1. Súmula. 2. Objetivos. 3. Método

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Súmula. 2. Objetivos. 3. Método"

Transcrição

1 1. Súmula Realização de estágio curricular supervisionado, atuando na área da Engenharia de Produção. Eperiência prática junto ao meio profissional e entrega de relatório final de estágio. Orientação por professor familiarizado com a especialidade escolhida para o estágio e supervisão por parte da empresa escolhida. 2. Objetivos O Estágio Supervisionado tem por objetivo a complementação do ensino ministrado na FACP, constituindo-se num instrumento de aperfeiçoamento técnico-científico, de treinamento prático, de relacionamento humano e de integração. No estágio supervisionado o aluno é colocado diante da realidade profissional, obtendo uma visão ampla das estruturas empresariais privadas ou públicas, nas quais se integrará após a formatura. Além disso, criase um vínculo importante entre Faculdade e Empresa, possibilitando a atualização contínua de ambos os lados. Como tal, o Estágio Supervisionado deve proporcionar ao aluno: oportunidade para aplicar os conhecimentos adquiridos na Faculdade e adquirir alguma vivência profissional na respectiva área de atividade, tanto no aspecto técnico como no de relacionamento humano; oportunidade de avaliar suas próprias habilidades diante de situações da vida prática e melhor definir, desta forma, suas preferências profissionais. 3. Método Temos 3 possibilidades: i. Aluno que já atua na área da Engenharia de Produção Entregar no Departamento de Estágio, os seguintes documentos: Página 1 de 13

2 Declaração da Empresa atestando que o aluno é funcionário ou cópia das páginas da Carteira Profissional que comprovem a empresa e o cargo Declaração das Atividades desenvolvidas no cargo fornecido pelo departamento de Recursos Humanos da Empresa Estes documentos darão origem ao Deferimento de Estágio, onde o aluno não precisa cumprir a carga horária, pois já atua na área da Engenharia de Produção. ii. Aluno que é empresário na área da Engenharia de Produção Entregar no Departamento de Estágio, cópia do Contrato social e cópia do Pró-labore. Este documento dará origem ao Deferimento de Estágio, onde o aluno não precisa cumprir a carga horária, pois já atua na área da Engenharia de Produção de sua própria empresa. iii. Aluno que irá realizar o estágio em uma empresa Neste caso o aluno deve procurar uma empresa onde possa cumprir seu Estágio Supervisionado com carga horária mínima de 160 horas. O estagiário deverá providenciar os seguintes documentos: A No início do estágio: Abertura da Ficha de Estágio na Coordenação de Estágio da Faculdade Carta da Empresa informando o início do estágio Declaração da atividades a serem desenvolvidas durante o estágio B - Durante o estágio: Relatório de acompanhamento das atividades C No final do Estágio: Termo de conclusão do estágio Página 2 de 13

3 Avaliação do estágio pela empresa Avaliação do estágio pelo estagiário 4. Avaliação O elemento básico para a avaliação é o Relatório de Estágio, como produto final do processo. Independente do método escolhido (funcionário, empresário ou estagiário) TODOS deverão apresentar o relatório de estágio. Adicionalmente, são observadas as atas de reunião com o supervisor de estágio, para avaliação intermediária do andamento do processo. Relatório de Estágio: o Relatório de Estágio é elaborado pelo aluno. Deve ser rubricado pelo Supervisor e entregue para avaliação. Deve ser apresentado de forma didática, possibilitando perfeito entendimento para quem proceder a sua leitura. O Relatório deve conter três partes: Apresentação, Atividades e Apreciação. i. A primeira parte deve incluir dados sobre a Empresa - razão social, localização, atividades, área construída, mercados, produtos e serviços, pessoal empregado (operários, técnicos, engenheiros etc.), tecnologia (própria e/ou importada), organização (organograma, balanço etc.) e outros dados considerados relevantes. ii. Na Segunda parte, o aluno deve relatar as atividades desenvolvidas no Estágio. Não deve restringir-se apenas a uma simples enumeração destas atividades, mas sim detalhá-las, apresentando pelo menos um trabalho desenvolvido, em todos os detalhes, onde demonstre a aplicação de conhecimentos adquiridos em alguma disciplina do curso de Engenharia de Produção. Recomenda-se anear fotos, tabelas, planilhas etc. iii. Na terceira parte deve constar uma apreciação sobre o Estágio, como realimentação para a faculdade, visando melhoria de ensino e possibilitando uma avaliação da Empresa para futuros estágios. O aluno deve emitir, nesta terceira parte do Relatório, sua opinião sobre: a assistência do Supervisor, conhecimentos adquiridos no curso em relação às eigências do Estágio ou que deveriam ter sido transmitidos ao aluno de outra forma, participação da Empresa (o que faltou ou o que pode ser melhorado) e o aproveitamento próprio no Estágio. Página 3 de 13

4 A avaliação é feita pelo Supervisor de Estágio e pelo Coordenador do Estágio (Professor responsável pela disciplina). As atribuições quanto a critérios de avaliação, em linhas gerais, são as apresentadas a seguir: Aspectos profissionais e humanos Estrutura e conteúdo do relatório Disciplina em relação aos procedimentos Critério de avaliação Supervisor Coordenador Capacidade crítica Conhecimento Planejamento e organização Disposição e interesse Assiduidade e pontualidade Disciplina Evolução do aluno Relacionado à atividade, domínio do conteúdo. Relacionado à adequação ao que é esperado de um relatório técnico (encadeamento de idéias, fundamentação, raciocínio, conclusão) Redação do relatório Cumprimento de prazos Assiduidade às reuniões Postura profissional, organização, planejamento Adequação do trabalho em relação ao curso de Engenharia de Produção Página 4 de 13

5 ANEXO 1 Modelo de declaração da Empresa Aluno atuando na área correlata ao Curso (Papel timbrado da empresa) À Faculdade de Paulínia FACP Coordenadoria do Curso de Engenharia de Produção Ref.: Estágio curricular Decreto Lei de 25/09/2008 Declaramos que o Sr.(a) nome do(a) aluno(a), RG nº, é funcionário da empresa desde / /, e ocupa o cargo de. Cidade, XX de XXXXXXXXXXX de 20. Supervisor Nome e Cargo e Carimbo Prof. Orientador aluno estagiário Departamento de Estágio Página 5 de 13

6 ANEXO 2 Modelo de declaração das Atividades desenvolvidas durante o estágio (Em papel timbrado da empresa) À Faculdade de Paulínia FACP Coordenadoria do Curso de Engenharia de Produção Ref.: Estágio curricular -Decreto Lei de 25/09/2008 Declaramos que o Sr.(a) nome do(a) aluno(a), RG nº realizou de / / a / /, com duração de horas, desenvolveu as seguintes atividades: Descrição das atividades em forma de tópicos. Cidade, XX de XXXXXXXXXX de 20. Supervisor Nome e Cargo e Carimbo Prof. Orientador aluno estagiário Departamento de Estágio Página 6 de 13

7 ANEXO 3 Relatório de Acompanhamento das Atividades A Coordenadoria de Estágios da FACP RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DAS ATIVIDADES Organização/Empresa: Nome do(a) Supervisor(a): Área: Período: / / a / / Total de Horas no Período: Estagiário(a): Departamento: Andar: Sala: AVALIAÇÃO (A ser preenchido pelo (a) supervisor (a) do estágio na empresa) ASPECTOS CONSIDERADOS Conhecimento demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas. Cumprimento das atividades programadas. Qualidade do trabalho dentro de um padrão de desempenho estabelecido Disposição para atender as solicitações Iniciativa na solução dos problemas Capacidade de sugerir, projetar ou eecutar inovações ou modificações na empresa. Assiduidade e pontualidade no cumprimento dos horários. Responsabilidade pelo zelo dos bens da empresa. Disciplina quanto às normas e regulamentos internos Facilidade de contatos e interação no ambiente de trabalho Desenvolvimento do Plano de Estágio. Assinatura do(a) Supervisor(a) PONTUAÇÃO Carimbo da Empresa Recebido em Professor Orientador Página 7 de 13

8 Nome do Aluno: Aneo 4 Avaliação do Estágio Supervisionado (Preenchido pelo aluno) Departamento: Andar: Sala: Nome da Empresa: Área de Atuação: Início do Estágio: / / Término do Estágio: / / Total de Meses: Total de Horas: QUESTÕES 1. Houve ambientação do aluno na empresa? Sim ( ) Não ( ) 2. Durante o estágio, desenvolveu entrevistas com a gerência? Sim ( ) Não ( ) 3. Efetuou visitas nas instalações da empresa? Sim ( ) Não ( ) 4. Participou de reuniões referentes aos produtos e serviços da Sim ( ) Não ( ) empresa 5. Desenvolveu tarefas específicas? Quais? Sim ( ) Não ( ) Resposta: 6. Encontrou dificuldades na sua eecução? Quais? Sim ( ) Não ( ) Resposta: 7. Contou com a assistência do(a) supervisor(a) nos trabalhos realizados? 8. O trabalho efetuado no estágio foi incorporado às rotinas operacionais da empresa? Comente? Comentário: Sim ( ) Não ( ) Sim ( ) Não ( ) 9. Comentários gerais sobre o estágio efetuado Sim ( ) Não ( ) Comentário: Assinatura do Aluno(a) Página 8 de 13

9 Aneo 5 Avaliação do Estágio Supervisionado pela Empresa (Preenchido pelo(a) supervisor(a) da empresa) Empresa: Ramo de Atividade: Área onde realizou o estágio: Nome do supervisor: Nome do estagiário: Período de realização do estágio: de / / a / / Total de horas: Jornada: h Favor preencher as seguintes questões Atividades desenvolvidas pelo estagiário ATIVIDADES DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Atividade 1 Descrição da atividade 1 Atividade 2 Descrição da atividade O nível de preparo profissional do estagiário foi: Observações: Ótimo ( ) Bom ( ) Regular ( ) Ruim ( ) Com referência ao nível de integração entre o estagiário e a empresa, assinalar: O relacionamento do estagiário com o supervisor foi: Ótimo ( ) Bom ( ) Regular ( ) Ruim ( ) O relacionamento do estagiário com os colegas foi: Observações: Ótimo ( ) Bom ( ) Regular ( ) Ruim ( ) Página 9 de 13

10 Com relação ao aproveitamento do estágio pelo estagiário, assinalar: Aprendizagem obtida Ótima ( ) Boa ( ) Regular ( ) Ruim ( ) Interesse demonstrado Ótima ( ) Boa ( ) Regular ( ) Ruim ( ) Autonomia Ótima ( ) Boa ( ) Regular ( ) Ruim ( ) Criatividade Ótima ( ) Boa ( ) Regular ( ) Ruim ( ) Envolvimento Ótima ( ) Boa ( ) Regular ( ) Ruim ( ) No que se refere à utilidade do estágio, favor assinalar: A utilidade do estágio para a empresa foi: Muito significativa ( ) Parcial ( ) Pouco epressiva ( ) A utilidade do estágio para o estagiário foi: Muito significativa ( ) Parcial ( ) Pouco epressiva ( ) Observações: Data: / / Carimbo da Empresa Assinatura do Supervisor Página 10 de 13

11 Aneo 6 Ficha de Estágio (Preenchida em duas vias e não deve ser encadernada) FICHA DE ESTÁGIO Nome do Aluno: Curso: Bacharel em Engenharia de Produção. Nome da empresa: Área onde realizou o estágio: Natureza do Estágio ( ) Com vínculo empregatício; ( ) Sem vínculo empregatício. Estágio com início em / / Término: / / Total de Horas: Supervisor(a) do Estágio na Empresa Nome: Assinatura Cargo: Professor Orientador: Coordenador do Estágio na Faculdade: Relatório entregue em: Recebido por: / / 1 a via: Instituição 2 a via: protocolo de entrega do aluno (a) Página 11 de 13

12 Ilmo. Sr. Professor Aneo 7 Carta da Empresa Informando o Início do Estágio (Papel timbrado da empresa) Coordenador de Estágio do Curso de Bacharel em Engenharia de Produção da FACP. Ref.: Início do Estágio do(a) Aluno(a) Nome do(a) Aluno(a) Orientado pelo Professor: Cumprindo determinação do Regulamento de Estágio da FACP, vimos informar a V.Sa., pela presente, o início do estágio do(a) aluno(a) acima referido(a). Nome do Supervisor: Cargo Ocupado: Telefone Comercial: Área onde se realizará o estágio: Início: / / Término: / / N o horas programadas: Natureza do Estágio: ( ) Com vínculo empregatício ( ) Sem vínculo empregatício Objetivos gerais: h Localidade e Data: de de Carimbo da Empresa e Assinatura do(a) Supervisor(a) Página 12 de 13

13 Paulínia,... de... de... Aneo 8 Termo de Conclusão de Estágio (Papel timbrado da empresa) Prezados Senhores, Declaramos para todos os fins e efeitos legais, sob nossa inteira responsabilidade, especialmente para servir de documento nessa Faculdade, que o estagiário... completou nesta Empresa o estágio supervisionado iniciado em... de... de... com termo final em... de... de... totalizando... horas de efetivo trabalho. O estágio se realizou na área de... versando sobre as seguintes atividades:... Sendo o que nos cumpria declarar, por ser a epressão da verdade, subscrevemo-nos atenciosamente. Supervisor do Estágio ou Responsável na Empresa CARIMBO (CGC) DA EMPRESA De acordo: Coordenador de Estágio da Engenharia de Produção Página 13 de 13

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENGENHARIA ELÉTRICA

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENGENHARIA ELÉTRICA ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA PIO DÉCIMO S/C LTDA FACULDADE PIO DÉCIMO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ARACAJU SERGIPE ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENGENHARIA ELÉTRICA FEVEREIRO DE 2012 Prof. José Valter Alves

Leia mais

Informações para professores, alunos e supervisores

Informações para professores, alunos e supervisores Informações para professores, alunos e supervisores 01. OBJETIVO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO O Estágio Supervisionado tem por objetivo a complementação do ensino ministrado na Universidade, constituindo-se

Leia mais

FACULDADE DE SOROCABA

FACULDADE DE SOROCABA Ilmo. (a) Sr. (a) (Responsável pela empresa) Assunto: Encaminhamento para estágio e sua opção A direção desta Instituição de Ensino solicita autorização de sua parte para que o (a) aluno (a):, RA:, Semestre:

Leia mais

ENG09046 Terça-feira, das 16h30 às 18h10 Agosto de 2012

ENG09046 Terça-feira, das 16h30 às 18h10 Agosto de 2012 ENG09046 Terça-feira, das 16h30 às 18h10 Agosto de 2012 Objetivo geral da disciplina Preparar o aluno à prática profissional. A disciplina deve ser cursada paralelamente ao estágio supervisionado. Plano

Leia mais

Etec de São José do Rio Pardo PLANO DE ESTÁGIO. (documento a ser preenchido de forma conjunta pela concedente de estágio e pela escola)

Etec de São José do Rio Pardo PLANO DE ESTÁGIO. (documento a ser preenchido de forma conjunta pela concedente de estágio e pela escola) PLANO DE ESTÁGIO (documento a ser preenchido de forma conjunta pela concedente de estágio e pela escola) Nome do aluno: Habilitação: Módulo: Ano: ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO Av. Brasil,

Leia mais

TELEFONE: MATRÍCULA: DATA DE NASCIMENTO: ESTADO CIVIL:

TELEFONE:   MATRÍCULA: DATA DE NASCIMENTO: ESTADO CIVIL: FICHA CADASTRAL DO ESTÁGIO Dados do aluno: NOME: ENDEREÇO: BAIRRO: CEP: CIDADE: TELEFONE: E-MAIL: MATRÍCULA: DATA DE NASCIMENTO: RG: ESTADO CIVIL: Dados da organização: ORGANIZAÇÃO: ENDEREÇO: BAIRRO: CEP:

Leia mais

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos Lavras 2014 INTRODUÇÃO Art. 1º. O Estágio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DIRETRIZES PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS PORTO ALEGRE 2009 2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS O Estágio Curricular Supervisionado é um procedimento

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Este documento tem por objetivo orientar a estruturação e formatação do relatório de estágio. O texto está dividido em duas partes: 1) Normas de formatação,

Leia mais

1. Normas para Estágio Supervisionado Obrigatório do Curso de Engenharia de Alimentos diurno

1. Normas para Estágio Supervisionado Obrigatório do Curso de Engenharia de Alimentos diurno 1. Normas para Estágio Supervisionado Obrigatório do Curso de Engenharia de Alimentos diurno Apresentação: o O estágio constitui a oportunidade de complementar a formação profissional do estudante, colocando-o

Leia mais

15. ESTÁGIOS CURRICULARES DO BACHARELADO EM TEOLOGIA

15. ESTÁGIOS CURRICULARES DO BACHARELADO EM TEOLOGIA 15. ESTÁGIOS CURRICULARES DO BACHARELADO EM TEOLOGIA O Estágio Supervisionado profissionalizante é uma atividade do Curso Regular de Bacharel em Teologia, visando ir além do aspecto meramente teórico.

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES:

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: As matrizes destes documentos estão disponíveis no site FAINAM / Central do Aluno / Estágio

Leia mais

RESOLUÇÃO 01/ TGP

RESOLUÇÃO 01/ TGP UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA - SEPT COORDENAÇÃO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO - CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO

Leia mais

ESTÁGIOS E RELATÓRIOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

ESTÁGIOS E RELATÓRIOS DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTÁGIOS E RELATÓRIOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE Documentos e Tutorial Esse documento foi feito para fornecer orientação básica ao aluno do Curso Técnico em Meio Ambiente na realização

Leia mais

MANUAL DO PROJETO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO AMERICANA

MANUAL DO PROJETO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO AMERICANA FACULDADE DE AMERICANA 1 Mantida pela Associação Educacional Americanense Credenciamento Portaria MEC N 766/99 DOU 18/05/99 MANUAL DO PROJETO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO AMERICANA Fevereiro 2017 2 FICHA

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO Atualizado em janeiro de 2015 UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO Organização Vera Lucia Lima do Espírito Santo Colaboração Coordenadores de Cursos de Graduação 1 Sumário Lista de Anexos... 3 Apresentação... Fundamentação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Ilustríssimo(a) Sr(a) Prof(a) Dr(a) Diretor(a) do Instituto de Geociências e Ciências Exatas UNESP/IGCE Campus de Rio Claro (SP) (nome), RG nº, residente à Rua/Av., nº, Bairro, na cidade de, vem requerer

Leia mais

NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Colegiado de Engenharia de Produção NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

Leia mais

CRITÉRIOS PARA O DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

CRITÉRIOS PARA O DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO 1 CRITÉRIOS PARA O DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Trata-se de uma atividade supervisionada na área de Administração, com elaboração individual de

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ATO DE APROVAÇÃO: Resolução do Reitor

Leia mais

ETEC RAPOSO TAVARES/SP

ETEC RAPOSO TAVARES/SP ETEC RAPOSO TAVARES/SP RUA CACHOEIRA DO PORAQUE, 326 CONJ. RAPOSO TAVARES 05574-450 SÃO PAULO/SP TELS: (11) 3782-5782/(11) 3782-5529 Curso Técnico em Ano de Conclusão: 1 Sumário Ficha de início de estágio------------------------------------------------------------------------3

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORIENTAÇÕES GERAIS

ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORIENTAÇÕES GERAIS ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORIENTAÇÕES GERAIS Conforme Regulamento da Instituição Estagiário: aluno regularmente matriculado que frequenta efetivamente cursos vinculados à estrutura

Leia mais

Planilha de Conceito

Planilha de Conceito Planilha de Conceito Nome do Estagiário QUADRO DA PONTUAÇÃO OBTIDA Matrícula (cartão UFRGS) TABELA DE CONCEITOS Pontos do Grupo I (Multiplicado por 2) Pontos do Grupo II (Multiplicado por 2) de 51 a 179

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regulamento estabelece as normas para o cumprimento da carga horária mínima em Estágio

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÁGIO - PE

PROGRAMA DE ESTÁGIO - PE PROGRAMA DE ESTÁGIO - PE PERÍODO PROPOSTO: Nº DA ETAPA: Supervisor de estágio do curso: OBJETIVOS DA ETAPA: RESUMO DAS ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS NO PERÍODO PROPOSTO CRONOGRAMA Item 1 2 3 4 5 6 7

Leia mais

ANEXO III - Estágio Obrigatório

ANEXO III - Estágio Obrigatório ANEXO III - Estágio Obrigatório O Estágio Supervisionado inicia- se, de acordo com a legislação vigente, na segunda metade do curso e tem como objetivo possibilitar ao acadêmico de Engenharia de Energias

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA REQUERIMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU / CERTIFICADO CONCLUSÃO DE CURSO

PROCEDIMENTOS PARA REQUERIMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU / CERTIFICADO CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS Departamento de Ensino à Distância Educação Profissional Técnica de Nível Médio PROCEDIMENTOS PARA REQUERIMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU / CERTIFICADO CONCLUSÃO

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO Maceió/2016 1º PASSO: PREENCHIMENTO DO CADASTRO DO ALUNO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS CADASTRO DO ALUNO Curso: Período que Cursa: Matrícula: Nome Completo:

Leia mais

Data: / / Instituição:Início da viagem técnica H Término da viagem técnica: H Responsável (eis) pela recepção na instituição (nome(s) e cargo(s))

Data: / / Instituição:Início da viagem técnica H Término da viagem técnica: H Responsável (eis) pela recepção na instituição (nome(s) e cargo(s)) RELATÓRIO DE VIAGEM TÉCNICA Este relatório deverá ser entregue ao coordenador (a) de estágio até 10 dias após a Visita Técnica. Nome do estagiário (a): Turma: Identificação do(s) professor(es) Nome(s):

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005.

RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE UBERABA-MG CONSELHO DIRETOR RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005. Aprova o Regulamento de Estágio dos Cursos do Centro Federal de

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO MANUAL DO ESTAGIÁRIO JULHO 2015 abatista@fatecbt.edu.br 03 a 14/08/2015 Matrícula de Estágio Supervisionado para os alunos que não constam no SIGA. 03 a 14/08/2015 Confirmação da

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Departamento de Letras Curso de Secretariado Executivo Trilíngue Estágio Curricular Supervisionado MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

Leia mais

PLANO PARA DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

PLANO PARA DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE CNEC DE VILA VELHA - FACEVV VERSÃO 04 - ATUALIZADA EM: 01/04/2011 - COORDENADOR DE ESTÁGIOS DA FACEVV PLANO PARA DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO O Estágio Curricular Supervisionado é componente curricular obrigatório dos cursos Superiores da FAC FUNAM, realizado em módulos determinados em seus

Leia mais

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório 1. ASPECTOS LEGAIS O Estágio Supervisionado tem caráter curricular obrigatório e é uma exigência

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR Câmpus Londrina Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR Câmpus Londrina Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR Câmpus Londrina Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção NORMAS E PROCEDIMENTOS COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA

Leia mais

Art. 8º - A duração do Estágio Supervisionado Obrigatório será estipulado no projeto pedagógico de cada curso.

Art. 8º - A duração do Estágio Supervisionado Obrigatório será estipulado no projeto pedagógico de cada curso. REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO IFPR- CÂMPUS CURITIBA CAPITULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º - O Estágio Supervisionado Obrigatório, previsto na Lei

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO Nº 04/2011 Dispõe sobre as normas para Estágio Curricular Supervisionado e Extracurricular do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, da Universidade Federal de Alagoas/Campus Arapiraca.

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010 REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010 Estágio Obrigatório o Para validação apresentar: Relatório de Estágio Documentos comprobatórios: Declaração de

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Introdução

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Introdução REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Introdução O presente regulamento constitui um documento interno do curso de Ciências Contábeis e tem por objetivo reger as atividades relativas ao Estágio Supervisionado.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS CAMPUS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS CAMPUS PLANO DE ESTÁGIO Estagiário: Empresa: Supervisor do estágio: Cargo do Supervisor: Período previsto para realização do estágio: Início / /, Término / /. Atividades Previstas Data Técnicas e instrumentos

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO Art. 1º - Este regulamento tem por finalidade, fixar

Leia mais

1.1.1 O que é o Estágio?

1.1.1 O que é o Estágio? 1.1 Estágio Curricular supervisionado Todo o Projeto de estágio e suas considerações foram elaborados pela Professora Fabiana Chinaglia. Abaixo segue o projeto, os anexos podem ser vistos no caderno de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAL ANEXO IV

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAL ANEXO IV SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAL ANEXO IV FORMULÁRIO DE ACOMPANHAMENTO SEMESTRAL DO SERVIDOR DOCENTE EM ESTÁGIO PROBATÓRIO Esta ficha

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O Curso de Educação Física - Licenciatura - objetiva a formação pedagógica, ao contemplar uma visão geral da educação e dos processos formativos dos educandos. Adequar-se-á

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES E NÃO CURRICULARES DOS CURSOS DIURNO E NOTURNO DE ODONTOLOGIA. CAPÍTULO I Da caracterização

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES E NÃO CURRICULARES DOS CURSOS DIURNO E NOTURNO DE ODONTOLOGIA. CAPÍTULO I Da caracterização REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES E NÃO CURRICULARES DOS CURSOS DIURNO E NOTURNO DE ODONTOLOGIA. CAPÍTULO I Da caracterização Art. 1º Estágio curricular obrigatório é aquele definido como tal no projeto

Leia mais

FACULDADE EUROPEIA DE ADMINISTRAÇÃO E MARKETING CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO. Aluno (a)

FACULDADE EUROPEIA DE ADMINISTRAÇÃO E MARKETING CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO. Aluno (a) FACULDADE EUROPEIA DE ADMINISTRAÇÃO E MARKETING CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Aluno (a) RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO NOME DA EMPRESA Jaboatão dos Guararapes Ano FACULDADE EUROPEIA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE FLORESTAS AA031 - ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA FLORESTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE FLORESTAS AA031 - ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA FLORESTAL GUIA RESUMIDO DE PROCEDIMENTOS A) PARA MATRICULAR NA DISCIPLINA AA031 E REALIZAR O ESTÁGIO DURANTE O PERÍODO LETIVO: 1 ) O aluno interessado no estágio obrigatório deverá providenciar os seguintes documentos,

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fundação Educacional do Município de Assis Instituto Municipal de Ensino Superior de Assis Campus José Santilli Sobrinho REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Assis SP

Leia mais

FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE AIMORÉS SUMÁRIO

FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE AIMORÉS SUMÁRIO REGULAMENTO DO PROJETO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO AIMORÉS/MG SUMÁRIO REGULAMENTO DO PROJETO EMPRESARIAL... 1 Objetivos... 4 Objetivos Específicos... 4 Duração do Projeto Empresarial... 5 Disciplina

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de 2014 CURSO DE BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO Cacoal - RO 2016 2 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente Regulamento de Estágios visa disciplinar os estágios do curso de Engenharia da Computação,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO 70 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO Em de de 20. Dados do Aluno (Pode ser preenchido

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular CAPITULO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR E SUAS FINALIDADES Art. 1º Este regulamento tem por finalidade orientar a operacionalização do Estágio Curricular

Leia mais

PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014

PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014 PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014 A Diretora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas do Câmpus de Araraquara, da UNESP, no uso de suas atribuições e considerando: O Projeto Político Pedagógico que definiu a Estrutura

Leia mais

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC Local de atendimento: Divisão Acadêmica do CMCC Bloco A 5º andar - torre 2 Sala R503-2 Falar com Christian 4996-0094 secretariacmcc@ufabc.edu.br Leia a Resolução

Leia mais

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES CAMPO LIMPO PAULISTA 2014 Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica - Telecomunicações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS RESOLUÇÃO CCEAL Nº 01/2010 Regulamenta o Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia

Leia mais

CADASTRO DO ESTAGIÁRIO. DADOS PESSOAIS Nome: Ano de Ingresso: Nº da matrícula: Módulo: Turma:

CADASTRO DO ESTAGIÁRIO. DADOS PESSOAIS Nome: Ano de Ingresso: Nº da matrícula: Módulo: Turma: CADASTRO DO ESTAGIÁRIO DADOS PESSOAIS Nome: Ano de Ingresso: Nº da matrícula: Módulo: Turma: Bairro: Cidade: UF: CEP: Telefone: Celular E-mail: DADOS DA EMPRESA Nome/Razão Social: CNPJ: Ramo de Negócios:

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 34/2017

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 34/2017 RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 34/2017 A Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE da Universidade Estadual de Santa Cruz UESC, no uso de suas atribuições, considerando o deliberado

Leia mais

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIO DO BCC Local de Atendimento: Secretaria do CMCC Bloco B 8º andar Sala R803 Falar com Thereza 4996-0094 thereza.silva@ufabc.edu.br secretariacmcc@ufabc.edu.br Leia a Resolução

Leia mais

FICHAS DE AVALIAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA QUÍMICA

FICHAS DE AVALIAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA QUÍMICA FICHAS DE AVALIAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA FICHA N 1 INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DO ESTÁGIO PARA O ORIENTADOR I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO Regulamenta a realização de estágio no âmbito do curso de Bacharelado em Ciências da Computação do Instituto

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DO IF BAIANO - CAMPUS URUÇUCA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DO IF BAIANO - CAMPUS URUÇUCA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS URUÇUCA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS Ilha Solteira SP 2015 APRESENTAÇÃO O presente manual foi elaborado pela Comissão de Estágios do Curso de Engenharia Elétrica (CECEE) e aprovado

Leia mais

Regulamento de Estágio ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL

Regulamento de Estágio ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL Regulamento de Estágio ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL Coronel Fabriciano/ 2008 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVOS... 1 3. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL... 2 4. ATRIBUIÇÕES... 2 5. LOCAIS DE ESTÁGIO E

Leia mais

CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO EXTRA-CURRICULAR CAPÍTULO II DA CARACTERIZAÇÃO E COMPETÊNCIAS DO SETOR DE ESTÁGIOS

CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO EXTRA-CURRICULAR CAPÍTULO II DA CARACTERIZAÇÃO E COMPETÊNCIAS DO SETOR DE ESTÁGIOS C a m p u s d e Ilh a S o lt e ir a 1 Regulamento de Estágio Extra-Curricular do Curso de Zootecnia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP - Câmpus de Ilha Solteira. CAPÍTULO I

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DIRETRIZES PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS PORTO ALEGRE 2011 2 ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS O Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO 1. Baixar para o seu computador pessoal ou pen drive o Regulamento de Estágios. 2. Ler todas as especificações e exigências. 3. Após a leitura

Leia mais

Orientações para a realização dos estágios de observação de aulas

Orientações para a realização dos estágios de observação de aulas "Campus de São José do Rio Preto Departamento: Educação Curso: Licenciatura em Letras (diurno e noturno) Disciplina: Estágios Curriculares Supervisionados I: Língua Estrangeira obrigatória /anual Carga

Leia mais

RELATÓRIO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

RELATÓRIO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO NOME DO ALUNO(A): REGISTRO ACADÊMICO: ORIENTADOR DO UNIBRASIL: SEMESTRE LETIVO: EMPRESA: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: TOTAL DE DIAS DE ESTÁGIO: TOTAL DE HORAS: NOME DO(A) RESPONSÁVEL NA EMPRESA: FUNÇÃO: Data

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO FACULDADE MARIO SCHENBERG CURSOS DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

MANUAL DE ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO FACULDADE MARIO SCHENBERG CURSOS DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO FACULDADE MARIO SCHENBERG CURSOS DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1º - Este instrumento legal

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO SÃO PAULO. Relatório de Estágio Supervisionado

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO SÃO PAULO. Relatório de Estágio Supervisionado FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO SÃO PAULO Relatório de Estágio Supervisionado 2011 1. O Estágio segundo a LEI 11.788/08 RELATÓRIO DE ESTÁGIO Segundo a Lei 11.788/08 em seu artigo 1º, a definição de estágio

Leia mais

DADOS DO ESTAGIÁRIO. 8 Ramo de Atividade: 9.Endereço comercial: nº Fone: ( ) Responsável pela supervisão do estágio na empresa: Cargo:

DADOS DO ESTAGIÁRIO. 8 Ramo de Atividade: 9.Endereço comercial: nº Fone: ( ) Responsável pela supervisão do estágio na empresa: Cargo: 1 DADOS DO ESTAGIÁRIO 1. Nome do estagiário: 2. Data de Nascimento: / / Local: Estado: Sexo: ( ) masculino ( ) feminino 3. Filiação: Pai Mãe 4. Endereço Residencial: Nº: Apto e/ou compl : Bairro: Cidade:

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA ESCOLA DE GOVERNO DO PARANÁ CENTRAL DE ESTÁGIO

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA ESCOLA DE GOVERNO DO PARANÁ CENTRAL DE ESTÁGIO A Lei Federal Nº 11.788/2008 em seu Art. 2 1º, determina que Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma. Para

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO PARA ESTAGIOS SUPERVISIONADOS OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES ARTIGO 1º - Considera-se Estágio Curricular, o conjunto de atividades de aprendizagem social, profissional

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE PROMOVE DE SETE LAGOAS ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE PROMOVE DE SETE LAGOAS ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE PROMOVE DE SETE LAGOAS ENGENHARIA CIVIL 2013/2014 REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO O presente regulamento normatiza o Estágio

Leia mais

Universidade de Rio Verde Faculdade de Direito Núcleo de Prática Jurídica NPJ A N E X O I

Universidade de Rio Verde Faculdade de Direito Núcleo de Prática Jurídica NPJ A N E X O I A N E X O I ESTAGIÁRIOS CONVENIADOS EXCETO PARA OS CONVENIADOS EM ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA E DEPARTAMENTO JURÍDICO DE EMPRESAS Avenida Tocantins, quadra 07, sem número, Setor Universitário, Rio Verde GO.

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA - UNIFOR

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA - UNIFOR FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA - UNIFOR REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONONIA (Ato de Aprovação: Resolução do Reitor nº 17/2012

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO DE PORTO ALEGRE

FACULDADE DOM BOSCO DE PORTO ALEGRE FACULDADE DOM BOSCO DE PORTO ALEGRE CURSO DE ADMINISTRAÇAO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇAO (ESA) CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - O Estágio Supervisionado do Curso

Leia mais

I N E D I Instituto Nacional de Ensino a Distância FICHA DE ESTÁGIO

I N E D I Instituto Nacional de Ensino a Distância FICHA DE ESTÁGIO ATENÇÃO: Não esqueça de averiguar a regularidade do responsável pelo estágio no CRECI, só assim poderemos receber esse documento. FICHA DE ESTÁGIO ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

Minuta de Normas de Estágio DCOS

Minuta de Normas de Estágio DCOS Minuta de Normas de Estágio DCOS O Colegiado do Curso de Comunicação Social, no uso de suas atribuições, Considerando a vigência da Lei11.788, de 25/09/2008, que dispõe sobre o estágio de estudantes; Considerando

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL SUPERVISIONADO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL SUPERVISIONADO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL SUPERVISIONADO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL I - Introdução O Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, aprovado através da Resolução nº

Leia mais

Formatação Geral do Texto

Formatação Geral do Texto Desenvolver um Relatório de Estágio pode gerar muitas dúvidas, principalmente se a sua faculdade não disponibiliza um modelo para que sejam preenchidas as informações necessárias... Mas, calma! Nós iremos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA RESOLUÇÃO CSTGP Nº 02/2015 Regulamenta o Estágio Supervisionado obrigatório do Curso

Leia mais

Regulamento de Estágio. Apresentação

Regulamento de Estágio. Apresentação Apresentação Caro aluno, o período de estágio é o seu primeiro contato com a vida profissional. Você encontrará na indústria condições às vezes bem diferentes do que a escola lhe oferece. O ambiente lhe

Leia mais

Relatório de Pendências

Relatório de Pendências Instituto Monitor Relatório impresso em: 16/07/2015 Hora: 16:45 Relatório de Pendências O preenchimento do seu Relatório de Estágio foi realizado com sucesso. Antes de enviar ou entregar o Relatório para

Leia mais

Regulamento do Estágio Curricular

Regulamento do Estágio Curricular Regulamento do Estágio Curricular Revisado e Aprovado no CONASU em 23/07/2015 2015 2 Sumário CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS DO ESTÁGIO CURRICULAR 03 CAPÍTULO II - DAS CONDIÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO

Leia mais

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE LETRAS MANUAL DE ESTÁGIO

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE LETRAS MANUAL DE ESTÁGIO FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE LETRAS MANUAL DE ESTÁGIO 1. APRESENTAÇÃO Este manual traz as orientações necessárias ao cumprimento das atividades de Estágio Curricular Supervisionado de

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE EDUCADOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE EDUCADOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO 1 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE EDUCADOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO A Fundação Educacional São Carlos, por determinação da Sra. Diretora Presidente Vera Lúcia Ciarlo Raymundo,

Leia mais

O objetivo do estágio curricular é de possibilitar ao aluno:

O objetivo do estágio curricular é de possibilitar ao aluno: FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Versão 2016.1 PLANO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura em Pedagogia

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO NA UFERSA PARA ESTUDANTES DA UFERSA

ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO NA UFERSA PARA ESTUDANTES DA UFERSA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO UFERSA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS PROGEPE DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL DDP SEÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO E EXTRACURRICULAR DO UNIFEB

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO E EXTRACURRICULAR DO UNIFEB MANUAL PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO E EXTRACURRICULAR DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS UNIFEB -- Barretos- - REGULAMENTO DO ESTÁGIO

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO. Faculdade de Tecnologia SENAI Anchieta

REGULAMENTO DE ESTÁGIO. Faculdade de Tecnologia SENAI Anchieta REGULAMENTO DE ESTÁGIO Faculdade de Tecnologia SENAI Anchieta Sumário Página 01 Do perfil de conclusão do curso 03 02 Do estágio supervisionado 03 03 Da matrícula no estágio 03 04 Da documentação para

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO

CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO CAPÍTULO I - DA DEFINIÇÃO DO ESTÁGIO Artigo 01 - O Estágio Supervisionado constitui disciplina obrigatória do Currículo dos Cursos de Licenciatura.

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENGENHARIA CIVIL

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENGENHARIA CIVIL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENGENHARIA CIVIL 2017 MANTENEDORA Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão LTDA MANTIDA Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão Facema DIRETORIA Aryzaltina

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 010/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 010/07 CONSUNI APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LETRAS HABILITAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA MODALIDADE EaD. A Presidente do Conselho Universitário

Leia mais

EDITAL N. 03/2014 - CE, de 04 de setembro de 2014. Processo Seletivo para Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil

EDITAL N. 03/2014 - CE, de 04 de setembro de 2014. Processo Seletivo para Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO EDITAL N. 03/2014

Leia mais