Estratégias: Workflow, Melhores Práticas. De Working Views aos desenhos finais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estratégias: Workflow, Melhores Práticas. De Working Views aos desenhos finais"

Transcrição

1 Estratégias: Workflow, Melhores Práticas. De Working Views aos desenhos finais Renato Carvalheira RAF Arquitetura Projetos de Arquitetura, Edificações e Construção Civil Objetivo do aprendizado Ao final desta palestra você terá condições de: Otimizar fluxo de trabalho e processo colaborativo Otimizar a produção com a automação disponibilizada pelo software Garantir a padronização das diferentes tipologias de vistas Otimizar produção de novos projetos a partir dos View Templates criados Sobre o Palestrante Graduado em 2000, trabalhei de 2001 a 2011 na HHCP Architects em Orlando FL desenvolvendo projetos de hospitality de grande porte da concepção a entrega das chaves. Treinado em BIM por Damian Serrano AIA, e tendo trabalhado 3 anos com Scott Brown AIA, trabalho exclusivamente com BIM desde Desde 2011 de volta ao Brasil, atuo como Arquiteto Especialista e BIM manager na RAF Arquitetura

2 1- Otimização do fluxo de trabalho e processo colaborativo Organização Criação do parâmetro para diferenciar tipologias de desenhos e organização do browser a) Criar o parâmetro Tipo de Vista na categoria Views: b) Duplicar os desenhos, atribuir as novas Tipologias e organizar o Browser: 2

3 2- Otimização da produção com a automação disponibilizada pelo software Categorização dos elementos e Worksets a) É imprescindível a categorização correta dos elementos, ou seja, uma cadeira deve ser categorizada como Furniture, cada tomada como Electrical Fixture e assim por diante. Isto só pode ser realizado dentro do ambiente da Família. Abaixo uma mesa como exemplo: b) Habilitar Worksharing, criar os Worksets e salvar o arquivo como central (caso não seja). Para nossa palestra, utilizaremos 2 Worksets além dos automáticos. Desmarcar a opção Visible in all Views. c) Na Working View, dentro do View Visibility, definir os Worksets criados de acordo com a necessidade e alocar os elementos em seu respectivo Workset. Ex: cadeiras e mesas dentro de Mobiliário e pontos de elétrica em Pontos. Para este exercício, paredes lajes, portas e afins estarão no Workset 1. Nesta Hora, pode-se ter João trabalhando em sua Working View colocando o Mobiliário sem visualizar os pontos de elétrica, enquanto Maria em sua Working View coloca pontos elétricos baseando-se no layout criado por João. Também é a ocasião de se adicionar as informações aos tipos dos elementos que estão sendo colocados. Neste ponto, se não houver ainda uma especificação completa deve-se, no mínimo, atribuir diferentes Type Marks aos mesmos 3

4 3- Garantir a Padronização das Diferentes Tipologias de Vistas Definindo os gráficos para a criação dos Views Templates Nesta etapa, define-se como os gráficos específicos de cada tipologia de vistas devem ser mostrados nos desenhos finais. Abrindo a vista Layout Level 1 nota-se que o conteúdo criado nas Working Views dentro dos Worksets de Mobiliário e Pontos não está visível. a) Agora, vamos definir como os Worksets e os gráficos de cada elemento devem se comportar nesta tipologia de vista. Para isto, vamos ao View Visibility, aonde vamos utilizar principalmente as abas Model Categories, Worksets e Filters. Os gráficos a seguir são somente ilustrativos. Cada arquiteto ou escritório deve traduzir seus padrões de representação para cada categoria, quais worksets mostrar ou não bem como a aplicação dos filtros. 4

5 Model Categories: Para a planta de Layout, o mais importante é destacar o mobiliário. Para isto, selecionaremos todas as categorias exceto Furniture e as colocaremos como Halftone. Worksets:Tornamos visível o Workset de Mobiliário. Com isto, agora temos a planta abaixo, onde então adicionaremos as anotações necessárias para posteriormente ser inserida em uma prancha: 5

6 Agora definiremos os gráficos na planta Pontos - Level 1 onde utilizaremos: Model Categories: Para a planta de Pontos, colocaremos somente a categoria Furniture como 100 transparente e em Halftone e tornaremos os hatches dos pisos não visíveis. 6

7 Worksets:Tornamos visíveis os Worksets de Mobiliário e de Pontos Com isto, agora temos a planta abaixo, onde então adicionaremos as anotações necessárias para posteriormente ser inserida em uma prancha: 7

8 Agora definiremos os gráficos na planta Mobiliário - Level 1 onde utilizaremos: Model Categories: Para a planta de Mobiliário, colocaremos somente os hatches dos pisos como Halftone. Worksets:Tornamos visível o Workset de Mobiliário. Filters: O Filtro cria uma seleção de objetos por uma característica comum ou individual.utilizaremos filtros para que cada Tipo de Furniture seja representado de forma única. Para individualizarmos cada Tipo, criamos um filtro novo, vinculado a categoria Furniture que identificará os valores contidos, para este exemplo, no Type Mark. Clicar em Edit/New, depois criar um filtro, nomeá-lo, categorizá-lo e indicar qual parâmetro e qual valor do mesmo para que seja filtrado. Clique em OK. 8

9 Clicamos então em Add, selecionamos o filtro e definimos os gráficos que serão aplicados a essa seleção. Repetir o processo de criação de filtros para cada elemento ou grupo que se queira filtrar. 9

10 Com isto, agora temos a planta abaixo, onde então adicionaremos as anotações, neste caso baseada no Type Mark, para posteriormente ser inserida em uma prancha: 10

11 Criando e aplicando os Views Templates b) Clique com o botão direito sobre a vista Layout Level 1 e então Create View Template From View. Nomeie o Template e escolha quais parâmetros serão parte deste Template. Repita este passo para cada Tipologia de vista 11

12 c) Nas propriedades de cada Vista, aplique o View Template correspondente. Mobiliário para as vistas Mobiliário Level 1 e Mobiliário Level 2, e assim sucessivamente. Com isto, todas as Vistas da mesma Tipologia passam a conter os mesmos gráficos entre elas Temos então Vistas anotadas e prontas para serem inseridas nas pranchas e complementadas com Legendas e Planilhas de acordo com a informação que seja necessária. OBS.: As opções marcadas na coluna Include do Template passam não podem ser alteradas por Vista. Para fazê-lo, mude o Template para None ou altere diretamente na coluna Value em Manage View Templates 12

13 4- Otimizar produção de novos projetos a partir dos View Templates criados Transferindo os View Templates para outros projetos ou para o Template de projeto a) Se utilizando da ferramenta Transfer Project Standards se acrescenta os Views Templates criados para outros projetos ou para o Template de projeto, garantindo assim a padronização entre diferentes projetos 5- Conclusão - Working Views permitem que cada integrante da equipe trabalhe com os gráficos necessários para cada tarefa sem alterar os gráficos das vistas finais que estão colocadas nas pranchas - A criação dos View Templates inclui uma padronização do modelo de trabalho do escritório - É o caminho para se garantir projetos graficamente coordenados. Parece um trabalho grande para o exemplo que foi apresentado, mas quando se tem projetos muito grandes, com muitos pavimentos ou até mesmo múltiplos prédios, inclusive em arquivos diferentes lincados ou não, o resultado se multiplica pelas vistas sem a necessidade de intervenção manual uma a uma. - Com esta estratégia, pode-se criar inúmeras opções para apresentações das informações, como por exemplo mobiliário por especificação ou por tipo de mobiliário (mesas, cadeiras, armários, etc.) 13

Autodesk Revit Architecture para arquitetura de interiores Arq. Flávia Maritan BIMrevit.com

Autodesk Revit Architecture para arquitetura de interiores Arq. Flávia Maritan BIMrevit.com Autodesk Revit Architecture para arquitetura de interiores Arq. Flávia Maritan BIMrevit.com Apresentar ferramentas e recursos utilizados para desenvolvimento de projetos de arquitetura de interiores com

Leia mais

Ensinando Colaboração aos Estudantes

Ensinando Colaboração aos Estudantes Arq. Fernando Lima Autodesk Education ED4900_V Essa aula vai demonstrar o processo básico de colaboração usando o Autodesk Revit 2013, depois de preparar o projeto básico de arquitetura vamos simular um

Leia mais

Visibilidade, Criação e Aplicação de Modelos de Vistas, Organização do Browser

Visibilidade, Criação e Aplicação de Modelos de Vistas, Organização do Browser Visibilidade, Criação e Aplicação de Modelos de Vistas, Organização do Browser Miriam Castanho Contier Arquitetura Esta palestra lhe mostrará: Como controlar a expressão gráfica do REVIT a partir do controle

Leia mais

Tutorial do ADD Analisador de Dados Dinâmico.

Tutorial do ADD Analisador de Dados Dinâmico. Tutorial do ADD Analisador de Dados Dinâmico. Após clicarmos para entrar no Analisador de Dados Dinâmico aparecerá a tela acima. O Banco de dados já tem que estar configurado. (Ver como fazer em Como configurar

Leia mais

REVIT ARQUITECTURE 2013

REVIT ARQUITECTURE 2013 REVIT ARQUITECTURE 2013 O Revit 2013 é um software de Tecnologia BIM, que em português significa Modelagem de Informação da Construção. Com ele, os dados inseridos em projeto alimentam também um banco

Leia mais

Excel Planilhas Eletrônicas

Excel Planilhas Eletrônicas Excel Planilhas Eletrônicas Capitulo 1 O Excel é um programa de cálculos muito utilizado em empresas para controle administrativo, será utilizado também por pessoas que gostam de organizar suas contas

Leia mais

3 Resumo de dados com Tabelas e Gráficos dinâmicos

3 Resumo de dados com Tabelas e Gráficos dinâmicos 3 Resumo de dados com Tabelas e Gráficos dinâmicos Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com São José dos Campos, 2011. 1 Sumário Tópicos em Microsoft Excel 2007 Tabela dinâmica...3 Processo de construção...3

Leia mais

Autodesk Revit para projetos executivos de arquitetura

Autodesk Revit para projetos executivos de arquitetura Autodesk Revit para projetos executivos de arquitetura Tiago Marçal Ricotta Brasoftware Informática AB5563-V Demonstração de como utilizar o Autodesk Revit Architecture para documentação de projetos executivos

Leia mais

6.1. Inserir... 09 6.2. Consultar... 10 6.3. Listar Todos... 11 6.4. Alterar... 12 7. BENEFÍCIOS... 12

6.1. Inserir... 09 6.2. Consultar... 10 6.3. Listar Todos... 11 6.4. Alterar... 12 7. BENEFÍCIOS... 12 Sumário 1. APRESENTAÇÃO INICIAL... 03 2. EMPRESA... 03 3. UNIDADE... 03 3.1. Consultar... 03 3.2. Listar Todas... 04 4. SETOR... 05 4.1. Consultar... 05 4.2. Inserir... 05 4.3. Listar... 06 5. FUNÇÃO...

Leia mais

Planejamento 4D com Navisworks a partir de um modelo criado no Revit

Planejamento 4D com Navisworks a partir de um modelo criado no Revit Planejamento 4D com Navisworks a partir de um modelo criado no Revit Palestrante - Arq. Claudia Campos Lima Frazillio&Ferroni Co-apresentador Eng. Marco Brasiel Frazillio&Ferroni Esta aula começa com a

Leia mais

Módulo Faturamento INDICE

Módulo Faturamento INDICE Módulo Faturamento INDICE Como faturar contas... 3 Editando os dados de uma conta... 5 Como gerar o arquivo TISS... 7 Como cadastrar médicos... 10 Como cadastrar um convênio... 15 Como cadastrar um layout...

Leia mais

TEXTO 2 INCLUSÃO E EXCLUSÃO DE USUÁRIOS (PARTICIPANTES) NO CURSO E CRIAÇÃO DE GRUPOS MANUAIS E AUTOMATICAMENTE

TEXTO 2 INCLUSÃO E EXCLUSÃO DE USUÁRIOS (PARTICIPANTES) NO CURSO E CRIAÇÃO DE GRUPOS MANUAIS E AUTOMATICAMENTE 1 TEXTO 2 INCLUSÃO E EXCLUSÃO DE USUÁRIOS (PARTICIPANTES) NO CURSO E CRIAÇÃO DE GRUPOS MANUAIS E AUTOMATICAMENTE Acompanhamento de conclusão: aqui você pode ativar o rastreamento de conclusão das atividades.

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

Secretaria de Estado dos Negócios da Fazenda do Estado de São Paulo. SIGEO.NET (Viewer) Manual do Usuário. PRODESP/ SEFAZ SIGEO.

Secretaria de Estado dos Negócios da Fazenda do Estado de São Paulo. SIGEO.NET (Viewer) Manual do Usuário. PRODESP/ SEFAZ SIGEO. SIGEO.NET (Viewer) Manual do Usuário PRODESP/ SEFAZ SIGEO.NET página 1/1 ÍNDICE Página 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 3. Conexão (Usuário/Senha)... 6 4. Lista de Planilhas... 7 5. Acesso

Leia mais

FAQ. Erros, e dúvidas frequentes

FAQ. Erros, e dúvidas frequentes FAQ Erros, e dúvidas frequentes Sumário ERROS CONHECIDOS... 2 1. Botões desabilitados ou Congelados... 2 Resolução 2... 2 2. Erro de cadastro... 3 3. Célula com o campo #VALOR... 3 4. Erro em tempo de

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos O objetivo do módulo de Gerenciamento de Projetos é ajudar a empresa a gerenciar com mais eficiência os seus projetos. Controle dos prazos, das tarefas, dos eventos, da quantidade

Leia mais

MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO

MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO MICROSOFT PROJECT 2010 Menu: Projeto > Informações do Projeto 1º Passo: Criando um novo projeto Um projeto pode ser agendado a partir da Data de inicio do projeto ou Data de

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

Análise de Dados do Financeiro

Análise de Dados do Financeiro Análise de Dados do Financeiro Introdução Para reunir em um só local as informações de contas a pagar e receber cadastradas e/ou geradas no sistema TTransp existe a interface de análise de dados do financeiro.

Leia mais

Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Sumário. Atualizando a tabela dinâmica

Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Sumário. Atualizando a tabela dinâmica Sumário Atualizando a tabela dinâmica Exibição de páginas em planilhas separadas Detalhando / ocultando os dados da planilha Gráfico dinâmico Gráfico dinâmico (cont.) Alterando a formatação do gráfico

Leia mais

Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox

Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox Como criar pastas personalizadas e novas peças no Toolbox Neste tutorial apreenderemos como inserir uma nova pasta no toolbox, inserir novas peças na biblioteca do toolbox e criar propriedades personalizadas

Leia mais

KalumaFin. Manual do Usuário

KalumaFin. Manual do Usuário KalumaFin Manual do Usuário Sumário 1. DICIONÁRIO... 4 1.1 ÍCONES... Erro! Indicador não definido. 1.2 DEFINIÇÕES... 5 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 7 3. ACESSAR O SISTEMA... 8 4. PRINCIPAL... 9 4.1 MENU

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Sumário. Formatar como Tabela

Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Sumário. Formatar como Tabela Aula 01 - Formatações prontas e Sumário Formatar como Tabela Formatar como Tabela (cont.) Alterando as formatações aplicadas e adicionando novos itens Removendo a formatação de tabela aplicada Formatação

Leia mais

CRM MITIS GERAR SMP PELO ASSISTENTE

CRM MITIS GERAR SMP PELO ASSISTENTE CRM MITIS GERAR SMP PELO ASSISTENTE INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 PÁGINA INICIAL-CADASTRO DE VISITAS... 3 AGENDA DE VISITAS JANELA PRINCIPAL... 3 CADASTRO DE VISITAS... 3 GERAR SMP PELO ASSISTENTE... 4 PREENCHIMENTO

Leia mais

www.compusofts.com.br\aref 3271-3245 Guia de utilização versão Sou Empresa SISCONV AREF

www.compusofts.com.br\aref 3271-3245 Guia de utilização versão Sou Empresa SISCONV AREF www.compusofts.com.br\aref 3271-3245 Guia de utilização versão Sou Empresa SISCONV AREF ÍNDICE 1 Introdução... 03 1.1 Requerimentos necessários para a utilização... 03 2 ACESSANDO E UTILIZANDO O SISTEMA...

Leia mais

Software. Gerenciamento de Manutenção

Software. Gerenciamento de Manutenção Software Gerenciamento de Manutenção Tutorial Passo a Passo Do Cadastro de Serviço à Consulta de Serviços Realizados Tutorial Recomendações AsinformaçõesutilizadasnestetutorialsãoasmesmasquevocêtemnoseuBancodeDados

Leia mais

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Requisitos mínimos de Hardware: Pentium 3 de 500 mhz ou Celeron de 700 mhz ou superior 128 MB de RAM 100 MB livres no disco rígido Requisitos de Software:

Leia mais

Construção do Boxplot utilizando o Excel 2007

Construção do Boxplot utilizando o Excel 2007 1 Construção do Boxplot utilizando o Excel 2007 (1 Passo) Vamos digitar os dados na planilha. Para isso temos três banco de dados (Dados 1, Dados 2 e Dados 3), no qual irão gerar três Boxplot. Figura 1

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato Introdução ao X3 Exercício 1: Criando um registro de Contato Inicie por adicionar um novo registro de Contato. Navegue para a tabela de Contato clicando na aba de Contato no alto da página. Existem duas

Leia mais

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta)

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta) OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta) 1 Bem-vindo ao Oi Conta Empresa! A Oi tem o orgulho de lançar mais um produto para nossos clientes corporativos, o Oi Conta Empresa.

Leia mais

Manual de Instrução de Uso dos Aparelhos HOBOs e Programa BoxCar Pro 4.0

Manual de Instrução de Uso dos Aparelhos HOBOs e Programa BoxCar Pro 4.0 Universidade Federal de Santa Catarina CTC - Departamento de Engenharia Civil Laboratório de Eficiência Energética em Edificações www.labeee.ufsc.br de Uso dos Bolsista: Isis Soares Pereira do Nascimento

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

ATENÇÃO. Leitura Indispensável

ATENÇÃO. Leitura Indispensável ATENÇÃO Leitura Indispensável O Guia Rápido do Asure ID 2009 foi criado com base na versão Exchange, ou seja, a versão mais completa da linha Asure ID 2009, portanto, os usuários de outras versões ao utilizarem

Leia mais

Experiências BIM: Projeto Executivo no Mercado Imobiliário.

Experiências BIM: Projeto Executivo no Mercado Imobiliário. Experiências BIM: Projeto Executivo no Mercado Imobiliário. Palestrantes: Luísa Konzen e Naiara Braghirolli A sessão tem como objetivo mostrar os benefícios e dificuldades enfrentados na implantação e

Leia mais

Este tutorial tem o objetivo de registrar os passos para a espacialização de informações georeferenciadas a partir de planilhas de arquivos e os

Este tutorial tem o objetivo de registrar os passos para a espacialização de informações georeferenciadas a partir de planilhas de arquivos e os Este tutorial tem o objetivo de registrar os passos para a espacialização de informações georeferenciadas a partir de planilhas de arquivos e os respectivos limites das áreas de trabalho no software Arc

Leia mais

Compartilhamento de pasta/arquivos/impressora no Windows XP SP2

Compartilhamento de pasta/arquivos/impressora no Windows XP SP2 1 Compartilhamento de pasta/arquivos/impressora no Windows XP SP2 Quando se loga no Windows XP através de um domínio o procedimento de compartilhamento de pasta/arquivos e impressora é realizado de uma

Leia mais

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC 1- Conectar o DVR à internet via cabo de rede 2- Conectar o DVR na energia e ligar 3- Ao ligar, se o DVR não possuir HD instalado,

Leia mais

Sistema de Controle de Cheques GOLD

Sistema de Controle de Cheques GOLD Sistema de Controle de Cheques GOLD Cheques GOLD é um sistema para controlar cheques de clientes, terceiros ou emitidos. Não há limitações quanto as funcionalidades do programa, porém pode ser testado

Leia mais

AULA 1 Iniciando o uso do TerraView

AULA 1 Iniciando o uso do TerraView 1.1 AULA 1 Iniciando o uso do TerraView Essa aula apresenta a interface principal do TerraView e sua utilização básica. Todos os arquivos de dados mencionados nesse documento são disponibilizados junto

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL Versão 1.3 Sumário 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. Primeiro acesso ao sistema... 3 1.2. Como alterar a senha no primeiro acesso... 4

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 Em qualquer profissão é importante que se conheça bem as ferramentas que serão usadas para executar o trabalho proposto. No desenvolvimento de software não é

Leia mais

Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile

Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile Pré-requisitos: Lista de variáveis Hospedagem ativa em um Servidor da SPHINX Brasil Módulo Mobile Offline ativo na conta Aplicativo SphinxMobile instalado

Leia mais

Como configurar a aparência do meu site?

Como configurar a aparência do meu site? Como configurar a aparência do meu site? Para configurar a aparência do seu site, acesse no HiDoctor o menu "Especial/ Configuração/ MedSync/Site Médico" e clique no botão Editar o meu site (1). Após clicar

Leia mais

Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI. Secretaria Nacional de Missões

Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI. Secretaria Nacional de Missões Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI Secretaria Nacional de Missões Manual do Usuário Apresentamos a seguir um guia básico contendo informações gerais para utilização do Sistema de Gerenciamento

Leia mais

Tags de Portas e Janelas Para o Padrão Brasileiro

Tags de Portas e Janelas Para o Padrão Brasileiro Fabrício Ferreira Arquiteto Urbanista Ajustar os TAGs de portas e janelas que o Revit já possui aos padrões brasileiros. Criaremos dois tipos de TAGs, um com indicação do tipo de porta e janela (ex.: P01,

Leia mais

Integração Persona x Contábil

Integração Persona x Contábil Integração Persona x Contábil A integração contábil do Persona Gold pode ser efetuada de duas formas: Através do Persona Gold A integração é efetuada pelo desenvolvimento de lotes de lançamentos contábeis,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

Gerenciamento de Arquivos no mercado AEC utilizando o Autodesk Vault + Buzzsaw

Gerenciamento de Arquivos no mercado AEC utilizando o Autodesk Vault + Buzzsaw Gerenciamento de Arquivos no mercado AEC utilizando o Autodesk Vault + Buzzsaw Tiago Marçal Ricotta Brasoftware / quattrod O Autodesk Vault organiza, gerencia e rastreia os processos de criação de dados,

Leia mais

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 04 Word Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Editor de Texto - Word Microsoft Office Conjunto de aplicativos para escritório que contém programas

Leia mais

CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3

CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3 CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3 1. INTRODUÇÃO Este software permite a configuração dos dispositivos de detecção manuais e ou automáticos do sistema digital de alarme de incêndio FP1. Pode-se, por intermédio

Leia mais

Extração de documentos do modelo: Yes, we can!!!

Extração de documentos do modelo: Yes, we can!!! Extração de documentos do modelo: Yes, we can!!! Miriam Castanho Contier Arquitetura AUBR-03 Os documentos do projeto tradicional - folhas de desenho, tabelas, quantitativos e memoriais - são fundamentais

Leia mais

1. Estilos 1. 2. Índices 7

1. Estilos 1. 2. Índices 7 Carlos Maia Índice 1. Estilos 1 1.1. Considerações gerais 1 1.2. Aplicar estilos 1 1.3. Modificar estilos 2 1.4. Criar um novo estilo 3 1.5. Cópia de estilos 5 1.6. Retirar todos os estilos presentes num

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo II

Treinamento Sistema Condominium Módulo II CONDOMINIUM - Módulo II GERAÇÃO DE EMISSÕES RATEIO Neste módulo o aprendizado será a emissão dos boletos bancários. O sistema disponibiliza algumas maneiras para facilitar o seu dia-a-dia: Sequencia para

Leia mais

NewAgent enterprise-brain

NewAgent enterprise-brain Manual NewAgent enterprise-brain Configuração Manual NewAgent enterprise-brain Configuração Este manual de uso irá ajudá-lo na utilização de todas as funções administrativas que a NewAgent possui e assim,

Leia mais

Manual das planilhas de Obras

Manual das planilhas de Obras Manual das planilhas de Obras Detalhamento dos principais tópicos para uso das planilhas de obra Elaborado pela Equipe Planilhas de Obra.com Conteúdo 01. Pedidos... 3 Pedido de material detalhado;... 3

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Produtividade com Escalas Anotativas

Produtividade com Escalas Anotativas Produtividade com Escalas Anotativas Claudia Campos Lima AC208-3V: Apresentação do uso de escalas anotativas abrangendo a configuração, aplicação alteração das escalas e a montagem de folhas no Paper Space

Leia mais

Gerenciamento de Contatos

Gerenciamento de Contatos Gerenciamento de Contatos O objetivo deste módulo é ajudar a gerenciar todos os contatos da empresa. Além dos dados mais importantes, o módulo permite cadastrar anotações e relacionar as tarefas e eventos

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS

GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS CRÉDITOS: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro 1 REDIMENSIONANDO IMAGENS / FOTOS Para uma melhor formatação dos POSTS é necessário padronizar as imagens

Leia mais

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SUMÁRIO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES... 3 1. Projeto Meta de Vendas... 3 1.1 Itens de Configuração Alterados... 3 2. Planejamento de Vendas... 3 2.1 Meta de Vendas...

Leia mais

Banco de Dados BrOffice Base

Banco de Dados BrOffice Base Banco de Dados BrOffice Base Autor: Alessandro da Silva Almeida Disponível em: www.apostilando.com 27/02/2011 CURSO TÉCNICO EM SERVIÇO PÚBLICO Apostila de Informática Aplicada - Unidade VI Índice Apresentação...

Leia mais

Manual Administrador - Mídia System

Manual Administrador - Mídia System Manual Administrador - Mídia System Logo após cadastrarmos sua Empresa em nosso sistema, será enviado um e-mail confirmando as informações de acesso do Administrador do sistema. Obs: Caso não tenha recebido

Leia mais

Manual. Atualização nº 1160 Novembro/2015 23/11/2015

Manual. Atualização nº 1160 Novembro/2015 23/11/2015 1 Manual Atualização nº 1160 Novembro/2015 23/11/2015 NOVOS RECURSOS 2 01.01 Contrato de Colocação e Termo de Responsabilidade. 3 Se preferir, modifique os dados, alterando o tamanho da fonte e o texto.

Leia mais

Controle de Estoque. Configuração e personalização do módulo

Controle de Estoque. Configuração e personalização do módulo Controle de Estoque O objetivo do módulo de Controle de Estoque á ajudar a controlar a quantidade de produtos no estoque da empresa, avisar sobre problemas com quantidades mínimas, lotes e validades vencendo.

Leia mais

Criação de Peças Hidráulicas para o Revit MEP

Criação de Peças Hidráulicas para o Revit MEP Paulo Henrique Giungi Galvão Coordenador de Implementação de Revit/BIM Tecgraf Campinas / Santos / Goiás / Ribeirão Preto Esse curso foi projetado para oferecer soluções profissionais de forma rápida,

Leia mais

Criando Workflow de dispensa no Nintex

Criando Workflow de dispensa no Nintex No Site de dispensas (Leave): Clicar na lista de Requerimentos (Requests): Após a lista aberta selecionar a aba LIST em seguida Workflow Setting e por fim Create a Workflow in Nintex WorkFlow. A primeira

Leia mais

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS Este tutorial tem como objetivo instruir passo à passo como criar templates de peças, utilizar os novos recursos de cadastro de propriedade de peças e criação de legenda. 1-

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL NO FINANCE Finance V10 New 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pela Caixa Econômica... 3 Como efetuar a Conciliação por Extrato

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

Trabalho Interdisciplinar. MS Project

Trabalho Interdisciplinar. MS Project Aula Prática: Introdução ao Microsoft Project Professional MS Project Como vimos em nossas aulas, a EAP Estrutura Analítica do Projeto é o primeiro passo para criar um cronograma de um projeto estruturado.

Leia mais

Apostila para uso do Power Point

Apostila para uso do Power Point Apostila para uso do Power Point Introdução O Power Point, é um aplicativo da MicroSoft desenvolvido para a elaboração de apresentações. Possui recursos de hipertexto e multimídia como som, imagem, animação,

Leia mais

BEM VINDO. Gestor. O que é o ProdutivoApp...2. Tipos de usuários...2. Dashboard (tela principal)...3. Menu Categorias...4. Menu Atividades...

BEM VINDO. Gestor. O que é o ProdutivoApp...2. Tipos de usuários...2. Dashboard (tela principal)...3. Menu Categorias...4. Menu Atividades... BEM VINDO Gestor Índice O que é o ProdutivoApp...2 Tipos de usuários...2 Dashboard (tela principal)...3 Menu Categorias...4 Menu Atividades...5 Menu Produtividade...6 Menu Classificar Atividades...7 Menu

Leia mais

Companhia de Processamento de Dados do Município de São Paulo. Acessando e manipulando Cubos OLAP Utilizando o MS Excel 2000/XP

Companhia de Processamento de Dados do Município de São Paulo. Acessando e manipulando Cubos OLAP Utilizando o MS Excel 2000/XP Companhia de Processamento de Dados do Município de São Paulo Acessando e manipulando Cubos OLAP Utilizando o MS Excel 2000/XP Setembro/2003 Para acessar e manipular os dados existentes nos denominados

Leia mais

1.2) Na tela seguinte, o primeiro item a ser selecionado é o Unidade Acumuladora1.

1.2) Na tela seguinte, o primeiro item a ser selecionado é o Unidade Acumuladora1. MANUAL DA NOVA VERSÃO DE ARQUIVAMENTO DO CPROD Na nova versão de Arquivamento que está sendo implementada no CPROD, antes de realizarmos o Arquivamento do Processo ou Documento em si, temos que criar no

Leia mais

Software para projeto preliminar de distribuição elétrica em média e baixa tensão. Large

Software para projeto preliminar de distribuição elétrica em média e baixa tensão. Large Software para projeto preliminar de distribuição elétrica em média e baixa tensão Large 1 ID-Spec Large aumenta seu desempenho nos projetos de distribuição elétrica Aumenta a eficiência na arquitetura

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto

Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto Ponto Secullum 4 - Comunicando com o Equipamento de marcação de Ponto O Ponto Secullum 4 comunica diretamente com os equipamentos de marcação de ponto informatizados de vários fabricantes. Desta forma,

Leia mais

Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: LinxPos Manager

Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: LinxPos Manager Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: LinxPos Manager O sistema pedirá a senha para entrar. Clicar com o botão esquerdo do mouse no ícone Estoque Entrará na tela de Entrada

Leia mais

Aplicação do REVIT em estudos de viabilidade.

Aplicação do REVIT em estudos de viabilidade. . Sergio Leusin GDP Gerenciamento e Desenvolvimento de Projetos Raquel Canellas GDP Gerenciamento e Desenvolvimento de Projetos Apresentação de casos de estudo de viabilidade físico financeira com apoio

Leia mais

Nova Versão CRM 4.23.01 Treinamento Agente Comercial

Nova Versão CRM 4.23.01 Treinamento Agente Comercial Nova Versão CRM 4.23.01 Treinamento Agente Comercial Atualizado em 15/05/2012 Treinamento CRM Modelo Carteira Material de apoio, para o manuseio da ferramenta CRM pelos Agentes de Vendas Objetivo Revisão

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Programação Básica em STEP 7 Símbolos. SITRAIN Training for Automation and Drives Página 4-1

Programação Básica em STEP 7 Símbolos. SITRAIN Training for Automation and Drives Página 4-1 Conteúdo Pág. Endereçamento Absoluto e Simbólico... 2 Endereçamento Absoluto - Panorâmica... 3 Abrindo a Tabela de...... 4 Editar: Procurar e Substituir... 5 Visualizar: Filtro... 6 Visualizar: Ordenar...

Leia mais

Usando a interface do Revit

Usando a interface do Revit Prof Reginaldo Santos Conceitos essenciais do Revit Os tópicos a seguir fornecem as informações necessárias para iniciar um projeto no Revit Architecture. Usando a interface do Revit O Revit Architecture

Leia mais

Procuração para utilização do novo sistema da Caixa Econômica Federal

Procuração para utilização do novo sistema da Caixa Econômica Federal CIRCULAR nº. 30/2011 São Paulo, 19 de Julho de 2011. Prezado Cliente, Procuração para utilização do novo sistema da Caixa Econômica Federal Em referência a circular de nº 12 enviada em 03/2011 o prazo

Leia mais

Manual das funcionalidades Webmail AASP

Manual das funcionalidades Webmail AASP Manual das funcionalidades Webmail AASP 1. Configurações iniciais 2. Regras 3. Histórico da conta 4. Autorresposta 5. Dados de acesso (alterando senha de acesso) 6. Identidade (assinatura) 7. Redirecionamento

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Diretor

MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Diretor MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Diretor SUMÁRIO Introdução... 2 Como acessar o sistema - DIRETOR... 3 Seleção de CHE Regular - DIRETOR... 4 Seleção de CHE Profissionalizante - DIRETOR... 7

Leia mais

Manual de instalação das cadeias AC SOLUTI AC Soluti - Goiânia. Versão 1.0 de 1 de Fevereiro de 2013. Classificação: Ostensiva

Manual de instalação das cadeias AC SOLUTI AC Soluti - Goiânia. Versão 1.0 de 1 de Fevereiro de 2013. Classificação: Ostensiva AC Soluti - Goiânia Classificação: Classificação: Catalogação do Documento Titulo Classificação Versão 1.0 de 1 de Fevereiro de 2013 Autor Bruno Barros Aprovador Quintiliano Blumenschein Número de páginas

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

Tutorial de navegação Portal Clínica - Indústria

Tutorial de navegação Portal Clínica - Indústria Tutorial Portal Clínica do Leite Tutorial de navegação Portal Clínica - Indústria TUT PC 004 Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Universidade de São Paulo Tutorial de Acesso ao Portal da Clínica

Leia mais

Apostila de CmapTools 3.4

Apostila de CmapTools 3.4 Apostila de CmapTools 3.4 Índice Definição do software... 3 Criando um novo mapa... 3 Adicionando um conceito... 3 Alterando a formatação das caixas (Barra de Ferramentas Estilos Paleta Styles)... 7 Guia

Leia mais

A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado. Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir:

A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado. Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir: A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir: a. Granularidade, sob a forma de escolha do tipo de elemento (solicitação,

Leia mais

1Conhecendo o Flash O B J E T I V O S

1Conhecendo o Flash O B J E T I V O S 1 O B J E T I V O S Apresentar o programa, sua interface e suas principais características Abrir, visualizar e salvar arquivos Usar a ajuda do programa ADOBE FLASH CS5 9 Atividade 1 Adobe Flash CS5 O Adobe

Leia mais

2. A FERRAMENTA SOLVER (EXCEL)

2. A FERRAMENTA SOLVER (EXCEL) Faculdade de Engenharia Eng. Celso Daniel Engenharia de Produção 2. A FERRAMENTA SOLVER (EXCEL) Diversas ferramentas para solução de problemas de otimização, comerciais ou acadêmicos, sejam eles lineares

Leia mais

Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo.

Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo. 1. Criação e Edição de Projetos 1.1. Visão Geral: Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo. Planejamento

Leia mais