Um Plano de Investimento para a Europa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Um Plano de Investimento para a Europa"

Transcrição

1 Um Plano de Investimento para a Europa

2 O «triângulo virtuoso» INVESTIMENTO REFORMAS ESTRUTURAIS RESPONSABILIDADE ORÇAMENTAL 1

3 Um Plano de Investimento para a Europa MOBILIZAR FINANCIAMENTOS PARA O INVESTIMENTO Grande impulso aos investimentos estratégicos Melhor acesso das PME e empresas de média capitalização a financiamento Utilização estratégica do orçamento da UE Flexibilidade do Pacto de Estabilidade e Crescimento para os Estados-Membros que contribuem para o novo Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos Melhor utilização dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento CANALIZAR O FINANCIAMENTO PARA A ECONOMIA REAL Preparação e seleção de uma reserva de projetos Assistência técnica a todos os níveis Grande cooperação entre bancos de fomento nacionais e BEI Acompanhamento a nível mundial, europeu, nacional e regional, incluindo atividades de sensibilização MELHORAR O CONTEXTO DO INVESTIMENTO Previsibilidade e qualidade da legislação Qualidade da despesa, sistema fiscal e administração pública nacionais Novas fontes de financiamento de longo prazo para a economia Eliminação das barreiras não financeiras e legais em setores-chave do nosso mercado único 2

4 De onde vem o dinheiro? Garantia da UE 16 mm EUR* 5 mm EUR Outras eventuais contribuições públicas e privadas Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos 21 mm EUR 16 mm EUR 5 mm EUR x 15 Investimento de longo prazo Cerca de 240 mm EUR PME e empresas de média capitalização Cerca de 75 mm EUR Total adicional durante o período : cerca de 315 mm EUR** Garantia de 50% = 8 mm EUR do Mecanismo Interligar a Europa (3,3), do programa Horizonte 2020 (2,7) e das margens orçamentais (2) ** Excluindo as contribuições iniciais da UE utilizadas a título de garantia: 307 mm EUR

5 Efeito multiplicador DINHEIRO PÚBLICO NO FUNDO ESTA CAPACIDADE DE ASSUNÇÃO DE RISCOS PERMITE FINANCIAR 3 EUR CAPACIDADE DE FINANCIAMENTO OUTROS INVESTIDORES PODEM JUNTAR-SE E MULTIPLICAR O EFEITO POR 5 x 3 x 5 INVESTIMENTO TOTAL NO PROJETO 1 EUR 3 EUR 15 EUR x 15 4

6 Mobilizar o financiamento para a alavancagem do investimento Durante três anos Impacto positivo no investimento em toda a economia Prioridades a nível nacional e regional (por exemplo, PME, investigação, transportes, ambiente) Impacto das contribuições dos Estados-Membros para o Fundo PME e empresas de média capitalização 315 mm EUR Melhorar o contexto do investimento a nível da UE e a nível nacional Melhor utilização dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento Eventuais contribuições dos Estados-Membros para o Fundo Investimentos estratégicos de relevância europeia nos domínios da energia, transportes, redes de banda larga, educação, investigação e inovação Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos: 21 mm (inicialmente) 5 Na avaliação das finanças públicas no contexto do Pacto de Estabilidade e Crescimento, a Comissão terá uma posição favorável relativamente a esses contributos de capital para o Fundo.

7 Investimentos de longo prazo FONTES DE FINANCIAMENTO PRODUTOS HABITUALMENTE PROPOSTOS BENEFICIÁRIOS FINAIS E PROJETOS TÍPICOS Fundo Europeu para Investimentos O Fundo serve de proteção do crédito para novas atividades do BEI Dívida prioritária a longo prazo para projetos de maior risco Empréstimos subordinados Outros investidores juntam-se a projetos específicos Estratégicos x 3 x 5 Infaestr. transportes Infaestr. banda larga Inovação Fundos de investimento a longo prazo Infaestr. energia Eficiência energética e dos recursos Participações de capital ou quase-capital Investigação Outros projetos Energias renováveis Educação e formação 1 EUR de dinheiro público => cerca de 3 EUR de financiamento => cerca de 15 EUR de investimento total 6

8 PME e empresas de média capitalização FONTES DE FINANCIAMENTO PRODUTOS HABITUALMENTE PROPOSTOS BENEFICIÁRIOS FINAIS E EXEMPLOS DE PROJETOS Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos O Fundo serve de proteção do crédito para novas atividades do BEI Capital de risco Garantias Titularização Financiamento do crescimento Outros investidores juntam-se a projetos específicos PME Empresas de média capitalização participação numa start-up microempréstimos a PME x 3 x 5 empréstimo para projeto de I&D capital de risco para um protótipo 1 EUR de dinheiro público => cerca de 3 EUR de financiamento => cerca de 15 EUR de investimento total 7

9 Calendário e etapas Dezembro 2014 / Janeiro 2015 O Conselho Europeu e o Parlamento Europeu devem aprovar o Plano de Investimento, incluindo a criação de um Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos, e acordar acelerar a adoção da regulamentação necessária. A Comissão propõe a regulamentação necessária em janeiro de O Parlamento Europeu e o Conselho debatem a regulamentação com vista a assegurar a sua entrada em vigor até junho de O Grupo do Banco Europeu de Investimento dá início às atividades usando recursos próprios. Os Estados-Membros devem concluir a programação dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento no intuito de maximizar o impacto. A identificação de projetos é acelerada a nível da UE, com base no relatório da Task-Force Comissão-BEI. O BEI e as principais partes interessadas tomam os primeiros passos no sentido de criar uma «plataforma» de aconselhamento ao investimento. Até meados de 2015 O novo Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos torna-se operacional. Os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento produzem o seu impacto, em sinergia com os programas da UE. Encontra-se instituída uma reserva transparente de projetos a nível da UE, a desenvolver ao longo do tempo. A nova «plataforma» de aconselhamento ao investimento torna-se operacional. São lançadas atividades de acompanhamento a nível da UE, bem como a nível nacional e regional, em conjunto com as partes interessadas relevantes. Um sítio Web específico permite acompanhar os progressos realizados no âmbito do Plano de Investimento em tempo real. Até meados de 2016 Proceder-se-á a uma análise dos progressos realizados, nomeadamente a nível dos Chefes de Estado e de Governo. Podem vir a ser examinadas novas opções antes da revisão intercalar do quadro financeiro plurianual. 8

Plano de Investimento para a Europa perguntas e respostas

Plano de Investimento para a Europa perguntas e respostas Comissão europeia - Ficha informativa Plano de Investimento para a Europa perguntas e respostas Bruxelas, 20 Julho 2015 1. O que é o Plano de Investimento para a Europa? Por que razão é necessário? Desde

Leia mais

Comissão do Desenvolvimento Regional PROJETO DE PARECER. da Comissão do Desenvolvimento Regional

Comissão do Desenvolvimento Regional PROJETO DE PARECER. da Comissão do Desenvolvimento Regional Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão do Desenvolvimento Regional 2016/0276(COD) 20.12.2016 PROJETO DE PARECER da Comissão do Desenvolvimento Regional dirigido à Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários

Leia mais

Livro Verde sobre regimes europeus de pensões adequados, sustentáveis e seguros

Livro Verde sobre regimes europeus de pensões adequados, sustentáveis e seguros Livro Verde sobre regimes europeus de pensões adequados, sustentáveis e seguros Useful links Download PDF version A Comissão convida todos os interessados a responder às questões enunciadas no Livro Verde,

Leia mais

União Europeia Bruxelas, 9 de dezembro de 2016 (OR. en)

União Europeia Bruxelas, 9 de dezembro de 2016 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de dezembro de 2016 (OR. en) 15375/16 NOTA de: para: POLGEN 163 INST 521 CODEC 1849 PE 119 Comité de Representantes Permanentes (2.ª Parte) Conselho n.º doc. ant.:

Leia mais

RECOMENDA AO GOVERNO A ADOÇÃO DE MEDIDAS QUE PROMOVAM A CAPITALIZAÇÃO DAS EMPRESAS E A DIVERSIFICAÇÃO DAS SUAS FONTES DE FINANCIAMENTO

RECOMENDA AO GOVERNO A ADOÇÃO DE MEDIDAS QUE PROMOVAM A CAPITALIZAÇÃO DAS EMPRESAS E A DIVERSIFICAÇÃO DAS SUAS FONTES DE FINANCIAMENTO PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º /XIII/1.ª RECOMENDA AO GOVERNO A ADOÇÃO DE MEDIDAS QUE PROMOVAM A CAPITALIZAÇÃO DAS EMPRESAS E A DIVERSIFICAÇÃO DAS SUAS FONTES DE FINANCIAMENTO O elevado grau de endividamento

Leia mais

PROJETO DE PARECER. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2016/0282(COD) da Comissão dos Transportes e do Turismo

PROJETO DE PARECER. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2016/0282(COD) da Comissão dos Transportes e do Turismo Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão dos Transportes e do Turismo 2016/0282(COD) 7.2.2017 PROJETO DE PARECER da Comissão dos Transportes e do Turismo dirigido à Comissão dos Orçamentos e à Comissão do

Leia mais

Objetivos. Prioridades de temáticos. investimento

Objetivos. Prioridades de temáticos. investimento 1. Reforço da investigação, do desenvolvimento tecnológico e da inovação (objetivo I&D) n.º 1 do artigo 9.º) Todas as prioridades de ao abrigo do objetivo temático n.º 1 1.1. Investigação e inovação: Existência

Leia mais

O Banco Europeu de Investimento de relance

O Banco Europeu de Investimento de relance Na sua qualidade de banco da UE, o BEI concede financiamentos de longo prazo a projetos de investimento sólidos e sustentáveis, que contribuem para os objetivos políticos da UE na Europa e no resto do

Leia mais

ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020

ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020 ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020 1 Portugal 2020, o Acordo de Parceria (AP) que Portugal irá submeter à Comissão Europeia estrutura as intervenções, os investimentos e as prioridades de financiamento

Leia mais

BASE JURÍDICA OBJETIVOS REALIZAÇÕES

BASE JURÍDICA OBJETIVOS REALIZAÇÕES FINANCIAMENTO DAS REDES TRANSEUROPEIAS As redes transeuropeias (RTE) são financiadas em parte pela União Europeia e em parte pelos Estados-Membros. A ajuda financeira da UE serve de catalisador, devendo

Leia mais

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão IP/07/721 Bruxelas, 30 de Maio de 2007 Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão A política de coesão teve um efeito comprovado

Leia mais

9228/16 fmm/cm/fc 1 DG B 3A - DG G 1A

9228/16 fmm/cm/fc 1 DG B 3A - DG G 1A Conselho da União Europeia Bruxelas, 13 de junho de 2016 (OR. en) 9228/16 ECOFIN 468 UEM 214 SOC 332 EMPL 228 COMPET 302 ENV 347 EDUC 203 RECH 194 ENER 210 JAI 458 NOTA de: para: n. doc. Com.: Assunto:

Leia mais

ANEXOS COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES

ANEXOS COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 1.6.2016 COM(2016) 361 final ANNEXES 1 to 2 ANEXOS da COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 101 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 101 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 1 de março de 2017 (OR. en) 6799/17 FIN 148 SOC 155 PROPOSTA de: Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor data de receção:

Leia mais

Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social. Programa EaSI. Antonieta Ministro

Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social. Programa EaSI. Antonieta Ministro Programa EaSI É um instrumento de financiamento, a nível europeu, gerido diretamente pela Comissão Europeia, para apoiar o emprego, a política social e a mobilidade profissional em toda a UE Visa contribuir

Leia mais

Comissão dos Transportes e do Turismo PROJETO DE PARECER. da Comissão dos Transportes e do Turismo

Comissão dos Transportes e do Turismo PROJETO DE PARECER. da Comissão dos Transportes e do Turismo Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão dos Transportes e do Turismo 2016/0287(COD) 7.2.2017 PROJETO DE PARECER da Comissão dos Transportes e do Turismo dirigido à Comissão da Indústria, da Investigação

Leia mais

PROJETO DE PARECER. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2016/0282(COD) da Comissão do Desenvolvimento Regional

PROJETO DE PARECER. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2016/0282(COD) da Comissão do Desenvolvimento Regional Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão do Desenvolvimento Regional 2016/0282(COD) 9.2.2017 PROJETO DE PARECER da Comissão do Desenvolvimento Regional dirigido à Comissão dos Orçamentos sobre a proposta

Leia mais

10434/16 mc/ap/ip 1 DG B 3A

10434/16 mc/ap/ip 1 DG B 3A Conselho da União Europeia Bruxelas, 17 de junho de 2016 (OR. en) 10434/16 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: para: Secretariado-Geral do Conselho Delegações SOC 419 EMPL 278 ECOFIN 630 SAN 271 EDUC 243 n.º

Leia mais

8975/15 jp/ec/ml 1 DG G 3 C

8975/15 jp/ec/ml 1 DG G 3 C Conselho da União Europeia Bruxelas, 19 de maio de 2015 (OR. en) 8975/15 NOTA de: para: RECH 142 COMPET 229 MI 320 TELECOM 120 Comité de Representantes Permanentes (1.ª Parte) Conselho n.º doc. ant.: 8409/15

Leia mais

Política de Coesão da UE

Política de Coesão da UE da UE 2014 2020 Propostas da Comissão Europeia da União Europeia Estrutura da apresentação 1. Qual é o impacto da política de coesão da UE? 2. A que se devem as alterações propostas pela Comissão para

Leia mais

O Papel dos Fundos Estruturais na promoção da competitividade

O Papel dos Fundos Estruturais na promoção da competitividade O Papel dos Fundos Estruturais na promoção da competitividade "A caminho da EUROPA 2020" Conferência Crescer & Competir Porto, 6 dezembro 2013 Virgílio Martins Unidade G3 Portugal Direção-Geral Política

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento SWD(2016) 26 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento SWD(2016) 26 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 16 de fevereiro de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0030 (COD) 6225/16 ADD 2 ENER 29 CODEC 174 IA 6 PROPOSTA de: Secretário-Geral da Comissão Europeia,

Leia mais

Workshop Relatório Estratégico do QREN Balanço dos Resultados e de alguns Instrumentos INSTRUMENTOS DE ENGENHARIA FINANCEIRA

Workshop Relatório Estratégico do QREN Balanço dos Resultados e de alguns Instrumentos INSTRUMENTOS DE ENGENHARIA FINANCEIRA Workshop Relatório Estratégico do QREN 2012 - Balanço dos Resultados e de alguns Instrumentos INSTRUMENTOS DE ENGENHARIA FINANCEIRA Carla Leal Instituto Financeiro Desenvolvimento Regional, IP 30 abril

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 20 de janeiro de 2015. Série. Número 11

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 20 de janeiro de 2015. Série. Número 11 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Série Sumário PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução n.º 37/2015 Aprova a proposta de Decreto Legislativo Regional que altera

Leia mais

Caro Paulo Lopes Lourenço, Consul Geral de Portugal em São Paulo. Estimado Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto

Caro Paulo Lopes Lourenço, Consul Geral de Portugal em São Paulo. Estimado Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto Caro Paulo Lopes Lourenço, Consul Geral de Portugal em São Paulo Estimado Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto Caros empresários e empreendedores aqui presentes, Minhas senhoras e meus

Leia mais

Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global

Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global de janeiro de 1 Por Min Zhu Em nossa Reunião Anual de outubro de 13, travamos um longo debate sobre as perspectivas

Leia mais

Junto se envia, à atenção das delegações, o documento da Comissão DEC 32/2016.

Junto se envia, à atenção das delegações, o documento da Comissão DEC 32/2016. Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de novembro de 2016 (OR. en) 14126/16 FIN 773 NOTA DE ENVIO de: Kristalina GEORGIEVA, Vice-Presidente da Comissão Europeia data de receção: 9 de novembro de 2016

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 17.12.2014 C(2014) 10066 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 17.12.2014 que aprova o programa operacional de distribuição de alimentos e/ou assistência material de base

Leia mais

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 22.3.2016 COM(2016) 159 final 2016/0086 (COD) Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que fixa a taxa de ajustamento dos pagamentos diretos prevista no Regulamento

Leia mais

9227/16 fmm/hrl/fc 1 DG B 3A - DG G 1A

9227/16 fmm/hrl/fc 1 DG B 3A - DG G 1A Conselho da União Europeia Bruxelas, 13 de junho de 2016 (OR. en) 9227/16 ECOFIN 467 UEM 213 SOC 331 EMPL 227 COMPET 301 ENV 346 EDUC 202 RECH 193 ENER 209 JAI 457 NOTA de: para: n. doc. Com.: Assunto:

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento DEC 12/2017 da Comissão.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento DEC 12/2017 da Comissão. Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de junho de 2017 (OR. en) 10689/17 FIN 414 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 27 de junho de 2017 para: n. doc. Com.: DEC 12/2017 Assunto: Günther OETTINGER, Membro

Leia mais

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, L 219/22 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 802/2014 DA COMISSÃO de 24 de julho de 2014 que estabelece modelos para os programas nacionais e que estabelece os termos e as condições do sistema de intercâmbio

Leia mais

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI Fundo de Coesão Instrumentos financeiros

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI Fundo de Coesão Instrumentos financeiros aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI Fundo de Coesão 2 Os instrumentos financeiros cofinanciados pelo Fundo de Coesão são uma forma eficiente e sustentável de investir no reforço da coesão económica,

Leia mais

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO. relativo ao Fundo Social Europeu e que revoga o Regulamento (CE) n.

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO. relativo ao Fundo Social Europeu e que revoga o Regulamento (CE) n. COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 6.10.2011 COM(2011) 607 final 2011/0268 (COD) Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO relativo ao Fundo Social Europeu e que revoga o Regulamento (CE) n.º

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 16 de junho de 2015 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 16 de junho de 2015 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 16 de junho de 2015 (OR. en) 9634/15 ATOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Assunto: CFSP/PESC 214 CSDP/PSDC 322 COEST 167 PSC DEC 30 EUAM UKRAINE 1 DECISÃO DO COMITÉ

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Programa de informação e empresarial da UE em Hong Kong e Macau 2014/S 032-050737. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Programa de informação e empresarial da UE em Hong Kong e Macau 2014/S 032-050737. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:50737-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Programa de informação e empresarial da UE em Hong Kong e Macau 2014/S 032-050737

Leia mais

Orçamento da UE e perspetivas financeiras

Orçamento da UE e perspetivas financeiras Orçamento da UE e perspetivas financeiras 06 de julho de 2013 José Manuel Fernandes Deputado ao Parlamento Europeu O atual modelo de financiamento As receitas e despesas orçamentais da UE estão limitadas

Leia mais

Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO. relativa ao Programa Nacional de Reformas de 2015 do Reino Unido

Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO. relativa ao Programa Nacional de Reformas de 2015 do Reino Unido COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 13.5.2015 COM(2015) 277 final Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO relativa ao Programa Nacional de Reformas de 2015 do Reino Unido e que formula um Parecer do Conselho

Leia mais

União Europeia: Visão, Governação e Instituições. Carlos da Silva Costa Governador Lisboa, 28 de abril de 2016

União Europeia: Visão, Governação e Instituições. Carlos da Silva Costa Governador Lisboa, 28 de abril de 2016 União Europeia: Visão, Governação e Instituições Carlos da Silva Costa Governador Lisboa, 28 de abril de 2016 Estrutura 1. Regras da UEM como base de confiança mútua 2. Reforço da integração: inevitável

Leia mais

Oportunidades na Cooperação. A União Europeia e a cooperação para o desenvolvimento nos países ACP

Oportunidades na Cooperação. A União Europeia e a cooperação para o desenvolvimento nos países ACP Oportunidades na Cooperação A União Europeia e a cooperação para o desenvolvimento nos países ACP Primeira empresa de consultoria em assuntos europeus com escritório em Bruxelas. - Public Affairs (Intelligence,

Leia mais

CONDIÇÕES DE ADMISSIBILIDADE CONDIÇÕES EXCLUDENTES. 1 Apresentação telemática no prazo estabelecido na convocatória.

CONDIÇÕES DE ADMISSIBILIDADE CONDIÇÕES EXCLUDENTES. 1 Apresentação telemática no prazo estabelecido na convocatória. CONDIÇÕES DE ADMISSIBILIDADE CONDIÇÕES EXCLUDENTES 1 Apresentação telemática no prazo estabelecido na convocatória. 2 Apresentação do formulário completo. 3 Orçamento FEDER em conformidade com o que está

Leia mais

Conferência internacional. Lisboa, 1 de julho de Sessão de encerramento. António Saraiva, Presidente da CIP

Conferência internacional. Lisboa, 1 de julho de Sessão de encerramento. António Saraiva, Presidente da CIP Conferência internacional O FUTURO DA INDÚSTRIA NA EUROPA Lisboa, 1 de julho de 2016 Sessão de encerramento António Saraiva, Presidente da CIP Senhor Ministro da Economia, Senhores Deputados do Parlamento

Leia mais

Bruxelas, 26.11.2014 COM(2014) 903 final

Bruxelas, 26.11.2014 COM(2014) 903 final COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 26.11.2014 COM(2014) 903 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO BANCO CENTRAL EUROPEU, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU, AO COMITÉ DAS REGIÕES

Leia mais

Programa de trabalho da Presidência Portuguesa para o Conselho Ecofin

Programa de trabalho da Presidência Portuguesa para o Conselho Ecofin Programa de trabalho da Presidência Portuguesa para o Conselho Ecofin A Presidência Portuguesa na área dos Assuntos Económicos e Financeiros irá centrar-se na prossecução de três grandes objectivos, definidos

Leia mais

10392/16 arg/ip 1 DG C 1

10392/16 arg/ip 1 DG C 1 Conselho da União Europeia Luxemburgo, 20 de junho de 2016 (OR. en) 10392/16 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: Secretariado-Geral do Conselho data: 20 de junho de 2016 para: Delegações n.º doc. ant.: 10339/16

Leia mais

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural Instrumentos financeiros

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural Instrumentos financeiros aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural Os instrumentos financeiros cofinanciados pelo Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural são uma

Leia mais

9205/1/16 REV 1 fmm/hrl/jv 1 DG B 3A - DG G 1A

9205/1/16 REV 1 fmm/hrl/jv 1 DG B 3A - DG G 1A Conselho da União Europeia Bruxelas, 15 de junho de 2016 (OR. en) 9205/1/16 REV 1 ECOFIN 454 UEM 201 SOC 318 EMPL 214 COMPET 288 ENV 333 EDUC 188 RECH 180 ENER 196 JAI 444 NOTA de: para: n. doc. Com.:

Leia mais

CRESCIMENTO E EMPREGO: PRÓXIMOS PASSOS

CRESCIMENTO E EMPREGO: PRÓXIMOS PASSOS CRESCIMENTO E EMPREGO: PRÓXIMOS PASSOS Apresentação de J.M. Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia, ao Conselho Europeu informal de 30 de janeiro de 2012 Quebrar os «círculos viciosos» que afetam

Leia mais

Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA ALTA REPRESENTANTE DA UNIÃO PARA OS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS E A POLÍTICA DE SEGURANÇA Bruxelas, 3.4.2017 JOIN(2017) 12 final 2017/0071 (NLE) Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO relativa

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 2 de agosto de 2016 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 2 de agosto de 2016 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 2 de agosto de 2016 (OR. en) 11553/16 ECOFIN 743 UEM 283 ATOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Assunto: DECISÃO DO CONSELHO que notifica Portugal no sentido de adotar

Leia mais

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS 14.3.2014 Jornal Oficial da União Europeia L 74/1 II (Atos não legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO DELEGADO (UE) N. o 240/2014 DA COMISSÃO de 7 de janeiro de 2014 relativo ao código de conduta europeu

Leia mais

Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais PROJETO DE PARECER. da Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais

Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais PROJETO DE PARECER. da Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais 2016/0265(COD) 11.1.2017 PROJETO DE PARECER da Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais dirigido à Comissão dos Assuntos Económicos

Leia mais

FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS AS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 3 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 Finanças Finança é a ciência de gerenciar recursos, ou a aquela que lida com o emprego do dinheiro num projeto, empresa ou

Leia mais

Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas. A Economia da Fileira Florestal. 21 de março de 2015 Proença-a-Nova

Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas. A Economia da Fileira Florestal. 21 de março de 2015 Proença-a-Nova Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas A Economia da Fileira Florestal 21 de março de 2015 Proença-a-Nova Futuro em 25 min Os nossos números 35% - Enquadramento Nacional 38% -Enquadramento

Leia mais

Orçamento Plurianual da UE

Orçamento Plurianual da UE Orçamento Plurianual da UE 2014/2020 José Manuel Fernandes Deputado ao Parlamento Europeu Estratégia Europa 2020 A guia das próximas perspetivas financeiras Estratégia Europa 2020 Crescimento Inteligente

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO. relativa à mobilização da Margem para Imprevistos em 2017

Proposta de DECISÃO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO. relativa à mobilização da Margem para Imprevistos em 2017 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 17.10.2016 COM(2016) 678 final Proposta de DECISÃO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO relativa à mobilização da Margem para Imprevistos em 2017 PT PT 1. CONTEXTO DA PROPOSTA

Leia mais

Junto se enviam, à atenção das delegações, as conclusões do Conselho Europeu (28-29 de Outubro de 2010).

Junto se enviam, à atenção das delegações, as conclusões do Conselho Europeu (28-29 de Outubro de 2010). CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 29 de Outubro de 2010 (OR. en) EUCO 25/10 CO EUR 18 CONCL 4 NOTA DE ENVIO de: Secretariado-Geral do Conselho para: Delegações Assunto: CONSELHO EUROPEU 28-29 DE OUTUBRO

Leia mais

ORIENTAÇÕES (2014/647/UE)

ORIENTAÇÕES (2014/647/UE) 6.9.2014 L 267/9 ORIENTAÇÕES ORIENTAÇÃO DO BANCO CENTRAL EUROPEU de 3 de junho de 2014 que altera a Orientação BCE/2013/23 relativa às estatísticas das finanças públicas (BCE/2014/21) (2014/647/UE) A COMISSÃO

Leia mais

O crescimento começa nas cidades

O crescimento começa nas cidades O crescimento começa nas cidades Fundo JESSICA Portugal 20 de novembro de 2014 Nuno Vitorino Secretário-Geral - JHFP 20/11/2014 Apresentação do Modelo de Governação JESSICA HFP 1 Racionalidade: Concentração

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 18.12.2014 C(2014) 10193 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 18.12.2014 que aprova determinados elementos do programa operacional «Regional da Madeira 2014-2020» do apoio

Leia mais

Seminário Exportar, exportar, exportar A Experiência dos Principais Clusters Regionais

Seminário Exportar, exportar, exportar A Experiência dos Principais Clusters Regionais Seminário Exportar, exportar, exportar A Experiência dos Principais Clusters Regionais Paulo Lobo Viana do Castelo - 11 de fevereiro 1 Segmentos de Atividade da Construção e Imobiliário VAB Volume de Negócios

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 6.2.204 C(204) 00 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 6.2.204 que aprova determinados elementos do programa operacional «Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos»

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de junho de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de junho de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de junho de 2016 (OR. en) 10786/16 EF 216 ECOFIN 674 DELACT 137 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 29 de junho de 2016 para: n. doc. Com.: Secretário-Geral da Comissão

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS Parecer COM (2014)23 Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à exploração e à produção de hidrocarbonetos (designadamente gás xisto) na UE mediante fracturação hidráulica maciça 1 PARTE I - NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais

A Política Agrícola Comum pós 2013

A Política Agrícola Comum pós 2013 PAC pós 2013 A Política Agrícola Comum pós 2013 Possíveis Cenários em Portugal Bruno Dimas Diretor Adjunto do GPP AGRO 2012 Auditório do Parque de Exposições de Braga 23 Março 2012 1 PAC pós 2013 I. Ponto

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 8.2.204 C(204) 076 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 8.2.204 que aprova determinados elementos do programa operacional «Regional dos Açores 204-2020» do apoio do Fundo

Leia mais

Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público

Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público Conceitos básicos do orçamento no setor público: ciclo orçamentário e instrumentos Fábio Pereira dos Santos As origens históricas do orçamento público Século

Leia mais

Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO. relativa ao Programa Nacional de Reformas de 2012 de Portugal

Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO. relativa ao Programa Nacional de Reformas de 2012 de Portugal COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30.5.2012 COM(2012) 324 final provisoire Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO relativa ao Programa Nacional de Reformas de 2012 de Portugal e à emissão de um Parecer do

Leia mais

MISSÃO DO GRUPO. O Grupo Crédito Agrícola é um motor de desenvolvimento local.

MISSÃO DO GRUPO. O Grupo Crédito Agrícola é um motor de desenvolvimento local. MISSÃO DO GRUPO O Grupo Crédito Agrícola é um motor de desenvolvimento local. Conhecedor profundo do tecido empresarial das várias regiões onde actua, oferece as melhores soluções para as expectativas

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Documento de sessão 6.3.2013 B7-0126/2013 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de declarações do Conselho e da Comissão nos termos do artigo 110.º, n.º 2, do Regimento

Leia mais

Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico

Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico 8338 Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico 8339 Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico 8340 Documento

Leia mais

Procura de emprego na Europa

Procura de emprego na Europa Procura de emprego na Europa IEFP - EURES Volta de Apoio ao Emprego Fundão, 3 de Maio de 2016 Trabalhar noutro país Para ter sucesso é fundamental estar bem informado/preparado Rede EURES O que é? uma

Leia mais

INTRODUÇÃO. O Tratado de Maastricht:

INTRODUÇÃO. O Tratado de Maastricht: O Tratado de Maastricht: INTRODUÇÃO Foi assinado em Maastricht a 7 de Fevereiro 1992 na cidade Maastricht (Holanda), entra em vigor a 1 de Novembro de 1993 e resultou de factores externos e internos. INTRODUÇÃO

Leia mais

ENERGIA LIMPA PARA TODOS OS EUROPEUS

ENERGIA LIMPA PARA TODOS OS EUROPEUS ENERGIA LIMPA PARA TODOS OS EUROPEUS Green Business Week Lisboa, 15-17 março 2017 Paula Pinho Head of Unit Energy Policy Coordination European Commission DG ENERGY OPORTUNIDADE O SISTEMA ENERGÉTICO DO

Leia mais

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES)

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) 20.1. Linhas de crédito e contas correntes Taxa anual nominal (TAN) Taxa anual efetiva (TAE) Outras condições Empréstimos a taxa variável 1. Conta Corrente Conta Corrente Euribor 1, 3 e 6 meses + spread

Leia mais

PROJETO DE PARECER. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2016/0274(COD) da Comissão do Comércio Internacional

PROJETO DE PARECER. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2016/0274(COD) da Comissão do Comércio Internacional Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão do Comércio Internacional 2016/0274(COD) 7.2.2017 PROJETO DE PARECER da Comissão do Comércio Internacional dirigido à Comissão dos Orçamentos sobre a proposta de Regulamento

Leia mais

6º Encontro Empresarial Brasil-UE Brasília, Brasil 24 Janeiro 2013

6º Encontro Empresarial Brasil-UE Brasília, Brasil 24 Janeiro 2013 6º Encontro Empresarial Brasil-UE Brasília, Brasil 24 Janeiro 2013 O sexto Encontro Empresarial Brasil-UE aconteceu em Brasília, Brasil, em 23 de janeiro de 2013. A BUSINESSEUROPE, a Confederação Nacional

Leia mais

Declaração de Bratislava

Declaração de Bratislava Bratislava, 16 de setembro de 2016 Declaração de Bratislava Reunimo-nos hoje em Bratislava num momento crítico para o nosso projeto europeu. A Cimeira de Bratislava de 27 Estados-Membros foi dedicada a

Leia mais

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu Projeto de parecer Mercedes Bresso (PE v01-00)

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu Projeto de parecer Mercedes Bresso (PE v01-00) Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão do Desenvolvimento Regional 2016/0276(COD) 31.1.2017 ALTERAÇÕES 11-149 Projeto de parecer Mercedes Bresso (PE595.749v01-00) Prolongamento da vigência do Fundo Europeu

Leia mais

6170/17 aap/ip 1 DGC 2B

6170/17 aap/ip 1 DGC 2B Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de fevereiro de 2017 (OR. en) 6170/17 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: para: Secretariado-Geral do Conselho Delegações COHOM 16 CONUN 54 SOC 81 FREMP 11 n.º doc. ant.:

Leia mais

Direito das sociedades e governo das sociedades: a Comissão apresenta um Plano de Acção

Direito das sociedades e governo das sociedades: a Comissão apresenta um Plano de Acção IP/03/716 Bruxelas, 21 de Maio de 2003 Direito das sociedades e governo das sociedades: a Comissão apresenta um Plano de Acção O reforço dos direitos dos accionistas e da protecção dos trabalhadores e

Leia mais

ÁFRICA OCIDENTAL MELHOR CLIMA PARA OS NEGÓCIOS E PARA O INVESTIMENTO NA

ÁFRICA OCIDENTAL MELHOR CLIMA PARA OS NEGÓCIOS E PARA O INVESTIMENTO NA MELHOR CLIMA PARA OS NEGÓCIOS E PARA O INVESTIMENTO NA ÁFRICA OCIDENTAL Fazer com que a integração regional funcione para a população e para o sector privado na África Ocidental Este projecto é financiado

Leia mais

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Estrasburgo, 13.1.2015 COM(2015) 10 final 2015/0009 (COD) Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que institui o Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos e que

Leia mais

A próxima geração de políticas de coesão para o período

A próxima geração de políticas de coesão para o período A próxima geração de políticas de coesão para o período 2014-2020 Seminário Fundos Estruturais: Prioridade máxima para a Coesão Social EAPN Portugal 20 março 2013 Painel 2 Quirino Mealha - REPER Portugal

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 2.10.2014 COM(2014) 611 final 2014/0283 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à posição a adotar pela União Europeia no Comité Misto criado pelo Acordo entre a Comunidade

Leia mais

Horizon Programa-quadro da União Europeia para Pesquisa & Inovação

Horizon Programa-quadro da União Europeia para Pesquisa & Inovação Horizon 2020 Programa-quadro da União Europeia para Pesquisa & Inovação 2014-2020 Laura Maragna Setor de Ciência, Tecnologia e Inovação Delegação da UE no Brasil Horizon 2020 Programa de pesquisa e inovação

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 18.12.2014 C(2014) 10188 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 18.12.2014 que aprova determinados elementos do «Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020» do apoio

Leia mais

PT Unida na diversidade PT A8-0328/1. Alteração. Eleonora Evi, Laura Agea, Rosa D Amato em nome do Grupo EFDD

PT Unida na diversidade PT A8-0328/1. Alteração. Eleonora Evi, Laura Agea, Rosa D Amato em nome do Grupo EFDD 8.11.2017 A8-0328/1 1 N.º 14 14. Solicita à Comissão que melhore a transparência e o acesso aos documentos e à informação sobre os procedimentos EU Pilot em relação às petições recebidas, bem como sobre

Leia mais

O Grupo BEI em Portugal em 2016

O Grupo BEI em Portugal em 2016 O Grupo BEI em Portugal em 2016 Em 2016, o Grupo Banco Europeu de Investimento concedeu um total de EUR 1.780 milhões para apoio a projetos em Portugal. Este total de 1.780 milhões de EUR recebidos em

Leia mais

Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO. relativa ao Programa Nacional de Reformas dos Países Baixos de 2017

Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO. relativa ao Programa Nacional de Reformas dos Países Baixos de 2017 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 22.5.2017 COM(2017) 518 final Recomendação de RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO relativa ao Programa Nacional de Reformas dos Países Baixos de 2017 e que emite um parecer do Conselho

Leia mais

DOCUMENTO DE TRABALHO

DOCUMENTO DE TRABALHO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão do Desenvolvimento Regional 20.6.2013 DOCUMENTO DE TRABALHO sobre a especialização inteligente: rede de excelência para uma boa política de coesão Comissão do Desenvolvimento

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 30.6.2016 L 173/47 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/1055 DA COMISSÃO de 29 de junho de 2016 que estabelece normas técnicas de execução no que se refere às modalidades técnicas para a divulgação pública

Leia mais

6693/17 mc/jc 1 DGE 2A

6693/17 mc/jc 1 DGE 2A Conselho da União Europeia Bruxelas, 28 de fevereiro de 2017 (OR. en) 6693/17 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: Secretariado-Geral do Conselho data: 28 de fevereiro de 2017 para: Delegações TRANS 82 MAR 47

Leia mais

REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/2222 DA COMISSÃO

REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/2222 DA COMISSÃO L 316/2 REGULAMENTOS REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/2222 DA COMISSÃO de 1 de dezembro de 2015 que altera o Regulamento de Execução (UE) n. o 908/2014 no que diz respeito às declarações de despesas,

Leia mais

DIREÇÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO

DIREÇÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO DIREÇÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO Turismo em Portugal Importância na economia portuguesa. Um setor competitivo e com relevância crescente na economia de Portugal. 11,4Mm Receitas Turísticas (2015, BdP)

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 18.4.2007 COM(2007) 183 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES EUROPA

Leia mais

13023/1/15 REV 1 hs/ec/ml 1 DGG 2B

13023/1/15 REV 1 hs/ec/ml 1 DGG 2B Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de outubro de 2015 (OR. en) 13023/1/15 REV 1 NOTA PONTO "I/A" de: para: Secretariado-Geral do Conselho FIN 685 FSTR 64 FC 63 REGIO 78 SOC 585 Comité de Representantes

Leia mais

União Europeia Bruxelas, 25 de novembro de 2015 (OR. en)

União Europeia Bruxelas, 25 de novembro de 2015 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 25 de novembro de 2015 (OR. en) 14201/15 RECH 278 NOTA de: Comité de Representantes Permanentes (1.ª Parte) para: Conselho n.º doc. ant.: 13930/15 RECH 272 Assunto:

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA. Comissão de Educação, Ciência e Cultura. Relatório

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA. Comissão de Educação, Ciência e Cultura. Relatório Relatório sobre a Comunicação da Comissão Europa Global: Competir a nível mundial. Uma contribuição para a Estratégia do Crescimento e do Emprego COM (2006) 567 dirigido à Comissão dos Assuntos Europeus

Leia mais

Lições da experiência portuguesa. Fernando Teixeira dos Santos. Ministro de Estado e das Finanças. Universidade do Minho Maio

Lições da experiência portuguesa. Fernando Teixeira dos Santos. Ministro de Estado e das Finanças. Universidade do Minho Maio Ministério das Finanças as e da Administração PúblicaP Euro@10 Lições da experiência portuguesa Fernando Teixeira dos Santos Ministro de Estado e das Finanças as Universidade do Minho Maio 2009 1 Índice

Leia mais