Matemática. Carga transportada (em milhões de toneladas) Ferroviário 18% 24% 6,8 8,8 Rodoviário 77% 29,1 Dutoviário

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matemática. Carga transportada (em milhões de toneladas) 2007 2008 2007 2008 Ferroviário 18% 24% 6,8 8,8 Rodoviário 77% 29,1 Dutoviário"

Transcrição

1 009 Matemática Questão 01 O transporte de carga ao porto de Santos é feito por meio de rodovias, ferrovias e dutovias. A tabela abaixo fornece alguns dados relativos ao transporte ao porto no primeiro semestre de 007 e no primeiro semestre de 008, indicando claramente o aumento da participação percentual do transporte ferroviário nesse período. Com base nos dados da tabela, responda às questões abaixo. Meio de transporte Participação no total transportado ao porto Carga transportada (em milhões de toneladas) Ferroviário 18% 4% 6,8 8,8 Rodoviário 77% 9,1 Dutoviário a) Determine a carga total (em milhões de toneladas) transportada ao porto no primeiro semestre de 007. Calcule também quantas toneladas foram transportadas por dutos no primeiro semestre de 007. b) Sabendo que, no primeiro semestre de 008, foram transportadas por rodovias,7 milhões de toneladas a menos do que o valor registrado pelo mesmo meio de transporte no primeiro semestre de 007, calcule a participação percentual do transporte rodoviário no primeiro semestre de 008. a) Tomando como base os dados do meio de transporte ferroviário e chamando de x a carga total, temos: 18% 6,8 100% x x = 7,8 milhões de toneladas Portanto, foram transportadas por dutos no primeiro semestre de 007 7,8 6,8 9,1 = 1,9 milhões de toneladas. b) Usando os dados do transporte ferroviário e chamando de y a porcentagem pedida, temos: 4% 8,8 y 9,1,7 ( 9,1,7) 4% y = 8,8 y = 7% 1

2 Questão 0 Uma lâmpada incandescente de 100 W custa R$,00. Já uma lâmpada fluorescente de 4 W, que é capaz de iluminar tão bem quanto a lâmpada incandescente de 100 W, custa R$ 1,40. Responda às questões abaixo, lembrando que, em uma hora, uma lâmpada de 100 W consome uma quantidade de energia equivalente a 100 Wh, ou 0,1 kwh. Em seus cálculos, considere que 1 kwh de energia custa R$ 0,50. a) Levando em conta apenas o consumo de energia, ou seja, desprezando o custo de aquisição da lâmpada, determine quanto custa manter uma lâmpada incandescente de 100 W acesa por 750 horas. Faça o mesmo cálculo para uma lâmpada fluorescente de 4 W. b) Para iluminar toda a sua casa, João comprou e instalou apenas lâmpadas fluorescentes de 4 W. Fernando, por sua vez, comprou e instalou somente lâmpadas incandescentes de 100 W para iluminar sua casa. Considerando o custo de compra de cada lâmpada e seu consumo de energia, determine em quantos dias Fernando terá gasto mais com iluminação que João. Suponha que cada lâmpada fica acesa horas por dia. Suponha, também, que as casas possuem o mesmo número de lâmpadas. a) Sejam: E e E as energias consumidas pelas lâmpadas incandescente e fluorescente, respectivamente. i C i e f C f os custos para manterem as lâmpadas incandescente e fluorescente, respectivamente, ligadas durante 750 horas. Então: Ei = 0,1kWh 750 = 75kWh Ci = 75kWh R$ 0,50 C i = R$ 7,50 4 Ef = kwh 750 = 18kWh Cf = 18kWh R$ 0, = R$ 9,00 C f b) Sejam n o número de lâmpadas que cada um deles comprou e x o número de dias para que Fernando comece a gastar mais que João: R$ 0,50 R$ 0,50 n R$,00 + n 100W h x > n R$ 1,40 + n 4W h x 1000Wh 1000Wh n+ 0,15n x > 1,4n+ 0,06n x 0,114n x > 11, 4n x > 100 Portanto, Fernando terá gasto mais com iluminação que João em 101 dias. Questão 0 Em uma bandeja retangular, uma pessoa dispôs brigadeiros formando n colunas, cada qual com m brigadeiros, como mostra a figura abaixo. Os brigadeiros foram divididos em dois grupos. Os que estavam mais próximos das bordas da bandeja foram postos em forminhas azuis, enquanto os brigadeiros do interior da bandeja foram postos em forminhas vermelhas. n colunas m brigadeiros por coluna Legenda forminhas azuis forminhas vermelhas a) Sabendo que m = n/4 e que a pessoa gastou o mesmo número de forminhas vermelhas e azuis, determine o número de brigadeiros da bandeja. b) Se a pessoa compra a massa do brigadeiro já pronta, em latas de 1 litro, e se cada brigadeiro, antes de receber o chocolate granulado que o cobre, tem o formato de uma esfera de cm de diâmetro, quantas latas ela tem que comprar para produzir 400 brigadeiros? (Dica: lembre-se de que 1 litro corresponde a 1000 cm.)

3 a) Seja x a quantidade de forminhas azuis e y a de vermelhas: x = n+ n+ m + m y = ( n )( m ) x = n+ m 4 y = mn m n+ 4 n Lembrando que x = y e m = : 4 mn m n + 4= n + m 4 mn 4m 4n + 8= 0 n n n 4 4n+ 8= n 1n 16n+ = 0 n 8n+ = 0 8 ± ± 0 n = = n = 8 ou n = Como n é inteiro: n = 8 Cálculo de m : n 8 m = = = O número de brigadeiros é dado por m n: m n= 68 = 48 b) Cálculo do volume V de massa necessária para produção de um brigadeiro: 4 4 ( ) 4π V = πr = π 1cm = cm Como são 400 brigadeiros: 4π 1600 V Total = 400 cm,14cm VTotal 1674,67cm VTotal 1, 67L Lembrando que cada lata possui 1L, a ela deverá comprar latas. Questão 04 Três candidatos A, B e C concorrem à presidência de um clube. Uma pesquisa apontou que, dos sócios entrevistados, 150 não pretendem votar. Dentre os entrevistados que estão dispostos a participar da eleição, 40 sócios votariam apenas no candidato A, 70 votariam apenas em B, e 100 votariam apenas no candidato C. Além disso, 190 disseram que não votariam em A, 110 disseram que não votariam em C, e 10 sócios estão na dúvida e podem votar tanto em A como em C, mas não em B. Finalmente, a pesquisa revelou que 10 entrevistados votariam em qualquer candidato. Com base nesses dados, pergunta-se: a) Quantos sócios entrevistados estão em dúvida entre votar em B ou em C, mas não votariam em A? Dentre os sócios consultados que pretendem participar da eleição, quantos não votariam em B? b) Quantos sócios participaram da pesquisa? Suponha que a pesquisa represente fielmente as intenções de voto de todos os sócios do clube. Escolhendo um sócio ao acaso, qual a probabilidade de que ele vá participar da eleição mas ainda não tenha se decidido por um único candidato? (Sugestão: utilize o diagrama de Venn fornecido abaixo)

4 A C B a) 0 estão em dúvida entre B e C e não votariam em A = 150 não votariam em B e pretendem participar da eleição. b) = 400 sócios participaram da pesquisa. Seja P a probabilidade pedida: P = = = 10% Questão 05 a) Sejam: y A o custo de locação da locadora Saturno; y B o custo de locação da locadora Mercúrio; x a quantidade de quilômetros rodados. ya y B = 0 + 0,4x 90; se x 00 = 90 + ( x 00) 0,6; se x > 00 Custo de locação (R$) y B y A Distância percorrida (km) b) Observamos que para x = 150 ou x = 00 os custos são iguais. Para 150 < x < 00 a locadora Mercúrio é mais barata. Para 0 < x < 150 ou x > 00 a locadora Saturno é mais barata. Considerando que mais vantajoso seja tal que ya yb, façamos o gráfico de y A passar pelos pontos (0,0) e (00,90) : y = 0 + Kx 90 = 0 + K 00 A K = = 0, 10 R$0,0 é o novo custo por km rodado. Questão 06 Um casal convidou seis amigos para assistirem a uma peça teatral. Chegando ao teatro, descobriram que, em cada fila da sala, as poltronas eram numeradas em ordem crescente. Assim, por exemplo, a poltrona 1 de uma fila era sucedida pela poltrona da mesma fila, que, por sua vez, era sucedida pela poltrona, e assim por diante. a) Suponha que as oito pessoas receberam ingressos com numeração consecutiva de uma mesma fila e que os ingressos foram distribuídos entre elas de forma aleatória. Qual a probabilidade de o casal ter recebido ingressos de poltronas vizinhas? b) Suponha que a primeira fila do teatro tenha 8 cadeiras, a segunda fila tenha cadeiras a mais que a primeira, a terceira fila tenha cadeiras a mais que a segunda e assim sucessivamente até a última fila. 4

5 Determine o número de cadeiras da sala em função de n, o número de filas que a sala contém. Em seguida, considerando que a sala tem 144 cadeiras, calcule o valor de n. a) Seja P a probabilidade pedida: o n decasosemqueocasalfica junto P = o n totaldecasos 7!! 7! 1 1 P = = = 8! 8 7! 4 b) A seqüência formada pelas quantidades de cadeiras em cada uma das filas é uma P.A. de razão. ( 8,10,1,..., a n ) an = 8+ ( n 1) = 6+ n Seja S n o número total de cadeiras: ( 8+ an ) n ( n) n Sn = = Sn = 7n+ n Fazendo S n = 144 7n+ n = 144 n + 7n 144 = 0 n = 16 ou n = 9 Como n > 0, temos: n = 9 Questão 07 O sistema de ar condicionado de um ônibus quebrou durante uma viagem. A função que descreve a temperatura (em graus Celsius) no interior do ônibus em função de t, o tempo transcorrido, em horas, desde a quebra do ar condicionado, é /4 Tt () = ( T0 T ) 10 t ext + Text, onde T 0 é a temperatura interna do ônibus enquanto a refrigeração funcionava, e T ext é a temperatura externa (que supomos constante durante toda a viagem). Sabendo que T 0 = 1º C e Text = 0º C, responda às questões abaixo. a) Calcule a temperatura no interior do ônibus transcorridas 4 horas desde a quebra do sistema de ar condicionado. Em seguida, esboce abaixo o gráfico de T(t). b) Calcule o tempo gasto, a partir do momento da quebra do ar condicionado, para que a temperatura subisse 4ºC. Se necessário, use log10 0,0, log10 0, 48 e log10 5 0,70. T ( C) t (h) t /4 a) ( ) T t = T ( ) ( ) 1 4 = T 4 = 9,1º C b) Devemos ter Tt () = 5 t /4 5 = t/4 t/4 5 t = 5 10 = = log t t = log5 log = 0,7 0, t = 1, 04 h 5

6 Questão 08 Pedro precisa comprar x borrachas, y lápis e z canetas. Após fazer um levantamento em duas papelarias, Pedro descobriu que a papelaria A cobra R$,00 pelo conjunto de borrachas, lápis e canetas, enquanto a papelaria B cobra R$ 5,00 pelo mesmo material. Em seu levantamento, Pedro descobriu que a papelaria A cobra R$ 1,00 pela borracha, R$,00 pelo lápis e R$,00 pela caneta e que a papelaria B cobra R$ 1,00 pela borracha, R$ 1,00 pelo lápis e R$ 4,00 pela caneta. a) Forneça o número de lápis e de borrachas que Pedro precisa comprar em função do número de canetas que ele pretende adquirir. b) Levando em conta que x 1, y 1 e z 1, e que essas três variáveis são inteiras, determine todas as possíveis quantidades de lápis, borrachas e canetas que Pedro deseja comprar. Equacionando: a) x y z ( 1) x y 4y 5 x + y+ z = ( II) y + z = y = z ( I) Substituindo (I) em (II): x+ z + z = ( ) x+ z 4+ z = x = 7 5z Do exposto: x = 7 5z e y = z b) z = x = 1 e y = 1 z = 4 x = 7 e y = z = 5 x = e y = Os demais valores possíveis para z não geram soluções inteiras e positivas para x e y. S = 1,1,, 7,,4,,,5 {( ) ( ) ( )} Questão 09 A figura abaixo, à esquerda, mostra um sapo de origami, a arte japonesa das dobraduras de papel. A figura à direita mostra o diagrama usado para a confecção do sapo, na qual se utiliza um retângulo de papel com arestas iguais a c e c. As linhas representam as dobras que devem ser feitas. As partes destacadas correspondem à parte superior e à pata direita do sapo, e são objeto das perguntas a seguir. c c/4 c/4 c/ c parte superior a b pata a) Quais devem ser as dimensões, em centímetros, do retângulo de papel usado para confeccionar um sapo cuja parte superior tem área igual a 1 cm? b) Qual a razão entre os comprimentos das arestas a e b da pata direita do sapo? 6

7 a) Cálculo da área A da parte superior em função de c: c/4 c/4 c/4 c/4 c/4 c/4 c/ c/4 Na figura formada pela metade da direita da folha, que é um quadrado, notamos que A é a soma das áreas de dois trapézios congruentes, portanto: c c c c c c c A = = = Como A = 1 cm c = 1 cm c = 8 cm 16 Do exposto, concluímos que as dimensões pedidas são 8 cm por 16 cm. b) Da figura C A M a c a c P b 45 B No triângulo retângulo isósceles ABC, BM é mediatriz do segmento AC, logo os triângulos APM e CPM são congruentes. β+β= β= 45º β=,5º Lei dos senos no triângulo CPB: a b = sen 45º sen β a b ( ) sen 45º sen,5º sen,5º cos,5º = = = sen,5º sen,5º sen,5º a cos,5º (1) b = Cálculo de cos,5º cos( x) = cos x 1 cos45º = cos,5º 1 = + = 4 cos,5º 1 cos,5º 7

8 cos,5º = + Voltando em (1): a + = b a b = + Questão 10 Uma caixa d água tem o formato de um tronco de pirâmide de bases quadradas e paralelas, como mostra a figura abaixo, na qual são apresentadas as medidas referentes ao interior da caixa. m topo da caixa d'água nível d'água m base da caixa d'água a) Qual o volume total da caixa d água? b) Se a caixa contém (1/6) m de água, a que altura de sua base está o nível d água? a) Cálculo do volume V da maior pirâmide m V = = Seja V o volume da menor pirâmide. V ' = V' = V = V V ' = m 1 1m O volume total da caixa d água é V V' = = V V' = m 4 V V ': b) Seja h a altura pedida: 1 + V ' 6 h + 1 = V ' = ( h + 1 ) 1 1 ( h ) 7 = + 1 h = m 8

9 Questão 11 A circunferência de centro em (,0 ) e tangente ao eixo y é interceptada pela circunferência C, definida pela equação x + y = 4, e pela semi-reta que parte da origem e faz ângulo de 0º com o eixo- x, conforme a figura abaixo. C y P 0 x a) Determine as coordenadas do ponto P. b) Calcule a área da região sombreada. a) Seja ( r ) a reta que passa por O ( 0,0) e P, logo: ( r ) y = ( tg0º ) x+ 0 y = x (I) Seja ( C ) circunferência de centro (,0 ) e raio R =. ( ) ( ) x + y 0 = x 4x+ 4+ y = 4 x + y 4x= 0 (II) Substituindo I em II: x + x 4x = 0 4x 1x = 0 4x x x= 0 ou x = ( ) Como no ponto P temos x > 0, então x = e P(, ) y = = b) Sejam A e B os pontos de encontro das duas circunferências: x y 4z 0 x y 4 ( 1) 4x = 4 x = 1 Substituindo x = 1 em x + y = 4 temos, y =± logo A ( 1, ) e ( 1, ) B =. Na figura, OAC e OBC são triângulos equiláteros. O y A(1, ) C(,0) x Seja S a área do segmento circular determinado por AB em uma das circunferências: πr R R sen10º π S = = B(1, ) 4π S = Seja S a área hachurada pedida: 4π S' =πr S =π 4π S ' = + 9

10 Questão 1 f x = a x + a 1x + + a1x+ a0 um polinômio de grau n tal que an 0 e a j para qualquer j entre 0 e n. Seja g x = na x + n 1 a 1x ax+ a1 o polinômio de grau n 1 em que os coeficientes a 1, a,..., a n são os mesmos n n 1 Seja ( ) n n... n 1 n ( ) n ( ) n empregados na definição de f ( x ). a) Supondo que n =, mostre que b) Supondo que n = e que 1 ( + ) ( ) h f x h f x g x+ = h, para todo x, h, h 0. a =, determine a expressão do polinômio f ( x ), sabendo que f () g() f ( ) 1 = 1 = 1 = 0. a) Se n =, então: f ( x) = ax + a1x+ a0 e g( x) = ax+ a1 h h i) g x+ = a x+ + a1 = ax+ ah+ a1 f ( x+ h) f( x) a( x+ h) + a1( x+ h) + a 0 ax + a1x+ a 0 ii) = h h f ( x+ h) f( x) a x + a hx+ a h + a x+ ah+ a a x a x a = h h f ( x+ h) f( x) = ax + ah + a1 h De i e ii temos h f x+ h f x g x+ = h c.q.d ( ) ( ) b) Se n = e a = 1 então: f ( x) = x + a x + a x+ a e 1 0 g( x) = x + ax+ a1 Notamos que g( x ) é a derivada de f ( x ), logo: f 1 = g 1 = 0 1 é raiz dupla de f ( x ) i) ( ) ( ) ii) f ( 1) = 0 1 é raiz de f ( x ) De i e ii podemos escrever: ( ) = ( 1) ( + 1) = ( + 1)( + 1) f ( x) x x x 1 f x x x x x x = + 10

11 009 Inglês Questão 1 As tirinhas abaixo são de autoria do cartunista norte-americano Glenn McCoy. a) Para abordar as mulheres que aparecem nas tirinhas, o personagem faz uso de duas perguntas comumente utilizadas em situação semelhante. Que perguntas são essas? b) O que cada uma das mulheres diz para indicar que não está disposta a interagir com ele? a) Na primeira tirinha o personagem pergunta à mulher se aquele lugar à mesa está vazio e na segunda tirinha o rapaz pergunta se ele não a tinha visto em algum outro lugar antes. b) A primeira mulher responde que o lugar em que ela está também ficará vago se o rapaz decidir-se sentar ali; na segunda tirinha, a mulher responde que sim, já o viu em algum outro lugar antes, por isso parou de ir àquele lugar. Questão 14 O texto abaixo foi extraído de um pôster bem-humorado, afixado na porta do quarto de um adolescente. 11

12 a) Segundo o texto, o que não representa uma ameaça à vida? b) Que efeito a arrumação do quarto provocaria no adolescente? a) Segundo as regras afixadas na porta do quarto de um adolescente, níveis extremos de som ou odores emanando daquele quarto não ameaçam a vida. b) Segundo o texto, bagunça é um sinal de genialidade, portanto arrumar aquele lugar, o quarto, poderia impactar negativamente sobre o desenvolvimento intelectual do adolescente. Questão 15 ADVERTISING NOWADAYS People are starting to blame invasive advertising for the stress in their lives. A few generations ago, people encountered only a few dozen ads in a typical day. Today,,000 marketing messages a day flow into the average North American brain. That s more than many of us can handle on top of all the other pressures of modern life. The fun image that advertising has traditionally enjoyed is now giving way to a much darker picture of advertising as mental pollution. Adaptado de Adbusters Magazine, 0/07/007, n 7, p. 5. a) Segundo o texto, a percepção que as pessoas têm da propaganda está mudando. Como a propaganda era vista antes e como ela está começando a ser vista hoje? b) A que se refere o número.000 mencionado no texto? a) Segundo o texto, há algumas gerações a propaganda gozava de uma imagem engraçada, divertida; esta imagem está, atualmente, mostrando-se mais sombria, considerada uma poluição mental. b).000 é a quantidade de mensagens diárias, em forma de propaganda, que fluem, em média, no cérebro norte americano. Questão 16 MYTHS AND FACTS ABOUT DRINKING MYTH Everyone reacts to alcohol in the same way. MYTH Cold showers, fresh air or hot coffee help sober a person. MYTH Eating a big meal before you drink will keep you sober. FACT There are dozens of factors that affect a person s reaction to alcohol: body weight, metabolism, gender, etc. FACT Only time will remove alcohol from the system. As an old saying goes, "give a drunk a cup of coffee and all you will have is a wide-awake drunk. FACT Food in the stomach merely delays the absorption of alcohol into the bloodstream. A full stomach is not a defense against getting drunk. Adaptado de Acessado em 5/07/008. a) Qual é o efeito do café em uma pessoa alcoolizada? b) O que acontece quando uma pessoa come antes de ingerir bebidas alcoólicas? 1

13 a) Segundo o texto, o único efeito que o café terá sobre uma pessoa alcoolizada é mantê-la totalmente acordada, ou seja, o café não cura a bebedeira, só torna o bêbado um bêbado alerta. b) Estar com o estômago cheio não impede que a pessoa se torne alcoolizada, estômago cheio não é defesa contra tornar-se bêbado, o alimento meramente atrasa a absorção do álcool pelo sangue. Questão 17 Mobile phone users slow traffic down By Brian Osborne Sick of traffic congestion? Well, part of the blame needs to go to motorists who talk on mobile phones. At least, that is the conclusion of a study conducted by the University of Utah. The study found that if you use your mobile phone while driving, you are less likely to pass slower vehicles. If you think the study is not talking about you, because you have a hands-free device, then you are wrong. According to previous studies performed by psychology Professor Dave Strayer of the University of Utah, the ultimate distraction for drivers is the conversation not just holding the mobile phone. Adaptado de Acessado em 05/08/008. a) Por que motoristas que dirigem enquanto conversam ao celular retardam o fluxo do tráfego? b) A que conclusão chegou o Professor Dave Strayer em suas pesquisas? a) Segundo o texto, os motoristas que dirigem enquanto falam ao celular retardam o fluxo de tráfego porque, se você usar o celular enquanto estiver dirigindo é menos provável que você ultrapasse veículos trafegando mais lentamente. b) Segundo o professor Dave Strayer da Universidade de Utah, o que distrai os motoristas e tira sua atenção não é o fato de segurarem o celular, mas a conversa em si. AT THE MARKET S MARK By Sonia Racy The number of Brazilians living alone grows. IBGE Brazilian Institute of Geography and Statistics discovered, in its last survey, that 5 million Brazilians live alone. Of this total, 6% are senior citizens, but % are people in the 0 to 9 years old age range. It is a market that grows 6 to 7% a year and draws attention from different segments of the economy. After all, most of these consumers earn from 10 to 0 minimum wages and have college degrees. Adaptado de TAM Magazine, ano 4, n 44, outubro de 007, p. 7. a) A que se refere o índice de 6% mencionado no texto? b) O que caracteriza a maior parte dos consumidores brasileiros retratados no texto? Questão 18 a) O número de pessoas que vivem sozinhas no Brasil está crescendo a cada ano. No último ano, o IBGE contabilizou 5 milhões de brasileiros que vivem sozinhos, destes 6% são idosos, portanto, 6% é a porcentagem de idosos que moram sozinhos, dentre um total de 5 milhões. b) O texto afirma que a maior parte dos consumidores que vivem sozinhos, têm salário entre 10 e 0 mínimos e possuem diploma universitário. 1

14 Questão 19 AUTISM AND ITS CAUSE Some parents of children with autism believe that there is a link between measles, mumps, rubella (MMR) vaccine and this disorder. But there is no sensible reason to believe that any vaccine can cause autism. Typically, symptoms of this disorder are first noted by parents as their child begins to have difficulty with delays in speaking after age one. MMR vaccine is first given to children at 1-15 months of age. Since this is also an age when autism commonly becomes apparent, it is not surprising that autism follows MMR immunization in some cases. However, by far the most logical explanation is coincidence, not cause-and-effect. a) Qual seria, para alguns pais, a causa do autismo de seus filhos? b) Por que esses pais teriam tal crença? Adaptado de Acessado em /0/008. a) Alguns pais acreditam que há uma relação entre a vacina contra sarampo, caxumba e rubéola e o distúrbio conhecido como autismo. b) Alguns pais acreditam nesta relação porque há uma coincidência entre o período em que o distúrbio se torna evidente, por volta de 1 ano de idade, e o período em que tais vacinas são administradas, entre 1 e 15 meses de idade. Questão 0 WHY AM I UNEMPLOYED? Persons who become unemployed often feel at fault; often feel that they have failed in some way. This is a common sense view, but there are many complicated reasons why somebody might be made redundant. The reasons for unemployment could be, for instance, technological changes: the introduction of new machines in the work market does take jobs away from people. Changes in government policies or lack of new requisite skills due to no access to education or retraining are also often responsible for unemployment. None of these has anything to do with individual worker. The fact is that one out of ten thousand might be made redundant because of laziness, but the rest are surplus because society has changed. Adaptado de R. Osborne e B. Van Loon, Introducing Sociology. Londres: Icon Books, 004, p a) Qual é o argumento central desse texto? b) Indique dois fatores que, segundo o texto, podem, de fato, responder à pergunta Why am I unemployed?. a) O principal argumento do texto é discutir o porquê as pessoas se tornam desempregadas, explicando que, apesar do senso comum apontar para uma falta, culpa pessoal, a realidade é bem diferente. b) Entre vários fatores que respondem à pergunta por que estou desempregado? podemos citar a introdução de novas máquinas no ambiente de trabalho, mudança tecnológica. Outro fator pode ser a mudança nas políticas do governo que também podem resultar em desemprego. 14

15 Questão 1 The Bermuda Triangle The Bermuda Triangle is an area in the Atlantic Ocean bounded roughly at its points by Miami, Bermuda, and Puerto Rico. Legend has it that many ships and planes have mysteriously vanished in this area. But there are some skeptics who argue that the facts do not support the legend. The number of wrecks in this area is not extraordinary, given its size, location and the amount of traffic it receives. Many of the ships and planes that have been identified as having disappeared mysteriously in the Bermuda Triangle were not even in that area. The real mystery, they argue, is how the Bermuda Triangle became a mystery at all. Adaptado de Acessado em 14/09/008. a) Indique um dos fatos invocados por alguns céticos para negar que haja algo de misterioso nos acontecimentos associados ao Triângulo das Bermudas. b) Segundo esses céticos, qual é o verdadeiro enigma envolvendo o Triângulo das Bermudas? a) Segundo alguns céticos nem mesmo o número de naufrágios ocorridos nesta área é assim tão extraordinário, se levarmos em conta o seu tamanho, sua localização e a quantidade de tráfego que ali ocorre. b) Segundo este grupo de pessoas, o verdadeiro enigma que envolve o Triângulo das Bermudas é o fato dele ter se tornado um enigma, um mistério. Questão As imagens abaixo foram encontradas em ímãs para geladeiras vendidos nos Estados Unidos. (1) () a) O que a mulher do primeiro ímã não consegue entender? b) O texto do segundo ímã faz referência a uma tarefa doméstica. Que tarefa é essa e o que, na língua inglesa, possibilita que ela seja associada ao estresse? a) Segundo o texto, a mulher do primeiro ímã não consegue entender como exatamente a concepção de culinária e limpeza se aplica a ela. b) No segundo ímã, a tarefa doméstica a que ela se refere é o preparar sobremesas, tal referência é possível pois estressado de trás para frente, em inglês, é grafado como sobremesas. 15

16 Questão Em 191, William Faulkner escreveu The Sound and the Fury, um clássico da literatura norte-americana. O excerto abaixo é parte da introdução, escrita por Richard Hughes, à edição do romance publicada pela Penguin Books, em THERE is a story told of a celebrated Russian dancer, who was asked by someone what she meant by a certain dance. She answered with some exasperation, If I could say it in so many words, do you think I should take the very great trouble of dancing it? It is an important story, because it is the valid explanation of obscurity in art. A method involving apparent obscurity is surely justified when it is the clearest, the simplest method of saying in full what the writer has to say. This is the case of The Sound and the Fury. I shall not attempt to give it a summary or an explanation of it: for if I could say in three pages what takes Mr. Faulkner three hundred there would obviously be no need for the book. All I propose to do is to offer a few introductory comments to encourage the reader. a) Segundo Hughes, em que circunstâncias a suposta obscuridade de uma obra de arte se justifica? b) Que razão apresenta Hughes para não resumir nem explicar The Sound and The Fury? a) A suposta obscuridade de uma obra de arte se justifica quando há um método que é o mais simples e o mais claro de dizer, de forma completa, o que o autor tem a dizer b) Hughes, diz que se ele pudesse explicar ou resumir em três páginas, o que o autor levou trezentas páginas para fazer, não haveria necessidade do livro existir. Questão 4 Environment: the case of DDT and the Peregrine The most reliable evidence of the damaging effect of organochlorine pesticides, such as DDT, on wildlife was demonstrated in 1967 by Dr. D. A. Ratcliffe of the Nature Conservancy in the United Kingdom. The peregrine falcon (Falco peregrinus) was protected in Britain after 1945 and showed a dramatic increase in numbers until, in the mid-1950s, the population went into a sharp decline. This proved to be due to reproductive failure: birds went laying eggs with abnormally thin shells and a large proportion of them were broken during incubation. High concentrations of DDT residues were found in peregrines and in the yolk of their eggs during the mid-1960s. There was no doubt that DDT was the cause of the population decline of these birds, and with the cessation of the use of DDT for agricultural purposes in Britain, peregrine numbers have increased to their formal level. Adaptado de R. B. Clark, Marine Pollution. Oxford: OUP, p a) Que problemas começaram a ocorrer no processo de reprodução dos falcões peregrinos, levando ao decréscimo de sua população? b) Que fatos levaram à conclusão, em meados da década de 60, de que o uso do pesticida DDT estava diretamente relacionado à diminuição do número de falcões peregrinos? a) Os problemas ocorridos no processo de reprodução dos falcões peregrinos foram os pássaros botarem ovos com cascas anormalmente finas sendo que grande proporção deles acabavam se quebrando, durante a incubação. b) Em meados da década de 60, altas concentrações de resíduos de DDT forram encontradas nos falcões peregrinos e nas gemas dos ovos por eles colocados, provando assim haver uma relação direta entre o uso do DDT e decréscimo da população destes pássaros. 16

17 Professores: Matemática Bruno Werneck Manin Marcelo Moraes Moraes Inglês Marcelo Monster Colaboradores Aline Alkmin Henrique José Diogo Themudo Digitação e Diagramação Márcia Santana Nathália Meyer Val Pinheiro Desenhista Leandro Bessa Projeto Gráfico Leandro Bessa Márcia Santana Assistente Editorial Alicio Roberto Supervisão Editorial José Diogo Copyright Olimpo008 A Resolução Comentada das provas da Unicamp ª Fase poderá ser obtida diretamente no OLIMPO Pré-Vestibular, ou pelo telefone (6) As escolhas que você fez nessa prova, assim como outras escolhas na vida, dependem de conhecimentos, competências e habilidades específicos. Esteja preparado. 17

18 18

MATEMÁTICA. Carga transportada (em milhões de toneladas) 2007 2008 2007 2008 Ferroviário 18 % 24 % 6,8 8,8 Rodoviário 77 % 29,1 Dutoviário

MATEMÁTICA. Carga transportada (em milhões de toneladas) 2007 2008 2007 2008 Ferroviário 18 % 24 % 6,8 8,8 Rodoviário 77 % 29,1 Dutoviário MATEMÁTICA 1. O transporte de carga ao porto de Santos é feito por meio de rodovias, ferrovias e dutovias. A tabela abaixo fornece alguns dados relativos ao transporte ao porto no primeiro semestre de

Leia mais

Participação no total transportado ao porto

Participação no total transportado ao porto UNICAMP MATEMÁTICA 1 O transporte de carga ao porto de Santos é feito por meio de rodovias, ferrovias e dutovias. A tabela abaixo fornece alguns dados relativos ao transporte ao porto no primeiro semestre

Leia mais

Carga transportada (em milhões de toneladas) 2007 2008 2007 2008 Ferroviário 18 % 24 % 6,8 8,8 Rodoviário 77 % 29,1 Dutoviário

Carga transportada (em milhões de toneladas) 2007 2008 2007 2008 Ferroviário 18 % 24 % 6,8 8,8 Rodoviário 77 % 29,1 Dutoviário ª Fase Matemática INTRODUÇÃO A prova de matemática da segunda fase do vestibular da UNICAMP é elaborada de forma a identificar candidatos com boa capacidade de leitura de textos, tabelas e gráficos, bom

Leia mais

INGLÊS. 13. As tirinhas abaixo são de autoria do cartunista norte-americano Glenn McCoy.

INGLÊS. 13. As tirinhas abaixo são de autoria do cartunista norte-americano Glenn McCoy. 2ª Fase Inglês INTRODUÇÃO Como de praxe, a Prova de Inglês do Vestibular Unicamp 2009 objetivou avaliar a capacidade de compreensão de textos escritos nessa língua estrangeira. Para tanto, solicitamos

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them?

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them? GUIÃO A Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/7 Grupo: Chocolate Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas 1º Momento Intervenientes

Leia mais

Vaccines for Your Children

Vaccines for Your Children Vaccines for Your Children Vaccines help prevent disease. Babies born in the United States may have their first vaccine right after birth. Future vaccines are given at well child check-ups with your child

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE?

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE? Visitor, is this is very important contact with you. I m Gilberto Martins Loureiro, Piraí s Senior Age Council President, Rio de Janeiro State, Brazil. Our city have 26.600 habitants we have 3.458 senior

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks Conteúdo: Reading - Typographic Marks Habilidades: Utilizar as Marcas Tipográficas para facilitar a compreensão e também chamar a atenção do leitor. Typographic Marks O que são marcas tipográficas? As

Leia mais

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma.

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma. 2ª Fase Matemática Introdução A prova de matemática da segunda fase é constituída de 12 questões, geralmente apresentadas em ordem crescente de dificuldade. As primeiras questões procuram avaliar habilidades

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD 1) Gabarito oficial definitivo - Questão 1 A) Quando o candidato redigiu: The users can have control of their data and they determine what data they want to reveal, rather than be forced. Quando o candidato

Leia mais

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS 01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS OBS1: Adaptação didática (TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS) realizada pelo Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos. OBS2: Textos extraídos do site: http://www.englishclub.com

Leia mais

Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental. Parent Academy Digital Citizenship. At Elementary Level

Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental. Parent Academy Digital Citizenship. At Elementary Level Parent Academy Digital Citizenship At Elementary Level Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental Pan American School of Bahia March 18 and 29, 2016 Digital Citizenship Modules Cyberbullying

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. alternativa D. alternativa A. alternativa D. alternativa C

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. alternativa D. alternativa A. alternativa D. alternativa C Questão TIPO DE PROVA: A Se a circunferência de um círculo tiver o seu comprimento aumentado de 00%, a área do círculo ficará aumentada de: a) 00% d) 00% b) 400% e) 00% c) 50% Aumentando o comprimento

Leia mais

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante?

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Do you know how to ask questions in English? Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Note que tanto

Leia mais

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br Preposições na língua inglesa geralmente vem antes de substantivos (algumas vezes também na frente de verbos no gerúndio). Algumas vezes é algo difícil de se entender para os alunos de Inglês pois a tradução

Leia mais

RESOLUÇÃO Matemática APLICADA FGV Administração - 14.12.14

RESOLUÇÃO Matemática APLICADA FGV Administração - 14.12.14 FGV Administração - 1.1.1 VESTIBULAR FGV 015 1/1/01 RESOLUÇÃO DAS 10 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA TARDE MÓDULO DISCURSIVO QUESTÃO 1 Um mapa de um pequeno parque é uma região em forma de quadrilátero,

Leia mais

DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA

DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA DESAFIOS DE MATEMÁTICA E LÓGICA 1. Use the same 7 letters in the same order to fill the gaps in the sentence below: A _ surgeon was _ to operate because there was _. 2. Four people (A, B, C and D) wanted

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA UNICAMP 2008 2 a Fase Professora Maria Antônia Gouveia.

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA UNICAMP 2008 2 a Fase Professora Maria Antônia Gouveia. RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA UNICAMP 8 a Fase Professora Maria Antônia Gouveia. Instruções: Indique claramente as respostas dos itens de cada questão, fornecendo as unidades, se for o caso. Apresente

Leia mais

Exercícios extras. Na aula de hoje, você deverá arregaçar as

Exercícios extras. Na aula de hoje, você deverá arregaçar as Exercícios extras Assunto do dia Na aula de hoje, você deverá arregaçar as mangas e entrar de cabeça nos exercícios extras, que têm como tema tudo que vimos nas aulas do Segundo Grau. Atenção: 3, 2, 1...

Leia mais

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015 Pets reality There are about 30 millions abandoned pets only in Brazil. Among these amount, about 10 millions are cats and the other 20 are dogs, according to WHO (World Health Organization). In large

Leia mais

Lung Cancer. Risk Factors

Lung Cancer. Risk Factors Lung Cancer The lungs are the organs that help us breathe. They help to give oxygen to all the cells in the body. Cancer cells are abnormal cells. Cancer cells grow and divide more quickly than healthy

Leia mais

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges 3 o ANO ENSINO MÉDIO Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges Unidade II Science Health and nature 2 Aula 5.1 Conteúdos Phrasal Verbs in texts 3 Habilidade Identificar os phrasal verbs em textos

Leia mais

WORKING CHILDREN. a) How many children in Britain have part-time jobs?. b) What do many Asian children do to make money in Britain?.

WORKING CHILDREN. a) How many children in Britain have part-time jobs?. b) What do many Asian children do to make money in Britain?. Part A I. TEXT. WORKING CHILDREN Over a million school children in Britain have part-time Jobs. The number is growing, too. More and more teenagers are working before school, after school or on weekends.

Leia mais

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio Teste Intermédio de Inglês Parte IV Interação oral em pares Teste Intermédio Inglês Guião Duração do Teste: 10 a 15 minutos De 25.02.2013 a 10.04.2013 9.º Ano de Escolaridade D TI de Inglês Página 1/ 7

Leia mais

(M120397A8) Observe a reta numérica abaixo. O número 0,20 está representado pelo ponto A) A. B) B. C) C. D) D. E) E.

(M120397A8) Observe a reta numérica abaixo. O número 0,20 está representado pelo ponto A) A. B) B. C) C. D) D. E) E. (M120397A8) Observe a reta numérica abaixo. O número 0,20 está representado pelo ponto A) A. B) B. C) C. D) D. E) E. (M050280A8) A professora Clotilde pediu que seus alunos escrevessem um número que representasse

Leia mais

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Trabalho de Compensação de Ausência

Leia mais

Telecurso 2000 Junho 2012. Instrução: Todas as trinta questões desta prova devem ser respondidas assinalando a alternativa adequada ao enunciado.

Telecurso 2000 Junho 2012. Instrução: Todas as trinta questões desta prova devem ser respondidas assinalando a alternativa adequada ao enunciado. Instrução: Todas as trinta questões desta prova devem ser respondidas assinalando a alternativa adequada ao enunciado. QUESTÃO 1 Leia o texto a seguir. A companhia aérea canadense Discovery Air comprometeu-se

Leia mais

Matemática 2. 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um. 02. Abaixo temos uma ilustração da Victoria Falls Bridge.

Matemática 2. 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um. 02. Abaixo temos uma ilustração da Victoria Falls Bridge. Matemática 2 01. A estrutura abaixo é de uma casa de brinquedo e consiste de um paralelepípedo retângulo acoplado a um prisma triangular. 1,6m 1m 1,4m Calcule o volume da estrutura, em dm 3, e indique

Leia mais

Inglês 12 Present perfect continuous

Inglês 12 Present perfect continuous Inglês 12 Present perfect continuous Este tempo é ligeiramente diferente do Present Perfect. Nele, notamos a presença do TO BE na forma BEEN, ou seja, no particípio. Conseqüentemente, nota-se também a

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português 1 Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português A partir do momento que você souber de cor a função de cada peça do nosso jogo de dominó, você não terá mais problemas para formular frases,

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Instruções: Indique claramente as respostas dos itens de cada questão, fornecendo as unidades, se for o caso. Apresente de forma clara e ordenada os passos utilizados na resolução das questões. Expressões

Leia mais

Prova Final de Matemática

Prova Final de Matemática PROVA FINAL DO 3.º CICLO do Ensino BÁSICO Decreto-Lei n.º 139/01, de 5 de julho Prova Final de Matemática 3.º Ciclo do Ensino Básico Prova 9/1.ª Chamada 8 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. Tolerância:

Leia mais

Inglês 22 Passive Voice

Inglês 22 Passive Voice Inglês 22 Passive Voice A voz passiva é muito utilizada em inglês. Por sorte, ela não é difícil de entender. Observe como ela é organizada. To be + Participle = Passive Usando-se então o verbo to be, em

Leia mais

AT A HOTEL NO HOTEL. I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Poderia sugerir um hotel mais barato?

AT A HOTEL NO HOTEL. I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Poderia sugerir um hotel mais barato? I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Gostaria de ficar por perto da estação. Poderia sugerir um hotel mais barato? I d like to stay near the station. (I would ) in a cheaper

Leia mais

ENEM 2014 - Caderno Cinza. Resolução da Prova de Matemática

ENEM 2014 - Caderno Cinza. Resolução da Prova de Matemática ENEM 014 - Caderno Cinza Resolução da Prova de Matemática 136. Alternativa (C) Basta contar os nós que ocupam em cada casa. 3 nós na casa dos milhares. 0 nós na casa das centenas. 6 nós na casa das dezenas

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Inglês 6º Ano de Escolaridade Prova 06 / 2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Prova 06/ 2.ª F.

Leia mais

115% x + 120% + (100 + p)% = 93 2 2. 120% y + 120% + (100 + p)% = 106 2 2 x + y + z = 100

115% x + 120% + (100 + p)% = 93 2 2. 120% y + 120% + (100 + p)% = 106 2 2 x + y + z = 100 MATEMÁTICA Carlos, Luís e Sílvio tinham, juntos, 00 mil reais para investir por um ano. Carlos escolheu uma aplicação que rendia 5% ao ano. Luís, uma que rendia 0% ao ano. Sílvio aplicou metade de seu

Leia mais

ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Considere os conjuntos S = {0,2,4,6}, T = {1,3,5} e U = {0,1} e as afirmações: I. {0} S e S U. II. {2} S\U e S T U={0,1}.

Leia mais

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening )

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web Barueri, / / 2009 Trimestre: 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) NOTA: ACTIVITY ONE: Put the verses in order according to what

Leia mais

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Os principais modelos Modelo europeu tradicional: diferenciação no secundário entre vertentes acadêmicas e técnico-profissionais

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA.

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. UFMG 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. QUESTÃO 0 Francisco resolveu comprar um pacote de viagem que custava R$ 4 200,00, já incluídos R$ 20,00

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão Carlos, Luís e Sílvio tinham, juntos, 00 mil reais para investir por um ano. Carlos escolheu uma aplicação que rendia 5% ao ano. Luís, uma que rendia 0% ao ano. Sílvio aplicou metade de seu dinheiro

Leia mais

Quarta lista de exercícios.

Quarta lista de exercícios. MA092 Geometria plana e analítica Segundo semestre de 2015 Quarta lista de exercícios. Circunferência e círculo. Teorema de Tales. Semelhança de triângulos. 1. (Dolce/Pompeo) Um ponto P dista 7 cm do centro

Leia mais

A Institucionalização da Pessoa Idosa

A Institucionalização da Pessoa Idosa UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Ciências Sociais e Humanas A Institucionalização da Pessoa Idosa Ana Paula Leite Pereira de Carvalho Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Empreendedorismo e Serviço

Leia mais

QUESTÕES OBJETIVAS. N ọ DE INSCRIÇÃO:

QUESTÕES OBJETIVAS. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova QUESTÕES OBJETIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e NOME, que constam na etiqueta fixada

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática

Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática EXERCÍCIOS DE ESTRUTURAS SEQUÊNCIAIS 1. O coração humano bate em média uma vez por segundo. Desenvolver um algoritmo para calcular e escrever quantas

Leia mais

Guião N. Descrição das actividades

Guião N. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: 006 Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião N Intervenientes

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFPE. VESTIBULAR 2013 2 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia.

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFPE. VESTIBULAR 2013 2 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. PROVA DE MATEMÁTICA DA UFPE VESTIBULAR 0 a Fase Profa. Maria Antônia Gouveia. 0. A ilustração a seguir é de um cubo com aresta medindo 6cm. A, B, C e D são os vértices indicados do cubo, E é o centro da

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA DA UEFS VESTIBULAR 2012 2. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia.

PROVA DE MATEMÁTICA DA UEFS VESTIBULAR 2012 2. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. PROVA DE MATEMÁTICA DA UEFS VESTIBULAR 0 Profa. Maria Antônia Gouveia. Questão Em um grupo de 0 casas, sabe-se que 8 são brancas, 9 possuem jardim e possuem piscina. Considerando-se essa infomação e as

Leia mais

WELCOME Entrevista Au Pair In America

WELCOME Entrevista Au Pair In America WELCOME Entrevista Au Pair In America MÓDULO 2. ENTREVISTA ENTREVISTA FÓRMULA PARA O SUCESSO Passo 1 Vai ser uma conversa informal, então relaxe! Parte 2 Algumas perguntas vão ser as mesmas do Skype com

Leia mais

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Renata Céli Moreira da Silva Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013 Carlos Souza & Cristina Silva Population: 10,6 million. According to INE (National Institute of Statistics) it is estimated that more than 2 million

Leia mais

( ) = = MATEMÁTICA. Prova: 28/07/13. Questão 17. Questão 18

( ) = = MATEMÁTICA. Prova: 28/07/13. Questão 17. Questão 18 Prova: 8/07/13 MATEMÁTICA Questão 17 A equação x 3 4 x + 5x + 3 = 0 possui as raízes m, p e q. O valor da expressão m + p + q é pq mq mp (A). (B) 3. (C). (D) 3. Gabarito: Letra A. A expressão é igual a:

Leia mais

FUVEST 2008 2 a Fase Matemática RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia.

FUVEST 2008 2 a Fase Matemática RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia. FUVEST 008 a Fase Matemática Professora Maria Antônia Gouveia Q0 João entrou na lanchonete BOG e pediu hambúrgueres, suco de laranja e cocadas, gastando R$,0 Na mesa ao lado, algumas pessoas pediram 8

Leia mais

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1.

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1. weaker people. This definition includes three important components:1. Bullying is aggressive behavior that involves unwanted, negative actions. 2. Bullying involves a pattern of behavior repeated over

Leia mais

Seu Tempo é Precioso. Volume I. Charlles Nunes

Seu Tempo é Precioso. Volume I. Charlles Nunes APRENDA INGLÊS EM CASA Seu Tempo é Precioso Volume I Charlles Nunes Aprenda Inglês em Casa ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 LESSON 1... 5 LESSON 2... 10 LESSON 3... 16 LESSON 4... 21 2 Charlles Nunes APRESENTAÇÃO

Leia mais

n! (n r)!r! P(A B) P(A B) = P(A)+P(B) P(A B) P(A/B) = 1 q, 0 < q < 1

n! (n r)!r! P(A B) P(A B) = P(A)+P(B) P(A B) P(A/B) = 1 q, 0 < q < 1 FORMULÁRIO DE MATEMÁTICA Análise Combinatória P n = n! = 1 n A n,r = Probabilidade P(A) = n! (n r)! número de resultados favoráveis a A número de resultados possíveis Progressões aritméticas a n = a 1

Leia mais

CPV 82% de aprovação na ESPM

CPV 82% de aprovação na ESPM CPV 8% de aprovação na ESPM ESPM NOVEMBRO/009 Prova E matemática x + y y x 1. O valor da expressão + 6 : x + y para x 4 e y 0,15 é: a) 0 b) 1 c) d) e) 4 Temos x + y y x + 6 : x + y. Uma costureira pagou

Leia mais

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire Volunteer Profile Questionnaire 1 Índice 1 VOLUNTEER PROFILE QUESTIONNAIRE... 1.1 Country... 1. AGE... 1. GENDER... 1..1 GENDER vs... 1. Qualification... 1..1 QUALIFICATION GREECE VS PORTUGAL... 1. Are

Leia mais

. Para que essa soma seja 100, devemos ter 56 + 2x donde 2x = 44 e então x = 22, como antes.

. Para que essa soma seja 100, devemos ter 56 + 2x donde 2x = 44 e então x = 22, como antes. OBMEP 008 Nível 3 1 QUESTÃO 1 Carlos começou a trabalhar com 41-15=6 anos. Se y representa o número total de anos que ele trabalhará até se aposentar, então sua idade ao se aposentar será 6+y, e portanto

Leia mais

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL JOÃO CRESTANA President of Secovi SP and CBIC National Commission of Construction Industry SIZE OF BRAZIL Population distribution by gender, according to age group BRAZIL 2010

Leia mais

RASCUNHO {a, e} X {a, e, i, o}?

RASCUNHO {a, e} X {a, e, i, o}? 01. Qual o número de conjuntos X que satisfazem a relação {a, e} X {a, e, i, o}? a) d) 7 b) 4 e) 5 c) 6 0. Considere os conjuntos A = {n.a n N} e B = {n.b n N} tal que a e b são números naturais não nulos.

Leia mais

GABARITO ITA - 2013/2014

GABARITO ITA - 2013/2014 GABARITO ITA - 2013/2014 INGLÊS PORTUGUÊS 01. A 21. B 02. E 22. C 03. A 23. A 04. B 24. D 05. B 25. A 06. A 26. C 07. E 27. B 08. E 28. E 09. E 29. D 10. D 30. E 11. C 31. C 12. B 32. B 13. D 33. A 14.

Leia mais

Verbs. Modal Verbs. Conditional Tenses (if clauses) Zero Conditional First Conditional Second Conditional Third Conditional

Verbs. Modal Verbs. Conditional Tenses (if clauses) Zero Conditional First Conditional Second Conditional Third Conditional Inglês Prof. Davi Verbs Modal Verbs Conditional Tenses (if clauses) Zero Conditional First Conditional Second Conditional Third Conditional Modal Verbs Regras especiais Não existem no infinitivo (to can,

Leia mais

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer?

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer? MONEY CHANGER Câmbio I d like to exchange some money. Where can I find a money changer? Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Onde posso encontrar um câmbio? I d like to exchange (I would) Where can

Leia mais

How are you? Activity 01 Warm up. Activity 02 Catch! Objective. Procedure. Objective. Preparation. Procedure. To warm-up and practice greetings.

How are you? Activity 01 Warm up. Activity 02 Catch! Objective. Procedure. Objective. Preparation. Procedure. To warm-up and practice greetings. Activity 01 Warm up Objective To warm-up and practice greetings. 1. Make sure you re in the room before the Ss. 2. Greet Ss as they enter the room using How are you?, How are you doing?, What s up?. 3.

Leia mais

Teste Intermédio Matemática. 9.º Ano de Escolaridade. Versão 1. Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03.

Teste Intermédio Matemática. 9.º Ano de Escolaridade. Versão 1. Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03. Teste Intermédio Matemática Versão 1 Duração do Teste: 30 min (Caderno 1) + 60 min (Caderno 2) 21.03.2014 9.º Ano de Escolaridade Indica de forma legível a versão do teste. O teste é constituído por dois

Leia mais

PROVA COMENTADA E RESOLVIDA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO

PROVA COMENTADA E RESOLVIDA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO COMENTÁRIO GERAL DOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO Uma prova, para avaliar tantos candidatos deve ser sempre bem dosada como foi a deste ano. Houve tanto questões de interpretação (6) como de gramática

Leia mais

Gabarito - Matemática - Grupos I/J

Gabarito - Matemática - Grupos I/J 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Avaliador Revisor Para a estréia de um espetáculo foram emitidos 1800 ingressos, dos quais 60% foram vendidos até a véspera do dia de sua realização por um preço unitário de R$

Leia mais

36ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Primeira Fase Nível 3 Ensino Médio

36ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Primeira Fase Nível 3 Ensino Médio 36ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Primeira Fase Nível 3 Ensino Médio Esta prova também corresponde à prova da Primeira Fase da Olimpíada Regional nos Estados de: AL BA ES MG PA RS RN SC Terça-feira,

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 74/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 74/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 2002 2ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA.

PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 2002 2ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA. PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 00 ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA. QUESTÃO.01.Carlos, Luis e Sílvio tinham, juntos, 100 mil reais para investir por um ano. Carlos

Leia mais

MATEMÁTICA 3. Resposta: 29

MATEMÁTICA 3. Resposta: 29 MATEMÁTICA 3 17. Uma ponte deve ser construída sobre um rio, unindo os pontos A e, como ilustrado na figura abaixo. Para calcular o comprimento A, escolhe-se um ponto C, na mesma margem em que está, e

Leia mais

Questão 2. Questão 1. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 2. Questão 1. Questão 3. Resposta. Resposta Instruções: Indique claramente as respostas dos itens de cada questão, fornecendo as unidades, caso existam. Apresente de forma clara e ordenada os passos utilizados na resolução das questões. Expressões

Leia mais

Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014. 1.º Momento. 4 (A), are you a health-conscious person?

Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014. 1.º Momento. 4 (A), are you a health-conscious person? Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014 GUIÃO A Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho 1.º Momento Intervenientes e Tempos

Leia mais

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF ::

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: :: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: [Download] COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF - Are you looking for Como Escolher Uma Escola Idiomas Books? Now, you will

Leia mais

Seu pé direito nas melhores faculdades

Seu pé direito nas melhores faculdades Seu pé direito nas melhores faculdades IBMEC 0/junho/007 NÁLISE QUNTITTIV E LÓGIC OBJETIV. Numa lanchonete, um salgado e um refrigerante custam, respectivamente, X e Y reais. Pedro, que comprou X salgados

Leia mais

Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 2006 30/10/2005

Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 2006 30/10/2005 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO SETOR CURRICULAR DE MATEMÁTICA Instruções: Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 006 30/10/005

Leia mais

Inglês 25 Vestibulares

Inglês 25 Vestibulares Inglês 25 Vestibulares Nos vestibulares. É bom que você leia primeiro as questões e depois os textos. Assim, você já terá uma idéia do que procurar no texto. Faça esta experiência agora. 1) Sobre o que

Leia mais

Murillo de Andrade Berti 4ALEN, 2015

Murillo de Andrade Berti 4ALEN, 2015 No work! No school! In its latest paper, IBGE pointed to a significant growth of a part of young Brazilians who neither work or study: so called "No-No Generation". The most recent National Research revealed

Leia mais

Teoria Económica Clássica e Neoclássica

Teoria Económica Clássica e Neoclássica Teoria Económica Clássica e Neoclássica Nuno Martins Universidade dos Açores Jornadas de Estatística Regional 29 de Novembro, Angra do Heroísmo, Portugal Definição de ciência económica Teoria clássica:

Leia mais

MATEMÁTICA TIPO C. 01. A função tem como domínio e contradomínio o conjunto dos números reais e é definida por ( ). Analise a

MATEMÁTICA TIPO C. 01. A função tem como domínio e contradomínio o conjunto dos números reais e é definida por ( ). Analise a 1 MATEMÁTICA TIPO C 01. A função tem como domínio e contradomínio o conjunto dos números reais e é definida por ( ). Analise a veracidade das afirmações seguintes sobre, cujo gráfico está esboçado a seguir.

Leia mais

(c) 30% (d) 25% aprovados. é a quantidade de: Em uma indústria é fabricado um produto ao custo de

(c) 30% (d) 25% aprovados. é a quantidade de: Em uma indústria é fabricado um produto ao custo de QUESTÃO - EFOMM 0 QUESTÃO - EFOMM 0 Se tgx sec x, o valor de senx cos x vale: ( 7 ( ( ( ( O lucro obtido pela venda de cada peça de roupa é de, sendo o preço da venda e 0 o preço do custo quantidade vendida

Leia mais

INGLÊS COMENTÁRIO DA PROVA

INGLÊS COMENTÁRIO DA PROVA COMENTÁRIO DA PROVA A prova de inglês do vestibular do ITA deste ano foi mais abrangente e equilibrada em relação aos anos anteriores. Observamos que, tanto as questões de interpretação quanto aquelas

Leia mais

Present Simple Exercises

Present Simple Exercises Present Simple Exercises Antes de fazer as atividades, você pode querer ler as dicas dos links abaixo. Nelas você encontra explicações sobre os usos e as conjugações dos verbos no Present Simple. Ø www.bit.ly/psimple1

Leia mais

WELCOME Entrevista Au Pair Care

WELCOME Entrevista Au Pair Care WELCOME Entrevista Au Pair Care MÓDULO 2. ENTREVISTA-PERGUNTAS EXTRAS ENTREVISTA FÓRMULA PARA O SUCESSO Passo 1 Vai ser uma conversa informal, então relaxe! Parte 2 Algumas perguntas vão ser as mesmas

Leia mais

MATEMÁTICA APLICADA - RESOLUÇÃO 02/12/2007

MATEMÁTICA APLICADA - RESOLUÇÃO 02/12/2007 MATEMÁTICA APLICADA - RESOLUÇÃO 0//007 ª QUESTÃO Um carteiro leva três cartas para três destinatários diferentes. Cada destinatário tem sua caixa de correspondência, e o carteiro coloca, ao acaso, uma

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 3. Questão 1. Questão 2. Questão 4. alternativa E. alternativa A. alternativa B

TIPO DE PROVA: A. Questão 3. Questão 1. Questão 2. Questão 4. alternativa E. alternativa A. alternativa B Questão TIPO DE PROVA: A Em uma promoção de final de semana, uma montadora de veículos colocou à venda n unidades, ao preço único unitário de R$ 0.000,00. No sábado foram vendidos 9 dos Questão Na figura,

Leia mais

Lista de exercícios Trigonometria Problemas Gerais. Parte 1 : Tangente da soma e da diferença de arcos e tangente do dobro de um arco

Lista de exercícios Trigonometria Problemas Gerais. Parte 1 : Tangente da soma e da diferença de arcos e tangente do dobro de um arco Lista de eercícios Trigonometria Problemas Gerais Prof ºFernandinho Parte 1 : Tangente da soma e da diferença de arcos e tangente do dobro de um arco 01.(Fuvest) Se é um ângulo tal que 0 < < 90 e sen =,

Leia mais

UFRN 2013 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso

UFRN 2013 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso UFRN 203 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso 3 2. (Ufrn 203) Considere a função polinomial f ( x) = x 3x x + 3. a) Calcule os valores de f ( ), f ( ) e f ( 3 ). b) Fatore a função dada. c) Determine

Leia mais