Faro com um único. corpo de bombeiros. Rádio Universitária do Algarve comemora 7.º Aniversário RS entrevista Director, Pedro Duarte

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Faro com um único. corpo de bombeiros. Rádio Universitária do Algarve comemora 7.º Aniversário RS entrevista Director, Pedro Duarte"

Transcrição

1 Preço: 1,20 (IVA incluído) ANO XVII EDIÇÃO N.º 787 DIRECTOR: JOSÉ MATEUS MORENO CHEFE DE REDACÇÃO: NATÁLIA LUIS MORENO 03Dez2009 Faro com um único p 05 corpo de bombeiros desde o dia 1º de Dezembro debaixo de muita polémica Rádio Universitária do Algarve comemora 7.º Aniversário RS entrevista Director, Pedro Duarte Novo Dakar parte da cidade de Portimão p 14 a 27 de Dezembro e chega ao Lac Rose a 10 de Janeiro

2 _página 02 Governo vai criar fundo para captar congressos com 1M e quer reforçar linha de tesouraria com 50M O secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, anunciou que vai ser criado um fundo para a captação de congressos em Portugal e vai ser reforçado com 50 milhões de euros a linha de tesouraria no âmbito do PME Invest. Depois de assumir que em Setembro deste ano foram registadas quebras de 8 por cento nas receitas, 6 por cento nas dormidas e 4 por cento nos hóspedes e que foi um ano muito difícil, Bernardo Trindade anunciou que o Governo vai lançar um fundo para a captação de congressos. A dinamização de turismo de negócios, em particular de congressos de grande dimensão, deverá ser uma linha de actuação prioritária. Para o efeito o Governo pretende criar um fundo específico com uma dotação inicial de um milhão de euros para três anos em parceria com a ANA, Turismo de Portugal e Agências Regionais de promoção turística, para captação de congressos com mais de mil participantes, declarou. Ao nível da oferta turística, Bernardo Trindade afirmou que a linha de tesouraria vai ser reforçada 50 milhões de euros no âmbito do PME Invest, num total de 150 milhões de euros. A linha de tesouraria, criada no âmbito das PME destinou-se a apoiar a tesouraria de todas as empresas turísticas portuguesas para financeira as necessidades de fundo de maneio motivadas pela diminuição da procura. A linha de tesouraria, em Julho de 2009, cumpriu os seus objectivos, adiantou Bernardo Trindade, recordando que só no último mês a taxa de utilização subiu de cerca de 38% para cerca de 75% e nesse sentido decidimos um reforço de 100 milhões para 150 milhões de euros. O secretário de Estado do Turismo também anunciou hoje que vai ser lançada a nova campanha Descubra Portugal Maior 2010, onde se vai investir quatro milhões de euros. A campanha Descubra Portugal Maior vai ser alargada à vizinha Espanha e às comunidades lusas na África do Sul, Brasil, Venezuela e França. A simplificação administrativa para garantir ao sector do turismo mais acesso à informação e melhores condições de acesso ao investimento foi outro dos pontos defendidos por Bernardo Trindade. A secretaria de estado do Turismo está também a trabalhar actualmente na feitura de um plano de gastronomia que envolva os privados, autoridades do turismo regionais e escolas para lançar em breve. O XXXV Congresso Nacional da APAVT termina sábado às 19:00 com o ministro da Economia, Vieira da Silva, na sessão de encerramento, adiantou hoje à Lusa o assessor do evento. NERA cria projecto de apoio ao empreendedorismo feminino O NERA Associação Empresarial da Região do Algarve, arrancou esta semana com o projecto Empowerwoman, realizado em parceria com a AIP/CE - Associação Industrial Portuguesa. Criado com a finalidade de dotar 15 futuras empresárias das competências necessárias para a definição e implementação do seu próprio negócio, este projecto pretende ainda promover a revitalização do tecido empresarial da região do Algarve e apoiar o empreendedorismo feminino, de acordo com os responsáveis. É de salientar que, numa primeira fase, o projecto contempla uma componente formativa em sala de 350 horas, cujo término está previsto para o final do mês de Fevereiro do próximo ano. Posteriormente, as formandas irão usufruir de uma componente de consultoria de apoio à implementação do Plano de Negócios, de 100 horas, com vista à execução do respectivo projecto. Uma excelente iniciativa para o tecido empresarial algarvio que poderá num futuro próximo contribuir para o decréscimo do desemprego na região. F i c h a T é c n i c a JORNAL SEMANÁRIO DA REGIÃO ALGARVE Registo no I.C.S. - n.º Depósito Legal n.º /99 PROPRIEDADE Região Sul 2 - Publicações, Lda. Cont. nº Capital Social: euros Empresa Jornalística n.º SEDE - ADMINISTRAÇÃO - REDACÇÃO Betunes Loulé Telefone: Fax: DIRECTOR José Mateus Moreno SUBDIRECTORA Natália Luis Moreno CHEFE DE REDACÇÃO Natália Luis Moreno JORNALISTAS PROFISSIONAIS: José Mateus Moreno - CPJ N.º Natália Luis Moreno - CPJ N.º João Vargues - CPJ N.º Paulo Moreno - CPJ N.º Edgar Pires - CPJ N.º Bruno Nunes - REDACTORES E COLABORADORES EFECTIVOS António Montes, Jorge Cabaço, Aníbal Moreno, José Vitorino, Miguel Freitas, Júlio Reis Silva, Ti Genoveva, Ana Luisa S., Mário Ferreira, Nelson Gago, Paulo Geraldo, Miguel Gonçalves, António Grosso Correia, José Luz Santos, Teodomiro Neto, Dora Agapito, Isa Mestre, Fábio Bota, Jorge Lami Leal, Nuno Silva, Nélia Faísca, Pedro Hilário, Rita Branco, Rui Fernandes, Augusto Lima, Cristina Elói, Lurdes Morgado, Vitor Ruivo, Cláudia Luz, José Manuel do Carmo, Sofia Andreia, Susana Castro, Leonel Marcelino, Libertário Viegas, Jean-Pièrre Guerreiro e Cláudia Fonseca. FOTOGRAFIA Jornalistas do Região Sul, Agências e Arquivo RS DESIGN, MAQUETAGEM E PAGINAÇÃO José Mateus Moreno, Natália Luis Moreno e Paulo Moreno IMPRESSÃO Coraze - Zona Industrial de Oliveira de Azeméis, Oliveira de Azeméis Tel Fax DISTRIBUIÇÃO Todo o Algarve PREÇO AVULSO Edição normal: 1,20 Euro (IVA incluído) ASSINATURA ANUAL: Edição Impressa 50,00 Euros (IVA incl.) - Edição On-Line 35,00 Euros (IVA incl.) TIRAGEM a exemplares por edição EDIÇÃO ELECTRÓNICA ON-LINE (Constante actualização) DIRECTÓRIO EMPRESARIAL DO ALGARVE / EMPRESAS ASSINANTES - COLABORAÇÃO / OPINIÃO O Semanário Região Sul acolhe com agrado todos os artigos que lhe sejam enviados, mas apenas se obriga a publicar a colaboração solicitada. No caso de Cartas ao Director, reserva-se do direito de as reduzir sem que seja atraiçoado o seu conteúdo. Os textos e artigos publicados são da responsabilidade dos seus autores, pelo que as opiniões neles expressas não identificam necessariamente a posição editorial da direcção e corpo redactorial deste jornal. PUBLICIDADE SECRETÁRIA ADMINISTRATIVA Sónia Santos: Sónia Santos - Tel: Tel Fax Associação da Imprensa Regional Algarvia Associação Portuguesa da Imprensa Regional MEMBRO:

3 !E d i t o r i a l _página 03! Que País é este? No passado dia 1.º de Dezembro, Portugal comemorou o 334º aniversário da Restauração da Independência Era o primeiro sinal de libertação do Povo Português. Trezentos e trinta e quatro anos depois, no dia 25 de Abril de 1974, a revolução levada a cabo por um punhado de militares, voltava a dar liberdade ao Povo Português e se de então para cá muito progresso e liberdade foram conquistados, também muita porcaria foi feita e por isso nasceram novos donos e ricaços. Mais, com a redistribuição da riqueza do País os que eram ricos tornaram-se mais ricos, os pobres ficaram ainda mais pobres, e a bênção da D. Democracia chegou apenas a alguns serviçais da política ou a quem a corrupção tem sido madrinha. Os honestos têm de se contentar com a sua honestidade e são parvos serem honestos, porque ninguém lhes paga para isso!... Resumindo, criaram-se novas fortunas à custa dos sacrifícios do Povo - que entretanto desmoralizou e deixou de produzir - em nome da paz, da democracia e de uma melhor qualidade de vida para os Portugueses. Esqueceram-se foi de dizer que essa qualidade de vida e regalias não iriam abranger todos os cidadãos os que já eram cidadãos de segunda, hoje serão ainda mais discriminados, e os que fizeram um percurso de vida à base da honestidade e com a cinco quinas no coração, provavelmente quando chegar o dia da reforma, depois de 40 anos de descontos para a Segurança Social ainda vão ter que José Mateus Moreno abdicar dos seus direitos para os abutres levarem para casa mensalmente as suas miseráveis pensões de cerca de euros e mais. Não é preciso ser muito inteligente para perceber que os grandes, generais, ministros e os ricos se salvam sempre... os pobres ou os povos é que pagam a factura de todas as maneiras. E quando a última maneira estiver esgotada inventam outra. Afinal, que País é este que em 1640 prometeu a independência e que em Abril de 74 adoptou a democracia e hoje, a escassos dias de mais um Natal e no começo do ano 10º ano do segundo milénio deixa largos milhares das suas crianças viverem à fome, integradas na miséria, sem condições dignas de sobrevivência?!... Que País é este que mais de 35 anos depois de governação democrática tem a sua Segurança Social sistema de protecção dos mais carecidos não consegue distinguir quem tem problemas de saúde ou quem precisa dos subsídios e até consegue deixar extraviar descontos dos seus beneficiários? Que País é este que como anfitrião do Tratado de Lisboa, que no dia 1 entrou em vigor, não consegue colocar em prática uma política de compensação e combate à pobreza, em que os que mais ganham paguem para os que mais precisam? Que País é este que Quase sinto vergonha de dizer que sou Português a cidadãos de noutras nacionalidades. Autarquia de Loulé distribui cerca de dois mil cabazes de Natal a famílias carenciadas Entre os dias 14 e 21 de Dezembro, a Câmara Municipal de Loulé leva a cabo a entrega de cerca de dois mil cabazes de Natal a famílias com menos recursos económicos do Concelho de Loulé. Cada cabaz contém diversos bens alimentares, como bacalhau, azeite, queijo, leite, grão, feijão e bolo-rei, que contribuirão para encher a mesa da ceia de Natal, numa noite especial para toda a comunidade, na qual os valores como a solidariedade e fraternidade ganham ainda um maior significado, considera a autarquia. A iniciativa arranca no Lar da Terceira Idade de freguesias de Querença às 10h00 e na Junta de Freguesia da Tôr às 15h00. No dia seguinte, 15 de Dezembro, é a vez do Centro Comunitário de Salir às 10h00 e da Junta de Freguesia do Ameixial às 15h00. Alte será também contemplada, nomeadamente na sua Junta de Freguesia às 10h00, enquanto em Benafim a acção decorrerá no Centro Comunitário às 15h00 do dia 16. No dia 17 está prevista a entrega de cabazes às famílias de S. Sebastião na sua Junta de Freguesia às 10h00 e Boliqueime, no Pavilhão Desportivo, às 15h00. Em Quarteira, o Centro Autárquico e a ASCA em Almancil recebem também esta iniciativa no dia 18. Finalmente, dia 21, é a vez das famílias da freguesia de S. Clemente receberem os cabazes no Centro Paroquial e Social, às 10h00. Loulé recebe Missa honorem Sancti Gotthardi, de Haydn, em estreia no nosso país No próximo dia 6 de Dezembro, pelas 11h30, vai ser apresentada na Igreja Matriz de Loulé a Missa honorem Sancti Gotthardi, em Dó maior, MH 530, para solistas, coro, orquestra e órgão, da autoria do compositor Johann Michael Haydn, naquela que será a primeira audição em Portugal, integrada no ciclo de Música de Igreja em Salzburgo, Áustria, no séc. XVIII. Apesar da partitura desta Missa não estar publicada, este espectáculo ocorre graças ao Superior da Abadia de Lambach, que facultou uma cópia do manuscrito autógrafo à organização desta iniciativa. A execução musical estará a cargo da Orquestra Sinfónica Juvenil, dirigida por Christopher Bochmann, do Coro do Instituto Gregoriano de Lisboa e dos solistas Sandra Medeiros, Luísa Tavares, João Cipriano Martins e Armando Possante, ainda com Daniel Oliveira no órgão. Para além desta Missa honorem Sancti Gotthardi, serão também executadas outras peças, nomeadamente Alleluia, Surrexit Christus, MH 485, também da autoria de Haydn, e três peças de Mozart - Sonata de Igreja, K. 328, Sub tuum praesidium, K. 198, Ave Verum Corpus, K. 618 e Sonata de Igreja, K Alunos do Colégio Internacional de Vilamoura participam em projectos internacionais Os alunos seniores do Colégio Internacional de Vilamoura (CIV) participaram em projectos internacionais promovidos pela Universidade de Oxford e pela Universidade de Washington para determinar as alterações climáticas e cura do cancro. De acordo com aquele estabelecimento escolar, os estudantes alcançaram o «top» entre escolas secundárias do mundo na área de investigação científica pela sua contribuição em projectos científicos. Num dos projectos promovidos pela Universidade Oxford, no Reino Unido, os alunos estão a processar vários modelos climatéricos de grande complexidade com múltiplas variáveis que permitem, entre outras abordagens científicas possíveis, determinar o aquecimento global e o aumento de temperatura do planeta terra até ao ano de No «Top Secondary School Teams», que inclui escolas de vários continentes e de todos os países, o CIV aparece no «ranking mundial», publicado no dia 11 de Novembro, em 7.º lugar, sendo a 3.ª escola europeia da lista. Num outro projecto de investigação da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, para determinação e encaixe («docking») das estruturas de proteínas e que permite descobrir algumas curas para algumas doenças importantes, como o cancro e doenças de Alzheimer, os alunos deste colégio algarvio também se posicionam no topo, entre escolas americanas e escolas europeias. Os alunos do CIV têm em projecto o desenvolvimento de um super-computador a partir da recuperação de computadores desactualizados e já fora do activo, utilizando o Linux como sistema operativo. Loulé: Animação de Natal já arrancou O programa de animação de Natal no concelho de Loulé arrancou esta terça-feira, 1 de Dezembro, com a chegada do Pai Natal à Cerca do Convento, para a abertura oficial da «Aldeia do Pai Natal». Naquele espaço, as crianças poderão desfrutar de um carrossel, insufláveis, cama elástica, piscinas de bolas, mesa de pinturas e trabalhos manuais, modelador de balões e escorregas, entre outras actividades. Este será um espaço mágico integrado numa «floresta encantada» e que estará aberto até ao dia 24, diariamente, das 14:30 horas às 18:30, e ao sábado das 10:30 às 18:30. Mais uma vez, esta iniciativa conjunta da Câmara de Loulé e da Associação CentroLoulé, terá a participação de clubes e colectividades do Concelho. Assim, o Grupo Folclórico e Etnográfico da Serra do Caldeirão/Cortelha vai animar as ruas de Loulé e Quarteira, no dia 5 de Dezembro, às 15:30 horas e 16:30, respectivamente. No dia 18, o Rancho Folclórico Infantil de Loulé promove uma Marcha Nocturna do Pai Natal, pelo centro urbano de Loulé. O desfile de clubes também irá dinamizar as ruas de Loulé e Quarteira: dia 12, pelas 15:00 horas, o Clube BTT Terras de Loulé fará um desfile em Loulé, e às 16:30 segue para Quarteira; dia 19, pelas 11:00, a Sociedade Filarmónica Artistas de Minerva leva a música às artérias da sede do concelho; também no dia 19, há um desfile de motos promovido pelo Grupo Motard Rodas do Relógio, Grupo Motard de Quarteira e Motoclube de Loulé, na sede de concelho e em Quarteira, às 15:00 e 16:00, respectivamente. Deste programa faz ainda parte, no dia 19 de Dezembro, o desfile do Clube de Automóveis Antigos (15:30 horas, em Quarteira, e 16:30, em Loulé) e desfile do Pai Natal do Clube Hípico de Loulé, às 16:30, em Loulé. E uma vez que todas estas iniciativas têm em vista, fundamentalmente, levar o espírito da época às localidades e dinamizar o comércio tradicional dos centros urbanos do concelho, de 1 a 24 de Dezembro, a CentroLoulé promove uma Exposição de Presépios nas lojas associadas. CIMAAL cria marca Boas Práticas Comerciais O CIMAAL Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Conflitos de Consumo do Algarve, criou a marca Boas Práticas Comerciais, com que vai distinguir as empresas que aderem à resolução extrajudicial de conflitos de consumidor e adoptam um conjunto de princípios e regras amigas do consumidor. A marca Boas Práticas Comerciais, atribuída às empresas que aderem à resolução extrajudicial de conflitos de consumo, pretende distinguir e dar o justo retorno às empresas que adoptam práticas mais amigas e respeitadoras dos Direitos do Consumidores. Ao mesmo tempo que pretende aproximar o Centro das empresas, permitindo a actuação ao nível da prevenção de conflito de consumo, através da sensibilização para as boas práticas comerciais, considera o CIMAAL. As empresas interessadas em aderir à marca devem contactar o CIMAAL através do telefone , fax ou do telepac.pt.

4 _página 04 Tribunal de Contas recusa visto prévio à Algarve Litoral O Tribunal de Contas (TC) recusou a atribuição de visto prévio ao contrato da concessão rodoviária Algarve Litoral, adjudicada ao consórcio liderado pela Edifer, disse esta quinta-feira à Lusa fonte oficial da empresa. A fonte oficial da Edifer disse à Lusa que foi informada da recusa do visto prévio pela Estradas de Portugal (EP). A concessão Algarve Litoral foi a quarta concessão rodoviária à qual o TC recusou a atribuição de visto prévio, depois das concessões Douro Interior, adjudicada ao consórcio liderado pela Mota-Engil, Auto-Estrada Transmontana, adjudicada ao consórcio encabeçado pela Soares da Costa, e Baixo Alentejo, adjudicada ao consórcio liderado pela Edifer, e à qual se seguiu a do Litoral Oeste, adjudicada a um consórcio liderado pela Brisa. A concessão Algarve Litoral encontra-se na fase de finalização dos projectos e de arranque dos trabalhos no terreno, disse a fonte oficial da Edifer, referindo que não são ainda relevantes nem as intervenções efectuadas nem os valores de investimento associados. O arranque dos trabalhos nesta concessão, que representa um investimento de 399 milhões de euros e deverá criar 1500 postos de trabalho, deverá acontecer até ao final do ano, de acordo com a Edifer. A concessão Algarve Litoral foi lançada em Março de 2008 e contratada em Abril de 2009 ao consórcio Rotas do Algarve Litoral, constituído pela Edifer, Iridium, Dragados, Tecnovia e Conduril. Esta concessão inclui a construção, conservação e exploração de um conjunto de variantes das estradas nacionais (EN) 125, da EN2, EN395 e EN270. No dia seguinte à recusa do Tribunal de Contas, o ministro das Obras Públicas, António Mendonça, qualificou o caso como um acidente de percurso e garantiu que esses projectos são para continuar. São acidentes de percurso, são coisas que acontecem, disse o governante, quando questionado sobre a recusa do Tribunal em atribuir visto prévio aos contratos de quatro concessões rodoviárias. À margem de uma conferência sobre Habitação em Angola, que decorre hoje em Lisboa, o ministro defendeu que o Tribunal não coloca em causa os projectos, mas sim aspectos de natureza procedimental, um Faro/Variante Norte: PSD diz que expropriações ainda nem sequer foram iniciadas A concelhia de Faro do PSD resolveu responder aos vereadores PS na Câmara Municipal, que pediram ao executivo em funções para requerer esclarecimentos junto da empresa Estradas de Portugal (EP) sobre a paragem das obras da Variante Norte. Os vereadores socialistas sugeriram que fosse questionado à EP se foram ou vão ser aplicadas multas ao consórcio, e se o prosseguimento das obras aguarda pronunciamento do Tribunal de Contas. O PSD diz que não entende esta posição da oposição PS, uma vez que nem sequer as expropriações tiveram início, salientam. Em comunicado a concelhia laranja refere ainda que os vereadores em causa sabem que o projecto não se encontra concluído. Mas o PSD Faro vai mais longe. Diz que esta posição dos argumento do qual o Governo discorda. Tudo o que o Tribunal referiu está a ser objecto de análise, continuou o ministro. António Mendonça garantiu que, apesar dos aspectos levantados pela instituição liderada por Guilherme d Oliveira Martins, os projectos são para continuar. Temos de olhar para as concessões rodoviárias como sendo vitais para o desenvolvimento económico do país, disse o ministro, acrescentando que estes projectos mobilizam dezenas de milhares de postos de trabalho. vereadores é uma demonstração de laxismo idêntico à forma como os mesmos governaram Faro no mandato anterior, e que, remata o PSD, trará graves consequências que a seu tempo serão tornadas públicas. José Sócrates garante Regionalização na actual legislatura O Primeiro-ministro José Sócrates garantiu a concretização da Regionalização durante a actual legislatura, em resposta a requerimento enviado pelo deputado algarvio, Mendes Bota, questionando o chefe de Governo sobre o assunto. O compromisso com a regionalização, como diversas vezes foi afirmado durante a campanha eleitoral, é para a presente legislatura ( ), lê-se no documento enviado a Bota pelo gabinete do Primeiro-ministro. Recorde-se que o deputado algarvio ao ler o programa do Governo notou que a parte sobre a Regionalização estava literalmente igual ao programa eleitoral do PS, onde se dizia que a Regionalização era matéria para avançar na próxima legislatura, se o PS vencesse. Mendes Bota requereu ao Governo um esclarecimento. Queria saber se se tratava de um erro ou mudança de política. Na resposta, o gabinete de José Sócrates sublinha que no programa de Governo onde se lê «no quadro da próxima legislatura» deve ler-se «no quadro da actual legislatura». Mendes Bota diz-se satisfeito com a resposta, mas espera para ver de que forma concreta pensa o Governo cumprir o seu compromisso. Algarve: Doze pessoas detidas em operações da PSP A PSP de Faro deteve entre sexta-feira e domingo, de 20 a 22 de Novemnbro, doze pessoas em vários pontos do Algarve por infracções no trânsito, posse de droga, furto e desobediência às autoridades. Em comunicado, a GNR refere que sexta-feira foram detidas em Faro e Olhão duas por condução sem carta e outra por injúrias e tentativa de agressão a um polícia. No sábado foram detidas quatro pessoas por condução sob o efeito de álcool, em Faro, Lagos e Portimão, acrescenta a PSP. No domingo, a PSP deteve cinco pessoas, uma por resistência e agressões a um polícia, em Portimão e outra em Olhão por desobediência. Foi ainda detido em Faro um homem por furto num supermercado e em Portimão um por posse de droga e outro por condução sob o efeito de álcool. Algarve: Três indivíduos assaltam e agridem inglês em Vialmoura, PJ investiga Três indivíduos assaltaram e agrediram este um cidadão inglês, tendo levado 600 euros em dinheiro, um telemóvel e um relógio, disse à Lusa fonte da GNR. O assalto ocorreu cerca das 03:00 da madrugada de domingo dia 22 de Novembro, numa altura em que o cidadão inglês se preparava para entrar em sua casa em Vilamoura, explicou à Lusa o major Vítor Calado, da GNR Algarve. A vítima foi transportada na madrugada de domingo para o Hospital Central de Faro devido aos ferimentos na face, nomeadamente hematomas, mas teve que ser transferido para o Hospital S. José, em Lisboa, por não haver a especialidade de maxilo-facial, disse na altura fonte daquela unidade hospitalar. De regresso ao Hospital Central de Faro, o cidadão inglês obteve alta no dia 24. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária. No último mês, o Algarve tem sido palco de vários assaltos a moradias com recurso a violência e até sequestro - em Almancil, Loulé e Faro -, sendo que em dois dos casos as vítimas eram estrangeiras. A insegurança vivida no Algarve já levou o autarca de Portimão, Manuel da Luz, a propor ao Governo, na semana passada, a criação de brigadas policiais especializadas na área do turismo à semelhança do que acontece na educação com o programa Escola Segura. A venda de sistemas de segurança para habitação, por seu turno, disparou no Algarve de 400 alarmes vendidos anualmente para 2000 alarmes/ano e existem cada vez mais pessoas a dirigir-se às empresas especializadas para pedir informações sobre os produtos disponíveis. O presidente do Observatório sobre Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT) alertou, recentemente, para ausência de um plano de segurança para o Algarve e a falta de critérios objectivos no reforço policial no Verão. Em Outubro, o presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) referiu que os empresários do sector hoteleiro têm registado a infiltração de pessoas dentro dos hotéis que conseguem penetrar nos alojamentos e roubar dinheiro e valores facilmente convertíveis em dinheiro. PSP detém jovem por causar danos em carruagem da CP em Faro Um rapaz de 17 anos foi identificado e constituído arguido por causar danos numa carruagem da CP (Caminhos de Ferro) em Faro, Algarve, informou sexta-feira em comunicado a Polícia de Segurança Pública (PSP). A polícia apreendeu ainda ao rapaz sete doses de haxixe. O jovem riscou com uma faca a carruagem da CP, disse à Lusa fonte da PSP, acrescentando que o jovem já tinha cadastro.

5 _página 05 Clube Recreativo Tavirense recebe Noite de Fado No próximo dia 4 de Dezembro, sexta-feira, o Clube Recreativo Tavirense organiza uma noite de fados, com jantar, estando o início previsto para as 20h30 no salão nobre do Clube de Tavira. O espectáculo vai contar com a participação dos fadistas Susel Caetano, Rui Encarnação, César Matoso, Emanuela Furtado, Sara Paixão e Vera Rodrigues, acompanhados pelos guitarristas Aníbal Vinhas e Raimundo Seixas. O preço por pessoa para o jantar e espectáculo é de 30 euros, devendo as reservas ser efectuadas para os telefones , , e ou para o Biblioteca Manuel Teixeira Gomes cria comunidade de jovens leitores Inscrições estão abertas até 30 de Dezembro A Biblioteca Manuel Teixeira Gomes pretende criar uma comunidade de jovens leitores, entre os 12 e os 15 anos, que durante o próximo ano proporcionará a descoberta da leitura como uma fonte de prazer e transmissão de ideias. A participação nesta comunidade, intitulada A Minha Vida dava um Romance, permitirá a abertura de caminhos de possível experimentação da escrita como prolongamento e complemento da leitura, refere a autarquia. Os interessados, que se devem inscrever na Biblioteca até 30 de Dezembro, também poderão desenvolver hábitos de leitura partilhada e dialogada, com interpretações em conjunto, estimulando a capacidade de entenderem como a leitura pode contribuir para a escrita do romance de vida de cada um. Nesse sentido, a comunidade contará com a participação de José Fanha, que será o coordenador das sessões, cabendo-lhe seleccionar previamente os livros, o seu valor comprovado e a variedade dos temas a abordar. O escritor moderará as reuniões e proporá perguntas que estimulem a intervenção de todos os membros do grupo. Promovida pela Câmara Municipal de Portimão com apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, a comunidade de jovens leitores iniciará a sua actividade em A V I S O A entidade gestora do Mercado Muncipal de Loulé torna público que, no dia 01 de Dezembro, Feriado Nacional (Dia da Restauração da Indepêndência), e 08 de Dezembro, Feriado Nacional (Dia da Imaculada Conceição), o Mercado Municipal de Loulé, encontrar-se-á encerrado, na sequência da vontade expressa pelos concessionários do Mercado Municipal de Loulé. Loulé, 24 de Novembro de O Presidente do Concelho de Administração (Paulo Valério Vieira Bernardo) Faro com um único corpo de bombeiros desde dia 1 Aníbal Silveira nomeado comandante operacional municipal Faro conta a partir de hoje com um único corpo de bombeiros, depois da tomada de posse do comandante operacional municipal, Aníbal Silveira, numa cerimónia conduzida pelo presidente da Câmara Municipal, Macário Correia. A criação da força operacional conjunta mereceu críticas da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) e do Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais (SNBP), mas Macário Correia garantiu que está a cumprir a lei. Respondo às críticas com a lei. A lei diz que não há corpos voluntários, nem municipais, há corpos de bombeiros detidos por entidades com regimes jurídicos diferentes, diz que o comandante operacional municipal tem que ter experiência de comando efectivo num determinado número de ano e tem que ser licenciado. Entre os elementos que exerciam funções de comando nas duas corporações de Faro (voluntários e municipais) o único que preenchia estes requisitos era o comandante Aníbal Silveira, disse. O presidente da autarquia respondeu assim à estranheza manifestada pela ANPB e a SNBP pela nomeação de Aníbal Silveira para desempenhar o cargo de comandante operacional municipal e explicou o que vai mudar a partir de hoje. Vamos passar a ter uma articulação operacional das duas corporações com um comando único, passará haver uma sala de comunicação única, as viaturas passam a ter uma gestão conjunta e passará a existir uma articulação operacional no diaa-dia para qualquer ocorrência, disse o autarca. Macário Correia lembrou que antes havia uma situação de duplicação de meios com alguma dificuldade operacional, com custos acrescidos e com prejuízo para o erário público e população em geral. A partir de agora temos tudo articulado com um exemplo inovador que a lei desde há dois anos permite e que seguramente irá ser seguido por outros municípios do país, sublinhou. O autarca adiantou que a nova força fará planeamento e planos de protecção civil especiais para questões como o aeroporto de Faro, que é o segundo do país, e operações de combustíveis, que têm mecanismos especiais de prevenção e segurança. Macário Correia criticou o executivo anterior liderado pelo socialista José Apolinário porque a Câmara de Faro ter sido contactada desde há um ano para regularizar a situação dos bombeiros municipais que estavam em situação irregular e nada foi feito. É um acto da nossa responsabilidade, da nossa boa consciência fazer aquilo que a lei determina e que a Autoridade Nacional de Protecção Civil aconselha. Faro não o fez até aqui, mas hoje fê-lo, afirmou. Macário disse igualmente estar convencido que a junção dos dois corpos de bombeiros irá trazer poupanças para a autarquia, afirmando não ter a mais pequena dúvida de que a razão está certa. Não fazemos apenas por razões de economia em euros, mas também por economia de meios, desgaste de material, duplicação de funções e coordenação prática dos bombeiros do concelho de Faro, acrescentou. Disse também que há todo um com junto de ganhos morais, funcionamento e representação que passarão a ter outra eficácia. A cerimónia de tomada de posse foi seguida de um desfile apeada de veículos da nova força operacional conjunta municipal e por um almoço na sede da nova força (antigos bombeiros municipais), no qual não vão estar presentes os bombeiros profissionais que pertenciam ao corpo adstrito à autarquia. Estes bombeiros almoçaram num restaurante de Faro, juntamente com a ANBP e o SNBP, em protesto pela forma como o processo foi conduzido por Macário Correia. O autarca adiantou que a nomeação de Aníbal Silveira é por um ano, altura em que será lançado um concurso público para ocupar o cargo, como a lei determina. O até aqui comandante dos bombeiros municipais vai desempenhar as funções de segundo comandante. Comandante operacional municipal de Faro diz que junção vai aproximar o socorro da prática europeia O novo comandante operacional municipal (COM) dos bombeiros de Faro, Aníbal Silveira, considerou hoje que a junção dos dois corpos da cidade, voluntários e municipais, vai aproximar o socorro da prática europeia. O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) disse que todo a Europa joga com forças conjuntas de profissionais e voluntários e penso que era essencial dar o pontapé de saída nesta matéria, afirmou Aníbal Silveira, na sua tomada de posse. Sublinhou que hoje existe um único corpo de bombeiros em vez dos anteriores dois corpos mistos, com voluntários e profissionais, e essa nova unidade tem uma hierarquia para cumprir e será cumprida. Quem sai beneficiado são o cidadão e o socorro no concelho, sul.pt Agência Lusa neste caso, ou no distrito, se a ANPC achar por bem accionar os meios de facto, afirmou. Aníbal Silveira desvalorizou as críticas do presidente da ANBP e do SNBP, Fernando Curto, que questionou a sua nomeação para COM. Para o novo COM, as críticas são importantes se forem construtivas. Penso que deve haver vozes reivindicativas pela positiva. Estamos a fazer uma construção de uma força conjunta e acho que as críticas positivas são construtivas, disse. Silveira reconheceu que houve quem criticasse a junção dos dois corpos de bombeiros, mas os autores destas críticas é que terão de dizer o que falhou. Depois rematou: o que quero é que o socorro seja eficiente e eficaz para a população. Agência Lusa

6 _página 06 Faro: Ânimos inflamados entre bombeiros e Macário Correia Os ânimos inflamaram em Faro na última semana: a junção entre bombeiros municipais e voluntários, proposta pelo presidente da autarquia, Macário Correia, provocou uma resposta dura da associação e do sindicato dos bombeiros profissionais, que até admitem recorrer à greve. A reacção conjunta à criação da nova Força Operacional Conjunta dos Bombeiros de Faro (FOCON) surgiu sexta-feira, em conferência de imprensa promovida pela Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais (ANBP) e pelo Sindicato Nacionais de Bombeiros Profissionais (SNBP). Os presidentes da associação, Fernando Curto, e do sindicato, Sérgio Carvalho, questionaram o processo de nomeação do comandante dos voluntários, Aníbal Silveira, para comandante operacional, com tomada de posse marcada para terça-feira, 1 de Dezembro, dia de comemoração do 127.º aniversário dos Bombeiros Municipais de Faro. O processo de junção traz problemas operacionais e vai levar à extinção dos Bombeiros Municipais, com prejuízos para o socorro às populações e para as carreiras dos profissionais, frisou a associação. Cada corporação tem o seu regulamento e os bombeiros ainda não sabem a qual vão obedecer a partir de dia 2, declarou Fernando Curto na conferência de imprensa de sexta-feira, criticando a forma apressada como a junção estava a ser conduzida: Como se vão articular a partir de dia 2? Passam a receber ordens de um chefe que não é da sua carreira? O presidente da câmara de Faro em meia dúzia de dias conseguiu acabar com uma instituição com 127 anos, afirmou Sérgio Carvalho, frisando que os profissionais têm muitas horas de formação e não podem ser substituídos por voluntários. A associação e o sindicato anunciaram um conjunto de medidas a adoptar, entre as quais reuniões com Macário e o ministro da Administração Interna, entre outras entidades. Se tudo falhasse, os bombeiros ponderavam avançar para a greve e também não afastavam o recurso aos tribunais. Macário responde mas bombeiros desmentem Macário Correia assegurava no fim-de-semana que a junção entre os corpos municipais e voluntários iria avançar. A legislação é clara neste aspecto. Queremos acabar com alguns interesses particulares e resolver as questões de protecção civil de forma mais articulada, disse, recusando existir ilegalidade no processo. Ilegalidade era não haver comandante nem quadro de comando municipal. Havia um comandante interino, nomeado sem o apoio do Centro Distrital de Operações de Socorro. Mas aí ninguém se pronunciou contra, referiu. Sobre as ideias dos dirigentes nacionais dos bombeiros, o presidente da câmara de Faro afirmava existir contradição em relação a outras afirmações, lembrando as afirmações de Fernando Curto após a reunião no início de Novembro. No «Jornal de Notícias», em notícia publicada dia 6 de Novembro, o senhor Fernando Curto mostra inequívoco apoio em relação às nossas ideias. Essas declarações não foram desmentidas, que se saiba. Se há incoerência e contradição, o problema não é meu, sublinhou. Questionado sobre a possibilidade de greve, Macário Correia não se afirmava preocupado: Está tudo bem explicado. Quem está de boa-fé sabe o que tem de fazer, que é socorrer as pessoas. Em resposta, na segundafeira, a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais e o Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais desmentiam as afirmações de Macário Correia, frisando que desconheciam a criação da nova força operacional conjunta. Em comunicado conjunto sobre a propalada reunião, ANBP e SNBP asseguraram que o presidente da autarquia nunca referiu, em momento algum, que iria constituir a Força Operacional Conjunta (FOCON), nem que iria acabar com a designação de Bombeiros Municipais. De acordo com os dirigentes nacionais dos bombeiros, nessa reunião apenas foi discutida a possibilidade da construção de um novo quartel, aproveitando essa nova estrutura para quartel dos dois corpos de bombeiros, além de associação e sindicato terem defendido a criação de uma central de comunicações conjunta, a passagem de designação de Bombeiros Municipais de Faro para Bombeiros Sapadores de Faro, a criação de um quadro de comando e o reforço de efectivos. Almoço à parte Ainda segunda-feira, a associação e o sindicato de bombeiros prometiam um almoço com os bombeiros municipais no dia seguinte, excluindo-se assim do almoço organizado pela câmara para o mesmo dia, que serviria para comemorar o aniversário dos BMF e a criação da nova força conjunta. No mesmo dia, também a concelhia de Faro do PS reagia à situação, considerando que a junção dos bombeiros municipais e voluntários foi feita de forma antidemocrática, ou seja, à revelia da Assembleia Municipal, único órgão com competência para deliberar sobre a reorganização de serviços municipais. Em comunicado, o PS Faro mostrou-se preocupado com a situação, não só pela forma como foi conduzida, mas porque considerou não estar explicada nem justificada a necessidade da fusão das duas forças de bombeiros. Representa a destruição de um serviço municipal altamente qualificado e profissional; não respeita a história, a identidade e as especificidades das duas corporações; não está garantida a operacionalidade de um corpo formado por um efectivo com estatutos diferentes, carreiras diferentes e formação díspares, argumentou ainda o partido. O edil farense, Macário Correia, em declarações ao Região Sul, na segunda-feira, prometia que seria tudo explicado na cerimónia de terça-feira. Para o edil, a junção das duas forças tem por objectivo questões relacionadas com operacionalidade e qualidade do serviço que se presta no concelho. E para levar avante esta junção evocava a nova legislação sobre os bombeiros, decreto-lei n.º 247/09, artigo 7.º em particular. Loulé: Lar para Idosos e Lar Residencial para Deficientes avançam em Barranco do Velho A proposta do Plano de Intervenção em Espaço Rural (PIER) do Barranco do Velho foi aprovada na passada sexta-feira, por unanimidade, em sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Loulé, abrindo caminho à construção de um Lar para Idosos e um Lar Residencial para Deficientes. Estas valências surgem como uma extensão funcional de valências do Centro Comunitário de Nossa Senhora da Conceição, em funcionamento há cerca de cinco anos, refere a autarquia louletana em comunicado. Este equipamento dará resposta às necessidades das populações locais, na sua grande maioria idosos, em termos de apoio social, disponibilizando-se alojamento e apoio residencial permanente a pessoas portadoras de deficiências sem que percam referências geográficas e familiares. A área de intervenção deste PIER tem uma extensão territorial de cerca de 11 hectares e localiza-se numa zona de relevante valor ecológico, situada na freguesia de Salir, Barranco do Velho, em plena Serra do Caldeirão. Este processo, recorda a câmara, teve início em Outubro de 2006, altura em que a CCDR Algarve apontava à autarquia como solução para a implantação dos referidos equipamentos a elaboração de um PIER, dada a forte componente rústica da intervenção, a exploração florestal e o parque temático associado. Manta Rota ganha prémio Praia Mais Acessível A praia da Manta Rota em Vila Real de S. António obteve o 1º lugar do prémio anual Praia Mais Acessível, levado a cabo pelo Instituto Nacional para a Reabilitação, pelo Instituto da Água e pela Fundação Vodafone Portugal. A praia foi considerada praia um modelo a seguir em termos de requalificação e acessibilidade, refere fonte da Câmara Municipal local em comunicado. Este prémio teve a sua primeira edição este ano no âmbito do projecto Praia Acessível Praia para Todos. É um prémio que pretende reconhecer as praias que durante a época balnear se venham a distinguir ao nível de boas práticas instituídas na área das acessibilidades. Recorde-se, a praia sofreu obras de requalificação em 2007, o que permitiu oferecer aos visitantes condições consideradas exemplares para uma deslocação ao areal. Além da reformulação da circulação automóvel e da criação de uma nova zona de estacionamentos, foi ainda recuperada a zona dunar, renaturalizadas áreas que estavam degradadas, construídos passadiços sobrelevados de acesso, bem como uma área de lazer e de recreio. Marilyn Tomás A D V O G A D A Rua Afonso III, n.º 51-1.º Almancil Telef Fax:

7 _página 07 O P I N I Ã O Carlos Carames * UMA LUZ AO FUNDO DO TUNEL - II O Presidente da Câmara Municipal de Faro entrou em campo e já começou a chutar à Baliza Rapidamente mudou os responsáveis das Empresas Municipais que, à excepção da Fagar, estavam a contribuir para elevar a dívida da Autarquia. De acordo com os números que têm sido divulgados, a dívida da Autarquia já ascende a 80 milhões de euros. Metade deste valor compreende a dívida já vencida que tem associados alguns processos judiciais em curso e a outra metade a dívida de médio e longo prazo. O perfil destes novos gestores leva-me a perspectivar o sucesso dos objectivos que estão na base da sua nomeação. Para cumprir o programa de acção anunciado durante a campanha eleitoral, difícil certamente vai ser a tarefa do Presidente da Autarquia que terá de resistir às pressões dos grupos económicos e de interesses que operam no Concelho e cujas conveniências nem sempre vão condizer com o novo rumo de desenvolvimento que se quer para Faro. A revisão do PDM - Plano Director Municipal vai ser uma prova de que certamente sairá com a reputação reforçada. O Departamento de Urbanismo da Câmara Municipal, onde se acumulavam muitos processos pendentes e o despacho de processos mal informados parece ter sido paradigma, viu a actual titular do cargo de Direcção pedir a demissão. Espera-se que novos ventos soprem naquele Departamento. A acção de lavar de cara à cidade já começou e algumas medidas já foram publicadas. A legalização dos aparelhos de ar condicionado constituirá um recenseamento do parque instalado e contribuirá para a redução do impacto negativo que a instalação de equipamentos nas fachadas que confrontam com a via pública representa, em termos de descaracterização dos projectos de arquitectura. Esta medida vai conduzir certamente à análise da situação de alguns equipamentos que foram instalados nas fachadas viradas para a via pública e cujas características técnicas não permitiam a colocação noutros locais com menor impacto visual. É preciso todavia que nos projectos de especialidades submetidos à aprovação da CMF, as pré-instalações de AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado) estejam previstas e de acordo com o objectivo pretendido. A devolução dos passeios aos peões já teve início. A PSP - Polícia de Segurança Pública tem vindo a incrementar o bloqueamento de viaturas estacionadas em cima de passeios, sem justificação aparente, por se localizarem muito perto de parques de estacionamento públicos. A administração do condomínio do prédio onde resido decidiu esta semana repintar o portão da garagem na esperança de que os artistas dos graffiti encontrem a partir de agora locais mais apropriados para expressar a sua arte. Contudo, as pedras de mármore da fachada grafitada com hieróglifos que só os autores entendem, porque carecem de tratamento mais especializado e oneroso, deverão esperar pela consolidação do comportamento cívico dos nossos concidadãos. Julgo oportuno referir que apoio a instalação de videovigilância começando pelas zonas mais críticas e avançando gradualmente na cobertura de toda a cidade. Seria um meio de reduzir a criminalidade que tem vindo a crescer nos últimos anos e teria um efeito positivo na conduta que se espera dos habitantes e visitantes do Concelho. * Engenheiro (IST) Faro: Anúncio da câmara sobre a variante antes das eleições foi fraude, acusa Macário O actual presidente da Câmara Municipal de Faro, Macário Correia, considera que a gestão socialista que o antecedeu cometeu uma fraude na questão do anúncio sobre a variante norte, antes das últimas autárquicas. Foi uma fraude para com a população, um acto puro de campanha eleitoral, afirmou o autarca, no passado sábado, à margem de uma visita a obras do concelho, quando questionado sobre o chumbo do Tribunal de Contas ao visto prévio à concessão Algarve Litoral, onde se inclui a conclusão daquela via. A câmara fez três séries de «outdoors», antes das eleições. Na última série, em Setembro, era anunciado que a variante já estava em obra, o que foi acompanhado da colocação de duas máquinas retroescavadoras na rotunda do Rio Seco, recordou. Depois de ter sido eleito, Macário Correia contactou a Estradas de Portugal e a Edifer, que lidera o consórcio construtor a quem foi atribuída a concessão rodoviária de renovação da EN125. Essas entidades disseram que aquilo tinha sido uma mera operação política. Não estava o projecto concluído e nem os terrenos estavam como ainda não estão totalmente libertados, frisou o actual líder da câmara de Faro. Macário Correia disse ainda que a Edifer terá informado que o projecto estava a ser ultimado, embora com um novo problema : A construção do Skate Park colidirá com a conclusão da variante, na junção à actual rotunda, algo que estamos agora a tentar resolver. Por isso, fico surpreendido. As questões continuaram por resolver. A obra não estava em curso nem se iniciou e esta questão do Tribunal de Contas não veio impedir nada, em relação à variante, porque nada, em termos de obra, estava a ser feito, salientou. Em virtude destas dúvidas, Macário Correia anunciou que será pedida uma reunião, com carácter de urgência, ao ministro das Obras Públicas, António Mendonça. Macário Correia integra representação portuguesa no Comité das Regiões O Governo aprovou quinta-feira os doze representantes de Portugal no Comité das Regiões da União Europeia, dele fazendo parte os líderes regionais da Madeira e dos Açores e dez presidentes de câmaras municipais, entre os quais o de Faro, Macário Correia. A Câmara Municipal de Faro vai encetar todas as diligências para que o Ministério das Finanças promova a criação de uma Junta Médica na capital algarvia. A Junta Médica que tem jurisdição sobre o distrito de Faro está sediada Além de Alberto João Jardim (Madeira) e Carlos César (Açores) farão parte do Comité das Regiões da União Europeia cinco presidentes de câmaras eleitos pelo PSD, quatro pelo PS e um pela CDU nomes indicados após audição das duas regiões autónomas e da Associação Nacional dos Municípios Portugueses. Entre os cinco sociais-democratas, então Carlos Pinto (Covilhã), Fernando Ruas (Viseu), Macário Correia (Faro), Manuel Frexes (Fundão) e Rui Rio (Porto). Os quatro presidentes de câmara socialistas são António Costa (Lisboa), Mesquita EP Machado (Braga), Joaquim Raposo (Amadora) e José Luís Carneiro (Baião). O presidente de Câmara eleito pela CDU é Carlos Pinto de Sá (Montemor-o-Novo). Os 12 membros portugueses do Comité das Regiões da União Europeia terão mandato até Faro: serviço de taxas e licenças passa para Loja do Munícipe A Autarquia de Faro está passou o serviço de taxas e licenças das instalações actuais na Câmara para a Loja do Munícipe, no Mercado Municipal. O objectivo é assegurar um melhor serviço de atendimento, salienta a edilidade em comunicado. O atendimento na nova localização conta com quatro colaboradores. A Autarquia diz querer reformar os serviços administrativos tornando-os mais funcionais, céleres e modernos. Faro: Câmara quer Junta Médica da ADSE na cidade em Évora. De acordo com informação adiantada pela Autarquia farense, não faz sentido que funcionários públicos doentes tenham a penosa empreitada de 250 km até Évora para uma consulta de alguns minutos. As Juntas Médicas da ADSE Sistema de Protecção Social aos Funcionários e Agentes da Administração Pública têm por missão verificar doenças naturais, profissionais e acidentes. Faro e o Algarve não podem ser menorizados, nem podem estar cativos da assistência de serviços públicos imprescindíveis que são essenciais para que as populações sejam servidas pelos poderes públicos com a dignidade que lhes é devida, considera a Câmara de Faro.

8 _página 08 Eurodeputada pede plano de emergência ao Governo português para combater desemprego na região algarvia A eurodeputada Ilda Figueiredo pediu sexta-feira ao Governo português um plano de emergência para criar perspectivas de trabalho no Algarve, região que registou quase 20 mil desempregados em Setembro, segundo dados da União dos Sindicatos. À margem de um encontro com a União dos Sindicatos do Algarve, que decorreu hoje na capital algarvia, a eurodeputada comunista afirmou que vai pedir ao Governo português um plano de emergência para criar perspectivas não só para os desempregados de hoje, mas também para a juventude que vai entrar no mercado de trabalho. Ilda Figueiredo declarou também aos jornalistas que Faro: Obra do Centro de Dia do Montenegro parada por falência do construtor A obra do Centro de Dia do Montenegro, uma das cinco actualmente em construção no concelho de Faro aprovadas no programa PARES, está parada, porque a empresa construtora, a Habipro, está em processo de falência. O facto foi divulgado pela entidade promotora, a Associação de Solidariedade Sócio-Cultural de Montenegro (ASSCM), durante uma visita de autarcas farenses, liderados pelo presidente da câmara, Macário Correia, a várias obras em curso, no passado sábado. De acordo com Maria Berta Travia e Augusto Miranda, respectivamente presidentes da direcção e da assembleia geral da instituição, a obra, iniciada em Abril, parou há cinco semanas. Uma questão judicial levou à paragem da obra, isto porque as obras que a empresa estava a construir foram arrestadas por ordem do tribunal, afirmaram, revelando estar à espera da concessão de um empréstimo bancário para a associação poder pagar ao empreiteiro o que vai insistir junto da Comissão Europeia para rever a situação do Algarve, uma região que perdeu cerca de 500 milhões de euros no Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) 2007/2010. Ainda é possível alterar a situação do Algarve. A própria Comissão Europeia pode propor essas alterações e actuar, mas tudo também depende das propostas do Governo português, acrescenta. Criar bases de desenvolvimento sustentável, criar uma actividade económica mais diversificada, incluindo o próprio turismo, e mais coordenada são essências para o progresso social do Algarve, defendeu Ilda Figueiredo. Segundo a eurodeputada, está em dívida. Macário Correia adiantou já ter discutido o problema com o presidente da empresa. Este não é o único caso e também o Pavilhão Municipal estava a ser construído por esta firma. A Habipro não volta a funcionar, com dinheiro ou sem dinheiro, foi-me dito pelo responsável, afirmou. O presidente da câmara de Faro lamentou que ainda não tenha sido nomeado um administrador liquidatário. Não temos um interlocutor para poder resolver o assunto e, depois, avançar para o contacto com os subempreiteiros ou com os segundos classificados no concurso, afirmou. A obra destina-se a dar apoio a 60 utentes em regime de Centro de Dia e a 100 utentes em regime de apoio domiciliário e tem um custo global de euros, euros dos quais provindos do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES). Os autarcas farenses visitaram no mesmo dia mais quatro o Partido Comunista sempre defendeu a manutenção dos apoios comunitários de forma integral para o Algarve. Já este mês, a União dos Sindicatos do Algarve também tinha exigido ao Governo medidas de combate ao desemprego na região, após ter constatado que o número de desempregados duplicou em relação ao ano passado. Segundo o dirigente sindical António Goulart, o número total e real de pessoas desempregadas no Algarve em Setembro deste ano (19 605) era praticamente o dobro do registado em Setembro de 2008 (10 308). Os dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) apontam para desempregados em Setembro de 2009, mais do que há um ano, contudo, nos dados oficiais não constam o número de desempregados inseridos em programas ocupacionais. obras co-financiadas por este programa, que tem como objectivo a ampliação da rede de equipamentos sociais e incide na criação de novas respostas sociais ao nível da infância, juventude, pessoas idosas e pessoas com deficiência. A visita arrancou em Estoi, no futuro Lar de Idosos e Creche do Centro Cultural e Paroquial de Estoi, e passou depois à futura Creche de Santa Bárbara de Nexe, do centro cultural e paroquial nexense. A comitiva seguiu depois para o Montenegro, onde além do Centro de Dia esteve no futuro Lar Residencial e Residência Autónoma da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral e terminou o dia em Vale Carneiros, onde a Fundação António Silva Leal está a construir uma creche. No total, foram visitadas cinco obras dispersas por todo o concelho. O município de Faro comparticipou 35% do valor total das candidaturas, investindo 1,29 milhões de euros, aos quais devem ser somados 568 mil euros, o valor dos terrenos cedidos pela autarquia às instituições. Queremos introduzir esta prática de visitar obras em curso no concelho, seis ou sete vezes por ano, gastando uma manhã a interagir com instituições e empreiteiros, de forma a termos melhor conhecimento directo sobre o que se passa no concelho, adiantou Macário Correia, no final da iniciativa. O presidente da câmara de Faro abordou ainda a situação financeira da câmara, face aos muitos pedidos de ajuda e subsídios. Há protocolos a comprometer a câmara em milhões de euros, que neste momento não temos. A factualidade dos números é impressionante e vai ser conhecida quando apresentarmos o orçamento, na próxima reunião de câmara, declarou Macário, afiançando que a resposta ao problema passará pela venda de património, redução de despesas de funcionamento e subida de valores de alguns serviços municipais, que actualmente são ridículos. DRAP Algarve organiza sessão sobre instalação de pomares de frutos secos A Direcção Regional de Agricultura e Pescas (DRAP) do Algarve leva a cabo uma sessão de esclarecimento sobre instalação de modernos pomares de frutos secos, tais como amendoeiras, alfarrobeiras e figueiras. A sessão tem lugar dia 3 de Dezembro, sábado, a partir das 10:00 horas na delegação de Tavira da DRAP Algarve. O director regional, Castelão Rodrigues, fará a abertura do evento. O orador principal vai ser João Costa, engenheiro da DRAP Algarve. A cargo de outro engenheiro da DRAP, Pedro Monteiro, fica o tema dos apoios à instalação dos referidos pomares através do programa PRODER. A sessão termina depois de um debate agendado para as 12:30 horas. Loulé: IRS reduzido em 2 pontos percentuais A Câmara de Loulé vai reduzir dois pontos percentuais no IRS cobrado aos sujeitos passivos com domicílio fiscal no concelho. A taxa será de 3%, em vez do valor máximo que está fixado em 5%. A proposta foi aprovada em reunião de Câmara e na Assembleia Municipal realizada na passada sexta-feira. No que concerne ao Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) a aplicar aos prédios urbanos, mantém-se para o ano de 2010 a taxa de 0,68%. Quanto aos prédios urbanos avaliados nos termos do CIMI, a taxa é de 0,36%, no seguimento do valor aprovado nos últimos anos. No caso das freguesias de Alte, Ameixial, Benafim, Querença, Salir e Tôr, são fixadas taxas minoradas em 30%. Esta medida prendese com o combate à desertificação nestas localidades do interior, começando desde logo por fazer uso desta possibilidade legal de onerar em menor grau quem se queira instalar nestas áreas territoriais. Também para combater o decréscimo populacional nas zonas do interior e como incentivo à fixação da população mais jovem, o executivo municipal deliberou ainda aprovar a isenção de Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT) nas aquisições efectuadas por jovens, com idade compreendida entre os 18 e os 35 anos, de prédio ou fracção autónoma de prédio urbano situado nas áreas das seis freguesias atrás referidas. Natal: Faro solidário arrancou a 19 de Novembro Decorre desde dia 19 de Novembro a acção Este Natal ofereça solidariedade, iniciativa que consiste na recolha de alimentos, roupas, brinquedos, material escolar e de papelaria, livros, utensílios domésticos para serem doados aos mais necessitados do concelho de Faro. A entrega dos produtos recolhidos será feita durante um jantar de Natal com festa convívio para muitas pessoas sem qualquer tipo de ajuda ou apoio corrente, a realizar no Mercado Municipal de Faro, no próximo dia 18 de Dezembro. Os donativos podem ser entregues até dia 15 de Dezembro no Espaço Solidariedade criado no Mercado Municipal durante este período ou no Espaço Himalaias (Rua Ataíde de Oliveira- 79- r/c- Faro). A iniciativa é organizada pela IPSS Centro de Apoio ao Sem Abrigo - C.A.S.A., com o apoio da Câmara Municipal de Faro, do Mercado Municipal de Faro e do Centro Tibetano de Faro. Para além da recolha destes donativos, foi também lançado um Voucher Natal Solidário que pode ser utilizado como presente oferta na Quadra Natalícia, revertendo todos os lucros da venda para apoio aos mais necessitados. Este voucher pode ser adquirido no Espaço Himalaias ou no Espaço Solidariedade no Mercado Municipal, no período acima referido. ADSBA promove acções de recolha de sangue no próximo fim-de-semana No início de Dezembro, a Associação de Dadores de Sangue do Barlavento do Algarve vai realizar duas com duas grandes iniciativas de recolha de sangue. Assim, já este sábado, dia 5, a ADSBA vai realizar a acção denominada Oportunidade para Todos um evento efectuado em colaboração com a ASA, das 15h00 às 18h00, na sede da ADSBA, esquina da Rua Poeta António Aleixo com a Av.ª 25 de Abril, em Portimão. Neste dia serão realizados rastreios gratuitos de colesterol, glicemia e tensão arterial. No dia seguinte, integrado nas comemorações do Dia da Cidade de Portimão a ADSBA promove uma colheita de sangue que irá decorrer no Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio das 9h00 às 12h30 no Serviço de Imunohemoterapia. Esta é uma excelente oportunidade para os Portimonenses darem o seu contributo no sentido cívico e altruísta comemorar tão significativo evento com um gesto nobre dignifica qualquer cidadão, consideram os responsáveis da ADSBA.

9 _página 09 O P I N I Ã O jorge carrega Catástrofes e Vampiros em exibição nos cinemas portugueses 2012, o mais aguardado filme catástrofe da década, continua em exibição nas salas de cinema portuguesas, atraindo multidões de espectadores cuja curiosidade foi despertada por uma campanha publicitária que prometia aos espectadores a possibilidade de assistir ao fim do mundo tal como o conhecemos. Escrito, realizado e produzido por Rolland Emerich, um veterano com larga experiencia neste tipo de aventuras, que assinou entre outros os bem sucedidos O Dia Depois de Amanhã e O Dia da Independência, 2012 está destinado a entrar na história do cinema de Hollywood como o mais bem sucedido filme catástrofe deste início de século, presenteando os fãs do género com um espectáculo impressionante de efeitos especiais gerados por computador. O filme apresenta um elenco competente, liderado por John Cusack, protagonista de películas como Alta Fidelidade, Max e Meia Noite no Jardim do Bem e do Mal, entre outros, que tentam transmitir uma dimensão humana a um projecto cinematográfico onde os grandes protagonistas são sem duvida os efeitos especiais. Para os apreciadores deste velho género cinematográfico, que tem as suas raízes em obras como The Last Days of Pompey (1935) de Preston Foster ou São Francisco (1936) de W.S Van Dyke, 2012 constitui uma boa proposta de cinema, mas para os espectadores menos interessados neste tipo de filmes, a perspectiva de passarem 3 horas assistindo a uma sucessão infindável de catástrofes naturais é com certeza menos tentadora. Outro velho género cinematográfico que está de regresso aos ecrãs de cinema é o filme de vampiros, desta vez reinventado como história de amor adolescente. A estreia de Lua Nova, sequela de Twiligth, um dos maiores êxitos da temporada passada, traz de volta aos ecrãs nacionais as aventuras amorosas de Bella Swan (interpretada por Kristen Stewart) e Edward Cullen (interpretado por Robert Pattinson), um casal de adolescentes apaixonados que tem uma particularidade especial ele é um vampiro. O filme até mete lobisomens e promete derreter os corações mais empedernidos, em especial na faixa etária dos 12 aos 21 anos, que como sabemos constitui a grande fatia dos espectadores de cinema nos tempos que correm. A indústria de Hollywood tem produzido nos últimos anos alguns filmes de grande qualidade mas infelizmente às salas portuguesas chegam quase sempre apenas as grandes produções, recheadas de efeitos especiais, doses maciças de fantasia e muita acção. O cinema espectáculo, com a sua vertente mais lúdica, foi e continuará a ser uma componente essencial da indústria cinematográfica, mas seria desejável que outro tipo de obras merecesse a atenção dos distribuidores portugueses. A experiência do cinema não se resume a um efeito de deslumbramento, deve ser também uma oportunidade para reflectir sobre a sociedade em que vivemos e constituir simultaneamente um desafio estético capaz de recordar aos espectadores porque motivo o cinema é considerado a 7ª arte. * Docente e Investigador Universitário ALUGA-SE VILLA DE LUXO EM PÊRA Perto do campo de golf Amendoeira Por semanas ou meses 3 Quartos, 3 Casas de Banho, Cozinha independente, Salão, Garagem, Piscina e Barbecue ARS Algarve assinala Dia Mundial de Luta contra a Sida com realização de rastreios em toda a região A Administração Regional de Saúde do Algarve promove até 21 de Dezembro a realização de rastreios do VIH/ Sida em todos os Centros de Saúde e Hospitais da região, sendo estas acções realizadas no âmbito das Comemorações do Dia Mundial de Luta Contra a SIDA, 1 de Dezembro. O Centro de Aconselhamento e Detecção Precoce do VIH/Sida da ARS Algarve pretende proporcionar aos utentes a possibilidade de em todos os Centros de Saúde e hospitais da região fazerem um teste rápido, cujo resultado é disponibilizado em 20 minutos, ficando o utente a conhecer a sua situação perante a infecção VIH/Sida. O Rastreio, realizado pelas equipas de técnicos dos Saúde reprodutiva: Criopreservação do tecido ovárico pode salvar fertilidade de mulheres com cancro de mama As mulheres jovens que sofram de cancro podem salvar a sua fertilidade antes de iniciar o tratamento de quimioterapia através da criopreservação do tecido ovárico, um método que congela o óvulo até ao dia em que deseja engravidar. À margem do VII Congresso de Senologia, que decorreu no Algarve, o médico Carlos Oliveira explicou à Lusa que as jovens mulheres, e até mesmo as adolescentes que sofram de cancro da mama ou outro cancro, podem proteger a sua capacidade de engravidar através de um método que começou a ser realizado recentemente na Universidade de Coimbra. O método chama-se criopreservação do tecido ovárico e é uma possibilidade para as próprios Centros de Saúde, é gratuito e anónimo, não sendo necessária marcação prévia nem estar em jejum. Assim, o primeiro rastreio terá lugar no Centro de Saúde de Silves no dia 2 das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00, seguindo-se no dia 3 a mesma acção à mesma hora em Portimão, Monchique, Vila do Bispo, S. Brás de Alportel, Castro Marim, Alcoutim, Tavira, Faro, Olhão, Albufeira, Loulé e Extensão de Quarteira, enquanto das 16h00 às 20h00 será a vez do Centro de Saúde de Vila Real de Sto. António. A 7 de Dezembro será a vez de Aljezur, 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00, sendo que o mesmo horário será utilizado nos dias 14 em Sobrinho Simões marca presença na sessão inaugural do Curso de Medicina da UAlg Manuel Sobrinho Simões vai estar presente na UAlg, no próximo dia 4 de Dezembro, para a sessão inaugural de abertura do Curso de Medicina. Na sua intervenção, o convidado especial proferirá uma lição subordinada ao tema Formação médica e Saúde mulheres mais jovens que têm de ser submetidas a quimioterapia, salvando o seu poder de engravidar, explicou Carlos Oliveira. Segundo aquele especialista, as mulheres que fazem quimioterapia correm o risco de fazerem uma menopausa precoce e consequentemente uma esterilidade, ou seja os ovários não funcionarem e no futuro não poderem ter filhos. Para salvar a fertilidade dessas jovens mulheres que têm cancro da mama ou mesmo jovens na ordem dos 18 ou 20 anos que têm linfomas ou outra patologia maligna, o médico refere que a criopreservação de tecido ovárico é uma forma de preservar a fertilidade futura. A criopreservação do tecido Lagoa e 21 em Lagos. No Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, o rastreio será realizado no dia 3 de Dezembro, também das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00, no Hospital de Dia de Medicina Interna - Piso 0. Rastreios também na Unidade Móvel No mesmo âmbito, será feito um reforço da intervenção com as unidades móveis, em parceria com a APF (Associação para o Planeamento da Família) no sotavento e com o IDT (Instituto de Prevenção da Droga e Toxicodependência) no barlavento. ovárico faz-se antes da mulher iniciar a quimioterapia. A mulher é sujeira a uma laparotomia (operação cirúrgica para abertura da cavidade abdominal), depois com uma pinça são retirados alguns bocados de ovário e esse ovário é congelado e fica guardado até ao momento que a mulher pretenda engravidar, explicou o médico. Depois da quimioterapia e caso os ovários não funcionem, temos o ovário dessa mulher em condições de poder ser transplantado, onde depois é colocado ou na cavidade pélvica ou no tecido celular subcutâneo. O tecido é estimulado, é colhido o ovócito e fecundado com as técnicas de procriação medicamente assistidas para No sotavento, a Unidade Móvel da APF estará nos dias 28 de Novembro e 1 de Dezembro na Baixa de Faro, enquanto no dia 29 de Novembro, a unidade irá deslocar-se a Albufeira, estando disponível junto ao Hotel Paraíso das 15h00 às 19h00. No barlavento, a Unidade Móvel do IDT estará nos dias 26 e 27 de Novembro, das 14h00 às 17h00, no recinto do Hospital de Faro. No dia 28 de Novembro a mesma unidade irá encontrar-se das 9h30 às 13h00 junto ao Mercado de Lagos. No dia 1 de Dezembro a mesma unidade estará das 10h00 às 22h00 em frente ao Centro Comercial Continente de Portimão, enquanto a 5 de Dezembro, a unidade irá encontrar-se junto ao Mercado de Portimão das 9h30 às 13h00. em Portugal: De onde vimos e para onde vamos. A sessão, que será presidida pelo reitor da UAlg, terá início às 15h30, no Anfiteatro Verde do edifício 8, no Campus de Gambelas. Manuel sobrinho Simões é Professor Catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e Director do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (IPATIMUP). A Universidade do Algarve, através do Departamento de Ciências Biomédicas e Medicina, iniciou a 8 de Setembro o curso de Mestrado Integrado em Medicina. a mulher engravidar, explicou Carlos Oliveira. Esta técnica para salvar a fertilidade destina-se principalmente a mulheres com menos de 35 anos, que correspondem a cerca de 3% do número total de cancros de mama diagnosticados. No entanto, 25% das mulheres com cancro de mama têm menos de 50 anos, idade ainda fértil. O VII Congresso de Senologia decorreu até à passada terçafeira, e realizaram-se dezenas de conferências e mesas redondas com temas como Técnicas e práticas em radioterapia, Quimioterapia pré-operatória, Prevenção do cancro da mama ou Cirurgia oncoplástica em tratamento conservador do cancro da mama.

10 _página 10 Alcoutim: Obras concluídas no açude de Alcaria Cova Foram concluídas as obras de reconstrução do açude de Alcaria Cova, na freguesia do Pereiro, em Alcoutim, um projecto que custou à autarquia qualquer coisa como 150 mil euros. A reconstrução do açude, situado junto à ponte de Alcaria Cova, estabelece um pequeno reservatório de água que facilita a rega de pequenas explorações agrícolas existentes nas margens da Ribeira da Foupana e a preserva as espécies ribeirinhas durante o período estival, quando, normalmente, a ribeira não possui qualquer caudal. A autarquia considera que este açude constitui uma maisvalia na recarga dos aquíferos, onde se encontram diversas captações de água (furos e poços), algumas delas fundamentais no abastecimento às populações. Terminada esta intervenção, a autarquia dará início à construção de mais açudes nas localidades de Bentos, Fernandilho, Galaxos e Várzea. Em comunicado, a Câmara Municipal revela ainda que a zona circundante a este açude poderá ser aproveitado como zona de lazer, estando prevista a construção de uma praia fluvial e de um parque de merendas. Guia vê nascer Escola Básica Integrada em empreitada de 6 milhões de euros prevista para 2010 Infraestrutura vai servir 450 alunos A Freguesia da Guia está prestes a ver concretizada uma antiga aspiração da comunidade, estando previsto para 2010 o inicio do projecto da Escola Básica 1.º, 2.º e 3.º Ciclo e do Pavilhão Desportivo, que vão avançar já Centro de Artes e Ofícios de São Brás de Alportel abre as portas ao público no próximo mês de Janeiro. Com conclusão prevista a tempo de servir os alunos da localidade no ano lectivo 2010/11, a Escola Básica e o respectivo Pavilhão Desportivo irão ser construídos no sítio Cerco das Fontes. Com capacidade para 450 alunos, este novo estabelecimento de ensino destina-se, de acordo com a autarquia, a fazer face ao aumento da população escolar na Guia. O terreno de construção tem uma área total de metros quadrados, e irá englobar o edifício escolar, portaria, pavilhão desportivo, espaços de recreio e lazer e área de estacionamento. O histórico edifício do antigo Palácio Episcopal, em São Brás de Alportel, que acolheu a primeira escola primária pública do concelho no princípio do século, volta agora a abrir as suas portas, muitas décadas depois, como espaço de cultura e de conhecimento, para valorizar as artes e os saberes tradicionais. Este antigo edifício renasce agora como Centro de Artes e Ofícios, um projecto integrado no Plano de Revitalização do Centro Histórico, que dá continuidade a um conjunto de projectos de recuperação do património, que contribuem para a dinamização do núcleo antigo da vila. Neste sentido, o antigo Matadouro deu lugar ao Centro de Explicativo e de Acolhimento da Calçadinha, uma antiga moagem foi transformada em Biblioteca Municipal e agora o antigo palácio episcopal acolhe o novo Centro de Artes e Ofícios. Dotado de um conjunto de valências, como uma sala polivalente, salas de formação, sala de reuniões, pátio, recepção e ponto de informação turística, o Centro de Artes e Ofícios está preparado para promover o conhecimento e a preservação das artes e dos ofícios tradicionais, um importante legado do passado, aproximar gerações e concentrar neste espaço tão representativo da nossa história diversas iniciativas na área da formação, segundo António Eusébio, presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel. A primeira exposição deste centro, patente ao público na Sala Polivalente, resulta de um trabalho de descoberta das artes e ofícios tradicionais, que relata cerca de 2 dezenas de história de vida daqueles que ainda hoje mantêm vivas estas tradições. Na área da formação, o primeiro projecto a integrar este novo espaço de saber é a Universidade Sénior de São Brás de Alportel, desenvolvido em parceria entre a Câmara Municipal e Junta de Freguesia, que conta na actualidade com mais de 150 alunos, com mais de 55 anos, matriculados em 14 disciplinas diferentes. Esta obra, com um custo de 650 mil euros, esta integrada num investimento que inclui também, numa primeira fase, a requalificação da zona circundante, o Largo do Mercado, um lugar muito importante na memória popular, de acordo com o edil são-brasense. O P I N I Ã O jean-pièrre guerreiro A Catherine e o Jean-Luc são um casal de amigos franceses que conheço já lá vão quase vinte anos. A Catherine faz parte dessa geração oriunda da emigração portuguesa dos anos 60. O seu pai, nesses tempos, chegou a França à procura de trabalho e casou com uma rapariga da terra, esquecendo pouco a pouco e fazendo assim esquecer aos seus filhos as suas origens. Assim, a Catherine cresceu sem conhecer Portugal e nem sequer ouvir uma palavra de português durante a sua juventude até que, em 1993, a convidei a vir passar uns dias ao Algarve. Coincidência, a terra de origem de seu pai era Mar e Guerra, perto de Faro. Nesse verão, a Catherine aproveitou para conhecer melhor as suas raízes e, pela primeira vez, foi visitar a sua avó. Deixo-os imaginar esse momento emocionante, onde a velhota, lágrimas aos olhos, se encontrou pela primeira vez com uma das suas muitas netas, das quais nunca tinha encontrado alguma. Uma bonita mulher de 20 anos de idade que apertava nos seus braços. A partir desse ano, a Catherine e seu marido vieram regularmente de férias a Portugal, um país que adoraram logo à primeira e do qual têm sempre saudades. Infelizmente, este ano, a querida avó faleceu e, para a homenagear, o Jean-Luc, que é músico, escreveu-lhe uma canção que aqui decidimos publicar (traduzida): Era minha avó e morreu a noite passada Era portuguesa e eu sou francesa Era minha avó e dela me orgulho Dessas raízes que cheiram a alfarroba, fado e terra Minha avó era tão bonita com seu olhar esperto Suas costas dobradas pelo trabalho do campo onde as regras são duras e o ritmo lento Nunca se queixava e portanto, no sul de Portugal, debaixo do sol ardente, lá deixava ir de vez em quanto algumas lágrimas quanto se faziam ou se desfaziam dramas A minha avo viu tudo dessas histórias de família, casamentos de preto e branco e tradições Era minha avó e morreu a noite passada Era portuguesa e eu, sou francesa sim, mas no meu coração, Sou portuguesa no meu coração Os anos passavam na sua linda cara enrugada sem que nada venha alterar a sua beleza Era inusável e dura como o granito dessas montanhas do Algarve que só o tempo consegue gastar Tinha seus defeitos que eu não conhecia e só me importa continuar nos seus passos Minha avó era portuguesa mas era sobretudo mulher, uma dessas mulheres do sul que sempre, sempre guardam o moral Falava-me português e ensinava-me assim as palavras Seus cabelos eram pretos mesmo com sua idade No seu coração, guardava uma página aberta que se preenchia, cada ano, durante as nossas visitas, dessa água milagrosa que era a alegria de ver os seus netos Era minha avó e morreu a noite passada Era portuguesa e eu sou francesa Era minha avó e foi-se embora a noite passada, Era portuguesa e eu, eu... Sou portuguesa, sou portuguesa... Sem mais comentários... Mar e Guerra * Emigrante em França Em Dezembro, Portimão recebe o Encontro de Coros Nos próximos dias 5 e 6 de Dezembro, em mais uma organização do Grupo Coral Adágio, Portimão recebe o Encontro de Coros de Portimão. Assim, os espectáculos têm início logo no dia 5, sábado, com a Igreja Matriz de Alvor a receber o Grupo Coral Ossonoba às 21h30. À mesma hora, Grupo Coral do Montijo apresenta-se na Igreja da Mexilhoeira Grande, naqueles que são os dois espectáculos de abertura. No domingo, dia 6, os espectáculos decorrem todos na Igreja do Colégio a partir das 16h00, com o concerto de encerramento a incluir o Coral Infantil do Adágio, o Grupo Coral Adágio, o Grupo Coral do Montijo e o Grupo Coral Ossonoba.

11 _página 11 III Seminário A Protecção Civil e a Comunidade, em Loulé, contou com 130 participantes O auditório do INUAF Instituto Universitário D. Afonso III foi pequeno para acolher todos os participantes no terceiro seminário promovido pelo Serviço de Protecção Civil da Câmara Municipal de Loulé, subordinado ao tema A Protecção Civil e a Comunidade, que decorreu no passado dia 20 de Novembro. A iniciativa saldou-se em mais um êxito, não só pela diversidade dos assuntos tratados mas também pelo interesse gerado junto do público, elementos ligados às forças de segurança, socorro e protecção civil Bombeiros, GNR, Sapadores Florestais, entre outros, que quiseram aprender um pouco mais. Para o presidente da autarquia, Seruca Emídio, a Protecção Civil é uma área que preocupa cada vez mais a autarquia, sobretudo porque a segurança é um sector fundamental num Município que vive muito dependente das actividades turísticas. Nesse âmbito o edil reforçou a ideia de que é fundamental estarmos preparados de uma forma antecipada para dar uma melhor resposta às situações que possam surgir e, num mundo global, é essencial melhorar os mecanismos de segurança pois os riscos inesperados são cada vez maiores. Como tal, o autarca enalteceu o trabalho que tem sido desenvolvido pela Protecção Civil de Loulé, com uma forte intervenção educativa junto das escolas, com uma série de workshops destinados por exemplo a lojistas, mas também com os vários simulacros na iniciativa CertamEmergência e, naturalmente, com a realização deste seminário.

12 _página 12 Hospital Particular do Algarve custou 35 milhões de euros e é o terceiro do Grupo HPA na região Bruno Nunes Depois da criação do Hospital Particular do Algarve em Alvor em 1996 e do Hospital de São Camilo em Portimão em 2008, ambos localizados no Barlavento algarvio, o Grupo do Hospital Particular do Algarve inaugura agora uma nova infraestrutura no Sotavento, situada na freguesia de Montenegro, em Faro. Implantado perto do Campus de Gambelas da Universidade do Algarve, o Hospital Particular do Algarve vem criar, de acordo com João Bacalhau, presidente do Conselho de Administração do Grupo HPA, cerca de 350 postos de trabalho. Criado com base num investimento a rondar os 35 milhões de euros, o projecto demorou pouco mais de dois anos a concluir, apresentando diversas valências exclusivas, inexistentes no sul do país até agora. Apresentado como uma das unidades de saúde tecnologicamente mais avançadas do país, o Hospital integra, por exemplo, uma rede de actualização de dados clínicos em tempo real, partilhada com os restantes Hospitais que integram a rede deste Grupo, permitindo ao pessoal médico ter acesso à história clínica de qualquer doente em qualquer altura. Dispondo de um serviço de Urgência geral e pediátrica aberto 24 horas, o Hospital conta ainda com uma Unidade de Cuidados Intensivos composta por oito camas, um número substancial, especialmente tendo em conta que em todo o Algarve existem apenas outras 14 camas com esta utilização. Na apresentação do Hospital aos meios de comunicação da região e aos parceiros comerciais, Paulo Sousa, Director Clínico do Hospital revelou que esta aposta do Grupo visa completar as carências do Serviço Nacional de Saúde no sul do país, privilegiando a aposta na inovação de conceitos, tecnologia, inovação e qualidade. Nas suas instalações, o Hospital inclui ainda uma maternidade com suites e um bloco operatório com três, e com capacidade de transmitir as cirurgias em vídeo para qualquer ponto do edifício, assim como um serviço de ambulâncias e um laboratório de análises clínicas preparado para todo o tipo de procedimentos. Com um corpo médico composto por 125 indivíduos de várias nacionalidades, a direcção do HPA prevê realizar 230 mil consultas programadas por ano, assim como 80 mil de urgência. A estes dados, fornecidos por Luís Miguel Farinha, responsável financeiro da unidade acrescem ainda cerca de 8500 cirurgias e os 1500 partos realizados por ano, para além das 30 mil diárias anuais permitidas pelas 90 camas da unidade. Inaugurado oficialmente no próximo dia 3 de Dezembro, o Hospital fará uma abertura faseada das suas instalações até ao dia 9 do mesmo mês, com excepção das urgências de pediatria, que só entrarão em funcionamento em Janeiro. Em termos de tecnologia, o HPA apresenta ainda equipamento de medicina nuclear e uma unidade de medicina hemodinâmica únicos no sul do país, assim como o serviço de Imagiologia totalmente digital e um serviço de Cirurgia Vascular único no Algarve, para além de muitos outros serviços. Para o futuro, o Grupo HPA prepara também um investimento na ordem dos 56 milhões de euros na sua valência de Alvor, pretendendo, segundo João Bacalhau, a criação de um hotel associado ao turismo de saúde, assim como uma unidade de cuidados paliativos, residências assistidas para idosos e uma aposta forte na cirurgia estética.

13 _página 13 Escuteiros de Albufeira entregam mais de 400Kg de rolhas de cortiça da campanha Rolhinhas N o passado sábado, dia 21 de Novembro, os escuteiros do Agrupam e n t o de Albufeira fizeram a entrega oficial, no Continente da Guia, do produto da campanha Rolhinhas levada cabo nos últimos meses. Na cerimónia oficial encontravam-se representantes da Quercus e responsáveis do Continente, entidades parceiras nesta campanha. No âmbito do protocolo que uniu a Quercus e o Corpo Nacional de Escutas em torno da Campanha Green-Cork, o Agrupamento de escuteiros de Albufeira levou a cabo, desde Abril, uma campanha de recolha de rolhas de cortiça nos Restaurantes do concelho. A esta Campanha aderiram mais de meia centena de Restaurantes que armazenaram rolhas de cortiça usadas. Para o efeito os escuteiros imaginaram um logótipo próprio, o herói Super Rolhinhas e o lema Rolha reciclada, árvore poupada. Graças ao empenho dos jovens escuteiros e dos pais e à colaboração dos restaurantes envolvidos, resultou uma campanha cujo saldo foi extremamente positivo, tendo sido entregues mais de 400 Kg de rolhas de cortiça, revela este Agrupamento em comunicado. As rolhas recolhidas seguirão posteriormente para a reciclagem, sendo que a Quercus se compromete, no âmbito do projecto Criar bosques, a reflorestar diversas zonas ameaçadas do país. Batata-doce em destaque no município de Aljezur Evento realiza-se de 4 a 6 de Dezembro Numa iniciativa organizada pelo Município de Aljezur e pela Associação de Produtores da Batata-doce de Aljezur, a vila de Aljezur recebe entre 4 e 6 de Dezembro mais uma edição do Festival da Batata-Doce. Dando o devido destaque à gastronomia ligada ao campo e ao espaço rural e colocando a batata-doce num lugar cimeiro, este certame pretende apresentar um dos produtos mais reconhecíveis desta região do Algarve. O sol, as terras, as águas, o ar não poluído e o clima da região fazem destas batatas-doces um produto de sabor diferente e de reconhecida qualidade, refere a autarquia, realçando o facto de que este é também um produto natural, comercialmente designado por cultura biológica, uma vez que não é afectada por nenhuma praga ou doença que justifiquem a aplicação de pesticidas. Atendendo ao enorme potencial que a Batata-Doce de Aljezur representa para o desenvolvimento do concelho, sendo já um produto certificado com Indicação Geográfica Protegida, este evento constitui hoje um importante espaço de promoção dos recursos e actividades que lhe estão associados, como a agricultura, a indústria, o comércio, o turismo ou os serviços, não deixando de parte os recursos culturais, sejam eles a gastronomia, o artesanato, os ofícios, as tradições, a natureza, ou o património, observados segundo uma lógica integrada e de complementaridade, declara o executivo municipal. Este ano, o certame terá uma novidade, apresentando diversos workshops de cozinha, onde a batata-doce será rainha, sendo apresentados por cozinheiros reconhecidos a nível regional e por outros nomes conhecidos do público. Haverá ainda lugar a provas de vinhos, concurso de doces de batata-doce e muitas outras iniciativas.

14 _página 14 África EcoRace 2010 parte de Portimão rumo a Dakar Prova começa dia 27 de Dezembro e termina dia 10 de Janeiro Foto: Filipe da Palma O director desportivo do Africa Eco Race, René Metge, acompanhado de Jean Louis Schlesser, esteve esta semana em Portimão onde, juntamente com responsáveis da edilidade local, se definiram os moldes em que vai ser feita a partida portuguesa desta grande maratona de todo o terreno, que percorrerá pistas de Marrocos, Mauritânea e Senegal, atingindo Dakar e o seu Lac Rose no próximo dia 10 de Janeiro. Se ao longo dos últimos meses René Metge trabalhou no percurso africano, com o objectivo de propôr de novo, para o AFRICA ECO RACE 2010, um traçado de grande qualidade, chegou agora a altura de delinear a partida da Europa, cujo palco será a bela cidade algarvia de Portimão. Portugal é um país com muitos fãs do todo o terreno e justificava-se plenamente que a prova tivesse aqui sua partida daqui, antes de rumar a África explica Jean Louis Schlesser que liderou os contactos em Portugal. Fomos muito bem recebidos em Portimão, cidade que reune condições excepcionais para a partida da prova. Vamos em breve anunciar o programa dos dias em que o Africa Eco Race 2010 vai estar em Portimão e também outras novidades, já que sabemos que a prova está a suscitar o interesse dos pilotos portugueses. Enquanto anfitrião da etapa de lançamento desta segunda edição do Africa Eco Race, o presidente da Câmara de Portimão, Manuel da Luz, não tem dúvidas sobre o sucesso da prova, realçando a sua vertente ecologista: Na senda da aposta do município em eventos desportivos de grande projecção, constitui uma honra muito especial acolhermos esta nova competição, que tem tanto potencial e que, sem esquecer a vertente de aventura que irá testar as capacidades físicas e mentais de todos os concorrentes, encerra em si a nobre consciencialização para práticas de respeito pelo meio ambiente. É, de resto, uma questão bastante actual e pertinente nos tempos que correm e aplaudo em particular esse espírito. Rally Intermarché Cidade de Portimão na estrada este fim-de-semana Penúltima prova do Campeonato Regional de Rallyes do Sul (VSH), o Rally Intermarché Cidade de Portimão, organizado pelo Clube Automóvel de Portimão (CAP), vai para a estrada no próximo sábado, dia 5 de Dezembro tendo como centro nevrálgico a Zona Ribeirinha de Portimão, estando o Secretariado e Gabinete de Imprensa a funcionar no Clube Naval de Portimão Muitas são as novidades desta edição. Em primeiro, fruto do excelente trabalho desenvolvido pela actual direcção do CAP, que deverá cessar funções no próximo dia 18 tendo em conta que vão haver eleições, é que o Intermarché de Portimão, é o patrocinador principal e deu o nome á prova. Em segundo, a Super Especial, com metros de extensão, que se realiza no sábado a partir das 20:48 horas, mudou de local, mais precisamente para A equipa Nuno Pinto / João Silva que lidera a classificação do Campeonato Alvor. E porque não há duas sem três, a terceira é que no final da prova, na Zona Ribeirinha de Portimão, onde funcionará o Parque Fechado e de Assistência, será servido um churrasco Porco no Espeto para todos os participantes na prova. Em termos competitivos, para além da Super especial, no domingo, 6 de Dezembro, os concorrentes vão percorrer por duas vezes as especiais de Autódromo Internacional do Algarve (6,760 metros) e Senhora do Verde (15,900 metros), estando a partida inicial do Parque Fechado agendada para as 09:30 horas e a chegada para as 13:30 horas. Refira-se por último que, estão 34 equipas isncritas, o que sem dúvida é um bom pronuncio para a prova que conta com o apoio da Câmara Municipal de Portimão, entre muitas outras entidades públicas e privadas. Areias e Serviços, Lda. Terminal Ferroviário de: Areias Certificadas Provenientes do Rio Tejo Cimento Areias Finas de Vale do Guizo Telha e Tijolos Cerâmicos Argila Expandida Cimentos Cola Tel: Fax: Estação de Loulé - Gare Loulé S S S Sofia Serpa dos Santos A d v o g a d a - L a w y e r Rua Sotto Mayor, n.º 7-2.º Dtº FARO Tel. / Fax: (+351) Telem: (+351) SondaLoulé Sondagens e Captações de Água, Lda. Furos e Bombas De Manuel António Guerreiro Vale da Rosa Caixa 198 A Loulé Telf: Fax: Tlm:

15 _página 15 Judo: Ana Cachola revalida título nacional A judoca Ana Cachola foi a única atleta do Judo Clube do Algarve, entre os três campeões nacionais de 2008, a revalidar o seu título, no campeonato disputado este domingo no Pavilhão n.º 1 do Estádio Universitário de Lisboa. Para conseguir a vitória na categoria de -63 kg, a atleta de Faro derrotou quatro adversárias: Inês Levezinho, Maria Freitas, Ana Monteiro e Filipa Almeida, que venceu na fase inicial e encontraria mais tarde na final. Quanto aos outros judocas do JCA que detinham o título, Leandra Freitas não participou na prova de -48 kg e Tiago Lopes foi apenas 3.º classificado nos -66 kg. Vincent Santos, em -100 kg masculinos, também conseguiu o «bronze». Ana Cabecinha foi 4.ª classificada em Toledo A marchadora Ana Cabecinha (Clube Oriental de Pechão) conseguiu o 4.º lugar na prova que marcou o seu regresso à competição, o Troféu «Espada Toledana», disputado em Espanha. A atleta foi a melhor estrangeira na prova, completando os cinco quilómetros em minutos, posicionando-se imediatamente após um pódio totalmente preenchido por espanholas. Desde o início da prova que se formou um grupo de oito atletas, que se foi reduzindo à medida que os metros passavam. Lorena Luaces atacou na entrada para a última volta e venceu, com um tempo de minutos. Para Ana Cabecinha, o 4.º lugar foi considerado pelo clube olhanense um bom resultado para os objectivos que a atleta tinha neste regresso à competição, atendendo ao período de ausência (seis meses) e ao tempo de treino que vem a efectuar. Agendada está já a participação da Ana Cabecinha nos 10 km do Troféu AD Cerro Buenavista, em Getafe (arredores de Madrid), no próximo dia 13 de Dezembro. Natação: Alexandre Agostinho convocado para o Europeu de Piscina Curta O nadador algarvio Alexandre Agostinho é um dos oito nadadores convocados pela Federação Portuguesa de Natação para os Campeonatos da Europa de Piscina Curta, agendados para Istambul (Turquia), de 10 a 13 de Dezembro. O atleta da Portinado vai participar nas provas de 50 metros livres e 100 metros livres, usando também pela última vez os tão polémicos fatos de natação, que por imposição do organismo internacional que regula a modalidade já não poderão ser utilizados a partir de Agostinho vai participar dias antes, tal como outros nadadores algarvios, nos Nacionais Absolutos de Piscina Curta, marcados para Santo António dos Cavaleiros. Recorde-se, no último Europeu de Piscina Curta, há um ano, na Croácia, o nadador portimonense foi 13.º na final dos 50 metros livres (21,72 segundos), com dois novos máximos nacionais. Um Quarteirense na Selecção Nacional de Futebol de Praia Rui Coimbra contribuiu para a conquista do Bronze no Dubai Nasceu me Quarteira, Concelho de Loulé, no dia 14 de Abril de Nos estudos sempre foi bom aluno. No capítulo desportivo iniciou-se no Karting com 8 anos de idade. Fazendo uma carreira ascendente, conquistou vários títulos de campeão. Praticou Natação, Ténis, Vela, Futebol e, ultimamente, para além de participar em Rallyes e Slaloms, onde nesta última disciplina já conquistou um título, dedicou-se ao Futebol de Praia. Entrevista de Paulo Moreno Adolescente afável, de fácil trato, calmo, decidido e com forte personalidade, Rui Coimbra foi o atleta algarvio que integrou a Selecção Nacional de Futebol de Praia, que recentemente participou no Beach Soccer World Cup Dubai 2009 onde conquistou a medalha de bronze. Parco em palavras mas exímio naquilo que faz, em entrevista exclusiva ao Região Sul, Rui Coimbra começou por explicar como foi a parte inicial do percurso no Futebol de Praia? Rui Coimbra: Tudo começou em 2006 com um grupo de amigos, em Quarteira. Começamos por participar num Torneio Amador em Quarteira, patrocinados pela Price Chek, que deu nome á equipa. Fomos campeões nesse ano e no seguinte. Também participamos no Regional do Algarve, que também ganhamos e participamos ainda no Campeonato Nacional de 2007 onde também conquistamos o título defendendo as cores do Price Chek. Ainda em 2007, surgiu o convite do Portimonense, a todos os elementos da equipa, para participarmos numa etapa da Liga, porém porque o convite surgiu em cima da hora não houve tempo para uma boa preparação e por isso o resultado não foi o melhor. Em 2008 também participamos no Campeonato Nacional e na Liga, contra equipas como o Benfica, Sporting, Porto, etc, mas os resultados não foram os desejados. RS: Como é que surge o convite para integrares a Selecção Nacional? RC: Bom, o convite para integrar a Selecção Nacional surgiu na sequência dos jogos em que participei ao longo do ano de 2008, no Campeonato e na Liga. Apesar da equipa não conseguir obter resultados de relevo, o Seleccionador Nacional Zé Miguel - considerou que eu tinha aptidões para integrar a Selecção e começou a convocar-me para os estágios e treinos a partir de Novembro de 2008, tendo sido convocado para o Mundialito de Futebol de Praia, que se realizou no último Verão em Portimão, mas como só podiam jogar 10 jogadores, e eu era o mais recém-chegado fiquei de fora. Desde então, comecei a participar em todos os estágios e treinos de preparação para integrar a comitiva na deslocação ao Dubai. RS: O que sentiste quando foste convocado para ir ao Beach Soccer World Cup Dubai 2009? RC: Senti uma alegria enorme. Acho que é o sonho de qualquer jogador e eu não sou excepção. No fundo, ser convocado é como que uma recompensa por um ano de trabalho. RS: Lá, as coisas podiam ter corrido melhor? RC: Sim, se tivéssemos ganho ao Brasil, mas a Selecção Brasileira é muito forte. Toda a técnica do Futebol de Praia é oriunda do Brasil e nós, bem como todas as outras selecções, temos muito a aprender com o Brasil. Considero que a técnica utilizada pelo Brasil é a mais eficaz, tanto mais que os resultados estão á vista de todos. Mas nem tudo é mau para Portugal, porque a única Selecção que lhe consegue fazer frente é a Portuguesa. RS: Como é a preparação para jogar Futebol de Praia? RC: É muito diferente do Futebol de Onze. Ao contrário do que as pessoas pensam, que é só sol e praia, a preparação física é muito exigente e desgastante, em especial as pernas e os gémeos. Temos que treinar á chuva, ao frio, ao vento e nas condições mais adversas que se possa pensar, claro que sem colocar em risco a nossa integridade física. É muito difícil andar e correr naquela areia solta, por isso é que não há limite de substituições nos jogos. RS: Enquanto elemento da Selecção Nacional, o que pensas da atenção dos media, dos governantes e do público? RC: Bom, a Selecção Nacional tem no seu palmarés um título de Campeã do Mundo, é certo que foi conquistado antes da modalidade ser reconhecida pela FIFA, mas é um título. Acho que a atenção está muito aquém daquilo que deveria ser. É óbvio que o Futebol de Praia está a dar agora os primeiros passos à séria, mas se a modalidade se tornar olímpica, e tudo indica que sim, acredito que vai ter o reconhecimento que lhe é devido como outra qualquer modalidade. sul.pt

16 _página 16 Ténis de mesa: Campinense sagra-se campeão distrital de juniores A Juventude Sport Campinense sagrou-se vencedora, a uma jornada do fim, do campeonato distrital do Algarve de equipas, no escalão de juniores. Constituída pelos atletas André Camarinha, Luís Cunha, Diogo Floro, Luís Júdice, Kevin Sousa e Susana Meireles, a jovem formação louletana averbou vitórias em todos os jogos disputados. No 2.º lugar ficou a formação do Padernense e o último lugar do pódio foi para o Lagos e Benfica. Todos os resultados podem ser consultados em FC Porto no caminho do Portimonense na Taça da Liga Estoril e Leixões são os outros adversários dos algarvios na terceira fase da prova Quase 20 anos depois, o FC Porto vai voltar a Portimão. Os «dragões», o Estoril e o Leixões serão os rivais do Portimonense no Grupo A da terceira fase da Taça da Liga em futebol, a disputar em Janeiro. De acordo com o sorteio, realizado na passada semana na sede da Liga de Clubes, os algarvios arrancam a sua prestação em casa, diante do Estoril, equipa que também milita na Liga Vitalis, logo no princípio do ano de 2010, no fim-de-semana de 2 e 3 de Janeiro. No dia 13 de Janeiro, será a vez da histórica recepção ao campeão nacional em título. A equipa de Jesualdo Ferreira visita o Algarve, duas décadas depois de ter disputado o seu último jogo oficial em Portimão. Por fim, para fechar as «contas» do Grupo A, a turma de Portimão desloca-se a Matosinhos, no fim-de-semana de 23 e 24 de Janeiro. O Portimonense, que eliminou o Feirense na ronda inaugural da prova, terminou a segunda fase na liderança do Grupo A, com os mesmos pontos de Académica e Beira-Mar, depois de se terem registados nulos nos três jogos do agrupamento, uma situação que gerou muita polémica. O desempate foi feito pela média etária mais baixa, que beneficiou os algarvios. Contudo, a presença do Portimonense no sorteio foi à condição, uma vez que ainda está por analisar o recurso dos «estudantes». Desde a época 1989/1990, a última temporada na I Divisão, que os alvinegros não defrontavam um «grande» a nível oficial. O último a visitar Portimão foi o FC Porto, num jogo polémico. No final do encontro, a contar para a 21.ª ronda, que os «dragões» venceram por 1-0, registaram-se incidentes (Pinto da Costa foi atingido na cabeça por uma pedra, segundo os relatos da época) que levaram à suspensão do recinto. Por isso, a «recepção» ao Benfica, na 24.ª jornada, foi feita em Setúbal, com derrota por 2-3. Edgar Pires Clube Naval de Portimão domina provas de vela juvenil O Clube Naval de Portimão (CNP) foi um dominador quase absoluto do Campeonato do Algarve 2009/10, realizado recentemente em Faro, com organização do Ginásio Clube Naval. Em optimist juvenis, o pódio foi todo do CNP, com André Sanches, Santiago Sampaio e Emanuel Duarte a ocuparem, respectivamente, as três primeiras posições, numa frota de 44 embarcações. Já nos infantis, entre 24 inscritos, as cores do CNP também dominaram, com a vitória de Rodolfo Pires e o 3.º posto de Diogo Sanches, apenas intercalados por João Abrantes (Associação Naval do Guadiana), que foi 2.º classificado. Na classe radial, Andreas Kossack não deu hipóteses e venceu categoricamente, também ele denotando bons atributos nesta sua evolução competitiva, deixando João Assoreira (Ginásio Clube Naval de Faro) e André Camilo (Clube de Vela de Lagos) nas 2.ª e 3.ª posições. Só na classe 4.7 houve oposição aos portimonenses, com vitória de Margarida Morais (Clube Internacional da Marina de Vilamoura). Gonçalo Pires foi 2.º classificado, revelando boa adaptação a esta categoria depois de ter competido em optimist. Aliás, Gonçalo Pires foi seleccionado para o Campeonato da Europa da classe Byte CII, a decorrer em Imperia, na Itália, durante esta semana. Para Itália, o Algarve vai apresentar uma comitiva bastante forte, pois dos quatro seleccionados, três são da região: além do portimonense, foram chamados Inês Sobral (Clube Náutico de Tavira), Maria Melo (Ginásio Clube Naval de Faro) e Eduardo Marques (Associação Naval de Lisboa). ATLETISMO Selecção russa estagia em Albufeira O concelho de Albufeira voltou a ser o destino escolhido para o estágio de atletas de alta competição, nomeadamente a selecção russa, que estará a estagiar no Algarve durante os meses de Novembro e Dezembro. O colectivo russo escolheu o concelho para preparar as competições europeias de 2010 e respectivos Campeonatos Nacionais Indoor, trazendo grupos entre as 50 e as 110 pessoas (atletas, técnicos e dirigentes). Entre os vários atletas presentes, destaque para as campeãs olímpicas Tatiana Lebedeva e Tatyana Lysenko e para os medalhados em competições internacionais Maria Abakumova, Alexey Zagorniy, Ekaterina Volkova, entre outros. Em Dezembro, a delegação irá receber a visita oficial do presidente da Federação Russa de Atletismo, Valentin Balahnichev, e do treinador principal, Valentin Maslakov. Supertaça masculina de basquetebol discute-se terça-feira em Albufeira As equipas do Benfica e da Ovarense vão discutir na próxima terça-feira, 8 de Dezembro, a Supertaça masculina de basquetebol, a disputar no Pavilhão Desportivo de Olhos de Água, em Albufeira. A partida estava marcada para o dia 1 de Novembro, mas foi então adiada devido ao falecimento, dias antes, de um dos jogadores da Ovarense, o norte-americano Kevin Widemond. O Benfica sagrou-se campeão nacional de seniores masculinos este ano, depois de um jejum de 14 anos, enquanto a Ovarense venceu a segunda prova mais importante da modalidade ao derrotar o Vagos (92-87), no Barreiro. O jogo entre «encarnados» e vareiros disputa-se às 16:00 horas, contando com entrada gratuita e transmissão em directo na SportTV. Por outro lado, a Associação de Basquetebol do Algarve vai realizar um Curso de Juízes Estagiários no mês de Dezembro, estando as inscrições abertas através do endereço gmail.com. Moncaparachense domina O Moncarapachense mantém o domínio da I Divisão Distrital, conquistando já uma vantagem de oito pontos sobre o 4.º lugar o primeiro lugar que não dá a subida, quando ainda não está concluído o primeiro terço da prova. A turma de Miguel Serôdio derrotou na jornada 8 o Estombarenses, por 2-1, perfazendo agora 20 pontos, mais quatro do que o Santaluziense que, com a vitória caseira sobre o Bensafrim (2-0), se mantém na perseguição directa ao conjunto da freguesia olhanense. O 3.º lugar é ocupado pelo Monchiquense, que nesta ronda não foi além de um empate (2-2) diante de uma equipa actualmente a ocupar a segunda metade da tabela, o Aljezurense, e contabiliza 14 pontos. Ferreiras domina O Ferreiras mantém o domínio da principal prova do futebol algarvio, embora disponha apenas de dois pontos de vantagem sobre o 4.º classificado. A equipa de Ricardo Alho venceu, nesta jornada 8, em Quarteira, sem dificuldades (3-0), e perfez 20 pontos, resultantes de seis vitórias e dois empates, mantendo um ponto de vantagem sobre a dupla Campinense/Messinense. Os dois emblemas saíram vencedores no fim-de-semana, derrotando Salir e Serrano, ambos pela margem mínima (1-0). Segue-se, o Lus. VRSA, com 18 pontos, depois de ter derrotado, fora de casa, o Odeáxere, por 2-3. Destaque ainda para o Silves, que conseguiu a goleada da ronda, frente ao vizinho Armacenenses.

17 _página 17 LIGA VITALIS Portimonense derrotado na Covilhã O Sporting da Covilhã regressou este domingo às vitórias (3-1) e impediu o Portimonense de se isolar provisoriamente no primeiro lugar da Liga de Honra, em jogo da 11.ª jornada da prova. Ao intervalo, os serranos já venciam por dois golos de vantagem, apontados por Auri e Pizzi. Garavano ainda reduziu na segunda metade, mas Edgar, de grande penalidade, sentenciou a partida. Durante grande período da primeira parte o encontro foi equilibrado, com a bola disputada sobretudo a meio-campo. O primeiro lance de perigo aconteceu aos cinco minutos. Pimenta, um dos melhores em campo, na marcação de um canto, obrigou Alê a defender com os punhos e na recarga atirou a rasar a barra. Aos oito minutos, foi Diogo quem tentou surpreender o guardião serrano. No minuto seguinte, Pires antecipou-se a Edgar e cabeceou ao lado, e, pouco depois da meia hora de jogo, Pimenta cruzou para o veterano Basílio que, de cabeça, criou a melhor ocasião de golo. O marcador foi inaugurado pelo Sporting da Covilhã ao minuto 44, por Auri, na sequência de um livre apontado por Pimenta. Basílio caiu, a bola sobrou para Auri e o central, nas alturas, bateu Alé. Quando passavam dois minutos do tempo regulamentar os serranos dilataram o marcador. Basílio, dentro da área, passou para Pimenta, deu de calcanhar para Pizzi que, na meia-lua, aumentou a vantagem com um remate rasteiro. No regresso do intervalo o Portimonense fez as três substituições de uma vez e apresentou-se mais ofensivo. Aos 47 minutos fizeram a barra de Diego tremer. Numa altura em que dominavam o jogo, os forasteiros reduziram, por Garavano, aos 56 minutos, com um cabeceamento no coração da área. Mas os leões da serra conseguiram conter o ímpeto dos algarvios. Em jogadas de contra-ataque, rondaram com perigo a baliza forasteira. Ao minuto 71, Balú empurrou Basílio no limite da grande área. Na conversão do penálti o capitão Edgar marcou o terceiro para a equipa da casa, quando chovia com intensidade. A partir daí o Covilhã controlou o jogo e ainda podia ter dilatado o marcador. Ficha de Jogo Complexo Desportivo da Covilhã. Árbitro: Paulo Baptista (AF Portalegre), auxiliado por Pedro Garcia e Luís Tavares. Assistência: Cerca de 400 espectadores. Sp. Covilhã Diego; Zezinho, Auri, Edgar e Machado; Steven Vitória, Paulo Gomes (Milton, 82 ) e Dani; Pizzi (Bruno Nogueira, 85 ), Pimenta e Basílio (Dagil, 76 ). Treinador: João Salcedas. Portimonense Alê, Ricardo Pessoa, Mailson (Monteiro, 46 ), João Pedro, Nilson; Balú, Diogo e Pedro Moita; Ivanildo (Garavano, 46 ), Pires e Vasco Matos (Ben Traoré, 46 ). Treinador: Litos. Marcadores: Auri (44 ), Pizzi (45+2 ), Garavano (56 ) e Edgar (71, g.p.). Disciplina: Cartão amarelo a Mailson (25 ), Machado (45 ), Pires (53 ) e João Pedro (77 ). LIGA SAGRES Crise prolongada com mais uma O Olhanense prolongou na sexta-feira, com mais uma derrota caseira, a sua série negativa de resultados. O Vit. Guimarães venceu por 2-0, em Olhão, e causou o décimo jogo sem triunfar dos algarvios, que não marcam há 615 minutos. O triunfo vimaranense, alicerçado em golos de Nuno Assis (que até falhou uma grande penalidade) e Targino, não se discute, uma vez que os minhotos foram sempre superiores, enquanto os «rubronegros» fizeram o pior jogo da época. A equipa de Paulo Sérgio, feliz no regresso a Olhão, aproximou-se dos lugares da Liga Europa, enquanto o Olhanense não vence desde 13 de Setembro! desceu na tabela, ocupando a penúltima posição, com os mesmos pontos do Vit. Setúbal. O Olhanense dispôs da primeira ocasião de golo, aos 8 minutos, com um desvio para fora de Zequinha, mas nem por isso se mostrou muito melhor nos minutos iniciais, deixando o Vit. Guimarães, com um meiocampo bem povoado, controlar a partida. Nuno Assis abriu o activo aos 21 minutos, depois de uma boa jogada de Targino na esquerda, que ganhou no duelo com Castro e correu até à linha de fundo, centrando para o colega, que «ganhou» de cabeça aos defensores contrários, bem mais altos... Os algarvios, conscientes da crise prolongada que vivem, «acusaram o toque» e não mais conseguiram assentar o seu jogo no primeiro tempo, falhando inúmeros passes a meio-campo. Douglas esteve próximo do 0-2, aos 25 minutos, num tiro bem sustido por Ventura e, quatro minutos depois, para provar que tudo podia correr mal ao Olhanense, Rabiola, em posição excelente para marcar, não conseguiu acertar, de forma incrível, no esférico. O Vitória continuou a atacar com paciência e, perto do intervalo, contou com outra ocasião flagrante: Castro cortou a bola com a mão na grande área mas, na respectiva grande penalidade, Nuno Assis permitiu a defesa do guardião algarvio e Douglas, na recarga, acertou na trave. No segundo tempo, o Olhanense tentou ressurgir com outra dinâmica mas as intenções atacantes esbarraram sempre na superioridade vimaranense, com uma disciplina táctica irrepreensível. O segundo golo, precisamente no momento em que Jorge Costa se preparava para arriscar, chegaria aos 67 minutos, com Targino a finalizar um contra-ataque iniciado com mais derrota caseira Olhanense, 0 Vit. Guimarães, 2 um erro algarvio a meio-campo (mau passe de Éder Baiano). Greg e Djalmir entraram para o brasileiro, foi o regresso depois de longo período de ausência causada por lesão mas nunca demonstraram ser a resposta ideal para os problemas do Olhanense. Perante um conjunto demasiado apático para procurar o ataque, o Vitória geriu o resultado a seu bel-prazer e até podia ter avolumado o marcador, mas Ventura voltou a salvar a sua equipa, com uma estirada espectacular a cabeçada de João Alves (71 ). O treinador do Olhanense não se opôs à justiça do resultado. O jogo estava equilibrado até ao lance capital: o primeiro golo do Vit. Guimarães. Isso lembrou a fase má em que estamos. Nunca conseguimos acalmar-nos e acalmar o jogo. Por isso, nada a dizer em relação ao resultado. Apesar da derrota e da crise se prolongar por mais uma semana, Jorge Costa salientou que continua a ter fé no plantel, acreditando que a manutenção será alcançada. Eu tenho confiança nos meus jogadores e a certeza absoluta de que no final da época, com maior ou menor dificuldade e sei que vai ser difícil, com estes jogadores, equipa técnica, direcção, todos juntos, iremos conseguir os nossos objectivos, disse. Por seu lado, Paulo Sérgio considerou que a sua equipa podia ter marcado mais golos. Foi um bom jogo, a minha equipa fez um jogo bem conseguido, praticamente sempre com o controlo e criando situações perigosas. Com mais discernimento, podíamos ter construído outro resultado. Ficha de Jogo Estádio José Arcanjo, em Olhão. Árbitro: Lucílio Baptista (AF Setúbal), auxiliado por Venâncio Tomé e Mário Dionísio. Assistência: 2669 espectadores. Olhanense Ventura; Tengarrinha, Sandro, Éder Baiano e Carlos Fernandes; Rui Baião, Castro (Djalmir, 68 ) e Rui Duarte; Ukra, Rabiola (Greg, 68 ) e Zequinha (Toy, 54 ). Treinador: Jorge Costa. Vit. Guimarães Nilson; Alex, Leandro, Gustavo e Andrezinho; Flávio Meireles, João Alves (Rui Miguel, 76 ), Custódio e Nuno Assis (Marquinho, 90+2 ); Targino e Douglas (Roberto, 82 ). Treinador: Paulo Sérgio. Marcadores: Nuno Assis (21 ) e Targino (67 ). Disciplina: Cartão amarelo para Targino (10 ), Ukra (40 ), Rui Baião (41 ), Castro (43 ), Alex (75 ) e Andrezinho (85 ). Edgar Pires Lagoa vence O Lagoa averbou mais um triunfo e ficou a um lugar de subir ao «top-6», o grupo que decide a subida na segunda fase da prova. A turma de Luís Coelho venceu em casa o Atl. Reguengos e ultrapassou o seu adversário na tabela. Diouf abriu o marcador para os algarvios, aos 13, Barry empatou, de grande penalidade (47 ), e Vandi, aos 63, deu a vitória aos lagoenses, que contabilizam 14 pontos, mais três pontos do que o Louletano, que continua numa série positiva de quatro jogos sem perder mas cedeu um empate caseiro com o Pinhalnovense, caindo para o 12.º lugar de uma classificação liderada pelo Atlético, com 19 pontos. Matias marcou para os locais (64 ) e Diego empatou (82 ) Equilíbrio predomina O equilíbrio é a nota predominante na Liga Vitalis no arranque do segundo terço da época, com apenas quatro pontos a distanciarem o primeiro do 11.º classificado! Na frente da tabela, entre os cinco primeiros classificados, apenas o Trofense conseguiu vencer, goleando o Freamunde por 4-0, e estando a um ponto dos líderes. Feirense e Portimonense saíram derrotados jogando longe do seu terreno na jornada 11, por Fátima (1-0) e Sp. Covilhã (3-1), respectivamente, e foram ultrapassados por Santa Clara, que empatou com o Beira-Mar, 5.º classificado, em casa (1-1) e se posicionou em 1.º lugar, ainda que em igualdade pontual com «fogaceiros» e «alvinegros». Sporting de Braga volta a isolar-se O Sp. Braga voltou a isolar-se no comando da Liga Sagres, após alcançar a nona vitória da época, aproveitando ainda o empate entre os grandes rivais de Lisboa. O conjunto orientado por Domingos Paciência venceu em casa a União de Leiria, por 2-0, com golos de Paulo César e Matheus, e distanciou-se, novamente, dos «encarnados», que não foram além de um nulo no dérbi lisboeta. O Benfica, que está a dois pontos dos bracarenses, permitiu assim a aproximação do campeão nacional FC Porto, que bateu o Rio Ave (2-1) em casa. O Sporting que não vence desde meados de Setembro - ocupa agora o 6.º lugar, com 15 pontos, a um ponto do Marítimo e a três do Nacional.

18 _página 18 Mercado Municipal de Portimão assinala 2º aniversário na próxima semana CERVAS e RIAS criam campanha Neste Natal, apadrinhe um animal Cacela Velha será palco de mais Mercadinho de Natal com a solidariedade em pano de fundo O Mercado Municipal de Portimão celebra no dia 11 de Dezembro o seu segundo aniversário, ao mesmo tempo que regista a quadra natalícia com um conjunto de iniciativas e promoções ao longo de todo o mês. Assim, no dia 8, a partir das 10h30, terá lugar uma festa surpresa no Sítio dos Fresquinhos, espaço destinado aos mais pequenos. A 11 de Dezembro, Dia da Cidade de Portimão, será confeccionada uma mega salada de fruta, ao dispor dos clientes, que serão também convidados a provar o saboroso bolo de anos da praxe, a partir das 10h30. Para além da animação e outras iniciativas, haverá promoções especiais de produtos, com o destaque a ir para as nozes, berbigão e batatadoce, entre outras acções promocionais. De acordo com a autarquia, esta aposta promocional é preparada com o empenho dos operadores, o apoio do Núcleo de Portimão da Neste Natal, o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens (CERVAS) e o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa (RIAS) organizam uma iniciativa diferente, com o objectivo de angariar fundos para a manutenção e gestão dos dois centros. Assim, neste período natalício, os interessados podem agora apadrinhar um animal presente em ambos os centros, que são geridos pela Associação ALDEIA desde Abril e Outubro de 2009 respectivamente, em parceria com o ICNB e a ANA Aeroportos de Portugal. De acordo com as duas entidades, esta iniciativa é também uma forma de divulgação e aproximação da população em geral ao trabalho desenvolvido por estes centros de recuperação de fauna selvagem. Neste momento, os animais selvagens em recuperação nestes centros, que podem ser apadrinhados pela quantia mínima de 15 euros cada são: Mocho-galego (Athene noctua) ; Coruja-do-mato (Strix aluco); Coruja-das-torres (Tyto alba); Milhafre-preto (Milvus migrans); Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo); Águia-calçada (Aquila pennata); Açor (Accipiter gentilis); Gavião (Accipiter nisus); Peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus); A Associação de Defesa, Reabilitação, Investigação e Promoção do Património Natural e Cultural de Cacela (ADRIP) organiza, em colaboração com a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António e o Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela, mais uma edição do Mercadinho de Natal, em Cacela Velha. Assim, no próximo sábado, dia 5 de Dezembro, entre as 10h30 e as 17h30 os interessados poderão ajudar as crianças do Centro de Acolhimento Temporário Gente Pequena de Vila Real de Santo António, eles que são os destinatários desta campanha de donativos. Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve e a colaboração da administração do Mercado Municipal de Portimão, na senda Águia-cobreira (Circaetus gallicus); Gralha-de-nuca-cinzenta (Corvus monedula); Gaivota-de-patasamarelas (Larus michahellis); Gaivota-de-asas-escuras (Larus fuscus); Gaivota-de-cabeça-preta (Larus melanocephalus); Guincho (Larus ridibundus); Galeirão (Fulica atra); Garça-boieira (Bubulcus ibis); Cágado-comum (Mauremys leprosa) Para além destes, existe ainda um grupo limitado de animais cujo contributo mínimo de apadrinhamento é de 25 euros. São eles: Britango (Neophron percnopterus); Abutre-preto (Aegypius monachus); Peneireiro-cinzento (Elanus caeruleus); Bufo-real As crianças vão ainda ser envolvidas na construção de uma grande árvore de Natal com materiais reutilizados concebida pela artista plástica Ana António Gill, no centro de Cacela Velha. Neste dia os visitantes encontrarão à venda toda uma variedade de produtos tradicionais, como artesanato, da dinâmica que tem sido apanágio deste equipamento, desde a sua inauguração no final de (Bubo bubo); Falcão-abelheiro (Pernis apivorus); Garça-vermelha (Ardea purpurea); Grifo (Gyps fulvus) Ao apadrinhar um animal, os participantes terão a possibilidade de assistir à sua libertação e receberão um certificado de apadrinhamento. Poderão ainda solicitar dados e fotos do animal apadrinhado, sendo que a visita aos centros também será possível quando solicitada atempadamente e adequadamente combinada com os respectivos técnicos e colaboradores. Para saber mais sobre esta iniciativa, os interessados devem visitar os sites da ALDEIA, do CER- VAS e do RIAS. bijutaria, sabonetes naturais, especiarias e produtos de design, a par de diversas actividades de animação de rua. A organização exorta assim os cidadãos a deixarem o seu presente na ADRIP a partir de hoje entre as 10h00 e as 15h00, no dia do mercadinho, debaixo da árvore de Natal ou na própria instituição. Aquashow recebe Natal Social, um evento organizado pela Fundação António Aleixo Em Dezembro, mais propriamente no dia 19, sábado, a Fundação António Aleixo organiza o evento Natal Social, com o apoio de várias associações da comunidade de Quarteira. Assim, neste dia, as instalações do Aquashow recebem a partir das 20h30 um evento de festa natalícia gratuito e aberto a toda a comunidade, estando previsto o desenvolvimento de diversas actividades por associações e movimentos quarteirenses, como a Associação Doina, o Projecto Boa Onda, o Coro da Fundação António Aleixo, o Coro do Centro Comunitário Vale de Silves As Florinhas, o grupo Urban Dance, o grupo Arabesque, o grupo de Teatro Amador de Quarteira, a Escola Salpicos de Música e a Associação da Mulher Migrante Angolana Grupo Koamza. O espectáculo será diversificado e apresentará no seu formato, actuações de dança, música, teatro e desfiles de moda, tendo como principal objectivo divulgar o trabalho realizado pelas associações proporcionando uma aproximação entre estas e a comunidade local de forma a estabelecer um estreitamento das relações, de acordo com a Fundação António Aleixo. 1.º Passeio de Natal de Atrelagens em Loulé Os amantes dos cavalos e, especialmente, da atrelagem vão ser espectadores atentos da primeira edição do Passeio de Natal de Atrelagens, que decorre em Loulé, no próximo dia 13 de Dezembro. O evento terá início e fim na Coudelaria Sousa, Barreiras Brancas, prosseguindo entretanto pelo campo e num desfile pelas principais ruas da cidade louletana, com cumprimento às entidades oficiais em frente à autarquia. O passeio, que encerra com um almoço, será abrilhantado pela Bandinha Marafada que será transportada numa vagonete puxada por quatro cavalos. Trata-se de uma organização do Clube de Atrelagem do Algarve, com apoio da edilidade. Mais informações pelo telefone VI Edição do Concurso O meu Natal é ecológico decorre em Tavira Enquadrado nos festejos da época natalícia, a Câmara Municipal de Tavira promove a sexta edição do concurso O meu Natal é ecológico, uma iniciativa destinada aos estabelecimentos do préescolar, 1º e 2º ciclos, no sentido de sensibilizar os alunos para a Política dos 3R s, Reduzir, Reutilizar e Reciclar. O concurso decorre até ao dia 11 de Dezembro, e para tal os participantes terão de elaborar trabalhos, como árvores de natal ou presépios, recorrendo à reutilização de materiais. Todos os trabalhos realizados e sujeitos a concurso serão expostos no Mercado da Ribeira, entre os dias 16 de Dezembro e 6 de Janeiro, sendo avaliados por um júri composto por um representante da Câmara Municipal, da ALGAR Valorização e Tratamento de resíduos sólidos, e por um professor de Educação Visual/Desenho. Os primeiros lugares de cada escalão serão contemplados com uma visita ao Oceanário de Lisboa, enquanto os segundos lugares irão visitar o Centro de Interpretação e Educação Ambiental Quinta do Peral, em São Brás de Alportel e aos terceiros lugares será atribuído material didáctico.

19 _página 19 Euro NCAP divulga resultados de novos testes O Euro NCAP (European New Car Assessment Programme) divulgou na passada semana o resultado dos seus mais recentes testes de segurança realizados a doze veículos, a saber: BMW X1, Chevrolet Cruze, Chevrolet Spark, Citroën DS3, Infiniti FX, Mazda3, Mercedes-Benz GLK, Mercedes-Benz Classe E, Opel Astra, Peugeot 5008, Toyota Urban Cruiser e Volkswagen Scirocco. Aquela entidade europeia destacou os resultados conquistados pela Chevrolet, sobretudo no caso do Cruze que recebeu a pontuação máxima de cinco estrelas. Um resultado que contrasta com a do Aveo, em 2006, tendo granjaeado apenas uma estrela. O Spark não recebeu a pontuação máxima pois não conta com o controlo electrónica de estabilidade, de série, em nenhuma versão. Já o BMW X1, Chevrolet Cruze, Citroën DS3, Infiniti FX, Mazda3, Mercedes-Benz GLK, Mercedes-Benz Classe E, Opel Astra, Peugeot 5008 e Volkswagen Scirocco foram os modelos que conquistaram a pontuação máxima de cinco estrelas. Mercedes lança novo Classe E Station Recentemente, entrou em comercialização no mercado nacional a quinta geração do Mercedes-Benz Classe E Station, um modelo que combina um design único e características líderes de segurança, tudo aliado a um conforto exemplar e uma elevada funcionalidade. Nesta fase de lançamento, o novo Classe E Station estará disponível com três motorizações a diesel e duas a gasolina, sendo que no primeiro trimestre do próximo ano, chegarão ao nosso país dois novos motores diesel e quatro a gasolina. È de salientar que a Station do Classe E é considerada a referência no segmento Premium das Stations há mais de 30 anos, sendo importante lembrar que desde o lançamento do primeiro modelo, em 1977, mais de um milhão de clientes renderam-se a esta funcional forma de conduzir. De acordo com a marca, a nova E Station transmite uma impressão atlética e funcional e, ao mesmo tempo, suavidade de condução e segurança. Um carácter distinto que se baseia na nova estética da Mercedes-Benz, introduzida pela primeira vez no Classe S e posteriormente representada no Classe C. Uma das suas principais características é a combinação entre superfícies côncavas e lisas, delimitadas por dinâmicos e estruturados contornos. Uma característica especial do sistema de gestão do compartimento de carga é a abertura e fecho automático da mala Easypack. O inovador sistema quickfold permite rebater os encostos dos bancos traseiros a partir do compartimento de carga, deixando de ser necessário ajustar previamente os apoios de cabeça e os assentos dos bancos traseiros. Com uma capacidade de carga até litros, medindo 4.895mm de comprimento, 1.854mm de largura e mm de altura a nova Station do Classe E estabelece os mais elevados padrões na classe em que se insere. Com mais de vinte novidades a nível tecnológico, a nova Station reforçou o posicionamento líder da Mercedes-Benz na classe de veículos topo de gama, introduzindo notáveis inovações para uma condução segura que nenhum outro construtor automóvel dispõe, tais como o sistema Attention Assist, que dispõe de sensores extremamente sensíveis que controlam constantemente mais de 70 parâmetros diferentes, faróis adaptativos, que se adaptam às condições de tráfego, ou o sistema de travagem de emergência automática (activada na iminência de uma colisão). O novo Classe E Station, encontra-se equipado de série com nove airbags, quatro tensores dos cintos de segurança e limitadores da força dos cintos, apoios de cabeça NECK-PRO de crash activos para o condutor e acompanhante, oferecendo um pack de segurança mais alargado do que o seu antecessor. Quanto a níveis de consumo e de emissões, foi consideravelmente reduzido graças aos novos motores e inúmeras medidas de optimização, caso da aerodinâmica, peso, gestão de energia, reduzidas resistências. Nissan NV200 = Furgão Internacional do Ano 2010, pronto para o trabalho À venda no Entreposto Algarve desde a passada semana Distinguido com o galardão International Van of the Year (IVoY) 2010 Furgão Internacional do Ano 2010 atribuído por um júri composto por 23 jornalistas Europeus especializados, representando um número de leitores superior a mais de meio milhão de utilizadores de veículos comerciais, o novo compacto NV200 da Nissan, está à venda desde a passada semana e introduz versatilidade, novos níveis de espaço, conforto e praticabilidade no mercado dos pequenos furgões. Refira-se que o Júri ficou particularmente impressionado pelo facto da Nissan ter criado um veículo comercial ligeiro compacto que estabelece novos padrões em termos de espaço interior em relação às suas dimensões exteriores, afirma-se na declaração oficial do Júri do IVoY. Tendo em conta que o competitivo mercado europeu de pequenos furgões exige que os produtos vão ao encontro de uma série de requisitos, como por exemplo ter que ser compacto no exterior e espaçoso no interior, apresentar um design com estilo e prático e, ter um preço acessível e custos operacionais reduzidos, bem como ser fácil de conduzir e flexível, a Nissan produziu o NV200, o qual reúne as características atrás referidas e estabelece novos padrões para o espaço interior, graças à sua carroçaria compacta. De acordo com a Nissan, o NV200 vem reinventar a aproximação da marca ao mercado dos VCL (Veículos Comerciais Ligeiros), estabelecendo novos padrões para o espaço interior de carga, mas envolvido em dimensões exteriores extremamente compactas - 4,4 metros de comprimento, 1,86 metros de altura e 1,69 metros de largura as, quais, em conjunto com uma dinâmica de condução ágil e um círculo de viragem curto, tornam-no perfeito para a cidade. Beneficiando da invejável reputação da Nissan como fiável fabricante de veículos comerciais de sucesso, pode dizer-se que o NV200 é uma excelente ferramenta de trabalho, o qual foi construído sobre uma versão modificada da flexível plataforma B da Nissan. Concebido para ser ágil em utilização urbana, graças a uma posição de condução elevada e com boa visibilidade, apesar das dimensões exteriores compactas, o seu layout inteligente proporciona um espaço de carga com mais de 2 metros de comprimento, suficiente para transportar duas euro paletes. Graças ao piso baixo, o espaço de carga proporciona um volume de carga de 4,2 metros cúbicos, o que corresponde a mais cerca de 25 por cento do que os seus principais rivais, ou seja, cerca de mais 1 metro cúbico. Nascido no Japão, com especial ênfase na qualidade líder da sua classe e com as importantes contribuições do Departamento de I&D Europeu e das instalações de design da Nissan, o NV200 é uma oferta verdadeiramente global. Na Europa, é um veículo que introduz novidades no seu segmento, unindo dois conceitos de mercado. Está disponível como um veículo comercial ligeiro e como um veículo de passageiros, disponibilizando quase tanto espaço interior como os maiores veículos comerciais ligeiros numa carroçaria que não é muito maior do que a dos veículos comerciais derivados de turismo rivais. No que concerne à versão Combi, o NV200 oferece três filas de bancos para passageiros com um extraordinário espaço para as pernas e para os joelhos e mesmo com os sete lugares em utilização, ainda existe espaço para duas grandes malas na área de bagagem, bastando rebater os dois bancos traseiros para que passemos a ter espaço para cinco grandes malas. De entre os aspectos práticos destaque para a disponibilidade de portas deslizantes em ambos os lados e, na versão furgão, um par de portas francesas com dobradiças laterais. A versão Combi está disponível com uma porta da bagageira com dobradiças na parte superior, ao estilo das carrinhas. Outro item relativo ao conforto e funcionalidade é que, ao ser dotado de série com chave inteligente, para abrir ou fechar as portas, incluindo a traseira, basta apenas pressionar um pequeno botão existente no exterior de cada porta. No que a propulsores diz respeito, para já as opções dividem-se entre uma unidade a gasolina de 1.6 litros com 81kW/ 153Nm ou uma outra a diesel de 1.5 litros com 63kW/200Nm, pelo mais tarde será introduzida uma outra, a diesel, com uma potência superior. Refira-se por último que, a produção inicial para a Europa veio da fábrica da Nissan de Shatai, no Japão, antes de a produção ser deslocada para a fábrica da empresa em Barcelona, no final deste ano.

20 _página 20 Director da RUA: a Universidade tem que perceber a mais-valia que é ter um meio de comunicação social como uma rádio Com a atribuição do alvará de emissão a 28 de Novembro de 2002, o projecto da Rádio Universitária do Algarve promovido com empenho e vontade por um grupo de estudantes da UAlg viu finalmente a luz do dia. Tendo completado na passada semana sete anos de existência, a verdade é que a RUA só iniciou as suas emissões diárias em Julho de Entrevista de Bruno Nunes Desde esta data, a rádio instalada na Horta do Ferragial, em Faro, tem contado com um número variável de colaboradores voluntários na criação de rubricas e programas de autor, que preenchem diariamente a grelha de programação. Assente em três pilares, Academia, Cultura e Música, a Rádio Universitária do Algarve comemorou na passada semana mais um aniversário com os olhos no futuro. Em entrevista ao Região Sul, o director de antena da RUA traça o retrato dos sete anos de existência da rádio, definindo os pontos positivos e negativos de todos estes anos de emissão. Pedro Duarte revela ainda como é gerir uma rádio que não pode viver da publicidade e qual a sua perspectiva face ao afastamento da comunidade académica em relação à Rádio Universitária. Região Sul (RS): A RUA comemorou agora o seu sétimo aniversário. Que retrato traça destes sete anos? Pedro Duarte (PD): Traço um retrato positivo. Acho que a rádio justificou que merecia aparecer, que tem viabilidade e que veio preencher um vazio radiofónico e de divulgação que existia. Considero que ainda tem muito mais para caminhar, obviamente, porque não chegamos ao final de sete anos e dizemos que está tudo feito. Acho que a rádio já teve situações melhores e também já teve situações piores, o que numa estrutura que depende obviamente de voluntários há-de ser sempre acontecer. Para mim uma das questões fundamentais é que a rádio deve caminhar, não para a profissionalização total, mas para um aumento da componente profissional, porque considero que é a única maneira de se conseguir atingir os objectivos que entretanto, quem já está do outro lado a ouvir tem. RS: Quais são, no seu entender, os principais pontos a melhorar na estrutura e na actuação da RUA? PD: Um dos pontos fortes passa, como foi exemplo a tertúlia realizada na passada quinta-feira, pelo ambiente que se gera na RUA, e que é considerado positivo para a maior parte das pessoas que estão cá dentro. Não é muito fácil arranjar estruturas em que as pessoas considerem que se vive um bom ambiente, visitando a rádio nem que seja para estar aqui um pouco e para ter outro tipo de actividades que não radiofónicas. Estamos a falar eventualmente de organização de eventos, alguns deles são djs s, surgiu uma banda da RUA, numa estrutura que terá que ser melhorada e potencializada. É também positivo o facto de a RUA ter vindo trazer um tipo de sonoridade que não existia no Algarve e que não existe muito no país. O facto de dar uma maior visibilidade à parte cultural e à academia acho que é importante, mas ao mesmo tempo é um dos pontos a melhorar, porque acho que há muito mais que se pode fazer. Por exemplo, o facto de se ter começado com três horas de emissão em directo e hoje em dia ter cerca de 10 horas de emissão em directo, entre a emissão dita normal, de playlist, e as quatro ou cinco horas de programas de autor diários que temos é bastante positivo. Em relação aos programas de autor, estes são para mim são um dos pontos altos da rádio. O facto de mostrarmos diversos tipos de música existente ou de termos alguns programas de cariz experimentalista ou não, é importante. A questão de trazermos para o ar a palavra outra vez também é bastante relevante, ou seja, o facto de termos, por exemplo os Pequenos Monstros, que é um programa onde se debate, bem ou mal, diga-se parvoíces ou não, é importante, porque há esse espaço de liberdade dentro da rádio. O facto de termos por exemplo uma parceria com o Barlavento em relação ao Impressões e ao Cria FM, onde tentamos trazer algumas das personalidades, que passam ou que estão no Algarve e que são parte do empreendedorismo que existe na região, acho que é outro dos pontos interessantes. Depois existe também o envolvimento da RUA na comunidade, que é bom, mas ao mesmo tempo em que ser melhorado. Seja pela presença da RUA em alguns festivais e a divulgação cultural, que permite à comunidade vir aqui divulgar os eventos existentes. De qualquer forma penso que há sempre coisas a melhorar, e estes sete anos servem exactamente para isso. A intenção da tertúlia que fizemos sobre os sete anos da RUA foi precisamente sobre isso. A intenção não era que se fizessem duas horas de elogios, mas sim uma reflexão, pelo que é uma pena não terem estado presentes mais pessoas, principalmente de algumas estruturas importantes, mas essa foi no entanto a parte importante deste aniversário. RS: Um dos principais problemas desde sempre associados à Rádio Universitária passa pelo diminuto envolvimento da comunidade académica. Qual é a perspectiva do director da rádio face a esta situação? PD: Essa foi uma das questões que foram respondidas pelo presidente da Associação de Estudantes na tertúlia de quinta-feira. O problema não é só com a RUA, o problema é geral. Quando eu entrei na UAlg havia uma grande união. Não sei se era pelo facto de a maioria das pessoas que entravam na UAlg não serem da região, o que fazia com que o depois das aulas fosse passado muito em grupo, enquanto hoje o depois das aulas é passado em família, o que fez com que se alterasse a própria natureza cultural da própria academia. Acho que foi precisamente essa dinâmica inicial, esse sentimento, que fez com que surgisse a Rádio Universitária, numa altura em que a percentagem de pessoas externas, ou não residentes no Algarve era grande. O afastamento da academia é geral, mas a rádio não pode ficar sem fazer nada. Acho que a rádio tem que combater isto com pessoas cá dentro, o que implica que as pessoas tenham que vir para a rádio, e ao mesmo tempo, partindo pedra, procurando e exigindo a participação da Universidade e da academia, ainda que para que isso aconteça tenhamos que ter pessoas com alguma qualificação. Se isto se tornava muito mais fácil em 1996 porque havia essa abertura e essa disponibilidade das pessoas, se calhar hoje em dia não é tão fácil fazê-lo apenas com voluntários, e daí uma das minhas lutas desde o início que se prende com a capacidade da rádio em manter um maioria de voluntários, tendo no entanto um núcleo central de três ou quatro profissionais que dêem apoio e formação aos outros, porque esta é supostamente uma rádio-escola, e não o consegue ser exclusivamente com voluntários. RS: A lei das rádios universitárias não permite a existência de publicidade comercial na emissão. De que forma sobrevive a Rádio Universitária e como é a gestão diária de uma estrutura como esta? PD: A gestão de uma estrutura destas é muito complicada, obviamente. A fase de instalação é sempre complicada, porque existe um investimento mais ou menos constante, e aí, de longe, sem o apoio da Reitoria, nomeadamente do reitor Adriano Pimpão, nunca a RUA tinha nascido. Não tinha nascido por questões logísticas, por questões até de pressão para que a rádio não existisse. Nós às vezes ainda dizemos que há coisas por montar na rádio, o que é verdade, mas tudo o que está montado foi contributo da Universidade. No entando, eu também acho que a Universidade tem que perceber a mais valia que é ter um meio de comunicação social como uma rádio. Existem academias que há anos tentam ter rádios e não o conseguem, pelo que há que perceber esta utilidade. A questão financeira é complicada, acima de tudo porque nós não entrámos no concurso geral de rádios que tinha começado em 1989 com a legalização, e quando foi criada a lei que possibilitou a existência de rádios universitárias em 2000, o legislador achou que, como os deveres não eram os mesmos, os direitos também não o deveriam ser, tendo sido cortada essa possibilidade. Ainda assim, há a possibilidade de a RUA ir buscar outras verbas, nomeadamente através de divulgação cultural, desportiva ou institucional e também, como já fizemos, através da organização de eventos, sendo que algumas das verbas que a RUA tem partem da organização de eventos. Ainda não conseguimos, e isso seria interessante, arranjar uma estrutura interna da rádio que possibilite a organização de eventos, sendo que é uma opção que está a ser estudada em conjunto com a Associação Académica. Apesar disto, a gestão é muito complicada. A RUA teve situações muito complicadas. Esteve para deixar de existir, mas os sócios da Associação Académica e a Reitoria acharam por bem que a RUA devesse continuar, pela sua importância para a. A RUA está num processo de evolução, e acho que desde que esta direcção tomou posse, desde há dois anos, com a presença do Pedro Martins e o Cláudio Fernandes, que a situação melhorou substancialmente. Equilibraram-se as contas, o que permite que a RUA esteja num processo de saneamento real e no bom caminho, facto que deve ocorrer já no próximo ano. Mas mais do que uma engenharia financeira, é importante também uma engenharia mental, para estar constantemente a arranjar maneiras de se conseguir que a RUA sobreviva. RS: O que podem os ouvintes esperar da RUA nos próximos anos? PD: Os ouvintes devem esperar da RUA o que eles também exigirem da RUA, até porque esta rádio só melhora e percebe aquilo que os ouvintes querem dela se na realidade os ouvintes o disserem, o que muitas das vezes não acontece. Acho que tem que se fazer um combate para que as pessoas conheçam a RUA, e para que ao mesmo tempo digam se gostam ou não da rádio, ou o que gostam ou não na programação. O meu desejo em relação à RUA é obviamente que ela não deixe de crescer, em particular no aspecto daquilo que oferece aos seus ouvintes, seja melhorar a qualidade sonora ou, como se falou na quintafeira, através da expansão geográfica da emissão. Se a intenção da rádio universitária é ligar a Academia à região, temos que perceber que há um pólo em Portimão, e que muitas das vezes a RUA não se ouve em Portimão. Importantíssimo também seria a RUA aumentar o número de programas de conversa, voltar a meter a conversa na emissão. Há quem não goste, mas isso é uma opção que existe. O facto de existirem programas de autor é uma opção dentro da rádio. Quem não gosta de ouvir jazz, obviamente que não liga para ouvir jazz, quem não gosta de ouvir blues, não liga para ouvir blues, mas esta é uma opção e uma liberdade que a RUA dá a quem gosta desses estilos de música. Ainda assim, acredito que a RUA devia crescer e acompanhar diariamente o que se passa na Universidade e na região a nível noticioso, porque não nos podemos esquecer que a RUA teve uma componente muito importante, que foi colocar as pessoas a ouvir uma rádio regional, que é algo que praticamente não acontece. Estas são algumas das questões que a RUA tem que fazer. Dentro desta parte cultural, se se conseguir criar esta plataforma com a Associação Académica, seria também importante trazer para Faro ou para o Algarve algumas estruturas ou alguns festivais, não só de música, cuja dinamização seria bastante relevante.

Maria Cavaco Silva defende «Casas do Avô» de Norte a Sul do país

Maria Cavaco Silva defende «Casas do Avô» de Norte a Sul do país Page 1 of 6 Restaurantes Contactos A equipa RSS Receba por email Pesquisar Submeter consulta Home Actualidade As suas notícias Cultura Desporto Educação Entrevista Fotos Negócios Opinião Região Saúde Últimas

Leia mais

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes 2 Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Índice 1 Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) 2 Crédito

Leia mais

Decreto-Lei n.º 56/2006, de 15 de Março

Decreto-Lei n.º 56/2006, de 15 de Março Decreto-Lei n.º 56/2006, de 15 de Março EXPLORAÇÃO DE JOGOS SOCIAIS (DISTRIBUIÇÃO DOS RESULTADOS LÍQUIDOS) (LOTARIAS - TOTOBOLA TOTOLOTO TOTOGOLO LOTO 2 JOKER - EUROMILHÕES) A afectação das receitas dos

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Através do Decreto -Lei n.º 212/2006, de 27 de Outubro (Lei Orgânica do Ministério da Saúde), e do Decreto -Lei n.º 221/2007, de 29 de Maio,

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr. JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006 Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.ª Guadalupe Tel. e Fax: 266 781 165 Tel.: 266 747 916 email: jfguadalupe@mail.evora.net

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO ATA N.º 22/2013 DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO DIA DOZE DE SETEMBRO DE DOIS MIL E TREZE (Contém 7 folhas) MEMBROS PRESENTES: PRESIDENTE Sofia Machado do Couto Gonçalves

Leia mais

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Arganil 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 PRESIDÊNCIA: DR. FRANCISCO RODRIGUES DE ARAÚJO VEREADORES PRESENTES: DR. JOÃO MANUEL DO AMARAL ESTEVES

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27 ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA ACTA Nº 2/2009 REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2009/04/27 mod. EXP 14.1 Aos vinte e sete dias do mês de Abril do ano de dois mil e nove, reuniu no Salão Nobre dos Paços do

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA * Ata da Reunião de 11.03.2014. Ata N.º1 /2014

CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA * Ata da Reunião de 11.03.2014. Ata N.º1 /2014 Ata N.º1 /2014 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA, REALIZADA NO DIA 11 DE MARÇO DE 2014: Aos onze dias do mês de março do ano dois mil e catorze, na Cidade de Peniche e no Auditório do Edifício

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA 1 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ACTA Nº 26/2006 - DEZEMBRO --- DATA DA REUNIÃO: Sete de Dezembro de dois mil e seis. ------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais

150 munícipes operados em Cuba vão juntar-se hoje

150 munícipes operados em Cuba vão juntar-se hoje Page 1 of 5 Restaurantes Contactos A equipa RSS Receba por email Pesquisar Submeter consulta Home Actualidade As suas notícias Cultura Desporto Educação Entrevista Fotos Negócios Opinião Região Saúde Últimas

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL LUSO-ALEMÃ

MISSÃO EMPRESARIAL LUSO-ALEMÃ Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2004 ECONOMIA MISSÃO EMPRESARIAL LUSO-ALEMÃ A Federação de Empresários Portuguesas na Alemanha organiza de 3 a 9 de Fevereiro uma viagem de trabalho à Madeira, que conta com

Leia mais

Decreto-Lei n.º 168/2007, de 3 de Maio, Aprova a orgânica do Instituto Português da Juventude, I. P (JusNet 1078/2007)

Decreto-Lei n.º 168/2007, de 3 de Maio, Aprova a orgânica do Instituto Português da Juventude, I. P (JusNet 1078/2007) LEGISLAÇÃO Decreto-Lei n.º 168/2007, de 3 de Maio, Aprova a orgânica do Instituto Português da Juventude, I. P (JusNet 1078/2007) ( DR N.º 85, Série I 3 Maio 2007 3 Maio 2007 ) Emissor: Presidência do

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo Cecília Branco Programa Urbal Red 9 Projecto Orçamento Participativo Reunião de Diadema Fevereiro 2007 A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento Participativo Município

Leia mais

ACTA N.º 57/2003 Reunião ordinária do dia 2003.12.15

ACTA N.º 57/2003 Reunião ordinária do dia 2003.12.15 ----------Aos quinze dias do mês de Dezembro do ano dois mil e três, nesta vila de Bombarral e salão nobre do edifício dos Paços do Município, realizou-se uma reunião ordinária da Câmara Municipal de Bombarral,

Leia mais

O Voluntariado e a Protecção Civil. 1. O que é a Protecção Civil

O Voluntariado e a Protecção Civil. 1. O que é a Protecção Civil O Voluntariado e a Protecção Civil 1. O que é a Protecção Civil A 03 de Julho de 2006, a Assembleia da Republica publica a Lei de Bases da Protecção Civil, que no seu artigo 1º dá uma definição de Protecção

Leia mais

Câmara Municipal de VRSA cria página no facebook

Câmara Municipal de VRSA cria página no facebook Page 1 of 6 Restaurantes Contactos A equipa RSS Receba por email Pesquisar Submeter consulta Home Actualidade As suas notícias Cultura Desporto Educação Entrevista Fotos Negócios Opinião Região Saúde Últimas

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011 GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2011 1. Análise do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) Neste orçamento, o Município ajustou, as dotações para despesas de investimento, ao momento de austeridade que o país

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 APD- DELEGAÇÃO LOCAL DE MEM MARTINS RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 INTRODUÇÃO O ano de 2004 ficou marcado por alguns acontecimentos relevantes, sinal de que, apesar do passar dos anos, a Delegação

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011

GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011 GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011 Versão Preliminar Este relatório tem por objectivo da conta do que de mais relevante foi realizado no cumprimento

Leia mais

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005 CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 PRESENÇAS PRESIDENTE : ESTÊVÃO MANUEL MACHADO PEREIRA VEREADORES : JOÃO LUIS BATISTA PENETRA MANUEL

Leia mais

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA PERÍODO DA ORDEM DO DIA REGULAMENTO DO TRANSITO NA ÁREA DA CIDADE DE VALENÇA

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA PERÍODO DA ORDEM DO DIA REGULAMENTO DO TRANSITO NA ÁREA DA CIDADE DE VALENÇA 24 - JUNHO - 2009 A C T A N.º /2009 ACTA DA REUNIÃO ORDI- NÁRIA DA CÂMARA MUNI- CIPAL DE VALENÇA REALI- ZADA NO DIA 24 DE JUNHO DE 2009. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Aos vinte e quatro dias

Leia mais

1606 Diário da República, 1. a série N. o 52 14 de Março de 2007

1606 Diário da República, 1. a série N. o 52 14 de Março de 2007 1606 Diário da República, 1. a série N. o 52 14 de Março de 2007 único e igual período, ao Clube de Caçadores da Freguesia de Pontével, com o número de pessoa colectiva 502262047 e sede no Apartado 2,

Leia mais

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005 Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Senhor Presidente da ALRAA Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo

Leia mais

DEMOCRACIA E GESTÃO AUTÁRQUICA

DEMOCRACIA E GESTÃO AUTÁRQUICA DEMOCRACIA E GESTÃO AUTÁRQUICA DURAÇÃO / COMPONENTE / DIPLOMA CURSO DE FORMAÇÃO AVANÇADA I Edição 2014 30 Horas lectivas / Teórica / Curso de Formação Avançada COORDENAÇÃO Coordenação Científica Prof.

Leia mais

INTRODUÇÃO O QUE É O PLANO «SALATIA»?

INTRODUÇÃO O QUE É O PLANO «SALATIA»? INTRODUÇÃO O QUE É O PLANO «SALATIA»? No actual cenário económico-financeiro do Mundo e do País, é obrigação de todas as entidades públicas, à sua escala, promoverem medidas de apoio às empresas e às famílias

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE

CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE Proposta de Regulamento do Serviço Municipal de Protecção Civil do Concelho da Ribeira Grande Preâmbulo Atendendo que: A Protecção Civil é, nos termos da Lei de Bases

Leia mais

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de -------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quinta-feira, 19 de Junho de 2008

Resumo de Imprensa. Quinta-feira, 19 de Junho de 2008 Resumo de Imprensa Quinta-feira, 19 de Junho de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Setenta respostas sobre as mudanças na função pública. Últimas medidas arrancam em Janeiro (págs. 1, 14 a 21) Aumentos, reformas,

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES GOVERNO REGIONAL PROPOSTA DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE ACÇÃO SOCIAL ESCOLAR

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES GOVERNO REGIONAL PROPOSTA DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE ACÇÃO SOCIAL ESCOLAR PROPOSTA DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE ACÇÃO SOCIAL ESCOLAR As modalidades de acção social escolar de que beneficiam os alunos da Região Autónoma dos Açores

Leia mais

Plano de Actividades. Orçamento ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO, INDÚSTRIA E SERVIÇOS DOS CONCELHOS DE VILA FRANCA DE XIRA E ARRUDA DOS VINHOS

Plano de Actividades. Orçamento ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO, INDÚSTRIA E SERVIÇOS DOS CONCELHOS DE VILA FRANCA DE XIRA E ARRUDA DOS VINHOS Plano de Actividades e Orçamento Exercício de 2012 Plano de Actividades e Orçamento para o exercício de 2012 Preâmbulo: O Plano de Actividades do ano de 2012 foi concebido com a prudência que resulta da

Leia mais

Decreto-Lei n.º 72-A/2003 de 14 de Abril

Decreto-Lei n.º 72-A/2003 de 14 de Abril Decreto-Lei n.º 72-A/2003 de 14 de Abril A Directiva n.º 2000/26/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 16 de Maio, relativa à aproximação das legislações dos Estados membros respeitantes ao seguro

Leia mais

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS:

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: Bairro da Laje, freguesia de Porto Salvo: - Parque Urbano Fase IV Os Arranjos Exteriores do Parque Urbano Fase IV do bairro da Laje, inserem-se num vasto plano de reconversão

Leia mais

TESTEMUNHOS SUMÁRIO. de Voluntários destacam importância da ajuda ao Próximo. Boletim Informativo n.º 24. Setembro 2011

TESTEMUNHOS SUMÁRIO. de Voluntários destacam importância da ajuda ao Próximo. Boletim Informativo n.º 24. Setembro 2011 Boletim Informativo n.º 24 Setembro 2011 SUMÁRIO TESTEMUNHOS de Voluntários destacam importância da ajuda ao Próximo Pequenas histórias de pessoas comuns que fazem coisas extraordinárias em prol dos outros,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LOULÉ Código Postal 8104-001 ACTA

CÂMARA MUNICIPAL DE LOULÉ Código Postal 8104-001 ACTA ACTA Aos cinco dias do mês de Janeiro do ano de dois mil e onze, no Salão Nobre desta Edilidade, compareceram pelas 14h35m os Excelentíssimos Senhores Dr. Sebastião Francisco Seruca Emídio, Eng.º José

Leia mais

ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS

ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS ANEXO I (À Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais 2012) DESCONTOS A APLICAR AOS VALORES DA TABELA DE PREÇOS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS Aos preços da Tabela de Preços e Outras Receitas Municipais

Leia mais

3. Caracterização e cadastro do Movimento Associativo do concelho

3. Caracterização e cadastro do Movimento Associativo do concelho De : DCED/DICUL Carlos Anjos Proc. Nº Para : ANA JOSÉ CARVALHO, CHEFE DA DICUL Assunto : PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES DO GRUPO DE TRABALHO PARA O MOVIMENTO ASSOCIATIVO - 2011 Para os efeitos tidos

Leia mais

CURRICULUM VITAE JOSÉ GABRIEL PAIXÃO CALIXTO

CURRICULUM VITAE JOSÉ GABRIEL PAIXÃO CALIXTO CURRICULUM VITAE JOSÉ GABRIEL PAIXÃO CALIXTO ECONOMISTA Janeiro, 2006 Rua Marquês de Pombal, Nº 17 7200-389 Reguengos de Monsaraz Telemóvel: +351 964 895 518 jose.calixto@netcabo.pt C URRICULUM VITAE JOSÉ

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

Acta n.º 6 /2006 de 22/03/2006

Acta n.º 6 /2006 de 22/03/2006 -----------------------------------ACTA N.º 6/2006 ------------------------------------------ --------Aos vinte e dois dias do mês de Março de dois mil e seis, pelas quinze horas, no Salão Nobre dos Paços

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Crise custa 860 milhões aos bancos portugueses (págs. 1, 4 a 6) Quase mil milhões. É este o custo da crise internacional para os

Leia mais

1º - PONTO CRIAÇÃO DE EMPRESA INTERMUNICIPAL DE CAPITAIS PÚBLICOS PARA O ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO

1º - PONTO CRIAÇÃO DE EMPRESA INTERMUNICIPAL DE CAPITAIS PÚBLICOS PARA O ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO 13ª - 19/06/2006 ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONTEMOR-O-NOVO REALIZA- DA NO DIA DEZANOVE E DOIS DE JUNHO DE DOIS MIL E SEIS Aos dezanove dias do mês de Junho do ano dois mil e

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 204 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos Serviços)

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E

REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E REGULAMENTO MUNICIPAL DE CEDÊNCIA DE VIATURAS MUNICIPAIS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO, AGENTES CULTURAIS, SOCIAIS E INSTITUIÇÕES DE ENSINO DO CONCELHO Aprovado na 3.ª Reunião Ordinária

Leia mais

Benefícios Fiscais. Incentivos em regime contratual

Benefícios Fiscais. Incentivos em regime contratual Benefícios Fiscais O Estatuto dos Benefícios Fiscais consagra um conjunto de medidas de isenção e redução da carga fiscal para diversos tipos de projectos e investimentos. Os incentivos e benefícios fiscais

Leia mais

LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL)

LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL) LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL) Com as alterações introduzidas pelas seguintes leis: Lei n.º 80/98, de 24 de Novembro; Lei n.º 128/99, de 20 de Agosto; Lei n.º 12/2003,

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO ESTRATÉGICO

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO ESTRATÉGICO REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE APOIO AO INVESTIMENTO ESTRATÉGICO Nota Justificativa A elaboração do presente regulamento tem como objectivo criar um conjunto de princípios e normas gerais e abstractas que

Leia mais

ACTA N.º 29/2006 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 27 / 12 / 2006 FALTAS JUSTIFICADAS FALTAS INJUSTIFICADAS

ACTA N.º 29/2006 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 27 / 12 / 2006 FALTAS JUSTIFICADAS FALTAS INJUSTIFICADAS CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO ACTA N.º 29/2006 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 27 / 12 / 2006 PRESENÇAS PRESIDENTE : JOÃO LUIS BATISTA PENETRA VEREADORES : MANUEL ANTÓNIO MENDES FADISTA ANTÓNIO

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA. --- DATA DA REUNIÃO: Dezassete de julho de dois mil e doze. --------------------------

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA. --- DATA DA REUNIÃO: Dezassete de julho de dois mil e doze. -------------------------- REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA AT A N º 18/2012 - JULHO --- DATA DA REUNIÃO: Dezassete de julho de dois mil e doze. -------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala das

Leia mais

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo.

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo. 1 - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos e particularmente de Franquelim Gonçalves, que faleceu no desempenho das suas funções; 25 de maio Inauguração do

Leia mais

DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA

DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA ESPECIAL DE RUIDO E DE PROLONGAMENTO DE HORÁRIO RATIFICAÇÃO.

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE CANAVIAIS Concelho de Évora GRANDES OPÇÕES DO PLANO

JUNTA DE FREGUESIA DE CANAVIAIS Concelho de Évora GRANDES OPÇÕES DO PLANO GRANDES OPÇÕES DO PLANO Na continuidade das opções que temos vindo a desenvolver ao longo do nosso mandato, que reflectem nas suas linhas gerais de orientação, uma constante preocupação em proporcionar

Leia mais

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor O bispo da diocese de Coimbra, D. Virgílio Antunes, procedeu à bênção oficial da

Leia mais

Armados com cocktails molotov

Armados com cocktails molotov Chiado: graffitis de protesto contra o fascismo (Foto Cláudia Lima da Costa) Armados com cocktails molotov 2007/04/26 14:14 Jovens que se manifestaram contra o fascismo traziam também very ligths, paus

Leia mais

Várias Publicações. LusaTV: Aumento da carga fiscal melhorou qualidade da Segurança Social - Sec. Estado

Várias Publicações. LusaTV: Aumento da carga fiscal melhorou qualidade da Segurança Social - Sec. Estado 17-03-2006 13:11:00. Fonte LUSA. Notícia SIR-7829164 Temas: economia portugal finanças sociedade LusaTV: Aumento da carga fiscal melhorou qualidade da Segurança Social - Sec. Estado DATA:. ASSUNTO: Conferência

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 205 22 de Outubro de 2009 7933. CAPÍTULO II Regime jurídico Artigo 5.º

Diário da República, 1.ª série N.º 205 22 de Outubro de 2009 7933. CAPÍTULO II Regime jurídico Artigo 5.º Diário da República, 1.ª série N.º 205 22 de Outubro de 2009 7933 CAPÍTULO II Regime jurídico Artigo 5.º Regime aplicável 1 À entidade pública empresarial criada pelo presente decreto -lei aplica -se,

Leia mais

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 10-11-2011

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 10-11-2011 ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 10-11-2011 Presidente - António Fernando Raposo Cordeiro Vereadores - Nina Márcia Pacheco Rodrigues Pinto - Helga Margarida Soares Costa - Rui António Dias da Câmara Carvalho

Leia mais

Decreto-lei n.º 205/93 de 14 de Junho (DR 137/93 SÉRIE I-A de 1993-06-14)

Decreto-lei n.º 205/93 de 14 de Junho (DR 137/93 SÉRIE I-A de 1993-06-14) PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Decreto-lei n.º 205/93 de 14 de Junho (DR 137/93 SÉRIE I-A de 1993-06-14) O desenvolvimento das relações de cooperação entre Portugal e os países africanos de língua

Leia mais

As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1

As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1 As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1 AS DIVIDAS DAS EMPRESAS À SEGURANÇA SOCIAL DISPARAM COM O GOVERNO DE SÓCRATES: - só em 2006 a Segurança Social perdeu

Leia mais

MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 DOTAÇÃO MOVIMENTO DO PERIODO MOVIMENTO ACUMULADO SALDO

MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 DOTAÇÃO MOVIMENTO DO PERIODO MOVIMENTO ACUMULADO SALDO MPS PERIODO : JANEIRO A NOVEMBRO - 2014/11/30 2014/12/15 2014 1 010101 TITULARES DE ÓRGÃOS DE SOBERANIA E 98.400,00 98.400,00 98.373,57 77.242,97 77.242,97 98.400,00 98.373,57 77.242,97 77.242,97 26,43

Leia mais

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA PÚBLICA DO DIA 21-11-2011

ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA PÚBLICA DO DIA 21-11-2011 ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA PÚBLICA DO DIA 21-11-2011 Presidente - António Fernando Raposo Cordeiro Vereadores - Nina Márcia Pacheco Rodrigues Pinto - Helga Margarida Soares Costa - Rui António Dias Carvalho

Leia mais

PORTUGAL INDEPENDENTE, DENTRO OU FORA DO EURO, ACABOU. DENUNCIEI, BUT... NINGUÉM LIGOU - MALDITOS!

PORTUGAL INDEPENDENTE, DENTRO OU FORA DO EURO, ACABOU. DENUNCIEI, BUT... NINGUÉM LIGOU - MALDITOS! PORTUGAL INDEPENDENTE, DENTRO OU FORA DO EURO, ACABOU. DENUNCIEI, BUT... NINGUÉM LIGOU - MALDITOS! FINISPORTUGAL! PRIVATIZAÇÕES. (Publicado em 20 Dezembro 2012) 1- Conceito Estratégico de Defesa Naciona

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA N.º 13/2003

CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS ACTA N.º 13/2003 80 ACTA N.º 13/2003 Acta da reunião ordinária realizada aos vinte e cinco dias do mês de Junho de dois mil e três. Aos vinte e cinco dias do mês de Junho de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços

Leia mais

Índice Vol. I. Lei nº 85/III/90, de 6-10-Define e regula as bases do estatuto dos titulares de cargos políticos 5

Índice Vol. I. Lei nº 85/III/90, de 6-10-Define e regula as bases do estatuto dos titulares de cargos políticos 5 Índice Vol. I CARGOS POLÍTICOS Lei nº 85/III/90, de 6-10-Define e regula as bases do estatuto dos titulares de cargos políticos 5 Lei nº 28/V/97, de 23-6 Regula estatuto remuneratório dos titulares de

Leia mais

1. Procedimento de Selecção de Mediadores de Conflitos para Prestar Serviço no Sistema de Mediação Laboral em Portugal Continental

1. Procedimento de Selecção de Mediadores de Conflitos para Prestar Serviço no Sistema de Mediação Laboral em Portugal Continental 1 de 8 Nº 03/2011 Março Bem-vindo à newsletter do GRAL. Caso pretenda aceder ao detalhe das notícias ou aos artigos clique sobre o título. Se desejar mais informações sobre os meios de resolução alternativa

Leia mais

AFONSO DE MELO PINTO VELOSO Legislaturas: I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII, IX.

AFONSO DE MELO PINTO VELOSO Legislaturas: I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII, IX. AFONSO DE MELO PINTO VELOSO Legislaturas: I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII, IX. Data de nascimento 1878-09-09. Localidade Águeda. Data da morte 1968-02-15. Habilitações literárias Licenciatura em Direito

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO

REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO CENTRO SOCIAL E CULTURAL DE S.PEDRO DE BAIRRO REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO RESPOSTA SOCIAL LAR DE INFÂNCIA E JUVENTUDE REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO LAR DE INFÂNCIA E JUVENTUDE CAPÍTULO

Leia mais

Divisão de Gestão Administrativa e Financeira ATA N.º 27/2014

Divisão de Gestão Administrativa e Financeira ATA N.º 27/2014 ATA N.º 27/2014 ----- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 23 DE DEZEMBRO DE 2014. ----------------------------------------------------------------------- ----- Aos vinte e três dias do mês

Leia mais

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Diário de noticias, por Hugo Filipe Coelho 17-10-11 Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Dinheiro público. PSD e CDS

Leia mais

31 JULHO 2013 A T A Nº. 17/2013

31 JULHO 2013 A T A Nº. 17/2013 ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE VALENÇA REALIZADA NO DIA 31 DE JULHO DE 2013. ------------------- - - - Aos trinta e um dias do mês de julho do ano dois mil e treze, nesta cidade de Valença

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL

CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Denominação, Sede e Âmbito 1. O Conselho Local de Acção Social do Concelho de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 03/05/2002 (Contém folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ATA Nº 8/2013 - ABRIL --- DATA DA REUNIÃO: Nove de Abril de dois mil e treze. ---------------------------------- ---- LOCAL DA REUNIÃO:

Leia mais

Plano de Prevenção de Riscos de Gestão. Incluindo os de Corrupção e Infracções Conexas

Plano de Prevenção de Riscos de Gestão. Incluindo os de Corrupção e Infracções Conexas Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Incluindo os de Corrupção e Infracções Conexas Introdução No âmbito da sua actividade, o Conselho de Prevenção da Corrupção (CPC), aprovou a Recomendação n.º 1/2009,

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Diário da República, 1.ª série N.º 30 10 de fevereiro de 2012 661 ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Lei n.º 6/2012 de 10 de fevereiro Primeira alteração à Lei n.º 8/2009, de 18 de Fevereiro, que cria o regime jurídico

Leia mais

HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO

HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO IDENTIFICAÇÃO Nome da Instituição Morada Telefone 234 602 642 Site Oficial Correio electrónico Data da inauguração da Nova Sede e Centro Comunitário PERCURSO Delegação de Águeda da Cruz Vermelha Portuguesa

Leia mais

Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008

Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008 1/1 Novas linhas de intervenção do sistema de garantia mútua desenvolvidas desde o segundo semestre de 2008 No cenário da actual conjuntura económica o sistema de garantia mútua é visto quer pelos parceiros

Leia mais

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido.

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2015 ÍNDICE Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. Ações Educação e Formação 2 Ação Social 3 Gestão Participada e Finanças 4 Saúde 5 Desporto 5 Juventude 6 Cultura 6 Turismo

Leia mais

ATA N.º 20/2015. Ata da Reunião Ordinária de 5/10/2015 Página 1 de 7

ATA N.º 20/2015. Ata da Reunião Ordinária de 5/10/2015 Página 1 de 7 ATA N.º 20/2015 ----- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE CINCO DE OUTUBRO DE DOIS MIL E QUINZE. ------------------------------------------------------- ----- Aos cinco dias do mês de outubro

Leia mais

Discurso Comandante BVVM 70º Aniversário BV Vieira do Minho. Vice - Presidente da Assembleia Municipal de Vieira do Minho

Discurso Comandante BVVM 70º Aniversário BV Vieira do Minho. Vice - Presidente da Assembleia Municipal de Vieira do Minho Discurso Comandante BVVM 70º Aniversário BV Vieira do Minho Exmos Senhores Presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho Adjunto do Sr. Governador civil do distrito de Braga Vice - Presidente da Assembleia

Leia mais

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 12 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À

SISTEMA DE INCENTIVOS À SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISOS PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS INOVAÇÃO PRODUTIVA EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Elisabete Félix Turismo de Portugal, I.P. - Direcção de Investimento PRIORIDADE

Leia mais

Ata n.º 13/2015 de 01/07/2015

Ata n.º 13/2015 de 01/07/2015 --------------------------------------- ATA N.º 13/2015 --------------------------------------- -------- Ao dia 1 do mês de julho de 2015, pelas 10h, no Salão Nobre dos Paços do Município de Celorico da

Leia mais

PME INVESTE V - 750 milhões de euros - ENCERRADA. PME IINVESTE II / QREN - 1.010 milhões de euros ABERTA

PME INVESTE V - 750 milhões de euros - ENCERRADA. PME IINVESTE II / QREN - 1.010 milhões de euros ABERTA PME INVESTE As Linhas de Crédito PME INVESTE têm como objectivo facilitar o acesso das PME ao crédito bancário, nomeadamente através da bonificação de taxas de juro e da redução do risco das operações

Leia mais

Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso na área do Município de Lagoa Açores

Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso na área do Município de Lagoa Açores Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso na área do Município de Lagoa Açores Preâmbulo Aos Municípios incumbem, em geral, prosseguir os interesses próprios, comuns e específicos das populações

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO

PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO ANO ECONÓMICO DE 2010 GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA O QUADRIÉNIO 2009 2013 É tempo de um novo mandato autárquico, resultante das eleições do passado

Leia mais

ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA VINTE NOVE

ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA VINTE NOVE Acta n.º 15 ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA VINTE NOVE DE JULHO DE DOIS MIL E QUINZE. ------- Aos vinte nove dias de mês de Julho do ano de dois mil e quinze, na Sala de Sessões da Câmara Municipal

Leia mais

Plano Anual de Actividades, Conta de Exploração Previsional. Orçamento de Investimentos e Desinvestimentos 2010

Plano Anual de Actividades, Conta de Exploração Previsional. Orçamento de Investimentos e Desinvestimentos 2010 Plano Anual de Actividades, Conta de Exploração Previsional e Orçamento de Investimentos e Desinvestimentos 2010 Nome: Centro Social de Cultura e Recreio da Silva Natureza Jurídica: Associação - Instituição

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB

O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB Sem qualquer negociação, o Ministério da Educação anunciou, e está desenvolver, algumas medidas avulsas relacionadas com o 1º Ciclo do Ensino Básico.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 03

CÂMARA MUNICIPAL PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 03 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 03 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 03/02/1999 (Contém 9 folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

Fls. 1. Fich: EDITAL L N.º 11 - Reunião ordinária de 12 de Junho de 2008.doc

Fls. 1. Fich: EDITAL L N.º 11 - Reunião ordinária de 12 de Junho de 2008.doc Fls. 1 EDITAL ANTÓNIO MAGALHÃES, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE GUIMARÃES, FAZ SABER, em cumprimento do disposto no art. 91º da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, alterada e republicada pela Lei 5-A/2002,

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente Diário da Sessão n.º 008 de 25/01/01 Vamos passar ao ponto nº 4 da nossa ordem do dia, ou seja, à Proposta de Resolução Medidas de Combate à Leptospirose. Tem a palavra o Sr. Deputado Bento Barcelos. Deputado

Leia mais

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo.

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo. Intervenção proferida pelo Deputado Luís Henrique Silva, na Sessão Plenária de Novembro de 2006 Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros

Leia mais

Introdução. 1 Direcção Geral da Administração Interna, Violência Doméstica 2010 Ocorrências Participadas às

Introdução. 1 Direcção Geral da Administração Interna, Violência Doméstica 2010 Ocorrências Participadas às Câmara Municipal da Departamento de Educação e Desenvolvimento Sociocultural Divisão de Intervenção Social Plano Municipal contra a Violência Rede Integrada de Intervenção para a Violência na Outubro de

Leia mais

MUNICÍPIO DO BARREIRO ASSEMBLEIA MUNICIPAL EDITAL Nº 13/13 DELIBERAÇÕES

MUNICÍPIO DO BARREIRO ASSEMBLEIA MUNICIPAL EDITAL Nº 13/13 DELIBERAÇÕES EDITAL Nº 13/13 DELIBERAÇÕES - - - Frederico Fernandes Pereira, Presidente da Assembleia Municipal do Barreiro, torna público que, no dia 15 de Novembro de 2013, na Sociedade Filarmónica União Agrícola

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009 1 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Privatização do BPN estará pronta até final de 2010. Francisco Bandeira, presidente do banco, disse ao Diário Económico esperar

Leia mais

Promoção Imobiliária: que futuro para Lisboa?

Promoção Imobiliária: que futuro para Lisboa? REPORTAGEM AUTÁRQUICAS ALMOÇOS APPII reúne se com os candidatos à CML Promoção Imobiliária: que futuro para Lisboa? Antes do sufrágio que decidirá quem liderará os destinos da capital portuguesa durante

Leia mais