PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM MANUAL DO USUÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM MANUAL DO USUÁRIO"

Transcrição

1 PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM MANUAL DO USUÁRIO 1

2 ÍNDICE: Página 1 APRESENTAÇÃO INSTALANDO O SISTEMA INICIANDO O USO DO 04 4 DECLARANDO OS SERVIÇOS PRESTADOS DECLARANDO OS SERVIÇOS TOMADOS EMITINDO GUIAS PARA PAGAMENTO DO ISSQN EXPORTANDO E IMPORTANDO ARQUIVOS NO 19 8 CRÍTICAS DO SISTEMA

3 1 - APRESENTAÇÃO: O foi desenvolvido pela DATACI Empresa de Processamento de Dados do Município de Cachoeiro de Itapemirim, para atender a Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim no objetivo de fazer conhecer o movimento econômico das empresas tomadoras e/ou prestadoras de serviços no município de Cachoeiro de Itapemirim-ES, que deverão fazer o envio mensalmente, via internet, das seguintes informações: DSP Declaração de Serviços Prestados: onde estão declarados os serviços prestados à pessoas físicas ou jurídicas, através da emissão de documentos fiscais de prestação de serviços por competência (mês/ano); DST Declaração de Serviços Tomados: onde estão declarados os serviços que lhes foram prestados por pessoas físicas ou jurídicas na competência (mês/ano). Estes dados podem ser digitados no sistema ou podem ser trazidos de outros sistemas administrativos e financeiros através da importação de arquivos no formato XML, cujo lay-out está definido no item 7 EXPORTANDO E IMPORTANDO ARQUIVOS NO deste manual. Para fazer uso do sistema o contribuinte deve fazer o download do arquivo de instalação do site da Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim no link Opcionalmente o contribuinte poderá fazer a entrega de suas Declarações de Serviços Prestados e Tomados através de arquivos em disquete ou CD gerados pelo próprio sistema na opção <Utilitários> <Gerar Cópia de Segurança>. Estes arquivos poderão ser encaminhados ao setor de Atendimento ao Contribuinte da Secretaria Municipal de Fazenda e neste mesmo momento serem enviados à base de dados da Prefeitura e gerado o Recibo de Envio de Documentos. Esta facilidade estará disponível para atendimento a eventuais dificuldades encontradas pelos contribuintes na transmissão de suas declarações. Dúvidas e orientações sobre o uso e funcionamento do sistema podem ser encaminhadas pelos telefones ramais 301 e 302, por ou ainda no setor de Atendimento ao Empresário na Rua 25 de Março 26 térreo. 2 INSTALANDO O SISTEMA A instalação do sistema é auto-explicativa e requer o uso em microcomputador com Windows 2000 ou Windows XP, espaço em disco disponível de no mínimo 20 MB. 3

4 3 INICIANDO O USO DO Após a instalação do o usuário deve fazer o cadastramento dos empresas que farão o envio das Declarações de Serviços Prestados (DSP) e Declarações de Serviços Tomados (DST) através da opção Cadastrar Contribuinte conforme exibido acima. Após o cadastramento, e sempre que iniciamos o uso do sistema é necessário fazer a seleção da empresa para a qual será feito o lançamento dos documentos (notas fiscais, recibos, cupom ECF) que comporão a DSP e DST, posicionado-se com o mouse sobre o registro do contribuinte e selecionado a opção Selecionar Contribuinte. 4

5 3.1 CADASTRANDO O CONTRIBUINTE: A manutenção das tabelas do se faz através de teclas de funções, a saber: <F2> - Editar permite a edição de um registro existente <F3> - Salvar permite que o registro em uso(editado) seja salvo na tabela <F5> - Novo permite a inclusão de um novo registro na tabela em uso O Cadastro de Contribuinte possui as seguintes informações: o número de inscrição no CNPJ e o número de Inscrição Municipal no cadastro de contribuintes da PMCI; a razão social e o nome fantasia da empresa; o endereço completo de funcionamento da empresa; 5

6 a atividade principal segundo Tabela de Atividades vigente na Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, que pode ser obtida quando da pesquisa da tabela de atividades e subatividades; o código CNAE da atividade principal exercida pela empresa, e até cinco códigos de subatividades; o endereço eletrônico ( ) do contribuinte e telefone comercial para contato; os campos 'Contribuinte Isento / Imune / Soc.profissional' e 'ISSQN Estimado' devem ser marcados somente para aqueles contribuintes que se enquadrem nessas condições. Quando marcado o campo 'Contribuinte Isento / Imune / Soc.profissional', o sistema não calculará ISSQN para nenhum dos documentos de serviços prestados cadastrados, exceto se o campo Serviço Tributado estiver marcado, o que pode significar uma exceção a condição de isenção, para o qual será calculado o ISSQN. E no caso do campo 'ISSQN Estimado' marcado, será necessário informar no cadastro da competência o valor da contribuição mensal para o ISSQN estimado; a identificação completa do Contador responsável pela escrita contábil da empresa, que poderá ser contatado pela PMCI para a obtenção de maiores informações do contribuinte. Opcionalmente, antes do cadastramento das empresas, o usuário poderá fazer o cadastramento dos Contadores através da opção <Cadastro> / <Contadores>, ou através de atalho existente no próprio Cadastro de Contribuintes. 6

7 3.2 CADASTRANDO O CONTADOR: O cadastro do Contador possui informações suficientes para que a Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim mantenha contato com esse profissional na busca de informações atualizadas do Contribuinte. Para esse cadastramento é necessário informar o número de registro no CRC Conselho Regional de Contabilidade, e o nº do CPF, e caso este serviço seja prestado por profissional liberal inscrito na Prefeitura, deverá ser informado também a sua Inscrição Municipal. 7

8 3.3 CADASTRANDO COMPETÊNCIAS: O cadastro de competências (mês/ano) deve ser feito antes do lançamento dos dados de serviços tomados e prestados relativos a um novo mês e ano. Caso não existam documentos a serem lançados, quer seja para as Declarações de Serviços Prestados ou Serviços Tomados, o contribuinte deve criar o registro da competência e marcar a opção 'Declaração negativa' e em seguida fazer o envio da declaração correspondente. 8

9 4 - DECLARANDO OS SERVIÇOS PRESTADOS: Nesta opção deverão ser cadastrados todos os documentos emitidos pelo declarante, relativos a prestação de serviços, quer tenha sido prestado à pessoa física ou jurídica. No caso do cliente ser uma pessoa jurídica estrangeira, foi preparada uma lista de CNPJs válidos para a associação aos países de maior incidência, de forma a não impedir a digitação dos documentos emitidos a clientes situados fora do país. Nesta lista existe também a opção para a seleção da opção Outros/Cancelada onde é possível a digitação de documento sem a identificação de um CNPJ válido, situação possível para notas canceladas. O cadastramento dos Serviços Prestados (SP) pode se dar de duas maneiras: fazendo a digitação de cada documento de prestação de serviço emitido pelo Declarante, através da tela contida na aba <Cadastro>, ou Fazendo a importação mensalmente dos registros gerados por outros sistemas contábil/financeiro, cujo lay-out está descrito no item 7 EXPORTANDO E IMPORTANDO ARQUIVOS NO deste Manual. 9

10 4.1 -Considerações sobre a digitação do registro de Serviços Prestados (SP) na guia Cadastro : a. só será permitida a digitação de documentos com a identificação do cliente através de seu número de CPF ou CNPJ; b. o preenchimento do campo Dedução só será permitida para os Contribuintes declarante cuja atividade permita o abatimento de tal valor, como por exemplo a atividade ' Construção Civil e Congêneres' do CTM de Cachoeiro de Itapemirim; c. a alíquota padrão exibida será aquela da atividade/subatividade principal que consta no cadastro do Contribuinte. Esta poderá ser alterada para a alíquota relativa ao serviço prestado que consta no documento digitado. 10

11 4.2 - Considerações sobre a digitação do registro de Serviços Prestados (SP) na guia Consulta : a. na guia Consulta o usuário poderá selecionar a coluna pela qual quer visualizar a lista de documentos cadastrados, bastando 'clicar' no título da coluna que se deseja adotar como índice; b. ainda na guia Consulta poderá ser feita a pesquisa e extração de registros conforme seleção de CPF/CNPJ do Cliente, Data de emissão ou Valor do documento; 11

12 4.3 - Considerações sobre a digitação do registro de Serviços Prestados (SP) na guia Resumo : a. na guia Resumo o sistema exibe os subtotais relativos aos documentos cadastrados no item Resumo das Informações das Notas Fiscais de Serviços Prestados que servirão de base para o cálculo pelo sistema do ISSQN a pagar e para emissão dos documentos fiscais. Observe com atenção esses valores apurados e compare com sua estimativa, verificando se não houve qualquer erro na digitação; b. ainda na guia Resumo no item Status da Competência Atual são exibidas as situações da competência que está sendo trabalhada, que poderá ser Aberta, Enviada e Retificada. A retificação poderá ser feita quantas vezes for necessária. Observe que o envio da declaração retificadora é composta por todos os registros da competência, e não somente os registros alterados; c. e por fim na guia Resumo no item Ações estão as funções que fazem a verificação das informações lançadas e o envio das Declarações ao site da PMCI. Essas ações estão divididas em três momentos: Verificar Pendências - que verifica a consistência das informações digitadas pelo usuário e exibe mensagens de alerta; essa verificação é feita localmente, sem a necessidade de estar o computador conectado à internet. As críticas dessa verificação 12

13 estão listadas no item 8 CRITICAS DO SISTEMA deste Manual; Executar Validação online - necessita que o computador em uso esteja conectado a internet para que o sistema faça o cruzamento dos dados cadastrados no com aqueles que constam em nosso Banco de Dados de Arrecadação. Algumas situações verificadas são impeditivas para o envio da Declaração de Serviço Prestado e será devidamente informada pelo sistema. Caso não exista nenhuma pendência que impeça o 'Envio das Informações', o sistema habilitará a opção seguinte. As críticas dessa verificação estão listadas no item 8 CRITICAS DO SISTEMA deste Manual; Enviar Informações - nesta função o sistema fará o envio por Contribuinte dos documentos relativos a Serviços Prestados da competência em uso, e emitirá 'Recibo de Envio de Movimento', com chave de identificação única que poderá ter sua autenticidade verificada no site 13

14 5 DECLARANDO OS SERVIÇOS TOMADOS: Nesta opção deverão ser cadastrados todos os documentos recebidos pelo Contribuinte de seus prestadores de serviços, quer sejam pessoas físicas ou jurídicas. O cadastramento dos Serviços Tomados (ST) pode se dar de duas maneiras: fazendo a digitação de cada documento de prestação de serviço recebido pelo Declarante, através da tela contida na aba <Cadastro>; Fazendo a importação mensalmente dos registros gerados por outros sistemas contábil./financeiro, cujo lay-out está descrito no 7 EXPORTANDO E IMPORTANDO ARQUIVOS NO deste Manual. 14

15 5.1 -Considerações sobre a digitação do registro de Serviços Tomados (ST) na guia Cadastro : a. só será permitida a digitação de documentos com a identificação do fornecedor através de seu número de CPF ou CNPJ; b. a alíquota padrão exibida será de 5%, devendo ser ajustada individualmente para cada documento. c. caso o documento recebido tenha gerado a retenção do ISSQN na fonte, o valor da retenção deve ser informado no quadro Retenção de ISSQN ; d. o sistema gerará guia para pagamento pelo retentor desse valor, sendo uma guia com o valor total das retenções por CNPJ do prestador sobre o qual foi feita a retenção. 15

16 5.2 - Considerações sobre a digitação do registro de Serviços Tomados (ST) na guia Consulta : a. na guia Consulta o usuário poderá selecionar a coluna pela qual quer visualizar a lista de documentos cadastrados, bastando 'clicar' no título da coluna que se deseja adotar como índice; b. ainda na guia Consulta poderá ser feita a pesquisa e extração de registros conforme seleção de CPF/CNPJ do Cliente, Data de emissão ou Valor do documento; 16

17 5.3 - Considerações sobre a digitação do registro de Serviços Tomados (ST) na guia Resumo : a. na guia Resumo o sistema exibe os subtotais relativos aos documentos cadastrados no item Resumo das Informações das Notas Fiscais de Serviços Tomados ; b. ainda na guia Resumo no item Status da Competência são exibidas as situações da competência que está sendo trabalhada, que poderá ser Aberta, Enviada e Retificada. Observe que o envio da declaração retificadora é composta por todos os registros da competência, e não somente os registros alterados; c. e por fim na guia Resumo no item Ações estão as funções de envio das Declarações, que se darão em dois momentos: Executar Validação online - necessita que o computador em uso esteja conectado a internet para que o sistema faça o cruzamento dos dados cadastrados no com aqueles que constam em nosso Banco de Dados de Arrecadação; Algumas situações verificadas são impeditivas para o envio da Declaração de Serviço Tomado e será devidamente informada pelo sistema; caso não exista nenhuma pendência que impeça o 'Envio das Informações', o sistema habilitará a opção seguinte. As críticas dessa verificação estão listadas no item 8 CRITICAS DO SISTEMA deste Manual; 17

18 Enviar Informações - nesta função o sistema fará o envio por Contribuinte dos documentos relativos aos Serviços Tomados da competência em uso, e emitirá 'Recibo de Envio de Movimento', com chave de identificação única que poderá ter sua autenticidade verificada no site 18

19 6 EMITINDO GUIAS DE PAGAMENTO NO Os documentos para pagamento do ISSQN serão gerados a partir dos registros cadastrados no através da opção Relatórios conforme apresentado abaixo: São três as opções para emissão de Guias de Pagamento: Guia de Pagamento ISS Próprio - para execução desta função o usuário deve estar conectado a internet; permite a emissão de guia para pagamento do ISSQN de competências atuais e anteriores, com o cálculo dos encargos de multa e juros de acordo com a competência e a data de pagamento informada. Guia de Pagamento de ISS Retido - para execução desta função o usuário deve estar conectado a internet; permite a emissão de guia para pagamento do ISSQN de competências atuais e anteriores, com o cálculo dos encargos de multa e juros de acordo com a competência e a data de pagamento informada; o sistema apura os valores retidos totalizados por CPF/CNPJ do prestador do serviço. 19

20 Reemissão da Guia de Pagamento de ISS Retido - para execução desta função o usuário deve estar conectado a internet; permite a emissão de guia para pagamento do ISSQN de competências atuais e anteriores, com o cálculo dos encargos de multa e juros de acordo com a competência e a data de pagamento informada; o sistema apura os valores retidos totalizados por CPF/CNPJ do prestador do serviço. Emissão de guias de pagamento no formato PDF - As guias de pagamento de ISS Próprio e ISS Retido podem ser geradas no formato PDF. A forma para essa geração é a partir da visualização da guia ou do relatório quando então escolho a opção salvar, onde posso selecionar o tipo de arquivo como o sendo o do formato PDF. Uma aplicação para essa facilidade é a possibilidade dos escritórios de contabilidade gerarem a guia e a enviarem por aos seus clientes para que efetuem o pagamento. 7 EMITINDO RELATÓRIOS Todo relatório pode ser visualizado antes de impresso. Os relatórios disponibilizados pelo sistema são: a.guia de Pagamento ISS Próprio b. Guia de Pagamento ISS Retido c. Reemissão de Guia de Pagamento de ISS Retido d. Livro de Registro de Prestação de Serviços(LRPS) e. DSP Declaração de Serviços Prestados f. DST Declaração de Serviços Tomados g. 2a. Via de Recibo de Envio de Movimentos 20

21 7 EXPORTANDO E IMPORTANDO ARQUIVOS NO Com o objetivo de facilitar o uso do por empresas que já façam uso de outros sistemas de informação, tais como Contabilidade e Livros Fiscais, criamos uma opção para importação de informações de outros sistemas. O padrão dos arquivos a serem importados é o formato XML versão 1.0 encoding UTF-8. A opção criada no fará a importação tanto dos Cadastros de Contadores e Contribuintes, quanto dos registros dos movimentos de Serviços Prestados (SP) e Serviços Tomados (ST). A opção no sistema para realizar a exportação e importação de arquivos de cadastros e de movimento(serviços Prestados (SP) e Serviços Tomados (ST)) está disposta no menu Utilitários nas sub-opções Exportar dados... e Importar dados.... O processo de exportação e importação gera arquivos no formato XML, e é sempre feito para um conjunto de registros em uso no sistema, ou seja, para um determinado Contribuinte e Competência em uso no O arquivo gerado pela Exportação tem o seguinte formato: se o arquivo exportado contém os Contadores será: ExportacaoContadores_MM_AAAA.xml onde MM = mês e AAAA= ano se o arquivo exportado contém os Contribuintes será: ExportacaoContribuintes_MM_AAAA.xml onde MM = mês e AAAA= ano se o arquivo exportado contém os Serviços Prestados (SP) será: ExportacaoSP_MM_AAAAA.xml onde MM = mês e AAAA= ano se o arquivo exportado contém os Serviços Tomados (ST) será: ExportacaoST_MM_AAAAA.xml onde MM = mês e AAAA= ano 21

22 7.1 - Lay-out arquivo XML de Contadores: Neste arquivo estão contidas os registros relativos aos Contadores que respondem por cada uma das empresas que farão o envio das declarações. O lay-out deste arquivo é como o apresentado abaixo: <?xml version="1.0"?> <contadores versao="2.1"> <contador cpf=" "> <crcuf>111</crcuf> <uf>es</uf> <nome>alberto prates</nome> <inscmunicipal /> <dddtelefone>28</dddtelefone> <telefone> </telefone> < /> </contador> <contador cpf=" "> <crcuf>111</crcuf> <uf>es</uf> <nome>carla araujo</nome> <inscmunicipal /> <dddtelefone /> <telefone /> < /> </contador> </contadores> Lay-out arquivo XML de Contribuintes: Neste arquivo estão contidas os registros relativos aos Contribuintes que farão o envio das declarações. O lay-out deste arquivo é como o apresentado abaixo: <?xml version="1.0"?> <contribuintes versao="2.1"> <contribuinte cnpj=" "> <codatividade>631</codatividade> <codsubatividade>398</codsubatividade> <cpfcontador> </cpfcontador> <inscmunicipal>098545</inscmunicipal> <razaosocial>mecanica bravim - estimativa</razaosocial> <nomefantasia>mecanica bravim - estimativa</nomefantasia> 22

23 <tipologradouro>rua</tipologradouro> <logradouro>central</logradouro> <numero>10</numero> <complemento /> <bairro>centro</bairro> <cidade>cachoeiro de Itapemirim</cidade> <cep> </cep> < /> <dddtelefone /> <telefone /> <isento>false</isento> <issqnestimado>true</issqnestimado> <codcnaeprincipal> </codcnaeprincipal> <codcnaesubatv1 /> <codcnaesubatv2 /> <codcnaesubatv3 /> <codcnaesubatv4 /> <codcnaesubatv5 /> </contribuinte> </contribuintes> Lay-out arquivo XML de Serviços prestados (SP) Neste arquivo estão contidas os documentos relativos aos Serviços Prestados pela empresa declarante, que deverá ser uma pessoa jurídica estabelecida no município. O lay-out deste arquivo é como o apresentado abaixo: <?xml version="1.0"?> <Notas versao="2.1" cnpj=" "> <Nota numero="55"> <Serie>A</Serie> <Data>16/12/2006</Data> <Situacao>1</Situacao> <CPFCNPJCliente> </CPFCNPJCliente> <ValorNota>600,00</ValorNota> <ValorDeducao>0,00</ValorDeducao> <ValorRetido>0,00</ValorRetido> <Aliquota>5</Aliquota> <CNPJContribuinte> </CNPJContribuinte> <ValorBase>600,00</ValorBase> <Tributado>S</Tributado> <CompetenciaServicoPrestado>01/12/2006</CompetenciaServicoPrestado> </Nota> </Notas> 23

24 Onde: Campo Descrição Tipo Tam Requerido (S/N) Cnpj CNPJ da empresa declarante Caracter 14 S Nota numero Número da nota fiscal emitida Numérico 10 S serie Série da nota fiscal ou ECF para identificar que documento foi emitido em ECF Caracter 10 N Valores válidos data Data de emissão da nota fiscal Data 10 S dd/mm/aaaa situacao Situação da nota fiscal Caracter 1 S 1-Normal 2-Cancelada 3-Depósito judicial 4-Extraviada CPFCNPJCliente CPF ou CNPJ do cliente Caracter 14 S ValorNota Valor da nota fiscal Numérico 10,2 S ValorDeducao Valor da dedução Numérico 10,2 N ValorRetido Valor ISSQN retido Numérico 10,2 N Aliquota Percentual da alíquota do ISSQN Numérico 4,2 S CNPJContribuinte CNPJ do declarante Caracter 14 S ValorBase Tributado CompetenciaServico Prestado Valor base de cálculo do ISSQN Identifica se sobre o documento incide ou não o ISSQN Numérico 10,2 S Caracter 1 S S=Sim, incide ISSQN N=Não, não incide ISSQN Competência declarada Data 10 S dd/mm/aaaa Data primeiro dia da competência OBS.: 1 - os valores numéricos devem usar vírgula decimal 2 valores monetários devem ser em reais 3 CPF e CNPJ sem máscaras 24

25 7.4 - Lay-out arquivo XML de Serviços Tomados (ST) Neste arquivo estão contidas os documentos relativos aos Serviços Tomados pela empresa declarante, que deverá ser uma pessoa jurídica estabelecida no município. O lay-out deste arquivo é como o apresentado abaixo: <?xml version="1.0"?> <Notas versao="2.1" cnpj=" "> <Nota tipo="n" numero="44" Serie="a"> <Data>05/12/2006</Data> <CPFCNPJPrestador> </CPFCNPJPrestador> <ValorNota>1000,00</ValorNota> <Aliquota>5</Aliquota> <ValorRetido>50,00</ValorRetido> <NumeroCarne>0</NumeroCarne> <ExercicioCarne>0</ExercicioCarne> <DataPagamento>30/12/1899</DataPagamento> </Nota> </Notas> 25

26 1. Onde: Campo Descrição Tipo Tam Requerido (S/N) Cnpj CNPJ da empresa declarante Caracter 14 S Valores válidos Nota tipo Tipo do documento recebido Caracter 1 S N=Nota Fiscal de serviços R=Recibo ou RPA C=Cupom ECF O=Outros número Número do documento Numérico 20 N série Série da nota fiscal Caracter 10 N data Data emissão do documento Data 10 S CPFCNPJPrestador CPF ou CNPJ do prestador do serviço Caracter 14 S ValorNota Valor da nota fiscal Numérico 10,2 S Aliquota Percentual da alíquota do ISSQN Numérico 4,2 S ValorRetido Valor ISSQN retido Numérico 10,2 N NumeroCarne ExercicioCarne Número carnê pagamento ISSQN retido Exercício(ano) do carnê pagamento ISSQN retido Numérico 10 N Numérico 4 N DataPagamento Data pagamento ISSQN retido Data 10 N OBS.: 1 - os valores numéricos devem usar vírgula decimal 2 valores monetários devem ser em reais 3 CPF e CNPJ sem máscaras 26

27 8 - Gerando cópia de segurança (backup): O possui uma opção para gerar cópias de segurança, onde são copiados para um único arquivo todos os arquivos que compõem a base de dados do que são os cadastros de Contadores, Contribuintes, e os arquivos de movimento de Serviços Prestados (SP) e Serviços Tomados(ST). O nome do arquivo gerado é BACKUP.CSI. Quando é feita a instalação do vários arquivos são gerados na pasta onde está o sistema, um desses arquivos chama-se Restaurador.exe. A função desse arquivo é a restauração do arquivo de backup. Apenas com um duplo clique sobre esse arquivo, é acionada a janela abaixo, onde o usuário deve identificar a localização do arquivo de backup gerado pelo através do botão Arquivo. A sugestão é de que diariamente, ou a cada vez que novas informações forem inseridas no seja gerada nova cópia de segurança. Observe que a restauração da cópia de segurança sobrepõe todos os registros das tabelas do sistema. 27

28 8 VALIDANDO INFORMAÇÕES O sistema realiza validações de dois níveis, as do tipo 'Advertência' e as do tipo 'Impeditiva'. A primeira delas não restringe o envio das informações à Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, a segunda, caso ocorra, impede o envio das declarações. O contribuinte deve sanar a pendência e em seguida fazer o envio de suas declarações. Sobre as informações de Serviços Prestados(SP) são processadas dois níveis de validações: <Verificar Pendências> Crítica Número das notas fiscais fora de sequencia Valor do ISSQN retido digitado diferente do valor retido calculado pelo sistema Tipo Advertência Advertência Crítica <Executar Validação On-line> Versão em uso é inferior a última disponibilizada para download CNPJ da empresa declarante não consta no cadastro de Contribuintes Inscrição Municipal informada diferente da que consta no cadastro de Contribuintes Atividade principal informada diferente da que consta no cadastro de Contribuintes CPF informado para o contador diferente do que consta no cadastro de Contribuintes CNPJ da empresa declarante Contribuinte consta com atividade encerrada Impeditiva Impeditiva Impeditiva Impeditiva Impeditiva Impeditiva 28

29 Sobre as informações de Serviços Tomados(ST) são feitas as seguintes validações: <Executar Validação On-line> Crítica Versão em uso é inferior a última disponibilizada para download CNPJ da empresa declarante não consta no cadastro de Contribuintes Inscrição Municipal informada diferente da que consta no cadastro de Contribuintes Atividade principal informada diferente da que consta no cadastro de Contribuintes CPF informado para o contador diferente do que consta no cadastro de Contribuintes CNPJ da empresa declarante Contribuinte consta com atividade encerrada Impeditiva Impeditiva Impeditiva Impeditiva Impeditiva Impeditiva 29

Declaração de Serviços Tomados

Declaração de Serviços Tomados Declaração de Serviços Tomados O que é isto? O que isto faz? Por meio desta página, qualquer contribuinte pode realizar a declaração dos serviços tomados para gerar as guias de Retenção. Nesta página,

Leia mais

SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e

SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e São Paulo, 9 de Janeiro de 2015. 1. Introdução Este manual tem como objetivo apresentar as especificações

Leia mais

Prefeitura de Araxá sábado, 11 de setembro de 2015

Prefeitura de Araxá sábado, 11 de setembro de 2015 sábado, 11 de setembro de 2015 ÍNDICE Desbloquear PopUps SIAT ONLINE Considerações Gerais Benefícios Pessoas Físicas. Benefícios Pessoas Jurídicas. Tela Inicial anônimos Acesso Restrito Direcionado a Empresas

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS. Manual de integração do WebService para NFS-e

Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS. Manual de integração do WebService para NFS-e Sistema Integrado de Gerenciamento do ISS SIG-ISS Manual de integração do WebService para NFS-e São Paulo, 27 de Janeiro de 2014 1. Introdução Este manual tem como objetivo apresentar as especificações

Leia mais

Manual de Operações. Nota Fiscal Eletrônica Serviços

Manual de Operações. Nota Fiscal Eletrônica Serviços Manual de Operações Serviços 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Utilizando o sistema... 4 2.1 Acesso e Login... 4 2.2 Validar Nota Fiscal... 6 2.3 Gerenciar Autorizações... 7 2.4 Personalizar... 8 2.5 Tomadores

Leia mais

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Sumário Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Capítulo 2. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo XML 12 Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições

Leia mais

Serviço de Informações Municipais Declaração Eletrônica do ISS. Manual de Operação. Copyright Digifred Informática LTDA. Todos os direitos reservados.

Serviço de Informações Municipais Declaração Eletrônica do ISS. Manual de Operação. Copyright Digifred Informática LTDA. Todos os direitos reservados. Manual de Operação 1 Índice de Operações 1. Apresentação...2 2. Declaração do Faturamento...3 2.1 Login Declarante...3 2.2 Seleção do Estabelecimento...4 2.3 Seleção da Competência para Declaração do Faturamento

Leia mais

PRESTADORES DE SERVIÇO - DECLARAÇÃO DE NOTAS PRESTADAS

PRESTADORES DE SERVIÇO - DECLARAÇÃO DE NOTAS PRESTADAS Pág.: 1 Pág.: 2 PRESTADORES DE SERVIÇO - DECLARAÇÃO DE NOTAS PRESTADAS PERÍODO: Informe o Exercício e o Mês de Referência da nota a ser declarada. TOTAIS: É atualizado pelo sistema à medida que vão sendo

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 22 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

Boletim de Administração Pública Municipal

Boletim de Administração Pública Municipal Atualização: Junho 2005 Página: 3 SIAWeb Introdução: O SiaWeb é composto de três módulos Imobiliário, Mobiliário e Água e Esgoto. O uso do sistema pela Internet facilita e agiliza a troca de informações

Leia mais

MANUAL SIGISS MÓDULO ORGÃOS PÚBLICOS

MANUAL SIGISS MÓDULO ORGÃOS PÚBLICOS MANUAL SIGISS MÓDULO ORGÃOS PÚBLICOS Índice Página Início/Login ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 03

Leia mais

Como emitir a nota? Emitir Nova NFS-e

Como emitir a nota? Emitir Nova NFS-e Aqui se dá o começo do processo de criação da nota fiscal de serviço eletrônica. Como a Prefeitura é que gera a NFS-e, o que será feito é um RPS, com todas as informações da nota, que serão enviadas à

Leia mais

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo.

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo. Preenchimento da SEFIP para gerar a GFIP e imprimir as guias do INSS e FGTS Você, Microempreendedor Individual que possui empregado, precisa preencher a SEFIP, gerar a GFIP e pagar a guia do FGTS até o

Leia mais

Portal do Magistrado Guia Rápido Solicitação de Plantão Judiciário

Portal do Magistrado Guia Rápido Solicitação de Plantão Judiciário Acesso ao Portal do Magistrado Como entrar no Portal do Magistrado: ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.portaldomagistrado.tjsp.jus.br/ptlpdb/ Conecte seu Certificado Digital ao computador e informe sua Senha de

Leia mais

e-nota NFS-e (Nota Fiscal de Serviço eletrônica)

e-nota NFS-e (Nota Fiscal de Serviço eletrônica) Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Sistema e-nota Safeweb Este manual (versão completa) apresenta informações do Sistema Safeweb e-nota NFS-e. O que é preciso para acessar

Leia mais

Declarações Serviços Prestados

Declarações Serviços Prestados Declarações Serviços Prestados O que é isto? O que isto faz? Por meio desta página, um contribuinte classificado como prestador de serviços pode realizar a declaração dos serviços prestados. Nesta página,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006.

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006. ISS Eletrônico Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE Caro contribuinte. A transmissão de arquivos é uma facilidade fornecida pelo sistema de ISS Eletrônico

Leia mais

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos)

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Manual do Usuário Versão 1.0 Fevereiro, 2014 Índice

Leia mais

Nota Salvador - NFS-e Manual de Exportação de NFS-e

Nota Salvador - NFS-e Manual de Exportação de NFS-e Nota Salvador - NFS-e Manual de Exportação de NFS-e Versão 1.1 Manual de Exportação de NFS-e Instruções e Layout ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Especificações... 3 3. Formatos e Layout Disponíveis... 3 4.

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO PERFIL CONTRIBUINTE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO PERFIL CONTRIBUINTE MANUAL DE UTILIZAÇÃO PERFIL CONTRIBUINTE Sumário 1.0 Introdução... 2 2.0 Tela de login do sistema... 3 3.0 Menus de acesso e tela inicial do sistema... 4 4.0 Acessórios... 5 4.01 Painel de Controle...

Leia mais

Manual de Instrução Ambiente Nota Fiscal Prestador. Emitir Nota Fiscal

Manual de Instrução Ambiente Nota Fiscal Prestador. Emitir Nota Fiscal Manual de Instrução Ambiente Nota Fiscal Prestador Este manual tem por finalidade orientar o Prestador de Serviço na utilização do sistema de emissão nota fiscal. Para utilizar o sistema é necessário que

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 23 Índice ÍNDICE... 2 1.

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em

Leia mais

Secretaria Municipal de Administração e Finanças Divisão de Tributos. Manual do Site Acesso Geral PRATINHA

Secretaria Municipal de Administração e Finanças Divisão de Tributos. Manual do Site Acesso Geral PRATINHA Secretaria Municipal de Administração e Finanças Divisão de Tributos Manual do Site Acesso Geral PRATINHA ÍNDICE Siat Online - Considerações Gerais Consulta Débito de IPTU Emitir Guias de ITPU Emitir Guias

Leia mais

Empregador WEB. Cadastramento do Requerimento do Seguro-desemprego

Empregador WEB. Cadastramento do Requerimento do Seguro-desemprego Empregador WEB Cadastramento do Requerimento do Seguro-desemprego O que é Empregador WEB? É um aplicativo online, acessível a partir do Portal Mais Emprego para preenchimento de requerimento do Seguro-Desemprego

Leia mais

Sistema NFS-e. 03/2010 Versão 1.3. EDZA Planejamento, Consultoria e Informática S.A.

Sistema NFS-e. 03/2010 Versão 1.3. EDZA Planejamento, Consultoria e Informática S.A. Sistema NFS-e 03/2010 Versão 1.3 EDZA Planejamento, Consultoria e Informática S.A. Para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, o usuário deverá acessar a aplicação através do site da prefeitura clicando no

Leia mais

ÍNDICE. 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais Benefícios Pessoas Físicas Benefícios Pessoas Jurídicas Tela Inicial anônimos

ÍNDICE. 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais Benefícios Pessoas Físicas Benefícios Pessoas Jurídicas Tela Inicial anônimos ÍNDICE 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos 1.4 Acesso Restrito Direcionado a Empresas 2 - Consulta Débito

Leia mais

Guia operação site www.atu.com.br

Guia operação site www.atu.com.br Guia operação site www.atu.com.br OBS: as telas no site bem como no sistema de gestão poderão sofrer alguma alteração, com base nos exemplos ilustrativos deste manual. 1. Objetivo Este guia tem como objetivo

Leia mais

09/11/ :24:09 Manual do Portal de Serviços

09/11/ :24:09 Manual do Portal de Serviços ÍNDICE 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos 1.4 Acesso Restrito Direcionado a Empresas 2 - Consulta Débito

Leia mais

Utilização do módulo RPS

Utilização do módulo RPS Utilização do módulo RPS O módulo RPS foi criado para que o usuário possa emitir o documento RPS Recibo Provisório de Serviços na eventualidade de impedimento da emissão da NFS-e online. Também poderá

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 3.0 São Paulo, 01 de fevereiro de 2018. Índice 1. Introdução... 2 2. Especificação...

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 3.0 São Paulo, 01 de fevereiro de 2018. Índice 1. Introdução... 2 2. Especificação...

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente, Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente, Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Cadastramento de Proponente, Consórcio

Leia mais

Prefeitura Municipal de Porto Ferreira

Prefeitura Municipal de Porto Ferreira Guia de Preenchimento ISS WEB - 1 - Prefeitura Municipal de Porto Ferreira Tomadores de Serviços Movimento Econômico Guia do Usuário Guia de Preenchimento ISS WEB - 2 - Sumário Pág. 1. INTRODUÇÃO... 03

Leia mais

1. enota Safeweb. Você sabe o que é NFS-e? A nota fiscal de serviço eletrônica é o documento responsável por

1. enota Safeweb. Você sabe o que é NFS-e? A nota fiscal de serviço eletrônica é o documento responsável por SUMÁRIO 1. enota Safeweb... 3 Você sabe o que é NFS-e?... 3 2. Antes de começar... 5 Instalando o Safenet... 5 3. Menu enota... 8 Cadastros Prestador... 8 Cadastros Vendedores... 14 4. Emissão da NFS-e...

Leia mais

ÍNDICE. 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais Benefícios Pessoas Físicas Benefícios Pessoas Jurídicas Tela Inicial anônimos

ÍNDICE. 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais Benefícios Pessoas Físicas Benefícios Pessoas Jurídicas Tela Inicial anônimos 1 ÍNDICE 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos 1.4 Acesso Restrito Direcionado a Empresas 2 - Consulta Débito

Leia mais

Emitir Notas (NFS-e) - Fly e-nota

Emitir Notas (NFS-e) - Fly e-nota Emitir Notas (NFS-e) - Fly e-nota 1. Como emitir Notas Fiscais no Fly e-nota Para emissão de NFS-e, é necessário que o prestador esteja devidamente autorizado a realizar este processo. Após acessar o módulo

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Sistema Prestador de Serviços

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Sistema Prestador de Serviços Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Sistema Prestador de Serviços Sumário Considerações iniciais 4 Legendas 4 Solicitação de Acesso 5 Acesso ao sistema 8 Esqueci minha senha 9 Relatórios 10 Relatórios

Leia mais

NFS-e Manual de Utilização Do Contribuinte

NFS-e Manual de Utilização Do Contribuinte NFS-e Manual de Utilização Do Contribuinte ISSQN-Online Software que visa à otimização no controle, fiscalização e arrecadação de valores referentes ao Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza ISSQN,

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Declaração de Serviços Todos os dados e valores apresentados neste manual são fictícios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de

Leia mais

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS DEPARTAMENTO DE RENDAS MOBILIÁRIAS SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO EMPRESAS Curitiba 2008 2 1 - CONCEITO O Sistema ISS Curitiba

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Sistema Prestador de Serviços

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Sistema Prestador de Serviços Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Sistema Prestador de Serviços Ultima atualização 21/10/2016 Sumário Considerações iniciais 4 Legendas 4 Solicitação de Acesso 5 Acesso ao sistema 8 Esqueci

Leia mais

Service Center Manual para Envio de Documentos Fiscais de Serviços

Service Center Manual para Envio de Documentos Fiscais de Serviços Service Center Manual para Envio de Documentos Fiscais de Serviços (01/09/2016) 1 2 Introdução Envio de Documentos Fiscais Objetivo O envio de documentos fiscais de serviços, através do Service Center,

Leia mais

TCI Sistemas Integrados

TCI Sistemas Integrados TCI Sistemas Integrados Manual Gera arquivo Prefeitura 1 Índice 1 - Cadastros obrigatórios para Gerar Arquivo para Prefeitura...3 2 Gerar Arquivo...8 3 Retorno Arquivo Prefeitura...19 2 1 Cadastros obrigatórios

Leia mais

SISTEMA DE NF-e Arquivo de Envio de RPS em Lote - Instruções e Layout

SISTEMA DE NF-e Arquivo de Envio de RPS em Lote - Instruções e Layout SISTEMA DE NF-e Arquivo de Envio de em Lote - Instruções e Layout Versão 2.1 Envio de em Lote Instruções e Layout Versão do Manual: 2.1 pág. 2 ÍNDICE Manual de Envio de em Lote Instruções e Layout 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Sistema NFTS-e. 01/2016 Versão EDZA Planejamento, Consultoria e Informática S.A.

Sistema NFTS-e. 01/2016 Versão EDZA Planejamento, Consultoria e Informática S.A. Sistema NFTS-e 01/2016 Versão 1.7.93 EDZA Planejamento, Consultoria e Informática S.A. Para emissão da Nota Fiscal Tomador Eletrônica, o usuário deverá acessar a aplicação através do site da prefeitura

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Importação de contas bancárias

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Importação de contas bancárias Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Importação de contas bancárias Roteiro para importação de declaração de contas bancárias e Layout para Geração de Arquivos de importação Prefeitura Municipal de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL MODELO

PREFEITURA MUNICIPAL MODELO PREFEITURA MUNICIPAL MODELO Prestadores de Serviços Tomadores de Serviços 1 GUIA DO USUARIO SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 03 2. RECURSOS DO SISTEMA 2.1 Tela de Login 2.2 Formulário de solicitação de senha

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO FERREIRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO FERREIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO FERREIRA Prestadores de Serviços Tomadores de Serviços GUIA DO USUARIO FISCALIZAÇÃO DE RENDAS MUNICIPAIS 1 SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 03 2. RECURSOS DO SISTEMA 03 2.1 Tela

Leia mais

Manual do Usuário do Sistema de Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Manual do Usuário do Sistema de Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Usuário do Sistema de Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Sumário 1 Credenciamento... 1 1.1 Informações Iniciais... 1 1.2 Instruções de Credenciamento... 2 2 Sobre a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica

Leia mais

Florianópolis, 11 de março de Sped Fiscal EFD Manual de Geração do Arquivo

Florianópolis, 11 de março de Sped Fiscal EFD Manual de Geração do Arquivo Florianópolis, 11 de março de 2014. Sped Fiscal EFD Manual de Geração do Arquivo Apresentação A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações

Leia mais

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados ISS Eletrônico Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados Caro contribuinte. A transmissão de arquivos é uma facilidade fornecida pelo sistema de ISS Eletrônico onde as informações referentes

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITUIUTABA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITUIUTABA PREFEITURA MUNICIPAL DE ITUIUTABA ITUIUTABA MINAS GERAIS 2011 Manual do Sistema de Arrecadação Tributária SIAT Online ÍNDICE 1 - SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 -

Leia mais

ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL

ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL Explicação: Empresas enquadradas no regime de tributação do Simples Nacional poderão apurar o imposto seguindo as rotinas apresentadas abaixo. 1. Cadastro de empresa 2. Parâmetros

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 1.2 São Paulo, 11 de dezembro de 2012. Índice 1. Introdução... 2 2. Especificação...

Leia mais

Manual da Nota Fiscal Eletrônica

Manual da Nota Fiscal Eletrônica Manual da Nota Fiscal Eletrônica 1 Índice Dados Pessoais Perfil do usuário-------------------------------------------------------- 3 Dados Cadastrais Configurar Prestador de Serviços ------------------------------

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e

MANUAL DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e MANUAL DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o Sistema... 3 3. Emitindo NFS-e... 4 3.1. Convertendo RPS em NFS-e on line... 5 3.2. Dados do Tomador

Leia mais

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço Tiros Minas Gerais quinta-feira, 5 de outubro de 2017 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E (Modelo III) 1 Introdução Este manual apresenta e detalha os procedimentos para a realização do processo

Leia mais

ÁgiliBlue NFS-e Core: Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

ÁgiliBlue NFS-e Core: Nota Fiscal Eletrônica de Serviços ÁgiliBlue NFS-e Core: Nota Fiscal Eletrônica de Serviços SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. ÁGILIBLUE NFS-E (NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS)... 4 1.1 ENCERRAMENTO DE COMPETÊNCIA... 4 1.2 LANÇAMENTOS DE ISSQN

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br CADASTRO GERAL CADASTRO PESSOA FÅSICA E PESSOA JURÅDICA CADASTROS > CADASTRO GERAL 1. PARA INCLUSÇO UM NOVO CADASTRO: a) LIMPAR TELA; b) Selecionar uma ou mais Classificações; c) Selecionar Situação ATIVADO;

Leia mais

1 SOBRE A ÁREA RESTRITA EMPRESA

1 SOBRE A ÁREA RESTRITA EMPRESA Sumário 1 Sobre a área restrita Empresa...3 1.1 Apresentação...3 1.2 Acessando a área restrita Empresa...3 1.3 Acesso contribuintes aptos...4 1.4 Acesso contribuintes não aptos...5 1.5 Pesquisar contribuinte...5

Leia mais

Manual do Usuário. Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e. Versão: Data: 01/02/2015 Responsável: Armando Wodson

Manual do Usuário. Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e. Versão: Data: 01/02/2015 Responsável: Armando Wodson Manual do Usuário Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e Versão: 01.00 Data: 01/02/2015 Responsável: Armando Wodson Histórico de Alterações Data Versão Responsável Descrição da Alteração Último TE 01/02/2015

Leia mais

e Autorizador Odontológico

e Autorizador Odontológico 1 CONTROLE DE DOCUMENTO Revisor Versão Data Publicação Diego Ortiz Costa 1.0 08/08/2010 Diego Ortiz Costa 1.1 09/06/2011 Diego Ortiz Costa 1.2 07/07/2011 2 Sumário CONTROLE DE DOCUMENTO... 2 1. Informações

Leia mais

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS - PRESTADOR... 3 1. CONSULTAR OU ALTERAR DADOS CADASTRAIS... 3 1.1. DADOS GERAIS... 3 1.2. ENDEREÇOS... 5 1.3. ESPECIALIDADES...

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Importação do plano de contas bancárias

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Importação do plano de contas bancárias Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Importação do plano de contas bancárias Roteiro para importação do plano de contas bancárias e Layout para Geração de Arquivos TXT Prefeitura Municipal de

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Exportação de NFS-e (Versão 3.0) Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 21 Índice Índice... 2

Leia mais

Nota Fiscal Consumidor

Nota Fiscal Consumidor Nota Fiscal Consumidor Com o VHSYS a emissão de NFC-e ficou muito mais simples, rápida e integrada. Você pode enviar as NFC-e diretamente para o e-mail de seus clientes, imprimir o documento e acessar

Leia mais

ÍNDICE. sexta-feira, 1 de abril de 2016

ÍNDICE. sexta-feira, 1 de abril de 2016 ÍNDICE SIAT ONLINE Considerações Gerais Benefícios Pessoas Físicas. Benefícios Pessoas Jurídicas. Tela Inicial Consulta Débito de IPTU Emitir Guias de IPTU Emitir Guias Diversas Emitir Certidão Contribuinte

Leia mais

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido Manual de Instalação do Gold Pedido 1 Visão Geral Programa completo para enviar pedidos e ficha cadastral de clientes pela internet sem usar fax e interurbano. Reduz a conta telefônica e tempo. Importa

Leia mais

O que é o site de Contas a Pagar de Comissões?

O que é o site de Contas a Pagar de Comissões? Guia de Procedimento O que é o site de Contas a Pagar de Comissões? O site de Contas a Pagar de Comissões é uma ferramenta destinada às agências de viagem. Inicialmente, será utilizado para a área financeira

Leia mais

PassoaPasso para o EFD-Reinf

PassoaPasso para o EFD-Reinf PassoaPasso para o EFD-Reinf Como enviar as informações para o EFD-REINF*? * EFD-REINF Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações A partir da versão 10.0A-18 do módulo Domínio Escrita

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 1.0 São Paulo, 30 de julho de 2008. Índice 1. Introdução...2 2. Especificação...2

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica NFS-e. Manual do Usuário Contribuinte

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica NFS-e. Manual do Usuário Contribuinte Nota Fiscal de Serviço Eletrônica NFS-e Manual do Usuário Contribuinte CIGA 07/04/2015 2 1. Conteúdo 1. Conteúdo... 2 Índice de Ilustrações... 3 Objetivos deste documento... 3 Controle de Versões... 3

Leia mais

Prefeitura Municipal De Morro Redondo/RS. Manual Contribuinte Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e

Prefeitura Municipal De Morro Redondo/RS. Manual Contribuinte Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e Prefeitura Municipal De Morro Redondo/RS Manual Contribuinte Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e Fly e-nota Importante: Antes de iniciar o manual cabe lembrar que em todos esses processos existe a

Leia mais

MANUAL SISTEMA NFS-e. Prefeitura

MANUAL SISTEMA NFS-e. Prefeitura MANUAL SISTEMA NFS-e Prefeitura SUMARIO Tela Inicial NFe 03 Efetuar Login 1º Acesso Caso não possua Usuário e/ou Senha 03 Efetuar Login 1º Acesso Possuindo o Usuário e Senha 04 Primeira Tela Ilustração

Leia mais

MANUAL PARA CONTRIBUINTES DE OUTROS MUNICÍPIOS

MANUAL PARA CONTRIBUINTES DE OUTROS MUNICÍPIOS MANUAL PARA CONTRIBUINTES DE OUTROS MUNICÍPIOS Manual aos contribuintes de outros municípios que precisem cumprir obrigações acessórias e principais de ISSQN ao município de ITATIAIA - RJ, em função de

Leia mais

Módulo Administrativo enota NFS-e

Módulo Administrativo enota NFS-e Módulo Administrativo enota NFS-e Sistema Administrativo de NFS-e do Município Manual do Administrador Criado por: Informática Educativa Índice 1. Sistema Administração... 03 2. Prestadores... 04 3. RPS...

Leia mais

SPED Contábil - Versão 3.1.9

SPED Contábil - Versão 3.1.9 SPED Contábil - Versão 3.1.9 A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA LUX NF-E V

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA LUX NF-E V MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA LUX NF-E V. 3.9.1 SUMÁRIO 1. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA... 3 1.1.CONFIGURAÇÃO DE PASTAS... 4 1.2 CONFIGURAÇÕES DE PROXY... 5 1.3 PROCESSOS AUTOMÁTICOS... 5 1.4 PROCESSOS AUTOMÁTICOS...

Leia mais

Passo a Passo para o esocial

Passo a Passo para o esocial Passo a Passo para o esocial Como enviar as informações para o esocial*? * esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas A partir da versão 10.0A-15 atualização

Leia mais

e-nota NFS-e Getúlio Vargas

e-nota NFS-e Getúlio Vargas e-nota NFS-e Getúlio Vargas Geração e Emissão Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Versão 1.0 Produzido por: Informática Educativa Página1 Índice 1. O que é NFS-e?... 03 2. Instalação enota

Leia mais

MUNICÍPIO DE TOLEDO Estado do Paraná

MUNICÍPIO DE TOLEDO Estado do Paraná MANUAL DO SISTEMA DE NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e Considerações iniciais A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) da Equiplano foi desenvolvida seguindo as instruções, modelo conceitual

Leia mais

Guia para Envio de Lotes RPS

Guia para Envio de Lotes RPS Guia para Envio de Lotes RPS RPS(Recibo Provisório de Serviços) são enviados à Prefeitura e convertidos em Notas Fiscais Eletrônicas Software Requerido Gerando arquivo.txt no Gestor Escolar Em Tesouraria

Leia mais

Gb Sistemas Atenção clique sobre os tópicos, que irão levá los aos assuntos desejados...

Gb Sistemas Atenção clique sobre os tópicos, que irão levá los aos assuntos desejados... Gb Sistemas Atenção clique sobre os tópicos, que irão levá los aos assuntos desejados... 1. CLIENTE 2 1.1. Cadastrar Cliente. 2 2. ESTOQUE 4 2.1. Cadastrar Produto / Serviço. 4 3. FORNECEDOR 6 3.1. Cadastrar

Leia mais

WebHelp Prodata - NFS-e Prodata Informática

WebHelp Prodata - NFS-e Prodata Informática WebHelp Prodata - NFS-e 2018 Prodata Informática Conteúdo 3...4 Versão...5 Acessando o Sistema...6 Padrões de Operação...7 Padrões de Operação...9 Campos Obrigatórios...10 Teclas de Atalho...11 Emissão

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO. POP Procedimento Operacional Padrão ATIVIDADE POP N VERSÃO Nº FOLHA N EMISSÃO DE GUIAS DE IMPOSTOS 001 00 1 / 16

SISTEMA DE GESTÃO. POP Procedimento Operacional Padrão ATIVIDADE POP N VERSÃO Nº FOLHA N EMISSÃO DE GUIAS DE IMPOSTOS 001 00 1 / 16 SISTEMA DE GESTÃO EMISSÃO DE GUIAS DE IMPOSTOS 001 00 1 / 16 1. OBJETIVO Orientar os funcionários do Setor Financeiro quanto à emissão de guias de impostos. 2. APLICAÇÃO Setor Financeiro 3. REFERÊNCIAS

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E (Modelo VI) 1 Introdução Este manual apresenta e detalha os procedimentos para a realização do processo

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 1.1 São Paulo, 18 de Maio de 2016. Índice 1. Introdução...2 2. Especificação...2

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br

Leia mais

Manual do Usuário (Módulo Público) Nota Fiscal Eletrônica de Serviço

Manual do Usuário (Módulo Público) Nota Fiscal Eletrônica de Serviço Manual do Usuário (Módulo Público) Nota Fiscal Eletrônica de Serviço P á g i n a 2 Sumário 1. CADASTROS... 3 1.1 CADASTRO PESSOA JURÍDICA... 3 1.2 CADASTRO PESSOA FÍSICA... 6 2. ACESSO AO SISTEMA... 7

Leia mais

COMO CRIAR UM PEDIDO DE COMPRAS

COMO CRIAR UM PEDIDO DE COMPRAS Esse guia considera que o catálogo já esteja atualizado, caso haja dúvidas de como atualizar o catálogo favor consultar o Guia de Atualização do Catálogo. Abra o programa e clique no botão Clique aqui

Leia mais

enota NFS-e Prefeitura

enota NFS-e Prefeitura enota NFS-e Prefeitura Sistema de Administração de NFS-e para Prefeitura Manual do Administrador Criado por: Informática Educativa Índice 1. Sobre o sistema...03 2. Tela Incial...04 3. Prestador...05 4.

Leia mais