Características distintivas do subfilo. Extremidades pares diversamente modificadas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Características distintivas do subfilo. Extremidades pares diversamente modificadas"

Transcrição

1 Nenhum grupo de plantas ou de animais no planeta apresenta a amplitude de diversidade morfológica observada entre os Crustacea Atuais (Martin and Davis, 2001) Crustacea

2 GENERALIDADES Cutícula dura crusta do latim; Primitiva e predominantemente marinhos; Único Arthropoda primariamente aquático; espécies conhecidas; 84% vivem no mar; 13% na água doce 3% terrestres; populações extremamente numerosas; Elo trófico entre os consumidores primários e os superiores; Maioria predadores - filtradores plantônicos (cerdas finas nos apêndices); herbívoros; endo ou ectoparasitas.

3 Subfilo Crustacea Marinhos (a maioria) Água doce (muitos) Terrestres (poucos) Características distintivas do subfilo Extremidades pares diversamente modificadas Apêndices cefálicos Apêndices torácicos Apêndices abdominais 2 pares antenas Maxilípedes Respiração Mandíbulas e maxilas Quelas Reprodução Patas locomotoras

4 Classificação Segundo Ruppert e Barnes, 1996 Subfilo Crustacea (número de espécies) Classe Remipedia (2) Classe Cephalocarida (9) Classe Branchiopoda (821) Classe Ostracoda (5650) Classe Copepoda (8405) Classe Mystacocarida (9) Classe Tantulocarida (4) Classe Branchiura (150) Classe Cirripedia (900) Classe Malacostraca (22651) + conhecidos

5 Subfilo Crustacea Grande variedade morfológica: Há crustáceos sésseis, como as cracas, que vivem fixas a um substrato. Outros, como o paguro, apresentam a porção posterior do corpo desprovida de exoesqueleto, e ocupam a concha deixada por moluscos mortos.

6 Subfilo Crustacea Grande variedade morfológica: Os representantes mais conhecidos são os camarões, os siris, os caranguejos e as lagostas. Habitam ecossistemas marinhos e de água doce, havendo mesmo representantes de ambiente terrestre úmido (o tatuzinho-de-jardim).

7 Subfilo Crustacea Grande variedade morfológica: Nos ambientes aquáticos: Microcrustáceos: copépodes, anfípodas e o krill, tem papel fundamental nas teias alimentares. Formam o chamado zooplâncton, e são consumidores primários. Alimentam-se do fitoplâncton constituído por algas unicelulares, e servem de alimento para outros animais.

8 Tamanhos: menos de 1mm de comprimento. até 3m de abertura de pernas (Macrocheira kaempferi) United Kingdom Institute for Conservation of Historic and Artistic Works

9 Subfilo Crustacea Marinhos (a maioria) Água doce (muitos) Terrestres (poucos) Características distintivas do subfilo Extremidades pares diversamente modificadas Apêndices cefálicos Apêndices torácicos Apêndices abdominais 2 pares antenas Maxilípedes Respiração Mandíbulas e maxilas Quelas Reprodução Patas locomotoras

10 Subfilo Crustacea CARACTERÍSTICAS GERAIS 2 pares de antenas 1 par de mandíbulas 2 pares de maxilas Corpo dividido em dois segmentos (cefalotórax e abdome) Placa torácica recobrindo todo o corpo ou parte dele comum.

11 Principal característica: 2 pares de antenas

12 Apêndice birrame (região do tronco) Projeções articuladas da parede do corpo Epipodito Exopodito Coxa Base Isquio Mero Protopodito artículos basais Endopodito ou Telopodito artículos distais Dáctilo Carpo Própodo

13 FORMA LARVAL BÁSICA: Náuplius olho naupliano 1ª antena 2ª antena mandíbula Modificada de: Bliss, D. E. Shrimps, Lobsters and Crabs, Their Fascinating Life Story. Columbia University Press. 242p., 1990

14 Crustáceo Bauplan Cabeça Tronco Tórax Abdome Alguns segmentos torácicos anteriores fundem-se á cabeça para formar um novo tagma (= CEFALOTÓRAX) uma dobra da parede do corpo estende em direção posterior a partir da último segmento cefálico (= CARAPAÇA)

15

16 - MORFOLOGIA corpo recoberto carapaça calcária placas articulares tergitos pleuritos esternitos

17 - MORFOLOGIA corpo recoberto placas articulares Cephalocarida

18 Cabeça = 5 segmentos com apêndices: Todas as Classes - 2 pares de antenas - 1 par de mandíbulas - 2 pares de maxilas 2ª. antena 1ª. antena 1ª.. maxila 2ª. maxila - olhos compostos laterais (pedunculados) ou ocelos

19 olho pedunculado endopodito exopodito 1º par de antenas endopodito flagelo escafocerito 2º par de antenas

20 Tórax = pereion Maxilípedes (fusionados com a cabeça) 2º. maxilípede 3º. maxilípede 1º. maxilípede

21 Crustacea Tórax: Pereiópodos 1º 2º 3º 5mm

22 Abdome = pleon Pleópodos

23 Protopodito Urópodo Endopodito Exopodito Ânus Vista ventral da cauda (Urópodo) de um crustáceo Télson

24 MORFOLOGIA INTERNA Trato Digestivo Esôfago e Estômago Hepatopâncreas Modificação Dos cecos Intestinais Intestino

25 Hepatopâncreas Dutos secretórios nos intestinos anterior e médio: Enzimas digestivas; Contém células de armazenamento de glicogênio, gordura e cálcio.

26

27 Esôfago e Estômago: tubular Triturador (Intestino Anterior) Ação do líquido digestivo ocorre no Estômago triturador e no Intestino Médio ABSORÇÃO: Intestino Médio e nos Dutos do Hepatopâncreas

28 Tórax = pereion Corte transversal Coração Gônadas Seio Pericárdio Carapaça e Câmara branquial Tubo digestivo Artéria external Brânquias Hepatopâncreas Cordão nervoso

29 Excreção e Osmorregulação Nefrídios :Glândulas antenais ou maxilares; Maioria dos Crustáceos Gls. Antenais: regulação de íons e outros produtos metabólicos; Brânquias: excreção de amônia e equilíbrio salino

30 Sistema Nervoso (SN) e Orgãos Sensoriais SN: similar a todos os artrópodos: Protocérebro + deuterocérebro + tritocérebro (SNC), 1 par de cordões nervosos ventral e longitudinal; Olhos: Medianos (olho naupliar: 3 ou 4 ocelos): Direção de uma fonte luminosa, Compostos: pedúnculo = móveis ou sésseis, Diferenciação de cores, Distinção de tamanho; Estatocistos 1 par (base das antênulas ou urópodos), Equilíbrio (orientação em um campo gravitacional); Estetos (cerdas sensoriais): geralmente nas antenas. (quimiorreceptoras)

31 Reprodução Sexuada São dióicos Fecundação externa, na maioria das espécies Desenvolvimento indireto. Os ovos costumam ser incubados junto da face ventral do abdome das fêmeas e, ao eclodirem, liberam uma larva chamada náuplio

32 Organização Estrutural Reprodução larva náuplio: Nadante e de vida livre. Apresenta um olho naupliano mediano e apenas 3 pares de apêndices. Eventualmente, em uma mesma espécie há passagem por até cinco estágios larvais diferentes.

33 Nauplius olho naupliano 1ª antena 2ª antena (antenula) mandíbula Modificada de: Bliss, D. E. Shrimps, Lobsters and Crabs, Their Fascinating Life Story. Columbia University Press. 242p., 1990

34 Estágios Larvais Náuplio Ovos Protozoé Zoé

Crustacea (L. crusta = concha)

Crustacea (L. crusta = concha) Subfilo Crustacea Crustacea (L. crusta = concha) - Caranguejos, siris, camarões, lagostas, krill; - Marinho água doce e terrestre; - Mais abundantes, diversificados e maior distribuição oceanos; - Todas

Leia mais

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa Móds. 15 e 16 Setor 1403 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

Filo Arthropoda Subfilo Crustacea

Filo Arthropoda Subfilo Crustacea Filo Arthropoda Subfilo Crustacea Etimologia: Latim: crusta = pele grossa ou crosta Importância: Ecológica: ocupam vários níveis tróficos - elos Algumas espécies são utilizadas em estudos ecotoxicológicos

Leia mais

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características O que são artrópodes? Para que servem? Onde podem ser encontrados?

Leia mais

Filo Arthropoda Subfilo Crustacea

Filo Arthropoda Subfilo Crustacea Filo Arthropoda Subfilo Crustacea Etimologia: Latim: crusta pele grossa ou crosta Importância: Ecológica: ocupam vários níveis tróficos Algumas espécies são utilizadas em estudos ecotoxicológicos Indicadores

Leia mais

Crustáceos (crusta= crosta ou pele grossa)

Crustáceos (crusta= crosta ou pele grossa) Grupo Mandibulata Subfilos: Miriápodes: quilópodes (centopéias e lacraias) e diplópodes (piolho de cobra). Crustáceos Insetos Novidades evolutivas: Mandíbulas (importantes para triturar alimentos); Olhos

Leia mais

Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância:

Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância: Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância: Alimentação camarão, siris, lagostas,mel Médica uso de

Leia mais

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome.

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome. OS ARTRÓPODES Prof. André Maia Apresentam pernas articuladas com juntas móveis. São triblásticos, celomados e dotados de simetria bilateral. Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com INVERTEBRADOS II ARTRÓPODES Características gerais Corpo segmentado Apêndices articulados coxa trocânter fêmur tíbia garras

Leia mais

Aspectos Gerais - Nome: articulação nos pés. - Maior filo de animais + de 900.000 sp. (3/4 dos animais conhecidos). - Exoesqueleto quitinoso -

Aspectos Gerais - Nome: articulação nos pés. - Maior filo de animais + de 900.000 sp. (3/4 dos animais conhecidos). - Exoesqueleto quitinoso - ARTRÓPODES FILO ARTHROPODA - Sistema digestório completo e sistema circulatório aberto; - Sistema respiratório variável: branquial, traqueal ou filotraqueal; - Sistema excretor por túbulos de Malpighi,

Leia mais

Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17,

Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17, Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17, algumas atividades devem estar prontas. Mas antes de

Leia mais

Ozooplâncton de água doce é constituído predominantemente por Protozoa,

Ozooplâncton de água doce é constituído predominantemente por Protozoa, 5 5.1 Caracterização Geral do Zooplâncton Ozooplâncton de água doce é constituído predominantemente por Protozoa, Rotifera e Crustacea, este último composto, principalmente, por Copepoda e Cladocera. 5.1.1

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza Moluscos Animais de corpo mole Os moluscos são os animais de corpo mole, habitam ambientes terrestres e aquáticos. Representantes: ostra, lula, polvo, sépia, lesma e caracol.

Leia mais

Características de cultivo, anatomia e fisiologia do camarão

Características de cultivo, anatomia e fisiologia do camarão Características de cultivo, anatomia e fisiologia do camarão Dra. Profa. Associada Laboratório de Sanidade de Animais Aquáticos (LASAq) Departamento de Medicina Veterinária UFRPE ROTEIRO Aquicultura no

Leia mais

Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II

Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II A A Unidade III Ser humano e Saúde Aula 16.2 Conteúdo: Artrópodes II A A Habilidade: Identificar a diversidade e abundância dos artrópodes. A A Crustáceos Coberto de crosta - exoesqueleto Dois pares de

Leia mais

Artrópodes. Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas.

Artrópodes. Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas. Artrópodes Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas. Todos os artrópodes possuem um exoesqueleto (esqueleto externo), uma carapaça formada

Leia mais

infrafilo Crustacea Disciplina Zoologia II Docente: Prof. Dr. Anibal Ramadan Mestranda: Ana Carla Costa de Souza

infrafilo Crustacea Disciplina Zoologia II Docente: Prof. Dr. Anibal Ramadan Mestranda: Ana Carla Costa de Souza filo Arthropoda subfilo Mandibulata infrafilo Crustacea Disciplina Zoologia II Docente: Prof. Dr. Anibal Ramadan Mestranda: Ana Carla Costa de Souza Myriapoda Pancrustacea ( crustáceos + Hexapoda) Recapitulando...

Leia mais

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA ARTRÓPODES Filo Arthropoda (Artrópodes) Do grego, arthros = articulado e podos = pés; É o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas (~1 milhão); Vivem em praticamente todos os tipos de ambientes;

Leia mais

ASQUELMINTOS: (NEMATELMINTOS ) Novidades evolutivas : Pseudocelomados

ASQUELMINTOS: (NEMATELMINTOS ) Novidades evolutivas : Pseudocelomados ASQUELMINTOS: (NEMATELMINTOS ) Novidades evolutivas : Pseudocelomados protostômios ( Tubo Digestivo completo ). Simetria bilateral. Sistema Excretor ( célula em H ). Sistema nervoso ganglionar. Digestão

Leia mais

OS PEIXES. Capítulo 9 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti

OS PEIXES. Capítulo 9 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti OS PEIXES Capítulo 9 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti A EVOLUÇÃO DOS PEIXES Os primeiros peixes surgiram nos oceanos primitivos a cerca de 510 milhões de anos atrás - ''Ostracodermas'

Leia mais

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco 1. Durante uma aula de campo no litoral do Paraná, um aluno fez vários comentários ao encontrar e observar uma série de organismos. Com base em seus conhecimentos sobre os seres vivos, identifique as afirmativas

Leia mais

Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome;

Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome; Cap. 21 Artrópodes: Características e clasificação Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas) que formam a cabeça,otóraxeoabdome; Presença de exoesqueleto(quitina) articulado; Cabeça

Leia mais

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco 1. A cigarra e a formiga Era uma vez uma cigarra que vivia cantando, sem se preocupar com o futuro. Encontrando uma formiga que carregava uma folha pesada, falou: - Para que todo esse trabalho? O verão

Leia mais

TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES

TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES CARACTERÍSTICAS BÁSICAS ARTHROPODA Exoesqueleto quitinoso Bilatérios Filo mais numeroso Características que definem o Grupo Apêndices articulados

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Biologia Reino Animal Moluscos Variam muito de tamanho, desde caracóis de 1 mm até lulas gigantes de 18 m. Os moluscos sofreram uma

Leia mais

Diversidade Biológica dos Protostomados

Diversidade Biológica dos Protostomados Volume Módulo 4 Carlos Renato Rezende Ventura Cátia A. Mello-Patiu Gabriel Mejdalani Diversidade Biológica dos Protostomados 3 Diversidade Biológica dos Protostomados Volume 3 Módulo 4 Carlos Renato Rezende

Leia mais

Classificação. Subfilo Crustacea (número de espécies)

Classificação. Subfilo Crustacea (número de espécies) Classificação Segundo Ruppert e Barnes, 1996 Subfilo Crustacea (número de espécies) Classe Remipedia (2) Classe Cephalocarida (9) Classe Branchiopoda (821) Classe Ostracoda (5650) Classe Copepoda (8405)

Leia mais

CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA)

CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA) CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA) - VERTEBRADOS MAIS PRIMITIVOS; - NÃO POSSUEM VÉRTEBRAS TÍPICAS, APENAS PEÇAS CARTILAGINOSAS, AOS PARES, DISPOSTAS AO LONGO DA MEDULA (NOTOCORDA); - BOCA CIRCULAR COM FUNIL

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos PARNAMIRIM - RN Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos Prof. José Roberto E Raphaella Madruga. Nematódeo Vermes de corpo cilíndrico, coberto por cutícula. Apresentam sexos separados (dimorfismo sexual

Leia mais

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Triblásticos Celomados Protostômios Simetria Bilateral Artrópodes Sistema nervosos ganglionar ventral hiponeuro. Sistema digestório completo Sistema

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 08 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 Intenção sem ação é ilusão. Ouse fazer e o poder lhe será dado

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ Representantes

Leia mais

FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER

FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER CARACTERÍSTICAS GERAIS Do grego, arthros = articulado e podos = pés; Constitui o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas ; Vivem em praticamente todos os

Leia mais

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas Os Platelmintos Caracteristicas exclusivas 1) Apresentam o corpo achatado. 2) Apresentam uma cabeça com um par de ocelos, que são órgãos sensíveis a luz. A função do ocelo é detectar quando o ambiente

Leia mais

CARACTERÍSTICAS: O corpo dos insetos e formado por três regiões: cabeça, tórax e abdome. Na cabeça das insetos, podemos notar antenas, olhos e peças

CARACTERÍSTICAS: O corpo dos insetos e formado por três regiões: cabeça, tórax e abdome. Na cabeça das insetos, podemos notar antenas, olhos e peças ARTRÓPODES INTRODUÇÃO: Derntro do estudo dos invertebrados, o filo artrópodes merece atenção especial. Ele agrupa mais de 800 mil espécies, contia que supera todos os demais filos reunidos. Além disso,

Leia mais

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma.

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Na minhoca, o pigmento respiratório é a hemoglobina, responsável

Leia mais

FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA. Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem

FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA. Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem FICHA PARA CATÁLOGO: PRODUÇÃO DIDÁTICA PEDAGÓGICA Título Artrópodes e Jogos Pedagógicos para auxiliar na aprendizagem Autor Disciplina/Área (ingresso no PDE) Escola de Implementação do Projeto e sua localização

Leia mais

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco 1. Esta é a turma do Bob Esponja: Lula Molusco é supostamente uma lula; Patric, uma estrela-do-mar; o Sr. Siriguejo, um caranguejo; e Bob é supostamente uma esponja-do-mar. Cada um, portanto, pertence

Leia mais

Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação

Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação Cap. 18 Artrópodes: Características e clasificação Apresentam metameria, com presença de fusão de segmentos (tagmas). Maior parte apresenta a subdivisão que formam a cabeça, o tórax e o abdome; Presença

Leia mais

Moluscos e anelídeos. Antes de estudar o capítulo PARTE II

Moluscos e anelídeos. Antes de estudar o capítulo PARTE II PARTE II Unidade D Capítulo 12 Moluscos e anelídeos Seções: 121 Filo Mollusca () 122 Filo Annelida (anelídeos) Antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela os temas principais do capítulo e marque um

Leia mais

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Além do vegetais outros organismos habitavam o ambiente terrestre Organismos de corpo mole como moluscos e anelídeos Organismos com cutícula redução da

Leia mais

marsúpio (bolsa incubadora), localizado sob o tórax das fêmeas - é formado por grandes processos em forma de placas (oostegitos) das coxas torácicas.

marsúpio (bolsa incubadora), localizado sob o tórax das fêmeas - é formado por grandes processos em forma de placas (oostegitos) das coxas torácicas. SUPERORDEM PERACARIDA CARACTERÍSTICAS MAIS DISTINTAS marsúpio (bolsa incubadora), localizado sob o tórax das fêmeas - é formado por grandes processos em forma de placas (oostegitos) das coxas torácicas.

Leia mais

Roteiro de aulas teórico-práticas

Roteiro de aulas teórico-práticas Roteiro de aulas teórico-práticas Sistema digestório O sistema digestório humano é formado por um longo tubo musculoso, ao qual estão associados órgãos e glândulas que participam da digestão. Apresenta

Leia mais

1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos. a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta.

1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos. a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta. 12. Cordados 1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos vertebrados, exceto: a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta. b) sistema excretor com néfrons

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ http://comdek888.wordpress.com/2010/05/19

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 1ª Aula 1ª Parte Cordados: diversidade, classificação e evolução Profa. Dra. Virgínia Sanches Uieda Departamento t de Zoologia - IB/UNESP/Botucatu

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Filo Arthropoda exoesqueleto e patas articuladas. simetria bilateral triblásticos protostômios celomados metamerizados;

Leia mais

Roteiro Aula Prática Biologia dos Crustáceos. Prof.Dr. Alvaro Luiz Diogo Reigada

Roteiro Aula Prática Biologia dos Crustáceos. Prof.Dr. Alvaro Luiz Diogo Reigada Roteiro Aula Prática Biologia dos Crustáceos Prof.Dr. Alvaro Luiz Diogo Reigada Classe Malacostraca Ordem Stomatopoda O segundo par de antenas é trirreme, abdome espesso e robusto. Carapaça curta recobrindo

Leia mais

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia FILOS ANIMAIS FILO CHORDATA O filo apresenta cerca de 50.000 espécies distribuídas entre protocordados e vertebrados. Protocordados cordados mais simples, pequenos e exclusivamente marinhos não são muito

Leia mais

* Movem-se via cílios (os rastejadores), ou movimentos peristálticos (os. Filo NEMERTEA Nemertinos & Nematódeos Aula Teórica 9

* Movem-se via cílios (os rastejadores), ou movimentos peristálticos (os. Filo NEMERTEA Nemertinos & Nematódeos Aula Teórica 9 Filo NEMERTEA Nemertinos & Nematódeos Aula Teórica 9 Filo NEMERTEA * 1149 spp em 250 gêneros (1995) * Alongados, achatados mas musculosos * Probóscide é típica * Marinhos, bentônicos, em geral águas rasas

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 07 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 A alma da gente durante a vida, produz uma quantidade imensa

Leia mais

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1 Filo Arthropoda Capítulo 11 aulas 40 a 44 Page 1 Você já teve acne??? O que será que isso tem a ver com a nossa aula??? Page 2 Características gerais É o grupo mais numeroso de seres vivos; Aproximadamente

Leia mais

Solução Comentada Prova de Biologia

Solução Comentada Prova de Biologia 11. Em relação à importância dos organismos autotróficos na modificação da atmosfera na Terra primitiva, analise as proposições abaixo e marque com V as verdadeiras e com F as falsas. 1 ( ) Com a liberação

Leia mais

FILO CHORDATA. Cordados

FILO CHORDATA. Cordados FILO CHORDATA Cordados Cordados Notocorda Triblásticos Deuterostômios Simetria Bilateral Epineuro Celomados 2 Características presentes em todos Notocorda; Fendas na faringe; Tubo nervoso dorsal; Cauda

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com Capítulo 17 - ARTRÓPODES p.250 Você sabe qual é o animal mais forte

Leia mais

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Níquel Náusea Autor: Fernando Gonsales Distribuição dos Invertebrados: 12,3% 87,7% Como são os artrópodes: O esqueleto destes animais é externo,

Leia mais

Móds. 15 ao 18. Setor Prof. Rafa

Móds. 15 ao 18. Setor Prof. Rafa Móds. 15 ao 18 Setor 1423 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA 2º BIMESTRE DATA: / / 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2014 89 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO NOTA: NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE BIOLOGIA 2º ANO EM TURMA 222 PROFª FERNANDA

Leia mais

Paguroidea, eles formam, junto com o própodo, estruturas subqueladas ou queladas, com escamas córneas "raspadoras" na face ventral.

Paguroidea, eles formam, junto com o própodo, estruturas subqueladas ou queladas, com escamas córneas raspadoras na face ventral. Paguroidea, eles formam, junto com o própodo, estruturas subqueladas ou queladas, com escamas córneas "raspadoras" na face ventral. Os Thalassinidea formam um grupo de famílias, gêneros e espécies, cujas

Leia mais

1. Três: cabeça, tórax e abdômen (insetos) 2. Dois: cefalotórax e abdômen (aracnídeos)

1. Três: cabeça, tórax e abdômen (insetos) 2. Dois: cefalotórax e abdômen (aracnídeos) Silvestre 1. Metâmeros bem distintos na fase larvária. 2. Nos adultos se encontram fundidos. 3. Os metâmeros podem se apresentar agrupados em três regiões distintas (insetos) ou em duas (aracnídeos). 1.

Leia mais

Triblásticos Celomados

Triblásticos Celomados Biologia Móds. 19/20 Setor 1403 Os Cordados Prof. Rafa Características: Triblásticos Celomados ectoderme intestino mesoderme celoma cavidade corporal na mesoderme endoderme Características: Deuterostômios:

Leia mais

Curso Wellington Biologia Artrópodes Crustáceos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Artrópodes Crustáceos Prof Hilton Franco 1. Num restaurante do litoral paranaense, havia vários pratos típicos. Qual das alternativas mostra a relação correta, uma vez que o garçom não sabia identificar quais pratos eram feitos com moluscos e

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS 1. (Ufrgs 2015) Com base nas características dos moluscos, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) Os moluscos apresentam simetria radial.

Leia mais

Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes. Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular...

Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes. Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular... Grupo de maior sucesso evolutivo: encontrados em praticamente todos os ambientes Apêndices articulados Correr, nadar, saltar, escavar, copular... Exoesqueleto quitinoso Proteção contra agressões e desidratação

Leia mais

FILO ARTHROPODA. Artrhon = articulação/ Podos = pés

FILO ARTHROPODA. Artrhon = articulação/ Podos = pés FILO ARTHROPODA Artrhon = articulação/ Podos = pés - INVERTEBRADOS BILATÉRIOS, CELOMADOS, SEGMENTADOS; - APÊNDICES LOCOMOTORES ARTICULADOS EM NÚMERO PAR; PATAS ARTICULADAS -ANDAR, CORRER, SALTAR, NADAR;

Leia mais

REVOADA DE FORMIGAS MARCA PERÍODO DE ACASALAMENTO E REVELA SURTO EM LONDRINA

REVOADA DE FORMIGAS MARCA PERÍODO DE ACASALAMENTO E REVELA SURTO EM LONDRINA Instituto de Educação Infantil e Juvenil Primavera, 2014. Londrina, Nome: de Ano: Tempo Início: Edição 35 MMXIV Grupo a REVOADA DE FORMIGAS MARCA PERÍODO DE ACASALAMENTO E REVELA SURTO EM LONDRINA Fábio

Leia mais

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE ESPONJA DO MAR Filo Porifera Os poríferos coloniais, como o da foto, são muito comuns nos mares brasileiros. (cerca de 5 cm de altura) HIDRA Filo Cnidaria Classe Hydrozoa Vive em água doce; em seu ciclo

Leia mais

A utilização dos macroinvertebrados aquáticos de riachos na confecção de cartilhas de Educação Ambiental

A utilização dos macroinvertebrados aquáticos de riachos na confecção de cartilhas de Educação Ambiental A utilização dos macroinvertebrados aquáticos de riachos na confecção de cartilhas de Educação Ambiental EQUIPE Professor coordenador Dr. Gabriel de Paula Paciencia (massartella@gmail.com) Professor colaborador

Leia mais

Comunidade Zooplanctônica de Águas Doces

Comunidade Zooplanctônica de Águas Doces Comunidade Zooplanctônica de Águas Doces Emanuela C. de Freitas (Mestre em Ecologia e Recursos Naturais) O zooplâncton é o termo genérico para um grupo de animais de diferentes espécies, tendo uma característica

Leia mais

REVIST A BRASILEIRA DE ZOOLOGIA. Revta bras. Zoo!., S. Paulo 4(3): 181-193 ABSTRACT

REVIST A BRASILEIRA DE ZOOLOGIA. Revta bras. Zoo!., S. Paulo 4(3): 181-193 ABSTRACT REVIST A BRASILEIRA DE ZOOLOGIA Revta bras. Zoo!., S. Paulo 4(3): 181-193 21.ix..1987 DESENVOLVIMENTO PÓS-EMBRIONÁRIO DE PAGURUS BREVIDACTYLUS (STIMPSON, 1858) (DECAPODA, PAGURIDAE), EM LABORATÓRIO Maria

Leia mais

REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS

REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS REVISÃO PROTOZOÁRIOS, FUNGOS, PORÍFEROS E PLATELMINTOS REINO PROTOCTISTA Reino Protoctista - Protozoários Eucariontes, unicelulares (alguns coloniais) Vida livre e parasitária Relações Ecológicas: mutualismo

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Lista de Exercícios NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) São divididos em áscon, sícon e lêucon: a) Cnidários. b) Platelmintos.

Leia mais

SUBFILO CRUSTACEA: CLASSE MALACOSTRACA E CLASSE MAXILLOPODA

SUBFILO CRUSTACEA: CLASSE MALACOSTRACA E CLASSE MAXILLOPODA SUBFILO CRUSTACEA: CLASSE MALACOSTRACA E CLASSE MAXILLOPODA Aula 7 META Apresentar a biologia, características anatômicas e morfológicas dos crustáceos malacóstracos e maxilópodes OBJETIVOS Ao final da

Leia mais

BOLETIM INSTITUTO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO NATURAL

BOLETIM INSTITUTO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO NATURAL BOLETIM DO INSTITUTO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO NATURAL S E C R E T A R I A DE A G R I C U L T U R A C A I X A P O S T A L, 1341 CURITIBA PARANÁ NOVEMBRO DE 1.963 BRASIL 1 ZOOLOGIA N.o 5 METAMORFOSES DAS

Leia mais

ZOOLOGIA. Introdução ao Filo Chordata

ZOOLOGIA. Introdução ao Filo Chordata ZOOLOGIA Introdução ao Filo Chordata Posição no Reino Animal Pertencem ao ramo dos animais Deuterostômios Árvore Evolutiva Classificação do Filo Chordata Grupo Protochordata (Acrania) Filo Chordata Subfilo

Leia mais

Artrópodes. Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos. Corpo segmentado com apêndices articulados

Artrópodes. Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos. Corpo segmentado com apêndices articulados Artrópodes Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos Artrópodes Corpo segmentado com apêndices articulados Exoesqueleto de quitina (polissacarídeo) impermeável e resistente Conseqüência:

Leia mais

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral;

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; FILO PLATYHELMINTES FILO NEMATODA(NEMATELMINTOS) Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; Revestimento Vida livre : muco e

Leia mais

Diversidade de Crustáceos

Diversidade de Crustáceos Diversidade de Crustáceos Os primeiros crustáceos eram pequenos, marinhos que nadavam ou rastejam sobre o fundo Tronco com numerosos segmentos não fundidos com 1 par de apêndices birremes Classes: Remipedia

Leia mais

Introdução. 1. Características Gerais

Introdução. 1. Características Gerais Introdução Aranhas, escorpiões, carrapatos, caranguejos, camarões, moscas, borboletas, baratas e centopéias são alguns dos animais mais comuns do planeta. Formam o filo Arthropoda (do grego arthros = articulação;

Leia mais

FILO ARTHROPODA - Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios com simetria bilateral; - Sistema nervoso do tipo ganglionar e ventral; -

FILO ARTHROPODA - Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios com simetria bilateral; - Sistema nervoso do tipo ganglionar e ventral; - ARTRÓPODES FILO ARTHROPODA - Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios com simetria bilateral; - Sistema nervoso do tipo ganglionar e ventral; - Sistema digestório completo e sistema circulatório

Leia mais

Vivendo na Terra. Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre?

Vivendo na Terra. Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre? Vivendo na Terra Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre? Transição para o ambiente terrestre Peixes com características

Leia mais

ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES. Profa. Monyke Lucena

ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES. Profa. Monyke Lucena ARTRÓPODES INSETOS, CRUSTÁCEOS, ARACNÍDEOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES Profa. Monyke Lucena CARACTERÍSTICAS GERAIS Os artrópodes, o grupo mais numeroso de animais, reúnem mais de 1 milhão de espécies catalogados.

Leia mais

Triblásticos. Celomados. Simetria Bilateral. Protostômios

Triblásticos. Celomados. Simetria Bilateral. Protostômios Artrópodes Triblásticos Celomados Simetria Bilateral Protostômios CARACTERÍSTICAS GERAIS Metameria fusão dos metâmeros Tagmas O filo dos artrópodes (arthros = articulado + poda = pé) apêndices articulados

Leia mais

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS NÃO POSSUI TECIDOS VERDADEIROS (ESPECIALIZADOS). DIGESTÃO É INTRACELULAR. PORÍFEROS

Leia mais

EXCREÇÃO COMPARADA. Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com

EXCREÇÃO COMPARADA. Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com EXCREÇÃO COMPARADA Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com EXCREÇÃO Através da excreção são eliminadas substâncias tóxicas do organismo (como resíduos nitrogenados provenientes do metabolismo de

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL ocelos (olhos) superfície dorsal faringe boca superfície ventral cabeça ou escólex colo no homem tronco ou estróbilo autofecundação tênia adulta cisticerco no

Leia mais

Filo Chordata Classe Reptilia. Prof. André R. Senna

Filo Chordata Classe Reptilia. Prof. André R. Senna Filo Chordata Classe Reptilia Prof. André R. Senna Répteis modernos Compreendem duas da três linhagens de vertebrados amnióticos Linhagens: Anapsida: Tartarugas; Diapsida: Lagartos, cobras e crocodilos.

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 7 CIÊNCIAS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação Ciências NOME: TURMA: escola: PROfessOR:

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA

ANATOMIA E FISIOLOGIA ANATOMIA E FISIOLOGIA SITEMA DIGESTÓRIO Enfª Renata Loretti Ribeiro 2 3 SISTEMA DIGESTÓRIO Introdução O trato digestório e os órgãos anexos constituem o sistema digestório. O trato digestório é um tubo

Leia mais

Animais Bilaterais Aula Teórica 07. Animais Bilaterais o que muda com a bilateralidade * Simetrial radial Simetria bilateral

Animais Bilaterais Aula Teórica 07. Animais Bilaterais o que muda com a bilateralidade * Simetrial radial Simetria bilateral Animais Bilaterais Aula Teórica 07 Animais Bilaterais o que muda com a bilateralidade * Simetrial radial Simetria bilateral Bilateral: lados direito e esquerdo são imagem especular um do outro Bilateral:

Leia mais

Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre

Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre Pessoal a matéria da prova de Biologia é dos Módulos 1 a 5 (Edgard) e Módulo 1 (Ricardo). Parte I O Gabarito está na última folha. 1. Ordene as categorias

Leia mais

Conteúdo. Filo Arthropoda. Chilopoda. Características

Conteúdo. Filo Arthropoda. Chilopoda. Características Universidade Federal de Capina Grande Centro de ciências e tecnologia agroalimentar Conteúdo Arthropoda Quadro comparativo Contribuições biológicas Classificação Subfilo Chelicerata Subfilo Trilobita Subfilo

Leia mais

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR ARTRÓPODOS INSETOS Insetos Grupo mais numeroso (750 mil espécies) - maioria terrestre. Únicos invertebrados que conseguem voar. Asas

Leia mais

Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais)

Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA DIGESTÓRIO DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) 1ª edição janeiro/2007 SISTEMA DIGESTÓRIO SUMÁRIO Sobre a Bio Aulas... 03 Sistema Digestório... 04 Boca... 05 Características

Leia mais

ARTRÓPODES MÓDULOS 19 E 20

ARTRÓPODES MÓDULOS 19 E 20 ARTRÓPODES MÓDULOS 19 E 20 CARACTERÍSTICAS GERAIS Do grego athros = articulação + podos = patas; Patas articuladas; Corpo segmentado; Corpo revestido por exoesqueleto de quitina; Filo mais diversificado

Leia mais

Fazem troca do exoesqueleto Simetria Bilateral O nome deriva-se do fato de terem patas articuladas

Fazem troca do exoesqueleto Simetria Bilateral O nome deriva-se do fato de terem patas articuladas Filo Artrópode Filo Artrópode Acredita-se que tenham evoluído dos anelídeos São animais invertebrados de corpo segmentado (metamerizado) Corpo revestido de exoesqueleto feito de quitina Grupo diverso

Leia mais

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats.

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. Artrópodes - O filo Arthropoda (Artrópodes) possui um número muito grande de animais, o maior grupo com espécies diferentes; - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em

Leia mais

Zoologia. Os Grandes Filos Animais

Zoologia. Os Grandes Filos Animais Zoologia Os Grandes Filos Animais Poríferos Aquáticos: marinhos dulcícolas Bentônicos (sésseis) Diblásticos e acelomados Simetria radial Digestão intracelular Ausência de sistemas funcionais Sustentação:

Leia mais