ou em execução

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 10 dias para a copa O estudo Destaques Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Saídas do Brasil Junho-Julho 2014

Leia mais

Rio de Janeiro, 22/11/2016. Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016

Rio de Janeiro, 22/11/2016. Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016 1 Rio de Janeiro, 22/11/2016 Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016 O B J P R I N C I P A L Produzir informações contínuas PNAD Contínua Produzir informações anuais E T I sobre a inserção

Leia mais

POLÍTICA PÚBLICA AUDIOVISUAL

POLÍTICA PÚBLICA AUDIOVISUAL POLÍTICA PÚBLICA AUDIOVISUAL OPORTUNIDADES E DESAFIOS PARA A PRODUÇÃO REGIONAL ROSANA ALCÂNTARA AGÊNCIA NACIONAL DO CINEMA MERCADO AUDIOVISUAL CEARENSE 2015 AGENDA Panorama do Audiovisual no Brasil Contribuição

Leia mais

Pacotes Nacionais. A par r de: Entrada de R$ 330, vezes de R$ 146,84. Salvador BA. A par r de: Entrada de R$ 179, vezes de R$ 102,73

Pacotes Nacionais. A par r de: Entrada de R$ 330, vezes de R$ 146,84. Salvador BA. A par r de: Entrada de R$ 179, vezes de R$ 102,73 Caderno de Viagens Natal RN Pacotes Nacionais Entrada de R$ 242,50 + 9 vezes de R$ 107,78 Porto de Galinhas PE Entrada de R$ 330,40 + 9 vezes de R$ 146,84 Passagem aérea Chapecó/Natal/Chapecó; 05 noites

Leia mais

Turismo no Recife: Caso de sucesso

Turismo no Recife: Caso de sucesso Secretaria de Turismo Turismo no Recife: Caso de sucesso O Recife no Brasil: Reconhecimento nacional na Parceria Público-Privada PCR e RCVB; Prêmio de Melhor Política Pública do Turismo entre os 65 Destinos

Leia mais

Pesquisa com visitantes domésticos e internacionais dos Jogos Rio 2016 Resultados Preliminares

Pesquisa com visitantes domésticos e internacionais dos Jogos Rio 2016 Resultados Preliminares Pesquisa com visitantes domésticos e internacionais dos Jogos Rio 2016 Resultados Preliminares Metodologia Público-alvo Pesquisa doméstica Turistas domésticos em viagem ao Rio de Janeiro, durante os Jogos

Leia mais

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro Copa do Mundo da FIFA Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 2014 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro O MTUR e a Ponto de partida : garantias oferecidas pelo governo federal, estados e

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2015

Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Volume 42 Ano base 2014 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2013-2014

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Sede Nacional - SP Fundação: 1937 - origem em um sindicato têxtil; Possui 1.200 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas; Sede nacional

Leia mais

Seminário Espaços Urbanos Seguros

Seminário Espaços Urbanos Seguros Seminário Espaços Urbanos Seguros A atuação da CAIXA e seu impacto no desenvolvimento de cidades sustentáveis Vice-Presidência de Governo Superintendência Nac de Ass Técnica e Desenv Sustentável Jean R.

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais MAR/15

Ranking Mundial de Juros Reais MAR/15 Ranking Mundial de Juros Reais MAR/15 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Cidade

Leia mais

FLUXO CONSTRUÇÃO - OBRAS DE INFRA- ESTRUTURA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO CONSTRUÇÃO - OBRAS DE INFRA- ESTRUTURA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO - OBRAS DE INFRA- ESTRUTURA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 29 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 29 FLUXO - OBRAS DE INFRA-ESTRUTURA, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Code-P0. Copa 2014. Situação das ações do Governo Brasileiro. Brasília, 2 de junho de 2011

Code-P0. Copa 2014. Situação das ações do Governo Brasileiro. Brasília, 2 de junho de 2011 Code-P0 Copa 2014 Situação das ações do Governo Brasileiro Brasília, 2 de junho de 2011 Code-P1 O que o Brasil quer com a Copa do Mundo FIFA Mobilizar o país Promover o país no mundo Constituir arenas

Leia mais

Arranca hoje o Mundial de Futebol 2010 na África do Sul

Arranca hoje o Mundial de Futebol 2010 na África do Sul Arranca hoje o Mundial de Futebol 2010 na África do Sul Enviado por AB 11-Jun-2010 Portal da Ilha do Fogo Arranca hoje na África do Sul, o mundial de 2010. O campeonato mundial de futebol a ser disputado

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES Referência: Vagas Provimento imediato de vagas e formação de Cadastro de Reserva. Vagas PD Vagas Reservadas para os candidatos Portadores de Deficiência. 1. Diretoria

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE FEVEREIRO 2015 FRANCA Página População...... 2 Piso salarial do sapateiro... 2 Número de funcionários na indústria de calçados...... 2 Admissões e demissões do

Leia mais

Ocupação Hoteleira da cidade do Rio de Janeiro Janeiro de 2012

Ocupação Hoteleira da cidade do Rio de Janeiro Janeiro de 2012 Ocupação Hoteleira da cidade do Rio de Janeiro Janeiro de 2012 Taxa de ocupação chegou a 82,08% Esta foi a maior taxa já apurada para um mês de janeiro Introdução A pesquisa sobre Ocupação Hoteleira da

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC A EVOLUÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA O movimento Constitucional; O processo de discussão que antecedeu a LDB nº9394/96; A concepção de Educação Básica e a universalização do

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Rio de Janeiro, em parceria com a Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro Novembro

Leia mais

Tabelas Anexas Capítulo 1

Tabelas Anexas Capítulo 1 Tabelas Anexas Capítulo 1 Tabela anexa 1.1 População, segundo grandes regiões Brasil e Estado de São Paulo 1980-2007 1-3 Tabela anexa 1.2 Analfabetos e total de pessoas na população de 15 anos ou mais,

Leia mais

OLHANDO ESTA FOTO DESCOBRI...

OLHANDO ESTA FOTO DESCOBRI... OLHANDO ESTA FOTO DESCOBRI... 1 Empreender é... Enxergar e REALIZAR antes o que se torna óbvio depois, provocando sempre a mesma reação: Isto estava na cara. Por que não fizemos antes? 2 Depois de alguns

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Geografia 5 o ano Unidade 4 5 Unidade 4 Nome: Data: Observe o mapa a seguir. Ele será usado para responder às questões 1 e 2. São Luís OCEANO ATLÂNTICO PA TO MA Teresina CE PI BA Fortaleza RN Natal

Leia mais

EXPRESSÃO ECONÔMICA DA CIDADE DE SÃO PAULO

EXPRESSÃO ECONÔMICA DA CIDADE DE SÃO PAULO EXPRESSÃO ECONÔMICA DA CIDADE DE SÃO PAULO Ementa: O presente estudo pretende mostrar com números o tamanho e curiosidades da economia da cidade de São Paulo, que no próximo dia 25 de janeiro completa

Leia mais

PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO

PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO UF / Ação de Governo Valor a ser Fiscalizado AC R$ 99.891.435,79 Apoio à Alimentação Escolar na Educação Básica (PNAE) R$

Leia mais

PERFIL DOS HÓSPEDES. 3º Quadrimestre - 2011 APRESENTAÇÃO EM MEIOS DE HOSPEDAGEM

PERFIL DOS HÓSPEDES. 3º Quadrimestre - 2011 APRESENTAÇÃO EM MEIOS DE HOSPEDAGEM PERFIL DOS HÓSPEDES EM MEIOS DE HOSPEDAGEM 3º Quadrimestre - 2011 APRESENTAÇÃO O Observatório do Turismo da Cidade de Paranaguá realiza periodicamente, desde 2011, uma pesquisa junto aos meios de hospedagens

Leia mais

RESUMO EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CAFÉ MARÇO

RESUMO EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CAFÉ MARÇO RESUMO EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CAFÉ MARÇO 2015 WWW.CECAFE.COM.BR Brasileiras de Café - Mensal Período: março Sacas / volume em sacas de Café Verde Verde Torrado & Moído Café Industrializado Industrializado

Leia mais

DESEMPENHO DO SETOR DE TURISMO EM ALAGOAS PARA ABRIL DE 2016.

DESEMPENHO DO SETOR DE TURISMO EM ALAGOAS PARA ABRIL DE 2016. DESEMPENHO DO SETOR DE TURISMO EM ALAGOAS PARA ABRIL DE 2016. Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Gerência de Estatística e Indicadores A presente nota técnica possui o

Leia mais

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 1º LIRAa 2015 - Situação dos municípios brasileiros Participação voluntária de 1.844 municípios Pesquisa realizada entre janeiro/fevereiro de 2015; Identifica focos

Leia mais