Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos."

Transcrição

1 Direitos políticos Conceitos fundamentais Cidadania É qualificação daquele que participa da vida do Estado, participando do governo e sendo ouvido por este. Assim, é cidadão aquele que possui a capacidade eleitoral ativa (votar) e a capacidade eleitoral passiva (ser votado). Não se esqueça que, segundo o modelo brasileiro, o voto é facultativo dos 16 aos 18 anos de idade. Quem se encontrar nessa faixa etária e estiver alistado eleitoralmente poderá votar, mas não poderá ser votado. Mesmo assim, é considerado cidadão. Veja-se, então, que a cidadania é adquirida com o alistamento eleitoral. Nacionalidade Nas palavras de José Afonso da Silva (1998, p. 347), é conceito mais amplo que o de cidadania, e é pressuposto desta, uma vez que só o titular da nacionalidade brasileira pode ser cidadão. Direitos políticos É o conjunto de meios, prerrogativas, atributos e faculdades que o cidadão dispõe para intervir na estrutura governamental do Estado, por meio do voto, seja de forma ativa ou passiva, e dos demais meios à disposição do cidadão, tais como a ação popular (CF, art. 5.º, LXXIII) e a iniciativa popular (CF, art. 61, 2.º). Em síntese, são os meios de exercício da soberania popular. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos Direitos políticos positivos É o conjunto de normas que asseguram o direito de participação no processo político e nos órgão de governo do Estado. São direitos positivos:

2 DIREITO CONSTITUCIONAL direito de sufrágio (CF, art. 14, caput); direito de votar (alistabilidade) (CF, art. 14, 1.º); direito de ser eleito (elegibilidade) (CF, art. 14, 3.º); iniciativa popular (CF, art. 61, 2.º); ação popular (CF, art. 5.º, LXXIII); organização e participação em partidos políticos (CF, art. 17). Capacidade eleitoral ativa Obrigatória: dos 18 aos 70 anos de idade. Facultativa: dos 16 aos 18 anos de idade, analfabetos e maiores de 70 anos de idade. Plebiscito e referendo diferenças 1 Plebiscito: é uma consulta prévia que se faz aos cidadãos no gozo dos direitos políticos, sobre determinada matéria a ser, posteriormente, discutida pelo Congresso Nacional. Referendo: consiste em uma consulta posterior sobre determinado ato governamental, para ratificá-lo, no sentido de conceder-lhe eficácia, ou, ainda, para retirar-lhe eficácia. Condições de elegibilidade São aquelas do artigo 14, 3.º, da Constituição da República: Art. 14. [...] 3. [...] I - a nacionalidade brasileira; II - o pleno exercício dos direitos políticos; III - o alistamento eleitoral; IV - o domicílio eleitoral na circunscrição; V - a filiação partidária; VI - a idade mínima de: a) trinta e cinco anos para Presidente e Vice-Presidente da República e Senador; b) trinta anos para Governador e Vice-Governador de Estado e do Distrito Federal; c) vinte e um anos para Deputado Federal, Deputado Estadual ou Distrital, Prefeito, Vice- Prefeito e juiz de paz; d) dezoito anos para Vereador. 1 Lei 9.709, de 18 de novembro de 1998.

3 33 Direitos políticos negativos São as previsões constitucionais que restringem, limitam os direitos políticos do cidadão, em especial por intermédio de impedimentos à capacidade eleitoral passiva. São direitos políticos negativos: as inelegibilidades; as regras sobre perda e suspensão dos direitos políticos. Inelegibilidades Inelegibilidade absoluta: corresponde à impossibilidade de o indivíduo concorrer a qualquer cargo eletivo. Divide-se em duas: inalistáveis quem não pode votar, não pode ser votado. São os estrangeiros 2 e os conscritos 3 (CF, art. 14, 2.º); analfabetos apesar da faculdade de, voluntariamente, votar, não poderão ser votados (CF, art. 14, 4.º). Inelegibilidades relativas: consiste em restringir a elegibilidade para determinados mandatos em razão de situações extraordinárias em que se encontra o cidadão no momento da eleição. São assim divididas: por motivos funcionais CF, artigo 14, parágrafos 5.º e 6.º; por motivos de casamento, parentesco e afinidade CF, artigo 14, parágrafo 7.º; dos militares CF, artigo 14, parágrafo 8.º; por previsão em lei complementar CF, artigo 14, parágrafo 9.º. Perda e suspensão dos direitos políticos perda dos direitos políticos: caracteriza-se pela privação definitiva dos direitos políticos, nos seguintes casos: CF, art. 15, I cancelamento da naturalização por sentença transitada em julgado, em virtude de atividade nociva ao interesse nacional (CF, art. 12, 4.º, I); CF, art. 15, IV escusa de consciência (CF, art. 5.º, VIII); CF, art. 12, 4.º, II aquisição voluntária de outra nacionalidade. suspensão dos direitos políticos: ocorre quando, temporariamente, o indivíduo é privado de seus direitos políticos. Ocorre nos seguintes casos: 2 Atenção: o português equiparado pelo Estatuto da Igualdade (CF, art. 12, 1.º), atendendo determinadas prescrições legais, possui os mesmos direitos de um brasileiro naturalizado. Assim, trata-se de um estrangeiro que pode possuir direitos políticos no Brasil. 3 Os que estão em serviço militar obrigatório.

4 DIREITO CONSTITUCIONAL CF, art. 15, II interdição: nos termos do Código Civil brasileiro (CC), aquele que é interditado torna-se absolutamente incapaz, portanto, enquanto interditado, terá seus direitos políticos suspensos; CF, art. 15, III condenação criminal transitada em julgado: até que ocorra a extinção da punibilidade, o condenado (com sentença penal condenatória irrecorrível) tem seus direitos políticos suspensos; CF, art. 15, V atos de improbidade administrativa: nos termos do artigo 37, 4.º, o servidor que comete ato de improbidade administrativa terá seus direitos políticos suspensos. Dicas de Estudo Pela própria natureza da matéria, não é incomum novas (re)interpretações sobre o assunto na jurisprudência brasileira. Por isso, a grande dica é que o candidato mantenha-se atento a essas eventuais mudanças, especialmente pesquisando nos informativos do STF, em seu site: <www.stf.jus.br/portal/informativo>.

5

6

7 Referências ARAÚJO, Luiz Alberto David et al. Curso de Direito Constitucional. 8. ed. São Paulo: Saraiva, ; SERRANO JÚNIOR, Vidal Nunes. Curso de Direito Constitucional. 8. ed. São Paulo: Saraiva, BASTOS, Celso Ribeiro et al. Comentários à Constituição do Brasil. São Paulo: Saraiva, Curso de Direito Constitucional. São Paulo: Celso Bastos Editor, CANOTILHO, J. J. Gomes. Direito Constitucional e Teoria da Constituição. Coimbra: Coimbra, s.d. CHIESA, Clélio. Medidas Provisórias: regime jurídico-constitucional. 2. ed. Curitiba: Juruá, CONTI, Giovanni. Requisitos da Tutela Cautelar Constitucional. Porto Alegre: Norton, CRETELLA JÚNIOR, J. Elementos de Direito Constitucional. 2. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. Curso de Direito Constitucional. 30. ed. São Paulo: Saraiva, Do Processo Legislativo. 4. ed. São Paulo: Saraiva, Do Processo Legislativo. São Paulo: Saraiva, FERREIRA, Pinto. Comentários à Constituição Brasileira. São Paulo: Saraiva, LENZA, Pedro. Direito Constitucional Esquematizado. 7. ed. São Paulo: Método, MALUF, Sahid. Direito Constitucional. 19. ed. São Paulo: Sugestões Literárias, Teoria Geral do Estado. 6. ed. São Paulo: Sugestões Literárias, 1970.

8 DIREITO CONSTITUCIONAL MEIRELLES, Hely Lopes. Mandado de Segurança. 19. ed. São Paulo: Malheiros, MENDES, Gilmar Ferreira. Direito Constitucional e Controle de Constitu cionalidade. [S.l.]: Celso Bastos, Direitos Fundamentais e Controle de Constitucio nalidade. Brasília: Celso Bastos, MORAES, Alexandre de. Direito Constitucional. 12. ed. São Paulo: Atlas, Direito Constitucional. 5. ed. São Paulo: Atlas, OLIVEIRA, Cristiane Catarina Ferreira. Liberdade de Comunicação: perspectiva constitucional. Porto Alegre: Nova Prova, PAULO, Vicente; MAIA, Zélio. Direito Constitucional: o controle de constitucionalidade nos concursos públicos. Brasília: Vest-Com, RESEK, José Francisco. Direito Internacional Público. São Paulo: Saraiva, SARMENTO, Daniel. O Controle de Constitucionalidade e a Lei 9.868/99. Rio de Janeiro: Lumen Juris, SILVA, De Plácido e. Vocabulário Jurídico. São Paulo: Forense, SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. São Paulo: Malheiros, Curso de Direito Constitucional Positivo. 14. ed. São Paulo: Malheiros, Curso de Direito Constitucional Positivo. 15. ed. São Paulo: Malheiros, Curso de Direito Constitucional Positivo. 16. ed. São Paulo: Malheiros, SILVA, José Luíz Mônaco da. Comissões Parlamentares de Inquérito. São Paulo: Ícone, SOUZA, Nelson Oscar de. Manual de Direito Constitucional. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, STEINMETZ, Wilson Antônio. Colisão de Direitos Fundamentais e Princípio da Proporcionalidade. Porto Alegre: Livraria do Advogado, TAVARES, André Ramos. Curso de Direito Constitucional. 6 ed. São Paulo: Saraiva, TEMER, Michel. Elementos de Direito Constitucional. 13. ed. São Paulo: Malheiros, 1997.

9 89 VELOSO, Zeno. Controle Jurisdicional de Constitucionalidade. 2. ed. Belo Horizonte: Del Rey, ZAVASCKI, Teori Albino. Eficácia das Sentenças na Jurisdição Constitucional. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2001.

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS CONCEITO: O direito democrático de participação do povo no governo, por seus representantes, acabou exigindo a formação de um conjunto de normas legais permanentes, que recebe a denominação de direitos

Leia mais

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1 DIREITOS POLÍTICOS Prof. Fábio Ramos prof.fabioramos@hotmail.com Conjunto de normas que disciplinam as formas de exercício da soberania popular. Princípio da Soberania Popular: Art. 1º, par. único: Todo

Leia mais

A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE!

A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE! A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE! PLANO DE AULA Nº 6 DIRIETOS POLÍTICOS 1. NOÇÕES TEÓRICAS DIREITOS POLÍTICOS No capítulo IV do título II, a CF dispôs de um conjunto de normas para

Leia mais

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio Introdução Direitos políticos são os direitos do cidadão que permitem sua participação e influência nas atividades de governo. Para Pimenta Bueno, citado por Silva

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23 SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 1. Compreensão dos direitos políticos... 1 1.1. Política... 1 1.2. Direito Político... 2 1.3. Direitos políticos... 2 2. Direitos humanos e direitos políticos...

Leia mais

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TRE/AP 4º Simulado de Direito Eleitoral p/ TRE-AMAPÁ! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS:

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TRE/AP 4º Simulado de Direito Eleitoral p/ TRE-AMAPÁ! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS: AVISOS: Estamos ministrando os seguintes CURSOS: DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA JUDICIÁRIA (TEORIA E EXERCÍCIOS) DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA E TÉCNICO ÁREA ADMINISTRATIVA

Leia mais

IUS RESUMOS. Direitos Políticos. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Direitos Políticos. Organizado por: Samille Lima Alves Direitos Políticos Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. DIREITOS POLÍTICOS... 3 1. Caracterizando os Direitos Políticos... 3 1.1 Conceito de Direitos Políticos... 3 1.2 Direitos políticos, nacionalidade

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17)

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) Atualizado em 02/12/2015 DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTIGOS 14 a 17) GENERALIDADES Os direitos políticos estão

Leia mais

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi I Direitos políticos, 1 1 Compreensão dos direitos políticos, 1 1.1 Política, 1 1.2 Direito político, direito constitucional e ciência política, 3

Leia mais

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS 1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS DIREITOS POLÍTICOS e REGIME DEMOCRÁTICO O REGIME DEMOCRÁTICO como princípio:

Leia mais

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus representantes no governo por meio do sufrágio universal

Leia mais

Direitos e garantias fundamentais

Direitos e garantias fundamentais Direitos e garantias fundamentais A questão topográfica dos direitos e garantias fundamentais Explica Pedro Lenza (2004, p. 407) que a Constituição da República classifica o gênero direitos e garantias

Leia mais

2. OBJETIVO GERAL Prover o aluno de informações acerca dos fenômenos políticos associados à organização do Estado e do Poder Político.

2. OBJETIVO GERAL Prover o aluno de informações acerca dos fenômenos políticos associados à organização do Estado e do Poder Político. DISCIPLINA: Direito Constitucional II CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 3º Semestre TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR115 1. EMENTA: A Organização do Estado. O Federalismo. Organização político-administrativa

Leia mais

Marcos Soares da Mota e Silva

Marcos Soares da Mota e Silva Marcos Soares da Mota e Silva Pós-graduado em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários (IBET) e em Direito Processual Tributário pela Universidade de Brasília (UnB). Graduado

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA UNICEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS FAJS RAÍSSA BARRETO DE ARAÚJO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA UNICEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS FAJS RAÍSSA BARRETO DE ARAÚJO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA UNICEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS FAJS RAÍSSA BARRETO DE ARAÚJO A PERDA DO MANDATO PARLAMENTAR EM DECORRÊNCIA DE CONDENAÇÃO CRIMINAL: UMA ANÁLISE DA AÇÃO

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003 Determina a perda de mandato para Prefeito e Vice-Prefeito que transferir domicílio eleitoral. Autor: Deputado Lupércio

Leia mais

OS DIREITOS POLÍTICOS NA CONSTITUIÇÃO DE 1988 RESUMO

OS DIREITOS POLÍTICOS NA CONSTITUIÇÃO DE 1988 RESUMO 1 OS DIREITOS POLÍTICOS NA CONSTITUIÇÃO DE 1988 MARCIA WEBER LOTTO RIBEIRO 1 RESUMO Objetiva-se demonstrar através deste trabalho as regras constitucionais que regem o exercício dos direitos políticos

Leia mais

NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NATOS

NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NATOS CONCEITO Nacionalidade é o vínculo jurídico-político que liga um indivíduo a um certo e determinado Estado POVO ESPÉCIES Nacionalidade primária/originária: Nacionalidade secundária/adquirida: A) Ius soli:

Leia mais

Os Direitos Políticos na CF/88 Parte II

Os Direitos Políticos na CF/88 Parte II Os Direitos Políticos na CF/88 Parte II Olá Concursando, Hoje vamos continuar estudando um pouco de Direito Constitucional, finalizando o tema dos direitos políticos tratados na Constituição Federal de

Leia mais

DIREITOS POLÍTICOS. Direitos Políticos Negativos

DIREITOS POLÍTICOS. Direitos Políticos Negativos Direitos Políticos Negativos São as restrições, em maior ou menor extensão, ao exercício dos direitos políticos (ativos e passivos) O art. 15 da Constituição Federal disciplina as hipóteses de perda e

Leia mais

Cidadania e voto: breve discussão

Cidadania e voto: breve discussão 79 Cidadania e voto: breve discussão Gabriel de Souza Leal Graduando pela Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti. Chefe de Cartório da 079ª Zona Eleitoral de Ibaiti/PR Palavras-chave:

Leia mais

No Brasil: Misto de Democracia Semidireta ( meios de participação popular) + Indireta (mandato representativo)

No Brasil: Misto de Democracia Semidireta ( meios de participação popular) + Indireta (mandato representativo) DIREITO ELEITORAL - Aula 01 (Conceitos e Princípios do Direito Eleitoral, Aspectos Constitucionais, Composição, competências e funções dos órgãos da Justiça Eleitoral) CONCEITOS: O Direito Eleitoral, ramo

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Dos Direitos Políticos e Dos Partídos Políti Professora Alessandra Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional DOS DIREITOS POLÍTICOS Art. 14. A soberania popular

Leia mais

Lição 3. Alistabilidade (cidadania ativa ou capacidade eleitoral ativa):

Lição 3. Alistabilidade (cidadania ativa ou capacidade eleitoral ativa): Lição 3. Alistabilidade (cidadania ativa ou capacidade eleitoral ativa): Temos como primeira premissa desse estudo entender o que é Alistamento Eleitoral: Alistamento Eleitoral significa Procedimento Administrativo

Leia mais

Questões fundamentadas dos Direitos Políticos e dos Partidos Políticos Art. 14 a 17 da CF

Questões fundamentadas dos Direitos Políticos e dos Partidos Políticos Art. 14 a 17 da CF 1 2 APOSTILA AMOSTRA Para adquirir a apostila de 200 Questões Fundamentadas Dos acesse o site: www.odiferencialconcursos.com.br SUMÁRIO Apresentação...3 Questões...4 Respostas...49 Bibliografia...76 3

Leia mais

1º SIMULADO DE DIREITO ELEITORAL P/ TRE/RS E TRE/AC FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC)

1º SIMULADO DE DIREITO ELEITORAL P/ TRE/RS E TRE/AC FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) Prezados(as) Alunos(as)! Visando ajudar a todos os concurseiros nesta corrida em prol da aprovação nestes 2 concursos de Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) vigentes, TRE/RS e TRE/AC, disponibilizo abaixo

Leia mais

IUS RESUMOS. Direitos Políticos Negativos. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Direitos Políticos Negativos. Organizado por: Samille Lima Alves Direitos Políticos Negativos Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS... 3 1. Caracterizando os Direitos Políticos Negativos... 3 1.1 Conceito e composição... 3 1.2 Modos

Leia mais

CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA Nº

CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA Nº CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA 2016.1 Nº DATA DISCIPLINA Direito Constitucional PROFESSOR Paulo Nasser MONITOR Bruna Oliveira AULA Aula 10 TEMA: DIREITOS POLÍTICOS E NACIONALIDADE DIREITOS POLÍTICOS:

Leia mais

Evolução da Disciplina. Direito Constitucional CONTEXTUALIZAÇÃO INSTRUMENTALIZAÇÃO

Evolução da Disciplina. Direito Constitucional CONTEXTUALIZAÇÃO INSTRUMENTALIZAÇÃO Evolução da Disciplina Direito Constitucional Aula 1: Evolução histórica das constituições brasileiras Aula 2: Princípios fundamentais Aula 3: Direitos e garantias fundamentais Prof. Silvano Alves Alcantara

Leia mais

VOTO E PARTIDOS POLÍTICOS: OS PRINCÍPIOS BÁSICOS DA DEMOCRACIA Nathássia FORATO 1

VOTO E PARTIDOS POLÍTICOS: OS PRINCÍPIOS BÁSICOS DA DEMOCRACIA Nathássia FORATO 1 VOTO E PARTIDOS POLÍTICOS: OS PRINCÍPIOS BÁSICOS DA DEMOCRACIA Nathássia FORATO 1 RESUMO: A pesquisa, intitulada Voto e Partidos Políticos: Os princípios básicos da democracia - têm como objeto de estudo

Leia mais

Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função

Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função 2016 Quadro Sinótico Competência por Prerrogativa de Função Lucas Rodrigues de Ávila Prova da Ordem 2016 O que é competência por prerrogativa de função? "Um dos critérios determinadores da competência

Leia mais

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR André Alencar dos Santos DIREITO CONSTITUCIONAL NACIONALIDADE

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR André Alencar dos Santos DIREITO CONSTITUCIONAL NACIONALIDADE NACIONALIDADE PODIVM 1 Conceito: Representa um vínculo jurídico que designa quais são as pessoas (povo) que fazem parte da sociedade política estatal. Define a relação jurídica de Direito Público interno

Leia mais

Catalogação na Publicação (CIP)

Catalogação na Publicação (CIP) GUIA AOS ELEITORES Catalogação na Publicação (CIP) P221 Pará. Ministério Público. Guia aos eleitores: Perguntas e respostas sobre as eleições municipais de 2016 / Elaboração e Organização de José Edvaldo

Leia mais

DIREITO ELEITORAL. UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965)

DIREITO ELEITORAL. UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965) DIREITO ELEITORAL SUMÁRIO UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965) UNIDADE 2 Órgãos da Justiça Eleitoral (TSE, TREs, Juízes Eleitorais e Juntas Eleitorais) 2.1 Composição

Leia mais

Questões Aplicadas no Exame de Ordem (OAB/RJ) e outros Concursos; Referências Bibliográficas.

Questões Aplicadas no Exame de Ordem (OAB/RJ) e outros Concursos; Referências Bibliográficas. ASSUNTO: Cidadania, Direitos e Partidos Políticos (Texto 10) OBJETIVOS: Conceituar Cidadania, Direitos e Partidos Políticos; Identificar e caracterizar Cidadania, Direitos e Partidos Políticos. SUMÁRIO:

Leia mais

Nota à 30a edição, xxix Prefácio à 1a edição, xxxi

Nota à 30a edição, xxix Prefácio à 1a edição, xxxi Nota à 30a edição, xxix Prefácio à 1a edição, xxxi 1 DIREITO CONSTITUCIONAL, 1 1 Constitucionalismo, 1 1.1 Estado Constitucional: Estado de Direito e Estado Democrático, 2 2 Conceito de Constituição, 6

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE RONDÔNIA

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE RONDÔNIA PATRULHA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE RONDÔNIA O Brasil tornou-se uma República em 1889, quando um golpe militar liderado pelo Marechal Deodoro da Fonseca tirou D. Pedro II do poder. No Brasil,

Leia mais

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock Série Provas e Concursos Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock ELSEVIER 5.6. Resumo AGENTES PÚBLICOS (segundo Hely Lopes Meirelles): 1. Agentes políticos Aqueles no alto escalão dos

Leia mais

DIREITOS POLÍTICOS DOS CIDADÃOS BRASILEIROS E AS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA

DIREITOS POLÍTICOS DOS CIDADÃOS BRASILEIROS E AS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA DIREITOS POLÍTICOS DOS CIDADÃOS BRASILEIROS E AS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA Patrícia Camargo SPOLADOR 1 Rodrigo Mesquita SPOLADOR 2 Orientador: Prof. Sérgio Tibiriçá AMARAL 3 Resumo: O presente

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral da Bahia

Tribunal Regional Eleitoral da Bahia Tribunal Regional Eleitoral da Bahia Editoração Secretaria Judiciária Coordenadoria de Jurisprudência e Documentação Seção de Biblioteca e Editoração e-mail: sj-cojud@tre-ba.gov.br Pesquisa e texto Cristiane

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação 2007/1 ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO ELEITORAL E PARTIDÁRIO Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

Sumário. Nota do autor para a terceira edição... 31

Sumário. Nota do autor para a terceira edição... 31 Nota do autor para a terceira edição... 31 APRESENTAÇÃO... 33 ABREVIATURAS E SIGLAS... 35 Capítulo I Introdução ao direito eleitoral... 37 1. Introdução ao Direito Eleitoral... 37 1.1. Conceito de Direito

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO EXAME DE ORDEM OAB 1ª FASE

CONTROLE DE CONTEÚDO EXAME DE ORDEM OAB 1ª FASE 1 Teoria Geral da Constituição / Separação de Poderes 2 Direitos e deveres individuais e coletivos 3 Nacionalidade 4 Direitos políticos/ Partidos Políticos 5 Organização Político-Administrativa 6 Poder

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O sursis processual e a inelegibilidade Wilson Pedro dos Anjos* O Direito Eleitoral é apaixonante e ao mesmo tempo abrangente porque, a cada dia, ao trocar idéias acerca de algumas

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE GOIÁS DIREITO ELEITORAL PROFESSOR ALDO SABINO ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA CURSO PREPARATÓRIO

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE GOIÁS DIREITO ELEITORAL PROFESSOR ALDO SABINO ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA CURSO PREPARATÓRIO 1 ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA CURSO PREPARATÓRIO DIREITO ELEITORAL PROFESSOR ALDO SABINO Totalmente revista à luz dos novos entendimentos do TSE Atualizada até 05 de novembro de 2011 Incluindo, além

Leia mais

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira.

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira. DISCIPLINA: CONSTITUCIONAL I CARGA HORÁRIA TOTAL: 60 CRÉDITOS: 04 CÓDIGO: DIR 02-07411 Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional

Leia mais

Resumo de Direito Eleitoral parte constitucional

Resumo de Direito Eleitoral parte constitucional Resumo de Direito Eleitoral A maioria das disciplinas busca as regras centrais da matéria dentro do Texto Constitucional. Em Direito Eleitoral não poderia ser diferente. A CF reserva especialmente os arts.

Leia mais

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21 TÍTULO I Dos Princípios Fundamentais... 21 TÍTULO II Dos Direitos e Garantias

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 PLANO DE CURSO

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 PLANO DE CURSO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: DIREITO MUNICIPAL Código: DIR- 466 Pré-Requisito: --------- Período Letivo: 2016.1 Professor: EDIVALDO

Leia mais

3 Exercício da Soberania Popular nos Estados Libanês e Brasileiro

3 Exercício da Soberania Popular nos Estados Libanês e Brasileiro 3 Exercício da Soberania Popular nos Estados Libanês e Brasileiro No presente capítulo, analisaremos as duas formas de exercício da soberania popular, quais sejam o direito de sufrágio, que envolve a escolha

Leia mais

4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE 14, 3º, II,

4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE 14, 3º, II, 4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE Se uma pessoa perde ou tem suspensos seus direitos políticos, a consequência disso é que ela perderá o mandato eletivo

Leia mais

Continuando o conteúdo que vimos no início da semana 3, vamos estudar a medida provisória e as leis de iniciativa popular.

Continuando o conteúdo que vimos no início da semana 3, vamos estudar a medida provisória e as leis de iniciativa popular. 1 Continuando o conteúdo que vimos no início da semana 3, vamos estudar a medida provisória e as leis de iniciativa popular. Medidas provisórias A justificativa para a existência da medida provisória,

Leia mais

Cotas para mulheres?

Cotas para mulheres? Cotas para mulheres? Direito: PEC propõe alterar a Constituição Federal para que, nas eleições para Câmara dos Deputados, Assembleias Legislativas dos Estados, Câmara Legislativa do Distrito Federal e

Leia mais

BIBLIOGRAFIA. BARROSO, Luís Roberto. O Direito Constitucional e a Efetividade de suas Normas. 5ª ed., Rio de Janeiro: Renovar, p.

BIBLIOGRAFIA. BARROSO, Luís Roberto. O Direito Constitucional e a Efetividade de suas Normas. 5ª ed., Rio de Janeiro: Renovar, p. 66 BIBLIOGRAFIA BARROSO, Luís Roberto. O Direito Constitucional e a Efetividade de suas Normas. 5ª ed., Rio de Janeiro: Renovar, 2001. 363 p.. Mandado de Injunção, Perfil Doutrinário e Evolução. Revista

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL ACÓRDÃO N 193 (15.09.98)

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL ACÓRDÃO N 193 (15.09.98) PUBLICADO EM SESSÃO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL ACÓRDÃO N 193 (15.09.98) RECURSO ORDINÁRIO N 193 - CLASSE 27 a - TOCANTINS (Palmas). Relator: Ministro Edson Vidigal. Recorrente: Coligação "Tocantins para

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito Disciplina: Direito Constitucional II C.H. Teórica: 60 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito Período Letivo: Série: Periodo: 2 sem/2013 4ª Série Não definido C.H. Outras: 20 Semestre de Ingresso:

Leia mais

LEI DAS INELEGIBILIDADES (Lei Complementar 64/90)

LEI DAS INELEGIBILIDADES (Lei Complementar 64/90) INELEGIBILIDADE - Impedimento de ser votado ou forma de sanção. -Podemser: constitucionais (art.14 da CF); infraconstitucionais( 1º da LC 64/90). I - Inelegibilidades absolutas: para qualquer cargo (os

Leia mais

Condenação Criminal e Suspensão dos Direito Políticos

Condenação Criminal e Suspensão dos Direito Políticos Condenação Criminal e Suspensão dos Direito Políticos Alexandre de Moraes Promotor de Justiça assessor do Procurador-geral de Justiça de São Paulo. Doutor em Direito do Estado pela Faculdade de Direito

Leia mais

TRE/RN CICLO DE PALESTRAS

TRE/RN CICLO DE PALESTRAS 01 Vereador: Papel Constitucional e Sistema de Eleição Juiz JAILSOM LEANDRO DE SOUSA 02 Quem é o vereador? O Vereador é o Membro do Poder Legislativo Municipal. 03 Qual é o papel do Vereador? O papel do

Leia mais

DIREÇÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E COMUNITÁRIOS COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO DE CURSO. Visto do Coordenador de curso:.

DIREÇÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E COMUNITÁRIOS COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO DE CURSO. Visto do Coordenador de curso:. FACULDADE DAS ATIVIDADES EMPRESARIAIS DE TERESINA FAETE DIREÇÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E COMUNITÁRIOS COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO DE CURSO Aprova em / /. Visto Coordenar de curso:. PLANO DE CURSO

Leia mais

Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13

Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13 Sumário 7 Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13 QUESTÕES... 13 I.1. Constitucionalismo e história das Constituições... 13 I.2. Conceito e concepções de Constituição...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL OFÍCIO- Nº 005/2012 COMISSÃO ELEITORAL/UFAC Ao Senhor Eduardo Henrique de Almeida Aguiar Procurador da República Av. Epaminondas Jacome, nº 3017, Centro NC

Leia mais

Direitos Eleitoral - Parte 1

Direitos Eleitoral - Parte 1 Direitos Eleitoral - Parte 1 Com base no Código Eleitoral- Lei 4737/65, Lei n. 9.096/95, Lei 13165/2015, entre outras fontes do direito eleitoral e em questões de provas anteriores do Qconcursos.com. 1.

Leia mais

1.1. Regime Político (Regime de Governo) O Estado Democrático de Direito

1.1. Regime Político (Regime de Governo) O Estado Democrático de Direito DIREITO ELEITORAL Direitos Políticos Professor Ricardo Cunha Chimenti 1. DIREITOS POLÍTICOS Direitos Políticos são as regras que disciplinam o exercício da soberania popular (jus civitatis), a participação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DISCIPLINA: DIREITO CONSTITUCIONAL I CÓDIGO: DCONSTI - CARGA HORÁRIA: 80 h.a. - N.º DE CRÉDITOS: 04 PRÉ-REQUISITO:

Leia mais

NACIONALIDADE. Questões CESPE

NACIONALIDADE. Questões CESPE NACIONALIDADE Ano: 2015Banca: CESPEÓrgão: MPOGProva: Analista Técnico Administrativo - Cargo 2 Acerca dos princípios fundamentais e dos direitos e deveres individuais e coletivos, julgue o item a seguir.

Leia mais

AÇÃO PÚBLICA Crimes, Admissão de Ação Privada - CF art. 5º, LIX. Penal e Civil; Ministério Público - Competência Privativa - CF art. 129, I, III e 1º.

AÇÃO PÚBLICA Crimes, Admissão de Ação Privada - CF art. 5º, LIX. Penal e Civil; Ministério Público - Competência Privativa - CF art. 129, I, III e 1º. Í N D I C E T E M Á T I C O D A C O N S T I T U I Ç Ã O F E D E R A L ABUSO DE PODER Eleições - CF art. 14, 9º. Habeas - Corpus, Concessão - CF art. 5º, LXVIII. Habeas - Data, Concessão - CF art. 5º, LXXII.

Leia mais

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 Nome do Candidato: Nome do pai: Nome da mãe: Partido Político ou Coligação: Cargo a que concorre: ( ) Prefeito ( ) Vice-Prefeito ( ) Vereador Município: Declaro,

Leia mais

Direitos Políticos & Forças Armadas /Segurança Pública. Profª Karla Rocha

Direitos Políticos & Forças Armadas /Segurança Pública. Profª Karla Rocha Direitos Políticos & Forças Armadas /Segurança Pública Profª Karla Rocha DEFINIÇÃO São direitos fundamentais que disciplina a soberania popular no âmbito do regime democrático. TITULARIDADE A Constituição

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1 SUMÁRIO Capítulo I Teoria da Constituição...1 1. Constituição...1 1.1 Conceito...1 1.2. Classificação das Constituições...1 1.3. Interpretação das Normas Constitucionais...3 1.4. Preâmbulo Constitucional...5

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO DIREITO ADMINISTRATIVO II DES 0312 PROGRAMA DE AULAS PROFESSOR DOUTOR VITOR RHEIN SCHIRATO MONITORES VICTORIA MALTA CORRADINI FELIPE NAPOLITANO MAROTTA MARCO ANTONIO MORAES ALBERTO 2º Semestre de 2016

Leia mais

Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27

Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27 ... 23 Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO... 27 1. Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27... 27 1.2. Constituição política... 27 1.3. Constituição jurídica... 28 1.4. Constituição culturalista...

Leia mais

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade CAMPUS Capítulo 5 Administração Pública e Servidores Públicos Disposições Constitucionais 189 Servidor público em sentido estrito (regime estatutário) Cargo efetivo Cargo em comissão Adm. Direta, autárquica

Leia mais

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli)

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Estabelece as hipóteses de impedimento para nomeação, designação ou contratação, em comissão, de funções, cargos e empregos na Câmara dos Deputados.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ GUILHERME DE OLIVEIRA MATOS

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ GUILHERME DE OLIVEIRA MATOS UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ GUILHERME DE OLIVEIRA MATOS DA DESCARACTERIZAÇÃO DA INFIDELIDADE PARTIDÁRIA PARA PERDA DO MANDATO ELETIVO QUANDO DA GRAVE DISCRIMINAÇÃO PESSOAL SÃO JOSÉ 2009 2 GUILHERME

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO 2013/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL E IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CRONOGRAMA DAS AULAS / MÓDULOS

PÓS-GRADUAÇÃO 2013/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL E IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CRONOGRAMA DAS AULAS / MÓDULOS PÓS-GRADUAÇÃO 2013/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL E IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CRONOGRAMA DAS AULAS / MÓDULOS 1. TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E MORALIDADE Estruturas Administrativas:

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2009/02 DISCIPLINA: DIREITO CONSTITUCIONAL III PROFESSOR: SERGIO ROBERTO LEAL DOS SANTOS TURMA:

Leia mais

Resolvem os ministros do Tribunal Superior Eleitoral, por unanimidade, responder afirmativamente à consulta, nos termos do voto do relator.

Resolvem os ministros do Tribunal Superior Eleitoral, por unanimidade, responder afirmativamente à consulta, nos termos do voto do relator. TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO N 22.767 CONSULTA N 1.476 - CLASSE 5 a - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Carlos Ayres Britto. Consulente: Ciro Francisco Pedrosa, deputado federal.

Leia mais

Ano 5º Ano. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional. Professor(es) Ms. Demétrius Amaral Beltrão Ms Julio Cesar da Silva Tavares

Ano 5º Ano. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional. Professor(es) Ms. Demétrius Amaral Beltrão Ms Julio Cesar da Silva Tavares Página 1 de 5 A EMENTA Licitações e Contratos Administrativos. Tipos de atividade administrativa: Serviços Públicos e Limitação da autonomia privada (Poder de polícia). Ordenamento urbano e estatuto da

Leia mais

GRUPO I DIREITO PENAL

GRUPO I DIREITO PENAL CONTEÚDO DA APOSTILA GRUPO I DIREITO PENAL MODELOS DE DIREITO PENAL. ESCOLAS DE DIREITO PENAL. PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS PENAIS. RELAÇÃO ENTRE DIREITO PENAL, CRIMINOLOGIA E POLÍTICA CRIMINAL. TEORIAS

Leia mais

EXERCÍCIOS DIREITOS FUNDAMENTAIS CURSO MÚLTIPLA PROFESSORA : MYRIAN BRANDAO myrianpcdireito@yahoo.com.br

EXERCÍCIOS DIREITOS FUNDAMENTAIS CURSO MÚLTIPLA PROFESSORA : MYRIAN BRANDAO myrianpcdireito@yahoo.com.br EXERCÍCIOS ARTIGO 5º Assinale V para verdadeira ou F para falso as alternativas seguintes: 1 - ( ) é livre a manifestação do pensamento, sendo permitido o anonimato 2 - ( ) a casa é asilo inviolável do

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS)

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) SUBSTITUTIVO À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o 14,

Leia mais

BIBLIOTECA DANIEL AARÃO REIS OBRAS DOADAS Agosto a Setembro de 2015. Doação do Consócio e Autor: CARNEVALE, Marcos

BIBLIOTECA DANIEL AARÃO REIS OBRAS DOADAS Agosto a Setembro de 2015. Doação do Consócio e Autor: CARNEVALE, Marcos Doação do Consócio e Autor: CARNEVALE, Marcos CRISE SOCIAL E PODER JUDICIÁRIO: uma análise sociológica dos quantitativos do CNJ Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 2015 Doação do Consócio e Autor: BARBOSA,

Leia mais

REFLEXÕES ACERCA DO PLENO EXERCÍCIO DOS DIREITOS POLÍTICOS COMO CONDIÇÃO DE ELEGIBILIDADE

REFLEXÕES ACERCA DO PLENO EXERCÍCIO DOS DIREITOS POLÍTICOS COMO CONDIÇÃO DE ELEGIBILIDADE REFLEXÕES ACERCA DO PLENO EXERCÍCIO DOS DIREITOS POLÍTICOS COMO CONDIÇÃO DE ELEGIBILIDADE Tarso Duarte de Tassis 1 Leonardo Dias Saraiva 2 RESUMO: O presente estudo tece algumas considerações acerca do

Leia mais

O despreparo político X a necessidade de legitimação do direito ao voto

O despreparo político X a necessidade de legitimação do direito ao voto O despreparo político X a necessidade de legitimação do direito ao voto Diandra Figueiredo Vasconcelos SUMÁRIO: 1. Introdução 2. Democracia; 2.1. Participação política da população 3. Separação das funções

Leia mais

Direitos Políticos: são diretos destinados a realizar a soberania popular.

Direitos Políticos: são diretos destinados a realizar a soberania popular. DOS DIREITOS POLÍTICOS Direitos Políticos: são diretos destinados a realizar a soberania popular. Art.1º, parágrafo único, CF/88. Todo poder emana do povo. Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2016/1 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

IUS RESUMOS. Características e funções da Justiça Eleitoral. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Características e funções da Justiça Eleitoral. Organizado por: Samille Lima Alves Características e funções da Justiça Eleitoral Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES DA JUSTIÇA ELEITORAL... 3 1. Características e competências da Justiça Eleitoral...

Leia mais

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO -

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Trabalho finalizado em julho/2015.

Leia mais

TRE/SC. Noções de Direito Constitucional. II referendo III iniciativa popular...

TRE/SC. Noções de Direito Constitucional. II referendo III iniciativa popular... Noções de Direito Constitucional Constituição Federal: art. 14 ao 16: dos direitos políticos Da administração pública: art. 37 e 38 Do poder judiciário: art. 92 ao 100. Dos tribunais e juízes eleitorais:

Leia mais

VOTO EM SEPARADO. AUTORIA: Senador RANDOLFE RODRIGUES I RELATÓRIO

VOTO EM SEPARADO. AUTORIA: Senador RANDOLFE RODRIGUES I RELATÓRIO VOTO EM SEPARADO Perante a COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre a Proposta de Emenda à Constituição nº 43, de 2013 (nº 349, de 2001, na Câmara dos Deputados), primeiro signatário o Deputado

Leia mais

Sumário. Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 19

Sumário. Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 19 Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 17 Guia de leitura da Coleção... 19 CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: NOÇÕES INTRODUTÓRIAS... 21 1. Conceito, objeto e objetivos do Direito Eleitoral... 21 2. A democracia

Leia mais

RESUMO DE DIREITO CONSTITUCIONAL. Prof. Otávio Piva. Revisado em 5 de janeiro de (EC nº 54 e 55, de 20 de setembro de 2007)

RESUMO DE DIREITO CONSTITUCIONAL. Prof. Otávio Piva. Revisado em 5 de janeiro de (EC nº 54 e 55, de 20 de setembro de 2007) RESUMO DE DIREITO CONSTITUCIONAL. Prof. Otávio Piva Revisado em 5 de janeiro de 2009. (EC nº 54 e 55, de 20 de setembro de 2007) 1 TEORIA GERAL DO DIREITO CONSTITUCIONAL 1. O Direito Constitucional. Natureza.

Leia mais

EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE PROF. ALESSANDRA VIEIRA.

EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE PROF. ALESSANDRA VIEIRA. EXERCÍCIOS DE NACIONALIDADE PROF. ALESSANDRA VIEIRA. 1) Do direito brasileiro, decorre a existência de duas classes de nacionalidade: a) A do nato e a do equiparado; b) A do nato e a do naturalizado; c)

Leia mais

NACIONALIDADE 1. Acerca dos princípios fundamentais e direitos individuais, julgue o item a seguir.

NACIONALIDADE 1. Acerca dos princípios fundamentais e direitos individuais, julgue o item a seguir. Cleiton Coutinho 1. Acerca dos princípios fundamentais e direitos individuais, julgue o item a seguir. a) São brasileiros natos os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde

Leia mais

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO Prof. Me. Edson Guedes 1. Introdução ao Direito 1.1 Origem do Direito: Conflitos humanos; Evitar a luta de todos contra todos; 1. Introdução ao Direito 1.2 Conceito de

Leia mais

DIFERENÇAS ENTRE NACIONAIS E ESTRANGEIROS SEGUNDO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

DIFERENÇAS ENTRE NACIONAIS E ESTRANGEIROS SEGUNDO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 DIFERENÇAS ENTRE NACIONAIS E ESTRANGEIROS SEGUNDO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Felipe Eidi Semencio CHIYODA¹ Flademir Jeronimo Belinati MARTINS² 1 RESUMO: o trabalho científico aborda a estrutura do

Leia mais

DIREITO ELEITORAL. 1. Direitos Políticos e Direito Eleitoral: - Direitos políticos: concepção CF (ampla); nexo com o DE, DP, DC.

DIREITO ELEITORAL. 1. Direitos Políticos e Direito Eleitoral: - Direitos políticos: concepção CF (ampla); nexo com o DE, DP, DC. 1 PONTO 1: Direitos Políticos e Direito Eleitoral PONTO 2: Justiça Eleitoral PONTO 3: Ministério Público Eleitoral PONTO 4: Sistemas Eleitorais PONTO 5: Direito Partidário PONTO 6: Capacidade Eleitoral

Leia mais

Olá Prezados(as) Alunos(as) e Concurseiros!!

Olá Prezados(as) Alunos(as) e Concurseiros!! Olá Prezados(as) Alunos(as) e Concurseiros!! Em atendimento a muitas demandas de alunos, disponibilizo a todos as Questões de Direito Eleitoral da Prova do TSE 2007, devidamente comentadas. Bons estudos!

Leia mais