RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA N.º 00369/2012, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA N.º 00369/2012, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012"

Transcrição

1 RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA N.º 00369/2012, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012 Estabelece normas e procedimentos para a concessão do Adicional de Qualificação aos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo do Quadro Permanente do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás. O DO ESTADO DE GOIÁS, no uso de suas atribuições legais e constitucionais, Considerando o art. 3º da Lei n.º de 22 de dezembro de 2011, que institui o Adicional de Qualificação dos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo do Quadro Permanente do TCM GO; Considerando a Portaria n.º 477/12 de 29 de junho de 2012, que suspendeu a análise dos requerimentos referentes à concessão do Adicional de Qualificação; Considerando a Portaria n.º 545/2012 de 13 de agosto de 2012, que constituiu Comissão para promover estudo pormenorizado acerca da concessão do Adicional de Qualificação; RESOLVE: Art. 1º Definir as normas, critérios e procedimentos para a concessão do Adicional de Qualificação aos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo do Quadro Permanente do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás, estabelecendo os Anexos I, II e III; Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua Publicação;

2 seu anexo. Art. 3º Revoga-se a Resolução Administrativa n.º 010/12 de 15/02/12 e DO ESTADO DE GOIÁS, em Goiânia, 12 de dezembro de Presidente: Consª. Maria Teresa F. Garrido Participantes da Votação: 1. Cons. Francisco José Ramos 2. Cons. Honor Cruvinel de Oliveira 3. Cons. Jossivani de Oliveira 4. Cons. Paulo Ernani Miranda Ortegal 5. Cons. Subst. Maurício Azevedo 6. Cons. Virmondes Borges Cruvinel Fui Presente, Regis Gonçalves Leite, Procurador Geral de Contas

3 ANEXO I DA REGULAMENTAÇÃO DO ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO DOS SERVIDORES EFETIVOS 1. APRESENTAÇÃO: Este documento estabelece normas e procedimentos para a concessão do Adicional de Qualificação aos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás, previsto no art. 3º da Lei nº , de 22 de dezembro de 2011, que introduziu alterações na Lei Nº de 18 de janeiro de 2010 e dá outras providências. 2. OBJETIVOS: a) Estabelecer normas e procedimentos com a finalidade de conceder o Adicional de Qualificação b) Realizar análise de diplomas/certificados segundo normas federais e estaduais aplicáveis c) Fomentar a produção intelectual mediante a publicação de trabalhos de conclusão de cursos de graduação e pós-graduação 3. CONCEITOS: Para efeitos desta Resolução, considera-se: I. Adicional de Qualificação: é o benefício concedido aos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo do Quadro Permanente do TCM GO, que tenham concluído cursos de educação continuada na condição de discente, com direta correlação às atribuições do cargo e/ou função exercida pelo servidor; II. Atividades de Educação Continuada: cursos ministrados por instituições de ensino reconhecidas pelo Ministério da Educação de: nível médio; graduação em nível de bacharel, licenciatura e tecnológico; e pós-graduação em nível de especialização, mestrado e doutorado presenciais. III. Cargo Efetivo: posto de trabalho instituído de forma permanente, caracterizado por deveres e responsabilidades, criados por lei, com denominação própria e remunerado pelos cofres públicos (Lei Nº /10); IV. Função: atribuição ou o conjunto de atribuições específicas que devem ser executadas por um servidor na estrutura organizacional, fornecendo elementos para a caracterização, descrição, classificação e avaliação do cargo (Lei Nº /10). 4. CAMPO DE APLICAÇÃO:

4 a) Servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo, que tenham concluído cursos de educação continuada, cujo certificado não tenha sido utilizado como pré-requisito para ingresso no cargo que ocupa, bem como, para obtenção da gratificação de incentivo funcional e/ou quaisquer outras vantagens; b) Servidores que não percebam gratificação de incentivo funcional no limite máximo de 20% (vinte por cento) do seu vencimento básico. 5. REQUERIMENTO: a) A apresentação de diplomas/certificados para fins do Adicional de Qualificação deverá ser feita pelo servidor, por meio do formulário REQUERIMENTOS DIVERSOS, disponível na intranet e protocolado na Divisão de Protocolo, devendo ser anexados os seguintes documentos: I. Nível Médio: Diploma (Cursos Técnicos)/Certificado (Ensino Médio) e Histórico Escolar emitidos por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação; II. Nível Superior: Diploma de graduação e Histórico Escolar emitido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação; III. Pós-Graduação: Pós-graduação lato sensu (nível de especialização): Certificado e Histórico Escolar emitidos por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e cópia do Trabalho de Conclusão de Curso em cd (extensão.doc, docx ou equivalente); Pós-graduação stricto sensu (nível de mestrado e doutorado): Diploma e Histórico Escolar emitidos por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e cópia da Dissertação/Tese em cd (extensão.doc, docx ou equivalente); b) As cópias dos diplomas/certificados (frente e verso) e Histórico Escolar deverão estar devidamente autenticadas em cartório, ou pela Escola de Contas do TCM GO, mediante apresentação dos originais; c) Os diplomas e certificados de nível médio deverão conter as seguintes informações que possibilitem sua aferição/autenticação: 1) nome, endereço completo e telefone da unidade escolar; 2) nome da entidade mantenedora; 3) número e data do ato de autorização ou de reconhecimento do curso; 4) identificação completa do aluno; 5) relação das disciplinas, das atividades, série com a carga horária e aproveitamento do aluno; 6) data de conclusão do curso; 7) frequência obtida pelo aluno no total geral das horas letivas, registrados também em percentual; 8) assinatura do Diretor e do Secretário Geral com respectivos nomes de registros profissionais ou autorizações; 9) assinatura de diplomado ou concludente (Resolução CEE/GO 258, 28/05/1998 ou normatização de outras Secretarias Estaduais)

5 d) Os certificados e diplomas de cursos de graduação, pós-graduação lato sensu ou pós-graduação stricto sensu deverão conter as seguintes informações que possibilitem sua aferição/autenticação: 1) nome do (a) aluno (a); 2) nível de formação (graduação, pós-graduação lato sensu, pós-graduação stricto sensu); 3) nome do curso; 4) período de realização do curso (data e carga horária); 5) assinatura do responsável pela Instituição de Ensino Superior, assinatura do Secretário Escolar, assinatura do aluno ou certificação digital equivalente; 6) carimbo/chancela da Instituição de Ensino Superior ou certificação digital equivalente e) Os históricos escolares deverão conter as seguintes informações que possibilitem sua aferição/autenticação: 1) nome do (a) aluno (a); 2) nível de formação (graduação, pós-graduação lato sensu, pós-graduação stricto sensu); 3) nome do curso; 4) período de realização do curso e sua duração total em horas de efetivo trabalho acadêmico; 5) relação das disciplinas, carga horária, nota ou conceito obtido pelo aluno e nome/qualificação dos professores por elas responsáveis; 6) título da monografia ou do trabalho de conclusão de curso, juntamente com nota ou conceito atribuído (nos históricos concernentes a graduação e pós-graduações); 7) declaração da Instituição de que o curso cumpriu todas as disposições da resolução do Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior; 8) registro do Certificado em Secretaria Escolar (número, folha, livro); 9) assinatura do Secretário Escolar; 10) carimbo/chancela da Instituição de Ensino Superior; 11) citação do ato legal de credenciamento da Instituição de Ensino Superior (Resolução CNE 01, 08/06/07) f) Quando necessário, o TCMGO poderá solicitar ao servidor outros documentos comprobatórios, a fim de contribuir com a análise para concessão do Adicional de Qualificação g) Para fins de requerimento serão aceitas declarações ou certidões de conclusão de cursos, devidamente autenticadas, com prazo de até 12 (doze) meses da data de encerramento dos mesmos; todavia, o parecer será emitido somente após a entrega do diploma/certificado. Ao final de 12 meses, não havendo apresentação de diploma ou certificado, o requerimento será indeferido. 6. CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO: a) As atividades de educação continuada devem ser consideradas relevantes para o Tribunal, com direta correlação às atribuições do cargo e/ou função, exceto nas situações previstas nos itens I e II da alínea a; b) Os diplomas de curso superior constantes do item II, alínea a, devem ser de bacharelado, licenciatura ou tecnológico;

6 c) Os diplomas de curso superior constantes do item III, alínea a, devem ser de bacharelado, licenciatura ou tecnológico e devem obedecer à orientação da Tabela de Segunda Graduação, Anexo III; d) Os cursos de pós-graduação lato sensu deverão obedecer a carga horária igual ou superior a 360 horas, sendo o tempo de elaboração não computado na carga horária mínima exigida aos cursos (360 horas, conforme exigência MEC/CES 01, 08/06/07), obedecendo às orientações da tabela de pósgraduação constante do Anexo II; e) Os cursos de pós-graduação lato sensu deverão ser cursados em um período mínimo de 12 meses, salvo cursos iniciados até a data de publicação desta Resolução por servidores constantes do quadro de pessoal até a presente data; f) Os servidores que apresentarem monografias, trabalhos de conclusão de curso e artigos científicos com direta correlação às atribuições do cargo e função serão convidados ao desenvolvimento da produção intelectual do TCMGO; g) Poderá ser apresentado mais de um diploma/certificado para a obtenção do Adicional de Qualificação, até o limite máximo de 20% (vinte por cento) do vencimento básico do servidor; h) Para ocupantes de cargo de nível fundamental ou equivalente será aceito um diploma de nível médio ou equivalente e um diploma de nível superior, cumulativamente, até o limite de 20%; i) Para ocupantes de cargo de nível médio ou equivalente serão aceitos até dois diplomas de graduação, cumulativamente, até o limite de 20%, tendo a segunda graduação direta correlação às atribuições do cargo e/ou função, conforme orientação de Tabela de Segunda Graduação, Anexo III; j) Os cursos realizados a distância ou sob a modalidade semi-presencial não serão aceitos para fins de concessão do Adicional de Qualificação, salvo cursos iniciados até a data de publicação desta Resolução por servidores constantes do quadro de pessoal até a presente data; k) Os cursos utilizados para concessão do Adicional de Qualificação não poderão ser utilizados para fins de Promoção ou quaisquer outras vantagens. 7. CRITÉRIOS DE CONCESSÃO: Serão aceitos diplomas/certificados de conclusão de atividades de educação continuada de cursos ministrados e/ou certificados por Instituições de Ensino

7 reconhecidas pelo Ministério da Educação, na seguinte conformidade: ITEM PERCENTUAL DESCRIÇÃO I II III IV V VI 10% (dez por cento) 10% (dez por cento) 10% (dez por cento) 5% (cinco por cento) 15% (quinze por cento) 20% (vinte por cento) Certificado de conclusão de nível médio ou equivalente para ocupantes de cargos de nível fundamental ou equivalente Diploma de curso superior, para ocupantes de cargos de nível médio ou equivalente, e fundamental ou equivalente Diploma de outro curso superior com direta correlação às atribuições do cargo e/ou função, para ocupantes de cargos de nível superior, que não seja requisito para a investidura no cargo Certificado de pós-graduação/especialização (lato sensu) com direta correlação às atribuições do cargo e/ou função Título de Mestre, (stricto sensu), com direta correlação às atribuições do cargo e/ou função Título de Doutorado, (stricto sensu), com direta correlação às atribuições do cargo e/ou função 8. ANÁLISE E HOMOLOGAÇÃO DE DIPLOMAS/CERTIFICADOS: a) A análise da documentação apresentada será realizada pela Divisão de Recursos Humanos, Superintendência da Escola de Contas e Assessoria Jurídica da Presidência; b) A homologação do resultado ocorrerá mediante Despacho da Presidência do Tribunal; c) A Superintendência de Administração Geral, por meio da Divisão de Recursos Humanos, dará ciência do resultado ao servidor; d) O servidor, ao ter seu requerimento deferido, assinará Licença de Uso de Direitos Autorais, o qual será assinado na Superintendência de Administração, quando da ciência do resultado; e) A concessão do Adicional de Qualificação fica condicionada à verificação do reconhecimento do curso e da Instituição de Ensino pelo Ministério da Educação (sítio ou Secretarias de Educação na forma da legislação específica.

8 9. RECLAMAÇÃO: Estado de Goiás a) O servidor que não concordar com o resultado da homologação, poderá entrar com reclamação para revisão da decisão até 15 (quinze) dias contados da data da ciência do servidor, conforme previsto no Regimento Interno; b) A reclamação de que trata o item anterior deverá ser protocolada na Divisão de Protocolo, por meio de requerimento próprio; c) O resultado da análise da reclamação deverá ser encaminhado à Divisão de Recursos Humanos que cientificará o servidor da decisão proferida. 10. DISPOSIÇÕES FINAIS: a) Os efeitos financeiros referentes ao Adicional de Qualificação serão concedidos a partir da data da solicitação do servidor; b) Os cursos sequenciais, aperfeiçoamento, extensão e preparatórios para concursos não serão aceitos para fins de concessão do Adicional de Qualificação; c) O requerente responderá administrativa, civil e penalmente pela autenticidade dos documentos apresentados para os fins referidos nesta resolução, bem como pela efetiva realização dos cursos e cumprimento da correspondente carga horária; d) A Presidência nomeará Comitê de Avaliação, composto por três membros do quadro efetivo do Tribunal, sendo um obrigatoriamente da Escola de Contas, ao qual caberá definir as formas de publicação e apresentação dos trabalhos produzidos pelos servidores nos cursos, podendo ser: publicação e apresentação em seminário interno e/ou palestra interna, publicação de livro do Tribunal e/ou no site da Escola de Contas, publicação em Revistas Científicas e/ou Anais de Congressos, participação em congressos (modalidade pôster ou comunicação oral), simpósios, seminários e/ou eventos apresentando o TCC, inscrição do servidor em grupo temático de discussão que seja aderente ao TCC; e) Os casos omissos e as excepcionalidades serão analisados e decididos pela Presidência do Tribunal de Contas dos Municípios.

9 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO ANALISTA ADMINISTRATIVO ÁREA DO CONHECIMENTO ADMINISTRAÇÃO DIREITO PSICOLOGIA EDUCAÇÃO ESPECIALIDADES GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS GESTÃO DE ORÇAMENTOS E CUSTOS ANÁLISE E DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA/GESTÃO PÚBLICA GESTÃO DE PESSOAS GESTÃO DE PROJETOS POLÍTICA E PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAIS DIREITO TRIBUTÁRIO DIREITO FINANCEIRO DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO ADMINISTRATIVO PSICOLOGIA DO TRABALHO E ORGANIZACIONAL FATORES HUMANOS NO TRABALHO PROCESSO GRUPAIS E COMUNICAÇÃO ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO EDUCACIONAL MÉTODOS E TÉCNICAS DE ENSINO

10 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO ANALISTA ADMINISTRATIVO/ BIBLIOTECONOMIA ÁREA DO CONHECIMENTO CONTROLE EXTERNO CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO CONTROLE EXTERNO DIREITO ADMINISTRAÇÃO ESPECIALIDADES TECNOLOGIA EDUCACIONAL EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA/TUTORIA CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS ATUÁRIA AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MÉTODOS QUANTITATIVOS, BIBLIOMETRIA TÉCNICAS DE RECUPERAÇÃO DE INFORMAÇÃO ARQUIVOLOGIA ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO ADMINISTRATIVO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA/GESTÃO PÚBLICA GESTÃO DE PESSOAS GESTÃO DE PROJETOS POLÍTICA E PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAIS

11 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO CONTÁBIL ÁREA DO CONHECIMENTO DIREITO CONTROLE EXTERNO ESPECIALIDADES CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS CONTABILIDADE PÚBLICA CONTABILIDADE DE CUSTOS AUDITORIA E PERÍCIA CONTÁBIL CONTROLADORIA E FINANÇAS AUDITORIA GOVERNAMENTAL CONTROLADORIA CONTABILIDADE PREVIDENCIÁRIA PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PÚBLICO GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS DIREITO TRIBUTÁRIO DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO FINANCEIRO DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO ADMINISTRATIVO AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO

12 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO AUDITOR CONTROLE EXTERNO / CONTROLE EXTERNO ÁREA DO CONHECIMENTO ADMINISTRAÇÃO DIREITO ESPECIALIDADES CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ATUÁRIA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA/GESTÃO PÚBLICA GESTÃO DE PROJETOS POLÍTICA E PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAIS DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO FINANCEIRO DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL DIREITO TRIBUTÁRIO DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO ADMINISTRATIVO CONTABILIDADE PÚBLICA AUDITORIA GOVERNAMENTAL CONTROLADORIA CONTABILIDADE PREVIDENCIÁRIA PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PÚBLICO GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS

13 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO / ENGENHARIA ÁREA DO CONHECIMENTO C0NTROLE EXTERNO ADMINISTRAÇÃO PSICOLOGIA ENGENHARIA CIVIL ENGENHARIA SANITÁRIA ENGENHARIA DE TRANSPORTES ENGENHARIA ELÉTRICA/ TELECOMUNICAÇÕES ESPECIALIDADES ATUÁRIA AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA/GESTÃO PÚBLICA GESTÃO DE PESSOAS POLÍTICA E PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAIS FATORES HUMANOS NO TRABALHO PROCESSO GRUPAIS E COMUNICAÇÃO GERENCIAMENTO DE OBRAS INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES RODOVIAS; PROJETO E CONSTRUÇÃO SANEAMENTO BÁSICO RESÍDUOS SÓLIDOS, DOMÉSTICOS E INDUSTRIAIS LIMPEZA PÚBLICA SANEAMENTO AMBIENTAL LEGISLAÇÃO AMBIENTAL VIAS DE TRANSPORTE ENGENHARIA DE TRÁFEGO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS E INDUSTRIAIS SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES

14 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA JURÍDICA ÁREA DO CONHECIMENTO ARQUITETURA E URBANISMO PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL CONTROLE EXTERNO DIREITO ADMINISTRAÇÃO PSICOLOGIA DIREITO ESPECIALIDADES TECNOLOGIA DE ARQUITETURA E URBANISMO PROJETOS DE ESPAÇOS LIVRES URBANOS POLÍTICA URBANA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL E URBANA INFRA-ESTRUTURAS URBANAS E REGIONAIS TRANSPORTE E TRÁFEGO URBANO E REGIONAL CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO ADMINISTRATIVO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA/GESTÃO PÚBLICA GESTÃO DE PESSOAS GESTÃO DE PROJETOS POLÍTICA E PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAIS FATORES HUMANOS NO TRABALHO PROCESSO GRUPAIS E COMUNICAÇÃO CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS DIREITO TRIBUTÁRIO DIREITO CIVIL E PROCESSO CIVIL

15 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO - ÁREA INFORMÁTICA ÁREA DO CONHECIMENTO CONTROLE EXTERNO CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DIREITO AMBIENTAL DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO ADMINISTRATIVO ESPECIALIDADES CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO CONTABILIDADE PÚBLICA PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PÚBLICO GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS CONTROLADORIA AUDITORIA GOVERNAMENTAL CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS ATUÁRIA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE BANCO DE DADOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO

16 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISTA TECNICO ADMINISTRATIVO ÁREA DO CONHECIMENTO CONTROLE EXTERNO DIREITO ADMINISTRAÇÃO JORNALISMO CONTROLE EXTERNO CIENCIA DA INFORMAÇÃO C0NTROLE EXTERNO DIREITO ADMINISTRAÇÃO ESPECIALIDADES CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO PÚBLICO GESTÃO DE PROJETOS PUBLICIDADE E MARKETING RELAÇÕES PÚBLICAS E PROPAGANDA COMUNICAÇÃO VISUAL MÍDIAS DIGITAIS CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO ARQUIVOLOGIA ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO ADMINISTRATIVO ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS

17 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO ÁREA DO CONHECIMENTO PSICOLOGIA CONTROLE EXTERNO DIREITO ESPECIALIDADES GESTÃO DE ORÇAMENTOS E CUSTOS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA/GESTÃO PÚBLICA ANÁLISE E DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL GESTÃO DE PESSOAS GESTÃO DE PROJETOS FATORES HUMANOS NO TRABALHO PROCESSOS GRUPAIS E COMUNICAÇÃO CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO CONSTITUCIONAL CONTABILIDADE PÚBLICA AUDITORIA GOVERNAMENTAL CONTROLADORIA CONTABILIDADE PREVIDENCIÁRIA PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PÚBLICO GESTÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS

18 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO MOTORISTA ÁREA DO CONHECIMENTO ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO DIREITO CONTROLE EXTERNO ESPECIALIDADES CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA/GESTÃO PÚBLICA GESTÃO DE PESSOAS GESTÃO DE PROJETOS POLÍTICA E PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAIS GESTÃO E DIREITO DE TRÂNSITO LEGISLAÇÃO DO TRÂNSITO DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO CONSTITUCIONAL CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO CAPACIDADES DISTINTIVAS (CONCERNENTES A TODOS OS S DO TCM) ADMINISTRAÇÃO DIREITO CONTROLE EXTERNO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA/GESTÃO PÚBLICA GESTÃO DE PESSOAS GESTÃO DE PROJETOS POLÍTICA E PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAIS DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO CONSTITUCIONAL AUDITORIA EM ORGANIZAÇÕES DO SETOR PÚBLICO

19 ANEXO II - CURSOS PÓS-GRADUAÇÃO Fonte: CNPq/Capes ÁREA DO CONHECIMENTO PSICOLOGIA ESPECIALIDADES CONTROLE EXTERNO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FATORES HUMANOS NO TRABALHO PROCESSO GRUPAIS E COMUNICAÇÃO CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS

20 ANEXO III - SEGUNDA GRADUAÇÃO Analista Administrativo Técnico Administrativo SEGUNDA GRADUAÇÃO/TECNOLÓGICO Direito Ciências Contábeis Administração Pública Administração de Empresas Gestão de Recursos Humanos Pedagogia Psicologia Sistemas de Informação Ciência da Computação Tecnologia da Informação Atuária Direito Ciências Contábeis Administração Pública Administração de Empresas Gestão de Recursos Humanos Pedagogia Psicologia Sistemas de Informação Ciência da Computação Tecnologia da Informação

21 ANEXO III - SEGUNDA GRADUAÇÃO Analista Administrativo Biblioteconomia Auditor de Controle Externo Jurídico Auditor de Controle Externo Contábil Auditor de Controle Externo Direito Ciências Contábeis Administração Pública Pedagogia Letras Arquivologia Ciências Contábeis Administração Pública Tecnologia da Informação Ciência da Computação Sistemas de Informação Engenharia Atuária Direito Administração Pública Tecnologia da Informação Sistemas de Informação Ciência da Computação Atuária Direito SEGUNDA GRADUAÇÃO/TECNOLÓGICO

22 ANEXO III - SEGUNDA GRADUAÇÃO Engenharia Auditor de Controle Externo Informática Auditor de Controle Externo Controle Externo Ciências Contábeis Administração Pública Tecnologia da Informação Ciência da Computação Sistemas de Informação Atuária Direito Ciências Contábeis Administração Pública Tecnologia da Informação Ciência da Computação Sistemas de Informação Atuária Direito Ciências Contábeis Administração Pública Tecnologia da Informação Ciência da Computação Sistemas de Informação SEGUNDA GRADUAÇÃO/TECNOLÓGICO

23 ANEXO III - SEGUNDA GRADUAÇÃO Técnico de Controle Externo Jornalista Motorista Profissional de Saúde Engenharia Atuária Direito Ciências Contábeis Administração Pública Tecnologia da Informação Ciência da Computação Sistemas de Informação Engenharia Atuária Direito Ciências Contábeis Administração Pública Publicidade e Propaganda Administração em Marketing Direito Ciências Contábeis Administração Pública Administração Pública SEGUNDA GRADUAÇÃO/TECNOLÓGICO

24 ANEXO III - SEGUNDA GRADUAÇÃO Medicina Odontologia SEGUNDA GRADUAÇÃO/TECNOLÓGICO

RESOLUÇÃO Nº 23.380. Dispõe sobre o Adicional de Qualificação no âmbito da Justiça Eleitoral.

RESOLUÇÃO Nº 23.380. Dispõe sobre o Adicional de Qualificação no âmbito da Justiça Eleitoral. Publicada no DJE/TSE nº 142, de 27/7/2012, p. 9/11 RESOLUÇÃO Nº 23.380 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 19.823 (29839-23.2007.6.00.0000) CLASSE 19 BRASÍLIA DF Relatora: Ministra Cármen Lúcia Interessado: Tribunal

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS. CONSELHO SUPERIOR Avenida Professor Mário Werneck, nº. 2590,

Leia mais

Processo Seletivo 2º semestre/2016 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas

Processo Seletivo 2º semestre/2016 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas Processo Seletivo 2º semestre/2016 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas A Cruzeiro do Sul Educacional S.A., entidade mantenedora da Universidade Cruzeiro do Sul (www.cruzeirodosul.edu.br),

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE/UFERSA Nº 007/2010, de 19 de agosto de 2010.

RESOLUÇÃO CONSEPE/UFERSA Nº 007/2010, de 19 de agosto de 2010. CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO CONSEPE/UFERSA Nº 007/2010, de 19 de agosto de 2010. Cria o Núcleo de Educação à Distância na estrutura organizacional da Pró- Reitoria de Graduação da

Leia mais

CAPÍTULO I DA COMISSÃO DE ANÁLISE E LIBERAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE DOCENTES E SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS

CAPÍTULO I DA COMISSÃO DE ANÁLISE E LIBERAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE DOCENTES E SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS REGIMENTO - CCAP COMISSÃO DE ANÁLISE E LIBERAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE DOCENTES E SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DA ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE BARBACENA - MG CAPÍTULO I DA COMISSÃO DE ANÁLISE E LIBERAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013.

COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013. COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013. Institui as normas e as atividades de visitas técnicas aprovadas para o aproveitamento

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2016 Graduação Presencial Manual do Candidato PROVA AGENDADA

PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2016 Graduação Presencial Manual do Candidato PROVA AGENDADA PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2016 Graduação Presencial Manual do Candidato PROVA AGENDADA A Universidade Cruzeiro do Sul, atendendo à Portaria Normativa MEC n o 40 de 12.12.2007, republicada em 01.12.2010,

Leia mais

I. mínimo de 3 (três) anos para o mestrado; II. mínimo de 4 (quatro) anos para doutorado

I. mínimo de 3 (três) anos para o mestrado; II. mínimo de 4 (quatro) anos para doutorado MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ EDITAL Nº 003/2015/IFG-CÂMPUS JATAÍ SELEÇÃO DE SERVIDORES

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA Gabinete da Reitoria. Edital do processo seletivo referente aos cursos de pós-graduação lato sensu para o 2º semestre de 2016

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA Gabinete da Reitoria. Edital do processo seletivo referente aos cursos de pós-graduação lato sensu para o 2º semestre de 2016 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA Gabinete da Reitoria Edital do processo seletivo referente aos cursos de pós-graduação lato sensu para o 2º semestre de 2016 A reitoria do Centro Universitário Una faz saber que,

Leia mais

EDITAL Nº 01/2016, DE 07 DE JUNHO DE 2016

EDITAL Nº 01/2016, DE 07 DE JUNHO DE 2016 EDITAL Nº 01/2016, DE 07 DE JUNHO DE 2016 SELEÇÃO DE SERVIDORES TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DO ACRE PARA AFASTAMENTO INTEGRAL PARA QUALIFICAÇÃO NO ANO DE 2016 A Reitora do

Leia mais

FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas IESST Instituto de Ensino Superior Social e Tecnológico

FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas IESST Instituto de Ensino Superior Social e Tecnológico FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas IESST Instituto de Ensino Superior Social e Tecnológico Credenciada pela portaria: MEC 292, de 15.02.2001 DOU Nº 35-E, de 19.02.2001, Seção 1 RESOLUÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADAFEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADAFEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUCAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO)EM PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA EDUCAÇÃO DO CAMPO MODALIDADE A DISTÂNCIA CHAMADA PÚBLICA N.º 01/2013/UFMT CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES A DISTANCIA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO REGULAMENTO QUE DISCIPLINA OS CRITÉRIOS DE APRESENTAÇÃO DE CERTIFICADOS, DIPLOMAS E DEMAIS DOCUMENTOS

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENADORIA DE REGISTRO ACADÊMICO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENADORIA DE REGISTRO ACADÊMICO Ingresso Extravestibular 2017/1 - Transferência A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 15 de setembro de 2016. Não serão

Leia mais

EDITAL Nº 16/2015 INGRESSO DE PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR (MATRÍCULA ESPECIAL)

EDITAL Nº 16/2015 INGRESSO DE PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR (MATRÍCULA ESPECIAL) EDITAL Nº 16/2015 INGRESSO DE PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR (MATRÍCULA ESPECIAL) A Direção Acadêmica e Administrativada Faculdade Guanambi, no uso de suas atribuições legais, em atendimento ao

Leia mais

TABELA DE VALORES PARA O 1º SEMESTRE DE 2016 - CAMPUS MOGI DAS CRUZES (INGRESSANTES - 1º

TABELA DE VALORES PARA O 1º SEMESTRE DE 2016 - CAMPUS MOGI DAS CRUZES (INGRESSANTES - 1º 2016/1 5 ADMINISTRAÇÃO M R$ 1.185,98 33,85% 30,00% R$ 784,53 R$ 830,19 ADMINISTRAÇÃO N R$ 1.185,98 29,13% 25,00% R$ 840,56 R$ 889,49 ARQUITETURA E URBANISMO M R$ 1.531,10 35,97% 32,24% R$ 980,41 R$ 1.037,47

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. 4050

PROJETO DE LEI Nº. 4050 PROJETO DE LEI Nº. 4050 Institui o Centro de Especialidades Odontológicas CEO Tipo 2, dispõe sobre a contratação temporária de pessoal, nos termos da Lei Municipal nº. 2.854/2011 e do art. 37, IX, da Constituição

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2016 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via ENEM

PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2016 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via ENEM PROCESSO SELETIVO 1º Sem/2016 Graduação Presencial Manual do Candidato Ingresso Via ENEM A Universidade Cidade de São Paulo UNICID, atendendo a Portaria Normativa MEC n o 40, de 12.12.2007,republicada

Leia mais

DELIBERAÇÃ0 CONSEP Nº 116/2007

DELIBERAÇÃ0 CONSEP Nº 116/2007 DELIBERAÇÃ0 CONSEP Nº 116/2007 (Republicação aprovada pela Del. CONSEP Nº 098/2008, de 14/8/2008) Regulamenta os Cursos de Pósgraduação lato sensu na Universidade de Taubaté. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE UNIVALE Fundação Percival Farquhar Entidade Mantenedora EDITAL Nº 010/2014

UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE UNIVALE Fundação Percival Farquhar Entidade Mantenedora EDITAL Nº 010/2014 UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE UNIVALE Fundação Percival Farquhar Entidade Mantenedora EDITAL Nº 010/2014 DISPÕE SOBRE A INSCRIÇÃO, SELEÇÃO E MATRÍCULA DE CANDIDATOS PORTADORES DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS DA ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS DA ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 15/98 EMENTA: Revoga a Resolução Nº 71/89 deste Conselho e estabelece normas sobre afastamento para Pós-Graduação no Brasil e no Exterior dos servidores da UFRPE. O Presidente do Conselho

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO PERÍODO 2016/2

EDITAL DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO PERÍODO 2016/2 EDITAL DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO PERÍODO 2016/2 A SOCIEDADE EDUCACIONAL SANTA RITA S.A., mantenedora da FACULDADE DA SERRA GAÚCHA FSG e da FACULDADE AMÉRICA LATINA FAL, através da Comissão de Processo

Leia mais

Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal RESOLUÇÃO PPGCA Nº 10/2014

Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal RESOLUÇÃO PPGCA Nº 10/2014 Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal RESOLUÇÃO PPGCA Nº 10/2014 A coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal (PPGCA) da Universidade Estadual

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE

CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE Edital de Transferência e Aproveitamento de Estudos 2016.1 O Centro Universitário Geraldo Di Biase - UGB, credenciado pela Portaria n 1.920, de 03 de junho de 2005, publicada no Diário Oficial da União

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 2º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 2º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA INTEGRADA 2º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

EDITAL N 42, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2012.

EDITAL N 42, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2012. PRÓ-REITORIA REITORIA DE EXTENSÃO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS O Diretor Geral Pro Tempore do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus CAXIAS, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS UNIFIMES POLÍTICA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU STRICTO SENSU

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS UNIFIMES POLÍTICA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU STRICTO SENSU CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS UNIFIMES POLÍTICA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU STRICTO SENSU Mineiros Goiás 2015 Reitora Ita de Fátima Dias Silva Vice-Reitora Marilaine de Sá Fernandes Pró-Reitor de Administração

Leia mais

A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 18 de abril de 2016.

A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 18 de abril de 2016. Ingresso Extravestibular 2016/2 - Transferência A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 18 de abril de 2016. Não serão aceitos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2012 AD REFERENDUM DO CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 039/2012 AD REFERENDUM DO CONEPE RESOLUÇÃO Nº 039/2012 AD REFERENDUM DO CONEPE Regulamenta o processo de criação dos cursos de pósgraduação Lato Sensu em nível de Especialização e dá outras providências. O Reitor da Universidade do Estado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO ARAGUAIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE LETRAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO ARAGUAIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE LETRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO ARAGUAIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE LETRAS EDITAL Nº 01 LETRAS/ICHS/CUA/UFMT/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 153/2010/CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 153/2010/CONEPE Aprova o Regulamento das Atividades Complementares do Curso de Graduação em Arquitetura e Urbanismo, do Campus de Laranjeiras e dá outras providências. O da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas

Leia mais

EDITAL Nº 16, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013

EDITAL Nº 16, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DIRETORIA DE PESQUISA

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO MEDIO INTEGRADO À EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO

EDITAL INTERNO Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO EDITAL INTERNO Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO O Chefe em exercício do da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia UFBA, no uso de suas atribuições

Leia mais

RESOLUÇÃO N 06/2015/CONSUP/IFAP, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015.

RESOLUÇÃO N 06/2015/CONSUP/IFAP, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015. RESOLUÇÃO N 06/2015/CONSUP/IFAP, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015. Aprova o PROGRAMA DE BOLSA-AUXÍLIO À PÓS- GRADUAÇÃO AOS SERVIDORES do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá IFAP. O PRESIDENTE

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 02, DE 26 DE JANEIRO DE 2012.

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 02, DE 26 DE JANEIRO DE 2012. AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC A Diretora de Desenvolvimento do Ensino, no exercício da Direção Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus Timon, no uso de

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENADORIA DE REGISTRO ACADÊMICO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENADORIA DE REGISTRO ACADÊMICO Ingresso Extravestibular 2017/2 - Transferência A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 03 de abril de 2017. Não serão aceitos

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO MANUAL DO ESTAGIÁRIO JULHO 2015 abatista@fatecbt.edu.br 03 a 14/08/2015 Matrícula de Estágio Supervisionado para os alunos que não constam no SIGA. 03 a 14/08/2015 Confirmação da

Leia mais

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. RESOLUÇÃO Nº 08/08 Conselho de Administração. RESOLUÇÃO Nº 08/08 Conselho Universitário

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. RESOLUÇÃO Nº 08/08 Conselho de Administração. RESOLUÇÃO Nº 08/08 Conselho Universitário CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 08/08 Conselho de Administração. RESOLUÇÃO Nº 08/08 Conselho Universitário Fixa critérios à concessão de desconto para docentes, em mensalidades

Leia mais

CONSIDERANDO o disposto na subseção VII da seção III do capítulo V do Título V do Decreto nº 2.479 de 08 de março de 1979;

CONSIDERANDO o disposto na subseção VII da seção III do capítulo V do Título V do Decreto nº 2.479 de 08 de março de 1979; RESOLUÇÃO ECG/TCE-RJ Nº 09 11 de novembro de 2014 Regulamenta o pagamento da Gratificação Pelo Exercício Temporário da Atividade de Magistério no âmbito do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro.

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I Disposições Preliminares

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I Disposições Preliminares REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º As Atividades Complementares são exigidas para integralização da do

Leia mais

1.3 - A taxa de inscrição, que não será devolvida em hipótese nenhuma, terá o valor de R$ 25,00.

1.3 - A taxa de inscrição, que não será devolvida em hipótese nenhuma, terá o valor de R$ 25,00. EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE OUTRAS CAPTAÇÕES UNA 2016/2º - PARA OS DE GRADUAÇÃO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA, FACULDADE UNA DE BETIM E A FACULDADE UNA DE CONTAGEM A Vice-Reitoria do Centro Universitário

Leia mais

UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL DE 28 DE MARÇO DE 2013 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA

UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL DE 28 DE MARÇO DE 2013 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL DE 28 DE MARÇO DE 2013 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA 2013-2 O Reitor do UNIABEU Centro Universitário, no uso de suas atribuições

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE EDUCADOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE EDUCADOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO 1 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE EDUCADOR EM CARÁTER TEMPORÁRIO A Fundação Educacional São Carlos, por determinação da Sra. Diretora Presidente Vera Lúcia Ciarlo Raymundo,

Leia mais

EDITAL POSGRAP/UFS N 07/2015 RECONHECIMENTO DE DIPLOMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EXPEDIDOS POR INSTITUIÇÕES ESTRANGEIRAS

EDITAL POSGRAP/UFS N 07/2015 RECONHECIMENTO DE DIPLOMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EXPEDIDOS POR INSTITUIÇÕES ESTRANGEIRAS EDITAL POSGRAP/UFS N 07/2015 RECONHECIMENTO DE DIPLOMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EXPEDIDOS POR INSTITUIÇÕES ESTRANGEIRAS A Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, no uso de suas atribuições e considerando a

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2017 1 Este documento visa apresentar o regulamento das atividades complementares curriculares que envolvem vivências relacionadas à extensão, à iniciação científica,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO SELETIVO MESTRADO ACADÊMICO E DOUTORADO 2015 A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PGENF/UFRN), no uso de suas

Leia mais

EDITAL Nº 008/2016 Unidade de Divinópolis 1. DA IDENTIFICAÇÃO DA VAGA, DO CURSO, DA DISCIPLINA, DO TURNO, DA FORMAÇÃO E DO REGIME DE TRABALHO

EDITAL Nº 008/2016 Unidade de Divinópolis 1. DA IDENTIFICAÇÃO DA VAGA, DO CURSO, DA DISCIPLINA, DO TURNO, DA FORMAÇÃO E DO REGIME DE TRABALHO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA DESIGNAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR EM UNIDADES ACADÊMICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG PARA O ANO DE 2016. EDITAL Nº 008/2016

Leia mais

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ATIVIDADES COMPLEMENTARES RESOLUÇÃO Nº117, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2015. O COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA DA FACULDADE DE ENGENHARIAS, ARQUITETURA E URBANISMO E GEOGRAFIA da Fundação Universidade Federal de

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 2º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 2º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 2º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição e matrícula

Leia mais

1. Objetivo. 2. Elegíveis

1. Objetivo. 2. Elegíveis 1. Objetivo Estabelecer diretrizes, critérios e condições para a concessão de bolsa parcial de estudo aos candidatos dos cursos de Graduação Presencial ou Semipresencial (Graduação Bacharelado, Graduação

Leia mais

Campus Recife e de Núcleos do Centro Acadêmico do Agreste, indicados no

Campus Recife e de Núcleos do Centro Acadêmico do Agreste, indicados no UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA PROFESSOR TEMPORÁRIO EDITAL nº9, de 09 de abril de 202, publicado no D.O.U. nº 69, de 0 de abril de 202, Seção 3, págs. 47-48. De acordo

Leia mais

CURSOS: VAGAS, TURNOS E SITUAÇÃO LEGAL MODALIDADE PRESENCIAL CAMPUS IJUÍ. 50 Noturno. 80 Integral. 45 Noturno. 40 Noturno CURSOS VAGAS TURNO

CURSOS: VAGAS, TURNOS E SITUAÇÃO LEGAL MODALIDADE PRESENCIAL CAMPUS IJUÍ. 50 Noturno. 80 Integral. 45 Noturno. 40 Noturno CURSOS VAGAS TURNO CURSOS: VAGAS, TURNOS E SITUAÇÃO LEGAL MODALIDADE PRESENCIAL CAMPUS IJUÍ Agronomia - Bacharelado Portaria 824-30/12/2014 - DOU 09/01/2015 80 Integral Arquitetura e Urbanismo Bacharelado Autorizado* Portaria

Leia mais

EDITAL Nº 02/2012-PROGRAD. A Pró-Reitora de Graduação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, no uso de suas atribuições, considerando:

EDITAL Nº 02/2012-PROGRAD. A Pró-Reitora de Graduação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, no uso de suas atribuições, considerando: 1 DITAL Nº 02/2012-POGAD A Pró-eitora de Graduação da Universidade stadual do Oeste do Paraná, no uso de suas atribuições, considerando: - os artigos n. os 78, 79, 82, 83, 86, 95, 96A, 97 e 98 do egimento

Leia mais

A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 17 de setembro de 2013.

A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 17 de setembro de 2013. Ingresso Extravestibular 2014/1 - Transferência A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 17 de setembro de 2013. Não serão

Leia mais

RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012. Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. RESOLVE

RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012. Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. RESOLVE RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012 Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. O Presidente do Conselho Universitário do Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí - UNIDAVI, no

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DE BELO HORIZONTE

FACULDADE PITÁGORAS DE BELO HORIZONTE EDITAL Processo Seletivo nº 01/2013 O Diretor Regional da Faculdade Pitágoras de Belo Horizonte, no uso de suas atribuições e demais disposições legais, aprova e torna público o presente edital contendo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. RESOLUÇÃO do CNE (ainda depende Homologação do Ministro da Educação)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. RESOLUÇÃO do CNE (ainda depende Homologação do Ministro da Educação) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO do CNE (ainda depende Homologação do Ministro da Educação) Regulamenta o art. 52, inciso I da Lei 9.394, de 1996, e dispõe sobre normas e

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 003/2013. EMENTA: Aprova normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação emitidos por instituições estrangeiras.

RESOLUÇÃO Nº 003/2013. EMENTA: Aprova normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação emitidos por instituições estrangeiras. RESOLUÇÃO Nº 003/2013 EMENTA: Aprova normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação emitidos por instituições estrangeiras. A Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas

Universidade Federal de São Paulo Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas O CONSELHO DA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO COM PESSOAS INSTITUI REGULAMENTO DE AFASTAMENTO DOS SERVIDORES TÉCNICO ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO / UNIFESP PARA CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO CAPÍTULO I DOS CONCEITOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ RESOLUÇÃO Nº 86/ CONSELHO SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ RESOLUÇÃO Nº 86/ CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 86/2016 - CONSELHO SUPERIOR Regulamenta o desenvolvimento das atividades complementares em áreas específicas de interesse do estudante dos cursos de Tecnologia e Bacharelados do IFPI. O Presidente

Leia mais

ANEXO I CARGOS DA ÁREA DE ATIVIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE

ANEXO I CARGOS DA ÁREA DE ATIVIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE LEI Nº xxxx DE 2016 Institui o Plano de Carreira dos Servidores da Área de Atividades de Assistência Social da Prefeitura de Belo Horizonte, estabelece a respectiva Tabela de Vencimentos e dá outras providências.

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSO

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSO REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSO Guarantã do Norte - MT Sumário CAPÍTULO I... 3 DA NATUREZA E FINALIDADES... 3 CAPÍTULO II... 4 DA PROPOSIÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS CURSOS... 4 CAPÍTULO III...

Leia mais

Prefeitura de São José do Rio Preto, 17 de Outubro de 2013. Ano X nº 2954 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 13/2013

Prefeitura de São José do Rio Preto, 17 de Outubro de 2013. Ano X nº 2954 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 13/2013 Prefeitura de São José do Rio Preto, 17 de Outubro de 2013. Ano X nº 2954 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 13/2013 Regulamenta o processo de Remoção por títulos dos titulares de

Leia mais

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS ADMINISTRATIVOS PCA

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS ADMINISTRATIVOS PCA PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS ADMINISTRATIVOS PCA APRESENTAÇÃO O Plano de Cargos, Carreiras e Salários Administrativos PCA da Faculdade Atenas Maranhense FAMA faz parte da política de atração e

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES. Curso: Pedagogia. Nova Serrana Fevereiro de 2017

REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES. Curso: Pedagogia. Nova Serrana Fevereiro de 2017 Fone: (37) 3226-80 - Site: www.fans.edu.br - E-mail: coordproex@fans.edu.br REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES Curso: Pedagogia Nova Serrana Fevereiro de 17 Credenciada pelo MEC conforme

Leia mais

Evolução Funcional para o Quadro de Apoio à Educação

Evolução Funcional para o Quadro de Apoio à Educação Evolução Funcional para o Quadro de Apoio à Educação O enquadramento será feito automaticamente na data em que ocorrer o direito ao mesmo. Veja como cadastrar seus títulos em: Títulos: cadastre-os Evolução

Leia mais

Processo Seletivo 1º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas

Processo Seletivo 1º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas Processo Seletivo 1º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas A Cruzeiro do Sul Educacional S.A, entidade mantenedora da Universidade Cruzeiro do Sul, e controladora

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 8 DE JUNHO DE 2007.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 8 DE JUNHO DE 2007. CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 8 DE JUNHO DE 2007. Estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização.

Leia mais

MUNICÍPIO DE TOLEDO Estado do Paraná

MUNICÍPIO DE TOLEDO Estado do Paraná LEI Nº 1.963, de 13 de agosto de 2007 Altera a legislação que dispõe sobre o Plano de Cargos e Vencimentos para os servidores públicos municipais de Toledo. O POVO DO MUNICÍPIO DE TOLEDO, por seus representantes

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 017/ CONSELHO SUPERIOR

RESOLUÇÃO Nº 017/ CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 017/2015 - CONSELHO SUPERIOR Regulamenta o desenvolvimento das Atividades Teórico-Práticas de Aprofundamento em áreas específicas de interesse do estudante dos cursos de licenciatura do IFPI.

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES. Curso: Psicologia. Nova Serrana Fevereiro de 2017

REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES. Curso: Psicologia. Nova Serrana Fevereiro de 2017 Fone: (37) 3226-80 - Site: www.fans.edu.br - E-mail: coordproex@fans.edu.br REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES Curso: Psicologia Nova Serrana Fevereiro de 17 Credenciada pelo MEC conforme

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS

RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS Disciplina o procedimento da Universidade Positivo (UP) para Reconhecimento de Diplomas, de Mestrado e Doutorado, obtidos no exterior. O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR

Leia mais

Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 11/2015

Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 11/2015 Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 11/2015 Regulamenta o processo de Remoção por títulos dos titulares

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 158 /2014-TCE/AP

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 158 /2014-TCE/AP RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 158 /2014-TCE/AP Dispõe sobre atividade da Revista do Tribunal de Contas do Estado do Amapá, normas e procedimentos gerais para admissão, seleção e publicação de trabalhos no periódico,

Leia mais

Política de Incentivos

Política de Incentivos PORTARIA Nº 4/07 Política de Incentivos O Reitor da Universidade Católica de Petrópolis, Prof. Pe. Pedro Paulo de Carvalho Rosa, no uso de suas atribuições, R E S O L V E Alterar a Portaria nº 00/06, de

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA EDITAL Nº 009/2016 DO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR CONTINUADO A Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social torna público o Edital Nº 009/2016 do Processo Seletivo de Vestibular

Leia mais

1. DOS CURSOS, DA DATA, HORÁRIO E LOCAL PARA A REALIZAÇÃO DA MATRÍCULA.

1. DOS CURSOS, DA DATA, HORÁRIO E LOCAL PARA A REALIZAÇÃO DA MATRÍCULA. A Direção da Faculdade SATC, mantida pela Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina - SATC, credenciada pela Portaria Ministerial n. 3.556 de 26/11/2003, publicada no D.O.U., em

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 13/2013 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO

EDITAL INTERNO Nº 13/2013 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO EDITAL INTERNO Nº 13/2013 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE POR TEMPO DETERMINADO O Diretor do Desenvolvimento Sustentável da UFBA, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto

Leia mais

EDITAL Nº 014/2016 MATRÍCULAS VESTIBULAR 2017

EDITAL Nº 014/2016 MATRÍCULAS VESTIBULAR 2017 EDITAL Nº 01/2016 MATRÍCULAS VESTIBULAR 2017 A Faculdade União de Campo Mourão, credenciada pela Portaria MEC N.º 6 de 22 de Janeiro de 2010, publicada no DOU em 26 de 01 de 2010, de acordo com o Regimento

Leia mais

Termo de Adesão. 1 Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior IES. 2 Dados cadastrais da Unidade Administrativa / Local de Oferta

Termo de Adesão. 1 Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior IES. 2 Dados cadastrais da Unidade Administrativa / Local de Oferta Termo de Adesão 1 Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior IES 1.1 Informações da IES 1.1.1 IES: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE 1.1.2 Sigla: FURG 1.1.3 Código: 12 1.1.4 CNPJ: 94.877.586/0001

Leia mais

1. Objetivo. 2. Elegíveis

1. Objetivo. 2. Elegíveis 1. Objetivo Estabelecer diretrizes, critérios e condições para a concessão de bolsa parcial de estudo para os candidatos participantes da Campanha FIES50 2017.1 dos s de Graduação Presencial e Semipresencial

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este regulamento disciplina o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC dos Cursos das Faculdades Integradas Hélio Alonso,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR VESTIBULAR 2012 DEMANDA PARCIAL DE CANDIDATOS INSCRITOS POR CURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR VESTIBULAR 2012 DEMANDA PARCIAL DE CANDIDATOS INSCRITOS POR CURSO Natal Humanística I ADMINISTRAÇÃO - M - BACHARELADO 100 460 4,60 Natal Humanística I ADMINISTRAÇÃO - N - BACHARELADO 100 420 4,20 Natal Humanística I CIÊNCIAS CONTÁBEIS - M - BACHARELADO 90 326 3,62 Natal

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 11/2015

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 11/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 11/2015 O Presidente da Funcap, Prof. Francisco César de Sá Barreto, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais,

Leia mais

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. CAMPO GRANDE-MS, 6 DE MAIO DE 2015.

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. CAMPO GRANDE-MS, 6 DE MAIO DE 2015. GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA- SEJUSP/MS AGÊNCIA ESTADUAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SISTEMA PENITENCIÁRIO-AGEPEN/MS PORTARIA AGEPEN Nº 4, DE 6 DE

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os cursos de pós-graduação lato sensu do Centro Universitário Ritter dos Reis/UniRitter orientam-se

Leia mais

CONCURSO DE BOLSAS DE ESTUDO GRADUAÇÃO UNICASTELO 2016/2 EDITAL

CONCURSO DE BOLSAS DE ESTUDO GRADUAÇÃO UNICASTELO 2016/2 EDITAL CONCURSO DE BOLSAS DE ESTUDO GRADUAÇÃO UNICASTELO 2016/2 EDITAL Por determinação do Reitor da Universidade Camilo Castelo Branco UNICASTELO, publica o presente edital para normatizar o processo de inscrições,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE VERÃO 2014 EDITAL

PROCESSO SELETIVO DE VERÃO 2014 EDITAL U N I V E R S I D A D E D E P A S S O F U N D O V i c e - R e i t o r i a d e G r a d u a ç ã o S e c r e t a r i a G e r a l d o s C u r s o s Campus I Rodovia BR 285 Km 292 - Bairro São José CEP 99052-900

Leia mais

DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA

DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO PARA SERVIDORES TÉCNICO ADMINISTRATIVOS DA UFG PRO QUALIFICAR DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA Art.1º. O Programa

Leia mais

Secretaria Municipal de Educação

Secretaria Municipal de Educação EDITAL SME 001/2016 DISPÕE SOBRE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE EDUCAÇÃO, COM VISTAS AO PREENCHIMENTO MEDIANTE CONTRATO POR PRAZO DETERMINADO, DE VAGA PARA O CARGO DE NUTRICIONISTA.

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 SEMESTRE DE 2016 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 SEMESTRE DE 2016 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 SEMESTRE DE 2016 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM COMISSÃO ORGANIZADORA Solange Fonseca Marquione Gomes Raquel Munis Suelen Gomes 2 SUMÁRIO 1 - CURSOS OFERECIDOS 04 2 - AGENDA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSANTES NO CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO MODALIDADE LATO SENSU

PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSANTES NO CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO MODALIDADE LATO SENSU PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSANTES NO CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO MODALIDADE LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE CULTURAL O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro marianaeducamg@outlook.com PORTARIA Nº 01, DE 10 DE JANEIRO DE 2017 Estabelece critérios e define procedimentos

Leia mais

EDITAL Nº 13 /2014. ARQUITETURA ÀREAS A FINS ÀREAS A FINS ARQUITETURA ATELIÊ DE PROJETO 2 e 3 ARQUITETURA ÀREAS A FINS ÀREAS A FINS ARQUITETURA

EDITAL Nº 13 /2014. ARQUITETURA ÀREAS A FINS ÀREAS A FINS ARQUITETURA ATELIÊ DE PROJETO 2 e 3 ARQUITETURA ÀREAS A FINS ÀREAS A FINS ARQUITETURA EDITAL Nº 13 /2014 CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA O CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO CEARÁ

Leia mais

EDITAL Nº 03/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM CONTROLADORIA E CONTABILIDADE PPGCONT-UFRGS

EDITAL Nº 03/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM CONTROLADORIA E CONTABILIDADE PPGCONT-UFRGS EDITAL Nº 03/2016 - PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM CONTROLADORIA E CONTABILIDADE PPGCONT-UFRGS O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade

Leia mais

Senado Federal Subsecretaria de Informações DECRETO Nº 2.794, DE 1º DE OUTUBRO DE 1998

Senado Federal Subsecretaria de Informações DECRETO Nº 2.794, DE 1º DE OUTUBRO DE 1998 Senado Federal Subsecretaria de Informações DECRETO Nº 2.794, DE 1º DE OUTUBRO DE 1998 Institui a Política Nacional de Capacitação dos Servidores para a Administração Pública Federal direta, autárquica

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO ACADÊMICO DE PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 03/2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO ACADÊMICO DE PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 03/2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO ACADÊMICO DE PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 03/2014 Aprova as Normas Complementares para Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

Resolução 157/Reitoria/Univates Lajeado, 20 de dezembro de 2016

Resolução 157/Reitoria/Univates Lajeado, 20 de dezembro de 2016 Resolução 157/Reitoria/Univates Lajeado, 20 de dezembro de 2016 Aprova e fixa o valor do crédito dos cursos de graduação e sequencial, das mensalidades dos cursos de pós-graduação stricto sensu e das mensalidades

Leia mais