Apresentação do Graphmatica GRAPHMATICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação do Graphmatica GRAPHMATICA"

Transcrição

1 GRAPHMATICA O software GRAPHMATICA é um gerador de gráficos de funções de uma variável nas suas várias formas: cartesiana, polar, paramétrica, logarítmica, trigonométrica, inequação e implícita. Com ele é possível ainda, gerar campos de vetores no plano e fornecer a solução das correspondentes equações diferenciais e, além disso, permite calcular: derivadas, integrais, máximos, mínimos e zeros de funções. Com o GRAPHMATICA podem-se construir vários gráficos em uma só tela, salvar informações e equações, bem como redimensionar as escalas em cada eixo. Como ferramenta de Cálculo adicional, o programa GRAPHMATICA pode incluir símbolos de diferenciação, traçar retas tangentes a uma curva e calcular uma integral definida. 1

2 : Apresentação ADICIONAR UMA NOVA PÁGINA ABRIR UM DOCUMENTO NO GRAPHMATICA SALVAR A PÁGINA IMPRESSÃO COPIAR GRÁFICOS INSERIR PONTOS NO GRÁFICO BARRA DE ROLAGEM INSERIR TEXTO OCULTAR O GRÁFICO DELETAR O GRÁFICO ZOOM INSERIR TITULO COORDENADAS X E Y CONFIGURAR A EXIBIÇÃO FONTES INSERIR FUNÇÕES INTEGRAÇÃO DERIVADA PONTOS CRÍTICOS 2

3 Campo de Edição: campo onde se introduz uma equação Allgumas das funções que se pode encontrar no Graphmatiica LLi issttaa ddee eeqquuaaççõõeess:: O Graphmatica memoriza as ultimas 25 equações que você digitou ou carregou de um arquivo. Pode salvar o seu trabalho para utilização numa sessão posterior ou para utilizar em qualquer editor de texto. FFuunnççõõeess aauuttoomáátti iccaass:: O Graphmatica determina, automaticamente, o tipo de gráfico que você está introduzindo considerando as variáveis usadas; reconhece o domínio de uma equação; altera o número de pontos do domínio, de modo dinâmico, enquanto desenha o gráfico para se ter a certeza de que gráficos de funções como y = tg x sejam traçados corretamente; ajusta os eixos x e y, quando se altera a área ou o tamanho da janela do gráfico, para manter o aspecto proporcional do gráfico. Annáál lissee ddee eeqquuaaççõõeess:: O programa aceita as regras matemáticas, não as do computador. Pode utilizar multiplicação implícita, uma completa biblioteca de funções matemáticas (incluindo trigonometria), e parênteses. Não precisa isolar variável, numa equação, antes de desenhar o gráfico. Se a variável dependente aparecer apenas uma vez na equação, o Graphmatica isolará a variável sozinho. O Graphmatica apresenta seis estilos de gráficos: cartesianos, polares, paramétricos, diferenciais e ODEs com aproximações com valor inicial até quarta ordem (e sistemas lineares de quarta ordem também), todos detectados automaticamente, além de lidar também com inequações. 3

4 Coonnttrrool leess ffáácceei iss:: A Barra de Botões proporciona acesso rápido aos comandos mais usados. Apresenta o menu principal onde você poderá visualizar a informação mais relevante e mensagens de ajuda, e uma caixa com a Lista de Equações, que permite selecionar qualquer equação, que estiver armazenada na memória, para desenhar o respectivo gráfico, apagar, ou editar para formar uma nova equação, etc. Oppeerraaççõõeess ccoom oo moouussee:: Pode-se utilizar o mouse para selecionar um novo intervalo ou ver as coordenadas de um ponto, para selecionar o valor inicial para uma ODE e ainda encontrar a reta tangente a uma curva ou integrar uma função sem apertar uma única tecla. PPaappeel l ddee ggrrááffi iccoo ccoonnffi igguurráávveel l:: Você tem a opção de escolher entre papel normal e papel apropriado para trigonometria, equações polares, e funções logarítmicas, com quatro níveis de detalhes. Oppeerraaççõõeess ddee Cáál lccuul loo:: Encontra derivadas, integrais, pontos de máximo e mínimo e zeros de funções cartesianas. Oppççõõeess ddee Saaí íddaa:: O Graphmatica permite copiar equações, tabelas de pontos e gráficos para a área de transferência e, além disso, você pode escolher níveis de qualidade de impressão para uma rápida, ou melhor, impressão quando imprime os seus gráficos. 4

5 Barra de ferramentas do Graphmatiica New grri id (novo documento em branco) - permite ao usuário criar uma nova página a ser editada. Para isso pressione o botão esquerdo do mouse sobre o ícone, e imediatamente aparecerá uma nova janela pronta para ser editada. Ao clicar sobre este ícone o Graphmatica perguntará se você quer salvar o documento que já foi editado. Você tem a opção de clicar: novo documento Sim - para salvar o documento editado Não - para não salvá-lo Cancelar para reeditar seu documento Open (abrir) - permite abrir algum documento editado no Graphmatica. Para isso pressione o botão esquerdo do mouse sobre o ícone e localize o arquivo que você deseja abrir dando-lhe um duplo clique. É importante observar que o arquivo pode estar localizado em vários locais do seu HD: no drive d -> (cd room), em c -> (unidade primária) ou no drive a -> (disquete) e, além disso, cabe lembrar que se o arquivo não foi editado no Graphmatica, será impossível abrí-lo através dessa janela. Caso você não se lembrar onde seu arquivo está localizado, tente achá-lo pelo sistema de busca do explorer (pressione o botão esquerdo do mouse sobre o menu iniciar -> pesquisar -> arquivos ou pastas). 5

6 Savve (salvar) - permite ao usuário salvar o documento editado. Para isso pressione o botão esquerdo do mouse no ícone e digite o nome do arquivo para salvar. Você pode escolher salvar o arquivo em qualquer parte do sistema (Ex: meu computador, desktop, meus documentos) e, uma vez salvo, você ainda poderá reeditá-lo e também renomeá-lo. Para isso, pressione o botão esquerdo do mouse sobre o nome do arquivo e logo em seguida pressione novamente. salva o documento Abre um documento editado no Graphmatica 6

7 Prri intt (imprimir) - esta opção permite ao usuário imprimir o documento editado. Pressione o botão esquerdo do mouse neste ícone e configure o tipo de impressão que desejar. Antes de mandar imprimir verifique se sua impressora está instalada corretamente e se ela possui papel para impressão. Copy Grraphss (copiar gráficos) - permite ao usuário transferir os gráficos editados para um outro local que desejar. Drraw Grraphss (Desenhar Gráficos) uma vez clicado, desenha o gráfico da função que está no campo de edição. Pausse esta opção na maior parte do tempo se encontra desabilitada. Pausa durante o desenho dos gráficos. Ex: Escreva na barra de equação do graphmatica a função r= cos 9ttan t. Redrraw alll (redesenhar todas) permite que você visualize todos os gráficos que já foram desenhados e ocultados pelo clear screen. Ferramenta parecida com o draw graphs. Clearr Scrreen (apagar) oferece a opção de apagar os gráficos das funções que estão desenhadas. Lembrando que uma vez deletados, será impossível recuperálos. Hide Grraph (esconde gráfico) esta opção esconde a equação que está no campo de edição. Pressione o botão esquerdo do mouse no gráfico (ou selecione a equação do gráfico na barra de equações) e, logo em seguida, pressione o botão esquerdo do mouse neste ícone para ocultá-lo. Delette Grraph (apaga gráfico) Apaga a equação que está no Campo de edição do ecrã e da lista de funções (lista, na memória, com as ultimas funções inseridas). Para isso selecione o gráfico e logo após pressione este ícone com o botão esquerdo do mouse para apagá-lo. Zoom i in (ampliar) - permite ao usuário ampliar os gráficos. Para efetuar esta operação basta pressionar o botão esquerdo do mouse sobre este ícone, quantas vezes quiser. 7

8 ampliar Zoom outt (reduzir) Está é uma ferramenta que permite ao usuário reduzir os gráficos, conforme sua vontade. Dê tantos cliques como quiser para ajustar o gráfico, conforme seu desejo. reduzir Defaultt Grri id (grade padrão) a configuração padrão do programa no eixo x e y é de 2 a 2. Assim quando você clicar neste ícone voltará a configuração inicial. Coorrdi inatte Currssorr (coordenadas de pontos) esta opção fornece a localização exata do cursor e para isso basta pressionar o botão esquerdo do mouse no ícone e percorrer, com o ponteiro do mouse, a tela do Graphmatica. Você irá visualizar as diferentes coordenadas enquanto você percorrer a tela do Graphmatica. Find derri ivvatte (determinar a derivada): Permite encontrar a derivada da função que está no campo de edição. Pressione este ícone com o botão esquerdo do mouse e pronto, você irá visualizar o gráfico da derivada da função que está descrita no Graphmatica. 8

9 descreve o gráfico da função derivada Drraw Tangentt - Esta opção permite ao usuário encontrar a reta tangente a uma curva num ponto. Lembrando que a reta tangente a uma curva, em um ponto desta, é aquela reta que mais se aproxima da curva em uma vizinhança do ponto de tangência. descreve o gráfico da reta tangente a uma curva Inttegrratte - Permite calcular a integral da função no intervalo escolhido (integral definida). Pressione o botão esquerdo do mouse no ícone e, com o mouse, selecione a região de integração. Observe o exemplo abaixo: 9

10 Calcula a área da região descrita na figura Pointt Tabless Apresenta uma tabela com características do gráfico(equação, coordenadas). Para exibir a tabela pressione o botão esquerdo do mouse sobre este ícone. Você observará algo parecido com o que está descrito na figura abaixo: Descreve as coordenadas de alguns pontos do gráfico Datta Plott Edittorr - Possibilita ao usuário plotar um conjunto de pontos no plano cartesiano. Além disso, permite que o usuário ajuste uma curva (ou uma reta) a este conjunto de dados. Ao inserir as coordenadas escolha o tipo de equação que está localizado no ícone options do data plot. Em seguida clique em curve fit para inserir o gráfico. Você ainda pode optar pela cor e formato (circulo ou quadrado) do ponto. 10

11 Barra de Comandos do Graphmatiica O Graphmatica além de ter os comandos usuais, existentes em outros softwares, tais como copiar, salvar, imprimir etc, possui algumas outras funções específicas. Fiille Neew abre uma nova página para ser editada. Oppeenn abre um documento gravado. Saavvee aass salva o documento com um nome específico. Saavvee Seettuupp innffoo i salva a configuração da página. PPaaggee Seettuupp permite a configuração da página (folha, orientação e impressão). PPrri inntt imprime o documento editado no Graphmatica. 11

12 Ediit Unnddoo Grri idd Raannggee: Esta opção desfaz a última mudança que você fez na escala da grade, usando a opção GRID RANGE, ZOOM IN ou ZOOM OUT. Cooppyy Grraapphhss BMPP: Color - copia o gráfico em cores. Monochrome copia o gráfico sem cores (preto e branco). Cooppyy Grraapphhss EMFF: Copia os gráficos de maneira que se possa editá-los no Word. Uma vez copiado para o word, dê um duplo clique no gráfico e configure como desejar. Cooppyy Eqquuaatti ioonn: Copia a equação do gráfico inserido no Graphmatica. PPaassttee Daattaa PPl loott: Abre a janela para inserção de dados (x,y). Lembrando que cada par ordenado (x,y) representa um único ponto no gráfico. Hiddee Grraapphh: Uma vez clicado, ele oculta as funções. Deel leettee Grraapphh ee Deel leettee Alll Grraapphh: Deleta todos os gráficos inseridos no Graphmatica. Uma vez deletados, será impossível recuperá-los. Annoottaatti ioonnss: Permite inserir uma caixa de texto no Graphmatica. Dê um clique neste item do menu e, na janela do Graphmatica clique no ponto desejado. Lembrando que: caso você queira mudar a anotação para outro local basta arrastá-lo, com o mouse, para o local desejado. 12

13 Viiew Cleeaann Sccrreeeenn: Uma vez clicado, ele oculta o(s) gráfico(s). Zoooom IInn: Aproxima o gráfico (visualizase a diminuição do gráfico e o aumento dos valores das coordenadas). Zoooom Ouutt: Afasta o gráfico (visualizase o aumento do gráfico e a diminuição dos valores das coordenadas). PPooi inntt Taabbl lee: Fornece as coordenadas da função inserida. Daattaa PPl loott Eddi ittoorr: Insere pontos no Graphmatica (conforme visto anteriormente). Grri idd Raannggee: Configura os eixos coordenados. Para obter qualquer uma dessas funções, você também pode clicar com o botão direito do mouse sobre qualquer parte da janela do programa, menos sobre os eixos coordenados. Vaarri iaabbl leess PPaanneel l Sccrrool lbbaarrss: Habilita a barra de rolagem. Tittl lee aanndd laabbeel l lss: Possibilita visualizar o titulo. Optiions 13

14 Grraph Paperr - Possibilita configurar o tipo de exibição do gráfico. O estilo do gráfico(polar, logaritmo..), tipo de cor, c/s grade, escalas, coordenadas, etc. Observe a explicação logo abaixo: LLoogg Opptti ioonnss Logaritmo Base - Permite a escolha da base da função logaritmo(log a, log b..). Graph Paper Type - apresenta as seguintes opções - bod plot (somente em x), semilog (somente em y) e log-log (ambos).] LLeeggeenndd eem xx ee yy - Oferece ao usuário a opção de configurar o intervalo de espaçamento de x e y. Ex: 0, 2,4,

15 LLaabbeel l - Permite inserir o titulo e adicionar caracteres para as coordenadas. Cool loorr - Possibilita configurar a cor do gráfico. Clique em grid elements, colour e preview e configure conforme desejado. 15

16 FFoonnttss - Fornece vários estilos de fontes. Para cada uma das opções, basta selecionar a fonte desejada, escolher o estilo e o tamanho da fonte. 16

17 Setttti ing - Apresenta as características globais da função. Geenneerraal l - Oferece vários itens que podem ser habilitados. Ex: Draws graph pixes (deixa o contorno do gráfico mais expressivo), point tables (exibe coordenadas do gráfico). PPooi inntt Taabbl leess esta opção permite que o usuário visualize as coordenadas do(s) gráfico(s) inseridos no Graphmatica. Taannggeenntt LLi innee pode-se optar pela exibição da região integrada com uma caixa de diálogo (habilite a opção show draw tangent). 17

18 IInntteeggrraatti ioonn IInntteeggrraatti ioonn Meetthhoodd Possibilita a escolha do método de integração (trapezoidal rule, simpson s rule...). Accccuurraarree Configura o modo de como a função deve ser integrada (com o mouse ou por números de segmentos). IImppuutt Meetthhoodd Permite selecionar a região a ser integrada com o mouse e a exibição da região integrada (x = -2 a x = 2). Cuurrvvee FFi itt Maaxxi imuum nnuumbbeerr ooff itteerraatti i ioonn - permite escolher o número de interações. Eqquuaaççããoo Tyyppee escolhe o tipo de curva que será ajustada (polinomial, sinusoidal, exponencial...) 18

19 Toolls Evvaal luuaattee - Esta opção permite obter valores de x ou de y ( insira o valor de x para obter o de y e vice-versa). FFi inndd IInntteerrsseecctti ioonn - Fornece o ponto de intersecção dos gráficos editados no Graphmatica. Coooorrddi innaattee Cuurrssoorr - Permite que o usuário observe as coordenadas de um ponto. Deslize o cursor sobre a janela do Graphmatica ou sobre a curva descrita e você poderá observar os diversos valores das coordenadas do ponto sobre o qual o cursor está. Seett Doomaai inn - Esta opção possibilita ao usuário restringir o intervalo de domínio da função descrita na janela do programa. Para isso dê um clique em set domain e, com o mouse, selecione o intervalo pretendido. Aparecerá ao lado da equação o intervalo selecionado. Pressione a tecla Enter para que esta restrição tenha efeito. Callcullus FFi inndd Deerri ivvaatti ivvee - Descreve o gráfico da derivada da função que está no campo de edição. Selecione a equação do gráfico na barra de equações e, em seguida, pressione com o botão esquerdo do mouse no item Find Derivative. 19

20 Drraaw Taannggeenntt - Descreve o gráfico da reta tangente em um ponto da curva e determina o coeficiente angular e a equação desta reta. Basta pressionar o botão esquerdo do mouse sobre o item draw tangente e escolher um ponto, sobre a curva, onde você quer determinar a reta tangente. IInntteeggrraattee - Possibilita a integração da função. Clique em um ponto sobre a curva e arraste o mouse para selecionar a região a ser integrada. A área é descrita aqui 20

21 FFi inndd Crri itti iccaal l PPooi innttss - Encontra os pontos de máximo e de mínimo e os zeros da função. Heel lpp informa ao usuário descrição do programa, contatos por web e uma ajuda básica no funcionamento do programa. 21

22 Gráficos CRIAÇÃO DE GRÁFICOS O Graphmatica oferece os seguintes métodos para desenhar gráfico, sendo que cada método é detectado automaticamente, pelo programa, através da utilização de diferentes variáveis. FFuunnççããoo Caarrtteessi iaannaa ((rreettaanngguul laarr)) Equações do tipo y = 2x+3 que relacionam apenas as variáveis x e y. FFuunnççããoo Caarrtteessi iaannaa IImppl lícci ittaa Equações do tipo x^3 xy + y^2 = 12 onde nem x e nem y podem ser isolada como a variável dependente. IInneeqquuaaççõõeess Você pode desenhar gráficos a partir de inequações substituindo o símbolo = por <, <=, > ou >=. Por exemplo: y<=x^3. PPoonnttooss IIssool laaddooss Para descrever um ponto isolado (x,y), basta especificar os valores de x e de y. Por exemplo: x = 3; y = 4 descreve o ponto (3,4) Coonnjjuunnttoo ddee Daaddooss Para descrever um conjunto de pontos (x,y), no plano cartesiano, basta especificar os valores de x e de y em Data Plot Editor clicando no ícone. Você pode também achar a melhor curva de ajuste para os dados descritos. Grrááffi iccoo ddoo tti ippoo PPool laarr Gráficos utilizando o sistema de coordenadas polares e as variáveis r e t (para ). Por exemplo: r = 2cos(t). Grrááffi iccoo ddee eeqquuaaççõõeess ppaarraamééttrri iccaass Gráficos utilizando o sistema de coordenadas cartesianas a partir de equações paramétricas, onde o parâmetro utilizado é a variável t. Gráficos deste tipo devem incluir o domínio. Por exemplo: y = t+1 ; x = 2t+1 {0,3}. Eqquuaaççõõeess Diffeerreenncci iaai iss O programa apresenta soluções numéricas aproximadas, para equações diferenciais, através de campo de direções. Utiliza dx (para a derivada dx/dt), x e t ou dy (para a derivada dy/dt), y e x. Você pode descrever campo de direções e aproximações para equações diferenciais ordinárias (com condição inicial) de primeira até quarta ordem. Por exemplo: dx = x^3 + 2t descreve um campo de direções para a equação diferencial dx/dt = x^3 + 2t. Outro exemplo: dy+y=1 {3,2} descreve uma curva solução para a equação diferencial dy/dt + y = 1 com condição inicial y = 2 para x = 3. 22

23 Gráficos Existem algumas curvas que podem ser descritas graficamente (no Graphmatica) de uma maneira mais rápida e bem mais simples, dependendo do tipo de equação que se utilizar (equações cartesianas, polares ou paramétricas). Por exemplo: uma circunferência com centro na origem e raio igual a 5 pode ser descrita graficamente utilizando-se a equação cartesiana x^2 + y^2 = 25, as equações paramétricas x=5cos(t) ; y=5sin(t) {0, 2p} ou, de uma maneira mais rápida e muito mais simples, através da equação polar r = 5. 23

24 Tabela de Operadores Operadores O Graphmatica utiliza os operadores, as funções e as variáveis descritas a seguir: Operradorr Signifi icado = igualdade < > desigualdade estrita <= >= menor (maior) ou igual + adição - subtração * multiplicação / divisão ^ ou ** exponenciação ; Separa uma equação paramétrica Torna o resto da equação um comentário {m,n} Especifica o domínio de uma função Função abs acos, asec asin, acsc atan, acot sinh, cosh, tanh Signifi icado Módulo (valor absoluto) arco cosseno, arco secante arco seno, arco cossecante arco tangente, arco cotangente seno/cosseno/tangente hiperbólico tan, cot tangente (senx/cosx), cotangente (1/tg x) sec, csc exp int secante (1/cosx), cossecante (1/senx) e x maior inteiro ([x]) ln logaritmo natural (log e x) log logaritmo na base 10 sqrt (sqr) Raiz quadrada 24

25 Tabela de Operadores Varri iávvei iss x, y r, t x, y, t t, x, dx x, y, dy Utti ilização coordenadas cartesianas (retangulares) coordenadas polares x e y como função do parâmetro t ODE de primeira ordem (dx representa dx/dt) ODE de primeira ordem (dy representa dy/dx) d2x (d 2 x/dt 2 ), d3x,... ODEs de ordem maior ou igual a 2 t, x, y, z, w, dx...dw Sistema de ODEs ODE -> equação diferencial ordinária Conssttanttess Valorr e constante de Euler = 2, π -> pi (ou p) 3, d Converte graus em radianos = p/180 OBS: Como padrão do programa, todas as funções trigonométricas trabalham em radianos, não graus. Você pode fazer a conversão usando a constante d: sin (45d) = sin (p/4) cos (x*d) = cosseno de x, em graus Você precisará mudar a variação de x de 0 0 até para conseguir o gráfico completo. 25

26 Dicas Úteis Diicas Úteiis 1.. Para inserir uma função (ou uma equação) no Graphmatica, dê um clique no ccaamppoo ddee eeddi iççããoo e digite a equação desejada utilizando sempre as variáveis x e y (Ex: y= 2x-1). O programa não reconhecerá quando você adicionar f(x) = 2x-1 ou utilizar outras variáveis diferentes de x e y. Existem outras variáveis que o programa adota tais como: r para distância, t para ângulo. 2.. Essppeecci iffi iccaannddoo oo ddoomí ínni ioo ddee uumaa ffuunnççããoo O Graphmatica permite que você especifique o domínio de cada função independentemente. Para especificar um domínio para uma equação, digite a expressão {m,n}, no campo de edição, logo após a expressão da função. Se você não quiser limitar um dos extremos do intervalo de variação do domínio, basta retirar da expressão {m,n} o valor desse extremo. Por exemplo, se a variação padrão de x no Graphmatica for 8 x 8 e você especificar um domínio de {, 2}, isto significa que os valores de x irão variar de -8 até 2. 26

27 Dicas Úteis 3.. Você pode escolher a melhor janela de visualização com Zoom in ou Zoom out; Observe o exemplo seguinte: Observe que o gráfico não aparece nessa janela de visualização. Você pode escolher uma janela melhor clicando em um dos ícones disponíveis na Barra de Ferramentas. A partir daí, você escolherá a melhor janela para visualizar o gráfico da função. Janela padrão Janela depois de um clique no ícone Janela depois de dois cliques no ícone 27

28 Dicas Úteis 4.. Para tornar mais grosso o traço do gráfico, clicar em Options ->Settings e depois em Draw graphs with wide lines e escolher a espessura do traço. Espessura do traço 5.. Você pode acrescentar um comentário ao gráfico em Edit -> Annotations. 28

29 Dicas Úteis 6.. Você pode colocar um título e/ou comentários laterais, no gráfico, em Options -> Graph Paper -> Labels 7.. Você pode modificar as cores que serão utilizadas pelo programa em Options -> Graph Paper -> Colors. 29

30 Dicas Úteis 8.. Você pode alterar o padrão de fundo em Options -> Graph Paper. 9.. Você pode alterar o tipo e o tamanho das letras utilizadas nos gráficos em Options -> Graph Paper -> Fonts Para inserir vários gráficos, no Graphmatica, proceda da seguinte maneira: logo que inserida a primeira função, apague-a e digite a próxima função desejada. Faça isto quantas vezes for necessário. 30

31 Dicas Úteis 11.. Para descrever o conjunto R 2, domínio de uma função de duas variáveis z = f(x,y), basta inserir, no campo de edição, as desigualdades x>a e x<a (uma de cada vez) para qualquer valor de a. Você irá obter um gráfico como o apresentado abaixo. 5 y x Copiarr um grráfi ico Claro que você pode (e deve) gravar um gráfico no formato normal do programa em File -> Save/Save as. Contudo, para poder usar a imagem do gráfico, em outros programas, terá que copiá-la como uma imagem. O Graphmatica permite copiar em dois formatos de imagens quando se clica em Edit: EMF ou BMP. 31

32 Dicas Úteis Edit -> Copy Graphs EMF -> Color (também poderia ser Monochrome). É preferível escolher o formato EMF ou WMF quando se pretende utilizar o gráfico num documento do Word (por exemplo), pois com este formato é possível editar e fazer alterações na imagem a partir do próprio Word Generral lidadess ssobrre capttação de imagenss i Cool laarr oo ggrrááffi iccoo nnuum ddooccuumeennttoo Woorrdd Posicionar o cursor no local onde se desenha a imagem; Colar a imagem com os comandos Ctrl + V ou com Edit -> Paste (ou Paste Especial); Editar a imagem. Cuui iddaaddooss aa tteerr Caso a imagem tenha sido copiada do Graphmatica no formato EMF, pode-se alterar cada uma das partes desta imagem. Dessa forma, depois de colada a imagem no Word, basta clicar em cima dela com o botão direito do mouse, escolher Editar Figura/Imagem (eventualmente terá de desagrupar) e depois selecionar cada parte da imagem para mover, ou alterar. Algguumaass oobbsseerrvvaaççõõeess nneecceessssáárri iaass:: Quando o gráfico é constituído por duas ou mais linhas e se pretende alterar este gráfico, é necessário alterar as várias linhas que o constituem. 4 2 y O gráfico apresenta dois zeros e, portanto, torna-se necessário apagar um deles x 32

33 Dicas Úteis A legenda x aparece por cima e a legenda y aparece do lado direito. Aparecem todas as coordenadas, mesmo as desnecessárias. O tamanho das letras e números modifica-se quando se amplia ou reduz o tamanho do gráfico. Os eixos do referencial cartesiano têm setas pequenas que podem ser apagadas e substituídas quando se define a extremidade de cada eixo. Completar ou aperfeiçoar o gráfico, principalmente no que se refere à espessura dos traços e dos eixos. Este é o exemplo de um gráfico mal construído, porque: - uma anotação tem letra pequena demais; - a legenda Fig.1 não está totalmente visível; - o gráfico tem uma parte em que o traço é mais grosso; - não aparece o local exato do valor das coordenadas; - aparecem dois zeros; - As legendas x e y estão em posições incorretas Usso do Zoom Ao longo do uso, depois de tanto ir e vir no botão do Zoom pode ser interessante utilizar a opção Default Grid que restabelece a forma inicial de trabalho. Clique com o botão direito do mouse, em algum lugar da janela do programa, e aparecerão algumas opções como Default Grid e Grid Range. A primeira como já foi dito, retorna as configurações iniciais e a segunda oferece a opção de configurar as escalas nos eixos. 33

34 Dicas Úteis Observe: Em Left/Right você configura a escala no eixo x e em Bottom você configura a escala no eixo y. Para casos mais graves, saia e entre novamente no programa. Às vezes apelar desse modo pode ser mais rápido para resolver. 15. Funçõess Logarrí íttmi icass Para inserir gráficos de funções logarítmicas (no Graphmatica) com base b diferente de e (constante de Euler), procede-se da seguinte maneira: considerando uma função qualquer y = log b x (logaritmo de x na base b), faz-se a mudança da base b para a base e [ log b x = ln(x)/ln(b) ] e passa-se a trabalhar com a nova função y = ln(x)/ln(b). Por exemplo, para descrever o gráfico da função y = log 2 x, digitamos (no campo de edição do programa) a função y = ln(x)/ln(2). 34

35 Dicas Úteis 16.. Como conssttrrui irr uma família de currvvass Para exemplificar o procedimento, vamos trabalhar com a equação de uma cônica como a descrita abaixo: com o a variando entre -3 até 6 com incremento de 1 unidade. No editor de equações do Graphmatica inserimos a expressão da equação e pressionamos a tecla Obtemos assim a seguinte imagem: Significa que a irá assumir valores no intervalo [1;3], sendo o acréscimo de uma unidade. A partir daí, você pode alterar os valores de a de acordo com sua necessidade. No caso aqui queremos descrever a família de funções no intervalo [-3;6]. Comece por apagar o 1 e insira o -3 em seu lugar. 35

36 Dicas Úteis A seguir, apague o 3 e insira o 6 em seu lugar e finalmente aparece a seguinte imagem Aperte a tecla Enter ou clique no botão, obtendo a família de funções abaixo: 17.. Como conssttrrui irr currvvass em coorrdenadass polarress Existem algumas situações em que é interessante usar o sistema de coordenadas polares ao invés do sistema de coordenadas cartesianas. Muitas equações tornam-se mais simples neste sistema e, além disso, através das equações polares você obter curvas diferentes e interessantes. Inicialmente, vamos entender o que seja um sistema de coordenadas polares. Deffi inni iççãoo de Coooorrdennadass PPool larress:: Para definir coordenadas polares de um ponto é necessário primeiramente definir o sistema de referência. Para isto escolhemos um ponto O no plano, denominado de pólo (ou origem do sistema) e uma semi-reta orientada OA (eixo polar). Cada ponto P pode ser localizado através de sua associação a um par ordenado polar (r,t) onde t dá a medida do ângulo orientado, a partir do eixo polar, e r dá a distância (com sinal) orientada de O a P. 36

37 Dicas Úteis Origem (polo) O r t P(r,t) eixo polar As coordenadas de P podem então ser positivas ou negativas. Vamos entender bem isto. Como na trigonometria, t é positivo (t > 0) quando medido no sentido antihorário (a partir do eixo polar); e t é negativo (t < 0) quando medido no sentido horário (a partir do eixo polar). r > 0 significa que o ponto P está na semi-reta terminal do ângulo t. r < 0 significa que o ponto P está na semi-reta oposta à semi-reta terminal do ângulo t. Para que se torne bem clara a definição de coordenadas polares tente entender as coordenadas dos pontos indicados abaixo: 4 Q(3, ) = Q (-3, ) P(2, ) 6 eixo polar P (-2, ) 6 4 Q (3, ) = Q (-3, ) 3 3 Veja a seguir como se estabelecem as relações entre o sistema de coordenadas polares e o sistema de coordenadas cartesianas. 37

38 Dicas Úteis Relacci ioonnanndoo ccoooorrdennadass ppool larress e ccarrttessi iannass Para relacionarmos as coordenadas cartesianas com as polares adotamos o seguinte procedimento: primeiramente colocamos as duas origens dos sistemas juntas e consideramos o eixo polar como o eixo x positivo. y Origem em comum O r t x P(x,y) = P(r,t) y t = 0, r 0 eixo polar x Observamos, na figura acima, um triângulo retângulo que tem por hipotenusa r e x e y como catetos. Usando o Teorema de Pitágoras e algumas relações trigonométricas no triângulo retângulo, obtemos as seguintes equações que relacionam coordenadas polares e cartesianas: x = r cos t y = r sen t x 2 + y 2 = r 2 y tg t x Coomoo ttrrabal lharr ccoom ccoooorrdennadass ppool larress nnoo Grrapphmatti icca Para trabalhar no Graphmatica com equações polares, inicialmente devemos entrar no ambiente de trabalho para coordenadas polares. Para isto no menu Options clique em Graph Paper e a seguir: marque a opção Polar desmarque a opção Draw axes 38

39 Dicas Úteis Você irá obter uma janela como a descrita na figura abaixo e, a partir de agora, estará trabalhando em um sistema de coordenadas polares. Não esquecer que a sintaxe usada no Graphmatica é: r para distância t para ângulo p para o número p Para representar graficamente a curva r = 1- cos θ, você deve digitar a expressão r=1-cos(t) (no campo de edição do programa), pois o Graphmatica não reconhece a variável θ. Lembramos que, como no caso de coordenadas cartesianas, podemos usar o recurso de restrição de domínio e parâmetros. 39

Guia do Usuário. Graphmática

Guia do Usuário. Graphmática Guia do Usuário Graphmática Versão 2003p Por Carlos Malaca Professor Izaias Cordeiro Néri São Paulo 2007 ÍNDICE 1.0 O Programa... 02 1.1 Barra de Botões... 03 1.2 Teclas de atalho... 04 1.3 O Menu... 04

Leia mais

5910179 Biofísica I Turma de Biologia FFCLRP USP Prof. Antônio C. Roque Segunda lista de exercícios

5910179 Biofísica I Turma de Biologia FFCLRP USP Prof. Antônio C. Roque Segunda lista de exercícios Lista sobre funções no Excel A ideia desta lista surgiu em sala de aula, para ajudar os alunos a conhecer de modo prático as principais funções matemáticas que aparecem em biologia. Inicialmente, para

Leia mais

Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca. melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041. www.melissalima.com.br Página 1

Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca. melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041. www.melissalima.com.br Página 1 EXCEL BÁSICO Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041 www.melissalima.com.br Página 1 Índice Introdução ao Excel... 3 Conceitos Básicos do Excel... 6

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS. Curso de Matemática

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS. Curso de Matemática Introdução ao GeoGebra software livre 0 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS Curso de Matemática Primeiros Passos Com o Software Livre GeoGebra Março de 2010 Prof. Ilydio Pereira de Sá Introdução ao

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1 EXCEL 2007 O Excel 2007 faz parte do pacote de produtividade Microsoft Office System de 2007, que sucede ao Office 2003. Relativamente à versão anterior (Excel 2003), o novo programa introduz inúmeras

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Notas para um curso de Cálculo 1 Duilio T. da Conceição

Notas para um curso de Cálculo 1 Duilio T. da Conceição Notas para um curso de Cálculo 1 Duilio T. da Conceição 1 2 Sumário 1 WOLFRAM ALPHA 5 1.1 Digitando Fórmulas e Expressões Matemáticas......... 6 1.1.1 Expoentes......................... 6 1.1.2 Multiplicação.......................

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

MÓDULO 1 - Abrindo o Winplot e construindo gráficos

MÓDULO 1 - Abrindo o Winplot e construindo gráficos 1 MÓDULO 1 - Abrindo o Winplot e construindo gráficos 1 - Abrindo o Winplot Para abrir o Winplot.exe clique duas vezes no ícone. Abrirá a caixa: Clique (uma vez) no botão. Surgirá uma coluna: Clique no

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Parte 2 Sistema Operacional MS-Windows XP Créditos de desenvolvimento deste material: Revisão: Prof. MSc. Wagner Siqueira Cavalcante Um Sistema Operacional

Leia mais

MATERIAIS DE APOIO ÀS SESSÕES PRÁTICAS

MATERIAIS DE APOIO ÀS SESSÕES PRÁTICAS MATERIAIS DE APOIO ÀS SESSÕES PRÁTICAS I. Simplesmente Funções Considera: a função f, de domínio IR \ 4, definida por 2 f x ; 4 x a função g, de domínio IR, definida por 1 3 3 2 g x x x 4x 5 6 2 1. Determina

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I APRESENTAÇÃO... 1 AMBIENTE DE TRABALHO... 2 A folha de cálculo... 2 O ambiente de trabalho do Excel... 3 Faixas de Opções do Excel... 4 - Guia

Leia mais

Os primeiros passos com a TI-Nspire

Os primeiros passos com a TI-Nspire Os primeiros passos com a TI-Nspire 1. Cria um novo documento: pressiona a tecla HOME, c, e selecciona 6:New Doc pressionando 6 ou quando o ícone estiver seleccionado. Se tiveres outro documento aberto,

Leia mais

O Excel é um software de Planilha Eletrônica integrante dos produtos do Microsoft Office.

O Excel é um software de Planilha Eletrônica integrante dos produtos do Microsoft Office. EXCEL O Excel é um software de Planilha Eletrônica integrante dos produtos do Microsoft Office. É composto das seguintes partes: Pasta de Trabalho um arquivo que reúne várias planilhas, gráficos, tabelas,

Leia mais

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word PowerPoint 2013 Sumário Introdução... 1 Iniciando o PowerPoint 2013... 2 Criando Nova Apresentação... 10 Inserindo Novo Slide... 13 Formatando Slides... 15 Inserindo Imagem e Clip-art... 16 Inserindo Formas...

Leia mais

7. Usar o último resultado: --> ans -->a*2+a*3 -->ans*2. 8. Ver as variáveis existentes: --> who -->who

7. Usar o último resultado: --> ans -->a*2+a*3 -->ans*2. 8. Ver as variáveis existentes: --> who -->who INTRODUÇÃO AO SCILAB 1. INFORMAÇÕES GERAIS Prof. Alexandre Ortiz Calvão. 02/10/05-18/10/05 ÍNDICE DOS ASSUNTOS 1. Informações iniciais. 2. Comandos iniciais. 2.1- Scilab como uma calculadora. 2.2- Algumas

Leia mais

Um Pequeno Manual. Adelmo Ribeiro de Jesus

Um Pequeno Manual. Adelmo Ribeiro de Jesus Um Pequeno Manual do Winplot Adelmo Ribeiro de Jesus O WINPLOT é um programa de domínio público, produzido por Richard Parris, da Phillips Exeter Academy, em New Hampshire. Recentemente traduzido para

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB I Semana de Educação Matemática: Discutindo o trabalho docente aliado às novas tendências educacionais 25 a 29 de maio de 2009 Minicurso: GEOGEBRA UM FORTE

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

PROJETO SALA DE AULA

PROJETO SALA DE AULA PROJETO SALA DE AULA 1. Identificação: Título: APRENDENDO FUNÇÕES BRINCANDO Série: 1º série do Ensino Fundamental Softwares Necessários: Cabri-Géomètre, Jogos de Funções e Graphmatica Tempo previsto: Seis

Leia mais

Manual do Usuário. Minha Biblioteca

Manual do Usuário. Minha Biblioteca Manual do Usuário Minha Biblioteca Sumário Acesso a Minha Biblioteca... 3 Tela Principal... 3 Para que serve o ícone Minha Biblioteca?... 3 O que você encontra no campo Pesquisar?... 4 Quando utilizar

Leia mais

Software Régua e Compasso

Software Régua e Compasso 1 COORDENAÇÃO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CPPG TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA 1ª Parte - Consulta Rápida Software Régua e Compasso A primeira

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

Lívia Braga Sydrião de Alencar. Bergson da Silva Matias. PET Civil

Lívia Braga Sydrião de Alencar. Bergson da Silva Matias. PET Civil MAPLE 13 Lívia Braga Sydrião de Alencar Bergson da Silva Matias PET Civil Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1. Histórico... 3 1.2. Interface... 3 1.3. Comandos Básicos... 7 1.3.1. Operações básicas... 7 1.4.

Leia mais

Plano de Aula. 1 - Como abrir o programa KmPlot

Plano de Aula. 1 - Como abrir o programa KmPlot Plano de Aula Aluno(a):PIBID MATEMÁTICA Escola: Escola Estadual de Ensino Médio Mestre Santa Bárbara Disciplina: Matemática Conteúdo: Função quadrática Assunto: Gráficos, coeficientes da função Público

Leia mais

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD EMENTA

Leia mais

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007 WORD 2007 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE TECNOLOGIA Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa

Leia mais

Apostila de PowerPoint 2013

Apostila de PowerPoint 2013 Iniciando o Power Point 2013...01 Nova apresentação baseada no modelo...01 Escolhendo o esquema de cores do fundo do slide manualmente...02 Modificando o layout do slide... 03 Inserindo textos no slide...

Leia mais

Microsoft Excel 2003

Microsoft Excel 2003 Associação Educacional Dom Bosco Faculdades de Engenharia de Resende Microsoft Excel 2003 Professores: Eduardo Arbex Mônica Mara Tathiana da Silva Resende 2010 INICIANDO O EXCEL Para abrir o programa Excel,

Leia mais

Introdução ao GeoGebra

Introdução ao GeoGebra Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG Introdução ao GeoGebra Prof. Dr. José Carlos de Souza Junior AGOSTO 2010 Sumário 1 Primeiros Passos com o GeoGebra 4 1.1 Conhecendo o Programa............................

Leia mais

Microsoft PowerPoint

Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint é utilizado para desenvolver apresentações. Os trabalhos desenvolvidos com este aplicativo normalmente são apresentados com o auxílio de um datashow. Apresentações

Leia mais

Microsoft Excel 2010

Microsoft Excel 2010 Microsoft Excel 2010 Feito por Gustavo Stor com base na apostila desenvolvida por Marcos Paulo Furlan para o capacitação promovido pelo PET. 1 2 O Excel é uma das melhores planilhas existentes no mercado.

Leia mais

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Excel 2000 Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Índice 1.0 Microsoft Excel 2000 3 1.1 Acessando o Excel 3 1.2 Como sair do Excel 3 1.3 Elementos da

Leia mais

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar WINDOWS XP Wagner de Oliveira ENTRANDO NO SISTEMA Quando um computador em que trabalham vários utilizadores é ligado, é necessário fazer login, mediante a escolha do nome de utilizador e a introdução da

Leia mais

O Microsoft Office é composto por diversos softwares, dentre eles o Word, o Excel, o Access e o Power Point.

O Microsoft Office é composto por diversos softwares, dentre eles o Word, o Excel, o Access e o Power Point. Editor de Texto Microsoft Word 1. Microsoft Office O Microsoft Office é composto por diversos softwares, dentre eles o Word, o Excel, o Access e o Power Point. O Word é um editor de texto com recursos

Leia mais

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica Em certa época, a planilha era um pedaço de papel que os contadores e planejadores de empresas utilizavam para colocar

Leia mais

Microsoft Office Excel 2007

Microsoft Office Excel 2007 1 Microsoft Office Excel 2007 O Excel é um programa dedicado a criação de planilhas de cálculos, além de fornecer gráficos, função de banco de dados e outros. 1. Layout do Excel 2007 O Microsoft Excel

Leia mais

BrOffice.org - Impress

BrOffice.org - Impress BrOffice.org Impress 1 BrOffice.org - Impress Programa de apresentação, utilizado para criação e manipulação de slides. Os slides criados para uma eletrônica podem conter texto, gráficos, objetos, formas,

Leia mais

EXCEL: VISÃO GERAL 4

EXCEL: VISÃO GERAL 4 EXCEL: VISÃO GERAL 4 Conhecendo o Excel 4 Conhecendo a área de trabalho 5 Entrada na barra de Fórmulas 6 Iniciando o programa 6 Abrindo uma pasta de planilhas 6 Inserindo dados 6 Apagando o conteúdo de

Leia mais

Manual da AGENDA GRACES 2011

Manual da AGENDA GRACES 2011 1 Agenda Graces Manual da AGENDA GRACES 2011 O Sistema Agenda Graces integrada ao Sistema Graces e Agenda Graces Grátis foi desenvolvido pela empresa Quorum Informática. Este Manual tem por objetivo atender

Leia mais

Microsoft Word INTRODUÇÃO

Microsoft Word INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Word é uma ferramenta utilizada para o processamento e editoração eletrônica de textos. O processamento de textos consiste na possibilidade de executar e criar efeitos sobre um texto qualquer,

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DO PROTEUS

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DO PROTEUS 1 Para iniciar a edição de um esquema elétrico para posterior simulação, busque no menu Iniciar do Windows, a opção Todos os Programas. Localize a pasta onde foi instalado o Proteus e selecione o programa

Leia mais

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho.

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho. Conceitos básicos e modos de utilização das ferramentas, aplicativos e procedimentos do Sistema Operacional Windows XP; Classificação de softwares; Principais operações no Windows Explorer: criação e organização

Leia mais

Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta aulas práticas sobre RETAS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.1d. 2006 RETAS CAD

Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta aulas práticas sobre RETAS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.1d. 2006 RETAS CAD 1 1. INTRODUÇÃO. RETAS CAD Iniciaremos o estudo das retas construindo no CAD alguns exercícios já construídos na aula teórica utilizando a régua e o compasso. Entretanto, o nosso compasso aqui será o comando

Leia mais

Microsoft Excel Profª. Leticia Lopes Leite. Excel. Profª Leticia Lopes Leite

Microsoft Excel Profª. Leticia Lopes Leite. Excel. Profª Leticia Lopes Leite Microsoft Excel Profª. Leticia Lopes Leite Excel Profª Leticia Lopes Leite 1 Indice 1 Indice 2 2 Introdução 4 2.1 Área de Trabalho 4 2.2 Barra de Ferramentas 5 2.2.1 Ferramenta Pincel 5 2.2.2 Classificar

Leia mais

Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos.

Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos. Fórmulas e Funções Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos. Operadores matemáticos O Excel usa algumas convenções

Leia mais

A Estação da Evolução

A Estação da Evolução Microsoft Excel 2010, o que é isto? Micorsoft Excel é um programa do tipo planilha eletrônica. As planilhas eletrônicas são utilizadas pelas empresas pra a construção e controle onde a função principal

Leia mais

Basicão de Estatística no EXCEL

Basicão de Estatística no EXCEL Basicão de Estatística no EXCEL Bertolo, Luiz A. Agosto 2008 2 I. Introdução II. Ferramentas III. Planilha de dados 3.1 Introdução 3.2 Formatação de células 3.3 Inserir ou excluir linhas e colunas 3.4

Leia mais

Autodesk AutoCAD Civil 3D 2014 Metric

Autodesk AutoCAD Civil 3D 2014 Metric Primeiros Passos com o AutoCad AutoCAD é um software do tipo CAD (Computer Aided Design) ou desenho auxiliado por computador - criado e comercializado pela Autodesk Inc desde 1982. É utilizado em diversa

Leia mais

Microsoft Power Point 2007

Microsoft Power Point 2007 Microsoft Power Point 2007 Sumário Layout e Design 4 Formatação de Textos 8 Salvando um arquivo do PowerPoint 15 Plano de Fundo 16 Marcadores 18 Réguas e grade 19 Tabelas 20 Gráficos 21 Imagens 22 Smart

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8 NAPNE / RENAPI Google SketchUp 8 Agosto de 2011 Sumário 1 Introdução... 4 2 Requisitos básicos... 4 3 Itens... 4 3.1 Assista os tutoriais em vídeo... 5 3.2 Leia dicas e truques... 6 3.3 Visite a Central

Leia mais

Apostila de CmapTools 3.4

Apostila de CmapTools 3.4 Apostila de CmapTools 3.4 Índice Definição do software... 3 Criando um novo mapa... 3 Adicionando um conceito... 3 Alterando a formatação das caixas (Barra de Ferramentas Estilos Paleta Styles)... 7 Guia

Leia mais

BrOffice.org Impress 2.0. Apresentador de Slides

BrOffice.org Impress 2.0. Apresentador de Slides BrOffice.org Impress 2.0 Apresentador de Slides SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. FORMAS DAS APRESEÇÕES...4 2.1. Apresentação Vazia...4 2.2. A partir do modelo...6 3. MENUS:...7 3.1. Arquivo...7 3.2.Editar...8

Leia mais

Manual Tabulæ Colaborativo

Manual Tabulæ Colaborativo Manual Tabulæ Colaborativo Estabelecendo Sessões Colaborativas em Rede Thiago Maciel de Oliveira Ulisses Dias Versão 1.0 Página 2 Manual do Tabulæ Colaborativo Sumário Uma visão geral... 5 Capítulo 1 Instalando

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

Aspectos Avançados. Conteúdo

Aspectos Avançados. Conteúdo Aspectos Avançados Conteúdo Vendo o que existe em seu computador Ambiente de Rede Lixeira Organizando arquivos e pastas Usando o Windows de maneira eficaz Trabalhando com documentos 34 Vendo o que existe

Leia mais

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO SUMÁRIO 01 - INTRODUÇÃO 02 - INICIANDO O WORD 03 - INSERIR TEXTO 04 - SALVAR UM DOCUMENTO 05 - FECHAR UM DOCUMENTO 06 - INICIAR UM NOVO DOCUMENTO 07 - ABRIR UM DOCUMENTO 08 - SELECIONAR TEXTO 09 - RECORTAR,

Leia mais

ODG Auto Acessórios Ltda www.odginstruments.com.br Versão 2.0 FEVEREIRO 2009

ODG Auto Acessórios Ltda www.odginstruments.com.br Versão 2.0 FEVEREIRO 2009 ODG Auto Acessórios Ltda www.odginstruments.com.br Versão 2.0 FEVEREIRO 2009 1 INDICE 1. Instalação do Software...3 2. Tela Inicial...3 3. Criando arquivo de configurações (Alt + C + C)...4 3.1 Sensores

Leia mais

APOSTILA V DAC. Ferramentas Importantes

APOSTILA V DAC. Ferramentas Importantes APOSTILA V DAC Ferramentas Importantes FERRAMENTAS IMPORTANTES PARA A EXECUÇÃO DE UM DESENHO A importância do ZOOM A sintaxe do comando ZOOM permite selecionar um dos diferentes tipos de zoom, conforme

Leia mais

SOFTWARE JCLIC. Para abrir o JCLIC - clique em Aplicativos JCLIC AUTHOR

SOFTWARE JCLIC. Para abrir o JCLIC - clique em Aplicativos JCLIC AUTHOR SOFTWARE JCLIC Para abrir o JCLIC - clique em Aplicativos JCLIC AUTHOR 1- Para iniciar o projeto clique em ficheiro novo projeto digite o nome do projeto OK Preencha as opções: Descrição (clique no + e

Leia mais

1. EXCEL 7 1.1. PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.2. CARREGAMENTO DO EXCEL 7

1. EXCEL 7 1.1. PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.2. CARREGAMENTO DO EXCEL 7 1. EXCEL 1.1. PLANILHAS ELETRÔNICAS As planilhas eletrônicas ficarão na história da computação como um dos maiores propulsores da microinformática. Elas são, por si sós, praticamente a causa da explosão

Leia mais

Probabilidade e Estatística I Antonio Roque Aula 8. Introdução ao Excel

Probabilidade e Estatística I Antonio Roque Aula 8. Introdução ao Excel Introdução ao Excel Esta introdução visa apresentar apenas os elementos básicos do Microsoft Excel para que você possa refazer os exemplos dados em aula e fazer os projetos computacionais solicitados ao

Leia mais

INTRODUÇÃO. Não é exagero afirmar que é o sistema operacional o programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona.

INTRODUÇÃO. Não é exagero afirmar que é o sistema operacional o programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona. INTRODUÇÃO O Microsoft Windows XP é um sistema operacional de interface gráfica multifunções, isso significa que podemos trabalhar com vários programas de forma simultânea. Por ex: poderíamos escutar um

Leia mais

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1.

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. 1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. Partes da tela do Excel... Barra de fórmulas... Barra de status...

Leia mais

Apresentando o Sistema GeoOffice GPS Profissional

Apresentando o Sistema GeoOffice GPS Profissional Apresentando o Sistema GeoOffice GPS Profissional O Sistema GeoOfficeGPS é uma ferramenta de automação desenvolvida pela Solution Softwares LTDA-ME para auxiliar no armazenamento e manipulação de dados

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME Apresentação Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE POWER POINT 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha.

Leia mais

Licenciamento de Uso

Licenciamento de Uso Licenciamento de Uso Este documento é propriedade intelectual 2002 do Centro de Computação da Unicamp e distribuído sob os seguintes termos: 1. As apostilas publicadas pelo Centro de Computação da Unicamp

Leia mais

Microsoft Word 97 Básico

Microsoft Word 97 Básico Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região Microsoft Word 97 Básico DIMI - Divisão de Microinformática e Redes Índice: I. Executando o Word... 4 II. A tela do Word 97... 6 III. Digitando

Leia mais

Uruaçu - 2009. Professoras Formadoras do NTE Uruaçu

Uruaçu - 2009. Professoras Formadoras do NTE Uruaçu Professoras Formadoras do NTE Uruaçu Uruaçu - 2009 Núcleo de Tecnologia Educacional de Uruaçu Rua Maranhão Quadra 02 Lote 01 Bairro JK Uruaçu Goiás Telefone: (62)3357-4237 - Fax : 3357-4217 E-mail nteuruacu@hotmail.com

Leia mais

Ajustando a largura das colunas no Calc

Ajustando a largura das colunas no Calc 1 de 7 02-08-2012 10:22 Dicas Abaixo, uma relação de dicas para o BrOffice.org. Ajustando a largura das colunas no Calc Autor: Luiz Armando Mendes de Figueiredo Dê um duplo clique na linha que separa as

Leia mais

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados.

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Windows Menu Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Minimizar Fechar Maximizar/restaurar Uma janela é composta de vários elementos

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE

MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE P-touch P700 O conteúdo deste manual e as especificações deste produto estão sujeitos a alterações sem prévio aviso. A Brother reserva-se o direito de fazer alterações sem

Leia mais

CalcForce. Guia do Usuário. Versão 1.0. Revisão 0

CalcForce. Guia do Usuário. Versão 1.0. Revisão 0 CalcForce Guia do Usuário Versão 1.0 Revisão 0 Copyright 2012 Datatific. Todos os direitos reservados. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. Índice analítico

Leia mais

2. ENTRADA DE DADOS 2.1. TEXTOS

2. ENTRADA DE DADOS 2.1. TEXTOS 2. ENTRADA DE DADOS Os dados digitados em uma célula são divididos em duas categorias principais: constantes ou fórmulas. Um valor constante é um dado digitado diretamente na célula e que não é alterado.

Leia mais

Capítulo 1 Introdução ao Produto

Capítulo 1 Introdução ao Produto Capítulo 1 Introdução ao Produto O IQBoard Software V4.8 é uma ferramenta profissional interativa multimídia para ensino e demonstração, desenvolvida para lousas interativas ou lousas virtuais. É também

Leia mais

Janelas e seus elementos

Janelas e seus elementos Janelas e seus elementos As janelas são quadros que são exibidos na tela do monitor. Todos os aplicativos estudados nesse curso serão exibidos dentro de janelas. Nelas você poderá abrir, salvar e fechar

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AUTOCAD

INTRODUÇÃO AO AUTOCAD INTRODUÇÃO AO AUTOCAD O AUTOCAD é um software que se desenvolveu ao longo dos últimos 30 anos. No início o programa rodava no sistema D.O.S., o que dificultava um pouco seu uso. Com o surgimento do sistema

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL SBC

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL SBC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL SBC SUMÁRIO 1 - Tela de Login...03 2 - Caixa de Entrada...04 3 - Escrever Mensagem...06 4 - Preferências...07 4.1 - Configurações Gerais...07 4.2 - Trocar Senha...07 4.3

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1 Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1 1 1. WINDOWS... 3 1.1 - Como funciona o Windows?... 3 1.2 - Botão Iniciar... 3 1.3 - Comutando entre tarefas abertas... 4 1.4 - O que é uma Janela?...

Leia mais

Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010

Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010 Utilitário de Ajuda do Software Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010 Introdução ao Software O software do registrador de dados é um programa que coleta dados do registrador

Leia mais

Apostila de Windows Movie Maker

Apostila de Windows Movie Maker Apostila de Windows Movie Maker Autor: João Paulo da Silva Apostila de Windows Movie Maker Autor: João Paulo da Silva 2 Índice Introdução ao Windows Movie Maker...03 O que é o Windows Movie Maker?...03

Leia mais

Apostila Microsoft Word 2000

Apostila Microsoft Word 2000 Apostila Microsoft Word 2000 SUMÁRIO I. INTRODUÇÃO II. INSERIR TEXTO III. SALVAR UM DOCUMENTO IV. FECHAR UM DOCUMENTO V. INICIAR UM NOVO DOCUMENTO VI. ABRIR UM DOCUMENTO VII. SELECIONAR TEXTO VIII. RECORTAR,

Leia mais

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DA BAHIA

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DA BAHIA CALC para Windows OpenOffice.org 3.0: Manual do usuário A sua Planilha de Cálculos SUMÁRIO Introdução...3 Apresentando o OpenOffice.org Calc 3.0...4 Iniciando o Calc 3.0...4 Componentes Básicos da janela

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

Índice ÍNDICE... 1 INTRODUÇÃO... 2 HISTÓRICO DO WINPLOT... 2 INSTALAÇÃO... 2 ATALHO... 2 UTILIZAÇÃO DO WINPLOT... 4 GRÁFICOS DE FUNÇÕES...

Índice ÍNDICE... 1 INTRODUÇÃO... 2 HISTÓRICO DO WINPLOT... 2 INSTALAÇÃO... 2 ATALHO... 2 UTILIZAÇÃO DO WINPLOT... 4 GRÁFICOS DE FUNÇÕES... Índice ÍNDICE... 1 INTRODUÇÃO... 2 HISTÓRICO DO WINPLOT... 2 INSTALAÇÃO... 2 ATALHO... 2 UTILIZAÇÃO DO WINPLOT... 4 GRÁFICOS DE FUNÇÕES... 4 A)FUNÇÃO EXPLÍCITA... 4 A janela de inventário... 5 Opções de

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Aula Au 3 la 7 Windows-Internet

Aula Au 3 la 7 Windows-Internet Aula 37 Aula Ferramenta de Captura 2 Você pode usar a Ferramenta de Captura para obter um recorte de qualquer objeto na tela e, em seguida, anotar, salvar ou compartilhar a imagem. 3 Vamos fazer o seguinte:

Leia mais