PANORAMA DA AGROPECUÁRIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PANORAMA DA AGROPECUÁRIA"

Transcrição

1 PANORAMA DA AGROPECUÁRIA SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO BELO HORIZONTE-MG NOVEMBRO/2006

2 ÍNDICE 1. Estado de Minas Gerais 2. Informações do Agronegócio 3. Produção agrícola em Minas Gerais 4. Produção Pecuária 6. Potencialidades 7. Propec 8. Pró-genética 9. Rastrear

3 ESTADO DE MINAS GERAIS

4 PANORAMA DA AGROPECUÁRIA BELO HORIZONTE BRASIL MINAS GERAIS

5 DADOS População MINAS GERAIS 19,2 milhões de habitantes % BRASIL 10,4 18,0% 82,0% URBANA RURAL POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA POR SETOR DE ATIVIDADE (2003) habitantes Fonte: FJP/IBGE/2005 Outros serviços 35,3% Ativ. Industriais 22,9% Agropecuário 21,8% Comércio 15,5% Transporte e comunicação 4,5%

6 MINAS GERAIS 853 MUNICÍPIOS PIB Agropecuário Maior participação em 18,6% dos municípios.. Segunda colocação, em 54,3%

7 ESTABELECIMENTOS RURAIS MINAS GERAIS BRASIL ,5% 11,5% Brasil Minas Gerais Fonte: CENSO 95/96

8 ÁREAS Total Área agricultável MINAS GERAIS 58,67 milhões de ha 5,27 milhões de ha 91,1% 8,9% AGRICULTÁVEL TOTAL Fonte: AGRIANUAL 2004

9 INFORMAÇÕES DO AGRONEGÓCIO

10 VBP BRASIL R$ 167,9 BILHÕES MINAS GERAIS R$ 19,6 BILHÕES (11,7% VBP BRASILEIRO) 58,6% AGRÍCOLA 41,4% PECUÁRIA 56,0% 44,0% AGRÍCOLA PECUÁRIA Fonte: FAEMG

11 EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS 2004 US$ 96,47 BILHÕES 2005 US$ 118,3 BILHÕES 40,2% 59,8% 36,8% 63,2% AGRONEGÓCIO OUTROS SETORES AGRONEGÓCIO OUTROS SETORES Fonte: FAEMG/2005

12 EXPORTAÇÃO MINEIRA 2005 US$ 13,5 BILHÕES 2006* US$ 6,9 BILHÕES 27,6% 72,4% 24,4% 75,6% AGRONEGÓCIO OUTROS SETORES AGRONEGÓCIO OUTROS SETORES *JAN/JUN/2006 Fonte: SECEX/2006

13 REPRESENTAÇÃO PERCENTUAL DOS VALORES DOS PRINCIPAIS PRODUTOS MINEIROS EXPORTADOS DO AGRONEGÓCIO 51% 55% * US$ 2,59 BILHÕES US$ 1,69 BILHÕES *JAN/JUN/ % 12% 13% 10% 9% 12% 8% 8% 8% 3% CAFÉ MADEIRA COMPLEXO SOJA CARNES AÇÚCAR ÁLCOOL OUTROS Fonte: FAEMG/2005

14 PRODUÇÃO AGRÍCOLA

15 PRODUÇÃO DE GRÃOS MILHOES DE TONELADAS 119,2 113,9 119,4 BRASIL 9,7 10,4 8,6 MINAS GERAIS * % MG/BR 8,1% 9,1% 7,2% * Previsão Fonte: CONAB-junho/2006 IBGE junho/2006

16 CAFÉ PAÍSES MAIORES PRODUTORES México México 5º Produtor Mundial 5º Produtor Mundial t t Indonésia Indonésia 3º Produtor Mundial 3º Produtor Mundial t t FONTE: FAO ELABORAÇÃO: SEA/SEAPA Colômbia Colômbia 4º Produtor Mundial 4º Produtor Mundial t t Brasil Brasil 1º Produtor Mundial 1º Produtor Mundial t t Vietnã Vietnã 2º Produtor Mundial 2º Produtor Mundial t t Produção mundial: t

17 CAFÉ ESTIMATIVA SAFRA 2005/ PRODUÇÃO BRASILEIRA = 40,62 MILHÕES DE SACAS - PRODUÇÃO MINEIRA = 20,10 MILHÕES DE SACAS - MINAS GERAIS MAIOR PRODUÇÃO DE CAFÉ; Estado Produção (t) Área (ha) Minas Gerais Espírito Santo São Paulo Bahia Paraná Outros Brasil Minas Gerais (%) Fonte: IBGE/LSPA outubro de 2006

18 SOJA PAÍSES MAIORES PRODUTORES China China 4 º Produtor Mundial 4 º Produtor Mundial t t Estados Unidos Estados Unidos 1 o Produtor Mundial 1 o Produtor Mundial t t FONTE: FAO ELABORAÇÃO: SEA/SEAPA Argentina Argentina 3º Produtor Mundial 3º Produtor Mundial t t Brasil Brasil 2 o Produtor Mundial 2 o Produtor Mundial t t Índia Índia 5 º Produtor Mundial 5 º Produtor Mundial t t Produção mundial: t

19 SOJA ESTIMATIVA SAFRA 2005/2006 Estado Produção (t) Área (Ha) Mato Grosso Paraná Rio Grande do Sul Goiás Mato Grosso do Sul Minas Gerais Outros Brasil % MG / BR 4,62 4,54 Fonte: IBGE/LSPA, outubro de 2006

20 MILHO PAÍSES MAIORES PRODUTORES USA USA 1 º Produtor Mundial 1 º Produtor Mundial t t China China 2 º Produtor Mundial 2 º Produtor Mundial t t México México 4º Produtor Mundial 4º Produtor Mundial t t FONTE: FAO ELABORAÇÃO: SEA/SEAPA Argentina Argentina 5 o Produtor Mundial 5 o Produtor Mundial t t Brasil Brasil 3 o Produtor Mundial 3 o Produtor Mundial t t Produção mundial: t

21 MILHO ESTIMATIVA SAFRA 2005/2006 Estado Produção (t) Área (Ha) Paraná Minas Gerais Rio Grande do Sul São Paulo Mato Grosso Outros Brasil % Fonte: MG/BR IBGE * ABRIL/ ,4% 10,0% Fonte: IBGE/LSPA outubro de 2006

22 CANA-DE-AÇÚCAR PAÍSES MAIORES PRODUTORES China China 3 º Produtor Mundial 3 º Produtor Mundial t t Brasil Brasil 1 o Produtor Mundial 1 o Produtor Mundial t t Tailândia Tailândia 4 o Produtor Mundial 4 o Produtor Mundial t t Paquistão Paquistão 5º Produtor Mundial 5º Produtor Mundial t t Índia Índia 2º Produtor Mundial 2º Produtor Mundial t t FONTE: FAO ELABORAÇÃO: SEA/SEAPA Produção mundial: t

23 CANA-DE-AÇÚCAR ESTIMATIVA SAFRA 2005/2006 Produção Área Estado t ha São Paulo Paraná Minas Gerais Alagoas Pernambuco Outros Brasil Fonte: IBGE * ABRIL/2006 % MG/BR 6,6% 6,7% Fonte: IBGE/LSPA outubro de 2006

24 PRODUÇÃO PECUÁRIA

25 BOVINOCULTURA DE LEITE PRODUÇÃO MUNDIAL DE LEITE NOS PRINCIPAIS PAÍSES (tonelada) PAÍSES PRODUÇÃO % Estados Unidos ,1 Federação Russa ,7 Índia ,3 Alemanha ,2 França ,8 China ,6 Brasil ,4 Outros ,9 Mundial Fonte: FAO / FAOSTAT

26 PRODUÇÃO DE LEITE (BILHÕES DE LITROS) BRASIL MINAS GERAIS 18,5 21,6 20,5 18,7 19,119,8 18,7 22,3 23,5 24,5 14,5 15,1 15,8 15,615,8 16,5 4,3 4,3 4,5 4,5 4,6 4,8 5,6 5,6 5,7 5,8 5,9 6,0 6,2 6,3 6,8 7,0 Fonte: IBGE FAEMG

27 BOVINOCULTURA DE LEITE EM MINAS GERAIS Rebanho leiteiro: 7 milhões de vacas. 6,5 bilhões de litros produzidos em % da produção nacional. 230 mil propriedades 60% do estado. 70% dos produtores < 100 litros/dia. Fonte: IMA

28 BOVINOCULTURA DE CORTE PAÍSES MAIORES PRODUTORES Estados Unidos Estados Unidos 1 o Produtor Mundial 1 o Produtor Mundial t t China China 3º Produtor Mundial 3º Produtor Mundial t t FONTE: FAO ELABORAÇÃO: SEA/SEAPA Argentina Argentina 4º Produtor Mundial 4º Produtor Mundial t t Brasil Brasil 2º Produtor Mundial 2º Produtor Mundial t t Austrália Austrália 5º Produtor Mundial 5º Produtor Mundial t t Produção mundial: t

29 BOVINOCULTURA DE CORTE EM MINAS GERAIS Rebanho Mineiro: 21,1 milhões de cabeças. 3º rebanho brasileiro produtores. 67% são pequenos produtores (< 40 cabeças ) e detêm 20% do rebanho. Frigoríficos - Serviço de Inspeção Federal (SIF) : 35 - Serviço de Inspeção Estadual (SIE) : 28 Matadouros Municipais : 113 Estimativa de abate total no estado : de cabeças. Fonte: IMA

30 SUINOCULTURA REBANHO DE SUÍNOS NOS PRINCIPAIS PAÍSES (cabeças) PAÍS REBANHO % China ,9 Estados Unidos ,3 Brasil ,4 Vietnã ,8 Alemanha ,7 Espanha ,6 Outros ,2 Mundial ,0 Fonte: FAO/ FAOSTAT

31 SUINOCULTURA 4º lugar na Produção Nacional Produção Brasileira: 33 milhões de suínos / ano Produção Mineira: 3,5 milhões de suínos / ano, equivalente a 10,7% do rebanho nacional. Fonte: ANUALPEC / 2005

32 OVOS DE GALINHA Produção nos Estados (t) São Paulo Minas Gerais Paraná Rio Grande do Sul Santa Catarina Outros Fonte: IBGE / PPM

33 AVICULTURA DE CORTE 5º lugar na Produção Nacional de Carne de Frango. Produção Brasileira toneladas. Produção de Minas Gerais: toneladas. Participação de 7,4% na produção nacional de carne de frango. Fonte: ANUALPEC / 2005

34 AVICULTURA DE POSTURA 2º lugar na Produção Nacional Produção Brasileira = 57,9 milhões de cx. de 30 dz Produção Mineira = 5,3 milhões de cx. de 30 dz Participação de 9,1% na produção nacional de ovos. Nº de poedeiras = 5 milhões de aves (brancos) Nº de poedeiras: 1,3 milhões de aves (vermelhos) Fonte: ANUALPEC / 2005

35 PROPEC PROGRAMA DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA PECUÁRIA BOVINA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

36 PROPEC OBJETIVO IMPLEMENTAR SISTEMAS DE PRODUÇÃO E GESTÃO ECONOMICAMENTE VI VEIS E SUSTENTÁVEIS PARA A EXPLORAÇÃO DA PECUÁRIA BOVINA NAS DIVERSAS REGIÕES DO ESTADO

37 PROPEC OPERACIONALIZAÇÃO ASSINATURA DE CONVÊNIO ENTRE A SEAPA, A PREFEITURA MUNICIPAL E O AGENTE FINANCEIRO AQUISIÇÃO DOS ANIMAIS ACOMPANHAMENTO DO DESENVOLVIMENTO PELO CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL A NÍVEL DE MUNICÍPIO E DO CONSELHO GESTOR A NÍVEL ESTADUAL

38 PROPEC DISTRIBUIÇÃO DOS MUNICÍPIOS QUE ASSINARAM TERMO DE ADESÃO AO PROPEC 35 14% 25 10% 6 2% 48 19% 11 4% 7 3% 23 9% 17 7% 36 14% TOTAL DE MUNICÍPIOS; 254 QUE REPRESENTAM 29,8% DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO 45 18% NUMERO DE MUNICIPIOS PERCENTUAL DE MUNI- CIPIOS

39 PRÓ-GENÉTICA PROJETO DE MELHORIA DA QUALIDADE GENÉTICA DO REBANHO BOVINO DO ESTADO DE MINAS GERAIS

40 PRÓ-GENÉTICA VIABILIZAR O ACESSO DOS PEQUENOS E MÉDIOS PRODUTORES NA AQUISIÇÃO DE TOURINHOS MELHORADOS, SÊMEM E EMBRIÕES, VISANDO O GANHO GENÉTICO NO PLANTEL, COM MELHORIA NA PRODUÇÃO DE CARNE E/OU LEITE, DE FORMA A POSSIBILITAR AUMENTO DA PRODUTIVIDADE E RENTABILIDADE EM SEUS NEGÓCIOS

41 PRÓ-GENÉTICA METAS E BENEFICIÁRIOS FINANCIAR A AQUISIÇÃO DE TOURINHOS MELNHORADOS PELOS PECUARISTAS NOS PRÓXIMOS QUATRO ANOS 5 MIL TOURINHOS NO PRIMEIRO ANO 10 MIL TOURINHOS NO SEGUNDO ANO 10 MIL TOURINHOS NO TERCEIRO ANO 15 MIL TOURINHOS NO QUARTO ANO BENEFICIÁRIOS: PECUARISTAS COM REBANHO DE ATÉ 160 CABEÇAS BOVINAS

42 PRÓ-GENÉTICA CRÉDITO E CONDIÇÕES OPERACIONAIS RECURSOS DISPONÍVEIS: R$60 MILHÕES FINANCIAMENTO: REDE BANCÁRIA COM JUROS DIFERENCIADOS LIMITE DE CRÉDITO: 80% DO VALOR DO ANIMAL CARÊNCIA: 24 MESES PAGAMENTO: 36 MESES, APÓS CARÊNCIA, EM PARCELAS TRIMESTRAIS, SEMESTRAIS OU ANUAIS DE ACORDO COM RECOMENDAÇÃO TÉCNICA O CRÉDITO APROVADO É LIBERADO DIRETO AO FORNECEDOR

43 PRÓ-GENÉTICA AQUISIÇÃO DOS ANIMAIS E GARANTIA OS TOURINHOS MELHORADOS SERÃO OFERTADOS APOS LEVANTAMENTO PRÉVIO FEITO PELA EMATER/MG A PARTIR DE DEMANDAS DOS PRODUTORES OS ANIMAIS SERÃO DISPONIBILIZADOS AOS INTERESSADOS ATRAVÉS DE LEILÕES REGIONALIZADOS OS TOURINHOS TERÃO REGISTRO GENEALÓGICO, EXAME ANDROLÓGICO E PREÇO LIMITADO AO VALOR CORRESPONDENTE A 50 ARROBAS, COTADOS PELA ESALQ GARANTIA VINCULADA AO BEM FINANCIADO, ACRESCIDA DE COMPLEMENTAÇÃO POR PENHOR DE OUTROS BENS OU AVAL, SEGUNDO NORMAS BANCÁRIAS VIGENTES

44 RASTREAR PROJETO DE RASTREABILIDADE DO REBANHO BOVINO MINEIRO

45 PANORAMA DA PECUÁRIA MINEIRA 11,88% 9,23% 8,37% REBANHO MINEIRO ,66% 7,44% 10,42% 7,51% 6,44% 10,96% 8,09% CRIADORES 67% SÃO PEQUENOS COM MENOS DE 40 CABEÇAS E REPRE- SENTAM 20% DO RE- BANHO FONTE: IBGE/2204

46 RASTREAR OBJETIVOS AMPLIAR AS EXPORTAÇÕES DE CARNE BOVINA MINEIRA OFERECER AO MERCADO INTERNO UM PRODUTO DE MELHOR QUALIDADE IDENTIFICAR, REGISTRAR E MONITORAR TODOS OS BOVINOS MINEIROS, A PARTIR DO NASCIMENTO FINANCIAR EQUIPAMENTOS PARA A IMPLANTAÇÃO RASTREABILIDADE

47 RASTREAR METAS IDENTIFICAR, REGISTRAR, MONITORAR 500 MIL ANIMAS EM 2006 AMPLIAR PARA 8 MILHÕES O NUMERO DE ANIMAIS RASTREADOS NOS PRÓXIMOS QUATRO ANOS CREDENCIAR PROFISSIONAIS AMPLIAR A EXPORTAÇÃO DE CARNE BOVINA DE 36 MIL PARA 200 MIL TONELADAS ATÉ 2.010

48 RASTREAR CREDITO E CONDIÇÕES OPERACIONAIS R$ 5 MILHÕES EM 2006 CHIPS ELETRÔNICOS, BRINCOS, SOFTWARE E LEITOR ELETRÔNICO DE RASTREABILIDADE A EMBRAPA SERÁ RESPONSÁVEL PELA TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

NÚMEROS DA PECUÁRIA PARANAENSE Ano 2017

NÚMEROS DA PECUÁRIA PARANAENSE Ano 2017 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL Elaboração: SEAB/DERAL/DCA/PECUÁRIA Data: 04/01/2017 NÚMEROS DA PECUÁRIA PARANAENSE Ano

Leia mais

CENÁRIO E PERSPECTIVAS PARA O MECARDO LÁCTEO

CENÁRIO E PERSPECTIVAS PARA O MECARDO LÁCTEO CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL CENÁRIO E PERSPECTIVAS PARA O MECARDO LÁCTEO JUNHO-2013 Rodrigo Sant Anna Alvim Presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA AGENDA: 1. Números

Leia mais

5 maiores Problemas da Humanidade até 2050

5 maiores Problemas da Humanidade até 2050 5 maiores Problemas da Humanidade até 2050 Água Energia Evolução da População Mundial 1950 2011 2050 2,5 bi 7,5 bi 9,3 bi Evolução dos Famintos 1950 2011 2050 0,5 bi 0,9 bi 1,3 bi Alimentos Lixo Pobreza

Leia mais

Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária

Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária fevereiro de 2013. 1 - Considerações Iniciais A Suinocultura é uma das atividades da agropecuária mais difundida e produzida no mundo. O porco, espécie

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE ISS 36-9 BOVINOCULTURA DE CORTE Os preços médios da arroba do boi e da vaca, em Mato Grosso do Sul, no mês de fevereiro, foram de R$8,8 e R$,99, respectivamente. Em relação ao mês anterior, houve um avanço

Leia mais

Agronegócio Sul-mato-grossense

Agronegócio Sul-mato-grossense Agronegócio Sul-mato-grossense (cenário atual, perspectivas e desafios) Eduardo Riedel Presidente do Sistema Famasul Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso do Sul Sistema Sindical

Leia mais

Santa Maria - RS

Santa Maria - RS MERCADO INTERNO E DE EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA ZOOTEC 2016 SIMPÓSIO III: MARKETING E EMPREENDEDORISMO Santa Maria - RS 13-05-2016 POSIÇÃO DO BRASIL

Leia mais

Rede de Negócios: um panorama da cadeia do leite no Brasil. urielrotta@pensa.org.br

Rede de Negócios: um panorama da cadeia do leite no Brasil. urielrotta@pensa.org.br Rede de Negócios: um panorama da cadeia do leite no Brasil Uriel Antonio Superti Rotta urielrotta@pensa.org.br O SAG do leite no Brasil O sistema agroindustrial do leite reúne importantes segmentos da

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL Jonas Irineu dos Santos Filho Pesquisador da Embrapa Suínos e Aves O consumo de proteína animal no mundo

Leia mais

Perspectivas e Cenários para a Pecuária Bovina. Enio Bergoli Secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca

Perspectivas e Cenários para a Pecuária Bovina. Enio Bergoli Secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca Perspectivas e Cenários para a Pecuária Bovina Enio Bergoli Secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca Produção mundial de carne bovina (em mil ton de equivalentes carcaça

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

O Agronegócio Mundial e Brasileiro

O Agronegócio Mundial e Brasileiro O Agronegócio Mundial e Brasileiro Eugênio Stefanelo Segundo Porter, você é competitivo quando tem um desempenho em longo prazo acima da média dos concorrentes. O agronegócio, que engloba as operações

Leia mais

PROJETO GERAL. 22 A 25 / MAIO / 2014 9h ÀS 20h - PARQUE DA EFAPI CHAPECÓ - SC - BRASIL

PROJETO GERAL. 22 A 25 / MAIO / 2014 9h ÀS 20h - PARQUE DA EFAPI CHAPECÓ - SC - BRASIL PROJETO GERAL 22 A 25 / MAIO / 2014 9h ÀS 20h - PARQUE DA EFAPI CHAPECÓ - SC - BRASIL Promoção: Associação Catarinense de Criadores de Bovinos Organização: Montadora Oficial: zoom FEIRAS&EVENTOS Apoio

Leia mais

ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL

ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL Sebastião Teixeira Gomes 1 1. OFERTA A análise da oferta de leite e derivados do Brasil é realizada em dois módulos: produção

Leia mais

RESTROPECTIVA DO BRASIL AGROPECUÁRIO: CINQUENTA ANOS DE DESENVOLVIMENTO CONTÍNUO. Antonio Gilberto Bertechini Professor Titular UFLA

RESTROPECTIVA DO BRASIL AGROPECUÁRIO: CINQUENTA ANOS DE DESENVOLVIMENTO CONTÍNUO. Antonio Gilberto Bertechini Professor Titular UFLA RESTROPECTIVA DO BRASIL AGROPECUÁRIO: CINQUENTA ANOS DE DESENVOLVIMENTO CONTÍNUO Antonio Gilberto Bertechini Professor Titular UFLA PIB AGRONEGÓCIO BRASILEIRO 1965 2015 97 bilhões USD PIB 17% PIB 23% 1,45

Leia mais

Gabinete do Prefeito Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná, aos 28 dias do mês de junho de 2001.

Gabinete do Prefeito Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná, aos 28 dias do mês de junho de 2001. LEI Nº 1114/2001 SÚMULA: Autoriza o Executivo Municipal, a criar o Programa de Incentivo da Produção Leiteira das pequenas propriedades no município de Mangueirinha, Pr. Faço saber, que a Câmara Municipal

Leia mais

PREÇOS CORRENTES 15/03/2013

PREÇOS CORRENTES 15/03/2013 PREÇOS CORRENTES 15/03/2013 SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. Cotações Base Agrícola 05. Açúcar 07.

Leia mais

Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF. Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba

Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF. Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba CODEVASF Investindo no Brasil: Vales do São Francisco e Parnaíba O que é Codevasf? Criada em 1974, a Codevasf é uma empresa pública responsável

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas 2017

Balanço 2016 Perspectivas 2017 2203 Valor Bruto da Produção (VBP) 23 24 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 AGRICULTURA PUXA CRESCIMENTO DO VBP EM 2017 O cenário econômico internacional será o responsável pelo comportamento

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL Março/2014 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População

Leia mais

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

LISTA DE GRÁFICOS. Gráfico 1: Preços do boi gordo no mercado físico... 20

LISTA DE GRÁFICOS. Gráfico 1: Preços do boi gordo no mercado físico... 20 7 LISTA DE GRÁFICOS Gráfico 1: Preços do boi gordo no mercado físico... 20 Gráfico 2 - Comportamento de preços (IPA) de alguns insumos relacionados à pecuária de. corte e do boi gordo... 20 Gráfico 3 -

Leia mais

A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro

A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro Henrique de Campos Meirelles Julho de 20 1 pico = 100 Valor de Mercado das Bolsas Mundiais pico 100 Atual 80 Japão 60 40 crise 1929 20

Leia mais

COMO CITAR: PRINCIPAIS INDICADORES LEITE E DERIVADOS: boletim eletrônico mensal. Coordenadores, Glauco Rodrigues Carvalho e

COMO CITAR: PRINCIPAIS INDICADORES LEITE E DERIVADOS: boletim eletrônico mensal. Coordenadores, Glauco Rodrigues Carvalho e Coordenação Geral Glauco Carvalho Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Glauco Carvalho - Economista/Pesquisador Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de Leite

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja 1. PREVISÃO DE SAFRA E DESTINAÇÃO De acordo com o 7 Levantamento de safra 2015/16, publicado em abril pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL Em 2011: Registrou incremento de 5,2% Em 2011, o setor cresceu 5,2%, movimentou R$ 40 bilhões em insumos e produziu 64,5 milhões de toneladas de ração e 2,35milhões de suplementos

Leia mais

GRÃOS TABELA 2 PREÇOS MÉDIOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES

GRÃOS TABELA 2 PREÇOS MÉDIOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES INDICADORES ECONÔMICOS TABELA 1 PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICOS 2015 IPCA acumulado 12 meses anteriores ao mês de abril 8,17% 6,27% IPCA mês de abril 0,71% 0,67% PIB (último trimestre) 0,1% 2,7% 13,25%

Leia mais

RELAÇÃO DO QUANTITATIVO DE BOVINOS E SUÍNOS NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA: VII MICTI ARAQUARI/2014

RELAÇÃO DO QUANTITATIVO DE BOVINOS E SUÍNOS NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA: VII MICTI ARAQUARI/2014 RELAÇÃO DO QUANTITATIVO DE BOVINOS E SUÍNOS NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA: VII MICTI ARAQUARI/2014 Freitas, Bárbara 1 ; Espindola, Jonas 2; Lenoch, Robert 2 ; Marquezi, Alex 4 ; Meneguel,

Leia mais

Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ. Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima

Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ. Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima Leite de Cabra Uma função social no Município de Coronel Xavier Chaves Aluno: Alexandre Rodrigues Loures A

Leia mais

Projeto desenvolvido por:

Projeto desenvolvido por: Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

Dezembro/2014 Belo Horizonte - MG

Dezembro/2014 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Dezembro/2014 Belo Horizonte - MG 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. Dados Gerais do PIB do Agronegócio

Leia mais

PROGRAMA REFERENCIAL DE QUALIDADE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA PECUÁRIA BOVINA DE MINAS GERAIS. Hélio Machado. Introdução

PROGRAMA REFERENCIAL DE QUALIDADE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA PECUÁRIA BOVINA DE MINAS GERAIS. Hélio Machado. Introdução Capítulo 34 Gestão da pecuária bovina de Minas Gerais PROGRAMA REFERENCIAL DE QUALIDADE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA PECUÁRIA BOVINA DE MINAS GERAIS Hélio Machado Introdução Minas Gerais tem uma área de 58

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS JANEIRO/2014 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL DISPONIBILIZADO - BRASIL (R$ BILHÕES)

Leia mais

Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades

Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades FRANCISCO TURRA Presidente Executivo Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades Brasil é o 4º Maior Exportador Mundial de Produtos Agrícolas Exportação de produtos agrícolas

Leia mais

ESTADO DO MATO GROSSO

ESTADO DO MATO GROSSO TEMAS VOLUME DE RECURSOS Aumentar o volume de recursos disponibilizados para crédito rural de R$ 65 bilhões para R$ 120 bilhões devido à necessidade de ajuste da participação oficial no volume de créditos

Leia mais

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS CORREDORES DO ARCO NORTE AVALIAÇÕES TÉCNICAS MAIO DE 2014 AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

Leia mais

Leite de cabra: raças utilizadas e sistemas de alimentação utilizados no Cariri paraibano

Leite de cabra: raças utilizadas e sistemas de alimentação utilizados no Cariri paraibano Página 1 de 5 Caso tenha algum problema na impressão deste artigo tecle Ctrl+P. [15/03/2011] Leite de cabra: raças utilizadas e sistemas de alimentação utilizados no Cariri paraibano O Brasil possui de

Leia mais

Diretoria de Agronegócios. BB e o Agronegócio

Diretoria de Agronegócios. BB e o Agronegócio Diretoria de Agronegócios BB e o Agronegócio Importância do Agronegócio no Brasil + 35% nas exportações do país 197,9 40,9% 41,1% 37,4% 55,1 58,2 60,4 20,6 23,8 24,8 41,9% 73,1 30,6 160,6 40,4% 137,5 118,3

Leia mais

PREÇOS CORRENTES 14/08/2015

PREÇOS CORRENTES 14/08/2015 PREÇOS CORRENTES 14/08/2015 SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. Cotações Base Agrícola 05. Açúcar 07.

Leia mais

EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA

EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS Consultores Legislativos da Área X Agricultura e Política Rural MARÇO/2009

Leia mais

VENHA PARA A FEIRA PRÓ - GENÉTICA DE ITAPETINGA. DIA 21 DE NOVEMBRO DE 2010 NO PARQUE DE EXPOSIÇÕES JUVINO OLIVEIRA

VENHA PARA A FEIRA PRÓ - GENÉTICA DE ITAPETINGA. DIA 21 DE NOVEMBRO DE 2010 NO PARQUE DE EXPOSIÇÕES JUVINO OLIVEIRA VENHA PARA A FEIRA PRÓ - GENÉTICA DE ITAPETINGA. DIA 21 DE NOVEMBRO DE 2010 NO PARQUE DE EXPOSIÇÕES JUVINO OLIVEIRA PROGRAMA DE MELHORIA DA QUALIDADE GENÉTICA DO REBANHO BOVINO DO ESTADO DA BAHIA O que

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS Maio/2014 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL DISPONIBILIZADO - BRASIL (R$ BILHÕES)

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS SEMINÁRIO ESTRUTURA E PROCESSO DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA CONJUNTURA DO SETOR RURAL E MERCADODETRABALHONOESTADO DE ESTADO CONTAG CARACTERÍSTICAS C C S GERAIS TABELA 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM DEZEMBRO/2013 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL DISPONIBILIZADO - BRASIL (R$ BILHÕES) 157* 32,6

Leia mais

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 1. Exportações de carnes de janeiro a dezembro de 2015 BRASIL As exportações brasileiras de carnes somaram US$ 14,7 bilhões no período de janeiro

Leia mais

PRODUÇÃO DE LEITE NO BRASIL

PRODUÇÃO DE LEITE NO BRASIL PRODUÇÃO DE LEITE NO BRASIL Sebastião Teixeira Gomes 1 1. DESEMPENHO DA ATIVIDADE LEITEIRA No número anterior da Revista Leite B discutimos alguns aspectos relacionados ao consumo de leite no Brasil e,

Leia mais

O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no

O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no desenvolvimento do RS e do BRASIL Oportunidades de negócios para a Região Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul Ministro Pepe Vargas Agricultura Familiar RS Receitas

Leia mais

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL INTEGRAÇÃO CONTRATUAL Uma Estratégia de Acesso ao Mercado Internacional Flávio Tadeu C. Silva Analista de Comércio Exterior Internacionalização de Cooperativas Integração Regional no Mercosul Escritório

Leia mais

Avicultura. Zootecnia I Aves e Suínos. Avicultura Histórico da Avicultura Brasileira

Avicultura. Zootecnia I Aves e Suínos. Avicultura Histórico da Avicultura Brasileira Zootecnia I Aves e Suínos Prof. Edney Pereira da Silva Fabrício Faleiros de Castro M.Sc Unesp FCAV Principais segmentos Frangos de corte Poedeiras comerciais Reprodutoras Incubatório Fábrica de ração Perus

Leia mais

CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009

CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009 CARNE BOVINA DESEMPENHO DE 2008 E PERSPECTIVAS PARA 2009 17/07/2009 MERCADO INTERNACIONAL O Brasil teve uma performance impressionante na produção de carnes nos últimos anos: tornou-se o maior exportador

Leia mais

Agronegócios: momento e perspectivas.

Agronegócios: momento e perspectivas. Agronegócios: momento e perspectivas. Perfil das propriedades rurais brasileiras. Familiares Patronais Região Estabelecimentos Familiares (a) Norte 380.895 Nordeste 2.055.157 Centro-Oeste 162.062 Sudeste

Leia mais

DERAL - Departamento de Economia Rural

DERAL - Departamento de Economia Rural SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural ANÁLISE DE CONJUNTURA AGROPECUÁRIA AVICULTURA DE POSTURA 2012/2013 PANORAMA MUNDIAL Segundo a FAO (Anualpec

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia Brasília/DF 2010 2011 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Todos os direitos reservados. Permitida

Leia mais

O Brasil e o Mercado Internacional de Carnes

O Brasil e o Mercado Internacional de Carnes O MERCADO INTERNACIONAL DE CARNES E A ECONOMIA BRASILEIRA Flávia Maria de Mello Bliska 1 Joaquim José Martins Guilhoto 2 Este artigo tem por objetivo mostrar a participação do Brasil no mercado internacional

Leia mais

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 6, n. 47 - Outubro/2015 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br

Leia mais

Prof. Clésio Farrapo

Prof. Clésio Farrapo Prof. Clésio Farrapo Podemos dividir a área agrícola em dois tipos de Iavoura: cultura permanente e cultura temporária. No primeiro caso, as culturas Ievam mais de um ano para produzir; podem ser retiradas

Leia mais

Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio

Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio Ivan Wedekin Seminário FEBRABAN sobre Agronegócios 2016 18.10.2016 Crédito e desenvolvimento do agronegócio Brasil: indicadores do crédito na

Leia mais

Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro

Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro CADERNO DE ESTATÍSTICAS Uma publicação da Representação do IICA/Brasil Elaboração: Daniela Faria e Diego Machado 1. Apresentação 2.

Leia mais

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2014 MUNDO SAFRA 2014/15 Devido ao aumento das cotações nas últimas safras, principalmente na comparação com o milho, o cultivo da soja vem aumentando

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 7, n. 53 - Abril/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br

Leia mais

Figura 1 - Precipitação pluviométrica acumulada - Brasil - 2011

Figura 1 - Precipitação pluviométrica acumulada - Brasil - 2011 Comentários pecuária brasileira, no ano de 2011, foi afetada pelo agravamento da A crise de algumas das mais importantes economias mundiais, sobretudo a europeia. Como reflexo da desaceleração econômica

Leia mais

Indicadores IBGE. Estatística da Produção Pecuária. Setembro de Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE

Indicadores IBGE. Estatística da Produção Pecuária. Setembro de Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE Indicadores IBGE Estatística da Produção Pecuária Setembro de 2016 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE Presidente da República Michel Miguel Elias Temer Lulia Ministro do Planejamento,

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff Ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão Miriam Belchior INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Presidenta Wasmália Bivar Diretor-Executivo Fernando

Leia mais

A escalada dos preços e as cadeias do complexo carnes

A escalada dos preços e as cadeias do complexo carnes A escalada dos preços e as cadeias do complexo carnes A carne bovina, preferida dos brasileiros, costuma puxar os preços das outras duas. São Paulo, como maior mercado, habitualmente costuma conduzir os

Leia mais

Animais de Produção. Luís Eduardo T. Grégio Diretor Executivo Comercial

Animais de Produção. Luís Eduardo T. Grégio Diretor Executivo Comercial Animais de Produção Luís Eduardo T. Grégio Diretor Executivo Comercial Agenda Setor Pecuário e Tendências Estratégia de Comercialização Portfólio de Produtos Estratégia de Crescimento Setor Pecuário e

Leia mais

O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina. Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR

O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina. Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR Aspectos abordados Carne no mundo (Visão Geral) Histórico: ambiente institucional e

Leia mais

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 dezembro, 2012 Índice 1. Algodão 2. Soja 3. Milho 4. Boi Gordo 5. Valor Bruto da Produção ALGODÃO Mil toneladas

Leia mais

Julho/2015 Belo Horizonte - MG

Julho/2015 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Julho/2015 Belo Horizonte - MG 2 03. Apresentação ÍNDICE 04. Dados de Minas Gerais 05. Área, Produção

Leia mais

Hidrovias: Uma visão do futuro

Hidrovias: Uma visão do futuro Hidrovias: Uma visão do futuro Fernando Antonio Brito Fialho Diretor-Geral da ANTAQ Data: 18 de agosto de 2010 I Seminário Portuário Público Privado Latino-Americano Hidrovias: Uma visão do futuro Slide

Leia mais

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio São Paulo, 22 de Setembro de 2015 Parece que estamos decolando ECONOMIA A BRASILEIR Agronegócio - Balança Comercial

Leia mais

Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB

Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB Aspectos mais relevantes das Externalidades Positivas do PNPB (Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel) e Impactos na Progressão da Mistura. Programa Nacional

Leia mais

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos www.imea.com.br Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos Daniel Latorraca Superintendente Agenda Visão da cadeia de grãos nos últimos 10 anos Visão da pecuária nos últimos

Leia mais

CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016

CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira

O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira Vice Presidente FARSUL Terra arável disponível, por pessoa no mundo Brasil EUA Rússia Índia China União Européia Congo Austrália

Leia mais

PRODUÇÃO E PERPECTIVAS DA CADEIA DO LEITE NA AGRICULTURA FAMILIAR. Eng. Agr. Breno Kirchof

PRODUÇÃO E PERPECTIVAS DA CADEIA DO LEITE NA AGRICULTURA FAMILIAR. Eng. Agr. Breno Kirchof PRODUÇÃO E PERPECTIVAS DA CADEIA DO LEITE NA AGRICULTURA FAMILIAR Eng. Agr. Breno Kirchof SITUAÇÃO MUNDIAL PRODUÇÃO MUNDIAL LEITE VACA - 599,6 bilhões de litros leite/ano CRESCIMENTO PRODUÇÃO - 1% a 2%

Leia mais

Mudanças no setor de lácteos e os desafios para as cooperativas

Mudanças no setor de lácteos e os desafios para as cooperativas Mudanças no setor de lácteos e os desafios para as cooperativas Jacques Gontijo Presidente Itambé Curitiba, 08 de julho de 2008 Roteiro Grandes mudanças no setor leiteiro - 2006 a 2008 Cenário Mundial

Leia mais

Agosto/2015 Belo Horizonte - MG

Agosto/2015 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Agosto/2015 Belo Horizonte - MG ÍNDICE 03. Apresentação 04. Dados de Minas Gerais 05. Área, Produção

Leia mais

Garantia de Origem- Brasil

Garantia de Origem- Brasil Garantia de Origem- Brasil Grupo Carrefour 2º maior varejista do mundo Maior varejista na Europa + de 10.000 lojas Presente em 30 países + de 364.900 funcionários + de 25 milhões de clientes 1º varejista

Leia mais

PROGRAMA DE MELHORIA DA QUALIDADE GENÉTICA DO REBANHO BOVINO DE MINAS GERAIS REGULAMENTO TÍTULO I

PROGRAMA DE MELHORIA DA QUALIDADE GENÉTICA DO REBANHO BOVINO DE MINAS GERAIS REGULAMENTO TÍTULO I PROGRAMA DE MELHORIA DA QUALIDADE GENÉTICA DO REBANHO BOVINO DE MINAS GERAIS REGULAMENTO TÍTULO I DO OBJETIVO E FORMAS DE COMERCIALIZAÇÃO. Art.1º. O Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho

Leia mais

Incidência da tributação sobre o agronegócio de Mato Grosso

Incidência da tributação sobre o agronegócio de Mato Grosso Incidência da tributação sobre o agronegócio de Mato Grosso Ins$tuto Mato-grossense de economia agropecuária Mantenedoras: Mercados Pesquisados Bovinos Soja ü O ins3tuto atua há 17 anos e conta com um

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SOJA. Setembro 2014 Belo Horizonte MG

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SOJA. Setembro 2014 Belo Horizonte MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SOJA Setembro 2014 Belo Horizonte MG ÍNDICE 03. Apresentação 04. Dados de Minas Gerais 05. Área, Produção e Produtividade

Leia mais

FUNDAÇÃO DO MEIO AMBIENTE DE ITAJAÍ

FUNDAÇÃO DO MEIO AMBIENTE DE ITAJAÍ IN 37 FAMAI CRIAÇÃO DE ANIMAIS CONFINADOS PEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTE. INSTRUÇÕES GERAIS: A FAMAI coloca-se a disposição dos interessados dirimir possíveis dúvidas sobre esta Instrução Normativa; Sempre

Leia mais

Preços e comercialização de milho-verde na Ceasa Minas

Preços e comercialização de milho-verde na Ceasa Minas Preços e comercialização de milho-verde na Ceasa Minas Karina C. S. Moura 1, Jason O. Duarte 2 e João C. Garcia 2 1 Estagiária PIBIC/CNPq da Embrapa Milho e Sorgo. karinamoura35@gmail.com. 2. Pesquisadores

Leia mais

V AVISULAT Porto Alegre/RS

V AVISULAT Porto Alegre/RS V AVISULAT Porto Alegre/RS Avanços e desafios para o agronegócio brasileiro no mercado externo. Eduardo Sampaio Marques Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio SRI/MAPA Panorama do Agronegócio

Leia mais

UBERABA, 13 A 15 DE FEVEREIRO DE 2017

UBERABA, 13 A 15 DE FEVEREIRO DE 2017 DISCURSO DE S.E. NELSON COSME, EMBAIXADOR DE ANGOLA NO BRASIL NA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DA CPLP, SOBRE DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E ERRADICAÇÃO DA POBREZA POR MEIO DA AGRICULTURA UBERABA, 13 A 15 DE

Leia mais

Bilhões de Pessoas. Cenário Global. Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro

Bilhões de Pessoas. Cenário Global. Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro Maringá(PR) 18.05.2012 Bilhões de Pessoas Cenário Global Demanda População Mundial Mundial por Alimentos Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro Cenário Global Urbanização 1,34 bi hab. 1,2 bi hab.

Leia mais

CRESCIMENTO DO MERCADO DE ORGÂNICOS. S. Wilson Tivelli PqC. VI UPD AE

CRESCIMENTO DO MERCADO DE ORGÂNICOS. S. Wilson Tivelli PqC. VI UPD AE CRESCIMENTO DO MERCADO DE ORGÂNICOS S. Wilson Tivelli PqC. VI UPD AE CRESCIMENTO DO MERCADO DE ORGÂNICOS Número de estabelecimentos orgânicos no Brasil pelo Censo Agropecuário de 2006 = 90.497 Em janeiro

Leia mais

Novembro/2015 Belo Horizonte - MG

Novembro/2015 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Novembro/2015 Belo Horizonte - MG ÍNDICE 03. Apresentação 04. Dados da Produção de Pesca e Aquacultura

Leia mais

Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG

Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG 2 03. Apresentação ÍNDICE 04. Dados de Minas Gerais 05. Área,

Leia mais

Boletim de preços de produtos agropecuários e florestais do Estado do Acre

Boletim de preços de produtos agropecuários e florestais do Estado do Acre Acre: produção de milho aumenta 11% em relação à safra anterior A safra 2013 de milho no Acre registrou crescimento na quantidade produzida, 11%, e na área plantada, 5% em relação a 2012. No total, foram

Leia mais

Desenvolvimento Agrário PIB DAS CADEIAS PRODUTIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR. dezembro 2004

Desenvolvimento Agrário PIB DAS CADEIAS PRODUTIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR. dezembro 2004 Ministério do Desenvolvimento Agrário PIB DAS CADEIAS PRODUTIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR dezembro 2004 REALIZAÇÃO Instituição executora: FIPE/USP Fundação Instituto de Pesquisas Econômica Equipe técnica:

Leia mais

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG C L I P P I N G 13/1/2011 Produção Ascom Diário do Comércio 12/1/2011 Agência Minas 12/1/2011 www.agenciaminas.mg.gov.br Programa Minas Leite terá

Leia mais

PROGRAMA DE INCENTIVO À PRODUÇÃO LEITEIRA Nova Candelária/RS

PROGRAMA DE INCENTIVO À PRODUÇÃO LEITEIRA Nova Candelária/RS MUNICÍPIO DE NOVA CANDELÁRIA - RS PROGRAMA DE INCENTIVO À PRODUÇÃO LEITEIRA Nova /RS Prefeito Municipal: Carlos Alberto Dick Secretário da Agricultura: Jorge Luis Steiger Responsáveis Técnicos: Engº Agrº

Leia mais

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios João Ricardo Albanez Superintendente de Política e Economia Agrícola, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE Milhares BOVINOCULTURA DE CORTE» MERCADO INTERNO Os preços médios da arroba do boi e da vaca na segunda semana de julho continuaram a crescer, finalizando o período em R$ 96,9 e R$91,11 (à vista e livre

Leia mais