CADERNOS TÉCNICOS DAS COMPOSIÇÕES DE ARGAMASSAS LOTE 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CADERNOS TÉCNICOS DAS COMPOSIÇÕES DE ARGAMASSAS LOTE 1"

Transcrição

1 CADERNOS TÉCNICOS DAS COMPOSIÇÕES DE ARGAMASSAS LOTE 1

2 GRUPO ARGAMASSAS LOTE 01 A CAIXA apresenta o grupo de composições de serviços que representam a produção de argamassas, que serão incorporadas ao Sistema Nacional de Pesquisas de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI). As argamassas estão divididas por traço, utilização (alvenaria, chapisco, contrapiso, etc.), tipo de preparo (mecânico ou manual). Também são apresentadas argamassas industrializadas, e produção e bombeamento de argamassas projetadas. Para os casos de argamassas dosadas em obra, considera-se que a areia está em condições de uso. Caso o insumo local demande peneiramento, deverá ser utilizada composição auxiliar de peneiramento para o cômputo do esforço (composição a ser publicada posteriormente). Página 1

3 NORMAS E LEGISLAÇÃO NBR 13276:2002 Emenda 1: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - Preparo da mistura e determinação do índice de consistência NBR 13276: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - Preparo da mistura e determinação do índice de consistência NBR 13277: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - Determinação da retenção de água NBR 13278: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - Determinação da densidade de massa e do teor de ar incorporado NBR 13279: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - Determinação da resistência à tração na flexão e à compressão NBR 13280: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - Determinação da densidade de massa aparente no estado endurecido NBR 13281: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos Requisitos NBR 15258: Argamassa para revestimento de paredes e tetos - Determinação da resistência potencial de aderência à tração NBR 15259: Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos - Determinação da absorção de água por capilaridade e do coeficiente de capilaridade NBR 7200: Execução de revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas Procedimento. NBR NM 9:2003 Concreto e argamassa - Determinação dos tempos de pega por meio de resistência à penetração. NBR 12130:1991 Gesso para construção - Determinação da água livre e de cristalização e teores de óxido de cálcio e anidrido sulfúrico Método de Ensaio NBR 13207:1994 Gesso para construção civil - Especificação NBR 13867:1997 Revestimento interno de paredes e tetos com pastas de gesso - Materiais, preparo, aplicação e acabamento. BIBLIOGRAFIA BARROS, M.M.S.B. de Recomendações para a produção de contrapisos para edifícios. EDUSP. TT-13. São Paulo, 1995 BAÍA, L.L.M.; SABBATINI, F.H. Projeto e execução de revestimento de argamassa. 4ª edição. Editora Nome da Rosa. São Paulo, CICHINELLI, G. Execução de contrapiso autonivelante industrial. Revista Téchne, ed Editora PINI. São Paulo, Março de FARINHO, F.T.; BARROS, M.M.S.B de. Revestimento de gesso projetado. Téchne 60. São Paulo, março de Página 2

4 Código Descrição Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.001 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.002 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.003 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.004 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.005 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.006 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.007 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.008 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.009 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:1,5:7,5 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.010 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:1,5:7,5 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.011 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:1,5:7,5 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.012 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:2:8 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.013 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:2:8 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.014 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:2:9 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.015 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:2:9 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.016 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:3:12 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.017 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:3:12 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.018 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:3 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.019 mecânico com betoneira 250 l 01.SEDI.ARGA.020 Argamassa traço 1:3 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo Página 3

5 Código 01.SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA SEDI.ARGA.048 mecânico com betoneira 400 l Descrição Argamassa traço 1:3 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 600 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 250 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 400 l Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com betoneira 600 l Página 4

6 Código Descrição Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.049 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.050 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.051 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.052 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.053 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.054 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:1,5:7,5 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.055 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:1,5:7,5 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.056 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:2:8 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.057 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:2:8 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.058 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:2:9 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.059 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:3:12 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.060 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.061 mecânico com misturador de eixo horizontal de 160 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.062 mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.063 mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:4 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.064 mecânico com misturador de eixo horizontal de 160 kg Argamassa traço 1:4 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.065 mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:4 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.066 mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:5 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.067 mecânico com misturador de eixo horizontal de 160 kg Argamassa traço 1:5 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.068 mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:5 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.069 mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo 01.SEDI.ARGA.070 mecânico com misturador de eixo horizontal de 160 kg 01.SEDI.ARGA.071 Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo Página 5

7 Código Descrição mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.072 preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.073 preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.074 preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 160 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.075 preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.076 preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.077 preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 160 kg Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.078 preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.079 preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.080 polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.081 polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.082 polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 160 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.083 polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.084 polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.085 polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.086 polimérica para chapisco rolado, preparo mecânico com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.087 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo manual Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para 01.SEDI.ARGA.088 emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo manual Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.089 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo manual Argamassa traço 1:1,5:7,5 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.090 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo manual Argamassa traço 1:2:8 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.091 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo manual Argamassa traço 1:2:9 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.092 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo manual Argamassa traço 1:3:12 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa 01.SEDI.ARGA.093 única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo manual 01.SEDI.ARGA.094 Argamassa traço 1:3 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo manual 01.SEDI.ARGA.095 Argamassa traço 1:4 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo manual 01.SEDI.ARGA.096 Argamassa traço 1:5 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo manual Página 6

8 Código Descrição 01.SEDI.ARGA.097 Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) para contrapiso, preparo manual Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.098 preparo manual Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.099 preparo manual Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) para chapisco convencional, 01.SEDI.ARGA.100 preparo manual Argamassa traço 1:5 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.101 polimérica para chapisco rolado, preparo manual Argamassa traço 1:3 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.102 polimérica para chapisco rolado, preparo manual Argamassa traço 1:4 (cimento e areia grossa) com adição de emulsão 01.SEDI.ARGA.103 polimérica para chapisco rolado, preparo manual Argamassa industrializada multiuso para revestimentos e assentamento da 01.SEDI.ARGA.104 alvenaria, preparo com misturador de eixo horizontal de 160 kg Argamassa industrializada multiuso para revestimentos e assentamento da 01.SEDI.ARGA.105 alvenaria, preparo com misturador de eixo horizontal de 300 kg Argamassa industrializada multiuso para revestimentos e assentamento da 01.SEDI.ARGA.106 alvenaria, preparo com misturador de eixo horizontal de 510 kg Argamassa industrializada para contrapiso, preparo com misturador de eixo 01.SEDI.ARGA.107 horizontal de 160 kg Argamassa industrializada para contrapiso, preparo com misturador de eixo 01.SEDI.ARGA.108 horizontal de 300 kg Argamassa industrializada para contrapiso, preparo com misturador de eixo 01.SEDI.ARGA.109 horizontal de 510 kg Revestimento decorativo monocamada (Monocapa), preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.110 eixo horizontal de 160 kg Revestimento decorativo monocamada (Monocapa), preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.111 eixo horizontal de 300 kg Revestimento decorativo monocamada (Monocapa), preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.112 eixo horizontal de 510 kg Argamassa industrializada para chapisco rolado, preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.113 eixo horizontal de 160 kg Argamassa industrializada para chapisco rolado, preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.114 eixo horizontal de 300 kg Argamassa industrializada para chapisco rolado, preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.115 eixo horizontal de 510 kg Argamassa industrializada para chapisco colante, preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.116 eixo horizontal de 160 kg Argamassa industrializada para chapisco colante, preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.117 eixo horizontal de 300 kg Argamassa industrializada para chapisco colante, preparo com misturador de 01.SEDI.ARGA.118 eixo horizontal de 510 kg Argamassa industrializada multiuso para revestimentos e assentamento da 01.SEDI.ARGA.119 alvenaria, preparo manual 01.SEDI.ARGA.120 Argamassa industrializada para contrapiso, preparo manual 01.SEDI.ARGA.121 Argamassa industrializada para chapisco rolado, preparo manual 01.SEDI.ARGA.122 Argamassa industrializada para chapisco colante, preparo manual Revestimento decorativo monocamada (Monocapa), mistura e projeção de 01.SEDI.ARGA.123 1m³/h de argamassa Revestimento decorativo monocamada (Monocapa), mistura e projeção de 01.SEDI.ARGA.124 1,5m³/h de argamassa Revestimento decorativo monocamada (Monocapa), mistura e projeção de 01.SEDI.ARGA.125 2m³/h de argamassa Argamassa industrializada para revestimentos, mistura e projeção de 1m³/h de 01.SEDI.ARGA.126 argamassa Página 7

9 Código Descrição Argamassa industrializada para revestimentos, mistura e projeção de 1,5 m³/h 01.SEDI.ARGA.127 de argamassa Argamassa industrializada para revestimentos, mistura e projeção de 2 m³/h de 01.SEDI.ARGA.128 argamassa 01.SEDI.ARGA.129 Argamassa à base de gesso, mistura e projeção de 1m³/h de argamassa 01.SEDI.ARGA.130 Argamassa à base de gesso, mistura e projeção de 1,5 m³/h de argamassa Página 8

10 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.001 Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 7,2300 I 370 Areia média m³ 1,4200 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 233,6800 I * Aditivo plastificante para argamassa de revestimento l 0,9800 C ** Betoneira 250 l CHP h 1,6900 C ** Betoneira 250 l CHI h 5,5400 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 9

11 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Aditivo plastificante para argamassa de revestimento adicionado à água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante (* insumo a ser cadastrado no SINAPI). 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal de 250 l, capacidade de mistura de 200 l, motor a diesel potência 5 HP (** composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade, foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Diluir o aditivo na água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante; Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Página 10

12 Lançar a areia e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. 7. Informações complementares Página 11

13 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.002 Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 4,8000 I 370 Areia média m³ 1,4400 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 236,9600 I * Aditivo plastificante para argamassa de revestimento l 1,0000 C ** Betoneira 400 l CHP h 1,1200 C ** Betoneira 400 l CHI h 3,6800 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 12

14 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Aditivo plastificante para argamassa de revestimento adicionado à água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante (* insumo a ser cadastrado no SINAPI). 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal 400 l, capacidade de mistura 310 l, motor a diesel potência 5 HP, sem carregador (** composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Diluir o aditivo na água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante; Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Página 13

15 Lançar a areia e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. 7. Informações complementares Página 14

16 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.003 Argamassa traço 1:7 (cimento e areia média) com adição de plastificante para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 3,5200 I 370 Areia média m³ 1,4500 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 238,3000 I * Aditivo plastificante para argamassa de revestimento l 1,0200 C ** Betoneira 600 l CHP h 0,8200 C ** Betoneira 600 l CHI h 2,7000 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 15

17 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Aditivo plastificante para argamassa de revestimento adicionado à água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante (* insumo a ser cadastrado no SINAPI). 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal 600 l, capacidade de mistura 440 l, motor a diesel potência 10 HP, com carregador (** composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Diluir o aditivo na água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante; Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Página 16

18 Lançar a areia e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. 7. Informações complementares Página 17

19 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.004 Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 8,2500 I 370 Areia média m³ 1,3900 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 266,5600 I * Aditivo plastificante para argamassa de revestimento l 1,1100 C ** Betoneira 250 l CHP h 1,9200 C ** Betoneira 250 l CHI h 6,3300 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 18

20 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Aditivo plastificante para argamassa de revestimento adicionado à água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante (* insumo a ser cadastrado no SINAPI). 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal de 250 l, capacidade de mistura de 200 l, motor a diesel potência 5 HP (** composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Diluir o aditivo na água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante; Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Página 19

21 Lançar a areia e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. 7. Informações complementares Página 20

22 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.005 Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 5,2400 I 370 Areia média m³ 1,4100 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 269,6500 I * Aditivo plastificante para argamassa de revestimento l 1,1400 C ** Betoneira 400 l CHP h 1,2200 C ** Betoneira 400 l CHI h 4,0200 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 21

23 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Aditivo plastificante para argamassa de revestimento adicionado à água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante (* insumo a ser cadastrado no SINAPI). 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal 400 l, capacidade de mistura 310 l, motor a diesel potência 5 HP, sem carregador (** composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Diluir o aditivo na água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante; Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Página 22

24 Lançar a areia e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. 7. Informações complementares Página 23

25 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.006 Argamassa traço 1:6 (cimento e areia média) com adição de plastificante para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 3,1400 I 370 Areia média m³ 1,4200 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 272,5500 I * Aditivo plastificante para argamassa de revestimento l 1,1600 C ** Betoneira 600 l CHP h 0,7300 C ** Betoneira 600 l CHI h 2,4100 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 24

26 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Aditivo plastificante para argamassa de revestimento adicionado à água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante (* insumo a ser cadastrado no SINAPI). 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal 600 l, capacidade de mistura 440 l, motor a diesel potência 10 HP, com carregador (** composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Diluir o aditivo na água de amassamento na proporção indicada pelo fabricante; Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Página 25

27 Lançar a areia e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. 7. Informações complementares Página 26

28 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.007 Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 8,1400 I 370 Areia média m³ 1,2900 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 247,2600 I 1106 Cal Hidratada tipo CH-I; kg 129,0100 C * Betoneira 250 l CHP h 1,9000 C * Betoneira 250 l CHI h 6,2400 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 27

29 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Cal Hidratada tipo CH-I. 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal de 250 l, capacidade de mistura de 200 l, motor a diesel potência 5 HP (* composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Lançar a areia, cal e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. Página 28

30 7. Informações complementares Página 29

31 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.008 Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 5,1000 I 370 Areia média m³ 1,3000 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 250,1100 I 1106 Cal Hidratada tipo CH-I; kg 130,4900 C * Betoneira 400 l CHP h 1,1900 C * Betoneira 400 l CHI h 3,9100 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 30

32 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Cal Hidratada tipo CH-I. 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal 400 l, capacidade de mistura 310 l, motor a diesel potência 5 HP, sem carregador (* composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Lançar a areia, cal e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. Página 31

33 7. Informações complementares Página 32

34 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.009 Argamassa traço 1:1:6 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 600 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 3,7500 I 370 Areia média m³ 1,3100 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 251,5700 I 1106 Cal Hidratada tipo CH-I; kg 131,2500 C * Betoneira 600 l CHP h 0,8700 C * Betoneira 600 l CHI h 2,8800 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 33

35 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Cal Hidratada tipo CH-I. 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal 600 l, capacidade de mistura 440 l, motor a diesel potência 10 HP, com carregador (* composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 22% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Lançar a areia, cal e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. Página 34

36 7. Informações complementares Página 35

37 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.010 Argamassa traço 1:1,5:7,5 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 250 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 6,9700 I 370 Areia média m³ 1,2800 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 196,4800 I 1106 Cal Hidratada tipo CH-I; kg 153,7700 C * Betoneira 250 l CHP h 1,6300 C * Betoneira 250 l CHI h 5,3400 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 36

38 2. Itens e suas Características Areia média areia média úmida, com taxa de inchamento de 25%; Cimento Portland Composto CP II F; Cal Hidratada tipo CH-I. 3. Equipamentos Betoneira: capacidade nominal de 250 l, capacidade de mistura de 200 l, motor a diesel potência 5 HP (* composições a serem cadastradas no SINAPI). 4. Critérios para quantificação dos serviços 5. Critérios de Aferição Para o levantamento dos índices de produtividade foram considerados os operários que estavam envolvidos com o preparo da argamassa; O traço indicado na composição refere-se a volume de materiais; Foi considerado um volume de água equivalente a 25% sobre a massa de materiais secos para o preparo da argamassa; Para o cálculo do consumo de insumos para a produção da argamassa, foram consideradas as sobras de argamassa ao final do dia; Foram separados o tempo produtivo (CHP) e o tempo improdutivo (CHI) do equipamento da seguinte forma: CHP: considera os tempos de carregamento, mistura e descarregamento; CHI: considera os demais tempos da jornada de trabalho; O tempo de carregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo, considerando a capacidade de mistura do equipamento; O tempo de mistura foi calculado a partir dos valores medidos em campo e referências bibliográficas; O tempo de descarregamento foi calculado a partir dos valores medidos em campo. 6. Execução Adicionar um pouco da água na betoneira e ligá-la; Lançar a areia, cal e o cimento conforme dosagem indicada e adicionar água restante aos poucos até se obter uma mistura homogênea e livre de grumos; Respeitar o tempo mínimo de batida indicado pela norma e/ou pelo fabricante do equipamento. Página 37

39 7. Informações complementares Página 38

40 CADERNO TÉCNICO DO SERVIÇO 1. COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE SERVIÇO Classe: SEDI Tipo: Argamassas Código / Seq. Descrição da Composição Unidade 01.SEDI.ARGA.011 Argamassa traço 1:1,5:7,5 (cimento, cal e areia média) para emboço/massa única/assentamento de alvenaria de vedação, preparo mecânico com betoneira 400 l m³ COMPOSIÇÃO Item Código Descrição Unidade Coeficiente I 6111 Servente h 4,7600 I 370 Areia média m³ 1,3000 I 1379 Cimento Portland Composto CP II F kg 200,0300 I 1106 Cal Hidratada tipo CH-I; kg 156,5500 C * Betoneira 400 l CHP h 1,1100 C * Betoneira 400 l CHI h 3,6500 Argamassas auxiliares para Emboço / Massa única / Alvenaria Argamassa com plastificante Traços: 1:7 e 1:6 Argamassa sem plastificante Traços: 1:1:6; 1:1,5:7,5; 1:2:8; 1:2:9 e 1:3:12 Argamassa industrializada Preparo manual Preparo mecânico Aplicação manual Projeção mecânica Página 39

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA CONCRETO PROJETADO LOTE 3

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA CONCRETO PROJETADO LOTE 3 SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA CONCRETO PROJETADO LOTE 3 Versão: 002 Vigência: 01/2016 Última atualização: 05/2016 GRUPO

Leia mais

CONTRAPISO, CONTRAPISO ACÚSTICO E CONTRAPISO AUTONIVELANTE SINAPI LOTE 1 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL

CONTRAPISO, CONTRAPISO ACÚSTICO E CONTRAPISO AUTONIVELANTE SINAPI LOTE 1 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA CONTRAPISO, CONTRAPISO ACÚSTICO E CONTRAPISO AUTONIVELANTE LOTE 1 Versão: 007 Vigência:

Leia mais

PENEIRAMENTO E ENSACAMENTO DE AREIA

PENEIRAMENTO E ENSACAMENTO DE AREIA SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA PENEIRAMENTO E ENSACAMENTO DE AREIA LOTE 3 Versão: 001 Vigência: 11/2015 Última atualização:

Leia mais

CADERNOS TÉCNICOS ESTACA RAIZ LOTE 1

CADERNOS TÉCNICOS ESTACA RAIZ LOTE 1 CADERNOS TÉCNICOS ESTACA RAIZ LOTE 1 GRUPO ESTACA RAIZ - LOTE 01 A CAIXA apresenta o Grupo Estaca Raiz em 24 composições, que serão incorporadas ao Sistema Nacional de Pesquisas de Custos e Índices da

Leia mais

Argamassas mistas. Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira

Argamassas mistas. Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Argamassas mistas Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Argamassas mistas de cimento, cal e areia destinadas ao uso em alvenarias e revestimentos Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Fonte: NBR 7200:1998 NBR 13529:2013

Leia mais

ALVENARIA ESTRUTURAL (BLOCOS DE CONCRETO, BLOCOS CERÂMICOS, GRAUTEAMENTO E ARMAÇÃO)

ALVENARIA ESTRUTURAL (BLOCOS DE CONCRETO, BLOCOS CERÂMICOS, GRAUTEAMENTO E ARMAÇÃO) SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA ALVENARIA ESTRUTURAL (BLOCOS DE CONCRETO, BLOCOS CERÂMICOS, GRAUTEAMENTO E ARMAÇÃO) LOTE

Leia mais

TRANSPORTE HORIZONTAL E VERTICAL

TRANSPORTE HORIZONTAL E VERTICAL SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA TRANSPORTE HORIZONTAL E VERTICAL LOTE 3 Versão: 006 Vigência: 06/2014 Última atualização:

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC ENSAIO ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 5 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

Revestimentos de Argamassa Conceitos P R O M O Ç Ã O

Revestimentos de Argamassa Conceitos P R O M O Ç Ã O Revestimentos de Argamassa Conceitos P R O M O Ç Ã O TECNOLOGIA DA ARGAMASSA Conceitos Sistema de Revestimento de Argamassa Desempenho do sistema Materiais Constituintes Dosagem Escolha do Sistema de Revestimento

Leia mais

COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS

COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS LOTE 1 Versão: 005 Vigência: 11/2014 Última atualização: 11/2016 SINAPI Cadernos

Leia mais

BIANCO é uma resina sintética, de alto desempenho, que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos.

BIANCO é uma resina sintética, de alto desempenho, que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. BIANCO é uma resina sintética, de alto desempenho, que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. Confere maior plasticidade e, assim, maior resistência ao desgaste e

Leia mais

PINTURA (INTERNA E EXTERNA)

PINTURA (INTERNA E EXTERNA) SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA PINTURA (INTERNA E EXTERNA) LOTE 1 Versão: 004 Vigência: 06/2014 Última atualização: 11/2016

Leia mais

SAC 0800-VEDACIT DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45

SAC 0800-VEDACIT DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45 Produto VEDAFIX SBR é um polímero sintético que adicionado ao chapisco, à argamassa ou ao concreto modifica suas características, proporcionando grande aderência aos mais diversos substratos. Confere boa

Leia mais

CONCRETAGEM PARA ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO

CONCRETAGEM PARA ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA CONCRETAGEM PARA ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO LOTE 1 Versão: 001 Vigência: 12/2015 Última

Leia mais

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco. TR Tecnologia dos Revestimentos

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco. TR Tecnologia dos Revestimentos PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco TR Tecnologia dos Revestimentos Aula 05 Argamassas para revestimento: dosagem Prof. Dr. Alberto

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO Nº Ensaios de caracterização e desempenho de argamassa para chapisco colante

RELATÓRIO TÉCNICO Nº Ensaios de caracterização e desempenho de argamassa para chapisco colante RELATÓRIO TÉCNICO Nº 113 595-205 Ensaios de caracterização e desempenho de argamassa para chapisco colante CENTRO DE TECNOLOGIA DE OBRAS DE INFRAESTRUTURA Laboratório de Materiais de Construção Civil Cliente:

Leia mais

Usina Fortaleza - Rua São Paulo, 02 - Engenho Novo Barueri SP

Usina Fortaleza - Rua São Paulo, 02 - Engenho Novo Barueri SP PÁGINA 01/05 RELATÓRIO DE ENSAIO : Ensaio em argamassa texturizada INTERESSADO : Usina Fortaleza - Rua São Paulo, 02 - Engenho Novo Barueri SP REFERÊNCIA : n/d NATUREZA DO TRABALHO : Determinação da resistência

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DE APRIMORAMENTO DO SINAPI. Fevereiro/2014

APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DE APRIMORAMENTO DO SINAPI. Fevereiro/2014 APRESENTAÇÃO DA METODOLOGIA DE APRIMORAMENTO DO SINAPI Fevereiro/2014 Pauta 1. Contexto, Informações Contratuais e Premissas de trabalho 2. Base Teórica e Metodologia Equipe FDTE e experiência pretérita

Leia mais

Por: Marco Antonio Pozzobon M. Eng.

Por: Marco Antonio Pozzobon M. Eng. Por: Marco Antonio Pozzobon M. Eng. O que é ARGAMASSA? Mistura homogênea de agregados miúdos, aglomerantes inorgânicos e água, contendo ou não aditivos, com propriedades de aderência e endurecimento, podendo

Leia mais

AULA 6 ARGAMASSA. Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting. 1 o semestre 2015

AULA 6 ARGAMASSA. Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting. 1 o semestre 2015 AULA 6 ARGAMASSA Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting 1 o semestre 2015 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil ARGAMASSAS DEFINIÇÃO Materiais

Leia mais

BIANCO. Misturar antes de usar. Adicionar BIANCO à água de amassamento na diluição indicada

BIANCO. Misturar antes de usar. Adicionar BIANCO à água de amassamento na diluição indicada Produto BIANCO é uma resina sintética, de alto desempenho, que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. Confere maior plasticidade, aumenta a impermeabilidade e evita

Leia mais

MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes

MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes Argamassas NBR13281 Histórico 1º. registro de emprego na construção: Pré-História Piso polido de 180 m² feito com pedras e argamassa cal e areia: ~ 7000 a 9000

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A VF

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A VF a) Descreva a ruptura do concreto, relatando o seu comportamento quando submetido à tensões de compressão até 30% da ruptura, entre 30 e 50%, entre 50% e 75% e de 75% até o colapso. b) Defina cura do concreto,

Leia mais

ALVENARIT. Produto pronto para o uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação

ALVENARIT. Produto pronto para o uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação Produto ALVENARIT é um aditivo que proporciona ótima trabalhabilidade às argamassas de assentamento e rebocos. Por ser líquido, facilita o trabalho, proporcionando economia de material, praticidade no

Leia mais

CADERNOS TÉCNICOS DAS COMPOSIÇÕES DE PASSEIOS DE CONCRETO LOTE 3

CADERNOS TÉCNICOS DAS COMPOSIÇÕES DE PASSEIOS DE CONCRETO LOTE 3 CADERNOS TÉCNICOS DAS COMPOSIÇÕES DE PASSEIOS DE CONCRETO LOTE 3 GRUPO PASSEIOS DE CONCRETO Fazem parte desse grupo 26 composições de Passeios de Concreto moldado in loco. O acabamento pode ser liso, sarrafeado

Leia mais

ESTACAS SINAPI LOTE 1 HÉLICE CONTÍNUA, PRÉ-MOLDADA E ESCAVADA SEM FLUIDO SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL

ESTACAS SINAPI LOTE 1 HÉLICE CONTÍNUA, PRÉ-MOLDADA E ESCAVADA SEM FLUIDO SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA ESTACAS HÉLICE CONTÍNUA, PRÉ-MOLDADA E ESCAVADA SEM FLUIDO LOTE 1 Versão: 003 Vigência:

Leia mais

5. Limitações: A argamassa 1201 Matrix Assentamento de Vedação e Encunhamento não deve ser utilizada para assentamento de blocos silico-calcário.

5. Limitações: A argamassa 1201 Matrix Assentamento de Vedação e Encunhamento não deve ser utilizada para assentamento de blocos silico-calcário. 1. Descrição: A argamassa 1201 Matrix Assentamento de Vedação e Encunhamento é indicado para o assentamento de blocos para alvenaria de vedação e fixação de alvenarias (blocos de concreto, cerâmicos, e

Leia mais

TELHAMENTO E SERVIÇOS COMPLEMENTARES PARA COBERTURA

TELHAMENTO E SERVIÇOS COMPLEMENTARES PARA COBERTURA SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA TELHAMENTO E SERVIÇOS COMPLEMENTARES PARA COBERTURA LOTE 1 Versão: 001 Vigência: 06/2016

Leia mais

NBR 14081/2004. Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas Requisitos

NBR 14081/2004. Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas Requisitos NBR 14081/2004 Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas Requisitos OBJETIVO: Fixar as condições exigíveis para argamassas colantes industrializadas destinadas ao assentamento

Leia mais

SINAPI LOTE 3 EXECUÇÃO DE TIRANTES SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA

SINAPI LOTE 3 EXECUÇÃO DE TIRANTES SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA EXECUÇÃO DE TIRANTES LOTE 3 Versão: 001 Vigência: 07/2016 Última Atualização: 07/2016 GRUPO

Leia mais

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA ATERRO DE VALAS LOTE 3

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA ATERRO DE VALAS LOTE 3 SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA ATERRO DE VALAS LOTE 3 Versão: 002 Vigência: 05/2016 Atualização: 06/2016 GRUPO ATERRO

Leia mais

Logística na aplicação de argamassa para reboco, assentamento de tijolos e piso. ANVI Comércio e Indústria

Logística na aplicação de argamassa para reboco, assentamento de tijolos e piso. ANVI Comércio e Indústria Logística na aplicação de argamassa para reboco, assentamento de tijolos e piso ANVI Comércio e Indústria A Empresa A ANVI está presente no Brasil desde 1.972, com a fabricação e distribuição de equipamentos

Leia mais

Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento

Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento Argamassas de revestimento Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento Reportagem: Gisele C. Cichinelli As argamassas de revestimento

Leia mais

Soluções Completas Para o Seu Projeto.

Soluções Completas Para o Seu Projeto. Soluções Completas Para o Seu Projeto. Há mais de 50 anos a Argatex oferece soluções para construção civil, sempre com os princípios de oferecer produtos de alta qualidade que simplifiquem e otimizem a

Leia mais

Prof. Aline Fernandes de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010

Prof. Aline Fernandes de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010 de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010 DEFINIÇÃO. Mistura de aglomerantes e agregados com água, possuindo capacidade de endurecimento (NBR 7200).. São materiais de construção constituídos por uma mistura

Leia mais

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA COLETORES PREDIAIS LOTE 2

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA COLETORES PREDIAIS LOTE 2 SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA COLETORES PREDIAIS LOTE 2 Versão: 002 Vigência: 03/2016 Última atualização: 05/2016 GRUPO

Leia mais

VERGA, CONTRAVERGA, FIXAÇÃO DE ALVENARIA DE VEDAÇÃO E CINTA DE AMARRAÇÃO DE ALVENARIA

VERGA, CONTRAVERGA, FIXAÇÃO DE ALVENARIA DE VEDAÇÃO E CINTA DE AMARRAÇÃO DE ALVENARIA SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA VERGA, CONTRAVERGA, FIXAÇÃO DE ALVENARIA DE VEDAÇÃO E CINTA DE AMARRAÇÃO DE ALVENARIA LOTE

Leia mais

Prof. Marcos Valin Jr. Prof. Marcos Valin Jr. Qual a definição de. Argamassa. Argamassa. Prof. Marcos Valin Jr.

Prof. Marcos Valin Jr. Prof. Marcos Valin Jr. Qual a definição de. Argamassa. Argamassa. Prof. Marcos Valin Jr. Qual a definição de www.mvalin.com.br 1 Material de construção, com propriedade de aderência e endurecimento, obtida a partir da mistura homogênea de um ou mais aglomerantes, agregados miúdos (areia) e

Leia mais

Associação Educativa Evangélica UniEvangélica Curso de Engenharia Civil Professora Moema Castro, MSc.

Associação Educativa Evangélica UniEvangélica Curso de Engenharia Civil Professora Moema Castro, MSc. Associação Educativa Evangélica UniEvangélica Curso de Engenharia Civil Professora Moema Castro, MSc. M A T E R I A I S D E C O N S T R U Ç Ã O C I V I L I I AGREGADOS ARGAMASSA A n á p o l i s, 2 0 1

Leia mais

SAC 0800-VEDACIT DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45

SAC 0800-VEDACIT DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45 Produto VEDAFIX é um adesivo e selador de base acrílica, compatível com cimento e cal. Tem ação adesiva, o que aglutina as partículas do cimento e dos agregados, proporcionando melhor trabalhabilidade

Leia mais

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa 6. Procedimento de Execução Elaboração Estruturas de Concreto e Revestimentos de Argamassa 92 Instruções para a contratação de mão-de-obra

Leia mais

Capítulo 26. Argamassas

Capítulo 26. Argamassas Capítulo 26 Argamassas Helena Carasek Universidade Federal de Goiás Definição Argamassas são materiais de construção, com propriedades de aderência e endurecimento, obtidos a partir da mistura homogênea

Leia mais

RESUMO ABSTRACT 1. INTRODUÇÃO

RESUMO ABSTRACT 1. INTRODUÇÃO I CONFERÊNCIA LATINO-AMERICANA DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL X ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO 18-21 julho 04, São Paulo. ISBN 85-89478-08-4. ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA: INFLUÊNCIA DO

Leia mais

REVESTIMENTOS DE PAREDE

REVESTIMENTOS DE PAREDE REVESTIMENTOS DE PAREDE REVESTIMENTO DE PAREDES CHAPISCO EMBOÇO REBOCO CHAPISCO SUPERFÍCIE ÁSPERA ENTRE A ALVENARIA E O EMBOÇO ARGAMASSA DE CIMENTO E AREIA 1:3, CONSISTÊNCIA BEM PLÁSTICA COLHER DE PEDREIRO

Leia mais

AULA 6 ARGAMASSA continuação

AULA 6 ARGAMASSA continuação AULA 6 ARGAMASSA continuação Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil ARGAMASSAS - PROPRIEDADES

Leia mais

Revestimentos de Argamassa. Tecnologia de Argamassa P R O M O Ç Ã O

Revestimentos de Argamassa. Tecnologia de Argamassa P R O M O Ç Ã O Revestimentos de Argamassa Tecnologia de Argamassa P R O M O Ç Ã O TECNOLOGIA DA ARGAMASSA Conceitos Sistema de Revestimento de Argamassa Desempenho do sistema Materiais Constituintes Dosagem Escolha do

Leia mais

ANÁLISE DAS PROPRIEDADES DE ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO COM ADIÇÃO DE FIBRAS DE POLIPROPILENO

ANÁLISE DAS PROPRIEDADES DE ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO COM ADIÇÃO DE FIBRAS DE POLIPROPILENO ANÁLISE DAS PROPRIEDADES DE ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO COM ADIÇÃO DE FIBRAS DE POLIPROPILENO Resumo Géssica Centofante * Carlos Mauricio Dagostini ** As fibras são materiais inertes que vêm sendo utilizados

Leia mais

Disco de neoprene Ø 5x10 cm INFORMAÇÕES ADICIONAIS TIPO MONTAGEM OPERACIONAL MANTENÇAO HISTÓRIA OUTROS VIDEO MANUAL LINKS

Disco de neoprene Ø 5x10 cm INFORMAÇÕES ADICIONAIS TIPO MONTAGEM OPERACIONAL MANTENÇAO HISTÓRIA OUTROS VIDEO MANUAL LINKS Prensas para ensaios de Compressão/Tração na flexão DISCOS DE NEOPRENE PARA FACEADOR ELASTOMÉRICO (ARGAMASSA) ASTM C 1231 Standard Practice for Use of Unbonded Caps in Determination of Compressive Strength

Leia mais

TECNOLOGIA DE ARGAMASSAS

TECNOLOGIA DE ARGAMASSAS TECNOLOGIA DE ARGAMASSAS Prof. Dr a Marienne do Rocio M.Maron da Costa mariennecosta@uol.com.br Tópico da Disciplina TC 034 Materiais III Departamento de Construção Civil- DCC Universidade Federal do Paraná

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Relatório Analítico de Itens Orçados (GLOBAL) DATA BASE - REGIÃO: SINAPI - Belo Horizonte/MG (MES:Abril/13)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Relatório Analítico de Itens Orçados (GLOBAL) DATA BASE - REGIÃO: SINAPI - Belo Horizonte/MG (MES:Abril/13) CÓDIGO DESCRIÇÃO CLASS UNIDADE COEF. PREÇO MAT. PREÇO M.O. PREÇO FINAL 03.01 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO CONFORME PROJETO DE GRADIL TIPO PAINEL (2,43M DE ALTURA X 2,50 DE LARGURA) COM ARAMES GALVANIZADOS

Leia mais

PARÂMETROS DE ESPECIFICAÇÃO DE ADERÊNCIA DA ARGAMASSA DE EMBOÇO

PARÂMETROS DE ESPECIFICAÇÃO DE ADERÊNCIA DA ARGAMASSA DE EMBOÇO PARÂMETROS DE ESPECIFICAÇÃO DE ADERÊNCIA DA ARGAMASSA DE EMBOÇO Mairton Santos de Sousa - Engenheiro Civil - Consultare FORTALEZA - CE Março / 2006 1. OBJETIVOS Tem como objetivo verificar se a resistência

Leia mais

2203 ARGAMASSA MATRIX MASSA DE PROJEÇÃO Revestimento Interno/Externo Projetado

2203 ARGAMASSA MATRIX MASSA DE PROJEÇÃO Revestimento Interno/Externo Projetado 1. Descrição: A argamassa 2203 Matrix Massa de Projeção é indicada para revestimento projetado em áreas internas e externas, como também para fachadas de até 80 metros de altura. 2. Classificação: A argamassa

Leia mais

TUBOS DE PVC E PEAD EM REDES DE ESGOTO

TUBOS DE PVC E PEAD EM REDES DE ESGOTO SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA TUBOS DE PVC E PEAD EM REDES DE ESGOTO LOTE 3 Versão: 004 Vigência: 06/2015 Última atualização:

Leia mais

SINAPI Processo de Aprimoramento

SINAPI Processo de Aprimoramento Histórico do SINAPI SINAPI Processo de Aprimoramento COP/CBIC - SINDUSCON/DF - ASBRACO 26/11/2014 Criação do SINAPI BNH/IBGE 1969 1986 1997 2003 2008 2009 Gestão CAIXA/IBGE Sistema de Orçamentação SINAPI

Leia mais

Quem busca qualidade em seu trabalho usa Qualimassa em sua obra.

Quem busca qualidade em seu trabalho usa Qualimassa em sua obra. Catálogo Técnico Quem busca qualidade em seu trabalho usa Qualimassa em sua obra. 25 kg Como Preparar Base Dosagem Mistura Teste Revestimento: Áreas internas - chapisco opcional. Áreas externas - chapisco

Leia mais

RELATÓRIO ANALÍTICO DE COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS

RELATÓRIO ANALÍTICO DE COMPOSIÇÕES DE PREÇOS UNITÁRIOS POSIÇÕES RELAT DESONERAÇ M DE ESQV 74068/6 FECHADURA DE EMBUTIR PLETA, PARA PORTAS EXTERNAS, PADRAO DE ACABAMENTO MEDIO UN POSICAO 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO ENCARGOS PLEMENTARES H 1,300000 12,08 15,70

Leia mais

ESTUDO DE ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO COM INIBIDORES DE HIDRATAÇÃO

ESTUDO DE ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO COM INIBIDORES DE HIDRATAÇÃO ESTUDO DE ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO COM INIBIDORES DE HIDRATAÇÃO RESUMO Suelem Michels Ruppenthal (1); Fernando Pelisser (2) UNESC Universidade do Extremo Sul Catarinense (1)suelem_m_r@hotmail.com; (2)fep@unesc.net

Leia mais

VENCENDO OS DESAFIOS DAS ARGAMASSAS PRODUZIDAS EM CENTRAIS DOSADORAS argamassa estabilizada e contrapiso autoadensável

VENCENDO OS DESAFIOS DAS ARGAMASSAS PRODUZIDAS EM CENTRAIS DOSADORAS argamassa estabilizada e contrapiso autoadensável VENCENDO OS DESAFIOS DAS ARGAMASSAS PRODUZIDAS EM CENTRAIS DOSADORAS argamassa estabilizada e contrapiso autoadensável Juliano Moresco Silva Especialista em Tecnologia do Concreto juliano.silva@azulconcretos.com.br

Leia mais

VEDALIT. Produto pronto para o uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação.

VEDALIT. Produto pronto para o uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação. Produto VEDALIT é um aditivo concentrado que proporciona ótima trabalhabilidade a argamassas e rebocos. Por ser líquido, facilita o trabalho, proporcionando economia de material e excelente acabamento.

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS EM PEX (tubos e conexões) SINAPI LOTE 1 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL

INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS EM PEX (tubos e conexões) SINAPI LOTE 1 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS EM PEX (tubos e conexões) LOTE 1 Versão: 002 Vigência: 06/2015

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DO DESEMPENHO NO ESTADO FRESCO E ENDURECIDO DE ARGAMASSAS ESTABILIZADAS DE 36H E 72H

ESTUDO COMPARATIVO DO DESEMPENHO NO ESTADO FRESCO E ENDURECIDO DE ARGAMASSAS ESTABILIZADAS DE 36H E 72H ESTUDO COMPARATIVO DO DESEMPENHO NO ESTADO FRESCO E ENDURECIDO DE ARGAMASSAS ESTABILIZADAS DE 36H E 72H POLIANA BELLEI (1) ; ANA CLAÚDIA JANTSCH (2) ; ALDO LEONEL TEMP (3) ; GIOVANA RETZLAFF NUNES (4)

Leia mais

COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS DO SERVIÇO DE EMBOÇO/MASSA ÚNICA INTERNA

COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS DO SERVIÇO DE EMBOÇO/MASSA ÚNICA INTERNA SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS DO SERVIÇO DE EMBOÇO/MASSA ÚNICA INTERNA LOTE 1 Versão: 003 Vigência: 11/2014

Leia mais

Aplicabilidade de argamassas de revestimento: avaliação empírica e comportamento reológico por squeeze-flow

Aplicabilidade de argamassas de revestimento: avaliação empírica e comportamento reológico por squeeze-flow Aplicabilidade de argamassas de revestimento: avaliação empírica e comportamento reológico por squeeze-flow Fábio L. Campora fabio.campora@abai.org.br Associação Brasileira de Argamassas Industrializadas

Leia mais

Tecnologia das construções

Tecnologia das construções Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Engenharia Civil Tecnologia da Construção Civil I Revestimentos argamassados Execução de edificações Revestimentos argamassados

Leia mais

ESTUDO DA APLICABILIDADE DA ARGAMASSA PRODUZIDA A PARTIR DA RECICLAGEM DE RESÍDUO SÓLIDO DE SIDERURGIA EM OBRAS DE ENGENHARIA

ESTUDO DA APLICABILIDADE DA ARGAMASSA PRODUZIDA A PARTIR DA RECICLAGEM DE RESÍDUO SÓLIDO DE SIDERURGIA EM OBRAS DE ENGENHARIA ESTUDO DA APLICABILIDADE DA ARGAMASSA PRODUZIDA A PARTIR DA RECICLAGEM DE RESÍDUO SÓLIDO DE SIDERURGIA EM OBRAS DE ENGENHARIA 1. Introdução O impacto ambiental gerado pela exploração dos recursos minerais

Leia mais

DRENAGEM DE AR CONDICIONADO

DRENAGEM DE AR CONDICIONADO SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA DRENAGEM DE AR CONDICIONADO LOTE 2 Versão: 003 Vigência: 12/2014 Última atualização: 09/2016

Leia mais

ARGAMASSA DOSADA EM CENTRAL

ARGAMASSA DOSADA EM CENTRAL ARGAMASSA DOSADA EM CENTRAL Uma logística de distribuição de argamassa estabilizada dosada em central para utilização em contrapiso, assentamento de tijolos e blocos, e revestimento de paredes e tetos.

Leia mais

MASTERMIX 397 N Aditivo plastificante polifuncional.

MASTERMIX 397 N Aditivo plastificante polifuncional. MASTERMIX 397 N Aditivo plastificante polifuncional. DESCRIÇÃO DO PRODUTO MASTERMIX 397 N é um aditivo para concreto, líquido, pronto para o uso e livre de cloretos. MASTERMIX 397 N possui, em sua composição,

Leia mais

O que é Aditivo para Concreto

O que é Aditivo para Concreto 17/05/2015 O que é Aditivo para Concreto www.mvalin.com.br 1 17/05/2015 DEFINIÇÃO: A NBR 11768 de Cimento Portland define os aditivos como produtos que adicionados em pequena quantidade a concretos de

Leia mais

Aditivos. Disciplina: Materiais de Construção Civil: Concreto. Curso: Engenharia Civil Período: Noturno Prof. Thiago Dias do Espírito Santo

Aditivos. Disciplina: Materiais de Construção Civil: Concreto. Curso: Engenharia Civil Período: Noturno Prof. Thiago Dias do Espírito Santo Unida Ensino 3: Aditivos Disciplina: Materiais Construção Civil: Concreto Curso: Engenharia Civil Período: Noturno 2016.2 Prof. Thiago Dias do Espírito Santo Definição e uso Produtos adicionados em pequenas

Leia mais

Projetores de Argamassa ANVI. Maior Produtividade e Qualidade na sua Obra. Misturadores e Projetores de Argamassa FABRICADO NO BRASIL

Projetores de Argamassa ANVI. Maior Produtividade e Qualidade na sua Obra. Misturadores e Projetores de Argamassa FABRICADO NO BRASIL Projetores de Argamassa Maior Produtividade e Qualidade na sua Obra FABRICADO NO BRASIL Misturadores e Projetores de Argamassa Solução na medida para a exigência do mercado A utilização dos sistemas mecanizados

Leia mais

TECNOLOGIA EM CONCRETOS ESPECIAIS

TECNOLOGIA EM CONCRETOS ESPECIAIS TECNOLOGIA EM CONCRETOS ESPECIAIS Renato Vitti Coordenador Técnico DTM.. Somos parte do Grupo Votorantim Um dos maiores grupos de negócios do Brasil VID - Votorantim Industrial VF - Votorantim Finanças

Leia mais

Substrato utilizado: Alvenaria de blocos cerâmicos ranhurados, conforme Figura 01. Não houve regularização do substrato com aplicação de chapisco.

Substrato utilizado: Alvenaria de blocos cerâmicos ranhurados, conforme Figura 01. Não houve regularização do substrato com aplicação de chapisco. LABORATÓRIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL LMCC ENDEREÇO: Cidade Universitária Camobi, Santa Maria/RS CEP 97105 900 TELEFONE: (55) 220 8608 (Fax) Direção 220 8313 Secretaria 220 8468 Ensaios E-MAIL:

Leia mais

Terminologia de Argamassas VIII SBTA / Curitiba PR / 19 a 22 de maio de 2009

Terminologia de Argamassas VIII SBTA / Curitiba PR / 19 a 22 de maio de 2009 1 GT-Argamassas / ANTAC Terminologia de Argamassas VIII SBTA / Curitiba PR / 19 a 22 de maio de 2009 Organização: Prof. Luís Carlos Bonin - UFRGS Sumário Glossário de termos técnicos relacionados com argamassas...

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS DOS ESTADOS DO PARANÁ E SANTA CATARINA SEGUNDO A NBR 13281/2005

CARACTERIZAÇÃO DE ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS DOS ESTADOS DO PARANÁ E SANTA CATARINA SEGUNDO A NBR 13281/2005 CARACTERIZAÇÃO DE ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS DOS ESTADOS DO PARANÁ E SANTA CATARINA SEGUNDO A NBR 13281/2005 Narciso Gonçalves da Silva (1), Marienne do Rocio de Mello Maron da Costa (2), Rodrigo Kanning

Leia mais

TABELA DE ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAL 01/09/2009

TABELA DE ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAL 01/09/2009 MATERIAL AÇO EM BARRAS PARA ARMADURAS DE CONCRETO AÇO CORTADO E DOBRADO AREIA ARGAMASSA COLANTE INDUSTRIALIZADA (CIMENTO COLA) ARGAMASSA INDUSTRIALIZADA BATENTE DE AÇO E ALUMÍNIO BATENTE DE MADEIRA BLOCO

Leia mais

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA INSTALAÇÃO DE REGISTROS LOTE 2

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA INSTALAÇÃO DE REGISTROS LOTE 2 SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA INSTALAÇÃO DE REGISTROS LOTE 2 Versão: 003 Vigência: 12/2014 GRUPO INSTALAÇÕES DE REGISTROS

Leia mais

Disciplina: Materiais de Construção Civil I. Carga horária: 80 h/a Período: 2º

Disciplina: Materiais de Construção Civil I. Carga horária: 80 h/a Período: 2º Disciplina: Materiais de Construção Civil I Ano letivo: Carga horária: 80 h/a Período: 2º Pré-requisito: ------ EMENTA Origem dos materiais utilizados na construção civil, suas propriedades físico-químicas,

Leia mais

PERFIS DE DESEMPENHO E QUALIDADE PARA AS ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO ESTABILIZADAS. Prof Elton Bauer UnB Dezembro/2014

PERFIS DE DESEMPENHO E QUALIDADE PARA AS ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO ESTABILIZADAS. Prof Elton Bauer UnB Dezembro/2014 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UnB FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTRUTURAS E CONSTRUÇÃO CIVIL PECC PRÊMIO CBIC DE INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

Leia mais

CIMENTOS. Prensas para ensaios de Compressão/Tração na flexão

CIMENTOS. Prensas para ensaios de Compressão/Tração na flexão Prensas para ensaios de Compressão/Tração na flexão DISCOS DE NEOPRENE PARA FACEADOR ELASTOMÉRICO (ARGAMASSA) ASTM C 1231 Standard Practice for Use of Unbonded Caps in Determination of Compressive Strength

Leia mais

ANÁLISE QUÍMICA DO FILITO

ANÁLISE QUÍMICA DO FILITO ANÁLISE QUÍMICA DO FILITO SILÍNDRICO...45,00 ALUMÍNIO...33,10 TITÂNIO...1,00 FERRO...2,00 CÁLCIO...0,10 MAGNÉSIO...2,20 SÓDIO...0,70 POTÁSSIO...11,20 PERDA AO FOGO... 5,30 TOTAL...100,60 NATUREZA DO TRABALHO

Leia mais

b. Referencias bibliográficas, endereço da página.

b. Referencias bibliográficas, endereço da página. Roteiro para Apresentação de Questões Orientações: 1. Cada grupo (e cada integrante do grupo) será responsável em pesquisar, responder e apresentar as questões (mostradas a seguir para cada grupo), bem

Leia mais

Ferramenta de viabilidade Composição de custos e estimativa de prazo do revestimento de argamassa.

Ferramenta de viabilidade Composição de custos e estimativa de prazo do revestimento de argamassa. Ferramenta de viabilidade Composição de custos e estimativa de prazo do revestimento de argamassa. NAKAKURA, Elza; VIEIRA, Glécia. Ferramenta de Viabilidade (App). Pocket book. 1.ed. São Paulo, 2015. 28p.

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL ESTUDO COMPARATIVO ENTRE AS ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO EXTERNO: PREPARADA EM OBRA, INDUSTRIALIZADA FORNECIDA EM SACOS, E ESTABILIZADA

Leia mais

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5 Criado: 11/08/2016 Atualizado: 03/04/ PRODUTO: Arga Plus Externa AC III (Arga Plus ACIII)

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5 Criado: 11/08/2016 Atualizado: 03/04/ PRODUTO: Arga Plus Externa AC III (Arga Plus ACIII) Rev.: 02 Pág.: 1/5 1. PRODUTO: Arga Plus Externa AC III (Arga Plus ACIII) 2. DESCRIÇÃO: A Arga Plus Externa é uma argamassa colante tipo AC III para assentamentos especiais que exigem alta flexibilidade

Leia mais

Argamassa TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES ARGAMASSA. Elizeth Neves Cardoso Soares 2016

Argamassa TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES ARGAMASSA. Elizeth Neves Cardoso Soares 2016 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES ARGAMASSA Elizeth Neves Cardoso Soares 2016 Definições Pastas Resulta das reações químicas do cimento com a água. Quando há água em excesso, denomina-se nata. Argamassa São misturas

Leia mais

PISO EM CONCRETO ARMADO COM TELA E JUNTAS DE DILATAÇÃO (ESP=10CM) - FCK=>20MPa

PISO EM CONCRETO ARMADO COM TELA E JUNTAS DE DILATAÇÃO (ESP=10CM) - FCK=>20MPa CPU 01 SINAPI 88245 ARMADOR COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,02 15,05 0,30 SINAPI 88309 PEDREIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,26 15,05 3,91 SINAPI 88316 SERVENTE COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,94 11,25

Leia mais

Técnicas de Construção Civil 3 Revestimento Interno e Externo

Técnicas de Construção Civil 3 Revestimento Interno e Externo Curso Técnico em Edificações Disciplina Técnicas de Construção Civil 3 Revestimento Interno e Externo Docente: Profa. Priscila B. Alves TCCC3 O que é? Pra que serve? Quais os tipos? Introdução Nada mais

Leia mais

PROJETO E EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS CERÂMICOS

PROJETO E EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS CERÂMICOS Fundação Carmelitana Mário Palmério Materiais de Construção Civil PROJETO E EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS CERÂMICOS Professor: Yuri Cardoso Mendes Revestimentos cerâmicos Para realizar um bom projeto de revestimento

Leia mais

Fundação Carmel itana Mário Pal mério MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL II LABORATÓRIO 04. Professor: Yuri Cardoso Mendes

Fundação Carmel itana Mário Pal mério MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL II LABORATÓRIO 04. Professor: Yuri Cardoso Mendes Fundação Carmel itana Mário Pal mério MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL II LABORATÓRIO 04 Professor: Yuri Cardoso Mendes ESTUDO DE DOSAGEM Nesta aula prática será feita a determinação da dosagem do concreto

Leia mais

IPEN-CNEN/SP Biblioteca Terezine Arantes Ferraz Normas incorporadas ao catálogo março 2017

IPEN-CNEN/SP Biblioteca Terezine Arantes Ferraz Normas incorporadas ao catálogo março 2017 IPEN-CNEN/SP Biblioteca Terezine Arantes Ferraz Normas incorporadas ao catálogo março 2017 ABNT ISO TR 14049 2014 Gestão ambiental: avaliação do ciclo de vida; exemplos ilustrativos de como aplicar a ABNT

Leia mais

PAREDES E LAJES DE CONCRETO

PAREDES E LAJES DE CONCRETO SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA PAREDES E LAJES DE CONCRETO ARMAÇÃO, CONCRETAGEM, ESTUCAMENTO e FORMAS LOTE 1 Versão: 002

Leia mais

CONCRETO. FMC Profª Bárbara Silvéria

CONCRETO. FMC Profª Bárbara Silvéria CONCRETO FMC Profª Bárbara Silvéria Concreto - conceito O concreto é um material de construção resultante da mistura de aglomerante, agregados e água, formando um bloco monolítico; Concreto conceito A

Leia mais

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5. Criado: 11/08/2016. Atualizado: 05/06/ PRODUTO: Multi Porcelanato Interno

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5. Criado: 11/08/2016. Atualizado: 05/06/ PRODUTO: Multi Porcelanato Interno Rev.: 02 Pág.: 1/5 1. PRODUTO: Multi Porcelanato Interno 2. DESCRIÇÃO: A Multi Porcelanato Interno é uma argamassa colante especial para assentamento de peças cerâmicas tipo porcelanato em áreas internas.

Leia mais

Pasta e argamassa de cimento Portland para recuperação estrutural

Pasta e argamassa de cimento Portland para recuperação estrutural TEMA 3 Caracterização de materiais Pasta e argamassa de cimento Portland para recuperação estrutural Profa. Dra. Sandra Maria de Lima 1,a, Graduanda Tecgo Controle de Obras Rafaela Tyeme Moreira Tatsuno

Leia mais

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco DISCIPLINA. Construção Civil II

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco DISCIPLINA. Construção Civil II Curso: Engenharia Civil Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco DISCIPLINA Construção Civil II Aula 01 Vedações verticais Alvenaria de vedação e Gesso acartonado Prof. Dr. Alberto Casado

Leia mais

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5. Criado: 11/08/2016. Atualizado: 03/04/ PRODUTO: Arga Cozinhas e Banheiros

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5. Criado: 11/08/2016. Atualizado: 03/04/ PRODUTO: Arga Cozinhas e Banheiros Rev.: 02 Pág.: 1/5 1. PRODUTO: Arga Cozinhas e Banheiros 2. DESCRIÇÃO: A Arga Cozinhas e Banheiros é uma argamassa colante especial para assentamento de placas cerâmicas em áreas internas, com ação hidro-repelente

Leia mais

rejuntamento flexível

rejuntamento flexível 01 Descrição: O votomassa é uma argamassa a base de cimento Portland indicado para rejuntar revestimentos cerâmicos, em pisos e paredes, com juntas de 2 a 10 mm em áreas internas e externas. 02 Classificação

Leia mais

Produtividade, Economia e Facilidade de Aplicação.

Produtividade, Economia e Facilidade de Aplicação. Produtividade, Economia e Facilidade de Aplicação. Artos Expansões é representante oficial da Usina Fortaleza em Santa Catarina Contato: Fabiano Palmieri & Marcelo Palmieri 48 9908-8040 48 8866-6228 fabiano.palmieri@gmail.com

Leia mais

PRODUÇÃO DE CONCRETO DE ALTA RESISTÊNCIA (CAR) A PARTIR DE SEIXO DE RIO, COMO AGREGADO GRAÚDO, E A ADIÇÃO DE SÍLICA ATIVA

PRODUÇÃO DE CONCRETO DE ALTA RESISTÊNCIA (CAR) A PARTIR DE SEIXO DE RIO, COMO AGREGADO GRAÚDO, E A ADIÇÃO DE SÍLICA ATIVA PRODUÇÃO DE CONCRETO DE ALTA RESISTÊNCIA (CAR) A PARTIR DE SEIXO DE RIO, COMO AGREGADO GRAÚDO, E A ADIÇÃO DE SÍLICA ATIVA INTRODUÇÃO Laerte Melo Barros 1, Carlos Benedito Santana da Silva Soares 2 Thiago

Leia mais