COREL PHOTO-PAINT 10 - ANEXO A

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COREL PHOTO-PAINT 10 - ANEXO A"

Transcrição

1 COREL PHOTO-PAINT 10 - ANEXO A 24 O Software Gráfico A concepção de imagens em computador implica dois conceitos imagem bitmap e imagem vectorial. Bitmap Bitmap significa Mapa de Bits imagem formada por pequenos pontos (pixels) alinhados numa retícula quadrangular. Cada Pixel recebe a informação sobre o seu estado de cor num conjunto de bits: 1 bit P & B 1 bit é suficiente para indicar se o pixel é preto (0) ou branco (1) 2 bits 4 cores a combinação dos 2 bits permite criar 4 cores (00, 01, 10 e 11) 4 bits 16 cores a combinação dos 4 bits permite criar 16 cores ( ) 8 bits 256 cores ou 256 tons de cinzento 24 bits 16,7 milhões de cores Quanto maior for o nº de bits duma imagem (profundidade de cor), maior será o ficheiro que a armazena. Para além do número de cores há que definir a resolução da imagem (nº de píxeis por polegada DPI) quanto maior for (pixel mais pequeno) maior qualidade terá, atenuando o denominado efeito de escada. Os bitmaps são adequados a imagens artísticas ou fotográficas, cuja criação ou tratamento, de uma forma muito semelhante à da pintura ou do desenho tradicional, podem ser realizados em programas como o Photoshop (Adobe), Photo-Paint (Corel), Painter (Fractal), Paintbrush/Paint (Windows) ou Paintshop Pro (Jasc). Existem diversos formatos que funcionam na maioria dos programas de desenho electrónico, sendo os mais comuns:.bmp (Windows Bitmap):.PCX (PC Paintbrush):.TIF (Tagged Image File): formato standard para Windows, compatível com a maioria dos programas para Windows. Necessário para criar Wallpapers ; compatível com a maioria dos programas de Dos e Windows, está limitado aos 8 bits (256 cores); formato mais versátil e difundido, permite diversos tipos de compressão, preservando a melhor qualidade de imagem;.wmf (Windows Metafile): formato para Windows que utiliza imagens bitmap ou vectorial. Muito utilizado no Clipart da Microsoft. Com a divulgação da Internet, tornou-se necessário criar imagens que, pelo reduzido tamanho de ficheiro, não tornassem as páginas da Web demasiado lentas na consulta:.gif (Graphic Interchange Format): formato compatível em PC e MAC, foi criado para uso na Compuserve;.JPG (JPEG, Joint Photographic Experts Group): aceita elevadas taxas de compressão (110:1) produzindo assim ficheiros muito pequenos, embora com perda de qualidade. Para além destes, existem outros formatos como.fax,.img,.pnt (Mac Paint),.TGA (Targa),.PIC (Picture),.WGP (Wordperfect Graphic). Imagem Bitmap

2 COREL PHOTO-PAINT 10 - ANEXO A 25 Vectorial As imagens vectoriais são constituídas por objectos geométricos ou não (quadrados, círculos, linhas, arcos, etc.) descritos por fórmulas matemáticas ou curvas de Bézier. A qualquer momento, os objectos podem ser reposicionados, alterados na sua forma, tamanho ou cor, reordenados e sobrepostos sem implicar a destruição uns dos outros. Aqui não se colocam os problemas da resolução e da profundidade de cor dos bitmaps, cuja qualidade apenas depende da impressora e da sua configuração. As imagens vectoriais são mais vocacionadas para o desenho gráfico de ilustração ou técnico, cuja criação, de uma forma muito semelhante à técnica da colagem, pode ser realizada em programas como o Corel Draw! (Corel), Designer (Micrografx), Freehand (Macromedia) ou Illustrator (Adobe). Ao contrário do bitmap são poucos os formatos universais:.cgm (Computer Graphics Metafile): aceite pela maioria dos programas para Dos e Windows;.EPS (Encapsulated Post Script): formato que usa as curvas de Bézier mas só imprimíveis em impressoras postscript. Como também suporta imagens bitmap, os ficheiros são muito grandes..dxf formato compatível com a maioria de programas de CAD; A maioria só é realizável no programa em que foram criados:.cdr (Corel Draw):.DRW (Draw):.DWG (Draw Graphic):.HPGL (HP Graphics Language): formato do actualmente melhor programa de ilustração vectorial; formato do programa de ilustração Designer; formato do programa de CAD o AutoCad; formato criado para as plotters de caneta, adequadas a desenho de CAD. Embora raros, também existem programas que manipulam os dois de tipos de gráficos como é o caso do Corel Xara! Logotipo Vectorial Conversão de imagens Quando se fala na compatibilidade ou na conversão de ficheiros, são os bitmap que causam menos problemas: a maioria dos programas de processamento de texto, folha de cálculo, apresentação ou edição electrónica inserem ou importam as imagens bitmap; os programas gráficos bitmap convertem facilmente os formatos de uns para outros; os programas gráficos vectoriais exportam as imagens vectoriais para a maioria dos formatos bitmap. Relativamente aos ficheiros vectoriais as coisas já não são tão pacíficas: a inserção de imagens num processador de texto ou editor electrónico é normalmente feito pelo OLE (Object Linking and Embedding) do Windows com o processo de Copy-Paste (Copiar-Colar) ultrapassa-se a inexistência de filtros de importação; os programas gráficos vectoriais exportam para os formatos vectoriais mais universais, mas na maioria com perda de informação; a conversão do formato bitmap para vectorial só é possível com programas concebidos para esse fim, como o Corel Trace ou o Adobe StreamIine, embora com resultados por vezes inesperados.

3 COREL PHOTO-PAINT 10 - ANEXO B 26 Digitalização de imagens Uma imagem em computador (imagem electrónica) pode ser obtida por dois processos: realizada directamente num programa de desenho electrónico (bitmap ou vectorial); digitalização (por scanner ou máquina fotográfica digital). A digitalização ( scanning ) é a única forma de introduzir num computador uma imagem exterior fotografia, gravura, pintura ou desenho recorrendo ao processo bitmap. Embora actualmente as máquinas fotográficas digitais abundem no mercado e a sua qualidade tenha vindo a aumentar, o scanner é ainda o hardware mais utilizado pelas empresas de artes gráficas. Os Scanners possuem um software próprio para o processo de digitalização ou então podem ser acedidos a partir do software de desenho (denominado TWAIN), sendo o primeiro preferível para digitalizar sequencialmente várias imagens. Utilizando o HP Deskscan llcx, o seu software, após devidamente configurado, apresenta: Janela de controlo e configuração (à esquerda); Janela de visualização (à direita); Janela de informação (em baixo à esquerda). A janela de controlo e configuração inclui: Barra de título Barra de Menus Type seleccionar a profundidade de cor (p & b, 16, 256 ou 16 milhões de cores ou tons de cinzento) Path seleccionar uma resolução (associada ao tipo de impressora) Brightness and Contrast (Brilho e Contraste) Scaling (Escala ou Dimensão) Size (tamanho do ficheiro resultante) Simetria, Negativo, Distorção, Bloqueio de Escala Preview, Zoom, Final.

4 COREL PHOTO-PAINT 10 - ANEXO B 27 Iniciar a digitalização Coloque uma imagem no canto superior direito do scanner (virada para baixo) e clique em PREVIEW o scanner iniciará o varrimento da imagem e fará surgir na janela de visualização a imagem. Surgirá então um rectângulo de demarcação da área a digitalizar. Poderá alterar esta área colocando o cursor do rato nos bordos (cursor que tomará a forma de dupla seta) e arrastar até ao ponto desejado, ou clicando fora da zona o que fará desaparecer o rectângulo demarcado e arrastar o cursor do rato para definir uma área de selecção (iniciando num vértice e terminando no oposto). Para ampliar a visualização clique em ZOOM o scanner iniciará novo varrimento da imagem e mostrará uma imagem de maiores dimensões dentro da área disponível na janela. Grave a imagem clicando em FINAL a janela Save As surge no écran onde definirá o disco, a pasta onde pretende guardar e o nome a dar ao ficheiro o scanner iniciará novo varrimento para concluir o processo. Configurar a digitalização Após a visualização da imagem e definição da área, podem-se realizar algumas correcções (sobretudo se a imagem tiver alguma falta de qualidade). Se a imagem estiver clara ou escura pode-se diminuir ou aumentar o Brilho (Brightness). Se a imagem for muito ou pouco contrastada (tons claros e escuros muito ou pouco evidentes) pode-se diminuir ou aumentar o Contraste (Contrast). Pode-se ainda inverter a imagem (observando o seu simétrico) ou fazer o seu negativo. Imagem sem correcção Imagem aclarada (+10) Imagem contrastada (+20) Imagem invertida Imagem em negativo

5 COREL PHOTO-PAINT 10 - ANEXO B 28 Definição de Cor Também se pode fazer correcções ao nível da cor no menu Tools Color Adjustment invocará a Janela de correcção de cor. Se a imagem for azulada (por exemplo) arraste a mira para a cor oposta (laranja). Também pode aumentar ou diminuir a saturação da cor, se for o caso. Ainda se pode definir à partida a Profundidade de cor digitalizar a preto e branco puro (1 bit) ou em tons de cinzento (8 bits), cor de desenho (4 bits), cor de fotografia (256 cores 8 bits) ou milhões de cores (24 bits). Se a imagem se destina a uma publicação a preto e branco deve-se utilizar o modo Black and White Photo, caso contrário deve-se digitalizar em Millions of Colors, pois os outros modos produzem deformação na cor. A Resolução pode ser alterada a partir da escolha de um tipo de impressora (observe os valores na janela de Informação) ou então no menu Custom Print Path e definir o número de dpi (dots per inch) na caixa de diálogo. Nas imagens de desenho em preto e branco deve-se escolher um valor de 300 dpi e para cor o valor de 100 ou 150 dpi é suficiente. Nota: quanto maior for a profundidade de cor e a resolução melhor é a qualidade da imagem, no entanto maior será o ficheiro (podendo trazer problemas a um sistema com pouco espaço de disco e memória RAM). Black and White Drawing (1 bit) Color Drawing (4 bits) Color Photo (8 bit) Black and White Photo (8 bits)

6 COREL PHOTO-PAINT Índice Introdução e princípios básicos 2 Iniciar uma Imagem 3 Configurar o Programa 3 Abrir uma Imagem 3 Gravar uma Imagem 3 Os Dockers 4 Color Docker 4 Objects Docker 4 Desenhar Linhas Livres 5 Cor de Preenchimento (Fill) 6 Desenhar Rectângulos e Quadrados 6 Desenhar Elipses e Círculos 7 Desenhar Polígonos 7 Desenhar Linhas Rectas 7 Desenhar Texto 8 Colorir Superficies 8 Apagar elementos desenhados 9 Editar uma imagem digitalizada 10 Rodar ou Cortar uma imagem 10 Corrigir a Luminosidade e o Contraste de uma imagem 10 Corrigir a cor de uma imagem 11 Corrigir a nitidez de uma imagem 11 Corrigir manchas numa imagem 12 Converter uma imagem 12 Produzir uma Montagem 13 Máscaras 13 Montagem 14 Efeitos 15 3D Effects 15 Contour 15 Art Strokes 16 Blur 17 Custom 17 Color Transform 18 Noise 18 Creative 19 Distort 20 Render 21 Sharpen 21 Texture 22 Efeitos de Terceiros 23 ANEXO A - O Software Gráfico 24 ANEXO B - Digitalização de imagens 26

Imagem digital Tipos de arquivos gráficos

Imagem digital Tipos de arquivos gráficos Tipos de arquivos gráficos! Os mais comuns do tipo raster ". TIF TIFF -Tagged Image File Format -é suportado por todos os aplicativos de edição de imagens. É usado em editoração. # éo maior em tamanho

Leia mais

Fundamentos de Computação Gráfica. Editoração Eletrônica

Fundamentos de Computação Gráfica. Editoração Eletrônica Fundamentos de Computação Gráfica Editoração Eletrônica Editoração Eletrônica Também conhecido como Editoração Eletrônica ou simplesmente DTP, é a área da Computação Gráfica que cuida da criação de material

Leia mais

Adobe FreeHand. Imagem Bitmap:

Adobe FreeHand. Imagem Bitmap: Imagem Bitmap: As imagens bitmap (mapa de bits), são tal como o nome indica, uma colecção de bits que formam uma imagem. A imagem consiste numa matriz de pontos individuais (ou píxeis) em que cada um tem

Leia mais

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA Bitmap X Vetorial > Existem dois tipos de arquivos fundamentais na computação gráfica: bitmap e vetorial. Alguns programas mais

Leia mais

ALGUNS CONCEITOS BÁSICOS

ALGUNS CONCEITOS BÁSICOS IMAGEM DIGITAL BITMAP ALGUNS CONCEITOS BÁSICOS 1 Tipos de imagem Existem várias formas de armazenar uma imagem num computador. Nesta secção abordam-se as imagens do tipo bitmap e as imagens do tipo vectorial.

Leia mais

Aquisição e Tratamento de Imagem Estática (Mapa de Bits) Tecnologias da Informação e Comunicação

Aquisição e Tratamento de Imagem Estática (Mapa de Bits) Tecnologias da Informação e Comunicação Aquisição e Tratamento de Imagem Estática (Mapa de Bits) Tecnologias da Informação e Comunicação conteúdos tipos de imagem conceitos base cor em digital formatos de imagem imagem na web Tipos de imagens

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a DrawPlus M a

Leia mais

AI: Procedimentos básicos. Mais algumas dicas úteis de apoio aos trabalhos a desenvolver com recurso ao AI

AI: Procedimentos básicos. Mais algumas dicas úteis de apoio aos trabalhos a desenvolver com recurso ao AI AI: Procedimentos básicos Mais algumas dicas úteis de apoio aos trabalhos a desenvolver com recurso ao AI A Selection Tool (seta preta) permite selecionar um objeto ou grupo de objetos clicando duas vezes

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Deep Paint 3D

Leia mais

Introduzir ao formando sobre as funcionalidades básicas de um PC (Personal Computer) do Windows 7.

Introduzir ao formando sobre as funcionalidades básicas de um PC (Personal Computer) do Windows 7. BREVES NOTAS Introduzir ao formando sobre as funcionalidades básicas de um PC (Personal Computer) e do Windows 7. PC é uma máquina electrónica capaz de receber dados, processalos, armazena-los e tirar

Leia mais

Módulo de Aprendizagem I

Módulo de Aprendizagem I Módulo de Aprendizagem I Digitalizar fotografias para a base de dados do SiFEUP Notas: No decorrer deste módulo de aprendizagem, pressupõe-se que o utilizador já tem o scanner devidamente instalado no

Leia mais

Colocar em prática. Colocar em prática. Tópicos para aprender

Colocar em prática. Colocar em prática. Tópicos para aprender Usar o Microsoft Power Point num quadro interactivo SMART Board TM Quando elabora uma apresentação em Power Point, fá-lo com um objectivo comunicar uma mensagem. Com o quadro interactivo SMART Board, poderá

Leia mais

PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I

PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I MÉDIO PRAZO 1 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA OBJECTIVOS CONTEÚDOS DATA Conceitos Introdutórios Conhecer os conceitos básicos relacionados

Leia mais

05/02/2014. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático.

05/02/2014. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. Prof. Reginaldo Brito Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA Joseph-Nicéphore Niepce * França, (1765-1833) James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. 1826,

Leia mais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais Sobre imagens bitmap e gráficos vetoriais Os elementos gráficos de um computador podem ser divididos em duas categorias principais -- bitmap e vetor. Imagem bitmap Gráfico vetorial Imagens bitmap são ideais

Leia mais

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS ELEMENTOS GRÁFICOS Parte 4 José Manuel Russo 2005 24 A Imagem Bitmap (Raster) As imagens digitais ou Bitmap (Raster image do inglês) são desenhadas por um conjunto de pontos quadrangulares Pixel alinhados

Leia mais

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA Editores vetoriais são frequentemente contrastadas com editores de bitmap, e as suas capacidades se complementam. Eles são melhores para leiaute

Leia mais

Cor e Imagem. Luz. ! Visão = percepção da energia electromagnética. ! O espectro eletromagnético inclui diversos tipos de radiações:

Cor e Imagem. Luz. ! Visão = percepção da energia electromagnética. ! O espectro eletromagnético inclui diversos tipos de radiações: Cor e Imagem Computação Gráfica Luz! Visão = percepção da energia electromagnética! O espectro eletromagnético inclui diversos tipos de radiações:! Gamma! X-ray! Ultraviolet! Visible (pequena porção)!

Leia mais

O que pode fazer com o Image Data Converter

O que pode fazer com o Image Data Converter O que pode fazer com o Image Data Converter Bem-vindo ao Image Data Converter Ver.1.5, o software de aplicação que lhe permite ver e fazer ajustes num ficheiro de formato RAW (SRF) ( ficheiro RAW neste

Leia mais

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros Utilização do Sistema Multimédia 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens 2.1. Compressão Formatos com e sem compressão Técnicas de compressão (reduzem tamanho) de 2 tipos: Compressão

Leia mais

Easy Scan 9600 Plus. Easy Scan 9600 Plus. Manual do funcionamento. Versão 1.0

Easy Scan 9600 Plus. Easy Scan 9600 Plus. Manual do funcionamento. Versão 1.0 Easy Scan 9600 Plus Manual do funcionamento Versão 1.0 Direitos de Autor Nenhuma parte deste manual pode ser reproduzida ou transmitida, sob qualquer forma ou por qualquer meio, electrónico ou mecânico,

Leia mais

Photoshop.com Manual e Guia de exploração de Photoshop.com para utilização em contexto de Educação Visual e Tecnológica.

Photoshop.com Manual e Guia de exploração de Photoshop.com para utilização em contexto de Educação Visual e Tecnológica. Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica Photoshop.com Manual e Guia de exploração de Photoshop.com para utilização em contexto de Educação

Leia mais

Aula 1 Introdução ao Adobe Illustrator

Aula 1 Introdução ao Adobe Illustrator Aula 1 Introdução ao Adobe Illustrator Bem-Vindo ao curso do Adobe Illustrator CS6, neste curso você irá aprender e utilizar um dos programas de edição e criação de imagens mais usados em todo mundo, neste

Leia mais

Corel Draw. Editoração Gráfica. Professor: Jarbas Araújo CENTRO EDUCACIONAL RADIER.

Corel Draw. Editoração Gráfica. Professor: Jarbas Araújo CENTRO EDUCACIONAL RADIER. Corel Draw Editoração Gráfica Professor: Jarbas Araújo professorjarbasaraujo@gmail.com CENTRO EDUCACIONAL RADIER Padrões CMYK ou RGB? Isso causa uma enorme confusão na cabeça de clientes, e pessoas leigas

Leia mais

Domine o Word Professor: Rafael Henriques

Domine o Word Professor: Rafael Henriques Domine o Word 2010 Professor: 1 08-03-2016 Rafael Henriques Sumário Introdução aos Processadores de texto; Microsoft Word 2010 O ambiente de trabalho O Friso Os Tabuladores do Word 2010; Realização e correcção

Leia mais

Tutorial Imprimir em 3D com Inkscape e Tinkercad

Tutorial Imprimir em 3D com Inkscape e Tinkercad Tutorial Imprimir em 3D com Inkscape e Tinkercad Imprimir em 3D obriga a saber modelar em 3D para criar objectos. Mas há uma técnica simples, que nos permite criar modelos 3D a partir de desenhos. Neste

Leia mais

Universidade Fernando Pessoa

Universidade Fernando Pessoa Universidade Fernando Pessoa Pós-graduação em Ciências da Informação e da Documentação Tecnologias de Informação Documental Humberto Alves Arquivo Digital - Digitalização Porto, Junho de 2001 Universidade

Leia mais

Padrões e Tipos de Dados de Mídia. Imagem

Padrões e Tipos de Dados de Mídia. Imagem Padrões e Tipos de Dados de Mídia. Imagem CONFERENCIA 3 Ing. Yamila Díaz Suárez Revisão de tarefa Realizar um resumo sobre a gestão eletrónica de documentos. Pesquisar quais ferramentas existem. Contéudo

Leia mais

em arquivos bitmap: DPI: dots per inch medida de resolução para mídias impressas quantidade de pontos impressos por polegada quadrada

em arquivos bitmap: DPI: dots per inch medida de resolução para mídias impressas quantidade de pontos impressos por polegada quadrada ESCALA E UNIDADES DE MEDIDA em arquivos bitmap: DPI: dots per inch medida de resolução para mídias impressas quantidade de pontos impressos por polegada quadrada PPI: pixels per inch medida de resolução

Leia mais

O Photoshop, esse (des)conhecido

O Photoshop, esse (des)conhecido Lições de Photoshop I O tamanho de uma imagem O Photoshop, esse (des)conhecido O Adobe Photoshop é, para os utilizadores profissionais, o padrão em edição digital de imagem e retoque fotográfico. Conhece-o?

Leia mais

2/5/2010. PDF e Indesign. Plano de Voo. Bitmap e Vetor PDF o que é? Sistema de Cores - RGB e CMYK Bitmap Vetor Escolhendo imagens para os trabalhos.

2/5/2010. PDF e Indesign. Plano de Voo. Bitmap e Vetor PDF o que é? Sistema de Cores - RGB e CMYK Bitmap Vetor Escolhendo imagens para os trabalhos. PDF e Indesign Plano de Voo Bitmap e Vetor PDF o que é? Sistema de Cores - RGB e CMYK Bitmap Vetor Escolhendo imagens para os trabalhos. 1 O que é o Bitmap? Imagens raster (ou bitmap, que significa mapa

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Arquitetura e Urbanismo ILLUSTRATOR Gráfica_Digital Illustrator_00 Interface e comandos básicos Este tutorial foi elaborado pela equipe de monitores

Leia mais

TUTORIAL DO SOFTWARE SMART NOTEBOOK 10

TUTORIAL DO SOFTWARE SMART NOTEBOOK 10 TUTORIAL DO SOFTWARE SMART NOTEBOOK 10 Índice 1. BARRA DE FERRAMENTAS... 2 2. BARRA DE MENUS:... 3 Menu FICHEIRO... 3 -GUARDAR PÁGINA COMO ITEM DA GALERIA... 3 - IMPRIMIR... 4 Menu EDITAR... 4 - CLONAR...

Leia mais

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011 Manual Profissional BackOffice Mapa de Mesas v2011 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. INICIAR O ZSRest Backoffice... 3 1 4. Confirmar desenho de mesas...... 4 b) Activar mapa de mesas... 4 c) Zonas... 4 5.

Leia mais

Introdução Geral a Computação Gráfica. Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina de Computação Gráfica

Introdução Geral a Computação Gráfica. Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina de Computação Gráfica Introdução Geral a Computação Gráfica Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina de 2 Introdução Geral a O que é CG? Áreas de Atuação Definição, Arte e Matemática Mercado

Leia mais

Curso Especializado Design Gráfico

Curso Especializado Design Gráfico Curso Especializado Design Gráfico 87 horas Descrição: Este pacote de formação é composto pelos programas essenciais e indispensáveis a todos os Designers Gráficos que pretendam compreender os processos

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica DrawSWF Manual e Guia de exploração do DrawSWF para utilização em contexto de Educação Visual

Leia mais

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas:

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas: PHOTOSHOP Universidade de Caxias do Sul O Photoshop 5.0 é um programa grande e complexo, é o mais usado e preferido pelos especialistas em editoração e computação gráfica para linha PC. Outros programas

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Bitmap Font Writer

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Dr. Pic M a n

Leia mais

Caixa de Ferramentas do InDesign.

Caixa de Ferramentas do InDesign. Caixa de Ferramentas do InDesign. Na 1ª linha as ferramentas de seleção: Selection Tool (Seleção) atalho: V Como o próprio nome diz, essa ferramenta seleciona os objetos; basta clicar no objeto ou clicar

Leia mais

Guia do usuário da Epson Stylus CX3700 Series 3 Sobre a Epson Stylus CX3700 Series 4 Sobre o software 5 Como colocar papel na impressora 7 Impressão

Guia do usuário da Epson Stylus CX3700 Series 3 Sobre a Epson Stylus CX3700 Series 4 Sobre o software 5 Como colocar papel na impressora 7 Impressão Guia do usuário da Epson Stylus CX3700 Series 3 Sobre a Epson Stylus CX3700 Series 4 Sobre o software 5 Como colocar papel na impressora 7 Impressão no Windows 13 Seleção do tipo de papel correto 19 Impressão

Leia mais

O Manual do Skanlite. Kåre Särs Anne-Marie Mahfouf Tradução: José Pires

O Manual do Skanlite. Kåre Särs Anne-Marie Mahfouf Tradução: José Pires Kåre Särs Anne-Marie Mahfouf Tradução: José Pires 2 Conteúdo 1 Introdução 5 2 Usar o Skanlite 6 2.1 Selecção do Scanner.................................... 6 3 Janela Principal do Skanlite 8 3.1 Digitalização.........................................

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Mash on Spore

Leia mais

Inserir e Manipular Tabelas no Microsoft Word

Inserir e Manipular Tabelas no Microsoft Word Inserir e Manipular Tabelas no Microsoft Word Pré-requisitos: Windows, Word Software utilizado: Windows XP, Word 2003 Uma outra versão de software menos actual ou mais actual pod, contudo, ser utilizada.

Leia mais

Certifique-se de que lê estas informações antes de utilizar o Image Converter

Certifique-se de que lê estas informações antes de utilizar o Image Converter Image Converter Manual de Instruções Versão: 1.1.0.0 Certifique-se de que lê estas informações antes de utilizar o Image Converter Índice: Descrição geral do Image Converter P2 Processo de conversão de

Leia mais

Antes de começarmos o processo de Vetorização, precisamos saber a diferença entre imagem e vetor.

Antes de começarmos o processo de Vetorização, precisamos saber a diferença entre imagem e vetor. Parte 1: Vetorizando 1.1: Imagem e Vetor Antes de começarmos o processo de Vetorização, precisamos saber a diferença entre imagem e vetor. Imagens são quaisquer tipos de figura apresentada ao usuário do

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o da d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Chogger M a n

Leia mais

Circuito CELEPAR de Software Livre 2010 GIMP 2. 4. 7. Editor de Imagens. CELEPAR Companhia de Informática do Paraná.

Circuito CELEPAR de Software Livre 2010 GIMP 2. 4. 7. Editor de Imagens. CELEPAR Companhia de Informática do Paraná. Gimp 2. 4. 7 Editor de Imagens 1 GIMP GNU Image Manipulation Program é um programa de código aberto. Utilizado na criação ou manipulação de imagens e fotografias. Seus usos incluem criar gráficos, logotipos,

Leia mais

Photoshop CC Plano de Aula - 24 Aulas (Aulas de 1 Hora).

Photoshop CC Plano de Aula - 24 Aulas (Aulas de 1 Hora). 5816 - Photoshop CC Plano de Aula - 24 Aulas (Aulas de 1 Hora). Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Photoshop CC 1. Introdução ao Photoshop CC... 21 1.1. Novidades e Melhorias da Versão CC... 23 1.2. Conectar

Leia mais

Av.Julio Assis Cavalheiro, 413 (46) 3524-6658 COM SISTEMA CONTÍNUO DE TINTA 29.000 PAGINAS

Av.Julio Assis Cavalheiro, 413 (46) 3524-6658 COM SISTEMA CONTÍNUO DE TINTA 29.000 PAGINAS COM SISTEMA CONTÍNUO DE TINTA 29.000 PAGINAS Marcelo de Campos (46) 8822-9791 COM SISTEMA CONTÍNUO DE TINTA MUDANDO O CONCEITO DE IMPRESSÃO Impressora officejet 8100w - Tecnologia de impressão: Jato de

Leia mais

Microsoft PowerPoint

Microsoft PowerPoint Microsoft Microsoft é utilizado para desenvolver apresentações. Os trabalhos desenvolvidos com este aplicativo normalmente são apresentados com o auxílio de um datashow. Apresentações - Conjunto de slides

Leia mais

Gerenciamento de cores no Illustrator Material desenvolvido e organizado pelo professor Furtado

Gerenciamento de cores no Illustrator Material desenvolvido e organizado pelo professor Furtado Gerenciamento de cores no Illustrator Material desenvolvido e organizado pelo professor Furtado Material elaborado para a disciplina de Sistemas Gráficos Digitais II Material para a disciplina Sistemas

Leia mais

Escola Secundária c/ 3º Ciclo de Ferreira Dias. CURSOS PROFISSIONAIS Ano Letivo 2012 / Atividade 2

Escola Secundária c/ 3º Ciclo de Ferreira Dias. CURSOS PROFISSIONAIS Ano Letivo 2012 / Atividade 2 Atividade 2 Nesta ficha deve executar um conjunto de instruções sobre uma folha de cálculo no computador do laboratório e submete-la no Moodle. 1. A primeira tarefa a efectuar depois de abrir um novo livro

Leia mais

Plano de Aula - Photoshop CC - cód Horas/Aula

Plano de Aula - Photoshop CC - cód Horas/Aula Plano de Aula - Photoshop CC - cód.5816 24 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Photoshop CC Aula 2 Continuação do Capítulo 1 - Introdução ao Photoshop CC 1. Introdução ao Photoshop CC... 21 1.1.

Leia mais

Conteúdo da embalagem

Conteúdo da embalagem Conteúdo da embalagem 1. Unidade principal da Câmara Web da Prestigio 2. CD utilitário 3. Guia rápido 4. Cartão de garantia Introdução 1. Ligue o computador ou portátil. 2. Insira o conector USB em qualquer

Leia mais

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros

Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros http://publicidade.abril.com.br/revistas/espe_tecnicas/rev _recomenda.shtml Especificações Técnicas - Dicas, evitando erros Recomendações que evitam os erros mais freqüentes Nunca utilize quadricromia

Leia mais

Oficina de. Multimédia B. Imagem Digital

Oficina de. Multimédia B. Imagem Digital Oficina de Multimédia B Imagem Digital Índice Imagens vetoriais 3 Imagens bitmap 5 Pontilhismo 7 Pixel 9 Redes de pixeis 11 Dimensão da imagem 15 Imagens vetoriais: características 17 Imagens bitmap: características

Leia mais

Capítulo 1: Introdução

Capítulo 1: Introdução Capítulo 1: Introdução 1.1 Conteúdo da embalagem Quando receber a sua TVGo A03MCE, certifique-se que os seguintes itens se encontram na embalagem da TVGo A03MCE. TVGo A03MCE CD do controlador Controlo

Leia mais

O Microsoft Publisher 2013 tem um aspeto das versões anteriores, pelo que criámos este guia para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem.

O Microsoft Publisher 2013 tem um aspeto das versões anteriores, pelo que criámos este guia para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Guia de Introdução O Microsoft Publisher 2013 tem um aspeto das versões anteriores, pelo que criámos este guia para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido Adicione

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Alchemy M a n

Leia mais

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing Docente (Teóricas): Contacto: vmnf@yahoo.com ou vmnf@ipam.pt Web: http://www.vmnf.net/ipam/ig1 Aula 6 Sumário O Processador de Texto Word

Leia mais

Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Introdução No contexto da programação CNC é benéfica a possibilidade de trabalhar com programas

Leia mais

ferramentas da imagem digital

ferramentas da imagem digital ferramentas da imagem digital illustrator X photoshop aplicativo ilustração vetorial aplicativo imagem digital 02. 16 imagem vetorial X imagem de rastreio imagem vetorial traduz a imagem recorrendo a instrumentos

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a CraftArtist M

Leia mais

FORCE. João Manuel R. S. Tavares

FORCE. João Manuel R. S. Tavares FORCE Editor e Compilador de FORTRAN: Apresentação João Manuel R. S. Tavares Apresentação O FORCE é um sistema de desenvolvimento de programas em FORTRAN, de domínio público, que inclui um editor e ferramentas

Leia mais

Modelo SL355 Dosímetro de Ruído/Registrador de Dados

Modelo SL355 Dosímetro de Ruído/Registrador de Dados Modelo SL355 Dosímetro de Ruído/Registrador de Dados Guia de Ajuda do Software Versão 1.2 3/2012 Introdução ao Software O software do Dosímetro de Ruído SL355 permite configurar e recuperar os dados gravados

Leia mais

Ferramentas do Flash CS3

Ferramentas do Flash CS3 Ferramentas do Flash CS3 Podemos dividir a Tools Bar nas seguintes secções: ferramentas, visionamento, cores e opções. Para mostrar ou ocultar a barra de ferramentas usamos o atalho: cmd+ F2. Ferramentas

Leia mais

TIC 1 Processamento de Texto UMA INTRODUÇÃO AO PROCESSADOR DE TEXTO MS WORD [André Coutinho]

TIC 1 Processamento de Texto UMA INTRODUÇÃO AO PROCESSADOR DE TEXTO MS WORD [André Coutinho] TIC 1 Processamento de Texto UMA INTRODUÇÃO AO PROCESSADOR DE TEXTO MS WORD 2010 [André Coutinho] O QUE É UM PROCESSADOR DE TEXTO? É uma ferramenta; permite produzir documentos diversos, utilizando diferentes

Leia mais

GUIA DE DIGITALIZAÇÃO ÓTIMA

GUIA DE DIGITALIZAÇÃO ÓTIMA Condições para obter os melhores resultados de digitalização O processo de digitalização é afetado por fatores ambientais, pela configuração e calibração do digitalizador, bem como pelo objeto a digitalizar.

Leia mais

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA Editores vetoriais são frequentemente contrastadas com editores de bitmap, e as suas capacidades se complementam. Eles são melhores para leiaute

Leia mais

Manual do Usuário. VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas. http://www.voat.com.br/ contato@voat.com.

Manual do Usuário. VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas. http://www.voat.com.br/ contato@voat.com. Manual do Usuário VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas http://www.voat.com.br/ contato@voat.com.br Descrição Geral O VPetConverter é um programa que facilita

Leia mais

Apresentação do Projeto Gráfico

Apresentação do Projeto Gráfico Arte-final Arquivo feito no computador utilizando softwares específicos que permitem a produção de um fotolito para impressão gráfica. Programas Utilizados para a Produção de Arte-final. Dependendo das

Leia mais

Sistemas Multimédia. Ano lectivo 2006-2007. Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens

Sistemas Multimédia. Ano lectivo 2006-2007. Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens Sistemas Multimédia Ano lectivo 2006-2007 Aula 9 Representações de dados para gráficos e imagens Sumário Gráficos e imagens bitmap Tipos de dados para gráficos e imagens Imagens de 1-bit Imagens de gray-level

Leia mais

YourFonts Manual e Guia de exploração do YourFonts para utilização em contexto de Educação Visual e Tecnológica. António Oliveira

YourFonts Manual e Guia de exploração do YourFonts para utilização em contexto de Educação Visual e Tecnológica. António Oliveira Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica YourFonts Manual e Guia de exploração do YourFonts para utilização em contexto de Educação

Leia mais

OFICINA DE MULTIMÉDIA B

OFICINA DE MULTIMÉDIA B OFICINA DE MULTIMÉDIA B Ficheiros de imagem Índice Manipulação - procedimentos 3 Captura 4 Visualização 5 Processamento 6 Armazenamento/compressão 7 Arquivos de imagem 9 Profundidade de bit e de cor 11

Leia mais

Introdução ao SolidWorks. Desenhos (Vistas)

Introdução ao SolidWorks. Desenhos (Vistas) Introdução ao SolidWorks (IV): Fundamentos para Desenhos (Vistas) João Manuel R. S. Tavares / JOF Desenhos de Engenharia Basicamente os desenhos transmitem três tipos de informação sobre os objectos representados:

Leia mais

ArtRage 2.5 Manual e Guia de exploração do ArtRage 2.5 para utilização em contexto de Educação Visual e Tecnológica currículo.

ArtRage 2.5 Manual e Guia de exploração do ArtRage 2.5 para utilização em contexto de Educação Visual e Tecnológica currículo. Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica ArtRage 2.5 Manual e Guia de exploração do ArtRage 2.5 para utilização em contexto de Educação

Leia mais

a) O Word é um editor de TEXTOS. Com ele é possível digitar cartas, currículos e trabalhos escolares.

a) O Word é um editor de TEXTOS. Com ele é possível digitar cartas, currículos e trabalhos escolares. START - WORD Respostas dos Exercícios CAPÍ TULO 1 1. Complete as frases usando as palavras do quadro: JANELA TEXTOS TÍTULO ZOOM a) O Word é um editor de TEXTOS. Com ele é possível digitar cartas, currículos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SIG FORMATOS DE REPRESENTAÇÃO DE DADOS FORMATO VETORIAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SIG FORMATOS DE REPRESENTAÇÃO DE DADOS FORMATO VETORIAL FORMATO VETORIAL 1 FORMATO VETORIAL Formato que utiliza como primitivas Pontos, Linhas e Polígonos, baseadas em equações matemáticas para representar imagens na computação gráfica Primitivas: elementos

Leia mais

Imagem digital. Unidade 3

Imagem digital. Unidade 3 Imagem digital Unidade 3 Objectivos Reconhecer o potencial comunicativo/ expressivo das imagens; Reconhecer as potencialidades narrativas de uma imagem; A criação de sentido nas associações de imagens

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Cloud canvas

Leia mais

LAYOUTS PARA PLOTAGEM

LAYOUTS PARA PLOTAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA LAYOUTS PARA PLOTAGEM Professor: João Carmo Introdução Como se sabe o AutoCAD possui dois modos de apresentação

Leia mais

Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1

Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1 Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1 Normatização: Provimento nº 22/2014 Corregedoria Geral de São Paulo Segue o link com a íntegra do provimento, publicado no site da ARPEN-SP, em 18/09/2014:

Leia mais

2-Introdução e Conceitos Básicos das TIC

2-Introdução e Conceitos Básicos das TIC 2-Introdução e Conceitos Básicos das TIC Procedimentos para instalar e aceder a um programa Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Windows Prof.: Alexandra Matias Sumário Conhecer os procedimentos associados

Leia mais

UNIDADE 2 CONCEITOS BÁSICOS DE MULTIMÉDIA. Objectivos

UNIDADE 2 CONCEITOS BÁSICOS DE MULTIMÉDIA. Objectivos UNIDADE 2 CONCEITOS BÁSICOS DE MULTIMÉDIA Objectivos 1 2 Objectivos Caracterizar os diferentes tipos de media existentes Definir o conceito de multimédia Diferenciar o conceito de multimédia Diferenciar

Leia mais

FORMAÇÃO DE MICROSOFT WORD Mário de Almeida Pedro, M. Sc. Janeiro 2014

FORMAÇÃO DE MICROSOFT WORD Mário de Almeida Pedro, M. Sc. Janeiro 2014 FORMAÇÃO DE MICROSOFT WORD 2007 Mário de Almeida Pedro, M. Sc. Janeiro 2014 Bemvindo Identificação da UFCD UFCD nº 0754 Processador de Texto, com a duração de 50 horas Microsoft Word 2007 Para criar um

Leia mais

A cor e o computador. Teoria e Tecnologia da Cor. Unidade VII Pág. 1 /5

A cor e o computador. Teoria e Tecnologia da Cor. Unidade VII Pág. 1 /5 A cor e o computador Introdução A formação da imagem num Computador depende de dois factores: do Hardware, componentes físicas que processam a imagem e nos permitem vê-la, e do Software, aplicações que

Leia mais

Construção Páginas de Internet

Construção Páginas de Internet Construção Páginas de Internet Introdução ao Microsoft FrontPage Objectivos da sessão: No final da sessão os formandos deverão ser capazes de: 1 Conceito de Multimédia Em Informática, reporta-se a Sistemas

Leia mais

Tutorial Produzindo mapas

Tutorial Produzindo mapas www.gismaps.com.br Tutorial Produzindo mapas Autores: Vitor Pires Vencovsky, Rodrigo Viviani 1. Introdução Este tutorial apresenta uma metodologia para a produção de mapas digitais (raster e vetorial),

Leia mais

Tutorial Word 2007 FONTE: UNICAMP

Tutorial Word 2007 FONTE: UNICAMP Tutorial Word 2007 FONTE: UNICAMP Índice: Apresentação _ 3 O que é o Word 3 Iniciando o Word _ 3 Representação Gráfica de Interface do Word _ 4 Abrindo um documento _ 5 Formatação de Texto _6 Inserindo

Leia mais

Símbolo para a recolha separada em países da Europa

Símbolo para a recolha separada em países da Europa Símbolo para a recolha separada em países da Europa Este símbolo indica que este produto tem de ser recolhido separadamente. Os seguintes pontos aplicam-se somente a utilizadores de países europeus: Este

Leia mais

ÁBACO MÓDULOS DE CÁLCULO

ÁBACO MÓDULOS DE CÁLCULO 1 / 9 1. CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO ÁBACO. 2. ECRÃ PRINCIPAL 3. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DE DADOS. (TECLADO E RATO) 4. LARGURA DE COLUNAS DAS PASTAS, DADO E VALOR 5. MENU SUPERIOR 6. IMAGENS DE INFORMAÇÃO.

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a FotoSketcher

Leia mais

Introdução à Informática. Aula 06 MS WINDOWS XP MS WORD. Prof. Fábio Nelson

Introdução à Informática. Aula 06 MS WINDOWS XP MS WORD. Prof. Fábio Nelson Aula 06 MS WINDOWS XP MS WORD O que é? Sistema Operacional Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware. MS Windows XP O Microsoft Windows XP é uma família de sistemas

Leia mais

Introdução ao SolidWorks (IV): Fundamentos para Desenhos (Vistas)

Introdução ao SolidWorks (IV): Fundamentos para Desenhos (Vistas) Introdução ao SolidWorks (IV): Fundamentos para Desenhos (Vistas) João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Desenhos de Engenharia n Basicamente os desenhos transmitem três tipos de informação

Leia mais

Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint

Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint Tecnologias da Informação e Comunicação Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint Aspectos genéricos sobre o trabalho com imagens computacionais Imagens computacionais e programas que

Leia mais

Manual Prático. Elisabete Aguiar

Manual Prático. Elisabete Aguiar Manual Prático Elisabete Aguiar Índice A BARRA DE OPÇÕES... 4 Abrir um documento existente... 6 Guardar um documento Word... 7 Ambiente de Trabalho no Microsoft Word 2007... 9 Configuração de Páginas...

Leia mais

Módulo I. Desejamos boa sorte e bom estudo! Em caso de dúvidas, contate-nos pelo site Atenciosamente Equipe Cursos 24 Horas

Módulo I. Desejamos boa sorte e bom estudo! Em caso de dúvidas, contate-nos pelo site  Atenciosamente Equipe Cursos 24 Horas Corel Draw X6 Módulo I Parabéns por participar de um curso dos Cursos 24 Horas. Você está investindo no seu futuro! Esperamos que este seja o começo de um grande sucesso em sua carreira. Desejamos boa

Leia mais

Fundamentos II. Guillermo Cámara-Chávez

Fundamentos II. Guillermo Cámara-Chávez Fundamentos II Guillermo Cámara-Chávez Introdução Imagens digitais podem ser capturadas por uma variedade de sensores. O processamento dessas imagens possibilita diversas aplicações: transmissão de vídeo,

Leia mais