O Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP) : Benefícios para os doentes, para a ciência e para o crescimento económico

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP) : Benefícios para os doentes, para a ciência e para o crescimento económico"

Transcrição

1 O Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP) : Benefícios para os doentes, para a ciência e para o crescimento económico Adaptado de:

2 PORQUE É QUE O ACORDO TTIP É IMPORTANTE Um acordo TTIP tem o potencial de beneficiar os doentes e economias dos dois lados do Atlântico. Pode conduzir a um acesso mais rápido dos doentes a novos medicamentos. A expansão da relação comercial mais dinâmica do mundo irá também abordar um leque alargado de políticas comerciais e de investimento e estimular o crescimento económico. SOBRE A INDÚSTRIA TRANSATLÂNTICA SALDO POSITIVO DA BALANÇA COMERCIAL DA UE: MAIS ALTO EM SECTORES DE ALTA TECNOLOGIA A Federação Europeia da Indústria Farmacêutica e Associações (EFPIA) e a Associação Norte-Americana da Indústria Farmacêutica (PhRMA) representam as empresas biofarmacêuticas líderes em investigação, que permitem aos doentes viver mais tempo e de forma mais saudável e produtiva, e são importantes motores da economia. Empregos altamente qualificados e produtivos na Europa e EUA 3 DE EUROS EXPORTAÇÕES DOS EUA: 52 mil milhões de dólares em produtos biofarmacêuticos em As empresas associadas da EFPIA empregam mais de pessoas na UE, e geram até 4 vezes mais postos de trabalho a jusante. 1 em 6 empregos são postos de I&D altamente qualificados.2 Fontes: 1. Battelle Technology Partnership Practice, The Economic Impact of the U.S. Biopharmaceutical Industry (Julho 2013). Battelle Memorial Institute. Estudo realizado a pedido da PhRMA. 2. EFPIA The pharmaceutical industry in figures, medicamentos em desenvolvimento a nível global,7 e 70% dos quais são potenciais medicamentos first-in-class, ou seja, representam uma nova família de medicamentos MIL MILHÕES 52 MIL MILHÕES DE DÓLARES INVESTIGAÇÃO & DESENVOLVIMENTO (I&D) INVESTIMENTO E RESULTADOS: O emprego na indústria nos EUA (directo, indirecto, e inferido) em 2011 totalizava 3.4 milhões de postos de trabalho, incluindo o emprego directo de mais de pessoas.1 Existem mais de As empresas associadas da PhRMA investiram mais de 51 mil milhões de dólares em I&D, a nível global, em mil milhões de dólares Em 2012, as empresas associadas da EFPIA investiram mais de 30 mil em I&D na Europa.6 30 mil milhões CONTRIBUTOS PARA A SAÚDE GLOBAL: 9.2 mil milhões de dólares A indústria farmacêutica inovadora contribuiu com mais de 9,2 milhões de dólares em assistência directa aos cuidados de saúde para os países em desenvolvimento na última década, incluindo doações de medicamentos, vacinas, diagnósticos e equipamentos, bem como outros materiais e mão-de-obra.9 As empresas farmacêuticas de investigação constituem o segundo maior grupo de financiadores da I&D global para as doenças negligenciadas, com um investimento de mais de 527 milhões de dólares em à frente do 527 mil milhões investimento efectuado por todos os países 10 de dólares individualmente, excepto dos EUA. Fontes: 3. Id. / 4. Análise da PhRMA dos dados do U.S. Department of Commerce, International Trade Administration. TradeStats Express : National Trade Data. Export.gov. disponível em: / 5. PhRMA Annual Member Survey (Washington, DC: PhRMA, 2013). / 6. EFPIA The pharmaceutical industry in figures, / 7. G. Long and J. Works. Innovation in the Biopharmaceutical Pipeline: A Multidimensional View. Boston, MA: Analysis Group, Inc., Janeiro Disponível em: / 8. Id. 9. Dados Inquérito IFPMA, validados pela LSE Health and Social Care da London School of Economics and Political Science. / 10. Relatório Policy Cures 2013 G-FINDER.

3 BENEFÍCIOS ECONÓMICOS DO TTIP A NOSSA PERSPECTIVA A indústria farmacêutica inovadora é apenas uma das muitas que poderá ganhar com um acordo TTIP robusto. Um estudo11 da Comissão Europeia estima: A indústria biofarmacêutica inovadora suporta um acordo abrangente e ambicioso que promova a compatibilização regulamentar, fortaleça a protecção de propriedade intelectual, e melhore o acesso dos doentes aos medicamentos inovadores. Além disso, muitos desses elementos, tais como a compatibilização regulamentar, podem não só beneficiar as grandes empresas, mas também ter um impacto particularmente positivo sobre as pequenas empresas, que são centrais para o ecossistema mais amplo das ciências da vida. Acreditamos fortemente que todos estes elementos irão ajudar a acelerar o desenvolvimento global dos medicamentos e melhorar o acesso dos doentes aos muito necessários medicamentos inovadores. EUA UNIÃO EUROPEIA (UE) 131 mil milhões de dólares ou 95 mil 165 mil milhões de dólares ou 120 mil Aumento no PIB até % Aumento nas exportações bilaterais 219 mil milhões de dólares ou 159 mil 257 mil milhões de dólares ou 187 mil 8%; 110 mil milhões de 6%; 45 mil milhões de Ganhos económicos potenciais Aumento nas exportações dólares ou 80 mil milhões dólares ou 33 mil milhões globais Aumento nos sálarios (emprego qualificado e não qualificado) Fontes: 11. Transatlantic Trade and Investment Partnership: The Economic Analysis Explained, Comissão Europeia, (Setembro 2013), disponível em

4 COMPATIBILIDADE REGULAMENTAR Abordar as diferenças regulamentares e duplicação de requisitos pode ajudar a melhorar a eficiência do desenvolvimento de medicamentos. O TTIP é uma oportunidade para simplificar processos e procedimentos e conduzir a um acesso mais expedito dos doentes a medicamentos novos e inovadores. Reduzir testes redundantes e optimizar a utilização dos recursos limitados das agências reguladoras, preservando a protecção do doente e incentivando o acesso acelerado dos doentes aos medicamentos, incluindo o reconhecimento mútuo das inspecções de Boas Práticas de Fabrico (BPF). BPF Por exemplo, a UE e os EUA devem trabalhar juntos para padronizar o conteúdo, o âmbito e o calendário dos planos pediátricos, harmonizar os campos de dados de resultados de ensaios clínicos, e desenvolver uma abordagem comum para submissões de alterações pós-aprovação para alterações do processo de fabrico. Fontes: EFPIA e PhRMA PROPRIEDADE INTELECTUAL (PI) PROTECÇÃO E EXECUÇÃO ACESSO AO MERCADO PREVISÍVEL E TRANSPARENTE A capacidade da indústria farmacêutica inovadora de investir em I&D de medicamentos novos e inovadores assenta na forte protecção dos direitos de propriedade intelectual e sua execução. Reconhecendo que a propriedade intelectual é a força vital da inovação, os EUA e a UE têm fortes padrões de protecção e execução de propriedade intelectual de medicamentos inovadores. Qualquer acordo entre os EUA e a UE não deve afectar estes padrões e deve: Para promover o desenvolvimento de medicamentos inovadores e garantir, assim, o acesso dos doentes aos medicamentos, é fundamental que as políticas de preços e comparticipações dos governos reconheçam e recompensem devidamente o valor dos medicamentos na redução de intervenções médicas mais caras e na melhoraria da vida dos doentes. O TTIP deve incluir Anexo Farmacêutico semelhante ao incluído nos acordos de livre comércio entre a UE e os EUA e a Coreia, para: PI Reforçar o compromisso partilhado entre a UE e os EUA para normas de protecção e execução dos direitos de propriedade intelectual de alto nível. Promover mecanismos eficazes de execução dos direitos de propriedade intelectual. Confirmar os princípios de propriedade intelectual de elevados padrões, a serem promovidos pelos EUA e a UE nas suas respectivas agendas comerciais, que podem ajudar a melhorar o acesso global aos tratamentos e curas de amanhã. Garantir processos de fixação de preços e comparticipações transparentes, previsíveis e que cumpram os prazos estabelecidos. Respeitar o direito dos médicos e de outros prestadores de cuidados de saúde de prescrever os medicamentos mais adequados para seus doentes com base na necessidade clínica. Destacar a importância de práticas comerciais éticas.

5 +32 (0) #healthyeu twitter.com/phrma twitter.com/phrmapress efpia.eu facebook.com/phrma youtube.com/user/apifarmatech youtube.com/user/efpia phrma.org/catalyst youtube.com/phrmapress

TTIP Impacto para Portugal

TTIP Impacto para Portugal TTIP Impacto para Portugal Seminário Estratégias de Internacionalização da Economia Portuguesa O que podemos esperar do Tratado Transatlântico (TTIP) Lisboa, 20 de maio de 2015 Sumário 1. IMPORTÂNCIA DO

Leia mais

Declaração de Londres-Málaga sobre o. investimento na investigação da asma

Declaração de Londres-Málaga sobre o. investimento na investigação da asma Declaração de Londres-Málaga sobre o investimento na investigação da asma Introdução A asma é uma condição que afeta a vida diária de 30 milhões de europeus e de 300 milhões de pessoas em todo o mundo,

Leia mais

DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA José Rubens De La Rosa Presidente, Marcopolo 30/07/2014 1 O Brasil tem oportunidades, mas para aproveitá-las precisa vencer alguns desafios

Leia mais

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão IP/07/721 Bruxelas, 30 de Maio de 2007 Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão A política de coesão teve um efeito comprovado

Leia mais

IMPACTO DA PARCERIA TRANSATLÂNTICA DE COMÉRCIO E INVESTIMENTO (TTIP) NA ECONOMIA DOS AÇORES. Sumário Executivo

IMPACTO DA PARCERIA TRANSATLÂNTICA DE COMÉRCIO E INVESTIMENTO (TTIP) NA ECONOMIA DOS AÇORES. Sumário Executivo IMPACTO DA PARCERIA TRANSATLÂNTICA DE COMÉRCIO E INVESTIMENTO (TTIP) NA ECONOMIA DOS AÇORES Sumário Executivo com o patrocínio do Governo dos Açores e da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 350/XIII/1ª

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 350/XIII/1ª PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 350/XIII/1ª Recomendações ao Governo no âmbito das negociações em curso do Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento UE EUA TTIP Exposição de Motivos Uma das

Leia mais

FACILITANDO O INVESTIMENTO ESTRANGEIRO DIRETO NOS ESTADOS UNIDOS. SelectUSA

FACILITANDO O INVESTIMENTO ESTRANGEIRO DIRETO NOS ESTADOS UNIDOS. SelectUSA FACILITANDO O INVESTIMENTO ESTRANGEIRO DIRETO NOS ESTADOS UNIDOS SelectUSA AGENDA I II III IV SOBRE O SELECTUSA SERVIÇOS DO SELECTUSA INVESTIMENTO BRASILEIRO NOS EUA O SETOR DE MÓVEIS NOS EUA U.S Department

Leia mais

Economia de Baixo Carbono: Oportunidade na reforma do sector da energia Maria da Graça Carvalho e Ana Pipio

Economia de Baixo Carbono: Oportunidade na reforma do sector da energia Maria da Graça Carvalho e Ana Pipio Introdução É fundamental adaptarmos o debate europeu e global sobre as alterações climáticas e a segurança energética à missão de construir uma sociedade de baixo carbono. A reforma do sector da é uma

Leia mais

O preço e valor do medicamento em contexto

O preço e valor do medicamento em contexto O preço e valor do medicamento em contexto Os sistemas de saúde enfrentam, cada vez mais, desafios de sustentabilidade face ao aumento de procura de cuidados de saúde e à necessidade de garantir a acessibilidade

Leia mais

Maio. Office Of Energy Efficiency and Renewable Energy U.S. Energy Department (DOE) Washington, DC

Maio. Office Of Energy Efficiency and Renewable Energy U.S. Energy Department (DOE) Washington, DC Dia Nome do Evento Realizador Local Maio 03 ACORE U.S.-China Renewable Energy Industry Forum American Council On Renewable Energy (ACORE) Washington, DC 04 CEO Leadership Series Luncheon Featuring U.S.

Leia mais

Política de Coesão da UE

Política de Coesão da UE da UE 2014 2020 Propostas da Comissão Europeia da União Europeia Estrutura da apresentação 1. Qual é o impacto da política de coesão da UE? 2. A que se devem as alterações propostas pela Comissão para

Leia mais

Exmo. Senhor Secretário de Estado da Saúde, Dr. Manuel Teixeira,

Exmo. Senhor Secretário de Estado da Saúde, Dr. Manuel Teixeira, Ciclo de Conferências Saber Investir Saber Inovar 2015 Adicionar Valor ao Sistema de Saúde em Portugal 2 de Junho - CCB Intervenção do Presidente da APIFARMA Exmo. Senhor Secretário de Estado da Saúde,

Leia mais

CODE FOR ETHICAL CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA

CODE FOR ETHICAL CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA Caro Parceiro, CODE FOR ETHICAL CONDUCT CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA A dedicação da Ipsen em melhorar a saúde e a qualidade de vida dos doentes requer os mais elevados padrões éticos. As ações e comportamentos

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA. Comissão de Educação, Ciência e Cultura. Relatório

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA. Comissão de Educação, Ciência e Cultura. Relatório Relatório sobre a Comunicação da Comissão Europa Global: Competir a nível mundial. Uma contribuição para a Estratégia do Crescimento e do Emprego COM (2006) 567 dirigido à Comissão dos Assuntos Europeus

Leia mais

PACTO DE AUTARCAS. Anexo à carta CdR 29/2008 EN-CP/MS/EP/if/gc.../...

PACTO DE AUTARCAS. Anexo à carta CdR 29/2008 EN-CP/MS/EP/if/gc.../... PACTO DE AUTARCAS CONSIDERANDO que o Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas confirmou que as alterações climáticas são uma realidade e que a utilização de energia relacionada com actividades

Leia mais

JORNADA BILATERAL ERASMUS+ NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO E DA FORMAÇÃO ESPANHA-PORTUGAL. APCC - Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra

JORNADA BILATERAL ERASMUS+ NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO E DA FORMAÇÃO ESPANHA-PORTUGAL. APCC - Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra APCC - Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra APCC Missão JORNADA BILATERAL ERASMUS+ Fundada há 33 anos. http:www.apc-coimbra.org.pt Promover a integração social e a qualidade de vida de pessoas em

Leia mais

Controvérsias com Medicamentos

Controvérsias com Medicamentos VI Reunião Anual da REVISTA PORTUGUESA DE FARMACOTERAPIA Controvérsias com Medicamentos Degradação do Preço do Medicamento: Ameaça à Saúde Pública? Heitor Costa APIFARMA 31 de Maio de 2017 Regulação dos

Leia mais

Clínica Organizacional. Inovação

Clínica Organizacional. Inovação QUALIDADE Clínica Organizacional e Inovação Anabela Coelho Divisãode Gestão da Qualidade Enquadramento O DOENTE PASSOU A TER O DIREITO RECONHECIDO DE Estar informado sobre os fundamentos das decisões que

Leia mais

Indústria 4.0 e a Europa

Indústria 4.0 e a Europa Indústria 4.0 e a Europa Trabalho elaborado por consultor externo a pedido da Siemens Portugal A RESPOSTA DA EUROPA PARA A INDÚSTRIA 4.0 Nos últimos anos surgiram por toda a Europa mais de 30 iniciativas

Leia mais

Encontro de IPSS do AVE

Encontro de IPSS do AVE Inovação e Empreendedorismo Social no Portugal2020 Encontro de IPSS do AVE 9 de Março de 2016 Susana Castanheira PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL Portugal Inovação Social Iniciativa pública transversal ao Portugal2020

Leia mais

ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020

ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020 ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020 1 Portugal 2020, o Acordo de Parceria (AP) que Portugal irá submeter à Comissão Europeia estrutura as intervenções, os investimentos e as prioridades de financiamento

Leia mais

ESTUDOS E PESQUISAS Nº 598

ESTUDOS E PESQUISAS Nº 598 ESTUDOS E PESQUISAS Nº 598 Reflexões sobre uma nova Governança da CTI diante dos Atuais Paradigmas da Inovação e Empreendedorismo de Alto Impacto: Oportunidades para a Construção de um Novo Futuro Rodrigo

Leia mais

Objetivos. Prioridades de temáticos. investimento

Objetivos. Prioridades de temáticos. investimento 1. Reforço da investigação, do desenvolvimento tecnológico e da inovação (objetivo I&D) n.º 1 do artigo 9.º) Todas as prioridades de ao abrigo do objetivo temático n.º 1 1.1. Investigação e inovação: Existência

Leia mais

APIFARMA Associação Portuguesa da Industria Farmacêutica. Lisboa, 30 de Janeiro de 2013

APIFARMA Associação Portuguesa da Industria Farmacêutica. Lisboa, 30 de Janeiro de 2013 APIFARMA Associação Portuguesa da Industria Farmacêutica Lisboa, 30 de Janeiro de 2013 Objectivo da despesa pública em medicamentos para 2013 Em cima das poupanças já realizadas, novos cortes estão a ser

Leia mais

Renato Alencar Porto Brasília 23, de junho, de 2016

Renato Alencar Porto Brasília 23, de junho, de 2016 Desafios e Estratégias adotadas pela ANVISA para promover a convergência regulatória internacional e facilitar a inserção de produtos brasileiros em mercados de interesse. Renato Alencar Porto Brasília

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Hong Kong Condições Legais de Acesso ao Mercado

Mercados. informação regulamentar. Hong Kong Condições Legais de Acesso ao Mercado Mercados informação regulamentar Hong Kong Condições Legais de Acesso ao Mercado Abril 2010 Índice 1. Regime Geral de Importação 3 2. Regime de Investimento Estrangeiro 4 3. Quadro Legal 5 2 1. Regime

Leia mais

AGENDA 2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 4 DE JUNHO DE 2015

AGENDA 2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 4 DE JUNHO DE 2015 Dia Nome do Evento Realizador Local Junho 01 USDA Produce Inspection Training Program > mais United Fresh Produce Association Fredericksburg, VA Conversation with Alicia Bárcena, Exectutive Secretary of

Leia mais

Transportes Rodoviários Pesados de Passageiros

Transportes Rodoviários Pesados de Passageiros Transportes Rodoviários Pesados de Passageiros Que políticas para o Sector? Seminário Transporte Rodoviário Transportes & Negócios Sumário O sector dos transportes Principais problemas do sector Conclusões

Leia mais

Steven Pedigo. Na base de tudo a criatividade. At the base of everything the creativity. Como base de todo la creatividad

Steven Pedigo. Na base de tudo a criatividade. At the base of everything the creativity. Como base de todo la creatividad ENTREVISTA 192 ANO 12 NÚMERO 23 2º SEM. 2015 ORGANICOM Steven Pedigo Diretor do Creative Class Group Um dos responsáveis pelo Global Creativity Index, do Creative Class Group Especialista em economia criativa

Leia mais

A atuação da ANVISA em fóruns estratégicos de medicamentos: ICH, IPRF, PIC/s e OMS

A atuação da ANVISA em fóruns estratégicos de medicamentos: ICH, IPRF, PIC/s e OMS A atuação da ANVISA em fóruns estratégicos de medicamentos: ICH, IPRF, PIC/s e OMS Patrícia O. Pereira Tagliari Assessora - Chefe Assessoria Internacional Principais Fóruns Internacionais - Regulação de

Leia mais

Anexo A2 1 : Breve sumário sobre resultados do CIS II e CIS III

Anexo A2 1 : Breve sumário sobre resultados do CIS II e CIS III Anexo A2 1 : Breve sumário sobre resultados do CIS II e CIS III Definição de inovação adoptada (conforme o manual de Oslo): Uma inovação é um produto (bem ou serviço) novo, ou substancialmente melhorado,

Leia mais

Terceirização comparada. Brasil e outros países.

Terceirização comparada. Brasil e outros países. Terceirização comparada Brasil e outros países. O que é terceirização? A terceirização é a forma de gestão do processo produtivo da empresa que contrata de outra serviços específicos, realizados com organização

Leia mais

Agenda MEI de Inovação e Manufatura Avançada

Agenda MEI de Inovação e Manufatura Avançada 10 Diálogos da MEI Agenda MEI de Inovação e Gilberto Peralta - GE Salvador, 04 de abril de 2016 A Economia Digital revolucionará o cotidiano das pessoas e das empresas, transformando nosso dia-a-dia Internet

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BISSAU. Celebração da Jornada Internacional da Mulher 2015 pelas Mulheres de Pesca Artesanal Africana. Guine-Bissau, 08 de Março de 2015

DECLARAÇÃO DE BISSAU. Celebração da Jornada Internacional da Mulher 2015 pelas Mulheres de Pesca Artesanal Africana. Guine-Bissau, 08 de Março de 2015 Celebração da Jornada Internacional da Mulher 2015 pelas Mulheres de Pesca Artesanal Africana Guine-Bissau, 08 de Março de 2015 DECLARAÇÃO DE BISSAU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Leia mais

Recomendação de políticas Desenvolvimento de habilidades de próxima geração

Recomendação de políticas Desenvolvimento de habilidades de próxima geração Recomendação de políticas Desenvolvimento de habilidades de próxima A oportunidade A computação em nuvem e os recursos inovadores liberam o potencial para impulsionar o crescimento econômico significativo

Leia mais

A próxima geração de políticas de coesão para o período

A próxima geração de políticas de coesão para o período A próxima geração de políticas de coesão para o período 2014-2020 Seminário Fundos Estruturais: Prioridade máxima para a Coesão Social EAPN Portugal 20 março 2013 Painel 2 Quirino Mealha - REPER Portugal

Leia mais

DOCUMENTO DE TRABALHO

DOCUMENTO DE TRABALHO ASSEMBLEIA PARLAMENTAR EURO-LATINO-AMERICANA Euro-Latin American Parliamentarym Assembly ASSEMBLEIA PARLAMENTAR EURO-LATINO-AMERICANA ASSEMBLÉE PARLEMENTAIRE EURO-LATINO- AMÉRICAINE PARLAMENTARISCHE VERSAMMLUNG

Leia mais

COMPRAR A PORTUGAL FILEIRA TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO JAN 2016

COMPRAR A PORTUGAL FILEIRA TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO JAN 2016 COMPRAR A PORTUGAL FILEIRA TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO JAN 2016 PERFIL 3 INDICADORES CHAVE 4 VANTAGENS 5 COMPETITIVAS SETORES 6-9 DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE 7 TELECOMUNICAÇÕES 8 SERVIÇOS,

Leia mais

Portugal 2020: Objetivos e Desafios António Dieb

Portugal 2020: Objetivos e Desafios António Dieb Portugal 2020: Objetivos e Desafios 2014-2020 António Dieb Porto, 11 de julho de 2016 Tópicos: 1. Enquadramento Estratégico (EU 2020) 2. Portugal 2020: Objetivos e prioridades 3. Estrutura Operacional

Leia mais

O Capital Natural e as Empresas A abordagem do BCSD Portugal. Sofia Santos

O Capital Natural e as Empresas A abordagem do BCSD Portugal. Sofia Santos O Capital Natural e as Empresas A abordagem do BCSD Portugal Sofia Santos 22 Junho 2016 Protocolo Capital Natural Sessão de Informação Fundação Calouste Gulbenkian O BCSD Origem e Trabalho Realiza obre

Leia mais

VII Encontro de Autoridades Competentes em Medicamentos dos Países Ibero-Americanos. Desafios em Saúde. - Globalização e Gestão do Risco -

VII Encontro de Autoridades Competentes em Medicamentos dos Países Ibero-Americanos. Desafios em Saúde. - Globalização e Gestão do Risco - Portugal VII Encontro de Autoridades Competentes em Medicamentos dos Países Ibero-Americanos Desafios em Saúde - Globalização e Gestão do Risco - Thebar Miranda Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica

Leia mais

Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas. A Economia da Fileira Florestal. 21 de março de 2015 Proença-a-Nova

Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas. A Economia da Fileira Florestal. 21 de março de 2015 Proença-a-Nova Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas A Economia da Fileira Florestal 21 de março de 2015 Proença-a-Nova Futuro em 25 min Os nossos números 35% - Enquadramento Nacional 38% -Enquadramento

Leia mais

ÁFRICA OCIDENTAL MELHOR CLIMA PARA OS NEGÓCIOS E PARA O INVESTIMENTO NA

ÁFRICA OCIDENTAL MELHOR CLIMA PARA OS NEGÓCIOS E PARA O INVESTIMENTO NA MELHOR CLIMA PARA OS NEGÓCIOS E PARA O INVESTIMENTO NA ÁFRICA OCIDENTAL Fazer com que a integração regional funcione para a população e para o sector privado na África Ocidental Este projecto é financiado

Leia mais

A segurança da Europa e o futuro da relação transatlântica

A segurança da Europa e o futuro da relação transatlântica A segurança da Europa e o futuro da relação transatlântica GEOPOLÍTICA: AS GRANDES QUESTÕES DO MUNDO CONTEMPORÂNEO Instituto Cultural D. António Ferreira Gomes José Pedro Teixeira Fernandes 6/1/2016 PARTE

Leia mais

pedro.lacerda@pt.randstad.com O TRABALHO TEMPORÁRIO EM PORTUGAL UM MERCADO EM GRANDE EVOLUÇÃO! Famalicão, 14/12/06

pedro.lacerda@pt.randstad.com O TRABALHO TEMPORÁRIO EM PORTUGAL UM MERCADO EM GRANDE EVOLUÇÃO! Famalicão, 14/12/06 pedro.lacerda@pt.randstad.com O TRABALHO TEMPORÁRIO EM PORTUGAL UM MERCADO EM GRANDE EVOLUÇÃO! Famalicão, 14/12/06 Trabalho Temporário O que é? Para que serve? Quais as vantagens? Como funciona? Mais valias

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL - PRSA A presente política foi elaborada pela PLANNER e é documento complementar ao procedimento interno, sendo proibida sua reprodução total ou parcial, de

Leia mais

Cobertura de, aproximadamente, 7% do PIB mundial

Cobertura de, aproximadamente, 7% do PIB mundial São Paulo Brasil I Outubro 2015 Comércio e Investimento Comércio e Investimento Acordos comerciais em vigor Acordos comerciais assinados, que ainda não entraram em vigor Acordos de Cooperação em Investimento

Leia mais

Soluções Móveis Que Geram Valor Aspectos determinantes para uma abordagem bem sucedida

Soluções Móveis Que Geram Valor Aspectos determinantes para uma abordagem bem sucedida _ Soluções Móveis Que Geram Valor Aspectos determinantes para uma abordagem bem sucedida Carlos Oliveira CEO _ Agenda _ MobiComp _ Contexto _ Onde falham os projectos de mobilidade _ Aspectos determinantes

Leia mais

6º Seminário de Capacitação em Atração de Investimentos

6º Seminário de Capacitação em Atração de Investimentos 6º Seminário de Capacitação em Atração de Investimentos Brasília, 22 de outubro, 2015 Roteiro I. Atuação da Renai II. Parceria Renai Secretarias Estaduais III. Atividades Previstas Parte I O que é a Renai?

Leia mais

Código de Conduta para as relações entre a Indústria Farmacêutica e as Associações de Doentes

Código de Conduta para as relações entre a Indústria Farmacêutica e as Associações de Doentes Código de Conduta para as relações entre a Indústria Farmacêutica e as Associações de Doentes Desde o ano 1999 que a APIFARMA Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica tem uma Parceria com Associações

Leia mais

Regulatory Innovations: FDA and ANVISA Compliance Trends

Regulatory Innovations: FDA and ANVISA Compliance Trends Regulatory Innovations: FDA and ANVISA Compliance Trends Single Audit Program for Medical Devices and Expectations for Drugs and APIs Setembro de 2016 São Paulo-SP Dr. José Carlos Magalhães da Silva Moutinho

Leia mais

Projecto Vitalidade XXI. FIPA Federação das Indústrias Agro-Alimentares. Conclusões do estudo. A Indústria Alimentar e os Estilos de Vida Saudáveis

Projecto Vitalidade XXI. FIPA Federação das Indústrias Agro-Alimentares. Conclusões do estudo. A Indústria Alimentar e os Estilos de Vida Saudáveis Projecto Vitalidade XXI FIPA Federação das Indústrias Agro-Alimentares Conclusões do estudo A Indústria Alimentar e os Estilos de Vida Saudáveis A Percepção das Partes Interessadas e Apresentação dos compromissos

Leia mais

*** PROJECTO DE RECOMENDAÇÃO

*** PROJECTO DE RECOMENDAÇÃO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão dos Transportes e do Turismo 17.12.2010 2009/0018(NLE) *** PROJECTO DE RECOMENDAÇÃO sobre a proposta de decisão do Conselho relativa à celebração do Acordo de transporte

Leia mais

MÓDULO VI. A União Europeia. e os Desafios do Século XXI. União Europeia. Fundo Social Europeu

MÓDULO VI. A União Europeia. e os Desafios do Século XXI. União Europeia. Fundo Social Europeu MÓDULO VI A e os Desafios do Século XXI O papel da no Mundo Ajuda ao Desenvolvimento PESC Processo de integração Manutenção da Paz Democracia uro Direitos Humanos Globalização Criminalidade Justiça Mercado

Leia mais

Missão Comercial à África do Sul de Outubro 2016 (partida a 08 de Outubro)

Missão Comercial à África do Sul de Outubro 2016 (partida a 08 de Outubro) Missão Comercial à África do Sul 10-13 de Outubro 2016 (partida a 08 de Outubro) Programa Preliminar Uma parceria: 1. Sumário da Missão 5 dias 10 a 13 de Outubro de 2016 (partida a 08 de Outubro) Joanesburgo

Leia mais

CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO. Preâmbulo

CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO. Preâmbulo CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO Preâmbulo A Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, reunida em Paris, na sua 20ª sessão,

Leia mais

NUNO VASCO LOPES CHIEF EXECUTIVE OFFICER

NUNO VASCO LOPES CHIEF EXECUTIVE OFFICER NUNO VASCO LOPES CHIEF EXECUTIVE OFFICER HÁ TEMPOS DE CORUJA E TEMPOS DE FALCÃO. D. JOÃO II Como a coruja, observámos o mercado. Tomámos decisões. Definimos o que somos. Reorganizámo-nos. O mercado

Leia mais

O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027

O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027 Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027 Nuno fazenda Lisboa, 28 de outubro de 2016 AGENDA ET 27: enquadramento e percurso

Leia mais

A Economia da Saúde: avaliação de tecnologias da saúde e farmacoeconomia

A Economia da Saúde: avaliação de tecnologias da saúde e farmacoeconomia A Economia da Saúde: avaliação de tecnologias da saúde e farmacoeconomia Pedro Pita Barros 28.02.2011 Agenda O que é a Economia da Saúde? O que é farmacoeconomia e a avaliação das tecnologias de saúde?

Leia mais

Uma estratégia para as pessoas e para o planeta: assegurando uma transição justa para empregos verdes dignos?

Uma estratégia para as pessoas e para o planeta: assegurando uma transição justa para empregos verdes dignos? Uma estratégia para as pessoas e para o planeta: assegurando uma transição justa para empregos verdes dignos? Judith Kirton-Darling Secretária Confederal da CES A actual situação é insustentável Socialmente:

Leia mais

Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista

Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista Informação à Imprensa 25.08.09 Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista Investimento de 550 milhões, gerador de elevado valor acrescentado, terá um impacto significativo na economia

Leia mais

Congresso Internacional: O Poder Judiciário e o controle do tabaco. Conseqüências econômicas do tabagismo para o Sistema Único de Saúde.

Congresso Internacional: O Poder Judiciário e o controle do tabaco. Conseqüências econômicas do tabagismo para o Sistema Único de Saúde. Congresso Internacional: O Poder Judiciário e o controle do tabaco Conseqüências econômicas do tabagismo para o Sistema Único de Saúde Márcia Pinto Tabagismo Morte, adoecimento, danos e custos evitáveis

Leia mais

SESSÃO DE ESCLARECIMENTOS - NOVOS AVISOS POR LISBOA PORTUGAL2020

SESSÃO DE ESCLARECIMENTOS - NOVOS AVISOS POR LISBOA PORTUGAL2020 SESSÃO DE ESCLARECIMENTOS - NOVOS AVISOS POR LISBOA PORTUGAL2020 27.abril.2017 O Regime Contratual de Investimento e o apoio às Grandes Empresas O E O APOIO ÀS GE Legislação Decreto-Lei n.º 191/2014, de

Leia mais

Índice. Contacto G R Ü N E N T H A L S. A. D O S S I E R D E I M P R E N S A 2 0 1 6. Informação Geral... 2. Perfil da empresa...

Índice. Contacto G R Ü N E N T H A L S. A. D O S S I E R D E I M P R E N S A 2 0 1 6. Informação Geral... 2. Perfil da empresa... Índice Informação Geral... 2 Perfil da empresa... 3 Grünenthal Portugal... 4 Investigação & Desenvolvimento... 5 Responsabilidade Social... 7 Contacto Grünenthal Portugal Elisabete Godinho elisabete.godinho@grunenthal.com

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA A QUALIDADE NA SAÚDE

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA A QUALIDADE NA SAÚDE ESTRATÉGIA NACIONAL PARA A QUALIDADE NA SAÚDE 2015-2020 REUNIÃO PLENÁRIA DAS COMISSÕES DA QUALIDADE E SEGURANÇA 9 DE JULHO DE 2015 ENQS DQS CQS ARS ARS ARS ARS ARS DC DC DC DC DC CQS CQS CQS CQS CQS CQS

Leia mais

2º Seminário sobre Comércio Internacional CNI-IBRAC Política Comercial no Novo Governo

2º Seminário sobre Comércio Internacional CNI-IBRAC Política Comercial no Novo Governo 2º Seminário sobre Comércio Internacional CNI-IBRAC Política Comercial no Novo Governo André Alvim de Paula Rizzo Secretário Executivo da CAMEX Confederação Nacional da Indústria - CNI Brasília, 12 de

Leia mais

Findeter financiamento para a reconstrução e a mitigação de mudanças climáticas

Findeter financiamento para a reconstrução e a mitigação de mudanças climáticas Findeter financiamento para a reconstrução e a mitigação de mudanças climáticas Linhas de Financiamento para Reconstrução e Mitigação de Mudanças Climáticas Fortalecimento de estratégias e produtos financeiros

Leia mais

Os desafios da oncologia: a sociedade, o sistema, o doente. Gabriela Sousa Oncologia Médica IPO Coimbra

Os desafios da oncologia: a sociedade, o sistema, o doente. Gabriela Sousa Oncologia Médica IPO Coimbra Os desafios da oncologia: a sociedade, o sistema, o doente Gabriela Sousa Oncologia Médica IPO Coimbra Na União Europeia, e tendo como base apenas o envelhecimento da população, é previsto um aumento dos

Leia mais

Situação Actual e Futuro do Mercado de Capitais Português 20 Propostas Estratégicas

Situação Actual e Futuro do Mercado de Capitais Português 20 Propostas Estratégicas Situação Actual e Futuro do Mercado de Capitais Português 20 Propostas Estratégicas Fórum de Bolsa Setembro de 2012 Abel Sequeira Ferreira, Director Executivo Setembro, 28, 2012 A presente apresentação

Leia mais

COMPRAR A PORTUGAL FILEIRA TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO JUNHO 2017

COMPRAR A PORTUGAL FILEIRA TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO JUNHO 2017 COMPRAR A PORTUGAL FILEIRA TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO JUNHO 2017 PERFIL 3 INDICADORES CHAVE 4 VANTAGENS 5 COMPETITIVAS SETORES 6-9 DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE 7 TELECOMUNICAÇÕES 8 SERVIÇOS,

Leia mais

Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica

Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica Ensaios Clínicos: A Perspectiva da Indústria Farmacêutica Plataforma Nacional de Ensaios Clínicos Lançamento Oficial Lisboa, 20 de Março 2012 Paula Martins de Jesus Grupo de Trabalho de Investigação Clínica

Leia mais

Projeto INCLUIR. Enquadramento. O envolvimento na avaliação de tecnologias de saúde

Projeto INCLUIR. Enquadramento. O envolvimento na avaliação de tecnologias de saúde Projeto INCLUIR Enquadramento O Infarmed tem mantido contacto e interação com associações de doentes ao longo da última década, seja no desenvolvimento de campanhas de comunicação e envio de materiais,

Leia mais

Pesquisa clínica no Brasil

Pesquisa clínica no Brasil Pesquisa clínica no Brasil Congresso Nacional Senado Federal Audiência Pública Dr. Florentino Cardoso: Presidente da Associação Médica Brasileira. Dr. Jaderson Lima: Professor Adjunto, UFRJ. Brasília,

Leia mais

Recomendação de políticas Fluxos de dados através das fronteiras

Recomendação de políticas Fluxos de dados através das fronteiras Recomendação de políticas Fluxos de dados através das fronteiras A oportunidade Em um mundo cada vez mais interligado, a capacidade de transferir informação digital através é essencial para o crescimento

Leia mais

Panorama da Inovação no Brasil. Hugo Ferreira Braga Tadeu 2014

Panorama da Inovação no Brasil. Hugo Ferreira Braga Tadeu 2014 Panorama da Inovação no Brasil Hugo Ferreira Braga Tadeu 2014 INTRODUÇÃO Sobre o Relatório O presente relatório é uma avaliação do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC sobre as práticas de gestão

Leia mais

TENDÊNCIAS DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INDÚSTRIA

TENDÊNCIAS DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INDÚSTRIA TENDÊNCIAS DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INDÚSTRIA No relatório Science, Technology and Industry Outlook, publicado em dezembro de 2002, a OCDE afirma que os investimentos em ciência, tecnologia e inovação

Leia mais

Agenda Factores de Competitividade

Agenda Factores de Competitividade QREN Agenda Factores de Competitividade 12 Novembro 07 1 Objectivos desenvolvimento de uma economia baseada no conhecimento e na inovação; incremento da produção transaccionável e de uma maior orientação

Leia mais

Avanço do Marco Institucional da Inovação no Brasil

Avanço do Marco Institucional da Inovação no Brasil Avanço do Marco Institucional da Inovação no Brasil Pedro Wongtschowski Grupo Ultra 2ª Reunião do Comitê de Líderes 2015 31 de julho anos Tempo necessário para atingirmos 2% do investimento em P&D em relação

Leia mais

Introdução aos serviços climáticos no contexto da União Europeia

Introdução aos serviços climáticos no contexto da União Europeia Workshop Horizonte 2020 Oportunidades e desafios na temática dos Serviços Climáticos Introdução aos serviços climáticos no contexto da União Europeia Tiago Capela Lourenço (FCUL) Faculdade de Ciências

Leia mais

Plataforma Tecnológica da Floresta - Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal. 6 de maio de 2015 UA, Aveiro

Plataforma Tecnológica da Floresta - Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal. 6 de maio de 2015 UA, Aveiro Plataforma Tecnológica da Floresta - Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal 6 de maio de 2015 UA, Aveiro Futuro em 10 min A Visão AIFF (1) 35% - Enquadramento

Leia mais

DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DIÁLOGO DA INDÚSTRIA COM CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Carlos Fadigas Presidente, Braskem 30/07/2014 O Brasil tem oportunidades, mas para aproveitá-las precisa vencer alguns desafios DETERMINANTES

Leia mais

DOCUMENTO SÍNTESE UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA

DOCUMENTO SÍNTESE UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA IE13255 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA P. O. Box 3243, Addis Ababa, ETHIOPIA Tel.: (251-11) 5182402 Fax: (251-11) 5182400 Website: www.au.int CONFERÊNCIA DA CUA/AFCAC/AFRAA DE TRANSPORTES

Leia mais

Programa-Quadro para a Competitividade e Inovação

Programa-Quadro para a Competitividade e Inovação Programa-Quadro para a Competitividade e Inovação Programa de Apoio às Políticas das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2007-2013 AEP - Porto, 12 de Novembro 2011 Ana Ponte UMIC Agência para a

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA EFPIA SOBRE RELAÇÕES ENTRE A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA E ASSOCIAÇÕES DE COENTES

CÓDIGO DE CONDUTA DA EFPIA SOBRE RELAÇÕES ENTRE A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA E ASSOCIAÇÕES DE COENTES CÓDIGO DE CONDUTA DA EFPIA SOBRE RELAÇÕES ENTRE A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA E ASSOCIAÇÕES DE COENTES Aprovado pela EFPIA * * Aprovado pelo Conselho de Administração da EFPIA em 05/10/2007. Introdução A Federação

Leia mais

PORTUGAL A CRESCER ECONOMIA DO MAR. Roadshow Portugal Global Setúbal, 2 de março de May 2015

PORTUGAL A CRESCER ECONOMIA DO MAR. Roadshow Portugal Global Setúbal, 2 de março de May 2015 PORTUGAL A CRESCER ECONOMIA DO MAR Roadshow Portugal Global Setúbal, 2 de março de 2016 May 2015 Uma oportunidade económica Área: 92,152 Km 2 (108 º maior país do Mundo) Linha de Costa: 1,859 Km (incluindo

Leia mais

Regulação e Contratualização

Regulação e Contratualização Regulação e Contratualização Data: 3/1/2005 Autor: Ana Cristina Portugal, Ana Paula Pereira, Dídia Eusébio, Eduardo Carlos Noronha, Margarida Baltazar (mbaltazar@alunos.ensp.unl.pt) Num cenário de mudança,

Leia mais

Sistemas de Incentivos do QREN

Sistemas de Incentivos do QREN Sistemas de Incentivos do QREN Sistemas de Incentivos do QREN 1. Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME 2. Sistema de Incentivos à Inovação 3. Sistema de Incentivos à Investigação

Leia mais

Portugal - Balança de Bens e Serviços

Portugal - Balança de Bens e Serviços Portugal - Balança de Bens e Serviços As trocas comerciais no semestre terminado em Fevereiro Neste tema analisamos a evolução da balança de bens e serviços tendo por base o acumulado das trocas comerciais

Leia mais

2/13/2012. O que entendemos por mudanças climáticas?

2/13/2012. O que entendemos por mudanças climáticas? O que entendemos por mudanças climáticas? 1 Alguns pensamentos Insatisfação da natureza; Reação á ação do homem; Mudanças no ciclo de produção; Mudanças no ciclo das estações; Chuvas exageradas; Secas,

Leia mais

- Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal

- Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal Valorização do Potencial Industrial do Alto Minho: Plano de Ação & Instrumentos de Financiamento 2015-2020 - Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal 29 de junho

Leia mais

PROMOÇÃO DE SAÚDE NA EMPRESA

PROMOÇÃO DE SAÚDE NA EMPRESA PROMOÇÃO DE SAÚDE NA EMPRESA Prof. Dr. Rodrigo S. Reis Programa de Pós-Graduação Física - UFPR PUCPR / UTFPR Tópicos principais Conceitos e histórico Benefícios (trabalhador/empresa) Por quê empresas podem

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

O Brasil de hoje e perspectivas para o futuro na visão do MDIC

O Brasil de hoje e perspectivas para o futuro na visão do MDIC O Brasil de hoje e perspectivas para o futuro na visão do Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul Marcos Pereira Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços Caxias do Sul, 02

Leia mais

Mirror Group Portugal Uma Plataforma ao serviço da Saúde Animal

Mirror Group Portugal Uma Plataforma ao serviço da Saúde Animal Mirror Group Portugal Uma Plataforma ao serviço da Saúde Animal GAP- ANALYSIS Metodologia de Trabalho Vet Mirror Group Portugal Criado pela APIFARMA/CESA no âmbito da Plataforma Tecnológica Europeia de

Leia mais

Primeira Reunião Ministerial Euro-Mediterrânica sobre Migrações (Algarve 18, 19 Novembro de 2007) Conclusões

Primeira Reunião Ministerial Euro-Mediterrânica sobre Migrações (Algarve 18, 19 Novembro de 2007) Conclusões Primeira Reunião Ministerial Euro-Mediterrânica sobre Migrações (Algarve 18, 19 Novembro de 2007) Conclusões Os Ministros: RECORDANDO os princípios e objectivos da Declaração de Barcelona de 1995, que

Leia mais

ORIGINAL: INGLÊS DECLARAÇÃO DE BRAZZAVILLE SOBRE A PREVENÇÃO E O CONTROLO DAS DOENÇAS NÃO TRANSMISSÍVEIS NA REGIÃO AFRICANA DA OMS

ORIGINAL: INGLÊS DECLARAÇÃO DE BRAZZAVILLE SOBRE A PREVENÇÃO E O CONTROLO DAS DOENÇAS NÃO TRANSMISSÍVEIS NA REGIÃO AFRICANA DA OMS ORIGINAL: INGLÊS DECLARAÇÃO DE BRAZZAVILLE SOBRE A PREVENÇÃO E O CONTROLO DAS DOENÇAS NÃO TRANSMISSÍVEIS NA REGIÃO AFRICANA DA OMS ORIGINAL: INGLÊS Nós, os Ministros da Saúde e Chefes de Delegação da Região

Leia mais

SUÍÇA INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

SUÍÇA INOVAÇÃO E TECNOLOGIA SUÍÇA INOVAÇÃO E TECNOLOGIA Curitiba 17.10.2017 A Suíça números e fatos 41.285 km 2 Tamanho da Suíça Berna A capital 8 milhões População 500 milhões de consumidores Acessíveis em um só dia 4 idiomas nacionais

Leia mais

CARTA DE ÓBIDOS PACTO PARA A CRIATIVIDADE

CARTA DE ÓBIDOS PACTO PARA A CRIATIVIDADE CARTA DE ÓBIDOS PACTO PARA A CRIATIVIDADE Reuniram-se um conjunto de autarcas de Portugal, Espanha, Hungria, Roménia, Reino Unido e Itália no 1º Encontro de Autarcas para a Criatividade, que teve lugar

Leia mais

Combate à Pirataria em Saúde

Combate à Pirataria em Saúde Combate à Pirataria em Saúde Uma parceria sustentável para minimizar riscos no setor de saúde AMCHAM 31/10/2008 Agenda Introducão Relatório - Organização Mundial da Saúde Parceria Nacional Introducão Abimed

Leia mais

Resultados obtidos a partir do cluster Porter do vinho, moderado pelo Monitor group, 2003 ViniPortugal. Tim Hogg UCP-ESB/CBQF

Resultados obtidos a partir do cluster Porter do vinho, moderado pelo Monitor group, 2003 ViniPortugal. Tim Hogg UCP-ESB/CBQF Resultados obtidos a partir do cluster Porter do vinho, moderado pelo Monitor group, 2003 ViniPortugal. Tim Hogg UCP-ESB/CBQF Exercícios de priorização e estratégias coletivas de I&D. O Estudo Monitor

Leia mais