Inspeção do Veículo e estimativa dos trabalhos MÉTODOS PÓS-VENDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Inspeção do Veículo e estimativa dos trabalhos MÉTODOS PÓS-VENDA"

Transcrição

1 Inspeção do Veículo e estimativa dos trabalhos MÉTODOS PÓS-VENDA

2

3 Sumário 1. INTRODUÇÃO 1.1. Atitude Básica Indispensável (ABI) 1.2. Responsáveis pela execução e acompanhamento 1.3. Expectativas e Oportunidades 2. Fluxogramas 2.1. Atendimento do Cliente no Pós-venda 2.2. Inspeção do Veículo e estimativa dos trabalhos 3. PROCEDIMENTO 3.1. Inspeção do Veículo 3.2. Abertura da ordem de serviços 3.3. Estimativa dos trabalhos 4. Acompanhamento E Animação 4.1. Acompanhamento 4.2. Animação 5. Ferramentas 5.1. Check-list de entrada e saída de veículos (LBRP004618) 5.2. Ordem de serviços (Sistema DMS OFIC 1000) 5.3. Gravatinha de Serviços (LBRP004507) 5.4. Formulário de Auxílio-diagnóstico (LBRP005108) 5.5. Orçamento e estimativa dos trabalhos (BALC2000) 6. Condições de Sucesso INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09 3

4 1 Introdução Este Método descreve a etapa que realiza a Inspeção do veículo na presença do Cliente, a abertura da ordem de serviços, o diagnóstico envolvido, a explicação, bem como a apresentação prévia ou complementar do valor a ser pago para realização das intervenções necessárias. É de extrema importância a aprovação pelo Cliente de todo e qualquer valor a ser pago, antes da realização das intervenções Atitude Básica Indispensável (ABI) ABI PV (nº.3) Realizar a inspeção no veículo na presença do Cliente. ABI PV (nº.4) Informar ao Cliente a natureza do trabalho e fornecer o orçamento antes de realizar o serviço Responsáveis pela execução e acompanhamento Os responsáveis pela execução deste procedimento são: Consultor de Serviços (C.S.); Conselheiro Técnico (C.T.); Piloto de teste (P.T.); Auxiliar da Recepção (A.R.); Gerente de Pós-venda (G.P.V.). Os responsáveis pelo acompanhamento e melhorias em casos de insatisfação são: Gerente de Pós-venda; Responsável da Qualidade Expectativas e Oportunidades As expectativas dos Clientes: Poder transmitir e se fazer entender sobre as disfunções no seu veículo; Ser informado sobre o estado atual de seu veículo e de eventuais intervenções necessárias; Transparência na informação dos custos das intervenções solicitadas ou Revisões Periódicas; Ter informações suficientes para uma previsão de gastos; Ser informado sobre o prazo para devolução do veículo; Ter um comprovante, dos custos e prazo para execução das intervenções. As oportunidades que devem ser aproveitadas pela Concessionária: Transparecer o profissionalismo da Concessionária e dos profissionais envolvidos, através da devida aplicação deste Método; A inspeção do veículo além de registrar o estado do veículo antes e depois de sua permanência na oficina, possibilita a venda de serviços adicionais; Documentar as intervenções solicitadas, seguindo fielmente o depoimento do Cliente; Se necessário, confirmar o depoimento do Cliente, através de um teste de rodagem; Se possível, fornecer um orçamento preliminar das intervenções solicitadas, lembrando que este é passível de um orçamento complementar; Informar a disponibilidade da oficina, citando o prazo necessário para realização das intervenções; Ter a aprovação formal do Cliente, antes do início das intervenções. 4 INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09

5 Fluxogramas Este documento descreve o percurso do Cliente no Pós-venda e as atividades que todos devem realizar para bem atender o Cliente. O Gestor do departamento deve utilizar este material também na formação ou treinamento de novos colaboradores Fluxograma: Atendimento do Cliente no Pós-Venda 2 MÉTODO Inspeção Do veículo e estimativa dos trabalhos INÍCIO DO ATENDIMENTO RESPONSÁVEIS PELA AÇÃO CT FERRAMENTA PT AR GPV (Check-list de entrada e saída de veículos), ordem de serviços, DMS com interface SERVICE BOX, Formulário auxílio diagnóstico, Orçamento preliminar (Gravatinha de serviços). Agendamento Recepção do Cliente no horário agendado Recepção do Cliente Passante É possível atender imediatamente? Sim Não Proteger o Veículo na Presença do Cliente Não Teste de Rodagem A ocorrência é conhecida? Sim Inspeção do Veículo (check-list) Abertura da Ordem de Serviços Diagnóstico Não Orçamento preliminar e estimativa de prazos É possível fornecer o orçamento imediatamente? Sim Orçamento e Determinação dos prazos Aprovação dos Orçamentos Ligar com antecedência para para confirmar a entrega Explicação dos Serviços e Conselhos de Manutenção Faturamento Programação dos Serviços e cumprimento dos prazos Intervenção Desproteger e entregar o Veículo Contato com o Cliente Controle de Qualidade Lavagem Cliente Satisfeito? Sim FIM DO ATENDIMENTO Não Tratamento de Retorno Legenda: AR AUXILIAR DA RECEPÇÃO CONSULTOR DE SERVIÇOS CT CONSELHEIRO TÉCNICO PT PILOTO DE TESTE RQ RESPONSÁVEL QUALIDADE CO CHEFE DE OFICINA GPV GERENTE DE PÓS-VENDA INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09 5

6 Fluxograma: Inspeção do Veículo e estimativa dos trabalhos Inspeção do veículo AR Verificar a colocação das proteções no veículo Inspecionar o veículo, na presença do Cliente através de uma volta no sentido horário, realizando os pontos de controle descritos no check-list FERRAMENTA Check-list AR Inspecionar o interior do porta-luvas e do porta-malas, e verificar a presença de pertences do Cliente Abertura da ORDEM DE SERVIÇO Ouvir atentamente as solicitações do Cliente, anexar o check-list de entrada e saída e abrir a ordem de serviços; Verificar se o veículo tem a necessidade de realizar uma campanha de atualização. FERRAMENTAS Ordem de serviços Gravatinha de serviços Não A ocorrência é conhecida? Auxílio diagnóstico PT CT De acordo com a necessidade, realizar um teste de rodagem para confirmar os sintomas relatados Sim Estimativa dos trabalhos É possível fornecer o orçamento imediatamente? 2ª Situação Não GPV Animação e Acompanhamento Relatório Gerencial (indicadores) Customer Care 1ª Situação Sim Informar ao Cliente a necessidade de realizar um diagnóstico mais apurado para determinação dos sintomas, preços e intervenções necessárias Apresentação do orçamento, e determinação dos prazos FERRAMENTA Orçamento Aprovação dos orçamentos Preparar a documentação que acompanhará internamente o veículo na Oficina Legenda: AR AUXILIAR DA RECEPÇÃO PT PILOTO DE TESTE CONSULTOR DE SERVIÇOS CT CONSELHEIRO TÉCNICO GPV GERENTE DE PÓS-VENDA 6 INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09

7 2 Procedimento 3.1. Inspeção do veículo Verificar se foi realizado a colocação das proteções no veículo, e posicionar o veículo em local adequado, utilizar o formulário de check-list de entrada e saída de veículo. Inspecionar o veículo na presença do Cliente, através de uma volta no sentido horário e realizar sistematicamente os pontos de controle visual descrito no check-list de entrada e saída: Anotar as principais informações do Cliente, as características do veículo, verificar nível de combustível, verificar a quilometragem do veículo, verificar o funcionamento do limpador do pára-brisa; No lado do condutor, verificar o estado da carroceria, e anotar no check-list no campo avarias existentes utilizando a simbologia (A - amassado, B - riscado, C - quebrado, D - faltante); Verificar o estado do pára-brisa e estado das palhetas; Destravar o capô; Em frente ao veículo, controlar o estado do capô, pára-choque, faróis e placa. Abrir o capô e verificar os níveis de óleo do motor, líquido de arrefecimento, líquido de freio, e líquido da direção hidráulica; No lado do passageiro, verificar o estado da carroceria, dos vidros e retrovisor, e também o estado dos pneus e rodas; Na traseira do veículo, controlar o estado da carroceria, lanternas traseiras, estado do limpador e palheta traseira, pára-brisa traseiro, e a lanterna de iluminação da placa; Verificar a presença de acessórios, extintor, triângulo, macaco, chave de rodas, manuais, tapetes e demais opcionais; Anotar no check-list os eventuais serviços adicionais, tais como, limpeza dos bicos injetores, alinhamento e balanceamento, higienização e etc. Inspecionar o interior do porta-luvas e do porta-malas, verificar a presença de pertences pessoais, solicitar ao Cliente que retire seus pertences: Solicitar ao Cliente que retire seus pertences do interior do veículo e solicite que o mesmo assine a declaração de retirada dos pertences e observações pertinentes à verificação de entrada, contidas no check-list de entrada e saída; Fornecer ao Cliente uma sacola plástica, para armazenamento de seus pertences; Caso o Cliente se recuse a levar seus pertences, solicitar que o mesmo assine um termo de responsabilidade isentando a Concessionária sobre eventual extravio dos seus pertences. INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09 7

8 Abertura da ordem de serviços Ouvir atentamente as solicitações do Cliente, anexar o check-list de entrada e saída, e abrir a ordem de serviços: Verificar o cadastro do Cliente no sistema e providenciar as devidas atualizações, principalmente dos telefones de contato e ; Ouvir atentamente as solicitações do Cliente, descrevendo-as de forma detalhada e completa na ordem de serviços, se necessário utilizar-se da ferramenta de auxílio diagnóstico para problemas eletroeletrônicos oriundos da multiplexagem; Utilizar a gravatinha de serviços; Verificar se o veículo tem a necessidade de realizar de uma campanha de atualização; De acordo com a necessidade, o Piloto de teste ou o Conselheiro Técnico deve analizar mais precisamente, os sintomas relatados pelo Cliente e realizar um teste de rodagem; O Cliente deve acompanhar a realização do teste de rodagem demonstrando os sintomas; Cabe a concessionária elaborar e sugerir ao Cliente um percurso contemplando diversos tipos de pavimentos e situações de funcionamento do veículo, de acordo com as características da região Estimativa dos trabalhos 1ª situação: Se for possível informar o orçamento imediatamente Apresentação dos orçamentos e determinação dos prazos: Rever juntamente com o Cliente a descrição das solicitações na ordem de serviços, certificando-se que o mesmo compreendeu a necessidade de realizar os reparos ou operações de revisões; Consultar o tempo necessário para realizar as intervenções utilizando o Barêmo de tempos do Service Box e verificar a programação da oficina para determinar os prazos de entrega; Explicar ao Cliente os trabalhos que serão realizados no veículo e lhe fornecer um orçamento formal dos serviços e avisar que ele será comunicado de qualquer alteração. 2ª situação: Se não for possível informar o orçamento imediatamente Informar o Cliente a necessidade de realizar um diagnóstico mais apurado para determinação dos sintomas, preços e intervenções necessárias: Combinar com o Cliente que o orçamento será enviado posteriormente através de ou fax, caso tenha alguma alteração ele será comunicado. 8 INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09

9 3 Apresentação dos orçamentos e determinação dos prazos: Programe um horário com o Cliente para explicar as solicitações descritas na ordem de serviços e as intervenções necessárias no veículo, certificando-se que o mesmo compreendeu todas as informações; Consultar o tempo necessário para realizar as intervenções utilizando o Barêmo de tempos do Service Box e verificar a programação da oficina para determinar os prazos de entrega; Obter a aprovação prévia do Cliente (através de um ou fax). Próxima etapa para as duas situações Aprovação dos orçamentos: Obter a aprovação do Cliente (assinar a ordem de serviços) e lhe fornecer a via correspondente; Agendar horário para restituição do veículo ao Cliente; No caso de uma manutenção periódica, explicar ao Cliente as trocas de peças e intervenções que serão realizadas em seu veículo; Para casos que envolvam itens de segurança, onde o Cliente não aceite a substituição ou reparo deste item, o Consultor de Serviços deve solicitar ao Cliente que formalize esta recusa e assine nas duas vias da ordem de serviços; Se não foi possível fornecer o orçamento imediatamente ao Cliente, solicitar ao Cliente que assine a aprovação do orçamento na ordem de serviços; Preparar a documentação que acompanhará internamente o veículo na oficina: Juntamente com a ordem de serviços, anexar uma via do formulário As intervenções Peugeot ou do formulário As revisões Peugeot ; Se for o caso, anexar uma via do formulário Auxílio de Diagnóstico problemas eletro-eletrônicos e multiplexagem ou o descritivo do teste de rodagem; Ao Consultor de Serviços solicitamos que mantenha aos seus cuidados para posterior entrega ao Cliente a via (colorida) do formulário As intervenções PEUGEOT ou As revisões PEUGEOT ; Encaminhar o dossiê do veículo ao programador dos serviços, ou disponibilizar no quadro de programação ao devido mecânico. INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09 9

10 3 Acompanhamento e animação 4.1. Acompanhamento Indicadores internos Periodicamente através de uma auditoria interna o Gerente de Pós-venda deve recolher uma amostra de dossiês e verificar: Se os dossiês fechados possuem o check-list de entrada e saída devidamente preenchido pelo Consultor de Serviços e assinado pelo Cliente na entrada e devolução do veículo (somente ordens de serviços a serem faturadas aos Clientes), observando se a via do Cliente não está disponível; Se as ordens de serviços possuem uma redação compreensível e suficiente da descrição do Cliente e sintomas do veículo ou serviços complementares; Se as ordens de serviços possuem uma aprovação dos orçamentos por parte do Cliente (assinatura no orçamento ou /fax). Constantemente através de observações ao atendimento realizado pelo Consultor de Serviços, o Gerente de Pós-venda deve verificar: Os serviços necessários ou manutenções periódicas são explicados corretamente aos Clientes? O Consultor de Serviços consegue a devida atenção dos Clientes neste momento? Indicadores externos Gráfico de indicadores do Customer Care relativos ao tema; Resultado das Auditorias Externas da Qualidade Animação O Gerente de Pós-venda deverá, nas reuniões periódicas com sua equipe, analisar e comentar os indicadores e resultados relativos ao tema, fazendo uso do quadro de animação visual, considerando as seguintes informações das pesquisas da qualidade nas questões: Na recepção do seu veículo para serviço, o pessoal da concessionária fez a inspeção física em sua presença? O senhor foi informado antecipadamente sobre os valores a serem pagos pelos serviços? Verbatins relacionados. Nota: Em função dos resultados, o Gerente de Pós-venda, com o auxílio do Responsável da Qualidade, deverá por em prática um plano de ação com a finalidade de melhorar o índice de satisfação do Cliente. 10 INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09

11 5 Ferramentas 5.1. Check-list de entrada e saída de veículo (LBRP004618) A Marca Peugeot preconiza a utilização desta ferramenta em 100% das tratativas e intervenções nos veículos dos Clientes. É fundamental que o Consultor de Serviços se utilize de todos os campos desta ferramenta, explique todas as verificações anotadas e solicite a assinatura do Cliente tanto na entrada tanto na devolução do veículo, fornecendo-lhe uma cópia. O Consultor de Serviços deve também se aproveitar desta ferramenta para identificar todos os serviços complementares e evitar problemas e/ou ações de Clientes por extravio de objetos e avarias pré-existentes Ordem de serviços (Sistema DMS OFIC1000) O uso desta ferramenta possibilita resgatar as informações dos Clientes que foram solicitadas no momento do agendamento; Reforçamos a importância de verificar as informações do Cliente no cadastro e se necessário realizar as devidas alterações; No momento da abertura da ordem de serviços, realizar o preenchimento por completo dos dados do veículo, e se aplicável dos dados da seguradora envolvida. Transcrever na ordem de serviços as solicitações dos Clientes de maneira clara e completa; Quando for o caso, destacar na ordem de serviços que se trata de um caso de retorno à oficina por serviços mal feitos e a informação do prisma utilizado. Nota: A Marca Peugeot se reserva o direito de desenvolver novos parceiros e soluções eletrônicas para dinamizar este processo. INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09 11

12 Gravatinha de Serviços (LBRP004507) Após a abertura da ordem de serviços o Consultor de Serviços deve aplicar esta ferramenta em todos os veículos para facilitar a identificação visual e o status de cumprimento das atividades realizadas. O uso desta ferramenta em conjunto com os prismas, ao quadro de programação e acompanhamento dos serviços proporciona eliminação de desperdícios de tempo e movimentação Formulário de Auxílio-diagnóstico (LBRP005108) Na impossibilidade de determinar os sintomas do veículo pelo depoimento do Cliente ou através do teste de rodagem, o Consultor de Serviços nos casos de problemas eletro-eletrônicos, deve utilizar esta ferramenta para facilitar o posterior diagnóstico. A correta utilização desta ferramenta permite garantir a precisão dos diagnósticos realizados e a necessidade de contatos adicionais do Conselheiro Técnico, para esclarecimento de sintomas. 12 INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09

13 Orçamento e estimativa dos trabalhos (BALC 2000) Principais campos de utilização: Antes de elaborar o orçamento, verificar a disponibilidade dos itens e o prazo para reabastecimento dos itens faltantes; Consultar sempre o Service Box para determinação da gama de operações em acordo com o modelo especificado; Ao finalizar o orçamento, mencionar todas as informações do Cliente, data e número do orçamento, nome do Consultor de Serviços, e a validade das informações do orçamento e os descontos e promoções concedidas. Nota: A Marca Peugeot se reserva o direito de desenvolver novos parceiros e soluções eletrônicas para dinamizar este processo. INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09 13

14 5 Condições de Sucesso Os atendimentos devem ser agendados com intervalos mínimos de 15 minutos, para que o Consultor de Serviços tenha o tempo necessário para realizar a inspeção no veículo; O Consultor de Serviços não deve atender as ligações telefônicas enquanto encontra-se em atendimento presencial do Cliente; Utilizar uma linguagem simples e de fácil compreensão por parte do Cliente; Elaborar propostas comerciais em coerência ao estado do veículo, tempo de uso; Valorizar as vantagens para o Cliente em efetuar a intervenção em função da melhoria de conforto, garantia de uso, longevidade do veículo, conservação do estado original para futuras revendas; Imprimir e comentar sistematicamente o orçamento com o Cliente; Destacar na ordem de serviços unicamente os serviços validados pelo Cliente; Valorizar o bom estado do veículo sempre que não for necessário a execução de nenhum trabalho complementar solicitado pelo Cliente; Explicar as razões para uma eventual diferença de preço se o orçamento for fornecido pelo telefone ou em uma visita anterior à oficina; Valorizar as intervenções gratuitas que serão feitas no veículo na ordem de serviços e garantia de uma oferta comercial. 14 INSPEÇÃO do veículo e estimativa dos trabalhos - PÓS-VENDA / SETEMBRO 09

15

16 FICHA TÉCNICA APLICAÇÃO: Uso interno da Concessionária (Pós-venda) Validado e aprovado por DPS/DQMF Data de publicação Setembro/2009 Versão MEVE001

A Devolução do veículo ao Cliente MÉTODOS PÓS-VENDA

A Devolução do veículo ao Cliente MÉTODOS PÓS-VENDA A Devolução do veículo ao Cliente MÉTODOS PÓS-VENDA Sumário 1. INTRODUÇÃO 1.1. Atitude Básica Indispensável (ABI) 1.2. Responsáveis pela execução e acompanhamento 1.3. Expectativas e Oportunidades 2.

Leia mais

Proteção e Desproteção do Veículo MÉTODOS PÓS-VENDA

Proteção e Desproteção do Veículo MÉTODOS PÓS-VENDA Proteção e Desproteção do Veículo MÉTODOS PÓS-VENDA Sumário 1. INTRODUÇÃO 1.1. Atitude Básica Indispensável (ABI) 1.2. Responsáveis pela execução e acompanhamento 1.3. Expectativas e Oportunidades 2.

Leia mais

3.3 Análise Detalhada do Estado de Conservação do Veículo. 4.3 Interiores (estofado/couro, painéis, comandos, etc.)

3.3 Análise Detalhada do Estado de Conservação do Veículo. 4.3 Interiores (estofado/couro, painéis, comandos, etc.) Índice 1. Recompra Garantida 2. Agendamento da inspeção 3. Recompra do Veículo 3.1 Estado geral do veículo 3.2 Mecânica 3.3 Análise Detalhada do Estado de Conservação do Veículo 4. Danos permitidos/não

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO. PORTARIA MPF/PRPE/C. Adm./033, DE 17 DE MARÇO DE 2014

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO. PORTARIA MPF/PRPE/C. Adm./033, DE 17 DE MARÇO DE 2014 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO PORTARIA MPF/PRPE/C. Adm./033, DE 17 DE MARÇO DE 2014 O CHEFE ADMINISTRATIVO DA PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM PERNAMBUCO, no uso de suas

Leia mais

Total Fleet 24 Horas

Total Fleet 24 Horas Total Fleet 24 Horas Usuários Carro substituto Total Fleet 24 Horas Atendimento emergencial Atendimento preventivo/corretivo Total Fleet 24 Horas Atendimento 24 horas com cobertura nacional 0800 979 10

Leia mais

MINI 4U. MANUAL DE CONDIÇÕES DA RECOMPRA.

MINI 4U. MANUAL DE CONDIÇÕES DA RECOMPRA. MINI 4U. MANUAL DE CONDIÇÕES DA RECOMPRA. CONTEÚDO. DEVOLUÇÃO DO VEÍCULO. Devolução do veículo...3 Responsabilidades do cliente...7 Estado geral do veículo...8 Critérios de avaliação de danos...10 TRANSPARÊNCIA

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO

RIO GRANDE DO SUL CONTROLE INTERNO 1/17 1 - DOS OBJETIVOS a) Regulamentar procedimentos de controle da frota de veículos leves e pesados da Prefeitura, visando otimizar o uso dos mesmos e reduzir custos de manutenção. 2- DOS ASPECTOS CONCEITUAIS

Leia mais

Ordem de Serviço do TJPB nº 01/09, de 31 de agosto de 2009 (Dispõe sobre a responsabilidade do motorista em infrações de trânsito).

Ordem de Serviço do TJPB nº 01/09, de 31 de agosto de 2009 (Dispõe sobre a responsabilidade do motorista em infrações de trânsito). Código: MAN-SADM-007 Versão: 00 Data de Aprovação: 10/06/2010 Elaborado por: Coordenadoria de Transporte Aprovado por: Secretaria Administrativa 1 Objetivo Estabelecer os critérios e os procedimentos para

Leia mais

Serviços Scania. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar.

Serviços Scania. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. Serviços Scania Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. SERVIÇOS SCANIA Serviços Scania. Máxima disponibilidade do seu veículo para o melhor desempenho

Leia mais

Edifício Centro Empresarial Morumbi Manual do Credenciado

Edifício Centro Empresarial Morumbi Manual do Credenciado Edifício Centro Empresarial Morumbi Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos

Leia mais

Guia de Condições de Revenda do Veículo à Concessionária

Guia de Condições de Revenda do Veículo à Concessionária Guia de Condições de Revenda do Veículo à Concessionária CONFIE NA NOSSA ESTRELA PARA COMPRAR A SUA. No final de seu contrato de financiamento, se a sua opção for a devolução do veículo, faremos esse processo

Leia mais

Scania Serviços. Serviços Scania.

Scania Serviços. Serviços Scania. Serviços Scania Scania Serviços. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar Tudo bem do o que seu o Scania, você precisa em um para só lugar. cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. SERVIÇOS

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL AQUISIÇÃO / QUALIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES

PROCEDIMENTO OPERACIONAL AQUISIÇÃO / QUALIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Histórico de Revisões Rev. Modificações 01 30/04/2007 Primeira Emissão 02 15/06/2009 Alteração de numeração de PO 7.1 para. Alteração do título do documento de: Aquisição para: Aquisição / Qualificação

Leia mais

Mantenha a frota em suas mãos.

Mantenha a frota em suas mãos. Mantenha a frota em suas mãos. SISTEMA DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA SOBRE A ASSISTE A ASSISTE tem sua sede em Piracicaba - SP e está presente em todo o Brasil e no Exterior, por meio de seus representantes

Leia mais

Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais. Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz

Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais. Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz Em um cenário competitivo, o sucesso não é determinado apenas pela oferta

Leia mais

A presente garantia terá 4 (quatro) anos de vigência sem limite de. garantia de 4 (quatro) anos contra defeitos de corrosão perfurativa.

A presente garantia terá 4 (quatro) anos de vigência sem limite de. garantia de 4 (quatro) anos contra defeitos de corrosão perfurativa. GARANTIA HYUNDAI I Terno de Garantia Hyundai O Presente Termo de Garantia Hyundai aplica-se única e exclusivamente ao veículo da marca e fabricação Hyundai devidamente identificado ao final deste documento,

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.03

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.03 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.03 Parametrizando o Módulo... 4 Tipo de Ordem de Serviço... 4 Aba Descontos... 8 Aba Serviços Padrão... 9 Aba Tipo Movimento X Tipo O.S... 11 Aba Peças Padrão... 12 Acesso a

Leia mais

ONLINE SERVICE HISTORY. Acesse seus registros de serviço de qualquer lugar e a qualquer momento.

ONLINE SERVICE HISTORY. Acesse seus registros de serviço de qualquer lugar e a qualquer momento. ONLINE SERVICE HISTORY Acesse seus registros de serviço de qualquer lugar e a qualquer momento. ONLINE SERVICE HISTORY Você é o orgulhoso proprietário de um Jaguar, garanta que seu veículo seja mantido

Leia mais

Programas de Manutenção Scania.

Programas de Manutenção Scania. . Melhor performance, maior economia. SCAN1112_0857_Folheto_210x297mm.indd 1 A alta produtividade que somente um Scania pode apresentar é potencializada com os Programas de Manutenção Scania. Para oferecer

Leia mais

ONLINE SERVICE HISTORY

ONLINE SERVICE HISTORY ONLINE SERVICE HISTORY Acesse seus registros de serviço de qualquer lugar e a qualquer momento. Você é o orgulhoso proprietário de um Land Rover, garanta que seu veículo seja mantido no mais alto nível

Leia mais

Aquisição de Cartões por Funcionários

Aquisição de Cartões por Funcionários Aquisição de Cartões por Funcionários Aquisição de Cartões por Funcionários Você, que trabalha na Votorantim Finanças, não paga anuidade do Cartão de Crédito Banco Votorantim enquanto for funcionário.

Leia mais

Diretor Gerente de Peças Gerente de Serviços. Responsável pela Qualidade Vendedor de Acessórios Consultor de Serviços

Diretor Gerente de Peças Gerente de Serviços. Responsável pela Qualidade Vendedor de Acessórios Consultor de Serviços São Paulo, 25 de Maio de 2010. Nº. 368 Divulgar esta informação para: Diretor Gerente de Peças Gerente de Serviços Garantista Conselheiro Técnico Chefe de Oficina Responsável pela Qualidade Vendedor de

Leia mais

Edifício Crespi II Manual do Credenciado

Edifício Crespi II Manual do Credenciado Edifício Crespi II Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos de atendimento.

Leia mais

Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S

Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S Módulos do Sistema CarOnline365 Orçamentos Ordens de Serviço

Leia mais

Edifício New England Manual do Credenciado

Edifício New England Manual do Credenciado Edifício New England Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos de atendimento.

Leia mais

O Seguro Auto Itaú proporciona proteção completa para o seu veículo e tranquilidade para você dirigir sem preocupações.

O Seguro Auto Itaú proporciona proteção completa para o seu veículo e tranquilidade para você dirigir sem preocupações. Seguro Auto Itaú O Seguro Auto Itaú proporciona proteção completa para o seu veículo e tranquilidade para você dirigir sem preocupações. E agora, você que é correntista conta com muito mais vantagens.

Leia mais

Sumário. Manual Frota

Sumário. Manual Frota Sumário Apresentação... 2 Home... 2 Definição do Idioma... 3 Aba Frota... 4 Abastecimento... 4 Calendário... 26 Agenda Data... 38 Agenda Km... 59 Agendamento... 81 Agendas realizadas...104 Agenda...123

Leia mais

Estabelecer os critérios e os procedimentos para a disponibilização de veículos para deslocamento de pessoas e materiais no âmbito do PJAC.

Estabelecer os critérios e os procedimentos para a disponibilização de veículos para deslocamento de pessoas e materiais no âmbito do PJAC. Código: MAP-DILOG-006 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Instalações Aprovado por: Diretoria de Logística 1 OBJETIVO Estabelecer os critérios e os procedimentos para a disponibilização

Leia mais

MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB

MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB Audatex Web Nível Usuário (Versão 1.0) Gerência de Suporte Técnico Departamento de Treinamento Resp.: Roberto de Luca Jr. Versão 1.0 Revisão 1 Data 13/02/2007 SUMÁRIO GERAL Introdução...

Leia mais

Compra de veículos diretamente de fábrica através do Programa Parceria Ford. Perguntas e Respostas

Compra de veículos diretamente de fábrica através do Programa Parceria Ford. Perguntas e Respostas Compra de veículos diretamente de fábrica através do Programa Parceria Ford Perguntas e Respostas 1. Como funciona a compra de automóveis 0km em meu nome? A montadora Ford proporciona uma série de benefícios

Leia mais

Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado

Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos

Leia mais

Em qualquer lugar do país, e a qualquer hora do dia ou da noite, você estará sempre seguro.

Em qualquer lugar do país, e a qualquer hora do dia ou da noite, você estará sempre seguro. O SulAmérica Auto é o seguro completo que você precisa para seu veículo. Com ele, além das coberturas e garantias, você também tem descontos exclusivos em peças e serviços tanto para você quanto para o

Leia mais

MANUAL DO REVENDEDOR PREZADO REVENDEDOR

MANUAL DO REVENDEDOR PREZADO REVENDEDOR MANUAL DO REVENDEDOR PREZADO REVENDEDOR Este manual foi elaborado com o objetivo de facilitar e otimizar o desempenho da atividade de revenda dos produtos FLYPOWER. Aqui, o Revendedor encontrará os regulamentos

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 20

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 20 1/ 8 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão e Adequação integral do PO 02 Adequação dos Registros e Padrões Demais envolvidos na análise e aprovação Área / Processo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14.16. Instrução Normativa: 14.16/08-01. Revisão nº 0102. Data da Revisão: 22/10/2012. Resolução Sup.

INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14.16. Instrução Normativa: 14.16/08-01. Revisão nº 0102. Data da Revisão: 22/10/2012. Resolução Sup. INSTRUÇÃO NORMATIVA INS 14.16 Telemarketing Ativo Origem: Diretoria Superintendência Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso Instrução Normativa: 14.16/08-01 Revisão nº 0102

Leia mais

SUMÁRIO. Elaborado por: Revisado por: Aprovado por: Coordenação de Qualidade e Meio Ambiente. Gerência Suprimentos e Logística

SUMÁRIO. Elaborado por: Revisado por: Aprovado por: Coordenação de Qualidade e Meio Ambiente. Gerência Suprimentos e Logística Suprimentos e Logística Pág. 1 de 14 SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 2 2 ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... 2 3 SIGLAS UTILIZADAS... 2 4 GLOSSÁRIO / CONCEITOS... 2 5 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA... 3 6 CONTEÚDO...

Leia mais

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9 Página: 1 de 9 1. OBJETIVO Estabelecer sistemática de funcionamento e aplicação das Auditorias Internas da Qualidade, fornecendo diretrizes para instruir, planejar, executar e documentar as mesmas. Este

Leia mais

PeçaChevrolet Catálogo de peças genuínas Chevrolet para consultas e compras online

PeçaChevrolet Catálogo de peças genuínas Chevrolet para consultas e compras online PeçaChevrolet Catálogo de peças genuínas Chevrolet para consultas e compras online O novo produto PeçaChevrolet é um catálogo eletrônico de peças indicado para utilização de oficinas e reparadores independentes

Leia mais

Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo

Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO Portaria nº 70, de 08 de maio de 1996 O Presidente do Instituto Nacional

Leia mais

NORMA INTERNA STR N.º 08/2007 Versão III atualizada em 09/07/2012 SETORES ENVOLVIDOS:

NORMA INTERNA STR N.º 08/2007 Versão III atualizada em 09/07/2012 SETORES ENVOLVIDOS: PREFEITURA MUNICIPAL DE RONDONÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE DMINISTRAÇÃO VIGENTE A PARTIR DE: 14/08/2007 NORMA INTERNA STR N.º 08/2007 Versão III atualizada em 09/07/2012 ASSUNTO: UTILIZAÇÃO E CONTROLE

Leia mais

OFIC1200 - Consulta da O.S.

OFIC1200 - Consulta da O.S. OFIC1200 - Consulta da O.S. Este programa é utilizado para consultar O.S. Para isso, deve ser seguido por 3 etapas: 1ª - Selecionar uma O.S., partindo de diversas opções. 2ª - Selecionada a O.S., filtrar

Leia mais

NORMA OPERACIONAL PADRÃO Código: Versão V.1

NORMA OPERACIONAL PADRÃO Código: Versão V.1 27/07/2015 1 SUMÁRIO 1. Objetivo 1.1 Abrangência 2. Definições, terminologia e siglas 3. Norma Operacional Padrão Viagens 3.1 Adiantamento 3.2 Passagens Aéreas 3.3 Hospedagem 3.4 Veículos 3.5 Recibos 3.6

Leia mais

Política de Atendimento de Lubrificantes. Índice. Item Tópico Página. 1. Introdução e Propósito 2. 2. Nossa Missão 2. 3.

Política de Atendimento de Lubrificantes. Índice. Item Tópico Página. 1. Introdução e Propósito 2. 2. Nossa Missão 2. 3. Política de Atendimento de Lubrificantes Índice Item Tópico Página 1. Introdução e Propósito 2 2. Nossa Missão 2. CALL Center 2 e. Disponibilidade de Produtos.1 Pedidos Mínimos.2 Tipos e Características

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE SERVIÇOS DE TRANSPORTES

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE SERVIÇOS DE TRANSPORTES Pró-Reitoria de Planejamento MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE SERVIÇOS DE TRANSPORTES Aprovado pela Resolução nº 5/009-CAD/UEMA São Luís 009 José Augusto Silva Oliveira Reitor Gustavo Pereira da Costa Vice-Reitor

Leia mais

NORMA VISTORIA DE VEÍCULOS DE CARGA

NORMA VISTORIA DE VEÍCULOS DE CARGA CODEBA PALAVRAS CHAVES INSPEÇÃO, VEÍCULOS, CARGA P..04 DEX- 312ª REVISÃO N.º 1 / 6 SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 3. PROCEDIMENTOS BÁSICOS 3.1 Acesso a Área de Operação Portuária 3.2

Leia mais

GUIA DE AUDITORIA PARA OS EMPREENDEDORES

GUIA DE AUDITORIA PARA OS EMPREENDEDORES GUIA DE AUDITORIA PARA OS EMPREENDEDORES Março de 2014 www.aqua-hqe.com.br SUMÁRIO 1. Objetivos da auditoria 2. Definições e abreviações 2.1 Mandatário da auditoria 2.2 Auditado 2.3 Equipe de auditoria

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL, ABASTECIMENTO E PESCA TERMO DE REFERÊNCIA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL, ABASTECIMENTO E PESCA TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO: 1.1 - Registro de Preços visando à contratação de Serviços de Locação de Veículos Automotores, para atender às necessidades desta Secretaria, bem como de seus Órgãos vinculados

Leia mais

DriverPlus Manutenção Termos e Condições

DriverPlus Manutenção Termos e Condições DriverPlus Manutenção Termos e Condições SUMÁRIO 1. DEFINIÇÕES...3 2. BENEFÍCIOS DO PRODUTO...4 3. QUEM ADMINISTRA...4 4. COMO FUNCIONA...4 5. VALIDADE DO PRODUTO...4 6. VEÍCULOS ELEGÍVEIS...4 7. VEÍCULOS

Leia mais

Programas de Manutenção Scania.

Programas de Manutenção Scania. Respeite os limites de velocidade. Programas de Manutenção. Melhor performance, maior economia. Para mais informações sobre os produtos e serviços, entre em contato com a Casa mais próxima ou acesse http://www.scania.com.br/pecas-e-servicos

Leia mais

Departamento de Água e Esgoto Sanitário de Juína

Departamento de Água e Esgoto Sanitário de Juína 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos do Setor de Frotas (Transportes); 1.2) Proteger o Patrimônio Público contra o uso indevido, bem como atender a legislação em vigor e evitar

Leia mais

Serviços Inovadores Fidelizam Clientes e Aumentam sua Lucratividade!

Serviços Inovadores Fidelizam Clientes e Aumentam sua Lucratividade! Serviços Inovadores Fidelizam Clientes e Aumentam sua Lucratividade! WeCare Auto. Mais cuidado para o carro. Mais tempo para o cliente! www.wecareauto.com.br Origem da ideia... 12% Dos acidentes por falta

Leia mais

Alterações/Desenvolvimento - Sistema OnixNet / TrucksNet

Alterações/Desenvolvimento - Sistema OnixNet / TrucksNet Alterações/Desenvolvimento - Sistema OnixNet / TrucksNet Comercial Cadastros o (202) Cadastro de Vendedores Flag Enviar Previsão: Flag Enviar Previsão: Foi inserido um novo flag no cadastro de vendedores.

Leia mais

Como Fazer o seu Pedido

Como Fazer o seu Pedido 1 Como Fazer o seu Pedido Agora que você já está cadastrado e sabe como acessar o seu escritório virtual, é muito importante que saiba como enviar seus pedidos. No tutorial Como Fazer o seu Cadastro você

Leia mais

Manual de Fornecedores

Manual de Fornecedores Manual de Fornecedores Fornecedores (Responsável pela Qualidade) Carimbo, Assinatura e data. 00 2 de 10 Índice 1. MANUAL DO FORNECEDOR... 3 1.1 INTRODUÇÃO... 3 1.2 OBJETIVO... 3 2. RELAÇÃO DE FORNECEDORES...

Leia mais

GUIA DO CANDIDATO INSPETORES DE PINTURA INDUSTRIAL

GUIA DO CANDIDATO INSPETORES DE PINTURA INDUSTRIAL 1 de 9 1 OBJETIVO Fornecer as informações necessárias para a qualificação e certificação de Inspetores de Pintura Industrial níveis 1 e 2, segundo os critérios estabelecidos na norma ABNT NBR 15218 e demais

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM N.º 003, DE 16 DE AGOSTO DE 2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM N.º 003, DE 16 DE AGOSTO DE 2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM N.º 003, DE 16 DE AGOSTO DE 2010 Estabelece normas e procedimentos para o Transportes e Frota Municipal. SETORES ENVOLVIDOS: ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL DIRETA E INDIRETA. 1

Leia mais

ANEXO VIII PREGÃO PRESENCIAL Nº 036/2013 ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ANEXO VIII PREGÃO PRESENCIAL Nº 036/2013 ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO VIII PREGÃO PRESENCIAL Nº 036/2013 ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO 1. DO OBJETO 1.1. Constitui objeto deste Pregão a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de manutenção e recuperação

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Grupo PETRA S.A. Departamento de Tecnologia da Informação POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Início da Vigência: 01/Maio/2010 Propriedade do Grupo PETRA S.A. 1. INTRODUÇÃO Este documento foi elaborado

Leia mais

Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS

Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS REFERÊNCIA INTERESSADO ASSUNTO RESPONSÁVEL SUMÁRIO ORDEM DE SERVIÇO Nº 13, DE 17 DE JULHO DE 2015 COORDENAÇÃO INSTITUCIONAL, COORDENAÇÃO GERAL, COORDENAÇÃO OPERACIONAL DE FISCALIZAÇÃO E GABINETE DA PRESIDÊNCIA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, de 14 de abril de 2014. Regulamenta o Programa de Concessão de Bolsas para a Participação dos Estudantes do Câmpus Restinga em Atividades Curriculares Externas. O Diretor Geral

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

PSQ 290.0300 - PROCEDIMENTO DO SISTEMA DA QUALIDADE

PSQ 290.0300 - PROCEDIMENTO DO SISTEMA DA QUALIDADE PSQ - (4.2.3 - Controle de Documentos) (820.40 Document Control) APROVAÇÃO MARCOS FERNANDES NUNES Gerente da QA/RA Data: / / ELABORAÇÃO REVISÃO GISELA CRISTINA LUÇOLLI NASS Assistente Administrativo APARECIDA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA STR SISTEMA DE TRANSPORTES Nº. 002/2015. Unidade Responsável: Secretaria Municipal do Interior e Transportes CAPÍTULO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA STR SISTEMA DE TRANSPORTES Nº. 002/2015. Unidade Responsável: Secretaria Municipal do Interior e Transportes CAPÍTULO I INSTRUÇÃO NORMATIVA STR SISTEMA DE TRANSPORTES Nº. 002/2015 DISPÕE SOBRE AS ROTINAS E PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE MANUTENÇÕES PREVENTIVAS E CORRETIVAS DA FROTA DE VEÍCULOS E NOS EQUIPAMENTOS PESADOS,

Leia mais

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Divisão de Patrimônio DIPM/GRM/PRAD Manual do Sistema de Patrimônio Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de Patrimônio Núcleo

Leia mais

Desenvolvimento da Iluminação Pública no Brasil. Sistemas de gestão da iluminação pública

Desenvolvimento da Iluminação Pública no Brasil. Sistemas de gestão da iluminação pública 14 Capítulo IX Sistemas de gestão da iluminação pública Por Luciano Haas Rosito* Conforme apresentado no capítulo anterior, uma das oportunidades de melhoria na iluminação pública justamente refere-se

Leia mais

DESCRIÇÕES DE FUNÇÕES PÓS-VENDA MÉTODOS PÓS-VENDA

DESCRIÇÕES DE FUNÇÕES PÓS-VENDA MÉTODOS PÓS-VENDA DESCRIÇÕES DE FUNÇÕES PÓS-VENDA MÉTODOS PÓS-VENDA Sumário 1. INTRODUÇÃO 2. APRESENTAÇÃO 2.1. As Funções 2.2. A Ficha de Descrição de Função 2.3. O Organograma 3. FUNÇÃO GERENCIAL 3.1. O Gerente de Pós-venda

Leia mais

CAERN. Descrição de Perfis

CAERN. Descrição de Perfis Assistente - Laboratorista 09 Nível: Médio Reporte: Coordenador Sumário Realizar análises físico-químicas e bacteriológicas em amostras de águas e efluentes, determinando os elementos químicos existentes,

Leia mais

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO 1. Introdução 1.1. Descrição do serviço Este documento disciplina a cessão de uso permanente da solução de software para Gestão

Leia mais

Pós-venda Mercedes-Benz preparado para os novos produtos e tecnologias

Pós-venda Mercedes-Benz preparado para os novos produtos e tecnologias Pós-venda Informação à Imprensa Pós-venda Mercedes-Benz preparado para os novos produtos e tecnologias Data: 23 de outubro de 2011 Todos os itens necessários para a nova linha de veículos já estão disponíveis

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB 1 -DO OBJETO O objeto do Pregão Presencial é a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de rádio-táxi

Leia mais

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos.

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA O USUÁRIO Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA SOLICITAR AS PEÇAS Entre em contato com nosso representante mais próximo,

Leia mais

DIRETRIZ ORGANIZACIONAL

DIRETRIZ ORGANIZACIONAL TÍTULO: REQUISITOS DE MEIO AMBIENTE, SAÚDE OCUPACIONAL E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CONTRATADAS Área Responsável: Gerência Geral de Meio Ambiente Saúde e Segurança 1. OBJETIVO Este procedimento tem como

Leia mais

GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA

GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA Infomail GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA Índice Prestação do serviço de abastecimento de água Está sujeita a regras especiais? É obrigatória? O que é necessário? Como se processa a ligação à rede pública? Quem

Leia mais

REGULAMENTO ACE ASSISTÊNCIA 24 HORAS VANS, MOTOS, CARROS, CAMINHÕES LIGUE PARA: 0800-601-4055

REGULAMENTO ACE ASSISTÊNCIA 24 HORAS VANS, MOTOS, CARROS, CAMINHÕES LIGUE PARA: 0800-601-4055 REGULAMENTO ACE ASSISTÊNCIA 24 HORAS VANS, MOTOS, CARROS, CAMINHÕES LIGUE PARA: 0800-601-4055 Somente quando estiver com documento do veículo em mãos, para fornecer ao atendente a placa e o chassi do veículo.

Leia mais

Registro Técnico de Manutenção

Registro Técnico de Manutenção Documento RTM Registro Técnico de Manutenção APRESENTAÇÃO + PROCEDIMENTOS FROTA OPERAÇÃO URBANA APRESENTAÇÃO No No Veículo Setor Km Chegada Local Proced. Data Hora Temperatura Água o C Pressão Óleo Kg

Leia mais

E&L Controle de Frotas. Perguntas Frequentes

E&L Controle de Frotas. Perguntas Frequentes E&L Controle de Frotas Perguntas Frequentes 1. Quando ocorre a integração com o patrimônio e no cadastro de veículos na aba patrimônio o veículo não aparece, qual o procedimento a ser feito para que o

Leia mais

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos.

Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA O USUÁRIO Este catálogo tem o objetivo de facilitar a identificação dos componentes, agilizando a reposição dos mesmos. PARA SOLICITAR AS PEÇAS Entre em contato com nosso representante mais próximo,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1 MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento Toledo PR Página 1 INDICE 1. O QUE É O SORE...3 2. COMO ACESSAR O SORE... 4 2.1. Obtendo um Usuário e Senha... 4 2.2. Acessando o SORE pelo

Leia mais

RM 12 DIRETRIZES PARA REALIZAÇÃO DE AVALIAÇÕES 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA

RM 12 DIRETRIZES PARA REALIZAÇÃO DE AVALIAÇÕES 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA SUMÁRIO 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO O presente documento tem como objetivo estabelecer diretrizes e orientações para realização

Leia mais

PO.00001 01 01/08/2011 EBT-Infra JAO-Dir. 1 - OBJETIVO Descrever as normas e melhores práticas para utilização dos veículos da Place Consultoria.

PO.00001 01 01/08/2011 EBT-Infra JAO-Dir. 1 - OBJETIVO Descrever as normas e melhores práticas para utilização dos veículos da Place Consultoria. Código Revisão Data Emissão Aprovação PO.00001 01 01/08/2011 EBT-Infra JAO-Dir Título: POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS - PLACE CONSULTORIA 1 - OBJETIVO Descrever as normas e melhores práticas para

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 018/2011

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 018/2011 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 018/2011 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE LOCAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES (TIPO PASSEIO) PARA ATENDER AS NECESSIDADES DE VIAGENS E DESLOCAMENTOS DE

Leia mais

Regulamentação para Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Regulamentação para Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Regulamentação para Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Reginaldo de Carvalho

Leia mais

CERTIFICADO DE GARANTIA

CERTIFICADO DE GARANTIA CERTIFICADO DE GARANTIA A BALDAN IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS S/A, garante o funcionamento normal do implemento ao revendedor por um período de 6 (seis) meses contados a partir da data de entrega na nota fiscal

Leia mais

Edifício Joviano de Moraes Manual do Credenciado

Edifício Joviano de Moraes Manual do Credenciado Edifício Joviano de Moraes Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos

Leia mais

REGULAMENTO DO ALUNO CURSOS ONLINE VIANNA & CONSULTORES ENSINO A DISTÂNCIA

REGULAMENTO DO ALUNO CURSOS ONLINE VIANNA & CONSULTORES ENSINO A DISTÂNCIA REGULAMENTO DO ALUNO CURSOS ONLINE VIANNA & CONSULTORES ENSINO A DISTÂNCIA 1. Objeto Cursos Online Vianna & Consultores Este Regulamento tem por objetivo definir os direitos, os deveres, as obrigações

Leia mais

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR Prezado Fornecedor, A Innova S/A, empresa certificada nas normas ISO 9001:2000, ISO 14001:1996, OHSAS 18001, avalia seus fornecedores no atendimento de requisitos relativos a Qualidade, Meio Ambiente,

Leia mais

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE O Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE visa fortalecer a missão de desenvolver a nossa terra e nossa gente e contribuir para

Leia mais

Especificação Técnica ÍNDICE DE REVISÕES

Especificação Técnica ÍNDICE DE REVISÕES UNIDADE: GERAL 1 de 15 ÍNDICE DE REVISÕES Rev. 0 EMISSÃO INICIAL DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS 1 2 6.1.6-b inclusão: repetibilidade de 0,1% (zero virgula um por cento); 6.1.7 inclusão: Desvio padrão

Leia mais

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO CARGO Assistente Operacional Assistente Administrativo PRÉ- REQUISITO completo completo TOTAL DE VAGAS VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA 01 R$ 1.813,45 40 horas 02 R$

Leia mais

CAERN. Descrição de Perfis

CAERN. Descrição de Perfis 8 Nível: Médio Reporte: Coordenador Sumário Executar atividades administrativas de apoio às diversas áreas da empresa. Atividades Arquivar documentos Arquivar documentos, classificando-os em pastas específicas,

Leia mais

NOSSA CENTRAL DE RELACIONAMENTO À SUA DISPOSIÇÃO

NOSSA CENTRAL DE RELACIONAMENTO À SUA DISPOSIÇÃO MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Apresentação...02 1 - Nossa central de relacionamento à sua disposição...03 2 - Serviço 24 horas...05 3 - Na hora da manutenção ou reparo...06 4 - Em caso de acidente...08 5 -

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A LOCAÇÃO DE VEÍCULOS BLINDADOS NÍVEL III A

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A LOCAÇÃO DE VEÍCULOS BLINDADOS NÍVEL III A TERMO DE REFERÊNCIA PARA A LOCAÇÃO DE VEÍCULOS BLINDADOS NÍVEL III A JUSTIFICATIVA O presente Termo de Referência tem por objetivo, estabelecer as especificações técnicas para a contratação de empresa

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861

MANUAL DO USUÁRIO. Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861 MANUAL DO USUÁRIO Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861 Rio de Janeiro INPI/CEDIN 2014 BIBLIOTECA DO INPI Vinculada ao Centro de Disseminação da Informação Tecnológica (CEDIN),

Leia mais

COMPANHIA DOCAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - CODESP AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS

COMPANHIA DOCAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - CODESP AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS RESOLUÇÃO DP Nº. 116.2013, DE 21 DE OUTUBRO DE 2013. ESTABELECE PROCEDIMENTOS PARA OS SERVIÇOS DE LAVAGEM DE PORÕES DE NAVIOS GRANELEIROS NAS ÁREAS DO PORTO ORGANIZADO DE SANTOS O DIRETOR-PRESIDENTE DA

Leia mais

AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE FORNECEDORES

AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE FORNECEDORES VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO ARQUIVO SQ SIGLA DA UO SULOG RUBRICA SIGLA DA UO G-SCQ RUBRICA 1 OBJETIVO Definir os requisitos e procedimentos mínimos para avaliação e seleção de fornecedores, assegurando fontes

Leia mais

NORMA DE CONTROLE DE CIRCULAÇÃO INTERNA NOR 204

NORMA DE CONTROLE DE CIRCULAÇÃO INTERNA NOR 204 MANUAL DE ADMINISTRAÇÃO CÓD. 200 ASSUNTO: ESTABELECE CRITÉRIOS DE PROCEDIMENTOS PARA O CONTROLE DE CIRCULAÇÃO INTERNA NAS DEPENDÊNCIAS DA EMPRESA CÓD: APROVAÇÃO: Resolução nº 0098/94, de 15/12/1994 NORMA

Leia mais

Nº Versão/Data: Validade: 2.0 22/10/2014 OUTUBRO/2015 SA. 05 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO

Nº Versão/Data: Validade: 2.0 22/10/2014 OUTUBRO/2015 SA. 05 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO 1 de 10 EXPEDIÇÃO MACROPROCESSO ADMINISTRATIVO PROCESSO EXPEDIÇÃO EXPEDIÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA ABRANGÊNCIA...

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 039/2015 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

3. Documentos de referência -----

3. Documentos de referência ----- Sumário 1. Objetivo 2. Envolvidos 3. Documentos de referência 4. Definições e codificações 5. Ciclo do processo 6. Fluxograma 7. Sistemática 8. Lista das Atividades e das responsabilidades 9. Arquivos

Leia mais