Janeiro Wang Wei Chang Diretor de Finanças, Controle e Relações com Investidores

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Janeiro - 2008. Wang Wei Chang Diretor de Finanças, Controle e Relações com Investidores"

Transcrição

1 Janeiro Wang Wei Chang Diretor de Finanças, Controle e Relações com Investidores 1

2 2

3 Exportações Brasileiras Mil Toneladas % 41% * 2008** 33% Bovinos A ves Suínos 8% Participação brasileira no mercado de exportação 32% Fonte: USDA, nov * Estimado ** Projetado Participação Brasileira Exportações (mil toneladas) 3

4 Exportações Brasileiras Volume ( mil toneladas) Jan-Nov mil t US$ milhões Jan-Nov mil t US$ milhões Frangos Jan-Nov mil t US$ milhões Suínos Bovinos Jan-Nov mil t US$ milhões Fonte: ABEF / ABIPECS / ABIEC / SECEX Var% 20% 53% Rússia Hong Kong Argentina Ucrânia Outros Fonte: ABIPECS / SECEX Jan-Nov 2007 Jan-Nov 2006 Var% 10% 14% Volume (mil toneladas) Volume (mil toneladas) ,600 1,400 1,200 1, Jan-Nov mil t US$ milhões Frango Or. Mé dio Ásia UE Rúss ia África Outros Jan-Nov 2007 Jan-Nov 2006 Suínos Jan-Nov mil t US$ 953 milhões Bovinos Var% 12% 13% Rússia UE Egito Hong Kong EUA Outros Jan-Nov 2007 Jan- Nov

5 Evolução dos preços no atacado 30,00 Var. 2007/2006 = 26,40% 26,00 22,00 18,00 14,00 10,00 29,10 set/07 dez/07 5 jun/07 Var. 2007/2006 = 16,00% Soja Ponta Grossa - PR R$ / saca 60Kg Milho Cascavel - PR 44,80 set/07 dez/07 jun/07 mar/07 45,00 40,00 35,00 30,00 R$ / saca 60Kg 25,00 dez/04 mar/05 jun/05 set/05 dez/05 mar/06 jun/06 set/06 dez/06 dez/04 mar/05 jun/05 set/05 dez/05 mar/06 jun/06 set/06 dez/06 mar/07

6 Balanço de Oferta e Demanda de Grãos BRASIL (fe v/jan) MILHO SOJA 05/06 06/07(1) 07/08(1) var.(%) 05/06 06/07(1) 07/08(1) var.(%) Estoque Inicial 3,14 5,57 6,64 19,21 2,73 2,47 3,64 47,23 Produção total 42,51 51,37 53,37 3,89 55,03 58,38 58,16-0,36 Saf ra 31,81 36,60 38,02 3, Saf rinha 10,71 14,77 15,35 3, Importaç ão 0,96 1,00 0,60-40,00 0,05 0,04 0,04 0,00 Cons umo 37,10 40,50 44,00 8,64 30,38 33,05 33,95 2,72 Exportação 3,94 10,80 9,50-12,04 24,96 24,20 25,50 5,37 Estoque Final 5,57 6,64 7,11 7,07 2,47 3,64 2,39-34,26 Fonte: CONAB (Janeiro 2008) (1) Estimado 6

7 Preços Históricos na CBOT (US$/ bushel) 12,00 11,00 10,00 9,00 8,00 7,00 6,00 Var. 2007/2006 = 42,44% 5,00 11,51 set/07 dez/07 7 US $ / bushel Soja dez/04 mar/05 jun/05 set/05 dez/05 mar/06 jun/06 set/06 dez/06 mar/07 jun/07 Milho 4,50 4,25 4,00 3,75 3,50 3,25 3,00 2,75 2,50 2,25 2,00 1,75 Var. 2007/2006 = 56,44% 4,24 set/07 dez/07 US$ / bushel dez/04 mar/05 jun/05 set/05 dez/05 ma r/06 jun/06 set/06 dez/06 mar/07 jun/07

8 Balanço de Oferta e Demanda de Grãos EUA (set/ago) MILHO EUA (set/ago) SOJA 05/06 06/07 (1) 07/08 (2) var.(%) 05/06 06/07 (1) 07/08 (2) var.(%) Estoque Inicial 53,7 50,0 33,1-33,8 Estoque Inicial 7,0 12,2 15,6 27,6 Produção total 282,3 267,6 332,1 25,0 Produção total 83,4 86,8 70,4-18,6 Importação 0,2 0,3 0,4 25,0 Importação 0,1 0,2 0,2-33,3 Consumo 232,1 230,8 266,8 12,7 Consumo 52,6 53,2 54,3 1,9 Etanol 40,7 53,8 81,3 51,2 Esmagam ento 47,3 49,2 49,8 1,3 Ração 156,3 142,2 151,1 0,9 Sementes 2,5 2,1 2,3 10,3 outros 75,7 88,6 115,7 31,6 outros 2,7 1,9 2,2 8,5 Exportação 54,2 54,0 62,2 15,3 Exportação 25,6 30,4 27,1-11,0 Estoque Final 50,0 33,1 36,5 37,8 Estoque Final 12,2 15,6 4,8-63,4 Fonte: USDA (Janeiro 2008) (1) Estimado (2) Projeções Preliminares 8

9 Preços Médios do LEITE pagos ao produtor 0.80 Preço do leite pago ao produtor (R$ / litro - média Brasil) Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Média RS PR SC BR PE * SP Jan-Dez Jan-Dez var.(%) Fonte: CEPEA; * Scot Consultoria 9

10 Consumo mundial de lácteos Consumos em países selecionados Leite líquido Queijo Leite em pó (kg/pessoa/ano) 2007 (kg/pessoa/ano) 2007 (kg/pessoa/ano) º Ucrânia 133,1 1.º EUA 15,0 1.º Argélia 7,0 2.º Austrália 99,2 2.º União Européia 13,6 2.º Aus trália 3,5 3.º EUA 91,1 3.º C anadá 11,0 3.º Br as il 3,3 4.º Nova Zelândia 89,3 4.º Argentina 10,9 4.º México 3,1 5.º Rússia 84,8 5.º Aus trália 10,6 5.º Argentina 3,1 6.º Ca nadá 83,5 6.º Nova Zelândia 6,9 6.º União Européia 2,8 7.º União Europé ia 74,3 7.º Eg ito 5,3 7.º Ta iwan 2,1 8.º Brasil 70,9 10.º Br as il 2,6 8.º Rús sia 1,9 Lácteos são sensíveis a variações de renda Consumidores brasileiros estão na faixa de renda inferior Oportunidade de aumento da demanda com incremento da renda Fonte: Rabobank / Emprapa / USDA

11 Relação do Índice de Captação e Preço do Leite R$ / litro - média Brasil Relação do Índice de Captação e Preço do Leite Fonte: CEPEA - Índice de Captação de Leite (ICAP-L) 11 jun/04 ago/04 out/04 dez/04 fev/05 abr/05 jun/05 ago/05 out/05 dez/05 fev/06 abr/06 jun/06 ago/06 out/06 dez/06 fev/07 abr/07 jun/07 ago/07 out/07 dez/07 R$ / litro ICAP-L (Base 100 = junho/04) R$ / litro ICAP-L nov /06

12 12

13 Perdigão Visão 13

14 Perdigão - Destaques A Perdigão é uma das maiores empresas de alimentos do Brasil, posicionada entre os principais participantes em todos os segmentos do setor Principais Atividades e Liderança de Mercado Alimentos processados de valor agregado Margarinas In natura Congelados de carne: participação de mercado de 36% Industrializados de carnes: participação de mercado de 25% Lácteos: participação de mercado de 14% 3 o maior volume de vendas Participação de mercado de 18% em volume de vendas Aves: 2 a maior exportadora Carne Suína: a maior exportadora Leite e derivados: 10 a maior captadora de leite Estrutura Produtiva 18 unidades de processamento de carne 3 unidades de processamento de lácteos / sobremesas 1 unidade de processamento de margarinas 3 unidades de processamento de carne na Europa* Marcas Líderes * Unidades e marca da Plusfood, aquisição em processo de due diligence * 14

15 Múltiplas Oportunidades de Crescimento A Perdigão está estrategicamente posicionada para alavancar sua liderança de mercado e acelerar oportunidades de crescimento Fortalecer rede de distribuição e base de clientes internacionais Capex concentrado na expansão das fábricas existentes Desenvolver negócios de carne bovina, produtos lácteos e margarina, alavancando rede de distribuição refrigerada Aumentar foco em alimentos processados Diversificação Geográfica Produtos de Alto Valor Agregado 4 Crescimento sustentável do Core business com aumento da participação de mercado Diversificação de produtos Oportunidades de Crescimento da Perdigão 15

16 Acontecimentos desde o Follow-On de 2006 A Perdigão superou as metas traçadas em outubro de 2006 e continua buscando outros objetivos para expandir e melhorar suas operações Crescimento Orgânico Nova Mutum (MT) Mineiros (GO) Rio Verde (GO) Redução de custos Mitigação de riscos Proximidade do mercado PICTURE PICTURE PICTURE Expansão: 600% em 2 anos Produto: Aves Nov a Unidade Produto: Aves Especiais (Peru) Expansão Produtos: Carne Suína/Aves Aquisiçõe s Unilever Mirassol (MT) (1) Eleva Acelerar crescimento Alavancar distribuição Diversificação de receita PICTURE PICTURE Alimentos industrializados no exterior Aquisição no setor de margarinas Unidade indus trial de carne bov ina Alimentos industrializados no exterior Grande empresa brasileira de alimentos Outras Iniciativas Unilever Batavo Bom Conselho (PE) Diversificação da carteira Alcançar cliente final Desenvolvimento de marcas Joint-Venture PICTURE Div ersificação / desenv olv imento de marcas Proj eto Greenfield Produtos: Leite/Lácteos/Carne Processada (1) Aquisição em processo de due diligence 16

17 Eleva - Destaques A Eleva é a única empresa com forte presença em todos os segmentos de lácteos do Brasil Principais Atividades e Liderança de Mercado Leite e Derivados 1 a produtora de leite UHT 1 a produtora de queijos 3 a produtora de leite em pó Aves 5 a maior produtora do Brasil 5 a maior exportadora Estrutura Produtiva 5 unidades de abate 2 unidades de processamento de carne 7 unidades de processamento de lácteos 1 unidade de processamento de lácteos na Argentina Marcas Líderes Carne Suína 8 a maior produtora do Brasil 8 a maior exportadora 17

18 Por que a Eleva? Racional Estratégico Usos de Leite no Brasil (2006) Melhor opção estratégica: Produtos complementares em linha com a estratégia de crescimento da Perdigão Queijo 34,4% 20,0% Leite UHT Fortalecimento da posição no setor de leite e derivados alavancando a distribuição Pasteurizado 6,4% 7,7% 15,5% 16,.0% Leite em Pó Presença geográfica complementar Sinergias comerciais e administrativas Oportunidade de capturar o iminente boom no mercado de leite ( 4 a onda ) Leite Natural Lácteos Mercado Total: 25,1 bilhões de litros Fonte: Consultoria Br ainstock, basedada em ABLV, ABIQ e Conil. Tornar-se a maior empresa brasileira do setor de aves e suínos Cultura administrativa similar: orientada para custos 18

19 Perdigão + Eleva Destaques Financeiros + = M M M07 Receitas líquidas EBITDA Lucro líquido (62) Total do ativo Dív ida líquida 634 1, Patrimônio líquido Destaques Operacionais + = M M M07 Abate de aves Abate de carne bovina/suína (2) Produtos processados Lácteos (3) NA 202 NA 411 Captação de leite (4) (1) Em milhões de cabeças. (2) Em milhares de cabeças. (3) Em milhares de toneladas, incluindo lácteos processados. (4) Em milhões de litros. A União Perfeita 1 a produtora de aves 1 a produtora de carne suína 1 a produtora de produtos processados ** 2 a processadora de leite * Cons ider ando um ano inteir o de produç ão de mar garinas Unidades Industriais da Perdigão Unidades industriais da Perdigão Unidades industriais da Eleva Não inclui a unidade de lácteos da Eleva na Argentina e unidades da Plusfood na Eur opa 19

20 Tese de Investimento Participar da vida das pessoas, oferecendo alimentos saborosos, de alta qualidade e a preços acessíveis, em qualquer lugar do mundo. Posição Dominante de Mercado com Marcas Reconhecidas Carteira Diversificada Melhor Mix de Produtos da Categoria Operações Estrategicamente Localizadas Sólida Rede de Distribuição Equipe Administrativa Experiente e Elevados Padrões de Governança Corporativa Múltiplas Oportunidades de Crescimento 20

21 Posição dominante de mercado com marcas reconhecidas Industrializados de carnes Congelados Lácteos Tamanho do Mercado: R$11,5 bi (Volume) Tamanho do Mercado: R$2,6 bi (Volume) Tamanho do Mercado: R$3,2 bi (Volume) 25,7% 25,1% CAGR 95-06: 11,1% 39,0% CAGR 95-06: 17,9% 23,2% 36,.2% CAGR 03-06: 8,9% 16,4% 15,2% 15,1% 8,2% 4,1% 8,8% 4,4% 2,8% 6,1% 4,9% Sadi a Perdigão Perdigão (1994) Aurora Sear a Sadi a Perdigão Perdigão (1994) Sear a Da Granja Danone / Paulista Nestlé Perdigão Leco/Vigor Itambé Fonte: AC Nielsen Jan-Ago/2007 Fonte: AC Nielsen D ez/06-set/2007 Fonte: AC Nielsen D ez/06-set/2007 Principais Marcas: Principais Marcas: Principais Marcas: 21

22 Posição dominante de mercado com marcas reconhecidas Leite Margarina Carne Suína Aves Tama nho do Mercado: 24,7 milhões de toneladas 9.1% 7.6% (Volume) CAGR 01-06: 2.0% Tama nho do Mercado: R$1,5 bi 37.2% 32.2% (Volume) 05-06: 4.0% Tama nho do Mercado: 0,6 milhões de toneladas 27.0% Exportações (Volume) CAGR 03-06: 2.0% Tama nho do Mercado: 2,7 milhões de toneladas 26.0% 24.0% Exportações (Volume) CAGR 03-06: 9.6% 3.9% 3.8% 17.7% 14.7% 13.7% 10.5% 12.1% 9.4% 7.8% Perdigão Parmalat Milênio Nilza Sadia Bunge Perdigão Leco/Vigor Perdigão Sadia Alibem Seara Sadia Perdigão Seara Frangosul Fonte: Lati n Panel (2006) Fonte: AC Nielsen D ez/06-jul/2007 Fonte: Associação Brasileira de Indústria Fonte: Associação Brasileira de Produtores e Produtora e Exportadora de Carne Suína (2006) Exportadores de Frango ( 2006) Principais Marcas: Principais Marcas: Principais Produtos: Principais Produtos: 22

23 Carteira diversificada: melhor mix de produtos da categoria A Perdigão possui um mix de receitas equilibrado em termos de produtos, mercado e canais de distribuição Por Produto Lógica Estratégica Carne Suína / Bovina 8% Leite 13% Lácteos 10% (9M07) Proteção contra barreiras comerciais específicas e questões sanitárias Aves 28% Outros 6% Por Mercado Carne Processada 35% Geração de caixa: redução da volatilidade Presença em 25 das 28 categorias de produtos de mercearia da Nielsen Exportações 45% (9M07) Mais de SKUs Mercado Doméstico 55% 23

24 Operações Estrategicamente Localizadas As unidades industriais da Perdigão são geograficamente bem distribuídas e localizadas próximas de mercados consumidores e regiões de suprimento Unidades Perdigão e Eleva (1) Produção Estrategicamente Localizada Mitigação de riscos potenciais Restrições à exportação Surtos de doenças A diversificação geográfica favorece a redução dos custos de produção e Centros de Distribuição Distribuidores T erceirizados Unidades Industriais de C arne Unidades Industriais de Lácteos Futuras Instalações de Processados de distribuição Proximidade de centros comerciais Centros de Distribuição Distribuidores Terceirizados Unidades Industriais de C arne Unidades Industriais de Lácteos Futuras Instalações de Lácteos (1) Não incl ui a uni dade de Lácteos da Eleva na Argentina e uni dades da Plusfood na Eur opa Instalações mais próximas de áreas de produção de matériasprimas (grãos e lácteos) 24

25 Sólida Rede de Distribuição Capacidade de distribuição estabelecida e experiência em logística Rede de distribuição estabelecida de produtos congelados de carne e refrigerados para quase todas as regiões do Brasil Mais de clientes (o maior cliente representa menos de 3,0% das receitas) (1) Exportação de produtos para mais de 100 países e 800 clientes Fortalecimento de nossa capacidade de distribuição na Europa pela aquisição da Plusfood (2) Cobertura Mundial (1) Considera apenas Perdigão e Pl usfood (2) Aquisição em processo de due diligence Escritórios no exterior 25

26 Múltiplas Oportunidades de Crescimento A Perdigão está estrategicamente posicionada para alavancar sua liderança de mercado e acelerar oportunidades de crescimento Fortalecer rede de distribuição e base de clientes internacionais Capex concentrado na expansão das fábricas existentes Desenvolver negócios de carne bovina, produtos lácteos e margarina, alavancando rede de distribuição refrigerada Aumentar foco em alimentos processados Diversificação Geográfica Produtos de Alto Valor Agregado 4 Crescimento sustentável do Core business com aumento da participação de mercado Diversificação de produtos Oportunidades de Crescimento da Perdigão 26

27 Capex de Expansão E 910 R$ milhões Aquisição de Unidades de Produção Aquisição da Batávia Expansão das Unidades de Produção Capex da Eleva Complexo de Mineiros Outras Aquisições 27

28 Perdigão + Eleva: Resultados Combinados Receita Líquida R$ milhões Crescimento: 29,0% R$ milhões Lucro Bruto Margem Bruta 26,7% 26,5% 23,6% 26,7% 1,813 1,879 1,668 21,4% Cre scimento: 61,1% M06 9M07 Perdigão Eleva EBITDA (1) M06 9M07 Perdigão Eleva Lucro Líquido R$ milhões Margem EBITDA R$ milhões 10,1% ,0% ,7% Cre scim ento: 195,5% 4,9% ,3% M06 9M07 Perdigão Eleva (1) Considera EBITDA ajustado para Perdigão, de acordo com o Prospecto da Oferta 5,4% 1,9% 380 4,7% ,8% (1,3%) M06 9M Perdigão Eleva Margem Líquida 28

29 29

BRF- Brasil Foods Resultados 4T10 e 2010 Março José Antonio Fay - CEO Leopoldo Saboya CFO

BRF- Brasil Foods Resultados 4T10 e 2010 Março José Antonio Fay - CEO Leopoldo Saboya CFO BRF- Brasil Foods Resultados 4T10 e 2010 Março 2011 José Antonio Fay - CEO Leopoldo Saboya CFO Os resultados do terceiro trimestre de 2010 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods S.A. e Sadia S.A. (subsidiária

Leia mais

BRF. Resultados 2T11 Agosto de José Antonio Fay - CEO Leopoldo Saboya - CFO

BRF. Resultados 2T11 Agosto de José Antonio Fay - CEO Leopoldo Saboya - CFO BRF Resultados 2T11 Agosto de 2011 José Antonio Fay - CEO Leopoldo Saboya - CFO Os resultados do segundo trimestre de 2011 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods S.A. e Sadia S.A. (subsidiária integral).

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Resultados José Antonio do Prado Fay CEO - Leopoldo Saboya - CFO

Resultados José Antonio do Prado Fay CEO - Leopoldo Saboya - CFO Resultados 2011 José Antonio do Prado Fay CEO - Leopoldo Saboya - CFO Os resultados do quarto trimestre de 2011 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods S.A. e Sadia S.A. (subsidiária integral). Os resultados

Leia mais

Apresentação da Companhia Março de José Antonio Fay - Diretor Presidente Leopoldo Saboya Diretor de Finanças e de RI

Apresentação da Companhia Março de José Antonio Fay - Diretor Presidente Leopoldo Saboya Diretor de Finanças e de RI Apresentação da Companhia Março de 2010 José Antonio Fay - Diretor Presidente Leopoldo Saboya Diretor de Finanças e de RI Os resultados do quarto trimestre de 2009 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods

Leia mais

BRASIL FOODS - BRF MAIO 2012

BRASIL FOODS - BRF MAIO 2012 BRASIL FOODS - BRF MAIO 2012 Os resultados do primeiro trimestre de 2012 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods S.A. e Sadia S.A. (subsidiária integral). Os resultados da Sadia passaram a ser consolidados

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações

Leia mais

CARNE AVÍCOLA JUNHO DE 2017

CARNE AVÍCOLA JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE AVÍCOLA JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011

BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011 BRF- Brasil Foods Conferência Santander Janeiro 2011 Os resultados do terceiro trimestre de 2010 consolidam as Empresas BRF - Brasil Foods S.A. e Sadia S.A. (subsidiária integral). Os resultados da Sadia

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2007

Teleconferência de Resultados 2007 Teleconferência de Resultados 2007 Destaques no trimestre Crescimento orgânico da receita bruta de 23,4% em 2007, e 20,2% no 4T07 Impulsionado pelo crescimento de vendas no MI de 88,4%, que representaram

Leia mais

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13 NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Comercialização Safra-2011/12 60,00 55,00 50,00 45,00 40,00 35,00 30,00 25,00 20,00 S oja Grã o P re ços

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PECUÁRIA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

PECUÁRIA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PECUÁRIA Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA PECUÁRIA o o Carne bovina O consumo doméstico de carne bovina registrou recuo nos dois últimos anos e ainda

Leia mais

Fabio Silveira. Outubro 2016

Fabio Silveira. Outubro 2016 Cenário Proteína Animal Fabio Silveira Outubro 2016 Mercado mundial: produção x consumo milhões t 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 P 2017 P Carne de Frango Carne Bovina Carne Suína Total Prod. 78,3 81,3

Leia mais

Milho Perspectivas do mercado 2011/12

Milho Perspectivas do mercado 2011/12 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA Milho Perspectivas do mercado 2011/12 março de 2012 Milho - Oferta e Demanda - Mundo milhões de t. Safras 2008/09 2009/10

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Maurício Palma Nogueira, Agroconsult 14 de junho de 2016 São Paulo - SP

Maurício Palma Nogueira, Agroconsult 14 de junho de 2016 São Paulo - SP Maurício Palma Nogueira, Agroconsult 14 de junho de 2016 São Paulo - SP PATROCÍNIO: Boca do Acre Rio Branco - 7 equipes, Ji-Paraná Ariquemes - 60 mil km, entre 11 de abril e 10 junho, - 13 eventos oficiais

Leia mais

AGRICULTURA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

AGRICULTURA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AGRICULTURA Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA AGRICULTURA o o Algodão Embora não tenha alcançado recorde, as 3 últimas safras globais seguiram em recuperação

Leia mais

Abril de USDA PREVÊ AUMENTO DE 2,3% DA PRODUÇÃO DE LEITE BRASILEIRA EM 2012

Abril de USDA PREVÊ AUMENTO DE 2,3% DA PRODUÇÃO DE LEITE BRASILEIRA EM 2012 USDA PREVÊ AUMENTO DE 2,3% DA PRODUÇÃO DE LEITE BRASILEIRA EM 2012 De acordo com o relatório semestral do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção de leite no Brasil em 2012 deve

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Pecuária de Leite

Balanço 2016 Perspectivas Pecuária de Leite Pecuária de Leite 121 122 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 TENDÊNCIA MUNDIAL É DE QUEDA NA PRODUÇÃO, MAS BRASIL PODE SER EXCEÇÃO NESTE CENÁRIO A baixa demanda de importantes países importadores

Leia mais

SAFRAS PERSPECTIVAS PARA A SOJA EM 2009

SAFRAS PERSPECTIVAS PARA A SOJA EM 2009 SAFRAS & Mercado PERSPECTIVAS PARA A SOJA EM 2009 1700 1600 1500 1400 SOJA - CBOT X PETRÓLEO - NYMEX 1658,00 Soja 145,45 Petróleo 150 140 130 120 US$ cents/bushel 2008 16-jan 31-jan 14-fev 29-fev 14-mar

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações

Leia mais

JURANDI MACHADO - DIRETOR. Cenário Carnes 2014/2015

JURANDI MACHADO - DIRETOR. Cenário Carnes 2014/2015 JURANDI MACHADO - DIRETOR Cenário Carnes 2014/2015 Oferta e Demanda de Carne Suína CARNE SUÍNA 2014 (a)* no Mundo (Mil toneladas) 2015 (b)* Var % (b/a) PRODUÇÃO 110.606 111.845 1,12 CONSUMO 109.882 111.174

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Brasileiro Tatiana Lacerda Prazeres Secretária de Comércio Exterior

Desempenho do Comércio Exterior Brasileiro Tatiana Lacerda Prazeres Secretária de Comércio Exterior Desempenho do Comércio Exterior Brasileiro -2013 Tatiana Lacerda Prazeres Secretária de Comércio Exterior Resultados de 2013 - MAIO/2013 - Exportação:média diária (US$ 1,04 bi) acima de US$ 1 bilhão; 3ªmaior

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MILHO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro

Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro CADERNO DE ESTATÍSTICAS Uma publicação da Representação do IICA/Brasil Elaboração: Daniela Faria e Diego Machado 1. Apresentação 2.

Leia mais

Reunião Pública Dezembro de 2015

Reunião Pública Dezembro de 2015 Reunião Pública Dezembro de 2015 Cenário Macroeconômico Arlindo de Azevedo Moura CEO 2 Cenário Macroeconômico 3 COMMODITIES Pressão de queda nos preços Menor preço dos últimos 16 anos TAXA DE CÂMBIO RESTRIÇÃO

Leia mais

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL INTEGRAÇÃO CONTRATUAL Uma Estratégia de Acesso ao Mercado Internacional Flávio Tadeu C. Silva Analista de Comércio Exterior Internacionalização de Cooperativas Integração Regional no Mercosul Escritório

Leia mais

AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016. Carlos Cogo Outubro/2015

AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016. Carlos Cogo Outubro/2015 AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016 Carlos Cogo Outubro/2015 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 115 110 105 100 95 90 85 80 75 70 65 60 55 CARNES: EVOLUÇÃO

Leia mais

Informe UBABEF. Grãos. ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013

Informe UBABEF. Grãos. ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013 Informe UBABEF Grãos ANO 1 / NÚMERO 3 11 de NOVEMBRO de 2013 Mil toneladas Exportação Brasileira de Milho Milho: Exportações Mensais (1.000 toneladas) 2012 72.980 2013** 81.007 Exportações Mil ton 4.500

Leia mais

CARNE BOVINA Período: JULHO/2011

CARNE BOVINA Período: JULHO/2011 CARNE BOVINA Período: JULHO/2011 MERCADO INTERNO BOVINO Quadro I - PREÇOS PAGOS AOS PRODUTORES - R$/unidade PERÍODOS ANTERIORES PRAÇA UF UNID 12 MESES 6 MESES 1 MÊS Barretos SP @ 81,55 104,88 100,70 97,27

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T16

Teleconferência de Resultados 2T16 Teleconferência de Resultados 2T16 1 2 Destaques Receita Líquida de R$100,0 milhões no 6M16. Lucro Líquido de R$45,8 milhões no 6M16. EBITDA Ajustado de R$18,3 milhões no 6M16. Fornecimento de 1,0 milhão

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro

A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro Henrique de Campos Meirelles Julho de 20 1 pico = 100 Valor de Mercado das Bolsas Mundiais pico 100 Atual 80 Japão 60 40 crise 1929 20

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T18

Teleconferência de Resultados 1T18 Teleconferência de Resultados 1T18 1 2 Destaques R$ 98,9 milhões Receita Líquida R$ 20,1 milhões Lucro Líquido R$ 33,7 milhões Ebitda Ajustado Distribuição de R$ 12,9 milhões em dividendos ou R$ 0,24 por

Leia mais

Clusters de etanol de milho em Mato Grosso

Clusters de etanol de milho em Mato Grosso Realização Parceria Técnica Clusters de etanol de milho em Mato Grosso Daniel Latorraca Ferreira daniel@imea.com.br Agenda Análise de mercado Escopo do trabalho Metodologia de composição dos clusters Resultados

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE ISS 36-9 BOVINOCULTURA DE CORTE Os preços médios da arroba do boi e da vaca, em Mato Grosso do Sul, no mês de fevereiro, foram de R$8,8 e R$,99, respectivamente. Em relação ao mês anterior, houve um avanço

Leia mais

Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17

Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17 Cenários Agrícolas 15/16 e 16/17 Soja Milho Trigo André Pessôa 11 de Novembro de 2015 Soja Soja/Mundo Oferta e Demanda (mmt) GAP 320 Produção Consumo 222 211 260 264 239 252 22 13 259 240 268 283 262 276

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

CONJUNTURA MENSAL JUNHO

CONJUNTURA MENSAL JUNHO SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA MENSAL JUNHO ANO 1 Nº2 O preço mundial da commodity apresenta movimento de alta em nível mundial, impulsionado principalmente pelas condições climáticas adversas nos Estados

Leia mais

Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e Pecuária de Corte

Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e Pecuária de Corte Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e 2008 - Pecuária de Corte Fabio Dias, Zootecnista, MSc Diretor Executivo / Assocon 24 de abril de 2007 1 TAXA DE CRESCIMENTO (5 ANOS) Os 50 maiores confinamentos

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

- Corr. de comércio: US$ 38,9 bi, 2º maior valor para meses de abril, (1º abr-13: US$ 42,3 bi);

- Corr. de comércio: US$ 38,9 bi, 2º maior valor para meses de abril, (1º abr-13: US$ 42,3 bi); Abril / 2014 Resultados de Abril de 2014 - Exportação: US$ 19,7 bi em valor e média de US$ 986,2 milhões, 5,2% acima da média de abr-13 (US$ 937,8 milhões); 2ª maior média de exportação para abril (1º

Leia mais

3º Seminário BM&F Famato Os desafios da pecuária no cenário global. Mercados futuros para um Mato Grosso mais competitivo.

3º Seminário BM&F Famato Os desafios da pecuária no cenário global. Mercados futuros para um Mato Grosso mais competitivo. 3º Seminário BM&F Famato Os desafios da pecuária no cenário global Mercados futuros para um Mato Grosso mais competitivo Ivan Wedekin Você é competitivo quando tem um desempenho a longo prazo acima da

Leia mais

Resultados de Junho de 2014

Resultados de Junho de 2014 Junho / 2014 Resultados de Junho de 2014 - Exportação: US$ 20,5 bi, em valor, e média diária de US$ 1,023 bilhão; sobre mai-14, aumento de 3,6%, pela média diária; sobre jun-13, redução de 3,5%, pela média

Leia mais

COMO CITAR: PRINCIPAIS INDICADORES LEITE E DERIVADOS: boletim eletrônico mensal. Coordenadores, Glauco Rodrigues Carvalho e

COMO CITAR: PRINCIPAIS INDICADORES LEITE E DERIVADOS: boletim eletrônico mensal. Coordenadores, Glauco Rodrigues Carvalho e Coordenação Geral Glauco Carvalho Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Glauco Carvalho - Economista/Pesquisador Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de Leite

Leia mais

Relatório final da safra 2013/2014. Região Centro-Sul

Relatório final da safra 2013/2014. Região Centro-Sul Relatório final da safra 2013/2014 Região Centro-Sul Tabela 1. Balanço final da safra 2013/2014 na região Centro-Sul Comparativo com a safra 2012/2013 Produtos Safra 2012/2013 2013/2014 Var. (%) Cana-de-açúcar

Leia mais

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL RELATÓRIO DA SAFRA DE SOJA E MILHO REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL Relatório do USDA traz levantamento das regiões de produção de soja no Brasil, com a concentração da produção

Leia mais

(41) (41) Engenheiro-agrônomo e analista de mercado da AgRural Commodities Agrícolas

(41) (41) Engenheiro-agrônomo e analista de mercado da AgRural Commodities Agrícolas OS MERCADOS DE SOJA e MILHO EM 13/14 FERNANDO MURARO JR. Engenheiro-agrônomo e analista de mercado da AgRural Commodities Agrícolas SINDIADUBOS Curitiba (PR), 31/out/13 www.agrural.com.br fmuraro@agrural.com.br

Leia mais

CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016

CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

CARNE BOVINA JUNHO DE 2017

CARNE BOVINA JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações

Leia mais

Relatório final da safra 2015/2016. Região Centro-Sul

Relatório final da safra 2015/2016. Região Centro-Sul Relatório final da safra 2015/2016 Região Centro-Sul Tabela 1. Balanço final da safra 2015/2016 na região Centro-Sul Comparativo com a safra 2014/2015 Cana-de-açúcar ¹ Açúcar ¹ Etanol anidro ² ATR ¹ Produtos

Leia mais

Relat ório final da safra 2016/2017. Região Centro-Sul

Relat ório final da safra 2016/2017. Região Centro-Sul Relat ório final da safra 2016/2017 Região Centro-Sul Tabela 1. Balanço final da safra 2016/2017 na região Centro-Sul Comparativo com a safra 2015/2016 Cana-de-açúcar ¹ Açúcar ¹ Etanol anidro ² ATR ¹ Produtos

Leia mais

Vigor Day. Dezembro, 2013

Vigor Day. Dezembro, 2013 Vigor Day Dezembro, 2013 2 Apresentadores Gilberto Xandó CEO, Vigor Alimentos S.A. Anne Napoli Diretora de Marketing Luis Henrique Gennari Diretor Comercial Maurício Hasson CFO e Diretor de Relações com

Leia mais

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009 Instituto Mato Grossense de Economia Agrícola RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009 Presidente: Rui Carlos Ottoni Prado Superintendente: Seneri Kernbeis Paludo Elaboração: Otávio L. M.

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif. COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 989,25 981,50 7,75 992,00 981,75 JAN 998,50 990,75 7,75 1.001,75 990,00 MAR 1005,50 997,25 8,25 1.007,75 996,25 MAI 1012,25 1004,00 8,25 1.014,25

Leia mais

Agronegócios: momento e perspectivas.

Agronegócios: momento e perspectivas. Agronegócios: momento e perspectivas. Perfil das propriedades rurais brasileiras. Familiares Patronais Região Estabelecimentos Familiares (a) Norte 380.895 Nordeste 2.055.157 Centro-Oeste 162.062 Sudeste

Leia mais

Aquisição da Operação de Suínos da Cargill 2 de Julho de Empresa Global de Alimentos

Aquisição da Operação de Suínos da Cargill 2 de Julho de Empresa Global de Alimentos Aquisição da Operação de Suínos da Cargill 2 de Julho de 205 Empresa Global de Alimentos Disclaimer Fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações

Leia mais

Relação de Troca até Jan17 Produto Agrícola x Fertilizante. Fabio Silveira André Melo

Relação de Troca até Jan17 Produto Agrícola x Fertilizante. Fabio Silveira André Melo Relação de Troca até Jan17 Produto Agrícola x Fertilizante Fabio Silveira André Melo Março 2017 Relação de Troca Produto Agrícola x Fertilizante Relação de troca em { Jan / 17 } Soja Milho Arroz Café Algodão

Leia mais

Coordenação geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro

Coordenação geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Ano 5 no 42 junho/2012 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7494 Fax: (32) 3311-7499 e-mail: sac@cnpgl.embrapa.br home page:

Leia mais

Celebração de Acordos entre Minerva e BRF Novembro 2013

Celebração de Acordos entre Minerva e BRF Novembro 2013 Celebração de Acordos entre Minerva e BRF Novembro 2013 1 1. Operação Drop Down ativos BRF A Operação Drop Down dos ativos de abate e desossa da BRF Criação da Newco Divisão de Bovinos: Ativos e passivos

Leia mais

CENÁRIO E PERSPECTIVAS PARA O MECARDO LÁCTEO

CENÁRIO E PERSPECTIVAS PARA O MECARDO LÁCTEO CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL CENÁRIO E PERSPECTIVAS PARA O MECARDO LÁCTEO JUNHO-2013 Rodrigo Sant Anna Alvim Presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA AGENDA: 1. Números

Leia mais

CONJUNTURA MENSAL MAIO

CONJUNTURA MENSAL MAIO SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA MENSAL MAIO ANO 1 Nº1 O mercado de soja tem observado movimentação de queda em seus preços, decorrente principalmente das evoluções no lado da oferta, tanto em âmbito nacional

Leia mais

LEITE E DERIVADOS JULHO / 2015

LEITE E DERIVADOS JULHO / 2015 LEITE E DERIVADOS JULHO / 2015 1. Mercado nacional 1.1 Preços pagos ao produtor Os preços nominais médios brutos 1 pagos ao produtor em ho, ponderados pela produção, dos e estados pesquisados pelo Centro

Leia mais

CEPEA ESALQ/USP PRODUCAO BRASIL/MUNDO REVISTA HORTIFRUTI BRASIL CITRICULTURA PAULISTA: PERSPECTIVAS PARA A SAFRA 2012/13 01/08/2012

CEPEA ESALQ/USP PRODUCAO BRASIL/MUNDO REVISTA HORTIFRUTI BRASIL CITRICULTURA PAULISTA: PERSPECTIVAS PARA A SAFRA 2012/13 01/08/2012 13/08/2012 CITRICULTURA PAULISTA: PERSPECTIVAS PARA A SAFRA 2012/13 Caroline Ochiuse Lorenzi Dra. Margarete Boteon Mayra Monteiro Viana Equipe Citros/Cepea 01/08/2012 CEPEA ESALQ/USP III Simpósio sobre

Leia mais

Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica

Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica Produção mundial deve recuar em 2007/08 Segundo o relatório de oferta e demanda divulgado pelo Usda em setembro

Leia mais

Resumo Quinzenal do Biodiesel

Resumo Quinzenal do Biodiesel Tel: (21) 3547-1539 / (21) 9565-0444 Resumo Quinzenal do Biodiesel 16/06 à 30/06/11 Este relatório é confidencial e de uso exclusivo do destinatário, e não pode ser enviado ou compartilhado com terceiros

Leia mais

Resultados 2T12. Julho, 2012

Resultados 2T12. Julho, 2012 Resultados Julho, 2012 As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas da administração sobre os negócios da M. Dias Branco são meramente tendências e, como tais, são baseadas exclusivamente

Leia mais

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2014 MUNDO SAFRA 2014/15 Devido ao aumento das cotações nas últimas safras, principalmente na comparação com o milho, o cultivo da soja vem aumentando

Leia mais

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 7, n. 53 - Abril/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br

Leia mais

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 7, n. 52 - Março/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br

Leia mais

PANORAMAS DE MERCADO DE GRÃOS: MILHO E SOJA FLAVIO ANTUNES CONSULTOR EM GERENCIAMENTO DE RISCOS. Bebedouro, 21 de junho de 2017

PANORAMAS DE MERCADO DE GRÃOS: MILHO E SOJA FLAVIO ANTUNES CONSULTOR EM GERENCIAMENTO DE RISCOS. Bebedouro, 21 de junho de 2017 PANORAMAS DE MERCADO DE GRÃOS: MILHO E SOJA FLAVIO ANTUNES CONSULTOR EM GERENCIAMENTO DE RISCOS Bebedouro, 21 de junho de 2017 Disclaimer A INTL FCStone não é responsável por qualquer redistribuição deste

Leia mais

Mercado Halal para Carne de Frango

Mercado Halal para Carne de Frango RICARDO SANTIN Vice Presidente Mercado Halal para Carne de Frango Principais Produtores Mundiais de Carne de Frango (milhões de ton) Brasil continua como terceiro maior produtor mundial de carne de frango.

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos FEIJÃO JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações

Leia mais

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

Tabela 1 - Preço médio da Soja em MS - Período: 02/06 á 06/06 junho de 2014 - Em R$ por saca de 60Kg. Praça 02/jun 03/jun 04/jun 05/jun 06/jun Var.

Tabela 1 - Preço médio da Soja em MS - Período: 02/06 á 06/06 junho de 2014 - Em R$ por saca de 60Kg. Praça 02/jun 03/jun 04/jun 05/jun 06/jun Var. SOJA» MERCADO INTERNO O preço da saca de 6 Kg de soja em grãos experimentou recuo na primeira semana de junho. A cotação média no dia 6/Jun foi de R$ 62,6, valor este 3,12% inferior ao verificado em 2/Jun.

Leia mais

Esalq a vista 150,67-0,02 150,69

Esalq a vista 150,67-0,02 150,69 COTAÇÕES AGRÍCOLAS SEMANAL SEMANA: 43 sexta-feira, 21 de outubro de 216 BOI (contrato 33@) - Em R$/@ Esalq a vista 15,67 -,2 15,69 out/16 15,81 -,76 15,7 151, 263 9.546 151,57-25,8 nov/16 152,2 -,58 151,7

Leia mais

Panorama do setor sucroenergético para a safra atual e perspectivas para 2012/13

Panorama do setor sucroenergético para a safra atual e perspectivas para 2012/13 Panorama do setor sucroenergético para a safra atual e perspectivas para 2012/13 Vanessa Nardy Agribusiness Research & Knowledge Center Pricewaterhouse Coopers Situação do setor sucroenergético no Brasil

Leia mais

ANÁLISE BOVINOCULTURA DE LEITE

ANÁLISE BOVINOCULTURA DE LEITE ANÁLISE BOVINOCULTURA DE LEITE MERCADO INTERNO: Os valores de referência do Conseleite/MS para o leite em Mato Grosso do Sul, em fevereiro de 213, mantiveram-se praticamente estáveis quando se comparado

Leia mais

Cenários de Soja e Milho para 2013. Novembro 2012

Cenários de Soja e Milho para 2013. Novembro 2012 Cenários de Soja e Milho para 2013 Novembro 2012 Milho milhões t. Milho / EUA - Produção Expectativa inicial (Pré-Plantio) 376 282 268 331 307 333 316 314 (104) 272 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11

Leia mais

PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 13/03/2015

PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 13/03/2015 PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 13/03/2015 Cotação Diária do Suíno Vivo, por Unidade da Federação Data MG SP PR SC RS DF MT Carcaça CEPEA 12/03/2015 R$ 3,71 R$ 3,63 R$ 3,31 R$ 3,25 R$ 3,23 R$ 3,76

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: MAIO/2016 CEPEA - PECUÁRIA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de Preços Boi Gordo (SP) 2. Diferenciais de

Leia mais

Petrobras: perspectivas e desafios. Pedro Parente LIDE 26/06/2017

Petrobras: perspectivas e desafios. Pedro Parente LIDE 26/06/2017 Petrobras: perspectivas e desafios Pedro Parente LIDE 26/06/2017 Até 2015, houve crescimento da dívida, muito acima do nível da indústria Petrobras Dívida bruta e geração operacional de caixa (US$ bilhões)

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T16

Teleconferência de Resultados 3T16 Teleconferência de Resultados 3T16 1 2 Destaques Receita Líquida de R$95,0 milhões no 9M16. Lucro Líquido de R$27,8 milhões no 9M16. EBITDA Ajustado de R$17,2 milhões no 9M16. Obtenção de licenças para

Leia mais

Fechamento dos Mercados Quinta-feira 13/10/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Fechamento dos Mercados Quinta-feira 13/10/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif. COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 956,25 945,50 10,75 959,50 937,25 JAN 964,75 953,50 11,25 967,50 945,25 MAR 971,00 960,25 10,75 974,00 952,00 MAI 978,00 967,25 10,75 980,50 959,75

Leia mais

Destaques. Julho: Janeiro-Julho: 12 meses (Agosto-Julho):

Destaques. Julho: Janeiro-Julho: 12 meses (Agosto-Julho): Julho / 2012 Destaques Julho: - Exportação: 2º maior valor para julho (exp: US$ 21,0 bi); anterior jul-11 (US$ 22,3 bi); - Importação: 2º maior valor para julho (US$ 18,1 bi); anterior jul-11: US$ 19,1

Leia mais

ABIOVE - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais A disponibilidade de óleo de soja com a crescente demanda de biodiesel

ABIOVE - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais A disponibilidade de óleo de soja com a crescente demanda de biodiesel A disponibilidade de óleo de soja com a crescente demanda de biodiesel Leonardo Botelho Zilio leonardo@abiove.org.br m³ ABIOVE - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Sistematização de

Leia mais

Projeto desenvolvido por:

Projeto desenvolvido por: Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

EBITDA ajustado cresce 61%

EBITDA ajustado cresce 61% RECEITA DA BRF CHEGA A R$ 7,5 BILHÕES NO 2º TRI EBITDA ajustado cresce 61% A receita líquida da BRF no segundo trimestre de 2013 somou R$ 7,5 bilhões, valor que representa crescimento de 10% em comparação

Leia mais

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 6, n. 47 - Outubro/2015 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br

Leia mais

O preço do frango e a gripe aviária

O preço do frango e a gripe aviária 1 São Paulo, 09 de maio de 2006. NOTA À IMPRENSA O preço do frango e a gripe aviária Nos primeiros meses deste ano, o preço do frango registrou uma queda de 26,80%. O comportamento é atribuído ao fato

Leia mais

TENDÊNCIAS 2014/15 TENDÊNCIAS 2014/15 PAULO MOLINARI. Safras & Mercado Paulo Molinari

TENDÊNCIAS 2014/15 TENDÊNCIAS 2014/15 PAULO MOLINARI. Safras & Mercado Paulo Molinari TENDÊNCIAS 2014/15 TENDÊNCIAS 2014/15 PAULO MOLINARI Safras & Mercado Paulo Molinari GRANDES QUESTÕES 2014/15 Situação econômica - Demanda e câmbio Clima no verão América do Sul A safra nos Estados Unidos

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Aves

Balanço 2016 Perspectivas Aves Aves 129 130 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 OFERTA E EXPORTAÇÃO EM CRESCIMENTO E QUEDA DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO A produção brasileira de frango continuará crescendo em torno de 5% ao ano

Leia mais

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 dezembro, 2012 Índice 1. Algodão 2. Soja 3. Milho 4. Boi Gordo 5. Valor Bruto da Produção ALGODÃO Mil toneladas

Leia mais