Reunião Regional do Paraná surpreende com grande número de participantes e parceiros.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reunião Regional do Paraná surpreende com grande número de participantes e parceiros."

Transcrição

1 Edição Nº 435 / Julho e Agosto 2012 Reunião Regional do Paraná surpreende com grande número de participantes e parceiros. A ABIC realizou sua quinta Reunião Regional de 2012 no dia 11 de julho, em Londria. Desta vez, a reunião contou com a presença de produtores, técnicos do IAPAR, EMATER, industriais associados e não associados, Presidente e Diretores da ABIC e do SINDUSCAFÉ, além de representantes do SEBRAE NACIONAL e do SEBRAE PARANÁ e da CAIXA ECONOMICA FEDERAL. As Reuniões Regionais fazem parte das ações e dos Projetos Estratégicos do Planejamento 2012 da ABIC e tem por objetivo aproximar assocoados e entidades, de modo a permitir uma integração efetiva, a compreensão dos problemas e das demandas regionais, a troca de experiências e a busca de idéias e iniciativas que ajudem as empresas na busca do sucesso e da recuperação da lucratividade nos seus negócios. unidas em torno da ABIC, por entenderem que esta união é o alimento que vai permitir o setor superar suas dificuldades e ganhar valor para o café. Ao final da Reunião o Presidente Americo destacou alguns pontos importantes abordados na Reunião, são eles: União do setor, Especialização, Diversificação, Produto que atenda o paladar do consumidor. Reforçando que é preciso valorizar o café e o negócio. Américo Sato - Presidente da ABIC Próxima Reunião Regional Salvador - Bahia A próxima reunião será realizada em Salvador - BA, no dia 30 de agosto. Reservem esta data. É fundamental que todos participem, produtores, associados e não associados, aproveitem a reunião para se informar das oportunidades que estão sendo criadas para conseguir recapitalizar-se e recomporem sua condição de operação lucrativa e de investimento em modernização e inovação. A Reunião Regional é aberta a todos os segmentos do Agronegócio Café. A Reunião Regional do Paraná foi muito rica em participação e sugestões, mostrando que as empresas estão maduras para enfrentar os desafios do mercado, e que estão Participantes da reunião Maiores informações entre em contato com abic.com.br.

2 2 Começam os preparativos para o 9º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café Com a colheita de café em andamento, centenas de cafeicultores dão início a uma etapa especial: a preparação cuidadosa dos lotes com os melhores grãos que irão disputar, a partir de meados de agosto, os concursos regionais e estaduais. São exatamente os cafés finalistas dos certames estaduais que concorrerão ao 9º Concurso Nacional de Qualidade do Café, promovido pela ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café. Cultivados com todo capricho pelos cafeicultores, esses cafés serão adquiridos em leilão, agendado para janeiro de 2013, por indústrias e cafeterias e chegarão aos consumidores no início de maio, em embalagens sofisticadas de 250 gramas e identificadas por selo numérico controlado, compondo a 9ª Edição Especial dos Melhores Cafés do Brasil. Os responsáveis pela realização dos concursos oficiais de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Paraná e Bahia deverão garantir a participação dos seus respectivos lotes finalistas no certame nacional efetuando a inscrição em outubro, em data a ser divulgada. As amostras, representativas de lotes de 10 sacas de 60 kg, deverão ser entregues em novembro. Cada Estado poderá inscrever três lotes, sendo 1 de café arábica preparado por via seca (natural), 1 de café arábica preparado por via úmida (cereja descascado e/ou despolpado) e 1 microlote, preparado de qualquer forma, mas que seja proveniente de uma propriedade com no máximo 15 hectares de área total, considerando todas as culturas existentes no local. Esta exigência, que nesta edição foi ampliada em 5 hectares, se deve ao fato da categoria microlote privilegiar o pequeno produtor. As amostras serão provadas e avaliadas, em provas cegas, por uma Comissão Julgadora, seguindo a metodologia do PQC Programa de Qualidade do Café, da ABIC, para o café torrado, combinada com a metodologia da SCAA Specialty Coffee Association of America, para grão verde. As provas serão realizadas em data a ser definida no laboratório do CPC Centro de Preparação do Café, do Sindicafé - São Paulo, que é credenciado pela ABIC e possui estrutura e todos os equipamentos necessários. O ranking dos melhores cafés, por categoria, será feito a partir da Nota de Qualidade Global conferida pela Comissão Julgadora. O resultado será divulgado no site Leilão em Janeiro de 2013 Os lotes premiados nas três categorias serão leiloados em pregão que nesta edição será marcado para janeiro, em data a ser posteriormente divulgada. Nos anos anteriores, o leilão era realizado em meados de novembro ou dezembro. A decisão de transferir para janeiro teve como objetivo facilitar a participação de mais compradores, já que no final do ano os Estados produtores também realizam seus leilões, o que vinha gerando muita disputa. A participação é aberta a todo o mercado, inclusive casas de café e pessoas físicas apreciadoras de cafés raros e exclusivos. Assim como nos anos anteriores, a inscrição deverá ser feita no site da entidade, onde constará o termo de compromisso da compra e pagamento e todas as demais informações do regulamento. É permita a formação de consórcios de empresas para aquisição dos lotes. Os participantes inscritos poderão adquirir 1 saca ou todo o lote (10 sacas), sendo que o valor do lance mínimo aceito será 50% acima da cotação BMF/Bovespa do dia anterior ao leilão. Os lances poderão ser dados presencialmente ou por . Os participantes inscritos poderão solicitar o envio, pelo correio, de amostras de 100 gramas para prova e avaliação prévias. O resultado do leilão será divulgado pela ABIC no final de janeiro, quando serão anunciados os Produtores Campeões do Concurso, com a ordem de classificação dada pelos lances obtidos pelos lotes, e as Empresas Campeãs da Edição Especial, que serão premiadas em três categorias: Ouro, de maior valor de aquisição por saca; Diamante, pelo maior investimento total em qualidade, e Especial, na qual concorrem os microlotes e que premiará a empresa que oferecer o maior valor. O lançamento da 9ª Edição Especial dos Melhores Cafés do Brasil será em maio, em cerimônia que também premiará as indústrias campeãs. A assessoria de comunicação da ABIC divulgará as marcas participantes da edição, com o detalhamento das características sensoriais de cada uma, junto aos veículos dirigidos ao varejo, gastronomia, hotéis, restaurantes e a imprensa do setor cafeeiro. Essa sistemática de se realizar o concurso seguido de leilão e da Edição Especial, foi criada pela ABIC a partir da experiência pioneira do Estado de São Paulo. Essa combinação tanto estimula os cafeicultores a investirem na qualidade das suas lavouras, já que os preços pagos por seus cafés são bem acima dos de mercado, quanto serve de grande ferramenta de marketing para as indústrias e cafeterias, que oferecem aos consumidores suas edições especiais e exclusivas, com alto valor agregado. É uma forma também de fidelizar clientes, tanto consumidores quanto varejistas, pois o lançamento da nova edição sempre em maio já se tornou uma tradição ao longo desses oito anos. Em breve o regulamento completo e demais informações poderão ser acessadas no site

3 CANECÃO LANÇA ORCHESTRA GOURMET EXCLUSIVO PARA A SUA LOJA VIRTUAL Novo café especial chega ao mercado nacional com oito opções de moagens personalizadas. A indústria Café Canecão, de Campinas, comemora 50 anos de fundação, com o lançamento do café Orchestra Gourmet para todo o Brasil, exclusivo para a venda em sua loja virtual (www.cafecanecao. com.br). A empresa anuncia que o Orchestra Gourmet, incorporado à sua linha de especiais, é um café 100% Arábica, de torração média, com sabor e aroma marcantes e encorpados. O novo produto gourmet é apresentado em embalagens de um quilo valvulada, nas versões Torrado em Grãos e Torrado e Moído. A comercialização é feita em embalagens unitárias de um quilo. O Orchestra Gourmet é indicado para uso em máquina de café expresso, Íbrik (método turco), coador de pano ou filtro de papel descartável e para cafeteiras elétrica, italiana e francesa. O diretor comercial do Canecão, Natal Martins, informa que o lançamento do Orchestra Gourmet para todo o Brasil, abre uma nova fase para a empresa, que passa a atender um segmento de consumidores que desejam cafés especiais com moagens personalizadas. Um detalhe peculiar do Orchestra Gourmet é que os grãos na versão torrado e moído serão processados pelo Canecão, 24 horas antes da entrega aos consumidores. O Orchestra Gourmet Torrado e Moído é oferecido em oito opções de moagens, a escolha do consumidor, de acordo com o tipo de preparo desejado. Opções de Moagens:. Moagem Pulverizada (Ultrafina).. Moagens Clássicas (Superfina / Fina / Média / Grossa).. Moagens Americanas (Regular/ Grossa / Extra Grossa). CANECÃO PREVÊ CRESCER 16% EM 2012, COM FATURAMENTO DE R$ 26,3 MILHÕES Empresa comercializou 2,56 milhões de quilos de café em Para este ano prevê repetir o volume em quilos e o faturamento deve ser superior em 16%. O Café Canecão, com sede em Campinas, SP, indústria 100% nacional que está comemorando 50 anos de fundação, anuncia um crescimento de 16% no seu faturamento, fechando 2012 em torno de R$ 26,3 milhões. Em 2011, o faturamento foi de R$ 22,7 milhões. O volume de vendas em 2011 foi de 2,56 milhões de quilos de café. A previsão do diretor comercial do Canecão, Natal Martins, é fechar o ano de 2012 com o mesmo volume de quilos do ano anterior e com faturamento 16% maior, devido a recuperação dos preços da matériaprima e do produto acabado. PERFIL - O Café Canecão, sediado em Campinas, SP, é a maior indústria de café da região. A empresa 100% nacional, foi fundada em 1962, tem uma filial em Lins, na região central do Estado de São Paulo e foi a primeira indústria de café do País a obter a certificação ISO versão No ranking das 100 maiores indústrias brasileiras de café, associadas à Abic, o Café Canecão ocupa a 19a. posição. O Canecão é dirigido pelas famílias Abud e Martins. Nas operações de Campinas e Lins, a empresa conta com um total de 98 colaboradores. QUALIDADE - A empresa possui um moderno parque industrial e na sua preocupação com a qualidade e padronização dos seus produtos, conta com um completo laboratório, com equipamento determinador de umidade, tanto para café verde, quanto para café torrado e moído. Conta ainda com um sistema eletrônico para definir o ponto de torra do produto (colorímetro), garantindo qualidade constante para 3 o tradicional café. Possui também aparelho de granulometria e de densidade para controle do volume do produto dentro da embalagem. SISTEMA DE SILAGEM - Todos os produtos da empresa possuem certificação de qualidade. Em 2011 o Canecão investiu R$ 500 mil na aquisição de um moderno sistema de silagem e movimentação de café verde, com capacidade para 300 mil quilos do produto a granel, eliminando assim a manipulação das antigas sacas de 60 quilos. PRODUTOS - Os produtos Café Canecão podem ser encontrados nas regiões metropolitanas de Campinas e Jundiaí, incluindo Várzea Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Caieiras, Grande São Paulo, Circuito das Águas, Lins, Bauru, Araçatuba, Vale do Ribeira (12 municípios) e Litoral Sul. A empresa tem foco de atuação no Estado de São Paulo e como meta, tem aumentado o seu raio de atuação a partir de Campinas. Pretende atender todo o Estado de São Paulo até LINHA - A empresa produz o Café Canecão Tradicional - torrado e moído (almofadas de 250g e 500g), Café Canecão Tradicional Torrado em Grãos 5Kg, Café Canecão Tradicional - alto-vácuo 500g, Café Canecão Espresso em Sachê 7g, Canecão Café Espresso Torrado em Grãos 1Kg, Café Canecão Premium - alto-vácuo 500g, Café Canecão Extra Forte - alto-vácuo 500g, Café Canecão Extra Forte - almofada 500g, Cappuccino Canecão 200g, Solúvel Canecão 50g, Filtros de Papel Canecão 102 e 103, Orchestra Café Torrado em Grãos 1kg e Orchestra Café Torrado e Moído 1kg - 8 versões de moagens. A empresa possui loja virtual, disponível para entrega em todo o Brasil -

4 4 3 passos para tirar sua empresa do vermelho Manter as contas em dia é essencial para seu negócio crescer mais rápido Priscila Zuini São Paulo Em tempos de crise, as pequenas empresas devem logo se preparar para um período de baixa. Para começar, tome coragem para manter as contas em dia e sair do vermelho. A pessoa só se preocupa em conhecer os números no aperto, opina Mauricio Galhardo, consultor da Praxis Education. Antes de entrar em desespero ou desanimar, é precisa encarar o rombo na conta bancária com seriedade. O primeiro passo a ser dado é inevitavelmente possuir uma previsão daquilo que vai pagar e receber, ensina Adriano Gomes, professor do curso de administração da ESPM. O clássico fluxo de caixa, ignorado por boa parte dos empresários de pequeno porte, entra em ação para ajudar o empreendedor a ter uma noção mais clara dos gastos e receitas da empresa. Sem o fluxo de caixa, é quase certo que a empresa pode cair na armadilha da conta negativa. É importante ter um fluxo de caixa projetado, com previsão de entradas e saídas lá no futuro também, sugere Galhardo. 1. Encontre as causas O caminho ideal para sair do vermelho Certificações ajudam consumidor na escolha do melhor café Certificado pelo PQC e IBD, o Café do Centro traz informações sobre a procedência dos seus grãos, tipo de bebida e sabor em todas as suas embalagens Você sabe que tipo de café está consumindo? O controle dos processos de produção e comercialização serve para nortear o consumidor na hora da compra. A certificação de produtos tem se tornado cada vez mais necessária no mercado atual, resultado das exigências dos consumidores que visam qualidade, preço justo e valor agregado. Quando o Grupo Branco Peres assumiu o Café do Centro, em 1995, a torrefadora já primava pela qualidade dos seus grãos e é pioneira quando o assunto é informar o consumidor sobre as origens do café. Suas embalagens trazem, mesmo antes de qualquer exigência, uma tabela com as especificações sobre a procedência dos seus grãos, tipo de bebida e sabor. Em 2004 a Associação Brasileira da Indústria do Café - Abic criou o Programa de Qualidade de Café, o PQC, para medir e graduar os tipos é descobrir o que está errado na operação do negócio. A pergunta central é saber por que a empresa é deficitária. Muitas vezes, é porque o empresário confunde caixa com lucro. Os fluxos de pagamento e de recebimento não estão acoplados. Há um espaço de tempo entre a entrada e a saída de recursos, diz Gomes. Criar uma planilha bem organizada com todas as informações do negócio pode ajudar a identificar onde está sendo gasto muito dinheiro ou se as vendas não estão correspondendo ao esperado. Mesmo depois que resolver, ele pode continuar fazendo o controle financeiro. Não é porque passou a tempestade que ele para de fazer, diz Galhardo. 2. Escolha a melhor saída Seja por falta de organização ou por problemas financeiros, quando as contas da empresa começam a não bater, a maioria dos empreendedores corre ao banco e solicita a linha de crédito mais rápida e acessível. A má notícia é que esta também costuma ser a mais cara e só vai dar mais um empurrão no caos financeiro. O empresário precisa fazer uma planilha ou buscar ajuda de quem conhece para tirar a foto da situação financeira do seu negócio e quanto tem para pagar, receber e a expectativa de resultado para as próximas semanas. Então, consegue pensar em uma linha melhor para de café. Este programa que permanece ativo ainda hoje tem como objetivo selecionar os produtos por categorias a partir de níveis de qualidade do grão: Tradicional, Superior e Gourmet. A proposta da Abic era agregar valor e ampliar o consumo a partir da melhoria contínua dos cafés. E foi a partir deste momento que as empresas começaram a aderir ao selo de pureza. Segundo os proprietários da Torrefadora Café do Centro, Rodrigo e Rafael Branco Peres, a certificação e os selos de qualidade são demonstrações de que um produto, devidamente identificado, atende aos requisitos de normas ou regulamentos técnicos específicos estabelecidos por órgãos responsáveis. No Café do Centro fazemos a seleção dos melhores grãos, a padronização do café verde por seletora óptica de grãos ou olho eletrônico, o controle automático do processo de torração, rastreabilidade total de produção, análises laboratoriais e controle externo de manutenção da qualidade pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos ITAL e sistemas e métodos de qualida de substituir as linhas caras, ensina Galhardo. Para fugir do cheque especial, uma opção é a antecipação de recebíveis. É muito difícil uma empresa hoje conseguir uma linha de curto prazo que não seja por essa modalidade, diz Gomes. Normalmente, o empresário corre para pegar crédito na mesma fonte da pessoa física, que tem as taxas mais altas e não é a melhor opção, como o cheque especial. Quando entrar dinheiro, paga a parcela do empréstimo para primeiro estabilizar a situação, explica o consultor. 3. Domine finanças Existe o mito de que ser empreendedor exige muito mais instinto e autoconfiança do que conhecimento. Ter os números é premissa básica para poder fazer gestão do seu negócio, em tempos de crise ou de bonança, defende Galhardo. Mais do que conhecer os números, é preciso saber interpretá-los e essa deve ser uma das tarefas dos empreendedores. A gente sempre recomenda que mesmo que o sócio não domine o tema ele não fique por fora, sem um acompanhamento diário. Ele está tratando de sua matéria-prima fundamental, que é o dinheiro, explica Gomes. A orientação dos especialistas é procurar ajuda e orientação. A pessoa só se preocupa em conhecer os números no aperto. Mesmo se estiver dando resultado, continue acompanhando, diz o consultor. Boas Práticas de Fabricação, explicam. Ainda de acordo com Rodrigo e Rafael os cafés especiais exigem cuidados e processos específicos, a fim de produzirem uma bebida premium. Para sua produção é necessário adequação climática, solo e técnicas de manejo - como a colheita apenas de grãos devidamente maturados -, moagem e torragem controladas e, finalmente, embalagem com nitrogênio a fim de evitar a oxidação, revelam os especialistas em café. O Café do Centro também é certificado pelo IBD, o grande pilar da qualidade dos orgânicos brasileiros, é o selo mais reconhecido pelos consumidores no mercado interno e responsável pela chancela de exportação dos nossos orgânicos para mais de 70 países. Esse programa certifica o café desde a produção até a industrialização, o que o torna único no mundo. O objetivo é estimular um segmento ainda pequeno no Brasil.

5 Misturas especiais elevam as vendas de não alcóolicos Valor Econômico - São Paulo/SP - Primeira Página - 31/07/2012 A venda de bebidas não alcoolicas no Brasil traz oportunidades para quem busca diferenciação no mercado. O consumo cresce, de acordo com estudo realizado pela consultoria Canadean para a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas não alcoolicas (Abir). Entre 2005 e 2010, a participação de mercado (em relação a todas as bebidas) do segmento de não alcoolicas subiu de 51,6% para 53,2%, um incremento de 9 bilhões de litros e uma elevação de consumo per capita de 168,4 litros (2005) para 206,7 litros (2010). No segmento de bebidas prontas - que inclui chás gelados - o avanço global entre 2009 e 2010 foi de 5,1%, de acordo com a Abir. Só o segmento de chás preparados avançou 11,2% em 2010, na comparação com o consumo dos brasileiros em A média de crescimento da categoria entre 2005 e 2010 ficou em 7,3%, de acordo com a pesquisa. Mas a participação dos chás gelados ainda é muito pequena no consumo (0,3%), ou 32 milhões de litros. Apesar da timidez, o crescimento no consumo do chá já pode ser medido. Segundo o Euromonitor, os brasileiros tomaram 16% mais chá entre 2009 e Em relação ao mercado, a receita com as vendas cresceu 72%, chegando a US$ 516 milhões. O desempenho deve-se ao aumento na procura e no mix de oferta, que mistura sabores e inclui flores e frutas, além dos tradicionais camomila e hortelã, nas prateleiras. O comportamento do consumidor aponta para a procura de combinações especiais. O potencial para a venda da bebida pode ser percebido também pela análise do segmento de bebidas quentes (dominado pelo café, com 90% de participação). De acordo com a Abir, consumo anual per capita de preparados quentes foi de apenas 48,8 litros em 2010, com crescimento de 3,2% no mesmo período. Os dados apurados pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), também apontam consumo maior. Segundo a entidade, entre novembro de 2010 e outubro de 2011, os brasileiros consumiram 5 19,72 milhões de sacas do grão, ou 4,88 quilos de café torrado, ou 82 litros por brasileiro - acréscimo de 6,23% em relação ao registrado nos doze meses anteriores. (A quantidade per capita é maior porque o consumo do café é estudado entre brasileiros com mais de 10 anos). De acordo com o balanço da entidade, houve aumento na mistura do pó em cappuccinos e outras combinações com leite. Há ainda crescimento nas receitas de cafés extra-fortes, especiais e gourmet. É mais fácil perceber a evolução no segmento de café porque o movimento para consumo de grãos especiais começou em Agora, estamos colhendo os frutos, acredita Katia Nassuno, presidente da Associação Brasileira de Café e Barista. Sempre mandamos os melhores grãos para o exterior. Agora o brasileiro também quer tomar um bom café, destaca. (ET) Café ajuda a aliviar efeitos da doença de Parkinson O GLOBO, 2/08/12-15h18 Estudo canadense mostra que cafeína diminui tremores e recupera movimentos de pacientes Cafeína é benéfico para pacientes com doença de Parkinson O café pode deixar o indivíduo agitado, mas a cafeína parece ter um efeito oposto em pessoas com a doença da Parkinson: ela ajuda a aliviar os tremores e a recuperar os movimentos. No passado, a cafeína demonstrou reduzir o risco de Parkinson, mas seus efeitos nunca tinham sido testados em pessoas que já tinham a doença. O pesquisador Ronald Postuma, da Universidade McGill, de Montreal, no Canadá, acompanhou 61 pessoas com a doença e a dividiu em dois grupos. Um deles, recebeu comprimidos de cafeína durante seis semanas o equivalente a três xícaras de café por dia ; o outro, recebeu um placebo pelo mesmo período. Apenas o grupo com cafeína mostrou ter avanço significativo nos testes de problemas motores, com diminuição da intensidade dos tremores e aumento da mobilidade geral. Segundo a pesquisa, os problemas motores associados à doença são causados pela falta de dopamina devido à destruição das células de produção de dopamina no cérebro. Os receptores de adenosina geralmente inibem a produção de dopamina. Já a cafeína bloqueia os receptores de adenosina e age impulsionando a produção de dopamina. As drogas que têm como alvo os receptores de adenosina já estão em testes clínicos, mas a cafeína poderia garantir uma alternativa mais barata, afirma o estudo.

6 6 Reunião Regional de Salvador 30 de agosto de 2012 A Associação Brasileira da Indústria de Café ABIC convida para a Reunião Regional Bahia, uma iniciativa em conjunto com o Sindicato das Indústrias de Café do Estado da Bahia e da Federação das Indústrias do Estado da Bahia FIEB, para levar informação atualizada às empresas, ajudar na busca de alternativas para negócios mais lucrativos e ouvir as principais demandas da indústria. Na ocasião, estarão presentes representantes do SEBRAE NACIONAL e REGIONAL, e representantes da CAIXA ECONÔMICA FEDERAL que juntamente com a ABIC anunciará seu Convênio que permite o acesso das indústrias ao portfólio de produtos CAIXA, e com foco no desenvolvimento de APLs Arranjos Produtivos Locais, unindo a cadeia produtiva do café. A reunião contará também com a presença do BANCO DO NORDESTE DO BRASIL BNB e do Secretário da Agricultura da Bahia, Dr. Eduardo Salles, além do Vice Presidente da FIEB, Dr. Victor Olero Ventim. Local: Federação das Indústrias do Estado da Bahia FIEB, Rua Edístio Pondé, Stiep Salvador BA. Data: 30 de agosto de 2012 Horário: das 9h às 14h R.S.V.P. Daysi Rezende (21) ou por Reserve esta data! SINCAFÉ-BA

7 7 Eventos IberoStar Bahia 28 de novembro a 2 de dezembro de 2012 DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO PALESTRA: Panorama mais atual do novo mercado consumidor As frequentes mudanças nos hábitos de consumo pelo público, com a preferência por produtos diferenciados e de maior valor agregado, será analisada e atualizada pela KANTAR WORLDPANEL, que pesquisa os hábitos de consumo em domicílios brasileiros. O consumo fora do lar continua crescendo? Os cafés porcionados e em monodoses são um nicho ou serão o futuro do consumo de café? Quais as ameaças ao consumo? Uma apresentação para fazer você refletir e replanejar suas estratégias PALESTRA E PRÁTICA Microscopia - Método de detecção de impurezas no café Conhecer o método e o passo-a-passo da análise de microscopia, para detecção de impurezas e misturas, que são a fraude no café, e depois observá-las ampliadas em microscópio (lupa), é o objetivo desta apresentação feita pelo especialista Flavio Silveira, do Sindicafé de Minas Gerais. A apresentação e a visualização microscópica vão demonstrar como as fraudes podem ser identificadas com objetividade e como funcionam os laboratórios credenciados pela ABIC para o Selo de Pureza, bem como, alertar para os rigores da fiscalização oficial que já esta sendo praticada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para melhorar a qualidade do café servido aos consumidores. PALESTRA: EXPORTAR É INOVAR O Presidente da APEX BRASIL, Dr. Mauricio Borges, virá pessoalmente ao ENCAFÉ, para mostrar como as empresas brasileiras estão ampliando seus negócios com a exportação. Setores muito parecidos com o do café, tais como o de chocolates, balas, cachaça, frutas, que tem centenas de empresas pequenas, com as mesmas dificuldades que as industrias de café, estão encontrando na exportação um canal alternativo para seus negócios. Perseverança, estratégia e apoio da APEX, são fundamentais para o sucesso, e o Dr. Mauricio Borges vem mostrar a você como fazer parte deste time exportador. WORKSHOP: Análise dos custos na indústria de café e a tomada de decisões empresariais A MFC Consultoria em Café tem grande vivência no setor de café, desde a parte industrial até a de casas de café e produção limitada de cafés de alto valor agregado. Neste ENCAFÉ, a MFC vai mostrar como o uso de uma planilha de custos pode ajudar o industrial a tomar as decisões certas para o seu negócio. Devo ampliar as vendas de meu produto mais barato? Devo abrir novos canais de venda? Qual o volume que remunera o investimento que desejo fazer para atuar em um novo mercado? Essas e muitas outras perguntas serão respondidas de forma pratica e para seu uso no dia-a-dia da empresa de café.

8 8 PALESTRA: O SEBRAE irá apresentar dois programas de apoio a Micro e Pequenas empresas que podem contribuir na melhoria da capacitação, competitividade e gestão do seu negócio. São eles: Programa SEBRAE Mais - oferece diversas soluções para empresas já instaladas e que buscam a evolução de seus negócios, oportunidade de implantar modelos avançados de gestão empresarial, ampliar sua rede de contatos, implantar estratégias para estimular a inovação na sua empresa, analisar os aspectos fundamentais da gestão financeira e melhorar o processo de tomada de decisões gerenciais. O programa é composto por conjunto de soluções que são aplicadas conforme as necessidades da empresa. O programa reúne diversas modalidades consultoria individualizada por empresa, workshops, capacitação, palestras e encontros direcionados para você que busca práticas mais avançadas de gestão. Programa SEBRAETEC Serviços em Inovação e Tecnologia é um instrumento do Sistema SEBRAE que permite às EMPRESAS DEMANDANTES acesso a conhecimentos tecnológicos existentes na infraestrutura de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), visando a melhoria de processos e produtos e/ou a introdução de inovações nas empresas ou no mercado. PAINEL Linhas de Financiamento para a indústria de café Um dos problemas cruciais do setor é a falta de recursos para a renovação do seu parque fabril e a recomposição do seu capital de giro, e a ABIC vem realizando ações para a obtenção de recursos e linhas de crédito para as indústrias, trabalhando em várias frentes e junto a diversos agentes financeiros a ABIC. Obteve um significativo sucesso, por exemplo, com a liberação de R$ 200 milhões dos recursos do FUNCAFE de forma inédita, para o qual a ABIC está concluindo um novo modelo de seguro de crédito que poderá facilitar o acesso dos industriais a esses recursos. Junto ao MDIC, criamos orientação e estimulo para o acesso das indústrias as linhas do BNDES, como as instruções para uso do Cartão BNDES e do PROGEREM (capital de giro). Além disso, teremos a participação da CAIXA ECONOMICA FEDERAL que conforme convênio firmado com a ABIC, apresentará o portfólio de produtos CAIXA, que compreendem desde a conta bancária até os mais modernos instrumentos de crédito para capital de giro e investimentos, inovação e apoio a Arranjos Produtivos Locais (APL) unindo a cadeia produtiva do café, cujo objetivo é promover ações conjuntas para gerar econômicas e mais competitividade para todos. Visando a recuperação da rentabilidade dos negócios e a longevidade das empresas, queremos que você participe ativamente e junte-se a nós para discutir os problemas que afetam o seu negócio e para buscar soluções positivas. Participe, faça logo a sua inscrição e garanta a sua participação!

9 9 Agenda de Cursos O Centro de Preparação de Café CPC abre inscrições para: DATA CURSO 07/08 Módulo 1- Regulagem de Moinhos 08/08 Módulo 2 Extração do Expresso Perfeito 09/08 Módulo 3 Latte Art 10/08 Curso de Preparação de café feito em casa 21/08 a 24/08 Curso de Classificação e Degustação de Café 28/08 a 31/08 Curso a Ciência da Torra de Café 11/09 a 13/09 Curso de Formação Básica de Barista 14/09 Curso de Preparação de café feito em casa 18/09 a 21/09 Curso Avançado de Degustação de Café Metodologia SCAA Mais informações pelo telefone ou pelo site

10 10 Classificados Os proprietários estão vendendo todo o maquinário da fábrica por um preço muito abaixo do mercado, isso se deve ao fato de já terem encerrado suas atividade no início desse mês e precisam desocupar o prédio onde funcionava a fábrica, pois locaram para uma nova empresa. A fábrica, para seu funcionamento pleno em um turno, são necessários 8 (oito) funcionários na linha de produção, pois o maquinário é quase todo informatizado. Cada torrador de café, desse mesmo modelo, custa novo no mercado, cerca de R$ ,00. O preço é para todo o maquinário que compõem a fábrica. Estamos falando de mais de 50 máquinas industriais, e ainda os componentes para uma sala de prova e laboratório completo. Descrevi abaixo todo o maquinário para avaliação. Com esse maquinário, a fábrica estará completa. O valor para todo esse maquinário, foi negociado por R$ ,00. ( quatro milhões ) Essa é uma oportunidade única, inclusive eles indicaram as pessoas que possam fazer o desmonte e a montagem novamente de todo o equipamento. Contato: Andris Dias Talha mecânica para descarga de big bags, Moega de alimentação e elevadores; Ala I Silos café cru, capacidade kg - Roscas e balança de liga computadorizada; Ala II Silos café cru, capacidade kg - Roscas e balança de liga computadorizada. 2 torradores Lilla automatizados e reformados com sistema de alimentação pneumático,catador de pedras, Silos pulmão, com capacidade para 8 sacas em 30 min.; 3 torradores Lilla Opus 40 automatizados e reformados com sistema de alimentação pneumático,catador de pedras, Silos pulmão, com capacidade para 8 sacas em 12 min.; Silo de café torrado 90 tons, arrastadores e roscas de alimentação; 2 Moinhos Leogap 2500 kg/h( capacidade de moagem), com duas torres de resfriamento e sistema de alimentação para os Silos de café moído; 8 Silos Leogap com capacidade de estocagem para 50 Tons, com roscas para alimentação das peneiras; 2 peneiras Leogap (peneiram todo café moído 30 segundos antes de ser envazado) e distribuidores para as máquinas de empacotar; 5 máquinas automáticas de empacotamento para café almofada, com formatos para 500g/ 250g e loog; 5 Balanças Ishida e TWA (Estas balanças eliminam todo produto fora do peso para cima ou para baixo na saída das maquinas de empacotamento) garantindo o peso de acordo com o IPEM; 5 Esteiras pressoras que fazem alimentação para as maquinas de enfardamento. 5 máquinas de enfardamento marca RAUMAK para fardos plásticos de 5 Kg, tanto para 10 pacotes de 500g, 20 de 250g e 50 pacotes de 100g; Esteiras que recebem o café enfardado e máquina de para strechar os palets de 500 kg/cada; Porta pallet para estocagem de café em pallets (posicões para capacidade de estocagem de 1 milhão de quilos). Porta pallet para estocagem de embalagens e insumos de produção; 1 empilhadeira de 4,10m, bateria elétrica e carregador de força; Laboratório completo com medidor de umidade, granulometria, densidade, colorímetro etc.; Sala de Prova e classificação de café completa (mesa de prova, torrador Rod Bell 3 bocas etc.); Almoxarifado de peças de reposição; Expediente: Este Boletim é um informativo da Associação Brasileira da Indústria de Café para todos os seus associados. Produzido pela Diretoria de Comunicação e editado pela ABIC. As matérias transcritas neste informativo são de responsabilidade de seus autores, e não representam as opiniões e pontos de vista da ABIC. ABIC - Telefone: (21) FAX: (21)

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O R E G U L A M E N T O ARTIGO 1 O 10º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café e a 10ª Edição Especial dos Melhores Cafés do Brasil, instituídos pela ABIC, têm como objetivo incentivar a produção de

Leia mais

DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ

DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ Planejamento Boa Gestão Consciência Política Sustent bilidade Participação

Leia mais

Círculo do Café de Qualidade - CCQ Passo a Passo

Círculo do Café de Qualidade - CCQ Passo a Passo 1. O que é? O Círculo do Café de Qualidade é uma evolução em relação ao PQC ABIC, lançado em 2004, e está inserido dentro das diretrizes da ABIC de aumento do consumo interno de café no Brasil, visando

Leia mais

Além disto, haverá uma nova forma de financiamento do Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC) para exportações indiretas. O chamado ACC Indireto

Além disto, haverá uma nova forma de financiamento do Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC) para exportações indiretas. O chamado ACC Indireto Informativo PSI APEX, 03/04/2012 Na continuidade do Plano Brasil Maior, uma das principais medidas para aumentar a competitividade do setor exportador brasileiro anunciadas hoje é a redução do percentual

Leia mais

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Julio César Paneguini Corrêa A filosofia lean não mais se restringe às empresas de manufatura. Muitos setores

Leia mais

Data: 24/11/2012 Assunto:

Data: 24/11/2012 Assunto: Veículo: Rede Lajeado Data: 24/11/2012 Assunto: Pesquisa e indústria incrementam consumo do café pelos brasileiros http://www.redelajeado.com.br/2012/11/24/pesquisa-e-industria-de-cafe-incrementam-consumo-doproduto-pelos-brasileiros/

Leia mais

5 Conclusões. Estratégias Café Verde. peneiras) peneiras) cereja descascado) - certificação orgânica internacional (IBD)

5 Conclusões. Estratégias Café Verde. peneiras) peneiras) cereja descascado) - certificação orgânica internacional (IBD) 5 Conclusões A partir do objetivo principal deste estudo, que buscava identificar as estratégias de marketing adotadas pela empresas Alfa e Beta para comercializar o seu produto no exterior, bem como os

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO. 12 MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.indd 12-1 CAPA 1 30.10.09 16:08:10 Data (M/D/A): 10/30/09 Contato: (61) 3344-8502 Formato (F): 200x200 mm Formato (A): 400x200 mm Data (M/D/A): 10/30/09 Ministério

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

Melhores da Qualidade do Café no PQC em 2012

Melhores da Qualidade do Café no PQC em 2012 Edição 068 - Edição Especial / Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2012 Melhores da Qualidade do Café no PQC em 2012 A ABIC Homenageará durante o Encafé as empresas que se destacaram na qualidade no ano

Leia mais

A TERCEIRA ONDA DO CONSUMO DE CAFÉ

A TERCEIRA ONDA DO CONSUMO DE CAFÉ A TERCEIRA ONDA DO CONSUMO DE CAFÉ Eduardo Cesar Silva Elisa Reis Guimarães Lavras, MG Julho de 2012 Eduardo Cesar Silva Mestre em Administração (UFLA). Coordenador do Bureau de Inteligência Competitiva

Leia mais

REGULAMENTO. As empresas podem inscrever um ou mais Cases, nas seguintes categorias:

REGULAMENTO. As empresas podem inscrever um ou mais Cases, nas seguintes categorias: REGULAMENTO 1. O PRÊMIO O PRÊMIO SMART, regido por este regulamento, tem como objetivo distinguir e reconhecer as melhores práticas de relacionamento com o cliente em Utilities e Telecom: Energia Elétrica,

Leia mais

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA ASSUNTOS TRATADOS Cartilha sobre produtos e serviços bancários para Micro e Pequenos Empresários Apresentação dos cases de sucesso e fracasso no setor da Construção Civil Notícias sobre o Fórum Permanente

Leia mais

CENTRAL DE SABORES REGULAMENTO PARA O 2º CONCURSO DE QUALIDADE DO SISTEMA COCCAMIG

CENTRAL DE SABORES REGULAMENTO PARA O 2º CONCURSO DE QUALIDADE DO SISTEMA COCCAMIG CENTRAL DE SABORES REGULAMENTO PARA O 2º CONCURSO DE QUALIDADE DO SISTEMA COCCAMIG **O presente regulamento contém 10 capítulos e 42 artigos. I - Do concurso de qualidade, objetivo, data de realização

Leia mais

ACADEMIA DO CAFÉ Rua Grão Pará, n.º 1.024, Bairro Funcionários Belo Horizonte - MG CEP 30150-341

ACADEMIA DO CAFÉ Rua Grão Pará, n.º 1.024, Bairro Funcionários Belo Horizonte - MG CEP 30150-341 A Semana Internacional do Café institui a RODADA DE NEGÓCIOS & COFFEE OF THE YEAR 2014, que serão realizados durante a Semana Internacional de Café - 9º Espaço Café Brasil, no período de 15 a 18 de setembro

Leia mais

BENEFÍCIOS DA PARTICIPAÇÃO NO ACORDO INTERNATIONAL DO CAFÉ DE 2007

BENEFÍCIOS DA PARTICIPAÇÃO NO ACORDO INTERNATIONAL DO CAFÉ DE 2007 BENEFÍCIOS DA PARTICIPAÇÃO NO ACORDO INTERNATIONAL DO CAFÉ DE 2007 O Acordo Internacional do Café (AIC) de 2007 é um instrumento chave para a cooperação internacional em matéria de café, e participar dele

Leia mais

E-BOOK GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES. Excellence Software (19) 2512-1411 Campinas-SP

E-BOOK GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES. Excellence Software (19) 2512-1411 Campinas-SP E-BOOK GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES Excellence Software (19) 2512-1411 Campinas-SP ÍNDICE Introdução Planejamento Financeiro Gestão do Fluxo de Caixa Gestão por Centros de Custo Otimizando o seu

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE CAFÉS SUTENTÁVEIS: PROGRAMAS EM ANDAMENTO NO BRASIL SÉRGIO PARREIRAS PEREIRA

CERTIFICAÇÃO DE CAFÉS SUTENTÁVEIS: PROGRAMAS EM ANDAMENTO NO BRASIL SÉRGIO PARREIRAS PEREIRA CERTIFICAÇÃO DE CAFÉS SUTENTÁVEIS: PROGRAMAS EM ANDAMENTO NO BRASIL SÉRGIO PARREIRAS PEREIRA Imperial Estação Agronômica de Campinas 27/06/1887 Centro de Café Alcides Carvalho INTRODUÇÃO O Agronegócio

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME 1. O PRÊMIO O Prêmio ESTADÃO PME é uma iniciativa pioneira e única do Grupo Estado e tem como objetivos valorizar as melhores histórias de pequenas e médias empresas e estimular

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: "PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

PROGRAMA CERTIFICA MINAS CAFÉ COMO UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA NA PRODUÇÃO DE CAFÉ DE MINAS GERAIS

PROGRAMA CERTIFICA MINAS CAFÉ COMO UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA NA PRODUÇÃO DE CAFÉ DE MINAS GERAIS PROGRAMA CERTIFICA MINAS CAFÉ COMO UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA NA PRODUÇÃO DE CAFÉ DE MINAS GERAIS Tertuliano de Andrade Silveira; Renato José de Melo; Eduardo Carvalho Dias; Priscila Magalhães de Carli

Leia mais

2.1 Respeito ao Cliente

2.1 Respeito ao Cliente REGULAMENTO PRÊMIO SMART 1. O PRÊMIO O PRÊMIO SMART, regido por este regulamento, tem como objetivo distinguir e reconhecer as melhores práticas de relacionamento com o cliente em Utilities e Telecom:

Leia mais

Proprietários de uma fazenda

Proprietários de uma fazenda enviaram uma amostra para o concurso. Além do prêmio de 50 mil dólares, que Mônica usou para comprar um carro novo, a cafeicultora ajudou a divulgar a cidade de Araponga, MG, e contribuiu para a consolidação

Leia mais

CAFÉ. Conab Companhia Nacional de Abastecimento SGAS Quadra 901, Bloco 901, Bloco A, Lote 69 70390-010 Brasília-DF Tel 61 3312 6000 www.conab.gov.

CAFÉ. Conab Companhia Nacional de Abastecimento SGAS Quadra 901, Bloco 901, Bloco A, Lote 69 70390-010 Brasília-DF Tel 61 3312 6000 www.conab.gov. CAFÉ Jorge Queiroz 1. MERCADO INTERNACIONAL Segundo o USDA, a produção mundial de café deverá atingir no ano 2009/2010, um total de 127,4 milhões de sacas. Entretanto, a OIC (Organização Internacional

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

Perguntas e respostas Mais Qualidade

Perguntas e respostas Mais Qualidade Perguntas e respostas Mais Qualidade O que é o Programa Mais Qualidade? O Mais Qualidade é um programa da Bayer CropScience que tem como objetivo a obtenção de frutas com qualidade superior. Tudo isso

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV

As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV Luiz Claudio Haas Diretor Comercial de Frutas, Legumes e Verduras Agosto 2014 Por que o agronegócio é importante mundialmente? 100% da população depende

Leia mais

ATENÇÃO. www.poscolheita.com.br. juarez@ufv.br ESTA PALESTRA E OUTROS MATERIAIS IMPORTANTES PARA A PÓS-COLHEITA DO CAFÉ ESTÃO DISPONÍVEIS NO ENDEREÇO:

ATENÇÃO. www.poscolheita.com.br. juarez@ufv.br ESTA PALESTRA E OUTROS MATERIAIS IMPORTANTES PARA A PÓS-COLHEITA DO CAFÉ ESTÃO DISPONÍVEIS NO ENDEREÇO: ATENÇÃO ESTA PALESTRA E OUTROS MATERIAIS IMPORTANTES PARA A PÓS-COLHEITA DO CAFÉ ESTÃO DISPONÍVEIS NO ENDEREÇO: www.poscolheita.com.br juarez@ufv.br CAFEICULTURA DE MONTANHA & CAFÉ COM QUALIDADE Tecnologias

Leia mais

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira Artigo 16 Como montar uma Cafeteira O consumo de café é um hábito entre os brasileiros, seja em casa, no trabalho ou na rua. Esse hábito vem crescendo e se modificando também. O interesse pelos cafés finos

Leia mais

AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS

AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS AUTORIDADES PARTICIPAM DA ABERTURA DA EXPOCAFÉ EM TRÊS PONTAS Evento reúne toda a cadeia de produção do café em Três Pontas, no Sul de Minas, até o dia 3 de julho Três Pontas, julho de 2015 Com presenças

Leia mais

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Cliente: Famiglia Zanlorenzi Inserções na mídia: 18 Período: Fevereiro de 2015 VEÍCULO: Portal Supermercado Moderno - Notícias PÁGINA: www.sm.com.br/editorias/ultimas-noticias/consumo-em-alta-fazindustria-reforcar-oferta-de-suco-detox-25731.html

Leia mais

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA Os produtores de Luís Eduardo Magalhães se reuniram, em 09/04, para participarem do levantamento de custos de produção de café

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

Café Bom Dia. 500g. Café Bom Dia Tradicional. 250g

Café Bom Dia. 500g. Café Bom Dia Tradicional. 250g CAFÉ BOM DIA TRADICIONAL O Café Bom Dia Tradicional é fruto de uma rigorosa seleção de grãos especiais, provenientes da região que mais produz cafés finos no Brasil, o Sul de Minas Gerais. Café Bom Dia

Leia mais

Plano. Patrocínio. Um evento para gerar grandes negócios!

Plano. Patrocínio. Um evento para gerar grandes negócios! Plano de Patrocínio Um evento para gerar grandes negócios! Organização: Realização: Hotel Sofitel Jequitimar - Guarujá - São Paulo 16 a 20 de Outubro de 2013. O maior e mais tradicional Encontro da Indústria

Leia mais

2013 Inventta Todos os direitos reservados.

2013 Inventta Todos os direitos reservados. Agenda Quem Somos Gerindo a Inovação nas Empresas Estímulos Governamentais à Inovação Resultados da pesquisa FDC/Inventta Conclusões O GRUPO A Inventta é uma consultoria especializada em gestão da inovação,

Leia mais

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo BEM VINDO A FRUIT & LOG 2009! ABRINDO

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul O segredo do sucesso da sua empresa é conhecer e entender o que entra e o que sai do caixa durante um dia, um mês ou um ano. 1 Fluxo de caixa: organize

Leia mais

2. A proposta será avaliada pelo Subcomitê Virtual de Revisão (SVR) e examinada pelo Comitê de Projetos em março de 2013.

2. A proposta será avaliada pelo Subcomitê Virtual de Revisão (SVR) e examinada pelo Comitê de Projetos em março de 2013. PJ 45/13 9 janeiro 2013 Original: inglês Disponível em inglês e português P Comitê de Projetos 5. a reunião 7 março 2013 Londres, Reino Unido Empoderamento das mulheres nas cooperativas de café brasileiras

Leia mais

O PASSO A PASSO PARA A OBTENÇÃO DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS

O PASSO A PASSO PARA A OBTENÇÃO DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS O PASSO A PASSO PARA A OBTENÇÃO DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS OVERVIEW Este treinamento tem como objetivo oferecer aos participantes uma ampla visão de quais os passos para se obter financiamento para implementar

Leia mais

Diagnóstico da Cadeia Produtiva da Pesca nos Municípios do litoral centro-norte catarinense. - Resultados. Março 2010

Diagnóstico da Cadeia Produtiva da Pesca nos Municípios do litoral centro-norte catarinense. - Resultados. Março 2010 Diagnóstico da Cadeia Produtiva da Pesca nos Municípios do litoral centro-norte catarinense - Resultados Março 2010 1 Índice Objetivos Metodologia Resultados Cadeia Produtiva da pesca Armadores de pesca

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital

UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital UNIDADE 7 Fontes para obtenção de capital Muitos empreendedores apontam como principal retardo para o crescimento das MPE s no Brasil a dificuldade em se obter financiamento, devido às exigências estabelecidas

Leia mais

Manual - Relatórios Gerenciais.

Manual - Relatórios Gerenciais. Manual - Relatórios Gerenciais. Perguntas que temos que responder quase que diariamente sobre: Vendas Financeiro Produção Emissão: 04/02/2014 Revisão: 28/05/2015 Revisado por: Juliana 1 Área de Vendas

Leia mais

Bebidas e Afins Express

Bebidas e Afins Express Bebidas e Afins Express BOLETIM SEMANAL DE NOTÍCIAS SOBRE A INDÚSTRIA DE BEBIDAS Ano 1 Número 19 02 de abril de 2012 www.bebidaseafins.com.br EXPEDIENTE Publicação semanal da SWTH Comunicação Editores:

Leia mais

Convênio FIESP/SEBRAE. APL de Jóias de São José do Rio Preto

Convênio FIESP/SEBRAE. APL de Jóias de São José do Rio Preto Convênio FIESP/SEBRAE APL de Jóias de São José do Rio Preto Rio de Janeiro - Outubro, 2004 1 Metodologia FIESP 2 Objetivos: Micros e Pequenas Empresas Aumentar a Competitividade Criar Processos de Auto-Sustentação

Leia mais

EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM CRIAÇÃO DE PORTAL WEB, PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO PORTAL DA SOCIEDADE SOFTEX

EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM CRIAÇÃO DE PORTAL WEB, PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO PORTAL DA SOCIEDADE SOFTEX Campinas 16 de abril de 2009. EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM CRIAÇÃO DE PORTAL WEB, PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO PORTAL DA SOCIEDADE SOFTEX A convida empresas especializadas em

Leia mais

Data: ABN. Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados

Data: ABN. Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados Veículo: Assunto: Data: ABN 28/09/2012 Cafés especiais do Brasil consolidam novos mercados http://www.abn.com.br/editorias1.php?id=71860 Que o Brasil há muitos anos produz cafés de qualidade excepcional

Leia mais

grandes profissionais.

grandes profissionais. Soluções e Equipamentos para Controle Térmico Negócios empresariais, o resultado dos grandes profissionais. Relação entre pessoas geram negócios empresariais O termo (B2B - business to business em inglês)

Leia mais

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay.

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. O cardápio Vivenda oferece Produtos Congelados, In Natura, e em

Leia mais

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI empreendendo com VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI ÍNDICE O MERCADO MUNDIAL 03 A SUA MARCA 05 ENTENDA A PRODUÇÃO 07 DISTRIBUIÇÃO 11 TERCEIRIZAÇÃO 13 INVESTIMENTO 14 EXIGÊNCIAS LEGAIS

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PROJETOS EMPRESARIAIS INOVADORES PARA INGRESSO E PARTICIPAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ IESJ. A INCUBADORA

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

Artigo: Naufrágio Orgânico. Por Celso Vegro e Eduardo Heron

Artigo: Naufrágio Orgânico. Por Celso Vegro e Eduardo Heron Artigo: Naufrágio Orgânico Por Celso Vegro e Eduardo Heron Antes que se renegue a estes analistas, alertamos que desde sempre prestigiamos o movimento orgânico, participando, ainda quando estudante de

Leia mais

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas O PERFIL DA CACHAÇA CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SETOR No mercado de cachaça, existem dois tipos da bebida: a caninha industrial e a cachaça artesanal de alambique. A primeira possui teor alcoólico de 38%

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL

INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL 0405 05 IDENTIFICAÇÃO: Título: ORÇAMENTO EMPRESARIAL Atributo: ADMINISTRAÇÃO EFICIENTE Processo: PLANEJAMENTO E CONTROLE ORÇAMENTÁRIO O QUE É : É um instrumento de planejamento

Leia mais

A MODA É DEIXAR A SUA LOJA MAIS ATRATIVA! Programação maio junho 2015

A MODA É DEIXAR A SUA LOJA MAIS ATRATIVA! Programação maio junho 2015 A MODA É DEIXAR A SUA LOJA MAIS ATRATIVA! Programação maio junho 2015 Marketing Oficina Na Medida: como criar uma página empresarial no facebook 19/05 (terça), das 09h30 às 12h30 Valor: R$ 70,00 Oficina

Leia mais

Painel IV: Panorama do Crédito no Banco do Brasil. Ary Joel de Abreu Lanzarin Diretor de Micro e Pequenas Empresas

Painel IV: Panorama do Crédito no Banco do Brasil. Ary Joel de Abreu Lanzarin Diretor de Micro e Pequenas Empresas Painel IV: Panorama do Crédito no Banco do Brasil Ary Joel de Abreu Lanzarin Diretor de Micro e Pequenas Empresas As diretrizes estratégicas dão foco ao negócio Perspectivas Simplificar e agilizar a utilização

Leia mais

INSPER INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA Certificate in Financial Management - CFM. Rafael Ribeiro Vinhal

INSPER INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA Certificate in Financial Management - CFM. Rafael Ribeiro Vinhal INSPER INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA Certificate in Financial Management - CFM Rafael Ribeiro Vinhal COFFEE EXPORT - HEDGE CAMBIAL VIA MERCADO FUTURO DE DÓLAR São Paulo 2012 Rafael Ribeiro Vinhal Coffee

Leia mais

Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida

Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida Análise do contexto da organização A Pirelli é a quinta maior empresa do mundo no mercado de

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

Objetivo Principal. Objetivos Secundários

Objetivo Principal. Objetivos Secundários Objetivo Principal O Personal Med Hospitalar foi resultado de um longo esforço de O&M em hospitais de vários portes e regiões do Brasil. O sistema foi concebido a partir do detalhamento de 176 processos

Leia mais

Soluções de Crédito. Cadeia Produtiva do Café CADA VEZ BOMPRATODOS

Soluções de Crédito. Cadeia Produtiva do Café CADA VEZ BOMPRATODOS Cadeia Produtiva do Café CADA + VEZ BOMPRATODOS Capital de Giro Recebíveis BB Giro Empresa Flex Agro Crédito Agroindustrial Desconto de Cheques/Títulos BB Giro Recebíveis Duplicatas/Cheques/Cartões BB

Leia mais

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA?

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO: QUANTO SOBRA PARA SUA EMPRESA? Que nome estranho! O que é isso? Essa expressão, Margem de Contribuição, pode soar estranha aos ouvidos, mas entender o que significa ajudará muito

Leia mais

SAUDAÇÕES À MESA SAUDAÇÕES AOS ASSOCIADOS DO SICOOB E DA COOABRIEL - 20 ANOS DE SICOOB E 46 DA COOABRIEL.

SAUDAÇÕES À MESA SAUDAÇÕES AOS ASSOCIADOS DO SICOOB E DA COOABRIEL - 20 ANOS DE SICOOB E 46 DA COOABRIEL. Discurso para dia 16/09/2009 CONILON. VI SIMPOSIO BRASIL CAFÉ SAUDAÇÕES À MESA SAUDAÇÕES AOS ASSOCIADOS DO SICOOB E DA COOABRIEL - 20 ANOS DE SICOOB E 46 DA COOABRIEL. EM NOME DO SICOOB, QUERO DAR AS BOAS

Leia mais

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA LINHAS DE FINANCIAMENTO E ACESSO AO CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO 13 / 4 / 09 ACESSO AO CRÉDITO PARA AS MICROS E

Leia mais

PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS

PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS ON-LINE Alterada dia 13/01/2015-13h00 Venha fazer parte do sucesso de vendas de camisetas que mais cresce na Internet... Já são mais de 100 micro-franqueados e franqueados no Brasil!

Leia mais

Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios. www.paggapremios.com.br 4003-4733

Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios. www.paggapremios.com.br 4003-4733 Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios Campanha de Incentivos O que é uma campanha de incentivos? É uma ação planejada e orientada para motivar equipes de vendas,

Leia mais

ICC 115-8. O café na Federação Russa. Conselho Internacional do Café 115. a sessão 28 setembro 2 outubro 2015 Milão, Itália.

ICC 115-8. O café na Federação Russa. Conselho Internacional do Café 115. a sessão 28 setembro 2 outubro 2015 Milão, Itália. ICC 115-8 18 agosto 215 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 115. a sessão 28 setembro 2 outubro 215 Milão, Itália O café na Federação Russa Antecedentes Cumprindo o disposto no Artigo 34

Leia mais

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING CONSULTOR CARLOS MARTINS CRIA - AÇAO EM MARKETING SUA EMPRESA Copyright Consultor Carlos Martins - Todos os direitos reservados wwwcarlosmartinscombr - consultor@carlosmartinscombr Como conquistar Clientes

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

Controle de custos. O gerenciamento das ferramentas indispensáveis para o sucesso. Turismo Gastronômico: Um passeio pelas delícias de Campos do Jordão

Controle de custos. O gerenciamento das ferramentas indispensáveis para o sucesso. Turismo Gastronômico: Um passeio pelas delícias de Campos do Jordão Nº 4 Ano I Novembro/Dezembro 2008 www.btsp.com.br Controle de custos O gerenciamento das ferramentas indispensáveis para o sucesso Turismo Gastronômico: Um passeio pelas delícias de Campos do Jordão Inclui

Leia mais

Como criar um novo negócio

Como criar um novo negócio Processos Gerenciais Profª. Silvia Cristina da Silva Okabayashi Como Criar um Novo Negócio Plano de Negócios Laboratório de Administração Tema 1 Como criar um novo negócio Como criar um novo negócio Primeiramente

Leia mais

Luz no fim do túnel. de combustíveis foram responsáveis por US$ 501 bilhões

Luz no fim do túnel. de combustíveis foram responsáveis por US$ 501 bilhões Estados unidos Luz no fim do túnel Os Estados Unidos ainda não se recuperaram totalmente da última crise financeira, que fez estrago nos dos dois lados do Atlântico, mas vêm ensaiando uma recuperação e,

Leia mais

Texto use sempre a fonte Arial Café Produzido com Atitude Ético,rastrável e de alta qualidade

Texto use sempre a fonte Arial Café Produzido com Atitude Ético,rastrável e de alta qualidade Café Produzido com Atitude Ético,rastrável e de alta qualidade Francisco Sérgio de Assis Diretor Pres. da Federação dos Cafeicultores do Cerrado Quem Título Somos: Uma Texto origem use produtora sempre

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO Objetivo: O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015 GESTÃO DO ESTOQUE DE UNIDADES PRONTAS Eco, MBA R.E., Mestre em Eng. Civil, Alfredo Eduardo Abibi Filho Dir. Inc. Jal Empreendimentos

Leia mais

Frutas em Calda, Geléias e Doces

Frutas em Calda, Geléias e Doces Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Agroindústria de Alimentos Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Iniciando um

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Press release. Café de Atitude: A nova estratégia da Região do Cerrado Mineiro.

Press release. Café de Atitude: A nova estratégia da Região do Cerrado Mineiro. Press release Café de Atitude: A nova estratégia da Região do Cerrado Mineiro. Café de Atitude: a nova estratégia da Região do Cerrado Mineiro Em evento realizado em Uberlândia (MG), na noite do dia 19

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

ICC 109 13. 12 outubro 2012 Original: inglês. Plano de Promoção e Desenvolvimento de Mercado

ICC 109 13. 12 outubro 2012 Original: inglês. Plano de Promoção e Desenvolvimento de Mercado ICC 109 13 12 outubro 2012 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 109. a sessão 24 28 setembro 2012 Londres, Reino Unido Plano de Promoção e Desenvolvimento de Mercado Antecedentes Este documento

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 AULA 9 Assunto: Plano Financeiro (V parte) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO

ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO MTUR/DEAOT/CGQT Campinas, 20 de março de 2010 ENCONTRO NACIONAL DE CAMPISMO POLÍTICAS DE INCENTIVO AO TURISMO NORMATIZAÇÃO DE CAMPINGS COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS REGISTRO

Leia mais

Bureau de Inteligência Competitiva do. Café. Série Potenciais Concorrentes do Café Brasileiro Peru Nº. 6 28/10/2013. www.icafebr.

Bureau de Inteligência Competitiva do. Café. Série Potenciais Concorrentes do Café Brasileiro Peru Nº. 6 28/10/2013. www.icafebr. Bureau de Inteligência Competitiva do Café Série Potenciais Concorrentes do Café Brasileiro Peru Nº. 6 28/10/2013 www.icafebr.com PARA TER ACESSO AOS DEMAIS RELATÓRIOS DO BUREAU, NOTÍCIAS E COTAÇÕES, ACESSE:

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais