OBJETOS EDUCACIONAIS: "LAVOISIER E A CONSERVAÇÃO DE MASSA".

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OBJETOS EDUCACIONAIS: "LAVOISIER E A CONSERVAÇÃO DE MASSA"."

Transcrição

1 OBJETOS EDUCACIONAIS: "LAVOISIER E A CONSERVAÇÃO DE MASSA". Giseli de Oliveira Cardoso 1 ; Maria Thereza de M. V. Nogueira 2 ; Mara Regina Prata Walerio 3, Simone A. A. Martorano 4 1,2,3 e 4 Universidade Federal de São Paulo, Departamento de Ciências Exatas e da Terra Setor de Educação em Química, Rua Prof. Artur Riedel, Jd. Eldorado - Cep Diadema. RESUMO Pretende-se com esse trabalho expor três objetos educacionais desenvolvidos durante o projeto PIBID/Química na Sequência de Aprendizagem Temática (SAT) "Lavoisier e a Conservação de Massa". A sequência foi desenvolvida com alunos de 1º e 2º ano do Ensino Médio de uma escola pública de Diadema SP. O primeiro foi uma balança de travessão, nela foram realizadas queimas de diversos materiais com o objetivo de introduzir as ideias de perda e ganho de massa durante a queima fazendo alusão a teoria do flogístico. A balança de travessão foi escolhida para que o aluno visualizasse de forma clara o ganho e perda de massa, sem precisão somente para introdução do assunto. O segundo consistiu em um jogo de memória relacionado a uma linha de tempo com os cientistas que se preocuparam com o estudo dos gases até o estudo de Lavoisier. Antecederam a esse objeto educacional duas atividades que consistiram em uma apresentação com o recorte temporal e um recorte do filme "Gênios da Ciência Einstein E=mc²" que abordava a história de Lavoisier, o jogo de memória foi utilizado para promover o entendimento desta história de forma lúdica. O último foi formulado para discutir a conservação de massa em uma reação química, tratava-se de um experimento realizado sobre uma balança em um sistema fechado, onde a reação entre o ácido acético (vinagre 4%) e bicarbonato de sódio resultava na produção de um gás, ao ser liberado do sistema percebia-se a redução da massa. Com esse experimento concluímos as teorias de Lavoisier em relação à conservação de massa quantificando a perda do gás, finalizando a ideia de que os gases possuem massa. Todos os objetos educacionais foram desenvolvidos com materiais de baixo custo e de fácil acesso. Palavras chave: Conservação de massa, gases e flogistico. PROBLEMA INVESTIGADO A proposta do projeto PIBID/Química do curso de Licenciatura plena em ciências da Universidade Federal de São Paulo, visa à elaboração e aplicação de Sequências de Aprendizagem Temáticas (SAT) que contemplem atividades como leitura e elaboração de textos, experimentação, jogos entre outras atividades, que favoreçam a contextualização histórica do conhecimento científico, uma vez que esta abordagem de ensino tem sido recomendada por pesquisadores da área de ensino de química (PORTO, 2010), pois possibilita ao aluno da escola básica, a compreensão do processo de elaboração desse conhecimento, com seus avanços, erros e conflitos.

2 2 Para Gil Pérez (1993), no campo da didática de ciências, deve-se dar maior atenção às abordagens propostas da história e filosofia da ciência (FHC) para o ensino de ciências e utilizá-las explicitamente na fundamentação de suas propostas. Contudo, ele aponta que essa aproximação não se refere a fazer do aluno um pequeno cientista, como se refere à aprendizagem por descoberta, mas que a História e Filosofia da Ciência tenham um papel, nas palavras do autor: (...) de um autêntico fio condutor - mesmo que nem sempre explícito - na transformação do ensino de ciências. Um fio condutor que tem se mostrado frutífero inclusive através dos erros cometidos e que se vê reforçado tanto pelas orientações construtivistas como pelas implicações da epistemologia contemporânea no ensino (GIL- PÉREZ, 1993). Portanto, na elaboração dos objetos educacionais dessa sequência temática foi levado em consideração pelos alunos da licenciatura, que a História da Teoria do Flogístico e posteriormente de Lavoisier seriam o fio condutor para o aprendizado dos conceitos químicos. A SAT Lavoisier foi desenvolvida pelos alunos bolsistas, em comum acordo com o professor supervisor, em uma escola da região central da cidade de Diadema nos 1º e 2º anos do EM. Os objetivos dessa sequência eram: Introduzir a ideia da existência do gás; Compreender que os gases possuem massa, e que essa massa se conserva em uma transformação química; Compreender que no desenvolvimento dessa ideia (do gás) participaram mais de um cientista e Entender a construção coletiva do conhecimento científico. Outro objetivo dessa sequência era o de conhecer como os alunos entendiam a combustão de diferentes materiais, como por exemplo, a queima de metais. Combustão (SILVA e PITOMBO, 2006) é um dos conceitos mais trabalhados em ambiente escolar e muito associado ao termo queima que é entendido igualmente por pessoas escolarizadas ou não. Acredita-se que os alunos chegam ao ambiente escolar com alguma ideia do que seja queima e, por isso, é importante conhecer suas ideias, opiniões e imagens estruturadas no saber prático. Portanto, os objetos educacionais foram pensados com o objetivo de possibilitar aos alunos o aprendizado desses importantes conceitos, como também o conhecimento do contexto histórico onde esses conhecimentos foram construídos.

3 3 DESENVOLVIMENTO DOS OBJETOS EDUCACIONAIS 1º. Objeto - a balança de travessão: A balança de travessão foi escolhida para que o aluno visualizasse de forma clara o ganho e perda de massa, sem precisão somente para introdução da teoria do Flogístico. Construção do objeto Para a construção da balança usou-se como parâmetro a descrição de Beltran e Ciscato (1991) na qual os autores descrevem a sua construção como também indica possíveis discussões a partir desse objeto. A balança (figura 1, anexo I) foi construída usando-se como travessão um arame grosso de aproximadamente um (1) metro de comprimento. É conveniente o uso do arame grosso para que o travessão não entorte com o próprio peso. Como base para o travessão foi confeccionado um suporte de madeira para que o travessão ficasse aproximadamente, a altura de um (1) metro do chão. Em cada lado do travessão foi colocado um prato de alumínio, feito com duas latas de refrigerante, suspenso por fios de cobre. 2ª. Objeto Jogo da linha do tempo: O segundo objeto consistiu em um jogo de memória relacionado a uma linha de tempo dos cientistas que se preocuparam com o estudo dos gases até o estudo de Lavoisier. O jogo de memória foi utilizado para promover o entendimento desta história de forma lúdica Construção do objeto A linha do tempo foi elaborada a partir de pesquisas em fontes primarias e secundarias da História da Química. Com a linha do tempo construída foi criado um jogo de memória onde as fotos dos personagens ficaram em cartões separados de outras informações como a teoria desenvolvida e a data, aproximada, de seu desenvolvimento. Os alunos receberiam esses cartões misturados e teriam então que começar a jogar o jogo de memória. Regras do jogo: os alunos teriam que colar em uma cartolina, a figura dos cientistas e as informações sobre a teoria desenvolvida por ele de forma cronológica criando uma linha do tempo. Os alunos foram incentivados criarem a linha do tempo da forma que julgassem melhor e a complementar o trabalho com imagens desenhadas com canetinhas e lápis de cor. (figura 2, anexo I)

4 4 3º. Objeto - Experimentos: O objetivo desse objeto foi de ajudar a desenvolver nos alunos a ideia de que o gás existe e este possui massa. Construção do objeto Os experimentos são simples e de baixo custo, baseiam-se na reação entre vinagre de cozinha (ácido acético) e bicarbonato de sódio em um sistema fechado. Para garantir que o sistema fosse fechado usou-se uma garrafa pet de 600 ml (figura 3, anexo I). A reação se dá inicialmente com a garrafa fechada, onde a garra fica, durante todo o experimento, em cima da balança. Com o esquema descrito acima os alunos puderam acompanhar a reação e a conservação da massa. Ao término da reação a garrafa foi aberta deixando o gás escapar e o experimento foi pesado novamente, nesse momento os alunos observaram a redução da massa ocasionada pela ausência do gás na garrafa. Para a elaboração desses experimentos foram testados recipientes de diversos materiais e tamanhos, pois o grande desafio era o de não deixar o gás escapar durante a reação química. Roteiros dos dois experimentos em anexo (anexo II) Com esse objeto a SAT foi finalizada. ANÁLISE DOS RESULTADOS Aplicação do objeto balança de travessão: A queima de um determinado material, em um dos lados de uma balança de travessão, foi feita com o propósito de discutir com os alunos se o medial se tornaria mais leve ou mais pesado que o material original após a queima (figura 4, anexo I). Durante a queima desses materiais (papel, palha de aço e vela) os alunos foram questionados sobre qual lado da balança ficaria mais pesado, o lado do material queimado ou o lado do material que não foi queimado. Aplicação do objeto jogo da linha do tempo No início da aula foi feita uma apresentação, em Power point, dos cientistas, envolvidos no desenvolvimento da ideia do gás, após a apresentação e discussão dos slides foi exibido um filme (editado pelos bolsistas) sobre Lavoisier. O objetivo do filme foi o de construir o contexto histórico da época de Lavoisier, discutindo a situação da França naquele período (a revolução francesa). A apresentação dos slides foi feita

5 5 com o objetivo de apresentar as discussões que ocorriam na comunidade cientifica em relação à ideia de gás. Na segunda aula foi desenvolvido um jogo com os personagens e informações do filme visto na aula anterior. Após essa atividade os alunos, em grupo, construíram a linha do tempo (figura 2, anexo I), em uma cartolina. Nessa atividade observamos o envolvimento e a participação ativa dos alunos com a atividade, muitos alunos que não participavam da aula se interessaram pela atividade e a realizaram com êxito e empenho, enriquecendo, por exemplo, a linha do tempo com desenhos e frases. Aplicação do objeto experimento: Os alunos foram divididos em grupo para a realização do experimento, cada grupo foi acompanhado por um bolsista ou pela professora supervisora (figura 5, anexo I). Durante o experimento os alunos realizaram anotações e responderam as questões propostas no roteiro (anexo II). Nas turmas em que as atividades foram realizadas, observava-se uma baixa frequência dos alunos, entretanto, essa frequência foi aumentando a cada aula. Nessa última aula, observamos que a sala tinha uma quantidade maior de alunos do que nas aulas anteriores e que os alunos estavam se empenhando na realização do experimento, entretanto estavam inseguros no momento de realiza-lo, pois alegavam não possuir habilidades para esse tipo de atividade, já que eles, até então, só tinham observado a realização de atividades experimentais. CONCLUSÕES Através destas atividades, os alunos puderam perceber que a Química não é um conjunto de fórmulas e símbolos para serem memorizados, mas sim um conjunto de conhecimentos necessários para que eles possam compreender o mundo à sua volta, pois a Química está presente no desenvolvimento industrial, tecnológico e no cotidiano, visando à qualidade de vida do ser humano. A ludicidade é uma necessidade do ser humano em qualquer idade e não pode ser vista apenas como diversão. O desenvolvimento do aspecto lúdico facilita a aprendizagem, desenvolvimento pessoal, social e cultural, os processos de socialização, comunicação, expressão e a construção do conhecimento.

6 6 Acreditamos que os objetos educacionais desenvolvidos e usados na SAT Lavoisier puderam proporcionar um maior interesse pela química, como também a valorização do aspecto histórico e social do conhecimento. REFERÊNCIAS BELTRAN, N. O., CISCATO, C.A.M., Química. Coleção Magistério 2º. Grau. 2ª. Ed. Editora Cortez,São Paulo, p.56-61,1991. GIL- PÉREZ, D. Contribución de la historia y la filosofía de las ciencias al desarrollo de um modelo de enseñanza/aprendizaje como investigación, Enseñanza de las Ciencias. 11 (2): PORTO, P. A.. Ensino de química em foco. Ed. Unijuí, p , SILVA, M. A. E; PITOMBO, L. R. M., Como os alunos entendem queima e combustão: contribuições a partir de representações sociais. Química Nova na Escola. N 23, p , MAIO, 2006.

7 7 ANEXO I: Imagens Figura 1: balança de travessão construída pelos bolsistas do Pibid. Figura 2: Atividade do Pibid na escola: construção da linha do tempo. Pensadores da ciência. Figura 3: Atividade do Pibid na escola: o estudo do gás e conservação de massa.

8 8 Figura 4: Atividade do Pibid na escola: queima da palha de aço. Teoria do Flogístico. Figura 5: Atividade do Pibid na escola: experimentos para o estudo do gás e conservação de massa.

9 ANEXO II ROTEIROS EXPERIMENTAIS 9

10 10

Ações Concretas do PIBID de Matemática no Colégio Nestório Ribeiro. Palavras chaves: Ações concretas. Monitorias/Tutorias. Laboratório de Matemática.

Ações Concretas do PIBID de Matemática no Colégio Nestório Ribeiro. Palavras chaves: Ações concretas. Monitorias/Tutorias. Laboratório de Matemática. Ações Concretas do PIBID de Matemática no Colégio Nestório Ribeiro Relicler Pardim GOUVEIA 1 ; Stefane dos Santos REZENDE 2 ; Elizeu Antônio dos SANTOS 3 ; Braulio Sousa CARRIJO 4 ; Marineide Faustino

Leia mais

O USO DO STOP MOTION COMO RECURSO PEDAGÓGICO PARA TORNAR MAIS LÚDICO O ENSINO DE BIOQUÍMICA NO ENSINO MÉDIO

O USO DO STOP MOTION COMO RECURSO PEDAGÓGICO PARA TORNAR MAIS LÚDICO O ENSINO DE BIOQUÍMICA NO ENSINO MÉDIO O USO DO STOP MOTION COMO RECURSO PEDAGÓGICO PARA TORNAR MAIS LÚDICO O ENSINO DE BIOQUÍMICA NO ENSINO MÉDIO Hadassa Carolinny Soares de Oliveira (UFPE/CAV) Gabriel Henrique de Lima (UFPE/CAV) Josely Alves

Leia mais

FOGUETES DE GARRAFA PET

FOGUETES DE GARRAFA PET FOGUETES DE GARRAFA PET RESUMO O presente trabalho tem como objetivo relatar o desenvolvimento de uma atividade experimental, realizada por um professor de física em conjunto com os alunos, em uma escola

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL. 2. Nome do Projeto: Preservando o Passado, Pensando no Futuro

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL. 2. Nome do Projeto: Preservando o Passado, Pensando no Futuro Educação Patrimonial Município de Córrego do Bom Jesus/MG 2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL 1. Município: Córrego do Bom Jesus 2. Nome do Projeto: Preservando o Passado, Pensando no

Leia mais

PIBID MATEMÁTICA E A CONSTRUÇÃO DE CASINHAS DE JARDIM COM MATERIAIS DE BAIXO CUSTO

PIBID MATEMÁTICA E A CONSTRUÇÃO DE CASINHAS DE JARDIM COM MATERIAIS DE BAIXO CUSTO PIBID MATEMÁTICA E A CONSTRUÇÃO DE CASINHAS DE JARDIM COM MATERIAIS DE BAIXO CUSTO A.P.V. RENGEL 1 ; A. ÁVILA¹; D. D. CHIESA¹; D. BAVARESCO 2 ; G.B.F.DIAS 3, M.CARRARO¹; M. MAITO¹; RESUMO: Inovações no

Leia mais

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I

GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I Maceió, 18 de março de 2016. GUIA PEDAGÓGICO PARA OS PAIS Jardim I Senhores pais ou responsáveis Já iniciamos os projetos pedagógicos do 1 trimestre letivo. As turmas de Jardim I estão desenvolvendo os

Leia mais

MODELOS INTUITIVOS DE VIGAS VIERENDEEL PARA O ESTUDO DO DESEMPENHO ESTRUTURAL QUANDO SUJEITAS A APLICAÇÃO DE CARREGAMENTOS

MODELOS INTUITIVOS DE VIGAS VIERENDEEL PARA O ESTUDO DO DESEMPENHO ESTRUTURAL QUANDO SUJEITAS A APLICAÇÃO DE CARREGAMENTOS Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 266 MODELOS INTUITIVOS DE VIGAS VIERENDEEL PARA O ESTUDO DO DESEMPENHO ESTRUTURAL QUANDO SUJEITAS A APLICAÇÃO DE CARREGAMENTOS

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: OS PRIMEIROS PASSOS DE UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL1 1

TRANSFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: OS PRIMEIROS PASSOS DE UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL1 1 TRANSFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: OS PRIMEIROS PASSOS DE UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL1 1 Isadora Somavila 2, Fernando Jaime González 3. 1 Trabalho vinculado ao projeto Transformação da Educação

Leia mais

Palavras-chave: Subprojeto PIBID da Licenciatura em Matemática, Laboratório de Educação Matemática, Formação de professores.

Palavras-chave: Subprojeto PIBID da Licenciatura em Matemática, Laboratório de Educação Matemática, Formação de professores. 00465 A IMPLANTAÇÃO DE UM LABORATÓRIO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA Regina Helena Munhoz Professora Adjunta Departamento de Matemática UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina RESUMO

Leia mais

Jonatas Pereira de Lima (1); Maria de Fátima Camarotti (2) INTRODUÇÃO

Jonatas Pereira de Lima (1); Maria de Fátima Camarotti (2) INTRODUÇÃO ENSINO DE CIÊNCIAS: O USO DE METODOLOGIAS DIVERSIFICADAS PARA O ENSINO, SENSIBILIZAÇÃO E PREVENÇÃO DA ANCILOSTOMÍASE E ASCARIDÍASE EM UMA ESCOLA DA REDE PÚBLICA DE JOÃO PESSOA, PB INTRODUÇÃO Jonatas Pereira

Leia mais

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR ANEXO 5.2.2. PLANO DE AÇÃO PROFESSOR Rua Bruxelas, nº 169 São Paulo - SP CEP 01259-020 Tel: (11) 2506-6570 escravonempensar@reporterbrasil.org.br www.escravonempensar.org.br O que é o plano de ação? O

Leia mais

O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO

O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO Katherine Scheeffer de Almeida Bucher. FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

Leia mais

ENSINO-APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA: OS CONTEÚDOS COM BASES MATEMÁTICAS NO ENSINO FUNDAMEANTAL 1

ENSINO-APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA: OS CONTEÚDOS COM BASES MATEMÁTICAS NO ENSINO FUNDAMEANTAL 1 ENSINO-APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA: OS CONTEÚDOS COM BASES MATEMÁTICAS NO ENSINO FUNDAMEANTAL 1 Priscilla Régia de Castro PEREIRA 2 Ivanilton José de OLIVEIRA 3 Introdução Dentre as pesquisas existentes

Leia mais

O jogo do Mico no ensino das Funções Orgânicas: o lúdico como estratégia no PIBID

O jogo do Mico no ensino das Funções Orgânicas: o lúdico como estratégia no PIBID O jogo do Mico no ensino das Funções Orgânicas: o lúdico como estratégia no PIBID Danilo Augusto Matos 1, Vinícius Nunes dos Santos 1, Daniela Marques Alexandrino 2*, Maria Celeste Passos Silva Nascimento

Leia mais

Palavras-chave: Ensino Fundamental. Alfabetização Interdisciplinar. Ciências e Linguagens.

Palavras-chave: Ensino Fundamental. Alfabetização Interdisciplinar. Ciências e Linguagens. O ENSINO DE CIÊNCIAS E LINGUAGENS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: EXPLORANDO O ESPAÇO EM UMA LINGUAGEM INTERDISCIPLINAR Área temática: Responsável pelo trabalho: BRABO, J.N.C. Instituição: Universidade

Leia mais

ESTUDO SOBRE TRIGOMETRIA POR MEIO DA UTILIZAÇÃO DE UM INCLINÔMETRO: UMA ATIVIDADE DO PIBID

ESTUDO SOBRE TRIGOMETRIA POR MEIO DA UTILIZAÇÃO DE UM INCLINÔMETRO: UMA ATIVIDADE DO PIBID ESTUDO SOBRE TRIGOMETRIA POR MEIO DA UTILIZAÇÃO DE UM INCLINÔMETRO: UMA ATIVIDADE DO PIBID Alexandre Alves Guimarães Júnior¹, Bruna Borges Monteiro Costa 2, Marici Anne Costa e Silva³, Emerson Luiz Gelamo

Leia mais

EXPERIÊNCIAS DE UM MINICURSO DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DA ANOTOMIA HUMANA NO ENSINO MÉDIO

EXPERIÊNCIAS DE UM MINICURSO DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DA ANOTOMIA HUMANA NO ENSINO MÉDIO EXPERIÊNCIAS DE UM MINICURSO DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DA ANOTOMIA HUMANA NO ENSINO MÉDIO Rosângela Miranda de Lima 1, Josilene Maria de Almeida2, Wellington do Nascimento Pereira3, Prof. Dr.Paulo

Leia mais

COMUNIDADE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM

COMUNIDADE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM COMUNIDADE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM ATIVIDADES Atividade Extra - Fórum SIEPE (Compensação da carga horária do dia 08/09/2012) A atividade foi postada no módulo X Atividade Módulo X - Fórum Agenda O cursista

Leia mais

GEOGRAFIA ESCOLAR E O LÚDICO: ALGUMAS APROXIMAÇÕES NO ENSINO FUNDAMENTAL II

GEOGRAFIA ESCOLAR E O LÚDICO: ALGUMAS APROXIMAÇÕES NO ENSINO FUNDAMENTAL II GEOGRAFIA ESCOLAR E O LÚDICO: ALGUMAS APROXIMAÇÕES NO ENSINO FUNDAMENTAL II Aluno: Jhonata da Silva de Jesus Matricula: 005805/06. Professor (Orientador/Preponente): Daniel Luiz Poio Roberti Matricula

Leia mais

PROEJETO ARBORIZAÇÃO, JARDINAGEM E HORTA COMUNIDADE BETEL: Contribuições Para a Formação Acadêmica

PROEJETO ARBORIZAÇÃO, JARDINAGEM E HORTA COMUNIDADE BETEL: Contribuições Para a Formação Acadêmica PROEJETO ARBORIZAÇÃO, JARDINAGEM E HORTA COMUNIDADE BETEL: Contribuições Para a Formação Acadêmica Fernanda S. Seger 1 Érika Lucatelli 2 RESUMO Este artigo propõe apresentar os resultados e discussões

Leia mais

Avaliação dos Estudantes sobre o Uso de Imagens como Recurso Auxiliar no Ensino de Conceitos Químicos

Avaliação dos Estudantes sobre o Uso de Imagens como Recurso Auxiliar no Ensino de Conceitos Químicos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PIBID-PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA BOLSISTA: LIANE ALVES DA SILVA Avaliação dos Estudantes sobre o Uso de Imagens como Recurso Auxiliar

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB EDITAL Nº 02/2009 CAPES/DEB PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À

Leia mais

TRABALHANDO EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ECOSSISTEMA MANGUEZAL NO ENSINO FUNDAMENTAL I. Andreza Barboza da Silva; Ana Paula Santos Fidelis

TRABALHANDO EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ECOSSISTEMA MANGUEZAL NO ENSINO FUNDAMENTAL I. Andreza Barboza da Silva; Ana Paula Santos Fidelis TRABALHANDO EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ECOSSISTEMA MANGUEZAL NO ENSINO FUNDAMENTAL I. Andreza Barboza da Silva; Ana Paula Santos Fidelis Universidade Federal de Pernambuco andrezabarbozasilva@hotmail.com ppfidelis@gmail.com

Leia mais

GEOGRAFIA UNIVERSOS. Por que escolher a coleção Universos Geografia

GEOGRAFIA UNIVERSOS. Por que escolher a coleção Universos Geografia UNIVERSOS GEOGRAFIA Por que escolher a coleção Universos Geografia 1 Pensada a partir do conceito SM Educação Integrada, oferece ao professor e ao aluno recursos integrados que contribuem para um processo

Leia mais

TABELA PERIÓDICA: UM CONHECIMENTO NECESSÁRIO AO ENSINO DE QUÍMICA

TABELA PERIÓDICA: UM CONHECIMENTO NECESSÁRIO AO ENSINO DE QUÍMICA TABELA PERIÓDICA: UM CONHECIMENTO NECESSÁRIO AO ENSINO DE QUÍMICA NUNES, Maria da Penha Agra 1 -UEPB Subprojeto: Química Resumo O trabalho desenvolvido teve o objetivo de promover uma aprendizagem significativa

Leia mais

APRENDER E ENSINAR CIÊNCIAS NATURAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL Apresentação do PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) de Ciências Naturais

APRENDER E ENSINAR CIÊNCIAS NATURAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL Apresentação do PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) de Ciências Naturais APRENDER E ENSINAR CIÊNCIAS NATURAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL Apresentação do PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) de Ciências Naturais INTRODUÇÃO Para o ensino de Ciências Naturais é necessária a construção

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Jardim 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Letras - Inglês Obs.: Para proposta

Leia mais

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: ATIVIDADES EXPERIMENTAIS/DEMONSTRAÇÕES E PRINCIPAIS REFERENCIAIS TEÓRICOS

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: ATIVIDADES EXPERIMENTAIS/DEMONSTRAÇÕES E PRINCIPAIS REFERENCIAIS TEÓRICOS REVISÃO BIBLIOGRÁFICA: ATIVIDADES EXPERIMENTAIS/DEMONSTRAÇÕES E PRINCIPAIS REFERENCIAIS TEÓRICOS Jéssica Regina Romão Cabral Departamento de Ciências Naturais Universidade Federal de São João del Rei 20

Leia mais

A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros

A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros Discente do Curso de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia, Faculdade de Ciências Integradas do Pontal, campus

Leia mais

Uma formação dos professores que vai além dos saberes a serem ensinados

Uma formação dos professores que vai além dos saberes a serem ensinados Uma formação dos professores que vai além dos saberes a serem ensinados Philippe Perrenoud Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação Universidade de Genebra 2012 Endereços Internet http://www.unige.ch/fapse/sse/teachers/perrenoud/

Leia mais

OFICINAS DE VELAS AROMÁTICAS NO DIA DOS NAMORADOS DO PIBID QUÍMICA ESCOLA LUIZ MÉRCIO

OFICINAS DE VELAS AROMÁTICAS NO DIA DOS NAMORADOS DO PIBID QUÍMICA ESCOLA LUIZ MÉRCIO Oficinas OFICINAS DE VELAS AROMÁTICAS NO DIA DOS NAMORADOS DO PIBID QUÍMICA ESCOLA LUIZ MÉRCIO Objetivo: Propor uma atividade diferenciada para os alunos dos terceiros anos (EJJA) noturno da escola Luís

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM TERAPIA ANALÍTICO-COMPORTAMENTAL

ESPECIALIZAÇÃO EM TERAPIA ANALÍTICO-COMPORTAMENTAL ESPECIALIZAÇÃO EM TERAPIA ANALÍTICO-COMPORTAMENTAL O programa irá capacitá-lo a formulação de casos clínicos, avaliação e planejamento das sessões psicoterapêuticas a partir do modelo analítico comportamental

Leia mais

O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: A IMPORTÂNCIA DO MATERIAL DIDÁTICO COM VISTAS À INCLUSÃO

O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: A IMPORTÂNCIA DO MATERIAL DIDÁTICO COM VISTAS À INCLUSÃO O ENSINO DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: A IMPORTÂNCIA DO MATERIAL DIDÁTICO COM VISTAS À INCLUSÃO Ms. Márcia Valéria Azevedo de Almeida Ribeiro IFFluminense/ISECENSA/UCAM/CEJN mvaleria@censanet.com.br

Leia mais

PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO

PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO Formação de Professores e Educação Matemática (FPM) GT 08 RESUMO Melquisedec Anselmo da Costa AZEVEDO

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO Fernanda Lima Ferreira Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais Introdução O presente relato de experiência se refere

Leia mais

Sala de Jogos da matemática à interdisciplinaridade

Sala de Jogos da matemática à interdisciplinaridade Sala de Jogos da matemática à interdisciplinaridade Orientadora: Eliane Lopes Werneck de Andrade Matrícula SIAPE: 1697146 Orientada: Vitória Mota Araújo Matrícula UFF: 000105/06 Palavras-chave: Interdisciplinaridade,

Leia mais

DESCOBRINDO AS FORMAS DA ÁGUA

DESCOBRINDO AS FORMAS DA ÁGUA DESCOBRINDO AS FORMAS DA ÁGUA Monique Aparecida Voltarelli Resumo Este trabalho foi desenvolvido com crianças da fase 5 da educação infantil de uma Escola Municipal de Educação Infantil de São Carlos.

Leia mais

Atividade 1. Objetivos: Planificação: Etapa 1. Debata: Tempo: 3 horas. Disciplinas: Ciências Naturais, Ciências Sociais, Inglês.

Atividade 1. Objetivos: Planificação: Etapa 1. Debata: Tempo: 3 horas. Disciplinas: Ciências Naturais, Ciências Sociais, Inglês. Atividade 1 Tempo: 3 horas Disciplinas: Ciências Naturais, Ciências Sociais, Inglês. Ciclo de ensino: Ensino secundário da área das ciências. Objetivos: Conseguir decifrar e compreender um artigo científico

Leia mais

COMPONENTE CURRICULAR: Ciências Jurídicas e Sociais

COMPONENTE CURRICULAR: Ciências Jurídicas e Sociais C U R S O D E E N G E N H A R I A E L É T R I C A A u t o r i z a d o p e l a P o r t a r i a M E C n º 9 6 0 d e 2 5 / 1 1 / 0 8 - D. O. U d e 2 6 / 1 1 / 0 8 COMPONENTE CURRICULAR: Ciências Jurídicas

Leia mais

3 Metodologia de pesquisa

3 Metodologia de pesquisa 3 Metodologia de pesquisa Esta pesquisa foi concebida com o intuito de identificar como a interação entre o gerenciamento de projetos e o planejamento estratégico estava ocorrendo nas empresas do grupo

Leia mais

ANATOMIA EM PROTÓTIPOS

ANATOMIA EM PROTÓTIPOS 1 ANATOMIA EM PROTÓTIPOS Natasha Logsdon Mestre em Ensino em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente DADOS DE IDENTIFICAÇÃO O trabalho Anatomia em Protótipos trata-se da representação de algumas articulações

Leia mais

PLANO DE CURSO. Código: FIS09 Carga Horária: 60 Créditos: 03 Pré-requisito: Período: IV Ano:

PLANO DE CURSO. Código: FIS09 Carga Horária: 60 Créditos: 03 Pré-requisito: Período: IV Ano: PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Licenciatura em Educação Física Disciplina: Educação Física na Infância Professor: Gilson Pereira Souza E-mail: professorgilsonpereira@gmail.com Código:

Leia mais

O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Introdução

O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Introdução 421 O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Amanda Ferreira dos Santos², Felipe Vidigal Sette da Fonseca²,

Leia mais

A ELETROQUÍMICA DE FORMA DIFERENCIADA: O USO DA PILHA DE ÁGUA SANITÁRIA E SIMULAÇÃO DA ELETRÓLISE COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO NA EJA

A ELETROQUÍMICA DE FORMA DIFERENCIADA: O USO DA PILHA DE ÁGUA SANITÁRIA E SIMULAÇÃO DA ELETRÓLISE COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO NA EJA A ELETROQUÍMICA DE FORMA DIFERENCIADA: O USO DA PILHA DE ÁGUA SANITÁRIA E SIMULAÇÃO DA ELETRÓLISE COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO NA EJA Pollyanna Cristina Gomes e Silva (1); Vicente Maxim da Silva Araujo (2);

Leia mais

superação do bullying na escola Dra. Luciene Regina Paulino Tognetta

superação do bullying na escola Dra. Luciene Regina Paulino Tognetta Protagonismo infantojuvenil: um convite a superação do bullying na escola Dra. Luciene Regina Paulino Tognetta O que nos diz o cotidiano da escola? (Partes do livro Problemas de Medo Editora Adonis, 2015).

Leia mais

ABORDAGEM METODOLÓGICA EM GEOGRAFIA: A PESQUISA DE CAMPO*

ABORDAGEM METODOLÓGICA EM GEOGRAFIA: A PESQUISA DE CAMPO* ABORDAGEM METODOLÓGICA EM GEOGRAFIA: A PESQUISA DE CAMPO* Agostinho Paula Brito CAVALCANTI Pós-Doutor, Departamento de Geografia (UFPI) agos@ufpi.br RESUMO O presente trabalho tem por objetivo uma abordagem

Leia mais

Atividades práticas-pedagógicas desenvolvidas em espaços não formais como parte do currículo da escola formal

Atividades práticas-pedagógicas desenvolvidas em espaços não formais como parte do currículo da escola formal Atividades práticas-pedagógicas desenvolvidas em espaços não formais como parte do currículo da escola formal Linha de Pesquisa: LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016

PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016 PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016 Apresentação O Curso de Licenciatura em Artes da tem como meta principal formar o professor de artes através de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 03/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 03/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 03/2013 - Processo Seletivo de Bolsistas para o PIBID/UNIFRA - O Centro Universitário Franciscano, por

Leia mais

GEOGRAFIA DAS IMAGENS: A FOTO QUE FALA

GEOGRAFIA DAS IMAGENS: A FOTO QUE FALA GEOGRAFIA DAS IMAGENS: A FOTO QUE FALA Malena Ramos Silva¹ Marcos Eduardo Nascimento Moraes² Sára de Oliveira Honorato³ Roberto Márcio da Silveira 4 1 malena_mrs@hotmail.com; 2 menmoraes@gmail.com; 3 saryta.94@hotmail.com;

Leia mais

Compreender o que é Estrutura Geológica, identificar as camadas internas da Terra e atentar para a história e formação dos continentes (Pangeia).

Compreender o que é Estrutura Geológica, identificar as camadas internas da Terra e atentar para a história e formação dos continentes (Pangeia). UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: Produto

Leia mais

PRODUÇÂO OFICINA FORMAÇÃO CONTINUADA 24/02/16 PET- GRADUASUS

PRODUÇÂO OFICINA FORMAÇÃO CONTINUADA 24/02/16 PET- GRADUASUS PRODUÇÂO OFICINA FORMAÇÃO CONTINUADA 24/02/16 PET- GRADUASUS ORIENTAÇÃO AOS DOCENTES DAS DISCIPLINAS COM CONTEÚDOS INTEGRADORES PRIMEIROS PERÍODOS DOS CURSOS DO CCS EMENTA: Conceito ampliado de saúde e

Leia mais

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática A UTILIZAÇÃO DE BLOGs COMO RECURSO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Maria Angela Oliveira Oliveira Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho matematicangela2007@yahoo.com.br Resumo: O Mini-Curso

Leia mais

Figura 1: Imagem disponível em: http://cappuccinocomnanechan.blogspot.com.br/2011/11/pao-de-queijo.html Acessado em 05/05/2014 ás 08h: 21min.

Figura 1: Imagem disponível em: http://cappuccinocomnanechan.blogspot.com.br/2011/11/pao-de-queijo.html Acessado em 05/05/2014 ás 08h: 21min. TÍTULO: Conhecendo e construindo a Tabela Periódica. MOTIVAÇÃO 1: Figura 1: Imagem disponível em: http://cappuccinocomnanechan.blogspot.com.br/2011/11/pao-de-queijo.html Acessado em 05/05/2014 ás 08h:

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Turno: Quartas-feiras das 9:30 as 12:15 Carga Horária: 3 créditos (45 h)

PLANO DE ENSINO. Turno: Quartas-feiras das 9:30 as 12:15 Carga Horária: 3 créditos (45 h) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Dados de Identificação Campus: Uruguaiana Curso: Enfermagem Componente Curricular: Abordagens administrativas

Leia mais

PROGRAMA DE CONSCIENTIZACAO DA SOCIEDADE CIVIL

PROGRAMA DE CONSCIENTIZACAO DA SOCIEDADE CIVIL PROGRAMA DE CONSCIENTIZACAO DA SOCIEDADE CIVIL Programa de Conscientização da Sociedade Civil sobre uso e preservação das águas do Rio Paraíba do Sul em Campos dos Goytacazes - RJ. 1-) Introdução A Política

Leia mais

O objetivo do estágio curricular é de possibilitar ao aluno:

O objetivo do estágio curricular é de possibilitar ao aluno: FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Versão 2016.1 PLANO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura em Pedagogia

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA COM VÍDEOS DE EXPERIMENTOS DEMONSTRATIVO- INVESTIGATIVOS SOBRE O TEMA COMBUSTÃO

SEQUÊNCIA DIDÁTICA COM VÍDEOS DE EXPERIMENTOS DEMONSTRATIVO- INVESTIGATIVOS SOBRE O TEMA COMBUSTÃO 1 SEQUÊNCIA DIDÁTICA COM VÍDEOS DE EXPERIMENTOS DEMONSTRATIVO- INVESTIGATIVOS SOBRE O TEMA COMBUSTÃO Produto Educacional gerado a partir da dissertação de mestrado: Vídeos de Experimentos Demonstrativo-Investigativos:

Leia mais

Escola Adventista Thiago White

Escola Adventista Thiago White Roteiro de Matemática 6º ano A e B - 1º Bimestre Data Início / / Data Término / / Nota: Tema: Números Primos, MMC e MDC Conceituar um número primo e verificar se um número dado é ou não primo. Obter o

Leia mais

APRENDENDO GEOMETRIA ATRAVÉS DE ATIVIDADES LÚDICAS

APRENDENDO GEOMETRIA ATRAVÉS DE ATIVIDADES LÚDICAS 27 a 30 de agosto de 2014. APRENDENDO GEOMETRIA ATRAVÉS DE ATIVIDADES LÚDICAS CALABREZ, Mayara Caetano Instituto Federal do Espírito Santo - Cachoeiro mayaracalabrez@hotmail.com MOREIRA, Michelli Rodrigues

Leia mais

Intervenção. Semana de Recepção aos Calouros. 23 a 27 de março de Jogo da Mentira

Intervenção. Semana de Recepção aos Calouros. 23 a 27 de março de Jogo da Mentira Intervenção Semana de Recepção aos Calouros 23 a 27 de março de 2015 Jogo da Mentira Autores: Bruna Barcelos e Rutilene Carmo. CONTEXTUALIZAÇÃO O modo como os alunos se integram ao contexto do ensino superior

Leia mais

PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS

PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS PLANOS DE AULAS BOLSISTAS: Jéssica Pereira, Denise Oliveira e Taiana Azevedo DATA DA AULA: 10 /09/2012 AULA No.: 1 PLANO DE AULA CONTEÚDOS: Dinâmica de grupo OBJETIVO GERAL:

Leia mais

FÍSICA EXPERIMENTAL III APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

FÍSICA EXPERIMENTAL III APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA FÍSICA EXPERIMENTAL III José Fernando Fragalli Departamento de Física Udesc/Joinville APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA A Ciência está escrita neste grande livro colocado sempre diante dos nossos olhos o Universo

Leia mais

O OLHAR DOS FUTUROS PROFESSORES DE FÍSICA SOBRE O PAPEL DO PIBID EM SUA FORMAÇÃO

O OLHAR DOS FUTUROS PROFESSORES DE FÍSICA SOBRE O PAPEL DO PIBID EM SUA FORMAÇÃO O OLHAR DOS FUTUROS PROFESSORES DE FÍSICA SOBRE O PAPEL DO PIBID EM SUA FORMAÇÃO Simone Marks Santos 1 Alessandro Frederico da Silveira 2 Resumo: O presente artigo apresenta o resultado de uma investigação

Leia mais

A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA RESUMO

A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA RESUMO A PRÁTICA DO ATLETISMO ESCOLAR COMO PROPOSTA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA BARETTA, Elisabeth; GRIGOLLO, Leoberto Ricardo. RESUMO O desenvolvimento de atividades de extensão por meio do I Festival Unoesc de

Leia mais

História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história

História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história História em foco : rádio escola como uma alternativa eficaz de ensino aprendizagem nas aulas de história Introdução Maria Luziane de Sousa Lima (UFCG) Luziane.picui@hotmail.com Djanira Rafaella Silva Pereira

Leia mais

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio.

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio. 1. Escola: Aníbal de Freitas 2. Bolsista Aline Chinalia 3. Data: 05/08/2015 4. Atividade: Aula Tema: Equações do Segundo Grau 5. Duração: 1h20 min 6. Objetivo: O objetivo desta atividade é trabalhar um

Leia mais

Tipo do produto: Plano de aula

Tipo do produto: Plano de aula Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Tipo do produto: Plano de aula 1 IDENTIFICAÇÃO NOME DO SUBPROJETO: POPULARIZANDO

Leia mais

AGRUPAMENTO HORIZONTAL DE VILA NOVA DE MILFONTES. Projeto. Atividade de Enriquecimento Curricular das Ciências Experimentais. Água é vida!

AGRUPAMENTO HORIZONTAL DE VILA NOVA DE MILFONTES. Projeto. Atividade de Enriquecimento Curricular das Ciências Experimentais. Água é vida! Projeto Atividade de Enriquecimento Curricular das Ciências Experimentais Água é vida! Docentes: Marta Sousa Nélia Guerreiro Tema: Água é Vida! Turmas: Todas as turmas do agrupamento Apresentação: Este

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 48/2015, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2015. TÍTULO I Projeto de Pesquisa - Caracterização

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 48/2015, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2015. TÍTULO I Projeto de Pesquisa - Caracterização MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO SUPERIOR Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº

Leia mais

Ciências Naturais 5º ano

Ciências Naturais 5º ano Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Escola E.B.,3 Dr. António Chora Barroso Ciências Naturais 5º ano Planificação a Longo Prazo 013/014 Planificação, finalidades e avaliação Grupo Disciplinar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CEDUC: CENTRO EDUCACIONAL.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CEDUC: CENTRO EDUCACIONAL. UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CEDUC: CENTRO EDUCACIONAL. ITAMARA CARDOSO DOS SANTOS JULIANA LIMA MAGALHÃES SUANI MARA DA SILVA VIANA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) BOA

Leia mais

FÍSICA EXPERIMENTAL II APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

FÍSICA EXPERIMENTAL II APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA FÍSICA EXPERIMENTAL II José Fernando Fragalli Departamento de Física Udesc/Joinville APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA A Ciência está escrita neste grande livro colocado sempre diante dos nossos olhos o Universo

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR

CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR MARTINS, Beatriz Rodrigues 1 ; ROSINI, Alessandra Monteiro 2 ; CORRÊA, Alessandro Sousa 3 ; DE CARVALHO, Deborah Nogueira 4 ;

Leia mais

I. Plano de Aula: Data: 16/04/2014. Duração da aula: 2 aulas de 50 minutos. II. Dados de Identificação:

I. Plano de Aula: Data: 16/04/2014. Duração da aula: 2 aulas de 50 minutos. II. Dados de Identificação: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: Data:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS SÃO GABRIEL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS SÃO GABRIEL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS SÃO GABRIEL PROJETO FENOFISICA E.E.E.M João Pedro Nunes Coordenadores: Analía Del Valle Garnero e Ronaldo Erichsen Colaboradora: Berenice Bueno Supervisora: Jaqueline

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE, Estágio Supervisionado, experiências em sala, Geografia.

PALAVRAS-CHAVE, Estágio Supervisionado, experiências em sala, Geografia. OFICINAS: FORMAÇÃO DE SOLOS E ORIENTAÇÃO CARTOGRÁFICA, PROPOSTAS PELA DISCIPLINA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I Jonathan Fernando Costa Alves Discente do Curso de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia,

Leia mais

APRESENTANDO O GÊNERO DIÁRIO

APRESENTANDO O GÊNERO DIÁRIO CAMPUS DE BAGÉ CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PIBID - LETRAS APRESENTANDO O GÊNERO DIÁRIO Bolsista: Camila da Luz Peralta Kassandra dos Santos Pâmela Castro Melina Pereira Andréia Castro Coordenadora:

Leia mais

Regulamentação do Estágio Supervisionado Curso de Licenciatura em História UFRRJ/Seropédica

Regulamentação do Estágio Supervisionado Curso de Licenciatura em História UFRRJ/Seropédica MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO Regulamentação do Estágio Supervisionado Curso de Licenciatura em História UFRRJ/Seropédica CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO Art. 1º. O Estágio

Leia mais

paulinhaven@hotmail.com Introdução

paulinhaven@hotmail.com Introdução DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NO ENSINO DE BIOLOGIA: REFLEXÃO A PARTIR DE SUBSTRATOS TEÓRICOS E PESQUISAS EM UMA ESCOLA PÚBLICA DE PARNAÍBA/PI 1 Ana Paula Costa do Nascimento 1 Nailton de Souza

Leia mais

PERFIL DOS ALUNOS DE TERCEIRO ANO REGULAR DE ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL CORONEL SARMENTO ATENDIDOS PELO PROJETO PIBID/IFPA

PERFIL DOS ALUNOS DE TERCEIRO ANO REGULAR DE ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL CORONEL SARMENTO ATENDIDOS PELO PROJETO PIBID/IFPA PERFIL DOS ALUNOS DE TERCEIRO ANO REGULAR DE ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL CORONEL SARMENTO ATENDIDOS PELO PROJETO PIBID/IFPA Sandra Miranda E.E.E.F.M. Coronel Sarmento sandramir2005@yahoo.com.br Resumo

Leia mais

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio.

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. Conteúdos: O legado Cultural Grego e Romano. História da África e dos

Leia mais

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

PPC. Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFERÊNCIA EM FORMAÇÃO E

Leia mais

Unidade III METODOLOGIA E PRÁTICA DO ENSINO DA MATEMÁTICA E CÊ CIÊNCIASC. Prof. Me. Guilherme Santinho Jacobik

Unidade III METODOLOGIA E PRÁTICA DO ENSINO DA MATEMÁTICA E CÊ CIÊNCIASC. Prof. Me. Guilherme Santinho Jacobik Unidade III METODOLOGIA E PRÁTICA DO ENSINO DA MATEMÁTICA E CÊ CIÊNCIASC Prof. Me. Guilherme Santinho Jacobik O ensino de ciências segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais O ensino de Ciências tem

Leia mais

O USO DE MAPAS CONCEITUAIS POR ALUNOS DE ENSINO MÉDIO DE JOVENS E ADULTOS

O USO DE MAPAS CONCEITUAIS POR ALUNOS DE ENSINO MÉDIO DE JOVENS E ADULTOS O USO DE MAPAS CONCEITUAIS POR ALUNOS DE ENSINO MÉDIO DE JOVENS E ADULTOS Alex de Santana Rodrigues 1 Cristiane S. da Silva 2 Resumo. Este artigo visa descrever e refletir sobre uma metodologia utilizada

Leia mais

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada O aprendizado e a progressão da criança dependerão do processo por ela desenvolvido,

Leia mais

JOGO DAS TRÊS PISTAS DO CLIMA E VEGETAÇÃO DO BRASIL: UMA PROPOSTA DIDÁTICA DO PROJETO PIBID GEOGRAFIA UENP.

JOGO DAS TRÊS PISTAS DO CLIMA E VEGETAÇÃO DO BRASIL: UMA PROPOSTA DIDÁTICA DO PROJETO PIBID GEOGRAFIA UENP. JOGO DAS TRÊS PISTAS DO CLIMA E VEGETAÇÃO DO BRASIL: UMA PROPOSTA DIDÁTICA DO PROJETO PIBID GEOGRAFIA UENP. LANGAME, Vanessa Montalvo - Universidade Estadual do Norte do Paraná UENP SANTOS, Jéssica M.

Leia mais

UTILIZANDO O JORNAL ESCOLAR COMO UMA METODOLOGIA DIFERENCIADA EM SALA DE AULA

UTILIZANDO O JORNAL ESCOLAR COMO UMA METODOLOGIA DIFERENCIADA EM SALA DE AULA UTILIZANDO O JORNAL ESCOLAR COMO UMA METODOLOGIA DIFERENCIADA EM SALA DE AULA Área Temática: Meio Ambiente Coordenador(a): Jane Schumacher 1 Autor: Eduardo da Luz Rocha 2 RESUMO: Este trabalho foi elaborado

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE. O que é Ciência?

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE. O que é Ciência? CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE O que é Ciência? O QUE É CIÊNCIA? 1 Conhecimento sistematizado como campo de estudo. 2 Observação e classificação dos fatos inerentes a um determinado grupo de fenômenos

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE PADRÕES MATEMÁTICOS NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE POTENCIAÇÃO

RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE PADRÕES MATEMÁTICOS NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE POTENCIAÇÃO RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE PADRÕES MATEMÁTICOS NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE POTENCIAÇÃO Educação Matemática nos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio GT: 10 RESUMO Este estudo consiste em um

Leia mais

A MATEMÁTICA NA COPA: EXPLORANDO A MATEMÁTICA NA BANDEIRA DO BRASIL

A MATEMÁTICA NA COPA: EXPLORANDO A MATEMÁTICA NA BANDEIRA DO BRASIL A MATEMÁTICA NA COPA: EXPLORANDO A MATEMÁTICA NA BANDEIRA DO BRASIL Educação Matemática nos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio (EMAIEFEM) GT 10 Luciano Gomes SOARES lgs.007@hotmail.com Lindemberg

Leia mais

GINCAMÁTICA. Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT

GINCAMÁTICA. Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT GINCAMÁTICA Marília Zabel 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC CCT mari_lia_zabel@hotmail.com Airton Camilo Côrrea Júnior 2 E.E.B. Professor Rudolfo Meyer airtonjr80@gmail.com Regina Helena

Leia mais

UM JOGO BINOMIAL 1. INTRODUÇÃO

UM JOGO BINOMIAL 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO UM JOGO BINOMIAL São muitos os casos de aplicação, no cotidiano de cada um de nós, dos conceitos de probabilidade. Afinal, o mundo é probabilístico, não determinístico; a natureza acontece

Leia mais

Thaís Salgado Silva Graduanda em Geografia Bolsista do Programa de Educação Tutorial - PETMEC thais.salgado_geo@yahoo.com.br

Thaís Salgado Silva Graduanda em Geografia Bolsista do Programa de Educação Tutorial - PETMEC thais.salgado_geo@yahoo.com.br EXPERIÊNCIA PRÁTICA DO PROJETO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: A Construção de Brinquedos com Materiais Recicláveis na Escola Estadual Sérgio de Freitas Pacheco - Será que lixo é lixo? Thaís Salgado Silva Graduanda

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

ATIVIDADES LÚDICAS NO ENSINO DA CITOLOGIA. Palavras-chave: Citologia, jogos didáticos, atividades lúdicas.

ATIVIDADES LÚDICAS NO ENSINO DA CITOLOGIA. Palavras-chave: Citologia, jogos didáticos, atividades lúdicas. ATIVIDADES LÚDICAS NO ENSINO DA CITOLOGIA José Phillipe Joanou P. dos Santos (UFPE/CAV) Gisele de Oliveira Silva (EREM Antônio Dias Cardoso) Kênio Erithon Cavalcante Lima (UFPE/CAV) Resumo O objetivo do

Leia mais

Didática e a prática pedagógica na orientação da racionalidade técnica

Didática e a prática pedagógica na orientação da racionalidade técnica EDUCAÇÃO FÍSICA E A PRÁTICA DE ENSINO: POSSIBILIDADE DE UMA RELAÇÃO QUE SUPERE A DICOTOMIA ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA SOARES JÚNIOR, Néri Emilio UEG GT-04: Didática Este trabalho tem como objetivo apresentar

Leia mais

O ensino da música através da criação e sonorização de uma história para a produção de um vídeo educativo

O ensino da música através da criação e sonorização de uma história para a produção de um vídeo educativo O ensino da música através da criação e sonorização de uma história para a produção de um vídeo educativo Paulo Ricardo Ulrich 1 Israel Silva de Oliveira 2 Cristina Rolim Wolffenbüttel 3 cristina-wolffenbuttel@uergs.edu.br

Leia mais

INCLUSÃO EDUCACIONAL DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: DESAFIOS E PERSPECTIVAS.

INCLUSÃO EDUCACIONAL DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: DESAFIOS E PERSPECTIVAS. INCLUSÃO EDUCACIONAL DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: DESAFIOS E PERSPECTIVAS. INTRODUÇÃO Nayara Viturino dos Santos Faculdades Integradas de Patos Nayara.edu@hotmail.com A ausência de conhecimento sobre

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO Nome dos proponentes: Octavio Teles, Rodrigo Bonatto Dall Asta

1. IDENTIFICAÇÃO Nome dos proponentes: Octavio Teles, Rodrigo Bonatto Dall Asta 1 PIBID HISTÓRIA 1 UFPR COORDENADORA: PROFA. DRA. KARINAKOSICKI BELLOTTI SUPERVISOR: PROF. DANIEL JACOB NODARI COLÉGIO ESTADUAL D. PEDRO II AS MULHERES NO PERÍODO IMPERIAL 18/03/2015 1. IDENTIFICAÇÃO Nome

Leia mais