UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA E INFORMÁTICA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA DE PROJETOS I

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA E INFORMÁTICA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA DE PROJETOS I"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA E INFORMÁTICA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA DE PROJETOS I RESUMO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Resum d trabalh Aplicaçã via web para suprta à crdenaçã de prjets de autria de Fábi Lanzarin realizad cm cmplement para a disciplina de Prjets I. Omar Omar Flrianóplis, 18 de utubr de 2004.

2 1. Intrduçã O autr tem cm bjetiv desenvlviment de uma ferramenta via web para auxíli na crdenaçã de prjets de graduaçã, que envlve as disciplinas de intrduçã à prjets, prjets I e prjets II ds curss de sistemas de infrmaçã e ciências da cmputaçã da universidade federal de santa Catarina. 2. Cnceits básics Nesta seçã autr destaca alguns cnceits e técnicas utilizadas n desenvlviment de aplicações vltadas à web. HTTP e HTTPS O autr afirma que HTTP é prtcl de transferência de dads da web, enquant que HTTPS é mesm que HTTP, excet pel fat de primeir cmunicar-se entre cliente e servidr de frma criptgrafada. PHP O autr afirma que PHP é uma linguagem de prgramaçã para desenvlviment de aplicações web. O PHP é uma linguagem interpretada executada n lad d servidr, que pde gerar HTML, figuras e texts custmizads. SSL Segund autr, é um prtcl para transferir infrmações de frma segura através da web. Banc de Dads cnceit que autr atribui a banc de dads é um sistema de armazenament de dads basead em cmputadr. Intranet autr escreve que intranet é uma platafrma de rede independente, cnectand membrs de uma rganizaçã, utilizand prtcls padrã da Internet.

3 3. Descriçã d Sistema 3.1. Tecnlgias utilizadas Fram empregadas as tecnlgias PHP cm linguagem de script para a cnstruçã da aplicaçã e MySQL para gerenciar banc de dads da aplicaçã Os usuáris O sistema fi dispnibilizad via web para tds s aluns das disciplinas de intrduçã a prjets, prjets I e prjets II ds curss de sistemas de infrmaçã e ciências da cmputaçã da UFSC. Há váris tips de acess: Internauta, alun, avaliadr e crdenadr, cm permissões distintas para cada tip Estrutura d Site O site fi dividid nas seguintes seções para usuári crdenadr Hme Calendári Prjets Dúvidas Links úteis Cntat Habilite-se Orientações 3.4. Estrutura d Administradr O administradr pssui as seguintes seções, que diferem das seções de crdenadr/alun, vist que administradr deve desempenhar as funções administrativas, de cnfiguraçã, de gerencia e de mnitrament da aplicaçã Hme Cnfigurações

4 Funções diversas Site Aluns Avaliadres de prjets Turmas Prjets Avaliações s 3.5. Banc de Dads O administradr efetua perações de inserçã, remçã e atualizaçã n banc de dads para que s usuáris visualizem as infrmações de frma crreta. O banc de dads utilizad fi mysql, um banc de dads grátis e rbust suficiente para este prjet, embra ele nã pssua s recuss de relacinament utilizads na mdelagem, que segund autr nã chega a prejudicar a aplicaçã. 4. Desenvlviment d Sistema 4.1. Levantament de requisits O autr realizu um levantament de requisits da aplicaçã, send que em relaçã a site de prjets dentre s mais imprtantes estiveram: Criar link s iniciais para site (dividir em seções) Criar link s para arquivs cm artigs, resums e/u texts ds TCC s Infrmar que existe arquiv de capas dura na crdenadria d curs Criar seçã de Ntícias / Manchetes ( datas de calendári e fertas de vagas em prjets ) Criar link s para infrmações sbre TCC s de utras universidades Dispsiçã de pssibilidades de rientaçã rdenadas pr área (e pr prfessr)

5 Criar link s para Labratóris e prjets assciads a cada área u prfessr Criar FAQ 4.2. Mdelagem d sistema Apresentar data da atualizaçã Reestruturar a dispsiçã geral d site (separar Intrduçã, Prjet I e Prjet II) Incluir área para dwnlad s Valrizar Pesquisa Bibligráfica (utilidade das infrmações sbre técnicas de pesquisa e Metdlgia) Segund autr, a parte mais imprtante da mdelagem fi a mdelagem d banc de dads. O autr mdelu paralelamente à mdelagem d banc de dads a estrutura d site de crdenaçã de prjets, nã tend grandes prblemas vist que autr empregu infrmações cletadas a partir d site anterir de crdenaçã de prjets. O autr prcuru também basear-se em utrs sistemas de clabraçã gratuits e via web A Interface O autr precupu-se cm a interface desde s estágis iniciais de prduçã d prjet, vist que é uma interface web. O autr definiu um cnceit gráfic para a exibiçã ds dads nas páginas HTML. O resultad pde ser vist n endereç 5. Cnclusã O autr afirma que a realizaçã deste trabalh prprcinu-lhe um aprendizad d prcess de crdenaçã de prjets e das interações nele envlvidas, entre aluns, avaliadres e crdenadres. Ademais, autr espera que sistema prprcine uma melhr cmunicaçã entre s aluns e prfessres d departament de infrmática e estatística da UFSC e que seja útil à crdenaçã de prjets de cnclusã de curs d INE.

Objetivo: Desenvolver as condições ideais para a boa formulação de objetivos, transformando-os em metas realizáveis.

Objetivo: Desenvolver as condições ideais para a boa formulação de objetivos, transformando-os em metas realizáveis. 1 Transfrmand Snhs em Metas Objetiv: Desenvlver as cndições ideais para a ba frmulaçã de bjetivs, transfrmand-s em metas realizáveis. Públic-Alv: Pessas interessadas em atingir sucess prfissinal e realizaçã

Leia mais

Programa IBP de Bolsas de Mestrado

Programa IBP de Bolsas de Mestrado 1. Infrmações Gerais Prgrama IBP de Blsas de Mestrad Term de Referência 8 Cicl - 2014 O Institut Brasileir de Petróle, Gás e Bicmbustíveis, ciente da imprtância da frmaçã de prfissinais cm capacitaçã adequada

Leia mais

o Coesão e Coerência textuais a partir da especificidade do gênero.; Componentes Curriculares por módulo Módulo I Componentes Curriculares

o Coesão e Coerência textuais a partir da especificidade do gênero.; Componentes Curriculares por módulo Módulo I Componentes Curriculares 6.2.1 Cmpnentes Curriculares pr módul Módul I Cmpetências Bases Tecnlógicas Cmpnentes Curriculares Desenvlver algritms e prgramas de cmputadres para slucinar prblemas. Lógica; Algritms; Técnicas de prgramaçã;

Leia mais

Módulos de Expansão para Microcontroladores

Módulos de Expansão para Microcontroladores T e c n l g i a Móduls de Expansã para Micrcntrladres Os melhres e mais mderns MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensin tecnlógic de qualidade. Móduls de Expansã para Micrcntrladres INTRODUÇÃO Para maximizar s

Leia mais

Manual Pedido de Certidão Online

Manual Pedido de Certidão Online 17 de utubr de 2016 Manual Pedid de Certidã Online Rua Bela Cintra, 746-11º andar - CEP 01415-000 - Sã Paul - SP Telefne: (11) 3122-6277 17 de utubr de 2016 Cntrle de Versã de Dcument Versã Data Autres

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe Programa de Pós-graduação em Enfermagem Mestrado Acadêmico em Enfermagem

Universidade Federal de Sergipe Programa de Pós-graduação em Enfermagem Mestrado Acadêmico em Enfermagem Universidade Federal de Sergipe Prgrama de Pós-graduaçã em Enfermagem Mestrad Acadêmic em Enfermagem IV SEMINÁRIO: FUNDAMENTOS TEÓRICOS E FILOSÓFICOS DA CIÊNCIA EM ENFERMAGEM: FILOSOFIA DO CUIDADO E PENSAMENTO

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação em vigor e o Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação em vigor e o Programa da disciplina. Infrmaçã da Prva de Exame de Equivalência à Frequência de Prjet Tecnlógic Códig: 196 2013 Curs Tecnlógic de Infrmática/12.º Prva: Pr (Prjet) Nº de ans: 1 Duraçã: 30-45 minuts Decret-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

AUTORES, PORQUE NÃO?

AUTORES, PORQUE NÃO? Escla: Clégi Alpha Cidade: Mnte Carmel (MG) Categria V: Linguagens Prfessr respnsável: Taciana Cristina NATUREZA DO PROJETO Este prjet surgiu d desej de mbilizar 7º an/2016, uma turma de grande ptencial,

Leia mais

COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK

COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK Use as instruções de acrd cm a versã d seu Outlk (2010, 2007 u 2003) Para saber a versã de seu Outlk, clique n menu Ajuda > Sbre Micrsft Office

Leia mais

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo Descriçã d serviç Cpilt Optimize CAA-1000 Visã geral d serviç Esta Descriçã d serviç ( Descriçã d serviç ) é firmada pr vcê, cliente, ( vcê u Cliente ) e a entidade da Dell identificada na fatura de cmpra

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS CONTEÚDO 1. Intrduçã... 3 2. Requisits de Sftware e Hardware:... 3 3. Usuári e Grups:... 3 3.1. Cnfigurand cm Micrsft AD:... 3 3.2. Cnfigurand s Grups e Usuáris:...

Leia mais

HACKSUS. Maratona Tecnoeducacional para Saúde. Natal, Rio Grande do Norte 12 a 14/07

HACKSUS. Maratona Tecnoeducacional para Saúde. Natal, Rio Grande do Norte 12 a 14/07 HACKSUS Maratna Tecneducacinal para Saúde Este dcument cmpreende guia de trabalh d participante. Ele descreve a metdlgia d event e traz infrmações sbre bjetiv, s prduts finais esperads e a rganizaçã. Leia

Leia mais

O primeiro passo é explicar o processo de captação de doadores no ambiente online. Abaixo são exemplificados os três passos:

O primeiro passo é explicar o processo de captação de doadores no ambiente online. Abaixo são exemplificados os três passos: O um e qual sua imprtância para a captaçã recurss? Dm, 23 Agst 2015 00:00 Durante Festival ABCR, muitas rganizações stinaram qual seria uma frma interessante e barata captar nvs dadres individuais utilizand

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

ANEEL - CONSULTA PÚBLICA - N º 0015/2009 IMPLEMENTAÇÃO DE MEDIÇÃO ELETRÔNICA EM BAIXA TENSÃO

ANEEL - CONSULTA PÚBLICA - N º 0015/2009 IMPLEMENTAÇÃO DE MEDIÇÃO ELETRÔNICA EM BAIXA TENSÃO ANEEL - CONSULTA PÚBLICA - N º 0015/2009 IMPLEMENTAÇÃO DE MEDIÇÃO ELETRÔNICA EM BAIXA TENSÃO 29 de abril de 2009 Ats, Ats e símbl de peixe, Ats Cnsulting e própri símbl d peixe sã marcas cmerciais registradas

Leia mais

ATA DO 1º ENCONTRO NACIONAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES, LOGÍSTICA E MOBILIDADE.

ATA DO 1º ENCONTRO NACIONAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES, LOGÍSTICA E MOBILIDADE. ATA DO 1º ENCONTRO NACIONAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES, LOGÍSTICA E MOBILIDADE. As 17 e 18 dias d mês de agst de 2016, entre 08:00 e 18:00 hras, na sala 318 d prédi esclar d Centr

Leia mais

BREVE INTRODUÇÃO À REALIZAÇÃO DE INVESTIGAÇÕES NA AULA DE MATEMÁTICA: APROXIMAÇÃO DO TRABALHO DOS ALUNOS AO TRABALHO DOS MATEMÁTICOS

BREVE INTRODUÇÃO À REALIZAÇÃO DE INVESTIGAÇÕES NA AULA DE MATEMÁTICA: APROXIMAÇÃO DO TRABALHO DOS ALUNOS AO TRABALHO DOS MATEMÁTICOS BREVE INTRODUÇÃO À REALIZAÇÃO DE INVESTIGAÇÕES NA AULA DE MATEMÁTICA: APROXIMAÇÃO DO TRABALHO DOS ALUNOS AO TRABALHO DOS MATEMÁTICOS MARIA HELENA CUNHA Área Científica de Matemática - Escla Superir de

Leia mais

V SEMANA INTEGRADA: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

V SEMANA INTEGRADA: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE V SEMANA INTEGRADA: ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DATA DE REALIZAÇÃO DO EVENTO: 19 a 23 de junh de 2017. A prpsta da V Semana Integrada: Ensin, Pesquisa e Extensã visa prtunizar

Leia mais

APRESENTAÇÃO. João Pessoa, 22 de outubro de 2007. RICARDO VIEIRA COUTINHO Prefeito

APRESENTAÇÃO. João Pessoa, 22 de outubro de 2007. RICARDO VIEIRA COUTINHO Prefeito APRESENTAÇÃO Este manual tem bjetiv de servir cm base de infrmaçã e rientaçã as órgãs setriais de pessal da Administraçã Direta, assim cm as servidres, nde irã encntrar n Manual d Servidr(a) Apsentável

Leia mais

PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO A EVENTOS DE ESPORTE, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL

PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO A EVENTOS DE ESPORTE, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PROGRAMAS DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL PROGRAMA DE REALIZAÇÃO E APOIO

Leia mais

A POSSILIDADE DE CRIANÇAS COM AUTISMO ESTUDAR NUMA ESCOLA REGULAR

A POSSILIDADE DE CRIANÇAS COM AUTISMO ESTUDAR NUMA ESCOLA REGULAR A POSSILIDADE DE CRIANÇAS COM AUTISMO ESTUDAR NUMA ESCOLA REGULAR Autr (1); Izabelle de Paula Braga Mendnça. C-autr (1); Lilian rdrigues da Silva (2); Thacymara Gmes Filgueira Universidade d Estad d Ri

Leia mais

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Geração de Guias para ST, DIFAL e FCP

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Geração de Guias para ST, DIFAL e FCP CATÁLOGO DE APLICAÇÕES Geraçã de Guias para ST, DIFAL e FCP 1. Objetivs Gerar títuls n cntas a pagar cm ttal de ICMS-ST, DIFAL e/u FCP das ntas fiscais de saída. Página 2 de 6 2. Requisits 2.1. RF01 Geraçã

Leia mais

Cartilha para Cadastro de Clientes e Fornecedores

Cartilha para Cadastro de Clientes e Fornecedores Cartilha para Cadastr de Clientes e Frnecedres Objetiv Cadastr de Clientes e Frnecedres Visand uma linguagem única entre Essilr e Lapas, esta cartilha e tem bjetiv de trnar melhr entendiment d cadastr

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas Perguntas frequentes sbre Prgrama Banda Larga nas Esclas 1. Qual bjetiv d Prgrama Banda Larga nas Esclas? O Prgrama Banda Larga nas Esclas tem cm bjetiv cnectar tdas as esclas públicas à internet, rede

Leia mais

S3 - Explicação sobre endereço e/ou número de telefone dos EUA

S3 - Explicação sobre endereço e/ou número de telefone dos EUA S3 - Explicaçã sbre endereç e/u númer de telefne ds EUA Nme Númer da Cnta (se huver) A preencher seu Frmulári W-8 d IRS, vcê afirma nã ser cidadã u residente ds EUA u utra cntraparte ds EUA para efeit

Leia mais

Infisc. Programa Validador de Lotes de DMS-e Manual de uso do Programa Validador de Arquivo XML para DMS- e

Infisc. Programa Validador de Lotes de DMS-e Manual de uso do Programa Validador de Arquivo XML para DMS- e Prgrama Validadr de Ltes de DMS-e Manual de us d Prgrama Validadr de Arquiv XML para DMS- e Este manual destina- se a rientar s cntribuintes em cm validar arquivs XML para a remessa de ltes de DMSe. Farrupilha

Leia mais

Ata 1ª Reunião Conselho Eco-Escola 13 dezembro 2013

Ata 1ª Reunião Conselho Eco-Escola 13 dezembro 2013 Ata 1ª Reuniã Cnselh Ec-Escla 13 dezembr 2013 As treze dias d mês de dezembr de 2013 realizu-se, n auditóri, a primeira reuniã d cnselh Ec-Esclas d Clégi Valsassina d presente an lectiv. A reuniã cntu

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA. Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA. Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autrizad pela Prtaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Cmpnente Curricular: Planejament e Desenvlviment de Criaçã/Cleçã Códig: CH Ttal: 60 h. Pré-requisit:

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL ESTREMOZ

ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL ESTREMOZ GIAE ONLINE 1. O que é GIAE nline? O GIAE Online é uma aplicaçã instalada n servidr da Escla. Serve para s Aluns, Encarregads de Educaçã, Prfessres e Funcináris da Escla cnsultarem s seus mais variads

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Edital nº26/2015 PROPP/UEMS, 28 de agst de 2015. ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENSINO EM SAÚDE, MESTRADO PROFISSIONAL, DA UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

Ata 1ª Reunião Conselho Eco-Escola 14 dezembro 2011

Ata 1ª Reunião Conselho Eco-Escola 14 dezembro 2011 Ata 1ª Reuniã Cnselh Ec-Escla 14 dezembr 2011 As catrze dias d mês de dezembr de 2011 realizu-se, n auditóri, a primeira reuniã d cnselh Ec-Esclas d Clégi Valsassina d presente an lectiv. A reuniã cntu

Leia mais

Cadastrar Proposta de Evento

Cadastrar Proposta de Evento Pró-Reitria de Extensã e Cultura events@ufersa.edu.br Cadastrar Prpsta de Event Sistema Módul SIGAA Extensã Última Atualizaçã 25.03.2015 Esta funcinalidade permite a usuári cadastrar ações de extensã d

Leia mais

FACULDADE AGES CURSO DE ENFERMAGEM REGULAMENTAÇÃO DAS PRÁTICAS EDUCATIVAS ADMINISTRAÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM

FACULDADE AGES CURSO DE ENFERMAGEM REGULAMENTAÇÃO DAS PRÁTICAS EDUCATIVAS ADMINISTRAÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM FACULDADE AGES CURSO DE ENFERMAGEM REGULAMENTAÇÃO DAS PRÁTICAS EDUCATIVAS ADMINISTRAÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM As Práticas Educativas serã realizadas em hráris pré-determinads n períd diurn para aluns regularmente

Leia mais

22/02/2015 MKI 1. Tópicos. Comunicar é um processo de troca de informações. Informação é um conjunto de dados organizados, com sentido e utilidade.

22/02/2015 MKI 1. Tópicos. Comunicar é um processo de troca de informações. Informação é um conjunto de dados organizados, com sentido e utilidade. Tópics pg 1. Intrduçã 2 2. Empresa 3 3. Cmunicaçã Empresarial 4 4. Imagem Institucinal 5 5. Cmunicaçã Institucinal 6 6. Cnceituaçã 8 7. Necessidades e bjetivs 9 8. Principais Instruments 10 9. Identidade

Leia mais

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização Bletim Técnic CAGED Prtaria 1129/2014 MTE Prdut : TOTVS 11 Flha de Pagament (MFP) Chamad : TPRQRW Data da criaçã : 26/08/2014 Data da revisã : 12/11/2014 País : Brasil Bancs de Dads : Prgress, Oracle e

Leia mais

Regulamento de uso. dos. Laboratórios

Regulamento de uso. dos. Laboratórios Regulament de us ds Labratóris Brasília/DF. Agst/2005 REGULAMENTO DE USO DOS LABORATÓRIOS Para s Labratóris de Infrmática da UNEB Uniã Educacinal de Brasília - UNEB Elabraçã Equipe TI Editraçã Viviane

Leia mais

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos Guia Prátic d Estági Seu Estági em 5 Passs O que é Estági? A atividade de estági é um fatr significativ na frmaçã d prfissinal, pr prprcinar a interaçã d alun cm a realidade da prfissã e a cmplementaçã

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 124\ 2014

PROJETO DE LEI Nº 124\ 2014 Estad d Ri de Janeir Gabinete d Vereadr Jean Carls de Almeida PROJETO DE LEI Nº 124\ 2014 Dispõe sbre O Prgrama de Treinament as Servidres Públics Municipal e Cargs Cmissinads, que exercem funções de atendiment

Leia mais

O fomento e a seleção de Planos de Negócio no âmbito do Inova Energia se destinará a cadeias produtivas ligadas às três linhas temáticas a seguir:

O fomento e a seleção de Planos de Negócio no âmbito do Inova Energia se destinará a cadeias produtivas ligadas às três linhas temáticas a seguir: Objetivs O Plan de Açã Cnjunta Inva Energia é uma iniciativa destinada à crdenaçã das ações de fment à invaçã e a aprimrament da integraçã ds instruments de api dispnibilizads pel BNDES, pela Agência Nacinal

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Cnfiguraçã Pnt de Venda (PDV) Versã: 1.1 Índice 1 EASYASSIST PONTO DE VENDA (PDV)... 3 1.1 INSTALANDO O TERMINAL EASYASSIST PONTO DE VENDA (PDV)... 3 1.2 CAPTURANDO O NÚMERO DE SÉRIE E O GT DO

Leia mais

Substituição de descodificadores antigos

Substituição de descodificadores antigos Substituiçã de descdificadres antigs De md a assegurar a dispnibilizaçã cntínua da tecnlgia mais recente as seus subscritres a MultiChice África irá realizar um prcess de actualizaçã ds descdificadres

Leia mais

Modelo de Negócios. TRABALHO REALIZADO POR: Antonio Gome- 2007009 // Jorge Teixeira - 2008463

Modelo de Negócios. TRABALHO REALIZADO POR: Antonio Gome- 2007009 // Jorge Teixeira - 2008463 Mdel de Negócis Trabalh n âmbit da disciplina de Mdelaçã de dads. Criaçã de uma platafrma utilizand as tecnlgias SQL PHP e Javascript.. TRABALHO REALIZADO POR: Antni Gme- 2007009 // Jrge Teixeira - 2008463

Leia mais

Portal NeoGrid. Guia de Atendimento NeoGrid

Portal NeoGrid. Guia de Atendimento NeoGrid Prtal NeGrid Guia de Atendiment NeGrid 1 Sumári Guia de Atendiment NeGrid... 3 Canais de Atendiment... 3 O que é Prtal NeGrid?... 4 Praz de Atendiment... 9 Pesquisa de Satisfaçã... 10 Canal da Ouvidria...

Leia mais

METAS DE COMPREENSÃO:

METAS DE COMPREENSÃO: 1. TÓPICO GERADOR: Vivend n sécul XXI e pensand n futur. 2. METAS DE COMPREENSÃO: Essa atividade deverá ter cm meta que s aluns cmpreendam: cm se cnstrói saber científic; cm as áreas d saber estã inter-relacinadas

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Data: 17-09-2008 Data: Aprvad: Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Events.dc

Leia mais

DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 001- PE 015/2013

DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 001- PE 015/2013 Presidência da República Secretaria Geral Secretaria de Administraçã Diretria de Recurss Lgístics Crdenaçã-Geral de Licitaçã e Cntrat Crdenaçã de Licitaçã DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 001- PE 015/2013

Leia mais

FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA FEIRA TECNOLÓGICA. TEMA: Cidades Inteligentes

FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA FEIRA TECNOLÓGICA. TEMA: Cidades Inteligentes X FEIRA TECNOLÓGICA DA FGF. NORMAS DOS TRABALHOS CIENTÍFICOS II MOSTRA CIENTÍFICA FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA Períd: 02, 03 e 04 de Març de 2017 FEIRA TECNOLÓGICA TEMA: Cidades Inteligentes

Leia mais

PROGRAMA CLIENTE REFERÊNCIA FH REGULAMENTO

PROGRAMA CLIENTE REFERÊNCIA FH REGULAMENTO PROGRAMA CLIENTE REFERÊNCIA FH REGULAMENTO Última Revisã: 02/06/2014 1. RESUMO CADASTRO Cliente preenche Frmulári de Cadastr CONFIRMAÇÃO DE CADASTRO A FH envia um e-mail de cnfirmaçã de cadastr para cliente

Leia mais

Introdução à UML. Mas usaremos apenas um sub-conjunto da UML

Introdução à UML. Mas usaremos apenas um sub-conjunto da UML A Linguagem UML Intrduçã à UML UML = Unified Mdelling Language (Linguagem de Mdelagem Unificada) É uma ntaçã gráfica (visual) para prjetar sistemas Define diagramas padrnizads É extensível É cmplexa Mas

Leia mais

Nova Carreira para Gestores Escolares para o Governo do Estado de São Paulo. Ana Maria Diniz, Claudia Costin e Nelson Marconi. Objetivos do Projeto:

Nova Carreira para Gestores Escolares para o Governo do Estado de São Paulo. Ana Maria Diniz, Claudia Costin e Nelson Marconi. Objetivos do Projeto: Nva Carreira para Gestres Esclares para Gvern d Estad de Sã Paul Ana Maria Diniz, Claudia Cstin e Nelsn Marcni Prjet desenvlvid para a criaçã da nva carreira de diretr de esclas em Sã Paul. Outubr 2008.

Leia mais

SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE CAPACITAÇÃO EM MOÇAMBIQUE 27 e 28 de Outubro em Chinhambudzi / Manica 30 e 31 de Outubro 2014 em Maputo

SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE CAPACITAÇÃO EM MOÇAMBIQUE 27 e 28 de Outubro em Chinhambudzi / Manica 30 e 31 de Outubro 2014 em Maputo SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE CAPACITAÇÃO EM MOÇAMBIQUE 27 e 28 de Outubr em Chinhambudzi / Manica 30 e 31 de Outubr 2014 em Maput Intrduçã Esta prpsta prevê a realizaçã de um seminári avaliaçã

Leia mais

A escola inclusiva e a formação de educadores: reflexões preliminares

A escola inclusiva e a formação de educadores: reflexões preliminares 3 PONTO DE VISTA A escla inclusiva e a frmaçã de educadres: reflexões preliminares Dra. Rberta Gai 1 Há muit temp tem se falad numa refrma esclar, mas puc tem sid feit para que iss crra. As crianças, de

Leia mais

Sistema FM. Conceitos introdutórios. Exemplos de Orientação aos pais de crianças com deficiência auditiva

Sistema FM. Conceitos introdutórios. Exemplos de Orientação aos pais de crianças com deficiência auditiva Sistema FM Cnceits intrdutóris Exempls de Orientaçã as pais de crianças cm deficiência auditiva Prduçã: Camila Medina (Tecnlgia Educacinal FOB-USP) Bauru 2015 Autres: Fga. Ms. Raquel Franc Stuchi Siagh

Leia mais

Geografia. Matemática. Cronograma de Atividades 1º Bimestre - 6º Ano / E.F Data Pontuação Atividade Descrição Observação

Geografia. Matemática. Cronograma de Atividades 1º Bimestre - 6º Ano / E.F Data Pontuação Atividade Descrição Observação Crngrama de Atividades 1º Bimestre - 6º An / E.F. - 2017 Gegrafia 31/03 4,0 Avaliaçã Mensal Individual e sem cnsulta Exercícis Psitiv ON 03/04 Tarefas / Dever Em casa: cm cnsulta, a términ de cada unidade

Leia mais

ANEXO I PROJETO BÁSICO SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL

ANEXO I PROJETO BÁSICO SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL Serviç Scial d Cmerci - Amaznas ANEXO I PROJETO BÁSICO SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL 1. INTRODUÇÃO A cncrrência tem cada vez mais demandad esfrçs das rganizações de quaisquer prtes em manterem-se cmpetitivas

Leia mais

FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013

FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013 FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013 Este frmulári deve ser preenchid pr tds s aluns matriculads n Mestrad em Atençã à Saúde n an de 2013. Os dads servirã para atualizar, n Cleta Capes, as atividades

Leia mais

Descarte de Pilhas e Baterias: Nós podemos contribuir. Segundo o IBGE, o consumo mundial de pilhas, em 2010, foi de

Descarte de Pilhas e Baterias: Nós podemos contribuir. Segundo o IBGE, o consumo mundial de pilhas, em 2010, foi de Descarte de Pilhas e Baterias: Nós pdems cntribuir Segund IBGE, cnsum mundial de pilhas, em 2010, fi de aprximadamente 10 bilhões de unidades. Iss demnstra quant fazems us desse prdut e a tendência é cresciment

Leia mais

PROJETO PENSAR: FILOSOFIA COM CRIANÇAS - Uma Odisséia

PROJETO PENSAR: FILOSOFIA COM CRIANÇAS - Uma Odisséia PROJETO PENSAR: FILOSOFIA COM CRIANÇAS - Uma Odisséia Prfª/Ms: Ivne Ferreira Csta Baldan Faculdades Integradas Tled Araçatuba - SP RESUMO Este text descreve a trajetória d Prjet Pensar: Filsfia cm Criança,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E CULTURA I CONGRESSO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONEPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E CULTURA I CONGRESSO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONEPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E CULTURA I CONGRESSO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONEPE NORMAS PARA MODALIDADE III SEMINÁRIO DO PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA

Leia mais

Mestrado em Sistemas de Informação

Mestrado em Sistemas de Informação U n i v e r s i d a d e d M i n h Departament de Sistemas de Infrmaçã Mestrad em Sistemas de Infrmaçã 2003/2005 Tecnlgias de Streaming em Cntexts de Aprendizagem Sb a rientaçã d Prfessr Dutr Henrique Sants

Leia mais

Formação de Professores na República Checa II

Formação de Professores na República Checa II Frmaçã de Prfessres na República Checa II Marcela Grecvá, Zdeněk Hrdlička, Vernika Ppva Institut de Tecnlgia Química de Praga (República Checa) Zdenek.Hrdlicka @ vscht.cz Abstrat 518300-LLP-2011-IT-COMENIUS-CNW

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos Manual de Prcediments Prcediments para Submissã de Prjets de MDL à Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Secretaria Executiva Cmissã Interministerial de Mudança Glbal d Clima Prcediments para

Leia mais

Tecnologia & Inovação em Santa Catarina

Tecnologia & Inovação em Santa Catarina Tecnlgia & Invaçã em Santa Catarina Evertn Gubert Vice-Presidente Assciaçã Catarinense de Empresas de Tecnlgia Flrianóplis, 19 de nvembr de 2012. Pls Reginais de Tecnlgia e Invaçã Jinville (Sftville) Jaraguá

Leia mais

e-manual Premium Manual (partes 1 e 2) DVD do Aluno (oferta ao aluno) Caderno de Atividades Guia do Professor TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

e-manual Premium Manual (partes 1 e 2) DVD do Aluno (oferta ao aluno) Caderno de Atividades Guia do Professor TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO zna de cla TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 7./8. ANOS Manual (partes e ) DVD d Alun (ferta a alun) Cadern de Atividades Guia d Prfessr e-manual Premium Cntams cm seu melhr. Cnte cm nss. O Manual

Leia mais

ENSINO DE ESTATÍSTICA NA ESCOLA BÁSICA COM O RECURSO DA PLANILHA. (Lorí Viali e Renate G. Sebastiani)

ENSINO DE ESTATÍSTICA NA ESCOLA BÁSICA COM O RECURSO DA PLANILHA. (Lorí Viali e Renate G. Sebastiani) ENSINO DE ESTATÍSTICA NA ESCOLA BÁSICA COM O RECURSO DA PLANILHA (Lrí Viali e Renate G. Sebastiani) Universidade Federal Fluminense UFF Especializaçã em Ensin de Matemática Análise de Dads Prf. Humbert

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR

PLANIFICAÇÃO MODULAR Agrupament de Esclas de Sant André Escla Secundária Padre Antóni Maced PLANIFICAÇÃO MODULAR INFORMÁTICA TÉCNICO DE INFORMÁTICA-SISTEMAS Cicl de Frmaçã: 2015-2017 ANO LETIVO 2016/2017 Grup de Dcência: 550

Leia mais

Vagas de estágio Empresa: Descrição da vaga: Requisitos: Remuneração: Horário:

Vagas de estágio Empresa: Descrição da vaga: Requisitos: Remuneração: Horário: Vagas de estági Empresa: J.A Urbanism Descriçã da vaga: atuar junt a setr financeir da empresa, prestand auxíli em suas rtinas, cntas a pagar, cntas a receber e demais trâmites d setr. Requisits: cursand

Leia mais

EDITAL 07/2016. Contratar serviços de programação e manutenção para os Sistemas abaixo :

EDITAL 07/2016. Contratar serviços de programação e manutenção para os Sistemas abaixo : EDITAL 07/2016 1. FINALIDADE DA CONTRATAÇÃO: Cntratar serviçs de prgramaçã e manutençã para s Sistemas abaix : a) Avaliaçã Técnica d Sistema ecntracting - versã 3 d sistema ecntracting b) Realizar a manutençã

Leia mais

ROTEIRO COMENTADO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DE AULA. IDENTIFICAÇÃO Escola... Professor(a): Série: Turma: Turno: Data: / /2017 Aluno-estagiário:

ROTEIRO COMENTADO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DE AULA. IDENTIFICAÇÃO Escola... Professor(a): Série: Turma: Turno: Data: / /2017 Aluno-estagiário: ROTEIRO COMENTADO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DE AULA IDENTIFICAÇÃO Escla... Prfessr(a): Série: Turma: Turn: Data: / /2017 Alun-estagiári: TEMA/ASSUNTO: Cite tema especific da aula a ser desenvlvid de frma

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Pnt Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

Campanha Construindo Cidades Resilientes: minha cidade está se preparando!

Campanha Construindo Cidades Resilientes: minha cidade está se preparando! Campanha Cnstruind Cidades Resilientes: minha cidade está se preparand! Platafrma temática sbre risc urban nas Américas Frtaleciment da cperaçã e clabraçã entre gverns lcais Cnvite à apresentaçã de prpstas

Leia mais

Unidade 7: Sínteses de evidências para políticas

Unidade 7: Sínteses de evidências para políticas Unidade 7: Sínteses de evidências para plíticas Objetiv da Unidade Desenvlver um entendiment cmum d que é uma síntese de evidências para plíticas, que inclui e cm pde ser usada 3 O que é uma síntese de

Leia mais

Como ajustar o projeto para integrá-lo com o Moodle

Como ajustar o projeto para integrá-lo com o Moodle Cm ajustar prjet para integrá-l cm Mdle Prjet Cm cadastrar um prjet de curs presencial u à distância O prcediment para cadastrar um prjet de curs é igual a prcediment de cadastr tradicinal de prjets, cm

Leia mais

SOLUÇÕES SOB MEDIDA PARA EMPRESAS INOVADORAS. CRESCIMENTO COM ÉTICA E COMPROMISSO SOCIAL.

SOLUÇÕES SOB MEDIDA PARA EMPRESAS INOVADORAS. CRESCIMENTO COM ÉTICA E COMPROMISSO SOCIAL. SOLUÇÕES SOB MEDIDA PARA EMPRESAS INOVADORAS. CRESCIMENTO COM ÉTICA E COMPROMISSO SOCIAL. Descriçã d Prdut O POS-SiTef é uma sluçã cmercializada através de uma parceria da Sftware Express cm as redes adquirentes.

Leia mais

Projeto Pedagógico de Animação. Campo de Férias Científicas 2015

Projeto Pedagógico de Animação. Campo de Férias Científicas 2015 Prjet Pedagógic de Animaçã Camp de Férias Científicas 2015 Estremz, 25 de junh de 2015 Índice 1. O Centr Ciência Viva de Estremz 3 2. Caracterizaçã Geral Clónias de Férias Científicas 6 a. Prquê? 7 b.

Leia mais

Diretor Conselheiro Técnico Consultores de serviços. Responsável pela Qualidade Gerente de Vendas Garantista NOVIDADES

Diretor Conselheiro Técnico Consultores de serviços. Responsável pela Qualidade Gerente de Vendas Garantista NOVIDADES Sã Paul, 06 de julh de 2009. Nº. 343 Divulgar esta infrmaçã para: Diretr Cnselheir Técnic Cnsultres de serviçs Gerente de Serviçs Gerente de Peças Chefe de Oficina Respnsável pela Qualidade Gerente de

Leia mais

3. VISÃO DE FUTURO E ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE LONGO PRAZO

3. VISÃO DE FUTURO E ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE LONGO PRAZO 3. VISÃO DE FUTURO E ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DE LONGO PRAZO 47 48 3.1. VISÃO DE FUTURO DO MAIS RN PARA 2035 A classe empresarial ptiguar apresenta para a sciedade uma Visã de Futur usada e desafiadra.

Leia mais

Sinopse do PDI (Quiquênio 2013/2017)

Sinopse do PDI (Quiquênio 2013/2017) Sinpse d PDI (Quiquêni 2013/2017) Breve históric A Assciaçã de Ensin e Cultura Pi Décim existe n estad de Sergipe desde an de 1954 atuand n ensin básic. Pel Decret nº 77.232, de 25 de fevereir de 1976,

Leia mais

nddcargo Manual de Utilização Portal Gratuito

nddcargo Manual de Utilização Portal Gratuito nddcarg 4.2.6.0 Manual de Utilizaçã Prtal Gratuit Históric de alterações Data Versã Autr Descriçã 15/04/2014 1 Deiviane F. R. de Suza Criaçã d dcument. 2 1. Intrduçã... 4 2. Funcinalidades d Prtal nddcarg...

Leia mais

GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO

GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ENSINO MÉDIO SÉRIE: 3ª TURMAS:ABC ETAPA:2ª ANO: 2017 PROFESSOR(A): CÁSSIO LIMA ALUNO(A): Nº: I INTRODUÇÃO Este rteir tem cm bjetiv rientá-l ns estuds de recuperaçã. Ele

Leia mais

Gestão de Mão-de-Obra

Gestão de Mão-de-Obra Gestã de Mã-de-Obra Prdut : Micrsiga Prtheus Manutençã de Ativs Versã 10 Chamad : SCUNZM Data da criaçã : 18/08/10 Data da revisã : 08/09/10 País(es) : Brasil Banc de Dads : Tds FNC : 000000191782010 Aplicabilidade

Leia mais

Figura 36 Protótipo de Interface: Tela da fase 4 - discriminar fonemas. Fonte: Desenvolvido pelo autor (2014).

Figura 36 Protótipo de Interface: Tela da fase 4 - discriminar fonemas. Fonte: Desenvolvido pelo autor (2014). 89 Figura 36 Prtótip de Interface: Tela da fase 4 - discriminar fnemas Fnte: Desenvlvid pel autr (2014). Figura 37 Prtótip de Interface: Tela da fase 5 - cmpletar palavras Fnte: Desenvlvid pel autr (2014).

Leia mais

TESTES DE SOFTWARE.

TESTES DE SOFTWARE. TESTES DE SOFTWARE Definições... Cntext de desenvlviment... Quem participa? Imprtância: www.treinaweb.cm.br/curss-nline/testes-e-prjets http://www.tiexames.cm.br/nvsite2015/curs_teste_sftware_ctfl.php

Leia mais

Módulo 1: Processador de texto (UFCD 0754)

Módulo 1: Processador de texto (UFCD 0754) Planificaçã anual An letiv 2016 / 2017 CURSO EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO OPERADOR DE INFORMÁTICA DISCIPLINA: APLICAÇÕES INFORMÁTICAS DE ESCRITÓRIO Módul 1: Prcessadr de text (UFCD 0754) O alun deverá ser capaz

Leia mais

CRC-Nacional Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia

CRC-Nacional Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia CRC-Nacinal Central de Registr Civil de Minas Gerais Certidã Online - Serventia Manual d usuári Data: 16/07/2016 Versã dcument: 1.0 Prefáci 1. COMO ACESSAR O MÓDULO DA CERTIDÃO ONLINE... 03 2. HABILITANDO

Leia mais

Plano de curso Planejamento e Controle da Manutenção de Máquinas e Equipamentos

Plano de curso Planejamento e Controle da Manutenção de Máquinas e Equipamentos PLANO DE CURSO MSOBRPCMME PAG1 Plan de curs Planejament e Cntrle da Manutençã de Máquinas e Equipaments Justificativa d curs Nã é fácil encntrar uma definiçã cmpleta para Gestã da manutençã de máquinas

Leia mais

Gestão de projetos de TI

Gestão de projetos de TI Seçã de Mdelagem de Prcesss Gestã de prjets de TI MPP - Manual de Plíticas e Prcediments Atualizad em AGOSTO/2016 Sumári 1. DO GESTOR DO PROCESSO... 3 2. DO AMPARO LEGAL... 3 3. DA POLÍTICA INSTITUCIONAL...

Leia mais

Linguagem de. Aula 07. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagem de. Aula 07. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagem de Prgramaçã IV -PHP Aula 07 Prfa Cristiane Kehler cristiane.kehler@canas.ifrs.edu.br Banc de Dads Manipulaçã de Banc de Dads HTML básic códigs cm páginas estáticas HTML + PHP códigs cm páginas

Leia mais

As cópias dos contratos, assim como outros documentos do projeto, a seguir relacionados serão fornecidos após celebração do contrato dos serviços:

As cópias dos contratos, assim como outros documentos do projeto, a seguir relacionados serão fornecidos após celebração do contrato dos serviços: Term de Referência para cntrataçã de Auditres Externs A Rede Nrte-Sul http://www.nrd-sued-netz.de é um departament da DGB Bildungswerk BUND, instituiçã educacinal pertencente à Cnfederaçã ds Sindicats

Leia mais

Guião da Unidade Curricular Educação a Distância. Programa Doutoral em Multimédia em Educação. 2010/11-1º Semestre

Guião da Unidade Curricular Educação a Distância. Programa Doutoral em Multimédia em Educação. 2010/11-1º Semestre Deptº de Educaçã Deptº de Cmunicaçã e Arte Universidade de Aveir Guiã da Unidade Curricular Educaçã a Distância Prgrama Dutral em Multimédia em Educaçã 2010/11-1º Semestre Dcentes Envlvids na Unidade Curricular:

Leia mais

SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR

SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR Índice Intrduçã... 3 Aspect Gráfic... 4 Regist na aplicaçã... 5 Recuperaçã de Códigs de Acess... 6 Área Reservada... 8 Entrar na Área Reservada... 8 Editar Perfil... 9

Leia mais

REGULAMENTO PARA O INOVA SENAI 2017

REGULAMENTO PARA O INOVA SENAI 2017 REGULAMENTO PARA O INOVA SENAI 2017 1. O INOVA SENAI 1.1 O que é INOVA SENAI é uma atividade técnica-cultural n frmat de cncurs que visa recnhecer publicamente as capacidades de invaçã, empreendedrism

Leia mais

IESEC. Increasing Employability and Standards of Elderly Caregivers through Specialized Training and Innovative Empowerment O2- CURRICULUM

IESEC. Increasing Employability and Standards of Elderly Caregivers through Specialized Training and Innovative Empowerment O2- CURRICULUM IESEC Increasing Emplyability and Standards f Elderly Caregivers thrugh Specialized Training and Innvative Empwerment O2- CURRICULUM CURSO DE FORMAÇÃO EM FUNDAMENTOS DA PRESTAÇÃO DE CUIDADOS A IDOSOS Prject

Leia mais

Guia de customização de template FWK... 1 GERAL... 3 Favicon (geral)... 3 Cor principal... 3 Cor secundária... 5 Cor de texto escuro...

Guia de customização de template FWK... 1 GERAL... 3 Favicon (geral)... 3 Cor principal... 3 Cor secundária... 5 Cor de texto escuro... 1 Guia de custmizaçã de template FWK... 1 GERAL... 3 Favicn (geral)... 3 Cr principal... 3 Cr secundária... 5 Cr de text escur... 6 Cr de text clar... 7 Cr das barras... 8 Cr de destaque das barras...

Leia mais

CONCEITOS SOFIA2 MAIO 2014. Versão 4

CONCEITOS SOFIA2 MAIO 2014. Versão 4 CONCEITOS SOFIA2 MAIO 2014 Versã 4 1 ÍNDICE 1 ÍNDICE... 2 2 INTRODUÇÃO... 3 2.1 OBJETIVOS E ÂMBITO DO PRESENTE DOCUMENTO... 3 3 O QUE É O SOFIA2... 4 4 CONCEITOS DA PLATAFORMA SOFIA2... 6 4.1 SMART SPACE...

Leia mais

Atuação das Organizações da Sociedade Civil na formação docente

Atuação das Organizações da Sociedade Civil na formação docente ANEXO III Frmulári pesquisa quantitativa (segunda etapa d estud) Atuaçã das Organizações da Sciedade Civil na frmaçã dcente Obrigad pr acessar questinári da pesquisa de mapeament d trabalh das rganizações

Leia mais

Cartografia e Geoprocessamento Parte 1. Geoide, Datum e Sistema de Coordenadas Geográficas

Cartografia e Geoprocessamento Parte 1. Geoide, Datum e Sistema de Coordenadas Geográficas Cartgrafia e Geprcessament Parte 1 Geide, Datum e Sistema de Crdenadas Gegráficas Cartgrafia e Geprcessament qual a relaçã? Relaçã através d espaç gegráfic; Cartgrafia representa espaç gegráfic; Geprcessament

Leia mais

Instruções para preenchimento da planilha e apresentação dos documentos comprobatórios

Instruções para preenchimento da planilha e apresentação dos documentos comprobatórios PPGO/UFPel Manual de Instruções para preenchiment da planilha de cálcul de CV 1 Instruções para preenchiment da planilha e apresentaçã ds dcuments cmprbatóris INSTRUÇÕES GERAIS A planilha fi elabrada usand

Leia mais

Cronograma de Atividades 2º Bimestre - 7º Ano / E.F Data de Pontuação Atividade Descrição Observação

Cronograma de Atividades 2º Bimestre - 7º Ano / E.F Data de Pontuação Atividade Descrição Observação Crngrama de Atividades 2º Bimestre - 7º An / E.F. - 2017 Gegrafia Data da Pntuaçã Atividade Descriçã Observaçã realizaçã 08/06 4,0 Avaliaçã Mensal Individual e sem cnsulta. 23/05 3,0 Trabalh d filme: Um

Leia mais