Guia de Orientação para Associações Escolares Como Gerir Recursos Públicos Parceria Público Privada - EPP

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia de Orientação para Associações Escolares Como Gerir Recursos Públicos Parceria Público Privada - EPP"

Transcrição

1

2 Domingos Ferreira Curcino Guia de Orientação para Associações Escolares Como Gerir Recursos Públicos Parceria Público Privada - EPP 1ª edição Palmas-Tocantins 2015

3

4 Sumário Apresentação... 9 I. Órgãos Financiadores Secretarias de Educação Mec/Fnde II. Gestão Democrática na Escola III. Conhecendo Minha Escola Dimensão Pedagógica Dimensão Administrativa Estrutura de Pessoal Estrutura Física Estrutura Patrimonial Dimensão Financeira IV. Despesas Consideradas como de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino MDE V. Classificação das Despesas por Categoria Econômica Despesas Correntes (Custeio) Diárias Auxílio Financeiro/Ajuda Financeira Materiais de Consumo Premiações Culturais, Artísticas, Científicas, Desportivas e Outras Material de Distribuição Gratuita Passagens e Despesas com Locomoção Outros Serviços de Terceiros - Pessoa Física Outros Serviços de Terceiros - Pessoa Jurídica Subvenções Sociais Despesas de Capital (Investimentos) Obras e Instalações Equipamentos e Materiais Permanentes Auxílios VI. Procedimentos de Contratação por Entidades Privadas, sem Fins Lucrativos Do Conceito de Licitação Carta Convite Tabela de Valores de Licitação Dispensa, Convite e Tomada de Preços Inexigibilidade de Licitação (Art. 25 Da Lei Nº 8.666/93) Documentos de Habilitação dos Licitantes Do Procedimento e Julgamento

5 Sumário 6.6 Da Desclassificação Dos Contratos Da Alteração dos Contratos Da Execução dos Contratos Da Inexecução e da Rescisão dos Contratos Das Sanções Administrativas e da Tutela Judicial Das Disposições Gerais Das Sanções Administrativas VII. Tipos de Documentos Fiscais Recibo de Prestação de Serviços Nota Fiscal Avulsa (de Venda ou Prestação de Serviços) Nota Fiscal de Serviços Nota Fiscal de Venda ao Consumidor (D-1); Cupom Fiscal; Nota Fiscal (B-1) e Nota Fiscal Eletrônica VIII. Obrigações Legais Tributos Incidentes sobre Serviços Prestados por Pessoas Físicas e Jurídicas Pessoa Física Pessoa Jurídica Tabelas Práticas Sobre Incidência de Tributos Incidência/Retenção de IRRF (Serviços Prestados por Pessoa Jurídica para Pessoa Jurídica) Incidência/Retenção de CSL /COFINS/PIS - (Serviços Prestados Por Pessoa Jurídica Para Pessoa Jurídica) Incidência/Retenção do ISSQN(Itens/Subitens da LC Nº116, de 31/07/03 - Comuns às Contratações pelas Associações) Comprovante de Rendimentos Pagos e de Retenção de Imposto de Renda na Fonte IN/RFB/Nº 971, de 13/11/09 Tributação e Arrecadação das Contribuições Sociais à Previdência Social Dos Contribuintes da Previdência Social (Artigos 2º e 3º e Parágrafos) Dos Segurados Obrigatórios da Previdência Social- Pessoa Física (Art. 4º) Do Contribuinte Individual (Art. 9º) Do Cadastro e Matrícula no INSS Dispensa de Matrícula no CEI Fato Gerador das Contribuições Previdenciárias Base de Cálculo da Contribuição Social Previdenciária dos Segurados Base de Cálculo da Contribuição Social Previdenciária das Empresas em Geral Obrigações do Contribuinte Individual Do Percentual das Contribuições Sociais Previdenciárias das Empresas

6 Sumário Obrigações da Empresa Dos Prazos de Vencimento Da Obrigação Principal da Retenção Da Restituição de Valores Referentes à Retenção de Contribuições Previdenciárias Da Cessão de Mão de Obra e da Empreitada Dos Serviços Sujeitos à Retenção Da Dispensa da Retenção Da Apuração da Base de Cálculo da Retenção Do Destaque das Retenções Do Recolhimento do Valor Retido Das Obrigações da Empresa Contratada Das Obrigações da Empresa Contratante Serviços Sujeitos à Retenção na Construção Civil Serviços não Sujeitos à Retenção na Construção Civil Não se Aplica o Instituto da Retenção Da Solidariedade Da Elisão da Responsabilidade Solidária Das Empresas Optantes pelo Simples Nacional Do Microempreendedor Individual - MEI Da Decadência na Construção Civil Do Valor Mínimo para Recolhimento Conceitos Anexo VII - Discriminação de Obras e Serviços de Construção Civil Anexos I a IV da LC Nº123/2006 Simples Nacional Isenção de Tributação Aplicada às Entidades sem Fins Lucrativos Quadro Sinótico de Obrigações Legais Legislação Pertinente à Gestão de Recursos Públicos IX. Passo-a-passo a ser Observado na Contratação de uma Despesa Diárias Auxílio Financeiro/Ajuda Financeira Materiais de Consumo Serviços de Pessoa Física Serviços de Pessoa Jurídica Aquisição de Bens Permanentes Contratação de Serviços de Obras de Construção Civil X. Sistemas de Controle Contábil Livros Contábeis

7 Sumário Livro Diário Livro Razão Orientações Gerais sobre o Sistema Contábil Financeiro Conta Corrente Administrativo Estoque Telefone Patrimônio Prestação de Contas XI. Documentos Exemplificativos Contratação de Despesas e Controle Administrativo-financeiro Modelo de Portaria de Diárias Modelo de Relatório de Viagem Tabela para Cálculo de Diárias Modelo de Folha de Pagamento de Auxílio Financeiro a Estudantes/Ajuda Financeira Bilhete de Passagem Modelos de Documentos Utilizados nos Procedimentos de Contratação de Despesas de até R$8.000,00 - Bens e Serviços e R$15.000,00-Obras em Geral) Modelo de Cotação de Preços Modelo de Verificação de Menor Preço / Homologação Modelos de Documentos Utilizados nos Procedimentos de Contratação de Despesas Acima de R$8.000,00 - Bens e Serviços, via Carta Convite Modelo de Portaria de Designação de Comissão de Licitação Modelo de Ofício de Pedido de Abertura de Processo de Licitação Modelo de Edital de Carta Convite Anexo I Relação dos Produtos Anexo II Modelo de Proposta de Preços Anexo III Minuta de Contrato Modelo de Protocolo de Entrega de Edital de Carta Convite Modelo de Aviso de Edital de Carta Convite Proposta de Preços das Empresas Modelo de Ata de Abertura de Envelope de Documentos e Propostas - Bens e Serviços Modelo de Mapa de Preços Modelo de Homologação da Despesa Modelo de Ata de Licitação Deserta pela 1ª vez Modelo de Ata de Licitação Deserta pela 2ª vez Modelo de Ata de Inabilitação de todas as Empresas

8 Sumário Modelo de Contrato de Entrega Parcelada Materiais de Expediente Modelo de Contrato de Entrega Parcelada Gêneros Alimentícios Modelos de Documentos Utilizados nos Procedimentos de Contratação de Obras em Geral Acima de 15 Mil Reais Modelo de Ofício de Pedido de Abertura de Processo de Licitação Modelo de Pré Orçamento de Despesa Modelo de Edital de Carta Convite Obras Anexos do Edital de Licitação de Obras Anexo VI Modelo de Declaração de Visita Local da Obra Anexo VII - Modelo de Proposta de Preços - Obras Anexo VIII - Minuta de Contrato de Obras Modelo de Protocolo de Entrega de Edital de Carta Convite Modelo de Aviso de Edital de Carta Convite Proposta de Preços - Obras Modelo de Ata de Abertura de Envelope Propostas e Documentação - Obras Modelo de Homologação da Despesa Modelo de Contrato de Obras Modelo de Extrato de Contrato de Obras Modelo de Ordem de Início dos Serviços Modelo de Carta de Fiança Bancária Modelo de Ordem de Paralisação de Serviços de Obras Modelo Ordem de Reinício de Serviços de Obras Modelo de Aditivo de Contrato de Obras Modelo de Termo de Entrega e Recebimento de Obras Modelo de Portaria de Dispensa de Licitação Modelo de Portaria de Inexigibilidade de Licitação Modelo de Contrato de Prestação de Serviços Contábeis Modelo de Portaria de Pena de Advertência Modelo de Portaria de Pena de Suspensão de Contratação Modelo de Nota Fiscal de Venda ao Consumidor Modelo de Recibo de Prestação de Serviços - Pessoa Física Modelo de Nota Fiscal Avulsa Prefeitura - Pessoa Física Modelo DAM Documento de Arrecadação Municipal Modelo de Relação de Prestadores de Serviços no Mês Pessoa Física Modelo de GPS Guia da Previdência Social Pessoa Física Tabela de Cálculo do Imposto de Renda IRRF A partir de 01/04/ Como Calcular o Imposto de Renda Modelo de DARF Documento de Arrecadação de Receitas Federais Prazo de Recolhimento do Imposto de Renda na Fonte

9 11.23 Modelo de Nota Fiscal de Serviços de Pessoa Jurídica Modelo de GPS Guia da Previdência Social - Retenção na Construção Civil - Empresa Modelo de Cheque Modelo de Cópia de Cheque Modelo de Plano de Aplicação/Cronograma de Desembolso Modelo de Livro de Contas Correntes Modelo de Extrato Bancário da Conta Corrente Modelo de Extrato Bancário da Aplicação Financeira Modelo de Ficha de Controle de Estoque Modelo de Requisição de Material do Almoxarifado Modelo de Ficha Controle de Telefone XII. Documentos Exemplificativos Prestação de Contas Ficha Cadastral da Unidade Executora Anexo I Rol de Responsáveis - Anexo II Relatório de Cumprimento do Objeto Anexo III Relatório da Execução da Receita e Despesa Anexo IV Relação de Pagamentos - Anexo V Relação de Bens Móveis e Imóveis - Anexo VI Conciliação Bancária Anexo VII Relatório de Execução Físico-Financeira Programa Estadual de Alimentação Escolar - Anexo VIII Termo de Doação de Bens Móveis Anexo IX Plano de Ação do Projeto Político Pedagógico PPP Bibliografia

10 Apresentação A gestão dos recursos públicos em tempos atuais vem passando por um processo de modernização administrativa, ou seja, os entes públicos têm adotado políticas estratégicas de gerenciamento de recursos financeiros, preconizando uma gestão participativa, desconcentrada e descentralizada através de pessoas jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos. Alguns governos estaduais e municipais, em observância ao princípio da autonomia pedagógica e administrativa e de gestão financeira das unidades escolares, preconizado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional LDB/1996, no seu art. 15, têm editado normais no sentido de regulamentar a transferência de recursos financeiros às escolas de suas redes de ensino, através de repasses às Unidades Executoras (Associações), constituídas no âmbito da comunidade escolar, com a participação de professores, pais e alunos. Trata-se, na realidade, de uma parceria pública privada cujo objetivo é envolver a comunidade escolar e local no planejamento e na gestão pedagógica, administrativa e financeira da escola, com vistas a fortalecer e consolidar o processo de autonomia e gestão democrática da escola pública que culminam na melhoria do processo educacional. No processo de autonomia da escola cabe ao diretor, desta, o principal papel de articulador entre a comunidade local e o sistema de ensino na criação e implementação de políticas educacionais voltadas para o fortalecimento do processo democrático e melhoria da qualidade do ensino público, tendo, no aluno, o centro das decisões. O Guia de Orientação para Associações Escolares Como Gerir Recursos Públicos foi elaborado com a finalidade de nortear essas Entidades na administração dos recursos públicos colocados sob suas gestões, na aplicação e prestação de contas de tais recursos, com observância às normas e princípios legais dos quais estão sujeitas. Este Guia é um recurso didático que os gestores escolares terão como material de consulta o qual contém orientações sobre as dimensões pedagógicas e administrativas da escola bem como contratação de despesas, obrigações de retenção e recolhimento de tributos e de prestação de contas dos recursos aplicados aos órgãos repassadores e à sociedade, como forma de transparência no emprego do dinheiro público. Domingos Ferreira Curcino Administrador PS: Os nomes de pessoas físicas e jurídicas, bem como CPF s e CNPJ s citados no material exemplificativo são fictícios. 9

Lei n 8.666/93, art. 7º 1.7 Documento assinado pela COMAP com a indicação das empresas a serem convidadas

Lei n 8.666/93, art. 7º 1.7 Documento assinado pela COMAP com a indicação das empresas a serem convidadas CHECK LIST DOS PROCESSOS LICITATÓRIOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA REITORIA Este documento visa orientar a formalização dos processos licitatórios para contratação de obras e serviços de engenharia,

Leia mais

Tempo de Guarda para Documentos Fiscais, Contábeis e Trabalhistas

Tempo de Guarda para Documentos Fiscais, Contábeis e Trabalhistas Tempo de Guarda para Documentos Fiscais, Contábeis e Trabalhistas A presente tabela contém os principais documentos fiscais, contábeis e trabalhistas das empresas com o tempo que deve ser mantido em arquivo

Leia mais

A T I V O P A S S I V O DE RIBEIRÃO PRETO FINDO EM DE 2012. Títulos. Títulos PASSIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL. Realizável PATRIMÔNIO/CAPITAL

A T I V O P A S S I V O DE RIBEIRÃO PRETO FINDO EM DE 2012. Títulos. Títulos PASSIVO ATIVO CIRCULANTE DISPONÍVEL. Realizável PATRIMÔNIO/CAPITAL FIPASE CNPJ 04.755.519/ /0001-30 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕESS CONTÁBEIS PARA O EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 FIPASE - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 20122 A T I V O P A S

Leia mais

RESOLUÇÃO CGM Nº 1.101, DE 11 DE JULHO DE 2013. O CONTROLADOR GERAL DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO CGM Nº 1.101, DE 11 DE JULHO DE 2013. O CONTROLADOR GERAL DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Controladoria Geral do Município Rua Afonso Cavalcanti 455 14 Andar sala 1409 Cidade Nova - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20211-901 Tel.: (21)-2976-2898 - Fax: (21)-2273-4390

Leia mais

esocial esocial Compartilhar informações integradas e atualizadas através de um único banco de dados entre os órgãos envolvidos;

esocial esocial Compartilhar informações integradas e atualizadas através de um único banco de dados entre os órgãos envolvidos; Ref.: nº 34/2013 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

FUNEPU Demonstrações Contábeis 2009. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS em 31 de dezembro de 2009 acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

FUNEPU Demonstrações Contábeis 2009. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS em 31 de dezembro de 2009 acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS em 31 de dezembro de 2009 acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes 1 FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA DE UBERABA - FUNEPU CNPJ 20.054.326/0001-09 BALANÇO PATRIMONIAL PARA

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 06/2014

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 06/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 06/2014 O Município de Quatro Irmãos - RS, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, torna público para conhecimento dos interessados a abertura de

Leia mais

Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária e de Imposto de Renda.

Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária e de Imposto de Renda. Versão 01 - Página 1/10 1. Objetivo Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária e de Imposto de Renda. 2. Aplicação Esta instrução aplica-se a emissão de todas

Leia mais

Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012

Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012 Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012 Dia: 16 SP - Guia de Informação e Apuração - GIA - Regime mensal - I.E. finais 0 e 1 Os contribuintes com a inscrição estadual final 0 ou 1, deverão apresentar

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 07/03

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 07/03 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 07/03 Ver também Alerta 001/2005 (MG de 22.03.05 ); Alerta 002/2008; IN 2/10 Estabelece normas de fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial nas Administrações

Leia mais

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Anexo XI ORDENS DE SERVIÇO PREFEITURA MUNICIPAL PORTO ALEGRE 1 ORDEM DE SERVIÇO 007/99 Porto Alegre, 19 de julho de 1999. Aos Senhores Secretários Municipais,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999

INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999 181 INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999 O, no uso das atribuições que lhe confere o inciso XII do Art. 78 da Constituição Estadual, bem como o inciso

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 16 A 22 DE JUNHO DE 2016

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 16 A 22 DE JUNHO DE 2016 AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 16 A 22 DE JUNHO DE 2016 Até: Quinta-feira, dia 16 ICMS - GIA Histórico: GIA Eletrônica A GIA Eletrônica relativa ao mês anterior deverá ser apresentada por meio da Internet (www.pfe.fazenda.sp.gov.br),

Leia mais

Curso Retenção de Tributos e Previdenciária Atualização 2014 ISSQN IRRF P. Físicas e Jurídicas CSLL PIS Cofins

Curso Retenção de Tributos e Previdenciária Atualização 2014 ISSQN IRRF P. Físicas e Jurídicas CSLL PIS Cofins Curso Retenção de Tributos e Previdenciária Atualização 2014 ISSQN IRRF P. Físicas e Jurídicas CSLL PIS Cofins Administração Pública e Empresas em Geral Tomadores e Prestadores de Serviços DA PRÁTICA À

Leia mais

O QUE É PRESTAÇÃO DE CONTAS?

O QUE É PRESTAÇÃO DE CONTAS? PRESTAÇÃO DE CONTAS O QUE É PRESTAÇÃO DE CONTAS? É UMA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS, RELATÓRIOS E AFINS QUE DETALHAM E COMPROVAM OS GASTOS REALIZADOS POR UM OBJETIVO DE REPASSE FINANCEIRO. QUEM DEVE PRESTAR CONTAS?

Leia mais

5 anos. - Conta de Água, Luz e Telefone. Recibos de pagamento de aluguel. Extratos bancários (inclusive de aplicações financeiras)

5 anos. - Conta de Água, Luz e Telefone. Recibos de pagamento de aluguel. Extratos bancários (inclusive de aplicações financeiras) Livros e Documentos Fiscais - Conta de Água, Luz e Telefone Recibos de pagamento de aluguel Extratos bancários (inclusive de aplicações financeiras) Notas Fiscais de Serviços Tomados, inclusive recibos

Leia mais

SEMINÁRIO MACRORREGIONAL SOBRE O CONTROLE SOCIAL REGIÃO METROPOLITANA. 31 de outubro de 2013 Auditório da Fetag Porto Alegre - RS

SEMINÁRIO MACRORREGIONAL SOBRE O CONTROLE SOCIAL REGIÃO METROPOLITANA. 31 de outubro de 2013 Auditório da Fetag Porto Alegre - RS SEMINÁRIO MACRORREGIONAL SOBRE O CONTROLE SOCIAL REGIÃO METROPOLITANA 31 de outubro de 2013 Auditório da Fetag Porto Alegre - RS LEI COMPLEMENTAR N 141/2012 E O PROCESSO DE FINANCIAMENTO DO SUS Sistema

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DO MENOR DE PASSO FUNDO SEPLAN 054/2007 O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de direito público, inscrito

Leia mais

ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE

ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE O Superintendente da Fundação Municipal de Esporte e Lazer de Itajaí, no uso de

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012.

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. DECRETO N 1427/2012 Regulamenta a Lei municipal nº 8748/2010, que institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) e dá outras providências.

Leia mais

EDITAL. PARA INVESTIMENTO NAS ASSOCIAÇÕES METODISTAS DE AÇÃO SOCIAL AMAS e MINISTÉRIOS DE AÇÃO SOCIAL (MAS)

EDITAL. PARA INVESTIMENTO NAS ASSOCIAÇÕES METODISTAS DE AÇÃO SOCIAL AMAS e MINISTÉRIOS DE AÇÃO SOCIAL (MAS) EDITAL PARA INVESTIMENTO NAS ASSOCIAÇÕES METODISTAS DE AÇÃO SOCIAL AMAS e MINISTÉRIOS DE AÇÃO SOCIAL (MAS) A Câmara de Ação Social da 3ª Região Eclesiástica, visando a aplicação de recursos destinados

Leia mais

RETENÇÕES TRIBUTÁRIAS E PREVIDENCIÁRIAS

RETENÇÕES TRIBUTÁRIAS E PREVIDENCIÁRIAS IBEF-RIO - TREINAMENTO RETENÇÕES TRIBUTÁRIAS E PREVIDENCIÁRIAS P R O G R A M A Módulo 01 - Retenções Tributárias 1º Módulo - Contribuições sociais (CSLL, PIS, COFINS) Serviços sujeitos a retenção: Definição

Leia mais

Prefeitura do Município de Lages Secretaria Municipal da Fazenda Diretoria de Fiscalização

Prefeitura do Município de Lages Secretaria Municipal da Fazenda Diretoria de Fiscalização INSTRUÇÃO NORMATIVA 007/2014 DISPÕE SOBRE O MANUAL DE PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO DA SECRETARIA DA FAZENDA DO MUNICÍPIO DE LAGES Considerando a necessidade de promover agilidade

Leia mais

ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 61, de 2009

ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 61, de 2009 ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 61, de 2009 Dispõe sobre a regulamentação do processamento das consignações em folha de pagamento no Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos e Elaboração de Folha de Pagamento

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS NÚCLEO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DIREITOS HUMANOS NÚCLEO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA APRESTAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS CONVÊNIO TODOS COM A NOTA 1. Ofício de encaminhamento da Prestação de Contas à Secretária Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Leia mais

Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social.

Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social. Definição: Documentação que comprova os atos e fatos que originam o lançamento na escrituração contábil da entidade Ministério da Previdência Social. Documentos que possuem validade fiscal perante o fisco

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO CONTROLADORIA-GERAL DO ESTADO - CGE/MT

ESTADO DE MATO GROSSO CONTROLADORIA-GERAL DO ESTADO - CGE/MT Orientação Técnica 0002/2015 UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: TODAS AS UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS INTERESSADO: C/ CÓPIA: ASSUNTO: SECRETÁRIOS DE ESTADO E PRESIDENTES DE AUTARQUIAS,FUNDAÇÕES, EMPRESAS E DEMAIS ENTIDADES

Leia mais

Códigos de Recolhimentos (GPS)

Códigos de Recolhimentos (GPS) Códigos de Recolhimentos (GPS) Relação dos Códigos de Recolhimento (Campo 3 GPS): Código Descrição 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal 1104 Contribuinte Individual Recolhimento Trimestral

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1º edição de 2013

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1º edição de 2013 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1º edição de 2013 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 A COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO (CADAR), no uso de suas atribuições, torna público o Plano de Classificação

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS INTRODUÇÃO Esse documento orienta as aquisições da Agência de Desenvolvimento e Inovação de Guarulhos, doravante denominada AGENDE, inscrita no CNPJ nº

Leia mais

Agenda Tributária: de 14 a 20 de abril de 2016

Agenda Tributária: de 14 a 20 de abril de 2016 Agenda Tributária: de 14 a 20 de abril de 2016 Até: Quinta-feira, dia 14 EFD-Contribuições Histórico: Entrega da EFD-Contribuições relativa aos fatos geradores ocorridos no mês de fevereiro/2016 (Instrução

Leia mais

ANEXO II CARTA SOLICITAÇÃO DE CREDENCIAMENTO

ANEXO II CARTA SOLICITAÇÃO DE CREDENCIAMENTO ANEXO II CARTA SOLICITAÇÃO DE CREDENCIAMENTO Ao Diretor-Geral do SENADO FEDERAL A empresa (nome / razão social), CNPJ nº, com logradouro à (endereço completo), fones de contato nºs /, por intermédio de

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS ABRIL/2014. Pagamento do IOF apurado no 3º decêndio de Março/2014:

AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS ABRIL/2014. Pagamento do IOF apurado no 3º decêndio de Março/2014: AGENDA DE OBRIGAÇÕES FEDERAIS, TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS ABRIL/2014 03/Abril. 5ª Feira. IOF - Imposto sobre Operações Financeiras. Pagamento do IOF apurado no 3º decêndio de Março/2014: - Operações

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº. 679/2013 28 DE NOVEMBRO 2013

LEI MUNICIPAL Nº. 679/2013 28 DE NOVEMBRO 2013 LEI MUNICIPAL Nº. 679/2013 28 DE NOVEMBRO 2013 DISPÕE SOBRE O PLANO PLURIANUAL DO MUNICÍPIO DE GOVERNADOR JORGE TEIXEIRA-RO, PARA O QUADRIÊNIO (2014 A 2017), E CONTÉM OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A PREFEITA MUNICIPAL

Leia mais

Empregado Doméstico Trimestral - NIT/PIS/PASEP - (que recebe até um salário mínimo)

Empregado Doméstico Trimestral - NIT/PIS/PASEP - (que recebe até um salário mínimo) CÓDIGO DE GUIAS GPS Recolhimento Relação de Códigos de Pagamento Código Descrição 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual - Recolhimento Trimestral

Leia mais

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 Regulamenta a Lei Complementar nº. 92/07 de 13 de Dezembro de 2007, que dispõe sobre o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) - que altera o sistema

Leia mais

Código de Recolhimento do INSS

Código de Recolhimento do INSS Código de Recolhimento do INSS Códigos de Recolhimento do INSS Códigos de Pagamentos/Recolhimento Código Descrição 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal - NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPOÁ CHEFIA DE GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPOÁ CHEFIA DE GABINETE DO PREFEITO DECRETO MUNICIPAL Nº 1388/2011 Data: 27 de outubro de 2011 INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - NF-E NO MUNICÍPIO DE ITAPOÁ. ERVINO SPERANDIO, Prefeito Municipal de Itapoá (SC),

Leia mais

Tabelas Práticas. Tabela de Códigos de Pagamento do INSS RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREVIDÊNCIA SOCIAL. Especificação da Receita

Tabelas Práticas. Tabela de Códigos de Pagamento do INSS RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREVIDÊNCIA SOCIAL. Especificação da Receita Tabela de Códigos de Pagamento do INSS RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Item Código de Receita (GPS) Especificação da Receita 1 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal

Leia mais

CONVITE Nº 049A/2015

CONVITE Nº 049A/2015 Processo nº 0263.1511/15-2 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 049A/2015 DATA DA ABERTURA: 14/08/2015 HORA DA ABERTURA: 10:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

SERVI OS DE INTERNET RS LTDA - ME CNPJ: 18607543/0001-37 Setembro de 2016 2 ROBERTO TEIXEIRA DA SILVA Admissªo: 01/07/2015 Descrição Referência Vencimentos Descontos 22 88 Declaro ter recebido a importância

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Ato Declaratório Executivo Codac nº 98, de 15 de dezembro de 2009 Dispõe sobre a divulgação de códigos de receita para recolhimento das contribuições sociais destinadas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DE GOIÁS CREA-GO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DE GOIÁS CREA-GO Lei nº 4.320/1964, Lei nº 8.666/1993; Instrução Normativa nº. 02/2008/SLTI/MPOG MANUAL DE PAGAMENTOS 1. LEGISLAÇÃO PAGAMENTO DE BENS/MATERIAIS ADQUIRIDOS, SERVIÇOS CONTINUADOS E DE OBRAS E SERVIÇOS DE

Leia mais

Prefeitura Municipal de Votorantim

Prefeitura Municipal de Votorantim PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N.º 013/2016 PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N.º 006/2016 Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2017 e dá outras providências. ERINALDO ALVES DA SILVA, PREFEITO

Leia mais

DECRETO Nº 1286/2015 Art. 1º Art. 2º

DECRETO Nº 1286/2015 Art. 1º Art. 2º DECRETO Nº 1286/2015 Regulamenta a Lei Complementar nº 048/2015, de 25 de março de 2015, que alterou o inciso I do 3º do artigo 13 da Lei Complementar nº 050 de 1988 Código Tributário Municipal. O PREFEITO

Leia mais

COORDENADORIA FINANCEIRA. Prestação de Contas

COORDENADORIA FINANCEIRA. Prestação de Contas COORDENADORIA FINANCEIRA Prestação de Contas Prestar contas é dever de qualquer pessoa física ou jurídica, pública ou privada, que utilize, arrecade, guarde, gerencie ou administre dinheiros, bens e valores

Leia mais

COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS. 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015

COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS. 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015 COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015 Pauta: Execução dos recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Belo Horizonte FMDCA/BH. Fundo

Leia mais

Página 1

Página 1 Códigos da Guia da Previdência Social - GPS Tabela atualizada até o Ato Declaratório Executivo CODAC nº 46, de 11.7.2013 (D.O.U de 15.7.2013). Código de Receita (GPS) 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento

Leia mais

GUIA DE RECOLHIMENTO Códigos

GUIA DE RECOLHIMENTO Códigos GUIA DE RECOLHIMENTO Códigos O COORDENADOR-GERAL DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA, no uso da atribuição que lhe confere o inciso III do art. 312 do Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil,

Leia mais

SECRETARIA DE HABITAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO

SECRETARIA DE HABITAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO ANEXO P.8 PRESTAÇÃO DE CONTAS RECEBIMENTO DE OBRAS DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA 1. Ofício assinado pelo Prefeito, encaminhando a Prestação de Contas à Casa Paulista, fazendo menção aos documentos anexados. 2.

Leia mais

DECRETO Nº 072/2012. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE OLINDA, no uso de suas atribuições legais, DECRETA:

DECRETO Nº 072/2012. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE OLINDA, no uso de suas atribuições legais, DECRETA: DECRETO Nº 072/2012. EMENTA: REGULAMENTA a Lei Complementar nº 39, de 29 de dezembro de 2011, que institui o Sistema Eletrônico de Escrituração Fiscal SEEF, a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e,

Leia mais

Planejar, coordenar e orientar as atividades relacionadas às áreas: Financeira

Planejar, coordenar e orientar as atividades relacionadas às áreas: Financeira Diretoria Administrativo-Financeira Planejar, coordenar e orientar as atividades relacionadas às áreas: Administrativa Gestão de pessoas Financeira Planejar, coordenar e orientar as atividades relacionadas

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS EXTRAJUDICIAIS LEI ESTADUAL 5.672, de 17/11/1992 Em Vigor a partir de 01/01/2014 Atualizada pelo Provimento CGJ N *

TABELA DE EMOLUMENTOS EXTRAJUDICIAIS LEI ESTADUAL 5.672, de 17/11/1992 Em Vigor a partir de 01/01/2014 Atualizada pelo Provimento CGJ N * TABELA "B" (Item IV) - ATOS DOS OFICIAIS DE DISTRIBUIÇÃO I - Pela Comunicação de Escrituras (Resolução 11/97 TJPB):... 37,46 II - Pela distribuição de títulos para protesto: 1) Valor até 72,74 0,52 2)

Leia mais

Portaria da EPSJV 023/2012-DIR/EPSJV. O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1.

Portaria da EPSJV 023/2012-DIR/EPSJV. O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1. 01 O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, no uso de suas atribuições, 1. DOS OBJETIVOS RESOLVE: Normatizar o pagamento da Gratificação por Encargo de Curso, no âmbito da Escola Politécnica

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N.º 528, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2016.

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N.º 528, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2016. SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N.º 528, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2016. Estabelece procedimentos relacionados com a instrução de processos de autorização para funcionamento, alterações

Leia mais

FUNDO MATO-GROSSENSE DE APOIO À CULTURA DA SEMENTE MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

FUNDO MATO-GROSSENSE DE APOIO À CULTURA DA SEMENTE MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS FUNDO MATO-GROSSENSE DE APOIO À CULTURA DA SEMENTE MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS Cuiabá/MT, 10/04/2013 1 MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 1. INTRODUÇÃO 1.1 - Recomenda-se a leitura deste manual antes de utilizar

Leia mais

Veja aqui quanto tempo se deve guardar cada documento.

Veja aqui quanto tempo se deve guardar cada documento. Veja aqui quanto tempo se deve guardar cada documento. - Trabalhista e Previdenciário Tipos de Documentos Prazo de Guarda pela Empresa - Acordo de compensação de horas -Acordo de prorrogação de horas -

Leia mais

PRINCIPAIS DOCUMENTOS EXIGIDOS NAS LICITAÇÕES FLUMINENSES DAS ME E EPP

PRINCIPAIS DOCUMENTOS EXIGIDOS NAS LICITAÇÕES FLUMINENSES DAS ME E EPP Certidão de Regularidade com o FGTS (FGTS-CRF) O CRF é o único documento que comprova a regularidade do empregador perante o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, sendo emitido exclusivamente pela

Leia mais

Declaração de Serviços Tomados

Declaração de Serviços Tomados Declaração de Serviços Tomados O que é isto? O que isto faz? Por meio desta página, qualquer contribuinte pode realizar a declaração dos serviços tomados para gerar as guias de Retenção. Nesta página,

Leia mais

FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2016 (retificado conforme publicação no DOU nº 75, de 20/04/2016, página 80)

FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2016 (retificado conforme publicação no DOU nº 75, de 20/04/2016, página 80) FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2016 (retificado conforme publicação no DOU nº 75, de 20/04/2016, página 80) A FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE FUNASA, por intermédio do Departamento

Leia mais

... Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual. 1.1.1.1.2.01.02.02 Caução Wall Mart Brasil Ltda 84.

... Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual. 1.1.1.1.2.01.02.02 Caução Wall Mart Brasil Ltda 84. Folha: 1 1 ATIVO 8.691.994.154,02D 1.342.304.403,87 1.179.704.682,09 8.854.593.875,80D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 3.466.459.417,09D 1.235.880.022,69 1.139.597.863,30 3.562.741.576,48D 1.1.1 Disponível 1.048.640,92D

Leia mais

CHAMADA 03/2015 PROEX I FEIRA DE ESTÁGIO E NEGÓCIOS DO IFRO

CHAMADA 03/2015 PROEX I FEIRA DE ESTÁGIO E NEGÓCIOS DO IFRO CHAMADA 03/2015 PROEX I FEIRA DE ESTÁGIO E NEGÓCIOS DO IFRO A Pró-Reitoria de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, no uso de suas atribuições, torna pública a Chamada

Leia mais

ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO 46 CODAC, DE (DO U DE ) (Retificação no DO U de )

ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO 46 CODAC, DE (DO U DE ) (Retificação no DO U de ) ... Informativo 29 Página 0 Ano 2013 ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO 46 CODAC, DE 11 7 2013 (DO U DE 15 7 2013) (Retificação no DO U de 14 11 2014) GUIA DE RECOLHIMENTO Códigos RFB divulga nova relação de códigos

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-08/irpj_consorcio_empresas.php

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-08/irpj_consorcio_empresas.php Page 1 of 5 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA CONSÓRCIO DE EMPRESAS Considerações Gerais 1. INTRODUÇÃO 2. PROIBIÇÃO PARA A FORMAÇÃO DE CONSÓRCIOS 3. PERSONALIDADE JURÍDICA E RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA

Leia mais

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 22/2014 1ª SEMANA JUNHO DE 2014

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 22/2014 1ª SEMANA JUNHO DE 2014 News Consultoria, treinamento para gestão administrativa e atuação em processos e negócios. CCA BERNARDON CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 22/2014 1ª SEMANA JUNHO DE 2014 DESTAQUES DA SEMANA: TRIBUTOS

Leia mais

Diário Oficial do EXECUTIVO

Diário Oficial do EXECUTIVO Terça-feira SUMÁRIO QR CODE SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO E PLANEJAMENTO - SEMG... 2 INSTRUMENTO DE GESTÃO FISCAL... 2 (RREO) RELAÇÃO DAS DESPESAS COM SENTENÇAS JUDICIAIS 2017... 2 LICITAÇÕES E CONTRATOS...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Patrocínio a Time de Futebol Profissional

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Patrocínio a Time de Futebol Profissional 15/10/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 SEFIP... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 6 6. Referências...

Leia mais

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 36/2014 2ª SEMANA SETEMBRO DE 2014

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 36/2014 2ª SEMANA SETEMBRO DE 2014 News Consultoria, treinamento para gestão administrativa e atuação em processos e negócios. CCA BERNARDON CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 36/2014 2ª SEMANA SETEMBRO DE 2014 DESTAQUES DA SEMANA: TRIBUTOS

Leia mais

Efeitos financeiros do Simples

Efeitos financeiros do Simples Efeitos financeiros do Simples Limites de sua utilização frente ao ordenamento jurídico PAULO AYRES BARRETO Simples e Efeitos Financeiros Arrecadação Custo de Conformidade Constituição Federal Lei Complementar

Leia mais

Sistema CECAM (Página: 1 / 6) Empenho Processo CPF/CNPJ Fornecedor Descrição Mod. Lic. Licitação Valor Empenhado Valor Liquidado Valor Pago

Sistema CECAM (Página: 1 / 6) Empenho Processo CPF/CNPJ Fornecedor Descrição Mod. Lic. Licitação Valor Empenhado Valor Liquidado Valor Pago SETOR DE CONTABILIDADE Data: 30/07/2012 17:14:18 (Página: 1 / 6) Movimentação do dia 27 de Julho de 2012 00.00.00.00.0.0000.0000 - DESPESA EXTRAORÇAMENTÁRIA 00.00.00.00.0.0000.0000.5.3.12.00 - CAIXA DE

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2015

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2015 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2015 Altera o art. 146 da Constituição Federal e acrescenta o art. 88-A ao Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para introduzir regramento para o imposto

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 012/2014. Confecção, aplicação e instalação de comunicação visual da nova exposição de média duração.

CARTA CONVITE Nº 012/2014. Confecção, aplicação e instalação de comunicação visual da nova exposição de média duração. Santos, 17 de outubro de 2014. CARTA CONVITE Nº 012/2014 Confecção, aplicação e instalação de comunicação visual da nova exposição de média duração Museu do Café O Instituto de Preservação e Difusão da

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante INTRODUÇÃO II - DO OBJETO E DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS III - DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA IV - DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII - DA DOCUMENTAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013. EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 017/2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE GAURAMA, torna público para o conhecimento dos interessados, que às 15:00 horas do dia 18 de março de 2013, nas dependências do Salão Nobre

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante I - INTRODUÇÃO II - OBJETO III - DOS ÓRGÃOS E UNIDADES INTEGRANTES DO REGISTRO IV - CONDIÇÕES GERAIS PARA PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII -

Leia mais

Tenho a honra de acusar o recebimento da Nota B-075, datada de 05 de junho de 1997, cujo teor em português é o seguinte:

Tenho a honra de acusar o recebimento da Nota B-075, datada de 05 de junho de 1997, cujo teor em português é o seguinte: ABC/DCS/DAI/ 01 /ETEC-BRAS-CANA Senhor Encarregado de Negócios a.i., Tenho a honra de acusar o recebimento da Nota B-075, datada de 05 de junho de 1997, cujo teor em português é o seguinte: "Senhor Ministro,

Leia mais

CÓDIGOS DE RECEITA - GPS

CÓDIGOS DE RECEITA - GPS CÓDIGOS DE RECEITA - GPS Os códigos de receita para recolhimento das contribuições sociais destinadas à Previdência Social e das destinadas às outras entidades ou fundos, recolhidas por meio de Guia da

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do Município, e

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Orgânica do Município, e DECRETO Nº 9.540, DE 17 DE AGOSTO DE 2009. Disciplina a emissão da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e e dá outras providências, nos termos que especifica. O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2015

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2015 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2015 Até dia Obrigação 4 IRRF Histórico Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.01.2015,

Leia mais

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR PNHOSP M A R I A F Á T I M A D A C O N C E I Ç Ã O

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR PNHOSP M A R I A F Á T I M A D A C O N C E I Ç Ã O POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR PNHOSP 1 M A R I A F Á T I M A D A C O N C E I Ç Ã O PRINCIPAIS ASPECTOS DAS PORTARIAS 3390/13 (PNHOSP); 3.410/13 (CONTRATUALIZAÇÃO); 142/14 (IGH); e, 2.839/14 (Prorrogação

Leia mais

1. GPS- CÓDIGOS DE PAGAMENTO

1. GPS- CÓDIGOS DE PAGAMENTO PARTE 1 OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS TABELAS PRÁTICAS 1. GPS- CÓDIGOS DE PAGAMENTO ITEM CÓDIGO DE RECEITA (GPS) ESPECIFICAÇÃO DA RECEITA 1 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal 2 1104 Contribuinte

Leia mais

Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet Fone Fácil Autoatendimento

Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet Fone Fácil Autoatendimento Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet Fone Fácil Autoatendimento 1 Internet Ir para o início Transferências Produto Horário Limite Diário Entre Contas Cadastradas 50.000,00 Entre Contas

Leia mais

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES DE ÓRGÃOS E ENTIDADES ESTADUAIS Exercício 2011

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES DE ÓRGÃOS E ENTIDADES ESTADUAIS Exercício 2011 Exercício 2011 JANEIRO 17 O titular do Poder Executivo deverá enviar cópia do PPA atualizado, da LOA e da LDO juntamente com os anexos. Órgãos: deverão enviar a prestação de contas do mês de dezembro/2010.

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA SETEMBRO DE 2015

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA SETEMBRO DE 2015 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA SETEMBRO DE 2015 Até dia Obrigação 3 IRRF Salário de Agosto de 2015 Histórico ocorridos no período de 21 a 31.08.2015, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra

Leia mais

Aprovação Francisco Ferreira Cabral (Presidente do Concelho Administrativo do SENAR-AR/RO)

Aprovação Francisco Ferreira Cabral (Presidente do Concelho Administrativo do SENAR-AR/RO) 1 / 5 I. OBJETIVO: Padronizar os procedimentos referente a apresentação das atividades desenvolvidas pelo educador referente prestação de serviços educacionais prestados via Pessoa Jurídica às ações/atividades

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PINHEIRO ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PINHEIRO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL DE CONVITE Nº 006/2013 processo nº 103/13 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS: 11/07/2013 até às 09h30. ABERTURA E JULGAMENTO: 11/07/2013 às 10h00. A Comissão Permanente de Licitação

Leia mais

MINUTA PLANO DE TRABALHO Nº /2010 FUNDAÇÃO

MINUTA PLANO DE TRABALHO Nº /2010 FUNDAÇÃO MINUTA PLANO DE TRABALHO Nº /2010 FUNDAÇÃO PROJETO: Curso de Especialização em Epidemiologia 2ª Turma 1 Identificação do objeto a ser executado: a) Unid./Orgão: Instituto de Patologia Tropical e Saúde

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moisés Viana Unidade Central de Controle Interno

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moisés Viana Unidade Central de Controle Interno ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moisés Viana Unidade Central de Controle Interno PARECER N 068/2006 21 de junho de 2006. ORIGEM: Consulta da Fiscalização

Leia mais

ANEXO II PROJETO DE MELHORIA DO ENSINO MÉDIO NOTURNO REGULAMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

ANEXO II PROJETO DE MELHORIA DO ENSINO MÉDIO NOTURNO REGULAMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Esplanada dos Ministérios, Bloco L 70047-902 Brasília DF ANEXO II PROJETO DE MELHORIA DO ENSINO MÉDIO NOTURNO REGULAMENTO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art.

Leia mais

Geração de Guias de INSS e IRRF

Geração de Guias de INSS e IRRF ANEXO I Geração de Guias de INSS e IRRF Em virtude da elaboração do Manual Prático Orientativo aos Produtores is para Prestação de Contas, ficou evidênte a carência de informações por parte dos Produtores

Leia mais

O ISS E AS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE

O ISS E AS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE O ISS E AS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE Controvérsias Jurídicas da Incidência Tributária Sandro Roberto dos Santos Advogado e Gerente Jurídico da CASSI Maio de 2016 Constituição Federal de 1988 Sistema

Leia mais

Imprensa Eletrônica. Caderno 02: CONTAS PÚBLICAS

Imprensa Eletrônica. Caderno 02: CONTAS PÚBLICAS NESTE VEICULO PODEM SER LIDOS TODOS OS ATOS OFICIAIS DO PREFEITURA DE Remanso-BA ANO VII EDIÇÃO 180 DOCUMENTO ASSINADO DIGITALMENTE CONFORME MP NO- 2.200-2 DE 24/08/2001, QUE INSTITUI A INFRAESTRUTURA

Leia mais

TOMADA DE CONTAS ESPECIAL

TOMADA DE CONTAS ESPECIAL TOMADA DE CONTAS ESPECIAL COMPARATIVO ENTRE A IN TCU Nº 13/1996 E A IN TCU Nº 56/2007 IN TCU Nº 13/1996 IN TCU Nº 56/2007 Art. 1º Diante da omissão no dever de prestar contas, da não comprovação da Aplicação

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011 DOU de 8.2.2011 Dispõe sobre a apuração e tributação de rendimentos recebidos acumuladamente de que trata o art. 12-A da Lei nº 7.713, de 22

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 15 A 21 DE SETEMBRO DE 2016

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 15 A 21 DE SETEMBRO DE 2016 AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 15 A 21 DE SETEMBRO DE 2016 Até: Quinta-feira, dia 15 Cide Histórico: Pagamento da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico cujos fatos geradores ocorreram no mês de agosto/2016

Leia mais

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS DEPARTAMENTO DE RENDAS MOBILIÁRIAS SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO EMPRESAS Curitiba 2008 2 1 - CONCEITO O Sistema ISS Curitiba

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE CONTABILIDADE

CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE CONTABILIDADE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE CONTABILIDADE CONTRATO DE GESTÃO IGAM/ABHA N 002/2009 = TERMO DE REFERÊNCIA = REPETIÇÃO DE PROCESSO PROCESSO SELETIVO 004-A/2012 ARAGUARI - MG ABRIL / 2012 1. INTRODUÇÃO 1.1.

Leia mais

esocial: como implementá-lo? Alexandre Ribeiro

esocial: como implementá-lo? Alexandre Ribeiro esocial: como implementá-lo? Alexandre Ribeiro Setembro 2014 AGENDA A Petrobras Estrutura Áreas Envolvidas Principais desafios Contratação de Terceiros Pontos de Atenção Propostas para implementação QUEM

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17 EDITAL SISTEMATIZADO CARREIRAS FISCAIS... 19 1. Receita Federal do Brasil... 19 2. Ministério do Trabalho e Emprego... 21 CAPÍTULO

Leia mais