Curso de Engenharia de Produção. Organização do Trabalho na Produção

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso de Engenharia de Produção. Organização do Trabalho na Produção"

Transcrição

1

2 Curso de Engenharia de Produção Organização do Trabalho na Produção

3 Estrutura Organizacional Organização da Empresa: É a ordenação e agrupamento de atividades e recursos, visando ao alcance dos objetivos e resultados estabelecidos. Para uma adequada organização de uma empresa deve-se considerar dois aspectos: Estrutura Organizacional e Rotinas e Procedimentos administrativos

4 Funções dos Gestores em uma Organização - Organização da Empresa - Planejamento da Empresa - A Direção da Empresa - Controle da Empresa

5 Estrutura Organizacional Pode-se considerar as mudanças planejadas na estrutura organizacional como um dos meios eficazes para melhorar o desempenho do sistema empresarial Quando a estrutura organizacional é estabelecida de forma adequada, ela proporciona para empresa algumas caracteristica

6 Estrutura Organizacional Identificação das tarefas necessárias Organização das funções e responsabilidades Informação, recursos e feedback aos empregados Medidas de desempenho compatíveis com os objetivos Condições Motivadoras

7 Estrutura Formal e Informal Qualquer empresa possui os dois tipos de estrutura: - Formal - Informal

8 Estrutura Formal e Informal FORMAL: Representa formalmente a estrutura organizacional da empresa na realidade, parte dela e que procura consolidar, ainda que de forma geral, a distribuição das responsabilidades e autoridades pelas unidades organizacionais da empresa.

9 Estrutura Formal e Informal INFORMAL: rede de relações sociais e pessoais que não é formalmente estabelecida pela empresa, a qual surge e se desenvolve espontaneamente e, portanto, apresenta situações que não aparecem no organograma da empresa.

10 Estrutura Formal e Informal Autoridade formal vem do cargo ( superiores / hierarquia ) Autoridade informal vem da pessoa que é objeto do seu controle, é mais privilegio do que direito, é mais instável, e normalmente não se sujeita a direção.

11 Estrutura Formal e Informal A Estrutura formal pode crescer indefinidamente A Estrutura informal é menor e tende a ficar nos limites das relações pessoais, e elas podem ser totalmente internas ou parcialmente externa.

12 Estrutura Formal e Informal Os Lideres Informais surgem devido: Idade, antiguidade, competência técnica, localização no trabalho, liberdade de se mover na área de trabalho, e uma agradável e comunicativa personalidade.

13 Estrutura Formal e Informal A estrutura informal é um bom lugar para lideres formais se desenvolverem. Porem nem sempre lideres informais constituem bons lideres formais.

14 Estrutura Formal e Informal Vantagens da Estrutura Informal: Proporciona maior rapidez no processo Reduz distorções existentes na estrutura formal Complementa a estrutura formal Reduz a carga de comunicação dos chefes Motiva e integra as pessoas da empresa

15 Estrutura Formal e Informal Desvantagens da Estrutura Informal: Desconhecimento das chefias Dificuldade de controle Possibilidade de atritos entre as pessoas

16 Estrutura Formal e Informal Fatores para aparecimento da Estrutura Informal: Os interesses comuns Defeitos na estrutura formal Flutuação do pessoal dentro da empresa Períodos de lazer Disputa do poder

17 Estrutura Formal e Informal O conhecimento destes fatores possibilita um maior controle da situação A estrutura informal será bem utilizada quando: Os objetivos da empresa forem idênticos aos objetivos dos indivíduos Existir habilidade das pessoas em lidar com estrutura informal

18 Estrutura Formal Qual a situação ideal em termos de estrutura, a estrutura deve se adaptar ao individuo ou o individuo a estrutura? Acredita-se que o ideal é não estar em nenhum extremos, só desta forma a estrutura organizacional estará ajudando no processo administrativo

19 Elaboração da Estrutura Organizacional Estrutura Organizacional é o conjunto ordenado de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões organizacionais de uma empresa (Djalma de P. R. de Oliveira, 1998) Delineamento de estrutura é a atividade que tem por objetivo criar uma estrtura para uma empresa ou aprimorar a existente ( Vasconcellos, 1972:1)

20 Elaboração da Estrutura Organizacional A estrutura organizacional é dinâmica, e deve ser delineada considerando as funções de administração como um instrumento para facilitar o alcance dos objetivos estabelecidos.

21 Elaboração da Estrutura Organizacional O planejamento organizacional deve ter os seguintes objetivos: Identificar as tarefas físicas e mentais que precisam ser desempenhadas Agrupar as tarefas e funções que possam ser bem desempenhada e atribuir sua responsabilidade

22 Elaboração da Estrutura Organizacional Proporcionar a todos os níveis Informações e outros recursos necessários para o trabalhos, incluindo feedback Medidas de desempenho que sejam compatíveis com os objetivos e metas Motivação para desempenhar a tarefa

23 Metodologia para Elaboração da Estrutura Organizacional No desenvolvimento de uma estrutura organizacional devemos considerar os seus componentes, condicionantes e níveis de influência.

24 Metodologia para Elaboração da Estrutura Organizacional Na implantação é importante o processo participativo de todos os funcionários visando uma maior integração e motivação

25 Metodologia para Elaboração da Estrutura Organizacional Na avaliação da estrutura implantada é necessário a verificação quanto ao alcance dos objetivos estabelecidos, bem como as influências dos aspectos formais e informais na empresa.

26 Metodologia para Elaboração da Estrutura Organizacional Para o definir uma estrutura organizacional, Vasconcellos(1972) apresenta os seus componentes, condicionantes e níveis de influencia.

27 Metodologia para Elaboração da Estrutura Organizacional Componentes da Estrutura Organizacional: Sistema de responsabilidade ( alocação de atividade) Sistema de autoridade (distribuição do poder) Sistema de comunicação (interação entre as unidades)

28 Metodologia para Elaboração da Estrutura Organizacional Drucker (1962) considera três analises para determinar a estrutura organizacional: Análise das atividades Análise das decisões Análise das relações

29 Metodologia para Elaboração da Estrutura Organizacional Condicionantes da Estrutura Organizacional: Objetivos e estratégias Ambiente Tecnologia Recursos Humanos

30 Metodologia para Elaboração da Estrutura Organizacional Níveis de influencia da Estrutura Organizacional: Nível Estratégico Nível Tático Nível Operacional

31

32 Componentes da Estrutura Organizacional Sistema de Responsabilidade: Responsabilidade refere-se a obrigação que uma pessoa tem de fazer alguma coisa para outro Responsabilidade não se delega. Os aspectos básicos do sistema de responsabilidade são: Departamentalização, linha e assessoria, atribuições das unidades

33 Componentes da Estrutura Organizacional Sistema de Autoridade: Autoridade é o direito para fazer alguma coisa. Pode ser o direito para tomar decisões, dar ordens e requer obediência, ou siplesmente o direito de desempenhar um trabalho que foi designado A autoridade pode ser formal ou informal.

34 Componentes da Estrutura Organizacional

35 Componentes da Estrutura Organizacional Autoridade formal Representa a delegada pelo superior imediato Autoridade informal é adquirida por meio das relações informais entre as pessoas.

36 Componentes da Estrutura Organizacional Blau e Scott (1962) concluem que o chefe que é leal aos seus subordinados tem maiores possibilidades de estabelecer uma autoridade informal eficaz e consequentemente, maior possibilidade de influenciar seus subordinados.

37 Componentes da Estrutura Organizacional A autoridade formal pode ser dividida em dois tipos: Hierárquica Funcional

38 Componentes da Estrutura Organizacional A autoridade hierárquica segue as linhas de comando estabelecidas pela estrutura.

39 Componentes da Estrutura Organizacional Funcional: Correspondente à autoridade estabelecida pela função exercida pelas unidades organizacionais

40 Componentes da Estrutura Organizacional Sistema de Comunicação Comunicação é o processo mediante o qual uma mensagem é enviada por um emissor, através de determinado canal, e entendida por um receptor (Vasconcellos 1972)

41 Componentes da Estrutura Organizacional Sistema de Comunicação Deve-se verificar até que ponto a forma estrutural atende às necessidades de comunicação da empresa. O sistema de comunicação é a rede por meio da qual as informações que permitem o funcionamento da estrutura de forma integrada e eficaz.

42 Componentes da Estrutura Organizacional No Sistema de comunicação deve ser considerado: O que deve ser comunicado Como deve ser comunicado Quando deve ser comunicado De quem deve vir a comunicação Para quem deve ir a comunicação Por que deve ser comunicado Quanto deve ser comunicado

43 Componentes da Estrutura Organizacional Esquemas de Comunicação Formal: é conscientemente planejado, facilitado e controlado, segue a hierarquia Informal: surge espontaneamente na empresa em reação as necessidades de seus membros

44 Componentes da Estrutura Organizacional Fluxos da Comunicação Horizontal: entre unidades diferentes mas do mesmo nível hierárquico Diagonal: entre unidades diferentes e níveis hierárquicos diferentes Vertical : entre níveis diferentes na mesma area

45 Componentes da Estrutura Organizacional Vantagens da Comunicação horizontal e diagonal Rapidez no processo de comunicação Menor distorção no processo de comunicação Aproxima as pessoas através da comunicação direta Proporciona mais integrada da empresa Evita sobrecarga nas chefias

46 Componentes da Estrutura Organizacional Desvantagens da Comunicação horizontal e diagonal Informação menos confiável Pode reduzir a autoridade da chefia Pode prejudicar o planejamento, a coordenação e controle pois o chefe tem menos informações Pode provocar conflitos e antagonismos

47 Componentes da Estrutura Organizacional Desvantagens da Comunicação horizontal e diagonal Em muitas empresas a comunicação horizontal e diagonal é uma necessidade e não deve ser eliminada, mas não deve ser estimulada, o importante á que seja administrada

48 Componentes da Estrutura Organizacional Custo da Comunicação A análise da transmissão das informações mostra que ela é muito mais custosa do que se poderia pensar, não tanto devido as despesas de apoio necessário, mas principalmente em função do tempo que ela absorve e das demoras que acarreta (Litterer 1970)

49 Componentes da Estrutura Organizacional Causas do aumento do custo na estrutura organizacional Numero de níveis hierárquicos envolvidos na supervisão de atividades correntes a curto prazo Numero elevado de estágios na elaboração das decisões Existência de grandes serviços funcionais e de assessoria Complexidade da estrutura, responsabilidades diluídas, comissões de coordenação

50 Componentes da Estrutura Organizacional Unidades organizacionais sem objetivos mensuráveis, função vaga e qualitativa, chefia sem agressividade. Unidades organizacionais sem meios completos e autônomos para atingirem seus objetivos Unidades organizacionais que trabalham abaixo da dimensão necessária

51 Componentes da Estrutura Organizacional Sistema de Procedimentos É o resultado da definição das formas pelas quais as atividades são desenvolvidas ( método de utilizado) e suas inter-relações (sequencias, dependências, e tramitações)

52 Componentes da Estrutura Organizacional

53 Componentes da Estrutura Organizacional Sistema de Decisões Para análise do sistema de decisões deve-se considerar : Que decisões são necessárias para ser o desempenho indispensável a realização dos objetivos De que espécie são estas decisões Em que nivel da empresa devem ser tomadas

54 Componentes da Estrutura Organizacional Sistema de Decisões Que atividades elas acarretam ou afetam Quem deve participar dessas decisões, até aqueles que devem ser consultados previamente Quem de ser informado, depois de tomada a decisão

55 Componentes da Estrutura Organizacional De maneira resumida: A decisão deve ser tomada sempre no nível mais baixo possível e o mais perto possível da cena de ação A decisão deve ocorrer sempre em um nível que assegure a consideração plena de todos os objetivos e atividades afetadas.

2.2 Elementos formais e informais

2.2 Elementos formais e informais 2.2 Elementos formais e informais A produtividade de um grupo e sua eficiência estão estreitamente relacionadas não somente com a competência de seus membros, mas, sobretudo com a solidariedade de suas

Leia mais

G P - ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

G P - ESTRUTURA ORGANIZACIONAL G P - ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ÍNDICE Introdução...2 Estrutura Organizacional...3 Estrutura Informal da Organização... 3 Estrutura formal da Organização... 5 Elaboração da Estrutura Organizacional... 6

Leia mais

Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4

Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4 Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4 CONCEITO DE ESTRUTURA ORGANIZACIONAL O agrupamento ordenado de recursos e atividades visando alcançar os objetivos

Leia mais

2 - Estruturação Organizacional Conceitos e princípios gerais para estruturação As funções na estrutura da organização Os critérios de

2 - Estruturação Organizacional Conceitos e princípios gerais para estruturação As funções na estrutura da organização Os critérios de PARTE II OSE 2 - Estruturação Organizacional Conceitos e princípios gerais para estruturação As funções na estrutura da organização Os critérios de departamentalização Modelos de estrutura organizacional

Leia mais

Delegação, centralização e descentralização

Delegação, centralização e descentralização Delegação, centralização e descentralização Amplitude de controle PROF. DACIANE DE O. SILVA DISCIPLINA- OSM Referência: REBOUÇAS, Djalma de Oliveira DELEGAÇÃO Definição : A Delegação pode ser definida

Leia mais

Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4 II parte

Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4 II parte Disciplina:OS&M Prof Ms Keilla Lopes Assunto: ORGANIZAÇÃO ( Estrutura Organizacional) AULA 4 II parte MONTAGEM DE UMA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 1. COMPONENTES 2. CONDICIONANTES

Leia mais

Evolução do Pensamento

Evolução do Pensamento Unidade IV Evolução do Pensamento Administrativo Prof. José Benedito Regina Conteúdo da disciplina EPA Parte 1 - conceitos gerais da administração Parte 2 - evolução histórica: Abordagens administrativas

Leia mais

Gestão de Negócios OBJETIVO NESTA AULA. A Pirâmide das Finanças Pessoais - AULA 01

Gestão de Negócios OBJETIVO NESTA AULA. A Pirâmide das Finanças Pessoais - AULA 01 A Pirâmide das Finanças Pessoais - OBJETIVO Formar profissionais com atuação eficaz nas empresas, apresentando uma visão holística das diversas atividades e processos que interagem nos ambientes interno

Leia mais

Teoria da Administração. RAD-1101 Prof.Dr.Jorge Henrique Caldeira de Oliveira

Teoria da Administração. RAD-1101 Prof.Dr.Jorge Henrique Caldeira de Oliveira Teoria da Administração RAD-1101 Bibliografia Filipe Sobral, Alketa Peci. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro, cap.6 Organização Objetivos da aula Definir os conceitos de organização,

Leia mais

SISTEMA DE RESPONSABILIDADES: DEPARTAMENTALIZAÇÃO, LINHA E ASSESSORIA E DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

SISTEMA DE RESPONSABILIDADES: DEPARTAMENTALIZAÇÃO, LINHA E ASSESSORIA E DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES PARTE III SISTEMA DE RESPONSABILIDADES: DEPARTAMENTALIZAÇÃO, LINHA E ASSESSORIA E DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Departamentalização É o processo de agrupar atividades em frações organizacionais definidas segundo

Leia mais

TÉCNICO EM MARKETING ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING. PROFESSOR: Murilo Gustavo Bott

TÉCNICO EM MARKETING ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING. PROFESSOR: Murilo Gustavo Bott TÉCNICO EM MARKETING ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING PROFESSOR: Murilo Gustavo Bott Presidente Prudente 2009 CURSO TÉCNICO EM MARKETING TURMA 2009 Disciplina: ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING Docente: 1. OBJETIVOS

Leia mais

Disciplina: Comportamento Organizacional. Assunto: Estrutura organizacional

Disciplina: Comportamento Organizacional. Assunto: Estrutura organizacional AULAS EMENTA: Estrutura organizacional e o processo de organização. Níveis hierárquicos e amplitude de controle e estilo gerencial. Departamentalização. I assunto: Estrutura organizacional e o processo

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ADMINISTRAÇÃO A busca do essencial. Estrutura Organizacional

FUNDAMENTOS DE ADMINISTRAÇÃO A busca do essencial. Estrutura Organizacional FUNDAMENTOS DE ADMINISTRAÇÃO A busca do essencial Estrutura Organizacional SUMÁRIO 1. A grande vilã 2. A estrutura é uma estratégia 3. Condicionantes e componentes 4. Elementos definidores da estrutura

Leia mais

GLOSSÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

GLOSSÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO GLOSSÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO AÇÕES ESTRATÉGICAS Ações que objetivam, basicamente, o aproveitamento das oportunidades, e potencialidades, bem como a minimização do impacto das ameaças e fragilidades.

Leia mais

Gestão de Pessoas. Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra.

Gestão de Pessoas. Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra. Gestão de Pessoas Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra. Aula 7 Comunicação Organizacional Os objetivos desta aula são: Identificar as principais funções da comunicação. Descrever

Leia mais

Unidade II ESTRUTURA E ADMINISTRAÇÃO DE PROCESSOS. Prof. Marcos Eduardo de Mattos

Unidade II ESTRUTURA E ADMINISTRAÇÃO DE PROCESSOS. Prof. Marcos Eduardo de Mattos Unidade II ESTRUTURA E ADMINISTRAÇÃO DE PROCESSOS Prof. Marcos Eduardo de Mattos Ciclo de vida organizacional Assim como o ciclo de vida dos seres humanos, as organizações surgem como seres vivos, para

Leia mais

[Ano] ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Campus Virtual Cruzeiro do Sul

[Ano] ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Campus Virtual Cruzeiro do Sul [Ano] ESTRUTURA ORGANIZACIONAL UNIDADE : ESTRUTURA ORGANIZACIONAL MATERIAL TEÓRICO Responsável pelo Conteúdo: Profa. Ms. Andréia de Carvalho Andrade 2 1- Fundamentos de organização Em uma empresa tem-se

Leia mais

Administração Interdisciplinar

Administração Interdisciplinar Administração Interdisciplinar 21/9/2015 Rosely Gaeta Revisão Fundamentos da Administração Introdução àadministração e às organizações Fonte: Felipe Sobral Alketa Peci - Teoria e Prática no Contexto Brasileiro

Leia mais

PRINCÍPIOS DA GESTÃO PARA A EDUCAÇÃO

PRINCÍPIOS DA GESTÃO PARA A EDUCAÇÃO PRINCÍPIOS DA GESTÃO PARA A EDUCAÇÃO Prof. Dr. Bernardo Meyer Departamento de Ciências da Administração - CAD Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO - A educação vive um processo

Leia mais

Gestão de Vendas Como administrar a sua empresa para transformá-la em uma máquina de vender

Gestão de Vendas Como administrar a sua empresa para transformá-la em uma máquina de vender Gestão de Vendas Como administrar a sua empresa para transformá-la em uma máquina de vender DICAS Para a sua leitura: Os itens do índice são clicáveis, então sinta-se à vontade para ler o conteúdo que

Leia mais

Processos Organizacionais

Processos Organizacionais Processos Organizacionais 1 Contextualização Organizar: prática humana milenar Administração: esforços de racionalização do processo de trabalho adequação de meios e fins 2 As funções administrativas:

Leia mais

Capítulo 1. Introdução à administração e às organizações. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro 2008 Pearson Prentice Hall

Capítulo 1. Introdução à administração e às organizações. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro 2008 Pearson Prentice Hall Capítulo 1 Introdução à administração e às organizações Conteúdo do capítulo Introdução à administração e às organizações As organizações e a administração O processo de administração As áreas funcionais

Leia mais

Facebook.com/prof.marcelomarques ESTRUTURA LINEAR ESTRUTURA FUNCIONAL ESTRTURUA LINHA STAFF 1 ESTRUTURA LINEAR chefia como fonte exclusiva de autoridade. As ordens seguem por via hierárquica. Cada empregado

Leia mais

O Sentido do Planejamento

O Sentido do Planejamento O Sentido do Planejamento O planejamento é essencial para todos os fatores que afetam a organização FIGUEREDO, Sandra (2004) Existem duas escolas de pensamento conflitantes com referência à profundidade

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos MBA em EXCELÊNCIA EM GESTÃO DE PROJETOS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Gerenciamento de s Planejamento e Gestão de s Prof. Msc. Maria C Lage Prof. Newman Serrano, PMP Gerenciamento de Recursos Humanos Introdução

Leia mais

Lista de exercícios. Liderança. Prof. Carlos Xavier.

Lista de exercícios. Liderança. Prof. Carlos Xavier. INSTITUTO DE GESTÃO, ECONOMIA E POLÍTICAS PÚBLICAS Lista de exercícios Liderança 1. (CESPE/STJ/Técnico/2008) O gestor de recursos humanos que utiliza a liderança centrada nas pessoas se preocupa em passar

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL)

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL) PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL) EVOLUÇÃO DA ORGANIZAÇÃO ONTEM (MERCADO FECHADO E PROTEGIDO): CUSTOS + LUCRO = PREÇO DE VENDA A PROTEÇÃO AMBIENTAL é vista como um fator de

Leia mais

Capítulo 11. Comunicação Pearson. Todos os direitos reservados.

Capítulo 11. Comunicação Pearson. Todos os direitos reservados. Capítulo 11 Comunicação slide 1 Objetivos de aprendizagem Identificar as principais funções da comunicação. Descrever o processo de comunicação e distinguir entre comunicação formal e informal. Comparar

Leia mais

PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO ACH1113. Profa. Sylmara Gonçalves Dias. Profa. Sylmara Gonçalves Dias. ACH113 Princípios de Administração

PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO ACH1113. Profa. Sylmara Gonçalves Dias. Profa. Sylmara Gonçalves Dias. ACH113 Princípios de Administração PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO ACH1113 Profa. Sylmara Gonçalves Dias Agenda de aula (1)A evolução da Administração O processo administrativo e as funções gerenciais segundo Fayol O processo administrativo

Leia mais

MBA em Gerenciamento de Projetos. Teoria Geral do Planejamento. Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula

MBA em Gerenciamento de Projetos. Teoria Geral do Planejamento. Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula MBA em Gerenciamento de Projetos Teoria Geral do Planejamento Professora: Maria Erileuza do Nascimento de Paula SOBRAL - CE 2014 O que é Planejamento É um processo contínuo e dinâmico que consiste em um

Leia mais

Organização Sistemas e Métodos. Tópico 7 Organogramas

Organização Sistemas e Métodos. Tópico 7 Organogramas Organização Sistemas e Métodos Tópico 7 Sumário 1. Introdução... 3 2. Objetivos... 3 3. Benefícios e Limitações... 3 4. Regras Gerais... 4 5. Significado dos componentes... 4 6. Tipos... 4 6.1 Organograma

Leia mais

Apostilas OBJETIVA Ano XII - Concursos Públicos - Brasil. Concurso Público Conteúdo

Apostilas OBJETIVA Ano XII - Concursos Públicos - Brasil. Concurso Público Conteúdo Concurso Público 2017 Conteúdo 1 Características básicas das organizações formais modernas: tipos de estrutura organizacional, natureza, finalidades e critérios de departamentalização. 2 Cultura organizacional.

Leia mais

Teoria Básica da Administração. Organização. Professor: Roberto César

Teoria Básica da Administração. Organização. Professor: Roberto César Teoria Básica da Administração Organização Professor: Roberto César ORGANIZAÇÃO LINEAR A organização do tipo linear constitui a forma estrutural mais simples e antiga. Origem: Organização dos antigos exércitos

Leia mais

POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS...

POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS... POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS CONHECENDO UM POUCO MAIS... As avaliações e premiações são consideradas salários indiretos que tem como principal objetivo motivar, reter e consequentemente garantir bons

Leia mais

Mix de Marketing (IV) 4P Promoção

Mix de Marketing (IV) 4P Promoção Mix de Marketing (IV) 4P Promoção Mix de Marketing Produto Preço Criação de valor Captação de valor Entrega de valor Comunicação de valor Praça Promoção COMUNICAÇÕES INTEGRADAS DE MARKETING (CIM) Abrange

Leia mais

1. Introdução. Gestão Orçamental. Júlia Fonseca 2010/2011. Gestão Orçamental

1. Introdução. Gestão Orçamental. Júlia Fonseca 2010/2011. Gestão Orçamental 1. Introdução Júlia Fonseca 2010/2011 CICLO DE GESTÃO Planeamento Implementação Controlo de gestão Ciclo de gestão Planeamento Feedback Implementação Controlo Planear Dirigir e Motivar Controlar PLANEAMENTO

Leia mais

Professora: Márcia Eliana Martins GRÁFICOS DE ORGANIZAÇÃO

Professora: Márcia Eliana Martins GRÁFICOS DE ORGANIZAÇÃO Disciplina: Organização, Sistemas e Métodos Professora: Márcia Eliana Martins 6º período/ Sistemas de Informação GRÁFICOS DE ORGANIZAÇÃO São todos aqueles que apresentam como finalidade básica representar

Leia mais

MODELAGENS. Modelagem Estratégica

MODELAGENS. Modelagem Estratégica Material adicional: MODELAGENS livro Modelagem de Negócio... Modelagem Estratégica A modelagem estratégica destina-se à compreensão do cenário empresarial desde o entendimento da razão de ser da organização

Leia mais

Organização, Sistemas e Métodos. Organogramas. Por José Luís Carneiro. - -

Organização, Sistemas e Métodos. Organogramas. Por José Luís Carneiro. -  - Organização, Sistemas e Métodos Organogramas Por José Luís Carneiro - www.jlcarneiro.com - Organogramas Organogramas 2 - www.jlcarneiro.com - Introdução Gráfico que representa a estrutura formal da organização

Leia mais

Estruturas Organizacionais

Estruturas Organizacionais Estruturas Organizacionais Deve ser delineado de acordo com os objetivos e estratégias estabelecidos pela empresa. É uma ferramenta básica para alcançar as situações almejadas pela empresa. Conceito de

Leia mais

ARQUITETURA ORGANIZACIONAL

ARQUITETURA ORGANIZACIONAL ARQUITETURA ORGANIZACIONAL Capítulo 04 1 A ARQUITETURA ORGANIZACIONAL ESTÁ BASEADA NA DISTRIBUIÇÃO DE PODER E RESPONSABILIDADE MATERIALIZADA EM: ELEMENTOS DE UMA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL FORMAS DE ORGANIZAÇÃO

Leia mais

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS ADMINISTRATIVOS PCA

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS ADMINISTRATIVOS PCA PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS ADMINISTRATIVOS PCA APRESENTAÇÃO O Plano de Cargos, Carreiras e Salários Administrativos PCA da Faculdade Atenas Maranhense FAMA faz parte da política de atração e

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS Atualizado em 27/10/2015 CONCEITOS BÁSICOS Administração, em seu conceito tradicional, é definida como um conjunto de atividades, princípios, regras, normas que têm

Leia mais

Unidade IV. Avaliação de Desempenho. Profª. Ana Paula de Andrade Trubbianelli

Unidade IV. Avaliação de Desempenho. Profª. Ana Paula de Andrade Trubbianelli Unidade IV Avaliação de Desempenho Profª. Ana Paula de Andrade Trubbianelli A implantação do planejamento para a avaliação Estudo do processo de trabalho Aperfeiçoamento dos quadros gerenciais (conhecimentos,

Leia mais

Training Course. MBA LEADERSHIP Liderança

Training Course. MBA LEADERSHIP Liderança MBA LEADERSHIP Liderança DESCRIÇÃO Cada vez mais, a liderança assume um papel preponderante no dia-a-dia das nossas empresas. O sucesso de uma equipa está dependente da capacidade de liderança do seu líder.

Leia mais

NOVAS QUESTÕES DE CONCURSO. 1 - Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TCE-RS Prova: Auditor Público Externo - Engenharia Civil - Conhecimentos Básicos

NOVAS QUESTÕES DE CONCURSO. 1 - Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TCE-RS Prova: Auditor Público Externo - Engenharia Civil - Conhecimentos Básicos NOVAS QUESTÕES DE CONCURSO PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 - Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TCE-RS Prova: Auditor Público Externo - Engenharia Civil - Conhecimentos Básicos Os princípios que regem a

Leia mais

ANÁLISE DE CARGOS. Conceito:

ANÁLISE DE CARGOS. Conceito: ANÁLISE DE CARGOS Conceito: É o trabalho de prospectar todos os detalhes de cada uma das funções que compõem um cargo, estudando-lhe os contornos do que, como e para que se faz, registrando todas as exigências

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

Métodos contemporâneos para avaliação de desempenho

Métodos contemporâneos para avaliação de desempenho Métodos contemporâneos para avaliação de desempenho Gestão do desempenho Prof. Marco A. Arbex Gestão x avaliação O termo gestão do desempenho surge nos últimos anos como conceito alternativo para as técnicas

Leia mais

Assinale a alternativa que contém a seqüência CORRETA. a) V, F, V, V, V. b) V, V, F, V, V. c) V, V, V, F, F. d) F, V, V, F, F.

Assinale a alternativa que contém a seqüência CORRETA. a) V, F, V, V, V. b) V, V, F, V, V. c) V, V, V, F, F. d) F, V, V, F, F. 1. Acerca do comportamento organizacional, julgue os itens a seguir. O projeto organizacional define uma configuração estrutural para a organização com base na autoridade legal e ordem para qualquer tipo

Leia mais

Sucessão em Empresa Familiar

Sucessão em Empresa Familiar Sucessão em Empresa Familiar Daqui a um Ano você vai desejar ter começado Hoje!!!! Daniel Corrêa julho/2016 Daqui a um Ano você vai desejar ter começado Hoje!!!! Daniel Corrêa Coach E-mail: daniel.correa@camposcampos.com.br

Leia mais

A LIDERANÇA NA ORGANIZAÇÃO ESCOLAR

A LIDERANÇA NA ORGANIZAÇÃO ESCOLAR A LIDERANÇA NA ORGANIZAÇÃO ESCOLAR Lauriane Dias Alencar UFPI /lauriane2205@hotmail.com Maria de Jesus Marques Silva UESPI / dudemsilva@yahoo.com.br GT1. Política e gestão da educação básica O tema em

Leia mais

AULA 6 MÉTODOS: TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO GRÁFICA (FLUXOGRAMAS OU FLOW-CHART)

AULA 6 MÉTODOS: TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO GRÁFICA (FLUXOGRAMAS OU FLOW-CHART) AULA 6 MÉTODOS: TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO GRÁFICA (FLUXOGRAMAS OU FLOW-CHART) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Baseado em Hall (2004)

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Baseado em Hall (2004) ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Baseado em Hall (2004) ESTRUTURA ORGANIZACIONAL... Estrutura é isto?... É, mas não é só isto!!! ESTRUTURA ORGANIZACIONAL... Vejamos então o que mais envolve? ESTRUTURA ORGANIZACIONAL...

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório de Feedback 360 Extended DISC FINXS

Fulano de Tal. Relatório de Feedback 360 Extended DISC FINXS O Feedback 360 é um instrumento projetado para fornecer um foco desenvolvimentista a respeito dos pontos fortes das habilidades comportamentais específicas e suas necessidades de desenvolvimento. Este

Leia mais

Módulo 16 Relações com os trabalhadores. Segurança, Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho.

Módulo 16 Relações com os trabalhadores. Segurança, Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho. Módulo 16 Relações com os trabalhadores. Segurança, Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho. 16.1 Relações com os trabalhadores O estilo de gestão adotado por uma empresa estrutura toda a forma de condução

Leia mais

Normas e Procedimentos de Funcionamento do Sistema de Administração de Cargos e Salários ABCZ

Normas e Procedimentos de Funcionamento do Sistema de Administração de Cargos e Salários ABCZ Normas e Procedimentos de Funcionamento do Sistema de Administração de Cargos e Salários ABCZ Os salários serão administrados dentro das faixas salariais de cada classe de cargos. A determinação dos salários

Leia mais

Auditoria de Comunicação. Profª Valéria Castro

Auditoria de Comunicação. Profª Valéria Castro Auditoria de Comunicação Profª Valéria Castro Auditoria Processo de investigação, análise, monitoramento e avaliação. Propósitos: Determinar a quantidade de informação associada aos principais temas, fontes

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Título ESTRUTURA ORGANIZACIONAL A definição da razão de existir das empresas tem o propósito de convergir todos esforços para que ela possa cumprir suas metas e de modo geral,

Leia mais

Administração. Princípios da Organização do Trabalho. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Princípios da Organização do Trabalho. Professor Rafael Ravazolo. Administração Princípios da Organização do Trabalho Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX PRINCÍPIOS DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO Há seis elementos-chave ajudam um

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PSICÓLOGO / ÁREA ORGANIZACIONAL

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PSICÓLOGO / ÁREA ORGANIZACIONAL CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PSICÓLOGO / ÁREA ORGANIZACIONAL 26. A estruturação da unidade de treinamento depende do tamanho da empresa, de suas características, de seus produtos e serviços vendidos, de sua

Leia mais

Unidade I ELABORAÇÃO E ANÁLISE. Prof. André Medeiros

Unidade I ELABORAÇÃO E ANÁLISE. Prof. André Medeiros Unidade I ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETOS Prof. André Medeiros O que é um projeto? É um empreendimento singular e temporário, com o objetivo de desenvolver um produto ou serviço. Segundo o PMI - Project

Leia mais

Processo de Organização AS ORGANIZAÇÕES E A ADMINISTRAÇÃO MUNDO ATUAL. Profª. Maíra Barroso Pereira. Março de 2011

Processo de Organização AS ORGANIZAÇÕES E A ADMINISTRAÇÃO MUNDO ATUAL. Profª. Maíra Barroso Pereira. Março de 2011 Universidade Federal do Ceará Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem Departamento de Farmácia Disciplina de Gestão Farmacêutica Processo de Organização Oi Pessoal, tudo bem?! Quais são as expectativas

Leia mais

Fundamentos da Administração. Prof. Felipe Borini

Fundamentos da Administração. Prof. Felipe Borini Fundamentos da Administração Prof. Felipe Borini Prof. Felipe Borini Professor de ADM Geral da FEA/USP Professor do mestrado em Gestão Internacional da ESPM/SP e da graduação em ADM da ESPM Editor Chefe

Leia mais

Introdução aos Princípios da Gestão Empresarial

Introdução aos Princípios da Gestão Empresarial Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Unidade Curricular Gestão Empresarial ADS 2 M/N Introdução aos Princípios da Gestão Empresarial

Leia mais

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Modular Noções de Administração Questões Giovanna Carranza

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Modular Noções de Administração Questões Giovanna Carranza 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Modular Noções de Administração Questões Giovanna Carranza 11. A Análise SWOT é uma ferramenta de gestão muito utilizada como

Leia mais

Definições. Tarefa: atividades individualizadas e executadas por um ocupante de cargo. Cargos simples e repetitivos.

Definições. Tarefa: atividades individualizadas e executadas por um ocupante de cargo. Cargos simples e repetitivos. Desenho de Cargos 1 Definições Tarefa: atividades individualizadas e executadas por um ocupante de cargo. Cargos simples e repetitivos. Atribuição: atividades individualizadas, executadas por um ocupante

Leia mais

Prof. Jairo Molina - Gestão em Petróleo e Gás. Entendendo a Administração. Prof. Jairo Molina

Prof. Jairo Molina - Gestão em Petróleo e Gás. Entendendo a Administração. Prof. Jairo Molina Entendendo a Administração Prof. Jairo Molina 1 Entendendo a Administração Metas principais: 1) Entender o significado da palavra administração. 2) A importância da administração para as diferentes organizações

Leia mais

Gestão do clima organizacional - Prof. Ms. Marco A. Arbex

Gestão do clima organizacional - Prof. Ms. Marco A. Arbex Gestão do clima organizacional: Introdução Prof. Ms. ORGANIZAÇÃO A Organização pode ser definida como a união de pessoas com objetivos em comum. Exemplos de organizações: Escolas Hospitais Família Exército

Leia mais

Comunicação e Relacionamento Interpessoal

Comunicação e Relacionamento Interpessoal Comunicação e Relacionamento Interpessoal Prof. José Junio Lopes Prof. Roberto César Ferreira Comunicação e Relacionamento Interpessoal A beleza de um trabalho em equipe se dá através de um elemento muito

Leia mais

PROVA UFRGS/ Agente Administrativo - BANCA FAURGS Prof. Ricardo Conzatti Maio / 2015 Administração

PROVA UFRGS/ Agente Administrativo - BANCA FAURGS Prof. Ricardo Conzatti Maio / 2015 Administração CETEC PROVA UFRGS/2013 - Agente Administrativo - BANCA FAURGS Prof. Ricardo Conzatti Maio / 2015 Administração 33. A Gestão de Pessoas procura ajudar o administrador a desempenhar as funções de planejar,

Leia mais

Etapa 03 Análise da Estrutura

Etapa 03 Análise da Estrutura Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Disciplina Análise Organizacional 4º Período Administração 2013/2 Etapa 03 Análise da Estrutura Agenda: O que é Estrutura Organizacional 1. Relembrando as etapas

Leia mais

GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES DO PROJETO

GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES DO PROJETO GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES DO PROJETO Planejar o Gerenciamento das Comunicações O gerenciamento das comunicações do projeto inclui os processos necessários para assegurar que as informações do projeto

Leia mais

ANÁLISE DO AMBIENTE: METODOLOGIA DE FORMULAÇÃO

ANÁLISE DO AMBIENTE: METODOLOGIA DE FORMULAÇÃO ANÁLISE DO AMBIENTE: METODOLOGIA DE FORMULAÇÃO Nesta ambiente em que mudanças ocorrem com altíssima velocidade, perceber tendências, visualizando as mudanças antes que elas ocorram, passa a ter um valor

Leia mais

(1) BLAU, P. M.; SCOTT, W. R. Organizações formais. São Paulo: Atlas, 1970.

(1) BLAU, P. M.; SCOTT, W. R. Organizações formais. São Paulo: Atlas, 1970. (1) BLAU, P. M.; SCOTT, W. R. Organizações formais. São Paulo: Atlas, 1970. OBJETIVOS GERAL: Discutir as concepções de organizações sociais e organizações formais e informais ESPECÍFICOS: Apresentar concepções

Leia mais

CONTROLE DA QUALIDADE TOTAL (TQC)

CONTROLE DA QUALIDADE TOTAL (TQC) CONTROLE DA QUALIDADE TOTAL (TQC) Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT 1 Objetivos de uma empresa Objetivo principal Pessoas Meios Satisfação das necessidades das pessoas CONSUMIDORES EMPREGADOS ACIONISTAS

Leia mais

CONH. ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÕES IBFC AGENTE ADMINISTRATIVO AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO QUESTÕES IBFC - LISTA 01

CONH. ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÕES IBFC AGENTE ADMINISTRATIVO AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO QUESTÕES IBFC - LISTA 01 CONH. ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE ADMINISTRATIVO AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - LISTA 01 O inteiro teor desta apostila está sujeito à proteção de direitos autorais. Copyright 2016

Leia mais

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2016

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2016 Manutenção de Software Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2016 Processos de Ciclo de Vida de Software Processos Fundamentais Aquisição Processos de Apoio Documentação

Leia mais

Estruturas Organizacionais

Estruturas Organizacionais Organizações, Sistemas e Métodos Estruturas Organizacionais Material desenvolvido com base em: CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. São Paulo: Atlas, 2000. 1 Funções básicas 1. Realizar

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - 14 QUESTÕES IBFC -

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - 14 QUESTÕES IBFC - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS AGENTE/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - 14 QUESTÕES IBFC - O inteiro teor desta apostila está sujeito à proteção de direitos autorais. Copyright 2016 Loja do Concurseiro. Todos os

Leia mais

Planejamento e Controle da Produção I

Planejamento e Controle da Produção I Planejamento e Controle da Produção I Prof. M.Sc. Gustavo Meireles 2012 Gustavo S. C. Meireles 1 Introdução Planejamento Agregado: Maximizar os resultados das operações e minimizar os riscos de tomadas

Leia mais

Na nossa vida, a comunicação é de extrema importância para que possamos transmitir informações, fatos, ideias, desejos.

Na nossa vida, a comunicação é de extrema importância para que possamos transmitir informações, fatos, ideias, desejos. Na nossa vida, a comunicação é de extrema importância para que possamos transmitir informações, fatos, ideias, desejos. No mundo empresarial não é diferente. Quando uma empresa não se comunica bem os problemas

Leia mais

Liderança. A liderança é passível de ser adquirida e ser desenvolvida em qualquer ambiente de relacionamentos.

Liderança. A liderança é passível de ser adquirida e ser desenvolvida em qualquer ambiente de relacionamentos. CHEFIA E LIDERANÇA Liderança A liderança é passível de ser adquirida e ser desenvolvida em qualquer ambiente de relacionamentos. Liderança Liderar significa possuir a capacidade e o discernimento para

Leia mais

Governança Corporativa de Empresas Familiares. Migrando do Conselho para os níveis operacionais

Governança Corporativa de Empresas Familiares. Migrando do Conselho para os níveis operacionais Governança Corporativa de Empresas Familiares Migrando do Conselho para os níveis operacionais O que é "empresa familiar"? A família detém o controle societário Empresas Familiares no Mundo Fonte: Consultoria

Leia mais

Modelo Geral do SIG 18/11/2014. Componentes, condicionantes, níveis de influência e abrangência do SIG

Modelo Geral do SIG 18/11/2014. Componentes, condicionantes, níveis de influência e abrangência do SIG Prof. William C. Rodrigues Copyright 2014. Todos direitos reservados. Componentes, condicionantes, níveis de influência e abrangência do SIG Modelo Geral do SIG Planejamentos Fator Humano SIG Estrutura

Leia mais

Disciplina: Comportamento Organizacional. Assunto: Departamentalização

Disciplina: Comportamento Organizacional. Assunto: Departamentalização Disciplina: Comportamento Organizacional Assunto: Departamentalização Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração pela

Leia mais

Responsável: Gerente de Recursos Humanos Revisado em: 16/09/2016

Responsável: Gerente de Recursos Humanos Revisado em: 16/09/2016 Responsável: Revisado em: 16/09/2016 Objetivos Estabelecer um conjunto de procedimentos para criar e manter uma estrutura de salários equitativa e justa na organização. Manter o equilíbrio interno dos

Leia mais

Marli de Oliveira Macedo¹, Michele Rodrigues². Introdução

Marli de Oliveira Macedo¹, Michele Rodrigues². Introdução 99 BALANCED SCORECARD COMO FERRAMENTA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Marli de Oliveira Macedo¹, Michele Rodrigues² Resumo: O planejamento estratégico é o processo administrativo que estabelece a melhor direção

Leia mais

ASSUFBA REALIZA: CURSO PREPARATÓRIO PARA O

ASSUFBA REALIZA: CURSO PREPARATÓRIO PARA O Módulo teórico Questões comunicação interpessoal e Trabalho em equipe Prof. Alexandre LISTA DE EXERCÍCIO DE COMUNICAÇÃO INTERPERSSOAL 01. Oferecer feedback é (A) utilizar comunicação unidirecional para

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 48/2015, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2015. TÍTULO I Projeto de Pesquisa - Caracterização

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 48/2015, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2015. TÍTULO I Projeto de Pesquisa - Caracterização MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO SUPERIOR Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº

Leia mais

3- O PROCESSO DE PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO, LIDERANÇA E CONTROLE

3- O PROCESSO DE PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO, LIDERANÇA E CONTROLE 3- O PROCESSO DE PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO, LIDERANÇA E CONTROLE Quando fala-se em gestor, administrador ou gerente a primeira ideia que vem a mente é de um profissional que detém o poder dentro de uma

Leia mais

AULA 5 MÉTODOS: TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO GRÁFICA (FLUXOGRAMAS OU FLOW-CHART)

AULA 5 MÉTODOS: TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO GRÁFICA (FLUXOGRAMAS OU FLOW-CHART) AULA 5 MÉTODOS: TÉCNICAS DE REPRESENTAÇÃO GRÁFICA (FLUXOGRAMAS OU FLOW-CHART) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Dinâmica nas Organizações. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 3.

Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Dinâmica nas Organizações. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 3. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Dinâmica nas Organizações Prof.: Fernando Hadad Zaidan Unidade 3.3 3 A DINÂMICA DAS ORGANIZAÇÕES E AS ORGANIZAÇÕES DO CONHECIMENTO

Leia mais

RECURSOS HUMANOS DEFINIÇÃO DE CARGOS / JOB DESIGN

RECURSOS HUMANOS DEFINIÇÃO DE CARGOS / JOB DESIGN RECURSOS HUMANOS / JOB DESIGN Introdução Conceitos, definição e origens Introdução Conceitos, definição e origens (Re)Definição de cargos? Introdução Conceitos, definição e origens Definição, conceitos

Leia mais

Promoção Comunicação

Promoção Comunicação Promoção Comunicação 1 Propaganda, Promoção de Vendas e Publicidade 2 3 Mix de Comunicação de Marketing ou Mix de Promoção Consiste em uma composição de instrumentos de comunicação como propaganda, venda

Leia mais

ATRIBUIÇÕES UNIDADES ORGANIZACIONAS RESUMO

ATRIBUIÇÕES UNIDADES ORGANIZACIONAS RESUMO ATRIBUIÇÕES UNIDADES ORGANIZACIONAS RESUMO Na medida em que uma organização cresce se torna cada vez mais complexa, é necessário lançar mão de ferramentas que simplifiquem o trabalho realizado para o alcance

Leia mais

METODOS DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS

METODOS DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS METODOS DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS PROFESSOR: SÉRGIO DITKUN TRIPLO RESULTADO O que é Visão, Missão e Valores? Visão O enunciado da visão é a descrição do futuro desejado para a empresa. Esse enunciado

Leia mais

Administração Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Administração Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Administração Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Cronograma das Aulas. Hoje você está na aula Semana Tema 01 Apresentação do PEA. Fundamentos

Leia mais

Política de Auditoria Interna

Política de Auditoria Interna Política de Auditoria Interna 22 de outubro 2013 Define a missão, a independência, a objetividade, as responsabilidades e regulamenta a função da auditoria interna. ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. PÚBLICO ALVO...

Leia mais