Relatório de Actividades. Ano Rede Social de Lagos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Actividades. Ano 2006. Rede Social de Lagos"

Transcrição

1 Relatório de Actividades Ano 2006 Rede Social de Lagos

2 Núcleo Executivo e CLAS- Conselho Local de Acção Social Núcleo Executivo - 27 Reuniões de Trabalho Actividades (Trabalho de planificação, concepção, organização e dinamização das iniciativas): - Seminários/Conferências/Jornadas; - Acções de Formação; - Grupos Temáticos; - Relatórios: Diagnóstico Social, Plano de Desenvolvimento Social e Plano de Acção; - Análise/emissão e avaliação de pareceres técnicos face aos projectos apresentados; - Instrumento Metodológico de Avaliação de Projectos e Emissão de Parecer Técnico - Acções de Divulgação do Trabalho da Rede Social - Avaliação dos trabalhos e respectivo reajustamento face à intervenção CLAS 6 Reuniões Descrição dos Projectos apresentados ao CLAS para Parecer "Construção de Lar Residencial", Freguesia da Luz- Entidade NECI (aprovados em reunião de CLAS 22 Maio e 14 Julho 2006) "Construção de Lar Residencial, Centro de Dia e Apoio Domiciliário", Freguesia de Barão S. João- Entidade SCML (aprovados em reunião de CLAS 22 Maio e 14 Julho 2006) "Construção de Lar Residencial, Centro de Dia e Apoio Domiciliário", Freguesia da Luz- Entidade SCML (aprovados em reunião de CLAS 22 Maio e 14 Julho 2006) Projecto Ouve Entidade: Academia de Música de Lagos (aprovados em reunião de CLAS 16 Outubro 2006) Projecto de Intervenção e Apoio Familiar - Implementação do Programa The Strengtening Families Program e Serviço de apoio parental- Entidade CASLAS (aprovado em reunião de CLAS- 29 Nov. 2006) Fonte de financiamento (medida/programa) Destinatários - Nº total de pessoas abrangidas Resposta das Entidades Financiadoras Programa PARES 24 Pessoas com Deficiência A aguardar Programa PARES Programa PARES Programa Escolhas Programa de Intervenção Focalizada - IDT 30 Idosos- Lar; 10 Centro de Dia e 10 Apoio Domiciliário 60 Idosos- Lar; 15 Centro de Dia e 20 Apoio Domiciliário 75 crianças/ jovens no ensino regular, com dificuldades de aprendizagem e 150 Famílias A aguardar A aguardar Negativa 50 A aguardar Documentos/Relatórios Apresentados em CLAS para Parecer Diagnóstico Social Plano de Desenvolvimento Social ( ) Plano de Acção (2007) Aprovação em CLAS 13 Março Outubro

3 Documentos Elaborados Diagnóstico Social (Março 2005 a Fev.2006) Plano de Desenvolvimento Social ( ) Plano de Acção (2007) Instrumento Metodológico de Avaliação de Projectos e Emissão de Parecer Técnico (aprovado em reunião de CLAS no dia 29 Novembro de 2006). Outras Participações (em acções promovidas pelo Instituto da Segurança Social, I.P.) Acção de Formação Desenvolvimento Social e Planificação Estratégica Territorial - Nível 3, realizou-se nos dias 31 Maio, 1 e 2 Junho 2006, e contou com participação de 3 elementos do Núcleo Executivo Sessões Temáticas Inter-CLAS, nos dias: 8 Junho e 13 Outubro 2006 Encontros temáticos do Programa da Rede Social I Encontro de Redes Sociais do Algarve e Baixo Alentejo- Marketing Social, 18 Maio 2006, em Tavira 3º Encontro Nacional da Rede Social, 11 Julho 2006, em Santarém Convites Seminário: Criar, Avaliar e Projectar no âmbito das Comemorações dos 75 anos do CASLAS, na comunicação Parcerias...Construímos Juntos, no dia 23 Maio

4 Acções de Formação- promovidas pela Rede Social Gestão de Equipamentos Sociais Facilitação de Grupos e Relações Interpessoais Março Participantes- 14 horas Março e Abril Participantes- 21horas 6 e 7 Março , 29 de Março e 4 de Abril 2006 Entidade Formadora: NECI Local de realização: Centro Cultural de Lagos Entidade Formadora: NECI Local de realização: Janela Manuelina Planeamento e Avaliação Integrados em Projectos 3 e 4 Julho Participantes (concelho de Lagos e Vila do Bispo) - 14 horas Entidade Formadora: Vicentina Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste Local de realização: Associação Espirita de Lagos Curso: Atendimento qualificado a cidadãos vitimas de crime e violência - Nível 2 20 Set. a 3 Out participantes (concelhos: Lagos e Aljezur) 40 horas Entidade Formadora: APAV- Associação Portuguesa de Apoio à Vitima Local de realização: Janela Manuelina 3

5 Tendo em conta o diagnóstico social do concelho, foram planeadas acções de formação, por entidades parceiras, nomeadamente Atendimento ao Público - a promover pela NECI- (no entanto foi cancelada por falta de formandos, situação que se deveu possivelmente ao horário ser em regime laboral) e Planeamento, gestão e avaliação de projectos - a promover pela Associação Vicentina - que iniciou em Dez Acções que obtiveram financiamento através do POEFDS. Numa lógica de trabalho em Rede, contando com a participação das entidades e comunidade envolvente, procedeu-se à recolha de 4.200Kg de tampas, as quais irão ser trocadas por 1 cadeira de rodas e 1 andarilho pediátrico, acção promovida por uma das entidades da Rede Social, o NECI. Tendo como objectivo aumentar o n.º de ajudas técnicas, disponíveis para a comunidade, indo de encontro às acções delineadas em PDS, ao nível de um banco de ajudas técnicas para o concelho. Acções de Divulgação do Trabalho da Rede Social Datas Local Participantes Observ. 19, 21 e 28 Julho Infantário Bambino; Externato Torraltinha; IEFP 18 8 Set. Agrupamento Horizontal N.º 2 de Lagos 51 8 Nov. Esc. Sec. Júlio Dantas Nov. EB23 Naus 21 Acção conjunta com a CPCJ, Saúde Escolar e Educação p/saúde 22 Nov. EB23 N.º

6 Grupos Temáticos Organizações/Qualidade Comunicação Emprego/Formação/Profissional Saúde (Geral, Toxicodependência e Deficiência) Educação (Formal e Informal) Intervenção Social (Imigração, Habitação, Violência Doméstica, Segurança, Família) Ambiente Turismo Durante o ano de 2006, realizaram-se cerca de 42 encontros de trabalhos, com os diversos grupos temáticos, com vista à definição do PDS- Plano de Desenvolvimento Social e Plano de Acção, bem como a elaboração de alguns projectos. Efectuou-se uma reunião geral com todos os grupos temáticos, no mês de Julho por forma a dar a conhecer os trabalhos desenvolvidos nas diversas áreas temáticas, bem como recolher informações adicionais. Procedeu-se a reuniões com todos os Representantes dos Conselhos Executivos das Escolas, com a colaboração de um representante da DREAlgarve, com vista a dar a conhecer o trabalho da Rede Social, bem como envolver os Conselhos Executivos no projecto. 5

7 Seminários/Conferências/Jornadas Em função das necessidades e problemas detectados no diagnóstico social, na área da saúde, realizaram-se alguns Seminários/Conferências/Jornadas. Permitindo assim aprofundar as temáticas, validar algumas das propostas em PDS, sensibilizar e informar a comunidade para as áreas em debate e articular as actividades em função do mesmo objectivo. Seminário: Toxicodependência Estratégias de Intervenção 10 Abril de participantes Org: Grupo temático planeamento/prevenção e tratamento na área da toxicodependência Conferência : Doenças Neurológicas Crónicas - 17 Junho Participantes Org: Ass. Portuguesa de Doentes de Parkinson e CML - Seminário: Aceitar a morte, viver o luto e abraçar a vida 13 Julho Participantes Org: Ass. Âncora e CML 6

8 as 1 JORNADAS DA DEFICIÊNCIA I Jornadas da Deficiência em Lagos - (11 Set. a 4 Dez. 2006) As I Jornadas da Deficiência contemplaram um ciclo de seminários e actividades para debater todas áreas referentes às questões envolventes das pessoas com mobilidade, comunicação e orientação condicionadas. Actividades Nº Participantes Local Mini-Feira de Ajudas Técnicas 11 a 15 Set média Largo do Infante Seminário Acessibilidades - 11 Set. 40 Casa Sto Amaro Exposição de Fotos Sobre desporto adaptado - Mês de Set. Participação em 3 programas de rádio para a divulgação Demonstração de Karaté em cadeiras de Rodas - 24 Set. Torneio de Jogos de Mesa e entrega de troféus: c/ Alunos da EB23 Naus, utentes Casa Sto Amaro e da STª Casa da Misericórdia de Lagos 2 a 4 Out. Estágio de Basquetebol em Cadeira de Rodas Os Tubarões, do CBQ 14 e 15 Out. Sensibilização nas Escolas Secundárias sobre Acessibilidades- 16 Out. 12 Seminário: A integração escolar das pessoas com deficiência 25 Out. Teatro CRINABEL e espectáculo de Ballet c/ (escola de Gwen Franco - 7 a 9 Nov média Centro Cultural de Lagos 6 Rádio Maré Alta e Rádio Costa d Oiro 25 - média Largo do Infante 70 EB23 Naus 14 Escola Secundária Júlio Dantas Escola Secundária Gil Eanes 45 Centro Cultural de Lagos 592 Centro Cultural de Lagos workshop Desporto adaptado - 25 Nov. 16 CASLAS (salão polivalente) Seminário Integração profissional das pessoas com deficiência -28 Nov. Almoço Convívio Dia Internacional da pessoa com deficiência - 3 Dez. Curso de Formação Cidades e Vilas com Mobilidade para todos e demonstração de 1 percurso com uma pessoa invisual e 1 cão guia 4 Dez. Danças com cadeiras de rodas 35 CASLAS (salão polivalente) 90 Rest. Adega da Marina 34 formandos 94 observadores para a demonstração Esc. Sec. Gil Eanes (acção conjunta com APPLA- Ass. Portuguesa de Planeadores do Território) Nos diferentes Seminários e actividades Total aproximado de Participantes nas actividades das I Jornadas da Deficiência: 1244 Entidades/Departamentos na Organização: CML (DECI -SAS- Rede Social ; DECI - Serviço Desporto Lazer e Qualidade de Vida; e DPGU- Divisão de Planeamento e Desenvolvimento), NECI e CASLAS- Casa Sto Amaro. 7

Plano de Acção 2006/2007. Rede Social Concelho da Lourinhã

Plano de Acção 2006/2007. Rede Social Concelho da Lourinhã Plano de Acção 2006/2007 Rede Social Concelho da Lourinhã E I X O I Intervenção Dirigida a Grupos Específicos EIXO I : INTERVENÇÃO DIRIGIDA A GRUPOS ESPECIFICOS OBJECTIVO GERAL: Até Dezembro de 2007 existem

Leia mais

2008 Concelho de Ourique

2008 Concelho de Ourique Plano de Acção 2008 Concelho de Rede Social Programa Rede Social Conselho Local de Acção Social de Janeiro 2008 Ficha Técnica Título: Plano de Acção 2008 do Concelho de Autoria: Núcleo Executivo da Rede

Leia mais

EIXO 1: EMPREGO, QUALIFICAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E INICIATIVA LOCAL

EIXO 1: EMPREGO, QUALIFICAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E INICIATIVA LOCAL EIXO 1: EMPREGO, QUALIFICAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E INICIATIVA LOCAL Desenvolver as condições facilitadoras da criação de emprego, combate ao desemprego e incentivo à iniciativa local referente ao empreendedorismo

Leia mais

Conselho Local de Ação Social

Conselho Local de Ação Social Conselho Local de Ação Social Índice Introdução... 6 Eixo I - Demografia... 7 Eixo II Educação/Nível de Instrução... 8 Eixo III Economia... 11 Eixo IV Grupos Vulneráveis... 13 Avaliação.26 2 Ficha Técnica

Leia mais

Plano de Acção

Plano de Acção - 2 - Nota Prévia A Rede Social afirmou-se ao longo da sua criação como uma medida inovadora e com capacidade de produzir alterações positivas na intervenção social. Esta medida assumiu-se, desde início,

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO Comissão Social de Freguesia de Odivelas. Aderentes à Comissão Social de Freguesia de Odivelas

PLANO DE ACÇÃO Comissão Social de Freguesia de Odivelas. Aderentes à Comissão Social de Freguesia de Odivelas Um Plano de Acção consiste num instrumento componente do Plano de Desenvolvimento Social, que define sistematicamente, as acções a desenvolver, o cronograma, os parceiros responsáveis e os recursos. 1

Leia mais

Núcleo Executivo do CLAS de Mafra, 28 Maio de

Núcleo Executivo do CLAS de Mafra, 28 Maio de Plano de Ação Rede Social Mafra Eixo I - DEMOGRAFIA E EQUIPAMENTOS (INFRA-ESTRUTURAS DE APOIO) Objectivo geral 1. Reforçar as estruturas de apoio ao idoso Objectivo Específico 1. Aumentar a capacidade

Leia mais

Projecto co-financiado pelo FSE

Projecto co-financiado pelo FSE CLAS DE MONDIM DE BASTO PLANO DE AÇÃO 2013 REDE SOCIAL DE MONDIM DE BASTO Projecto co-financiado pelo FSE ÍNDICE ÍNDICE DE TABELAS... 3 CAPÍTULO I... 4 INTRODUÇÃO... 4 CAPÍTULO II... 7 PLANO DE ACÇÃO 2013...

Leia mais

Projecto MIMAR O SOLAR

Projecto MIMAR O SOLAR Equipa Star Wars 1 Projecto MIMAR O SOLAR 2 Projecto Mimar o Solar Apresentação O Projecto MIMAR O SOLAR surge como iniciativa promovida pelo Solar do Mimo Centro de Acolhimento Temporário de Crianças

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE SÃO BRÁS DE ALPORTEL. Plano de Desenvolvimento Social de São Brás de Alportel 2006/2010

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE SÃO BRÁS DE ALPORTEL. Plano de Desenvolvimento Social de São Brás de Alportel 2006/2010 CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE SÃO BRÁS DE ALPORTEL Plano de Desenvolvimento Social de São Brás de Alportel 2006/2010 PLANO DE ACÇÃO 2010 LISTA DE SIGLAS APEASBA Associação de País e Encarregados de

Leia mais

Objectivos Específicos Acções Principais Resultados a Atingir

Objectivos Específicos Acções Principais Resultados a Atingir Núcleo Executivo / Secretariado Técnico Rede Social Loures Aprovado na reunião de CLAS de 19.Fevereiro.2009 Objectivo Superior Objectivos Específicos Acções Principais Resultados a Atingir Monitorização

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2016 COMISSÃO SOCIAL DE FREGUESIA DE ENCOSTA DO SOL

PLANO DE AÇÃO 2016 COMISSÃO SOCIAL DE FREGUESIA DE ENCOSTA DO SOL PLANO DE AÇÃO 2016 COMISSÃO SOCIAL DE FREGUESIA DE ENCOSTA DO SOL Ficha Técnica: Titulo: Plano Ação 2016 Documento Elaborado Por: Núcleo Executivo da CSF de Encosta do Sol Coordenação Geral: Armando Jorge

Leia mais

Instituto da Segurança Social, I.P. Centro Distrital da Guarda

Instituto da Segurança Social, I.P. Centro Distrital da Guarda PLANEAMENTO ESTRATÉGICO SUPRACONCELHIO Plataforma Supraconcelhia * Beira Interior Norte (PSCBIN) Diagnóstico Social (DS) e Plano de Desenvolvimento Social (PDS) 11 / Dezembro / 2009 Instituto da Segurança

Leia mais

Plano Municipal Contra a Violência Doméstica Prolongamento

Plano Municipal Contra a Violência Doméstica Prolongamento Plano Municipal Contra a Violência Doméstica 2011-14 Prolongamento Plano Municipal Contra a Violência 2011 2013 Prolongamento O Plano Municipal Contra a Violência 2011/13, teve por objetivo estruturar

Leia mais

Ciclo Completo de Gestão de Recursos Humanos

Ciclo Completo de Gestão de Recursos Humanos Gestão de Recursos Humanos Ciclo Completo de Gestão de Recursos Humanos Ciclo Completo de Gestão de Recursos Humanos Gestão de Recursos Humanos Ref #GRH090 Nº Horas: 48 h Nº de Dias: 8 dias Hora de Início:

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO 2009. Março 2009

PLANO DE ACÇÃO 2009. Março 2009 PLANO DE ACÇÃO Março Plano Acção Plano Acção Acções Actividas Elaborar e aprovar o Plano Acção Actualização do Diagnóstico Social do Concelho Reuniões trabalho para elaborar o Plano Acção Apresentação,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2010 - DEPARTAMENTO: 1º Ciclo PCA1 Coordenador(a): Fernando Martins Tel/Tem:

Leia mais

REDE SOCIAL DE ALANDROAL

REDE SOCIAL DE ALANDROAL REDE SOCIAL DE ALANDROAL CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (MAIO ) Área de Intervenção: Equipamentos e Respostas Sociais e Serviços Objetivo Geral Objetivos Específicos Ação População - Alvo Entidades/ Parceiros

Leia mais

Plano de Formação Sensibilização / Informação 2010

Plano de Formação Sensibilização / Informação 2010 Plano de Sensibilização / 2010 Acção de / Eixo de Direitos e Cidadania 1.º 1.º e 4.º Janeiro e Fevereiro e Dezembro Fevereiro Centro Nós do 115 Famílias do básico (2.º e 3.º ciclos) e (Acção 8. Nós Pais

Leia mais

Desenvolvimento Local de Base Comunitária Cascais DesEnvolve Alcabideche e S. Domingos de Rana. 3ª Reunião do GAL

Desenvolvimento Local de Base Comunitária Cascais DesEnvolve Alcabideche e S. Domingos de Rana. 3ª Reunião do GAL Desenvolvimento Local de Base Comunitária Cascais DesEnvolve Alcabideche e S. Domingos de Rana 3ª Reunião do GAL Alcabideche, DNA Cascais 07 de julho de 2015 ORDEM DE TRABALHOS Ponto de situação sobre

Leia mais

Dias Maia Nunes da Silva - Rute Maria

Dias Maia Nunes da Silva - Rute Maria curriculum vitae Informação pessoal Apelido(s) - Nome(s) Morada Dias Maia Nunes da Silva - Rute Maria Sagres, Vila do Bispo, Portugal Contactos telefónicos Telemóvel +351 910 547 848 Telefone +351 282

Leia mais

Planeamento. Avaliação

Planeamento. Avaliação Planeamento e Avaliação Planeamento e Avaliação Definição de Planeamento Fases de Planeamento Plano vs Projecto Relatório O quê? PLANEAMENTO Planear uma actividade, evento ou projecto, significa responder

Leia mais

Plano de Ação da Rede Social de Mafra 2017

Plano de Ação da Rede Social de Mafra 2017 EIXO I DEMOGRAFIA Objetivo Geral/Estratégico 1: Fortalecer as estruturas formais de apoio à Família OE1. Promover o alargamento da capacidade da resposta social Creche, nas Instituições onde já existe.

Leia mais

Programa Rede Social Nisa PLANO DE AÇÃO Câmara Municipal de Nisa. Praça do Município Nisa Telefone

Programa Rede Social Nisa PLANO DE AÇÃO Câmara Municipal de Nisa. Praça do Município Nisa Telefone PLANO DE AÇÃO 2017 NOTA PRÉVIA Decorrente do processo de atualização do diagnóstico social e do plano de desenvolvimento social, da Rede Social do Concelho de Nisa e numa perspetiva de continuidade em

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA AGENDA AS 5 MARCAS DO POPH I EIXOS PRIORITÁRIOS II ARRANQUE DO PROGRAMA III I AS 5 MARCAS DO POPH AS 5 MARCAS DO POPH 1 O MAIOR PROGRAMA OPERACIONAL DE SEMPRE 8,8 mil M 8,8 Mil

Leia mais

Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra

Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra WORKSHOP Combustíveis e veículos alternativos Práticas correntes e futuras linhas de orientação política para o transporte de passageiros (Projecto Alter-Motive) Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra

Leia mais

Plano de Formação Vida Ativa. Centro de Formação Profissional de Coimbra. Unidade de Formação

Plano de Formação Vida Ativa. Centro de Formação Profissional de Coimbra. Unidade de Formação Candidatos/as com menos do 9º ano de escolaridade. Percurso 1 Percurso 2 Percurso 3 Percurso 4 Percurso 5 UFCD 0350 Comunicação Comunicação assertiva interpessoal- UFCD 0351 Perfil e funções do atendedor

Leia mais

EIXO I ATRACTIVIDADE TERRITORIAL

EIXO I ATRACTIVIDADE TERRITORIAL Plano de Acção para 2007 1 Um Plano de Acção, mais do que um documento, pretende-se que seja um instrumento de trabalho manuseável, flexível, ajustável à realidade e útil. Neste sentido, considerou-se

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES SÓCIO CULTURAIS.

PLANO DE ATIVIDADES SÓCIO CULTURAIS. PLANO DE ATIVIDADES SÓCIO CULTURAIS 2017 www.scmbaiao.com O Plano de Actividades Sócio-culturais para o ano de 2017, foi direccionado essencialmente para as valências sociais da Instituição: Terceira Idade

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE MACEDO DE CAVALEIROS

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE MACEDO DE CAVALEIROS ACTA N.º 03/2008 Âmbito da Reunião: Reunião Extraordinária de Plenário do CLASMC Assuntos debatidos: 1. Leitura da acta n.º 2/2008 do Plenário de 03 de Julho A acta foi aprovada por unanimidade. 2. Concertação

Leia mais

Rede Social PLANO DE AÇÃO

Rede Social PLANO DE AÇÃO Rede Social PLANO DE AÇÃO 2011 R E D E SOCIAL DO CONCELHO DE VILA DO BISPO 1 Rede Social Rede Social do Concelho de Vila do PLANO DE ACÇÃO 2011 Ficha Técnica Entidade Promotora: Câmara Municipal de Vila

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Soure

Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Soure / Ano 1 ÍNDICE 1 - Introdução 3 Pág. 2- Plano de Acção dos Projectos Estruturantes Transversais do Concelho de 4 2.1. Projecto Estruturante Apoio na Dependência 5 2.2. Projecto Estruturante Criar para

Leia mais

Base de dados I. Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009

Base de dados I. Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009 Base de dados I Nº de referência da instituição Nº de registo Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009 Este questionário tem como objectivo proceder à actualização do Diagnóstico Social,

Leia mais

Entidades. Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal

Entidades. Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal CLDS Setúbal Entidades Coordenadora ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal Executoras ACM - Associação Cristã da Mocidade de Setúbal (Bela Vista e zona envolvente) APACCF - Associação de Professores

Leia mais

Isabel Fraga. Responsável: Equipa técnica: Fátima de Matos; Marina Santos Joana Gonçalves

Isabel Fraga. Responsável: Equipa técnica: Fátima de Matos; Marina Santos Joana Gonçalves Responsável: Isabel Fraga (Secretário; CPCJ; Pelouro da Ação Social, Habitação e Saúde) Equipa técnica: Fátima de Matos; Marina Santos Joana Gonçalves Objetivos Este projeto visa proporcionar às crianças

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR PREÂMBULO A Lei n.º 75/2013, de 12 de Setembro, diploma que estabelece, entre outros, o regime jurídico das autarquias locais, veio atribuir, no

Leia mais

COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE VISEU

COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE VISEU COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE VISEU ANO EUROPEU DA IGUALDADE DE OPORTUNIDADE PARA TODOS Projecto de Actividades para Alunos do 1º CEB VISEU, 2007 INDICE Introdução:...3 Objectivos:...3

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social

Plano de Desenvolvimento Social Plano de Desenvolvimento Social 65 6. Planear para Intervir Objectivos e Estratégias Numa fase seguinte, após a consequente identificação das vulnerabilidades concelhias /eixos estratégicos de intervenção

Leia mais

PROGRAMA REDE SOCIAL PLANO DE ACÇÃO 2006/2007 CONCELHO DE ARRUDA DOS VINHOS

PROGRAMA REDE SOCIAL PLANO DE ACÇÃO 2006/2007 CONCELHO DE ARRUDA DOS VINHOS PLANO DE ACÇÃO 2006/2007 CONCELHO DE ARRUDA DOS VINHOS PROGRAMA REDE SOCIAL PROJECTO FINANCIADO PELO ESTADO PORTUGUÊS MINISTÉRIO DA SEGURANÇA SOCIAL E DO TRABALHO Junho 2006 Conselho Local de Acção Social

Leia mais

AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010

AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ARMAMAR AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 Plano de Acção 20010 1 Após elaboração do Plano de Desenvolvimento Social, onde estão definidas as

Leia mais

Designação do Projeto: Divida Zero

Designação do Projeto: Divida Zero Designação do Projeto: Divida Zero Objetivo Geral C5 (PDS) Objetivos Prevenir e apoiar situações de sobre endividamento pessoal e social. Reduzir o peso percentual de utentes com processos em anos anteriores.

Leia mais

Acta da 28ª reunião plenária ordinária do Conselho Local de Acção Social do Seixal

Acta da 28ª reunião plenária ordinária do Conselho Local de Acção Social do Seixal Acta da 28ª reunião plenária ordinária do Conselho Local de Acção Social do Seixal Data: 19 de Março de 2010 Local: Rio Sul Shopping - Espaço coberto de estacionamento exterior Agenda de Trabalhos: 1-

Leia mais

Contracepção e Saúde Reprodutiva no. Duarte Vilar Director Executivo da APF

Contracepção e Saúde Reprodutiva no. Duarte Vilar Director Executivo da APF Melhores Escolhas Melhor Saúde Contracepção e Saúde Reprodutiva no Contexto da Formação Profissional Duarte Vilar Director Executivo da APF Antecedentes Desde 1983: colaboração entre a APF e diversos CFP

Leia mais

1. Exposição SEM - Edições 2007/2013 3. 2. III Caminhada Solidária Caminhar Por Uma Causa 4. 3. Dia Europeu Sem Carros - DESC 6

1. Exposição SEM - Edições 2007/2013 3. 2. III Caminhada Solidária Caminhar Por Uma Causa 4. 3. Dia Europeu Sem Carros - DESC 6 RELATÓRIO FINAL Índice Pág. 1. Exposição SEM - Edições 2007/2013 3 2. III Caminhada Solidária Caminhar Por Uma Causa 4 3. Dia Europeu Sem Carros - DESC 6 4. Campanha Eco Condução Informação e Sensibilização

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO CLDS MARINHA SOCIAL

RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO CLDS MARINHA SOCIAL RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO CLDS MARINHA SOCIAL O presente relatório reflecte a actividade do CLDS Marinha Social, desde o inicio da sua actividade, em Julho de 2009 até Junho de 2010, analisando-se 2 momentos

Leia mais

Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo

Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo REDE SOCIAL Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo Regulamento Interno [9/04/2014] REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DE FIGUEIRA DE CASTELO RODRIGO

Leia mais

Câmara Municipal de Elvas. Plano de Acção. Conselho Local de Acção Social de Elvas

Câmara Municipal de Elvas. Plano de Acção. Conselho Local de Acção Social de Elvas Câmara Municipal de Elvas Plano de Acção 2007 Julho de 2006 Conselho Local de Acção Social de Elvas PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social PLANO DE ACÇÃO

Leia mais

Plano Local de Promoção dos Direitos da Criança

Plano Local de Promoção dos Direitos da Criança Plano Local de Promoção dos Direitos da Criança Breve Enquadramento O Plano Local de Promoção dos Direitos da Criança constitui o resultado do Projeto Tecer a, promovido pela Comissão Nacional de Promoção

Leia mais

GUIA PRÁTICO RESPOSTAS SOCIAIS INFÂNCIA E JUVENTUDE CRIANÇAS E JOVENS EM SITUAÇÃO DE PERIGO

GUIA PRÁTICO RESPOSTAS SOCIAIS INFÂNCIA E JUVENTUDE CRIANÇAS E JOVENS EM SITUAÇÃO DE PERIGO Manual de GUIA PRÁTICO RESPOSTAS SOCIAIS INFÂNCIA E JUVENTUDE CRIANÇAS E JOVENS EM SITUAÇÃO DE PERIGO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/11 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia

Leia mais

Rede Social de Coimbra

Rede Social de Coimbra Divisão de Acção Social e Família Boletim Informativo Nº. 12 22/07/2009 NOVIDADES: 7, 8, 9 e 10 de Setembro Projecto EluSIDA na Escola Casa Municipal da Cultura Rede Social de Coimbra EDITORIAL A Rede

Leia mais

Entidade responsável pela Execução

Entidade responsável pela Execução Eixo Estratégico I - Parcerias e Economia Solidária 2009, 3 acções de sensibilização/formação para dirigentes Associativos com vista à melhoria do seu desempenho. 2009, 3 acções de formação para técnicos

Leia mais

Programa para a Inclusão e Desenvolvimento - PROGRIDE. ParticipAR - Inovação para a Inclusão em Arraiolos. Acção: Banco de Recursos para a Inserção

Programa para a Inclusão e Desenvolvimento - PROGRIDE. ParticipAR - Inovação para a Inclusão em Arraiolos. Acção: Banco de Recursos para a Inserção Programa para a Inclusão e Desenvolvimento - PROGRIDE ParticipAR - Inovação para a Inclusão em Arraiolos Acção: Banco de Recursos para a Inserção Relatório de Avaliação da actividade de dia 7 de Junho

Leia mais

Plano de Ação Rede Social de Alter do Chão

Plano de Ação Rede Social de Alter do Chão Plano de Ação Rede Social de Alter do Chão Conselho Local de Ação Social de Alter do Chão Câmara Municipal de Alter do Chão Centro Distrital de Portalegre, ISS, I.P. Santa Casa da Misericórdia de Alter

Leia mais

Centro de Recursos TEIA

Centro de Recursos TEIA Quem somos O Contrato Local Desenvolvimento Social 3ª Geração do Concelho Ourém (CLDS 3G) Centro de Recursos TEIA - iniciou a sua atividade a 2 de Novembro de 2015, tem como Entidade Coordenadora Local

Leia mais

REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO DE APOIO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA

REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO DE APOIO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA REGULAMENTO DO VOLUNTARIADO DE APOIO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA Nota justificativa A Câmara Municipal de Vidigueira assume o papel de agente fundamental na aplicação de políticas de protecção social,

Leia mais

FAMALICÃO INCLUSIVO. 1º Encontro do Grupo de Auto Representantes de Vila Nova de Famalicão

FAMALICÃO INCLUSIVO. 1º Encontro do Grupo de Auto Representantes de Vila Nova de Famalicão FAMALICÃO INCLUSIVO 1º Encontro do Grupo de Auto Representantes de Vila Nova de Famalicão FAMALICÃO INCLUSIVO Reuniões com os Serviços de Psicologia e Orientação FAMALICÃO INCLUSIVO Diagnóstico Local no

Leia mais

CLUBE DE EMPREGO SOCIOHABITAFUNCHAL PLANO DE ACTIVIDADES

CLUBE DE EMPREGO SOCIOHABITAFUNCHAL PLANO DE ACTIVIDADES PLANO DE ACTIVIDADES 2010 2011 Identificação Entidade: Sociohabitafunchal, E.M Animadora: Célia Dantas Localização: Centro Cívico de Santo António Designação O Clube de Emprego é um serviço promovido pelo

Leia mais

Rede Social de Vila Pouca de Aguiar

Rede Social de Vila Pouca de Aguiar Introdução... 3 Plano de Desenvolvimento Social... 4 O que é o Plano de Desenvolvimento Social?... 4 Para que serve o Plano de Desenvolvimento Social?... 4 O Plano de Desenvolvimento Social como processo

Leia mais

Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Arganil. Plano de Actividades para Efectuar levantamento das iniciativas de

Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Arganil. Plano de Actividades para Efectuar levantamento das iniciativas de ACÇÃO Nº I NOVOS (PER)CURSOS DE VIDA Caracterização da Acção Recursos a Afectar Calendarização Público-Alvo Grupo de Trabalho - Efectuar levantamento das iniciativas de 1. Estimular a participação dos

Leia mais

Local, Regional, Nacional. Sensibilização dos alunos para o cuidado dos espaços da escola e fora Secundário

Local, Regional, Nacional. Sensibilização dos alunos para o cuidado dos espaços da escola e fora Secundário Timestamp Tipo de Organização/ Entidade área de intervenção concelho abrangência 11. Ambiente/ Desenvolvimento Rural OBSTÁCULOS/ DESAFIOS 11. Ambiente/ Desenvolvimento Rural SOLUÇÃO/MELHORAMENTO 12-04-201216:46

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA PLANO DE ATIVIDADES 2012 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA DESENVOLVIMENTO DA PRÁTICA DESPORTIVA ALTO RENDIMENTO E SELEÇÕES NACIONAIS FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS MARKETING, COMUNICAÇÃO & IMAGEM 1.-

Leia mais

REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010

REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 EIXO I Promoção da Inclusão das famílias com especial enfoque às necessidades dos idosos OBJECTIVO GERAL Melhorar as condições de vida de

Leia mais

Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Estimular o desenvolvimento de projectos de vida;

Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Estimular o desenvolvimento de projectos de vida; São nossos objectivos: 1ª fase: Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Alargar e consolidar a rede de parcerias de forma a fomentar e a criar novos recursos, propiciando condições

Leia mais

Deliberações CMC POR: 9/10/2007, 19/11/2008, 17/04/2009, 25/09/2009, 20/04/2010, 14/10/2010 e 4/04/2011

Deliberações CMC POR: 9/10/2007, 19/11/2008, 17/04/2009, 25/09/2009, 20/04/2010, 14/10/2010 e 4/04/2011 Programas Operacionais Regionais do Continente Deliberações CMC POR: 9/10/2007, 19/11/2008, 17/04/2009, 25/09/2009, 20/04/2010, 14/10/2010 e 4/04/2011 Requalificação da Rede Escolar do 1.º Ciclo do Entrada

Leia mais

Introdução Página 2 A CPCJ de Boticas Página 3 Plano de Ação Página 4

Introdução Página 2 A CPCJ de Boticas Página 3 Plano de Ação Página 4 1 Índice Introdução Página 2 A CPCJ de Boticas Página 3 Plano de Ação Página 4 2 Introdução O objetivo do Plano de Atividades da CPCJ de Boticas para 2015 é planear as atividades, procurando manter, aprofundar

Leia mais

DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO DESPORTO ESCOLAR

DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO DESPORTO ESCOLAR DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO DESPORTO ESCOLAR 1 INTRODUÇÃO O Desporto Escolar (DE) tem de ser entendido como uma responsabilidade da comunidade escolar e é à escola, que compete criar as condições necessárias

Leia mais

Plano desenvolvimento social

Plano desenvolvimento social Plano desenvolvimento social 2014-2016 Área Intervenção I FAMÍLIA (HABITAÇÃO/EDUCAÇÃO) - Problemas ao nível do parque habitacional; - Falta de expetativas/ objetivos ao nível educativo; - Défice de competências

Leia mais

PORTUGAL. Cayambe - Equador 21 a 24 de Setembro. Orlandino Rosa

PORTUGAL. Cayambe - Equador 21 a 24 de Setembro. Orlandino Rosa PORTUGAL Cayambe - Equador 21 a 24 de Setembro Orlandino Rosa Localização www.cm-vrsa.pt 2 Vila Real de Santo António http://www.cm-vrsa.pt www.cm-vrsa.pt 3 Vila Real de Santo António Área 60,9 km2 3 Freguesias

Leia mais

Rede Social de Vila Nova de Famalicão 2013 Ano Europeu dos Cidadãos Famalicão promove Fóruns Comunitários nas Comissões Sociais Inter- Freguesias

Rede Social de Vila Nova de Famalicão 2013 Ano Europeu dos Cidadãos Famalicão promove Fóruns Comunitários nas Comissões Sociais Inter- Freguesias Rede Social de Valongo Pais, Mães & Companhia Rede Social de Aveiro Sessões de Sensibilização entre pares na área das demências Rede Social da Covilhã Efemérides e Atividades Atividades 2013 Ano Europeu

Leia mais

POLÍTICAS DE FINANCIAMENTO DO SISTEMA DESPORTIVO A EXPERIÊNCIA DE ALMADA

POLÍTICAS DE FINANCIAMENTO DO SISTEMA DESPORTIVO A EXPERIÊNCIA DE ALMADA POLÍTICAS DE FINANCIAMENTO DO SISTEMA DESPORTIVO A EXPERIÊNCIA DE ALMADA Congresso do Desporto Setúbal 28 e 29 de Janeiro INTERVENÇÃO NO DESPORTO: DAS RAZÕES ÀS ACÇÕES POLÍTICA GLOBAL DE QUALIFICAÇÃO DAS

Leia mais

Rede Social CLAS Fornos de Algodres C.L.A.S. CONSELH0 LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES

Rede Social CLAS Fornos de Algodres C.L.A.S. CONSELH0 LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES C.L.A.S. CONSELH0 LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES ABRIL DE 2009 NOTA INTRODUTÓRIA No documento aqui apresentado estão identificados os projectos e intervenções a realizar no Município

Leia mais

Oferta Formativa da UDIPSS Aveiro

Oferta Formativa da UDIPSS Aveiro Oferta Formativa da UDIPSS Aveiro Cursos: Formação Pedagógica Inicial de Formadores em Gerontologia homologado pelo IEFP Licenciados Destinatários: Legislação Laboral Contrato Colectivo de Trabalho Direcção

Leia mais

REDE SOCIAL POEFDS. UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

REDE SOCIAL POEFDS. UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu REDE SOCIAL POEFDS UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Vila Nova ÍNDICE Nota Introdutória ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------3

Leia mais

Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL

Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto(s) Projecto Espiral - Contrato Local de Desenvolvimento Promotor(es): CESIS - Centro de Estudos

Leia mais

Plano de Ação para 2012

Plano de Ação para 2012 Área da Ação Plano de Ação para 2012 CRONOGRAMA ÁREA DE INTERVENÇÃO ATIVIDADES 2012 Recursos Humanos Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro O atendimento

Leia mais

Resultados do Projeto de Melhoria 5ª Edição da Semana Aberta. Um Espaço Aberto à Comunidade

Resultados do Projeto de Melhoria 5ª Edição da Semana Aberta. Um Espaço Aberto à Comunidade Resultados do Projeto de Melhoria 5ª Edição da Semana Aberta Um Espaço Aberto à Comunidade Fevereiro / 2015 INDÍCE Semana Aberta Um Espaço Aberto à Comunidade Relatório Anual I. Introdução II. III. IV.

Leia mais

PLANO DESENVOLVIMENTO SOCIAL MAFRA 2013-2015

PLANO DESENVOLVIMENTO SOCIAL MAFRA 2013-2015 PLANO DESENVOLVIMENTO SOCIAL MAFRA 2013-2015 APROVADO EM SESSÃO PLENÁRIA DO CLAS 21 DE MAIO DE 2013 1 NOTA INTRODUTÓRIA O Diagnóstico Social constituiu a base de trabalho da ação dos Parceiros Locais.

Leia mais

2010 / Projecto Nestum Rugby nas Escolas

2010 / Projecto Nestum Rugby nas Escolas 2010 / 2011 Projecto Nestum Rugby nas Escolas Índice Pág. 1. Introdução 3 2. Rugby nas Escolas 4 2.1 Objectivos 3. Formação de Professores (Fase I) 5 3.1 Acção de Formação para Professores 4. Ensino do

Leia mais

M O D E L O E U R O P E U D E

M O D E L O E U R O P E U D E M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome ALHO, ANDREIA MARISA SUZANO DOS SANTOS Morada Nº 18, 3.º Andar, Av. Infante de Sagres Edf. Espadarte, 8125-000, Quarteira,

Leia mais

O estado de saúde depende em muito de comportamentos saudáveis, como não utilizar drogas (licitas ou ilícitas), alimentar-se correctamente, praticar

O estado de saúde depende em muito de comportamentos saudáveis, como não utilizar drogas (licitas ou ilícitas), alimentar-se correctamente, praticar O estado de saúde depende em muito de comportamentos saudáveis, como não utilizar drogas (licitas ou ilícitas), alimentar-se correctamente, praticar exercício físico, entre outras. No entanto, e o nosso

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social de Almodôvar 2015/2017

Plano de Desenvolvimento Social de Almodôvar 2015/2017 Plano de Desenvolvimento Social de FICHA TÉCNICA Título: Plano de Desenvolvimento Social do Concelho de Coordenação Técnica: Câmara Municipal de Divisão de Intervenção Social, Educação, Cultura, Desporto

Leia mais

Introdução. Évora, 18 de outubro de 2014. A Direção da Associação

Introdução. Évora, 18 de outubro de 2014. A Direção da Associação Introdução A dos Amigos da Ludoteca, em parceria com a Câmara Municipal de Évora na promoção dos Direitos da Criança e da Família, pretende desenvolver em 2015 um Plano de Atividades que promova o Direito

Leia mais

REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA

REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA PLANODEAÇÃO DA REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA'15 Estrutura Resumida REDE SOCIAL DO CONCELHO DE BEJA Ficha Técnica Responsáveis Técnicos: - Nélia Silva - Fundação S. Barnabé - Graça Loução Centro Distrital

Leia mais

INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES. Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação

INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES. Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação INDICE 1. OBJECTIVO 2. PORQUÊ A INICIATIVA? 3. PARA OS JOVENS: UMA OPORTUNIDADE NOVA 4. PARA OS ADULTOS:

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 JOVENS CRIATIVOS, EMPREENDEDORES PARA O SÉCULO XXI

CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 JOVENS CRIATIVOS, EMPREENDEDORES PARA O SÉCULO XXI 0 REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS 2014-2015 1. OBJETIVOS Através de um concurso de ideias, a iniciativa INOVA! visa: Estimular o espírito empreendedor, criativo e inovador das crianças e dos jovens;

Leia mais

Planificação de Atividades do Serviço de Psicologia e Orientação Ano Letivo 2012 / 2013

Planificação de Atividades do Serviço de Psicologia e Orientação Ano Letivo 2012 / 2013 Planificação de Atividades do Serviço de Psicologia e Orientação Ano Letivo 2012 / 2013 Psicóloga Ana Rita Antunes (2º e 3º Ciclos e Coordenadora do Serviço de Psicologia e Orientação) Psicóloga Filipa

Leia mais

EXTERNATO DE S.VICENTE DE PAULO

EXTERNATO DE S.VICENTE DE PAULO PERÍODO MÊS DIA ACTIVIDADES OBJETIVOS.º PERÍODO SETEMBRO OUTUBRO Reuniões de Conselho de Docentes 2 Formação 4 4 Reunião de das AEC S,.º e Ed. de Infância Início do Ano Escolar Creche, Pré-Escolar.º Eucaristia

Leia mais

Pedido de Licenciamento Atualizado em: 06-04-2016

Pedido de Licenciamento Atualizado em: 06-04-2016 SEGURANÇA SOCIAL Pedido de Licenciamento Atualizado em: 06-04-2016 Esta informação destina-se a Estabelecimentos e Apoio Social que queiram exercer atividade. O que é Os estabelecimentos de apoio social

Leia mais

www.mpassos-advogados.com

www.mpassos-advogados.com INFORMAÇÃO PESSOAL Márcia Passos C. Escritórios Fórum Maia, R. Barão S. Januário, 33, escritório 46, 4470-473 Maia, Portugal Av. D. João II, n.º 50, 4.º andar, Ed. Mar Vermelho Parque das Nações 1990-095

Leia mais

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 1º Trimestre 2010. Página 1

ACEPI/Netsonda Barómetro Trimestral do Comércio Electrónico em Portugal 1º Trimestre 2010. Página 1 Página 1 Sobre a ACEPI A ACEPI - Associação de Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva, nova designação da ACEP, após ter passado a integrar também as entidades e os profissionais da área da publicidade

Leia mais

Ponto 10.1. Proposta das Normas do Orçamento Participativo de Pombal

Ponto 10.1. Proposta das Normas do Orçamento Participativo de Pombal Cópia de parte da ata da Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Pombal nº0014/cmp/15, celebrada em 25 de Junho de 2015 e aprovada em minuta para efeitos de imediata execução. Ponto 10.1. Proposta das

Leia mais

PLANO DE INTERVENÇÃO

PLANO DE INTERVENÇÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES EQUIPA INTERDISCIPLINAR PLANO DE INTERVENÇÃO ANOS LECTIVOS 2009/2010 e 2010/2011 ÍNDICE Nota Introdutória.. 3 Parte I - Caracterização..4 1.1 Caracterização do Ambiente Interno.4

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO (INCLUINDO ALTERAÇÃO): COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO

GRUPO DE TRABALHO (INCLUINDO ALTERAÇÃO): COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO GRUPO DE TRABALHO (INCLUINDO ALTERAÇÃO): COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO Índice: DIAGNÓSTICO... 51 OBJECTIVO GERAL: PROMOVER OS DIREITOS DA CRIANÇA JUNTO

Leia mais

Técnica Responsável pela Elaboração do Plano Isabel Barciela. Assessoria Técnica António Batista. Arranjo Gráfico Pedro Tristão

Técnica Responsável pela Elaboração do Plano Isabel Barciela. Assessoria Técnica António Batista. Arranjo Gráfico Pedro Tristão PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL 2003 / 2006 A Rede Social, definida na Resolução de Conselho de Ministros nº 197/97 de 18 de Novembro como um fórum de articulação e congregação de esforços, baseado na

Leia mais

Plano Concelhio Para a Integração de Pessoas Sem Abrigo (Plano)

Plano Concelhio Para a Integração de Pessoas Sem Abrigo (Plano) Plano Concelhio Para a Integração de Pessoas Sem Abrigo (Plano) 2010-2013 RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E AVALIAÇÃO - 2012 CMC/DIPS Ricardo Caldeira - Coordenador do Grupo de Planeamento da Intervenção com os

Leia mais

Quadro 1: Listagem dos instrumentos de recolha de informação por Comissão de Protecção

Quadro 1: Listagem dos instrumentos de recolha de informação por Comissão de Protecção Anexo V - Algarve (215-232) 03.10.02 16:25 Página 215 Quadro 1: Listagem dos instrumentos de recolha de informação por Comissão de Protecção REGIÃO DISTRITO CONCELHO CPCJ Envio CPCJ Relatórios Envio Ficha

Leia mais

Introdução Página 2 A CPCJ de Boticas Página 3 Plano de Atividades Página 4

Introdução Página 2 A CPCJ de Boticas Página 3 Plano de Atividades Página 4 Índice Introdução Página 2 A CPCJ de Boticas Página 3 Plano de Atividades Página 4 Introdução O objetivo do Plano de Atividades da CPCJ de Boticas para 2016 é planear as atividades, procurando manter,

Leia mais

RAMPOLIM/ Progride, Medida 1

RAMPOLIM/ Progride, Medida 1 I - Rede Social O processo REFERÊNCIAS CRONOLÓGICAS 1997 Resolução do Conselho de Ministros 197/97, de 18 de Novembro Tem início ao Programa Piloto da Rede Social. FÓRUM DE ARTICULAÇÃO E CONJUGAÇÃO DE

Leia mais

Projecto Educativo. de Escola

Projecto Educativo. de Escola Projecto Educativo de Escola 2006/2010 Nota Introdutória P.E.E. No seu primeiro ano de implementação 2006/07, com o objectivo de trabalhar os problemas seleccionados: dificuldades sentidas nas relações

Leia mais

Matriz Portugal 2020 para IPSS Outros Apoios

Matriz Portugal 2020 para IPSS Outros Apoios Revisão 1 : 29/12/2015 PO PO Estagiar T (Açores) 31/07/15 30/11/15 01/04/16 Programa de Incentivo à inserção do estagiar L e T - 31/07/15 30/12/15 02/05/16 PIIE Estágios Madeira 31/07/15 30/11/15 01/04/16

Leia mais