Proposta de ajuste de modelos não lineares na descrição de germinação de sementes de café

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Proposta de ajuste de modelos não lineares na descrição de germinação de sementes de café"

Transcrição

1 Proposta de ajuste de modelos não lineares na descrição de germinação de sementes de café Iábita Fabiana Sousa 1 Joel Augusto Muniz 1 Renato Mendes Guimarães 2 Taciana Villela Savian 3 1 Introdução Um mercado ainda em franca expansão, o café representou mais de 30% da produção mundial previstas para as safras 2010/2011. Originário do Oriente, o arábica (coffea arabica) produz cafés de melhor qualidade, mais finos e requintados, tem grãos de cor esverdeada e é cultivado em regiões com altitude média de 600m, sendo usualmente propagado por meio de sementes. A sua produção representa 73,9% (32,18 milhões de sacas) da produção do País, e tem como maior produtor o estado de Minas Gerais de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB, 2011). A germinação é uma sequência de eventos fisiológicos influenciada por fatores externos ou internos às sementes onde cada fator pode atuar por si ou em interação com os demais. Em geral, a germinação acumulada de sementes, constitui-se em uma curva de formato sigmoidal que pode ser avaliada por meio de modelos não lineares. A regressão não linear é uma forma de análise em que os dados são modelados por uma função que é uma combinação não linear de parâmetros do modelo e depende de uma ou mais variáveis independentes. A estimação dos parâmetros pode ser feita utilizando-se os métodos de mínimos quadrados ou método da máxima verossimilhança. O método de estimação mais usual é o dos Mínimos Quadrados Ordinários, entretanto, a possibilidade de dependência entre os dados e não homogeneidade das variâncias deve ser levado em conta na estimação dos parâmetros do modelo, pois podem alterar significamente os resultados. Para lidar eficientemente com as violações das hipóteses do Mínimos Quadrados Ordinários, é necessária a estimação por meio da técnica de Mínimos Quadrados Ponderados ou Mínimos Quadrados Generalizados. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade do ajuste dos modelos Logístico e Gompertz, com estrutura de erros independentes e autoregressivos, com autocorrelação de primeira ordem, aos dados de germinação de sementes de café coffea arábica da linhagem Catuaí vermelho IAC 99 em diferentes qualidades por meio da metodologia de modelos não lineares, apresentando uma melhor estrutura para a descrição do processo germinativo. 1 DEX - UFLA. 2 DAG - UFLA. 3 LCE - ESALQ/USP. 1

2 2 Material e métodos Os dados utilizados neste trabalho provém de um experimento realizado nos meses de setembro e outubro de 2011 no laboratório de análise de sementes (LAS) do departamento de agricultura da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Lavras - MG. Foram utilizados 3 lotes, com respectivos índices de germinação 73%, 88% e 97% de sementes de café coffea arábica L. da cultivar Catuaí Vermelho IAC 99, associando as porcentagens acima citadas as qualidades I, II, III, respectivamente. Cada tratamento constou de quatro repetições com 100 sementes, seguindo as normas das regras para análise de sementes (RAS, 2009). As germinações foram monitoradas diariamente durante 30 dias, onde a porcentagem máxima de germinação acumulada foi alcançada em torno do 21 o dia após o início do experimento, utilizando-se a protusão radicular como critério de germinação. Os resultados da germinação diária foram estudados por meio dos modelos não-lineares Logístico, Logístico com estrutura - AR(1), Gompertz e Gompertz com estrutura - AR(1), estimando-se os parâmetros α, β e γ para obtenção das curvas de porcentagem de germinação. Os modelos ajustados estão de acordo com a parametrização apresentada por Seber e Wild (1989). Descritos pelas seguintes expressões: W i = W i = α 1 + exp[ γ(t i β)] + u i (1) α 1 + exp[ γ(t i β)] + φu i 1 + ξ i (2) W i = αexp[ exp(γ(t i β))] + u i (3) W i = αexp[ exp(γ(t i β))] + φu i 1 + ξ i (4) Em que: W i - expressa a porcentagem de germinação acumulada no tempo t; α - corresponde ao valor assintótico, ou seja, valor de estabilização da porcentagem de germinação em relação ao tempo; β - corresponde ao tempo onde W alcança metade do seu valor máximo no modelo Logístico e no modelo Gompertz W alcança proporção 1/e do seu valor máximo; γ - está vinculado à taxa de crescimento, que representa a velocidade de germinação para atingir o valor assintótico; exp - refere-se à base do logaritmo neperiano; t i - refere-se ao valor da variável independente, ou seja, tempo necessário para germinação de sementes, dado em dias, i = 1,2,3...30; u i - corresponde ao resíduo no tempo t; u i 1 - corresponde ao resíduo no tempo t-1; φ - corresponde ao parâmetro autoregressivo de ordem 1; ξ i - é o ruido branco. No ajuste dos modelos, utilizou-se a a função gnls (Adequação do modelo linear utilizando Mínimos Quadrados Generalizados ) do pacote nlme do programa R versão ( ). A seleção do melhor modelo considerou a precisão dos ajustes baseados no desvio padrão residual (DPR), no máximo da função de verossimilhança (MFV) através do teste da razão da 2

3 máxima verossimilhança (TRV), critério de informação de Akaike (AIC) e critério Bayesiano de Schwarz (BIC). Tanto DPR o AIC e o BIC são usados para comparar modelos não aninhados e o melhor modelo, considerando o ajuste, será aquele que apresentar menor valor. maiores detalhes podem ser encontrados em Bozdogan(1987). O TRV, trata-se de um teste de comparação dois a dois de modelos aninhados dado pela diferença entre os valores máximos da função de verossimilhança dos modelos expresso por: L = 2log L 1 L 2 = 2[log(L 2 ) log(l 1 )] sendo L 2 o máximo do logaritmo natural da função de verossimilhança para o modelo mais parametrizado e L 1 para modelo mais simples. Esse valor é testado pela estatística χ 2 (δ,υ) com δ graus de liberdade (gl) onde υ é a diferença entre o número de parâmetros do modelo mais parametrizado e o modelo mais simples. Se o valor de TRV for significativo ao nível α de probabilidade, o modelo com maior valor de mv (máxima verossimilhança) apresenta maior precisão. 3 Resultados e discussões O teste Shapiro-Wilk aplicado aos resíduos para cada um dos dois modelos de regressão ajustados foi não significativo (valor-p> 0, 10) não fornecendo evidências para a rejeição da hipótese nula de normalidade. Os resultados obtidos para as estimativas dos parâmetros dos modelos e os resultados dos avaliadores da qualidade de ajuste estão apresentados na Tabelas 1 e 2 respectivamente. De acordo com os resultados apresentados na Tabela 1, os modelos encontraram valores para o parâmetro β condizentes com o que foi exposto por Eira et al., (2006) em estudo sobre a fisiologia e germinação da semente de café. Tabela 1.Estimativas dos parâmetros dos modelos Logístico e Gompertz aos valores de porcentagem de germinação de sementes de café para as qualidades I, II e III Qualidades Modelos α β γ φ Logístico 92,82 10,22 1,27 - I Logistico AR(1) 92,87 10,23 1,25-0,52 Gompertz 93,28 9,69 0,84 - Gompertz AR(1) 93,23 9,69 0,85-0,74 Logístico 92,46 10,16 0,99 - II Logistico AR(1) 92,37 10,12 1,00 0,23 Gompertz 93,06 9,49 0,66 - Gompertz AR(1) 93,08 9,49 0,66-0,51 Logístico 96,92 9,06 1,48 - III Logistico AR(1) 96,42 8,89 1,57 0,70 Gompertz 97,23 8,62 1,02 - Gompertz AR(1) 97,26 8,61 1,01-0,39 Sendo assim, os resultados (Tabela 2) indicam o modelo Gompertz com estrutura de erros AR(1), como o que melhor se ajusta aos dados, embora o modelo Logístico apresente estimativas que descrevem bem os dados avaliados, como pode ser visualizado nas Figuras 1, 2, e 3. 3

4 Tabela 2. Estimativas dos avaliadores de qualidade de ajuste para os modelos ajustados na descrição de germinação de sementes para as três qualidades avaliadas Qualidades Modelos TRV DPR AIC BIC Logístico - 2, , ,0297 I Logistico AR(1) 9,8417*** 2, , ,5891 Gompertz - 2, , ,2903 Gompertz AR(1) 25,8619*** 2, , ,8296 Logístico - 2, , ,9071 II Logistico AR(1) 1,5556 NS 2, , ,7527 Gompertz - 1, , ,4143 Gompertz AR(1) 9,3801*** 1, , ,4355 Logístico - 1, , ,5692 III Logistico AR(1) 0,7266 NS 2, , ,9563 Gompertz - 0, , ,1071 Gompertz AR(1) 3,9992** 0, , ,5090 Figura 1: Valores médios da porcentagem de germinação acumulada, da curva de ajuste dos modelos Logístico e Gompertz com estruturas de erros AR (1) para a qualidade I. Figura 2: Valores médios da porcentagem de germinação acumulada, da curva de ajuste dos modelos Logístico com estrutura de erros independentes e Gompertz com estrutura de erro AR(1) para a qualidade II. Os resultados apresentados nas Tabelas 1 e 2 e Figuras 1, 2 e 3 evidenciam a utilização dos modelos Logístico e Gompertz na descrição da germinação de sementes de café, fornecendo informações sobre o processo germinativo ao longo do tempo. 4

5 Figura 3: Valores médios da porcentagem de germinação acumulada, da curva de ajuste dos modelos Logístico com estrutura de erros independentes e Gompertz com estrutura de erro AR(1) para a qualidade V. 4 Conclusões A descrição de germinação de sementes de café ao longo do tempo foi descrita adequadamente por modelos de regressão não linear. O modelo de Gompertz com estrutura de erros autoregressivos de primeira ordem foi o que proporcionou melhor qualidade de ajuste em todas as qualidades analisadas. Referências [1] BOZSDOGAN, H. Model selection and Akaike s information criterion (AIC): The general theory and its analytical extensions. Psychometrika. v. 52, p [2] CONAB. COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Acompanhamento da Safra Brasileira Café, Safra 2011 segunda estimativa, maio/2011.brasília: Conab, Disponível em: boletim ccafe portugues - maio o lev. Acesso em: 1 de setembro [3] EIRA, M.T. S.;SILVA, E. A. A. da.; CASTRO, R. D.; DUSSERT, S.; WALTERS, C.; BEWLEY, J. D.; HILHORST, H. W. M. Coffee seed physiology. Brazilian Journal of Plant Physiology. v. 18, n. 1, p , [4] R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: a language and environment for statistical computing. Vienna: R Foundation for Statistical Computing,versão Disponível em: Acesso em: 5 jan [5] RAS. Regras para análise de sementes. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA, p [6] SEBER, G.A.F.; WILD, C.J. Nonlinear regression. New York: John Wiley, p. 5

Comparação dos modelos de Gompertz e Verhulst no ajuste de dados de uma variedade de feijão

Comparação dos modelos de Gompertz e Verhulst no ajuste de dados de uma variedade de feijão Comparação dos modelos de Gompertz e Verhulst no ajuste de dados de uma variedade de feijão 1 Introdução Laís Mesquita Silva 1 Allan Alves Fernandes 2 Filipe Rizzo 3 Augusto Ramalho de Morais 4 O feijoeiro-comum

Leia mais

Avaliação do coeficiente de variação na experimentação com cana-de-açúcar. Introdução

Avaliação do coeficiente de variação na experimentação com cana-de-açúcar. Introdução Avaliação do coeficiente de variação na experimentação com cana-de-açúcar Introdução Rubens L. do Canto Braga Jr. 12 Jaime dos Santos Filho 3 Joel Augusto Muniz 3 Na experimentação agronômica, em geral,

Leia mais

Análise de correspondência aplicada ao estudo da qualidade de cafés especiais

Análise de correspondência aplicada ao estudo da qualidade de cafés especiais Análise de correspondência aplicada ao estudo da qualidade de cafés especiais Mariele Vilela Bernardes Prado 1 Renato Ribeiro de Lima 1 Flávio Meira Borém 2 1 Introdução O café, uma das bebidas mais populares

Leia mais

Modelo sigmoide de Boltzmann com erros auto regressivos na descrição da frequência cardíaca em testes progressivos

Modelo sigmoide de Boltzmann com erros auto regressivos na descrição da frequência cardíaca em testes progressivos Modelo sigmoide de Boltzmann com erros auto regressivos na descrição da frequência cardíaca em testes progressivos Sílvio de Castro Silveira 12 1 Introdução Joel Augusto Muniz 2 Tadeu Vilela de Souza 2

Leia mais

Modelagem de séries temporais de demanda de energia elétrica da Universidade Federal de Lavras, correspondentes ao período de 1995 a 2013

Modelagem de séries temporais de demanda de energia elétrica da Universidade Federal de Lavras, correspondentes ao período de 1995 a 2013 Modelagem de séries temporais de demanda de energia elétrica da Universidade Federal de Lavras, correspondentes ao período de 1995 a 2013 Jair Rocha do Prado 1 Thelma Sáfadi 2 Joaquim Paulo da Silva 3

Leia mais

Área de Atuação 2010/2011:

Área de Atuação 2010/2011: Área de Atuação 2010/2011: Área de Atuação 2012: Culturas mais Importantes: Norte do ES e Sul da Bahia: Café Conillon, Mamão, Melancia, Banana, Cana de Açúcar, Maracujá e Cacau Região Central do ES: Café

Leia mais

Análise de modelos lineares mistos com dois fatores longitudinais: um fator quantitativo e um qualitativo ordinal.

Análise de modelos lineares mistos com dois fatores longitudinais: um fator quantitativo e um qualitativo ordinal. Anais do XII Encontro Mineiro de Estatística - MGEST 013. Uberlândia - 0 e 06 de setembro de 013. Revista Matemática e Estatística em Foco - ISSN:318-0 Análise de modelos lineares mistos com dois fatores

Leia mais

Ajuste do modelo logístico ao número de alunos ingressos nos cursos superiores do IFSEMG - Câmpus Rio Pomba

Ajuste do modelo logístico ao número de alunos ingressos nos cursos superiores do IFSEMG - Câmpus Rio Pomba Ajuste do modelo logístico ao número de alunos ingressos nos cursos superiores do IFSEMG - Câmpus Rio Pomba Diánis Ferreira Irias 1 2 Marcos Coutinho Mota 1 2 Flávio Bittencourt 1 2 1 Introdução Os institutos

Leia mais

Modelagem do preço da soja utilizando a metodologia de análise de séries temporais 1

Modelagem do preço da soja utilizando a metodologia de análise de séries temporais 1 Modelagem do preço da soja utilizando a metodologia de análise de séries temporais 1 Jair Wyzykowski 2 Maíra Rodrigues Villamagna 3 Thelma Sáfadi 4 Augusto Ramalho de Morais 5 1 Introdução Uma série é

Leia mais

IÁBITA FABIANA SOUSA. AJUSTE DE MODELOS NÃO LINEARES NA DESCRIÇÃO DE GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CV. CATUAÍ

IÁBITA FABIANA SOUSA. AJUSTE DE MODELOS NÃO LINEARES NA DESCRIÇÃO DE GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CV. CATUAÍ IÁBITA FABIANA SOUSA AJUSTE DE MODELOS NÃO LINEARES NA DESCRIÇÃO DE GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CV. CATUAÍ LAVRAS - MG 2012 IÁBITA FABIANA SOUSA AJUSTE DE MODELOS NÃO LINEARES NA

Leia mais

Utilizando a função auto.arima em modelos de séries temporais

Utilizando a função auto.arima em modelos de séries temporais Utilizando a função auto.arima em modelos de séries temporais Erasnilson Vieira Camilo 1 2 Marina Rodrigues Maestre 1 Rick Anderson Freire Mangueira 1 Elias Silva de Medeiros 1 Cristian Villegas 1 1 Introdução

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO SAFRA 2014/15

BOLETIM TÉCNICO SAFRA 2014/15 1 10 EFEITO DE DOSES E FONTES DE ENXOFRE NA CULTURA DA SOJA Objetivo Avaliar o efeito de diferentes doses e fontes de enxofre na cultura da soja em Lucas do Rio Verde-MT na Safra 2014/15. BOLETIM TÉCNICO

Leia mais

Classificação de dados em modelos com resposta binária via algoritmo boosting e regressão logística

Classificação de dados em modelos com resposta binária via algoritmo boosting e regressão logística Classificação de dados em modelos com resposta binária via algoritmo boosting e regressão logística Gilberto Rodrigues Liska 1 5 Fortunato Silva de Menezes 2 5 Marcelo Ângelo Cirillo 3 5 Mario Javier Ferrua

Leia mais

Utilização de modelos marginais na análise de dados longitudinais irregulares em relação ao tempo

Utilização de modelos marginais na análise de dados longitudinais irregulares em relação ao tempo Utilização de modelos marginais na análise de dados longitudinais irregulares em relação ao tempo César Gonçalves de Lima 1 Michele Barbosa 2 Valdo Rodrigues Herling 3 1. Introdução Dados longitudinais

Leia mais

ANÁLISE DA PROVA DE PORTUGUÊS PARA O CURSO DE AGRONOMIA ATRAVÉS DA TEORIA DA RESPOSTA AO ITEM

ANÁLISE DA PROVA DE PORTUGUÊS PARA O CURSO DE AGRONOMIA ATRAVÉS DA TEORIA DA RESPOSTA AO ITEM ANÁLISE DA PROVA DE PORTUGUÊS PARA O CURSO DE AGRONOMIA ATRAVÉS DA TEORIA DA RESPOSTA AO ITEM Fabrícia de Matos Oliveira 1, Eric Batista Ferreira 2, Marcelo Silva de Oliveira 3 INTRODUÇÃO Na área educacional,

Leia mais

Análise da série do custo da cesta básica de Belo Horizonte, MG.

Análise da série do custo da cesta básica de Belo Horizonte, MG. Análise da série do custo da cesta básica de Belo Horizonte, MG. Tamara Aparecida Nogueira dos Anjos 12 Érica Fernanda da Cruz 3 Thelma Sáfadi 3 1 Introdução Em nosso dia-a-dia é comum fenômenos que evoluem

Leia mais

ANÁLISE BAYESIANA PARA AVALIAR O DESEMPENHO DE LARVAS DE TILÁPIA-DO-NILO, SUPLEMENTADAS COM ALL-G-RICH E AQUATE FISH

ANÁLISE BAYESIANA PARA AVALIAR O DESEMPENHO DE LARVAS DE TILÁPIA-DO-NILO, SUPLEMENTADAS COM ALL-G-RICH E AQUATE FISH ANÁLISE BAYESIANA PARA AVALIAR O DESEMPENHO DE LARVAS DE TILÁPIA-DO-NILO, SUPLEMENTADAS COM ALL-G-RICH E AQUATE FISH Jailton da Silva Bezerra Júnior 1, Hanner Mahmud Karim 1, André Luiz Seccatto Garcia

Leia mais

Avaliação de Híbridos de Milho do Programa de Melhoramento Genético do DBI/UFLA

Avaliação de Híbridos de Milho do Programa de Melhoramento Genético do DBI/UFLA XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Avaliação de Híbridos de Milho do Programa de Melhoramento Genético do DBI/UFLA Renato Barbosa Camargos 1, Amanda

Leia mais

Sensibilidade do método de adaptabilidade e estabilidade de Lin & Binns: um estudo via simulação

Sensibilidade do método de adaptabilidade e estabilidade de Lin & Binns: um estudo via simulação Sensibilidade do método de adaptabilidade e estabilidade de Lin & Binns: um estudo via simulação Rafael Lédo Rocha de Oliveira DET, UFV 1 Anderson Rodrigo da Silva DET, UFV Cosme Damião Cruz DBG, UFV Paulo

Leia mais

DESCRIPTION VEGETATIVE GROWTH OF COFFEE TREE FARMING RUBY MG 1192 USING REGRESSION MODELS

DESCRIPTION VEGETATIVE GROWTH OF COFFEE TREE FARMING RUBY MG 1192 USING REGRESSION MODELS 266 DESCRIÇÃO DO CRESCIMENTO VEGETATIVO DO CAFEEIRO CULTIVAR Pereira, A. A. et al. RUBI MG 1192, UTILIZANDO MODELOS DE REGRESSÃO Adriele Aparecida Pereira 1, Augusto Ramalho de Morais 2, Myriane Stella

Leia mais

Análise de previsão da inflação no período pós-plano Real

Análise de previsão da inflação no período pós-plano Real Análise de previsão da inflação no período pós-plano Real Marina Rodrigues Maestre 1 Jayane Pereira de Oliveira 2 Raquel Castellucci Caruso Sachs 3 Vitor Augusto Ozaki 4 1 Introdução Durante a década de

Leia mais

Relatório do Experimento 1 Sistema Massa - Mola. Fernando Henrique Ferraz Pereira da Rosa

Relatório do Experimento 1 Sistema Massa - Mola. Fernando Henrique Ferraz Pereira da Rosa FEP0111 - Física I Relatório do Experimento 1 Sistema Massa - Mola Fernando Henrique Ferraz Pereira da Rosa 4 de novembro de 2005 Sumário 1 Introdução 2 2 Objetivos 2 3 Procedimento experimental 2 3.1

Leia mais

Função bayesiana em R para o problema de Behrens-Fisher multivariado

Função bayesiana em R para o problema de Behrens-Fisher multivariado Função bayesiana em R para o problema de Behrens-Fisher multivariado Patrícia de Siqueira Ramos 1 2 Daniel Furtado Ferreira 3 1 Introdução Um dos problemas mais comuns na Estatística aplicada é o de comparar

Leia mais

Seleção de cultivares Bourbon visando à produção de cafés especiais

Seleção de cultivares Bourbon visando à produção de cafés especiais Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Seleção de cultivares Bourbon visando à produção de cafés especiais Antonio Alfredo de Figueiredo Rodrigues (1), Gladyston Rodrigues

Leia mais

Ajuste de modelos de séries temporais para pressão atmosférica de Uberlândia

Ajuste de modelos de séries temporais para pressão atmosférica de Uberlândia Ajuste de modelos de séries temporais para pressão atmosférica de Uberlândia Valiana Alves Teodoro Mirian Fernandes Carvalho Araújo Lúcio Borges de Araújo Introdução Na comercialização de produtos originados

Leia mais

XVIII CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 19 a 23 de outubro de 2009

XVIII CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 19 a 23 de outubro de 2009 REGRESSÃO MÚLTIPLA APLICADA AOS DADOS DE VENDAS DE UMA REDE DE LOJAS DE ELETRODOMÉSTICOS VANESSA SIQUEIRA PERES 1 RESUMO: Esse trabalho foi realizado com o objetivo de ajustar os dados de vendas de uma

Leia mais

Aplicação da metodologia Box & Jenkins para previsão de vendas de emulsificante

Aplicação da metodologia Box & Jenkins para previsão de vendas de emulsificante Aplicação da metodologia Box & Jenkins para previsão de vendas de emulsificante Eduardo Campana Barbosa1 Carlos Henrique Osório Silva2 Resumo: Utilizou-se a metodologia Box & Jenkins para previsão da demanda

Leia mais

Modelagem do número de patentes nos países americanos via Regressão múltipla

Modelagem do número de patentes nos países americanos via Regressão múltipla Modelagem do número de patentes nos países americanos via Regressão múltipla Diailison Teixeira de Carvalho 1 Luiz Alberto Beijo 2 Eduardo Gomes Salgado 3 1 Introdução A análise de regressão linear múltipla

Leia mais

Curvas de crescimento de bovinos com coeficientes aleatórios para peso à maturidade

Curvas de crescimento de bovinos com coeficientes aleatórios para peso à maturidade Curvas de crescimento de bovinos com coeficientes aleatórios para peso à maturidade Naara Negrão Pereira 4 Antonio Policarpo Souza Carneiro 4 Elisabeth Regina de Toledo 4 Paulo César Emiliano 4 Fabano

Leia mais

Qualidade de sementes de café produzidas na Fazenda Experimental de Três Pontas da EPAMIG Sul de Minas

Qualidade de sementes de café produzidas na Fazenda Experimental de Três Pontas da EPAMIG Sul de Minas Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 10., 2013. Belo Horizonte Qualidade de sementes de café produzidas na Fazenda Experimental de Três Pontas da EPAMIG Sul de Minas Júlia Vaz Tostes Miluzzi

Leia mais

Ajuste da função logística a dados de crescimento

Ajuste da função logística a dados de crescimento Ajuste da função logística a dados de crescimento Glauber Márcio Silveira Pereira 1 Lídia Raquel de Carvalho 1 Martha Maria Mishan 1 1 Introdução As curvas de crescimento têm diversas aplicações de suma

Leia mais

Perfil geoestatístico de taxas de infiltração do solo

Perfil geoestatístico de taxas de infiltração do solo Perfil geoestatístico de taxas de infiltração do solo João Vitor Teodoro¹ Jefferson Vieira José² 1 Doutorando em Estatística e Experimentação Agronômica (ESALQ/USP). 2 Doutorando em Irrigação e Drenagem

Leia mais

Tamanho de amostra para estimação de medidas de tendência central de caracteres de tremoço branco

Tamanho de amostra para estimação de medidas de tendência central de caracteres de tremoço branco Tamanho de amostra para estimação de medidas de tendência central de caracteres de tremoço branco Cláudia Burin 1 Alberto Cargnelutti Filho 2 Marcos Toebe 3 Bruna Mendonça Alves 2 André Luis Fick 4 1 Introdução

Leia mais

Previsão de vendas de materiais de construção civil na elaboração de planejamento estratégico

Previsão de vendas de materiais de construção civil na elaboração de planejamento estratégico Previsão de vendas de materiais de construção civil na elaboração de planejamento estratégico Natália da Silva Martins 1 2 Paulo Justiniano Ribeiro Junior 3 1 Introdução Atualmente, com a estabilização

Leia mais

ANÁLISE DO DIÂMETRO DE COPA DO CAFEEIRO RECEPADO UTILIZANDO UM MODELO NÃO LINEAR MISTO

ANÁLISE DO DIÂMETRO DE COPA DO CAFEEIRO RECEPADO UTILIZANDO UM MODELO NÃO LINEAR MISTO ANÁLISE DO DIÂMETRO DE COPA DO CAFEEIRO RECEPADO UTILIZANDO UM MODELO NÃO LINEAR MISTO Jair WYZYKOWSKI 1 Anselmo Augusto de Paiva CUSTÓDIO2 Adriano Augusto de Paiva CUSTÓDIO3 Natalino Martins GOMES 4 Augusto

Leia mais

CURVAS DE CRESCIMENTO DE BOVINOS DE DIFERENTES GÊNEROS EM AQUIDAUANA, MS

CURVAS DE CRESCIMENTO DE BOVINOS DE DIFERENTES GÊNEROS EM AQUIDAUANA, MS CURVAS DE CRESCIMENTO DE BOVINOS DE DIFERENTES GÊNEROS EM AQUIDAUANA, MS Victor Simonetti Siqueira 1 ; Henrique Jorge Fernandes ; Luísa Melville Paiva 3 1 Estudante do Curso de Zootecnia da UEMS, Unidade

Leia mais

Modelos Lineares Generalizados - Verificação do Ajuste do Modelo

Modelos Lineares Generalizados - Verificação do Ajuste do Modelo Modelos Lineares Generalizados - Verificação do Ajuste do Modelo Erica Castilho Rodrigues 21 de Junho de 2013 3 Uma outra medida usada para verificar o ajuste do modelo. Essa estatística é dada por X

Leia mais

Teste para a diferença entre duas distribuições espaciais de vespas (Hymenoptera: Vespidae) predadoras do bicho-mineiro do cafeeiro

Teste para a diferença entre duas distribuições espaciais de vespas (Hymenoptera: Vespidae) predadoras do bicho-mineiro do cafeeiro Teste para a diferença entre duas distribuições espaciais de vespas (Hymenoptera: Vespidae) predadoras do bicho-mineiro do cafeeiro Franciella Marques da Costa 1,2 Gabriella de Freitas Alves 2 João Domingos

Leia mais

TESTE DE GERMINAÇÃO EM SEMENTES DE MAMONA

TESTE DE GERMINAÇÃO EM SEMENTES DE MAMONA TESTE DE GERMINAÇÃO EM SEMENTES DE MAMONA Diego Coelho dos Santos, Maria Laene Moreira de Carvalho, Luciana Magda de Oliveira, Verônica Yumi Kataoka, Antônio Lucrécio dos Santos Neto. Universidade Federal

Leia mais

ESTUDO DO TEMPO ATÉ APOSENTADORIA DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DA UFLA VIA MODELO DE COX

ESTUDO DO TEMPO ATÉ APOSENTADORIA DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DA UFLA VIA MODELO DE COX ESTUDO DO TEMPO ATÉ APOSENTADORIA DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DA UFLA VIA MODELO DE COX Patrícia de Siqueira Ramos 1, Mário Javier Ferrua Vivanco 2 INTRODUÇÃO O servidor técnico-administrativo

Leia mais

DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DO CAFEEIRO A PARTIR DE DIFERENTES ALTURAS DE DECOTE

DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DO CAFEEIRO A PARTIR DE DIFERENTES ALTURAS DE DECOTE 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DO CAFEEIRO A PARTIR DE DIFERENTES ALTURAS DE DECOTE

Leia mais

de Piracicaba-SP: uma abordagem comparativa por meio de modelos probabilísticos

de Piracicaba-SP: uma abordagem comparativa por meio de modelos probabilísticos Descrição da precipitação pluviométrica no munícipio de Piracicaba-SP: uma abordagem comparativa por meio de modelos probabilísticos Idemauro Antonio Rodrigues de Lara 1 Renata Alcarde 2 Sônia Maria De

Leia mais

11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO

11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO 11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO ESTÁDIO R3 DA SOJA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de diferentes fontes de potássio aplicados no estádio

Leia mais

Análise da série temporal do desemprego em regiões metropolitanas do Brasil

Análise da série temporal do desemprego em regiões metropolitanas do Brasil Análise da série temporal do desemprego em regiões metropolitanas do Brasil Érica Fernanda da Cruz 1 3 Tamara Aparecida Nogueira dos Anjos 2 Thelma Sáfadi 2 1 Introdução O desemprego no Brasil é uma constante

Leia mais

Função R para analisar experimentos em DBC com Fatorial Duplo e um Tratamento Adicional, em uma só Rodada

Função R para analisar experimentos em DBC com Fatorial Duplo e um Tratamento Adicional, em uma só Rodada Função R para analisar experimentos em DBC com Fatorial Duplo e um Tratamento Adicional, em uma só Rodada Pórtya Piscitelli Cavalcanti 1 2 Eric Batista Ferreira 1 Denismar Alves Nogueira 1 1 Introdução

Leia mais

Modelos mistos na análise de dados longitudinais de um experimento para armazenamento de banana

Modelos mistos na análise de dados longitudinais de um experimento para armazenamento de banana Modelos mistos na análise de dados longitudinais de um experimento para armazenamento de banana Simone Silmara Werner Gurgel do Amaral Sara Regina Kulzer 2 Marcus Vinícius Silva Gurgel do Amaral Sílvia

Leia mais

METÓDOS DE REGRESSÃO KERNEL

METÓDOS DE REGRESSÃO KERNEL METÓDOS DE REGRESSÃO KERNEL George Cavalcanti de Albuquerque Júnior 1; Getúlio José Amorim do Amaral 2 1 Estudante do Curso de Estatística - CCEN UFPE; E-mail: gcdaj1@de.ufpe.br, 2 Docente/pesquisador

Leia mais

Consistência de agrupamentos de acessos de alho via análise discriminante

Consistência de agrupamentos de acessos de alho via análise discriminante Consistência de agrupamentos de acessos de alho via análise discriminante 1 Introdução 1 Anderson Rodrigo da Silva 1 Paulo Roberto Cecon 1 Mário Puiatti 2 Moysés Nascimento 1 Fabyano Fonseca e Silva 1

Leia mais

Considerações Estatísticas Sobre os Testes de Pureza Genética em Milho e Sorgo

Considerações Estatísticas Sobre os Testes de Pureza Genética em Milho e Sorgo Considerações Estatísticas Sobre os Testes de Pureza Genética em Milho e Sorgo XXIV Congresso Nacional de Milho e Sorgo - 01 a 05 de setembro de 2002 - Florianópolis - SC ANDREOLI, CLAUDINEI; ANDRADE,

Leia mais

MOMENTO DE APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO EM COBERTURA EM TRIGO: QUALIDADE TECNOLÓGICA E RENDIMENTO DE GRÃOS

MOMENTO DE APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO EM COBERTURA EM TRIGO: QUALIDADE TECNOLÓGICA E RENDIMENTO DE GRÃOS MOMENTO DE APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO EM COBERTURA EM TRIGO: QUALIDADE TECNOLÓGICA E RENDIMENTO DE GRÃOS João Leonardo Fernandes Pires 1, Ricardo Lima de Castro 1, Eliana Maria Guarienti 1, Luiz Eichelberger

Leia mais

Ajuste de um modelo de TRI aos dados do vestibular 2011.2 do curso de Administração Noturno da Universidade Federal de Uberlândia

Ajuste de um modelo de TRI aos dados do vestibular 2011.2 do curso de Administração Noturno da Universidade Federal de Uberlândia Ajuste de um modelo de TRI aos dados do vestibular 20.2 do curso de Administração Noturno da Universidade Federal de Uberlândia José Waldemar da Silva 2 Mirian Fernandes Carvalho Araújo 2 Lucio Borges

Leia mais

Predição do preço médio anual do frango por intermédio de regressão linear

Predição do preço médio anual do frango por intermédio de regressão linear Predição do preço médio anual do frango por intermédio de regressão linear João Flávio A. Silva 1 Tatiane Gomes Araújo 2 Janser Moura Pereira 3 1 Introdução Visando atender de maneira simultânea e harmônica

Leia mais

RENDIMENTO DE FRUTOS DE CAFEEIROS, NA 1ª SAFRA, SOB EFEITO DO DÉFICIT HÍDRICO DE JAN-MAR DE EXEMPLO DE PROPRIEDADE NO SUL DE MINAS.

RENDIMENTO DE FRUTOS DE CAFEEIROS, NA 1ª SAFRA, SOB EFEITO DO DÉFICIT HÍDRICO DE JAN-MAR DE EXEMPLO DE PROPRIEDADE NO SUL DE MINAS. RENDIMENTO DE FRUTOS DE CAFEEIROS, NA 1ª SAFRA, SOB EFEITO DO DÉFICIT HÍDRICO DE JAN-MAR DE 2014 - EXEMPLO DE PROPRIEDADE NO SUL DE MINAS. J.B. Matiello Eng Agr Fundação Procafé e J. Renato Dias e Lucas

Leia mais

VII Semana de Ciência Tecnologia IFMG campus

VII Semana de Ciência Tecnologia IFMG campus Avaliação do efeito do corretivo líquido sobre o ph, Ca 2+, Mg 2+, porcentagem de saturação por bases (V) e alumínio (m) em um Latossolo Vermelho distroférrico André Luís Xavier Souza 1 ; Fernando Carvalho

Leia mais

Modificação do teste de Tukey para uso sob heterocedasticidade e desbalanceamento

Modificação do teste de Tukey para uso sob heterocedasticidade e desbalanceamento Modificação do teste de Tukey para uso sob heterocedasticidade e desbalanceamento Paulo César de Resende Andrade 1 Lucas Luciano Barbosa 1 Regiane Teixeira Farias 1 Ana Luisa de Castro Pereira Martins

Leia mais

Distribuição Generalizada de Valores Extremos (GVE): Um estudo aplicado a valores de temperatura mínima da Cidade de Viçosa-MG

Distribuição Generalizada de Valores Extremos (GVE): Um estudo aplicado a valores de temperatura mínima da Cidade de Viçosa-MG Distribuição Generalizada de Valores Extremos (GVE): Um estudo aplicado a valores de temperatura mínima da Cidade de Viçosa-MG Eduardo Campana Barbosa 12 Carlos Henrique Osório Silva 3 Rômulo César Ricardo

Leia mais

14 AVALIAÇÃO DE HERBICIDAS PRÉ-EMERGENTES NA

14 AVALIAÇÃO DE HERBICIDAS PRÉ-EMERGENTES NA 14 AVALIAÇÃO DE HERBICIDAS PRÉ-EMERGENTES NA CULTURA DA SOJA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi avaliar a eficácia dos herbicidas Boral, Classic, e Spider visando o manejo do complexo

Leia mais

Renata Pires Gonçalves 1 Lucas Monteiro Chaves 2 Taciana Villela Savian 3 Fabyano Fonseca e Silva 4 Crysttian Arantes Paixão 5.

Renata Pires Gonçalves 1 Lucas Monteiro Chaves 2 Taciana Villela Savian 3 Fabyano Fonseca e Silva 4 Crysttian Arantes Paixão 5. Estimador não paramétrico para modelos de platô de resposta via regressão isotônica aplicado a dados de deposição de Zn no dedo médio de aves fêmeas da linhagem Hubbard Renata Pires Gonçalves 1 Lucas Monteiro

Leia mais

Avaliação do desenvolvimento inicial de milho crioulo cultivados na região do Cariri Cearense através de teste de germinação

Avaliação do desenvolvimento inicial de milho crioulo cultivados na região do Cariri Cearense através de teste de germinação Juazeiro do Norte-CE, 17 a 19 de Dezembro de Avaliação do desenvolvimento inicial de milho crioulo cultivados na região do Cariri Cearense através de teste de germinação Rubens Rangel Rolim 1 Silvério

Leia mais

Modelo não linear para a relação entre proteína e extrato seco desengordurado do leite

Modelo não linear para a relação entre proteína e extrato seco desengordurado do leite Modelo não linear para a relação entre proteína e extrato seco desengordurado do leite Tainara Machado Elias 1 Ana Paula Pereira Silva 1 Hernani Martins Júnior 1 1 Introdução O leite é um dos produtos

Leia mais

REGRESSÃO LINEAR ENTRE TEMPERATURA E DENSIDADE DA GASOLINA RESUMO

REGRESSÃO LINEAR ENTRE TEMPERATURA E DENSIDADE DA GASOLINA RESUMO REGRESSÃO LINEAR ENTRE TEMPERATURA E DENSIDADE DA GASOLINA Maderson Alves Ferreira Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR madersonalvesferreira@hotmail.com Rosangela A. B. Assumpção Universidade

Leia mais

Estudo dos fatores que influenciam no tempo até o transplante renal nos pacientes em tratamento de Hemodiálise

Estudo dos fatores que influenciam no tempo até o transplante renal nos pacientes em tratamento de Hemodiálise Estudo dos fatores que influenciam no tempo até o transplante renal nos pacientes em tratamento de Hemodiálise Carolina Ferreira Barroso 1 Graziela Dutra Rocha Gouvêa 2 1. Introdução A análise de sobrevivência

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS DE CAFEEIRO EM TUBETES UTILIZANDO SUBSTRATOS CONSTITUÍDOS POR CASCA DE ARROZ CARBONIZADA E CASCA DE CAFÉ COMPOSTADA

PRODUÇÃO DE MUDAS DE CAFEEIRO EM TUBETES UTILIZANDO SUBSTRATOS CONSTITUÍDOS POR CASCA DE ARROZ CARBONIZADA E CASCA DE CAFÉ COMPOSTADA PRODUÇÃO DE MUDAS DE CAFEEIRO EM TUBETES UTILIZANDO SUBSTRATOS CONSTITUÍDOS POR CASCA DE ARROZ CARBONIZADA E CASCA DE CAFÉ COMPOSTADA CARVALHO, MYCHELLE 1 ; VALLONE, HAROLDO SILVA 2 ; DIAS, FÁBIO PEREIRA

Leia mais

Produtividade e qualidade de diferentes genótipos de Bourbon cultivados em Minas Gerais visando à produção de cafés especiais

Produtividade e qualidade de diferentes genótipos de Bourbon cultivados em Minas Gerais visando à produção de cafés especiais Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Produtividade e qualidade de diferentes genótipos de Bourbon cultivados em Minas Gerais visando à produção de cafés especiais Priscilla

Leia mais

CERNE ISSN: Universidade Federal de Lavras Brasil

CERNE ISSN: Universidade Federal de Lavras Brasil CERNE ISSN: 14-77 cerne@dcf.ufla.br Universidade Federal de Lavras Brasil Ribeiro de Mendonça, Adriano; de Pádua Chaves e Carvalho, Samuel; Calegario, Natalino MODELOS HIPSOMÉTRICOS GENERALIZADOS MISTOS

Leia mais

MOQ-14 Projeto e Análise de Experimentos

MOQ-14 Projeto e Análise de Experimentos Instituto Tecnológico de Aeronáutica Divisão de Engenharia Mecânica-Aeronáutica MOQ-14 Projeto e Análise de Experimentos Profa. Denise Beatriz Ferrari www.mec.ita.br/ denise denise@ita.br Regressão Linear

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA A ESCOLHA DE UMA DISTRIBUIÇÃO

PROCEDIMENTO PARA A ESCOLHA DE UMA DISTRIBUIÇÃO PROCEDIMENTO PARA A ESCOLHA DE UMA DISTRIBUIÇÃO O método de máxima verossimilhança somente deve ser aplicado após ter sido definido um modelo probabilístico adequado para os dados. Se um modelo for usado

Leia mais

VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica

VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica Casca de café carbonizada e vermiculita como substrato alternativo para produção de mudas de alface Jakeline Aparecida

Leia mais

PRODUTIVIDADE DE VARIEDADES/LINHAGENS/SELEÇÕ ES DE CAFEEIROS EM REGIÃO DE ALTITUDE ELEVADA, EM SÃO GOTARDO-MG

PRODUTIVIDADE DE VARIEDADES/LINHAGENS/SELEÇÕ ES DE CAFEEIROS EM REGIÃO DE ALTITUDE ELEVADA, EM SÃO GOTARDO-MG PRODUTIVIDADE DE VARIEDADES/LINHAGENS/SELEÇÕ ES DE CAFEEIROS EM REGIÃO DE ALTITUDE ELEVADA, EM SÃO GOTARDO-MG Matiello, Almeida, Ferreira, Esposito, Corte, Silva e Pereira Justificativas A região cafeeira

Leia mais

Análise da distribuição espacial de lagartas do bicho-mineiro do cafeeiro em lavoura de produção de café orgânico

Análise da distribuição espacial de lagartas do bicho-mineiro do cafeeiro em lavoura de produção de café orgânico Análise da distribuição espacial de lagartas do bicho-mineiro do cafeeiro em lavoura de produção de café orgânico Anderson Castro Soares de Oliveira - Dest, UFMT 1 Solange Gomes Faria Martins - Dex, UFLA

Leia mais

Palavras-chave: Helianthus annuus L. Vigor de sementes. Reamostragem.

Palavras-chave: Helianthus annuus L. Vigor de sementes. Reamostragem. Dimensionamento amostral para determinação da condutividade elétrica individual de sementes de girassol Fernando Machado Haesbaert *; Sidinei José Lopes ; Liliane Marcia Mertz ; Alessandro Dal Col Lúcio

Leia mais

Análise estatística do ganho de peso de suínos alojados em ambiente de alta temperatura

Análise estatística do ganho de peso de suínos alojados em ambiente de alta temperatura Análise estatística do ganho de peso de suínos alojados em ambiente de alta temperatura Wederson Leandro Ferreira 1 3 Naje Clécio Nunes da Silva 1 3 Augusto Ramalho de Morais 2 3 1 Introdução Segundo Wolp

Leia mais

A presença de Outliers interfere no Teste f e no teste de comparações múltiplas de médias

A presença de Outliers interfere no Teste f e no teste de comparações múltiplas de médias A presença de Outliers interfere no Teste f e no teste de comparações múltiplas de médias CHICARELI, L.S 1 ; OLIVEIRA, M.C.N. de 2 ; POLIZEL, A 3 ; NEPOMUCENO, A.L. 2 1 Universidade Estadual de Londrina

Leia mais

Ajuste de Modelo de Previsão Para Dados de Séries Temporais de Abate Suino no Brasil

Ajuste de Modelo de Previsão Para Dados de Séries Temporais de Abate Suino no Brasil Ajuste de Modelo de Previsão Para Dados de Séries Temporais de Abate Suino no Brasil Marcus Vinicius Silva Gurgel do Amaral 1 Taciana Villela Savian 2 Djair Durand Ramalho Frade 3 Simone Silmara Werner

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Café

Balanço 2016 Perspectivas Café Café 77 78 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 OFERTA RESTRITA PODE MANTER PREÇO DO CAFÉ FIRME PARA 2017 A demanda crescente no mercado mundial, a queda nos estoques e as incertezas climáticas

Leia mais

Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul. Introdução

Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul. Introdução Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul Machado, J.R. de A. 1 ; Guimarães, L.J.M. 2 ; Guimarães, P.E.O. 2 ; Emygdio, B.M. 3 Introdução As variedades sintéticas

Leia mais

CERNE ISSN: Universidade Federal de Lavras Brasil

CERNE ISSN: Universidade Federal de Lavras Brasil CERNE ISSN: 0104-7760 cerne@dcf.ufla.br Universidade Federal de Lavras Brasil Horle, Daniel Carlos; Ribeiro de Mendonça, Adriano; de Pádua Chaves e Carvalho, Samuel; Calegario, Natalino Modelagem não linear

Leia mais

Métodos Estatísticos Avançados em Epidemiologia

Métodos Estatísticos Avançados em Epidemiologia Métodos Estatísticos Avançados em Epidemiologia Análise de Variância - ANOVA Cap. 12 - Pagano e Gauvreau (2004) - p.254 Enrico A. Colosimo/UFMG Depto. Estatística - ICEx - UFMG 1 / 39 Introdução Existem

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATO CONTENDO TORTA DE MAMONA

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATO CONTENDO TORTA DE MAMONA DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATO CONTENDO TORTA DE MAMONA Rafael Garcia Gouzalez 1 Luiz Antônio Augusto Gomes 2 Antônio Carlos Fraga 3 Pedro Castro Neto 4 RESUMO Com o objetivo de avaliar

Leia mais

Comparação de métodos para tratamento de parcelas perdidas em delineamento em blocos casualizados via simulação Monte Carlo

Comparação de métodos para tratamento de parcelas perdidas em delineamento em blocos casualizados via simulação Monte Carlo Comparação de métodos para tratamento de parcelas perdidas em delineamento em blocos casualizados via simulação Monte Carlo Marcela Costa Rocha 1 Maria de Lourdes Lima Bragion 1 1 Introdução A perda de

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO 2015/16

BOLETIM TÉCNICO 2015/16 1 09 AVALIAÇÃO DO POTENCIAL PRODUTIVO DE HIBRIDOS DE MILHO EM SEGUNDA SAFRA EM Objetivo Avaliar os atributos agronômicos e a produtividade de diferentes híbridos de milho cultivados em segunda safra em

Leia mais

Av. Ademar Diógenes, BR 135 Centro Empresarial Arine 2ºAndar Bom Jesus PI Brasil (89)

Av. Ademar Diógenes, BR 135 Centro Empresarial Arine 2ºAndar Bom Jesus PI Brasil (89) Av. Ademar Diógenes, BR 135 Centro Empresarial Arine 2ºAndar Bom Jesus PI Brasil (89) 3562-2274 Efeito do uso dos produtos da linha Celleron no tratamento de semente e na parte aérea, para o aumento do

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS TESTES MULTIVARIADOS DA RAZÃO DE VEROSSIMILHANÇAS E T² DE HOTELLING: Um estudo por simulação de dados

AVALIAÇÃO DOS TESTES MULTIVARIADOS DA RAZÃO DE VEROSSIMILHANÇAS E T² DE HOTELLING: Um estudo por simulação de dados AVALIAÇÃO DOS TESTES MULTIVARIADOS DA RAZÃO DE VEROSSIMILHANÇAS E T² DE HOTELLING: Um estudo por simulação de dados Eduardo Campana Barbosa 12 Rômulo César Manuli² Patrícia Sousa² Ana Carolina Campana

Leia mais

UMA PROPOSTA DE ANÁLISE EM ENSAIOS DE DEGRADABILIDADE RUMINAL IN SITU UTILIZANDO MODELOS NÃO LINEARES MISTOS

UMA PROPOSTA DE ANÁLISE EM ENSAIOS DE DEGRADABILIDADE RUMINAL IN SITU UTILIZANDO MODELOS NÃO LINEARES MISTOS Revista da Estatística UFOP, Vol II, 2012, ISSN 2237-8111, XI Encontro Mineiro de Estatística - MGEST UMA PROPOSTA DE ANÁLISE EM ENSAIOS DE DEGRADABILIDADE RUMINAL IN SITU UTILIZANDO MODELOS NÃO LINEARES

Leia mais

Trimestre 2008: outubro, novembro e dezembro

Trimestre 2008: outubro, novembro e dezembro Trimestre 2008: outubro, novembro e dezembro Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Companhia Nacional de Abastecimento CONAB Diretoria de Logística e Gestão Empresarial DIGEM Superintendência

Leia mais

TÍTULO: BIOESTIMULANTES APLICADOS VIA FOLIAR EM CAFEEIROS COFFEA ARABICA EM PRODUÇÃO EM MINAS GERAIS

TÍTULO: BIOESTIMULANTES APLICADOS VIA FOLIAR EM CAFEEIROS COFFEA ARABICA EM PRODUÇÃO EM MINAS GERAIS TÍTULO: BIOESTIMULANTES APLICADOS VIA FOLIAR EM CAFEEIROS COFFEA ARABICA EM PRODUÇÃO EM MINAS GERAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: CIÊNCIAS AGRÁRIAS INSTITUIÇÃO: CENTRO

Leia mais

Análise de processos pontuais aplicados a dados de bicho mineiro do cafeeiro: uma adaptação da função K de Ripley

Análise de processos pontuais aplicados a dados de bicho mineiro do cafeeiro: uma adaptação da função K de Ripley Análise de processos pontuais aplicados a dados de bicho mineiro do cafeeiro: uma adaptação da função K de Ripley Ana Lúcia Souza Silva Mateus 1 João Domingos Scalon 2 Wilson Sanches Mateus 3 1 Introdução

Leia mais

DE ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICA APLICADA)

DE ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICA APLICADA) 1. Sabe-se que o nível de significância é a probabilidade de cometermos um determinado tipo de erro quando da realização de um teste de hipóteses. Então: a) A escolha ideal seria um nível de significância

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO 2015/16

BOLETIM TÉCNICO 2015/16 1 04 EFEITO DE DIFERENTES POPULAÇÕES DE PLANTA SOJA Objetivo Avaliar a produtividade e atributos agronômicos de três cultivares de soja com hábitos de crescimento distintos em dois espaçamentos entre linhas

Leia mais

QUALIDADE DE SEMENTES DE CAFÉ DURANTE A SECAGEM E O ARMAZENAMENTO

QUALIDADE DE SEMENTES DE CAFÉ DURANTE A SECAGEM E O ARMAZENAMENTO QUALIDADE DE SEMENTES DE CAFÉ DURANTE A SECAGEM E O ARMAZENAMENTO Luciana Aparecida de Souza Abreu Adriano Delly Veiga Tanismare Tatiana Almeida Silva Fiorita Faria Monteiro Édila de Resende Vilela Von

Leia mais

Influência da adubação silicatada na qualidade sanitária de sementes de arroz

Influência da adubação silicatada na qualidade sanitária de sementes de arroz Influência da adubação silicatada na qualidade sanitária de sementes de arroz Sílvia Miranda Borba (1), Vanda Maria de Oliveira Cornélio (2), Moizés de Sousa Reis (2), João Roberto de Mello Rodrigues (2),

Leia mais

ANÁLISE DE AGRUPAMENTO EM SELEÇÃO DE MODELOS DE REGRESSÃO NÃO LINEARES PARA DESCREVER O ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM PLANTAS DE ALHO

ANÁLISE DE AGRUPAMENTO EM SELEÇÃO DE MODELOS DE REGRESSÃO NÃO LINEARES PARA DESCREVER O ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM PLANTAS DE ALHO ANÁLISE DE AGRUPAMENTO EM SELEÇÃO DE MODELOS DE REGRESSÃO NÃO LINEARES PARA DESCREVER O ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM PLANTAS DE ALHO Guilherme Alves PUIATTI 1 Paulo Roberto CECON 1 Moysés NASCIMENTO 1 Mário

Leia mais

1ª) Lista de Exercícios de Laboratório de Física Experimental A Prof. Paulo César de Souza

1ª) Lista de Exercícios de Laboratório de Física Experimental A Prof. Paulo César de Souza 1ª) Lista de Exercícios de Laboratório de Física Experimental A Prof. Paulo César de Souza 1) Arredonde os valores abaixo, para apenas dois algarismos significativos: (a) 34,48 m (b) 1,281 m/s (c) 8,563x10

Leia mais

Análise da evolução dos preços de milho no Brasil

Análise da evolução dos preços de milho no Brasil Introdução Análise da evolução dos preços de milho no Brasil Michele Souza Freitas (1), Rubens Augusto de Miranda (2), João Carlos Garcia (3) Segundo a Conab, na safra 2014/15, dos 202,3 milhões de toneladas

Leia mais

Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico

Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico Bruna de Souza SILVEIRA 1 ; André Luís XAVIER 1 ; Sheila Isabel do Carmo PINTO 2 ; Fernando

Leia mais

8º Congresso Brasileiro de Algodão & I Cotton Expo 2011, São Paulo, SP 2011 Página 1326

8º Congresso Brasileiro de Algodão & I Cotton Expo 2011, São Paulo, SP 2011 Página 1326 Página 1326 CARACTERIZACAO DA ARQUITETURA DE PLANTA EM GENOTIPOS DE ALGODOEIROS PORTADORES DO CARÁTER CLUSTER E NORMAL EM DIFERENTES ESPAÇAMENTOS Joyce Dorneles Moura 1 ; Julio Cesar Viglioni Penna 2 ;

Leia mais

20 PRODUTIVIDADE DE HÍBRIDOS DE MILHO EM

20 PRODUTIVIDADE DE HÍBRIDOS DE MILHO EM 20 PRODUTIVIDADE DE HÍBRIDOS DE MILHO EM SEGUNDA SAFRA EM DOIS NÍVEIS DE TECNOLOGIA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi avaliar o potencial produtivo de híbridos de milho em segunda

Leia mais

UMA ANÁLISE ECONOMÉTRICA DO ICMS *

UMA ANÁLISE ECONOMÉTRICA DO ICMS * UMA ANÁLISE ECONOMÉTRICA DO ICMS * Carlos Eduardo S. Marino ** * Trabalho de conclusão da disciplina de Econometria I, ministrada pelos professores Ivan Castelar e Vitor Monteiro, realizada no primeiro

Leia mais

USO DO MÉTODO DA MÁXIMA CURVATURA MODIFICADA PARA ESTIMAR O TAMANHO ÓTIMO DE PARCELAS NO ESTUDO DO PESO DOS ESTUDANTES

USO DO MÉTODO DA MÁXIMA CURVATURA MODIFICADA PARA ESTIMAR O TAMANHO ÓTIMO DE PARCELAS NO ESTUDO DO PESO DOS ESTUDANTES USO DO MÉTODO DA MÁXIMA CURVATURA MODIFICADA PARA ESTIMAR O TAMANHO ÓTIMO DE PARCELAS NO ESTUDO DO PESO DOS ESTUDANTES Evelyne de Farias SIQUEIRA 1, Moniclaudia Pereira dos SANTOS 2, Tiago Almeida de OLIVEIRA

Leia mais

Utilização de diferentes proporções de casca de café carbonizadas para a produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum)

Utilização de diferentes proporções de casca de café carbonizadas para a produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum) VIII Semana de Ciência e Tecnologia IFMG-Campus Bambuí VIII Jornada Científica Utilização de diferentes proporções de casca de café carbonizadas para a produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum)

Leia mais