TERMO DE REFERÊNCIA - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E CONDIÇÕES COMERCIAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E CONDIÇÕES COMERCIAIS"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA E CONDIÇÕES COMERCIAIS 1. Justificativa A licitação se justifica para garantir a operação das atividades que dependam da infraestrutura física da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves (CA) e o bem estar de todos os usuários que nela se situam, através da contratação de empresa que efetue os serviços de manutenção preventiva e corretiva dos sistemas predial civil, elétrico, hidráulico, eletromecânico, ar condicionado e a operação e manutenção de sistemas supervisórios (supervisão e controle predial (SSCP), supervisão de ar condicionado, supervisão de detecção e alarme de incêndio). Em vistas à continuidade do atual serviço de manutenção, considerando um empreendimento desta magnitude, que possui sistemas e instalações complexos e críticos, que requerem alta disponibilidade a fim de não prejudicar o trabalho dos órgãos e entidades estaduais que se localizam no empreendimento, o modelo de contratação para o prazo estabelecido neste Edital prevê uma remuneração fixa para os serviços de manutenção, com cobertura total de peças, materiais, equipamentos e ferramentas necessárias a sua execução. 2. Cronograma 2.1. Este contrato terá 30 (trinta) meses de vigência, podendo ser renovado de acordo com a Lei 8.666/ A figura abaixo indica como a CONTRATADA deverá proceder para mobilizar sua equipe de trabalho, adaptar-se à operação da manutenção e, efetivamente, atuar na manutenção pós adaptação até o fim do seu período contratual.

2 2.3. MOBILIZAÇÃO INICIAL A fase Mobilização Inicial representa o período no qual a CONTRATADA terá para que a sua equipe de manutenção acompanhe, junto da atual prestadora de serviços, como se dá a operação da Cidade Administrativa nas atividades relacionadas ao escopo de atuação deste contrato, bem como o período no qual terá para mobilizar grande parte da sua equipe de trabalho A CONTRATADA não será remunerada durante a fase de Mobilização Inicial A primeira etapa da mobilização inicial durará 10 (dez) dias úteis a contar da data de publicação do contrato no Jornal Minas Gerais - Diário Oficial do governo estadual. Até o fim deste período, a CONTRATADA deverá disponibilizar o seguinte efetivo mínimo, com as seguintes competências, para garantir que, durante o mês de transição, esta equipe

3 mínima obterá conhecimento da operação e manutenção do complexo no que diz respeito ao objeto do contrato: 1 (um) Gerente de Operações da Unidade; 1 (um) Coordenador Técnico; 2 (dois) Supervisores; 2 (dois) para sistemas predial civil; 3 (três) para sistemas elétricos; 2 (dois) para sistemas hidráulicos; 3 (três) para sistemas de ar condicionado; 2 (dois) para operação e manutenção de sistemas supervisórios (supervisão e controle predial (SSCP), supervisão de ar condicionado, supervisão de detecção e alarme de incêndio) O Gerente de Operações da Unidade e o Coordenador Técnico deverá possuir a qualificação técnica mencionada no XXXXX do edital A CONTRATADA deverá garantir que tenha profissionais credenciados a trabalharem nos sistemas e equipamentos da Central de Água Gelada (CAG) e nos sistemas e equipamentos de esgoto a vácuo, sejam eles do quadro da CONTRATADA ou subcontratados. O credenciamento deverá ser junto aos fornecedores dos equipamentos pertinentes em tal estrutura. A CONTRATADA apresentará os profissionais credenciados até o fim da fase de mobilização inicial Transição O mês de transição será para que a equipe de manutenção da CONTRATADA acompanhe, junto da equipe de manutenção da atual prestadora de serviços, os atendimentos de ordens de serviço e outras atividades relacionadas ao escopo de atuação do contrato Durante todo o mês de transição, caberá à atual prestadora de serviço a responsabilidade pela execução e garantia dos serviços prestados, salvo indicação distinta da ICA para a CONTRATADA durante a mobilização inicial. A partir do primeiro dia do mês 1 da fase Reconhecimento do ambiente e início da operação, a responsabilidade pelos serviços será da CONTRATADA Após a transição, a CONTRATADA será considerada a única responsável pelo atendimento do serviço de manutenção na CA. A

4 contar deste momento, a CONTRATADA deverá atuar conforme o seu escopo contratado, inclusive, entregando produtos considerados obrigatórios e detalhados posteriormente neste anexo Sobre a mobilização de pessoas para esta etapa: A transição inicia-se com os 16 (dezesseis) profissionais destacados durante a mobilização inicial e deve finalizar-se com a mobilização de, no mínimo, 70% (setenta por cento) do efetivo de trabalho apresentado na proposta comercial em cada uma das 5 áreas objeto deste contrato (a saber: predial civil, elétrico, hidráulico, eletromecânico, e ar condicionado). Com exceção dos 2 (dois) Coordenadores Técnicos, 4 (quatro ) Supervisores e do efetivo para a operação dos sistemas supervisórios (supervisão e controle predial (SSCP), supervisão de ar condicionado, supervisão de detecção e alarme de incêndio), durante 7 dias por semana/24 horas dia, que deverão estar 100% (cem por cento) mobilizados para iniciar o mês 1 da etapa seguinte ( Reconhecimento do ambiente e início da operação ) A cada início de trabalho de novos funcionários na CA, a CONTRATADA deverá providenciar o cadastramento destes profissionais junto a Intendência da Cidade Administrativa (ICA). Para tanto, deverá prover, com até 2 (dois) dias úteis de antecedência ao início do trabalho de seu funcionário, os dados e documentação definidas pela ICA para cadastro no controle de acesso da CA Sobre a entrega de produtos para esta etapa: Produto : Plano de trabalho no qual deverá constar como a CONTRATADA conduzirá a transição de serviços junto à atual prestadora do serviço de manutenção e como se dará a mobilização de toda a sua equipe de trabalho, até estar 100% (cem por cento) preenchida. o Este produto deverá ser apresentado em reunião a ser realizada no 1º (primeiro) dia útil do mês de transição, quando a CONTRATADA apresentará

5 também sua equipe inicial e documentação de identificação de cada pessoa para cadastramento no controle de acesso à CA RECONHECIMENTO DO AMBIENTE E INÍCIO DA OPERAÇÃO A fase Reconhecimento do ambiente e início da operação corresponde ao início efetivo deste contrato. A partir do Mês 1 a CONTRATADA será remunerada pelo tempo definido para execução deste contrato Considerando a magnitude do empreendimento, esta fase representa um período no qual a CONTRATADA tem para adaptar sua operação na CA. Durante este período, a CONTRATADA deverá mobilizar completamente a sua equipe de trabalho, avaliar as condições dos equipamentos e infraestrutura sobre a qual prestará o serviço de manutenção e iniciar os seus serviços em um processo de adaptação e conhecimento da operação Este período está dividido em dois momentos distintos que se iniciam juntos e que demandam diferentes atuações da CONTRATADA: Inspeção e Operação Adaptativa A partir do início desta fase, a CONTRATADA terá acesso às documentações relevantes para o completo entendimento da operação do empreendimento, em vias físicas e digitais, como: As-builts, manuais de operação de equipamentos, memoriais descritivos e etc Qualquer documentação adicional que seja requerida pela CONTRATADA após o início da vigência do seu contrato, que não aquela disponibilizada nos anexos do edital, não será considerada como impeditiva para a execução do contrato Inspeção Durante os meses 1, 2 e 3 da preparação para a operação, a CONTRATADA empreenderá esforços em realizar um trabalho de inspeção de todas as áreas pertinentes ao objeto do contrato, diagnosticando a situação atual dos sistemas, equipamentos e infraestrutura que compõem o escopo de atuação detalhado neste anexo.

6 A CONTRATADA assumirá a responsabilidade de manutenção de todas as estruturas pertinentes em seu escopo, independente do estado de conservação em que sejam encontradas Sobre a entrega de produtos para esta etapa: Faltando até 15 (quinze) dias para o fim do mês 3, a CONTRATADA deverá entregar os produtos aqui descritos, conforme figura de Cronograma Produto : Relatório de inspeção das instalações. o Este relatório deverá apresentar a condição atual dos sistemas, equipamentos, infraestrutura, salas técnicas e outras estruturas da Cidade Administrativa pertinentes a este contrato de manutenção, conforme detalhamento de escopo neste anexo. o A CONTRATADA deverá indicar também quais ações deverão ser tomadas para solucionar cada situação de reparo que tenha sido detectada, desde que não seja decorrente da depreciação natural por uso da estrutura Produto : Plano detalhado de manutenção preventiva e preditiva. o O plano deverá ser executado pela CONTRATADA ao longo do seu contrato. o O plano detalhado deverá garantir que os serviços de manutenção preventiva (e preditiva, quando pertinente) envolvam, obrigatoriamente, ações sobre a Central de Água Gelada, bombas secundárias (que garantem água gelada para resfriamento dos edifícios), centrais de esgoto à vácuo, sistemas elétrico, de iluminação, hidráulico e ar-condicionado, baseadas nas documentações de obra da CA e de fornecedores de sistemas e

7 equipamentos, sendo complementados com a experiência de mercado da CONTRATADA. o Entende-se por manutenção preventiva o o o conjunto de ações desenvolvidas sobre um equipamento ou sistema com programação antecipada e efetuada dentro de uma periodicidade através de inspeções sistemáticas, detecção e medidas necessárias para evitar falhas, com o objetivo de mantê-lo operando, ou em condições de operar, dentro das especificações do fabricante. Dentre estas atividades, incluem-se ensaios, ajustes e testes de rotina, limpeza geral, pintura, reconstituição de partes com características alteradas, substituição de peças ou componentes desgastados, reorganização interna e externa de componentes e cablagem de equipamentos ou sistemas, adaptação de componentes, entre outras. Entende-se por manutenção preditiva, aquela que permite garantir uma qualidade de serviço desejado, com base na aplicação sistemática de técnicas de análise, utilizando-se de meios de supervisão centralizados ou de amostragens, para reduzir ao mínimo a manutenção preventiva e diminuir a manutenção corretiva. Manutenção desempenhada com base no acompanhamento ou monitoramento de determinados parâmetros do equipamento (vibração, temperatura, ruído). Entende-se por plano detalhado de manutenção preventiva e preditiva: plano elaborado pela CONTRATADA para cada sistema, subsistema ou equipamento sendo baseado em experiência de mercado e recomendações constantes do manual do fabricante, onde deverá constar a discriminação pormenorizada dos serviços de manutenção preventiva e preditiva e suas respectivas etapas,

8 o o fases, sequências ou periodicidade, e a previsão das atividades de coordenação para a execução desses serviços. O plano detalhado de manutenção preventiva e preditiva deverá ser aprovado pela ICA antes de ser implantado, podendo ser alterado no todo ou em parte, a qualquer momento, desde que verificada e justificada a necessidade pela CONTRATADA ou pela ICA, e desde que acordado entre as partes. Sempre será levada em consideração a melhoria contínua dos serviços com o aumento da confiabilidade e a otimização dos custos de manutenção. A ICA terá 10 (dez) dias úteis para validar o plano detalhado apresentado pela CONTRATADA, para que esta tome as providências para implantá-lo na operação da Cidade Administrativa. o As manutenções preventivas e preditivas planejadas e apresentadas pela CONTRATADA, uma vez validadas pela ICA, farão parte da sua medição, conforme período de realização definido para as mesmas. Para tanto, após a aprovação do plano pela ICA, a CONTRATADA deverá carregar as ordens de serviço para manutenções preventivas e preditivas em sistema de gestão de manutenção próprio (maiores detalhes das funcionalidades de tal sistema deverão ser conferidos no item Sobre o sistema de gestão de manutenção ), provendo relatórios periódicos, minimamente mensais, à ICA, para monitoramento do nível de completude do plano de manutenção preventiva e preditiva planejado Produto : Cronograma de trabalho e de entrega de produtos.

9 o Após a inspeção, a CONTRATADA terá avaliado detalhadamente as estruturas em que atuará na CA, tendo condições de propor cronograma de trabalho com o qual atuará até o fim de seu contrato. o A CONTRATADA deverá prover relatórios e o o o produtos associados ao seu serviço de manutenção, considerados essenciais ao cumprimento das obrigações contratuais do presente edital e o momento/periodicidade de entrega dos mesmos será definido no cronograma de trabalho. Os produtos a serem entregues e planejados no cronograma deverão, obrigatoriamente, incluir: relatório de serviços de avaliação termográfica de equipamentos e ambientes realizados; relatório de serviços de tratamento de água realizados; relatório de serviços de avaliação de vibração de equipamentos; relatório de serviço de análise de qualidade do ar dos dutos de ar-condicionado dos edifícios cobertos pela CONTRATADA. Para a elaboração deste cronograma de trabalho com entrega de produtos e serviços, a CONTRATADA deverá, obrigatoriamente, seguir as normas internacionais, nacionais e regionais atualizadas e relacionadas com a execução e periodicidade de seus produtos (detalhamento das referências a serem consultadas pode ser conferido no Anexo VI). Os produtos e serviços propostos para comporem o cronograma de trabalho deverão ser sempre entregues à ICA para aprovação com antecedência

10 o de até 15 dias do fim do mês em que forem planejadas as respectivas entregas. E a ICA terá 10 dias úteis para validá-los. O cronograma será validado pela ICA e poderá sofrer ajustes em qualquer momento do contrato, conforme julgado pertinente por ambas as partes. O cumprimento do cronograma, uma vez validado entre as partes, servirá como elemento de medição dos serviços da CONTRATADA. o O cronograma de trabalho, embora possua horizonte de planejamento que estende até o fim do contrato da CONTRATADA, deverá ser validado/revisto semestralmente, contando-se a partir do 1º (primeiro) dia do mês 7. Para que ocorra validação/revisão semestralmente, a CONTRATADA deverá apresentar novo cronograma, com suas considerações referente à entrega de produtos previstos para o próximo semestre, com 30 dias de antecedência do mês anterior ao início do próximo período Operação Adaptativa Junto da inspeção, a CONTRATADA iniciará a etapa de operação adaptativa. Entre o mês 1 e 6, a CONTRATADA terá o tempo de adaptar-se à rotina de trabalho na CA, aprendendo a utilizar-se da ferramenta de controle de ordens de serviço, relatórios e indicadores de performance, a conhecer seu público interno e externo, avaliar o dimensionamento e trabalho de seus profissionais, bem como de atuar em prol da melhoria na prestação de seus serviços Neste período, a CONTRATADA não será cobrada do cumprimento de suas metas e indicadores de desempenho, conforme estabelecidos neste anexo, embora seja responsabilizada pela qualidade e garantia dos serviços prestados a partir do 1º dia do mês 1, salvo orientação distinta da ICA durante a fase de mobilização inicial.

11 Isto não significa que a CONTRATADA está liberada das suas demais obrigações contratuais e de prestar serviços com o padrão de qualidade definidos neste edital, bem como do que venha a ser alinhado com a ICA. Ela terá os 6 (seis) meses iniciais para prepararse para ser cobrada do cumprimento das metas e indicadores junto das demais obrigações contratuais a partir do 7º (sétimo) mês de sua atuação na CA Sobre a mobilização de pessoas para esta etapa: Dando prosseguimento à mobilização da equipe de trabalho, a CONTRATADA deverá garantir disponibilidade de, no mínimo, 85% (oitenta e cinco por cento) do efetivo de trabalho apresentado na proposta comercial em cada uma das 5 áreas objeto deste contrato até o fim do mês 1. Até o fim do mês seguinte (mês 2), deverá garantir 100% (cem por cento) do efetivo indicado na proposta comercial Sobre a entrega de produtos para esta etapa: Faltando até 15 (quinze) dias para o fim do mês 6, a CONTRATADA deverá entregar os seguintes produtos, conforme figura de Cronograma, salvo prazo distinto designado abaixo Produto : Manual de codificação dos ativos de manutenção na CA (taggeamento) (a ser entregue até o último dia útil do mês 2, podendo a CONTRATADA entregar antes, se assim desejar e puder). o A CONTRATADA revisará todo o mapeamento de codificação dos ativos de manutenção (taggeamento) da CA que a atual prestadora de serviço aplicou. Caberá à CONTRATADA aplicar novo taggeamento sobre os ativos, se for julgado pertinente junto à ICA, preparando, até a data especificada acima, um manual que reunirá a metodologia de taggeamento que aplicará sobre o

12 parque de ativos da CA, com a relação de todos os ativos e momentos em que aplicará a codificação, compondo o manual de codificação de ativos. o Este manual será validado pela ICA no prazo de 10 dias úteis, e, a partir de tal validação, a CONTRATADA deverá empreender a codificação planejada, resultando o produto 7 detalhado em seguida Produto : Relatório de indicadores e metas para medição de serviços criticados/revistos (a ser entregue até o último dia útil do mês 4, podendo a CONTRATADA entregar antes, se assim desejar e puder). o A CONTRATADA deverá avaliar os indicadores e metas indicados no Anexo III deste edital, inclusive aqueles que serão discutidos nas avaliações semestrais (vide produto 12 adiante), apresentando argumentos e justificativas para manutenção, alteração, inclusão ou exclusão de tais elementos de avaliação de seu desempenho para negociação junto à ICA. o A ICA terá 10 (dez) dias úteis para avaliar as solicitações de alteração. Não é verdade, todavia, que qualquer solicitação de alteração, inclusão ou exclusão serão aceitas pela ICA. As solicitações deverão apresentar justificativas embasadas que sustentem os pedidos de modificação. o A CONTRATADA será avaliada pelo o que acordar com a ICA, a partir do mês 7. o Obrigatoriamente, a CONTRATADA deverá indicar como mensurar indicador de desempenho relacionado à disponibilidade de sistemas considerados críticos para a operação da CA como, por exemplo, sistema de iluminação, de arcondicionado, etc.

13 o A metodologia de mensuração deste indicador de desempenho e de outros que possam ser alterados ou inclusos deverá conter, minimamente, as informações abaixo: Granulação da unidade de medida dos indicadores para cada sistema (exemplo: no caso de um indicador ser disponibilidade do sistema de iluminação, deverá ser indicado se a medição deve ser por metragem quadrada ou por volume de lâmpadas, etc.). Fórmula e periodicidade de cálculo do indicador. Customizações necessárias em sistemas supervisórios da CA para garantir a emissão de relatórios com indicadores no formato sugerido pela CONTRATADA. Caso sejam necessárias customizações, a CONTRATADA deverá chegar ao nível de propor como elas serão realizadas, número de horas técnicas necessárias e o prazo para implantação Produto : Mapeamento de codificação dos ativos de manutenção na CA (taggeamento). o Com a validação do produto 5 pela ICA, caberá à CONTRATADA aplicar novo taggeamento sobre os ativos, registrando-os em sistema de controle próprio e disponibilizando a base de cadastro, mantendo constante atualização ao longo de seu contrato. Tal base deverá permitir extrações de dados para, minimamente, planilhas de dados eletrônicas Produto : Migração de dados de manutenção da base de dados da atual prestadora de serviço.

14 o o o A CONTRATADA deverá atuar sobre a migração dos dados do sistema de gestão de manutenção da atual prestadora de serviço para o seu respectivo sistema ou controle de registros acordados junto da ICA. Este procedimento deve-se ao fato de que a ICA deve manter o histórico de todas as manutenções realizadas na CA, independente do prestador de serviço que venha a atuar no complexo. Ocorrendo alterações no taggeamento dos ativos de manutenção, a CONTRATADA deverá realizar de-para dos dados atrelados ao antigo taggeamento para o novo registro. Ao fim do contrato, a CONTRATADA deverá prover cópia total da base de dados atualizada do seu sistema de gestão de manutenção para a ICA, de tal forma que esta possa realizar extrações e análise de dados através de, minimamente, planilhas de dados eletrônicas Produto : Pintura de equipamentos e salas técnicas de operação das equipes de manutenção. o A CONTRATADA deverá providenciar, obrigatoriamente, pintura de paredes e pisos de salas técnicas em que sua equipe atuar (como os ambientes da Central de Água Gelada CAG), bem como naquelas em que se alojarem para trabalhar. o Se julgar pertinente, a CONTRATADA poderá pintar equipamentos (conforme os respectivos manuais de uso permitirem), visando a boa apresentação e preservação dos ativos. o As pinturas deverão ser feitas com tintas laváveis, anti-mofo, epóxi e, no caso de equipamentos metálicos, tintas anti-corrosivas, se assim permitir os manuais de uso dos respectivos fornecedores.

15 o A ICA inspecionará os ambientes pintados para comprovar o cumprimento de tal serviço pela CONTRATADA, dando o aceite pelo cumprimento do produto, uma vez que se confirme a boa qualidade no serviço prestado Produto : Chaveamento mestre das salas técnicas e quadros elétricos o o o A CONTRATADA deverá providenciar confecção de chaves de todas as salas técnicas e dos quadros elétricos relacionados a sua atuação retendo e gerenciando todas as cópias que fizer. Todo o chaveamento mestre deverá ser catalogado em controle próprio, cuja cópia deverá ser entregue para a ICA. Ao fim do contrato, a CONTRATADA deverá entregar todo o chaveamento que realizar para a ICA Produto : Manual de operação das salas técnicas o A CONTRATADA deverá providenciar manual o detalhado de operação dos equipamentos contidos nas salas técnicas, como no caso do prédio da CAG e casa de bombas secundárias, por exemplo. Tais manuais deverão ser aprovados pela ICA e após tais aprovações, a CONTRATADA deverá afixá-los às portas das salas técnicas ou em local acordado com a ICA, de modo que os mesmos possam ser usados para consulta pelos usuários de tais salas OPERAÇÃO Início da operação: a partir do mês 7 de atuação da CONTRATADA até o fim de seu contrato, a mesma será responsabilizada pelo cumprimento das

16 metas e indicadores definidos neste anexo, além das demais obrigações contratuais e padrões de qualidade destacados Sobre a entrega de produtos para esta etapa: Produto : Cronogramas de trabalho semestrais o Conforme definido no produto 4, serão estabelecidos cronogramas de trabalho semestrais que conterão a indicação de relatórios e produtos associados ao serviço de manutenção, considerados essenciais ao cumprimento das obrigações contratuais do presente edital, e seu prazo de entrega durante o semestre. o A CONTRATADA deverá prover reuniões de acompanhamento semestrais em que, junto da ICA e autoridades do Governo de Minas Gerais (conforme pertinência), validará a conduta e resultados de seu trabalho. Nestas reuniões, a CONTRATADA deverá apresentar relatórios referente aos seguintes itens (tendo por horizonte o intervalo de tempo compreendido nos últimos 6 meses de atuação): Histórico de consumo de materiais e insumos para a operação da manutenção com indicação dos preços unitários praticados para cada material/ insumo, bem como evolução dos gastos totais para tais itens no mesmo período. Caso a ICA solicite, a CONTRATADA deverá anexar a sua apresentação as notas fiscais comprobatórias dos valores declarados. Alterações sugeridas nos planos de manutenção preventiva e preditivas que necessitam ser realizadas em próximo período.

17 o Avaliações do estado de conservação e funcionamento dos equipamentos e sistemas da CA. Avaliações de não conformidade de estruturas físicas que sofreram manutenção e que foram inspecionadas. Evolução dos indicadores MTBF (tempo médio entre falhas) e MTTR (tempo médio para reparos) dos equipamentos dos sistemas críticos (ar condicionado, geradores, sistema de ventilação e exaustão, sistema de esgoto à vácuo, sistemas elétrico e de iluminação). As reuniões de acompanhamento deverão ocorrer no início da segunda quinzena do mês anterior ao mês de inicio de vigência do cronograma semestral. o o Visando a adaptação de conduta à situação vivenciada no momento em questão, a CONTRATADA poderá sugerir alterações no cronograma de trabalho. Para tanto, deverá apresentar suas considerações referente à entrega de produtos previstos para o próximo semestre, com 30 dias de antecedência do mês anterior ao início do próximo período. Cabendo à ICA dar retorno às solicitações na reunião de acompanhamento, quando será validado o cronograma de trabalho e produtos proposto para o período seguinte. O cumprimento do cronograma, uma vez validado entre as partes, servirá como elemento de medição dos serviços da CONTRATADA. Os produtos que compuserem o cronograma de trabalho deverão ser sempre entregues à ICA para aprovação com

18 antecedência de até 15 dias do fim do mês em que forem planejadas as respectivas entregas. E a ICA terá 10 dias úteis para validá-los. 3. Locais de prestação de serviço 3.1. Os serviços a serem prestados pela CONTRATADA englobam toda a Cidade Administrativa, salvo exceções que sejam feitas neste anexo Em uma área total de 804 mil metros quadrados, a Cidade Administrativa possui mais de 270 mil metros quadrados de área construída. A figura a seguir destaca todas as edificações (incluindo interiores) que devem ser foco de atuação da CONTRATADA (detalhes podem ser conferidos nos Anexos II e III) Palácio Tiradentes O Palácio Tiradentes, sede oficial do Governo de Minas Gerais com quatro pavimentos, abriga a Governadoria, onde está instalado o Gabinete do Governador do Estado, a Vice-Governadoria e o Gabinete Militar. O prédio é formado ainda por subsolo, pilotis, pavimento técnico, cobertura e

19 duas torres (uma destinada ao heliponto e outra ao hall de elevadores/escada de circulação), totalizando 21 mil metros quadrados de área construída. O Palácio conta com uma central de água gelada própria, que atende também ao Auditório. Em seu interior, conta com um salão de metros quadrados de área destinados a solenidades oficiais, biblioteca e serviços de apoio Edíficios Minas e Gerais Os edifícios Minas e Gerais, foram construídos para abrigar os órgãos e entidades da administração pública estadual. Cada edifício possui 15 andares, subsolo e cobertura, com 240 metros de extensão em curva e área total de 116 mil metros quadrados, tendo sido cada edificação construída como se fosse cinco prédios separados. O nono pavimento é aberto com paisagismo e linhas arquitetônicas diferenciadas dos andares de escritórios e é um espaço de convivência com biblioteca, salas de reunião e praças de alimentação Auditório Juscelino Kubitschek Localizado ao lado da sede do Governo, com capacidade para acomodar 490 pessoas, o auditório foi construído em forma côncava, com 10 metros de altura entre a cobertura em casca e a laje inferior em curva. No total, a obra tem 20 metros de altura. Com 4 mil metros quadrados de área construída, o prédio foi dividido em três níveis. O primeiro nível é destinado à garagem de serviços e o segundo pavimento abriga o foyer e outras instalações de apoio, como depósitos e banheiros. A platéia é acessada por escadas laterais a partir do segundo pavimento ou por uma rampa em curva, situada na parte externa do edifício Centro de Convivência A edificação, com três pavimentos em formato circular, está localizada entre os dois prédios das secretarias. Com 4,5 mil metros quadrados de área, é ligada a eles por meio de um túnel e concentra serviços de alimentação e comerciais para os usuários da CA. Nesta edificação estão localizadas também as bombas secundárias da CAG.

20 3.7. Central de Água Gelada (CAG) A CAG abriga o sistema de ar condicionado central dos prédios Minas e Gerais e do Centro de Convivência. Além disso, neste prédio estão abrigados o reservatório do sistema de incêndio, reservatório de água de reuso advindo do dreno do sistema de ar condicionado e sala com equipamentos de telecomunicações Túnel de ligação entre a MG-010 e a CA A CA conta com um acesso através de túnel que liga a MG-010 à CA, em um único sentido, sendo do centro de Belo Horizonte para o aeroporto de Confins. 4. Descrição dos serviços 4.1. Serviços de manutenção preventiva e corretiva nos sistemas predial civil, elétrico, hidráulico, eletromecânico, ar condicionado e a operação dos sistemas de supervisórios da CA (supervisão e controle predial (SSCP), supervisão de ar condicionado, supervisão de detecção e alarme de incêndio), incluindo a manutenção dos mesmos, além do fornecimento total de peças, materiais, equipamentos e ferramentas necessárias à sua execução O regime de prestação dos serviços de manutenção preventiva e corretiva será de 7 (sete) dias por semana, 24 (vinte e quatro) horas/dia, com alocação de profissionais definidos pela CONTRATADA, de modo que todas as obrigações contratuais, padrões de qualidade e alinhamentos junto à ICA sejam cumpridos Este é um serviço que será remunerado por um valor fixo mensal, possível de ser reduzido devido ao não cumprimento de indicadores de níveis de serviço ou de marco de entrega de produtos estabelecidos para o mês (o detalhamento desta dinâmica é dado posteriormente neste mesmo Anexo) Os serviços de manutenção preventiva e corretiva deverão ser realizados em todos os sistemas (incluídos os equipamentos e subsistemas) da Cidade Administrativa, listados a seguir: sistema predial civil;

21 sistema elétrico; sistema hidráulico; sistema eletromecânico, exceto elevadores e a plataforma vertical; sistema de ar condicionado, ventilação e exaustão Na prestação dos serviços de manutenção preventiva e corretiva nos sistemas acima indicados, devem ser consideradas as novas tecnologias e ferramentas gerenciais disponíveis no mercado, que propiciem ganhos de produtividade e de qualidade Principais serviçios de manutenção corretiva Sistema predial civil Os principais serviços de manutenção corretiva a serem realizados nos sistemas da CA são os descritos neste item. Os serviços listados, no entanto, não são exaustivos. A CONTRATADA deve identificar os serviços faltantes, inserir na base de dados do software de manutenção e estabelecer o Acordo de Nível de Serviço ANS correspondente, que será aprovado pela CONTRATANTE. Descrição dos Serviços ESPAÇO FÍSICO Reparos civis em todas as salas e edifícios da Cidade Administrativa COBERTURAS, LAJES, HELIPONTO Reparos em coberturas, lajes e heliponto Tratamento de infiltrações e vazamentos em coberturas, lajes e heliponto FORROS, TETOS Troca de placas de forro Desprendimento de forro Eliminações de trincas superficiais Execução e conservação de alçapões FACHADA Reparos na fachada (empenas, esquadrias, vidros e persianas) Correção de patologias em fachada PAREDES E REVESTIMENTOS Reparos/substituição de revestimento de laminado melaminico Eliminações de trincas superficiais em revestimentos Eliminações de trincas superficiais em paredes ALVENARIA Reparos em alvenaria Tratamento de infiltração de água DRY WALL

22 Reparos / substituição de drywall Tratamento de infiltração de água VIDROS, ESPELHOS Substituição / reparo de portas de vidro Troca de vidros internos (portas, quadros) Reparos / substituição de vidros da fachada Reparos / substituição de espelhos PORTAS, ESQUADRIAS e JANELAS Manutenção de portas (comum e corta fogo) Reparos / substituição de molas de portas (comum e corta fogo) Reparos / substituição de fechaduras, dobradiças e demais componentes de sustentação e operação de portas (comum e corta fogo) PISOS e RODAPÉS Reparos / substituição de pisos e rodapés quando necessário em razão de motivos corretivos Reparos/ substituição de carpetes, inclusive cordões de rodapé PISOS ELEVADOS Reparos / substituição de pisos elevados Reparos/substituição de piso plaqueado, inclusive suportes RAMPAS, ESCADAS Reparos em rampas e escadas Reparos em corrimãos IMPERMEABILIZAÇÃO e JUNTAS DE DILATAÇÃO Serviços de impermeabilização de áreas molhadas Manutenção das juntas de dilatação horizontais e verticais Manutenção de impermeabilizações PINTURAS Reparos de pintura quando decorrentes de manutenções SINALIZAÇÃO Reparos na fixação das placas sinalizadoras Sistema elétrico Descrição dos Serviços ENERGIA Correção de falhas de iluminação Correção de queda de energia Correção de iluminação apagada total ou de uma grande área Correção de iluminação apagada de uma sala ou de uma pequena área Avaliação e solução de curto circuito Reparos / substituição em cabos de energia danificados Reparos / substituição de equipamentos e componentes do sistema e subsistema de fornecimento de energia (dentro da cidade administrativa) Reparos de tensão irregular Avaliação e reaperto de barramento blindado QUADROS ELÉTRICOS (CIRCUITOS DE BAIXA TENSÃO) Reparos em quadros elétricos, incluindo todos os componentes, equipamentos e subsistemas

23 Substituição de componentes e equipamentos do sistema e subsistemas Reparos na estrutura física do quadro elétrico Reparos em rack de dimmers de iluminação cênica TOMADAS E INTERRUPTORES Correção de falha em circuitos ininterruptos Correção de falha em circuitos de tomadas de uso comuns Ativação / desativação de ponto de tomada Correção de falta de energia em tomada Troca / reparo de réguas de energia Troca / reparo de interruptores comum ILUMINAÇÃO LÂMPADAS E LUMINÁRIAS EXCETO ILUMINAÇÃO PÚBLICA Troca de reatores das luminárias (interno e externo) Reparo / substituição de luminárias (interno e externo) Troca / substituição de lâmpada local essencial de trabalho Troca / substituição lâmpada iluminação cênica Troca/substituição de lâmpada local secundário (ex: locais isolados, não habitados, jardinagem, etc) GERADORES Reparos nos geradores, incluindo todos os componentes, equipamentos e subsistemas Substituição de componentes e equipamentos do sistema e subsistemas Controle e abastecimento reservatório combustível dos geradores (com exceção do gerador do data center localizado na CAG) SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGA ATMOSFÉRICA (SPDA) Reparos no SPDA, incluindo todos os componentes, equipamentos e subsistemas Substituição de componentes e equipamentos do sistema e subsistemas Reparos no sistema de aterramento, incluindo todos os componentes, equipamentos e subsistemas Substituição de componentes e equipamentos do sistema e subsistemas Reparo / substituição nas barras de equipotencialização principal e local Reparo do sistema de captação Sistema hidráulico Descrição dos Serviços FORNECIMENTO DE ÁGUA Correção de falta de água em local especifico (interno) CONTROLE DA QUALIDADE DA ÁGUA Serviço de controle da qualidade da água potável (testes) Emissão de relatórios para verificação da qualidade da água potável TUBULAÇÃO Correção de vazamento grande Correção de vazamento pequeno (gotejamento) Reparo / substituição de tubulações e conexões Desentupimento de tubulações INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Desentupimento de pias Desentupimento de ralos

24 Desentupimento de vasos sanitários e mictórios Tratamento de mau cheiro Troca de sifões e flexíveis Substituição / reparos em torneiras, chuveiros, duchas higiênicas, vasos sanitários, acessórios, etc. Troca de descarga CENTRAL DE ESGOTO À VÁCUO Reparos no sistema de central de esgoto a vácuo, incluindo todos os componentes, equipamentos e subsistemas Substituição de componentes e equipamentos do sistema e subsistemas Reparo no acionamento da descarga do vaso sanitário SISTEMA DE DRENAGEM E ÁGUAS PLUVIAIS Reparos em todo o sistema captação de águas pluviais, incluindo todos os seus componentes e subsistemas Substituição / reparos em materiais e equipamentos dos sistemas de captação de águas pluviais Reparos em caixas de passagens, canaletas, grelhas, valas, poços de visitas, etc. Desentupimento em caixas de passagens, canaletas, grelhas, valas, poços de visitas, etc. CAIXAS DE PASSAGEM, GORDURA, SISTEMA SEPARADOR DE SÓLIDOS, ÁGUA E ÓLEOS GRAXOS E CAIXA TRANQUILIZAÇÃO / SEPARAÇÃO Reparo / substituição das caixas de tranquilização / separação Limpeza das caixas de tranquilização / separação Reparo / substituição dos sistemas separadores de sólidos Limpeza dos sistemas separadores de sólidos Limpeza das caixas de passagem Reparo / substituição de caixas de passagem Limpeza das caixas de gordura Reparo / substituição de caixas de gordura VÁLVULAS E REGISTROS Correção de válvula/acionador torneira disparada Reparos / substituição de válvulas e registros do sistema Reparos / substituição de manômetros, hidrômetros e purgador de ar. BOMBAS SUBMERSAS E CENTRÍFUGAS Reparos em bombas recalque de esgoto, água pluvial e servida, incluindo todos os componentes Substituição de componentes da bomba recalque de esgoto, água pluvial e servida Reparos em bombas centrífugas, incluindo todos os componentes Substituição de componentes das bombas centrífugas Reparos nas demais bombas de hidráulica, incluindo todos os componentes Substituição de componentes das demais bombas do sistema hidráulico RESERVATÓRIOS Reparo em reservatórios Substituição de componentes e materiais dos reservatórios

25 Sistema eletromecânico Descrição dos Serviços PORTAS COM TRANCA ELÉTRICA Reparos nas portas com tranca elétrica Reparos / substituição de componentes e subcomponentes que possam alterar o funcionamento adequado das portas com tranca elétrica Reparos / substituição de componentes e subcomponentes que possam alterar o funcionamento adequado das portas vidro automáticas Sistema de ar condicionado Descrição dos Serviços Reparos em todo o sistema de ar condicionado e todos os seus equipamentos e componentes Troca de todos os equipamentos e componentes do sistema de ar condicionado, caso necessário Limpeza e troca de filtros de fan coil, split e fancolete Limpeza e higienização de dutos do sistema de ar condicionado Reparos em todo o sistema de ventilação e exaustão e todos os seus equipamentos e componentes (inclusive a ventilação do túnel de acesso) Troca de todos os equipamentos e componentes do sistema de ventilação e exaustão, caso necessário (inclusive a ventilação do túnel de acesso) Reparos em toda a tubulação do sistema de ar condicionado (dutos e tubulação de água gelada) e todos os seus componentes Reparo em falha em ar condicionado central (bombas, torres e chillers) Reparo em falha em ar condicionado local (fan coil, self, split, fancolete) área administrativa e técnica Correção de temperatura em áreas administrativas e técnicas Tratamento e filtragem da água utilizada no sistema de ar condicionado Análise da qualidade da água por laboratório especializado, com emissão do respectivo laudo / relatório Sistema de Controle e Automação predial (SSCP), Sistema de supervisão de Ar Condicionado e Sistema de detecção e alarme de incêndio Descrição dos Serviços Reparos na integração entre softwares e hardwares Reparos / substituição dos componentes do sistema de automação predial (ex: sensores, tags, controladores, etc.) Troca / reparo de interruptores sem-fio (ENOCEAN) Os sistemas supervisórios devem ser operados em regime de 7 (sete) dias por semana, 24 horas/dia, a partir do mês 1. Sendo as salas de operação dos supervisórios localizados em 7 locais distintos dentro da CA. Abaixo, são listados tais locais designados pela letra L :

26 Central de Água Gelada (CAG): o o [L1] SALA DE SUPERVISÃO/OPERAÇÃO: Geração de água gelada para Ar Condicionado; [L2] SALA TÉCNICA DENTRO DA CENTRAL DE DADOS: Sistema de detecção de alarme de incêndio (a sala técnica fica dentro da central de dados que se localiza ao lado da CAG, próxima a sala cofre). A operação deste sistema será realizada pelo operador da sala [L2], situada no Prédio Centro de Convivência, conforme rotina previamente estabelecida. Prédio Centro de Convivência: o [L2] SUBSOLO: Sistema de detecção de alarme de incêndio. Prédio Gerais: o [L3] SALA DE SUPERVISÃO: Automação Predial e Ar Condicionado localizados na sala de supervisório ao lado da central de operações no subsolo; o [L4] SALA DE CFTV: Sistema de detecção de alarme de incêndio. Prédio Minas: o [L5] SALA DE SUPERVISÃO: Automação Predial, Ar Condicionado e Sistema de detecção de alarme de incêndio do Prédio Minas; o [L5] SALA DE SUPERVISÃO: Automação Predial e Ar Condicionado do Prédio Centro de Convivência. Palácio do Governo: o [L6] SALA DE SUPERVISÃO: Automação Predial, Ar Condicionado (incluindo operação da CAG do Palácio) e Sistema de detecção de alarme de incêndio do Prédio do Palácio; o [L6] SALA DE SUPERVISÃO: Automação Predial e Ar Condicionado do Auditório.

27 Auditório: o [L7] SALA TÉCNICA: Sistema de detecção de alarme de incêndio Por manutenção dos sistemas supervisórios, entende-se que o escopo inclui a correção da lógica de programação dos mesmos e customizações que venham a ser necessárias para que estes sistemas atendam à necessidade dos usuários da Cidade Administrativa A correção da lógica de programação dos sistemas supervisórios e customizações dos mesmos deverão ser feita por profissionais certificados pelos fornecedores dos sistemas em questão, sendo a CONTRATADA remunerada de acordo com a estimativa e precificação de horas gastas para que sejam feitos os ajustes necessários Para os serviços de correção e customização, a ICA estimou 12 mil horas técnicas, a serem gastas sob demanda A ICA se reserva o direito de utilizá-las parcial ou integralmente A precificação deverá ser destacada na proposta de preços, conforme Anexo VII Detectada a necessidade de realizar correções e/ou customizações nos sistemas supervisórios, a CONTRATADA deverá apresentar para a ICA proposta, informando o número de horas técnicas necessárias para realizar tais mudanças, bem como os benefícios e resultados esperados após sua execução. Somente após aprovação da ICA, a CONTRATADA poderá atuar conforme acordado entre as partes A ICA não realizará intervenções nos sistemas como pré-requisito para a CONTRATADA iniciar seus serviços sobre os mesmos Tendo em vista uma possível revisão do contrato referente aos serviços de manutenção preventiva e corretiva nos sistemas de detecção, alarme e combate a incêndio, fixo e móvel, na CA., é possivel que o escopo de manutenção do software de centrais de supervisão de incêndio seja transferido para uma nova licitação. Visto que os serviços de manutenção dos supervisórios será pago sob demanda, isto incorrerá no não faturamento desta despesa neste

28 contrato. A ICA avisará com 30 (trinta) dias de antecedência de que tal escopo não fará mais parte dos serviços da CONTRATADA O Anexo II detalha as características da CA para se ter uma visão mais abrangente da magnitude do empreendimento. O Anexo III apresenta deverá os indicadores e metas praticados no âmbito da CA e o histórico de serviços demandados e executados sobre o tema de manutenção, no que diz respeito ao ano de Já o Anexo IV descreve os sistemas e equipamentos presentes na Cidade Administrativa Os equipamentos estão em uso há, pelo menos, 2 (dois) anos, tendo-se em vista que o início da ocupação da CA começou em fevereiro de Informações sobre garantias dos equipamentos estarão disponíveis nos databooks e demais documentações técnicas que serão entregues à CONTRATADA durante a sua mobilização inicial A CONTRATADA deverá disponibilizar todos os materiais e peças necessários à execução dos serviços, sendo integralmente responsável pelo seu uso, manutenção e conservação Os custos referentes a aquisição e gerenciamento dos materiais e peças serão de responsabilidade da CONTRATADA A CONTRATADA deverá disponibilizar todos os equipamentos necessários à execução dos serviços, sendo integralmente responsável pelo seu uso, manutenção e conservação, tais como: ferramentas (por exemplo: furadeiras, serras, lixadeiras, brocas, chave de fenda, etc.); instrumentos (por exemplo: multímetros, analisador de vibrações, etc.); itens corriqueiros de manutenção (por exemplo: fitas isolantes plásticas, fitas de teflon, graxas, óleo lubrificantes, pastas e solventes para limpeza, lixas, serras, brocas, estopas, trapos para limpeza, solda de estanho, veda-juntas, solda metal, colas, adesivo, tinta de proteção e de revestimento, querosene, abraçadeiras plásticas, desengraxastes, desengripantes, tinta PCF ou zarcão, etc.); equipamentos complementares para a execução dos serviços (por exemplo: caçamba de entulho, andaime, escoradores, aparelhos específicos de medição, rádios de comunicação, etc.);

29 insumos necessários à operação e funcionamento dos itens listados acima, como combustíveis, baterias e lubrificantes Não estão contemplados nos serviços contratados: Manutenção dos sistemas de áudio e vídeo som, projetor, microfone, etc.; Manutenção dos equipamentos de vigilância catracas, CFTV, etc.; Manutenção dos equipamentos específicos de atividades como: computadores, máquinas de impressão, máquinas de conveniência, etc.; Manutenção de mobiliário e divisórias piso-teto; Manutenção de no-breaks; Manutenção dos cabeamentos e da infra-estrutura de redes de dados e de telefonia; Manutenção do sistema de elevadores e da plataforma vertical, exceto polimentos e troca de pisos de acabamento; Manutenção nos interiores dos estabelecimentos comerciais, com exceção dos restaurantes situados no 1º (primeiro) andar do Centro de Convivência; Manutenção dos bebedouros de água; Manutenção de balcões refrigerados e equipamentos de fornecimento de alimentos e café; Tratamento químico de água potável e de esgoto, exceto a água utilizada no sistema de ar condicionado do edifício da Central de Água Gelada (CAG); Manutenção dos equipamentos do sistema de prevenção e combate a incêndio fixo e móvel, da CA; Manutenção de estacionamentos geridos por terceiros da Cidade Administrativa; Manutenção da iluminação do túnel que liga a rodovia MG-010 à CA; Manutenção de vias, caminhos, meio-fios externos da CA; Sistemas de irrigação de jardins e vegetações na CA.

30 5. Processo de atendimento de ordens de serviço 5.1. Atualmente, a ICA utiliza-se do sistema de gestão de chamados provido pela empresa Microsoft, denominado Microsoft Dynamics CRM. Trata-se de uma ferramenta Web, acessível de qualquer computador conectado à Internet, que provê conexão entre os usuários do empreendimento e fornecedores dentro da relação de solicitação de serviços daqueles para estes Caberá a ICA prover acesso e treinamento para a CONTRATADA em tal sistema, durante a etapa de transição destacada no item de Cronograma deste anexo, a fim de garantir que esta possa receber ordens de serviços abertas por usuários da CA e proceder com os respectivos atendimentos, dentro dos prazos definidos Após treinamento de representantes designados pela CONTRATADA, caberá a esta definir quais pessoas de sua equipe terão acesso ao sistema, concedendolhes as permissões e o treinamento necessário para utilizá-lo Através de tal sistema, a CONTRATADA monitorará a sua performance em atender ordens de serviço de manutenções corretivas, através de relatórios gerenciais. Tais relatórios também são acompanhados pela ICA e serão um dos instrumentos através dos quais ambas as partes utilizar-se-ão para acordar melhorias operacionais Abaixo é descrito como funciona o atual sistema de abertura de ordens de serviço. Como dito, a CONTRATADA será treinada pela ICA na operação do sistema envolvido com gestão de ordens de serviço, bem como no processo indicado.

31 Usuário Usuário Usuário Usuário Início Necessidade de serviço de manutenção da CONTRATADA Abrir ordem de serviço para manutenção Abertura web ou telefônica web Acessar o sistema MS Dynamics Abrir ordem de serviço de manutenção telefônica Usuário Chamar o atendimento telefônico Eq.de Manutenção Receber aviso de nova ordem de serviço Eq.de Manutenção Destacar responsável pelo atendimento e atender ordem de serviço Atendim. Telef. Acessar o sistema MS Dynamics Atendim. Telef. Abrir ordem de serviço de manutenção Eq.de Manutenção Atender ordem de serviço e fechá-la no sistema MS Dynamics O usuário ainda poderá discordar do resultado do fechamento da ordem de serviço. Neste caso, via sistema, ele poderá reabrir o chamado para a CONTRATADA revisar a execução de seu serviço Usuário Receber aviso de ordem de serviço finalizada Fim 5.6. O fechamento da ordem de serviço pela CONTRATADA é premissa para o registro do tempo despendido com o atendimento da mesma. O conjunto de tempos registrados em um mês para todos os atendimentos de ordens de serviço corretivas previstas a serem realizadas no mesmo mês servirá para cálculo de indicador de performance, conforme detalhado neste anexo, em Condições de Pagamento. 6. Sobre o sistema de gestão de manutenção 6.1. A CONTRATADA deverá utilizar-se de um sistema próprio para fazer a gestão dos planos de manutenção preventiva e preditiva. Tal sistema também deverá gerir o taggeamento dos ativos que foram mapeados pela CONTRATADA durante o período de operação adaptativa As ordens de serviço de manutenção corretivas, conforme já explicitado, serão gerenciadas pelo sistema da ICA, Microsoft Dynamics CRM. As ordens de serviço de manutenção preventiva e preditiva serão gerenciadas pela CONTRATADA em seu sistema, sendo esta responsável pelo correto preenchimento e atualização das informações do software Com as ordens de serviço de manutenções preventivas e preditivas gerenciadas pelo sistema da CONTRATADA, o cálculo de indicador de

32 performance para tais tipos de ordens de serviço executadas em relação às agendadas será realizado através de relatórios obtidos por tal sistema Para tanto, a CONTRATADA deverá garantir acesso ao seu sistema para, pelo menos, 3 (três) pessoas da ICA, com perfil mínimo de leitura para análise de relatórios O software de manutenção para o gerenciamento das ordens de serviços a ser fornecido pela CONTRATADA deverá possuir, no mínimo, as seguintes funcionalidades: disparar ordem de serviço (OS) automaticamente, de acordo com calendário de manutenções, a ser programado pela CONTRATADA; controlar o cronograma de manutenção preventiva (atividades e equipamentos); permitir a inserção de informações e descrição da solução dada ao problema; gerenciar o total de manutenções solicitada em comparação com o total de manutenções realizadas; gerenciar o total de material utilizado por período, local de utilização e o serviço (OS) em que foi utilizado; oferecer a geração de relatórios técnico-gerenciais, como histórico de intervenções dos equipamentos, materiais utilizados, tempo médio entre reparos/falhas, geração de gráficos, etc A CONTRATADA deve manter o histórico de manutenções preventivas e preditivas e, ao fim do contrato, prover cópia total da base de dados atualizada do seu sistema que gere os planos de manutenção para a ICA, de tal forma que esta possa realizar extrações e análise de dados através de, minimamente, planilhas de dados eletrônicas. 7. Dimensionamento de Equipe 7.1. Para a execução dos serviços a serem prestados, a ICA espera que a CONTRATADA aloque na Cidade Administrativa número suficiente de profissionais para atender o escopo deste contrato A figura abaixo apresenta o organograma esperado em relação aos profissionais alocados na CA. Trata-se de uma hierarquia sugerida, mas não fixa.

33 7.3. A CONTRATADA está autorizada a subcontratar serviços especializados, como os abaixo relacionados, de forma que possa atender o escopo do presente edital, quando não possuir condições de executar por si própria ou não houver vedação expressa pela ICA Serviços de limpeza de dutos de ar condicionado, de análise da qualidade de ar e de água, de análise termográfica e de vibração dos equipamentos; Serviços de manutenção em equipamentos específicos, como por exemplo, os da Central de Esgoto à Vácuo, da Central de Água Gelada, Geradores; Serviços de manutenção de sistemas supervisórios; Serviços associados à célula denominada de Suporte à Gerência, conforme figura acima A subcontratação não exime a CONTRATADA ou seu subcontratado das obrigações e responsabilidades decorrentes da licitação e da contratação A CONTRATADA responderá por todos os atos do subcontratado.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02 RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE Julho 2011 Revisão 02 2 INTRODUÇÃO Os Centros de Saúde incluídos nesta categoria são unidades que foram construídas recentemente e que

Leia mais

PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE

PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE DOCUMENTO COMPLEMENTAR 05 PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTROS DE SAÚDE ÍNDICE A. INTRODUÇÃO...

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

FAC. 01 MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA

FAC. 01 MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA 1 de 26 MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA MACROPROCESSO INFRAESTRUTURA PROCESSO MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA MANUTENÇÃO E INFRAESTRUTURA 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4.

Leia mais

Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade.

Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade. Realização: Parceiro: Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade. Cesar Ramos - Gerente de projetos da Yuny Incorporadora Daniel Gallo - Gerente

Leia mais

Plano de Manutenção e Conservação de Edificações

Plano de Manutenção e Conservação de Edificações Plano de Manutenção e Conservação de Edificações PLANO DE MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO DE EDIFICAÇÕES Apresentação Este plano, preparado pela União das Faculdades de Alta Floresta, mantenedora da Faculdade

Leia mais

Coordenadoria de. Manutenção. Manual de Procedimentos Administrativos da Coordenadoria de Manutenção

Coordenadoria de. Manutenção. Manual de Procedimentos Administrativos da Coordenadoria de Manutenção Coordenadoria de Manutenção Manual de Procedimentos Administrativos da Coordenadoria de Manutenção Sumário 1. INTRODUÇÃO 3 2. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL E FUNCIONAL 3 3. ORGANOGRAMA: 3 4. ATRIBUIÇÕES E COMPETÊNCIAS

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL Agosto/2011 CONDOMÍNIO VISION Engº Claudio Eduardo Alves da Silva CREA nº: 0682580395 F o n e / F a x : ( 1 1 ) 2 6 5 1-5918 R. C e l. B e n to J o s é d e C a r v a lh o,

Leia mais

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS PERÍODO MAIO DE 2015 Andamento das obras no período Obras no Ático: Início da instalação de luminárias iniciado; Conclusão das

Leia mais

APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de

APÊNDICE D Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de A INTRODUÇÃO Neste apêndice estão discriminados os Serviços de Adequação (PSA) de menor complexidade para atendimento da dinâmica funcional da ECT,

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10. Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1 CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PAÇO MUNICIPAL, PRAÇA MONTEVIDÉU Nº10 Anexo XII - PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Serviços de manutenção preventiva e corretiva de sistema do ar condicionado

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo: TORRE 5 100% executado 98% executado - Revestimento fachada; 100% concluído - Aplicação de textura; 100% concluído - Execução do telhado; 100%

Leia mais

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100.

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. PARECER TÉCNICO DAS ANOMALIAS ENCONTRADAS NA EDIFICAÇÃO DE GARANTIA POR PARTE DA CONSTRUTORA. 1ªPARTE TORRES 1 a 3. CONDOMÍNIO: Brink Condomínio Clube. ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. CIDADE/UF:

Leia mais

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, HIDRÁULICAS, SANITÁRIA, COMBATE A INCÊNDIO E GRUPO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO MEMORIAL DESCRITIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE ACABAMENTOS PROPRIETÁRIO DATA: 03/08/2012 VERSÃO: 03 ÍNDICE 1- DESCRIÇÃO DOS ACABAMENTOS DAS UNIDADES... 3 1.1. CONJUNTOS DO PAVIMENTO TIPO (5 AO 13 )...

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL

TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL 1.1. Prestação de Serviços de Manutenção Predial Geral, para as dependências do Centro Cultural José Bonifácio localizado na Rua Pedro Ernesto, nº

Leia mais

ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS - INDÚSTRIAS DE COSMÉTICOS E SANEANTES -

ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS - INDÚSTRIAS DE COSMÉTICOS E SANEANTES - ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS - INDÚSTRIAS DE COSMÉTICOS E SANEANTES - 1. LEGISLAÇÃO SANITÁRIA ESPECÍFICA - Lei Federal 6.360/76 e Decreto Estadual (DE) 23.430 de 24/10/1974 (http://www.al.rs.gov.br/legis/);

Leia mais

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito.

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito. Ecologicamente correto Economicamente viável Socialmente justo Culturalmente aceito. ENERGIA SEGURANÇA ETE FIBRA-ÓTICA DADOS TELEFONIA PAVIMENTAÇÃO VIAS PROJETADAS GÁS ETA SINALIZAÇÃO EQUIP. URBANOS ACESSIBILIDADE

Leia mais

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Estado de Minas Gerais Secretaria Municipal de Administração

Prefeitura Municipal de Bom Despacho Estado de Minas Gerais Secretaria Municipal de Administração 1. INTRODUÇÃO: Prefeitura Municipal de Bom Despacho Anexo V Laudo de Vistoria Predial Terminal Rodoviário de Passageiros de Bom Despacho O presente Laudo Técnico de Vistoria Predial foi solicitado pela

Leia mais

Paulista Corporate Avenida Paulista, nº 1.636 São Paulo - SP

Paulista Corporate Avenida Paulista, nº 1.636 São Paulo - SP Paulista Corporate Avenida Paulista, nº 1.636 São Paulo - SP Outubro, 2009 Versão Final A. DESCRIÇÃO DO PROJETO Este memorial trata da descrição e especificação básica dos elementos que deverão compor

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo SUMÁRIO DO PROJETO TORRE 5: 100% executado 95% executado - Revestimento fachada; - 100% concluído - Aplicação de textura; - 95% concluído -

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 18.4 Áreas de Vivência 18.4.1. Os canteiros de obras devem dispor de: a) instalações sanitárias; b) vestiário; c) alojamento; d)

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS RODRIGUES & AGUINAGA PROJETOS LTDA. Av. Francisco Talaia de Moura, 545 CEP: 91170-090 - Porto Alegre/RS. CNPJ: 09.077.763/0001-05 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS 1 1.

Leia mais

Seguro Residencial Itaú. Itaú Seguros de Auto e Residência Plano de Assistência 24 horas

Seguro Residencial Itaú. Itaú Seguros de Auto e Residência Plano de Assistência 24 horas Itaú Seguros de Auto e Residência Plano de Assistência 24 horas I PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PLANO APARTAMENTO Confira os serviços, limites e critérios a seguir. 1. Solicitação dos serviços Os serviços

Leia mais

18.4. Áreas de vivência

18.4. Áreas de vivência 18.4. Áreas de vivência 18.4.1. Os canteiros de obras devem dispor de: a) instalações sanitárias; (118.015-0 / I4) b) vestiário; (118.016-9 / I4) c) alojamento; (118.017-7 / I4) d) local de refeições;

Leia mais

Memorial Descritivo. Montreal Plaza

Memorial Descritivo. Montreal Plaza Memorial Descritivo Montreal Plaza MEMORIAL DESCRITIVO MONTREAL PLAZA A - INSTALAÇÕES PREDIAIS 1. SISTEMA AUXILIAR DE ENERGIA (GERADOR) Instalação de um grupo de geradores para atender: Área comum: Recepção,

Leia mais

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 2 TAG Condição esperada / Atividade IL Quantidade de luminárias

Leia mais

PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015

PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 Estabelece boas práticas de gestão e uso de Energia Elétrica e de Água nos órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional

Leia mais

Avenida Generalíssimo Deodoro, nº 367 Umarizal- CEP: 66.055-240 - Belém - PA (91)3221-4100/4102- e-mail: cphgabinete@cph.pa.gov.br

Avenida Generalíssimo Deodoro, nº 367 Umarizal- CEP: 66.055-240 - Belém - PA (91)3221-4100/4102- e-mail: cphgabinete@cph.pa.gov.br ANEXO II PLANO DE MANUTENÇÃO 1- OBJETO 1.1 Contratação de empresa especializada para prestação de serviços contínuos de operação, manutenção preventiva e corretiva, com fornecimento de peças, materiais

Leia mais

ANEXO II - Termo de Referência

ANEXO II - Termo de Referência ANEXO II - Termo de Referência 1. OBJETIVO: O presente Termo de Referência tem por objetivo estabelecer as condições mínimas para a contratação de uma empresa de engenharia para a implementação do projeto

Leia mais

ANEXO IV DO PREGÃO N. 56/2011 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO IV DO PREGÃO N. 56/2011 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO IV DO PREGÃO N. 56/2011 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO: prestação continuada de serviços de manutenção preventiva e corretiva das instalações hidrossanitárias dos prédios em uso ou que venham a ser

Leia mais

NR 18 NR 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção (118.000-2)

NR 18 NR 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção (118.000-2) NR 18 NR 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção (118.000-2) Resumo da NR 18 para áreas de vivência 18.1. Objetivo e campo de aplicação. 18.1.1. Esta Norma Regulamentadora NR

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA Reforma da Câmara dos Vereadores de Jataí GO DADOS DA OBRA OBRA: Câmara Municipal de Jataí LOCAL: Praça da Bandeira S/N SERVIÇOS: Projeto de reforma NÚMERO DE PAVIMENTOS:

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS II. Automação Predial

SISTEMAS PREDIAIS II. Automação Predial PCC-2466 SISTEMAS PREDIAIS II Automação Predial Serviços dos Edifícios HIDRÁULICOS Água Fria; Água Gelada; Água Quente; Sistemas de Aquecimento (solar etc.); Esgotos Sanitários; Águas Pluviais; Drenagem

Leia mais

Desvendando Agências Bancárias

Desvendando Agências Bancárias Desvendando Agências Bancárias Ana Julia Monteiro Sabrina Requião Pinto Agências Bancárias - Detalhes Antes de 2001 Tendência atual Áreas pequenas para autoatendimento e grandes para caixas (glichê) e,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela:

TERMO DE REFERÊNCIA. 2.1 A manutenção preventiva para os aparelhos de Ar Condicionado do tipo janela: ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1 DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA COM REPOSIÇÃO PARCIAL DE PEÇAS ORIGINAIS DOS EQUIPAMENTOS DE REFRIGERAÇÃO

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON

FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON TERMO DE REFERÊNCIA CP030/2014-OBRAS 1. OBJETO Contratação de empresa ou profissional especializado para prestação de serviços de manutenção preventiva e corretiva predial nas dependências da FAHECE Sede

Leia mais

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 BELO HORIZONTE MG Apresentação: Condomínio Edifício Afonso Pena, 2.300 Endereço: Afonso Pena, 2.300 Bairro: Centro Esquina com Rio Grande do Norte Belo Horizonte BH Localização:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 030/2014

CARTA CONVITE Nº 030/2014 São Paulo, 09 de setembro de 2014. CARTA CONVITE Nº 030/2014 Manutenção preventiva, corretiva e periódica de aparelhos de ar condicionado e instalações elétricas para o Museu da Imigração. O, Organização

Leia mais

0 1 2 3 até 24 horas até 48 horas até 72 horas ate 15 dias. 0 1 2 3 até 24 horas até 48 horas até 72 horas até 15 dias

0 1 2 3 até 24 horas até 48 horas até 72 horas ate 15 dias. 0 1 2 3 até 24 horas até 48 horas até 72 horas até 15 dias 0 1 1. TABELA DE CLASSIFICAÇÃO DE NÍVEIS DE FALHA No seu plano de execução, a CONCESSIONÁRIA, deverá comprometer-se a executar os serviços dentro dos limites estipulados nos quadros a seguir: MANUTENÇÃO

Leia mais

TOMADA DE PREÇO IIRS Nº 002/09-TP

TOMADA DE PREÇO IIRS Nº 002/09-TP TOMADA DE PREÇO IIRS Nº 002/09-TP COMUNICADO Nº 02 Segue respostas de esclarecimentos feitos por diversas empresas NOTA: TODOS OS COMUNICADOS FAZEM INTEGRAM O EDITA IIRS Nº 002/09 - TP 1 - Pergunta: Não

Leia mais

COMPLEXO. Previsão Torres Residenciais. Previsão Torre Comercial Fase 2. Shopping IGUATEMI Previsão Hotel. Torre Comercial Fase 1 BR 153

COMPLEXO. Previsão Torres Residenciais. Previsão Torre Comercial Fase 2. Shopping IGUATEMI Previsão Hotel. Torre Comercial Fase 1 BR 153 CADERNO TÉCNICO COMPLEXO Previsão Torres Residenciais Previsão Torre Comercial Fase 2 Torre Comercial Fase 1 Shopping IGUATEMI Previsão Hotel BR 153 Marginal BR 153 Imagem preliminar do complexo Iguatemi

Leia mais

ANEXO I Plano de Manutenção Preventiva

ANEXO I Plano de Manutenção Preventiva ANEO I Plano Preventiva 1. Estrutura Sistema Serviço Periodicidade Equipe Responsável 1.1. Fundações 1.2. Pilares 1.3. Vigas Inspeção de possíveis fissuras, trincas, rachaduras, ferragem aparente, desníveis,

Leia mais

MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO

MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM MÉDIA TENSÃO TECNOLOGIA, QUALIDADE E ENERGIA A SERVIÇO DA ECONOMIA. Engelétrica Indústria, Comércio e Serviços Elétricos Ltda. Rua Xavier da Rocha, 10 Vila Prudente

Leia mais

Contratação de empresa para adequação do Sistema de Proteção de Incêndio Chuveiros Automáticos (Sprinkler).

Contratação de empresa para adequação do Sistema de Proteção de Incêndio Chuveiros Automáticos (Sprinkler). SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS OBJETO: Contratação de empresa para adequação do Sistema de Proteção de Incêndio Chuveiros Automáticos (Sprinkler). O serviço visa contratar uma empresa para manutenção

Leia mais

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO. SOLUÇÕES INTEGRADAS EM ÁGUA E ENERGIA ELÉTRICA Tema 3: Eficiência Energética

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO. SOLUÇÕES INTEGRADAS EM ÁGUA E ENERGIA ELÉTRICA Tema 3: Eficiência Energética COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO V CIERTEC - SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO DE PERDAS, EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA E PROTEÇÃO DA RECEITA NO SETOR ELÉTRICO Área

Leia mais

Apresentação. Quem Somos

Apresentação. Quem Somos Apresentação Quem Somos A F3 Soluções é uma organização de origem brasileira, de negócios diversificados, com atuação e padrão de qualidade globais e certificações de reconhecimento nas áreas especificas

Leia mais

ANEXO PREGÃO ELETRÔNICO N.º 285/ADCO-4/SBBR/2011 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO PREGÃO ELETRÔNICO N.º 285/ADCO-4/SBBR/2011 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO PREGÃO ELETRÔNICO N.º 285/ADCO-4/SBBR/2011 TERMO DE REFERÊNCIA LOCAÇÃO DE 25 (VINTE E CINCO) MÓDULOS DE CONTAINERS HABITÁVEIS ACOPLADOS PARA AS INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS DA SEÇÃO DE CONTRAINCÊNDIO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA -2

TERMO DE REFERÊNCIA -2 TERMO DE REFERÊNCIA -2 1. O PROJETO Título do Projeto: Reforma e Ampliação das Promotorias de Justiça de Direitos Constitucionais e Patrimônio Público e Promotorias de Justiça de Ações Constitucionais

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE GURUPI. INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS Processo Administrativo nº 564/2014

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE GURUPI. INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS Processo Administrativo nº 564/2014 INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS Processo Administrativo nº 564/2014 O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE, por intermédio da Comissão Permanente de Licitação, em obediência ao disposto no art. 5º do Decreto Federal

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 11.052, DE 12 DE DEZEMBRO DE 1997. (atualizada até a Lei nº 11.294, de 29 de dezembro de 1998) Cria cargos

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura III. Memorial de Cálculo de Área Construída e Memorial de Cálculo de Área

Leia mais

Dados do Produto. Ar Condicionado: ponto dreno + carga elétrica (sala e dormitório)

Dados do Produto. Ar Condicionado: ponto dreno + carga elétrica (sala e dormitório) FICHA TÉCNICA Projeto Arquitetônico: Gkalili Arquitetura Design de Fachada: Triptyque Arquitetura Projeto Paisagístico: EKF Arquitetura paisagística Projeto Decoração: Triptyque Arquitetura Dados do Produto

Leia mais

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS MEMORIAL DESCRITIVO: APRESENTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO: LOCALIZAÇÃO: Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS DESCRIÇÃO: Edifício

Leia mais

Termo de Referência. Anexo A DESCRIÇÃO FÍSICA CARACTERÍSTICAS DO EQUIPAMENTO

Termo de Referência. Anexo A DESCRIÇÃO FÍSICA CARACTERÍSTICAS DO EQUIPAMENTO Termo de Referência Anexo A DESCRIÇÃO FÍSICA CARACTERÍSTICAS DO EQUIPAMENTO A. Arena Carioca da Penha e seu entorno O edifício principal, em forma de hexágono com 15m em cada lado possui 1.083 m 2 de área

Leia mais

"TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS "TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS I - OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em serviços de Infraestrutura com manutenção corretiva, manutenção preventiva, instalações, desinstalações,

Leia mais

ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO ESPECIFICAÇÃO

ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO 1. O PROJETO Projeto básico e executivo para construção do prédio das Promotorias de Justiça de Parauapebas. 2. OBJETIVOS O presente Termo de Referência tem como objetivo nortear a contratação

Leia mais

NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015

NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015 NOVOS PACOTES DE ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL - A partir de 16/06/2015 Para as contratações e renovações, a partir de 16/06/2015, os planos disponíveis serão: a) Serviço para casa (Plus Casa) Plus Casa Chaveiro

Leia mais

Guia de Assistências BB Seguro Residencial

Guia de Assistências BB Seguro Residencial Guia de Assistências BB Seguro Residencial Como acionar os serviços de assistência? Sempre que precisar acionar uma assistência, entre em contato com a Central de Atendimento Aliança do Brasil: 0800 729

Leia mais

REQUISITOS DE COMPARTILHAMENTO PARA INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO EXISTENTES

REQUISITOS DE COMPARTILHAMENTO PARA INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO EXISTENTES REQUISITOS DE COMPARTILHAMENTO PARA INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO EXISTENTES Revisão Motivo da revisão Data 0 1 Este documento foi motivado para dar transparência das normas e padrões técnicos comuns das

Leia mais

PREFEITURA DE ITABUNA ESTADO DE BAHIA

PREFEITURA DE ITABUNA ESTADO DE BAHIA TABELA REFERÊNCIA DE PREÇOS 1. DIMENSIONAMENTO DE CUSTOS DE OBRAS E INSTALAÇÕES DA GARAGEM Par0a o dimensionamento dos custos de Obras e Instalações de Garagem foram adotados os seguintes parâmetros baseados

Leia mais

PLANILHA DE SERVIÇOS BÁSICOS FL. 01/12

PLANILHA DE SERVIÇOS BÁSICOS FL. 01/12 FL. 01/12 REGIÃO I estimados R$ Sub Total BDI 1 2 Execução de infra-estrutura para a instalação de ponto elétrico duplo (rede comum ou estabilizada), até 1.500 W. partindo do quadro elétrico até qualquer

Leia mais

SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS M S A AT M S A AT

SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS M S A AT M S A AT LEGENDA: INSPEÇÃO ZELADOR SERVIÇO DE TERCEIROS OBRIGATÓRIOS SERVIÇO DE TERCEIROS OPCIONAIS M ( MENSAL ) S ( SEMESTRAL) LEGENDA: TOPO DO EDIFÍCIO ANDARES PAVIMENTOS INFERIORES A ( ANUAL ) S ( APÓS TEMPORAL)

Leia mais

Material preliminar sujeito a alterações

Material preliminar sujeito a alterações Uma região privilegiada, cercada por algumas das mais importantes vias de acesso como as avenidas Ibirapuera, Rubem Berta, Indianópolis, Av. Dos Bandeirantes, entre outras que ligam o bairro a toda a cidade.

Leia mais

ANEXO 5. Detalhamento dos serviços sob responsabilidade da Concessionária

ANEXO 5. Detalhamento dos serviços sob responsabilidade da Concessionária ANEXO 5 Detalhamento dos serviços sob responsabilidade da Concessionária 1 1. INTRODUÇÃO O presente anexo busca delimitar e detalhar as atividades e serviços sob responsabilidade da CONCESSIONÁRIA no âmbito

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA -2

TERMO DE REFERÊNCIA -2 TERMO DE REFERÊNCIA -2 1. O PROJETO Projeto executivo para construção do prédio das Promotorias da Infância e Juventude. 2. OBJETIVOS O presente Termo de Referência tem como objetivo nortear a contratação

Leia mais

Seguro Residencial Itaú. Itaú Seguros de Auto e Residência Plano de Assistência 24 horas

Seguro Residencial Itaú. Itaú Seguros de Auto e Residência Plano de Assistência 24 horas Itaú Seguros de Auto e Residência Plano de Assistência 24 horas I PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PLANO APARTAMENTO + PET Confira os serviços, limites e critérios a seguir. 1. Solicitação dos serviços Os

Leia mais

ANEXO 9 SISTEMA DE DESEMPENHO

ANEXO 9 SISTEMA DE DESEMPENHO ANEXO 9 SISTEMA DE DESEMPENHO 1 O presente Anexo tem como objetivo definir os critérios, indicadores, fórmulas e parâmetros definidores da qualidade dos serviços prestados pela CONCESSIONÁRIA, na forma

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA 06 PROJETOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, COMUNICAÇÃO E SISTEMAS DE PREVENÇÃO DE DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

INSTRUÇÃO TÉCNICA 06 PROJETOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, COMUNICAÇÃO E SISTEMAS DE PREVENÇÃO DE DESCARGAS ATMOSFÉRICAS INSTRUÇÃO TÉCNICA 06 PROJETOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, COMUNICAÇÃO E SISTEMAS DE PREVENÇÃO DE DESCARGAS ATMOSFÉRICAS 1 OBJETIVO Revisão 00 fev/2014 1.1 Estas Instruções Normativas de Projeto apresentam

Leia mais

MANUAL DO CONSTRUTOR

MANUAL DO CONSTRUTOR 1. SOLICITAÇÕES PARA INÍCIO DA OBRA 01 jogo do projeto de arquitetura aprovado; Autorização para Construção emitida pela Associação Jardins Ibiza. 2. IMPLANTAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA 2.1 Fechamento do canteiro

Leia mais

CONDOMÍNIO COMERCIAL EVOLUTION PARAíSO Rua Apeninos 418, Paraiso São Paulo

CONDOMÍNIO COMERCIAL EVOLUTION PARAíSO Rua Apeninos 418, Paraiso São Paulo CONDOMÍNIO COMERCIAL EVOLUTION PARAíSO Rua Apeninos 418, Paraiso São Paulo MEMORIAL DESCRITIVO O Evolution Paraíso é composto por uma torre de salas comerciais distribuídas em 11 pavimentos-tipo e 1 cobertura

Leia mais

No item 2.10 é mencionada a ferramenta de controle de acesso. Qual o nível de integração requerido e quais os métodos disponíveis nesta ferramenta?

No item 2.10 é mencionada a ferramenta de controle de acesso. Qual o nível de integração requerido e quais os métodos disponíveis nesta ferramenta? Perguntas: 1. 2. 3. Entendemos que o processo de mudança será realizado através do CMDB atual e que esta mudança deverá ser refletida na solução de DCIM. Além deste processo haverá alguma outra forma de

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em manutenção preventiva e corretiva, com reposição de peças originais, sem ônus adicional para a CONTRATANTE, em aparelhos

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Exemplos de projetos e políticas públicas

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Exemplos de projetos e políticas públicas MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Exemplos de projetos e políticas públicas Pegada ecológica Imagem: Jornal Bahianorte Evolução da Pegada Ecológica Imagem: miriamsalles.info Nosso padrão de produção Imagem:

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREDIAL ÁREA DE SAÚDE PMP

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREDIAL ÁREA DE SAÚDE PMP PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREDIAL ÁREA DE SAÚDE PMP / 2015 www.aeplan.unicamp.br NOVEMBRO/2014 PROGRAMA DE MANUTENÇÃO PREDIAL ÁREA DE SAÚDE O objetivo deste programa é de apoiar as Unidades da Área de Saúde

Leia mais

www.pratil.com.br Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014

www.pratil.com.br Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014 Infraestrutura Elétrica AT (69kW) UNIFOR PROPOSTA COMERCIAL Fortaleza, 16 de Abril de 2014 Eduardo Guimarães E-mail.: eduguimarães@pratil.com.br Cel.: (85) 9635-2993 Tel.: (85) 3133-9404 Rua Vicente Linhares,

Leia mais

Verificar a estanqueidade da válvula de descarga, torneira automática e torneira A cada 5 anos. Limpar o crivo do chuveiro

Verificar a estanqueidade da válvula de descarga, torneira automática e torneira A cada 5 anos. Limpar o crivo do chuveiro TABELA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA ITEM DESCRIÇÃO PERIODICIDADE Esquadrias de Alumínio Limpeza geral esquadria (zona urbana ou rural) 1 vez ao ano. Limpeza geral esquadria (zona marítima ou industrial) 1

Leia mais

Edifícios Consolação I e II

Edifícios Consolação I e II Edifícios Consolação I e II Os edifícios Consolação I e II estão localizados na Rua da Consolação, 2.403/2.411/2387, na quadra delimitada Rua Bela Cintra e Antonio Carlos, Bela Vista - São Paulo, SP. Trata-se

Leia mais

Regras, Coberturas e Serviços Assistência Casa

Regras, Coberturas e Serviços Assistência Casa Regras, Coberturas e Serviços Assistência Casa - 1 - Assistência 24h residencial para execução de reparos emergenciais, como: hidráulica, elétrica, desentupimento, chaveiro, quebra-galho e conexão telefônica

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD Institui e regulamenta o Programa de Uso Racional de Água e Energia Elétrica no âmbito da UFCSPA. O PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES

MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES MEMORIAL DESCRITIVO PAX-PERDIZES PAX_PERDIZES é composto por 1 torre residencial com 8 pavimentos com 4 unidades cada. As vagas de estacionamento estão distribuídas em 2 subsolos. O acesso ao Empreendimento

Leia mais

SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014

SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014 SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014 ISS. Subitens 1.07, 7.06, 7.10, 14.01, 14.06, 14.13 e 24.01 da Lista de Serviços da Lei nº 13.701, de 24 de dezembro de 2003. Serviços executados

Leia mais

b) Instalações de fornecimento de gás; c) Ressarcimento dos danos causados direta ou indiretamente a alimentos e utensílios domésticos;

b) Instalações de fornecimento de gás; c) Ressarcimento dos danos causados direta ou indiretamente a alimentos e utensílios domésticos; CAPITALIZAÇÃO É com grande satisfação que esta Sociedade de Capitalização oferece ao Titular do Título de Capitalização o benefício denominado Reparos Emergenciais, a seguir descritos: 1. DEFINIÇÕES 1.1.

Leia mais

Memorial Descritivo. Pátio Cariri Corporate

Memorial Descritivo. Pátio Cariri Corporate Pátio Cariri Corporate Memorial Descritivo WR Engenharia Ltda. Rua Edward Mclain, 440, sala 1006 Triângulo - Juazeiro do Norte Ce www.wrengenharia.com.br 1 ÍNDICE Apresentação...3 O Empreendimento...3

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURA metodologia em projeto arquitetônico

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURA metodologia em projeto arquitetônico FUNDAMENTOS DE ARQUITETURA metodologia em projeto arquitetônico UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENGENHARIA Curso: Engenharia Civil Profª. Raquel Portes ETAPAS DO PROJETO DE ARQUITETURA

Leia mais

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES PROJETOS DE HOSPITAIS SUSTENTÁVEIS EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES É importante destacar os benefícios de um edifício sustentável. Os green buildings podem ser definidos pelas seguintes

Leia mais

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador Anexo I Chamamento Público 01/2014 1 Espaço A. Destinação Almoxarifado: armazenamento útil mínimo de 1.000m², divididos da seguinte forma: 1.1 Área de armazenagem 87% (mínimo de 870m²) 1.1.1 Sala administrativa

Leia mais

MANUAL DO CONSTRUTOR

MANUAL DO CONSTRUTOR 1. SOLICITAÇÕES PARA INÍCIO DA OBRA 01 jogo do projeto de arquitetura aprovado; Autorização para Construção emitida pelo CONDOMÍNIO RESIDENCIAL JARDINS COIMBRA. 2. IMPLANTAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA 2.1 Fechamento

Leia mais

MEMO Nº 022/ENG/IFC/2010 Blumenau, 15 de julho de 2010. Do: Departamento de Engenharia do Instituto Federal Catarinense

MEMO Nº 022/ENG/IFC/2010 Blumenau, 15 de julho de 2010. Do: Departamento de Engenharia do Instituto Federal Catarinense MEMO Nº 022/ENG/IFC/2010 Blumenau, 15 de julho de 2010. Ao: Pró Reitor de Desenvolvimento Institucional ANTÔNIO A. RAITANI JÚNIOR Do: Departamento de Engenharia do Instituto Federal Catarinense Assunto:

Leia mais

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL FORTALEZA. ANEXO II Memorial Descritivo

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL FORTALEZA. ANEXO II Memorial Descritivo CONDOMÍNIO RESIDENCIAL FORTALEZA ANEXO II Memorial Descritivo 1. DESCRIÇÃO GERAL DO EMPREENDIMENTO. O Empreendimento, comercializado sob Condomínio Residencial Viva Bem, é composto por 04 (quatro) blocos,

Leia mais

OSCAR NIEMEYER MONUMENTAL (AVENIDA VISCONDE DE RIO BRANCO, 200 - NITERÓI) MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO

OSCAR NIEMEYER MONUMENTAL (AVENIDA VISCONDE DE RIO BRANCO, 200 - NITERÓI) MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO CHL Desenvolvimento Imobiliário S/A OSCAR NIEMEYER MONUMENTAL (AVENIDA VISCONDE DE RIO BRANCO, 200 - NITERÓI) MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO (27/03/2014) 1 ACABAMENTO DAS UNIDADES AUTÔNOMAS 1.1 UNIDADES

Leia mais

Reformas e manutenção. Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves. Realização:

Reformas e manutenção. Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves. Realização: Reformas e manutenção Engº Marcos Velletri Engº Ricardo Gonçalves Atualização da normalização nacional ABNT NBR 15575 DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES Eng. Ricardo S. F. Gonçalves ABNT NBR 15575:2013 NORMA DE

Leia mais

ANEXO 1 PLANO DE OPERAÇÃO

ANEXO 1 PLANO DE OPERAÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES PLANO DE OPERAÇÃO D:\_LICITAÇÕES\_LICITAÇÕES\CONCORRÊNCIA\EDITAIS\2006\CP06007-AnexoI-Anexo1- PlanoOperaçãoEdBrasília.odt CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1.2 A proposta deverá ser elaborada, por lote, com base no Anexo I Relação de Ar Condicionado.

TERMO DE REFERÊNCIA. 1.2 A proposta deverá ser elaborada, por lote, com base no Anexo I Relação de Ar Condicionado. ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1 DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 A presente licitação, na modalidade PREGÃO PRESENCIAL, do tipo MENOR POR LOTE, destina-se a na CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA MANUTENÇÃO

Leia mais

CENTRO ADMINISTRATIVO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ESPECIFICAÇÃO TRATAMENTO ACÚSTICO

CENTRO ADMINISTRATIVO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ESPECIFICAÇÃO TRATAMENTO ACÚSTICO 1 / 11 CENTRO ADMINISTRATIVO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ESPECIFICAÇÃO 2 / 11 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...03 2. DESCRIÇÃO GERAL...03 3. / ABSORÇÃO...06 4. DOCUMENTOS...10 3 / 11 1 - INTRODUÇÃO: Trata-se do Projeto

Leia mais

End. Rua Gonçalves Dias, 1075 MEMORIAL DO EMPREENDIMENTO

End. Rua Gonçalves Dias, 1075 MEMORIAL DO EMPREENDIMENTO End. Rua Gonçalves Dias, 1075 MEMORIAL DO EMPREENDIMENTO INFORMAÇÕES GERAIS Endereço do Empreendimento Rua Gonçalves Dias, N 1075 Menino Deus - Porto Alegre RS Composição do Apartamento Tipo 03 Dormitórios

Leia mais