GUIA SOBRE A APLICAÇÃO DOS ASPECTOS LINGUÍSTICOS DA CARTILHA DE ADESÃO À AGENCE UNIVERSITAIRE DE LA FRANCOPHONIE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUIA SOBRE A APLICAÇÃO DOS ASPECTOS LINGUÍSTICOS DA CARTILHA DE ADESÃO À AGENCE UNIVERSITAIRE DE LA FRANCOPHONIE"

Transcrição

1 GUIA SOBRE A APLICAÇÃO DOS ASPECTOS LINGUÍSTICOS DA CARTILHA DE ADESÃO À AGENCE UNIVERSITAIRE DE LA FRANCOPHONIE Adotado pelo conselho associativo da Agence universitaire de la Francophonie 13 de setembro de

2 INTRODUÇÃO A cartilha de adesão à Agence universitaire de la Francophonie (AUF), assinada pelos responsáveis pelas instituições que estão se tornando membros da AUF, abrange diversos pontos em relação aos aspectos linguísticos. O número de membros da AUF aumentou consideravelmente em alguns anos, particularmente o número de membros associados: instituições de ensino superior ou organizações de pesquisa nas quais o uso da língua francesa é, por vezes, limitado. A observação de elementos concretos (site das instituições, por exemplo) mostra que, muitas vezes, a cartilha de adesão não é seguida. O guia em questão tem por objetivo ajudar as instituições-membro a implementar os aspectos linguísticos da cartilha de adesão. O método é baseado na incitação e no incentivo, juntamente às iniciativas concretas da AUF, sempre que possível, a fim de facilitar a implementação da cartilha. A aplicação da cartilha de adesão, de acordo com seus aspectos linguísticos, deve ajudar a reforçar o diálogo entre a AUF e suas instituições-membro, além de consolidar a posição da francofonia universitária nessas instituições. As recomendações deste guia devem ser adaptadas para favorecer sua aplicação nos contextos regionais e nacionais, mobilizando especialmente as conferências regionais de reitores e presidentes de instituições-membro e os escritórios reginais da AUF. Cartilha de adesão à Agence universitaire de la Francophonie A Agence universitaire de la Francophonie participa da construção de um espaço científico em francês, que lembra as instituições de ensino superior e de pesquisa que trabalham parcialmente ou totalmente em francês, no mundo todo. Seu compromisso e suas ações são baseadas nos valores da diversidade cultural, da solidariedade e do compartilhamento. A respeito desses valores que estabelecem a vida associativa dos membros, o associado se compromete particularmente a: Manter e desenvolver o uso do francês em suas atividades de difusão, formação, ensino e pesquisa: publicar em seu site uma apresentação em francês sobre sua instituição e sobre a Agence universitaire de la Francophonie, além de inserir os links que direcionam para os recursos científicos e de formação, que são os sites Savoirs en partage" (http://www.savoirsenpartage.auf.org/) e recursos compartilhados" (ressources mutualisées) (http://www.aidenligne-francais-universite. auf.org/), no principal idioma da universidade; divulgar as licitações da Agence universitaire de la Francophonie, junto às responsabilidades da faculdade, departamento, centro de idiomas e centro e instituto de pesquisa; elaborar uma política linguística baseada no destaque do plurilinguismo na produção, divulgação e ensino dos conhecimentos; usar o francês como idioma de trabalho, divulgação e influência científica, principalmente no caso em que o associado se tratar de um centro de pesquisas. 02

3 Desenvolver parcerias e ações comuns junto às outras instituições-membro da Agence universitaire de la Francophonie, e abrir sua instituição aos estudantes, professores, pesquisadores e equipes de qualquer espaço francófono; Participar de projetos e da definição das orientações da política científica da Agence universitaire de la Francophonie, na qualidade de membro da assembleia geral; Facilitar a participação da comunidade universitária francófona nos projetos realizados dentro da programação quadrienal da Agence universitaire de la Francophonie; Ter à disposição da Agence universitaire de la Francophonie todas as informações úteis para a publicação do anuário dos membros, e manter em dia o pagamento das taxas de associação à AUF. Respeitando seus estatutos, a Agence universitaire de la Francophonie se compromete a: Facilitar o acesso do associado à rede mundial de instituições-membro, aos universitários e aos pesquisadores francófonos; Favorecer o desenvolvimento de projetos inter-regionais de cooperação entre as instituiçõesmembro, e acompanhá-las durante a preparação e a realização de projetos científicos, definidos de acordo com a programação quadrienal da Agence universitaire de la Francophonie; Colocar à disposição das instituições-membro as ferramentas e recursos pedagógicos, adaptados às necessidades e aos contextos regionais, favorecendo principalmente os recursos de tecnologia da informação e da comunicação por meio do ensino e da pesquisa; Informar regularmente o conjunto de instituições-membro sobre as principais atividades de caráter científico ou institucional, organizadas pela Agence universitaire de la Francophonie; Garantir a promoção das universidades-membro de sua rede e também de suas atividades, com a ajuda dos diferentes meios de comunicação dos quais a AUF dispõe; Garantir que toda instituição-membro em dia com o pagamento da associação tenha o direito de participação na assembleia geral da Agence universitaire de la Francophonie, bem como o direito de votar e o de enviar candidaturas às suas instâncias administrativas, caso a instituição seja um membro titular. (A instituição-membro), representada por (reitor, presidente, diretor etc.), declara estar comprometida a respeitar os estatutos da Agence universitaire de la Francophonie e também as disposições do guia em questão. Data Nome e sobrenome do reitor/presidente/diretor Carimbo da instituição e assinatura 03

4 PONTO 1: Publicar em seu site uma apresentação em francês sobre sua instituição e sobre a Agence universitaire de la Francophonie, além de inserir os links que direcionam para os recursos científicos e de formação, que são os sites Savoirs en partage" (http://www.savoirsenpartage.auf. org/) e recursos compartilhados" (ressources mutualisées) (http:// w w w. a i d e n l i g n e - f r a n c a i s - universite. auf.org/), no principal idioma da universidade PONTO 2: Divulgar as licitações da Agence universitaire de la Francophonie junto às responsabilidades da faculdade, departamento, centro de idiomas e centro e instituto de pesquisa; O que a instituição-membro pode fazer? Divulgar em seu site uma página de apresentação em francês sobre a instituição, na qual os seguintes elementos podem ser inseridos: histórico, números e estatísticas, apresentação do campus, informações sobre a oferta geral de cursos de formação e cursos de formação em francês, elementos das políticas pedagógica, científica e linguística da instituição. Divulgar em seu site uma página de apresentação sobre a AUF e seus recursos científicos e de formação. Em particular, esta página poderá conter: uma apresentação geral da AUF, uma apresentação do escritório regional da AUF e de suas atividades, uma apresentação dos recursos on-line da AUF e dos links que direcionam para esses recursos: Savoirs en partage, Cartographie des formations, Site de recursos compartilhados (ressources mutualisées) para professores de francês... O que a AUF pode fazer? Oferecer um tipo de página de apresentação das instituições que poderá ser adaptado e modificado de acordo com a natureza e as necessidades da instituição-membro. Oferecer um tipo de página de apresentação da AUF e de seus recursos científicos, documentários, pedagógicos e de formação em francês e, se possível, no principal idioma da universidade também. É possível fazer download dos recursos oferecidos pela AUF no site O que a instituição-membro pode fazer? Designar, junto à instituição, uma pessoa de contato para a francofonia. Atualizar, junto à instituição, uma base de dados de contatos que abranja os membros da direção da instituição, os responsáveis pela faculdade, departamentos, centros de idiomas e centros de institutos de pesquisas, e enviála ao escritório regional da AUF e ao escritório da conferência regional dos reitores das instituições-membro da AUF. Oferecer-se como instituição de referência e ajudar a AUF na divulgação de informações sobre as licitações e atividades da AUF. O que a AUF pode fazer? Desenvolver boletins eletrônicos de informação para os escritórios regionais que deixarão de tê-los, complementando o boletim eletrônico internacional de informação da AUF. Desenvolver meios de informação sobre as atividades e licitações da AUF nos idiomas locais, se os recursos dos escritórios regionais e a situação linguística das regiões e países o permitirem. Organizar regularmente reuniões de apresentação de licitações e atividades da AUF. Oferecer anúncios multilíngues francês e idiomas locais adaptados ao contexto regional e nacional, para apresentar as orientações, princípios de ação, áreas prioritárias e os principais campos da AUF. O que é uma instituição de referência? Uma instituição de referência é uma instituição que se dispõe a oferecer, durante um tempo limitado a ser definido em comum acordo com o escritório regional da AUF, auxílio na divulgação das atividades da AUF em determinado país ou cidade. Este auxílio pode ser inclusive um suporte para as traduções para o idioma local, para o ato de assumir a responsabilidade de um boletim que faz um resumo das atividades e licitações da AUF no idioma local e para a recepção das reuniões de informação da AUF. Esta função diz respeito principalmente às instituições que abrigam campus com numerosos francófonos associados. 04

5 PONTOS 3 E 4: Elaborar uma política linguística baseada no destaque do plurilinguismo na produção, divulgação e ensino dos conhecimentos; usar o francês como idioma de trabalho, divulgação e influência científica, principalmente no caso em que o associado se tratar de um centro de pesquisas. O que a instituição-membro pode fazer? Estimar, em intervalos de tempo regulares (uma vez a cada quatro anos), o status dos locais da francofonia universitária junto à instituição, e fixar objetivos em relação ao desenvolvimento deles. Eventualmente, elaborar uma política linguística explícita, e tomar todas as medidas adaptadas à manutenção e/ou ao desenvolvimento do plurilinguismo nas diferentes atividades acadêmicas. Participar do diálogo associativo entre a AUF e suas instituições-membro, com o apoio do conselho associativo da AUF e da conferência regional dos reitores. O que a AUF pode fazer? Desenvolver uma enquete para favorecer o diálogo associativo", permitindo a realização de análises em intervalos de tempo regulares (uma vez a cada quatro anos) sobre a situação da francofonia universitária nas instituições-membro e sobre os objetivos de desenvolvimento adequados para as instituições. Envolver as conferências regionais dos reitores das instituições-membro e o conselho associativo da AUF no diálogo associativo". Especificar e dar suporte ao possível formato do diálogo associativo", de acordo com as condições adequadas para as diferentes regiões e países: enquete à distância, reuniões locais, círculos de compartilhamento ou encontros individuais com os responsáveis pelas instituições. Desenvolver uma unidade de ensino comum a todas as instituições-membro, a français en partage". O que é um círculo de compartilhamento? A fórmula dos círculos de compartilhamento" permite reunir um grupo de reitores/ presidentes de universidades-membro da mesma cidade ou país. Menos formal que uma reunião regional, o círculo de compartilhamento possibilita trocas diretas entre os responsáveis pelas instituições-membro e a AUF. Se possível, é importante associar este tipo de procedimento às conferências regionais dos reitores das instituições-membro e ao conselho associativo da AUF. Como é realizado o diálogo associativo? A fim de obter o aproveitamento máximo do diálogo associativo", as instituiçõesmembro da AUF de cada região serão divididas em quatro grupos, Todos os anos, este diálogo é conduzido por um dos grupos de instituições. O diálogo associará, o quanto possível, o conselho associativo da AUF e as conferências regionais dos reitores das instituições-membro. O diálogo associativo" será feito da forma mais adequada, de acordo com o número de membros e recursos de cada escritório regional: enquete à distância, reuniões locais, círculos de compartilhamento ou encontros individuais com os responsáveis pelas instituições. O resultado deste diálogo será registrado em um documento que será enviado às conferências regionais dos reitores das instituições-membro e ao conselho associativo da AUF. Uma proposta de enquete diálogo associativo" pode ser baixada no site 05

6 06

Perguntas frequentes graduação sanduíche Ciência sem Fronteiras

Perguntas frequentes graduação sanduíche Ciência sem Fronteiras Perguntas frequentes graduação sanduíche Ciência sem Fronteiras Como fico sabendo se minha universidade assinou Entre em contato com o departamento responsável o acordo de adesão? pela graduação, ou órgão

Leia mais

Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre Guia do Aluno Moodle - UFCSPA NÚCLEO DE EAD Elaborado por: Fabrício Barboza Supervisão: NEAD Versão 1.0 Março 2010 SUMÁRIO Capitulo1 - Acessando

Leia mais

Preâmbulo. Objetivos. Metodologia

Preâmbulo. Objetivos. Metodologia Preâmbulo Numa sociedade democrática é fundamental que existam mecanismos de participação que permitam aos jovens o desenvolvimento de competências de cidadania que lhes possibilitem a formulação de ideias

Leia mais

Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas.

Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas. NOR001 Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas. NOR002 Capacitação de servidores para utilização de softwares educacionais

Leia mais

Política de acesso à rede WiFi

Política de acesso à rede WiFi Política de acesso à rede WiFi Campus Tucuruí do IFPA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ. Documento elaborado com a colaboração entre a Coordenação de Tecnologia da Informação

Leia mais

Ténis Clube Tomar. Funções e Responsabilidades

Ténis Clube Tomar. Funções e Responsabilidades Ténis Clube Tomar Funções e Responsabilidades Âmbito Este documento tem como objetivo definir as funções e responsabilidades dos diversos departamentos do Ténis Clube Tomar. O organigrama pode ser consultado

Leia mais

BE_a_DOC Brazil - Europe Doctoral and Research Programme

BE_a_DOC Brazil - Europe Doctoral and Research Programme BE_a_DOC Brazil - Europe Doctoral and Research Programme Edital BE_a_DOC nº 01/2016 O Coimbra Group (CG) e o Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB) decidiram apoiar estudantes de doutorado e

Leia mais

PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA 2014/2015

PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA 2014/2015 PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA 2014/2015 Normas estabelecidas pela CAPES para o Programa 1. Objetivo 1.1. Concessão de bolsas de estudos de iniciação científica a estudantes que ingressaram no

Leia mais

Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo. Propostas para 2011

Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo. Propostas para 2011 Fórum Empresarial de Apoio à Cidade de São Paulo Propostas para 2011 Justificativa A cidade de São Paulo representa um enorme desafio para todos que se empenham pelo desenvolvimento sustentável e justo

Leia mais

Constituição dos Clubes Ambiental

Constituição dos Clubes Ambiental Constituição dos Clubes Ambiental Escolas saudáveis, crianças saudáveis, meio ambiente saudável 1 Introdução: Um clube ambiental é um grupo de voluntários que trabalham juntos para tornar o ambiente local

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO DA APAE DE UBERLÂNDIA APAE 2008

PLANO ESTRATÉGICO DA APAE DE UBERLÂNDIA APAE 2008 PLANO ESTRATÉGICO DA APAE DE UBERLÂNDIA APAE 2008 1. NEGÓCIO Inclusão Social 2. MISSÃO Promover a inclusão social, desenvolvendo os potenciais de pessoas com deficiência mental ou múltipla. Através de

Leia mais

A JL tem uma super novidade. para sua empresa!!!!

A JL tem uma super novidade. para sua empresa!!!! A JL tem uma super novidade para sua empresa!!!! Novo sistema de Gestão de Documentos chamado Área do Cliente muito mais fácil e mais completo que substituirá o Safe-doc a partir de 01/10/2015! Prezado

Leia mais

Como estudar para Concursos Policiais utilizando WhatsApp e outras Redes Sociais Equipe QSP 2017

Como estudar para Concursos Policiais utilizando WhatsApp e outras Redes Sociais Equipe QSP 2017 Como estudar para Concursos Policiais utilizando WhatsApp e outras Redes Sociais Equipe QSP 2017 Introdução. Com o advento das tecnologias modernas cada vez mais nos surpreendendo, surge uma grande necessidade

Leia mais

Assina Web S_Line Manual de Uso

Assina Web S_Line Manual de Uso 1. Introdução O Assina Web S_Line permite assinar digitalmente Resultados de Exames em XML que estão disponíveis na internet. É feito o download dos documentos no computador, convertidos para o formato

Leia mais

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais?

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais? Obs.: Para acessar os links deste guia basta clicar sobre o link. Obs².: Clicando sobre o link das perguntas aqui embaixo você será direcionado diretamente para a resposta que você procura. 1) Como devo

Leia mais

REGULAMENTO. Orçamento Participativo de Arruda dos Vinhos

REGULAMENTO. Orçamento Participativo de Arruda dos Vinhos REGULAMENTO Orçamento Participativo de Arruda dos Vinhos Aprovação Câmara Municipal: 03-08-2015 Assembleia Municipal: 21-09-2015 REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE ARRUDA DOS VINHOS PREÂMBULO A

Leia mais

REGULAMENTO DE ELEIÇÃO DAS COMISSÕES DE CURSO DAS ESCOLAS DO IPB

REGULAMENTO DE ELEIÇÃO DAS COMISSÕES DE CURSO DAS ESCOLAS DO IPB REGULAMENTO DE ELEIÇÃO DAS COMISSÕES DE CURSO DAS ESCOLAS DO IPB SECÇÃO I DEFINIÇÕES Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define as normas aplicáveis ao processo de eleição das Comissões de Curso

Leia mais

2

2 REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA 2 REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA CAPÍTULO I DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

PETS - SEMINÁRIO DE TREINAMENTO DE PRESIDENTES ELEITOS

PETS - SEMINÁRIO DE TREINAMENTO DE PRESIDENTES ELEITOS ROTARY INTERNATIONAL Distrito 4600 ANO ROTÁRIO 2015/2016. Gov. ANTONIO CUSTODIO FILHO PETS - SEMINÁRIO DE TREINAMENTO DE PRESIDENTES ELEITOS São José dos Campos, 14 de Março de 2015. VOCE COMO PRESIDENTE.

Leia mais

Como Registrar - SIGProj

Como Registrar - SIGProj Como Registrar - SIGProj A partir da implantação do Sistema de Informação e Gestão de Projetos(SIGProj), o registro de ações de extensão passará a ser realizado on-line. O SIGProj é um sistema de informação

Leia mais

EMPRESAS 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 2.6 2.6

EMPRESAS 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 2.6 2.6 II EMPRESAS 2.1 Termo de Adesão 2.2 Formulário de Identificação 2.3 Autorização de uso de imagem organizacional 2.4 Autorização de uso de imagem pessoal 2.5 Questionário 2.6 Diretrizes para o envio de

Leia mais

Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP

Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP A Associação Brasileira de Psiquiatria ABP convida toda a sociedade para participar da campanha Setembro Amarelo e apresenta as diretrizes para melhor divulgação da iniciativa por todos os agentes da sociedade.

Leia mais

OBJETIVO REGULAMENTO. 1. Da Participação

OBJETIVO REGULAMENTO. 1. Da Participação OBJETIVO O Prêmio mantra Brasil Design de Interiores tem por objetivo oferecer aos participantes o reconhecimento aos seus trabalhos e destaque no mercado. Com esta iniciativa queremos divulgar a diversidade

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA Nº 01 DE 11 DE ABRIL DE 2016

EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA Nº 01 DE 11 DE ABRIL DE 2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS GABINETE DA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO FORMATAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE PROJETOS AUDIOVISUAIS PARA TV

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO FORMATAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE PROJETOS AUDIOVISUAIS PARA TV REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO FORMATAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE PROJETOS AUDIOVISUAIS PARA TV 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão

Leia mais

Usando Opens Science Framework OSF no XI SEPECH

Usando Opens Science Framework OSF no XI SEPECH Instruções para apresentações Usando Opens Science Framework OSF no XI SEPECH Prof. Ronaldo Baltar, Profª Cláudia Siqueira Baltar Enviando Pôster ou Apresentação Passo a Passo Envie um e-mail: Após ter

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO CRIAÇÃO E DIREÇÃO DE FORMATOS TELEVISIVOS DE NÃO FICÇÃO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO CRIAÇÃO E DIREÇÃO DE FORMATOS TELEVISIVOS DE NÃO FICÇÃO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO CRIAÇÃO E DIREÇÃO DE FORMATOS TELEVISIVOS DE NÃO FICÇÃO 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do

Leia mais

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR)

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) O MOODLE (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) é um Ambiente Virtual de Ensino-Aprendizagem (AVEA) de código aberto, livre e gratuito que se mantém em desenvolvimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA Brasília - 2016 1 Sumário 1. Acesso à plataforma 04 2. Cadastramento nas disciplinas 04 3. Edição do perfil 05 4. Envio de mensagens

Leia mais

FORMULÁRIO PARA PROJETO DE PESQUISA, ENSINO E/OU EXTENSÃO. ( ) Pesquisa ( ) Extensão ( ) Pesquisa e Extensão

FORMULÁRIO PARA PROJETO DE PESQUISA, ENSINO E/OU EXTENSÃO. ( ) Pesquisa ( ) Extensão ( ) Pesquisa e Extensão FORMULÁRIO PARA PROJETO DE PESQUISA, ENSINO E/OU EXTENSÃO Natureza do Projeto ( ) Pesquisa ( ) Extensão ( ) Pesquisa e Extensão Título da Proposta Deve ser claro, conciso e conter de forma resumida o assunto

Leia mais

Sumário. Guia Didático SALA DE AULA COMO EDITAR SEU PERFIL COMO RECEBER MENSAGENS COMO ENVIAR MENSAGENS DICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA DISCIPLINA

Sumário. Guia Didático SALA DE AULA COMO EDITAR SEU PERFIL COMO RECEBER MENSAGENS COMO ENVIAR MENSAGENS DICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA DISCIPLINA Guia Didático Sumário SALA DE AULA COMO EDITAR SEU PERFIL COMO RECEBER MENSAGENS COMO ENVIAR MENSAGENS DICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA DISCIPLINA COMO TIRAR SUAS DÚVIDAS SALA DE AULA Para acessar o nosso

Leia mais

ESTATUTO DO DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES DA HORUS FACULDADES CAPITULO I

ESTATUTO DO DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES DA HORUS FACULDADES CAPITULO I ESTATUTO DO DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES DA HORUS FACULDADES CAPITULO I Art. 1º - Fica criado o DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES DCE, órgão exclusivo de representação dos os acadêmicos da HORUS FACULDADES,

Leia mais

Manual Para Peticionamento Online

Manual Para Peticionamento Online Manual Para Peticionamento Online 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv). 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2016

PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2016 PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2016 O programa Talentos da Educação é uma iniciativa da Fundação Lemann para apoiar pessoas talentosas e comprometidas com a melhoria da educação no Brasil. A proposta é

Leia mais

Certificado disponível no edx

Certificado disponível no edx Além de participar do curso gratuito e aumentar seus conhecimentos sobre os diferentes temas relacionados ao desenvolvimento econômico e social, você poderá obter um certificado de conclusão (verificado)

Leia mais

Sistema de Gestão do Processo de Certificação ABNT (CERTO) Guia do Auditor

Sistema de Gestão do Processo de Certificação ABNT (CERTO) Guia do Auditor Pag. Nº 1/23 SUMÁRIO 1 Comentários Gerais 2 Login 3 Segurança do Sistema 4 Área Principal 5 Ferramentas de comunicação 6 Solicitação de serviço: identificação da auditoria 7 Solicitação de serviço: documentos

Leia mais

Boletins Informativos

Boletins Informativos Boletins Informativos Esta documentação irá explicar-lhe, passo a passo, como criar e enviar sua primeira Newsletter. Criar um boletim informativo Entrar no back-end e clique no menu Componentes -> AcyMailing

Leia mais

Serviço Público Federal Ministério da Educação Universidade Federal de Roraima Gabinete da Reitoria Coordenadoria de Relações Internacionais

Serviço Público Federal Ministério da Educação Universidade Federal de Roraima Gabinete da Reitoria Coordenadoria de Relações Internacionais Orientações Complementares ao Edital Nº 042/2015 CRINT/UFRR 2ª CHAMADA EBW+ SOBRE AS ÁREAS ELEGÍVEIS GRADUAÇÃO Cursos de graduação da UFRR que se enquadram nas áreas elegíveis: Artes criativas - Música

Leia mais

SEMINÁRIO DE TREINAMENTO PARA GOVERNADORES ASSISTENTES E PRESIDENTES ELEITOS. GATS e PETS 2017

SEMINÁRIO DE TREINAMENTO PARA GOVERNADORES ASSISTENTES E PRESIDENTES ELEITOS. GATS e PETS 2017 SEMINÁRIO DE TREINAMENTO PARA GOVERNADORES ASSISTENTES E PRESIDENTES ELEITOS GATS e PETS 2017 GILMAR FIEBIG Governador 2011/2012 D. 4700 Instrutor Distrital 2017/2018 GOVERNADORES ASSISTENTES Sua principal

Leia mais

O Portal Service Desk está disponível no AllianzNet. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk.

O Portal Service Desk está disponível no AllianzNet. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk. Portal Service Desk Manual de Utilização Service Desk Allianz ÍNDICE I. INTRODUÇÃO II. CONCEITOS BÁSICOS DO PORTAL III. PORTAL DO USUÁRIO a. ACESSO b. INÍCIO c. LISTA DE TICKETS IV. TICKETS a. CRIAR TICKETS

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação

Leia mais

Formulário para Inscrição de Proposta de Projeto

Formulário para Inscrição de Proposta de Projeto 1 Formulário para Inscrição de Proposta de Projeto Antes de formular seu projeto, leia por favor o documento "Base ASA, Explicações referentes às propostas de projeto" (em pdf). Caso você não disponha

Leia mais

Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde

Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Ciência e Tecnologia Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde - 2014 1) TÍTULO DO TERMO DE REFERÊNCIA:

Leia mais

EDITAL N 46 DE 24 DE ABRIL DE 2017

EDITAL N 46 DE 24 DE ABRIL DE 2017 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO COMISSÃO ELEITORAL CENTRAL EDITAL N 46 DE 24 DE ABRIL DE 2017 PROCESSO

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle 3.0 Orientações Didático-Pedagógicas e Tutoriais. O Ambiente Moodle ferramentas e funcionalidades

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle 3.0 Orientações Didático-Pedagógicas e Tutoriais. O Ambiente Moodle ferramentas e funcionalidades Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Pró-Reitoria de Graduação Núcleo de Educação a Distância Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle 3.0 Orientações Didático-Pedagógicas e Tutoriais O Ambiente Moodle ferramentas

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO 2012 REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO 2 de 1 Índice 1. Enquadramento... 3 2. Definição... 3 3. Princípios... 4 4. Objetivos... 4 5. Direitos... 4 6. Deveres... 5 7. Inscrição... 7 8. Candidatura...

Leia mais

Laboratório para Estruturas Flexíveis

Laboratório para Estruturas Flexíveis Casa do Povo Envie sua proposta até 04/06 Chamada Aberta para Estruturas Residência de Pesquisa para Coletivos 2 Sobre a Casa do Povo A Casa do Povo começou a ser construída logo após a Segunda Guerra

Leia mais

PROGRAMA 2017 «CÁTEDRAS FRANCO-BRASILEIRAS NO ESTADO DE SAO PAULO»

PROGRAMA 2017 «CÁTEDRAS FRANCO-BRASILEIRAS NO ESTADO DE SAO PAULO» PROGRAMA 2017 «CÁTEDRAS FRANCO-BRASILEIRAS NO ESTADO DE SAO PAULO» A Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita

Leia mais

Pesquisa de Satisfação de Cliente Externo

Pesquisa de Satisfação de Cliente Externo PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 070 Pesquisa de Satisfação de Cliente Externo Elaborado por:

Leia mais

GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO

GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Versão 01 - Página 1/24 PROCESSO: Acompanhamento e controle das obras nas sedes do MP-GO PROCEDIMENTO: Acompanhamento e controle das obras nas sedes do MP- GO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Objetivo estratégico:

Leia mais

LABORATÓRIO DE INOVAÇÕES EM EDUCAÇÃO NA SAÚDE COM ÊNFASE EM EDUCAÇÃO PERMANENTE /EDITAL DA 1ª EDIÇÃO

LABORATÓRIO DE INOVAÇÕES EM EDUCAÇÃO NA SAÚDE COM ÊNFASE EM EDUCAÇÃO PERMANENTE /EDITAL DA 1ª EDIÇÃO LABORATÓRIO DE INOVAÇÕES EM EDUCAÇÃO NA SAÚDE COM ÊNFASE EM EDUCAÇÃO PERMANENTE /EDITAL DA 1ª EDIÇÃO Porque o Laboratório Os processos de educação em saúde constituem como um dos fundamentos das práticas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR A DISTÂNCIA EDITAL N. 04/2016

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR A DISTÂNCIA EDITAL N. 04/2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR A DISTÂNCIA EDITAL N. 04/2016 Seleção para tutoria a distância do Curso de Especializacão em Tecnologias da Informação e da Comunicação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CHAMADA INTERNA PROEX Nº 02/2014 PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CHAMADA INTERNA PROEX Nº 02/2014 PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO Avenida Rio Branco, 0 Santa Lúcia 906- Vitória ES 7 7-7 CHAMADA INTERNA PROEX Nº 0/0 PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS A Pró-Reitoria

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA EADUCATIVA. Plataforma Learning Management Center

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA EADUCATIVA. Plataforma Learning Management Center POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA EADUCATIVA Plataforma Learning Management Center Nós da EaDucativa (EaDucativa Educação e Tecnologia Ltda ME), respeitamos a sua privacidade. Se você nos envia alguma informação

Leia mais

EDITAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ENSINO MÉDIO 2016/2017

EDITAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ENSINO MÉDIO 2016/2017 EDITAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ENSINO MÉDIO 2016/2017 A COORDENADORA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP, Profa. Dra. Ieda

Leia mais

Secretaria Geral de Relações Internacionais

Secretaria Geral de Relações Internacionais Secretaria Geral de Relações Internacionais EDITAL SRInter nº 05/16 Mobilidade acadêmica 2016/2017 Graduação para a Universidade de Picardie Jules Verne - França A Secretaria Geral de Relações Internacionais

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS E INTERINSTITUCIONAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS E INTERINSTITUCIONAIS CHAMADA PARA A PRÉ-SELEÇÃO DE ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DA UFU PARA CANIDATURA ÀS BOLSAS DA VIII EDIÇÃO DO PROGRAMA DE FORTALECIMENTO DA FUNÇÃO PÚBLICA NA AMÉRICA LATINA PELA FUNDAÇÃO MARCELINO BOTÍN A Diretoria

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2017 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO A EVENTOS NO IFAC.

CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2017 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO A EVENTOS NO IFAC. CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2017 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO A EVENTOS NO IFAC. 1. OBJETO O objeto desta Chamada Pública constitui estabelecer regras de apoio para o evento Jogos do Instituto Federal

Leia mais

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 1 - Introdução O Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional, CGCO, criou, há um ano, uma equipe para atender à demanda de criação de novos sites

Leia mais

Guia Prático Estudantes com carta de aceitação e com entrevista pré-consular

Guia Prático Estudantes com carta de aceitação e com entrevista pré-consular versão dezembro/2012 Guia Prático Estudantes com carta de aceitação e com entrevista pré-consular Este guia é exclusivo para os estudantes que já possuem uma carta de aceitação em uma instituição francesa

Leia mais

Estabelecer as orientações básicas relativas à operação do processo de Avaliação de Desempenho Individual no Instituto Estadual do Ambiente (INEA).

Estabelecer as orientações básicas relativas à operação do processo de Avaliação de Desempenho Individual no Instituto Estadual do Ambiente (INEA). INDIVIDUAL (MANUAL DA GERÊNCIA DE GESTÃO DE PESSOAS) Proposto por: ASPRES Analisado por: PRESIDENTE Aprovado por: PRESIDENTE 1 OBJETIVO Estabelecer as orientações básicas relativas à operação do processo

Leia mais

Acessibilidade inovadora

Acessibilidade inovadora Acessibilidade inovadora Como a UniEvangélica promoveu a integração entre sua comunidade de ouvintes e 22 colaboradores com deficiência auditiva Visão geral A UniEvangélica é uma instituição de ensino

Leia mais

Manual de Operações do Painel Administrativo do site www.jornalrotadomar.com.br

Manual de Operações do Painel Administrativo do site www.jornalrotadomar.com.br Manual de Operações do Painel Administrativo do site www.jornalrotadomar.com.br 2015 DMW DESIGN - AGÊNCIA DIGITAL contato@dmwdesign.com.br www.dmwdesign.com.br Login Para efetuar o Login no Painel Administrativo

Leia mais

O Portal Service Desk está disponível no Intrallianz. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk.

O Portal Service Desk está disponível no Intrallianz. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk. Portal Service Desk Manual de Utilização Gestão de Serviços de TI ÍNDICE I. INTRODUÇÃO II. CONCEITOS BÁSICOS DO PORTAL III. PORTAL DO USUÁRIO a. ACESSO b. INÍCIO c. HISTÓRICO DE TICKETS IV. TICKETS a.

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA - FAMEMA FÓRMULA SANTANDER - 2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA - FAMEMA FÓRMULA SANTANDER - 2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL FÓRMULA SANTANDER - 2012 O Diretor Geral da Faculdade de Medicina de Marília (Famema), Professor Doutor José Augusto Alves Ottaiano, no uso de suas atribuições, torna público este Edital de seleção de

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Executivo

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Executivo Conselho de Faculdade da da Universidade Nova de Lisboa REGIMENTO Artigo 1º Composição 1. O Conselho de Faculdade da FCM é constituído por treze membros, sendo oito docentes e investigadores, um estudante,

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES E NÃO CURRICULARES DOS CURSOS DIURNO E NOTURNO DE ODONTOLOGIA. CAPÍTULO I Da caracterização

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES E NÃO CURRICULARES DOS CURSOS DIURNO E NOTURNO DE ODONTOLOGIA. CAPÍTULO I Da caracterização REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES E NÃO CURRICULARES DOS CURSOS DIURNO E NOTURNO DE ODONTOLOGIA. CAPÍTULO I Da caracterização Art. 1º Estágio curricular obrigatório é aquele definido como tal no projeto

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 05/2012

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 05/2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO Art. 1 o - Visando possibilitar a melhor adequação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), obrigatório e que corresponde

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

REVISTA CIENTÍFICA CIÊNCIA E CULTURA ONLINE

REVISTA CIENTÍFICA CIÊNCIA E CULTURA ONLINE REVISTA CIENTÍFICA CIÊNCIA E CULTURA ONLINE INTRODUÇÃO Escrever artigos é uma forma importante de transmitir conhecimento científico. A fase de redação do artigo é, por vezes, uma tarefa árdua para muitos

Leia mais

Ministério da Educação. Universidade Federal de São Paulo ANEXO I REGIMENTO INTERNO DA COORDENADORIA DA REDE DE BIBLIOTECAS DA UNIFESP TÍTULO I

Ministério da Educação. Universidade Federal de São Paulo ANEXO I REGIMENTO INTERNO DA COORDENADORIA DA REDE DE BIBLIOTECAS DA UNIFESP TÍTULO I ANEXO I REGIMENTO INTERNO DA COORDENADORIA DA REDE DE BIBLIOTECAS DA UNIFESP TÍTULO I DEFINIÇÃO E FINALIDADE Art. 1º A Coordenadoria da Rede de Bibliotecas da UNIFESP (CRBU) é um órgão vinculado à Reitoria,

Leia mais

OPORTUNIDADE DE BOLSA FH VORARLBERG UNIVERSITY OF APPLIED SCIENCES

OPORTUNIDADE DE BOLSA FH VORARLBERG UNIVERSITY OF APPLIED SCIENCES OPORTUNIDADE DE BOLSA FH VORARLBERG UNIVERSITY OF APPLIED SCIENCES A FH Vorarlberg University of Applied Sciences, através do OeAD-GmbH/ICM - Ministério Federal da Ciência, Investigação e Economia (BMWFW)

Leia mais

Uso do recurso Multilíngua em pesquisas no Sphinx

Uso do recurso Multilíngua em pesquisas no Sphinx Uso do recurso Multilíngua em pesquisas no Sphinx Pré requisitos: Elaboração de questionário Formulário multimídia Publicação na internet Visualização condicionada ao perfil A noção de Multilíngua em pesquisas

Leia mais

MEMORANDO DE ENTENDIMENTO DE CLUBE RECURSOS Guia para implementação do Memorando de Entendimento de clube

MEMORANDO DE ENTENDIMENTO DE CLUBE RECURSOS Guia para implementação do Memorando de Entendimento de clube PORTUGUÊS (PT) MEMORANDO DE ENTENDIMENTO DE CLUBE RECURSOS Guia para implementação do Memorando de Entendimento de clube O pedido de seu clube para receber Subsídios Globais demonstra o seu compromisso

Leia mais

Procedimentos para avaliação

Procedimentos para avaliação Procedimentos para avaliação O processo de Avaliação é dividido em seis passos. Segue a seguir um guia que ajudará o Avaliador durante o processo de avaliação. Digitar nome senha (quando se registra um

Leia mais

Tutorial Moodle. Acesso. Página Inicial Preencher perfil. Enviar Mensagem. Recursos. Atividades. Moodle

Tutorial Moodle. Acesso. Página Inicial Preencher perfil. Enviar Mensagem. Recursos. Atividades. Moodle Tutorial MOODLE Tutorial Moodle Página Inicial Preencher perfil Enviar Mensagem Acesso Moodle Recursos Atividades Moodle Moodle é um sistema de administração de atividades educacionais destinado à criação

Leia mais

Edital PIBID n. 002/2016 Alunos de iniciação à docência subprojeto Ciências Biológicas CADASTRO DE RESERVA

Edital PIBID n. 002/2016 Alunos de iniciação à docência subprojeto Ciências Biológicas CADASTRO DE RESERVA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

Leia mais

Missão. Objetivos estratégicos 2010-2013. Uma nova abordagem

Missão. Objetivos estratégicos 2010-2013. Uma nova abordagem Francofonia Institutos Desenvolvimento Universidades Agence universitaire de la Francophonie Novas tecnologias PESQUISA Campus virtuais Qualidade Gestão universitária ENSINO SUPERIOR Solidariedade Cooperação

Leia mais

Política de uso. AR SSL Corporativa. DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços. Versão 1.0

Política de uso. AR SSL Corporativa. DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços. Versão 1.0 Política de uso AR SSL Corporativa DAGSer Diretoria Adjunta de Gestão de Serviços Versão 1.0 Outubro de 2014 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Definições... 3 3. Público alvo... 4 4. Credenciamento... 4

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID EDITAL 002/2015 PIBID/UNESPAR ABERTURA DE SELEÇÃO DE ESTUDANTES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CAMPUS

Leia mais

2-DO CRONOGRAMA QUADRO 2: Cronograma de seleção de bolsistas O processo de seleção de bolsistas seguirá o cronograma apresentado no QUADRO 2.

2-DO CRONOGRAMA QUADRO 2: Cronograma de seleção de bolsistas O processo de seleção de bolsistas seguirá o cronograma apresentado no QUADRO 2. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA MINAS GERAIS PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência PIBID/UFVJM EDITAL

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO BRASIL MÉXICO - BRAMEX2/2016 CHAMADA 005-2016

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO BRASIL MÉXICO - BRAMEX2/2016 CHAMADA 005-2016 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO BRASIL MÉXICO - BRAMEX2/2016 CHAMADA 005-2016 O Diretor de Relações Internacionais da Universidade Federal de Minas Gerais UFMG, Professor Fábio Alves da Silva Júnior, no uso de

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO ORDEM DE SERVIÇO OS -002/ SR-3/ ASSUNTO: REGULAMENTA AS AÇÕES DE EXTENSÃO VIGÊNCIA: 25/01/2013 VERSÃO: 05

IDENTIFICAÇÃO ORDEM DE SERVIÇO OS -002/ SR-3/ ASSUNTO: REGULAMENTA AS AÇÕES DE EXTENSÃO VIGÊNCIA: 25/01/2013 VERSÃO: 05 OS -002/ SR-3/ 2013 1 5 1 FINALIDADE A presente Ordem de Serviço tem como finalidade conceituar, organizar e disciplinar as ações que constituem a Extensão, na UERJ: Programa, Projetos, Cursos e Eventos.

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH

Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO Art. 1º O Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH (NAPMED-BH) foi criado

Leia mais

Art. 5º - São direitos dos membros efetivos:

Art. 5º - São direitos dos membros efetivos: ANTE-PROJETO DO ESTATUTO DA EMPRESA JÚNIOR DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE AMERICANA - 06/04/ Capítulo I - Denominação, Sede, Finalidade e Duração Art. 1º - A empresa Júnior da Faculdade de Tecnologia de

Leia mais

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ESTATUTO GEPNuDi

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ESTATUTO GEPNuDi GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ESTATUTO GEPNuDi CAPÍTULO I DA FINALIDADE E CONSTITUIÇÃO Art. 1º - Ora em diante, o denominado GEPNuDi Grupo de Estudos e Pesquisa em Nutrição e Dietética

Leia mais

Edital Escritório de Internacionalização nº 07, de 03 de outubro de 2017

Edital Escritório de Internacionalização nº 07, de 03 de outubro de 2017 Edital Escritório de Internacionalização nº 07, de 03 de outubro de 2017 Seleção de candidaturas de alunos da UFCSPA para intercâmbio através do Programa Intercâmbio de Estudantes Brasil-Colômbia (BRACOL)

Leia mais

Prof. Dr. Heros Ferreira Plataforma EAD. Encontro Multiesportivo de Técnicos Formadores Solidariedade Olímpica / COI

Prof. Dr. Heros Ferreira Plataforma EAD. Encontro Multiesportivo de Técnicos Formadores Solidariedade Olímpica / COI Prof. Dr. Heros Ferreira Plataforma EAD Encontro Multiesportivo de Técnicos Formadores Solidariedade Olímpica / COI AGENDA 1. PLANEJAMENTO 2. ESTRUTURAÇÃO RH E DIDÁTICA 3. PLATAFORMA EAD 4. EXECUÇÃO 5.

Leia mais

DECANATO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA

DECANATO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA DECANATO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA Edital 01/2015 SELEÇÃO PARA BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO (PNPD/CAPES) 1. PREÂMBULO

Leia mais

Manual do Professor AVA - Moodle/Unesp (versão 3.0) ESCOLHA

Manual do Professor AVA - Moodle/Unesp (versão 3.0) ESCOLHA Manual do Professor AVA - Moodle/Unesp (versão 3.0) ESCOLHA Livro Manual do Professor: AVA Moodle/UNESP (versão 3.0) UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Júlio de Mesquita Filho Reitor Julio Cezar Durigan Vice-Reitora

Leia mais

REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB

REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB MANUAL DE PROCEDIMENTO 2013 REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB Artigo Assunto Página 1 Definições... 225 2 Conselho diretor... 225 3 Eleições e mandatos... 225 4 Deveres do conselho diretor...

Leia mais

EDITAL Nº 249, DE 27 DE ABRIL DE 2016 CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO A 2ª SEMANA DE ENGENHARIA CIVIL

EDITAL Nº 249, DE 27 DE ABRIL DE 2016 CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO A 2ª SEMANA DE ENGENHARIA CIVIL CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO A 2ª SEMANA DE ENGENHARIA CIVIL Este documento visa estabelecer regras de acordo de apoio para a 2ª Semana da Engenharia Civil do Câmpus Votuporanga do IFSP, tal evento acontecerá

Leia mais

TERMO DE ADESÃO PARA AS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (IES)

TERMO DE ADESÃO PARA AS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (IES) ANEXO I TERMO DE ADESÃO PARA AS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (IES) Termo de Adesão da Instituição de Educação Superior [ nome da IES ] ao Acordo de Cooperação celebrado entre o Ministério da Justiça

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 1/7

CÓDIGO DE CONDUTA 1/7 CÓDIGO DE CONDUTA 1/7 ÍNDICE Página A Missão da Fundação AEP 3 Visão 3 Valores 3 Objetivos 3 Objeto, Âmbito e Aplicação 4 Transparência na Atuação e Publicitação das Contas 4 Impedimentos ou Incompatibilidades

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO.

REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO. REGULAMENTO DO PROCESSO ELEITORAL PARA RECOMPOSIÇÃO E/OU ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO. Dispõe sobre o regulamento do processo eleitoral para escolha e recomposição dos representantes

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF CATEGORIA FRANQUEADO

REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF CATEGORIA FRANQUEADO REGULAMENTO DE ASSOCIAÇÃO A ABF CATEGORIA FRANQUEADO A SUA EMPRESA NA ABF Obrigado pelo seu interesse em associar a ABF. Este documento contém o Regulamento do Processo de Associação e a descrição detalhada

Leia mais

UFT 2013. Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos

UFT 2013. Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos UFT 2013 Manual de Procedimentos Suprimento de Fundos UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINSPRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DIRETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS - CPE Conteúdo SUPRIMENTO DE FUNDOS...

Leia mais