Código de ética e conduta empresarial

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Código de ética e conduta empresarial"

Transcrição

1 1 INTRODUÇÃO A diretoria da Naspers estabelece a liderança pelo exemplo formulando nossos valores e garantindo que os padrões de ética empresarial, como contido neste Código, estejam integrados nas estratégias e operações do grupo. Este código é endossado pela diretoria, e tem direcionado a Naspers na comunicação do conteúdo do código às partes interessadas internas, bem como aos interessados externos relevantes. A diretoria delegou a responsabilidade pela avaliação regular do código e um plano de comunicação ética ao departamento de recursos humanos e ao comitê de remuneração da diretoria. É política da Naspers conduzir seus negócios com base na conformidade com a legislação aplicável e considerando as práticas empresariais éticas. O sucesso do grupo nos mercados em que atua é construído com base na integridade de seus assuntos de negócios. Nós nos esforçamos para evitar situações que possam comprometer estes princípios em nossas negociações com clientes, fornecedores, governos e outros parceiros de negócios. Este código estabelece as normas para a conduta empresarial em todo o grupo, e é apoiado por uma ampla gama de políticas do grupo. No entanto, como o grupo realiza negócios globalmente, nossos funcionários estão sujeitos às leis e regulamentos de muitos países e as políticas de grupo são consequentemente complementadas por políticas e procedimentos locais. Para os fins deste código, a Pessoa de Contato do Código de Ética Empresarial vai variar para diretores, gerência executiva e funcionários. No caso de diretores e gerência executiva, a Pessoa de Contato do Código de Ética Empresarial será o secretário da empresa do grupo, e, no caso de todos os outros funcionários, a Pessoa de Contato do Código de Ética Empresarial será determinada pela gerência da empresa operadora individual do funcionário. ESCOPO E APLICAÇÃO DO CÓDIGO Este código aplica-se à Naspers e suas subsidiárias e é aplicável às partes interessadas internas do grupo, ou seja, sua diretoria e funcionários (temporários ou permanentes).

2 2 O LOCAL DE TRABALHO Emprego justo A Naspers sabe que seus funcionários, com seus diversos talentos e pontos de vista, contribuem para seu sucesso na criação e implementação de novas oportunidades de negócios. Por isso, nos esforçamos para ter um local de trabalho onde o trabalho em equipe e a confiança mútua sejam promovidos e onde os funcionários sejam tratados com dignidade e respeito. Para este fim, a Naspers espera que todos os diretores e funcionários sejam justos e honestos em suas negociações com colegas e parceiros de negócios e cumpram com os seguintes princípios: Ser verdadeiro e consciencioso em sua abordagem ao seu trabalho e no desempenho dele. Evitar relacionamentos ou interesses, sejam diretos ou indiretos, que possam influenciar ou afetar desfavoravelmente sua capacidade de agir com integridade e objetividade. Tratar clientes, consumidores, colegas, concorrentes e terceiros com dignidade, integridade e respeito e se comunicar com cortesia. Observar um elevado padrão de ética nos negócios em todas as operações comerciais. Cumprir com as leis, os regulamentos e as regras do grupo relativos à desonestidade, corrupção e/ou violação de dever de boa fé do diretor ou funcionário para com o grupo. Respeitar a diversidade de pessoas e evitar vitimização, assédio, bullying ou abuso de qualquer funcionário, seja devido a gênero, classe, raça, credo, cor, orientação sexual, estado civil ou familiar, idade, nacionalidade, associação, deficiência, ou qualquer outro motivo. Saúde e segurança O grupo tem como objetivo proporcionar a funcionários e diretores um ambiente de trabalho seguro e saudável. Para este fim, os funcionários devem manter os locais de trabalho seguros e saudáveis, seguindo regras e práticas de segurança, de saúde e ambientais e prontamente notificar acidentes, lesões e equipamentos, práticas ou condições inseguras. Diretores e funcionários devem executar seu trabalho relacionado à empresa de uma forma segura, livre das influências do álcool ou de substâncias controladas. O uso de drogas ilícitas, violência e comportamento ameaçador no local de trabalho não serão tolerados. Proteção ambiental Diretores e funcionários devem seguir as leis e os regulamentos ambientais aplicáveis e a política de desenvolvimento sustentável do próprio grupo.

3 3 A Naspers reconhece que o desenvolvimento sustentável e a proteção econômica, social e ambiental são imperativos globais que resultam em oportunidades e riscos para o negócio. O grupo, como uma empresa líder de mídia, visa posicionar-se para enfrentar esses desafios. À medida que o grupo expande seus negócios, ele visa contribuir para as comunidades onde atua, desenvolver seu próprio povo, contribuir para a prosperidade econômica geral e minimizar seu impacto sobre o meio ambiente. Privacidade e confidencialidade do funcionário O grupo respeita a confidencialidade dos dados pessoais dos funcionários e apenas adquire e mantém essas informações pessoais conforme exigido para a operação efetiva do grupo ou pela lei nos locais onde o grupo realiza negócios. Todos os departamentos do grupo devem garantir que os dados pessoais dos funcionários sejam tratados de acordo com as obrigações da empresa nos termos da legislação aplicável de privacidade e segurança de dados. INTEGRIDADE FINANCEIRA E ATIVOS DO GRUPO Registros precisos e completos Os fundos e os ativos do grupo devem ser usados apenas para fins corporativos legais, e os diretores e funcionários devem refletir todas as transações e eventos de forma adequada, oportuna e precisa nos registros contábeis e administrativos do grupo. Uso de ativos do grupo Diretores e funcionários devem (exceto para uso pessoal incidental que é limitado e não interfere nos direitos de trabalho) usar os recursos do grupo para as atividades de negócios e não para uso ou benefício pessoal e, se for praticamente possível, buscar reutilizar e reciclar suprimentos e materiais. Uso de recursos eletrônicos Os recursos eletrônicos fornecidos pelo grupo, tais como , internet, acesso à rede e similares, devem ser utilizados de forma responsável, adequada e ética. Propriedade intelectual e confidencialidade O grupo frequentemente produz propriedade intelectual valiosa, como patentes, direitos autorais, marcas registradas e marcas de serviço e informações comerciais confidenciais, tais como estratégias e planos de negócios, desenvolvimento de novos produtos e afins. Essa propriedade intelectual deve ser protegida contra o uso não autorizado. Diretores e funcionários, enquanto trabalham para o grupo e, posteriormente, devem manter sigilo e não divulgar, qualquer um dos segredos comerciais do grupo, documentos ou informações

4 4 confidenciais, conhecimento e dados técnicos, desenhos, sistemas, métodos, software, processos, listas de clientes, programas, informações de marketing e/ou financeiras a qualquer pessoa que não seja pessoas empregadas e/ou autorizadas pela empresa do grupo relevante que são obrigadas a conhecer tais segredos ou informações com o propósito de seu emprego e/ou associação com o grupo.

5 5 INTEGRIDADE DO NEGÓCIO Concorrência e uso lícito A Naspers tem como objetivo superar os concorrentes de forma justa e honesta. Buscamos vantagens competitivas por meio do desempenho superior, não por meio de práticas comerciais ilegais ou antiéticas. As leis de concorrência, entre outras coisas: proíbem acordos e entendimentos entre concorrentes que reduzam a concorrência; regulam o comportamento de empresas dominantes e exigem análise prévia e, por vezes, autorização de fusões, aquisições e outras operações que possam resultar em uma concorrência reduzida. As leis de concorrência são complexas e muitas vezes são aplicadas de forma diferente em diferentes países e contextos. No caso de uma nova iniciativa comercial que possa ter implicações na lei de concorrência, é importante consultar o departamento jurídico no início do processo. Os exemplos de operações que podem ter implicações da lei de concorrência são a agregação de acordos, compras ou vendas exclusivas de produtos ou serviços, acordos que restringem as opções dos clientes e acordos de cooperação com concorrentes. É proibido roubar informações proprietárias, possuir informação comercial secreta que foi obtida sem o consentimento do proprietário e similares. Cada um dos diretores e funcionários deve respeitar os direitos de clientes, fornecedores, concorrentes e funcionários do grupo. Nenhum diretor ou funcionário deve tirar vantagem injusta de terceiros por meio do uso indevido de sua propriedade intelectual, deturpação de fatos materiais ou qualquer outra prática de comércio ilegal. Nenhum diretor ou funcionário pode se envolver em fixação ilegal de preços, manipulação de propostas, alocação de mercados ou clientes ou atividades anticoncorrenciais ilegais semelhantes. Conflitos de interesse Como regra geral, o grupo espera que diretores e funcionários não tenham ou adquiram interesses externos, seja direta ou indiretamente, que possam afetar o julgamento e a fidelidade do diretor ou funcionário em relação aos interesses do grupo. Além disso, diretores e funcionários têm o dever de evitar situações que envolvam não só conflito real, mas também situações que aparentam conflito entre os interesses pessoais e os interesses do grupo. Os seguintes pontos devem ser observados em relação a conflitos de interesses:

6 6 Diretores e funcionários não devem competir com o grupo ou, sem a prévia aprovação da diretoria, ter algum interesse direto ou indireto em fornecedores, clientes, concorrentes ou parceiros de negócios do grupo. A única exceção permitida é a propriedade de, no máximo, três (3) por cento do capital social total emitido de empresas públicas listadas em uma bolsa de valores. Algumas empresas do grupo estão listadas em uma bolsa de valores e os embargos podem ser colocados em transações de ações de tempos em tempos pelo secretário da empresa do grupo. Em tais circunstâncias, nenhuma ação na/s empresa/s relevante/s do grupo pode ser comercializada durante o período de embargo. Nenhum diretor ou funcionário, independentemente do cargo, deve direta ou indiretamente solicitar presentes ou quaisquer outros favores ou benefícios de qualquer empresa ou indivíduo que negocia com qualquer empresa do grupo, ou aceitar qualquer coisa diferente de convites sociais comuns, entretenimento razoável de negócios ou itens razoáveis, tais como calendários, livros de bolso, etc. ou brindes corporativos geralmente considerados como material publicitário ou promocional. Diretores e funcionários não podem, em hipótese alguma, direta ou indiretamente, aceitar qualquer tipo de pagamento de fornecedores, concorrentes ou clientes. Isto inclui, mas não se limita a, entretenimento caro, férias ou viagens de férias, exceto aqueles que são habitualmente aceitos como cortesia comum associada à prática de negócios adequada em cada mercado relevante. Favores pessoais ou tratamento preferencial oferecido ou dado para ganhar uma vantagem indevida não devem ser aceitos quando oferecidos em virtude do cargo do diretor ou funcionário, pois isso pode causar uma obrigação ao diretor ou funcionário. Diretores e funcionários devem permanecer livres de qualquer influência, interesses ou relacionamentos que possam prejudicar sua objetividade ou imparcialidade. A objetividade de diretores e funcionários pode ser comprometida ao, por exemplo: manter um interesse financeiro direto ou indireto em qualquer empresa com a qual o grupo tem negócios; agir na qualidade de fiduciário para tais empresas ou fazer empréstimos para e receber empréstimos de tais empresas, que não sejam uma instituição financeira no curso normal dos negócios. Além disso, qualquer presente ou entretenimento que seja ilegal ou pessoalmente pago para evitar ter que comunicar ou obter aprovação para ele, não é aceitável. Se algum diretor ou funcionário tiver motivo para acreditar que sua conduta possa estar em conflito com este código ou onde um presente, benefício ou favor oferecido não for modesto ou pouco frequente, ele deverá consultar a Pessoa de Contato do Código de Ética Empresarial aplicável.

7 7 Suborno e corrupção Os diretores e os funcionários do grupo muitas vezes interagem com funcionários de governos, empresas e agências governamentais e autoridades reguladoras. Ao fazer isso, o diretor e o funcionário devem assegurar que: a interação é para uma finalidade comercial legítima; é permitido sob as leis e regulamentos locais e esta política; não foi concebido ou destinado a influenciar indevidamente o funcionário a usar sua autoridade para benefício do negócio do grupo; quaisquer presentes, entretenimento e hospitalidade oferecidos ao funcionário são consistentes com esta política. Muitos países têm leis antissuborno e muitas vezes elas se aplicam mesmo que o suborno ocorra fora do país em questão. A violação dessas leis é um crime grave e pode levar a multas substanciais e/ou prisão. Diretores, funcionários e agentes do grupo estão da mesma maneira proibidos de oferecer, prometer, dar, exigir ou aceitar qualquer pagamento ou vantagem ilegal de ou para qualquer pessoa no governo e/ou setor privado a fim de ganhar, manter ou direcionar negócios ou para garantir qualquer outra vantagem indevida na condução dos negócios. Diretores e funcionários que envolvem agentes ou representantes externos (sejam eles indivíduos ou empresas) para realizar serviços materiais em nome do grupo, devem tomar medidas razoáveis para tornar tais agentes e representantes conscientes de que não podem oferecer, prometer, dar, exigir ou aceitar qualquer pagamento ou vantagem ilegal de ou para qualquer pessoa no setor privado e/ou governo para que o grupo ganhe, retenha ou direcione negócios ou garanta qualquer outra vantagem indevida na condução de seus negócios. No entanto, conforme indicado antes, a entrega ou aceitação de pagamentos e vantagens indevidos não devem ser confundidas com despesas razoáveis e limitadas para presentes e entretenimento de negócios diretamente relacionadas à promoção de produtos ou serviços ou à execução de um contrato, desde que estejam dentro das diretrizes corporativas e de negócios. Antes de incorrer tais despesas, um diretor ou funcionário deve se certificar de que entenda os requisitos legais aplicáveis e as diretrizes corporativas e de negócios da Naspers. Informações privilegiadas Todas as informações não públicas sobre o grupo Naspers devem ser consideradas informações confidenciais. As informações confidenciais que podem razoavelmente afetar o preço de um título ou influenciar a decisão de alguém para comprar, vender ou manter títulos são conhecidas como informações privilegiadas.

8 8 Diretores e funcionários que têm acesso a informações privilegiadas sobre o grupo não podem usar ou compartilhar essas informações para fins de negociação de ações da Naspers ou ações de qualquer outra subsidiária listada, empreendimento conjunto ou associado, ou para qualquer outro fim, com exceção da condução de negócios do grupo. O uso de informações não públicas para benefício financeiro pessoal ou para informar outros que podem tomar uma decisão de investimento de acordo com essas informações não só é antiético como ilegal. A comercialização de ações do grupo é assunto de polícia. CONTRIBUIÇÕES POLÍTICAS Diretores e funcionários individuais são livres para fazer contribuições políticas pessoais como entenderem. Exceto conforme previamente aprovado pelo diretor executivo/presidente da Naspers ou a diretoria da subsidiária apropriada, as contribuições políticas (diretamente ou por meio de associações comerciais) pelo grupo são proibidas. Isso inclui: Qualquer contribuição de fundos ou outros ativos do grupo/empresa para fins políticos. Incentivar funcionários individuais a fazer qualquer contribuição. Reembolsar um funcionário por qualquer contribuição. MONITORAMENTO, RELATÓRIO E RESPONSABILIDADE A diretoria, auxiliada pelo comitê de recursos humanos e remuneração, vai garantir que o desempenho de ética do grupo seja avaliado, monitorado, relatado e divulgado em uma declaração de ética no relatório integrado. Tal declaração será baseada nos relatórios obtidos da gestão de riscos e auditoria interna e terá como objetivo fornecer aos acionistas internos e externos informações relevantes e confiáveis sobre a qualidade do desempenho de ética do grupo. O comitê de recursos humanos e remuneração é responsável por aplicar este código a situações específicas em que os problemas são apresentados. O comitê tomará todas as medidas que considere razoavelmente adequadas para investigar quaisquer violações relatadas a ele. Se a violação tiver ocorrido, a empresa do grupo relevante tomará a medida disciplinar ou preventiva que considera adequada, após consulta com o comitê de recursos humanos e remuneração no caso de um diretor ou um diretor executivo, ou em termos da estrutura de gerência da empresa operadora do funcionário, no caso de qualquer outro funcionário. Diretores e funcionários não devem retaliar qualquer outro diretor ou funcionário por causa da divulgação de possíveis violações feita de boa fé.

9 9 Todas as dúvidas relacionadas a como esse código deve ser interpretado ou aplicado devem ser encaminhadas para a Pessoa de Contato do Código de Ética Empresarial aplicável. Um diretor ou funcionário que não tem certeza se uma situação viola esse código deve discutir a situação com a Pessoa de Contato do Código de Ética Empresarial para evitar possíveis mal-entendidos e constrangimentos posteriormente. Se for o caso, por exemplo, quando uma fraude é cometida, o comitê de auditoria da empresa do grupo relevante terá supervisão da investigação. Os seguintes procedimentos serão realizados ao investigar e aplicar este código, e na informação sobre o código: O comitê de recursos humanos e remuneração/a estrutura de gerência da empresa operadora do funcionário tomarão medidas para investigar todas as violações reportadas. Violações e possíveis violações, após uma investigação adequada, serão reportadas pela Pessoa de Contato do Código de Ética Empresarial ao comitê de recursos humanos e remuneração no caso de violação por um diretor ou diretor executivo, ou em termos da estrutura de gerência da empresa operadora do funcionário, no caso de qualquer outro funcionário. Se o comitê de recursos humanos e remuneração/a estrutura de gerência da empresa operadora do funcionário determinar que uma violação ocorreu, ele informará à diretoria no caso de uma violação por um diretor ou diretor executivo ou tomará a medida apropriada no caso de uma violação por qualquer outro funcionário. Ao ser informada de que ocorreu uma violação, a diretoria tomará a medida disciplinar ou preventiva que considera adequada, até e incluindo a demissão ou, no caso de violações criminais ou outras violações graves da lei, notificação das autoridades governamentais apropriadas.

CÓDIGO DE CONDUTA. No relacionamento com colegas e outros Profissionais, cada Profissional deverá:

CÓDIGO DE CONDUTA. No relacionamento com colegas e outros Profissionais, cada Profissional deverá: CÓDIGO DE CONDUTA Introdução Este Código define as regras de conduta aos quais os Sócios, os Diretores, bem como todos os funcionários da AGROFEL Agro Comercial Ltda, e terceiros, que ajam em seu interesse

Leia mais

Carta do Presidente da Crown

Carta do Presidente da Crown Código de Conduta Carta do Presidente da Crown A reputação de integridade da Crown não é apenas construída com base na qualidade de seus produtos e serviços, mas também conta com um histórico de honestidade,

Leia mais

Código de Conduta Global da Takeda

Código de Conduta Global da Takeda Código de Conduta Global da Takeda Introdução Princípios fundamentais e aplicabilidade A Takeda Pharmaceutical Company Limited e todas as suas afiliadas (coletivamente chamadas de Takeda ) têm como compromisso

Leia mais

AGUIAR CÓDIGO DE CONDUTA

AGUIAR CÓDIGO DE CONDUTA COMISSARIA de Despachos Ltda. CÓDIGO DE CONDUTA COMISSARIA de Despachos Ltda. INTRODUÇÃO Aguiar COMISSÁRIA de Despachos Ltda., presta serviços de despachos aduaneiros junto a alfândega brasileira desde

Leia mais

Umicore Código de Conduta

Umicore Código de Conduta Umicore Código de Conduta 1. Generalidades A Umicore acredita que o sucesso depende da criação e manutenção de uma relação de confiança e profissionalismo com seus principais parceiros, especificamente

Leia mais

1. CARTA DA DIRETORIA

1. CARTA DA DIRETORIA 1. CARTA DA DIRETORIA A ADVANCE EMBALAGENS adota o presente Código de Conduta Empresarial com o objetivo de conduzir seus negócios embasando-se na obediência a princípios éticos e legais no relacionamento

Leia mais

Código de Ética e Padrões de Conduta Profissional

Código de Ética e Padrões de Conduta Profissional Código de Ética e Padrões de Conduta Profissional Samba Investimentos Página1 Este manual de operações estabelece princípios e regras de conduta aplicáveis a todos colaboradores da Samba Investimentos

Leia mais

Código de Conduta Diretrizes e Normas de Integridade e Transparência

Código de Conduta Diretrizes e Normas de Integridade e Transparência Código de Conduta Diretrizes e Normas de Integridade e Transparência Sumário 1. Introdução 4 2. Implementação deste Código de Conduta 6 3. Conformidade 7 4. Denúncia de violações 8 5. Diretrizes 5.1. Conformidade

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA Atualizado em 12/04/2015 1 PROGRAMA DE ÉTICA E COMPLIANCE DA VISIONA A Visiona busca assegurar o mais alto nível de integridade e ética em suas atividades. Para tanto, estabeleceu

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA Junho de 2015

CÓDIGO DE CONDUTA Junho de 2015 CÓDIGO DE CONDUTA Junho de 2015 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO...4 I. Âmbito de Aplicação e Princípios Gerais...5 Artigo 1.º Âmbito Pessoal...5 Artigo 2.º Princípios Gerais...5 Artigo 3.º Legalidade...5 Artigo 4.º

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO Técnica Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda Técnica Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda

1. APRESENTAÇÃO Técnica Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda Técnica Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda 1. APRESENTAÇÃO O Código de Ética e Conduta visa estabelecer e manter o mais alto padrão de comportamento ético e profissional. O Código deve ser observado por todos os sócios, colaboradores, consultores,

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DACHSER. Dachser Corporate Compliance Integrity in Logistics

CÓDIGO DE CONDUTA DACHSER. Dachser Corporate Compliance Integrity in Logistics CÓDIGO DE CONDUTA DACHSER Dachser Corporate Compliance Integrity in Logistics Código de conduta DACHSER 1. Preâmbulo A base de todas as actividades na Dachser é a nossa fidelidade aos regulamentos legais

Leia mais

Página 1 de 6. Guia de SCM Global do Grupo MHI JUSTO

Página 1 de 6. Guia de SCM Global do Grupo MHI JUSTO Página 1 de 6 Guia de SCM Global do Grupo MHI JUSTO Página 2 de 6 Introdução O Código de Conduta Global do Grupo MHI, estabelecido em maio de 2015, resume os princípios e requisitos aos quais todos os

Leia mais

CUMPRIMENTO DA LEI CONTRA PRÁTICAS CORRUPTAS NO ESTRANGEIRO. Política sobre Pagamentos a Autoridades de Governo

CUMPRIMENTO DA LEI CONTRA PRÁTICAS CORRUPTAS NO ESTRANGEIRO. Política sobre Pagamentos a Autoridades de Governo CUMPRIMENTO DA LEI CONTRA PRÁTICAS CORRUPTAS NO ESTRANGEIRO Política sobre Pagamentos a Autoridades de Governo A Gran Tierra Energy, Inc. ("Gran Tierra" ou a "Companhia") é uma empresa registrada nos Estados

Leia mais

Código de Conduta Empresarial. The Binding Site Group Limited. Março de 2017

Código de Conduta Empresarial. The Binding Site Group Limited. Março de 2017 Código de Conduta Empresarial The Binding Site Group Limited Março de 2017 Este Código de Conduta Empresarial se aplica a todos na Binding Site Group Limited, incluindo suas subsidiárias e filiais globais

Leia mais

Política antissuborno e de conformidade à lei estadunidense sobre práticas de corrupção no exterior

Política antissuborno e de conformidade à lei estadunidense sobre práticas de corrupção no exterior Política antissuborno e de conformidade à lei estadunidense sobre práticas de corrupção no exterior A Crawford & Company e todas as suas subsidiárias espalhadas pelo mundo estão sujeitas a seguir determinadas

Leia mais

Política de Controle a Potenciais Conflitos de Interesse - Research Código da circular: BA-51 Data da publicação: 03/01/2017

Política de Controle a Potenciais Conflitos de Interesse - Research Código da circular: BA-51 Data da publicação: 03/01/2017 Resumo Descritivo Dispõe sobre os principais conflitos de interesse nas atividades da área de Research da Itaú Corretora Valores Mobiliários S.A. (Itaú Corretora). Índice 1. Objetivo 2. Público Alvo 3.

Leia mais

Código de Conduta dos Fornecedores da TCS. Julho 2016

Código de Conduta dos Fornecedores da TCS. Julho 2016 Código de Conduta dos Fornecedores da TCS Julho 2016 Código de Conduta dos Fornecedores da TCS O Grupo Tata tem sido sempre um exemplo perfeito do verdadeiro espírito ético nos negócios em suas interações

Leia mais

POLÍTICA DE BRINDES DE HOSPITALIDADES EZUTE

POLÍTICA DE BRINDES DE HOSPITALIDADES EZUTE POLÍTICA DE BRINDES DE HOSPITALIDADES FUNDAÇÃO EZUTE Título Política de Brindes e Hospitalidades - código Ezute código do cliente NA Elaborado Verificado Liberado para emissão Jurídico Presidência Conselho

Leia mais

Sonae Sierra Brasil Código de Conduta

Sonae Sierra Brasil Código de Conduta Sonae Sierra Brasil Código de Conduta INTRODUÇÃO O Que é Nosso Código de Conduta? Nosso Código de Conduta estabelece e promove os aspectos fundamentais de comportamento ético que, na opinião da nossa Companhia,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA PROSYS ENGENHARIA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA PROSYS ENGENHARIA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA PROSYS ENGENHARIA Página 1 de 7 Código: PA05-IT01-A Data: 31/03/2016 Elaboração: Cibele de Souza (Analista Administrativo) Assinatura: Aprovação: Alexandre Zamith (Diretor

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Página 1 de 6 Introdução O da Rotta Paletes busca o compromisso de alcançar seus objetivos empresariais com visão sempre na responsabilidade social, valorização do seu relacionamento com clientes, fornecedores

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DO FORNECEDOR

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DO FORNECEDOR CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DO FORNECEDOR Setembro de 2017. Código de Ética e Conduta do Fornecedor Prezado Fornecedor, Apresentamos o Código de Ética e Conduta do Fornecedor Wald. Ele tem por objetivo orientá-lo

Leia mais

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1 Código de Conduta Código de Conduta Schindler 1 2 Código de Conduta Schindler Código de Conduta da Schindler Os colaboradores do Grupo Schindler no mundo inteiro devem manter o mais alto padrão de conduta

Leia mais

Código de Conduta. Mensagem do Presidente. Marcos Sawaya Jank Presidente

Código de Conduta. Mensagem do Presidente. Marcos Sawaya Jank Presidente Código de Conduta Código de Conduta Mensagem do Presidente Elaborado de acordo com os princípios e políticas definidos e aprovados pelos Conselhos Deliberativo e Fiscal da UNICA, este código de conduta

Leia mais

Política de Oferta e Recebimento de Brindes, Viagens e Entretenimento

Política de Oferta e Recebimento de Brindes, Viagens e Entretenimento Índice: 1 OBJETIVO... 2 2 TERMOS E DEFINIÇÔES... 2 3 POLÍTICA... 3 3.1 INTRODUÇÃO... 3 3.2 DIRETRIZES QUANTO À OFERTA E RECEBIMENTO DE COISA DE VALOR... 3 3.3 REGRAS PARA OFERECER COISAS DE VALOR... 34

Leia mais

CODIGO DE ETICA E CONDUTA

CODIGO DE ETICA E CONDUTA A quem se destina este Manual CODIGO DE ETICA E CONDUTA Este documento estabelece importantes diretrizes para o cumprimento dos padrões da companhia, no que se refere às práticas comerciais e aos negócios.

Leia mais

1 Código de Conduta do Fornecedor

1 Código de Conduta do Fornecedor 1 Código de Conduta do Fornecedor 2 Código de Conduta do Fornecedor Índice 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS...03 2. DIRETRIZES...03 2.1. QUANTO À INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS...03 2.2. QUANTO À CORRUPÇÃO... 04 2.3.

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA SUMÁRIO O que é Código de Ética e Conduta?...04 Condutas esperadas...06 Condutas intoleráveis sujeitas a medidas disciplinares...10 Suas responsabilidades...12 Código de Ética

Leia mais

Faculdade Capivari - FUCAP

Faculdade Capivari - FUCAP Faculdade Capivari - FUCAP POLÍTICA DE CONDUTA COMUNICADO FUCAP A TODOS OS COLABORADORES E PARCEIROS SOBRE A POLÍTICA ANTISSUBORNO E ANTICORRUPÇÃO (ABC POLICY) Prezado Cliente, A FUCAP - Faculdade Capivari

Leia mais

SONAE SIERRA BRASIL S.A. - CÓDIGO DE CONDUTA

SONAE SIERRA BRASIL S.A. - CÓDIGO DE CONDUTA SONAE SIERRA BRASIL S.A. - CÓDIGO DE CONDUTA Introdução O Que é Nosso Código de Conduta? Nosso Código de Conduta estabelece e promove os aspectos fundamentais de comportamento ético que, na opinião da

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS Documento revisado em 12 de outubro de 2016 1 Visão geral 1.1 Esta política de negociação de valores mobiliários (Política) se aplica a todos os diretores,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO DELACHAUX

CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO DELACHAUX CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO DELACHAUX "Compromisso do Grupo Delachaux" : Respeito à lei e ética profissional Por mais de um século, O Grupo DELACHAUX tem desenvolvido a sua expertise em vários ramos de negócio

Leia mais

Código de Ética da ABTT

Código de Ética da ABTT Código de Ética da ABTT Prezados (as) Associados (as), A ABTT, ao longo de sua existência, tem conduzido suas atividades na crença de que para seu associado desenvolver-se e ter sucesso, é imprescindível

Leia mais

DANONE S CODE OF BUSINESS CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA DOS NEGÓCIOS DA DANONE

DANONE S CODE OF BUSINESS CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA DOS NEGÓCIOS DA DANONE DANONE S CODE OF BUSINESS CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA DOS NEGÓCIOS DA DANONE CÓDIGO DE CONDUTA DOS NEGÓCIOS DA DANONE Uma introdução ao Código de Conduta dos negócios da Danone A Danone é contruída sob

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO LATECOERE

CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO LATECOERE CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO LATECOERE Esse Código de Ética descreve os valores e princípios onde o Grupo Latécoère tem o compromisso de apoiar a conduta dos negócios no mundo todo. Esse Código foi construído

Leia mais

POLÍTICA DE OFERECIMENTO DE BRINDES, PRESENTES, BENEFÍCIOS E HOSPITALIDADES. Integridade da Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por

POLÍTICA DE OFERECIMENTO DE BRINDES, PRESENTES, BENEFÍCIOS E HOSPITALIDADES. Integridade da Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por POLÍTICA DE OFERECIMENTO DE BRINDES, PRESENTES, BENEFÍCIOS E HOSPITALIDADES A presente Política de Oferecimento de Brindes, Presentes, Benefícios e Hospitalidades integra a regulamentação pertinente ao

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO PARCEIRO DE NEGÓCIOS

CÓDIGO DE CONDUTA DO PARCEIRO DE NEGÓCIOS CÓDIGO DE CONDUTA DO PARCEIRO DE NEGÓCIOS A LORD Corporation ( LORD ) tem como compromisso conduzir os negócios com integridade e padrões éticos elevados. Também deve respeitar todas as leis e regulamentações

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E CONDUTA EMPRESARIAL

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E CONDUTA EMPRESARIAL E CONDUTA EMPRESARIAL R WEM EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS LTDA. Página 2 de 9 Ciente de sua responsabilidade como fabricante de produtos médicos, a WEM divulga seu manual de conduta ética e conduta empresarial.

Leia mais

Código de Conduta Empresarial

Código de Conduta Empresarial Código de Conduta Empresarial Prezados Colegas, A Cristal construiu uma empresa global baseada nos valores de honestidade, confiança e respeito. Estes princípios orientam nossa conduta dentro e fora de

Leia mais

POLÍTICA DE ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO

POLÍTICA DE ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO POLÍTICA DE ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO 1. OBJETIVO Estabelecer os princípios de combate à corrupção no relacionamento da Cantoplex com seus Fornecedores, Clientes e Órgãos Públicos. 2. ABRANGÊNCIA Aplica-se

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRÁTICAS COMERCIAIS

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRÁTICAS COMERCIAIS CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRÁTICAS COMERCIAIS MAGNA INTERNATIONAL INC. DIRETRIZ SOBRE PRÁTICAS COMERCIAIS A Magna deve honrar seu compromisso em agir com honestidade e integridade em todas

Leia mais

EDIÇAONº1 OUTUBRODE2012

EDIÇAONº1 OUTUBRODE2012 Códigode Conduta EDIÇAONº1 OUTUBRODE2012 2 Manual de conduta lamil Códigode Conduta Manual de conduta lamil 3 APRESENTAÇÃO O presente manual deve servir como orientação aos colaboradores da Lamil quanto

Leia mais

Política de Transparência nas Relações com Terceiros

Política de Transparência nas Relações com Terceiros Política de Transparência nas Relações com Terceiros Sumario Objetivo e Alcance 3 Princípios gerais 3 1. Declaração de conflito de interesses 4 1.1. Definição de conflito de interesses 4 1.2. Conflitos

Leia mais

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA PPG

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA PPG Introdução POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA PPG Como uma empresa global que opera em mais de sessenta países, a PPG tem a obrigação de cumprir com uma série de leis e regulamentos para conduzir seus negócios

Leia mais

Cabe a todos os integrantes e colaboradores diretos ou indiretos fazer valer, respeitar e cumprir todos os itens abordados neste código de ética.

Cabe a todos os integrantes e colaboradores diretos ou indiretos fazer valer, respeitar e cumprir todos os itens abordados neste código de ética. CÓDIGO CORPORATIVO DE CONDUTA ÉTICA Introdução A Alta Engenharia de Consultoria Ltda tem como seu objetivo principal, a transparência e a ética de conduta em seus negócios orientados por um conjunto de

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética O conjunto de princípios e regras dispostas neste Código de Conduta Ética é imponível a todos os sócios, diretores, empregados, colaboradores e prestadores de serviços que venham,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO EDF

CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO EDF CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO EDF A energia elétrica não é uma mercadoria como outra qualquer. É por isso que sua geração, transmissão, distribuição e comercialização são assuntos do interesse de todos. Desde

Leia mais

Política de Auditoria Interna

Política de Auditoria Interna Política de Auditoria Interna 22 de outubro 2013 Define a missão, a independência, a objetividade, as responsabilidades e regulamenta a função da auditoria interna. ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. PÚBLICO ALVO...

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Orlando Lopes CEO Kantar IBOPE Media

APRESENTAÇÃO. Orlando Lopes CEO Kantar IBOPE Media CÓDIGO DE CONDUTA 1 APRESENTAÇÃO O código de conduta da Kantar IBOPE Media, o código de conduta empresarial da WPP e o book de políticas, reúnem os valores e princípios éticos que orientam a conduta profissional

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Dezembro 2015 2015 Delta Economics & Finance Índice 1 Introdução 1 2 Visão, Missão e Valores 1 3 Conduta Esperada dos Funcionários 2 4 Conflito de Interesse 2 5 Informações Sigilosas

Leia mais

Regulamento do Auditor Padi

Regulamento do Auditor Padi 1 de 7 1. OBJETIVO Caracterizar os auditores externos do Padi Programa de Acreditação em Diagnóstico por Imagem, classificando-os e definindo os critérios de sua seleção, suas qualificações, competências

Leia mais

Zell Ambiental CÓDIGO DE CONDUTA

Zell Ambiental CÓDIGO DE CONDUTA Zell Ambiental CÓDIGO DE CONDUTA Código de Conduta Zell Ambiental A Zell Ambiental tem como filosofia a excelência contínua de seus produtos e processos. Com base nessa filosofia, criamos o Código de Conduta,

Leia mais

POLÍTICA DE CONFLITO DE INTERESSES. Jul.15

POLÍTICA DE CONFLITO DE INTERESSES. Jul.15 POLÍTICA DE CONFLITO DE INTERESSES Jul.15 1. OBJETIVO 3 2. RESPONSABILIDADES DAS ÁREAS DE RELACIONAMENTO 3 3. IDENTIFICAÇÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES 4 4. GESTÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES (POTENCIAIS

Leia mais

Política de Prevenção à. Corrupção

Política de Prevenção à. Corrupção Política de Prevenção à Corrupção Versão atualizada 22.04.2015 Page 1 of 5 1. OBJETIVOS A Política de Prevenção à Corrupção ( Política ) tem o objetivo de estabelecer as diretrizes para detectar e sanar

Leia mais

PRESENTES, REFEIÇÕES, ENTRETENIMENTO, VIAGENS PATROCINADAS, E OUTRAS CORTESIAS DE NEGÓCIOS

PRESENTES, REFEIÇÕES, ENTRETENIMENTO, VIAGENS PATROCINADAS, E OUTRAS CORTESIAS DE NEGÓCIOS PRESENTES, REFEIÇÕES, ENTRETENIMENTO, VIAGENS PATROCINADAS, E OUTRAS CORTESIAS DE NEGÓCIOS Estas diretrizes se aplicam a todos os gestores, diretores, funcionários em regime de período integral e meio

Leia mais

Estrada particular Eiji Kikuti 417. Cooperativa São Bernardo do Campo SP

Estrada particular Eiji Kikuti 417. Cooperativa São Bernardo do Campo SP 1 Código MSMP de Ética & Conduta MSM POWERTRAIN LTDA. Estrada particular Eiji Kikuti 417. Cooperativa 09852-040 São Bernardo do Campo SP www.msmp.com.br msmp@msmp.com.br MSMP 2 Prezado leitor. A conduta

Leia mais

Código de Conduta da SKF. para fornecedores e subcontratantes

Código de Conduta da SKF. para fornecedores e subcontratantes Código de Conduta da SKF para fornecedores e subcontratantes Código de Conduta da SKF para fornecedores e subcontratantes Os fornecedores e subcontratantes da SKF desempenham um papel importante em nossa

Leia mais

Código de Conduta e ética empresarial Colaboradores e Fornecedores

Código de Conduta e ética empresarial Colaboradores e Fornecedores Código de Conduta e ética empresarial Colaboradores e Fornecedores Material confidencial uso exclusivo da Decision Group 09/14_V03 Aprovadores Ronaldo Ramos Diretor de Recursos Humanos Andrea Feres Consultora

Leia mais

HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. CÓDIGO DE ÉTICA. Rio de Janeiro, Junho de 2016.

HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. CÓDIGO DE ÉTICA. Rio de Janeiro, Junho de 2016. HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. CÓDIGO DE ÉTICA Rio de Janeiro, Junho de 2016. SP - 17708352v1 INTRODUÇÃO O objetivo deste Código de Ética é descrever as normas e os procedimentos a serem observados

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA... 2 1. Considerações Gerais... 3 2. MISSÃO, VISÃO, VALORES... 3 Missão da GPS... 3 Visão da GPS... 3 Valores da GPS... 3 3. Padrão Geral de Conduta

Leia mais

CODE FOR ETHICAL CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA

CODE FOR ETHICAL CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA Caro Parceiro, CODE FOR ETHICAL CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA A dedicação da Ipsen em melhorar a saúde e a qualidade de vida dos doentes requer os mais elevados padrões éticos. As ações e comportamentos

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA. 4. Promover de modo eficaz um comportamento ético entre colegas e subordinados no local de trabalho;

CÓDIGO DE CONDUTA. 4. Promover de modo eficaz um comportamento ético entre colegas e subordinados no local de trabalho; CÓDIGO DE CONDUTA O Código de Conduta ( Código ) trata do compromisso das empresas do Grupo PLP com a honestidade, a integridade e o comportamento ético dos diretores, executivos e demais funcionários

Leia mais

MANITOWOC. Boletim da Política da Empresa. Actividade Internacional Práticas Comerciais Corruptas e Operações com Pessoas Não dos Estados Unidos

MANITOWOC. Boletim da Política da Empresa. Actividade Internacional Práticas Comerciais Corruptas e Operações com Pessoas Não dos Estados Unidos MANITOWOC Boletim da Política da Empresa Assunto: Actividade Internacional Práticas Comerciais Corruptas e Operações com Pessoas Não dos Estados Unidos Boletim Original Substitui 114 Datado de 22 de Setembro

Leia mais

Norma Permanente Assunto: Política de Proteção da Livre Concorrência Código da Norma: NAD-40 Data da publicação: 01/09/2015

Norma Permanente Assunto: Política de Proteção da Livre Concorrência Código da Norma: NAD-40 Data da publicação: 01/09/2015 Página 1 de 5 Resumo: Estabelece as diretrizes e regras gerais para garantir a proteção da livre concorrência nas atividades da Duratex S.A. e suas subsidiárias (Organização). Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA

Leia mais

As seguintes práticas são consideradas rigorosamente contrárias aos princípios do código de ética:

As seguintes práticas são consideradas rigorosamente contrárias aos princípios do código de ética: CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DO ESPORTE CLUBE VITÓRIA I. RAZÕES A gestão adequada de uma instituição esportiva como o Esporte Clube Vitória requer o estabelecimento de mecanismos para assegurar que os objetivos

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 4BARZ

CÓDIGO DE CONDUTA 4BARZ CÓDIGO DE CONDUTA 4BARZ Este Código de Conduta tem por objetivo estabelecer os princípios éticos e normas de conduta que devem orientar as relações internas e externas de todos os Integrantes do 4Barz,

Leia mais

Code of Business Conduct (Código de conduta de negócios) Princípios básicos de conduta legal

Code of Business Conduct (Código de conduta de negócios) Princípios básicos de conduta legal Code of Business Conduct (Código de conduta de negócios) Princípios básicos de conduta legal 2 Código de conduta de negócios Código de conduta de negócios 3 Prefácio Prezados Colaboradores Em 1886, nossa

Leia mais

Esta tradução está ligada ao Código de Conduta Inglês V4.0 (april 2014 eficaz)

Esta tradução está ligada ao Código de Conduta Inglês V4.0 (april 2014 eficaz) CÓDIGO DE CONDUTA Esta tradução está ligada ao Código de Conduta Inglês V4.0 (april 2014 eficaz) SEGURANÇA E BENEFÍCIO DO PACIENTE ÉTICA EM PESQUISA E DESENVOLVIMENTO FORNECIMENTO DE INFORMAÇÕES SOBRE

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA. Somos movidos por inovação, sustentabilidade e por você

CÓDIGO DE CONDUTA. Somos movidos por inovação, sustentabilidade e por você CÓDIGO DE CONDUTA Somos movidos por inovação, sustentabilidade e por você SUMÁRIO Mensagem do Presidente Sumário Missão, Visão e Valores 1. Sobre o Código 2. Relações com Clientes 3. Responsabilidades

Leia mais

Os processos de segurança da informação devem assegurar a integridade, a disponibilidade e a confidencialidade dos ativos de informação da Apex.

Os processos de segurança da informação devem assegurar a integridade, a disponibilidade e a confidencialidade dos ativos de informação da Apex. 1 POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Disposições Gerais Os sistemas de informação, a infraestrutura tecnológica, os arquivos de dados e as informações internas ou externas, são considerados importantes

Leia mais

RESUMO DA POLÍTICA DE CONFLITOS DE INTERESSE

RESUMO DA POLÍTICA DE CONFLITOS DE INTERESSE RESUMO DA POLÍTICA DE CONFLITOS DE INTERESSE 1. Introdução Este Resumo da Política de Conflitos de Interesse ("a Política") é-lhe fornecida (a si, o nosso cliente ou potencial cliente) em conformidade

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA FAÇOPAC Sociedade de Previdência Privada

CÓDIGO DE ÉTICA FAÇOPAC Sociedade de Previdência Privada INTRODUÇÃO Está entre os objetivos da mais representativos, manter a imagem de Entidade sólida e confiável. Nossa ação deve ser sempre marcada pela integridade, confiança e lealdade, bem como pelo respeito

Leia mais

Política Anticorrupção Triunfo

Política Anticorrupção Triunfo Política Anticorrupção Triunfo 1 Índice 1. CONTEXTO... 4 2. INTRODUÇÃO... 5 3. CORRUPÇÃO: DEFINIÇÕES, TIPOS E FORMAS... 6 4. RELACIONAMENTO COM O SETOR PÚBLICO... 7 4.1. Vantagens indevidas... 7 4.2. Pagamento

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO. Objetivo. Abrangência

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO. Objetivo. Abrangência POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Objetivo Definir procedimentos para assegurar que todos os colaboradores, funcionários, sócios e demais prestadores de serviços entendam os requisitos gerais das leis anticorrupção

Leia mais

POLÍTICA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO 0. INTRODUÇÃO ÂMBITO E RESPONSABILIDADES POLÍTICA DEFINIÇÕES PRÁTICAS PROIBIDAS...

POLÍTICA DE PREVENÇÃO À CORRUPÇÃO 0. INTRODUÇÃO ÂMBITO E RESPONSABILIDADES POLÍTICA DEFINIÇÕES PRÁTICAS PROIBIDAS... Folha 1 de 7 Rev. Data Conteúdo Elaborado por Aprovado por A 28/03/2014 Versão inicial para comentários André Nascimento B 30/04/2014 Feitas correções de código de documentos André Nascimento 0 20/08/2014

Leia mais

código de conduta para fornecedores da Quintiles

código de conduta para fornecedores da Quintiles código de conduta para fornecedores da Quintiles 2 A Quintiles está comprometida em executar práticas de negócios sustentáveis. Com base em padrões reconhecidos internacionalmente, este Código de conduta

Leia mais

Código de Conduta e Ética Empresarial. Grupo Visium Build

Código de Conduta e Ética Empresarial. Grupo Visium Build Código de Conduta e Ética Empresarial Grupo Visium Build 1 Índice 2 Âmbito 3 Missão e Visão 4 Valores 4 Compromisso com as partes interessadas 5 Cumprimento deste Código 9 2 ÂMBITO Este Código de Conduta

Leia mais

Health Care Business Integrity Internacional para Intermediários

Health Care Business Integrity Internacional para Intermediários Health Care Business Integrity Internacional para Intermediários Sua obrigação de manter conformidade com todas as leis e com as políticas da Johnson & Johnson As empresas Johnson & Johnson e terceiros

Leia mais

Código de Ética Elaborado em Janeiro de 2016 Atualizado em Junho de 2016 1. INTRODUÇÃO Este Código de Ética estabelece as regras e princípios que nortearão os padrões éticos e de conduta profissional,

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE

MENSAGEM DO PRESIDENTE MENSAGEM DO PRESIDENTE A Ética sempre se fez historicamente presente no ambiente corporativo da Schulz S/A, gerando relações exitosas e, por isso, duradouras entre clientes e fornecedores. A elaboração

Leia mais

O Código de Fornecedor do Smiths de Ética nos Negócios

O Código de Fornecedor do Smiths de Ética nos Negócios O Código de Fornecedor do Smiths de Ética nos Como uma empresa global, o Grupo Smiths interage com clientes, acionistas e fornecedores em todo o mundo. Estas partes interessadas, juntamente com as outras

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA CAMFIEP

CÓDIGO DE ÉTICA DA CAMFIEP Preâmbulo Este Código de Ética tem como objetivo estabelecer princípios a serem observados na condução do Processo Arbitral pelas Partes, por seus procuradores, pelos Árbitros, e pelos órgãos da Câmara

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. O comportamento do árbitro deverá ser pautado de forma condizente com um profissional de reputação ilibada.

CÓDIGO DE ÉTICA. O comportamento do árbitro deverá ser pautado de forma condizente com um profissional de reputação ilibada. CÓDIGO DE ÉTICA Preâmbulo Este Código de Ética tem como objetivo estabelecer princípios a serem observados na condução do Processo Arbitral pelas Partes, por seus procuradores, pelos Árbitros, e pelos

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA CSE CENTRO DE SOLUÇÕES ESTRATÉGICAS S.A

CÓDIGO DE CONDUTA CSE CENTRO DE SOLUÇÕES ESTRATÉGICAS S.A CÓDIGO DE CONDUTA CSE CENTRO DE SOLUÇÕES ESTRATÉGICAS S.A. -2015- 1. APLICAÇÃO Este Código de Conduta se aplica a todos os colaboradores do CSE e deve ser observado por todos os terceiros de alguma forma

Leia mais

Setembro 2006. Código Global de Conduta e Ética Empresarias. Guia das Normas Globais de Ética e Compliance Regulamentar da Synthes.

Setembro 2006. Código Global de Conduta e Ética Empresarias. Guia das Normas Globais de Ética e Compliance Regulamentar da Synthes. Setembro 2006 Código Global de Conduta e Ética Empresarias. Guia das Normas Globais de Ética e Compliance Regulamentar da Synthes. Hansjörg Wyss Presidente e Director Geral 1 de Setembro de 2006 Todos

Leia mais

Código de conduta do distribuidor

Código de conduta do distribuidor Código de conduta do distribuidor Introdução O Código de conduta do distribuidor (Código) da Parker Hannifin estabelece os requisitos mínimos e as expectativas com relação ao cumprimento das leis e à conduta

Leia mais

MANUAL ANTICORRUPÇÃO

MANUAL ANTICORRUPÇÃO MQ.03 rev.00 Pagina 1 MANUAL ANTICORRUPÇÃO MQ.03 rev.00 Pagina 2 SUMÁRIO 1.Introdução... 3 2.Da abrangência... 3 3. Das condutas a serem observadas... 3 3.1 Vantagem indevida:... 3 3.2 Participação em

Leia mais

DIRETRIZES PARA PRESENTES, REFEIÇÕES, ENTRETENIMENTO, VIAGENS PATROCINADAS E OUTRAS CORTESIAS DE NEGÓCIOS

DIRETRIZES PARA PRESENTES, REFEIÇÕES, ENTRETENIMENTO, VIAGENS PATROCINADAS E OUTRAS CORTESIAS DE NEGÓCIOS DIRETRIZES PARA PRESENTES, REFEIÇÕES, ENTRETENIMENTO, VIAGENS PATROCINADAS E OUTRAS CORTESIAS DE NEGÓCIOS Um elemento do Programa Anticorrupção da Laureate Estas diretrizes se aplicam a todos os gestores,

Leia mais

Política. Código de Conduta para Fornecedores e políticas para commodities específicas

Política. Código de Conduta para Fornecedores e políticas para commodities específicas Política Código de Conduta para Fornecedores e políticas para commodities específicas O compromisso da COFCO International com o desenvolvimento sustentável se estende aos seus fornecedores, uma vez que

Leia mais

Código de Conduta e ÉtiCa de FoRneCedoReS CopeRSuCaR

Código de Conduta e ÉtiCa de FoRneCedoReS CopeRSuCaR Código de Conduta e Ética DE FORNECEDORES Copersucar Introdução A Copersucar está comprometida em manter elevados padrões de integridade, ética e profissionalismo, com foco na geração de valor para o nosso

Leia mais

Ética. Compras e Strategic Sourcing

Ética. Compras e Strategic Sourcing Ética Compras e Strategic Sourcing Ética é saber a diferença entre o que você tem direito de fazer e o que é de fato direito - Potter Stewart Relacionamentos com fornecedores devem: Objetivo A área de

Leia mais

Código de Conduta do Fornecedor

Código de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Índice 1. Apresentação... 03 2. Abrangência... 04 3. Diretrizes de Conduta... 05 3.1. Quanto à Integridade nos Negócios... 05 3.2. Quanto à corrupção... 06 3.3. Quanto

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PRÊMIO MPE BRASIL

CÓDIGO DE ÉTICA PRÊMIO MPE BRASIL CÓDIGO DE ÉTICA PRÊMIO MPE BRASIL CICLO 2015 1. CÓDIGO DE ÉTICA DO PRÊMIO DE COMPETITIVIDADE PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Todas as pessoas envolvidas diretamente com o Prêmio de Competitividade para

Leia mais

Política de Compras da Altranportugal

Política de Compras da Altranportugal Política de Compras da Altranportugal Índice 1. POLÍTICA DE COMPRAS..3 1.1 Expetativas da Altran perante os fornecedores... 3 1.1.1 No âmbito da Segurança e Saúde no Trabalho (SST).... 3 1.1.2 No âmbito

Leia mais

HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO PESSOAL. Rio de Janeiro, Junho de SP v1

HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO PESSOAL. Rio de Janeiro, Junho de SP v1 HAMILTON LANE INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO PESSOAL Rio de Janeiro, Junho de 2016. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO PESSOAL 1.1. Introdução O objetivo desta política é descrever as normas e procedimentos

Leia mais

Sociedade Alphaville Residencial 11 Sede Administrativa - Av. Alpha Norte, 700 PABX:

Sociedade Alphaville Residencial 11 Sede Administrativa - Av. Alpha Norte, 700 PABX: 1. INTRODUÇÃO Código de Ética Este Código de Ética reúne diretrizes que devem ser observadas em nossa ação profissional para atingirmos padrões Éticos no exercício de nossas atividades. Para a Sociedade

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA - FORNECEDORES

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA - FORNECEDORES CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA - FORNECEDORES Introdução Código de Ética e Conduta - Fornecedores 1 A S.Magalhães & Essemaga atua permanentemente como empresa responsável e íntegra e para alcançar tais objetivos,

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA EM MÍDIAS SOCIAIS

MANUAL DE CONDUTA EM MÍDIAS SOCIAIS MANUAL DE CONDUTA EM MÍDIAS SOCIAIS 1- Introdução Este manual expõe condutas, comportamentos e atitudes que a Empresa espera de seus empregados e prestadores de serviços no ambiente digital. Essas diretrizes

Leia mais

PROGRAMA DE COMPLIANCE

PROGRAMA DE COMPLIANCE PROGRAMA DE COMPLIANCE VERSÃO 1.0 SETEMBRO/2016 1. NOME DO PROGRAMA Programa de Compliance criado em 30.09.2015 2. OBJETIVO Mitigar os riscos das operações e os negócios atuais e futuros, sempre em conformidade

Leia mais