1. INTRODUÇÃO ESCALA DE LIEBOWITZ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. INTRODUÇÃO ESCALA DE LIEBOWITZ"

Transcrição

1 1. INTRODUÇÃO A ansiedade é uma característica biológica do ser humano, que antecede momentos de medo, perigo ou de tensão, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, nervosismo, aperto no tórax, transpiração, etc. Todas as pessoas podem sentir ansiedade, principalmente, com a vida atribulada atual. A ansiedade acaba se tornando constante na vida de muitas pessoas. Dependendo do grau e frequência pode se tornar patológica e acarretar em muitos problemas posteriores, como o transtorno da ansiedade. Ter ansiedade ou sofrer desse mal faz com que a pessoa perca uma boa parte da sua auto-estima, ou seja, ela deixa de fazer certas coisas porque se julga ser incapaz de realizá-las. No entanto, o termo ansiedade está interligado com a palavra medo, sendo assim, a pessoa passa a ter medo de errar quando da realização de diferentes tarefas, sem mesmo chegar a tentar. Esses dois aspectos, tanto a ansiedade quanto o medo, não surgem na vida da pessoa como uma escolha, acredita-se que de certa forma, alguma palavra dita no seu passado servirão apenas de crescimento e amadurecimento futuro. A atividade física está associada à redução de estados de ansiedade. As pessoas ansiosas têm um vasto número de sintomas. Muitos resultam de um aumento da estimulação de sistema nervoso vegetativo ou autônomo que controla o reflexo Ataque e fuga. Outros são somatizações, ou seja, os doentes convertem a ansiedade a problemas físicos, incluindo dores de cabeça, distúrbios intestinais e tensão muscular. Cerca de metade das pessoas com ansiedade sofrem, principalmente, de sintomas físicos, normalmente, localizados no intestino e coração (www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde /). ESCALA DE LIEBOWITZ Uma das formas de avaliar o paciente é por meio de entrevistas fechadas e inventários, escritos ou não. Para compreender o funcionamento único do cliente, o terapeuta pode pesquisar em que escala seus comportamentos se encontram 1

2 comprometidos e para isso utiliza instrumentos de medida, como a Escala de Liebowitz, como ferramenta auxiliar. A Escala Liebowitz de Ansiedade Social (LSAS) é um questionário cujo objetivo é determinar a amplitude das interações sociais e situações de desempenho que indivíduos com excesso de ansiedade. É também uma ferramenta de avaliação popular usada pelos pesquisadores para avaliar a eficácia de vários tratamentos para o transtorno de ansiedade, incluindo testes farmacológicos. O objetivo é mensurar a ocorrência de ansiedade no dia-a-dia do indivíduo. Útil para a avaliação de pessoas com suposto déficit comportamental em termos sociais, a Escala consiste em uma lista de episódios típicos do convívio social. Para cada um desses episódios é solicitado que o avaliando declare: a) o nível de ansiedade que costuma sentir quando o vivencia; b) com que frequência o episódio em questão costuma ser evitado. A lista de episódios citados na Escala de Liebowitz, que não deve ser encarada como estanque ou definitiva, consta com itens como: telefonar em público, participar em pequenos grupos, comer em locais públicos, ir a uma festa, resistir a um vendedor persistente. Uma vez aplicada, a Escala de Liebowitz pode ajudar, por exemplo, o terapeuta a planejar um programa de Dessensibilização Sistemática (procedimento que consiste da aproximação gradativa de estímulos aversivos de modo que esses tenham seu efeito prejudicial diminuído, de forma controlada). O terapeuta pode, por exemplo, solicitar que o cliente que tem medo de falar em público comece aos poucos se aproximando desse episódio social ao falar diante do espelho. (www.ufrgs.br/psiq/liebowit) DEFININDO A AURICULOTERAPIA O pavilhão auricular é um microssistema onde está projetado o corpo humano. É um receptor de sinais específicos vindos do corpo. A auriculoterapia é uma terapia milenar e uma arte de equilibrar o organismo através do pavilhão auricular. É uma terapia, pois há todo um instrumental teórico e técnico que fundamentam esta prática terapêutica. (www.outramedicina.com/105/auriculoterapia) 2

3 É uma arte, onde se unem filosofia e terapia: prática que questiona a teoria e a teoria que questiona a prática. A arte está em absorver e realmente ver o ser humano que está a nossa frente representada na orelha. É possível ver uma totalidade a partir de um microssistema. A auriculoterapia é uma reflexologia. Sobre a orelha está projetado o corpo humano e todos os seus órgãos e membros. Cada região corresponde a um ponto específico. Quando o órgão ou membro estiver desequilibrado a região correspondente na orelha manifesta sinais de que o órgão precisa de cuidados e atenção. (www.medicinachinesapt.com/auriculoterapia.html) Observe que a orelha parece com um feto de cabeça voltada para baixo. Figura 1: A Orelha como um Microssistema (www.medicinachinesapt.com/auriculoterapia.html) A orelha é um receptor de sinais bem específico. A Aurículo reflete sobre seu corpo todas as mudanças fisiológicas tanto dos órgãos e bem como das vísceras, dos membros, do tronco e da coluna, dos tecidos, até dos órgãos e dos sentidos e, de todo o organismo. A aurículoterapia deve investir nos pontos refletidos no pavilhão auricular, pois são alterações que justificam e necessitam de um estímulo terapêutico específico para o órgão ou estrutura correspondente para se harmonizar. (Bier, I.D., J. Wilson, P. Studt and M. Shakleton. Auricular acupuncture, education, and 3

4 smokingcessation: a randomized, sham-controlled trial. Am. J. Public Health 92: , 2002). DEFINIÇÃO DE PONTO AURICULAR: É um órgão específico ou estrutura refletida sobre aquela área. É um receptor de sinais de alta especificidade. (ASAMOTO, S., TAKESHIGE, C. Activation of the saciety center by auricular acupuncture point stimulation. Brain Research Bulletin, v.99, p , 1992). A AURÍCULO E ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE A auriculoterapia cada vez mais se difunde e o reconhecimento do público é grande e em expansão constante. Em 1979, a Organização Mundial de Saúde (OMS) editou uma lista com 41 doenças que apresentaram excelentes resultados com o tratamento de acupuntura. Após vinte e cinco anos de pesquisas em renomadas instituições do mundo, a OMS publicou o documento- Acupuncture: Review and analysis of reports on controlled clinical trials, no qual expõe os resultados destas pesquisas. Neste documento foi analisada a eficácia da acupuntura assim como das técnicas de moxabustão, ventosa, sangria, eletro-acupuntura, laser-acupuntura, magneto-acupuntura, massagem shiatsu / tuina e acupressura (pressão digital nos pontos) em comparação com o tratamento convencional para 147 doenças, sintomas e condições de saúde. (Santos FAS, Gouveia GC, Martelli PJL, Vasconcelos EMR. Acupuntura no sistema único de saúde e a inserção de profissionais não-médicos. Rev Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 13, n. 4, p , jul./ago, 2009). INSTRUMENTAL DE AVALIAÇÃO EM AURÍCULO A avaliação energética em aurículo é importante do ponto de vista energético para poder entender o corpo do cliente e sua constituição energética e seus possíveis desequilíbrios. Os desequilíbrios energéticos internos e corporais estarão representados através de sinais sobre o pavilhão auricular. Estes sinais são modificações da pele e do pavilhão auricular. (Chen,H.H.,Y.H. Chao,M.L.Yeh and F. Liao. Effects of internetwith auricular acupressure on smoking cessation in adolescents. Beijing Biol. Med. Eng. 24: , 2005). 4

5 DIFERENTES SINAIS APRESENTADOS: Os sinais apresentados no pavilhão auricular são diversos. As reações que o terapeuta pode identificar são as seguintes: a) Dor ou mudança no limiar doloroso; b) Alterações na coloração dos pontos ou áreas; c) A presença de telangiectasias (telangie = vasos periféricos e ctasias = dilatação); d) Descamações ou eczemas; e) Mudanças morfológicas; f) Alterações na resistência elétrica. EXPLICAÇÃO DE CADA SINAL: a) DOR Quando se utiliza um explorador ou estimulador de pontos ou mesmo um instrumento elétrico, pode-se observar que determinados pontos ou áreas tornam-se mais sensíveis à dor e ou apresenta uma diminuição no limiar da dor. É importante que se faça a mesma pressão em todos os pontos explorados ou a freqüência elétrica seja a mesma e, o tempo de duração, também seja o mesmo. (Soliman N, Frank BL. Auricular acupuncture and auricular medicine. Phys Med Rehabil Clin N Am. 1999;10: apud: Gori, Luigi; Firenzuoli, Fabio. Ear Acupuncture in European Traditional Medicine. Evid Based Complement Alternat Med September; 4(Suppl 1): 13 16). INDICAÇÃO DESTE MÉTODO DE AVALIAÇÃO: Este método é mais indicado para as patologias agudas, enfermidades dolorosas e tumores. Este procedimento não serve somente como avaliação, mas também, como orientação terapêutica para a utilização dos pontos corretos para a terapia. A dor assinala os pontos e áreas específicas que refletem desarmonias físicas e energéticas. (Soliman N, Frank BL. Auricular acupuncture and auricular medicine. Phys Med Rehabil Clin N Am. 1999;10: apud: Gori, Luigi; Firenzuoli, Fabio. Ear Acupuncture in European Traditional Medicine. Evid Based Complement Alternat Med September; 4(Suppl 1): 13 16). 5

6 NÍVEIS DE SENSIBILIDADE DE DOR É importante se avaliar a sensibilidade que o cliente apresenta na exploração por toque através de instrumentos. (Dulcetti Junior, Orley. Acupuntura Auricular e Auriculoterapia. SP, Parma, 1994). A CLASSIFICAÇÃO: A classificação da sensibilidade se dá conforme a intensidade da dor que o cliente apresenta. Algumas observações que o terapeuta tem que considerar: 1) O cliente chega a piscar devido a dor; 2) O cliente enruga as sobrancelhas; 3) O cliente esquiva-se do toque no pavilhão auricular por dor; 4) O cliente geme de dor ou chega a ser extremamente sensível. (Dulcetti Junior, Orley. Acupuntura Auricular e Auriculoterapia. SP, Parma, 1994). GRAUS DE DOR: Podem-se classificar as reações por dor em graus de dor, assim: GRAU I cliente apresenta dor no ponto; GRAU II apresenta dor, pisca e franze as sobrancelhas; GRAU III cliente geme, busca evitar a manipulação ou não resiste ao toque. Isto nos serve de referencial para a avaliação e para o tratamento na auriculoterapia empregando-se os pontos mais doloridos. (DUMITRESCU, IOAN FLORIN. Acupuntura científica moderna. SP, Andrei, 1996). b) ALTERAÇÃO DA COLORAÇÃO A observação do pavilhão auricular revela como o cliente esta ou manifesta alterações fisiopatológicas que podem ser vistas pela alteração da coloração de pontos e áreas. São as seguintes mudanças da coloração que podem ser vistas: 1) Reações de cor vermelha; 2) Reações de cor branca; 6

7 3) Reações de cor cinza-escuro; 4) Reações de cor parda ou castanho-escuro. (Dulcetti Junior, Orley. Acupuntura Auricular e Auriculoterapia. SP, Parma, 1994). REAÇÕES DE COR VERMELHA As mudanças na coloração em vermelho podem apresentar-se em várias tonalidades. Vamos às tonalidades: a. vermelho-brilhante; b. vermelho-pálido c. vermelho-escuro. A coloração vermelho-brilhante se apresenta nos episódios agudos, um processo patológico recém iniciado em processos inflamatórios e dolorosos. Na coloração vermelho-pálido e escuro são processos patológicos que estão se tornando crônicos. São afecções repetidas e intermitentes. (DUMITRESCU, IOAN FLORIN. Acupuntura científica moderna. SP, Andrei, 1996). REAÇÕES DE COR BRANCA As reações de cor branca podem estar acompanhadas de proeminências que são mudanças morfológicas. A coloração branca pode ser: a. branco-brilhante b. branco-pálido ou esbranquiçado no centro de uma proeminência. A variação da coloração branca se apresenta nas afecções de caráter crônico. (Dulcetti Junior, Orley. Acupuntura Auricular e Auriculoterapia. SP, Parma, 1994). Exemplo: Gastrite Crônica: Ponto do Estômago esbranquiçado; Cardiopatia Reumática: Ponto do Coração esbranquiçado; Distensão Abdominal: Pode apresentar edema com o ponto de cor branca. 7

8 REAÇÕES DE COR CINZA-ESCURO Esta alteração na coloração auricular pode estar diante de uma doença oncológica. Esta cor pode surgir na área 2 de tumoração ou no ponto auricular relacionado com o mesmo. (Livro dos 4 Institutos Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Beijing; Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Shanghai; Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjig; Academia de Medicina Tradicional Chinesa. Fundamentos essenciais da acupuntura chinesa. SP, Ed. Ícone, 1995) REAÇÕES DE COR PARDA OU CASTANHO-ESCURO Pode ser o curso de uma doença crônica se aprofundando e evoluindo para um caráter crônico ou seqüela quando a enfermidade foi curada. c) REAÇÕES VASCULARES As reações vasculares mais freqüentes são as Telangiectasias que se apresentam em: 1- Forma de rede ou malha; 2- Pregas ou cordões; 3- Forma de flor de ameixa. As reações vasculares podem apresentar coloração variada desde vermelhoescuro, vermelho-brilhante e violáceo. 1- Na forma de rede ou malha são manifestações de processos inflamatórios de caráter agudo como Sinusite, Bronquite, Laringite, Faringite, Mastite, etc; 2- As Telangiectasias podem se apresentar em forma de pregas ou cordões, associados com a coloração e o ponto de localização tem-se a avaliação; 3- Em forma de flor de ameixa, pode significar uma tumoração na região ou ponto correspondente. Nas afecções ulcerosas as telangiectasias surgem em forma de curva disseminada na área específica. Nas cardiopatias isquêmica e cardiopatia reumática as telangiectasias são observadas em forma serpiginosa. Podem surgir angiectasias (angio = artéria e ctasia = dilatação) em leque ou ramos, podendo indicar: 8

9 Úlceras pépticas; Dores lombares e membros inferiores; Artrite; Bronquiectasias (bronqui = brônquios e ctasias = dilatação). (Livro dos 4 Institutos Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Beijing; Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Shanghai; Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjig; Academia de Medicina Tradicional Chinesa. Fundamentos essenciais da acupuntura chinesa. SP, Ed. Ícone, 1995) d) REAÇÃO POR DESCAMAÇÃO OU ECZEMAS As descamações podem ser localizadas e em pontos específicos ou em todo o pavilhão auricular: 1) Localizadas: Ao serem raspadas as descamações desprendem-se com facilidade e geralmente apresenta a pele branca. Veja a descamação em alguns pontos e sua leitura: Nas descamações do ponto da alergia e do pulmão, pode-se ter um quadro de dermatite seborréica ou enfermidades dermatológicas; Descamações na fossa triangular são afecções ginecológicas de caráter inflamatório ou leucorréias; Descamações nos pontos do estômago, cárdia e esôfago, o cliente pode apresentar disfunções digestórias ou transtornos estomacais. 2) Descamações em todo pavilhão auricular: Pode representar a presença de dermatite seborréica ou até de uma psoríase. e) MUDANÇAS MORFOLÓGICAS A morfologia trata das formas que a matéria pode tomar. As modificações morfológicas emergem no pavilhão auricular e, com avaliação específica indicando doença de características agudas. Exemplo comum que podem surgir de mudanças morfológicas são os quistos e tubérculos (é uma formação nodulosa arredondada ou uma saliência consistente 9

10 que se diferencia do tecido normal do pavilhão auricular). Estes são sinais na avaliação de que há a existência de manifestações de natureza aguda. No ponto de vista energético, pode ser interpretado como uma estagnação energética. (Livro dos 4 Institutos Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Beijing; Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Shanghai; Escola de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjig; Academia de Medicina Tradicional Chinesa. Fundamentos essenciais da acupuntura chinesa. SP, Ed. Ícone, 1995). f) ALTERAÇÕES NA RESISTÊNCIA ELÉTRICA Na exploração de aparelho elétrico pode-se ter duas reações básicas: 1) Hiperestesia: ao tocar com o estimulador elétrico surge uma sensação de muita dor, é um sinal da existência de doenças agudas e de desequilíbrios de natureza Yang. 2) Hipoestesia: esta reação de baixa sensibilidade surge em casos da existência de problemas crônicos e desequilíbrios com características Yin. (Dulcetti Junior, Orley. Acupuntura Auricular e Auriculoterapia. SP, Parma, 1994). OUTROS SINAIS E SUAS LEITURAS Podem-se encontrar outros sinais sobre o pavilhão auricular e com as seguintes interpretações: PALIDEZ: a palidez indica deficiência orgânica; indica que há um desequilíbrio do tipo Yin. Pode apresentar uma paralisação das funções do Órgão ou da Víscera em questão e indicar um processo degenerativo em curso. ERITEMA: o eritema é um rubor congestivo da pele, por via de regra temporário, que desaparece momentaneamente à pressão. O eritema pode ser nodoso que é uma lesão aguda da pele e é de natureza inflamatória e pode ter uma sensação de queimação ao ser pressionado. A avaliação deste sinal é uma hiperatividade funcional dos Órgãos onde se manifesta. É uma característica energética do tipo Yang. 10

11 MANCHAS SENIS: as manchas senis são condensações de melanina. Estes sinais indicam na avaliação energética que há a existência de problemas crônicos que estão atingindo a região orgânica refletida na zona reflexa do pavilhão auricular. RESSECAMENTO DA PELE: na leitura energética um ressecamento da pele indica a existência de enfermidade crônica que pode estar atingindo as áreas situadas na região representada na aurícula. A reação de ressecamento da pele é a indicação energética de que há uma presença de agressão por Calor a este Órgão relacionado. EXSUDAÇÃO SEBÁCEA: este sinal indica a existência de uma enfermidade de natureza subaguda atingindo Órgãos e vísceras onde está presente a exsudação sebácea no pavilhão auricular. SUDORESE: o aparecimento de gotículas de suor em qualquer região auricular indica tendência para as doenças degenerativas. No ponto de vista energético é a expulsão do Yin pelo excesso Yang. Pode-se dizer mais precisamente de que, Yang está consumindo o Yin e os líquidos corporais. EXEMPLIFICAÇÃO DA APLICAÇÃO DA AVALIAÇÃO AURICULAR A Acupuntura Auricular é uma técnica que visa harmonizar a função dos Zang/Fu (Órgãos/Vísceras) por meio do estímulo de pontos distribuídos em todo o pavilhão auricular. Essa técnica amplamente conhecida e praticada no Ocidente, chegou a ser, por vários anos, vista como terapia que se utilizava de agulhas em pontos de acupuntura, mas que não fazia parte da Medicina Tradicional Chinesa, uma vez que os textos clássicos antigos não se dedicaram a sua descrição. No entanto, relatos históricos confirmam que a Acupuntura Auricular foi também praticada na China antiga. A Acupuntura Auricular corresponde também a um importante recurso, uma vez que, alterações dos Zang/Fu se refletem na orelha como pontos eritematosos ou pálidos, bem como por meio de pápulas ou telangiectasias, etc. A Acupuntura Auricular é, portanto, um método de avaliação energético e terapêutico que tem valor reconhecido, mas que em nossa visão não deve ser 11

12 utilizado como terapêutica isolada e, deve ser um método auxiliar e complementar para os diversos recursos terapêuticos aprendidos em sala de aula durante o curso. As desarmonias energéticas dos Órgãos e das Vísceras podem manifestar-se no exterior por meio de dores, inflamações, abscessos, paralisias, etc. Essas mesmas desarmonias podem, na orelha, provocar reações como: pápulas, eczemas, edemas, mudanças de cor nos ponto correspondentes, tornando-os doloridos e com diferença de potencial da pele em relação à região adjacente. Enfim, há presença de sinais que podem ser avaliados. A análise dessas manifestações cutâneas da orelha pode levar a avaliação precisa das afecções do cliente, como por exemplo, no caso de Gastrite Aguda ou Crônica. Essa análise pode ser feita visualmente ou por meio de aparelhos localizadores de ponto de acupuntura. A inspeção deve ser o primeiro passo no exame da orelha. Essa inspeção efetuada sem qualquer manipulação, como lavar ou esticar a orelha, a fim de evitar que sejam retiradas as descamações, bem como para não modificar a cor da pele. De modo geral, a avaliação Auricular, no caso da Gastrite Aguda, vai encontrar os seguintes sinais indicativos no ponto do Estômago (Wei): avermelhado brilhante ou descamação, e no caso da Gastrite Crônica o ponto do Estômago (Wei) vamos encontrar descamação branca sem borda definida com pele engrossada. (Culliton, P.D. and T.J.Kiresuk. Overview of substance abuse acupuncture treatment research. J. Altern.Complement. Med. 2: , 1996) MECANISMO DE AÇÃO DA AURICULOTERAPIA A orelha, segundo os clássicos ensinamentos da MTC, constitui uma área de reunião da energia Tong Mo (Energia Ativa). O estímulo auricular ativa reflexos condicionados. As reações provocadas podem ser imediatas ou demoradas, temporárias ou permanentes, passageiras ou definitivas. A aplicação de auriculoterapia obedece à disposição anatômica dos órgãos e regiões do corpo humano. Assim, fígado, vesícula biliar, apêndice, cólon ascendente, regiões e órgãos do hemisfério corporal direito devem ser tratados preferencialmente na aurícula direita. Contudo, cabe ressaltar que, isto não constitui uma regra absoluta. Outros órgãos como o baço, pâncreas, coração, cólon descendente e outros órgãos e regiões que estão situados no hemisfério esquerdo, 12

13 serão tratados preferencialmente na aurícula esquerda. Entretanto, se o ponto correspondente estiver presente no lado direito, pode-se utilizar esta área para estimular o órgão do hemisfério esquerdo. Órgãos duplos como: olhos, ouvidos, ovários, testículos, membros, etc, terão tratamento na aurícula homolateral ao problema a ser tratado. Os demais órgãos podem ser tratados em qualquer uma das aurículas. (zhenjiu.com.br/conceitos-sobre-os-mecanismos-da-acupuntura/) FUNDAMENTO REFLEXOLÓGICO Podem-se usar estas áreas reflexológicas para induzir o equilíbrio dinâmico à distância de Yin e Yang que eventualmente estejam desequilibrados e afetando outra parte do corpo ou órgão. Estas áreas podem ser usadas visando manter o corpo equilibrado e saudável. Além de ser uma zona reflexa, a orelha é um órgão do corpo que está deslocado e isolado. Mesmo assim, mantém um relacionamento com o organismo e com os membros, através de relação que mantém com o cérebro. O cérebro comanda o sistema nervoso que por sua vez, tem relação com os órgãos e com todas as regiões do corpo, comandando suas funções. Como a orelha possui ramificações nervosas que fazem conexão com o cérebro, têm-se uma relação da orelha e seus pontos com o cérebro e este com os órgãos. Que se pode colocar da seguinte forma: orelha cérebro órgão. Esta é uma das bases fundamentais da auriculoterapia. (Dulcetti Junior, Orley. Acupuntura Auricular e Auriculoterapia. SP, Parma, 1994). Assim, temos a base energética e a base nervosa que fundamenta o entendimento e a eficiência desta arte de equilibrar o corpo. (mapaauricular.com.br) 13

14 Figura 2: Aurículoterapia Chinesa (mapaauricular.com.br) 14

15 Figura 3: Anatomia da orelha (www.afh.bio.br/sentidos/sentidos3.asp) Diagnóstico através da Pulsologia chinesa O diagnóstico através do pulso ocupa um papel fundamental dentro da MTC. Ela permite analisar e avaliar a distribuição de energia nos 12 meridianos principais e obter dados sobre o Qi, o sangue e os órgãos Zang Fu, permitindo a construção de um diagnóstico. Embora não haja dúvidas quanto à possibilidade de se diagnosticar através do exame do pulso, há quem conteste a importância deste procedimento. Na MTC, afirma-se que a entrevista pode ser responsável por 70% do diagnóstico, a inspeção 15%, e neste caso, o exame o pulso serviria apenas para confirmar o diagnóstico obtido através da entrevista. Podemos dizer que o estudo dos pulsos é fácil, porém ele é ao mesmo tempo difícil. Ele é fácil quando o intuito é verificar a intensidade de batimentos cardíacos, verificando a plenitude ou deficiência de energia. E, apesar de um pouco mais difícil, à medida que vamos aprofundando-nos no conhecimento e no uso da pulsologia, vamos aprendendo a avaliar a qualidade dos batimentos e até a diagnosticar doenças, que é mais difícil. É claro que isso requer muita prática, alguns chegam 15

16 até a prever o tempo mínimo necessário de prática de 10 anos. (www2.uol.com.br/vyaestelar/pulsologia_chinesa.htm) O Pulso e a Energia É importante lembrar que a energia circula por todos os meridianos e canais existentes no nosso organismo. A cada duas horas essa energia é predominante em um dos meridianos principais. O exame do pulso também é útil para se obter essa verificação. Esse fenômeno deve ser levado em consideração no momento da avaliação do pulso do cliente. Caso encontremos o pulso do cliente cheio entre as 7 e 9 horas da manhã, deve-se lembrar que neste horário a energia está percorrendo o meridiano do estômago e isso deve ser levado em consideração, devemos dar um desconto. Figura 4: As posições básicas para o diagnóstico do pulso (www2l.com.br/vyaestelar/pulsologia_chinesa.htm) Ao analisarmos o pulso, devemos levar em consideração dois aspectos: 1- Quantitativos: Observa-se a intensidade de cada uma das posições com relação à pulsação. Essa intensidade em cada ponto vai nos dar o grau de funcionamento ou da energia do órgão correspondente, seguindo o seguinte padrão: - pulso mais intenso (forte) = excesso de energia; - pulso menos intenso (fraco) = deficiência de energia. 16

17 2- Qualitativos: Observa-se a freqüência, o ritmo, a amplitude, a regularidade, a força e a fluidez. (MANN, F. Acupuntura: a antiga arte chinesa de curar. São Paulo : Hemus, p.) Pulso Normal - características Levando em consideração o que já foi exposto, um pulso normal apresenta as seguintes características: - Rítmico e vigoroso: Freqüência / intensidade equilibrada nos doze meridianos. - Freqüência: 4 pulsações por respiração completa (inspiração e expiração). - Ritmo: Regular e tranqüilo. - Vigor: Calmo com força. (MANN, F. Acupuntura: a antiga arte chinesa de curar. São Paulo : Hemus, p.) Variações do Pulso Para analisarmos um pulso devemos levar em consideração as pequenas variações de intensidades de acordo com o horário da atividade máxima de cada meridiano (a cada duas horas a energia está mais presente em um dos 12 meridianos) e a estação do ano correspondente a cada elemento. Devemos levar em conta também, as variações fisiológicas advindas da idade, do sexo e do aspecto físico do cliente. - Idade: Quanto mais jovem, mais rápido é o pulso. O pulso dos adolescentes, dos adultos e das pessoas em boa saúde, tem força. O pulso dos idosos e das pessoas de constituição frágil é fraco. - Sexo: O pulso das mulheres adultas é mais fraco e um pouco mais rápido que o dos homens. Durante o ciclo menstrual o pulso apresenta variação, tornando-se um pouco mais forte que o normal. - Aspecto físico: As pessoas de grande estatura têm uma localização de pulso mais extensa, sendo mais curta nas pessoas de pequena estatura. Em pessoas gordas o pulso é mais profundo, e nos magros o pulso é levemente superficial. (www2.uol.com.br/vyaestelar/pulsologia_chinesa.htm) 17

18 Qualidades do Pulso Vazio Não se sente pulsação nenhuma, não há pulso. Meridiano necessita de tonificação. Fraco Sente-se um mínimo batimento, porém o pulso está abaixo da média. Meridiano necessita de tonificação. Médio A freqüência mais presente. Podemos dizer que o pulso está na normalidade. Forte Pulso acima da média. Meridiano necessita de sedação. Cheio A impressão é a de que o pulso empurra o dedo. Sensação de que vai explodir. Meridiano necessita de sedação. Inspeção da Língua Antigos médicos realizavam o exame da língua como método auxiliar no diagnóstico das mais variadas doenças, pois a língua e as estruturas adjacentes (bochechas, gengivas, glândulas, saliva) exibem sinais e sintomas muitas vezes precoces de doenças. O exame analisa a textura, cor e forma e pode durar em torno 15 segundos para que a tensão não altere a cor e o formato. Uma língua considerada normal tem a coloração rosada, larga e arredondada, porém, por cada região corresponder a um órgão, as alterações podem aparecer em regiões específicas ao invés da língua toda. Seguindo este raciocínio se, por exemplo, a ponta da língua estiver vermelha significa excesso de energia e de sangue e pode indicar coração inchado ou pode até indicar problemas emocionais persistentes como depressão, raiva reprimida ou inquietação mental. Para o diagnóstico preciso o certo é analisar as regiões específicas e a língua como um todo, já que uma alteração pode influenciar em outras alterações. (zhenjiu.com.br/a-primeira-consulta-com-um-acupunturista/) Na Medicina Tradicional Chinesa o diagnóstico é de suma importância para o tratamento das muitas síndromes e patologias. Constitui quatro métodos de diagnóstico onde temos a inspeção, a ausculta e olfação, o interrogatório e apalpação. A inspeção consiste em observar cuidadosamente as condições da face, da língua, das secreções e excreções. 18

19 A língua expressa a condição energética (yin ou yang) dos órgãos e vísceras. A inspeção consiste em observar: Forma da língua (fina, inchada, com marcas laterais dos dentes, fissuras) Cor da língua (pálida, vermelha, arroxeada, azulada) Saburra (quantidade, distribuição, cor: amarela, marrom, preta, branca, cinza). Veias da base (se estão com cor intensa, inchada, sem cor). É possível se identificar se os órgãos estão com deficiência ou excesso, estagnações, frio, calor, umidade, secura. A língua é o espelho dos órgãos, representado em seu corpo órgãos e vísceras. (portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task). Figura 5: Áreas analisadas na Inspeção da Língua (portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task) A cor nos indica as condições do Xue (Sangue), o Qi (Energia) Nutritivo e estado dos sistemas Yin. Como já foi mencionada anteriormente, a cor normal da língua é vermelho-clara. Temos como aspecto de cor: 19

20 a) Pálida - indica deficiência de sangue ou deficiência de Yang, síndromes de Frio. Pode significar anemia como distúrbio da síntese de albumina. b) Vermelha - a língua mais vermelha que a normal indica Calor. Devido ao excesso de Calor, a Energia e o Sangue circulam com rapidez refletindo na coloração da língua. c) Vermelha-escura - verifica-se em doenças febris, doenças longas do tipo Calor Externo onde o Calor Perverso penetra no Qi Nutritivo e no Sangue. d) Púrpura - indica estagnação de Sangue tanto pelo Calor como pelofrio. e) Azul - a língua azulada indica Frio Interior e estase de Sangue. Depois de uma consulta, o profissional localiza onde esta ocorrendo o bloqueio de energia e seleciona os pontos de acupuntura existente ao longo do corpo onde serão inseridas agulhas para desbloquear as energias estagnadas. Feito o desbloqueio das energias estagnadas, o paciente começa ter a melhora dos sintomas das doenças que havia se instalado, devido ao bloqueio da energia em um ou vários canais espalhados pelo corpo. (Auteroche, B ; Navailh. O Diagnostico na Medicina Chinesa São Paulo, Org. Andrei Ed 1986). Na Medicina Tradicional Chinesa a língua é considerada o prolongamento do Coração onde a condição do Qi e do sangue são refletidos. É o broto do Coração, a raiz da mente. A cor do corpo da língua reflete a saúde dos órgãos Yin, do sangue e do Qi nutritivo. É o aspecto individual mais importante na observação refletindo a verdadeira condição do corpo independente das condições temporárias como as resultantes de esforços físicos recentes ou aborrecimento emocional. Um corpo de língua normal significa que esta está recebendo suprimento necessário do Coração. A forma da língua reflete o estado de excesso e deficiência do sangue, podendo também sugerir a presença de fatores patogênicos como umidade, fleuma 20

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc. Gastrite, Úlcera, Diarréia, Prisão de ventre (constipação) Cólica, Vermes. Anamnese: Tipo de dor ou desconforto:

Leia mais

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO

ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE CEFALÉIAS Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO Se o problema tem solução, não esquente a cabeça, porque tem solução. Se o problema não tem solução, não esquente a cabeça,

Leia mais

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA

Prof. Carolina C. T. Haddad. Instituto Bioethicus. Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA Instituto Bioethicus Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária PULSOLOGIA A arte da palpação é de extrema importância dentro do exame semiológico da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa e a

Leia mais

Def de Qi do Rim -etiologia

Def de Qi do Rim -etiologia PADRÕES DO RIM Funções energéticas Estoca a essência Fonte do Yin e Yang Domina o metabolismo Recebe o Qi dos Pulmões Controla os orifícios Domina os ossos Abre-se nos ouvidos e manifesta-se nos cabelos

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA AVALIAÇÃO DE ACUPUNTURA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Ficha No.: Data: Nome: Data Nasc.: Naturalidade: Estado civil: Filhos: Endereço: Profissão: Fone(s): 1. Queixa Principal (QP): 2. História da Moléstia

Leia mais

OITO PRINCÍPI P O I S

OITO PRINCÍPI P O I S OITO PRINCÍPIOS TEM COMO FUNÇÃO IDENTIFICAR, ATRAVÉS DOS DADOS OBTIDOS DO PACIENTE: A LOCALIZAÇÃO DA DESARMONIA A NATUREZA DA DESARMONIA AS CONDIÇÕES DOS FATORES PATOGÊNICOS E DE RESISTÊNCIA DO ORGANISMO

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CURSO DE ACUPUNTURA CORPO ENERGÉTICO. Elaborado por Profa. Romana de Souza Franco. 1

CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CURSO DE ACUPUNTURA CORPO ENERGÉTICO. Elaborado por Profa. Romana de Souza Franco. 1 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CORPO ENERGÉTICO 1 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL INTRODUÇÃO: O corpo energético humano, às vezes chamado de corpo etéreo permeia e cerca o corpo físico sólido. É a soma dos campos de

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS

IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS IDENTIFICAÇÃO DE PADRÕES DE ACORDO COM OS OITO PRINCÍPIOS Aplicação dos 8 princípios Aplicável em todos os casos, para doenças interiores e exteriores Divisão : Exterior-Interior Calor-Frio: Calor por

Leia mais

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao TRATAMENTO PARA MIOMA INSTITUTO Long Tao Mioma Uterino DEFINIÇÃO: É UM TUMOR BENIGNO QUE SURGE QUANDO UMA CÉLULA DO ÚTERO DA MULHER COMEÇA A SE MULTIPLICAR DE FORMA DESORDENADA. Definição na MTC: O mioma

Leia mais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA, ACUPUNTURA E TERAPIAS AFINS INDICAÇÕES

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA, ACUPUNTURA E TERAPIAS AFINS INDICAÇÕES MEDICINA TRADICIONAL CHINESA, ACUPUNTURA E TERAPIAS AFINS INDICAÇÕES www.shenqui.com.br Na década de 80, após 25 anos de pesquisas, em renomadas instituições do mundo, a OMS publicou o documento Acupuncture:

Leia mais

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA DIAGNÓSTICO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA A base do diagnóstico da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), está na observação dos sinais e sintomas do paciente, uma vez que eles refletem a condição dos Sistemas

Leia mais

Deve-se distinguir a sudorese por meio da Área corpórea, hora do dia, condições e tipo de sudorese.

Deve-se distinguir a sudorese por meio da Área corpórea, hora do dia, condições e tipo de sudorese. CALAFRIOS E FEBRE 12 Calafrios apresenta um significado duplo: significa que o paciente sente frio, mas também que ele tem aversão ao frio ; Se a pessoa apresenta aversão ao frio e sente calafrios, isto

Leia mais

CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO)

CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO) CANAIS E COLATERAIS (JING-LUO) A TEORIA DE JING-LUO ESTUDA AS ALTERAÇÕES FISIOPATOLÓGICAS DOS CANAIS E COLATERAIS E A RELAÇÃO ENTRE ESTES E OS ÓRGÃOS INTERNOS DO CORPO JING-LUO É O NOME DADO AO CONJUNTO

Leia mais

AURICULOTERAPIA. Em 1951, o médico francês Paul Nogier recebeu em seu consultório um paciente relatando que sofria

AURICULOTERAPIA. Em 1951, o médico francês Paul Nogier recebeu em seu consultório um paciente relatando que sofria AURICULOTERAPIA Histórico Em 1951, o médico francês Paul Nogier recebeu em seu consultório um paciente relatando que sofria de dor ciática e já havia tentado todos os tratamentos possíveis na época sem

Leia mais

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA

dr-cesar TERAPIAS ENERGÉTICAS CURSOS AMBULATÓRIO E CONSULTORIA PRINCIPAIS SÍNDROMES Autor - Wanderley Rocha Casalecchi PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS: SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A

Leia mais

A Vesícula Biliar (DAN)

A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) 44 pontos bilaterais Natureza YANG Elemento Madeira Acoplado ao Fígado (GAN) A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) é considerada uma víscera de comportamento particular,

Leia mais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais Medicina Tradicional Chinesa Histórico Antes de 2000 a.c Origem

Leia mais

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança.

S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Síndromes do Baço Deficiência do Qi do Baço S/s cansaço, letargia, fraqueza, problemas de apetite, distensão abdominal, fezes soltas e insegurança. Pulso- vazio. Língua pálida e flácida, marcas de dentes.

Leia mais

Prof. Henrique Adam Pasquini

Prof. Henrique Adam Pasquini Segundo a MTO Prof. Henrique Adam Pasquini RSRSRSRSRSRS... Prof. Henrique Adam Pasquini 2 INSPEÇÃO DA LÍNGUA MTC A Língua é o broto do Coração. Embriologia A Língua e o coração se originam de um mesmo

Leia mais

PONTOS ESPECIAIS PARA DIVERSOS TRATAMENTOS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO

PONTOS ESPECIAIS PARA DIVERSOS TRATAMENTOS. Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO PONTOS ESPECIAIS PARA DIVERSOS TRATAMENTOS Camille Elenne Egídio INSTITUTO LONG TAO "A saúde é o resultado não só de nossos atos como também de nossos pensamentos." (Mahatma Gandhi) SHIATSU TERAPIA Terapia

Leia mais

Práticas da MTC para gestação, parto e puerpério. Dra. Gisele Damian Antonio Gouveia

Práticas da MTC para gestação, parto e puerpério. Dra. Gisele Damian Antonio Gouveia Práticas da MTC para gestação, parto e puerpério Dra. Gisele Damian Antonio Gouveia BASES TEÓRICAS DA MTC Teoria Yin e Yan Teoria do Yin e Yang Teoria dos 5 movimentos 5 elementos/movimentos e suas analogias

Leia mais

Módulo I Lição 6. S. Baço / Estômago S. Fígado / Vesícula biliar S. Rim / Bexiga Sanjiao

Módulo I Lição 6. S. Baço / Estômago S. Fígado / Vesícula biliar S. Rim / Bexiga Sanjiao Módulo I Lição 6 S. Baço / Estômago S. Fígado / Vesícula biliar S. Rim / Bexiga Sanjiao Relembrando Alterações patológicas *Qi (Deficiência, Estagnação, alteração curso normal) *Xue (Deficiência, estagnação,

Leia mais

RYODORAKU. Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN

RYODORAKU. Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN RYODORAKU Mensuração Diagnóstica Eletrônica POR DENISE DARIN SIGNIFICADO DO RYODORAKU Ryo significa boa, Do conduzir e Raku linha ou canal. Caminhos Permeáveis (Linha de boa eletrocondutividade). É um

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07. Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 07 QUESTÃO 17 Acerca da história da Acupuntura, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO: a) Há 3.000 anos, agulhas de bronze e a pedra bian eram usadas como

Leia mais

Utilizando o Diagnóstico pelos Oito Princípios na Acupuntura Veterinária Dra. Eliane Nijishima

Utilizando o Diagnóstico pelos Oito Princípios na Acupuntura Veterinária Dra. Eliane Nijishima Utilizando o Diagnóstico pelos Oito Princípios na Acupuntura Veterinária Dra. Eliane Nijishima 1. Introdução O primeiro e mais importante estágio de identificação das Síndromes na Medicina Tradicional

Leia mais

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson.

** Pessoas jovens com má alimentação e estresse emocional que também geram vento no Fígado também estão propícios a ter Parkinson. Doença de Parkinson A Doença de Parkinson é uma síndrome caracterizada por lentidão de movimento, rigidez e tremor resultante de disfunção nos glânglios da base, com diminuição da dopamina e aumento da

Leia mais

PADRÕES DO FÍGADO (GAN)

PADRÕES DO FÍGADO (GAN) PADRÕES DO FÍGADO (GAN) ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) SENSAÇÃO DE DISTENSÃO E DOR NOS HIPOCÔNDRIOS - NO NÍVEL FÍSICO A ESTAGNAÇÃO DE FÍGADO SE MANIFESTA PRINCIPALMENTE NESTA REGIÃO, EM AMBOS OS LADOS.

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais: Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc; Gastrite; Úlcera; Diarréia; Prisão de ventre (constipação / obstipação); Cólica (intestinal); Vermes.

Leia mais

ATM CERVICALGIAS DORSALGIAS

ATM CERVICALGIAS DORSALGIAS Center-AO Centro de Pesquisa e Estudo da Medicina Chinesa Universidade Federal de São Paulo Departamento de Ortopedia e Traumatologia Disciplina de Ortopedia Setor de Medicina Chinesa-Acupuntura ATM CERVICALGIAS

Leia mais

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net MASSAGEM DO-IN Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto Site: www.massagemdoin.net E-Mail: contato@massagemdoin.net O QUE É? O DO-IN é uma técnica de automassagem aplicada nos pontos energéticos

Leia mais

Medicina Tradicional Chinesa

Medicina Tradicional Chinesa Medicina Tradicional Chinesa Os Chineses acreditam que a vida e a saúde estão relacionadas diretamente ao fluxo de energia pelo corpo: "CHI". A doença se manifesta quando a energia é bloqueada. A MTC se

Leia mais

ARTROSES ARTRITES OSTEO... HÉRNIA ARTRALGIAS...OSES...ITES ETC.

ARTROSES ARTRITES OSTEO... HÉRNIA ARTRALGIAS...OSES...ITES ETC. ORTOPEDIA & REUMATO MTC ARTROSES ARTRITES OSTEO... HÉRNIA ARTRALGIAS...OSES...ITES ETC. CAUSAS CLÍNICAS OCIDENTE CAUSAS CLÍNICAS ORIENTE 1. VENTO 2. FRIO 3. CALOR 4. UMIDADE 5. TRAUMA ORTOPEDIA & REUMATO

Leia mais

Olá, amigo! Nós somos os seus rins e gostaríamos que nos conhecesse melhor!

Olá, amigo! Nós somos os seus rins e gostaríamos que nos conhecesse melhor! Olá, amigo! Nós somos os seus rins e gostaríamos que nos conhecesse melhor! É essencial que aprenda a nos manter saudáveis, porque o funcionamento de todos os órgãos do seu corpo, depende de nós! Estamos

Leia mais

Inicio: 30/31 de maio de 2015 VIDA E BEM ESTAR NA TERCEIRA IDADE Ter qualidade de vida e bem estar na terceira idade depende de vários fatores, mas principalmente da forma como nos percebemos em cada fase

Leia mais

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico

Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico I. INTRODUÇÃO Ba gang 8 Princípios de Diagnóstico Para se fazer qualquer tratamento em M.T.C, que seja mais do que meramente sintomático, é preciso um diagnóstico correto da disfunção em curso. O diagnóstico

Leia mais

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional

Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Centro Brasileiro de Acupuntura Acupuntura Aplicada a Ginecologia e Obstetrícia Prof.: Marcelo Brum Elementos de Fisiologia Feminina Tradicional Aparelho Genital Feminino: Abrange: Útero; Ovários; Trompas

Leia mais

Interrogatório DOR. No CD Rom

Interrogatório DOR. No CD Rom Interrogatório No CD Rom - Um artigo complementar sobre a importância do Interrogatório na MTC. - Modelo de Ficha de Avalição de pacientes. Imprima Frente e Verso. ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR

Leia mais

Acupuntura do. Acupuntura do 2 Metacarpo

Acupuntura do. Acupuntura do 2 Metacarpo Acupuntura do Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Reginaldo de Carvalho Silva Filho Introdução Apresentação

Leia mais

Dor segundo a Medicina Chinesa

Dor segundo a Medicina Chinesa XII Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientais Dor segundo a Medicina Chinesa Introdução Definição A IASP- International Association for the Study of Pain (Associação Internacional

Leia mais

Título Resumido. Poço (Jing)

Título Resumido. Poço (Jing) Analgesia Tendinomuscular pelo Ponto Poço (Jing) Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Dr. Reginaldo de Carvalho

Leia mais

de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães

de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães O Tui Na como método terapêutico e de avaliação Paulo Minoru Minazaki Junior Palestra supervisionado pelos professores Edgar Cantelli e Helena Guimarães Shiatsu Técnica japonesa; An Fa; Trabalha em uma

Leia mais

Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente

Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente SHEN LONG Curso de ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA = ZANG FU = Coordenador

Leia mais

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO

ELABORAR UM QUESTIONÁRIO INTERROGATÓRIO ANAMNESE ELABORAR UM QUESTIONÁRIO DIRECIONAR AS PERGUNTAS INICIALMENTE TOMANDO POR BASE OS 8 CRITÉRIOS, SUBSTÂNCIAS FUNDAMENTAIS, ZANG FU E ETIOPATOGENIA. DEIXAR QUE O PACIENTE JUSTIFIQUE

Leia mais

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE É INSEPARÁVEL DO QI, JÁ QUE O QI PROPORCIONA VIDA AO XUE, SEM O QUAL ELE SERIA UM FLUIDO INERTE XUE DERIVA EM SUA MAIORIA DO

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E ACUPUNTURA. Acupuntura Uma especialidade Farmacêutica - Resolução CFF N.

NOÇÕES BÁSICAS DE MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E ACUPUNTURA. Acupuntura Uma especialidade Farmacêutica - Resolução CFF N. NOÇÕES BÁSICAS DE MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E ACUPUNTURA Acupuntura Uma especialidade Farmacêutica - Resolução CFF N. 353 23/08/2000 Edson João Garcia Fevereiro/2015 MTC MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

Leia mais

Canais Distintos Dr. Iriê Tadashi. Prof. Roberto Lalli www.tecnicasjaponesa.blogspot.com rlterapeuta@gmail.com

Canais Distintos Dr. Iriê Tadashi. Prof. Roberto Lalli www.tecnicasjaponesa.blogspot.com rlterapeuta@gmail.com Canais Distintos Dr. Iriê Tadashi Prof. Roberto Lalli www.tecnicasjaponesa.blogspot.com rlterapeuta@gmail.com Canais Distintos Tecnica superficial De 2mm a 5mm de inserção Agulhas mais finas 0,20 X 30mm

Leia mais

Caso 1. nda. Pulso Flutuante e lentificado.

Caso 1. nda. Pulso Flutuante e lentificado. Caso 1 Paciente com dor e limitação de movimento do pescoço o háh um dia. Acompanha cefaléia occipital, dores pelo corpo, tosse, secreção nasal clara e febre baixa sem transpiração. Língua nda. Pulso Flutuante

Leia mais

XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO

XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO XI Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientas EBRAMEC - CIEFATO Material elaborado pela Direção e Coordenação da EBRAMEC Direção Geral: Reginaldo de Carvalho Silva Filho Coordenação

Leia mais

A MASSAGEM TERAPÊUTICA AUXILIANDO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS

A MASSAGEM TERAPÊUTICA AUXILIANDO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS 1 Resumo A MASSAGEM TERAPÊUTICA AUXILIANDO NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS Fabiano Seubert Liane Veronese O artigo tem como objetivo evidenciar os benefícios da massoterapia

Leia mais

A ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) E SUA RELAÇÃO COM O MIOMA

A ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) E SUA RELAÇÃO COM O MIOMA A ESTAGNAÇÃO DO QI DO FÍGADO (GAN) E SUA RELAÇÃO COM O MIOMA Frederico César Especialista em Acupuntura e Farmacologia Chinesa Mestrando em Patologia pela UFMG Útero e seus aspectos sociais. A menarca,

Leia mais

Qigong Saúde. PALESTRA, WORKSHOP E CURSO promovidos pela: Chinese Health Qigong Association. Apoio: Confederação Brasileira de Kungfu Wushu CBKW

Qigong Saúde. PALESTRA, WORKSHOP E CURSO promovidos pela: Chinese Health Qigong Association. Apoio: Confederação Brasileira de Kungfu Wushu CBKW Qigong Saúde PALESTRA, WORKSHOP E CURSO promovidos pela: Chinese Health Qigong Association Apoio: Confederação Brasileira de Kungfu Wushu CBKW Faculdade de Educação Física da Univ. de Campinas, SP FEF

Leia mais

TABAGISMO. O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox

TABAGISMO. O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox Informativo Semanal O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo.

Leia mais

A Lesão. A Lesão. A lesão provoca congestão local causada por obstrução de QiE XUE nas articulações

A Lesão. A Lesão. A lesão provoca congestão local causada por obstrução de QiE XUE nas articulações Acupuntura Acupuntura e Traumatologia e Traumatologia É o estudo das patologias próprias do sistema esquelético, causadas principalmente por traumatismos utilizando a especialidade de acupuntura como recurso

Leia mais

FADIGA, NEURASTENIA ou. Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo

FADIGA, NEURASTENIA ou. Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo FADIGA, NEURASTENIA ou TRANSTORNOS SOMATOFORMES Paulo Lessa IAMMG Instituto de Acupuntura Médica de Minas Gerais IVN SP Instituto Van Nghi São Paulo Sinais e sintomas relatados por pacientes com fadiga

Leia mais

AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA

AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA AULA DE HÉRNIA DE DISCO: TTO. ATRAVÉS DA ACUPUNTURA A doença não é uma Entidade mas uma condição flutuante do corpo do paciente, uma batalha entre a substância da doença e a tendência natural do corpo

Leia mais

6/22/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc

6/22/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Acupuntura na Osteoartrose Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Osteoartrose 1 Osteoartrose Outras denominações ; Artrose; Doença Articular Degenerativa; Artrite Degenerativa. 2 É a doença articular mais

Leia mais

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal

Padrões de Desarmonia do Movimento Metal [Digite texto] Curso de Especialização em Acupuntura Veterinária Padrões de Desarmonia do Movimento Metal Prof a. Márcia Valéria Rizzo Scognamillo marciascognamillo@yahoo.com.br Junho de 2011 Geral I.

Leia mais

PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU)

PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU) 1 PONTOS FONTE (YUAN) PONTOS DE CONEXÃO (LO) PONTOS DE TRANSPORTE POSTERIOR (BACK SHU) PONTOS DE COLETA FRONTAL (ALARME ou FRONT MU) PONTOS DE ACÚMULO (XI) PONTOS DE REUNIÃO (HUI) 1- PONTOS FONTE (YUAN)

Leia mais

Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende

Métodos Diagnósticos na MTC. Prof. Thiago Resende Métodos Diagnósticos na MTC Prof. Thiago Resende Observações da Forma do Corpo Existem cinco diferentes maneiras de se classificar: Yin e Yang Cinco Elementos (Constitucional) Influências pré e pós natais

Leia mais

OS CINCO ELEMENTOS Os cinco elementos, madeira, fogo, terra, metal e água abarcam todos os fenômenos da natureza. Trata-se de um simbolismo que se aplica também ao homem. Nei Jing. Os chineses dividiram

Leia mais

O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE

O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE O TUI NA NO TRATAMENTO DA ANSIEDADE ANSIEDADE A ansiedade é uma reação ligada ao instinto de sobrevivência frente a situações e momentos de medo, perigo ou de tensão, que prepara a pessoa para o que poderá

Leia mais

ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA

ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA HISTÓRIA DA MEDICINA CHINESA Teoria da Acupuntura ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA A Medicina Tradicional Chinesa tem obtido um desenvolvimento através do tempo, pelo menos a 3000 anos. A Acupuntura promove diversas funções, ela controla

Leia mais

Minha filha está ficando uma moça!

Minha filha está ficando uma moça! Minha filha está ficando uma moça! A UU L AL A O que faz as meninas se transformarem em mulheres? O que acontece com seu corpo? Em geral, todos nós, homens e mulheres, somos capazes de lembrar muito bem

Leia mais

ACUPUNTURA SEM SEGREDOS: TRATAMENTO NATURAL, MILENAR E CIENTÍFICO*

ACUPUNTURA SEM SEGREDOS: TRATAMENTO NATURAL, MILENAR E CIENTÍFICO* ACUPUNTURA SEM SEGREDOS: TRATAMENTO NATURAL, MILENAR E CIENTÍFICO* (2007) Alex Sandro Tavares da Silva Psicólogo. Psicoterapeuta. Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Leia mais

DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO. Claudia de Lima Witzel

DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO. Claudia de Lima Witzel DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO Claudia de Lima Witzel SISTEMA MUSCULAR O tecido muscular é de origem mesodérmica (camada média, das três camadas germinativas primárias do embrião, da qual derivam

Leia mais

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16 DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA A tensão do dia a dia é a causa mais freqüente das dores de cabeça mas, elas poderem aparecer por diversas causas e não escolhem idade e sexo. Fique sabendo, lendo este artigo,

Leia mais

Acupuntura e Pediatria Funcional Prof. Jean Luís de Souza Diretor do IPGU Presidente da FEDUC Presidente da SOBRAFISA Massagem Pediátrica Dinastia Sui Tang (581-907 DC) Dinastia Song (960-1644) é que a

Leia mais

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa?

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa? Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa? Menopausa é a parada de funcionamento dos ovários, ou seja, os ovários deixam

Leia mais

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1

LOMBALGIA. Segundo Bernard Auteroche. instituto de acupuntura tradicional 1 LOMBALGIA Segundo Bernard Auteroche instituto de acupuntura tradicional 1 instituto de acupuntura tradicional 2 Fisiologia Energética n A MTC, através da acupuntura, nos ensina que o corpo humano é recoberto

Leia mais

Diferenciação de Síndromes. Instituto Long Tao

Diferenciação de Síndromes. Instituto Long Tao Diferenciação de Síndromes Instituto Long Tao Revisão Funções do Coração 1. Governa (regula) o Sangue (Xue) 1.1 No Coração o Qi Nutritivo se transforma em Xue 1.2 O Yang do Coração movimenta o Xue nos

Leia mais

XII I I S im i pós pós o B ras r i as l i e l i e r i o de o de Aper pe f r e f i e ç i oam oam n e to t e o m e

XII I I S im i pós pós o B ras r i as l i e l i e r i o de o de Aper pe f r e f i e ç i oam oam n e to t e o m e XII Simpósio Brasileiro de Aperfeiçoamento em Acupuntura e Terapias Orientais 三 Método de Três Agulhas Introdução Definição O Método de Três Agulhas é uma forma de acupuntura que utiliza seleções e combinações

Leia mais

CARTILHA DA GRÁVIDA 1

CARTILHA DA GRÁVIDA 1 CARTILHA DA GRÁVIDA 1 2 SUMÁRIO SOBRE A FEBRASGO 4 PRIMEIROS SINTOMAS 5 ETAPAS DA GESTAÇÃO 6 IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL 8 OBJETIVOS DO PRÉ-NATAL JUNTO À MÃE 9 OBJETIVOS DO PRÉ-NATAL JUNTO AO BEBÊ 10 OBJETIVOS

Leia mais

Choo H. Kim Acupuntura Coreana da Mão Passo a passo

Choo H. Kim Acupuntura Coreana da Mão Passo a passo Choo H. Kim Acupuntura Coreana da Mão Passo a passo Conhecendo o segredo da acupuntura coreana da mão 1ª edição São Paulo 2014 Copyright 2014 Ícone Editora Ltda. Ilustrações Choo H. Kim Projeto gráfico,

Leia mais

OMENAX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg

OMENAX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg OMENAX Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg tratar dispepsia, condição que causa acidez, azia, arrotos ou indigestão. Pode ser usado também para evitar sangramento do trato gastrintestinal

Leia mais

Jin Shin Jyutsu A arte do Criador através do Homem de Conhecimento e Compaixão

Jin Shin Jyutsu A arte do Criador através do Homem de Conhecimento e Compaixão 1 Jin Shin Jyutsu A arte do Criador através do Homem de Conhecimento e Compaixão ÉRICKA RAMOS Practitioner e Instrutora de autoaplicação. Organizadora dos cursos de Jin Shin Jyutsu em São Paulo. Licenciada

Leia mais

Capítulo 3 Úlceras Tróficas de Perna

Capítulo 3 Úlceras Tróficas de Perna 10 Capítulo 3 Úlceras Tróficas de Perna As úlceras tróficas de perna constituem uma doença mutilante comum, que surge geralmente a partir de um pequeno trauma ou de uma infecção secundária em regiões da

Leia mais

BIOTIPOLOGIA CONSTITUCIONAL TIPO I AR YANG SUPREMO

BIOTIPOLOGIA CONSTITUCIONAL TIPO I AR YANG SUPREMO TIPO I AR YANG SUPREMO TAI YANG Características físicas: fronte larga, brilho intenso nos olhos, tórax bem desenvolvido (devido a hiperplasia do parênquima pulmonar), ombro largo, cintura proporcionalmente

Leia mais

Objetivos: 1. Compreender a origem e a natureza da desarmonia 2. Decifrar padrões complicados 3. Identificar as contradições

Objetivos: 1. Compreender a origem e a natureza da desarmonia 2. Decifrar padrões complicados 3. Identificar as contradições IDENTIFICAÇÃO DOS PADRÕES DESARMÔNICOS SEGUNDO OS OITO PRINCÍPIOS DIAGNÓSDTICO Objetivos: 1. Compreender a origem e a natureza da desarmonia 2. Decifrar padrões complicados 3. Identificar as contradições

Leia mais

6/3/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc

6/3/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Homem, 52 anos. Fome e sede frequentes há 3 anos Micções frequentes e perda de peso. Refere preferência por comidas substanciosas e álcool. Glicemia em jejum 150 (Glicosuria+)

Leia mais

EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA

EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA EMBRIOLOGIA ENERGÉTICA FECUNDAÇÃO: ovócito + espermatozóide multiplicação celular durante os primeiros dias o embrião tem forma arredondada (fase de mórula) por volta do 12 º dia, vai passando para uma

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST COORDENAÇÃO DO CURSO DE FISIOTERAPIA

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST COORDENAÇÃO DO CURSO DE FISIOTERAPIA PLANO DE ENSINO DADOS DA DISCIPLINA CÓDIGO NOME CH TOTAL PERÍODO HORÁRIO 0395 Recursos Terapeuticos Manuais PROFESSOR (ES) Profa. Esp. Maria da Consolação Rios da Silva 60 h T-40 h/p-20 h 4º MATUTINO EMENTA:

Leia mais

Termo de Responsabilidade

Termo de Responsabilidade GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO - GESPRE EXAME ADMISSIONAL Termo de Responsabilidade (Deverá ser preenchido pelo candidato com letra de forma legível) Eu, [nome completo do candidato] CPF n.º RG n.º. Candidato(a)

Leia mais

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib)

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este guia destina-se a doentes a quem tenha sido receitado

Leia mais

Ponto Adrenal. Tubérculo Inferior do bordo do

Ponto Adrenal. Tubérculo Inferior do bordo do Pontos de Comando Ponto Adrenal Tubérculo Inferior do bordo do tragus: Ação: neuro-humoral (corticóides), analgésica,coagulante, imunológica, antiinfecciosa,antiinflamatória ansiolíotica Adrenal SNV (Simpático)

Leia mais

Terceira idade. Antonieta

Terceira idade. Antonieta Terceira idade Antonieta Terceira Idade Terceira Idade Aristóteles (384-322 a.c.) cada pessoa nascia com certa quantidade de calor interno que iria se dissipando com o passar dos anos. Terceira Idade-

Leia mais

Acupuntura em Cardiologia Funcional. Prof. Ms. Jean Luis de Souza. Diretor Geral: IPGU

Acupuntura em Cardiologia Funcional. Prof. Ms. Jean Luis de Souza. Diretor Geral: IPGU Acupuntura em Cardiologia Funcional Prof. Ms. Jean Luis de Souza Presidente SOBRAFISA NACIONAL Diretor Geral: IPGU Acupuntura em Cardiologia Energética Funcional * PROGRAMA * SISTEMA CARDIOVASCULAR * ELEMENTOS

Leia mais

DEFINIÇÃO DE PONTO AURICULAR: É um órgão específico ou estrutura refletida sobre aquela área. É um receptor de sinais de alta especificidade.

DEFINIÇÃO DE PONTO AURICULAR: É um órgão específico ou estrutura refletida sobre aquela área. É um receptor de sinais de alta especificidade. AURICULOTERAPIA DEFININDO A AURICULOTERAPIA O pavilhão auricular é um microssistema onde está projetado o corpo humano. É um receptor de sinais específicos vindos do corpo. A auriculoterapia é uma terapia

Leia mais

QIGONG SAÚDE 2015 3ª VISITA DOS TÉCNICOS DA CHQA AO BRASIL PROGRAMAÇÃO. 19, 20 e 21 de Junho no RIO DE JANEIRO/RJ

QIGONG SAÚDE 2015 3ª VISITA DOS TÉCNICOS DA CHQA AO BRASIL PROGRAMAÇÃO. 19, 20 e 21 de Junho no RIO DE JANEIRO/RJ QIGONG SAÚDE 2015 3ª VISITA DOS TÉCNICOS DA CHQA AO BRASIL PROGRAMAÇÃO 19, 20 e 21 de Junho no RIO DE JANEIRO/RJ PROMOÇÃO CHINESE HEALTH QIGONG ASSOCIATION EM PARCERIA COM CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE KUNGFU

Leia mais

O que posso fazer com a insónia?

O que posso fazer com a insónia? Psicóloga: Chou Im Keng A noite é longa e as horas não passam, reviro-me na cama, não consigo dormir e espero pelo nascer do sol creio que quem já teve insónia com certeza já teve esse tipo de experiência

Leia mais

Rol de Atividades dos Biomédicos

Rol de Atividades dos Biomédicos O Rol de Atividades dos Biomédicos refere-se a um parecer descritivo dos procedimentos desempenhados na especialidade da Acupuntura na Biomedicina, conforme Resolução no. 185, de 26 de agosto de 2010,

Leia mais

CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS. Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista

CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS. Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista CINCO ELEMENTOS E OS DESEQUILÍBRIOS ESTÉTICOS FACIAIS Por Luciana Silva Terapeuta Natural/Ortomolecular/Acupunturista Cinco Elementos e as Emoções Elemento Madeira Estação do Ano: Primavera Propriedade:

Leia mais

2 Introdução. Os sintomas da menopausa são: - Fogachos - afetam 75% das mulheres.

2 Introdução. Os sintomas da menopausa são: - Fogachos - afetam 75% das mulheres. 1 1 - Apresentação Este trabalho destina-se a avaliar duas modalidades da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) a acupuntura sistêmica e a auricular, no tratamento dos da menopausa. Para essa averiguação,

Leia mais

Massagem de Relaxamento

Massagem de Relaxamento Massagem de Relaxamento Realizada com óleos essenciais, jasmim, alfazema ou ylang ylang, os seus movimentos são lentos, suaves e envolventes, com efeito relaxante, restabelecendo o equilíbrio da área psico-emocional,

Leia mais

巴 西 中 医 学 院 bāxī zhōngyī xuéyuàn

巴 西 中 医 学 院 bāxī zhōngyī xuéyuàn CRONOBIOLOGIA CHINESA Luci Aquemi Hayashi Machado Luci.hayashi@onda.com.br Nei Su Wen (Questões Simples) os ritmos impostos pelas horas, dias, meses, anos, influenciam todos os seres vivos, inclusive os

Leia mais

Inspeção da língua, uma alternativa da época. Os melhores textos surgiram a partir dos anos 600 d. C. Importante no diagnóstico e na evolução

Inspeção da língua, uma alternativa da época. Os melhores textos surgiram a partir dos anos 600 d. C. Importante no diagnóstico e na evolução INSPEÇÃO DA LÍNGUA Introdução Inspeção da língua, uma alternativa da época Os melhores textos surgiram a partir dos anos 600 d. C. Importante no diagnóstico e na evolução Relação da Língua Existe uma íntima

Leia mais

Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura

Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura Neuropatias sob a visão da Medicina Chinesa Rafael Vercelino Fisioterapeuta Especialista em Dor e Acupuntura Neuropatias sob a visão da Medicina Chinesa Revisão da neurofisiologia da dor, Revisão da fisiopatologia

Leia mais

Centro de Acupunctura do Funchal

Centro de Acupunctura do Funchal Centro de Acupunctura do Funchal Medicina Tradicional Chinesa Dr António Franco Medicina Tradicional Chinesa Centro de Acupunctura do Funchal CAF Medicina Tradicional Chinesa Existe há pelo menos 5 mil

Leia mais

CURSO PRÉ PROVA DE TITULO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA

CURSO PRÉ PROVA DE TITULO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA CURSO PRÉ PROVA DE TITULO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA Curso aberto também para quem deseja apenas realizar uma reciclagem de conhecimentos em Acupuntura TEMA CONTEÚDO MINISTRANTE DATA HORÁRIO Estudo

Leia mais

TODAS AS COISAS TÊM SEU TEMPO. SALOMÃO

TODAS AS COISAS TÊM SEU TEMPO. SALOMÃO TODAS AS COISAS TÊM SEU TEMPO. SALOMÃO Fertilidade Natural: Reflexologia e Shiatsu CAPÍTULO 13 Reflexologia e Shiatsu O TOQUE DA FILOSOFIA ORIENTAL O indivíduo nasce, cresce, pode ser chamado de Maria,

Leia mais

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar:

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar: A cirurgia endovascular agrupa uma variedade de técnicas minimamente invasivas mediante as quais CIRURGIA ENDOVASCULAR = CIRURGIA SEM CORTES! Técnicas Minimamente Invasivas As técnicas de cirurgia endovascular

Leia mais