VIII Concurso de Redação A COMUNIDADE ONDE MORO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VIII Concurso de Redação A COMUNIDADE ONDE MORO"

Transcrição

1 VIII Concurso de Redação A COMUNIDADE ONDE MORO 2005

2 COMISSÃO EDITORIAL Regina Célia Esteves de Siqueira Ofelia Lopes Ferreira Margarete Rose Rodrigues Plinio Fabio Teodoro da Silva REALIZAÇÃO: ALFABETIZAÇÃO SOLIDÁRIA SÃO PAULO (SP) Rua Pamplona, 1005 Jardim Paulista CEP BRASÍLIA SAS Lote 4 Quadra 5 Bloco K 3º andar Edifício OK Office Tower CEP Home page: Presidente: Luciane Miranda de Paula Editor: Reynaldo Damazio Capa e diagramação: Regina Kashihara Revisão: Reynaldo Damazio Revista da Alfabetização Solidária /Alfabetização Solidária. A372c v. 5, n. A 5, comunidade São onde Paulo: moro Unimarco, / Alfabetização Solidária. São Paulo : UNIMARCO Editora, Revista da Alfabetização Solidária. 90 p. Anual ISSN VIII Concurso de Redação 1. Alfabetização Solidária 2. Educação Brasil 3. Educação 1. Alfabetização Solidária 2. Educação Brasil 3. Educação de jovens e adultos 4. Redação 5. Concurso I. Título de Jovens e Adultos I. Título. CDD FICHA CATALOGRÁFICA ELABORADA PELO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE SÃO MARCOS

3 APRESENTAÇÃO VIII CONCURSO DE REDAÇÃO O mundo não é. O mundo está sendo. (Paulo Freire) Em 1997 era criada a Alfabetização Solidária. Com ela, nascia também o sonho de transformar a realidade de milhares de jovens e adultos a partir de seu direito de conhecer o mundo das palavras. Passados oito anos, este sonho tornou-se realidade para cerca de 5 milhões de jovens e adultos em todo o Brasil. E neste VIII Concurso de Redação da Alfabetização Solidária, que tem como tema A comunidade onde moro, temos a oportunidade de conhecer um mundo que está sendo, descrito nas oitenta e seis redações finalistas que se encontram nesta publicação. Vamos conhecer um mundo de lendas no sertão alagoano, como escreveu a doméstica Celistina dos Santos, de 50 anos, alfabetizanda no município de Capela (AL). Ler histórias de um mundo de paz no litoral do Ceará, através das palavras do pescador João Claudino de Lima, de 32 anos, aluno da Alfasol no município de Barroquinha (CE). Para chegarmos às histórias que aqui se encontram, a comissão de triagem, formada por representantes de 4 Instituições de Ensino Superior parceiras da Alfasol, viajou por 798 redações de alfabetizadores e alfabetizandos vindas dos quatro cantos do país. Após a triagem, as 86 redações foram analisadas pela Comissão Nacional que contou com a participação voluntária dos educadores Joel Gaviolli (Faculdade de Educação e Cultura Montessori), Edison José Corrêa (Universidade Federal de Minas Gerais, Pró-Reitoria de Extensão), Leni Trentin Gáspari (Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória) e Ismael Rocha Junior (Diretor de Marketing e Pesquisa da Escola Superior de Propaganda e Marketing e Coordenador da ESPM Social); dos empresários Sérgio Mindlin (Diretor Presidente da Fundação Telefônica), Paulo Tarciso Okamotto (Diretor Presidente do SEBRAE), Ivan Zurita (Diretor Presidente da Nestlé Brasil) e Olinta Cardoso (Diretora Superintendente da Fundação Vale do Rio Doce); do representante da Unesco no Brasil, Jorge Werthein; da Coordenadora de Educação de Jovens e Adultos da SECAD / MEC, APRESENTAÇÃO 3

4 Cláudia Veloso Guimarães; do Secretário de Estado da Educação de Sergipe, Lindberg Gondim de Lucena; do Diretor da Câmara Brasileira do Livro, Marcos Kirst; e dos artistas solidários, Paulo Goulart, Nicete Bruno e Cássia Kiss. A comissão selecionou os três melhores trabalhos de cada categoria, que vocês podem conferir nesta publicação. As redações que aqui se encontram também foram disponibilizadas no site da Semana da Alfabetização para votação que resultou na melhor redação em cada categoria pelo júri popular. Os textos são apresentados tal e qual foram escritos, a fim de preservar a originalidade e respeitar as condições de existência em que essas histórias foram vividas. Histórias que possibilitaram aos seus redatores a oportunidade de ganhar o mundo a partir da transformação do mundo em que vivem. Histórias que nos possibilitam conhecer um Brasil solidário. 4 APRESENTAÇÃO

5 1 O LUGAR OFICIAL ALFABETIZANDOS A IZABEL SANTOS DA CONCEIÇÃO* comunidade onde eu moro é pequena e humilde, ainda encontramos pessoas que vive da pesca e da roça. A nossa cultura é muito rica, como a sua história seus pontos turisticos o que falta é trabalhar mais esse ponto. Mas por outro lado a tecnologia também já chegou em minha comunidade como sempre nem todos tem acesso a essa tecnologia por causa das condições financeiras. Em minha comunidade há poucos pontos de diversão, como a Churrascaria, a pitizaria, o porto e os quiosques onde os jovens se divertem. Aqui também há escolas públicas, estadual e particular, igreja, farmacia, delegacia, e um posto de saúde nos quais suas condições de trabalho devem ser melhoradas, principalmente a segurança e a saúde. Nessa comunidade foi desenvolvida um projeto sobre a casa da família onde os jovens criam projetos para ajudar as pessoas mais necessitadas eles são chamados de jovens em ação, tem também o peti que são crianças que quando não estão em seu horário de aula vão aprender algum artesanato, para não estarem soltos na rua aprendendo a ser um novo marginal. A minha comunidade é assim pequena no tamanho, mais grande na solidariedade. * Costureira 50 anos Município: SANTO AMARO DAS BROTAS IES: Universidade Federal de Sergipe Alfabetizadora: Itanir Lima Moura Coordenadora da IES: Márcia Regina de Andrade REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 5

6 2 O LUGAR OFICIAL ALFABETIZANDOS V OU CONTAR UM POUCO DA HISTÓRIA DA MINHA COMUNIDADE. MEU MUNICIPIO É ITAOBIM E FICA NO NORTE DE MINAS GERAIS, MEU BAIRRO CHAMA-SE GUADALUPE E LÁ NOSSA COMUNIDADE É MUITO UNIDA. A MAIORIA DAS PESSOAS QUE CONHEÇO SÃO DE FAMILIAS TRADICIONAIS, MUITO ANTIGAS NESSA REGIÃO. SEMPRE QUE PODEMOS, NOS REUNIMOS PARA ORGANIZAR AS FESTAS RELIGIOSAS E POPULARES. AJUDAMOS UNS AOS OUTROS, COMEMORAMOS, E O MAIS IMPORTANTE, ENSINAMOS AS NOSSAS CRIANÇAS A GOSTAR E A PERPETUAR AS TRADIÇÕES CULTURAIS DE NOSSOS ANTEPASSADOS. VIVEMOS COM MUITA DIFICULDADE, MAS, NUNCA DEIXAMOS DE LADO A NOSSA FÉ E AS NOSSAS TRADIÇÕES. SABEMOS QUE ATRAVÉS DO TRABALHO E DA UNIÃO QUE PODEREMOS CONSTRUIR UM MUNDO MELHOR PARA NÓS E PARA NOSSOS FILHOS. ANA MARQUES JARDIM* * Doméstica 52 anos Município: ITAOBIM IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizadora: Mariene Cardoso Chaves Coordenadora da IES: Sônia Maria Athayde Dias 6 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

7 3 O LUGAR OFICIAL ALFABETIZANDOS M oro em Poço do Juá, município de Serra Dourada Bahia. Esta comunidade foi fundada por meus avós Manoel Joaquim dos Santos e Antônia Francisca dos Santos com sua familia. Eles construiram um ranchinho dentro do mato e começaram a trabalhar. Foi uma vida sofrida, quando o poço secava tinham que pegar água distante, a 4 km, não tinham tambor, eles pegavam água num casco de barriguda no carro de boi. Esta comunidade recebeu este nome, porque tinham muintos pés de juá ao redor do poço, aos poucos, ela foi crecendo e hoje está com mais ou menos 280 habitantes. Temos água encanada, energia, calçamento, telefone, a igreja onde rezamos e louvamos a Deus e o colegio que funciona até 8ª série, onde, inclusive, eu estudo pelo Programa Alfabetização Solidaria. Pra mim, este Programa foi uma coisa muito boa, porque nos deu a oportunidade de aprender um pouco mais e até levantar a auto-estima. SEBASTIÃO DOS SANTOS REIS* * Lavrador 44 anos Município: SERRA DOURADA IES: Universidade do Estado da Bahia Alfabetizadora: Andreia Santos da Costa Coordenador da IES: Edson Barreto Lima REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 7

8 1 O LUGAR JÚRI POPULAR ALFABETIZANDOS A comunidade onde moro fica situado no corrego do perdido e tem 35 moradores. Quando eu cheguei nesta comunidae as coisas eram muito dificil. trabalhei muito eu i meu marido. Cheguei em 62 emcontrei jente muito pobre i doente por falta de comforto que não tinha tranporte não tinha medico veja bem. a minha filha quebrou a perna. eu i o pai tevamos na cama para cidade. O doutor Gilsom cobrou uma quantia de dinheiro por isso o povo sofreu muito agora as coisas mudaram bastante. a nosso comunidade ja tem transporte tem medico tem missa escola rurais i tambem foi muito bom a chegada da Alfabetização Solidária que as pessôas não sobia fazer o nome agora sabe nos ficamos muito sastisfeito. MARIA ALVES DOS SANTOS* * Aposentada 69 anos Município: AGUAS FORMOSAS IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizador: Agnaldo Rodrigues de Oliveira Coordenador da IES: Gilson José Froes 8 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

9 E u moro no sítio Vilão. Gosto muito de morar aqui, porque, é um lugar muito calmo sem violência, só que é um pouco ruim quando é no inverno que não chega carro em caso de doença. Mais a não ser isso é muito bom um lugar cheio de florestas pés de mangas, jacas bananas. Gosto também de criar, tem muitas ladeiras não tem enérgia na minha residência é o que falta fica perto da escola. Por tanto eu adoro morar aqui, não trocaria pela cidade, ando de bicicleta as vezes de cavalo. O clima é bastante quente mais tem as arvores para ir pra dibaixo para baixar o calor, e fim é um lugar ótimo. Mas eu já morei na cidade, gostei também, mas não trocaria pelo meu sitio onde eu nascir e mim criei. As. Rita Josefina da Silva. Adorei esse projeto: Alfabetização Solidária, porque muita gente teve a oportunidade de estudar. RITA JOSEFINA DA SILVA* * Dona de Casa 27 anos Município: FERREIROS IES: Universidade Santa Cecília Alfabetizadora: Aginelma Domingos Coordenador da IES: João Alberto Paschoa REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 9

10 A 2005/026 A qui havia um grupo de pessoas na epoca era menoria. Com o passar do tempo o pessoal foi aumentando e chegarão a uma concluzão que deveria formar uma comunidade em nosso lugar. A nossa comunidade foi fundada em maio de Com o passar do tempo o nosso lugar foi desenvolvendo. Hoje atualmente temos uma igreja, um grupo escolar. Temos um campo de futebol uma associação de moradores ondo todos procura ajudar uns com os outros. Pois da união e que nace a força temos agua encanada tambem um grupo de mutirão. É em fim varias outras coizas importantes. O nosso objetivos e trabalhar em busca de mais benefiçios. Pra finalizar tenho orgulho de viver em esta comunidade. Riacho Seco do Brejinho. DOMINGOS CARLOS SOARES* * Lavrador 35 anos Município: CONDEÚBA IES: Universidade de Mogi das Cruzes Alfabetizador: Gilberto Soares Lima Coordenador da IES: Chirlene Francisca da Silva 10 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

11 E MARIA REGINA SOUZA DA SILVA* u nasci na fazenda cabreuva. Quando eu tinha oito anos, minha mãe faleceu mais eu gostava munto deste tempo. Quando cheguei na cidade grande, fiquei deslumbrada com as coisas que existia. Na comunidade a onde moro e assim. A trinta anos atras eu morava na rua dobrada, na casa verde. Tinha poucas coisas. Tinha uma padaria, poucos bares, uma igreja, as ruas não tinham asfalto. A água era de poço, nao tinha luz nas casas e nem nas ruas. Tinha um homem que vendia banana na carroça. O pão era vendido nas portas, o leite, as verduras. Era época do governo dos militares. Os soldados andavam de cavalos. O meio de transporte era o bonde, e ônibus eletrico, mas os povos andava mais a pé mas o progresso chegou, veio mais emprego, mais hospitais, mais lojas, padarias, farmacia posto de saúde, mercados, mais escola, faculdades veio as pontes, os viadutos, parque de diversões, aria de lazer, com espaço cultural. Hoje tem falta de emprego, mais bandidos. Falta de policia, gente que moran na rua. Porem tem cinema, teatro, casas noturna. Se um dia eu fosse prefeita mudaria a convivencia com as pessoas cuidava mais dos velhos, das crianças, dos jovens, daria mais emprego, cuidava mais da saúde e educação. Gostaria de fazer um espaço para dar paletra, para as pessoas, que tem duvidas com o que aprender, uma profissão na vida, parar o futuro. Mas sou feliz com tudo o que passei porque tenho a oportunidade de estudar, em uma escola modelo que e a Universidade Mackenzie * Do Lar 60 anos Município: SP / MACKENZIE IES: Universidade Mackenzie Alfabetizadora: Maria da Glória Coordenadora da IES: Maria de Fátima Chassot REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 11

12 A 2005/060 A comunidade onde moro é muito simples. Lá podemos encontrar coisas boas e ruins. Não é uma comunidade moderna, lá ainda existem coisas e modos antigos. Minha comunidade é muito pequena, por isso é simples, além dessa razão ela é simples porque não tem muitas coisas evoluidas. Só temos de evaluidos a energia elétrica nas casas dos moradores, entre outras coisas essenciais. Encontramos na comunidade onde moro, uma grande solidariedade entre as pessoas. Ou seja, todos se ajudam, como por exemplo na plantação de feijão e milho, além da ajuda por outros meios. Mas é justamente nestas ajudas, que surgem as fofocas e as intrigas. Isso prejudica o dia-a-dia dos moradores. Em minha comunidade, todos se conhecem e quase todo mundo que reside lá são parentes. As vezes por esses motivos é que fica dificil conviver com as pessoas. Assim concluo, que a comunidade onde moro, além de ser precária, não tem uma boa convivência entre os moradores. Como em todos os lugares, existem lá coisas positivas e negativas. MARIA JOSÉ ALVES DE CERQUEIRA* * Lavradora 49 anos Município: SANTANÓPOLIS IES: Universidade Salvador Alfabetizadora: Durcilene de Jesus Ferreira Coordenadora da IES: Ilmaci Mota 12 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

13 A 2005/081 N a nossa comunidade existem varios tipo de coisas é uma região que as vezes existem coisas ruim mais nós lutamos e conseguimos. As vezes chove as estradas fica rui não podemos sair de carro as vezes no dia de sabádo ficamos sem ir a feira. Eu amo minha comunidade mesmo que tem dificuldade. Mas é nela que moramos e temos de pedir adeus e ter união um com os outros para nossa região ir para frente e não ir para traz. Nossa comunidade não tem desenvolvimento porque os próprio que comanda a região as vezes não se importa de lutar pela região que moramos. Na comunidae temos de agir para temos estrada boa, transporte escolar e tem até familia que sai da zona rural para trabalhar na zona urbana para a sobrevivencia e as vezes não pode vim porque as estrada está escurregando sem os onibús poder ir a frente e air o que acontece volta para casa sem trabalhar e as vezes o motorista tenta passar e acaba arriscando sua própria vida. JUCILIA DOS SANTOS ARAUJO* * 16 anos Município: UBAÍRA IES: Universidade Salvador Alfabetizadora: Luzia Santos da Silva Coordenadora da IES: Maria da Glória Souza dos Santos Paixão REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 13

14 A 2005/084 A MARIA ROMANA DE JESUS DA PAIXÃO* comunidade onde moro é uma localidade, onde existe muita paz e harmonia, todos as pessoas são unidas e vivem todos em paz. A minha comunidade é um lugar onde todas as pessoas são unidas e presisa um do outro, todos trabalha e ajuda um ao outro, e existe muita paz e alegria e grasas a Deus não tem tanta vialência e ninguem ultiliza dorgas e é uma localidade só existe jente legal e eu sou acolhida muito bem. Tenho muitos amigos todos gosta de fazer amizade e muita paz. A minha comunidade tem muitas casas e mora perto um dos outros, e tem uma paisagem muito linda também tem muito trabalho e todos trabalham mas algum dia tem trabalho para alguma pessoa e para outros não. Na minha comunidade tem um lago mas infetismente não tem peixe aqui alguma pessoa pessoa se alimenta do proprio trabalho e cultiva muita mandioca, e tem um pé de fruta que as pessoa utiliza para se alimentar. Na minha comunidade eu sou uma pessoa muito solidaria com as pessoas que presisa de mim e eu vou ajuda-los pois eu sou uma pessoa muito feliz porque muita jente foi solidaria comigo e eu sempre vou ser solidaria com as pessoas que presisam de mim. Na minha comunidade as pessoas tem religião diferente mas ninguem agrede a nenguem. E por isso eu agradeço a Deus por morar em um lugar onde eu sou bem acolhida por todos muito bem. Obrigado Senhor. * Lavradora 46 anos Município: UBAÍRA IES: Universidade Salvador Alfabetizador: Jorge dos Santos de Jesus Coordenadora da IES: Ilmaci Mota 14 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

15 A MARIA DAS GRAÇAS DE CARVALHO* comunidade onde eu moro e Saramandaia a muito tempo eu sou moradoura de Saramandaia e antes era muito dificio para os moradores pois tudo era tão dificio era um verdadeiro caus era pesimo não tinha agua não tinha iluminação publica, nem rede de esgoto nem pavimentação, nem segurança, posto de saude, e quando chuvia a situação era bem pior era dificio anda tudo se tornava um tormento. As pessoas muitas vezes ficava esposto a tudo, com lequistopirose, febre, etc. as pessoas diziam quande e que esto vai muda. Olhava para os todos e não via solução. Mais Deus olhou para este povo umilde e tevanlou um homem que corajosamente lutou com todas as armas para mudar a triste historia de Sarmandaia. Este homem cajosso chama-se Sr Armandio. Ele suba e dicia encancavemente para ver o prebema da população de perto e leva ate as altoridade competente. Ele conceguiu e tudo mudou hoje temos tudo esto, nossa comunidade agora mudou podemos agraceder a Deus e tambem Sr. Armandio que ate conceguiu traser o governador á nossa comunidade ordenou liberação e deu título de possse a todos os moradores de Saramandaia que tem crecido a cada ano que passa as pessoas agora vivem mais tranquilas e sem tantas dificudades. * Costureira 48 anos Município: SALVADOR IES: UNIFACS Alfabetizadora: Rosa Maria Soares da Cruz Coordenadora da IES: Lucia Andrade REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 15

16 A MINHA COMUNIDADE C risópolis Redação Tema A minha comunidade RUBENICE GOMES DE SANTANA OLIVEIRA A minha comunidade fica no municipio de Crisópolis. Gosto muito de morar nela. A cidade é calma e tranquila. As pessoas respeitam ums ào outros a maioria das pessoas são independentes. A cidade é arejada e limpa. A minha comunidade é um lugar bom para morar para as pessoas trabalharem, é uma terra que de tudo que se planta nós temos resultado. Depende primeiramente de Deus e segundo da coragem dos homems para trabalharem tanto na parte da agricultura e na parte da criação dos animais. O prefeito cuida bem da cidade cuida da saude, etc. A minha cidade tem escola espalhada por todos os lados da cidade e povoados. Agradeço a Deus por ter nascido aqui nesse lugar e morar aqui até o momento. Esperamos que com o novo prefeito ele venha desenvolver más a nossa comunidade criando empregos para as pessoas carentes. porque é disso que pressizamos é de trabalhar porque se tem estudo tem que ter o trabalho. Em fim. * Lavradora 40 anos Município: CRISÓPOLIS IES: Universidade Salvador Alfabetizadora: Domingas Alves de Oliveira Coordenadora da IES: Lucia Andrade 16 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

17 E u moro em uma região chamada papagaio. é uma região muito bôa temos muitas paizajem lindas. temos brejos, cerrados morros compos lindos. temos serras que subimos para deixar gado amimas que criamos. na nosssa rigião tambem temos muitas pessoas que moram pertos ums dus outros. é uma paisagem muitos linda perto de minha casa. tem um riacho que eu lavo roupas carigo água para conzinhar beber tambem as criansas tomam banho no rio. é uma beleza. a natures e bela maravilhosa, eu e menhas filhinhas adoramos paizagem que as criansas gostam de olhar para os passsarinhos brincar com os animais na minha casa criamos galinhas porco cachorro. muitos bichinhos que nos adoramos não podemos abandonar os bichinhos. adoramos todos. Rosilene Alves Jorge A 2005/100 ROSILENE ALVES JORGE COSTRO* * Lavradora 23 anos Município: FORMOSA DA SERRA NEGRA IES: Universidade Estadual Paulista Alfabetizador: Izarão Coelho de Assunção Coordenador da IES: Elizeu Trabuco REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 17

18 COMUNIDADE ONDE MORO A LEIDIOMAR ROSA DOS SANTOS* mossa comunidade chama Sapata Esta localizada no municipio de Almenara MG As pessoas que moram aqui são todos parente, como se fosse una enorne familia Com a união das pessoas tivemos grande beneficios pois fornamos Conselho Comunitario Onde procuramos reinvindicar mossos direitos trabalhamos juntos, e a nossa meta e alcançar um objetivos, que e trazer melhores condicoes de vida para todos que fazen parte dela. Procuramos senpre ter informacões e conhecimento de projetos Um dos beneficios conseguido foi a fábrica de farinha e dela que tiramos a renda que e o sustento de todos as familias com a associação que temos na comunidade Conseguimos uma forna de reunião e organização de pessoas ou entidade con objetivos e interesses, problenas e necessidades comuns. A associação busca a união do grupo uma forna justa que permita a realizacão do trabalho conjunto e melhorias para todos os participantes para nos moradores des comunidade acreditamos que o mosso ideal e senpre buscar o melhor planjando e colocando em pratica uma estrutura de vida que e o nosso trabalho. * 28 anos Município: ALMENARA IES: Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Alfabetizadora: Alcione Rodrigues Coordenadora da IES: Maria Auxiliadora Jacy 18 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

19 M A 2005/148 MARIA DA LUZ DOS SANTOS* oro em um comunidade de pessoas humildes a rua que eu moro não e calçada quando chove é so lama. As criança ficam brincando dentro das lamas descalças e o prefeito não faz a parte dele e também não dar muita impontância a nossa comunidade. Emprego aqui é muito difícil e quando aparece um e pra ganhar menos de cem reais por mês isso na cidade porque aqui onde moramos a maioria das pessoas trabalham na agricultura. Tem uma escola em nossa comunidade mas não é lá essas coisas. Falta muito pra ser uma boa escola. Não tem infra-estrutura nenhuma é esgoto a céu aberto por trás da escola. Mais mesmo assim é a felicidade de nossas crianças carentes que precisam aprender alguma coisa. Gosto daqui por ser uma comunidade calma sem muita violência, o problema dessa comunidade é a pobreza muitas pessoas aqui trabalha na capital da paraíba para viver melhor mas mesmo assim é muito difícil. Resumindo minha comunidade é formada assim com muitas pessoas carentes que necessita de ajuda, tem um posto de saúde também para atender as coisas mais simples quando e caso de urgência e encaminhado para outra cidade. * Agricultora 28 anos Município: ALAGOINHA IES: Universidade Paulista Alfabetizadora: Luciana de Carvalho Bernarda Coordenadora da IES: Rose Reis de Souza REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 19

20 C om poucos habitantes, escondida é uma comunidade pequena e pouco desenvolvida, onde moro com minha familia e assim como enfrento dificudades é aqui que tenho minhas alegrias. Por pertencer a baixa classe social é com muito trabalho que não desisto e estou sempre conseguindo dar o pão de cada dia a minha familia, e assim vamos garantindo nosa sobrevivencia adquirida do pouco que nos é oferecido em nossa comunidade. Com todos problema que vem a nos atingir como: a seca, o desemprego, entre outros, é com muita união que enfretamos e sempre lutando é que seguimos prontos a está nos ajudando e mesmos diante de tantas dificuldades não desanimo. E assim, pouco a pouco vou contribuindo da maneira que posso para construirmos uma comunidade, unida, feliz, com dificuldades, mas boa de se morar, é assim a comunidade onde moro. FRANCISCO JILSON LOURENÇO* * Agricultor 39 anos Município: PALHANO IES: Universidade Paulista Alfabetizador: Francisco Eliezio da Silva Coordenadora da IES: Rose Reis de Souza 20 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

21 A comunidade onde moro é muito carente mais é acolhedora. A comunidade é pequena tem muitas necessidades mas nem por isso as pessoas deixam de lutar pelos objetivos comuns de todos nem perder a alegria de viver. Somos trabalhadores pessoas alegres, e de uma forma ou de outra temos ajuda para o nosso desenvolvimento. Essa escola foi muito bem vinda e está trazendo benefícios as pessoas daqui. Em fim se fosse pra comentar da comunidade teríamos muitos assuntos, mas vamos tentado solucionar os problemas que aparece e agarrar as oportunidades que suje. NILSON PEREIRA DA COSTA* * Agricultor 42 anos Município: SERRA BRANCA IES: Universidade Federal da Paraíba Alfabetizadora: Lidiane Gomes de Lima Coordenadora da IES: Aparecisa de Lurdes Paes Barreto REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 21

22 A minha comunidade é grande tem igreja, posto de gasolina, posto policial, hospital etc. Na minha comunidade falta trabalho suficiente para as pessoas. Eu gosto da minha comunidade porque ela é limpa por isso adoro morar nela. Sim tabém estudo com varias pessoas na Alfabetização Solidaria por isto é uma comunidade. Comunidade e escola, familia respeito, soidariedade, uniao, etc. Nela tem uma linda igreja um bom ponto turistico lugar para o esporte e bons profissionais na saúde melhorando a comunidade em geral. JOSÉ CARLOS SERAFIM DA SILVA* * Agricultor 26 anos Município: FAGUNDES IES: Universidade Estadual da Paraíba Alfabetizadora: Marcia Gomes do Nascimento Coordenadora da IES: Eliane de Moura Silva 22 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

23 JARDIM DO MULATO A minha gurida cidade nalal. A muilas ano traz era uma ilha arodeada de lagoas como a lagoa da Ifilina, lagoa, lagoa das banco e lagadico e outras os seus primeiras abitantes era alguns ciares. mulado de cabelos logos, lizos e pretos. hoje os seus unicos decendentes são os pracalis. gente nobre e de coraçao bom. diz-se que dais então surgio o nome de nossa cidade jardim do mulato hoje depois de tamto tempo a nossa cídade está bastante abitada antes as Ruas era apenas pequenas varedas e hoje são ruas largas e calçadas; antes nossas lagoas era linpas tinha bastantes peixes e hoje as lagoas são sujas e no ligar dos peixes só existe capim. as altoridades abandonou nossa lagoa? O que fazer? Na mianha cidade tem varias qualidade é uma cidade calma e sem violençia. na minha o pinião para ser melhor só precisa de un hospital Pois sem saúde não somos nada e um hospital ajudaria o mais é só felicidade pois o meu jardim e bastante florido de qualidade. Maria Pereira Nunes Silva MARIA PEREIRA NUNES SILVA* * Do Lar 30 anos Município: JARDIM DO MULATO IES: Faculdades Integradas Maria Theresa Alfabetizadora: Paula Nunes Silva Coordenadora da IES: Anésia Maria Costa Gilio REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 23

24 SÔBRE A COMUIMDADE QUE EU MORO E u moro no Povoado Pirunga Muicipio de Capela. A trinta anos aqui não tem violencia gosto muito dáqui so que a minha rua não e calçada. Eu estou adorando este projeto da Vale do Rio Doce, assim posso continuar meus estudos por causa do horario que é bom para mim. Em poucos meses que eu estudo já aprendi muitas coisas. Vou falar mais um pouco sôbre o povoado que eu moro. Antes não tinha água, encanada não tinha energia àgora temos. Desculpe por eu não saber escrever corretamente um dia eu aprenderei meho. O Povoado que eu moro existe varias lenda, a mais interessante é a do rastrinho. A uma pegada em uma pedra que, acreditam que é a pegada de Nossa Senhora. Não existe de interssante somente as lendas tambem temos muitas casas de farinha, para algumas pessoa é uma forma, de susteno da propria família. Essa e um pouco da minha estoria do lugar onde eu moro CELESTINA DOS SANTOS* * Doméstica 50 anos Município: CAPELA IES: Universidade Federal de Sergipe Alfabetizadora: Andréa Santos Leite Coordenadora da IES: Fabiana Cristina Oliveira 24 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

25 A comunidade onde eu moro é uma comunidade pequena e calma. Possui energia elétrica, água encanada, escola, igreja, posto médico e outras coisas mais. Na comunidade as pessoas vivem da agricultura, da caça e dos trabalhos alugados. Apesar de ser um lugar pequeno, meu povoado é muito bonito e organizado e o mais importante é muito calmo. Aqui as pessoas vivem com a esperança de poder melhorar as condições e ter uma vida melhor. Enfim minha comunidade é um lugar bom de ser viver, tem dificuldades, mas também tem coisas boas. GÊNISSON CARVALHO DE OLIVEIRA* * 21 anos Município: RIBEIRÓPOLIS IES: Universidade Federal de Sergipe Alfabetizadora: Gilvania Carvalho Oliveira Barreto Coordenadora da IES: Maria de Fátima Santa Rosa REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 25

26 M LUIZ GERALDO COSTA* ORO NA LOCALIDADE SERRA DO PURGATÓRIO, PERTO DE AGUAS CLARAS COMUNIDADE ESTA QUE TENHO A HONRA DE PERTENCER. NO CENTRO DE ÁGUAS CLARAS JÁ TEM LUZ ELÉTRICA A MUITO TEMPO, MAIS NOS SITIOS NÃO TINHA. GRACAS A DEUS NO MEU SITIO EXISTE UM BEM MUITO PRECIOSO QUE E NUITA AGUA, POR ISSO PUDE CONSTRUIR UMA PEQUENA USINA QUE GERAVA LUZ PARA MINHA CASA. A AGUA FUNCIONA TAMBÉM UM MOINHO ASSIM POSSO MOER MILHO PARA MIM E MEUS VIZINHOS. AGORA JÁ TEMOS A CEMIG QUE PERMITIU A TODOS TER MAIS CONFORTO BREVE VOU COMPRAR UM MOTOR ELTRICO QUE VAI ME PERMITIR TRATAR DO GADO, PRINCIPALMENTE DAS VACAS IARA AUMENTAR A PRODUCAO DE LEITE. JA EXISTE EM ÁGUAS CLARAS E DOS PRODUTRES DE ÁGUAS CLARAS E REGIÃO, DA QUAL JÁ FACO PARTE COMO ASSOCIADO ESSA ASSOCIÂO ME ANIMOU MUITO PARA PLANTAR CANA E CAPINS DE FAZER RACÕES. PORQUE JÁ TENHO BONS PASTOS DE BRAQUIARIA E CAPIM GORDURA. O MEIO DE TRANSPORTE QUE USO NO MEU SITIO PARA LEVAR O LEITE E IR A ESCOLA E O CAVTLO. * Lavrador 52 anos Município: MARIANA IES: Universidade Federal de Ouro Preto Alfabetizador: José Carlos da Silva Coordenadora da IES: Fernanda A. Oliveira Rodrigues Silva 26 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

27 B om na nossa comunidade há muitas coisas boas e há ruins. Pontos positivos -> O principal é a paz tamben a gente pode respira um ar puro, tem um bom leite resquinho tirado de vacas buzeras açurdes para um bom banho dia de Domingo mais há os pontos negativos não há energia em todas as casas como tambem não tem agua encanada não tem agua tratada para nosso povo beber e os empregos são muitas pesado homens e mulheres, nossas criancas todas estudam em uma casa que é chamada sede da Fazenda. Lá tem o suficiente para eles apreenderem a ler e escrever. Bom na nossa madalena é uma cidade pequenina mais muito aconchegante tem duas igrejas lindas. Muitas coisas bonitas de se ver. MARIA GERALDA ALVES QUEIROZ* * Agricultora 44 anos Município: MADALENA IES: Universidade Estadual do Ceará Alfabetizadora: Edinete Firmino Nogueira REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 27

28 A JOÃO CLAUDINO DE LIMA* TUALMENTE É MUITO DIFICIL O CIDADÃO TER UMA MORADIA OU SEJA A CASA PRÓPRIA, O TRABALHADOR SOFRE MUITO COM A FALTA DE MORADIA. MAÍS HOJE EU AGRADESO MUITO A DEUS POR TER ME DADO A OPORTUNIDADE DE TER O MEU RANCHO E VIVER SOSEGADO NO MEU CANTINHO. EU ESCOLHI UMA LOCALIDADE MUITO TRANQUILA PARA MORAR, ONDE TEM POUCOS MORADORES MAIS QUE VIVE TRABALHANDO NO SEU DIA-A-DIA PARA ASSUMIR SUA FAMÍLIA E SOBREVIVER. APESAR DA NOSSA COMUNIDADE PASSAR POR MOMENTO DIFÍCIES POIS FICA DISTANTE DA CIDADE E NÃO TEMOS MUITO ACESSO A DOUTOR E TRANSPORTE. NOSSA CASAS SÃO SIMPLES DE PALHA E PAREDES DE BARROS E POUCAS TEM ENÉRGIA ELÉTRICA MAS TENTAMOS VIVER EM HARMONIA MAIS PRECISAMOS MUITO PARA TER UMA VIDA DIGUINA. AQUI NA NOSSA COMUNIDADE VIVEMOS EM PAZ E UNIDOS COM OS NOSSOS COMPANHEIRO DE TRABALHO E TENTAMOS SER AMIGOS DE TODOS. NÓS TRABALHAMOS COM A PESCA, ESSA É A NOSSA PROFISSÃO, TRABALHAMOS EM CONJUNTOS OU SEJA AJUDANDO UM AO OUTRO. E ASSIM QUE VIVEMOS NA NOSSA COMUNIDADE AJUDANDO OS AMIGOS, SOMANDO AS ALEGRIAS, DIMINUINDO OS PROBLEMAS, MAS MULTIPLICANDO A PAZ E DIVIDINDO OS PROBLEMAS. * Pescador 32 anos Município: BARROQUINHA IES: Universidade Estadual do Ceará Alfabetizadora: Maria dos Navegantes Bento Coordenador da IES: Cândido Bezerra da Costa Neto 28 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

29 JOANA PAULA BARBOSA SILVA* O nde eu moro é muito divertido. As pessoas são muito bacanas. Adoro o clima desse lugar. Aqui só mora Pessoas boas Pessoas unidas que não pensa em maldades são todas da Paz Povo humildes que dão duro na vida Para sobre-viver em harmonia Povo Gentil lugar lindo de viver feliz sem nada Prá atrapalhar dar gosto morar aqui. lugar tranquilo gente maravilhosa lugar de gente alegres e sorridente com os brilho nos olhos de felicidade adoro o jeito de ser de cada um gente brasileira que não desiste facilmente Pessoas Fortes e batalhadoras e de um bom humor são pessoas super importantes essa é a minha comunidade um povo que não tem medo de encarar a dura realidade * Artesã 18 anos Município: MORAÚJO IES: Universidade Estadual do Ceará Alfabetizador: Henrique Ramon da Silva Ribeiro Coordenadora da IES: Francidalba Fonseca REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 29

30 M oro em uma comunidade chamada corrego da Precilia há mais ou menos 250 familias vivendo em condiçoes precarias há um grandi indice de desemprego. A maioria, sobrevive da pesca, vendem picolé para os donos de sorveterias, alguns vivem de fazer fretes em carroças. E triste mais preciso comentar é uma area de risco, não temos nenhum apoio politico. os mesmos só aparecem na area no tempo das eleiçoes de 4 em 4 anos. A maioria das casas não tem banheiro prometeram de dar um kite, mas ficou so na promessa, somos esquecidos por todos. Falam de idenizar as familias e colocar em outra localidade, mas torno a dizer só promessas e sobre Deus onde eles vão escolher para construir as casas espero que não seja em um lugar pior do que moro. A nossa comunidade não tem calçamento quando chove alaga tudo, entra agua em muntas casas, fica sem poder sai de casa, vivemos em uma situação dificil. Quando vamos atras dos nossos direitos nos recebem mal. FRANCISCO EDVAN DA SILVA* * Capatazia 23 anos Município: ARACATI IES: Universidade Estadual do Ceará Alfabetizadora: Ivaneide Ricarte Vieira Coordenadora da IES: Fatiana Carla Araujo 30 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

31 S itio Riacho do Meio. A comunidade daqui tem coisas legal tem um acude muito maravilhoso tem energia tem gentes legal e outras falsas gosta de mentir tem um colegio um profêssor gente fina os meses de maio tem novenas. Na nosa comunidade as pesoas tem muita desulnião, nós tem uma asociação. Essa asociação é formada por pessas que vem se associando para quando tiverem mais velhas terem um ganho sem trabalhar pois nós vão ficando muito idosa e idoso para nós terem um sustento. A associação daqui começou agora nós vem lutando para conseguir projetos para as pessoas da minha comunidade. MARIA MARLENE BRAGA DE SOUZA* * Agricultora 49 anos Município: ACOPIARA IES: Universidade Estadual do Ceará Alfabetizador: Francisco Tony César da Silva REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 31

32 A qui na nossa comunidade a onde a gente mora passamos por muitas dificuldades umas delas é a falta dgua nos utimos tempos a situação vai piorando cada vez mas. Principalmente para bebemos água muitas das vez compramos agua para beber porque não tem a onde recorrer. Gostaria que a nossa comunidade foce mas vista de outra maneira deferente e a colhida e que pudece trazer um recurso pra favorecer agua para nossa comunidade um saniamento sempre pra poder ter uma vida tranquila e melhor. Gostaria que a nossa comunidade a nossa gente não passace por isso porque ninguem merece porque a gente já tem muitos problemas. é a estrada. é a falta de um orelhão publico prá quando precizamos fazer uma ligação no caso de uma emergencia não se deslocace do nosso sítio pra cidade. eu gostaria que a minha comunidade fosse mas diferente. espero um dia muda tudo isso A SECA CICERA RODRIGUES DANTAS DA SILVA* * Agricultora 35 anos Município: MONTE HOREBE IES: Universidade Federal da Paraíba Alfabetizador: Francisco Fábio Barbosa Coordenadora da IES: Aurora Maria Figueredo Coelho Costa 32 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

33 E u moro no Pasmo municipio de Itabim a 19 km da cidade A minha comunidade e pequena pouca habitantes, a comidade onde eu moro é cheio de crianças brincando nas ruas, todo mundo trabalha nas ruas, todo na tavoura, todas trabalho no orlesenates. nos aqui tem posto de saúde, e muito bom para nosa saúde e tem telefone oreião que serve para fala com os parente de casa, longe, tem a escola, perto de que e onde eu estudo para mim é muito impoto impatate país não puso estuda quanda crianca e agora poso estuda grasas a deis e posa estuda tua vontade de conhece o governo para fala com ele o quante gosto da escola moro aqui a tanto tempo, mas não pude etudar Vo termina com um abaço para todos NEUZA GOMES FERREIRA* * Lavradora 32 anos Município: ITAOBIM IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizadora: Lidiane Moreira Coordenadora da IES: Sônia Maria Athayde Dias REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 33

34 A comunidade onde moro e uma maravilha. Temos muita paz e tranquilidad Tenho muintas amizades tenho a minha casa e o meu quintal que passo as minhas horas tranquila e orgulhado por estar rezidindo em um Bairro bom de uma cidade historica é muito proxima a capital mineira E para completar a minha tranquilidade, a Campania Vale do Rio Doce junto a prefeitura de Sabará nus hoferece o estudo a noite. Com o estudo a noite estou mi sentindo muito bem. Pois estou me afastando cada ves mais das bebidas cigarros i outras mais. e o mais emportante é que isto aprendendo a ler escrever e fazer mais parte da sidadania. Por isso agradeço muito a minha professora e a compania Vale do Rio Doce. Antonio Roberto Muniz agora mais livre do étrés! Sabará 30/05/2005 ANTONIO ROBERTO MUNIZ* * Ferroviário 50 anos Município: SABARÁ IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizadora: Maria da Consolação Firmo dos Santos Coordenadora da IES: Mônica Nogueira Camargo 34 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

35 A MARIA DA SILVA RIBEIRO* comunidade onde eu moro é pequena. Tem poucos habitantes, mas todos muito hospitaleiro. Há 30 anos atráz quando casei e mudei para cá as coisas eram bem dificil quando chovia muito não tinha transporte para chegar-mos até o nosso Municipio São Gonçalo do Rio Abaixo e as cidades vizinhas. A situação era mesmo precária. Mas com as graças de Deus, e, ajuda da prefeitura melhorou bastante agora já temos o transporte escolar que facilita a vida dos estudantes. Eu mesma já tenho filhos que ja fizeram o 2º grau, e outros que ainda estão concluindo. E graças a Alfabetização Solidaria tambem voltei a sala de aulas. porque o que era tao dificil a 48 anos atráz agora se tornou mais facil E só termos força de vontade, e, um objetivo na vida lutar para vencer. Bem que eu queria que todos da minha comunidade pensasse como eu. Só tenho agradecer primeiro a Deus por me dá força e coragem, para trabalhar o dia todo e estudar a noite, e aos que tiveram a brilhante ideia de implantar a Alfabetização Solidaria. Fica aqui o meu muito Obrigada * Dona de casa 48 anos Município: SÃO GONÇALO DO RIO ABAIXO IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizadora: Valdirene Gomes Faria Coordenadora da IES: Monica Nogueira Camargo REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 35

36 N ossa comunidade é composta por pessoas trabalhadoras que não se rendem as condições de baixa renda não se curvam diante das dificuldade da vida. Principalmente temos muito amor com o proximo. Isso faz de nossa comunidade um exemplo pra ser seguido por todos aqueles que preserva a paz. Nossa comunidade é formado por pessoas dignas e que sabe trabalhar pelo o que quer. São pessoas que sabe buscar paz. Portanto nunca vou perder a esperança de acomtecer várias mudamças para que elas reflitam bastamte e possam praticar sempre o bem assim temos uma comunidade promovida. FRANCISCA CAMPOS DE OLIVEIRA* * 46 anos Município: PENAFORTE IES: Universidade Regional do Cariri Alfabetizadora: Janaildes Pereira Silva Coordenador da IES: Cicero Esmeraldo Amorim 36 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

37 A GONÇALA DA COSTA BUENO CUNHA* comunidade onde moro. Arraial, um povoado que era chámado Campo Alegre, que somente em 31 de janeiro de Arraial até essa data era um lugar quase sem beneficios publicos. Como exemplo: só tinha uma escola A Unidade Escolar Gonçalo Nunes, não tinha ruas pavimentadas, nem luz, nem água encanada, nem saneamento básico, associações, hospital, correios, farmacia, delegacia, redes de esgoto, forúm, radio, para comunidade, nada disso havia em nossa comunidade. A partir daí, quanto Arraial passou a ser cidade ganhou e ganha muitos beneficios. Atraves dos prefeitos e vereadores e membros de associação, ja conseguimos essas Obras Citadas e estamos lutando para comseguir mais e melhores estraturas. A maioria da sociedade de Arraial sobrevive do roçado, do lavado, beneficios sociais, da aposentadoria enfim a sociedade Arraialense é batalhadora, amiga e feliz. A Educação das escolas está bem um pouco a mais desemvolvido possui encino da pré-escola do ensino médio. também possui salas de aulas da Alfabetização Solidaria, para as pessoas da terceira idade possam aprender ler e escrever. * Dona de casa 49 anos Município: ARRAIAL IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizador: Josthen Marcelo de Souza Coordenadora da IES: Rejane Ruas REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 37

38 P O LUGAR ONDE EU MORO PASSA BOI JOSÉ CARLOS MATIAS FARIAS* assa boida tambem passa as moreninhas dos cabelos caxeado as morena tambem danca as quadrilha comendo pamonha de milho verde e bolo de mandioca que é a tradiçao do lugar a tradição do lugar tambem é festejar as festa junina por que e a tradição do meu nordeste brasileiro é festejar o mês inteiro dancando quadrilha soltando rojão. as menina na beira da fugueira soltando xuvinho e os velho caduco soltado balão comendo canjica tomado quentão. Vasmos convida os para toma pos compadre vamos sim é uma alengra imesa. Vamos pula a fugueira por que é noite de São João vem compadre vem comadre vamos aproveita o pouco tempo que resta para acaba a festa do meu nordeste do meu brasil esta é a minha mensagem falando sobre a comunidade onde moro. nao sei se fiz tudo correto descupe os eros por que ne tudo e perfeito temos que ter algo de erado na nossa vida mais uma ves pesso que descupe os eros que eu sei que não fouro poucos mais espero que entedão o que eu falei sobre esta redação asim vou finalizar por que o asunto acabou FIM * Agricultor Município: TAQUARANA IES: Centro Universitário do Norte Paulista Alfabetizadora: Roseane da Silva Santos Coordenadora da IES: Maria Betania Barbosa da Silva 38 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

39 A MARIA DE FÁTIMA BEZERRA DA SILVA* comunidade onde moro. Nesta redação falarei um poco sobre a minha comunidade. Infelismente hoje em dia, a comunidade onde moro passa por sérios problemas, financeiros na saúde, na eduação e etc. Todos nós sabemos que nossa cidade é muito pouco desenvolvida, a taxa subdesenvolvimento é muito alto e a cada dia tem crecido mais. Na saúde nós temos, tido um bom atendimento médico, falta de remédios, e etc. Na educação o nosso indice de analfabetismos tanbém ainda é muito alto o recursos e as oportunidades que são oferecidas a os nosso jovens são muito pequenos. Por essa rasão, a maoria dos nossos jovens não terminam nem o segundo grau de escoleridade. Pois na maioria das famílias os jovens pela necessidade precisam deixar de estudar para trabalhar, para que assim possam ajudar seus pais. Aqueles que tem a oportunidade e terminam os seus estudo, na maioria das veses é preciso sair da nossa cidade para cidade maiores em busca de melhores condições de vida quando conseguem um trabalho não podem dar continuidade nos seus estudos. Todos tem o desejo de terminar o colegial e logo após ingreçar numa facudade mas infelismente a maioria não consegue o seu objetivo divido as condições de nossa cidade. * Agricultora 52 anos Município: SÃO JOÃO DO TIGRE IES: Universidade Federal da Paraíba Alfabetizador: João Batista do Nascimento Coordenador da IES: Hiltom Paulo Almeida REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 39

40 A comunidade onde moro. Eu moro em uma região de poucos dezenvolvimento honde o sertaneigo sofre muito com a seca a fome sem trabalho so esperando aguda do governo nois somos criado de peis no chão não podemos estudar porque não codisões o que nois precizamo e de mais saude de aparelho de comucasão porque en cazo de hurgencia não temos sequer um telefone publico não temos um PSF para saude de nosos filhos que naice e se cria de peis nos chão não sabe seque o que uma boua alimentasao uma boua escola u bon crecimento cresi todos desnutrido perde até o cresimento honde a maioria não chega até 1 metro e hoitenta por cauza da desnutricão a pobreza a fome e a mizeria que asola nossa comunidade que tanto sofre com a falta e chuva e de alimentos para vivermos. FRANCISCA ALVES DE MELO* * Agricultora 38 anos Município: SÃO JOÃO DO TIGRE IES: Universidade Federal da Paraíba Alfabetizador: Claudenilson Freire Barros Coordenador da IES: Hilton Paulo A. Almeida 40 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

41 O municipio de Saõ Pedro. Fica Ao Norte de Natal. Saõ Pedro é uma cidade Pequena, muito calma Não tém muita violênçia. Tem como nossos Filho Estudar Sem Nem um risco de violênçia, Todo mundo é Amigo, gosta de Ajudar os Outras. Só Naõ é melhor porque naõ emprego mais de moradia é Otima. Tem muita coisa que precisa ser feito na minha opinião, como uma Fábrica, um Restaurante uma Comperativa para Gerar emprego; por que quantas pessoa vive sem Trabalho aqui em Saõ pedro o prefeito podia fazer muitas casas para aqueles que naõ tem a onde morrar, uma quadra de esporte que naõ tem, tem mais ta toda cainho os pedaço e etc... Aluno= Manoel Medeiros da Silva Professara= Jacileide O MUNICIPIO MANOEL MEDEIROS DA SILVA* * Trabalhador Rural Município: SÃO PEDRO IES: Universidade de Ribeirão Preto Alfabetizadora: Jacileide Assis de Oliveira REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 41

42 M O MUNICIPIO ONDE NORO MARLUCE M. DA SILVA ROCHA* arluce M. da Silva Rocha Redação O municipio onde noro. O municipio onde noro esta localizado ao Norte. São Pedro, e uma cidadizinha pequena mais e um lugar bom de norar. Porque e caumo, faiz 32 anos, que eu noro aqui eu acho muito bom norar aqui em São Pedro. Eu recebo A Mãe Rainha em minha casa todos meses no dia 1º de cada meis. aqui tem festas juninas de 22 à 29 de junho, dedicado ao nosso padroeiro de nossa cidade, tem barraca, comida tipicas leilão etc... tem romaria ao Monte de Santana venhe vizitantes de outras cidades vizinha. Final de ano tem festa. No dia 25 de Dezembro, tem missa na Igreja Comenoranos o maiscimento de Jesus Cristo, na entrada de ano Novo tem a santa missa, quemage de fogos 5 e 6 de janeiro, tem a festa de santos reis. Quando chega uma visita em nossa cidade nós sepre comvidamos para ir ao nonte de santana etc... São Pedro, é um lugar pequeno mais tem uma pracinha, uma igreja, varias loginhas, mecadinhos dois colegio e uma prefeitura etc... A população daqui são pessoas onestas. Mas falta o mais enportante de nossa cidade, não tem enprego as pessoas tem que ir trabalha fora da cidade e outras vivem da Agricultura * 26 anos Município: SÃO PEDRO IES: Universidade de Ribeirão Preto Alfabetizador: Artur Diego Lopes da Silva 42 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

43 A pesar de não ser uma cidade com viadutos e shopping centers sou feliz em morar aqui pois temos saúde educação mas há uma grande problema que e a falta de emprego para a população. Sabemos que para o amalfabeto tudo é mais dificel e precisa muita sorte e força de vontade para vencer na vida arremando um bom onprego sem ter estudo. mas agele as vezes faz faculadade dendo fica desempreado. Então só resta trabalha de domestica nas casas de quem tem mais condecões. E desejo de todas nos que isso seja salucionado, cabe aos governantes municipais gerar novos empregoas dando mais oportunidades para todos. FRANCISCA DAS CHAGAS GOMES DA SILVA* * Doméstica 33 anos Município: OLHO D ÁGUA DO BORGES IES: Universidade de Brasília Alfabetizadora: Marina de Oliveira Pereira Coordenador da IES: Chico Gois REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 43

44 M MARIA FRANCISCA DE ABREU SILVA* inha comunidade chama-se Bom- Principio, Municipio de Paramoti Moramos nela faz 42 anos, mim sinto muito feliz, apesar de ser um lugar tranquilo e calmo moram 25 família todas nós somos amigas. Não temos inimizade com ninguem isso eu acho importante, Para nossa convivencia de vida pessoal. Dentro desses 42 anos passamos muitas necessidade, pois nosso lugar não tem o suficiente, para possamos viver melhor, nós vivemos na agricultura, mais agora ela não forneci o suficiente para nossa sobrevivencia, familiar, mas com toda essa necessidade vamos levando, com a força de Deus e a fé que temos nele venceremos tudo. A nossa esperanca e de encontra-la trabalho para que todas as família possa ter o necessario para oferecer à nossos filhos, é triste ver as criança precisando de alguma coisa e a gente não poder dar, mas com tudo isso, estamos na espera de um dia viver uma convivecia bem melho. Com tudo isso estamos passando, e a nossa comunidade está se desenvolvendo e crescendo a cada dia que se passa, olha como e bom ter esperança senpre chegamos lá e encomtramos o melho para oferta a nossos filhos por não temos o que comunidde ofertar vamos espera por Deus que não si consaremos. * Agricultora 42 anos Município: PARAMOTI IES: Universidade Estadual do Ceará Alfabetizadora: Maria Regina de Abreu Silva Coordenador da IES: Raimundo Elmo de Paula Vasconcelo Junior 44 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

45 E SANTA MARIA FREIRE DE MACEDO* u moro em uma comunidade pequena mas eu adoro ela porque as pessoas são todas emportante para mim nós vivemos unidas com todas. Eu trabalho com o meu marido na roça parra tirar o pão de cada dia. Olha na minha comunidade é um lugar muito bom porque meus pais e meus irmãos mora todos nela e nela tem um grupo escolar não falta escola só não aprede quem não quer. Na minha comunidade mora 76 pessoas todas são legal e assim é a vida na comunidade onde moro no inverno todos nós vamos para as roças trabalhar todas se alegra porque é da roça que nós vivemos porque nós não temos empregos é dificil achar até uma diária de serviço mais nós confiamos em Deus porque ele é quem nos ajuda. A minha comunidade é uma comunidade muito pobre porque no tempo da seca os trabalhadores se disloca para outros lugares para conseguir o sustento das familias. Mesmo assim eu gosto dela porque é um lugar assocegado para viver. Termino com a minha redação porque eu já falei um pouco da minha comunidade. Santa Maria * Trabalhadora Rural 29 anos Município: BETÂNIA DO PIAUÍ IES: Universidade Castelo Branco Alfabetizadora: Francisca Gerlândia de Macedo Feitosa Coordenadora da IES: Maisa dos Reis Quaresma REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 45

46 A comunidade de Cajazeiras situa-se distante sete quilometros da cidade de Madalena, é desenvolvida, embora apresente alguns problemas graves. Em Cajazeiras vivem aproximadamente 200 famílias que sobreivem da agricultura e pequenas comercios. A comunidade conta com energia eletrica, agua encanada, telefone público, posto de saúde, escolas, clubes para o lazer das familias além de templos para os católicos e evangelicos. O maior probema de Cajazeiras é o alcoolismo, que atinge não só aos jovens, mas também aos pais de família que muitas vezes deixam seus filhos passando necessidade para beber com os amigos. para que haja um maior desenvolvimento é ncessario uma conscientização da populaçais para que possa exigir seus direitos mas também cumprir seus deveres. Maria de Fatima Sousa amorim MARIA DE FÁTIMA DE SOUZA AMORIM* * Agricultora 31 anos Município: MADALENA IES: Universidade Estadual do Ceará Alfabetizadora: Daniele de Castro Pinho 46 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

47 A ENOQUE MONTEIRO PEREIRA* comunidade a onde eu moro, é uma comunidade pequena a onde todos os moradores se conheçe. A comunidade é calma maís também nem tão calma assim, as vezes acontesse os contra tempo que tem nas cidades grandes e agitada. A comunidade onde moro tem água encanada, tem energia elétrica, tem ônibos que faz a linha da cidade para a comunidade, e também temos o ônibos dos estudantes que levam os estudantes que estudam na cidade. A comunidade não tem asfalto, as ruas tem muitos buracos e muita lama que dificulta o trânsito e até mesmo os pedestes e os demas... Também a comunidade onde moro não tem posto de saúde, os moradores se desloca para outras comunidades vizinhas ou para cidade a procura de atendimentos médicos. A minha comunidade não tem córreios nem posto policial só tem na minha cidade. Na comunidade onde eu moro tem também um grupo escolar e uma associação dos moradores a onde todos se reúni uma vez por mês para falar e tenta resolver os poblemas da comunidade. Tudo isso é a comunidade onde moro. * Agricultor 27 anos Município: QUEIMADAS IES: Centro Universitário de João Pessoa Alfabetizador: Valdênio Gomes da Silva Coordenadora da IES: Marcia Rafaela Arnold REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 47

48 M EDIMEIA TAVARES NASCIMENTO* inha comunidade foi fundanda em Com muita dificuldade, más com muita bôa vontade agente começou a celebrar debaixa de uma àrvore. depois agente reuniu e fêz um rancho, Com o passar do tempo agente consegiu construir uma Igreja onde agente reune todos os Domingos para rezar. Antis tinha mais moradores, uns ja morreram, outros mudaram, hôje vive 21 familia aqui na comunidade, é um povo umilde mais muitos servidor e tem bastante amizade graças a Deus. Aqui no começo foi muito dificil, não tinha estrada transporte meios de comunicação. Hoje graças a Deus a nossa comunidade já é registrada desde Temos transporte àgua encanada estradas lús escolas campo futebol festas tradicionais. Antigamente os moradores mais velhos cantavam Rêz fazia forró nas festas juninas por exemplo Altino Wlisses Sr. José Antonio de Matos lembra muito estas ocasiões. A fonte de renda que temos, uns produsem farinha goma requeijão, manteiga feijão milho, alguns fasem artezanato. A nossa comunidade esta precisando é de um salão comunitario para agente descuter os intereces da comunidade, tambem precisamos de mais participação das Autoridades Politicas para dar mais uma força pra gente realizar alguns sonhos que agente tem. e a importancia do programa Alfabetização pra mem é muito importante, depois de 26 anos de ter saído da escola voltei a estudar estou conseguindo relembrar tudo aquilo que eu não lembrava mais. trabalho 3 kilometros destante da minha casa chego a tardinha ainda faço janta e vou pra aula estou adorando muito espero continuar quero alcançar muitos objetivos:.. * Agricultora 39 anos Município: FELISBURGO IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizador: Namir Pinheiro Rocha Coordenador da IES: Otaviano de Oliveira Filho 48 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

49 M oro no acampamento terra prometida a escola é muito boa, aqui dentro estou aprendendo muito. é uma comunidade boa não é igual na cidade, mais aqui dentro é muito bom, aqui a gente trabalha coletivo também trabalhamos individual. Luto por Reforma Agraria e por um pedaço de terra para podermos soberviver com a familia e outros compaheiros. passamos por vareas dificuldades a chasina por ex: deixou marcas muito forte em cada um de nós, inchusive matou um companheiro que dedicava muito a escola. (Miguel). Mas graças ao senhor conseguimos lutar para conseguir o que desejamos. O programa (ALFASOL) está cendo muito útil para nós, pois presizamos estudar e continuar lutando para dias melhores. Felicidades IDELMAR RODRIGUES DA SILVA* * Lavrador 39 anos Município: FELISBURGO IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizadora: Kelly Gomes Soares Coordenador da IES: Otaviano de Oliveira Filho REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 49

50 V ROSENI BATISTA DE SOUZA* eveam os imdios bochachudas, depois de certos tenpo chegaram para esta mata muitas familia que devido a fome e seca do sertão sairam a procura de boas condições de vida. Chegaram aque as familia do senhor manoel curiango, Deonizio Figueredo e tomaram possa desa mata. Eles correram os indíos que deslocaram para a lagoa do Coelhos. 1914, prineira Guerra Munidal as pessoas começou a passar fome. na mata havia muitas cascas muitos macaco e guaribas começaram a desparar tiros matando os macacos Eles gritaram olha a Guerra do Paraguai e com isso essa mata ficou com o nome de paraguai serviço publicos existentes na comunidade posto de saúde com atendimente médico a saúde da família. agente de saúde, dentista etc temos escolas 1º a 4º serie duas alfabetização solidaria - uma cidadão nota dez, nas atividades de lazer temos futebol, peças teatrais, As festas tradicionais, festas juninas, matal. todas as pessoas que aqui vivem são todos parentes As fontes de renda das pessoas de acordo com o tempo chuvoso o relacionamento, entre os moradores são bons cada um ajuda os outros tenho alegria de viver nesta comunidade paraguai. pois vivemos tranquilos com muita paz, para melhor a nossa comunidade devemos estuda, e ter uma boas fonte de boa renda para cada família o programa alfabetização esta sendo de grande importância para cada um de nós estou apredendo tudo que sempre sonhei de um dia estudar e apreder muito mais que o programa possa continuar er enfrente o programa esta sendo de grande importacia para toda comunidade de um, modo geral. * Lavradora 43 anos Município: FELISBURGO IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizadora: Marisnalva Batista de Souza Coordenador da IES: Otaviano de Oliveira Filho 50 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

51 A ROMELIO LOPES DOS SANTOS* história da minha Comunidade é uma coisa tão bonita que é como se fosse contar a história de minha vida. Ela se formou desde o ano de 1981, nesse tempo aqui era um lugar totalmente desconhecido, é como se fosse um pedaço da amazônia onde ninguém nunca tivesse ouvido falar, um lugar onde aos poucos foram aparecendo as primeiras pessoas para abrir estradas e começarem a trabalhar. Nesse tempo esse lugar era conhecido por Córrego do Catetu por que havia muitos catetus por aqui. O tempo foi passando e foram chegando novas pessoas para aqui ficar, nesse meio tempo começou uma grande plantação de café que durante muitos anos foi a principal atividade econômica do local, e era por onde todos os moradores tiravam o seu sustento. Como a comunidade já tinha muitos moradores e continuavam o cultivo do café, foi preciso construir uma escola e um posto de saúde para atender as necessidades de todos os moradores. Com o crescimento da lavoura do café e a chegada de mais moradores para trabalhar na plantação foi então que a comunidade ficou conhecida por Comunidade do Café, e registrada por Comunidade de São Francisco de Assis sendo o padroeiro de todos nós. Aqui era um lugar que dava gosto de se viver, pois o sorriso estanpado no rosto de cada morador era a marca que todos os trabalhadores tinham, é o orgulho de viver na comunidade do café. Hoje não podemos mais dizer que a comunidade do café é a mesma, pois já não são mais os mesmos e também aquele relacionamento de amigos que adoram viver em comunidade foi se acabando. Mas graças a Deus estamos podendo vivenciar e relembrar grandes momentos de alegria, agora contanto com o apoio do programa de alfabetização solidária que está fazendo com que as pessoas compreenda e aprenda a grande necessidade de fazer melhorar a nossa comunidade e não deixar as nossas raizes morrer. Esse programa veio em boa hora pois através dele nós pudemos compreender que sempre aprendemos algo diferente e que nós mesmos fazemos a grande diferença de poder desenvolver cada vez mais a nossa Comunidade, apesar das dificuldades que existe. Hoje com o grande apoio que temos estamos entendendo que nós sozinhos não somos nada, e que trabalhando em conjunto podemos realizar grandes sonhos e que para nós um deles e em grupo consturir um salão comunitario onde teremos o orgulho de estar sempre participando desses projetos de alfabetização e desenvolvendo a nossa comunidade. * Vaqueiro 30 anos Município: FELISBURGO IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizadora: Juscelia Francisca Neves Coordenador da IES: Otaviano de Oliveira Filho REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 51

52 A DEUSDETE SOARES DOS SANTOS* comunidade onde eu moro é muito boa, pois nos dar oportunidade para aprender mais, aqui onde eu vivo é um lugar pequeno mas de boas vizinhanças, pois tenho muitos amigos. Essa comunidade se chama Crisólita. Crisólita é uma pequena cidadezinha que fica no interior de Minas Gerais: onde se vê festa, procissões, contos e histórias reais antigamente pesoas mais velhas contavam histórias que hoje não existem mais; ficam como lendas aqui na minha comunidade, vir um povo trabalhador de coragem e princípios. Eu gosto muito daqui, porque é um lugar bom de morar, agora então que surgiu o projeto da Alfabetização Solidária, ficou melhor; porque nos dar oportunidade para aprender a ler e escrever. Eu fico muito feliz por participar desse programa, pois mim da muita alegria e satisfação de aprender competir na vida como qualquer outro cidadão. * Lavrador 28 anos Município: CRISÓLITA IES: Universidade Estadual de Montes Claros Alfabetizadora: Rétma Cristiane Martins Coordenador da IES: Otaviano de Oliveira Filho 52 REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS

53 A comunidade onde moro ela e uma comunidade probri mais e muita animada tem muitas casas um açude muito grande a agúa não é boa mais tem agua suficiente muitos peies no ano passado ele sangrou muito foi uma enxeite grande nos tomamos banho o dia todo. Comemos pexes assado na brasa a noite nos teremos uma seresta com as musica do amado Batista foi uma a legria o dia todo vei gente ate do Quixadá e do Choró quando a seresta terminou era muito tarde da noite foram todas dormir em suas casas a nossa comunidade e sagrada temos um pouco de tudo e um lugar que não o açude e o nosso irmão que sacia a nossa sede ele carrega em suas aguás as nossas canoas para que ele passa nos entregar o alimento das nossas crianças e maravilhas mora aqui neste lugar em Piemonte eu não nasci mais nela eu moro nela estou nela para sempre ficarei no ditodas anação. MARIA OTALESIA BARROS* * Agricultora 54 anos Município: CHORÓ LIMÃO IES: Universidade Estadual do Ceará Alfabetizador: José Amilton Mesquita Coordenadora da IES: Lorita Rocha REDAÇÕES DOS ALFABETIZANDOS 53

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe Aracaju - SE, 26 de julho de 2007 Meus queridos companheiros

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE A Novena de Natal deste ano está unida à Campanha da Fraternidade de 2013. O tema Fraternidade e Juventude e o lema Eis-me aqui, envia-me, nos leva para o caminho da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE Faça a

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015 V.4 - N.4 - Setembro de 2015 Vilma Lúcia da Silva 05 Assessora de Comunicação do Parque da Cidade Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal Só no mês de setembro o Parque da Cidade recebeu

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana HINOS DE DESPACHO Tema 2012: Flora Brasileira Estrela D Alva www.hinarios.org 1 2 01 O DAIME É O DAIME O é o Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana O é o O professor dos professores

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

Escola Municipal Professora Zezé Ribas. Premio Afago de Literatura. A política brasileira

Escola Municipal Professora Zezé Ribas. Premio Afago de Literatura. A política brasileira Aluno: Camila Aparecida Pinto Serie: 7º ano A política brasileira Na política brasileira, existe uma grande chaga aberta e crescente já se tornou grande praga. Doença maldita, domina e contamina a toda

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca INAUGURAÇÃO DA NOVA CIDADE DE CANINDÉ

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- PARANÁ O MEU JEITO DE MUDAR O MUNDO

ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- PARANÁ O MEU JEITO DE MUDAR O MUNDO ESCOLA SEMIPROFISSIONALIZANTE GRALHA AZUL DE SÃO JOÃO- Vemos que o mundo está sofrendo e as pessoas e nós poluímos o Planeta Terra e nós temos que ajudar e não poluir os rios os lagos as ruas e as encostas

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Durante todos esses anos o estudo e reflexão da Bíblia nas comunidades foram e são a força geradora na luta.

Durante todos esses anos o estudo e reflexão da Bíblia nas comunidades foram e são a força geradora na luta. Eu, Irmã Rita Rodrigues Pessoa, religiosa do Sagrado Coração de Maria há 57 anos, sou nordestina da Paraíba - Brasil. Há 30 anos trabalho no semi-areado sertão da Bahia nas cidades de Pindobaçu e Filadélfia-

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Revista OBSERVATORIUM (R.O): Conte-nos um pouco sobre sua formação acadêmica até sua chegada à Universidade Federal de Uberlândia.

Revista OBSERVATORIUM (R.O): Conte-nos um pouco sobre sua formação acadêmica até sua chegada à Universidade Federal de Uberlândia. Experiências de uma vida dedicada à Geografia e ao meio ambiente - Marlene Teresinha de Muno Colesanti Instituto de Geografia da Revista OBSERVATORIUM (R.O): Conte-nos um pouco sobre sua formação acadêmica

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes Sim (32) Não (00) Sim (12) Nulo (20) 01 Está gostando das aulas? Estão atendendo suas expectativas?

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007

Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007 Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração dos condomínios do Programa de Arrendamento Residencial em Santa Cruz Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007

Leia mais

IV SEMINARIO DE POVOS INDIGENA E SUSTENTABILIDADE SABERES TRADICIONAL E FORMAÇAO ACADEMICA ARLEM BARBOSA DOS SANTOS

IV SEMINARIO DE POVOS INDIGENA E SUSTENTABILIDADE SABERES TRADICIONAL E FORMAÇAO ACADEMICA ARLEM BARBOSA DOS SANTOS IV SEMINARIO DE POVOS INDIGENA E SUSTENTABILIDADE SABERES TRADICIONAL E FORMAÇAO ACADEMICA ARLEM BARBOSA DOS SANTOS DIAGNOSTICO SOCIO-ECONOMICO DA COMUNIDADE SÃO JORGE/RR: UMA EXPERIENCIA ACADEMICA Trabalho

Leia mais

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria Samaria: Era a Capital do Reino de Israel O Reino do Norte, era formado pelas 10 tribos de Israel, 10 filhos de Jacó. Samaria ficava a 67 KM de Jerusalém,

Leia mais

Este testemunho é muito importante para os Jovens.

Este testemunho é muito importante para os Jovens. Este testemunho é muito importante para os Jovens. Eu sempre digo que me converti na 1ª viagem missionária que fiz, porque eu tinha 14 anos e fui com os meus pais. E nós não tínhamos opção, como é o pai

Leia mais

Após o término da Segunda Guerra Mundial foram trabalhar no SíNo Quinta das Amoreiras, de propriedade de Augusto Camossa Saldanha, aqui entre Miguel

Após o término da Segunda Guerra Mundial foram trabalhar no SíNo Quinta das Amoreiras, de propriedade de Augusto Camossa Saldanha, aqui entre Miguel Vamos falar umas poucas palavras sobre nosso pai. Na tradição japonesa nessas horas esquecemos a tristeza e falamos das alegrias, das virtudes de quem foi. O duro é esquecer a tristeza. Hiroshi Watanabe

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol

Trabalhar em Casa. Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar. 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Trabalhar em Casa Um Guia para quem quer iniciar um trabalho em casa e não sabe por onde começar 2015 bastianafutebol.com @bastianafutebol Como Começar? Primeiro você deve escolher o tipo de trabalho que

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 AULA 1 Ensino Fundamental e Ensino Médio Atividade de Recuperação Contínua Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação Contínua de Ciências Nível I Classe:

Leia mais

CD UM NOVO DIA. Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar

CD UM NOVO DIA. Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar CD UM NOVO DIA Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar Quantos momentos da vida. Me fazem ver. O que aqui dentro existe. Ouvi dizer. Luto pra conseguir, corro só pra fugir, faço o que posso, mas já não sou vencedor,

Leia mais

Texto: Patricia Lins Ilustrações: Isac Kosminsky e Juliana Santos

Texto: Patricia Lins Ilustrações: Isac Kosminsky e Juliana Santos Texto: Patricia Lins Ilustrações: Isac Kosminsky e Juliana Santos Texto: Patricia Lins Ilustrações: Isac Kosminsky e Juliana Santos Salvador, BA - 2015 Copyright 2015 by Patricia Lins Ilustradores: Isac

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS. São Geraldo/Barnabé

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS. São Geraldo/Barnabé Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS São Geraldo/Barnabé Data: 29/04/2015 Nomes: Nícolas Christmann João Marcelo Paulo Francisco Matheus Valadares

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público Pedro, Tiago, João no barquinho Os três no barquinho no mar da Galiléia Jogaram a rede Mas não pegaram nada Tentaram outra vez E nada

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 38 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 7/8 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 38 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 7/8 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA No. 38 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) I CICLO B IDADES: 7/8 1. TEMA: Causa e Efeito - o que é PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: A criança

Leia mais

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!... SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...) A cada manhã 71 (A cada manhã as misericórdias se renovam...)

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011 CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira São José dos Campos SP Abril de 2011 Apresentação e Formação Acadêmica Meu nome é Eustáquio, estou com sessenta anos, nasci em Minas Gerais,

Leia mais

Catequese sobre José O pai adoptivo de Jesus

Catequese sobre José O pai adoptivo de Jesus Catequese sobre José O pai adoptivo de Jesus S. José modelo e protector de todos os pais materialdecatequese.webnode.pt 1 A terra de José (Mapa) O seu país era a Palestina e a aldeia onde morava chamava-se

Leia mais

MURAL DEZEMBRO 2015. Compromisso NATAL SOLIDÁRIO. O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!!

MURAL DEZEMBRO 2015. Compromisso NATAL SOLIDÁRIO. O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!! Compromisso NATAL SOLIDÁRIO O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!! Todos os anos os Correios fazem uma ação muito bacana para que as crianças carentes possam ter

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS. Cohab B

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS. Cohab B Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS Cohab B Data: 29/04/2015 Pedro Lima, Gabriel Landal, Lorenzo Silveira e Leonardo Souza. Turma 101 A COHAB

Leia mais

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes Árabes Componentes: Sabrina, Lucille,Giovana, M, Lucas C, João Vitor Z, Samuel. Disciplina: Estudos Sociais, Informática Educativa, Língua Portuguesa. Professores: Uiliam Michael, Cristiane Keller, Daniele

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

Urakepe. Olá. Meu nome é Romel. Sou uma índia Chachi. Eu moro no vilarejo de São Salvador, no oeste do Equador. Eu tenho cinco irmãos, duas irmãs e

Urakepe. Olá. Meu nome é Romel. Sou uma índia Chachi. Eu moro no vilarejo de São Salvador, no oeste do Equador. Eu tenho cinco irmãos, duas irmãs e Urakepe. Olá. Meu nome é Romel. Sou uma índia Chachi. Eu moro no vilarejo de São Salvador, no oeste do Equador. Eu tenho cinco irmãos, duas irmãs e muitos primos. Existem cerca de 60 famílias em São Salvador

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO.

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ALUNO: Victor Maykon Oliveira Silva TURMA: 6º ANO A ÁGUA A água é muito importante para nossa vida. Não devemos desperdiçar. Se você soubesse como ela é boa! Mata a sede de

Leia mais

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br

Guia Prático para Encontrar o Seu. www.vidadvisor.com.br Guia Prático para Encontrar o Seu Propósito de Vida www.vidadvisor.com.br "Onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação". Aristóteles Orientações Este é um documento

Leia mais

AJUDA DE MÃE. APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT)

AJUDA DE MÃE. APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT) AJUDA DE MÃE APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT) Objectivos: Informar, apoiar, encaminhar e acolher a mulher grávida. Ajudar cada

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Visita às Obras da Vila Brejal Minha

Leia mais

Associação Lar do Neném

Associação Lar do Neném Criança Esperança 80 Associação Lar do Neném Recife-PE Marília Lordsleem de Mendonça Abraço solidário Todas as crianças são de todos : esse é o lema do Lar do Neném, uma instituição criada há 26 anos em

Leia mais

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Histórias de Comunidade de Aprendizagem Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Introdução O projeto Comunidade de Aprendizagem é baseado em um conjunto de atuações de êxito voltadas para a transformação

Leia mais

DOC: INF: DOC: INF: DOC: INF: DOC: INF: DOC: INF: DOC: INF: DOC

DOC: INF: DOC: INF: DOC: INF: DOC: INF: DOC: INF: DOC: INF: DOC Ficha Social Nº 184 Informante: R.S.O Idade: 73 anos Sexo: Masculino Escolarização: 1º série/1º grau Localidade: Caririaçu Profissão: Diretor Documentadora: Verinha A Leite. Transcritora: Raquel de Lima

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

ATIVIDADE 02 A PRESERVAÇÃO DO NOSSO PATRIMÔNIO CULTURAL

ATIVIDADE 02 A PRESERVAÇÃO DO NOSSO PATRIMÔNIO CULTURAL ATIVIDADE 02 A PRESERVAÇÃO DO NOSSO PATRIMÔNIO CULTURAL O patrimônio cultural de uma comunidade é o conjunto de referências que compõem o seu dia-a-dia e fazem com que ela tenha uma memória e uma história

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

TRABALHO VOLUNTÁRIO VISITA AO LAR DA TERCEIRA IDADE DONA VILMA

TRABALHO VOLUNTÁRIO VISITA AO LAR DA TERCEIRA IDADE DONA VILMA 140 TRABALHO VOLUNTÁRIO VISITA AO LAR DA TERCEIRA IDADE DONA VILMA Lucas Moreira Professor Almiro Ferreira RESUMO Através deste trabalho será desenvolvido o conceito de responsabilidade social, onde para

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Programa transmitido em 26 de fevereiro

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

A PASSAGEM DAS ÁGUAS A HISTÓRIA DA FAMÍLIA DE ZÉ DE PEDRO E MARIA DO CARMO

A PASSAGEM DAS ÁGUAS A HISTÓRIA DA FAMÍLIA DE ZÉ DE PEDRO E MARIA DO CARMO A PASSAGEM DAS ÁGUAS A HISTÓRIA DA FAMÍLIA DE ZÉ DE PEDRO E MARIA DO CARMO Adriana Galvão Freire, Bióloga, Mestre em Administração Rural, Assessora Técnica da Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura

Leia mais

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias 1/35 Pai, Estou Te Esperando Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias Fotos de Emma Raynes, 2007 2/35 Retratos dos Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar

Leia mais

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e 1 Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e muito atuais. Em primeiro lugar, gostaríamos de dizer

Leia mais

P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento.

P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento. museudapessoa.net P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento. R Meu nome é Kizzes Daiane de Jesus Santos, 21 de julho de 1988, eu nasci em Aracaju, no estado do Sergipe.

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI Texto: Sal. 126:6 Durante o ano de 2014 falamos sobre a importância de semear, preparando para a colheita que viria neste novo ano de 2015. Muitos criaram grandes expectativas,

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais