DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS - CONSOLIDADA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS - CONSOLIDADA"

Transcrição

1 ABRIL EDUCAÇÃO APRESENTA RECEITA DE R$ 224,9 MILHÕES E EBITDA DE R$ 85,1 MILHÕES. INÍCIO TARDIO DAS AULAS, MUDANÇAS NO TRATAMENTO CONTÁBIL E NA GESTÃO DO CAPITAL DE GIRO AFETAM TEMPORALMENTE AS RECEITAS E RESULTADOS DO TRIMESTRE. São Paulo, 13 de maio de A Abril Educação S.A. (BM&FBOVESPA: ABRE11) divulga seus resultados do 1º trimestre de 2013 (1T13). Os comentários aqui incluídos referem-se aos resultados consolidados em IFRS, cujas comparações têm como base o mesmo período de 2012, conforme indicado. DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS - CONSOLIDADA (R$ mm) Informações Financeiras 1T13 1T12 Var Receita Líquida 224,9 248,8-10% (-) CMV (61,3) (64,4) -5% (=) Lucro Bruto 163,6 184,4-11% Margem Bruta (%) 73% 74% -1 p.p. (-) Despesas com vendas, gerais e administrativas (96,2) (93,3) 3% (=) Lucro (prejuízo) Operacional 67,4 91,2-26% Margem Operacional (%) 30% 37% -7 p.p. (-) Resultado Financeiro (8,3) (9,1) -9% (=) Lucro antes do IR e CS 59,1 82,1-28% (-) IR e CS (21,8) (28,3) -23% (=) Lucro (prejuízo) Líquido antes da participação dos minoritários 37,3 53,7-31% (+) Participação de minoritários (1,1) 0,2 - (=) Lucro (prejuízo) Líquido após a participação dos minoritários 36,3 53,9-33% Margem Líquida (%) 16% 22% -6 p.p. (R$ mm) Reconciliação do EBITDA 1T13 1T12 Var (=) Lucro (prejuízo) Operacional 67,4 91,2-26% (+) Depreciação e Amortização 10,1 8,9 13% (+) Amortização Investimento Editorial 7,6 10,0-24% (=) EBITDA Ajustado 85,1 110,1-23% Margem EBITDA (%) 38% 44% -6 p.p. Para a análise, tanto financeira quanto operacional, é necessário levar em consideração os períodos de aquisição e as participações societárias de cada negócio, bem como suas respectivas contribuições no que se refere às receitas e às despesas. A Escola Satélite foi adquirida em fevereiro de 2012 e o Sistema de Ensino GEO, a Escola de Idiomas Red Balloon e a Alfacon Concursos Públicos, adquiridos em junho, julho e novembro de 2012, respectivamente. Os ativos dessas operações passaram a ser reconhecidos nas demonstrações financeiras consolidadas da Companhia a partir das respectivas datas de aquisição. Consequentemente, a evolução do desempenho da Abril Educação do trimestre de 2012 para os mesmos períodos de 2013 está influenciada pelos aspectos acima. De acordo com a Instrução CVM 527/12, a definição de EBITDA (LAJIDA) é Lucro Antes dos Juros, Impostos sobre Renda incluindo Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, Depreciação e Amortização. Nesse conceito, de acordo com essa instrução, o EBITDA no 1T12 seria de R$ 100,1 milhões e de R$ 77,5 milhões no 1T13. EBITDA Ajustado é calculado com base no lucro operacional incluindo os valores referentes a depreciação e amortização e também incluindo a amortização do investimento editorial. De acordo com a Instrução CVM 527/12, a companhia pode optar por divulgar os valores do LAJIDA excluindo os resultados líquidos vinculados às operações descontinuadas, como especificadas no Pronunciamento Técnico CPC 31 Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação Descontinuada, e ajustado por outros itens que contribuam para a informação sobre o potencial de geração bruta de caixa.

2 DESTAQUES Em virtude do início tardio das aulas em 2013, de medidas visando a melhoria do capital de giro da empresa e de alterações no tratamento contábil das receitas das escolas e cursos ph, o resultado do 1T13 apresenta pouca comparabilidade com os apresentados no mesmo trimestre de A maior parte destes efeitos temporais serão diluídos ou compensados ao longo do ano, tornando os resultados anuais mais comparáveis, conforme explicado a seguir: A empresa investiu na melhoria e eficiência do processo de produção e entrega dos livros do PNLD, visando acelerar o faturamento dos livros produzidos para o programa. Desta forma, todo o volume de livros vendidos em 2012 foi entregue antes do final do ano, ao contrário do que vinha ocorrendo em anos anteriores, quando parte do volume vendido no ano era faturado apenas no primeiro trimestre do ano posterior. Em 2012, R$ 27 milhões do volume vendido em 2011 foram faturados no 1T12, beneficiando o resultado do trimestre, conforme previamente mencionado em releases anteriores. Com a entrega antecipada do volume vendido em 2012, o 1T13 apresenta apenas faturamento das vendas realizadas em A Companhia pretende manter as medidas de entrega mais acelerada dos livros vendidos no PNLD e colher os benefícios de melhoria do capital de giro associados nos próximos anos. Adicionalmente, estimamos que houve uma antecipação de cerca de R$ 4,9 milhões da receita do mercado privado de Editoras, para o 4T12, decorrente do Carnaval mais cedo em 2013, conforme mencionado no último release No 1T13 R$ 5,2 milhões de receita do Sistema de Ensino Anglo foram postergados para o 2T13, já que parte da receita referente ao 2º pedido de materiais, que geralmente ocorre em março migrou para abril, em função do Carnaval mais cedo em 2013, ocasionando o inicio tardio das aulas. A partir do 1T13, a apuração da receita do Grupo ph deixou de ser linear ao longo do ano calendário (1/12 por mês) e passou a ser reconhecida na medida em que as aulas eram, de fato, ministradas. Essa mudança no ritmo em que as receitas são reconhecidas provocou uma queda na receita do 1T13 quando comparada ao 1T12, na medida em que as aulas tanto do colégio quanto do curso ph começaram apenas em fevereiro. Com esta mudança R$ 7,3 milhões na receita do 1T13 serão transferidas para o 2T13 e 3T13, se comparadas ao ocorrido em Esses efeitos, em conjunto, reduziram a receita do 1T13 em R$ 17,4 milhões e beneficiaram a receita do 1T12 em R$ 27 milhões. Ao expurgarmos esses efeitos, a receita líquida no 1T13 avançou 9% em relação ao 1T12, totalizando R$ 242,2 milhões vs. R$ 221,8 milhões. Na visão societária, antes dos efeitos, a receita líquida consolidada totalizou R$ 224,9 milhões no 1T13, 10% inferior ao reportado no 1T12. Tanto o negócio de sistemas de ensino quanto do ph, que representam parte significativa das receitas da empresa, iniciaram o ano letivo de 2013 com quantidade superior de alunos servidos e aumento de preços nos contratos, conforme explicado ao longo do release, e terão portanto desempenho de receitas significativamente superior ao do ano de 2013, já que o cancelamento de contratos de sistemas de ensino e evasão de alunos do ph ao longo do ano são historicamente desprezíveis. A estabilidade da receita das Editoras dependerá em grande parte do desempenho no PNLD, a ser definido no mês de agosto.

3 Além do impacto mencionado na receita, os movimentos descritos anteriormente obviamente impactaram outras linhas da demonstração de resultados. Esses impactos serão mencionados na discussão das diferentes linhas de negócio ao longo do Release. Além dos efeitos referidos anteriormente, as Editoras apresentaram um recuo de 5% em relação ao 1T12, ou uma queda de R$ 5,8 milhões resultado de (i) R$ 5,0 milhões relativos à postergação de vendas especiais, com expectativa de retomada de faturamento por governos estaduais e municipais no 2T e 3T; e (ii) redução na quantidade de livros vendidos ao mercado privado, parcialmente compensada pelo aumento do preço médio dos livros nesse segmento. Em 9 de maio de 2013 foram divulgados os resultados de aprovação das obras inscritas para o PNLD 2014, que serão faturadas no segundo semestre de A Companhia teve um índice de aprovação de 76% das obras de disciplinas básicas submetidas, superior aos 73% obtidos no programa de referência. A Companhia acredita que este volume de obras aprovadas seja suficiente para lhe dar boas chances de manter seu Market share no programa, comparativamente ao programa de referência. A receita dos Sistemas de Ensino no 1T13 inclui a receita do Sistema GEO, adquirido em junho de 2012, de R$ 4,6 milhões e totalizou R$ 78,3 milhões. Encerramos março de 2013 com (i) 518,7 mil alunos matriculados em escolas privadas, um avanço de 11% em relação ao mesmo período de 2012; e (ii) 61,5 mil alunos matriculados em escolas públicas, uma redução de 13% em relação a março de No entanto, em abril de 2013 a empresa venceu licitações em novas prefeituras representando mais 7,0 mil alunos e participa, no momento da divulgação deste release, de concorrências em outras 3 prefeituras com um total de 5,0 mil alunos. A empresa atende hoje uma quantidade de alunos em escolas públicas 68% superior ao que atendia há dois anos. A intensidade de mudanças de sistemas em prefeituras ao final de 2012 e início de 2013 é decorrente das eleições para Prefeito ocorridas em 2012, que ocasionaram mudanças no comando das prefeituras. Ao todo, encerramos março com 580,2 mil alunos matriculados em escolas adotantes, sem obviamente contar com os 7,0 mil novos alunos de prefeituras conquistados em abril. O aumento da receita líquida por aluno dos sistemas de ensino da Abril Educação em relação ao 1T12 foi de 11%. A receita das Escolas e Cursos Preparatórios foi de R$ 31,9 milhões. No Colégio ph a quantidade de alunos matriculados cresceu 12% e o preço médio das mensalidades subiu 6%. No Cursinho ph, a evolução de alunos e mensalidades foi de 3% e 4%, respectivamente. No Curso Preparatório do Anglo as matrículas no curso extensivo cresceram 15% em relação a 2012, com preços 5% abaixo aos praticados no mesmo período. Em conjunto, o negócio de Escolas e Cursos Preparatórios (Anglo, ph e ETB) encerraram o 1T13 com 16,5 mil alunos matriculados em 19 unidades, um crescimento de 7% em alunos em relação ao 1T12. No 1T13, a receita líquida do Red Balloon foi de R$ 7,4 milhões, tendo encerrado no período com 13,5 mil alunos, matriculados em 34 unidades.

4 Os negócios complementares (Alfacon, O Líder em Mim, Escola Satélite, Edumobi e Pré-Enem) contribuíram com R$ 4,2 milhões na receita do 1T13, comparativamente a receita de R$ 0,3 milhão no 1T12. O Custo das Mercadorias Vendidas consolidado (CMV) no 1T13 foi de R$ 61,3 milhões, 5% inferior ao CVM do 1T12, e, portanto apresentando redução inferior à redução das receitas no trimestre em virtude de (i) inclusão de R$ 2,7 milhões do Sistema de Ensino GEO no 1T13, adquirido em junho de 2012 e, que apresenta margens inferiores aos demais sistemas de ensino da Abril Educação; (ii) aumento de 12% no número de alunos do Colégio ph que lotaram as turmas existentes e provocaram a criação de 17 novas turmas. Este aumento se deu de forma desproporcional nas classes de Ensino Fundamental 1, com receitas por aluno menores e classes menores, mas que a Companhia considera estratégico para o crescimento saudável do negócio ph já que estes alunos matriculados, em idade mais nova no ph, tenderão a permanecer por mais tempo no colégio, reduzindo desta forma o percentual do total de alunos, hoje, representados pelas últimas séries e que se matriculam apenas no ensino médio ou no cursinho pré-vestibular; (iii) classificação como CMV dos custos com pedagogos, anteriormente alocados como despesas gerais e administrativas (+R$ 1,8 milhão); e (iv) incremento de custos atrelados aos novos negócios complementares (+R$ 6,4 milhões) no CMV do 1T13, a maioria dos quais ainda não atingiu rentabilidade positiva. As despesas com vendas, gerais e administrativas no 1T13 cresceram 3%, passando de R$ 93,3 milhões para R$ 96,2 milhões. Esse aumento de R$ 2,9 milhões é decorrente: (a) da melhora de R$ 6,8 milhões relacionados às despesas das Editoras, sendo que nesse montante está incluído o efeito do escorregamento do PNLD; (b) R$ 0,6 milhão referente ao incremento das despesas dos negócios de Sistemas de Ensino; (c) R$ 1,2 milhão associado ao aumento de despesas das Escolas e Cursos Preparatórios; (d) R$ 4,7 milhões de aumento nas despesas corporativas (ao expurgarmos R$ 2,0 milhões relativos às despesas não recorrentes com operações de M&A, o aumento seria de R$ 2,7 milhões); (e) R$ 2,9 milhões de expansão de novos negócios adquiridos a partir do 2S12; e (f) R$ 0,3 milhão de amortização da mais valia sem efeito no caixa da Companhia. O EBITDA atingiu R$ 85,1 milhões, com margem EBITDA de 38%, 6 pontos percentuais abaixo da margem de 44% reportada no 1T12. Os efeitos de postergação de receitas reportados anteriormente, que não foram acompanhados de postergação similar nos custos fixos dos negócios afetados, adicionados aos investimentos que a Companhia faz atualmente, no lançamento de diversos novos negócios, foram os principais contribuidores para esta redução de margem no trimestre. No 1T13, o lucro líquido, após a participação de minoritários, totalizou R$ 36,3 milhões. A geração de caixa pelas operações no 1T13 foi de R$ 97,5 milhões, uma melhora de R$ 6,2 milhões em relação ao mesmo período de 2012, quando foram gerados R$ 91,3 milhões. A variação positiva na geração de caixa decorre (i) da incorporação ao resultado das aquisições ocorridas ao longo do ano de 2012, em especial GEO e Red Balloon; e (ii) crescimento dos recebimentos do Sistema Anglo e do Colégio ph, compensando em parte a redução dos recebimentos advindos dos programas de governo (PNLD 2013) nas Editoras Ática e Scipione adiantados em virtude da entrega de 100% do volume do programa dentro do ano de 2012.

5 RESULTADOS POR LINHAS DE NEGÓCIO EDITORAS Editoras - R$ mm 1T13 1T12 Var Receita Líquida 107,2 144,9-26% (-) Custos (24,3) (38,7) -37% (=) Lucro Bruto 82,9 106,1-22% Margem Bruta (%) 77% 73% 4 p.p. (-) Despesas (41,9) (48,7) -14% (=) Lucro (prejuízo) Operacional 41,0 57,4-29% (+) Depreciação e Amortização 1,8 1,8 0% (+) Amortização do Investimento Editorial 5,7 8,4-32% EBITDA 48,6 67,7-28% Margem EBITDA (%) 45% 47% -2 p.p. No 1T13, a receita líquida foi de R$ 107,2 milhões, uma queda de 26% em relação ao mesmo período de Ao consideramos os ajustes temporais nos períodos: (i) do escorregamento de parte da receita do PNLD 2012 para o 1T12, no valor de R$ 27 milhões; e (ii) da receita de R$ 4,9 milhões referente à antecipação do ciclo de pedidos do mercado privado para o 4T12 em decorrência do Carnaval mais cedo em As Editoras apresentaram um recuo de 5%, saindo de R$ 117,9 milhões no 1T12 para R$ 112,1 milhões no 1T13, uma queda de R$ 5,8 milhões resultado da (i) redução em R$ 5,0 milhões pela postergação de vendas especiais, com expectativa de retomada de faturamento para o 2T e 3T; e (ii) redução na quantidade de livros vendidos ao mercado privado, parcialmente compensada pelo aumento do preço médio dos livros nesse segmento. CMV O CVM recuou 37%, principalmente em virtude da queda do volume faturado ao PNLD no período, associada a uma queda de volume de livros produzidos e distribuídos, desproporcionalmente, maior do que a queda no faturamento, em virtude dos altos volumes a preços menores praticados no PNLD. Em 9 de maio de 2013 foram divulgados os resultados de aprovação das obras inscritas para o PNLD 2014 que serão faturadas no segundo semestre de A Companhia teve um índice de aprovação de 76% das obras de disciplinas básicas submetidas, superior aos 73% obtidos no programa de referência. Apesar disso, com as aprovações obtidas conjugadas com reprovações de alguns fortes concorrentes, a Companhia acredita que este volume de obras aprovadas seja

6 suficiente para lhe dar boas chances de obter um bom Market share no programa, comparativamente ao programa de referência. Esta expectativa será ou não confirmada ao final do período de divulgação e escolha dos livros aprovados pelos professores da rede pública esperada para o final do mês de agosto. Entre os destaques dos resultados divulgados é importante mencionar que a Companhia teve seus principais bestsellers de cada disciplina básica aprovada. Além disso, aprovou de forma completa o Projeto Teláris, uma coleção que foi lançada recentemente com grande sucesso no mercado privado. SISTEMAS DE ENSINO Sistemas de Ensino - R$ mm 1T13 1T12 Var Receita Líquida 78,3 71,1 10% (-) Custos (18,9) (14,4) 31% (=) Lucro Bruto 59,4 56,7 5% Margem Bruta (%) 76% 80% -4 p.p. (-) Despesas (15,2) (14,6) 4% (=) Lucro (prejuízo) Operacional 44,2 42,0 5% (+) Depreciação e Amortização 0,4 0,2 114% (+) Amortização do Investimento Editorial 1,9 1,6 18% EBITDA 46,6 43,8 6% Margem EBITDA (%) 59% 62% -3 p.p. Receita De forma consolidada, a receita de Sistemas de Ensino alcançou R$ 78,3 milhões, um crescimento de 10% em relação ao 1T12. Nesse montante, está incluída a receita de R$ 4,6 milhões do Sistema de Ensino GEO, adquirido em junho de Se considerarmos o efeito temporal decorrente da postergação de parte da receita 2º pedido do material didático do Sistema Anglo para o 2T13 (R$ 5,2 milhões) função do atraso no início do ano letivo; a receita do 1T13 teria um crescimento de 17% comparada com o 1T12. A quantidade de alunos matriculados em nossos Sistemas de Ensino alcançou 580,2 mil, que crescerá pelo menos mais 7 mil alunos oriundos das licitações em prefeituras vencidas em abril. CMV e DESPESAS Os Sistemas de Ensino apresentaram um CMV de R$ 18,9 milhões, um crescimento de R$ 4,5 milhões ou de 31%. Esse crescimento está relacionado ao Sistema de Ensino GEO, que acrescentou R$ 2,7 milhões ao CMV, bem como à provisão para obsolescência ocorrida no Anglo e no SER de R$ 2,0 milhões, decorrente da reformulação dos materiais.

7 As despesas gerais e administrativas dos Sistemas de Ensino cresceram de R$ 14,6 milhões no 1T12 para R$ 15,2 milhões no 1T13. A variação líquida de R$ 0,6 milhão está relacionada ao Sistema de Ensino GEO, que acrescentou R$ 1,6 milhão às despesas do período, associadas às economias nos negócios de R$ 1,0 milhão. ESCOLAS E CURSOS PREPARATÓRIOS: Escolas e Cursos Preparatórios - R$ mm 1T13 1T12 Var Receita Líquida 31,9 33,2-4% (-) Custos (15,8) (11,8) 34% (=) Lucro Bruto 16,1 21,4-25% Margem Bruta (%) 51% 64% -13 p.p. (-) Despesas (16,8) (15,6) 8% (=) Lucro (prejuízo) Operacional (0,6) 5,8-111% (+) Depreciação e Amortização 0,8 0,3 150% (+) Amortização do Investimento Editorial 0,0 0,0... EBITDA 0,1 6,1-98% Margem EBITDA (%) 0% 18% -18 p.p. Receita A receita das escolas e cursos preparatórios foi de R$ 31,9 milhões. O efeito temporal relacionado à adequação do critério de apuração da receita do Grupo ph, conforme descrito anteriormente teve impacto de R$ 7,3 milhões. Sem este efeito o negócio de Escolas e Cursos Preparatórios teria avançado 18%, totalizando R$ 39,2 milhões vs. R$ 33,2 milhões no 1T12. No Colégio ph matricularam-se 12% alunos a mais, e o preço médio das mensalidades subiu 6%. No Cursinho ph, a evolução de alunos e mensalidades foi de 3% e 4%, respectivamente. No Curso Preparatório do Anglo as matrículas no curso extensivo cresceram 15% em relação a 2012, com preços 5% abaixo aos praticados no mesmo período. Em conjunto, o negócio de Escolas e Cursos Preparatórios (Anglo, ph e ETB) encerraram o 1T13 com 16,5 mil alunos matriculados em 19 unidades, um crescimento de 7% em alunos em relação ao 1T12, quando havia 15,5 mil alunos matriculados. Vale mencionar que negócio de Escolas e Cursos Preparatórios, inclui o Sistema de Ensino Técnico da ETB, que oferece 14 cursos técnico tais como enfermagem, segurança, contador, eletricista entre outros e começou a ser comercializado no 2T12. Até o momento, a ETB assinou contratos com 65 instituições de ensino para 268 cursos, que estão iniciando atividades gradualmente ao longo do último trimestre de 2012 e ao longo de 2013 incrementando aos poucos as receitas deste negócio ao longo do ano.

8 CMV e DESPESAS No 1T13, o CMV total das Escolas e Cursos Preparatórios foi de R$ 15,8 milhões, 34% superior ao reportado no 1T12 (R$ 11,8 milhões). A variação de R$ 4,0 milhões no CMV das Escolas e Cursos Preparatórios foi principalmente decorrente: I. do aumento de 17 novas turmas no colégio ph, aumentando os custos pedagógicos e com monitores para atender a essa demanda. Conforme mencionado anteriormente, este crescimento desproporcional no aumento das matrículas do Ensino Fundamental 1, com turmas menores e com menor ticket médio é considerado estratégico para a captura de alunos mais jovens e diminuição da dependência do cursinho no faturamento do Grupo ph ao longo do tempo; II. III. da extensão de turmas do Colégio ph para a adoção do Sistema de Ensino ph, que foi lançado ao final de 2011, gerando um custo adicional com material didático, que em 2012 era menor, porém este custo é repassado aos pais de alunos, gerando uma receita complementar ao ph e portanto ao Grupo; e da mudança de reconhecimento de custos com pedagogos, alocados anteriormente como despesas gerais e administrativas e que passaram a ser alocadas como custos no montante de R$ 1,8 milhão. No 1T13, as despesas com vendas, gerais e administrativas das Escolas e Cursos Preparatórios, avançaram 8%, passando de R$ 15,6 milhões no 1T12 para R$ 16,8 milhões. A variação de R$ 1,2 milhão decorre, principalmente, da inclusão de despesas relacionadas ao Sistema de Ensino Técnico que não existia em 2012 (R$ 0,8 milhão), bem como ao aumento das despesas relacionadas aos serviços de terceiros (R$ 0,4 milhão). Vale destacar que nesse montante está expurgado o valor de R$ 1,8 milhão que passou a ser alocado como custo nessa linha de negócios, conforme descrito acima. IDIOMAS: Idiomas - R$ mm Societário 1T13 Receita Líquida 7,4 (-) Custos (4,5) (=) Lucro Bruto 2,9 Margem Bruta (%) 40% (-) Despesas (0,4) (=) Lucro (prejuízo) Operacional 2,5 (+) Depreciação e Amortização 0,0 (+) Amortização do Investimento Editorial 0,0 EBITDA 2,5 Margem EBITDA (%) 34%

9 No 1T13, tivemos o reconhecimento integral das receitas relacionadas aos negócios de Idiomas (Red Balloon) que apresentou receita líquida de R$ 7,4 milhões no 1T13, tendo encerrado o período com 13,5 mil alunos, matriculados em 34 unidades. Em 30 de abril de 2013, concluímos a operação de compra de 100% da Wise Up. Nesta data a Companhia aprovou a emissão de 8,4 milhões de units, conforme anunciado em Fato Relevante de 8/fev. A operação foi devidamente aprovada pelo CADE, sem restrições, portanto desde 1º de maio passamos a consolidar essa operação, que será reportada pró-rata na apresentação dos resultados do 2T13. Em 1º de abril de 2013 anunciamos a venda da participação minoritária da qual éramos titulares no capital social da Livemocha Inc., correspondente a ações preferenciais classe C, para a Rosetta Stone Inc., em virtude de cláusula de drag along no contrato de acionistas. Com o fechamento da operação, devemos receber em moeda corrente nacional o valor equivalente a US$ 158,5 mil de imediato, permanecendo o valor de US$ 204,1 mil em conta garantia pelo prazo de 18 meses. Esse evento em nada altera as operações que estão atualmente em fase de desenvolvimento com nossos parceiros no Brasil. PRODUTOS COMPLEMENTARES: Produtos Complementares - R$ mm 1T13 1T12 Var. Receita Líquida 4,2 0,3 1483% (-) Custos (2,0) (0,1) 3271% (=) Lucro Bruto 2,2 0,2 958% Margem Bruta (%) 52% 77% -25 p.p. (-) Despesas (3,2) (0,7) 387% (=) Lucro (prejuízo) Operacional (1,0) (0,5) 128% (+) Depreciação e Amortização 0,2 0,0 2130% (+) Amortização do Investimento Editorial 0,0 0,0-100% EBITDA (0,9) (0,3) 181% Margem EBITDA (%) -20% -115% 95 p.p. O segmento de Produtos Complementares inclui as iniciativas: AlfaCon: teve receita de R$ 2,7 milhões no 1T13, ainda no período, vendeu 11 mil cursos online por meio do seu site para mais de 8 mil alunos e obteve aprovação em diversos concursos de relevância nacional. Dentre outros, no TJ-SP foram mais de 400 alunos do AlfaCon aprovados; na PM-PR aprovados; no TRT-PR 389 aprovados; e no Banco do Brasil 169 aprovados. Além disso, o AlfaCon está se preparando para lançar no 2º trimestre a operação de cursos telepresenciais, em parceria com a Escola Satélite, e cursos presenciais em São Paulo, em substituição ao Curso SIGA do Anglo. Edumobi Foi criada no 2T12 para distribuir e comercializar conteúdo educacional no celular através de sua plataforma proprietária e por intermédio das operadoras de telefonia móvel. No

10 3T12 foi assinado contrato de integração com a operadora VIVO no modelo de matrícula com renovação semanal debitada automaticamente, em qualquer celular VIVO em todo o Brasil. O lançamento comercial aconteceu no 1T13 e encerrou março com 8 cursos disponíveis e mais de 7 mil alunos únicos. Para o 2T13, a Edumobi disponibilizará mais 11 novos cursos. O Líder em Mim Programa implantado para mais de 4,6 mil alunos do Ensino Fundamental I em 15 unidades de escolas dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, dentre as quais três são unidades do ph. O mix de escolas e o número máximo de unidades foram definidos de forma a garantir um bom teste piloto do programa, maximizando sua probabilidade de sucesso a longo prazo. Para 2014 será implantado também no Ensino Fundamental II. Escola Satélite Empresa de ensino telepresencial detentora de autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) que oferece cursos em parceria com diversas instituições de ensino, organizações dos setores público e privado e ONGs, já tendo operado mais de 800 telessalas em todo país. As aulas são transmitidas de estúdios de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Cascavel. No 1T13 a Escola Satélite lançou sua operação com franquias e no 2T13 dará início a esta operação com preparatórios para concursos públicos em parceria com a AlfaCon, cursos de Pós Graduação em parceria com a PUC Minas, e Preparatório para o ENEM Pré-Enem. Demais Iniciativas (i) Pré-Enem: curso preparatório para o Enem desenvolvido pelos professores da Abril Educação e oferecido nas modalidades telepresencial (via satélite), pela internet e via Edumobi iniciou seu período de matrículas no início do 2T13; (ii) Ei Você: empresa de e-learning com o propósito de oferecer treinamento profissionalizante e cursos livres através de ferramenta de LMS (Learning Management System). Os primeiros cursos deverão ser lançados no 2T13 em parceria com o SBT. GASTOS CORPORATIVOS: Gastos Corporativos - R$ mm 1T13 1T12 Var Receita Líquida 0,0 0,0... (-) Custos 0,0 0,0... (=) Lucro Bruto 0,0 0,0... Margem Bruta (%) (-) Despesas (11,9) (7,2) 65% (=) Lucro (prejuízo) Operacional (11,9) (7,2) 65% (+) Depreciação e Amortização 0, (+) Amortização do Investimento Editorial 0, EBITDA (11,9) (7,2) 65% Margem EBITDA (%) No 1T13, o total de gastos corporativos foi de R$ 11,9 milhões, R$ R$ 4,7 milhões acima dos gastos do 1T12. Deste crescimento, R$ 2,0 milhões são despesas não recorrentes com operações de M&A. Esse incremento de R$ 2,7 milhões está associado ao aumento da estrutura necessária para gestão de um portfolio mais diversificado de negócios, bem como à criação de estruturas independentes,

11 que antes eram compartilhadas com o Grupo Abril como, por exemplo, a área de contabilidade, a Diretoria Jurídica e a Diretoria de Recursos Humanos que foram total ou parcialmente internalizadas na Abril Educação após o 1T12. LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO No 1T13, o lucro líquido, após a participação dos minoritários, foi de R$ 36,3 milhões, frente ao lucro registrado no 1T12 de R$ 53,9 milhões, um recuo de 33%, em virtude da redução da receita reportada no trimestre e dos demais efeitos apresentados neste release. Ao ajustarmos o Lucro Líquido pelos efeitos previamente descritos para cada período, o Lucro Líquido teria totalizado R$ 49,4 milhões, +5% vs. 1T12, com margem líquida de 20%, estável em relação ao 1T12. No 1T13, o lucro líquido foi impactado pela amortização da mais valia de intangíveis relacionadas às aquisições recentes, no valor de R$ 6,9 milhões, e pelo imposto de renda/contribuição social diferido do Anglo e do ph, referente aos efeitos da amortização do ágio fiscal das duas operações no valor de R$ 9,4 milhões. Nenhum desses dois efeitos tem impacto no caixa da Companhia. Não fossem esses efeitos sem desembolso caixa, a Companhia teria registrado um lucro líquido de R$ 53,6 milhões no 1T13. DIVIDENDOS Em 5 de abril efetuamos o pagamento de dividendos, conforme manifestação favorável pelo nosso Conselho de administração. O montante total distribuído foi de R$ 23,8 milhões, o que representou 25% do lucro líquido do período, após a constituição de reserva legal de 5%, de acordo com as demonstrações financeiras de O dividendo por ação foi de R$ 0, ou R$ 0, por unit. INVESTIMENTOS CONSOLIDADOS Com base no demonstrativo de fluxo de caixa, os investimentos consolidados da Abril Educação no 1T13 foram destinados à aquisições de ativos imobilizados (veículos e equipamentos de computação) e intangíveis (sistemas de computação e softwares) no montante de R$ 5,0 milhões ou 2,2% da receita líquida no 1T13. No 1T13, o investimento editorial foi de R$ 9,8 milhões, comparativamente aos cerca de R$ 12 milhões desembolsados no 1T12. Esses recursos são destinados às produções de novas coleções, reformulação e atualizações de coleções e materiais das editoras e dos sistemas de ensino. GERAÇÃO DE CAIXA CONSOLIDADA A geração de caixa pelas operações no 1T13 foi de R$ 97,5 milhões, uma melhora de R$ 6,2 milhões em relação ao mesmo período de 2012, quando foram gerados R$ 91,3 milhões.

12 A variação positiva na geração de caixa decorre (i) da incorporação ao resultado das aquisições ocorridas ao longo do ano de 2012, em especial GEO e Red Balloon; e (ii) crescimento dos recebimentos do Sistema Anglo e do Colégio ph, compensando em parte a redução dos recebimentos advindos dos programas de governo (PNLD 2013) nas Editoras Ática e Scipione adiantados em virtude da entrega de 100% do volume do programa dentro do ano de ESTRUTURA DE CAPITAL CONSOLIDADA Em março de 2013, o endividamento consolidado líquido da Abril Educação era de R$ 161,2 milhões, equivalente à dívida bruta de R$ 547,2 milhões, líquida de disponibilidades de caixa de R$ 386,0 milhões. Do total da dívida, 74% correspondiam a dívidas de longo prazo. Ao final de março de 2013, o Patrimônio Líquido da empresa era de R$ 1.083,7 milhões. DESEMPENHO DA AÇÃO As UNITS da Abril Educação são listadas no Nível 2 de Governança Corporativa da BMF&BOVESPA. Cada UNIT corresponde a uma ação ordinária (ON) da Companhia, combinada a duas de suas ações preferenciais (PN). Até o dia 10 de maio de 2013 as UNITS da Abril Educação tiveram uma valorização de 120%, sobre o preço do fechamento do IPO, ante uma variação de -7% do Índice Bovespa, em igual período. 60 Preço (R$) vs. Volume (R$ mm) (26/07/2011 a 10/05/2013) 40 Preço Ação -R$ , R$ em Milhões ,00* jul 22-set 22-nov 18-jan 19-mar 16-mai 13-jul 10-set 7-nov 10-jan 12-mar 9-mai *Preço na abertura de capital. Baseado no preço de fechamento. Volume (R$) Preço

13 DEMOSTRAÇÃO DE RESULTADOS POR LINHAS DE NEGÓCIOS 1T13 Societário (R$ mm) Por Linhas de Negócios -R$ mm Resultado 1T13 Editoras Sistemas de Ensino Escolas e Cursos Prep. Idiomas Outros Gastos Corporativos Eliminações Mais-valia Consolidado AE Receita Líquida 107,2 78,3 31,9 7,4 4,2 0,0 (4,2) 0,0 224,9 (-) Custos (24,3) (18,9) (15,8) (4,5) (2,0) 0,0 4,2 0,0 (61,3) (=) Lucro Bruto 82,9 59,4 16,1 2,9 2,2 0,0 0,0 0,0 163,6 Margem Bruta (%) 77% 76% 51% 40% 52%... 0%... 73% (-) Despesas (41,9) (15,2) (16,8) (0,4) (3,2) (11,9) 0,0 (6,9) (96,2) (=) Lucro (prejuízo) Operacional 41,0 44,2 (0,6) 2,5 (1,0) (11,9) 0,0 (6,9) 67,4 (+) Depreciação e Amortização 1,8 0,4 0,8 0,0 0,2 0,0 0,0 6,9 10,1 (+) Amortização do Investimento Editorial 5,7 1,9 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 7,6 EBITDA 48,6 46,6 0,1 2,5 (0,9) (11,9) 0,0 0,0 85,1 Margem EBITDA (%) 45% 59% 0% 34% -20%... 0%... 38% 1T12 Societário (R$ mm) Por Linhas de Negócios -R$ mm Resultado 1T12 Editoras Sistemas de Ensino Escolas e Cursos Prep. Idiomas Outros Gastos Corporativos Eliminações Mais-valia Consolidado AE Receita Líquida 144,9 71,1 33,2 0,0 0,3 0,0 (0,6) 0,0 248,8 (-) Custos (38,7) (14,4) (11,8) 0,0 (0,1) 0,0 0,6 0,0 (64,4) (=) Lucro Bruto 106,1 56,7 21,4 0,0 0,2 0,0 0,0 0,0 184,4 Margem Bruta (%) 73% 80% 64%... 77%... 0%... 74% (-) Despesas (48,7) (14,6) (15,6) 0,0 (0,7) (7,2) 0,0 (6,6) (93,3) (=) Lucro (prejuízo) Operacional 57,4 42,0 5,8 0,0 (0,5) (7,2) 0,0 (6,6) 91,2 (+) Depreciação e Amortização 1,8 0,2 0,3 0,0 0,0 0,0 0,0 6,6 8,9 (+) Amortização do Investimento Editorial 8,4 1,6 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 10,0 EBITDA 67,7 43,8 6,1 0,0 (0,3) (7,2) 0,0 0,0 110,1 Margem EBITDA (%) 47% 62% 18% %... 0%... 44% 1T13 vs. 1T12 Variação (%) Por Linhas de Negócios -Variação % Editoras Sistemas de Ensino Escolas e Cursos Prep. Idiomas Outros Gastos Corporativos Eliminações Mais-valia Consolidado AE Receita Líquida -26% 10% -4% % % % (-) Custos -37% 31% 34% % %... -5% (=) Lucro Bruto -22% 5% -25% % % Margem Bruta (%) 4 p.p. -4 p.p. -13 p.p p.p p.p p.p. (-) Despesas -14% 4% 8% % 65%... 5% 3% (=) Lucro (prejuízo) Operacional -29% 5% -111% % 65%... 5% -26% (+) Depreciação e Amortização 0% 114% 150% % % 13% (+) Amortização do Investimento Editorial -32% 18% % % EBITDA -28% 6% -98% % 65% % Margem EBITDA (%) -2 p.p. -3 p.p. -18 p.p p.p p.p p.p.

Resultados 2T12 / 1S12

Resultados 2T12 / 1S12 Abril Educação encerrou o 2T12 com uma receita líquida de R$ 102,5 milhões e crescimento de 28% sobre 2T11. São Paulo, 14 de agosto de 2012 - A Abril Educação S.A. (BM&FBOVESPA: ABRE11) divulga seus resultados

Leia mais

RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15

RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15 RECEITA LÍQUIDA ALCANÇA R$ 374,7 MILHÕES NO 1T15 São Paulo, 11 de maio de 2015 - A Abril Educação S.A. (BM&FBOVESPA: ABRE3) divulga seus resultados do 1º trimestre de 2015 (1T15). Os comentários aqui incluídos

Leia mais

Resultado 1T12. Resultados 2T12 / 1S12

Resultado 1T12. Resultados 2T12 / 1S12 Resultado 1T12 Resultados / 1S12 15 de agosto de 2012 Eventos Extraordinários Correção da Baixa de Inventário de Anos Anteriores (R$ 20,3 milhões) Destruição de Obsoletos (R$ 34,4 milhões) (+) (-) (-)

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T13

Apresentação de Resultados 1T13 Apresentação de Resultados 14 de Maio de 2013 Resultados Resultados 4T13/2013 13 de Maio de 2014 28 de Fevereiro de 2014 Destaques do Período Receita Líquida - R$ mm EBITDA ajustado & Margem (%) - R$ mm

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T13

Apresentação de Resultados 1T13 Apresentação de Resultados 1T13 14 de Maio de 2013 Resultados / 13 de Agosto de 2013 Destaques 1 2 3 4 5 6 7 Geração de Caixa de R$ 78,0 milhões no, um crescimento de 26% vs. 2T12. No semestre, o total

Leia mais

Resultados 4T12 / 2012

Resultados 4T12 / 2012 Abril Educação encerrou o ano de 2012 com uma receita líquida de R$ 883,5 milhões, um crescimento de 14% sobre 2011. O EBITDA consolidado, expurgado o ajuste extraordinário, foi de R$ 274,6 milhões em

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

Expansão do Foco para consolidar a liderança

Expansão do Foco para consolidar a liderança Novembro, 2012 Expansão do Foco para consolidar a liderança Longa tradição em Educação Novo foco Spin-off Spin-off da Abril S.A., 100% controlada pela Família Civita Abril S.A. adquire as editoras Ática

Leia mais

Reunião APIMEC / Abril Educação

Reunião APIMEC / Abril Educação Reunião APIMEC / Abril Educação Aviso Legal Aviso Legal O presente documento não deve em nenhuma circunstância, ser considerado uma recomendação de investimento nas Units. Antes de investir nas Units,

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T11

Apresentação de Resultados 3T11 Apresentação de Resultados 3T11 Aviso Legal Aviso Legal O presente documento não deve em nenhuma circunstância, ser considerado uma recomendação de investimento nas Units. Antes de investir nas Units,

Leia mais

Comentários de Desempenho ITR 2T/11 Mensagem da Administração O segundo trimestre de 2011 encerrou-se com importantes avanços no desenvolvimento da Abril Educação e na execução de sua estratégia de diversificação

Leia mais

Abril Educação S.A. Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2011 e Relatório dos Auditores Independentes

Abril Educação S.A. Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2011 e Relatório dos Auditores Independentes Abril Educação S.A. Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2011 e Relatório dos Auditores Independentes ABRIL EDUCAÇÃO S.A. Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2011 e Relatório dos Auditores

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

EBITDA SOBE 23% NO ANO, QUE SE ENCERRA COM FORTE CAPTAÇÃO EM SISTEMAS DE ENSINO E CRESCIMENTO DO GRUPO OMETZ

EBITDA SOBE 23% NO ANO, QUE SE ENCERRA COM FORTE CAPTAÇÃO EM SISTEMAS DE ENSINO E CRESCIMENTO DO GRUPO OMETZ EBITDA SOBE 23% NO ANO, QUE SE ENCERRA COM FORTE CAPTAÇÃO EM SISTEMAS DE ENSINO E CRESCIMENTO DO GRUPO OMETZ São Paulo, 27 de fevereiro de 2014 - A Abril Educação S.A. (BM&FBOVESPA: ABRE11) divulga seus

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T11

Apresentação de Resultados 2T11 Apresentação de Resultados 2T11 Aviso Legal Aviso Legal Encontra-se em curso a distribuição pública inicial primária e secundária de certificados de depósitos de ações ( Units ) de emissão da Abril Educação

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3)

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) Análise Setorial Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) A Sabesp divulgou ontem (09/05/2013, após o encerramento do mercado, seus números referentes ao primeiro trimestre de 2013. O

Leia mais

Resultados 2T13 e 1S13

Resultados 2T13 e 1S13 Resultados 2T13 e 1S13 Relações com Investidores RSID3: R$ 2,87 por ação OTC: RSRZY Total de ações: 428.473.420 Valor de mercado: R$ 1,3 bilhão Teleconferência 15 de Agosto de 2013 Em Português com Tradução

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS - CONSOLIDADA

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS - CONSOLIDADA ABRIL EDUCAÇÃO ENCERRA SEGUNDO TRIMESTRE COM RECEITA DE R$ 164,7 MILHÕES COM AVANÇO DE 61%, EM RELAÇÃO AO MESMO TRIMESTRE DE 2012, E EBITDA DE R$ 24,8 MILHÕES. São Paulo, 12 de agosto de 2013 - A Abril

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 A Itautec S.A., companhia brasileira de capital aberto atuante no setor de tecnologia em soluções de automação bancária, automação

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões Blumenau SC, 11 de fevereiro de 2015 A Cremer S.A. (BM&FBovespa: CREM3), fornecedora de produtos para cuidados com a saúde nas áreas de primeiros socorros, cirurgia, tratamento e higiene, anuncia seus

Leia mais

Apresentação Institucional Novembro 2014

Apresentação Institucional Novembro 2014 Apresentação Institucional Novembro 2014 O Mercado de Educação Mercado Potencial da ABRE O segmento de Ensino Básico é muito maior que o segmento de Ensino Superior... 84% dos estudantes do Brasil estão

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 30

Leia mais

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Prezados acionistas A administração da WLM Indústria e Comércio S.A. (WLM), em conformidade com as disposições

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

BTG Pactual V LatAm CEO Conference Outubro 2014

BTG Pactual V LatAm CEO Conference Outubro 2014 BTG Pactual V LatAm CEO Conference Outubro 2014 O Mercado de Educação Mercado Potencial da ABRE O segmento de Básico é muito maior que o segmento de Superior... 84% dos estudantes do Brasil estão no Básico

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro 2015

Apresentação Institucional. Novembro 2015 Apresentação Institucional Novembro 2015 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 3ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Resultados 2T15 17 de Agosto de 2015

Resultados 2T15 17 de Agosto de 2015 Resultados 17 de Agosto de 2015 Destaques Estratégicos Destaques do Período Eventos Subsequentes 18 de Junho de 2015 Assinatura do contrato de aquisição da Saraiva Educação. A aquisição está sujeita a

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

3T11 Teleconferência de Resultados

3T11 Teleconferência de Resultados 3T11 Teleconferência de Resultados 16 de novembro de 2011 A GP Investments apresenta seus resultados de private equity excluindo as participações de não-controladores com o objetivo de refletir a sua participação

Leia mais

Encontro com Investidores

Encontro com Investidores Encontro com Investidores 11 Dezembro 2014 Diretrizes estratégicas Nossas 5 principais frentes estratégicas Foco Liderar o mercado de educação básica de qualidade, servindo e operando escolas complementada

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

SOMOS EDUCAÇÃO S.A. Demonstrações Financeiras

SOMOS EDUCAÇÃO S.A.  Demonstrações Financeiras z SOMOS EDUCAÇÃO S.A. Demonstrações Financeiras Informações Trimestrais ITR em 31 de março de e Relatório sobre a revisão de Informações Trimestrais SOMOS EDUCAÇÃO S.A. INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS - ITR em

Leia mais

CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014:

CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014: PARIS, 28 de julho de 2015 O Conselho de Administração da Teleperformance, líder mundial em multichannel customer experience, examinou recentemente os relatórios financeiros consolidados para o semestre

Leia mais

Operadora: Alexandre Dias:

Operadora: Alexandre Dias: Operadora: Boa tarde, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência de resultados do 3T da Anhanguera Educacional. Hoje nós temos a presença do Sr. Alexandre Dias, CEO da Companhia, Sr. Ricardo

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

GTD PARTICIPAÇÕES S.A.

GTD PARTICIPAÇÕES S.A. GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0%

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0% Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26 de abril de 2006 Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT;BOVESPA:EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 Resultados Janeiro Março / 2011 ÍNDICE MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 DIVIDENDOS E

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

Gostaria agora de passar a palavra ao Sr. Manoel Amorim, Diretor Presidente. Por favor, Sr. Manoel, pode prosseguir.

Gostaria agora de passar a palavra ao Sr. Manoel Amorim, Diretor Presidente. Por favor, Sr. Manoel, pode prosseguir. Operadora: Bom dia, senhoras e senhores, e obrigada por aguardarem. Sejam bem vindos à teleconferência da Abril Educação para apresentação dos resultados do 4T13. Estão presentes os senhores Manoel Amorim,

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES SA EMP PART Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES SA EMP PART Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Apresentação Unidas. Maio 2014

Apresentação Unidas. Maio 2014 Apresentação Unidas Maio 2014 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 2ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T05

Divulgação de Resultados 3T05 Localiza Anuncia EBITDA de R$70,8 milhões no 3T05 Receita Líquida cresce 49,1% e EBITDA cresce 31,1% Belo Horizonte, 8 de novembro de 2005 - A Localiza Rent A Car S.A. (Bovespa: RENT3), a maior rede de

Leia mais

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões.

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões. Desempenho Operacional e Financeiro Consolidado As informações contidas neste comunicado são apresentadas em Reais e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem

Leia mais

Abril Educação S.A. Demonstrações Financeiras Individuais e Consolidadas em 31 de dezembro de 2012 e Relatório dos Auditores Independentes

Abril Educação S.A. Demonstrações Financeiras Individuais e Consolidadas em 31 de dezembro de 2012 e Relatório dos Auditores Independentes Abril Educação S.A. Demonstrações Financeiras Individuais e Consolidadas em 31 de dezembro de 2012 e Relatório dos Auditores Independentes ABRIL EDUCAÇÃO S.A. Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro

Leia mais

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7%

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% Mogi Guaçu (SP), 11 de agosto de 2014 - A MAHLE Metal Leve S.A. (BM&FBOVESPA: LEVE3), Companhia líder na fabricação e comercialização de

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

IDEIASNET ANUNCIA RECEITA BRUTA RECORDE EM 2005

IDEIASNET ANUNCIA RECEITA BRUTA RECORDE EM 2005 IDEIASNET ANUNCIA RECEITA BRUTA RECORDE EM 2005 Rio de Janeiro, 04 de abril de 2006 A Ideiasnet S.A. (Bovespa: IDNT3), veículo para investimento de longo prazo em Tecnologia de Informação (TI) no Brasil,

Leia mais

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação BM&FBOVESPA ANUNCIA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 Derivativos e outras receitas não ligadas a volumes direcionaram o crescimento na receita total Crescimento do lucro líquido ajustado 1 resultou,

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014 LUPATECH S.A. CNPJ/MF nº 89.463.822/0001-12 NIRE 43300028534 Companhia Aberta de Capital Autorizado Novo Mercado Relatório da Administração Mensagem da Administração Senhores

Leia mais

Obrigado. Octavio Pereira Lopes

Obrigado. Octavio Pereira Lopes Mensagem do CEO Apesar de um contexto macroeconômico longe do ideal, continuamos avançando na execução do nosso plano estratégico de longo prazo. Novamente, nossa performance foi acima do crescimento de

Leia mais

A seguir, a correção da prova de Contador da Prefeitura de Niterói. Não vislumbramos possibilidade de recursos.

A seguir, a correção da prova de Contador da Prefeitura de Niterói. Não vislumbramos possibilidade de recursos. Olá, meus amigos! A seguir, a correção da prova de Contador da Prefeitura de Niterói. Não vislumbramos possibilidade de recursos. Forte abraço. Gabriel Rabelo/Luciano Rosa. Sigam nossas redes sociais!

Leia mais

Receita bruta de Serviços Logísticos recorde de R$ 3.659,8 (+19,0%) e EBITDA da JSL Consolidada de R$ 713,6 (+16,9%), cumprimento do guidance 2013

Receita bruta de Serviços Logísticos recorde de R$ 3.659,8 (+19,0%) e EBITDA da JSL Consolidada de R$ 713,6 (+16,9%), cumprimento do guidance 2013 Mogi das Cruzes, 25 de fevereiro de 2014 A JSL (BM&FBOVESPA: JSLG3 e ADR Nível 1: JSLGY), empresa com o mais amplo portfólio de serviços logísticos do Brasil e líder em seu segmento em termos de receita

Leia mais

Apresentação de Resultados do 4T13

Apresentação de Resultados do 4T13 Apresentação de Resultados do 4T13 Geraldo Bom dia a todos. Em nome da M DIAS BRANCO, gostaria de agradecer a presença dos senhores em nossa teleconferência para discussão dos resultados da Companhia no

Leia mais

Destaques do Resultado

Destaques do Resultado RESULTADOS DO 4T09 E 2009 RECEITA LÍQUIDA de R$1 bilhão; EBITDA de R$119 milhões; MARGEM EBITDA de 12%, aumento de 2 p.p.; LUCRO LÍQUIDO ajustado de R$78 milhões em 2009 Rio de Janeiro, 17 de Março de

Leia mais

Destaques do 3º trimestre de 2015

Destaques do 3º trimestre de 2015 Destaques do 3º trimestre Principais Destaques Manutenção dos níveis de EBITDA consolidado e de margem EBITDA, apesar da sobreoferta de aço mundial e das adversidades econômicas no Brasil. Redução de 5,9%

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES A Receita dos Serviços de Locação da Ouro Verde registrou novamente crescimento significativo, de 25,0% na comparação com o 1S13. A receita líquida total, incluindo

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO

ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Em geral as estatísticas sobre a economia brasileira nesse início de ano não têm sido animadoras

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO Olá, pessoal! Hoje trago uma aula sobre a Demonstração do Valor Adicionado DVA, que foi recentemente tornada obrigatória para as companhias abertas pela Lei 11.638/07, que incluiu o inciso V ao art. 176

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Proposta de Administração

Proposta de Administração Proposta de Administração São Paulo, 19 de março de 2010. A BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros vem, por meio deste, submeter às Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, a serem

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014 POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14 11 de novembro de 2014 Seção I Destaques 3T14 Positivo Informática registra lucro líquido de R$ 13,5 milhões no 3T14 Retomada dos volumes no varejo e aceleração no

Leia mais

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set DISCUSSÃO E ANÁLISE PELA ADMINISTRAÇÃO DO RESULTADO NÃO CONSOLIDADO DAS OPERACÕES: PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2001 COMPARATIVO AO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2000 (em milhões de reais, exceto

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 1. Mercado de Capitais Cotações: (14/05/2010) ALPA3 R$ 6,10 ALPA4 R$ 5,95 Valore de Mercado: R$ 2,1 bilhões 2. Teleconferência Data: 18/05/2010 às 16h00

Leia mais

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas Blumenau, 07 de maio de 2008 Cia. Hering (Bovespa: HGTX3), uma das maiores empresas de varejo e design de vestuário do Brasil, divulga os resultados do 1º trimestre de 2008 (1T08). As informações operacionais

Leia mais

Press Release 2T15 12/08/2015

Press Release 2T15 12/08/2015 Press Release 2T15 12/08/2015 Sumário 1. Destaques do período... 4 2. Sumário de resultados... 5 3. Receita bruta... 6 3.1 Produtos de bancassurance... 6 3.1.1 Vida... 7 3.1.2 Habitacional... 7 3.1.3 Prestamista...

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Bom dia, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Inpar para discussão dos resultados referentes

Leia mais

ANEXO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2)

ANEXO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS Deliberação CVM nº 640, de 7 de outubro de 2010 (Pág. 57) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 02(R2) do Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC sobre efeitos das mudanças

Leia mais

Opportunity. Resultado. Agosto de 2012

Opportunity. Resultado. Agosto de 2012 Opportunity Equity Hedge FIC FIM Agosto de 2012 Resultado Ao longo do segundo trimestre de 2012, o Opportunity Equity Hedge alcançou uma rentabilidade de 5% depois de taxas, o que representa 239,6% do

Leia mais

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões 4 T 10 Passo Fundo, 14 de março de 2011 A Grazziotin (BM&FBOVESPA: CGRA3 e CGRA4), empresa de comércio varejista do segmento de vestuário e utilidades domésticas, localizada na região sul do país, divulga

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T14 BHG (BHGR3 BZ) 27 de março de 2015. Luiz Felipe de Sá:

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T14 BHG (BHGR3 BZ) 27 de março de 2015. Luiz Felipe de Sá: Bom dia, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência dos resultados referentes ao 4T14 da BHG S.A. Brazil Hospitality Group. Hoje temos a presença do Sr. Eduardo de Salles Bartolomeo, CEO,

Leia mais

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015.

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Bruno Carobrez Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com Investidores (55 11) 3175-2920

Leia mais

AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14

AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14 AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14 Barueri, 29 de Julho de 2014 A Cielo S.A. (BM&FBOVESPA: CIEL3 / OTCQX: CIOXY) anuncia hoje seus resultados do segundo trimestre

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade

Leia mais

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%)

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%) o Margem Bruta atinge 42% no 3T07 e distribuição de proventos chega a R$ 40 milhões nos 9M07. 3T07 Cotação (31/10/07) ETER3 R$/ação 8,46 US$/ação 4,83 Base Acionária (31/10/07) Total 72.555.934 Free Float

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais