!" # ) ) * +,-+ #.! 0..1(

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "!" # ) ) * +,-+ #.! 0..1("

Transcrição

1 !" # $%&'( ) ) * +,-+ #. #.! / 0..1(

2 ):+;<' 7

3 Direito da Energia e Ambiental Constitucional O Direito da Energia e o Direito Ambiental estão intimamente relacionado com o Direito Constitucional, sendo por eles influenciado, pois a Constituição estabelece os princípios básicos da organização social e estatal, enquanto o Direito da Energia e o Ambiental deverão levar em suas regras aqueles princípios. Mais do que isto, a nossa Constituição positivou princípios e regras de conteúdo de Direito da Energia e Direito Ambiental, em especial sobre as políticas e serviços públicos, dando-lhes hierarquia constitucional.

4 Hermenêutica Constitucional do Direito da Energia e Ambiental A interpretação dos institutos do Direito da Energia e do Ambiental passam por uma nova leitura de nossa ordem constitucional, onde no epicentro encontra-se a dignidade da pessoa humana como elemento direcionador do interesse público a ser perseguido pela Administração. Para tanto noção fundamental é a do ESTADO DE DIREITO DEMOCRÁTICO Garantidor de todos os direito fundamentais, a saber: Estatutos da Liberdade, da Igualdade e da Fraternidade : 1ª, 2ª e 3ª gerações / dimensões (4ª?)

5 Princípios Concretizadores do Estado de Direito Democrático: Soberania -Nacional limitada -Ênfase Regional, Comunitária Democrático -Mecanismos representativos, diretos e (particip)ativos Separação dos Poderes -Sentido negativo e positivo (cooperação e responsabilidade entre os Poderes) -Ênfase no Judiciário Legalidade -Autonomia da vontade privada -Subordinação do Estado a lei estrita -Legalidade = Direto (Sistema) Igualdade -Formal: Isonomia perante a lei -Material: Intervenção do Estado na ordem econômica e social Segurança Jurídica - Irretroatividade - Proteção Jurisdicional - Devido Processo Legal Formal - Devido Processo Legal Material: Proteção da Confiança Boa-fé Objetiva Razoabilidade Proporcionalidade

6 HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL: efetividade das normas constitucionais. Interpretação das normas constitucionais: Interpretação a partir da constituição: Unidade da Constituição Máxima efetividade dos Direitos Fundamentais Cedência recíproca Eficiência da Constituição (força normativa) Efeito integrador Conformidade funcional e Reserva do possível Dignidade da Pessoa Humana Supremacia da Constituição Presunção de Constitucionalidade Interpretação conforme a constituição Razoabilidade e CONCORDÂNCIA PRÁTICA Proporcionalidade

7 DIFERENCIAÇÃO ENTRE PRINCÍPIO E REGRA Princípios diferenciam-se das demais normas jurídicas que podemos chamar de regras jurídicas por vários critérios, dentre outros destacamos: Princípios implicam uma relação de peso, ponderação ou balanceamento. Regras implicam uma relação de tudo ou nada. Ver : DWORKIN, Ronald. Taking Rights Seriously. Cambridge, Harvard University Press, 1977, pp e ALEXY, Robert. Teoria de los Derechos Fundamentales. Madri, Centro de Estudios Constitucionales, 1993, pp CANOTILHO, J. J. Gomes. Direito Constitucional. Coimbra: Almedina,1993,pp GRAU, Eros Roberto. A Ordem Econômica na Constituição de 1988: interpretação e crítica. SP, RT, 1991, pp

8 1ª Diretriz da Agenda 21 Os seres humanos são o centro das preocupações para o desenvolvimento,, enquanto titulares do direito a uma vida saudável e produtiva em harmonia com a natureza.

9 2ª Diretriz da Agenda 21 Os Estados possuem o direito soberano de explorar os seus recursos próprios prios de acordo com suas próprias prias políticas de ambiente e desenvolvimento, e a responsabilidade de assegurar que as atividades exercidas em sua jurisdição não prejudiquem áreas jurisdicionadas por outros Estados.

10 3ª Diretriz da Agenda 21 O Direito ao desenvolvimento sustentável deverá ser exercido de forma a atender equitativamente às necessidades, ambientais e de desenvolvimento,, das gerações presentes e futuras.

11 4ª Diretriz da Agenda 21 Para se efetivar o Direito ao desenvolvimento sustentável vel,, a proteção do ambiente deverá constituir parte integrante do processo de desenvolvimento e não pode ser considerada separadamente.

12 5ª Diretriz da Agenda 21 Todos os Estados e todos os povos deverão cooperar na tarefa fundamental de erradicação da pobreza como condição indispensável ao desenvolvimento sustentável vel,, de forma a reduzir as disparidades nos níveis de vida e melhor satisfazer as necessidades da maioria dos povos.

13 6ª Diretriz da Agenda 21 Deverá ser dada especial prioridade às necessidades específicas dos países em desenvolvimento, especialmente dos menos desenvolvidos e dos mais vulneráveis veis em termos ambientais,, sem prejuízo que as ações a internacionais no domínio do ambiente e desenvolvimento, também m dêem respostas aos interesses e necessidades de todos os países.

14 7ª Diretriz da Agenda 21 Os Estados deverão cooperar num espírito de parceria global para conservar, proteger e recuperar a integridade do ecossistema da Terra. Tendo em conta as diferentes contribuições para a degradação ambiental global, os Estados têm responsabilidades comuns, mas diferenciadas.

15 COLISÃO DE DIREITOS

16 EXEMPLO DA HIDRELÉTRICA DE BARRA GRANDE/SC EIA REALIZADO EM 1998 CONCESSÃO REALIZADA EM 2001 INVENTÁRIO FLORESTAL REALIZADO EM 2003 CONSTATAÇÃO EM 2004 DA INSUFICIÊNCIA DO EIA MAIOR HIDRELÉTRICA PARA ENTRAR EM OPERAÇÃO EM 2005 CAPACIDADE DE GERAÇÃO INDISPENSÁVEL PARA EVITAR CRISE EM 2007/2008

17 EXEMPLO DA HIDRELÉTRICA DE BARRA GRANDE/SC ALTERNATIVAS NÃO ATRASAR CRONOGRAMA E NÃO TER A DEVIDA COMPENSAÇÃO NÃO TER A HIDRELÉTRICA PARA EVITAR O DANO REDUZIR A HIDRELÉTRICA PARA DIMINUIR O DANO ATRASAR O CRONOGRAMA, MANTENDO A HIDRELÉTRICA E AMPLIANDO AS COMPESAÇÕES

18 EXEMPLO DE PONDERAÇÃO PROPORCIONALIDADE Adequação Necessidade Proporcionalidade em sentido estrito

19 Representação gráfica das esferas de amplitude jurídica dos bens da vida ou dos direitos Meio Ambiente Geração de Energia

20 NÃO ATRASAR CRONOGRAMA Meio Ambiente Geração de Energia DESFAZER A HIDRELÉTRICA TRICA,, EVITANDO O DANO

21 ATRASAR O CRONOGRAMA, MANTENDO A HIDRELÉTRICA E AMPLIANDO AS COMPESAÇÕES Meio Ambiente Geração de Energia REDUZIR A HIDRELÉTRICA PARA DIMINUIR O DANO

22 EXEMPLO DA HIDRELÉTRICA DE BARRA GRANDE/SC RESULTADOS Termo ampliando Compensações Ambientais Maior % de Compensação Ambiental do Brasil Avaliação Ambiental Integrada Banco de Germoplasma Autorização para Supressão da Vegetação Viabilização para Concessão da LO Geração da Energia Elétrica Necessária

23 Para enfrentarmos esses desafios: Capacitação do cidadão, em especial, do agente público; Políticas públicas fundadas nas diretrizes exemplificadas; Utilização da hermenêutica material, fundada na ponderação para buscar a harmonização da colisão dos direitos.

---------------------------------------------------------------------------------------------- O ESTADO DE DIREITO DEMOCRÁTICO E OS ADVOGADOS

---------------------------------------------------------------------------------------------- O ESTADO DE DIREITO DEMOCRÁTICO E OS ADVOGADOS ORDEM DOS ADVOGADOS DELEGAÇÃO DE BARCELOS DIA DO ADVOGADO 19 DE MAIO DE 2010 ---------------------------------------------------------------------------------------------- O ESTADO DE DIREITO DEMOCRÁTICO

Leia mais

AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Além de integrar a missão e visão da FACISC, o Desenvolvimento Sustentável passa agora a ser uma de nossas Diretrizes de atuação. Desta forma, propondo a ampliação

Leia mais

O DIREITO TRIBUTÁRIO... E A SEGURANÇA JURÍDICA

O DIREITO TRIBUTÁRIO... E A SEGURANÇA JURÍDICA O DIREITO TRIBUTÁRIO... E A SEGURANÇA JURÍDICA I- O ESTADO, O ESTADO DE DIREITO E O ESTADO DE DIREITO DEMOCRÁTICO II- SITUAÇÃO DO BRASIL QUANTO À SEGURANÇA E À SEGURANÇA JURIDÍCA III- O PORQUÊ DA INSEGURANÇA

Leia mais

A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais. Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015

A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais. Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015 A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015 Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) Em 2000, durante a Cúpula do Milênio, líderes

Leia mais

CAPPELLETTI, Mauro; GARTH, Bryant. Acesso à Justiça. Porto Alegre: Sergio Fabris editor

CAPPELLETTI, Mauro; GARTH, Bryant. Acesso à Justiça. Porto Alegre: Sergio Fabris editor Profº Drº Luis Rodolfo A. de Souza Dantas DIREITOS INDIVIDUAIS MATERIAIS Ementa: Por meio da disciplina Direitos Individuais Materiais pretende-se analisar o conteúdo material dos direito individuais previstos

Leia mais

Aspectos Jurídicos do Licenciamento Ambiental

Aspectos Jurídicos do Licenciamento Ambiental ABINEETEC 2007 26 de abril Palácio das Convenções do Anhembi Aspectos Jurídicos do Licenciamento Ambiental Antonio Fernando Pinheiro Pedro Pinheiro Pedro Advogados Direito ao Desenvolvimento Sustentável

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS REDE JURIS DIREITO CONSTITUCIONAL PROF. BRUNO PONTES PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (arts. 1º ao 4º) TÍTULO II DOS DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS (arts. 5º ao 17) Capítulo

Leia mais

TEORIA GERAL DO ESTADO ELEMENTOS DO ESTADO. Prof. Thiago Gomes. Teoria Geral do Estado 1. CONTEXTUALIZAÇÃO. O que é necessário para formar um Estado?

TEORIA GERAL DO ESTADO ELEMENTOS DO ESTADO. Prof. Thiago Gomes. Teoria Geral do Estado 1. CONTEXTUALIZAÇÃO. O que é necessário para formar um Estado? TEORIA GERAL DO ESTADO Prof. Thiago Gomes 1. CONTEXTUALIZAÇÃO O que é necessário para formar um Estado? 1 1. A IDEIA DE ESTADO Primeira definição apresentada Estado é uma forma específica de sociedade

Leia mais

ALTERNATIVAS PENAIS E REDE SOCIAL

ALTERNATIVAS PENAIS E REDE SOCIAL ALTERNATIVAS PENAIS E REDE SOCIAL Márcia de Alencar 1 Desde 1984, o direito penal brasileiro possibilita que o Estado ofereça uma resposta penal diferenciada aos infratores de baixo e médio potencial ofensivo,

Leia mais

Ponto 05 HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL. 1. Introdução: Hermenêutica e interpretação são termos distintos.

Ponto 05 HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL. 1. Introdução: Hermenêutica e interpretação são termos distintos. DIREITO CONSTITUCIONAL I PROFESSOR: Ms. JOSÉ ROBERTO SANCHES UniSalesiano Ponto 05 HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL 1. Introdução: Hermenêutica e interpretação são termos distintos. A interpretação busca revelar

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Direitos e Garantias Fundamentais na Constituição Federal de 1988 Gabriele Foerster * A Constituição Federal de 1988, em virtude de diversos acontecimentos históricos, sejam locais

Leia mais

1Por que o Sistema CNDL está promovendo uma reestruturação no seu modelo de governança?

1Por que o Sistema CNDL está promovendo uma reestruturação no seu modelo de governança? 1Por que o Sistema CNDL está promovendo uma reestruturação no seu modelo de governança? Porque o Sistema CNDL possui uma grande rede de representação do segmento varejista, com limitações que prejudicam

Leia mais

11. Ciclo de Gestão do Governo Federal

11. Ciclo de Gestão do Governo Federal Marco Legal: Constituição de 1988 11. Ciclo de Gestão do Governo Federal Instrumentos: Planejamento Orçamento Finanças Controle LDO PPA LOA Elementos Normativos: Plano Plurianual - PPA, Lei de Diretrizes

Leia mais

Os Direitos Humanos correspondem à somatória de valores, de atos e de normas que possibilitam a todos uma vida digna.

Os Direitos Humanos correspondem à somatória de valores, de atos e de normas que possibilitam a todos uma vida digna. MATERIAL DE AULA I) Ementa da aula e breve resumo 1. Conceito de. Os correspondem à somatória de valores, de atos e de normas que possibilitam a todos uma vida digna. 2. Breve Evolução dos. Existem três

Leia mais

A Constituição e a jurisprudência do setor elétrico

A Constituição e a jurisprudência do setor elétrico A Constituição e a jurisprudência do setor elétrico Luís s Henrique Martins dos Anjos Procurador-Geral da União Mestre em Direito Público P - UFRGS Hermenêutica Constitucional A interpretação dos institutos

Leia mais

Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948)

Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948) Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948) PREÂMBULO Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e dos seus direitos iguais e inalienáveis constitui

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 273/XII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 273/XII. Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 273/XII Exposição de Motivos 1. A Lei de Organização da Investigação Criminal, aprovada pela Lei n.º 49/2008, de 27 de agosto, alterada pela Lei n.º 34/2013, de 16 de maio, estabelece

Leia mais

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72. Política de Responsabilidade Social

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72. Política de Responsabilidade Social Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72 Política de Responsabilidade Social Dezembro de 2011 1 PREÂMBULO O IPSPMP-PIRAPREV, sendo uma

Leia mais

IUS RESUMOS. Direitos Políticos. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Direitos Políticos. Organizado por: Samille Lima Alves Direitos Políticos Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. DIREITOS POLÍTICOS... 3 1. Caracterizando os Direitos Políticos... 3 1.1 Conceito de Direitos Políticos... 3 1.2 Direitos políticos, nacionalidade

Leia mais

Programa da disciplina de Direitos Fundamentais. Ano lectivo de 2011/2012

Programa da disciplina de Direitos Fundamentais. Ano lectivo de 2011/2012 Programa da disciplina de Direitos Fundamentais Ano lectivo de 2011/2012 Regente: Jorge Reis Novais 1- Apresentação da disciplina: programa, bibliografia, aulas e método de avaliação. O objectivo da disciplina:

Leia mais

Direito Constitucional. TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º

Direito Constitucional. TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º Direito Constitucional TÍTULO I - Dos Princípios Fundamentais art. 1º ao 4º Constituição A constituição determina a organização e funcionamento do Estado, estabelecendo sua estrutura, a organização de

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Autonomia e controle no setor público Controlar é qualquer ação tomada pela administração pública com o objetivo de atingir metas preestabelecidas. A administração

Leia mais

MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS. As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo das Américas nos comprometemos a:

MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS. As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo das Américas nos comprometemos a: SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS OEA/Ser.E 14 a 15 de abril de 2012 CA-VI/doc.6/12 Rev.2 Cartagena das Índias, Colômbia 23 maio 2012 Original: espanhol MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS As Chefes

Leia mais

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações LEI Nº 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

Noções de Estado. Organização da Federação e Poderes do Estado

Noções de Estado. Organização da Federação e Poderes do Estado Noções de Estado Noções de Estado Organização da Federação e Poderes do Estado Estado É a sociedade política e juridicamente organizada, dotada de soberania, dentro de um território, sob um governo, para

Leia mais

Processo de planejamento participativo do Plano Diretor Aspectos metodológicos

Processo de planejamento participativo do Plano Diretor Aspectos metodológicos Processo de planejamento participativo do Plano Diretor Aspectos metodológicos Não existe no Estatuto das Cidades uma discrição minuciosa de um procedimento a ser seguido para elaboração dos Planos Diretores,

Leia mais

CAPÍTULO III DO FINANCIAMENTO

CAPÍTULO III DO FINANCIAMENTO PROJETO DE LEI Institui o Plano Estadual de Cultura da Bahia e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO

Leia mais

AULA 03 TEORIA DA CONSTITUIÇÃO

AULA 03 TEORIA DA CONSTITUIÇÃO 1 AULA 03 TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Movimento teórico de revalorização do direito constitucional, de uma nova abordagem do papel da constituição no sistema jurídico 2 Surgiu a partir da segunda metade do

Leia mais

Programa da disciplina de Direitos Fundamentais Ano letivo de 2014/15

Programa da disciplina de Direitos Fundamentais Ano letivo de 2014/15 Programa da disciplina de Direitos Fundamentais Ano letivo de 2014/15 Regente: Jorge Reis Novais Colaboradores: Prof. Doutor Domingos Soares Farinho Mestre Tiago Fidalgo de Freitas Mestre Tiago Antunes

Leia mais

Programa de Consolidação da Aprendizagem - Encontro 05 - Prof. Renato Fenili

Programa de Consolidação da Aprendizagem - Encontro 05 - Prof. Renato Fenili Programa de Consolidação da Aprendizagem - Encontro 05 - Prof. Renato Fenili I. CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA I. CONCEITOS DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A Administração (Pública) é o aparelhamento do Estado

Leia mais

Programa de monitorização do respeito pelos Direitos Humanos no Grupo EDP Quadro Ruggie

Programa de monitorização do respeito pelos Direitos Humanos no Grupo EDP Quadro Ruggie Programa de monitorização do respeito pelos Direitos Humanos no Grupo EDP Quadro Ruggie Guia de monitorização de impactos Nº Direitos Humanos Guia de monitorização de impactos Aplicá vel à EDP Temas incluídos

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Barbara Rosa Direito Constitucional Princípios Fonte: elfactorhumanoburgos.com Direito Constitucional Princípios PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS - Elementos basilares da Constituição. - Eles nos auxiliam a entender

Leia mais

DA INTERVENÇÃO FEDERAL (ARTS. 34 A 36) (vários autores) Disciplina: Direito Constitucional II

DA INTERVENÇÃO FEDERAL (ARTS. 34 A 36) (vários autores) Disciplina: Direito Constitucional II DA INTERVENÇÃO FEDERAL (ARTS. 34 A 36) (vários autores) Disciplina: Direito Constitucional II Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com www.rivero.pro.br O Estado Federal fundamenta-se no

Leia mais

GT 5. MOVIMENTOS SOCIAIS E DEMOCRACIA O DIREITO À INFORMAÇÃO AMBIENTAL COMO INSTRUMENTO PARA A EFETIVAÇÃO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA

GT 5. MOVIMENTOS SOCIAIS E DEMOCRACIA O DIREITO À INFORMAÇÃO AMBIENTAL COMO INSTRUMENTO PARA A EFETIVAÇÃO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA GT 5. MOVIMENTOS SOCIAIS E DEMOCRACIA O DIREITO À INFORMAÇÃO AMBIENTAL COMO INSTRUMENTO PARA A EFETIVAÇÃO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA ROSA, Rosana Gomes da 1 ; THIEL, Jonas Vollrath 2 1. INTRODUÇÃO O presente

Leia mais

Geodiversidade e sustentabilidade: um desafio para o século XXI

Geodiversidade e sustentabilidade: um desafio para o século XXI Geodiversidade e sustentabilidade: um desafio para o século XXI José Brilha jbrilha@dct.uminho.pt Seminário Nacional Eco-Escolas 2017 Ilhavo Fonte: Internet 6 000 000 000 População mundial em 1999 7 000

Leia mais

Características dos direitos fundamentais

Características dos direitos fundamentais Características dos direitos fundamentais Cinthia Gomes Dias 1 INTRODUÇÃO A doutrina ao demonstrar a sucessão geracional dos direitos humanos o fez com o propósito didático de trazer a historicidade e

Leia mais

Regulatory Compliance What is required to be done?

Regulatory Compliance What is required to be done? Regulatory Compliance What is required to be done? Setembro de 2016 Regulatory Compliance What is required to be done? According to the Environment Agency Setembro de 2016 Sumário 1. Papel da União 2.

Leia mais

A Política de Assistência Social Um novo desenho.

A Política de Assistência Social Um novo desenho. A Política de Assistência Social Um novo desenho. Profª. Eline Alcoforado Maranhão Sá Profª. Maria Aparecida Guimarães Skorupski Profª Regina Coeli Climaco Matos A Assistência Social como política de proteção

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO: 1ª avaliação (30 pontos); 2ª avaliação (30 pontos); 3ª avaliação (40 pontos).

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO: 1ª avaliação (30 pontos); 2ª avaliação (30 pontos); 3ª avaliação (40 pontos). Facu Disciplina: Teoria da Constituição Curso: Direito Carga Horária: 60 Departamento: Direito Público Área: Direito Público PLANO DE ENSINO EMENTA: A disciplina Teoria da Constituição ; constitucionalismo;

Leia mais

Princípios Regentes da Tributação. Princípios da Teoria Econômica e da Jurídica

Princípios Regentes da Tributação. Princípios da Teoria Econômica e da Jurídica Princípios Regentes da Tributação Princípios da Teoria Econômica e da Jurídica Princípios da tributação Princípios da Teoria Econômica Teoria Econômica 1) Da Simplicidade 2) Da Neutralidade 3) Da Progressividade

Leia mais

Comarca de Goiânia 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual

Comarca de Goiânia 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual ª Vara da Fazenda Pública Estadual Protocolo n. 20504475377 DECISÃO Trata-se o caso vertente de ação de reintegração de posse aforada pelo ESTADO DE GOIÁS em face dos ATUAIS OCUPANTES DE ESCOLAS PÚBLICAS

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL, ÉTICA E CIDADANIA

RESPONSABILIDADE SOCIAL, ÉTICA E CIDADANIA ESAF PR Seminário Paranaense de Educação Fiscal RESPONSABILIDADE SOCIAL, ÉTICA E CIDADANIA Fabiane L.B.N.Bessa Papel do Estado e suas relações com a sociedade civil e o mercado -> apoio recíproco Reformas

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL 1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - Em relação às emendas à constituição é verdadeiro: I. No sistema brasileiro cabe a sua propositura ao presidente da república, aos

Leia mais

PLANO DE ENSINO. CURSO: MESTRADO EM DIREITO Semestre: CARGA HORÁRIA SEMESTRAL AULAS SEMANAIS 1. DISCIPLINA PERº

PLANO DE ENSINO. CURSO: MESTRADO EM DIREITO Semestre: CARGA HORÁRIA SEMESTRAL AULAS SEMANAIS 1. DISCIPLINA PERº PLANO DE ENSINO CURSO: MESTRADO EM DIREITO Semestre: 1. DISCIPLINA PERº Direitos Fundamentais e Constituição. Teoria Geral e Hermenêutica CARGA HORÁRIA SEMESTRAL AULAS SEMANAIS 2017 60 4 2. PROFESSOR (A):

Leia mais

OS PROBLEMAS DE FINANCIAMENTO DA SAÚDE

OS PROBLEMAS DE FINANCIAMENTO DA SAÚDE OS PROBLEMAS DE FINANCIAMENTO DA SAÚDE Medidas cabíveis para a subsistência e melhoria do atendimento AMPASA Brasília agosto de 2016 ALGUNS DESSES PROBLEMAS Emenda Constitucional nº 29, de 2000 Lei Complementar

Leia mais

HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL

HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL Edilsom Farias Mestre em Direito Constitucional Pela Universidade de Brasília-UnB Doutorado em Direito Constitucional pela Universidade Federal de Santa Catarina -UFSC Professor

Leia mais

O Projeto Fiscalização do Exercício e da Atividade Profissional (2010/2011) diligenciou no sentido de identificar padrões adotados pelos Regionais em

O Projeto Fiscalização do Exercício e da Atividade Profissional (2010/2011) diligenciou no sentido de identificar padrões adotados pelos Regionais em O Projeto Fiscalização do Exercício e da Atividade Profissional (2010/2011) diligenciou no sentido de identificar padrões adotados pelos Regionais em matéria de fiscalização, para, através de uma análise

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Responsabilidade Socioambiental

POLÍTICA CORPORATIVA Responsabilidade Socioambiental POLÍTICA - Versão: 1.0 POLÍTICA CORPORATIVA Área Reponsável: DIRETORIA DE CONTROLADORIA E COMPLIANCE 1. OBJETIVO A Política Corporativa de ( Política ) define um conjunto de princípios, diretrizes e responsabilidades

Leia mais

ESTADO DE DIREITO: Tema Complexo, Dimensões Essenciais e Conceito

ESTADO DE DIREITO: Tema Complexo, Dimensões Essenciais e Conceito ESTADO DE DIREITO: Tema Complexo, Dimensões Essenciais e Conceito ENSAIO Gilmar Antonio Bedin Doutor em Direito do Estado pela Universidade Federal de Santa Catarina UFSC. Professor permanente do curso

Leia mais

SUMÁRIO NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS Capítulo 1

SUMÁRIO NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS Capítulo 1 SUMÁRIO Capítulo 1 NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS... 23 1. Conceito de Constituição... 23 2. Sentidos ou concepções de Constituição... 23 2.1. Sentido sociológico... 24 2.2. Sentido político... 24 2.3.

Leia mais

SUMÁRIO TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Capítulo 1

SUMÁRIO TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Capítulo 1 SUMÁRIO Capítulo 1 TEORIA DA CONSTITUIÇÃO... 23 1. Conceito de Constituição... 23 2. Sentidos ou concepções de Constituição... 23 2.1. Sentido sociológico... 24 2.2. Sentido político... 24 2.3. Sentido

Leia mais

Cuarta Conferencia Regional Intergubernamental sobre Envejecimiento y Derechos de las Personas Mayores en América Latina y el Caribe Asunción, junio

Cuarta Conferencia Regional Intergubernamental sobre Envejecimiento y Derechos de las Personas Mayores en América Latina y el Caribe Asunción, junio Cuarta Conferencia Regional Intergubernamental sobre Envejecimiento y Derechos de las Personas Mayores en América Latina y el Caribe Asunción, junio de 2017 Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa

Leia mais

C,T&I e a Defesa Nacional: a Visão da Indústria

C,T&I e a Defesa Nacional: a Visão da Indústria C, T & I e a Defesa Nacional: A visão da indústria C,T&I e a Defesa: a visão da indústria A indústria e a Defesa Nacional Os desafios de C,T&I no País e a visão da CNI para a Política de Inovação Os desafios

Leia mais

GILBERTO BERCOVICI CONSULTA projeto de iniciativa popular (PLC Nº 36/2004), PARECER

GILBERTO BERCOVICI CONSULTA projeto de iniciativa popular (PLC Nº 36/2004), PARECER 1 CONSULTA A Assessoria da Liderança do Partido dos Trabalhadores no Senado Federal honra-nos com a formulação de consulta sobre a constitucionalidade do projeto de iniciativa popular (PLC Nº 36/2004),

Leia mais

Pacto Global das Nações Unidas Rede Brasil. Workshop Sustentabilidade na Prática e Modelo de Negócio

Pacto Global das Nações Unidas Rede Brasil. Workshop Sustentabilidade na Prática e Modelo de Negócio Pacto Global das Nações Unidas Rede Brasil Workshop Sustentabilidade na Prática e Modelo de Negócio São Paulo, 27 de setembro de 2016 Pacto Global das Nações Unidas Lançado em 2000 por Koffi Annan; Mais

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL CONTEMPORÂNEO UNICEUB Professor LUÍS ROBERTO BARROSO

DIREITO CONSTITUCIONAL CONTEMPORÂNEO UNICEUB Professor LUÍS ROBERTO BARROSO DIREITO CONSTITUCIONAL CONTEMPORÂNEO UNICEUB - 2017 Professor LUÍS ROBERTO BARROSO Módulo I INFORMAÇÕES GERAIS. A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA DE 1988. O ESTADO CONSTITUCIONAL CONTEMPORÂNEO I. APRESENTAÇÃO

Leia mais

Estatuto Universal do Juiz de 17NOV99. Preâmbulo

Estatuto Universal do Juiz de 17NOV99. Preâmbulo Estatuto Universal do Juiz de 17NOV99 Preâmbulo Na elaboração preliminar deste Estatuto colaboraram Juízes de diversos países do mundo. O presente Estatuto é o resultado do seu trabalho e teve o consenso

Leia mais

O PACTO FEDERATIVO NA CONSTRUÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO Isleide Barbosa Silva UnB

O PACTO FEDERATIVO NA CONSTRUÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO Isleide Barbosa Silva UnB O PACTO FEDERATIVO NA CONSTRUÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO Isleide Barbosa Silva UnB No Brasil, é fato histórico o alto patamar da desigualdade na oferta e na qualidade da educação em todo o território

Leia mais

Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC

Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 INTRODUÇÃO... 2 OBJETIVOS... 3 CONCEITOS...

Leia mais

Professora de Direito da FTEC - Novo Hamburgo/RS. Assessora Jurídica do PRÓ-SINOS.

Professora de Direito da FTEC - Novo Hamburgo/RS. Assessora Jurídica do PRÓ-SINOS. Orientação sobre a constituição dos Conselhos Municipais de Saneamento Básico para os municípios integrantes do Consórcio PRÓ-SINOS. O Controle Social no Saneamento Básico: constituição dos conselhos municipais,

Leia mais

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO. Teresa Helena Portela Freire de Carvalho Assessora Técnica CGU/Unicamp 2013

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO. Teresa Helena Portela Freire de Carvalho Assessora Técnica CGU/Unicamp 2013 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO Teresa Helena Portela Freire de Carvalho Assessora Técnica CGU/Unicamp 2013 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO Funcionário público é todo

Leia mais

Compostagem em SP: marco legal e desafios. Patrícia Iglecias CERSOL Centro Multidisciplinar de Estudos em Resíduos Sólidos

Compostagem em SP: marco legal e desafios. Patrícia Iglecias CERSOL Centro Multidisciplinar de Estudos em Resíduos Sólidos Compostagem em SP: marco legal e desafios Patrícia Iglecias CERSOL Centro Multidisciplinar de Estudos em Resíduos Sólidos O ambiente e a economia têm vivido em tensão e até mesmo em antagonismo. Com efeito,

Leia mais

O ELEMENTO HERMENÊUTICO NA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL

O ELEMENTO HERMENÊUTICO NA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL 1. Descrição do EHJC para o programa COLETA (5 linhas) O grupo de estudo e de pesquisa O Elemento Hermenêutico na Jurisdição Constitucional, liderado pelo Prof. Dr. Alvaro Ciarlini e composto por mestrandos

Leia mais

UNIDADE V PARADIGMAS PARA UMA NOVA HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL. 1. Perguntas e respostas dos questionamentos para aprofundamentos e fixação (Modelo)

UNIDADE V PARADIGMAS PARA UMA NOVA HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL. 1. Perguntas e respostas dos questionamentos para aprofundamentos e fixação (Modelo) 1 UNIDADE V PARADIGMAS PARA UMA NOVA HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL OBS: 1. Perguntas e respostas dos questionamentos para aprofundamentos e fixação (Modelo) 1) Por que a hermenêutica clássica não é mais

Leia mais

Etapas do ciclo de gestão do projecto de desenvolvimento local

Etapas do ciclo de gestão do projecto de desenvolvimento local Etapas do ciclo de gestão do projecto de desenvolvimento local Identificação Avaliação Monitorização Execução do projecto Concepção Validação Formulação Etapas do ciclo de gestão do projecto de desenvolvimento

Leia mais

O MEIO AMBIENTE COMO O BEM DE USO COMUM DO POVO

O MEIO AMBIENTE COMO O BEM DE USO COMUM DO POVO O MEIO AMBIENTE COMO O BEM DE USO COMUM DO POVO 1 Pablo Rodrigo Souza SILVA RESUMO: No Brasil a Constituição federal determina os direitos fundamentais como direitos do ser humano, tratam-se das garantias

Leia mais

Legislação Específica

Legislação Específica Legislação Específica Controle Interno e Controle Externo Professor Lucas Silva www.acasadoconcurseiro.com.br Legislação Específica CONTROLE INTERNO E EXTERNO Definição de Controle: É o conjunto de instrumentos

Leia mais

Institui, na forma do art. 43 da Constituição Federal, a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia SUDAM, estabelece a sua composição, natureza

Institui, na forma do art. 43 da Constituição Federal, a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia SUDAM, estabelece a sua composição, natureza Institui, na forma do art. 43 da Constituição Federal, a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia SUDAM, estabelece a sua composição, natureza jurídica, objetivos, área de competência e instrumentos

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE- FANESE

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE- FANESE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE- FANESE MATHEUS BRITO MEIRA GUIA DE ESTUDOS Aracaju 2014 BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE OS PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS TRIBUTÁRIOS 1 Matheus Brito Meira 2 No

Leia mais

Rodada #1 Direito Constitucional

Rodada #1 Direito Constitucional Rodada #1 Direito Constitucional Professor Frederico Dias Assuntos da Rodada DIREITO CONSTITUCIONAL: 1. Teoria geral do Estado. 2. Os poderes do Estado e as respectivas funções. 3.Teoria geral da Constituição:

Leia mais

PACTO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

PACTO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA PACTO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Entre as partes, de um lado o, SINAENCO - SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA, inscrito no

Leia mais

ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercício Direito Administrativo Exercício Giuliano Menezes 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercícios Giuliano Menezes 01)Marque V ou F: a) O

Leia mais

CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO. Preâmbulo

CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO. Preâmbulo CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO Preâmbulo A Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, reunida em Paris, na sua 20ª sessão,

Leia mais

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Prof. Gustavo Nascimento. Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Prof. Gustavo Nascimento Unidade I DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Desenvolvimento sustentável Histórico do conceito de desenvolvimento sustentável A Revolução Industrial foi um marco importante na humanidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Direito

PLANO DE ENSINO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Direito PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Direito Professora:Ms. Marilu Pohlenz marilupohlenz@hotmail.com Período/Fase: 2º Semestre: 1º Ano: 2014

Leia mais

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO Prof. Me. Edson Guedes 1. Introdução ao Direito 1.1 Origem do Direito: Conflitos humanos; Evitar a luta de todos contra todos; 1. Introdução ao Direito 1.2 Conceito de

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS. Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires

DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS. Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires Regras que funcionam como parâmetros para a interpretação das demais normas jurídicas NORTEADORES/ORIENTADORES NÃO IMPÕEM UMA

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A PROPORCIONALIDADE NEW CODE OF CIVIL PROCEDURE AND THE PROPORTIONALITY. Ildelisa Cabral RESUMO

O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A PROPORCIONALIDADE NEW CODE OF CIVIL PROCEDURE AND THE PROPORTIONALITY. Ildelisa Cabral RESUMO O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A PROPORCIONALIDADE NEW CODE OF CIVIL PROCEDURE AND THE PROPORTIONALITY Ildelisa Cabral Mestre; Desenvolvimento Sustentável e Qualidade de Vida; Unifae; Advogada; Professora

Leia mais

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira.

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira. DISCIPLINA: CONSTITUCIONAL I CARGA HORÁRIA TOTAL: 60 CRÉDITOS: 04 CÓDIGO: DIR 02-07411 Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional

Leia mais

5 Conclusão. Martins Fontes, 2007, pp DWORKIN, Ronald. Levando os Direitos a Sério. Trad. Nelson Boeira. 2ª ed.

5 Conclusão. Martins Fontes, 2007, pp DWORKIN, Ronald. Levando os Direitos a Sério. Trad. Nelson Boeira. 2ª ed. 5 Conclusão Os princípios jurídicos positivados ou não -, tal como hoje entendemos, encontram seus fundamentos nas teorias do filósofo americano Ronald Dworkin. Este foi o grande responsável pelo encontro

Leia mais

TEORIA GERAL DOS DIREITOS HUMANOS

TEORIA GERAL DOS DIREITOS HUMANOS TEORIA GERAL DOS DIREITOS HUMANOS Aula 01 Apontar bases tecnológicas relacionadas VOCÊ CONCORDA COM ISSO? 1 CONTEXTUALIZAÇÃO O homem como ser social. O papel das organizações na vida em sociedade. As relações

Leia mais

Regulação e Contratualização

Regulação e Contratualização Regulação e Contratualização Data: 3/1/2005 Autor: Ana Cristina Portugal, Ana Paula Pereira, Dídia Eusébio, Eduardo Carlos Noronha, Margarida Baltazar (mbaltazar@alunos.ensp.unl.pt) Num cenário de mudança,

Leia mais

Gestão de Pessoas e Avaliação por competências

Gestão de Pessoas e Avaliação por competências Gestão de Pessoas e Avaliação por competências quer a empresa que não existe! Funcionário quer o profissional que não existe! Empresa A visão evolutiva da área de Gestão de Pessoas... 1930 Surgem departamentos

Leia mais

A TORTURA NO DIREITO INTERNACIONAL. Fábio Konder Comparato *

A TORTURA NO DIREITO INTERNACIONAL. Fábio Konder Comparato * A TORTURA NO DIREITO INTERNACIONAL Fábio Konder Comparato * O conceito jurídico de tortura Embora praticada sem descontinuar desde os tempos mais recuados da História, e explicitamente condenada pelo artigo

Leia mais

Prof. Murillo Sapia Gutier

Prof. Murillo Sapia Gutier Prof. Murillo Sapia Gutier www.murillogutier.com.br A necessidade do Estado: Resguardo dos Direitos Fundamentais; Função do Direito Civil Codificado: uniformizar a normatização de institutos fundamentais

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina Direito Processual Civil

Leia mais

Ano 5º Ano. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional. Professor(es) Ms. Demétrius Amaral Beltrão Ms Julio Cesar da Silva Tavares

Ano 5º Ano. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional. Professor(es) Ms. Demétrius Amaral Beltrão Ms Julio Cesar da Silva Tavares Página 1 de 5 A EMENTA Licitações e Contratos Administrativos. Tipos de atividade administrativa: Serviços Públicos e Limitação da autonomia privada (Poder de polícia). Ordenamento urbano e estatuto da

Leia mais

Colisões entre direitos fundamentais & Restrições aos direitos fundamentais. Professor : Siddharta Legale

Colisões entre direitos fundamentais & Restrições aos direitos fundamentais. Professor : Siddharta Legale Colisões entre direitos fundamentais & Restrições aos direitos fundamentais Professor : Siddharta Legale Bibliografia sugerida Robert Alexy, Teoria dos direitos fundamentais (em especial pósfácio) e Epílogo

Leia mais

Eixo II MECANISMOS DE CONTROLE SOCIAL, ENGAJAMENTO E CAPACITAÇÃO DA SOCIEDADE PARA O CONTROLE DA GESTÃO PÚBLICA

Eixo II MECANISMOS DE CONTROLE SOCIAL, ENGAJAMENTO E CAPACITAÇÃO DA SOCIEDADE PARA O CONTROLE DA GESTÃO PÚBLICA 5 Eixo II MECANISMOS DE CONTROLE SOCIAL, ENGAJAMENTO E CAPACITAÇÃO DA SOCIEDADE PARA O CONTROLE DA GESTÃO PÚBLICA 1 CONTROLE SOCIAL: O controle social é entendido como a participação do cidadão na gestão

Leia mais

Gestão Ambiental e Responsabilidade Social. Organização da Aula. Aula 2. Contextualização. Instrumentalização. Gestão Socioambiental.

Gestão Ambiental e Responsabilidade Social. Organização da Aula. Aula 2. Contextualização. Instrumentalização. Gestão Socioambiental. Gestão Ambiental e Responsabilidade Social Organização da Aula Gestão Socioambiental Aula 2 Estratégica Variável Ambiental e Processo Profa. Dra. Viviane M. P. Garbelini de Gestão Contextualização Torna-se

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A aplicabilidade da norma jurídica frente o problema da revogação e o controle da constitucionalidade Rafael Damaceno de Assis SUMÁRIO: 1. Teoria da Norma Jurídica 2. Poder Constituinte

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Carga horária semanal: 04 Carga horária semestral: 80

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Carga horária semanal: 04 Carga horária semestral: 80 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Curso: Bacharelado em Direito Disciplina: Direito Ambiental I Período: Oitavo Pré-requisito: Carga horária semanal: 04 Carga horária semestral: 80 Ementa: DIREITO AMBIENTAL: A QUESTAO

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE As normas elaboradas pelo Poder Constituinte Originário são colocadas acima de todas as outras manifestações de direito. A própria Constituição Federal determina um procedimento

Leia mais

Considerando inexistirem regras específicas para regulamentar a aposentadoria especial do servidor público, o ocupante de cargo efetivo na

Considerando inexistirem regras específicas para regulamentar a aposentadoria especial do servidor público, o ocupante de cargo efetivo na Considerando inexistirem regras específicas para regulamentar a aposentadoria especial do servidor público, o ocupante de cargo efetivo na Administração direta estadual, que exerça atividades sob condições

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS SOBRE OS PRINCÍPIOS REGENTES DA ATIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Everaldo Rocha Bezerra Costa Procuradoria Federal junto à UFG

NOÇÕES BÁSICAS SOBRE OS PRINCÍPIOS REGENTES DA ATIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Everaldo Rocha Bezerra Costa Procuradoria Federal junto à UFG NOÇÕES BÁSICAS SOBRE OS PRINCÍPIOS REGENTES DA ATIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Everaldo Rocha Bezerra Costa Procuradoria Federal junto à UFG I INTRODUÇÃO II PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A administração

Leia mais

Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra. Ter, 11 de Maio de :24

Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra. Ter, 11 de Maio de :24 Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra. Ter, 11 de Maio de 2010 19:24 Projeto de Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra Elaborado na Conferência Mundial dos Povos sobre Mudança Climática

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Aula 05 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais