Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016"

Transcrição

1 Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA

2 ÍNDICE Imposto de Renda Obrigatoriedade de entrega da declaração Orientações gerais Formas de entrega Multa pelo atraso na entrega Imposto a pagar ou a restituir Antecipe sua restituição ou pague seu Imposto de Renda com a Unicred Atualização Cadastral Unicred Precaver a Previdência Privada da Unicred com benefícios fiscais

3 Imposto de Renda 2016 Mal o contribuinte começou a pagar o IPVA e o IPTU, já deve se preparar para declarar o Imposto de Renda. A partir do próximo dia 1º de março, tem início o acerto com o Leão. Deixar para organizar a papelada na véspera do envio pode ser sinônimo de muita dor de cabeça para o contribuinte. Pensando nisso, publicamos o Guia IR Unicred 2016, cujo objetivo é auxiliar você, cooperado, no preenchimento da sua Declaração de Imposto de Renda. O prazo para a entrega da Declaração é de 01/03 a 29/ Importante: Prazo para a guarda de documentos: os documentos referentes à sua Declaração de IR 2016 devem ser guardados pelo prazo de cinco anos, ou seja, até 31/12/2021. Consulte sempre o Manual de Preenchimento da Receita Federal. Se houver alguma diferença em relação às informações constantes neste Guia, sempre deverá ser considerada a regra da Receita Federal. A Medida Provisória 670/2015 (D.O.U. de 11/03/2015) modificou os limites da Tabela Progressiva Mensal aplicável a partir do ano-calendário de 2015, passando a ser: Base se Cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a Deduzir do Imposto (R$) Até 1.903,98 Isento - De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80 De 2.826,66 até 3.751, ,80 De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13 Acima de 4.664,68 27,5 869,36 Fonte: site da Receita Federal do Brasil (www.receita.fazenda.gov.br). O desconto simplificado (20%) passou para R$ ,34. O desconto por dependente passou para R$ 2.275,08. O valor da despesa com instrução passou a ser de até R$ 3.561,50. 3

4 Obrigatoriedade de entrega da Declaração É obrigatória a entrega da Declaração pelo contribuinte que tenha: Rendimentos tributáveis (ex. salário, aposentadoria, aluguéis etc) sujeitos ao ajuste na Declaração, cuja soma foi superior a R$ ,91. Recebido rendimentos isentos (juros de poupança, FGTS), não tributáveis (seguro de veículo roubado/furtado, indenização em PDV) ou tributados exclusivamente na fonte (13º salário, ganhos com aplicação financeira, prêmios de loterias), cuja soma foi superior a R$ ,00*. Obtido, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens de direito sujeito à incidência de imposto ou realizado operações em bolsas de valores de mercadorias, de futuros e assemelhados na Declaração, cuja soma foi superior a R$ ,91. Relativamente à atividade rural obtido receita bruta superior a R$ ,55* ou que pretenda compensar, no ano-calendário de 2015 ou posteriores, prejuízos de anos-calendários anteriores ou do próprio ano-calendário de Tido posse ou propriedade de bens ou direitos (em 31/12/2015) de imóveis, terrenos e veículos superiores a R$ ,00*. Passado à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de Vendido imóvel residencial em que houve opção pela isenção de IR sobre o ganho de capital, cujo produto foi utilizado para a aquisição de outro imóvel residencial no prazo de 180 dias (conforme art. 39 da Lei nº /05). *Valores ainda não definidos pela Receita Federal 4

5 Orientações gerais Cooperado, você pode consultar o seu Informe de Rendimento a qualquer momento pela Internet, basta acessar o Internet Banking Unicred. Identificação da fonte pagadora Cada fonte pagadora deverá ser relacionada separadamente, tanto na modalidade de declaração completa quanto na simplificada. Dedução da contribuição à previdência de empregado doméstico Desde que obedecidos os demais requisitos legais, pode ser feita a dedução da contribuição patronal à Previdência Social paga pelo empregador, referente ao empregado doméstico, obedecendo ao limite de um empregado doméstico por declaração, calculado sobre um salário mínimo mensal, 13º salário e remuneração adicional de férias. O valor limite de abatimento é de R$ 1.182,20. É importante ressaltar que o desconto só poderá ser utilizado pelos contribuintes que fazem a declaração pelo modelo completo. Dependentes O contribuinte deverá informar obrigatoriamente na declaração o número do CPF de seus dependentes maiores de 18 anos. A Declaração de Isento não é mais obrigatória para nenhum dependente. 5

6 Formas de entrega A Declaração de Ajuste Anual deve ser apresentada no período de 01/03/2016 a 29/04/2016: Pela internet, no site onde você acessa o Programa Gerador da Declaração (Receitanet 2016) entrega a partir de 01/03/2016 até as 23h59min59s do dia 29/04/2016. Deverá transmitir a declaração com a utilização de certificado digital o contribuinte que se enquadrou, no ano-calendário de 2015, em pelo menos uma das seguintes situações: I recebeu rendimentos: a) tributáveis sujeitos ao ajuste anual, cuja soma foi superior a R$ ,00* (dez milhões de reais); b) isentos e não tributáveis, cuja soma foi superior a R$ ,00* (dez milhões de reais); c) tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ ,00* (dez milhões de reais). II realizou pagamentos de rendimentos a pessoas jurídicas, quando constituam dedução na declaração, ou a pessoas físicas, quando constituam, ou não, dedução na declaração, cuja soma foi superior a R$ ,00* (dez milhões de reais), em cada caso ou no total. *Valores ainda não confirmados pela Receita Federal 6

7 Multa pelo atraso na entrega A entrega da Declaração de Ajuste Anual após o prazo, quando obrigatória, sujeita o contribuinte à multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido nela apurado, ainda que integralmente pago. Tal multa tem como valor mínimo R$ 165,74 e como valor máximo 20% do IR devido. O valor mínimo da multa aplica-se inclusive a todos os declarantes com ou sem imposto a pagar, podendo ser deduzido do valor a ser restituído. Imposto a pagar ou a restituir Os valores de imposto a pagar ou a restituir serão corrigidos por juros mensais (taxa Selic), calculados a partir de 29/04/2016 até o mês anterior ao mês de pagamento, acrescidos de 1% no mês do pagamento. Estima-se que o primeiro lote de restituição seja disponibilizado em meados de junho. No entanto, o cronograma de restituição deve ser publicado pela Receita Federal. Caso haja imposto a pagar, a primeira cota ou cota única deverá ser paga até 29/04/2016. O parcelamento do imposto poderá ser feito em até oito cotas* mensais, com vencimento no último dia útil de cada mês, observando o seguinte: Nenhuma cota deve ser inferior a R$ 50,00*; O imposto de valor total inferior a R$ 100,00* deve ser pago em uma única cota. *Valores ainda não confirmados pela Receita Federal Indique sua conta da Unicred para crédito de sua restituição de Imposto de Renda. UNICRED 136 AGÊNCIA XXXX CONTA CORRENTE XXXXXX - X Importante: a 1ª cota de IR a pagar poderá ser agendada se a declaração for entregue até 31/3/2016. Após essa data, deverá ser paga por meio de Darf até 29/4/

8 Antecipe sua restituição ou pague seu Imposto de Renda com a Unicred A Unicred disponibiliza para seus cooperados uma linha de crédito para pagamento e antecipação da restituição do Imposto de Renda. Para usufruir essa conveniência, indique a sua conta da Unicred para crédito de sua restituição deste ano. Confira as vantagens: O valor antecipado é depositado diretamente na conta corrente indicada. O crédito poderá ser utilizado como você quiser, sem necessidade de comprovar o seu destino. Para sua comodidade, na data de recebimento da restituição, o débito acontecerá automaticamente em sua conta corrente, em uma única parcela. 1. Sujeito a análise de crédito 2. No ato da contratação, deverá ser apresentado o recibo de entrega, contendo banco, agência e conta corrente para crédito. 3. Se a restituição não ocorrer em um dos lotes programados, será estabelecida uma data-limite. 8

9 Atualização Cadastral Unicred É recomendável a atualização frequente do cadastro, tanto para a obtenção de crédito quanto nos momentos de transmissão de mensagens ou orientações junto a sua agência Unicred. Mantê-lo atualizado garante que possamos contatá-lo e assessorá-lo sempre que necessário. E mais: com seus dados atualizados, a comunicação e o atendimento da Unicred ficam mais ágeis e eficientes. Além disso, aumenta a sua segurança e a rentabilidade, já que podemos oferecer produtos ideais para as suas necessidades. Benefícios: Aprimorar o seu relacionamento com a Unicred Obter sempre os serviços de maior qualidade Agilizar processos Facilitar a comunicação Veja como é simples: Entregue os documentos necessários*, incluindo a Declaração do IR, na sua agência Atualize as informações cadastrais e cartão de assinatura Pronto! Seu cadastro está concluído. * Documentos necessários: Identidade, CPF, Carteira Profissional, Certidão de Casamento, Comprovantes de Residência e de Renda (IR ou os três últimos contra-cheques). 9

10 Precaver a Previdência Privada da Unicred com benefícios fiscais Ainda de olho no leão do Imposto de Renda, que tal aproveitar esse período para investir no Precaver, a previdência privada da Unicred? O Plano Precaver reúne diversos diferenciais proporcionados pelo Sistema Unicred, que o torna mais vantajoso para os participantes que os planos comuns de previdência. Por isso, foi considerado pela Secretaria de Previdência Complementar como um modelo a ser seguido por outras associações de classe. Uma das vantagens é a dedução do valor das contribuições efetuadas como benefício fiscal, em sua declaração do próximo ano. O Plano Precaver permite ao cooperado a Dedução das contribuições realizadas, Previdência e Risco, até 12% da Renda Bruta Anual. Benefícios e Diferenciais: SEGURANÇA Como prevê a legislação para todo Plano de Previdência Complementar Fechado, o patrimônio das contas individuais do PRECAVER está segregado do patrimônio da Quanta Previdência Unicred, bem como do Patrimônio da Singular Unicred Instituidora. GANHOS DE ESCALA A união de recursos permite compra em ativos e aplicação em fundos com maior retorno do investimento, o que não é tão acessível ao aplicador individual. Além disso, por não ter finalidade lucrativa, o Precaver repassa 100% da rentabilidade líquida durante toda fase de contribuição e recebimento, diferente da Previdência Aberta. FIDELIZAÇÃO A Previdência Complementar é um investimento orientado para 10 anos, no mínimo. Portanto, o Precaver é um contrato de confiança do associado e sua família com o Sistema Unicred, o que fortalece a cooperação ao longo do tempo. CUSTOS MENORES A Previdência Associativa oferece as MENORES TAXAS de administração e gestão dos recursos, pois sua finalidade é social e não lucrativa. CONTAS INDIVIDUAIS DE PREVIDÊNCIA A Previdência Associativa é estruturada em contas individuais de previdência, por uma obrigatoriedade da Lei (LC 109/2001). Assim, cada cooperado ou seus beneficiários recebem tudo o que foi poupado. Esta estrutura oferece preservação de capital acumulado, pois ninguém se beneficia da poupança de outro, como nos Fundos Coletivos (Previdência Aberta). BENEFÍCIO FISCAL A Previdência Associativa desfruta dos mesmos ATRATIVOS FISCAIS que a Previdência Aberta, possibilitando a dedução de Imposto de Renda na fase de acumulação, isenção de Imposto de Renda nas aplicações e opção de alíquota progressiva ou regressiva para a fase de recebimento. 10

Guia Sicoob UniMais do Imposto de Renda 2017

Guia Sicoob UniMais do Imposto de Renda 2017 Guia Sicoob UniMais do Imposto de Renda 2017 Índice Imposto de Renda 2017... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração.... 04 Orientações gerais... 05 Formas de entrega... 06 Multa pelo atraso na entrega...

Leia mais

Previdencia PREVIDÊNCIA

Previdencia PREVIDÊNCIA Cartilha 2 Previdencia PREVIDÊNCIA 3 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes dos planos de previdência complementar: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2017 ESSE MANUAL FOI DESENVOLVIDO PELO PORTO SEGURO PREVIDÊNCIA PARA AJUDAR NO PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2017,

Leia mais

IRPF Imposto sobre a Renda da Pessoa Física. Leonardo Ribeiro

IRPF Imposto sobre a Renda da Pessoa Física. Leonardo Ribeiro IRPF 2016 Imposto sobre a Renda da Pessoa Física Leonardo Ribeiro Sumário Capítulo 1. Obrigatoriedade...3 Capítulo 2. Tabela IRPF 2016... 7 Capítulo 3. Documentação necessária...9 Capítulo 4. Documentação

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE IR PREVIDÊNCIA

GUIA PARA ELABORAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE IR PREVIDÊNCIA Enviamos a todos os clientes que tenham realizado no ano-calendário de 2015 contribuições para o plano de previdência, resgates ou recebido renda de aposentadoria, o INFORME DE RENDIMENTO FINANCEIRO E

Leia mais

CIRCULAR Nº 11/2017 São Paulo, 22 de fevereiro de IRPF 2017 Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda

CIRCULAR Nº 11/2017 São Paulo, 22 de fevereiro de IRPF 2017 Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda CIRCULAR Nº 11/2017 São Paulo, 22 de fevereiro de 2017. IRPF 2017 Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda Pessoa Física Ano-Base 2016 Prezado Cliente, No dia 20 de fevereiro de 2017 a Receita

Leia mais

Guia Personnalité IR 2011

Guia Personnalité IR 2011 Guia Personnalité IR 2011 Índice Imposto de Renda 2011... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

IRPF 2013 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2013 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 10/2013 São Paulo, 21 de Fevereiro de 2013. IRPF 2013 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2012 Prezado cliente, No dia 19 de Fevereiro de 2013 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem:

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem: 2 1 3 4 2 PGBL ou VGBL? O plano PGBL, dentre outras, tem a vantagem do benefício fiscal, que é dado a quem tem renda tributável, contribui para INSS (ou regime próprio ou já aposentado) e declara no modelo

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS Esta cartilha traz informações e dicas, de forma simples e clara, para que você conheça as vantagens que o seu plano de previdência oferece. Leia com atenção e comece a

Leia mais

Declaração do Imposto de Renda 2016

Declaração do Imposto de Renda 2016 Declaração do Imposto de Renda 2016 Índice Download do programa e telas iniciais Iden ficação do contribuinte Dependentes Alimentandos Rendimentos Imposto pago/re do (e imposto no exterior) Pagamentos

Leia mais

Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2017

Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2017 Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2017 SEJA BEM-VINDO! Esta Cartilha traz informações para você, que possui um plano de previdência, preencher corretamente a sua Declaração Anual

Leia mais

Atualização automática do programa Entrega sem necessidade de instalação do Receitanet Recuperação de nomes Rendimentos isentos e não tributáveis

Atualização automática do programa Entrega sem necessidade de instalação do Receitanet Recuperação de nomes Rendimentos isentos e não tributáveis Atualização automática do programa Entrega sem necessidade de instalação do Receitanet Recuperação de nomes Rendimentos isentos e não tributáveis Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011 DOU de 8.2.2011 Dispõe sobre a apuração e tributação de rendimentos recebidos acumuladamente de que trata o art. 12-A da Lei nº 7.713, de 22

Leia mais

EVOLUÇÃO DA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO SOBRE A RENDA DA PESSOA FÍSICA. Seminário Nacional do Programa do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física

EVOLUÇÃO DA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO SOBRE A RENDA DA PESSOA FÍSICA. Seminário Nacional do Programa do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física EVOLUÇÃO DA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO SOBRE A RENDA DA PESSOA FÍSICA Seminário Nacional do Programa do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física Restrições ao uso e o fim da Declaração simplificada on-line Por

Leia mais

DECLARAÇÃO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA WOS ASSESSORIA CONTÁBIL E RH LTDA

DECLARAÇÃO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA WOS ASSESSORIA CONTÁBIL E RH LTDA DECLARAÇÃO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA - 2017 Declaração - Obrigatoriedade de Apresentação Critérios Condições Renda - recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma anual

Leia mais

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - O que são os FUNDOS DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE? São recursos públicos mantidos em contas bancárias específicas. Essas contas têm a finalidade de receber repasses orçamentários e depósitos

Leia mais

LEI 8.849, DE 28 DE JANEIRO DE 1994

LEI 8.849, DE 28 DE JANEIRO DE 1994 LEI 8.849, DE 28 DE JANEIRO DE 1994 Altera a legislação do Imposto sobre a Renda e proventos de qualquer natureza, e dá outras providências. Faço saber que o presidente da República adotou a Medida Provisória

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 ANO BASE 2014

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 ANO BASE 2014 Organização Contábil CARIVAN Ltda. DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 ANO BASE 2014 Advocacia Dr. Carlos Manuel de Jesus Dias Dr. Helder de Jesus Dias DIRPF - EXERCÍCIO DE 2015 ANO BASE 2014 Quem está

Leia mais

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL.

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL. Previdência Privada Modalidades de Previdência Privada Aberta 1) FAPI Fundo de Aposentadoria Programada Individual Inspirado no IRA Individual Retirement Account, dos Estados Unidos, onde o contribuinte

Leia mais

SOBRE A DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2017

SOBRE A DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2017 ê SOBRE A DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2017 Introdução 03 O que é a Declaração de Imposto de Renda 05 Obrigatoriedade da Entrega 07 Prazo de Entrega da Declaração de Imposto de Renda 10 Dependentes 12

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: ORDALINO DE SOUZA E SILVA Data de Nascimento: 10/07/1940 Título Eleitoral: 0088295710116 Houve mudança de endereço? Não Um dos declarantes é pessoa com doença grave

Leia mais

Imposto de Renda e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2017/2016. Luciana Pantaroto, CFP 21/03/2017

Imposto de Renda e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2017/2016. Luciana Pantaroto, CFP 21/03/2017 Imposto de Renda e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2017/2016 Luciana Pantaroto, CFP 21/03/2017 Declaração de ajuste anual 2017/2016 Informações gerais Quem está obrigado a entregar? Quem

Leia mais

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar Plano CV Prevdata Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar A entidade Nossos números Patrimônio de R$ 1,1 bilhão (dez/2016) 2 planos de benefícios e plano de gestão administrativa 36

Leia mais

Declaração de Ajuste Anual Pessoa física 2008 ano calendário 2007

Declaração de Ajuste Anual Pessoa física 2008 ano calendário 2007 CURSO: IMPOSTO DE RENDA PESSOA FISICA INSTRUTORES: EDUARDO CAIO SAMPAIO CARVALHO E MARIA DO SOCORRO MACIEL ARRAES PRINCIPAIS NOVIDADES Declaração de Ajuste Anual Pessoa física 2008 ano calendário 2007

Leia mais

Este ano será possível fazer a declaração no modo online através do e-cac Fatos Relevantes:

Este ano será possível fazer a declaração no modo online através do e-cac Fatos Relevantes: Este ano será possível fazer a declaração no modo online através do ecac Fatos Relevantes: 1) Caso seu interesse seja Publicar no DIÁRIO OFICIAL do MUNICÍPIO do RJ Rio de Janeiro, CLIQUE AQUI 2) Caso seu

Leia mais

Cartilha do Plano PrevSIAS

Cartilha do Plano PrevSIAS Sociedade Ibgeana de Assistência e Seguridade Cartilha do Plano PrevSIAS Plano de Aposentadoria SIAS Instituidor Associação dos Funcionários da SIAS - AFUSI JULHO DE 2013 MENSAGEM DA SIAS Prezado(a) Sr(a).,

Leia mais

GUIA IRPF 2017 Orientações Gerais

GUIA IRPF 2017 Orientações Gerais GUIA IRPF 2017 Orientações Gerais Imposto de Renda 2017 2 ÍNDICE 1 Obrigatoriedade de Entrega 6 2 Formas de Entrega 8 3 Multa por Atraso na Entrega 10 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros

Leia mais

Boletim Mensal - Dezembro/2015

Boletim Mensal - Dezembro/2015 Boletim Mensal - Dezembro/2015 Fiscal Contábil RH Notícias Calendário Obrigações Fiscal Receita abre consulta ao último lote de restituição do IR. Para fazer a consulta, o contribuinte deve acessar a página

Leia mais

Imposto de Renda da Pessoa Física - IRPF

Imposto de Renda da Pessoa Física - IRPF com Lázaro Rosa da Silva Imposto de Renda da Pessoa Física - IRPF Das 09h às 11h - Sede do Sindcont-SP 1. Como declarar Rendimento do processo da Justiça do Trabalho, verbas rescisórias com incidência

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física

Imposto de Renda Pessoa Física Imposto de Renda Pessoa Física 2017 Prezado Cliente, Chegou o momento de entregar a DIRPF (Declaração de Imposto sobre a Renda da Pessoa Física) 2017, referente ao ano-calendário 2016. A Princípio Contabilidade

Leia mais

esocial esocial Compartilhar informações integradas e atualizadas através de um único banco de dados entre os órgãos envolvidos;

esocial esocial Compartilhar informações integradas e atualizadas através de um único banco de dados entre os órgãos envolvidos; Ref.: nº 34/2013 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

CARTILHA DA PORTABILIDADE. - Visão Prev -

CARTILHA DA PORTABILIDADE. - Visão Prev - CARTILHA DA PORTABILIDADE - - CARTILHA DA PORTABILIDADE Tome uma decisão consciente entenda, conheça e analise todos os fatores envolvidos em um processo de portabilidade. Após o encerramento de seu vínculo

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 616, de 31 de janeiro de 2006

Instrução Normativa SRF nº 616, de 31 de janeiro de 2006 Instrução Normativa SRF nº 616, de 31 de janeiro de 2006 Dispõe sobre a apresentação da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda referente ao exercício de 2006, ano-calendário de 2005, pela pessoa

Leia mais

Palestra. IRPF - Malha Fina - Cuidados Especiais (Cruzamento de Informações Contábeis e Pessoa Física) Abril 2013. Elaborado por:

Palestra. IRPF - Malha Fina - Cuidados Especiais (Cruzamento de Informações Contábeis e Pessoa Física) Abril 2013. Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 1. Marco Legal Vigente Em 25 de março de 2011 o Governo Federal editou a MP 528 que foi convertida na Lei nº 12.469, de 26 de agosto

Leia mais

BEM-VINDOS NOÇÕES DE INVESTIMENTOS - TESOURO DIRETO

BEM-VINDOS NOÇÕES DE INVESTIMENTOS - TESOURO DIRETO BEM-VINDOS Palestra NOÇÕES DE INVESTIMENTOS - TESOURO DIRETO Realização 3ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO SEDEP - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL/PGR Semana ENEF ENEF - Estratégia

Leia mais

Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do seu Plano de Previdência.

Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do seu Plano de Previdência. Caso não tenha recebido o Informe, via correios, acesse os Serviços ao Cliente, clicando no menu ao lado. Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do

Leia mais

Cartilha de Tributação 2016

Cartilha de Tributação 2016 Cartilha de Tributação 2016 Como funciona o Imposto de Renda incidente sobre Planos de Previdência Complementar *? * Na modalidade de Contribuição Definida ou Variável Conforme a legislação tributária

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIO

CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIO CONCEITOS A função do Setor Pessoal e administrar a movimentação de pessoal entre empregador e empregado, preparar Folha de Pagamento, 13º salário, Férias - Rescisão do Contrato de Trabalho, Encargos Sociais.

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo ABBprev Sociedade de Previdência Privada Este material explicativo tem como objetivo fornecer informações sobre um dos benefícios que as patrocinadoras ABB Ltda e Cooperativa de Crédito

Leia mais

MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 1. CONSTITUÍDA NOS TERMOS DA LEI COMPLEMENTAR 109 DE 29.05.2001, SEM FINS LUCRATIVOS, COM AUTONOMIA ADMINISTRATIVA E PERSONALIDADE JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO.

Leia mais

FUNDAÇÃO TECHNOS. O presente para o seu futuro

FUNDAÇÃO TECHNOS. O presente para o seu futuro FUNDAÇÃO TECHNOS O presente para o seu futuro ASSUNTOS: - A Previdência no Brasil; - Organograma da Technos; - Vantagens para os funcionários; - Histórico de Rentabilidade; - Controle e Fiscalização; -

Leia mais

02 O que eu preciso fazer

02 O que eu preciso fazer 01 Quais são os documentos que necessito apresentar para requerer minha aposentadoria no FusanPrev e atualizar minha situação no SaneSaúde? Cópia simples dos seguintes documentos: - Identidade e CPF do

Leia mais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais ÍNDICE 1 Obrigatoriedade de entrega 4 2 Formas e prazo de entrega 5 3 Multa por atraso na entrega 8 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO 8

Leia mais

PASSO-A-PASSO ENTREGA DA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2017 MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

PASSO-A-PASSO ENTREGA DA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2017 MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL PASSO-A-PASSO ENTREGA DA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2017 MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL Atualização: Março/2017 Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física para o Microempreendedor Individual

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOAS JURÍDICAS PELO TITULAR

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOAS JURÍDICAS PELO TITULAR IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: CAMILA PAVAN Data de Nascimento: 01/08/1987 Título Eleitoral: 0019425001970 Houve mudança de endereço? Não Endereço: Rua MIGUEL DANHA Número: 2001 Complemento: Bairro/Distrito:

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDOS DA AÇÃO EDUCACIONAL CLARETIANA

EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDOS DA AÇÃO EDUCACIONAL CLARETIANA EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDOS DA AÇÃO EDUCACIONAL CLARETIANA CLARETIANO - FACULDADE / SÃO PAULO/SP EDITAL 2015 PERÍODOS LETIVOS: 1º E 2º SEMESTRES

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS E AUXÍLIOS

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS E AUXÍLIOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS E AUXÍLIOS DOCUMENTOS REFERENTES AO PERFIL DO ALUNO : Uma Foto 3x4 RG CPF Carteira de Trabalho Não serão aceitos documentos originais, somente CÓPIAS!

Leia mais

Planos individuais recebem maior volume de recursos: R$16,7 bilhões

Planos individuais recebem maior volume de recursos: R$16,7 bilhões Contribuições para planos abertos de caráter previdenciário chegam a R$ 19 bi no 3º trimestre, 49,98% maior que o registrado no mesmo período ano anterior Planos individuais recebem maior volume de recursos:

Leia mais

COTAS SOCIAIS REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO CONCURSO VESTIBULAR

COTAS SOCIAIS REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO CONCURSO VESTIBULAR COTAS SOCIAIS REGULAMENTO PARA REQUERIMENTO NAS COTAS SOCIAIS O sistema de Cotas Sociais, utilizados no Processo Seletivo da FAFIPA, é destinado a candidatos que tenham realizados seus estudos de ensino

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AVALIAÇÃO SOCIOECONOMICA. Leia com atenção todos os itens

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AVALIAÇÃO SOCIOECONOMICA. Leia com atenção todos os itens RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AVALIAÇÃO SOCIOECONOMICA Leia com atenção todos os itens A documentação a ser apresentada é referente ao estudante e a TODAS as pessoas relacionadas no Quadro de Composição Familiar

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2012 IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA A declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2012 apresenta algumas novidades, especialmente em relação ao Programa Gerador da Declaração, à possibilidade

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FIC REF DI LP EMPRESA 04.044.634/0001-05 Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FIC REF DI LP EMPRESA 04.044.634/0001-05 Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO REFERENCIADO DI LONGO PRAZO. As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES IBOVESPA PLUS 03.394.711/0001-86

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES IBOVESPA PLUS 03.394.711/0001-86 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES IBOVESPA PLUS 03.394.711/0001-86 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Folheto explicativo PLANO A

Folheto explicativo PLANO A Folheto explicativo PLANO A Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Você já parou para pensar que a vida está passando rápido demais? A gente sabe que ao longo dos anos muitas prioridades surgem

Leia mais

Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI

Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI Renda Fixa Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI O produto O Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) é um título que gera um direito de crédito ao

Leia mais

E-Financeira (IN RFB 1.571, de 02.07.15) 24.09.2015

E-Financeira (IN RFB 1.571, de 02.07.15) 24.09.2015 E-Financeira (IN RFB 1.571, de 02.07.15) 24.09.2015 e-financeira IN nº 1.571, de 02 de julho de 2015, dispõe sobre a prestação de informações relativas às operações financeiras de interesse da RFB pela

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação Manual do Aposentado e Pensionista Prev Plano de Benefícios da Empresa Brasil de Comunicação SUMÁRIO Qual é o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento das parcelas do

Leia mais

pela Receita Federal do Brasil. bem como os seus consultores contábeis, jurídicos e fiscais.

pela Receita Federal do Brasil. bem como os seus consultores contábeis, jurídicos e fiscais. guia irpf 2016 Esta Cartilha contém informações meramente sugestivas e visa fornecer aos Clientes Private orientações gerais para auxiliar no preenchimento da Declaração de Ajuste Anual da Pessoa Física

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 732, DE 2011

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 732, DE 2011 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 732, DE 2011 Altera o 2º do art. 4º da Lei nº 10.522, de 19 de julho de 2002, que dispõe sobre o cadastro informativo dos créditos não quitados de órgãos e entidades

Leia mais

CIRCULAR INFORMATIVA Nº 04-A Data: 24/02/2016 Assunto: Legislação Federal

CIRCULAR INFORMATIVA Nº 04-A Data: 24/02/2016 Assunto: Legislação Federal CIRCULAR INFORMATIVA Nº 04-A Data: 24/02/2016 Assunto: Legislação Federal DIRPF 2016 ANO-CALENDÁRIO 2015 A Secretaria da Receita Federal do Brasil (SRFB) publicou no Diário Oficial da União, na edição

Leia mais

Malha Fina - Saiba como saber se está e o que fazer

Malha Fina - Saiba como saber se está e o que fazer Malha Fina - Saiba como saber se está e o que fazer Enviado por DA REDAÇÃO 16-Jun-2014 PQN - O Portal da Comunicação O primeiro lote de restituição de Imposto de Renda Pessoa Física 2014 será pago para

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: Cristiane Foroni Barrionuevo Data de Nascimento: 17/01/1983 Título Eleitoral: 018509301945 Houve mudança de endereço? Não Um dos declarantes é pessoa com doença grave

Leia mais

Restrições de Investimento: -.

Restrições de Investimento: -. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O TOKYO-MITSUBISHI UFJ LEADER FI REF DI 00.875.318/0001-16 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o TOKYO-MITSUBISHI

Leia mais

Janeiro-Dezembro/2014

Janeiro-Dezembro/2014 IRRF - Décimo terceiro salário 2014 - Roteiro Aqui serão analisados os aspectos gerais relacionados à retenção do Imposto de Renda incidente no pagamento do décimo terceiro salário. Introdução Os rendimentos

Leia mais

UFRRJ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

UFRRJ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro UFRRJ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro SUPORTE AO CANDIDATO (A) LISTAGEM DE DOCUMENTOS SOLICITADOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR BRUTA MENSAL check list Esclarecemos que as instruções

Leia mais

Carnê leão Obrigatoriedade Pessoa Física

Carnê leão Obrigatoriedade Pessoa Física Carnê leão Obrigatoriedade Pessoa Física Se você é autônomo, ou recebe rendimentos vindos de pessoas físicas é fundamental se informar sobre o Carnê leão, um imposto mensal obrigatório extremamente importante.

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO. Professora: Renata Salles Mesquita

DIREITO PREVIDENCIÁRIO. Professora: Renata Salles Mesquita DIREITO PREVIDENCIÁRIO Professora: Renata Salles Mesquita EMPREGADO, TRABALHADOR AVULSO E EMPREGADO DOMÉSTICO: ESSES CONTRIBUEM COM UM PERCENTUAL SOBRE OS SEUS SALÁRIOS-DE-CONTRIBUIÇÃO, DEVENDO SER RESPEITADOS

Leia mais

QUADRO 3 Rendimentos Tributáveis, Deduções e Imposto Retido na Fonte

QUADRO 3 Rendimentos Tributáveis, Deduções e Imposto Retido na Fonte Entenda o Comprovante de Rendimentos dos Assistidos Para a Declaração do IRPF exercício 2017, ano-calendário 2016, a FAPES preparou um roteiro explicando os principais campos do Comprovante de Rendimentos

Leia mais

TURNOS. HUS35 Pedagogia - Licenciatura * Noturno 6 16 III 6 10 HUS16 Serviço Social - Bacharelado * Noturno 8 26 II 8 14 Sub-Total

TURNOS. HUS35 Pedagogia - Licenciatura * Noturno 6 16 III 6 10 HUS16 Serviço Social - Bacharelado * Noturno 8 26 II 8 14 Sub-Total ANEXO I RELAÇÃO DE CURSOS - CÓDIGOS, TURNOS, DURAÇÃO, TOTAL DE VAGAS PARA BOLSA 50% PROUNISA, LOCAIS DE FUNCIONAMENTO E PRAZO DE - OFERECIDOS NO PROCESSO SELETIVO PROUNISA 2012 - TURMAS DE JANEIRO. CURSOS

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2017 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 7 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

Instruções para utilização do FGTS para abatimento mensal nas prestações de seu contrato de financiamento (DAMP III)

Instruções para utilização do FGTS para abatimento mensal nas prestações de seu contrato de financiamento (DAMP III) Para utilizar os recursos de seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para abatimento mensal nas prestações de seu contrato de financiamento imobiliário, leia atentamente este passo a passo. Aqui

Leia mais

Edital PROAD Nº 01, de 18 de março de 2014

Edital PROAD Nº 01, de 18 de março de 2014 Edital PROAD Nº 01, de 18 de março de 2014 O REITOR DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU, no uso de suas atribuições e considerando o disposto no Art. 3º e no Art. 4º da Lei Ordinária do Município de Blumenau

Leia mais

Boletim Técnico esocial

Boletim Técnico esocial esocial Datasul Materiais (Tomadores de Serviço) Produto : Datasul 11.5.10 - MRE -Recebimento Projeto : DMAT001/IRM2047 Data da criação : 05/03/2014 Data da revisão : 07/03/14 País(es) : Brasil Banco(s)

Leia mais

MUDANÇAS NA TRIBUTAÇÃO DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS MP 206/04

MUDANÇAS NA TRIBUTAÇÃO DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS MP 206/04 MUDANÇAS NA TRIBUTAÇÃO DAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS MP 206/04 RENDA VARIÁVEL IR GANHO DE CAPITAL OS GANHOS LÍQUIDOS AUFERIDOS EM OPERAÇÕES REALIZADAS EM BOLSAS DE VALORES, DE MERCADORIAS E ASSEMELHADAS,

Leia mais

CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS DO CAMPUS MANAUS CENTRO 2º SEMESTRE 2015

CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS DO CAMPUS MANAUS CENTRO 2º SEMESTRE 2015 CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS DO CAMPUS MANAUS CENTRO 2º SEMESTRE 2015 EDITAL/CURSO/FORMA/MODALIDADE DATA HORÁRIO LOCAL EDITAL 05/2015 CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE 20,21 e 22 de JULHO (1ª Chamada) 8h às 17h SALA

Leia mais

EM QUE CONSISTE? QUAL A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL?

EM QUE CONSISTE? QUAL A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL? EM QUE CONSISTE? As entidades devedoras de pensões, com exceção das de alimentos, são obrigadas a reter o Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) no momento do seu pagamento ou colocação

Leia mais

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD APRESENTAÇÃO Esta cartilha tem o objetivo de informá-lo, de forma simples e precisa, sobre os principais pontos do Plano SERGUS de Benefícios na modalidade de Contribuição Definida (CD), baseado no seu

Leia mais

1. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

1. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 1.1. Depósitos à ordem 1. Comissão de gestão/manutenção de conta Conta NB 100% (clientes particulares residentes e não residentes, maiores de 18 anos). Conta NB 100% 55+ (clientes particulares residentes

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES SELECTION 03.660.879/0001-96. Informações referentes a Abril de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES SELECTION 03.660.879/0001-96. Informações referentes a Abril de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES SELECTION 03.660.879/0001-96 Informações referentes a Abril de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

2.2 Além da comprovação da situação de moradia do grupo familiar, os (as) discentes que não residem com o grupo familiar devem apresentar.

2.2 Além da comprovação da situação de moradia do grupo familiar, os (as) discentes que não residem com o grupo familiar devem apresentar. ANEXO II RELAÇÃO DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS 1. DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO (A) DISCENTE E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR 1.1. Documento de identidade RG (para maiores de 18 anos). 1.2. Cadastro de Pessoa

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O AGORA BOLSA FIC DE FIA 08.909.429/0001-08. Informações referentes a Abril de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O AGORA BOLSA FIC DE FIA 08.909.429/0001-08. Informações referentes a Abril de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O AGORA BOLSA FIC DE FIA 08.909.429/0001-08 Informações referentes a Abril de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o ÁGORA BOLSA FUNDO

Leia mais

Manual de Processamento da DIRF

Manual de Processamento da DIRF Manual de Processamento da DIRF Pág. 1/29 Informações Importantes:...2 1. Geração dos dados da DIRF e Informe de Rendimentos...4 1.1. Filtro de Funcionários (Selecionar Autônomos)...5 1.2. Fato gerador

Leia mais

Lâmina de Informações Essenciais do. Título Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Título FIM-LP) CNPJ/MF:

Lâmina de Informações Essenciais do. Título Fundo de Investimento Multimercado Longo Prazo (Título FIM-LP) CNPJ/MF: Lâmina de Informações Essenciais do Informações referentes à Janeiro de 2017 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o TÍTULO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO - LONGO PRAZO (Título

Leia mais

-Folha de Pagamento - MANAD: Manual de Arquivos Digitais - GFIP - HomologNet

-Folha de Pagamento - MANAD: Manual de Arquivos Digitais - GFIP - HomologNet -Folha de Pagamento - MANAD: Manual de Arquivos Digitais - GFIP - HomologNet Por Dr. Jairo Guadagnini VERITAE www.veritae.com.br Belo Horizonte, 12.08.2011 LEGISLAÇÃO FUNDAMENTAL Constituição Federal de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL ANEXO II RELAÇÃO DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS (OS DOCUMENTOS DEVERÃO SER ENTREGUES ORGANIZADOS POR CADA MEMBRO DO GRUPO FAMILIAR) 1. DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO (A) DISCENTE E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Plano D Previ Novartis Veja algumas vantagens do plano: 1 2 Flexibilidade para planejar o seu futuro; Contrapartida da empresa

Leia mais

IRPF 2015 ANO CALENDÁRIO 2014

IRPF 2015 ANO CALENDÁRIO 2014 IRPF 2015 ANO CALENDÁRIO 2014 Declaração Pré-Preenchida do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física A partir do exercício 2015, ano-calendário 2014, a RFB disponibilizará ao contribuinte a Declaração Pré-Preenchida

Leia mais

Consulta CPF Nessa versão, as últimas consultas realizadas ficarão no histórico, facilitando próximas consultas.

Consulta CPF Nessa versão, as últimas consultas realizadas ficarão no histórico, facilitando próximas consultas. Consulta restituição Nessa versão, as últimas consultas realizadas ficarão no histórico, facilitando próximas consultas. Consulta CPF Nessa versão, as últimas consultas realizadas ficarão no histórico,

Leia mais

Imposto de Renda 2016 Pessoa Física Ano-base Imposto de Renda 2O16

Imposto de Renda 2016 Pessoa Física Ano-base Imposto de Renda 2O16 Imposto de Renda 2016 Pessoa Física Ano-base 2015 Imposto de Renda 2O16 Informações importantes para a sua Declaração de Imposto de Renda Exercício 2016 Ano-base 2015 Este material contém uma série de

Leia mais

Previdência Complementar no Brasil e seu Potencial de Crescimento VOCÊ

Previdência Complementar no Brasil e seu Potencial de Crescimento VOCÊ Previdência Complementar no Brasil e seu Potencial de Crescimento VOCÊ José Edson da Cunha Júnior Secretaria de Políticas de Previdência Complementar Sumário I Cenário Atual da Previdência Complementar

Leia mais

Imposto de Renda 2010 Pessoa Física Ano-base Imposto de Renda 2O1O

Imposto de Renda 2010 Pessoa Física Ano-base Imposto de Renda 2O1O Imposto de Renda 2010 Pessoa Física Ano-base 2009 Imposto de Renda 2O1O Informações importantes para a sua Declaração de Imposto de Renda 2010 Ano-base 2009 Esclarecimentos importantes referentes às

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS

NORMAS E PROCEDIMENTOS NORMAS E PROCEDIMENTOS Compensação dos atos gratuitos Com o objetivo de informar nossos colegas responsáveis pelos Cartórios de Registro Civil das Pessoas Naturais, a Comissão Gestora do Fundo de Custeio

Leia mais

Fundação Educacional de Andradina Edital - 2015

Fundação Educacional de Andradina Edital - 2015 Fundação Educacional de Andradina Edital - 2015 EDITAL DE REQUERIMENTO DE BOLSA DE ESTUDOS PARA ALUNOS DE CURSOS SUPERIORES E TÉCNICOS DA FEA PARA O ANO 2015 A Comissão Permanente de Análise de Bolsa de

Leia mais

Ministério da Fazenda Secretaria da Receita Federal PORTARIA Nº 397, DE 7 DE ABRIL DE 2004

Ministério da Fazenda Secretaria da Receita Federal PORTARIA Nº 397, DE 7 DE ABRIL DE 2004 Ministério da Fazenda Secretaria da Receita Federal PORTARIA Nº 397, DE 7 DE ABRIL DE 2004 Aprova modelos de comprovantes de pagamento/agendamento do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), quando utilizados

Leia mais

Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física

Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física 1. VIDA FINANCEIRA 1.1 PAGAMENTO DE TRIBUTOS 1.1.1 Imposto de Renda de Pessoa Física(IRPF) e seu respectivo DARF 1.1.2 Imposto Predial e Territorial

Leia mais

Faculdade Presidente Antônio Carlos de Itabirito Faculdade de Administração de Itabirito Faculdade de Tecnologia dos Inconfidentes

Faculdade Presidente Antônio Carlos de Itabirito Faculdade de Administração de Itabirito Faculdade de Tecnologia dos Inconfidentes EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 O Diretor Acadêmico da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Itabirito, da Faculdade de Administração de Itabirito e da, em consonância com as Portarias

Leia mais

CLARETIANO - CENTRO UNIVERSITÁRIO / BATATAIS/SP EDITAL 2016 PERÍODOS LETIVOS: 1º E 2º SEMESTRES DE 2016 MODALIDADE DE BOLSA: BOLSA SOCIAL

CLARETIANO - CENTRO UNIVERSITÁRIO / BATATAIS/SP EDITAL 2016 PERÍODOS LETIVOS: 1º E 2º SEMESTRES DE 2016 MODALIDADE DE BOLSA: BOLSA SOCIAL EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDOS PARA ALUNOS MATRICULADOS NA AÇÃO EDUCACIONAL CLARETIANA CLARETIANO - CENTRO UNIVERSITÁRIO - EaD CLARETIANO - CENTRO

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu

Leia mais