ENCONTRE SEU FORNECEDOR GUIA DE PRODUTOS E EMPRESAS. Anuário Brasileiro de Fornecedores da Indústria de Laticínios 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ENCONTRE SEU FORNECEDOR GUIA DE PRODUTOS E EMPRESAS. Anuário Brasileiro de Fornecedores da Indústria de Laticínios 2014"

Transcrição

1 Ano XIX - Nº ISSN R$ 50, ENCONTRE SEU FORNECEDOR GUIA DE PRODUTOS E EMPRESAS Embalagens Laboratórios Ingredientes e Aditivos Máquinas e Equipamentos Refrigeração e Transporte Fornecedores Serviços

2 Editorial Ano XIX - edição mai/jun ISSN Diretor e Editor Luiz José de Souza Redação Juçara Pivaro Setembro Editora e colaboradores Publicidade Luiz Souza Ana Carolina Senna de Souza Daiane Domingues Capa Diagramação Fábio Ruiz Assinatura Anual Assinatura anual - R$ 105,00 (6 edições) Número avulso - R$ 18,00 Especial do Guia do Comprador: R$ 50,00 Comitê Editorial Airton Vialta - Tecnolat/Ital Ana Lidia C. Zanele Rodrigues - Allegis Consultoria Antônio Fernandes de Carvalho - UFV Ariene Gimenes Van Dender - Tecnolat/Ital Darlila Aparecida Gallina - Tecnolat/Ital Izildinha Moreno - Tecnolat/Ital José Alberto Bastos Portugal - Embrapa/CNPGL Múcio M. Furtado - Danisco Brasil Neila Richards - UFSM Outra publicação: SETEMBRO EDITORA Ed. Green Office Morumbi Rua Domingos Lopes da Silva, 890, cj.402 Portal do Morumbi - CEP , São Paulo, SP, Brasil Tels.: (11) / (11) / / / As opiniões emitidas em artigos assinados não representam necessariamente a posição da revista Indústria de Laticínios. Mantenha seus dados atualizados para 2013 preenchendo os formulários no site P rezado Leitor, Nos últimos meses, as atenções dos brasileiros estiveram intensamente voltadas para a Copa do Mundo e alguns fenômenos observados são similares ao que ocorre em vários setores da economia, incluindo o das indústrias da alimentação. Os resultados surpreendentes de muitos dos jogos impressionaram e fugiram às previsões dos especialistas em futebol. Aqueles que poucos sabiam sobre o esporte e até mesmo crianças iniciantes nos palpites poderiam acertar mais quais seriam os vitoriosos do que críticos renomados. As surpresas que a Copa proporcionou têm fundamentos, afinal a globalização chegou ao futebol. Jogadores de vários pontos do planeta atuando em diversos países, inclusive grandes times europeus partilharam experiências, mostraram seus conhecimentos e habilidades, elevando a qualidade do esporte que conquista multidões. Esse intercâmbio contribui para disseminação de novas técnicas, estratégias, mas principalmente, fez crescer a qualidade de craques e dos jogos. Fazendo analogia com a indústria de alimentos, o compartilhamento de experiências e conhecimentos é fundamental para alavancar inovação e melhoria de qualidade. O exemplo do esporte demonstra que o mundo e também os mercados mudaram. As exigências são maiores para conquistar e preservar consumidores mais informados. Expandir atividades das empresas para novos mercado requer cada vez mais conhecimento do que acontece em seu setor de atuação. Sair do isolamento abre espaço para reciclagem de conceitos, novas ideias e consequente aprimoramento. Nesse aspecto, o futebol deu um bom exemplo. Nesse contexto, as edições da Revista Indústria de Laticínios têm se empenhado em abrir algumas janelas para mostrar movimentos do mercado, do que acontece nas áreas empresariais, de pesquisa e desenvolvimento, acadêmicas e de marketing. Esta edição especial do Guia do Comprador 2014, que já é referência no mercado, tem ainda outra missão, a de trazer para nossos leitores, uma significativa relação de empresas fornecedoras, seus produtos e serviços para o setor de lácteos. Fornecedores que estão se aprimorando com o objetivo de dar suporte às indústrias do setor para que elas ganhem jogos fundamentais para seus negócios ao oferecer inovação e melhoria de qualidade a seus consumidores aumentando a lucratividade de seus negócios. Nesta edição, os leitores podem conferir também entrevista com o novo presidente da Abiq (Associação Brasileira das Indústrias de Queijos), Fábio Scarcelli, que fala dos desafios do setor queijeiro, artigo da Nielsen sobre preços e mercado de lácteos, além de matéria de cobertura da Fispal Tecnologia Boa leitura! Luiz Souza Diretor e Editor

3 ínidice Entrevista - Fábio Scarcelli, novo presidente da Abiq...6 Evento - Fispal Tecnologia...12 Fazer Melhor - Uso de açúcar e seus substitutos em sorvetes...18 Conjuntura - Demanda desaquecida por derivados pressiona valor ao produtor...20 Mercado - Preços maiores impactam escolha do consumidor...22 Ingredientes e Aditivos...23 Embalagens...63 Laboratórios e Serviços...73 Máquinas e Equipamentos...91 Refrigeração e Transporte Serviços Fornecedores anunciantes desta edição Águia Inox 130 Globalfood 35 Ricefer 93 Akso 75 Globalfood DSM 33 São Caetano 97 Albion / Kilyos 37 Granolab 3ª Capa Sig Combibloc 65 Anhembi 113 Hiper Centrifugation 109 Somarole 61 Arsopi 95 Horizonte Amidos 53 Sweetmix 49 Bauko 99 Ital 5 e 45 Tate & Lyle 43 Cargill 4ª Capa Livro Nova Legislação 127 Tetra Pak 67 Doce Aroma 29 Nexira 47 Tovani 25 Döehler 2ª Capa Padroniza 102 e 103 Vogler 59 Food Tec 9 PZL 111 Fortitech 31 Quinabra 57 4

4 Entrevista Desafios para continuar crescendo Por Juçara Pivaro Revista Indústria de Laticínios - Ao assumir a presidência da ABIQ, quais são os objetivos nesta sua nova gestão? Fábio Scarcelli - Voltar a presidir a ABIQ é, para mim, um misto de satisfação e desafio. Hoje, em sendo a nossa associação a legítima representante do setor queijeiro e tendo as demandas aumentado e muito, cresce a responsabilidade de todos que compõe as diversas áreas de atuação da ABIQ, desde a diretoria até as equipes de suporte no marketing, nos departamentos técnico e jurídico e de relações institucionais. No presente, nossa atuação se dá no âmbito do executivo, agindo diretamente com todos os ministérios envolvidos e no legislativo, acompanhando de perto as mudanças das leis que interferem diretamente no dia a dia do setor queijeiro e, na esfera internacional, acompanhamos as normas e acordo Mercosul e demais blocos, entre outras. Dessa forma, várias são as prioridades, porém não podemos deixar de continuar, mantendo o foco da manutenção de nossa representatividade. Será dada atenção especial à realização de reuniões regionais nas principais áreas produtoras de queijos, buscando atender ao anseio das fábricas no debate das novas técnicas e tendências, tanto de mercado como de produção. Uma preocupação crescente que surge é a dificuldade de mão de obra especializada para operar as fábricas. Devemos também nos dedicar a avaliar junto aos sistemas de formação de mão de obra, como por exemplo, do SENAI e SENAR, a criação de cursos de formação de técnicos. O novo presidente da Abiq (Associação Brasileira das Indústrias de Queijos), Fábio Scarcelli, foi eleito para a gestão no biênio 2014/2016, e assume o cargo em momento fundamental para a manutenção do crescimento do setor. Em entrevista, Scarcelli fala dos atuais desafios dos produtores de queijos no cenário atual, entre eles, a disputa cada vez maior pelo consumidor e a necessidade de oferecer preços competitivos para manter esses consumidores optando pelo produto. O novo presidente ressalta também a questão da qualidade do leite e a necessidade de esforços para ganhar produtividade. Foto: Divulgação Revista Indústria de Laticínios - Como analisa o mercado de consumo de alimentos atual e a evolução do setor de queijos nesse contexto. Há ainda espaço para crescer? Fábio Scarcelli - A indústria brasileira de queijos tem acompanhado com muito empenho a evolução do consumo de alimentos no Brasil, especialmente o maior acesso a produtos lácteos e aos queijos em especial. Estamos modernizando os parques fabris, melhorando a qualidade e inovando em produtos. Somos um mercado bastante complexo e acreditamos que o consumo vai continuar crescendo. A disputa pelo consumidor está cada vez maior. Precisamos ter preços competitivos para manter os consumidores optando pelo nosso produto. Fábio Scarcelli é engenheiro mecânico pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), sócio da Scarcelli & Cia Laticínios Heloisa, de 1983 a Trabalhou no Grupo Vencedor, de 2008 a 2012, e na Barbosa & Marques S.A de 2012 a Já foi presidente da Abiq, de 1992 a 1996, e de 2004 a

5 Entrevista Revista Indústria de Laticínios - Há alguns anos, aumentou o poder aquisitivo de uma significativa parcela da população. O setor de queijos se beneficiou desse movimento? Fábio Scarcelli - Um estudo do Ministério da Fazenda abrangendo vários alimentos, apontou que, para cada 1% de aumento na renda, cresce 1,2% o consumo de lácteos. O aumento da renda e a grande variedade de queijos produzida aqui propiciou que mais famílias incorporassem queijos à sua dieta diária. Passamos de um consumo per capita de 3,9 kg/ano em 2010, para cerca de 5 kg/ano em O que é muito bom, pois os queijos têm alto valor nutricional em proteínas, vitaminas A, D e do complexo B, sem falar no cálcio. E para o setor foi bom, pois permitiu aprimoramentos nas plantas e o lançamento de novos produtos. Lembramos, contudo, que o consumo de outros tipos de queijos não é só uma questão de preço, é também uma questão de hábito. Revista Indústria de Laticínios - Na sua ótica, o setor de queijos apresentou inovações para essa parcela da população, tornando algumas categorias mais acessíveis? Fábio Scarcelli - Os queijos têm uma ampla variedade de preços, dependendo da quantidade de leite que consome por quilo na fabricação e do tempo em que o queijo fica maturando. Dessa maneira, há queijos de preços bem acessíveis e há especialidades que são mais caras. Sabemos que 88% da população brasileira consome mussarela de alguma forma, como em pizza, sanduiches etc. Os requeijões são também bastante populares em suas diversas opções, como os queijos frescos, o prato e o queijo de coalho. Todas essas alternativas foram adotadas por esses novos consumidores. Lembramos, contudo, que o consumo de outros tipos de queijos não é só uma questão de preço, é também uma questão de hábito. Revista Indústria de Laticínios - Nos últimos anos foi possível ver maior diversidade de queijos finos brasileiros nos supermercados. As empresas que fabricam esses queijos estão conseguindo fidelizar seus consumidores? Fábio Scarcelli- Sim, o consumidor brasileiro está ficando cada mais sofisticado em termos de paladar, bebe mais vinhos do que antes, cervejas diferentes e também queijos, que são alimentos milenares. Os queijos são cativantes, com texturas e apresentações diferentes e com sabores mais ou menos pronunciados. Quanto mais oportunidades o consumidor tem de experimentar queijos diferentes, mais exigente ele vai se tornando e isso já é uma realidade crescente no nosso mercado. 8 9

6 Entrevista Quanto mais oportunidades o consumidor tem de experimentar queijos diferentes, mais exigente ele vai se tornando e isso já é uma realidade crescente no nosso mercado. Revista Indústria de Laticínios - Uma das dificuldades na produção de queijos está na qualidade de leite, que interfere no sabor, na segurança alimentar e no rendimento final. A ABIQ tem ou pretende ter ações que visem promover melhoria da qualidade do leite? Fábio Scarcelli - Efetivamente a matéria prima leite é um fator chave para a indústria de queijos e reflete na qualidade e no rendimento. No geral, tivemos avanços lentos na melhoria da qualidade, mas em algumas regiões e/ou devido ao trabalho persistente das próprias indústrias com planos de melhoria de qualidade e treinamento em suas linhas, houve avanços. Porém, a ABIQ acredita que esse assunto tem também que ser tratado como objetivo e prioridade do Governo Federal. Nesse contexto, temos atuado junto à Câmara Setorial do Leite e estamos abertos a trocas de informações com a EMBRAPA, mas certamente toda a cadeia ainda precisa evoluir. Nos últimos anos, temos convivido com grande disputa de leite no campo e isso não ajuda a melhorar a qualidade. Revista Indústria de Laticínios- Existem várias fatias no mercado de queijos e, consequentemente, espaço para inovação. O setor tem apresentado muitas inovações para consumo? Fábio Scarcelli - O consumidor brasileiro tem uma ampla variedade de tipos de queijos e, a cada ano, novos lançamentos são incorporados. Entre os novos produtos estão o creme de ricota e queijos saborizados, apresentações fatiadas e fracionadas, queijos finos com mais maturação, queijos preparados sob encomenda pelo food service, queijos não só de leite de vaca, mas também de leite de búfala, cabra e ovelha. Somos um mercado com muitas opções, mas sempre há inovações. Revista Indústria de Laticínios - Qual foi o crescimento do mercado de queijos em 2013? Foi um ano significativo para o setor? Fábio Scarcelli - O mercado cresceu entre 8 a 10% em 2013, ainda estamos fechando os números. Representou um bom crescimento, mas foi um ano muito difícil, principalmente na administração dos preços da matéria prima que continuaram a subir além da capacidade de repasse. Revista Indústria de Laticínios - Quais tipos de queijos apresentaram maior crescimento? Fábio Scarcelli - Os queijos mussarela e requeijão cresceram bem, porque têm ampla utilização em pratos prontos e lanches, além também de outro mercado consumidor de queijos, o de refeições fora do lar que teve cresceu perto de 13%. Porém, o consumo de todos os tipos de queijos cresceu. Revista Indústria de Laticínios - O número de fabricantes de queijos aumentou nos últimos anos? Fábio Scarcelli - Por um lado, houve uma concentração de indústrias visando aumento de produtividade e, por outro, houve o aparecimento de pequenas indústrias locais, natural para um mercado em expansão. Revista Indústria de Laticínios Por conta da dificuldade em garantir segurança alimentar, os queijos artesanais tendem a desaparecer com maiores exigências de legislação? Fábio Scarcelli - O setor está a cada dia mais regulamentado. Cremos que as empresas artesanais, ou seja, aquelas que utilizam leite cru, vão cada vez mais, ter que se enquadrar nas exigências legais (municipais/ estaduais), como todas as empresas com SIF que fabricam seus queijos a partir de leite pasteurizado e seguem inúmeras normas. Revista Indústria de Laticínios Quais são os maiores desafios do setor para médio prazo? Fábio Scarcelli - A disputa pelo consumidor está cada vez maior. Precisamos ter preços competitivos para manter nossos consumidores optando pelo nosso produto. No cenário atual, em que a produção de leite cresce 5% ao ano contra um crescimento de demanda por produtos lácteos, que na média é de cerca de 8% ao ano, fica uma equação de difícil solução no curto e no médio prazo. A administração dos custos crescentes contra a manutenção de um preço atraente é um grande desafio. O setor de queijos vai ter fazer esforços grandes para ganhar produtividade. Uma preocupação crescente que surge é a dificuldade de mão de obra especializada para operar as fábricas. Nos últimos anos, temos convivido com grande disputa de leite no campo e isso não ajuda a melhorar a qualidade

7 Evento Fotos: Divulgação Fispal Tecnologia Veículo de inovação Realizada em período tumultuado na cidade de São Paulo, a feira cumpriu seu papel ao mostrar inovação e abrir frentes para novos negócios aos expositores. para o sistema clean in place e atende aos requisitos exigidos pela NR 12. A empresa fornece para os segmentos de laticínios, doces, sorvetes, temperos e alimentos congelados. Para André Luiz Lima de Sousa, diretor geral da Casa Forte, o ponto positivo da Fispal está na tradição e credibilidade da feira. Lima de Sousa completa: por mais que a quantidade de público reduza a cada ano, as empresas com foco nos resultados, fazendo um bom trabalho e bem direcionado, tornam a feira interessante. O grupo Casa Forte é composto por uma indústria de equipamentos em aço inox, uma indústria de divisão em química e uma loja comercial, onde são vendidos todos os produtos fabricados e representados pelo grupo. Atualmente, a empresa é fornecedora dos segmentos de laticínios, sorvetes, maionese, ketchup e similares, condimentados, bebidas, chocolates, entre outros. Neste ano, a Casa Forte lançou o Triturador para polpa de frutas congeladas, que facilita a preparação de misturas que incluem frutas. Para a área de insumos, também atendida pela empresa, a Casa Forte fechou parceria com uma empresa alemã fornecedora de enzimas para lácteos sem lactose. Bons resultados Fabricante de revestimentos cerâmicos, que inclui o setor industrial, a Gail levou para a Fispal 2014, solução adequada para indústrias de leite e derivados, trata-se de sistema completo de canaletas e grelhas para escoamento de água, incluindo todos os produtos para assentamento, rejuntamento e limpeza, além de resistência garantida pela empresa aos ácidos inerentes ao processo produtivo. Ana Paula G. Gallaro, gerente de marketing da Gail, afirmou que: os resultados da participação no evento superaram as expectativas da empresa, tanto na visibilidade da marca e seus novos sistemas direcionados para indústrias, quanto na captação e potencialização de negócios. É um ambiente propício para troca de informações, especialmente pelo interesse e foco do público visitante. Daiane Fuhr, gestora da Importherm, explica que a empresa participa da Fispal há quatro anos e sempre alcança bons resultados Nesta edição, realizou excelentes contatos com novos clientes, além de reforçar a parceria com os antigos. Atuando na área de válvulas e linha de acessórios de gás, a empresa, que trabalha somente com produtos importados com tecnologia de ponta, mostrou aos visitantes que, além de fornecedor, também faz projeto para as indústrias atingirem seus objetivos. 12 Evento consolidado para o setor, a 30ª Fispal Tecnologia - Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas, em 2014, contou com duas mil marcas expositoras e recebeu público de 60 mil profissionais. Nos dois últimos dias de feira, manifestações e greve de metroviários, que provocaram grandes congestionamentos na cidade de São Paulo, interferiram no número de visitantes. Entre os expositores que apontaram reflexos do momento conturbado da feira está Paulo Sérgio Garcia do Nascimento, diretor da Hiper Centrifugation, que ressaltou: percebemos o movimento da Fispal deste ano fraco, talvez devido à Copa do Mundo, os hotéis estavam mais caros, além de protestos que aconteceram no período da feira, que podem ter assustado alguns possíveis visitantes. Nesse quadro, as visitas e novos contatos neste ano foram abaixo do esperado. Nascimento aponta a organização da Fispal como fator favorável à feira, porém considera altos os custos de metragem, montagem de stand, estacionamento, alimentação, impostos, entre outros. A Hiper Centrifugation fornece centrífugas desnatadeiras/padronizadora novas importadas e máquinas usadas fabricadas nos Estados Unidos e atende os setores de laticínios, óleos vegetais, gorduras e biodiesel, óleos minerais, sucos, bebidas, amidos e química. Já, Fernando Gomes, da Delgo, não viu grandes problemas em relação à greve e ressaltou a qualidade do público da feira, que a seu ver, melhorou em relação ao ano passado e acrescentou: um aspecto importante é que a organização passe a pensar em tornar evento bienal, pois, dessa forma, podemos efetivamente oferecer novidades aos visitantes. Nesta Fispal, a Delgo levou novidade para a exposição, um equipamento para envase de produtos cremosos em potes e copos, que tem capacidade de produção de 4 mil unidades por hora. O equipamento possui sistema de dosagem por servo motor, que determina excelente performance de peso, é preparado 13

8 Evento Também otimista com a feira, Dante Gabriel Monteiro, diretor comercial da Dmon, enfatiza: a Fispal trouxe ótimos resultados para a empresa e fechamos pedidos durante o evento, além de levantarmos muitos orçamentos para serem trabalhados no decorrer do ano. Para a indústria de laticínios, a empresa lançou duas novidades na feira, a envasadora de garrafas rotativa continua, com produção de até garrafas/hora e a termoformadora de bandejas com cabine com pressão positiva, lâmpada germicida e purificador de ar para moldagem das bandejas. Os equipamentos estão alinhados às exigências da NR12. Meireane Silva, da Dois Irmãos, informou que, geralmente, a empresa colhe frutos durante o ano em decorrência da presença na Fispal. Neste ano, o lançamento na feira foi o Hot Stamp eletro-pneumático para lateral e fundo de potes com sistema digital para controle de temperatura e velocidade de impressão e contador de embalagens marcadas. O equipamento trabalha com fita carbono descartável e dígitos aquecidos. A Ricefer, que também esteve presente na Fispal, vê no setor de alimentação, os segmentos de massas e biscoitos, gordura vegetal e óleo de soja, chocolates e laticínios, como os mais ativos neste ano. Na área de lácteos, a empresa atua com Silos, concentradores de leite e soro, Concentradores para doce de leite, Concentradores para leite condensado, Maturadores, Tanques CIP, entre outros. A Ricefer conta, atualmente, com a parceria da Bisignano - Indústria de Equipamentos, da Argentina, para o desenvolvimento de plantas automatizadas para a produção de queijos. Embalagem Com embalagens PET cada vez mais presente no mercado de leite, a Krones mostrou na Fispal, diferentes soluções em linhas de envase para aplicações em PET, que proporciona custos de embalagem de 30% a 50% mais econômico. Segundo Ayrton Irokawa, gerente de Vendas de Máquinas da Krones do Brasil, a empresa acredita muito no mercado de lácteos. é um segmento com baixa margem e, para isso, os clientes devem buscar equipamentos que possam proporcionar um valor baixo no CPV (Custo do Produto Vendido). Irokawa explica: sabemos que a embalagem é um dos pontos principais para aumentar esta rentabilidade. Temos alguns clientes em que a embalagem de PET correspondia a 7% do portfólio dos produtos e, em 10 anos, passou a representar 70%. O PET tem se fortalecido e se consolidado cada vez mais no mercado mundial de lácteos e sucos. A Krones coloca hoje à disposição de seus clientes duas tecnologias de envase asséptico a frio. A primeira é a com ácido peracético, conhecida como processo úmido; a outra, com peróxido de hidrogênio, é mais conhecida como processo a seco. A utilização da embalagem PET para envase asséptico, comum na Europa, é também uma realidade ao consumidor brasileiro. A Krones já forneceu no Brasil a solução para a Nestlé, em sua fábrica de Araçatuba, no interior de São Paulo. Os produtos envasados assepticamente em PET são à base de leite e fazem parte da linha Fast. Para a indústria láctea, as soluções da Krones não estão apenas na área de envase. Existem outras tecnologias de grande aceitação pelo mercado, como nas áreas de sopro (com a linha de sopradoras Contiform) e de rotulagem (com as tradicionais máquinas lineares para sleeves com túnel de encolhimento). Além de tecnologia que garante segurança no tratamento de bebidas delicadas, como os lácteos, com sistemas que aliam eficiência produtiva com benefícios ao meio ambiente, a Krones também oferece ao mercado soluções para maiores ganhos financeiros de seus clientes. Temos oferecido para alguns clientes contrato de aluguel de máquinas similares aos oferecidos por algumas empresas de cartonado, ressalta Ayrton Irokawa. Por tudo isso, a Krones tem sido muito procurada pelo mercado de lácteos. Durante as edições da Fispal, a Milainox vem sempre alcançando bons resultados e não foi diferente na edição deste ano, quando vendeu bem seus equipamentos para envase de líquidos e iogurtes. Neste ano, a empresa apresentou sua máquina modelo M22 Plus, projetada para envase de iogurte grego em duas camadas calda e iogurte. Tradicional fornecedor de empacotadoras para envase para leite barriga mole, como é conhecido popularmente, a Eximaq apresentou seus equipamentos. O produto possui clientes espalhados por todo território brasileiro e por exigir baixo investimento, tem ainda mercado forte. A região do Vale do Paraíba está entre aquelas que utiliza muito o barriga mole. A Eximaq possui linhas de empacotadoras que atendem demandas de 2 mil pacotes/hora até 15 mil pacotes/hora. A Serac trouxe para a Fispal a máquina Roll N Blow, que utiliza tecnologia inteligente para fabricação de garrafas, a partir de bobinas de fitas plásticas. Seu sistema compacto necessita de menos equipamentos do que uma sopradora convencional. Com grande economia na logística da empresa. Com a Roll N Blow, empresas de laticínios podem eficientemente fabricar suas próprias garrafas com equipamentos fáceis de instalar e operar. Projetado para produtos lácteos refrigerados e embalados em garrafas PS de 100 ml até 500 ml, A Roll N Blow da Serac também é capaz de produzir garrafas de PP a partir de bobinas, oferecendo assim mais possibilidades, como enchimento asséptico, enchimento a quente, réplica e embalagem para microondas. A Fortress, que atua na área de detecção de metais em alimentos, apresentou na Fispal equipamento em inox para leite em pó, que detecta em sacos de 50 kg, elementos com até dois milímetros. O detector atende às novas normas da Anvisa, que estabeleceu o parâmetro de dois milímetros

9 Evento Inovação O segmento de queijos ganha alternativa com embalagens cartonadas e a inovação foi apresentada na Fispal. Com foco no desenvolvimento do mercado de queijo frescal no Brasil, a Tetra Pak mostrou sua solução, que envolve processo e envase para produção em embalagem longa vida para o produto que tem consumo de mais de um bilhão de litros de leite por ano. Embora o Brasil destine cerca de 34% de todo leite produzido à fabricação de queijos, o consumo per capita ainda é bastante baixo. Segundo a ABIQ (Associação Brasileira das Indústrias de Queijo), o brasileiro consome cerca de quatro quilos de queijo por ano, enquanto os argentinos consomem 11 quilos e os franceses 27 quilos, afirma De acordo com Eduardo Eisler, vice-presidente de Estratégia de Negócios da Tetra Pak para Américas, O queijo frescal em embalagens da Tetra Pak agrega uma série de benefícios à indústria, ao varejo e aos consumidores. Além de mais segurança alimentar, o produto pode oferecer até o triplo do prazo de validade (90 dias). De acordo com Pedro Gonçalves, Diretor de Marketing de Processing, hoje a produção de queijo frescal, por exemplo, é artesanal, demanda muita mão de obra, com muitas perdas, além das dificuldades logísticas do transporte e da pouca diferenciação entre os produtos. O processo produtivo do queijo em caixinha proporciona total controle e padronização do peso e do formato dos produtos, flexibilidade dos tipos e das receitas, ganho de escala, além de um rendimento até 25% maior, com o aproveitamento máximo dos sólidos do leite, explica Gonçalvez. Diferente da produção tradicional, com o novo sistema o leite recebe o coalho para formar o queijo somente quando já está sendo envasado. Isso proporciona uma redução de 85% na utilização do coalho. Dependendo da configuração produtiva, o processo ainda tem a vantagem de utilizar até 90% menos mão de obra, já que a produção não permite nenhum contato manual, o que também aumenta a segurança do alimento. Em diversos tamanhos e formatos, as embalagens cartonadas da Tetra Pak ainda permitem a impressão em toda a superfície, proporcionando maior impacto para a marca e flexibilidade para a indústria. Já para os consumidores, os benefícios da novidade se traduzem em comodidade e segurança. Com diversos clientes ao redor do mundo, a Tetra Pak possui vasta experiência na oferta de soluções completas para o processamento e o envase de queijos. Para apoiar as indústrias de alimentos no Brasil, a Tetra Pak mantém uma parceria com o Ital (Instituto de Tecnologia dos Alimentos), onde podem ser realizados testes de formulação e produção. Nova plataforma Fornecedora de ingredientes para indústrias de alimentos e bebidas, a Döhler estreou na Fispal deste ano. Jane Vieira, gerente de marketing, afirma que: muitos clientes se surpreenderam ao encontrar a Döhler na feira, mas aprovaram a ideia da empresa estar presente em nova plataforma. A empresa apresentou na feira, sua tecnologia para lácteos, como o texturizante DTS, que reduz gordura e dá a sensação de que a gordura está no produto, preenchendo a boca e tem base natural. A Döhler apresentou também soluções para sucos detox; para redução de calorias, com batata doce e tâmara; sucos fermentados sem álcool e aromas SRT, natural composição com edulcorantes e, sozinho, reduz 30%. Luciana Pellegrino, diretora executiva da Abre (Associação Brasileira da Embalagem), que esteve na Fispal, acredita que um dos grandes atrativos da feira foram as soluções de inovação. Percebemos diversos produtos jamais vistos nas prateleiras e que oferecem cada vez mais funcionalidade para o consumidor, ou detalhes estéticos como adornos decorativos, referências que mostram que o mercado se transformou por conta do amadurecimento do consumidor. A embalagem reflete o desenvolvimento econômico do país. Não apenas para a área de embalagens, mas para outros setores da alimentação, a Fispal cumpriu seu papel ao mostrar possibilidades de inovação ao público visitante e possibilitando aos expositores abrirem novas frentes de negócios

10 Fazer Melhor Conhecido da humanidade há muito tempo, o açúcar, cuja descoberta é atribuída aos indianos, ocupa um lugar de grande importância no dia-a-dia das sociedades. Este ingrediente está presente no bolo da vovó, no suco refrescante na hora do almoço, no cafezinho no escritório no meio da tarde, e também, nos mais diversos itens produzidos pela indústria de alimentos, que consome toneladas de açúcar anualmente. A família dos açúcares é bastante vasta, sendo os monossacarídeos (vide Figura 1) os mais simples com a composição (CH 2 O)n; onde as hexoses 1 (n=6) como a glicose, a frutose, a galactose e a manose são as mais importantes. Os dissacarídeos (ver Figura 2) são obtidos pela associação de dois monossacarídeos sendo a sacarose 2 a mais importante. A lactose e maltose também pertencem a este grupo. H H H OH OH H OH O H H OH OH Figura 1: Estrutura do monossacarídeo Figura 2: Estrutura do dissacarídeo Podemos classificar os açúcares e seus substitutos em dois grandes grupos: adoçantes nutritivos e adoçantes não-nutritivos. Os adoçantes nutritivos incluem os açúcares calóricos como a sacarose, frutose, dextrose, lactose, maltose, mel, xarope de milho (ou xarope de glicose), xarope de milho de alta frutose, açúcar invertido e os polióis, também chamados de açúcares álcoois, tais como sorbitol, maltitol, eritritol Gerente de serviços técnicos da Cargill H H H OH OH H OH O H OH OH H Uso de açúcar e seus substitutos em sorvetes H H H H H OH OH Glicose Manose Galactose HO H CH 2 OH H OH H H O OH H O Sacarose CH 2 OH H OH O HO H HO H OH CH 2 OH OH O H * Luciane Tsukahara e outros. Os adoçantes não-nutritivos são também chamados de edulcorantes intensivos e fazem parte desse grupo: acessulfame de potássio, aspartame, sucralose, stevia dentre outros. Os principais adoçantes nutritivos utilizados na produção de sorvete tradicional são sacarose, xarope de glicose, dextrose, açúcar invertido, lactose (presente nos derivados de leite) e frutose (presente nas frutas). Para a produção de sorvete light, é necessário o uso de substitutos de açúcares como os polióis e os edulcorantes intensivos. A combinação de diferentes açúcares e seus substitutos conferem sólidos totais, corpo, sabor e dulçor ao sorvete e por isso, são fundamentais para sua textura e estabilidade, pois alteram seu ponto de congelamento: quanto menor o ponto de congelamento obtém-se um sorvete mais cremoso e menos frio. A água pura congela a 0 C à pressão atmosférica. Quando um soluto como sacarose, por exemplo, é adicionado a esta água, tem a capacidade de aumentar sua entropia 3. A sacarose gera um conflito com a estrutura do cristal de gelo, dificultando sua formação nessa solução e, diminuindo consequentemente o ponto de congelamento. Dependendo da composição do soluto, o efeito no ponto de congelamento pode ser mais ou menos evidenciado: quanto menor a molécula, maior é o seu efeito, que pode ser avaliado por meio do Coeficiente de Redução do Ponto de Congelamento (FPDC) dos diferentes açúcares e seus substitutos, tendo a sacarose como referência (vide tabela 1). Todos os açúcares e seus substitutos com FPDC maior que 1 (um), como por exemplo a frutose e a dextrose, criam maior desordem no sistema e dificultam a formação de gelo, demandando temperaturas mais baixas para o congelamento dessa solução quando comparadas a uma solução com a mesma quantidade de sacarose. A mudança do ponto de congelamento do sorvete pela adição de diferentes açúcares e seus substitutos tem como principais consequências: a modificação de textura; a correção e ajuste de processo; a modificação da vida útil e o ajuste e adaptação do sistema de estabilização. Os açúcares e seus substitutos possuem diferentes intensidades de dulçor de acordo com a sua composição, é possível classifica-los pela sacarose, que tem o valor referência de 1 (um). (vide Tabela 1). De acordo com os sólidos totais necessários, é possível associar diversos açúcares e seus substitutos para obtenção do dulçor e do ponto de congelamento desejado. Embora exista uma variedade de açúcares e seus substitutos, o uso em sorvetes é restrito. Para o sorvete tradicional, a maioria das combinações são entre sacarose, xarope de glicose 42 DE 4 e 60 DE 5, dextrose e açúcar invertido e para sorvete light, as combinações são entre sorbitol, maltitol e eritritol com os edulcorantes intensivos. A lactose e a frutose também estão presentes, mas, como consequência de ser parte integrante de ingredientes derivados do leite e frutas respectivamente. Os açúcares e seus substitutos contribuem com diferentes valores energéticos de acordo com a sua composição (vide tabela 1). Os adoçantes nutritivos fornecem energia e textura aos sorvetes e são aplicados em dosagens mais altas. Os polióis, por sua vez, possuem valores energéticos reduzidos em relação aos demais adoçantes nutritivos e, de acordo com a legislação local possuem 2,4 kcal/g, com exceção do eritritol, que possui apenas 0,2kcal/g, reduzindo consideravelmente o efeito laxativo comparado aos outros polióis. A contribuição energética dos adoçantes não-nutritivos não atinge valores relevantes, e em virtude de seu alto poder adoçante, requer adição de quantidades muito pequenas ao sorvete. Açúcares e seus substitutos Bibliografia acucar BARREIROS, R.C. Adoçantes nutritivos e não-nutritivos. Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, v. 14, n. 1, p. 5-7, 2012 Tabela 1: Coeficiente de redução de ponto de congelamento (FPDC) para sorvetes, dulçor relativo, sólidos totais e valor energético de diferentes açúcares e seus substitutos. A Cargill possui um time técnico global com ampla expertise em ingredientes e soluções para indústria de sorvetes. Proporcione ao seu produto uma cremosidade inigualável e obtenha a quantidade de energia esperada por meio de nosso porftólio de ingredientes. Cargill 1 Hexoses - são monossacarídeos formados por uma cadeia de seis átomos de carbono. Sua fórmula geral é C6H12O6. Sua principal função é produzir energia. Um grama de qualquer hexose produz quatro quilocalorias de energia. 2 Sacarose Associação de glicose e frutose 3 Que mensura a desordem no sistema. 4,5 DE - Dextrose Equivalente, quantidade de açúcares redutores expressa como porcentagem de dextrose em matéria seca que mostra o grau de hidrólise da cadeia de amido Sólidos totais Intensidade de dulçor FPDC Energia (kcal/g) Sacarose 97 1,0 1,0 4,0 Lactose 97 0,10-0,25 1,0 4,0 Frutose 97 1,3-1,5 1,9 4,0 Dextrose 97 0,7 1,9 4,0 Xarope de glicose 42 DE ,45 0,8 3,3 Xarope de glicose 60 DE ,65 1,2 3,3 Açúcar invertido ,25 1,4 3,2 Sorbitol 97 0,5-0,6 1,9 2,4 Maltitol 97 0,8-0,9 1,0 2,4 Eritritol 97 0,6-0,7 2,8 0,2 Acessulfame de potássio Aspartame Stevia Sucralose Foto: Divulgação

11 Conjuntura LEITE/CEPEA: Demanda desaquecida por derivados pressiona valor ao produtor Cepea, 30 O preço do leite pago ao produtor (líquido sem frete nem impostos) em junho/14 teve queda de 0,73% frente ao mês anterior (em termos reais), fechando a R$ 1,0128/litro na média Brasil média ponderada pelo volume captado em maio nos estados de BA, GO, MG, PR, RS, SC e SP de acordo com pesquisa do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. O preço bruto (inclui frete e impostos) fechou a R$ 1,0984/litro, redução de 0,56% em relação à média de maio/14. O cenário baixista, que já era esperado pelo setor, é reflexo do desaquecimento do mercado de derivados em maio e da produção de leite praticamente estável em junho. De acordo com colaboradores do Cepea, o atraso na chegada do frio, o menor crescimento da economia e os altos patamares dos derivados influenciaram na redução do consumo de produtos lácteos. Dentre os estados acompanhados pelo Cepea na média Brasil, Minas Gerais e Goiás registraram quedas significativas de 2,03% e 3,53%, respectivamente, nos preços líquidos médios pagos ao produtor. Os demais estados (BA, PR, SC, SP e RS), por outro lado, tiveram elevações, puxados principalmente pela menor oferta no campo. O Índice de Captação do Leite (ICAP-L) ficou praticamente estável em maio, com ligeira queda de 0,05%, considerando-se os sete estados que compõem a média Brasil (BA, GO, MG, PR, RS, SC e SP). Devido ao início do fornecimento de forragens de inverno para os animais no Sul, a captação nos estados de SC e RS subiu 3,85% e 1,93%, respectivamente. A exceção foi o Paraná, que registrou queda de 2,03%. Da mesma forma, houve redução na aquisição de leite nas demais regiões acompanhadas pelo Cepea, de 5,73% na BA, 2,18% em SP e 0,17% em MG. Em Goiás, por outro lado, a captação teve ligeira alta de 0,29%. Considerando-se o acumulado de janeiro a maio de 2014, na média Brasil, a captação aumentou expressivos 14,2% em relação aos mesmos períodos de As expectativas para os próximos meses são de aumento da produção no Sul devido ao início da safra. Por outro lado, é esperada redução significativa nas regiões central e Sudeste do País, em razão da seca que tem se prolongado desde o início do ano. De acordo com colaboradores do Cepea, as pastagens estão bastante prejudicadas e a produção de silagem, que é utilizada na alimentação dos animais, também foi significativamente afetada. Assim, para julho, a expectativa de representantes de laticínios/cooperativas consultados pelo Cepea é de estabilidade nos preços. Entre os compradores entrevistados, 58,3%, que representam 56,3% do leite amostrado, acreditam que os preços ficarão no mesmo patamar e 25% (que representam 35,9% do volume captado) indicam que haverá nova queda. Os demais, 16,7% (7,8% do volume), esperam alta dos preços. Em relação aos derivados, as cotações registraram alta neste mês, com a recuperação de parte da liquidez, que foi menor em maio. Na média mensal do atacado paulista, o leite UHT e o queijo muçarela tiveram valorização de 4,79% e 0,56% frente a maio/14. O leite UHT teve média de R$ 2,227/litro em junho, e o queijo muçarela, de R$ 12,80/kg (até o dia 27). De acordo com colaboradores do Cepea, o mercado dos derivados esteve um pouco mais aquecido em junho devido ao escoamento dos estoques, à produção relativamente estável no campo e à dificuldade do transporte do leite do Sul em razão das chuvas ocorridas nessa região. Além disso, a demanda por produtos lácteos esteve mais aquecida com as temperaturas mais amenas. Esta pesquisa de derivados do Cepea é realizada diariamente com laticínios e atacadistas e tem o apoio financeiro da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e da Confederação Brasileira de Cooperativas de Laticínios (CBCL). Tabela 1. Preços pagos pelos laticínios (brutos) e recebidos pelos produtores (líquidos) em JUNHO referentes ao leite entregue em MAIO. Fonte: Cepea-Esalq/USP. Gráfico 2: Série de preços médios pagos ao produtor - deflacionada pelo IPCA Fonte: Cepea-Esalq/USP. Gráfico 1: ICAP-L/Cepea - Índice de Captação de Leite - MAIO/13. (Base 100=Junho/2004) Fonte: Cepea-Esalq/USP. Tabela 2. Preços em estados que não estão incluídos na média nacional RJ, MS, ES e CE. Fonte: Cepea-Esalq/USP. Veja gráficos e tabelas a seguir. Outras informações sobre o mercado lácteo: e por meio do Laboratório de Informação do Cepea, com o pesquisador Daniel M. Velazco-Bedoya e Prof. Dr. Sergio De Zen: (19) / 8837 e 20 21

12 Mercado Preços Maiores Impactam Escolha do Consumidor O bom desempenho do mercado de consumo observado nos últimos anos não foi mantido em Um maior nível de inflação voltou a ameaçar a renda do consumidor, que encontrou preços mais caros em diversos produtos, enquanto o nível de endividamento está em patamar mais elevado. Categorias com produtos lácteos tiveram alta contribuição para o aumento de preços encontrado no último ano, juntamente com outros alimentos e bebidas. No caso de lácteos, a elevação dos preços da matéria prima, após relativa estabilidade em 2012, chegou ao bolso do consumidor. Preço médio pago ao produtor Fonte: Cepea Por José Fraga* maior preço nas gôndolas fez com que o consumidor procurasse novas opções de marcas, em busca de um melhor custo-benefício. Categorias como Leite Fermentado, Leite Condensado e Leite Pronto Para Beber foram destaques em volume, mas o consumidor procurou sobretudo as marcas de preços mais baixos, que passam a ser opção na busca por economia. Esta tendência impactou diversas categorias de produtos, mesmo sendo uma das últimas opções na preferência dos consumidores que precisam cortar seus gastos. Em 2013, o principal destaque em crescimento nas categorias acompanhadas pela Nielsen foi justamente o grupo de marcas low price, que custam até 10% menos que a média de suas categorias. Antes de tomar a decisão pela troca de marcas, o consumidor busca um maior planejamento da renda, com corte de gastos e menos ocasiões de consumo. A troca de marcas vira opção quando o consumidor decide por economizar em determinada categoria e não encontra na sua marca preferida uma embalagem que condiz com o gasto planejado. Ingredientes e Aditivos Variação no preço médio em % vs 2012 Fonte: Nielsen Retail Index Lideradas pelos repasses em Leite UHT, categorias como Leite em Pó e Iogurtes apresentaram elevações mais expressivas em suas médias de preço, superando muito a média de inflação do período, de 5,9%. No caso de Iogurtes, a evolução do segmento Grego, de maior valor agregado, contribuiu para o aumento no preço médio da categoria. Porém, para Leites UHT e Leites em Pó, por exemplo, a tendência foi encontrada de forma mais pulverizada entre os produtos. Apesar do aumento nos preços, o volume de vendas dos produtos lácteos no varejo seguiu em alta na maioria dos casos, mostrando um bom momento para as categorias desse grupo. Porém, o impacto do Apesar das condições de emprego e renda permanecerem positivas, a expectativa é que o consumidor mantenha essa tendência. O nível de endividamento se mantém elevado e há um consenso de que a inflação ainda afetará o bolso do consumidor nos próximos anos. Para as categorias a base de leite, a matéria prima começa 2014 com preços que superam os patamares já elevados do ano anterior. O volume de vendas no varejo segue em alta na maioria dos casos, mas os consumidores devem seguir buscando o melhor custo benefício no momento da compra para que não precisem abrir mão dos produtos que estão habituados. 22 *José Fraga Analista de mercado da Nielsen Brasil 23

13 Ingredientes e Aditivos Perfil Fotos: Divulgação MatPrim Soluções em aromas e ingredientes Nova empresa investe em fábrica na Região Norte do Brasil e oferece soluções com ingredientes da Região Amazônica. O segmento de fornecedores de soluções para indústrias alimentícias conta com a MatPrim, nova empresa na área de concentrados, aromas e ingredientes. A moderna fábrica estrategicamente instalada em Manaus (AM) possibilita a produção de emulsões, aromas e misturas com ingredientes regionais, atualmente muito valorizados em formulações de alimentos e bebidas. No local, a empresa investiu também na implantação de laboratório e armazém logístico. Entre as linhas de produtos fornecidos pela MatPrim estão extratos naturais e aromatizados; cacau e blends; mix de edulcorantes a base de aspartame, acessulfame K e sacarina; compostos lácteos; batata em flocos e gorduras. O lançamento mais recente da MatPrim é a linha de compostos lácteos, Supralac, utilizado em várias aplicações, principalmente em sorvetes e doces. O portfólio da empresa é composto por linha de aromas, emulsões e condimentos da Firmenich, com destaque para os redutores de açúcar SweetGem e SucroGem, indicados para diversas aplicações. A empresa trabalha também com a combinação de aromas e extratos naturais obtidos na região amazônica, tais como extrato de guaraná, extrato de açaí, extrato de camu-camu, extrato de cacau, entre outros, além de linha extensa de cacau alcalino importado da Europa e muito utilizado no Brasil na fabricação de bebidas achocolatadas UHT devido a ausência de esporos. Com profissionais experientes em vendas e Pesquisa & Desevolvimento, a empresa construiu também um laboratório de aplicação em Belo Horizonte. Dessa forma, estruturou-se para oferecer assessoria técnica permanente aos seus clientes, principalmente nos segmentos de bebidas, panificação e sorveteria. A MatPrint teve origem na Força Representações, que tinha foco na representação das indústrias de gordura vegetal e embalagens. Quatro anos depois, a empresa iniciou parceria com players do mercado de cacau e derivados de milho e, posteriormente, migrou seu nome para Força Ingredientes e também conquistou seu laboratório de P&D&A em Belo Horizonte/MG. Em 2003, a empresa ingressou no mercado de ingredientes e aromas com a distribuição dos aromas Firmenich nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Com o mercado em constante crescimento, a empresa abriu o Armazém Geral, localizado em Contagem(MG) e inaugurou em Manaus (AM), sua unidade para produção de aromas, concentrados, extratos e ingredientes. Em 2013, a Força Ingredientes passou a se chamar MatPrim Ingredientes. Os próximos desafios da MatPrim são consolidar sua presença no mercado de alimentos e bebidas, ampliar seu portfólio através de novas parcerias e expandir a produção na fábrica de Manaus

14 Ingredientes e Aditivos Perfil Vogler Foco e crescimento Com trabalho focado em estratégias de negócios, desenvolvimento de soluções para o mercado de alimentos e bebidas, a Vogler Ingredients destaca-se como uma das empresas que mais crescem no Brasil. Estratégias de negócios para curto, médio e longo prazo e atenção às tendências no mercado de alimentos foram alguns aspectos que levaram a Vogler a figurar na Revista Exame PME entre as empresas que mais crescem no país. A empresa surgiu para atender às necessidades em ingredientes do mercado de alimentos e bebidas, hoje, proporciona aos seus clientes soluções completas em três divisões de negócios: ingredientes, sistemas (blends) e aromas. O know-how da Vogler em texturas, em substituição de açúcar e gorduras, além de seu foco em produtos naturais colocam a companhia como grande aliado das indústrias alimentícias. A inclusão de novas parcerias é algo recorrente na empresa e sempre somos procurados por grandes fabricantes internacionais para distribuir seus produtos no Brasil. Estão entre nossos parceiros, a PB Leiner (gelatinas), as alemãs Basf (Emulsificantes) e Evonik (Silicas e Extratos CO2), Gelymar (Carragenas), Allied (Carotenoides), CHR Hansen (Corantes Naturais), EPCevia (Stevia), entre outras, cita Regir Inacio, coordenador de marketing da Vogler. Inovação Fotos: Divulgação A empresa percebe as inúmeras oportunidades de inovações e Inácio aponta: além de novas tendências e exigências vindas do governo, tais como substituição de gordura e açúcar, nas quais temos grande know-how são áreas em que estamos com ações em curso atualmente. Para o setor de lácteos, a Vogler detectou que a utilização de soro de leite para fabricação de bebidas ácidas é uma grande oportunidade de negócios atualmente. Com esse foco, recentemente, a empresa desenvolveu sistema estabilizante que confere também corpo aliado com aromas, criados especialmente para esse mercado. O coordenador de marketing da Vogler enfatiza e aponta tendências em lácteos: o mercado é dinâmico e os consumidores buscam novidades. Produtos lácteos com alto teor de proteínas constituem uma das maiores buscas no momento, mas acredito que bebidas lácteas com foco em energia têm, atualmente, uma grande possibilidade de sucesso. Para atender os fabricantes de alimentos e bebidas, a empresa conta com equipe comercial formada por executivos técnicos, além do suporte dos departamentos de P&D e marketing. Um laboratório instalado na sede da empresa é bastante utilizado pelos clientes da companhia para desenvolvimento de protótipos com o apoio dos especialistas da Vogler. Entre as maiores dificuldades em trabalhar na área de ingredientes no Brasil, Inacio aponta: produtos funcionais e nutracêuticos enfrentam uma série de restrições e, por diversas vezes, perdemos a oportunidade de oferecer ao mercado produtos que agregariam valor ao consumidor. Penso como seria interessante produzir um refrigerante híbrido com edulcorante natural, reduzindo dessa forma calorias para contribuir com a redução de obesidade. Atualmente, um dos maiores desafios da empresa está na operação logística, no processo de crescimento e estudos de viabilidade de oportunidades. O coordenador de marketing afirma que: 2014 começou com grandes expectativas e reflexos de eventos como Copa do Mundo e eleições foram discutidos amplamente em nossas reuniões. Acreditamos que teremos oportunidades em vários setores da indústria neste ano

15 Ingredientes e Aditivos Perfil Doce Aroma Especialidades para indústrias de alimentos Há mais de duas décadas atuando no fornecimento para as indústrias de alimentos e bebidas, a Doce Aroma investe constantemente em novas frentes de trabalho. Em processo de expansão de mercado, nos últimos anos, ampliou seu leque de atuação para áreas de personal care e alimentação animal. Em 2013, a empresa inaugurou nova sede em Guarulhos (SP) e criou condições para expandir suas atividades. As instalações abrigam moderno e climatizado armazém com estoque verticalizado com capacidade para cinco mil posições e sistema WMS de armazenagem. No local, são utilizadas empilhadeiras elétricas, sem emissão de gazes poluentes, garantindo a integridade dos produtos armazenados. Na nova sede foi instalada uma planta com processo de envase totalmente automatizado, integralmente em aço inox, sem nenhum contato manual, o que garante a pureza e qualidade dos itens recebidos a granel e envasados em nas embalagens. A construção comporta também uma moderna planta produtiva, idealizada e construída para atender aos padrões mais exigentes do mercado. O ERP da Doce Aroma permite otimização dos processos e disponibilidade imediata de informações seguras, que garante total transparência e confiança nas relações comerciais. Com o desenvolvimento de know how em insumos para a indústria alimentícia, a Doce Aroma, em atendimento a solicitações de vários clientes, há aproximadamente sete anos, implementou o que denominou Nossas Especialidades, com vasta linha de corantes naturais, condimentos, formulações diversas, desenvolvidas conforme as necessidades específicas de cada cliente. Helo Blanco, diretora da empresa, explica: o portfólio é composto por mais de 50 itens totalmente formulados por nossa equipe técnica da empresa. Muitos desses itens já são consagrados pelo mercado, dando a certeza que nos norteia para dedicação intensa no desenvolvimento de novas especialidades. Entre as ampliações de portfólio da Doce Aroma está o MegaFort Coagulante Microbiano, extraído do cultivo de Mucor Miehei não patogênica, seguindo as técnicas de BPF para enzimas de uso alimentício, conferindo alto poder de coagulação. O MegaFort tem sido muito bem aceito pelo mercado, pois apresenta uma excelente performance de custos e resultados Fotos: Divulgação Planta produtiva 28 A empresa conta com equipe formada por técnicos especialistas em alimentos e engenheiros que oferecem suporte técnico adequado às necessidades específicas de cada cliente. Os laboratórios de análise e desenvolvimento são totalmente equipados, permitindo análises prévias dos itens em estoque e o desenvolvimento de soluções que atendam às expectativas mais exigentes do mercado. A planta produtiva da Doce Aroma foi planejada e construída com tecnologia moderna e segura para produção de aditivos e ingredientes alimentícios. Todos os equipamentos para produção em aço inox, em salas projetadas rigorosamente de acordo com os órgãos reguladores do setor. Para atingir novos mercados, a empresa conta também com departamento de Comércio Exterior, que já tem realizado algumas exportações para a América Latina. A Doce Aroma é uma empresa que está sempre se reinventando. Helo Blanco ressalta: estamos certos de que a flexibilidade e adequação às necessidades do mercado é o que nos garante a posição de liderança que temos sustentado. Recentemente investimos em importante Pesquisa de Satisfação do Cliente e o resultado nos deixou muito orgulhosos e satisfeitos. Obtivemos índices de excelente performance em itens como Cordialidade e Eficiência no atendimento, Agilidade na entrega e Qualidade nos produtos. Esses resultados nos motivam a investir ainda mais na melhoria de nossos processos. 29

16 Ingredientes e Aditivos Perfil Döhler Atenta às tendências De olho nas exigências dos novos consumidores, a empresa oferece soluções naturais e sustentáveis para fabricantes de produtos lácteos. Tradicional fornecedora de ingredientes naturais e soluções integradas para a indústria de alimentos e bebidas, nos últimos anos, a Döhler, intensificou suas atividades no setor de lácteos com investimentos significativos nas áreas de aplicação e tecnologias de produção. Com equipe de pesquisadores especializados em lácteos, a empresa desenvolveu ampla linha de produtos, como aromas, emulsões, corantes e preparados de frutas. As aplicações são destinadas a lácteos, como iogurtes, sorvetes com base láctea e água e sobremesas congeladas, além de bebidas de soja. As soluções integradas da empresa incluem também serviços e soluções, como suporte na inovação, serviços de suprimentos, suporte técnico na produção e soluções logísticas para realizar inovações de forma mais rápida e competitiva. Entendemos que especialmente para inovações, uma cooperação mais próxima com nossos clientes e suas áreas de P&D e marketing é fundamental para realizar novos produtos. Por isso, investimos continuamente na área de P&D e aplicação e temos times de especialistas do setor de lácteos que conhecem as necessidades das indústrias e podem realizar desenvolvimentos com grande eficiência para nossos clientes. Isso inclui um suporte técnico desde a aplicação até a produção afirma Martin Tolksdorf, gerente da Döhler América Latina. Os mercados preocupados com a segurança dos alimentos têm legislação rigorosa e segundo o diretor, o conhecimento da legislação é essencial para direcionar o processo de desenvolvimento e inovação. Considerando as possibilidades legais no Brasil, a empresa pode oferecer ainda amplo portfolio de inovações para a indústria e seus clientes, cada vez mais, desfrutam dessas possibilidades. No Brasil, os produtos e soluções da Döhler são disponibilizados de acordo com as necessidades exigidas pelas autoridades. A empresa está sempre atenta às tendências e Martin observa que: os consumidores brasileiros estão cada vez mais interessados em inovações, viagens internacionais, informações nas mídias, internet e redes sociais que são fontes de informações. Durante os últimos anos vimos um aumento na busca de inovações e com nosso amplo portfolio de serviços e soluções conseguimos atender essa demanda. O futuro vai encontrar, por exemplo, matérias-primas novas que, além da capacidade técnica, ofereçam também uma sustentabilidade para os produtos. Entre outras tendências observadas pela Döhler, está a busca por produtos naturais e funcionais. Por essa razão, a empresa possui soluções integradas, baseadas, em primeiro lugar nos produtos naturais, como sucos, aromas e corantes, disponibilizados para fabricantes que procuram ampliar seu portfolio com lançamentos alinhados às novas exigências dos consumidores. Foto: Divulgação 30 31

17 Ingredientes e Aditivos Perfil Especialista no fornecimento de aromas e corantes naturais e idênticos ao natural, a Sensient Technologies destaca-se com suas soluções inovadoras e alta tecnologia, como a utilizada no sistema de extração por CO 2 e destilação molecular. A empresa atua também na área de produtos desidratados, por meio de sua divisão SNI, que atende com fornecimento de vegetais, alho, cebola e pimenta desidratados nas mais diversas formas e granulometria. A Sensient conta ainda com solução de redutores de açúcar, como o SweetSense, que possibilita a diversos produtores de bebidas reduzir em até 20% a quantidade de açúcar de sua formulação. Trata-se de aroma natural, sem uso de edulcorantes e, hoje, é referência do mercado. A Sensient Technologies foi fundada em 1882 e depois de atuar em vários segmentos de mercado, tornou-se uma das maiores especialistas em corantes com faturamento global de U$ Em 2012, instalou nova planta de corantes em Jundiaí (SP). Para a área de lácteos e sorvetes, além de aromas naturais, como maçã verde, berry e kiwi, a empresa destaca-se pelas diversas inclusões que fornece ao mercado como biscoito, chocolate, caramelo, entre outros ingredientes. As inclusões têm como características resistir ao tempo de prateleira, quando aplicadas em iogurtes e sorvetes, sem perda de crocância, além de permitir tornar o produto único. A Sensient Technologies possui 30 centros de desenvolvimento e suporte ao cliente. Um desses Sensient Technologies Tecnologia em aromas e corantes centros está instalado no Brasil com dois laboratórios, um para desenvolvimento de aromas doces, bebidas e aromas salgados e outro para aromas salgados. Ambos têm suporte de laboratório de aplicação e, outro, de análise sensorial. Dessa forma, os clientes da empresa contam suporte necessário, que possibilita inovação em produtos e sugestões de formulações exclusivas. Seguindo as tendências do mercado, a empresa possui extensa linha de produtos naturais aromas e soluções para atender ao crescimento constante desses produtos no mercado brasileiro. Segundo Ijones Constantino, diretor de desenvolvimento de negócios - Flavor da Sensient Technologies, a busca por corantes e aromas naturais vem ganhando destaque no mercado brasileiro, um pouco mais lento que as nossas expectativas, mas apresentando crescimento constante. A empresa atende em todo território brasileiro, independente do tamanho do projeto do fabricante e trabalha de forma exclusiva para cada cliente. A Sensient Technologies também exporta para o Mercosul e importa diversas matérias primas de sua matriz nos Estados Unidos e Europa. Constantino destaca que: o mercado de aromas e corantes está sempre em expansão, mas sofremos muito com os baixos preços dos produtos chineses e indianos. Nosso desafio é superar essas dificuldades com produtos de alta tecnologia e qualidade indiscutível. Um dos desafios da Sensient Technologies é continuar investindo no mercado de aromas e corantes naturais e fortalecer sua imagem no mercado brasileiro como uma das maiores casas de aromas do mundo

18 Ingredientes e Aditivos Perfil Globalfood Desenvolve e testa formulações para lácteos Há 27 anos, no mercado de soluções para as indústrias de alimentos, a Globalfood tem incorporada à sua trajetória, pesquisas, experimentação e lançamento de centenas de receitas de produtos lácteos. Atuando no desenvolvimento de soluções que ajudam as indústrias a tornar seus produtos melhores, a Globalfood busca tendências globais no segmento de laticínios que possibilitem a seus clientes saírem na frente, criando inovações para suas linhas de produtos. Com sua equipe especializada, a partir das novas soluções, a Globalfood desenvolve receitas e mostra a cada cliente, como elas podem ajudá- -los a aumenta sua participação no mercado. Após a elaboração das receitas, a empresa desenvolve sistemas de proteínas, estabilizantes e emulsificantes, que possibilitam reproduzi-las em larga escala, otimizando qualidade, textura, sabor e paladar. A equipe de especialistas da Globalfood e o Centro de Inovação Tecnológica, instalado em sua sede viabilizam a criação das receitas e também têm recursos Univar Brasil Distribui e oferece suporte técnico A Univar Brasil, no mercado desde 1924, distribui aditivos e ingredientes de fabricantes mundiais e disponibiliza produtos com excelente desempenho. A empresa oferece também suporte especializado de sua equipe técnica para desenvolvimento de produtos, criação de novos conceitos, além de orientação para assuntos regulatórios. A Univar conta ainda com moderno laboratório de pesquisas e aplicações de produtos doces e salgados. Sua linha de produtos conta com acidulantes, antioxidantes, conservantes, corantes, umectantes, solventes, espessante, texturizante, lubrificantes, agentes de assepsia, reguladores de acidez, aromatizantes, antiumectantes, agente de fluidez, vitaminas, ingredientes, extratos naturais, produtos desidratados, liofilizados, edulcorantes, suplementos e mineral carbonato de cálcio, entre outros. A empresa oferece serviços de gerenciamento de estoque, especificação de produtos, expertise técnica, preparação de fórmulas, misturas, reembalagem, rotulagem, pronta-entrega, programas de racionalização de vendas e gestão de resíduos. A Univar Brasil distribui aditivos e ingredientes dos mais conceituados fabricantes mundiais do setor. A empresa oferece produtos de qualidade e excelente desempenho. Conta com suporte especializado proporcionado por sua equipe técnica, atendendo seus clientes em desenvolvimento de produtos, criações de novos conceitos e assuntos regulatórios. Em suas instalações, a empresa possui moderno laboratório de pesquisas e aplicações de produtos

19 Ingredientes e Aditivos Kilyos Minerals & Nutrition Qualidade e baixo custo em fortificação A Kilyos Minerals & Nutrition, representante da Albion no Brasil, investiu na formação de grupo de pesquisadores especializados para realização de estudos sobre os minerais Albion. Com ações que tornaram sua produção e gerenciamento mais eficientes, a empresa conseguiu manter a qualidade e reduzir o custo de seus ingredientes. Com foco em produtos que promovem saúde, a Kilyos atende às necessidades nutricionais do consumidor, tendo a ciência como suporte para fornecer saúde e bem-estar para os vários estágios da vida. Para atingir seus objetivos, a empresa oferece também consultoria estratégica para aplicação dos minerais quelatos Albion. A companhia conta também com uma equipe formada por especialistas em saúde, que possibilita descobrir e levar para todas as regiões do Brasil, opções terapêuticas que melhoram a vida das pessoas e contribuem para a redução das deficiências nutricionais na população do país A Albion destaca-se por ser uma empresa que atua no segmento de inovação em nutrição mineral humana. Desde sua criação, em 1956, fabrica formas minerais altamente biodisponíveis. Localizada em Clearfield, Utah, USA, a Albion possui uma rede de distribuição que alcança cerca de 100 países. Seus compostos orgânicos, como os minerais aminoácidos quelatos, sais minerais especializados e complexos minerais, podem ser encontrados em grande variedade de produtos que nutrem e elevam a qualidade de vida. Desenvolvidos com fundamento em dados científicos sólidos, obtidos mediante pesquisas que abrangeram desde processos de fabricação até aplicações em alimentos, os ingredientes são garantidos por mais de 130 patentes, que confirmam serem os minerais Albion seguros e comprovadamente eficazes. Em sua extensa linha de produtos, são destaques as fontes de cálcio, com ampla gama de opções que permitem vários tipos de aplicações, entre elas fortificação de leites; as fontes de ferro, com maior biodisponibilidade e ausência de efeitos colaterais; magnésio, além das opções quedadas à glicina, a Albion também oferece opções inovadoras como a quelação em creatina e glutamina, com excelentes resultados em praticantes de atividade física. A Kilyos assumiu a operação da Albion no Brasil em novembro de 2013 e, a partir dessa data, investiu na modernização dos processos de atendimento ao cliente. Com um olhar inovador, a empresa tem planos para ampliar a participação da Albion no Brasil e levar aos clientes alto nível de inovação, sempre comprovados por estudos. Com a nova administração da Kilyos, o desafio lançado foi ampliar a produtividade e eficiência da empresa, ação que resultou em menor custo de operação e, consequentemente, em poder proporcionar preços menores mantendo a qualidade dos minerais quelatos Albion, benefício que foi repassado aos clientes. Em um país com grande déficit nutricional da população, como o Brasil, baixar custos em soluções que contribuem para fortificar alimentos é ação bem-vinda. É bom lembrar que o país tem grande parte da população carente de vitaminas, seja por falta de acesso a alimentos ou por mudanças de hábitos alimentares que não proporcionam as vitaminas e minerais necessários para a boa saúde e, no caso de crianças, um desenvolvimento adequado

20 Ingredientes e Aditivos Cargill desenvolve ingredientes para o segmento de lácteos A Cargill produz e comercializa internacionalmente produtos e serviços alimentícios, agrícolas, financeiros e industriais. No Brasil desde 1965, é uma das maiores indústrias de alimentos do país. A empresa atua no setor de lácteos por meio de sua unidade de negócios Amidos e Adoçantes, que conta com quatro plantas de processamento de milho, mandioca e fermentação de açúcares, localizadas no Sul e Sudeste do país. Uma delas é a biorrefinaria de processamento de milho, inaugurada no Paraná, em fevereiro deste ano. A fábrica é a primeira unidade da Cargill no Brasil que atuará com o conceito de biorrefinaria e representará um aumento de 30% na capacidade de moagem de milho da empresa na América do Sul. A contribuição da Cargill com o setor de lácteos acontece por meio do desenvolvimento de novas formulações e fornecimento de ingredientes, como amidos modificados, amidos naturais, ácido cítrico, citrato de sódio, sistemas funcionais, xaropes de glicose, goma jataí (LBG), goma xantana, lecitina de soja, edulcorante Eritritol, maltodextrina e pectina. As principais aplicações desses ingredientes são em bebidas lácteas prontas para beber, iogurtes, leites e bebidas lácteas fermentadas, queijos processados e análogos, sobremesas lácteas prontas para consumo e sorvetes. Usdec Fornecedora de ingredientes naturais e extratos botânicos para alimentos, nutrição e suplementos dietéticos, a Nexira está no mercado desde 1895 e construiu sua imagem como líder mundial em goma acácia. Atualmente, a empresa fabrica vasta gama de ingredientes naturais com benefícios comprovados, como o Fibregum, fibra dietética solúvel totalmente natural, que contém o mínimo 90% de fibras. Estudos clínicos demonstram as propriedades prebióticas do ingrediente na dosagem diária de seis gramas. O vasto portfólio de produtos da Nexira abrange antioxidantes, ativos para gerenciamento de peso, anti-stress, nutrição esportiva, saúde digestiva e saúde cardiovascular. Com nova planta de extração botânica na Europa, a Nexira expandiu a sua capacidade de produção e enriqueceu o seu portfólio com extratos botânicos de alta qualidade, que inclui goji, café verde, chá verde, entre outros. Soluções inovadoras dos Estados Unidos Com missão de aumentar a demanda por produtos lácteos e ingredientes dos Estados Unidos, a Usdec realiza programas de desenvolvimento de mercado com o objetivo de criar demanda externa por produtos norteamericanos desse setor. As empresas exportadoras de ingredientes lácteos dos Estados Unidos disponibilizam soluções inovadoras com infraestrutura de suporte e assistência técnica para os fabricantes, contribuindo na busca da solução mais adequada aos produtos em desenvolvimento. Entre os ingredientes lácteos disponibilizados por exportadores norteamericanos estão: pó, soro de leite, concentrados, isolados, lactose e queijos diversos, que valorizam produtos, ressaltam características desejáveis utilizando o máximo de funcionalidade. Nexira oferece ingredientes para saudabilidade Fermentech Otimismo é o melhor ingrediente Fotos: Divulgação A Fermentech oferece linha completa de ingredientes para o mercado de laticínios, seguindo as principais tendências do mercado mundial. São culturas, bioprotetores, estabilizantes, corantes naturais, conservantes, fibras, aromas e probióticos, entre outros, que seguem o padrão internacional de segurança alimentar, já que a saúde do consumidor é a principal preocupação da empresa. Principal fornecedora dos produtos Dupont/Danisco, a Fermentech investe também em linha própria de produtos, dentre os quais destacam-se: o revestimento para queijos ProTech, o coagulante F750 Plus, e as quimosinas F 600 Plus e F1000 Plus. Por meio de simpósios e seminários, a empresa promove a formação profissional de seus parceiros, contribuindo para o crescimento do mercado. Porém, para a equipe da empresa, o melhor ingrediente da Fermentech é o otimismo, pois saúde e bem-estar não são comercializados e otimismo, sim

Entrevista Inovação em dose dupla

Entrevista Inovação em dose dupla Entrevista Inovação em dose dupla Por Juçara Pivaro Foto: L. R.Delphim Uma importante aquisição no setor de empresas fornecedoras de ingredientes ocorreu em 2012, unindo duas grandes forças desse mercado,

Leia mais

O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes!

O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes! O que são e para que servem os produtos Diet, Light, Zero e Cia? Tipos de açúcares e adoçantes! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664 * Alimentos Diet: Alimento dietético

Leia mais

ISSN 1984-4212 - Ano V - n o 21 - R$ 25,00. Pães especiais Mais nutrição e saúde. Tendências à vista - Clean Label

ISSN 1984-4212 - Ano V - n o 21 - R$ 25,00. Pães especiais Mais nutrição e saúde. Tendências à vista - Clean Label ISSN 1984-4212 - Ano V - n o 21 - R$ 25,00 Pães especiais Mais nutrição e saúde Tendências à vista - Clean Label Cobertura da FiSA 2013 Editorial P rezado Leitor, Quando os ventos de mudança sopram, alguns

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01

CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01 CATÁLOGO DE PRODUTOS 2014/01 2 A Lacticínios Tirol foi fundada em 1974, na maior colônia austríaca do país Treze Tílias (SC), com industrialização, na época, de 200 litros de leite por dia. Hoje, 40 anos

Leia mais

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW 2014 A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome www.fispaltecnologia.com.br Fispal Tecnologia, a 30ª edição! Se tem uma edição da Fispal Tecnologia que

Leia mais

Ano V - Edição 34 Agosto 2014

Ano V - Edição 34 Agosto 2014 da pecuária de leite Ano V - Edição 34 Agosto 2014 PODER DE COMPRA AUMENTA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 Por Pedro de Lima, equipe Gado de Leite Cepea O poder de compra do pecuarista de leite esteve maior,

Leia mais

O que esperar do mercado de leite no Brasil e no mundo

O que esperar do mercado de leite no Brasil e no mundo O que esperar Desenvolver do do mercado de de leite no no e fortalecer Brasil e o e no agronegócio no mundo O que esperar do mercado de leite no Rafael Ribeiro de Lima Filho zootecnista Scot Consultoria

Leia mais

Manual de Utilização da Planilha Eletrônica de Balanceamento de fórmulas para Sorvetes a Base de Leite.

Manual de Utilização da Planilha Eletrônica de Balanceamento de fórmulas para Sorvetes a Base de Leite. Manual de Utilização da Planilha Eletrônica de Balanceamento de fórmulas para Sorvetes a Base de Leite. 7 de junho 2010 Este Manual mostra as explicações básicas para a utilização e operação da planilha

Leia mais

Sugestão de Editorial

Sugestão de Editorial Sugestão de Editorial Cresce a demanda por produtos vegetais alternativos ao leite Este movimento de substituição já é global As bebidas vegetais, uma alternativa aos produtos lácteos, estão entre os itens

Leia mais

Hidratos de Carbono. Monossacarídeo (Glicose) Polissacarídeo (Glicogénio) Dissacarídeo (Frutose + Glicose = Sacarose)

Hidratos de Carbono. Monossacarídeo (Glicose) Polissacarídeo (Glicogénio) Dissacarídeo (Frutose + Glicose = Sacarose) Hidratos de Carbono Os hidratos de carbono são compostos orgânicos, constituídos por carbono (C), hidrogénio (H) e oxigénio (O). São a principal fonte de energia para o movimento, trabalho e realização

Leia mais

Uma das maiores agroindústrias de produção de alimentos do país, especialmente

Uma das maiores agroindústrias de produção de alimentos do país, especialmente Batávia mantém estratégia de inovação com 60 lançamentos Uma das maiores agroindústrias de produção de alimentos do país, especialmente em refrigerados lácteos, a Batávia S.A Indústria de Alimentos possui

Leia mais

INFORME TÉCNICO N. 54/2013 TEOR DE SÓDIO NOS ALIMENTOS PROCESSADOS

INFORME TÉCNICO N. 54/2013 TEOR DE SÓDIO NOS ALIMENTOS PROCESSADOS INFORME TÉCNICO N. 54/2013 TEOR DE SÓDIO NOS ALIMENTOS PROCESSADOS 1.Introdução Em 13 de dezembro de 2011 o Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) assinaram termo de

Leia mais

Iogurte Sólido com Aroma

Iogurte Sólido com Aroma Escola Superior Agrária de Coimbra Licenciatura Engenharia Alimentar Processamento Geral dos Alimentos Iogurte Sólido com Aroma Elaborado por: Joana Rodrigues nº 20703020 José Sousa nº 20708048 Luís Jordão

Leia mais

Setor de Panificação e Confeitaria

Setor de Panificação e Confeitaria Setor de Panificação e Confeitaria Em 2014 o setor de Panificação e Confeitaria brasileiro cresceu 8,02%e faturou R$ 82,5 bilhões. Desde 2010, o mercado vem registrando uma desaceleração. Setor de Panificação

Leia mais

Becel Lança bebida láctea

Becel Lança bebida láctea empresas & negócios Becel Lança bebida láctea Becel anuncia seu principal lançamento para o primeiro semestre de 2012 bebida láctea com polpa de frutas, que chega nos sabores Ameixa, Pêssego e Morango.

Leia mais

Artigos de PN Como fazer Produtos e Serviços

Artigos de PN Como fazer Produtos e Serviços Artigos de PN Como fazer Produtos e Serviços Para fazer uma descrição adequada dos preços e serviços em seu plano de negócio, diga quais são os serviços da sua empresa, porque ela é capaz de fornecê-los,

Leia mais

Vida saudável com muito mais sabor

Vida saudável com muito mais sabor 1 Vida saudável com muito mais sabor APAE DE SÃO PAULO, com o objetivo de atender um grande público formado por pessoas que A precisam seguir dietas restritivas, em decorrência de doenças metabólicas,

Leia mais

E OS SEUS BENEFÍCIOS

E OS SEUS BENEFÍCIOS E OS SEUS BENEFÍCIOS A principal função do leite é nutrir (alimentar). Além disso, cumpre as funções de proteger o estômago das toxinas e inflamações e contribui para a saúde metabólica, regulando os processos

Leia mais

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES

Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Relatório de Clipping BÁSICA COMUNICAÇÕES Cliente: Famiglia Zanlorenzi Inserções na mídia: 18 Período: Fevereiro de 2015 VEÍCULO: Portal Supermercado Moderno - Notícias PÁGINA: www.sm.com.br/editorias/ultimas-noticias/consumo-em-alta-fazindustria-reforcar-oferta-de-suco-detox-25731.html

Leia mais

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas

Gomas de mascar com ou sem açúcar. Bebidas prontas à base de mate ou chá. Preparações em pó para a elaboração de bebidas Abrangência: operações interestaduais entre contribuintes situados em São Paulo e contribuintes situados em Sergipe. Produto: alimentícios. Conteúdo: relação de Margem de Valor Agregado. Base Legal: Protocolo

Leia mais

our ingredients your success Soluções para a Categoria de Bebidas

our ingredients your success Soluções para a Categoria de Bebidas our ingredients your success Soluções para a Categoria de Bebidas Oferecemos os melhores ingredientes para área de bebidas que irão proporcionar-lhe margem ainda mais competitiva. nossa abordagem holística

Leia mais

FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS

FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS Mídia Kit 2015 Informações Gerais Líder de mercado especializada em insumos para alimento e bebidas, a revista

Leia mais

DEMANDA AJUDA PRODUTOR A ENFRENTAR ALTA DE INSUMOS

DEMANDA AJUDA PRODUTOR A ENFRENTAR ALTA DE INSUMOS DEMANDA AJUDA PRODUTOR A ENFRENTAR ALTA DE INSUMOS Os preços recebidos pelos produtores de leite em março (referente à produção de fevereiro) seguiram em alta, de acordo com levantamentos do Centro de

Leia mais

FABRICAÇÃO DE PRODUTOS LÁCTEOS PROCESSAMENTO ARTESANAL

FABRICAÇÃO DE PRODUTOS LÁCTEOS PROCESSAMENTO ARTESANAL FABRICAÇÃO DE PRODUTOS LÁCTEOS PROCESSAMENTO ARTESANAL 1 - QUALIDADE DA MATÉRIA-PRIMA O leite destinado à fabricação de produtos lácteos deve ser de boa qualidade. Essa qualidade está diretamente relacionada

Leia mais

INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA

INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA Opção chega para suprir a expectativa de consumidores cada vez mais exigentes O

Leia mais

O papel dos edulcorantes na indústria de laticínios

O papel dos edulcorantes na indústria de laticínios Matéria de capa O papel dos edulcorantes na indústria de laticínios Introdução Roberta Sasso Farmacêutica Bioquímica Divisão AminoScience Ajinomoto do Brasil Fone: 11-5908-8788 A indústria de laticínios

Leia mais

ROTULAGEM DE ALIMENTOS

ROTULAGEM DE ALIMENTOS ROTULAGEM DE ALIMENTOS Profª Ana Paula F. Bernardes Silva A QUEM COMPETE MINISTÉRIO DA SAÚDE: Produtos de origem animal; Vegetais e cereais (grãos) in natura; Bebidas e vinagre; Mel. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA:

Leia mais

Perguntas Frequentes 1. O que é uma embalagem da Tetra Pak ou Longa Vida? 2. O alumínio da embalagem entra em contato com o alimento?

Perguntas Frequentes 1. O que é uma embalagem da Tetra Pak ou Longa Vida?  2. O alumínio da embalagem entra em contato com o alimento? Perguntas Frequentes 1. O que é uma embalagem da Tetra Pak ou Longa Vida? R: A embalagem da Tetra Pak é composta por várias camadas de materiais. Estas criam uma barreira que impede a entrada de luz, ar,

Leia mais

2 DESENVOLVIMENTO DO PLANO 2.1 MISSÃO:

2 DESENVOLVIMENTO DO PLANO 2.1 MISSÃO: RESUMO O presente trabalho constitui em uma elaboração de um Plano de Marketing para a empresa Ateliê Delivery da Cerveja com o objetivo de facilitar a compra de bebidas para os consumidores trazendo conforto

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DO LEITE DE CONSUMO NO BRASIL. Daniela Rodrigues Alves. A formação do setor industrial de leite

INDUSTRIALIZAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DO LEITE DE CONSUMO NO BRASIL. Daniela Rodrigues Alves. A formação do setor industrial de leite INDUSTRIALIZAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DO LEITE DE CONSUMO NO BRASIL Daniela Rodrigues Alves A formação do setor industrial de leite Origens (... - 1920) A origem do leite de consumo no Brasil está intimamente

Leia mais

Atual cenário da produção de leite mundial e nacional. Valter Bertini Galan

Atual cenário da produção de leite mundial e nacional. Valter Bertini Galan Atual cenário da produção de leite mundial e nacional Valter Bertini Galan Meu histórico Engenheiro Agrônomo (ESALQ/USP) Mestre em Administração (FEA/USP) Produtor de leite & pequeno laticinista Cepea:

Leia mais

RESPOSTA TÉCNICA. Título. Iogurte. Resumo. Informações sobre iogurte. Palavras-chave

RESPOSTA TÉCNICA. Título. Iogurte. Resumo. Informações sobre iogurte. Palavras-chave RESPOSTA TÉCNICA Título Iogurte Resumo Informações sobre iogurte. Palavras-chave Iogurte; lacticínio; bebida láctea; alimento; natural; sabores; leite Assunto 1052-0/00 - Fabricação de leite fermentado

Leia mais

PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS

PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS PANIFICADOS LATICÍNIOS CARNES CHOCOLATES BEBIDAS FIBRAS DOCES EMPANADOS EMBUTIDOS FUNCIONAIS Mídia Kit 2016 Informações Gerais Líder de mercado especializada em insumos para alimento e bebidas, a revista

Leia mais

Limite máximo (g/100g ou g/100ml) Legislação. Mistela composta R 04/88

Limite máximo (g/100g ou g/100ml) Legislação. Mistela composta R 04/88 INS 100i CÚRCUMA, CURCUMINA Função: Corante Amargos e aperitivos Cereja em calda (para reconstituição da cor perdida durante processamento) Queijos (exclusivamente na crosta) Iogurtes aromatizados Leites

Leia mais

VOCÊ SABIA? Iogurte - Brasil - Dezembro 2012. Compre Este Relatório Agora

VOCÊ SABIA? Iogurte - Brasil - Dezembro 2012. Compre Este Relatório Agora Introdução O mercado brasileiro de iogurtes está em pleno desenvolvimento e vem ampliando sua presença de maneira significativa. Segundo levantamento da Mintel, de 2010 para 2011, a categoria teve um crescimento

Leia mais

SUGESTÃO EDITORIAL. Sucos naturais impulsionam o mercado. SIG Combibloc. Produção natural, a chave do sucesso

SUGESTÃO EDITORIAL. Sucos naturais impulsionam o mercado. SIG Combibloc. Produção natural, a chave do sucesso SIG Combibloc SUGESTÃO EDITORIAL Sucos naturais impulsionam o mercado São Paulo, Maio de 2010. Graças aos novos hábitos de consumo, os sucos naturais estão se tornando um importante segmento de mercado.

Leia mais

Pesquisa APAS/LatinPanel mostra as principais marcas na preferência dos consumidores brasileiros

Pesquisa APAS/LatinPanel mostra as principais marcas na preferência dos consumidores brasileiros Pesquisa APAS/LatinPanel mostra as principais marcas na preferência dos consumidores brasileiros Estudo Mais Mais A Escolha do Consumidor aponta que em 79% das 94 categorias de produtos pesquisadas houve

Leia mais

Adoçantes e alimentos integrais, diet e light

Adoçantes e alimentos integrais, diet e light Adoçantes e alimentos integrais, diet e light II Jornada de Atualização em Nutrição Pediátrica Vera Regina Mello Dishchekenian NUTRICIONISTA Fatores ambientais que promovem balanço energético positivo

Leia mais

VERISOL - Colágeno hidrolisado que auxilia nos cuidados com a beleza da pele com apenas 2,5gr de consumo CESAR DIB - DIRETOR LINDOYA VERÃO.

VERISOL - Colágeno hidrolisado que auxilia nos cuidados com a beleza da pele com apenas 2,5gr de consumo CESAR DIB - DIRETOR LINDOYA VERÃO. Capa Crescimento sustentável O mercado de água mineral vem crescendo nos últimos anos, porém alguns estados crescem muito mais que outros no consumo percapita CESAR DIB - DIRETOR LINDOYA VERÃO *Redação

Leia mais

Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE.

Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE. Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE. Saiba qual a diferença entre o espumante e produtos substitutos. O que é um vinho espumante? O vinho espumante é resultante da fermentação da uva sã, fresca e madura,

Leia mais

NATA PASTEURIZADA HISTÓRICO DO PRODUTO

NATA PASTEURIZADA HISTÓRICO DO PRODUTO HISTÓRICO DO PRODUTO Acredita-se que a origem do produto NATA remonta o século XVIII, quando imigrantes europeus, oriundos principalmente da Alemanha e Itália, começaram a utilizar o creme de leite que

Leia mais

Leite e derivados. UHT, HTST, fermentos, maturação, coalho, flor de cardo.

Leite e derivados. UHT, HTST, fermentos, maturação, coalho, flor de cardo. Leite e derivados Objectivos: Conhecer a composição química e estrutura física do leite. Descrever leite inteiro, meio gordo magro e enriquecido. Descrever manteiga. Descrever natas. Descrever requeijão,

Leia mais

Post Show. 2015 www.fispaltecnologia.com.br

Post Show. 2015 www.fispaltecnologia.com.br Post Show 2015 www.fispaltecnologia.com.br 31ª Fispal Tecnologia registra sucesso em geração de negócios e impressiona expositores A cada edição, a Fispal Tecnologia - Feira Internacional de Processos,

Leia mais

PLATAFORMA DE NEGÓCIOS

PLATAFORMA DE NEGÓCIOS SOBRE NOSSA PLATAFORMA COMPLETA A Plataforma de Negocio da Tommasi foi formada ao longo de 20 anos de experiência no ramo de importação e exportação e de uma equipe especializada para formação de uma estrutura

Leia mais

Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.2010

Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.2010 Protoc. ICMS CONFAZ 110/10 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 110 de 09.07.010 D.O.U.: 10.08.010 Altera o Protocolo ICMS 8/09, que dispõe sobre a substituição

Leia mais

10 Receitas de Sobremesas Lights. www.empazcomabalanca.com.br

10 Receitas de Sobremesas Lights. www.empazcomabalanca.com.br 10 Receitas de Sobremesas Lights GELATINA COM MOUSSE DE LEITE CONDENSADO Tempo de preparo: 30 minutos; Dificuldade: Simples Mão na massa Ingredientes 3 iogurtes desnatados; 1 copo de leite desnatado; 8

Leia mais

Soluções em abasteci- As melhores marcas do varejo sob medida para o seu negócio

Soluções em abasteci- As melhores marcas do varejo sob medida para o seu negócio Soluções em abasteci- As melhores marcas do varejo sob medida para o seu negócio Com um modelo de atendimento diferenciado, a Poli Varejo entende as necessidades da sua loja e entrega o mix que o seu estoque

Leia mais

Curso de embalagens. Embalagem Cartonada Asséptica Ministrante: Assunta Camilo 2014 São Paulo - SP

Curso de embalagens. Embalagem Cartonada Asséptica Ministrante: Assunta Camilo 2014 São Paulo - SP Curso de embalagens Embalagem Cartonada Asséptica Ministrante: Assunta Camilo 2014 São Paulo - SP Embalagem cartonada Sistema de Envase Engenharia e tecnologia de embalagem para envase asséptico Sistema

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível

Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível Light ou diet? O consumo de produtos diet e light cresceu em grande escala no mercado mundial. É visível nas prateleiras dos supermercados o quanto de espaço eles ganharam. É comum encontrarmos, hoje,

Leia mais

PRODUTOS DOS CAPRINOS: LEITE. Profa. Dra. Alda Lúcia Gomes Monteiro

PRODUTOS DOS CAPRINOS: LEITE. Profa. Dra. Alda Lúcia Gomes Monteiro PRODUTOS DOS CAPRINOS: LEITE Profa. Dra. Alda Lúcia Gomes Monteiro 2013 INTRODUÇÃO PRODUÇÃO DE CAPRINOS LEITE e derivados CARNE e derivados Pele (couro) Pêlos Outros RAÇAS LEITEIRAS Alpina (França e outros

Leia mais

BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO

BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO BRIGADERIA VEGANA APRESENTAÇÃO UM SONHO Nascido de um Sonho de promover, para o público vegano, o doce mais brasileiro do mundo: o Brigadeiro Gourmet! Com ingredientes nobres e selecionados, proporcionamos

Leia mais

RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA

RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA Panificação na China A panificação chinesa tem aspectos peculiares, não é um país de tradição no consumo de panificados, mas tem desenvolvido sua indústria a partir

Leia mais

detalhe Matar a sede é apenas um Muitos hábitos mudaram ao longo dos últimos Bebidas Não Alcoólicas

detalhe Matar a sede é apenas um Muitos hábitos mudaram ao longo dos últimos Bebidas Não Alcoólicas Bebidas Não Alcoólicas Por Michele Suelen Matar a sede é apenas um detalhe O setor de bebidas não alcoólicas está em constante evolução e atraindo cada vez mais consumidores. Inovação, novos sabores, saudabilidade

Leia mais

VI ENEL CAMPINA GRANDE Regulamento Técnico de Rotulagem de Produto de Origem Animal Embalado

VI ENEL CAMPINA GRANDE Regulamento Técnico de Rotulagem de Produto de Origem Animal Embalado MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUPERINTENDÊNCIA FEDERAL DE AGRICULTURA NA PARAÍBA SERVIÇO DE INSPEÇÃO DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS VI ENEL CAMPINA GRANDE Regulamento Técnico de Rotulagem

Leia mais

O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova!

O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova! NOVA GARRAFA NOVO RÓTULO A QUALIDADE QUE VOCÊ JÁ CONHECE O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova! A LINHA DE VinhoS de Mesa MioranZa ACABA DE GANHAR UMA NOVA EMBALAGEM. MODERNA E ELEGANTE,

Leia mais

Centro de Conhecimento em Agronegócios. Universidade de São Paulo

Centro de Conhecimento em Agronegócios. Universidade de São Paulo Realização: SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO CÂMARA SETORIAL DE LEITE E DERIVADOS Centro de Conhecimento em Agronegócios Centro de Conhecimento em Agronegócios Faculdade de Economia, Administração

Leia mais

Realizado por: Crist..., Mar... MODELAGEM. FIB - Faculdades. Administração de Empresas

Realizado por: Crist..., Mar... MODELAGEM. FIB - Faculdades. Administração de Empresas Realizado por: Crist..., Mar... MODELAGEM FIB - Faculdades Administração de Empresas 2009 MODELAGEM ESTUDO DE CASO: Trabalho solicitado pelo Prof.: Trabalho realizado para a disciplina de FIB - Faculdades

Leia mais

O AMBIENTE ECONÔMICO. Boletim n.º 05 1º trimestre de 2013. Taxa de juros - SELIC (fixada pelo Comitê de Política Monetária COPOM)

O AMBIENTE ECONÔMICO. Boletim n.º 05 1º trimestre de 2013. Taxa de juros - SELIC (fixada pelo Comitê de Política Monetária COPOM) Boletim n.º 05 1º trimestre de O AMBIENTE ECONÔMICO Taxa de juros - SELIC (fixada pelo Comitê de Política Monetária COPOM) Atividade econômica A economia brasileira, medida pelo desempenho do Produto Interno

Leia mais

FORTIFIQUE O FUTURO. Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech

FORTIFIQUE O FUTURO. Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech FORTIFIQUE O FUTURO Pré-misturas personalizadas de nutrientes Fortitech A Fortitech foi pioneira, aperfeiçoou e continua avançando em pré-misturas personalizadas de nutrientes. Nos mercados de todo o mundo,

Leia mais

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay.

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. O cardápio Vivenda oferece Produtos Congelados, In Natura, e em

Leia mais

Genkor. 32 FOOD INGREDIENTS BRASIL Nº 10-2009 www.revista-fi.com. Introdução

Genkor. 32 FOOD INGREDIENTS BRASIL Nº 10-2009 www.revista-fi.com. Introdução MÉTODOS E CRITÉRIOS PARA SUBSTITUIÇÃO DE FONTES LÁCTEAS EM GELADOS COMESTÍVEIS Introdução O leite pode ser considerado a principal matéria-prima para a indústria de gelados comestíveis em função de ter

Leia mais

SUCRALOSE. Adoçante. Informações Técnicas. INCI Name: Sucralose CAS number: 56038-13-2. Fórmula Molecular: C 12 H 19 Cl 3 O 8 Peso Molecular: 397.

SUCRALOSE. Adoçante. Informações Técnicas. INCI Name: Sucralose CAS number: 56038-13-2. Fórmula Molecular: C 12 H 19 Cl 3 O 8 Peso Molecular: 397. Informações Técnicas SUCRALOSE Adoçante INCI Name: Sucralose CAS number: 56038-13-2. Fórmula Molecular: C 12 H 19 Cl 3 O 8 Peso Molecular: 397.64 INTRODUÇÃO A Sucralose é o único adoçante derivado do açúcar,

Leia mais

Associação Brasileira de Supermercados Nº49 ECONOMIA. Honda: ritmo de vendas de janeiro foi positivo. Nesta edição:

Associação Brasileira de Supermercados Nº49 ECONOMIA. Honda: ritmo de vendas de janeiro foi positivo. Nesta edição: Associação Brasileira de Supermercados Nº49 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 26 de Fevereiro de 2015 Setor inicia o ano com crescimento real de 3,42% Em janeiro de 2015

Leia mais

Alimentos: diet, light, açúcar e adoçantes

Alimentos: diet, light, açúcar e adoçantes Faculdade de Gastronomia AÇÚCAR Alimentos: diet, light, açúcar e adoçantes No singular açúcar, refere-se à sacarose proveniente da cana-de-açúcar e beterraba No plural açúcares diz respeito aos vários

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Técnico n.º 06601/2008/RJ COGCE/SEAE/MF Rio de Janeiro, 15 de outubro de 2008 Referência: Ofício nº 6360/2008/SDE/GAB, de 22 de Setembro

Leia mais

Nossa Linha de Produtos

Nossa Linha de Produtos Nossa Linha de Produtos PerSHAKE Chocolate e Baunilha Fonte de proteína de soja, vitaminas, minerais e fibras. 0% Gordura, 0% Açúcar e 0% Sódio. A alimentação equilibrada vai além do bom funcionamento

Leia mais

Tendências na fabricação de lácteos light e diet

Tendências na fabricação de lácteos light e diet Capítulo 5 Tendências na fabricação de lácteos light e diet Sebastião César Cardoso Brandão Ana Cláudia Lopes Fontes Introdução Os lácteos continuam a aumentar a sua contribuição na alimentação humana.

Leia mais

UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR

UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR FOOD SERVICE UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR I-INTRODUÇÃO AO MERCADO DE FOOD SERVICE INTRODUÇÃO Mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos,

Leia mais

A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima

A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima A Microbiologia em Sorvete - Aspectos básicos - Luana Tashima Fispal - Sorvetes Junho/2014 2014 Centro de Tecnologia SENAI-RJ Alimentos e Bebidas Educação Profissional Curso Técnico de Alimentos Curso

Leia mais

CASE Iogurte Skill/Canto de Minas

CASE Iogurte Skill/Canto de Minas CASE Iogurte Skill/Canto de Minas... 1. O LATICÍNIO CANTO DE MINAS Situado em Ituiutaba - MG, no pontal do Triângulo Mineiro, o Canto de Minas é um laticínio que está no mercado há 14 anos e, apesar relativamente

Leia mais

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI empreendendo com VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI ÍNDICE O MERCADO MUNDIAL 03 A SUA MARCA 05 ENTENDA A PRODUÇÃO 07 DISTRIBUIÇÃO 11 TERCEIRIZAÇÃO 13 INVESTIMENTO 14 EXIGÊNCIAS LEGAIS

Leia mais

A Tok Take Alimentação Ltda é uma empresa do ramo de YHQGLQJ PDFKLQHV, fundada em 08 de agosto de 1995 na cidade de São Paulo, e que hoje

A Tok Take Alimentação Ltda é uma empresa do ramo de YHQGLQJ PDFKLQHV, fundada em 08 de agosto de 1995 na cidade de São Paulo, e que hoje 'HVFULomRGRSUREOHPD 6REUHDHPSUHVD A Tok Take Alimentação Ltda é uma empresa do ramo de YHQGLQJ PDFKLQHV, fundada em 08 de agosto de 1995 na cidade de São Paulo, e que hoje possui 8 unidades espalhadas

Leia mais

O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR DE IOGURTE NA CIDADE DE ITABUNA NO ESTADO DA BAHIA

O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR DE IOGURTE NA CIDADE DE ITABUNA NO ESTADO DA BAHIA O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR DE IOGURTE NA CIDADE DE ITABUNA NO ESTADO DA BAHIA Antônio Carlos de Araújo Lúcia Maria Ramos Silva Ahmad Saeed Khan RESUMO: Estudou-se o comportamento do consumidor de iogurte

Leia mais

Panorama do mercado da banana no Brasil Orivaldo Dan

Panorama do mercado da banana no Brasil Orivaldo Dan Panorama do mercado da banana no Brasil Orivaldo Dan orivaldo@tropsabor.com.br Produção de bananas no Brasil (toneladas) 4500000 4000000 Tendência 3500000 3000000 2500000 2000000 1500000 2011 2010 2009

Leia mais

Balanço Sustentável. Balanço Sustentável

Balanço Sustentável. Balanço Sustentável Balanço Sustentável ÍNDICE SUSTENTABILIDADE PARA A SONDA IT...03 PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS...05 CONHEÇA AS AÇÕES SUSTENTÁVEIS DA SEDE DA SONDA IT...06 DATA CENTER PRÓPRIO...13 ASPECTOS AMBIENTAIS...15 Sustentabilidade

Leia mais

Leitores: supermercadistas de todos os portes, fornecedores, órgãos governamentais, universidades

Leitores: supermercadistas de todos os portes, fornecedores, órgãos governamentais, universidades SuperHiper é a publicação oficial do setor, pertence à Abras e este ano completa 35 anos Leitores: supermercadistas de todos os portes, fornecedores, órgãos governamentais, universidades Representa o setor

Leia mais

Proteína: a nova estrela entre os nutrientes. Cada vez mais os consumidores descobrem os benefícios das proteínas

Proteína: a nova estrela entre os nutrientes. Cada vez mais os consumidores descobrem os benefícios das proteínas SIG Combibloc Sugestão Editorial Proteína: a nova estrela entre os nutrientes Cada vez mais os consumidores descobrem os benefícios das proteínas Julho 2012 Internacionalmente, as proteínas já são reconhecidas

Leia mais

CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB

CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB NÃO PERECIVEIS DATA DE ASSINATURA DO FORNECEDOR ASSINATURA DO RESPONSÁVEL ENTREGA ----------------------------------------------- ------------------------------------------------

Leia mais

FRANCAL FEIRAS e NÜRNBERG MESSE

FRANCAL FEIRAS e NÜRNBERG MESSE Oportunidades de fortalecimento da imagem e realização de negócios FRANCAL FEIRAS e NÜRNBERG MESSE A BIO BRAZIL FAIR cresceu, se consolidou e acompanhou a tendência mundial. Buscou a segmentação do universo

Leia mais

N O T A D E E M P E N H O PAGINA: 1

N O T A D E E M P E N H O PAGINA: 1 PAGINA: 1 EMISSAO : 05Ago10 NUMERO: 2010NE901052 ESPECIE: EMPENHO DE DESPESA CNPJ : 09579964/0001-00 FONE: (041) 3281-7500 ENDERECO : PRACA MARECHAL ALBERTO FERREIRA DE ABREU,S/N- BATEL - CTBA - PR MUNICIPIO

Leia mais

Processamento do Iogurte Gordo Sólido

Processamento do Iogurte Gordo Sólido Escola Superior Agrária De Coimbra Processamento Geral dos Alimentos Processamento do Iogurte Gordo Sólido Trabalho realizado por: Pedro Sá nº20603025 Ana Oliveira nº 20603030 Lénia Belas nº 20603031 Elisabete

Leia mais

Açúcar vs adoçantes. Açúcar branco cristalizado fino Este açúcar apresenta-se na forma de cristais finos;

Açúcar vs adoçantes. Açúcar branco cristalizado fino Este açúcar apresenta-se na forma de cristais finos; Açúcar vs adoçantes Açúcar: 1. Os diferentes tipos de açúcar: O açúcar apresenta-se de diferentes formas e sabores dependendo do processo de refinação. Deste modo, temos diferentes tipos de açúcares: Açúcar

Leia mais

Nutracêuticos comprovam seu potencial global. Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza

Nutracêuticos comprovam seu potencial global. Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza Sugestão Editorial Nutracêuticos comprovam seu potencial global Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza Manter-se saudável é uma das principais preocupações do consumidor atual.

Leia mais

Conheça a nossa história

Conheça a nossa história 9 Conheça a nossa história É uma empresa goiana, formada por uma equipe que trabalha a mais de 8 anos com a comercialização de alimentos saudáveis no estado de Goiás, oferecendo sanduíches naturais e o

Leia mais

A Indústria de Alimentação

A Indústria de Alimentação A Indústria de Alimentação 61 A indústria brasileira de alimentação está inserida na cadeia do agronegócio e representa parte significativa do PIB. O texto aponta as características do setor, seu desempenho

Leia mais

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não

Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não Setor produtivo G01 - Alimentação/ Bebidas/ Massas. Contém 1120204 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0111-3/99 Cultivo de outros cereais não especificados anteriormente 0116-4/99 Cultivo de outras

Leia mais

CONSUMO CONSCIENTE DE ALIMENTOS Conteúdo desenvolvido pelo Instituto Akatu.

CONSUMO CONSCIENTE DE ALIMENTOS Conteúdo desenvolvido pelo Instituto Akatu. CONSUMO CONSCIENTE DE ALIMENTOS Conteúdo desenvolvido pelo Instituto Akatu. Os impactos do desperdício de alimentos. Pense em um prato de comida à sua frente. Imagine-o sendo jogado no lixo, sem piedade.

Leia mais

CAFÉ COQUETÉIS. destruídos, restando apenas a cafeína, que não é destruída com a excessiva

CAFÉ COQUETÉIS. destruídos, restando apenas a cafeína, que não é destruída com a excessiva Café Coquetéis CAFÉ COQUETÉIS O café é uma bebida estimulante, agradável, reanimadora, que apresenta aroma e sabor característicos e é capaz de agradar aos mais variados paladares. Versátil, compõe receitas

Leia mais

Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar.

Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar. Nota Técnica nº 01/2014 COSAN/CGPAE/DIRAE/FNDE Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar. A Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional COSAN do Programa Nacional

Leia mais

Informação para a Imprensa

Informação para a Imprensa SIG Combibloc Informação para a Imprensa drinksplus, da SIG Combibloc, se consolida como sucesso mundial A tecnologia de envase com pedaços se mostra ideal para o lançamento de novas categorias de produtos,

Leia mais

Bebidas e Afins Express

Bebidas e Afins Express Bebidas e Afins Express BOLETIM SEMANAL DE NOTÍCIAS SOBRE A INDÚSTRIA DE BEBIDAS Ano 1 Número 11 31 de outubro de 2011 www.bebidaseafins.com.br EXPEDIENTE Publicação semanal da SWTH Comunicação Editores:

Leia mais

O manipulador de alimentos tem que conferir todas as informações do rótulo?

O manipulador de alimentos tem que conferir todas as informações do rótulo? Os consumidores têm o direito de conhecer as características e a composição nutricional dos alimentos que adquirem. A legislação nacional estabelece algumas normas para registro dessas informações na rotulagem

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 3,10% EM ABRIL/2010

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 3,10% EM ABRIL/2010 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 3,10% EM ABRIL/2010 No mês de abril de 2010, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 3,10%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

Boletim. O mercado da cerveja em foco. O futuro está nas mãos do consumidor. A importância da cadeia produtiva da cerveja em debate

Boletim. O mercado da cerveja em foco. O futuro está nas mãos do consumidor. A importância da cadeia produtiva da cerveja em debate Boletim Setembro/2015 O mercado da cerveja em foco. ENTREVISTA O futuro está nas mãos do consumidor Renault Castro, presidente executivo da Abralatas, fala em entrevista sobre as mudanças em curso no mercado

Leia mais

O Preço do Leite Volta a Subir Sinalizando Boas Perspectivas para 2010

O Preço do Leite Volta a Subir Sinalizando Boas Perspectivas para 2010 O Preço do Leite Volta a Subir Sinalizando Boas Perspectivas para 2010 Ézio José Gomes O preço do litro de leite pago ao produtor vem se recuperando rapidamente nesse início de ano, obtendo uma alta de

Leia mais

ANEXO I Pag.: 1 Licitação Nº 9/2015-0026. Lote Descrição Qtd Unidade Preço total

ANEXO I Pag.: 1 Licitação Nº 9/2015-0026. Lote Descrição Qtd Unidade Preço total ANEXO I Pag.: 1 Lote Descrição Preço total 0001 000725 ACHOCOLATADO EM PÓ EMB.1KG 500,0000 QUILO 0002 009053 AÇÚCAR CRISTALIZADO COR BRANCA PACOTE COM 1 KG 40,0000 QUILO Acondicionado em sacos plásticos

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável

Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência Geral de Alimentos Universidade

Leia mais